SlideShare uma empresa Scribd logo
João Marcos Ferreira
Equação do Segundo Grau
Coeficientes
Equação Completa e incompleta
Raízes: o que significa; como se calcula; condições
para a sua existência.
Soluções particulares de uma equação do 2º Grau
Relação entre os coeficientes e as raízes
Processo do completamento de quadrados
Objetivos
• Reconhecer uma equação do 2º Grau
• Identificar os seus coeficientes a, b, c
• Reconher uma equação completa e uma
incompleta, e as condições de existência das
raízes
• Obter as raízes da equação do 2º usando, os
diferentes processo aqui abordados
• Solucionar problemas que envolvam, equação
do 2º Grau
João Marcos Ferreira
• Uma equação do tipo ax²+bx+c=0 é
• denominada equação completa do 2º GRAU
• Onde :
• a, b,c são coeficientes e x a variável ou raiz
• e a ≠ 0
• O que determina o grau é o expoente da
• Variável x
João Marcos Ferreira
João Marcos Ferreira
• Completa
• x² - 4x – 3 = 0, onde a = 1, b = - 4 e c = - 3
• Incompletas
• x² - 9 = 0, onde a = 1, b = 0 e c = - 9
• 6x² = 0, onde a = 6, b = 0 e c = 0
• - 4x² + 2x, onde a = - 4, b = 2 e c = 0
São exemplos de equação do 2º grau:
RAÍZES DE UMA EQUAÇÃO DO 2º
GRAU
• Seja a Equação:
• x² - 9 = 0, onde a = 1, b = 0 e c = - 9
• x² = 9 assim, x = ± √9
• X´=3 ou x´´= -3 substituindo-se na equação,
têm-se que:
• (3) ² – 9 = 0 ou (-3) ² – 9 = 0
• As raízes, são valores de x que satisfazem a
igualdade ou seja: são os zeros da equação
João Marcos Ferreira
João Marcos Ferreira
A Fórmula de Báscara
Essa fórmula, que permite obter as raízes da equação do
2° grau é conhecida como fórmula de Báscara(1114-
1185, nascido na Índia, o mais importante matemático
do séc. XII
O Nº DE RAIZES ESTÁ ASSOCIADO AO GRAU DA
EQ.
João Marcos Ferreira
Existência de Raízes Reais
Denominamos discriminante da equação do 2° grau ax²+bx+c = 0
a expressão b² -4ac, que representamos pela letra grega ∆
Observando a dedução da fórmula de Báscara, podemos concluir
A equação do 2° grau tem raízes reais se, e somente se, ∆≥
0.
As raízes são dadas por:
Temos ainda:
∆>0  as duas raízes são números reais distintos.
∆=0  as duas raízes são números reais iguais.
∆<0  não existem raízes reais.
João Marcos Ferreira
Exemplo 1
Na equação 3x² +4x +1= 0
Temos: a= 3 b=4 c=1
∆=b² -4ac=
∆ =4² -4.3.1 =
∆ = 16 – 12 =
∆= 4
Como ∆>0, a equação possui duas raízes reais distintas. As raízes são:
x’ = - 4 +2 = -2 = -1
x= - 4 ± √4 = - 4 ±2 6 6 3
2.3 6
x’’ = - 4 -2 = -6 = -1
6 6
João Marcos Ferreira
Exemplo 2
Na equação 9x² + 12x + 4 = 0
Temos: a= 9 b= 12 c= 4
∆=b² -4ac=
∆= 12² - 4.9.4 =
∆=144 – 144=
∆= 0
Como ∆= 0, a equação possui duas raízes reais iguais.
As raízes são:
x’ = -12+ 0 = -2
x= -12 ± √0 = 18 3
2.9 x’’ = -12 – 0 = -2
18 3
João Marcos Ferreira
Exemplo 3
Na equação 2x² + 5x + 9 =0
Temos: a= 2 b=5 c= 9
∆=b² -4ac=
∆=5² - 4 .2. 9=
∆= 25 – 72 =
∆= - 47
Como ∆< 0, a equação não possui raízes reais. O conjunto solução
em R é S =Ø.
João Marcos Ferreira
Exemplo 04
1- Na equação 0
5
4
² 

 x
x
)
5
.(
1
.
4
)²
4
(
4
²







 ac
b
36
20
16 



Como ∆ > 0 a função tem dois zeros reais. Assim:
a
b
x
2




João Marcos Ferreira
Calculemos agora seus zeros:
1
.
2
36
)
4
( 



x




















1
2
2
2
6
4
'
'
5
2
10
2
6
4
'
2
6
4
x
x
x
Logo, os zeros da função são – 1 e 5
SOLUÇÕES PARTICULARES
• ax²+bx=0 portanto, c=0
• têm-se fatorando que: x(ax+b)=0
• Ou seja: x=0 ou ax+b=0, donde se conclui
• Que ax=-b e x= -b/a
• Logo as raizes são: x´=0 ou x´´=-b/a
• Seja: 3x² -5x=0 fatorando x: x(3x-5)=0
• Assim: x´=0 ou 3x-5=0 logo 3x=5 e x´´=5/3
João Marcos Ferreira
Relações entre coeficientes e raízes
Se em ax²+bx+c=0, a=1
Temos então que x²+bx+c=0.
Pode-se demonstrar que as raízes da equação,
nesse caso, serão tais que:
x´+x´´= -b e x´.x´´=c ,
logo em x²-5x+6=0 temos
Mentalmente que: x´=2 e x´´=3
João Marcos Ferreira
Processo do completamento de
quadrados
• Baseado na interpretação geométrica
dada pelos gregos a (a + b)2
• Al-Khowarizmi, século IX, estabeleceu um
processo geométrico para resolução de
Equação do 2o Grau Completa.
Representação Geométrica
a b
a b
(a + b)2 = a2 + 2ab + b2
a2
ab
ab
b2
x2 + 6x
x 3
3
x
x 3
x 2+ 6x + 32 = (x + 3)2
x2
3x
3x
32
Resolução da equação
x2 + 6x + 8 = 0
• Passa 8 para o 2o membro
x2 + 6x = - 8
• Como na representação geométrica
acrescentamos 32
x2 + 6x + 32 = - 8 + 32
(x + 3)2 = - 8 + 9
(x + 3)2 = 1
• Tira-se então, a raiz quadrada de ambos
os membros
(x + 3) =  1
x + 3 = 1 x = 1 – 3 x´ = - 2
x + 3 = - 1 x = - 1 – 3 x´´ = - 4
S = {- 4, -2}
Seja Equação: x2 – 2x – 8 = 0
• Teremos então x2 – 2x = 8, passando 8
• como na representação geométrica
acrescentamos 12 aos dois membros teremos
• x2 – 2x + 12 = 12 + 8 logo (x – 1)2 = 9
• Extraimos a raiz quadrada : (x – 1) =  3
• Calculemos 1º raiz x – 1 = 3, x´ = 4
• Calculemos a 2ª raiz : x – 1 = - 3 e X´´ = - 2
• o conjunto das raizes será S = {- 2, 4}
João Marcos Ferreira
Passemos agora para a resolução
de alguns exercicios
• Espero que todos tenham aproveitado esta
• rápida aula. As anotações são importantes
• para o caso de precisarem rever o assunto
• Obrigado pela audiência.
• Prof. Demerval Dias Miranda
João Marcos Ferreira

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt

Educogente 9° ano -aula 1 - equação do 2° grau -
Educogente   9° ano -aula 1 - equação do 2° grau -Educogente   9° ano -aula 1 - equação do 2° grau -
Educogente 9° ano -aula 1 - equação do 2° grau -
Patrícia Costa Grigório
 
Equações
EquaçõesEquações
Equações
Daniela F Almenara
 
Equação do 2º grau
Equação do 2º grauEquação do 2º grau
Equação do 2º grau
DayzeCampany
 
Históra da equação 2º grau
Históra da equação 2º grauHistóra da equação 2º grau
Históra da equação 2º grau
profzero84
 
EquaçãO Do 2º Grau Autor Antonio Carlos C Barroso
EquaçãO Do 2º Grau Autor Antonio Carlos C BarrosoEquaçãO Do 2º Grau Autor Antonio Carlos C Barroso
EquaçãO Do 2º Grau Autor Antonio Carlos C Barroso
Antonio Carneiro
 
2317 equacao-do-2c2ba-grau-8c2aa-ef
2317 equacao-do-2c2ba-grau-8c2aa-ef2317 equacao-do-2c2ba-grau-8c2aa-ef
2317 equacao-do-2c2ba-grau-8c2aa-ef
elainepalasio
 
Equação do 2º grau
Equação do 2º grauEquação do 2º grau
Equação do 2º grau
Robson Nascimento
 
Equação do 1º e 2º grau
Equação do 1º e 2º grauEquação do 1º e 2º grau
Equação do 1º e 2º grau
Zaqueu Oliveira
 
Matemática básica radiciação equações
Matemática básica radiciação equaçõesMatemática básica radiciação equações
Matemática básica radiciação equações
Alessandro Lisboa
 
Resumo de aula resolução de equações do 2º grau
Resumo de aula   resolução de equações do 2º grauResumo de aula   resolução de equações do 2º grau
Resumo de aula resolução de equações do 2º grau
SENAI/FATEC - MT
 
Equações do 2ºgrau, Função Polinomial do 1º e 2º grau, Semelhanças, Segmentos...
Equações do 2ºgrau, Função Polinomial do 1º e 2º grau, Semelhanças, Segmentos...Equações do 2ºgrau, Função Polinomial do 1º e 2º grau, Semelhanças, Segmentos...
Equações do 2ºgrau, Função Polinomial do 1º e 2º grau, Semelhanças, Segmentos...
Zaqueu Oliveira
 
Equação do 2º grau resolução.pptx
Equação do 2º grau resolução.pptxEquação do 2º grau resolução.pptx
Equação do 2º grau resolução.pptx
marta69818
 
EquaçãO Do 2º Grau
EquaçãO Do 2º GrauEquaçãO Do 2º Grau
EquaçãO Do 2º Grau
Cidhanry Silveira
 
EquçõEs AlgéBricas
EquçõEs AlgéBricasEquçõEs AlgéBricas
EquçõEs AlgéBricas
guestb1f993
 
Ap matematica
Ap matematicaAp matematica
Ap matematica
marcioluiz2008
 
Slides Equacao do 2 grau Matemática ensino médio.pdf
Slides Equacao do 2 grau Matemática ensino médio.pdfSlides Equacao do 2 grau Matemática ensino médio.pdf
Slides Equacao do 2 grau Matemática ensino médio.pdf
Breno776596
 
matematica
matematica matematica
Prof robsonlistaeq2graurevprova2012
Prof robsonlistaeq2graurevprova2012Prof robsonlistaeq2graurevprova2012
Prof robsonlistaeq2graurevprova2012
Centro Social Marista Ecológica
 
Exercicios
ExerciciosExercicios
Exercicios
nosbier
 
Prof robsonlistaeq2graurevprova2012
Prof robsonlistaeq2graurevprova2012Prof robsonlistaeq2graurevprova2012
Prof robsonlistaeq2graurevprova2012
Mardson Pimenta
 

Semelhante a FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt (20)

Educogente 9° ano -aula 1 - equação do 2° grau -
Educogente   9° ano -aula 1 - equação do 2° grau -Educogente   9° ano -aula 1 - equação do 2° grau -
Educogente 9° ano -aula 1 - equação do 2° grau -
 
Equações
EquaçõesEquações
Equações
 
Equação do 2º grau
Equação do 2º grauEquação do 2º grau
Equação do 2º grau
 
Históra da equação 2º grau
Históra da equação 2º grauHistóra da equação 2º grau
Históra da equação 2º grau
 
EquaçãO Do 2º Grau Autor Antonio Carlos C Barroso
EquaçãO Do 2º Grau Autor Antonio Carlos C BarrosoEquaçãO Do 2º Grau Autor Antonio Carlos C Barroso
EquaçãO Do 2º Grau Autor Antonio Carlos C Barroso
 
2317 equacao-do-2c2ba-grau-8c2aa-ef
2317 equacao-do-2c2ba-grau-8c2aa-ef2317 equacao-do-2c2ba-grau-8c2aa-ef
2317 equacao-do-2c2ba-grau-8c2aa-ef
 
Equação do 2º grau
Equação do 2º grauEquação do 2º grau
Equação do 2º grau
 
Equação do 1º e 2º grau
Equação do 1º e 2º grauEquação do 1º e 2º grau
Equação do 1º e 2º grau
 
Matemática básica radiciação equações
Matemática básica radiciação equaçõesMatemática básica radiciação equações
Matemática básica radiciação equações
 
Resumo de aula resolução de equações do 2º grau
Resumo de aula   resolução de equações do 2º grauResumo de aula   resolução de equações do 2º grau
Resumo de aula resolução de equações do 2º grau
 
Equações do 2ºgrau, Função Polinomial do 1º e 2º grau, Semelhanças, Segmentos...
Equações do 2ºgrau, Função Polinomial do 1º e 2º grau, Semelhanças, Segmentos...Equações do 2ºgrau, Função Polinomial do 1º e 2º grau, Semelhanças, Segmentos...
Equações do 2ºgrau, Função Polinomial do 1º e 2º grau, Semelhanças, Segmentos...
 
Equação do 2º grau resolução.pptx
Equação do 2º grau resolução.pptxEquação do 2º grau resolução.pptx
Equação do 2º grau resolução.pptx
 
EquaçãO Do 2º Grau
EquaçãO Do 2º GrauEquaçãO Do 2º Grau
EquaçãO Do 2º Grau
 
EquçõEs AlgéBricas
EquçõEs AlgéBricasEquçõEs AlgéBricas
EquçõEs AlgéBricas
 
Ap matematica
Ap matematicaAp matematica
Ap matematica
 
Slides Equacao do 2 grau Matemática ensino médio.pdf
Slides Equacao do 2 grau Matemática ensino médio.pdfSlides Equacao do 2 grau Matemática ensino médio.pdf
Slides Equacao do 2 grau Matemática ensino médio.pdf
 
matematica
matematica matematica
matematica
 
Prof robsonlistaeq2graurevprova2012
Prof robsonlistaeq2graurevprova2012Prof robsonlistaeq2graurevprova2012
Prof robsonlistaeq2graurevprova2012
 
Exercicios
ExerciciosExercicios
Exercicios
 
Prof robsonlistaeq2graurevprova2012
Prof robsonlistaeq2graurevprova2012Prof robsonlistaeq2graurevprova2012
Prof robsonlistaeq2graurevprova2012
 

Mais de MarceloMonteiro213738

1_5174809458462688403.pdhistoria da matemática
1_5174809458462688403.pdhistoria da matemática1_5174809458462688403.pdhistoria da matemática
1_5174809458462688403.pdhistoria da matemática
MarceloMonteiro213738
 
PRATICA EXPERIMENTAL SUDOKU.ppt FORMA NIVEL FACILx
PRATICA EXPERIMENTAL SUDOKU.ppt FORMA NIVEL FACILxPRATICA EXPERIMENTAL SUDOKU.ppt FORMA NIVEL FACILx
PRATICA EXPERIMENTAL SUDOKU.ppt FORMA NIVEL FACILx
MarceloMonteiro213738
 
trabalho de eletiva de base 2enemmm.pptx
trabalho de eletiva de base 2enemmm.pptxtrabalho de eletiva de base 2enemmm.pptx
trabalho de eletiva de base 2enemmm.pptx
MarceloMonteiro213738
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
História dos escravo enviar historia .pptx
História dos escravo enviar historia .pptxHistória dos escravo enviar historia .pptx
História dos escravo enviar historia .pptx
MarceloMonteiro213738
 
AULA 11 e 12 - Remédios Constitucionais.pdf
AULA 11 e 12 - Remédios Constitucionais.pdfAULA 11 e 12 - Remédios Constitucionais.pdf
AULA 11 e 12 - Remédios Constitucionais.pdf
MarceloMonteiro213738
 
Genetica IV 2012 (1).ppt GENETICAEEEEEEEEE
Genetica IV 2012 (1).ppt GENETICAEEEEEEEEEGenetica IV 2012 (1).ppt GENETICAEEEEEEEEE
Genetica IV 2012 (1).ppt GENETICAEEEEEEEEE
MarceloMonteiro213738
 
Realismo.pptx língua Portuguesa portugues
Realismo.pptx língua Portuguesa portuguesRealismo.pptx língua Portuguesa portugues
Realismo.pptx língua Portuguesa portugues
MarceloMonteiro213738
 
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxTIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
MarceloMonteiro213738
 
AULA PROPAGAÇÃO DO CALOR FÍSICA.pptxFISICA
AULA PROPAGAÇÃO DO CALOR FÍSICA.pptxFISICAAULA PROPAGAÇÃO DO CALOR FÍSICA.pptxFISICA
AULA PROPAGAÇÃO DO CALOR FÍSICA.pptxFISICA
MarceloMonteiro213738
 
ucraniaxrússia.pptx CONTEXTO HISTORICO..
ucraniaxrússia.pptx CONTEXTO HISTORICO..ucraniaxrússia.pptx CONTEXTO HISTORICO..
ucraniaxrússia.pptx CONTEXTO HISTORICO..
MarceloMonteiro213738
 
PRÁTICA EXPERIMENTAL - CAMARA ESCURA PRONTO OK.pptx
PRÁTICA EXPERIMENTAL - CAMARA ESCURA PRONTO OK.pptxPRÁTICA EXPERIMENTAL - CAMARA ESCURA PRONTO OK.pptx
PRÁTICA EXPERIMENTAL - CAMARA ESCURA PRONTO OK.pptx
MarceloMonteiro213738
 
Unidade 04 Ano 02 LARANJA rev. Silvane.ppt
Unidade 04 Ano 02 LARANJA rev. Silvane.pptUnidade 04 Ano 02 LARANJA rev. Silvane.ppt
Unidade 04 Ano 02 LARANJA rev. Silvane.ppt
MarceloMonteiro213738
 
FÍSICA 2°ANO TURMA 201Mmmmmmmmmmmmm.pdf
FÍSICA 2°ANO TURMA 201Mmmmmmmmmmmmm.pdfFÍSICA 2°ANO TURMA 201Mmmmmmmmmmmmm.pdf
FÍSICA 2°ANO TURMA 201Mmmmmmmmmmmmm.pdf
MarceloMonteiro213738
 
Equacao-e inequação do-1-Grau. Slides ex
Equacao-e inequação do-1-Grau. Slides exEquacao-e inequação do-1-Grau. Slides ex
Equacao-e inequação do-1-Grau. Slides ex
MarceloMonteiro213738
 
A HISTÓRIA DA MATEMÁTICA atraves dos tempos.pptx
A HISTÓRIA DA MATEMÁTICA atraves dos tempos.pptxA HISTÓRIA DA MATEMÁTICA atraves dos tempos.pptx
A HISTÓRIA DA MATEMÁTICA atraves dos tempos.pptx
MarceloMonteiro213738
 
PSICOLOGIA--- Perspectivas Teóricas.pptx
PSICOLOGIA--- Perspectivas Teóricas.pptxPSICOLOGIA--- Perspectivas Teóricas.pptx
PSICOLOGIA--- Perspectivas Teóricas.pptx
MarceloMonteiro213738
 
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdfA HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
MarceloMonteiro213738
 
MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM PSI_1psicana.pptx
MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM PSI_1psicana.pptxMEDIDAS E AVALIAÇÃO EM PSI_1psicana.pptx
MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM PSI_1psicana.pptx
MarceloMonteiro213738
 
ppt-AULA PROPAGAÇÃO DO CALOR FÍSICA.pptx
ppt-AULA PROPAGAÇÃO DO CALOR FÍSICA.pptxppt-AULA PROPAGAÇÃO DO CALOR FÍSICA.pptx
ppt-AULA PROPAGAÇÃO DO CALOR FÍSICA.pptx
MarceloMonteiro213738
 

Mais de MarceloMonteiro213738 (20)

1_5174809458462688403.pdhistoria da matemática
1_5174809458462688403.pdhistoria da matemática1_5174809458462688403.pdhistoria da matemática
1_5174809458462688403.pdhistoria da matemática
 
PRATICA EXPERIMENTAL SUDOKU.ppt FORMA NIVEL FACILx
PRATICA EXPERIMENTAL SUDOKU.ppt FORMA NIVEL FACILxPRATICA EXPERIMENTAL SUDOKU.ppt FORMA NIVEL FACILx
PRATICA EXPERIMENTAL SUDOKU.ppt FORMA NIVEL FACILx
 
trabalho de eletiva de base 2enemmm.pptx
trabalho de eletiva de base 2enemmm.pptxtrabalho de eletiva de base 2enemmm.pptx
trabalho de eletiva de base 2enemmm.pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
História dos escravo enviar historia .pptx
História dos escravo enviar historia .pptxHistória dos escravo enviar historia .pptx
História dos escravo enviar historia .pptx
 
AULA 11 e 12 - Remédios Constitucionais.pdf
AULA 11 e 12 - Remédios Constitucionais.pdfAULA 11 e 12 - Remédios Constitucionais.pdf
AULA 11 e 12 - Remédios Constitucionais.pdf
 
Genetica IV 2012 (1).ppt GENETICAEEEEEEEEE
Genetica IV 2012 (1).ppt GENETICAEEEEEEEEEGenetica IV 2012 (1).ppt GENETICAEEEEEEEEE
Genetica IV 2012 (1).ppt GENETICAEEEEEEEEE
 
Realismo.pptx língua Portuguesa portugues
Realismo.pptx língua Portuguesa portuguesRealismo.pptx língua Portuguesa portugues
Realismo.pptx língua Portuguesa portugues
 
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxTIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
 
AULA PROPAGAÇÃO DO CALOR FÍSICA.pptxFISICA
AULA PROPAGAÇÃO DO CALOR FÍSICA.pptxFISICAAULA PROPAGAÇÃO DO CALOR FÍSICA.pptxFISICA
AULA PROPAGAÇÃO DO CALOR FÍSICA.pptxFISICA
 
ucraniaxrússia.pptx CONTEXTO HISTORICO..
ucraniaxrússia.pptx CONTEXTO HISTORICO..ucraniaxrússia.pptx CONTEXTO HISTORICO..
ucraniaxrússia.pptx CONTEXTO HISTORICO..
 
PRÁTICA EXPERIMENTAL - CAMARA ESCURA PRONTO OK.pptx
PRÁTICA EXPERIMENTAL - CAMARA ESCURA PRONTO OK.pptxPRÁTICA EXPERIMENTAL - CAMARA ESCURA PRONTO OK.pptx
PRÁTICA EXPERIMENTAL - CAMARA ESCURA PRONTO OK.pptx
 
Unidade 04 Ano 02 LARANJA rev. Silvane.ppt
Unidade 04 Ano 02 LARANJA rev. Silvane.pptUnidade 04 Ano 02 LARANJA rev. Silvane.ppt
Unidade 04 Ano 02 LARANJA rev. Silvane.ppt
 
FÍSICA 2°ANO TURMA 201Mmmmmmmmmmmmm.pdf
FÍSICA 2°ANO TURMA 201Mmmmmmmmmmmmm.pdfFÍSICA 2°ANO TURMA 201Mmmmmmmmmmmmm.pdf
FÍSICA 2°ANO TURMA 201Mmmmmmmmmmmmm.pdf
 
Equacao-e inequação do-1-Grau. Slides ex
Equacao-e inequação do-1-Grau. Slides exEquacao-e inequação do-1-Grau. Slides ex
Equacao-e inequação do-1-Grau. Slides ex
 
A HISTÓRIA DA MATEMÁTICA atraves dos tempos.pptx
A HISTÓRIA DA MATEMÁTICA atraves dos tempos.pptxA HISTÓRIA DA MATEMÁTICA atraves dos tempos.pptx
A HISTÓRIA DA MATEMÁTICA atraves dos tempos.pptx
 
PSICOLOGIA--- Perspectivas Teóricas.pptx
PSICOLOGIA--- Perspectivas Teóricas.pptxPSICOLOGIA--- Perspectivas Teóricas.pptx
PSICOLOGIA--- Perspectivas Teóricas.pptx
 
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdfA HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
 
MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM PSI_1psicana.pptx
MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM PSI_1psicana.pptxMEDIDAS E AVALIAÇÃO EM PSI_1psicana.pptx
MEDIDAS E AVALIAÇÃO EM PSI_1psicana.pptx
 
ppt-AULA PROPAGAÇÃO DO CALOR FÍSICA.pptx
ppt-AULA PROPAGAÇÃO DO CALOR FÍSICA.pptxppt-AULA PROPAGAÇÃO DO CALOR FÍSICA.pptx
ppt-AULA PROPAGAÇÃO DO CALOR FÍSICA.pptx
 

Último

A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdfPlano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Falcão Brasil
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 

Último (20)

A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdfPlano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 

FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt

  • 1. João Marcos Ferreira Equação do Segundo Grau Coeficientes Equação Completa e incompleta Raízes: o que significa; como se calcula; condições para a sua existência. Soluções particulares de uma equação do 2º Grau Relação entre os coeficientes e as raízes Processo do completamento de quadrados
  • 2. Objetivos • Reconhecer uma equação do 2º Grau • Identificar os seus coeficientes a, b, c • Reconher uma equação completa e uma incompleta, e as condições de existência das raízes • Obter as raízes da equação do 2º usando, os diferentes processo aqui abordados • Solucionar problemas que envolvam, equação do 2º Grau João Marcos Ferreira
  • 3. • Uma equação do tipo ax²+bx+c=0 é • denominada equação completa do 2º GRAU • Onde : • a, b,c são coeficientes e x a variável ou raiz • e a ≠ 0 • O que determina o grau é o expoente da • Variável x João Marcos Ferreira
  • 4. João Marcos Ferreira • Completa • x² - 4x – 3 = 0, onde a = 1, b = - 4 e c = - 3 • Incompletas • x² - 9 = 0, onde a = 1, b = 0 e c = - 9 • 6x² = 0, onde a = 6, b = 0 e c = 0 • - 4x² + 2x, onde a = - 4, b = 2 e c = 0 São exemplos de equação do 2º grau:
  • 5. RAÍZES DE UMA EQUAÇÃO DO 2º GRAU • Seja a Equação: • x² - 9 = 0, onde a = 1, b = 0 e c = - 9 • x² = 9 assim, x = ± √9 • X´=3 ou x´´= -3 substituindo-se na equação, têm-se que: • (3) ² – 9 = 0 ou (-3) ² – 9 = 0 • As raízes, são valores de x que satisfazem a igualdade ou seja: são os zeros da equação João Marcos Ferreira
  • 6. João Marcos Ferreira A Fórmula de Báscara Essa fórmula, que permite obter as raízes da equação do 2° grau é conhecida como fórmula de Báscara(1114- 1185, nascido na Índia, o mais importante matemático do séc. XII O Nº DE RAIZES ESTÁ ASSOCIADO AO GRAU DA EQ.
  • 7. João Marcos Ferreira Existência de Raízes Reais Denominamos discriminante da equação do 2° grau ax²+bx+c = 0 a expressão b² -4ac, que representamos pela letra grega ∆ Observando a dedução da fórmula de Báscara, podemos concluir A equação do 2° grau tem raízes reais se, e somente se, ∆≥ 0. As raízes são dadas por: Temos ainda: ∆>0  as duas raízes são números reais distintos. ∆=0  as duas raízes são números reais iguais. ∆<0  não existem raízes reais.
  • 8. João Marcos Ferreira Exemplo 1 Na equação 3x² +4x +1= 0 Temos: a= 3 b=4 c=1 ∆=b² -4ac= ∆ =4² -4.3.1 = ∆ = 16 – 12 = ∆= 4 Como ∆>0, a equação possui duas raízes reais distintas. As raízes são: x’ = - 4 +2 = -2 = -1 x= - 4 ± √4 = - 4 ±2 6 6 3 2.3 6 x’’ = - 4 -2 = -6 = -1 6 6
  • 9. João Marcos Ferreira Exemplo 2 Na equação 9x² + 12x + 4 = 0 Temos: a= 9 b= 12 c= 4 ∆=b² -4ac= ∆= 12² - 4.9.4 = ∆=144 – 144= ∆= 0 Como ∆= 0, a equação possui duas raízes reais iguais. As raízes são: x’ = -12+ 0 = -2 x= -12 ± √0 = 18 3 2.9 x’’ = -12 – 0 = -2 18 3
  • 10. João Marcos Ferreira Exemplo 3 Na equação 2x² + 5x + 9 =0 Temos: a= 2 b=5 c= 9 ∆=b² -4ac= ∆=5² - 4 .2. 9= ∆= 25 – 72 = ∆= - 47 Como ∆< 0, a equação não possui raízes reais. O conjunto solução em R é S =Ø.
  • 11. João Marcos Ferreira Exemplo 04 1- Na equação 0 5 4 ²    x x ) 5 .( 1 . 4 )² 4 ( 4 ²         ac b 36 20 16     Como ∆ > 0 a função tem dois zeros reais. Assim: a b x 2    
  • 12. João Marcos Ferreira Calculemos agora seus zeros: 1 . 2 36 ) 4 (     x                     1 2 2 2 6 4 ' ' 5 2 10 2 6 4 ' 2 6 4 x x x Logo, os zeros da função são – 1 e 5
  • 13. SOLUÇÕES PARTICULARES • ax²+bx=0 portanto, c=0 • têm-se fatorando que: x(ax+b)=0 • Ou seja: x=0 ou ax+b=0, donde se conclui • Que ax=-b e x= -b/a • Logo as raizes são: x´=0 ou x´´=-b/a • Seja: 3x² -5x=0 fatorando x: x(3x-5)=0 • Assim: x´=0 ou 3x-5=0 logo 3x=5 e x´´=5/3 João Marcos Ferreira
  • 14. Relações entre coeficientes e raízes Se em ax²+bx+c=0, a=1 Temos então que x²+bx+c=0. Pode-se demonstrar que as raízes da equação, nesse caso, serão tais que: x´+x´´= -b e x´.x´´=c , logo em x²-5x+6=0 temos Mentalmente que: x´=2 e x´´=3 João Marcos Ferreira
  • 15. Processo do completamento de quadrados • Baseado na interpretação geométrica dada pelos gregos a (a + b)2 • Al-Khowarizmi, século IX, estabeleceu um processo geométrico para resolução de Equação do 2o Grau Completa.
  • 16. Representação Geométrica a b a b (a + b)2 = a2 + 2ab + b2 a2 ab ab b2
  • 17. x2 + 6x x 3 3 x x 3 x 2+ 6x + 32 = (x + 3)2 x2 3x 3x 32
  • 18. Resolução da equação x2 + 6x + 8 = 0 • Passa 8 para o 2o membro x2 + 6x = - 8 • Como na representação geométrica acrescentamos 32 x2 + 6x + 32 = - 8 + 32 (x + 3)2 = - 8 + 9 (x + 3)2 = 1
  • 19. • Tira-se então, a raiz quadrada de ambos os membros (x + 3) =  1 x + 3 = 1 x = 1 – 3 x´ = - 2 x + 3 = - 1 x = - 1 – 3 x´´ = - 4 S = {- 4, -2}
  • 20. Seja Equação: x2 – 2x – 8 = 0 • Teremos então x2 – 2x = 8, passando 8 • como na representação geométrica acrescentamos 12 aos dois membros teremos • x2 – 2x + 12 = 12 + 8 logo (x – 1)2 = 9 • Extraimos a raiz quadrada : (x – 1) =  3 • Calculemos 1º raiz x – 1 = 3, x´ = 4 • Calculemos a 2ª raiz : x – 1 = - 3 e X´´ = - 2 • o conjunto das raizes será S = {- 2, 4} João Marcos Ferreira
  • 21. Passemos agora para a resolução de alguns exercicios • Espero que todos tenham aproveitado esta • rápida aula. As anotações são importantes • para o caso de precisarem rever o assunto • Obrigado pela audiência. • Prof. Demerval Dias Miranda João Marcos Ferreira