SlideShare uma empresa Scribd logo
JEREMIAS
IGREJA CRISTÃ NOVA VIDA DE VILA DA PENHA
Dc. DOUGLAS DE ÁVILA MORAES
Maio/2024
INTRODUÇÃO
• Jeremias, segundo a Bíblia, foi um jovem escolhido pelo Senhor
para ser um profeta, enfrentando desafios enormes enquanto
transmitia a mensagem de Deus;
• A história de Jeremias nos ensina lições valiosas sobre fé e
obediência a Deus;
• Deus chamou Jeremias quando ele ainda era muito jovem, e
Jeremias se sentiu incapaz de cumprir essa missão. No entanto,
Deus o assegurou de Sua presença lhe daria as palavras certas
para falar. Isso nos mostra que, não importa quão jovens ou
inexperientes possamos ser, Deus nos capacita para o que Ele
nos chama a fazer.
INTRODUÇÃO
• Deus alertou Jeremias que o povo seria rebelde e rejeitaria sua
mensagem, mas Deus prometeu dar-lhe força para enfrentar a
oposição e a perseguição. Isso nos ensina que, mesmo quando
enfrentamos resistência ao compartilhar a fé, Deus está ao nosso
lado, nos dando coragem para continuar;
• A vida de Jeremias foi marcada por solidão e sofrimento. Ele não
pôde casar nem formar uma família, e sua vida social foi limitada.
No entanto, Jeremias permaneceu fiel à sua missão, apesar das
dificuldades.
• Jeremias enfrentou prisões, maus-tratos e até tentativas de
assassinato por causa de sua mensagem. Ele ficou triste e
deprimido em momentos difíceis, mas nunca desistiu. Isso nos
lembra que, embora enfrentemos adversidades, Deus é nossa
fonte de força e coragem.
INTRODUÇÃO
• No final, as profecias de Jeremias se cumpriram, mostrando que
a fidelidade a Deus vale a pena;
• Jeremias é um exemplo de perseverança, confiança em Deus e
obediência, e sua história nos encoraja a seguir o caminho da fé,
independentemente das circunstâncias. Portanto, lembre-se de
que Deus está com você, capacita você e cumprirá Suas
promessas em sua vida, assim como fez com Jeremias.
QUEM FOI JEREMIAS?
QUEM FOI JEREMIAS?
• Jeremias foi um profeta que profetizou em Judá no final do
século 7 e início do século 6 a.C;
• Foi o período de declínio do Reino do Sul, marcado pelos
reinados de seus últimos monarcas;
• O profeta Jeremias falou sobre o avanço inevitável da Babilônia
que culminou no exílio do povo judeu;
• Jeremias foi filho Hilquias e nasceu na cidade de Anatote, no
território de Benjamim. Isso ocorreu aproximadamente em 650
a.C., no final do reinado do rei Manassés de Judá. Anatote era
um vilarejo sacerdotal que ficava aproximadamente a três
quilômetros de distância de Jerusalém (Js 21.17-18; cf. Jr 11.21-
23).
QUEM FOI JEREMIAS?
• Jeremias era um sacerdote, além de ser um profeta;
• Ele viveu num dos períodos mais conturbados da história do
Oriente Antigo;
• Quando Jeremias nasceu, Israel, o Reino do Norte com capital
em Samaria, já havia caído há pelo menos 70 anos diante do
Império Assírio;
• O nome Jeremias pode ser escrito de duas formas diferentes em
hebraico; uma mais longa, Yirmeyahu, e outra mais
curta, Yirmeya; No grego, esse nome aparece como Ieremias;
• Existem duas possibilidades para o seu significado. Jeremias
pode significar “o Senhor edifica”, no sentido de exaltar; ou “o
Senhor lança”.
QUEM FOI JEREMIAS?
• Considerando também o significado do nome do pai do profeta
Jeremias, Hilquias, que significa em hebraico “o Senhor é a
minha porção”, muito provavelmente a família de Jeremias era
fiel ao Senhor mesmo durante as terríveis práticas idólatras
durante o reinado de Manassés.
INFÂNCIA E JUVENTUDE
INFÂNCIA E JUVENTUDE
• Durante a infância do profeta Jeremias, os reinados de Manassés
e Amom foram caracterizados pela apostasia e idolatria (2 Rs
21). O próprio rei Manassés anulou completamente as reformas
iniciadas pelo rei Ezequias, seu pai;
• Apesar disso, na cidade sacerdotal de Anatote, Jeremias teve
contato com a tradição religiosa de seu povo. Ali ele cresceu em
um lar temente e obediente a Deus;
• Jeremias foi instruído na Lei do Senhor e recebeu também
profundo conhecimento das profecias de profetas anteriores,
como: Isaías, Amós e Oseias.
INFÂNCIA E JUVENTUDE
• Se a situação interna em Judá era lamentável por conta do
declínio religioso e do paganismo que se espalhava pela nação, o
ambiente internacional também era bastante movimentado.
Havia um clima de constante tensão envolvendo os assírios, os
egípcios e os babilônios. Esse era o cenário em que Jeremias
passou seus primeiros anos.
CHAMADO
O CHAMADO DE
JEREMIAS
• Quando o rei Manassés morreu, provavelmente Jeremias tinha
cerca de dez anos de idade;
• Amom, o filho de Manassés, governou Judá por dois anos, entre
642 e 640 a.C. (2 Reis 21:19-26). Depois, quem assumiu o trono foi
o jovem Josias, que governou entre 640 e 609 a.C.;
• Jeremias foi chamado pelo Senhor como profeta no décimo
terceiro ano do reinado de Josias, em 627 a.C.;
• No registro de sua convocação, a Bíblia enfatiza a forma
soberana com que Deus o chamou:
“Antes que te formasse no ventre te conheci; e antes que saísses da
madre, te santifiquei; às nações te dei por profeta.” (Jeremias 1:5)
O CHAMADO DE
JEREMIAS
• Quando o rei Manassés morreu, provavelmente Jeremias tinha
cerca de dez anos de idade;
• Amom, o filho de Manassés, governou Judá por dois anos, entre
642 e 640 a.C. (2 Reis 21:19-26). Depois, quem assumiu o trono foi
o jovem Josias, que governou entre 640 e 609 a.C.;
• Jeremias foi chamado pelo Senhor como profeta no décimo
terceiro ano do reinado de Josias, em 627 a.C.;
• No registro de sua convocação, a Bíblia enfatiza a forma
soberana com que Deus o chamou:
“Antes que te formasse no ventre te conheci; e antes que saísses da
madre, te santifiquei; às nações te dei por profeta.” (Jeremias 1:5)
O CHAMADO DE
JEREMIAS
• Diante do chamado de Deus, o jovem Jeremias alegou ser
incapaz de desempenhar tal tarefa, pois não passava de um
menino;
• Curiosamente essa foi a mesma objeção feita por Moisés quando
Deus o chamou (Êx 4.10). O rei Salomão também fez uma
observação semelhante quando assumiu o trono de Israel (1 Rs
3.7);
• Além de indicar uma possível idade prematura para exercer
tamanha responsabilidade, essa resposta do profeta também
pode significar que ele ainda era espiritualmente e socialmente
imaturo; talvez uma pessoa humilde e que não possuía
autoconfiança.
O CHAMADO DE
JEREMIAS
• Mas a objeção do inexperiente Jeremias não foi um problema
para Deus. Na verdade o Senhor o tranquilizou dizendo: “não
temas” (Jr 1.8);
• Deus avisou o profeta que ele deveria falar tudo o que lhe fosse
ordenado; mas também prometeu que estaria com ele durante
os terríveis anos de aflição que se aproximavam.
MINISTÉRIO
O MINISTÉRIO DE
JEREMIAS
• O profeta Jeremias exerceu seu ministério num período de pelo
menos quarenta anos. Isso significa que se sua chamada para o
ministério profético ocorreu entre 627 ou 626 a.C.;
• O profeta Jeremias continuou profetizando até pouco depois da
queda de Jerusalém, em 587 a.C. Assim, ele profetizou durante
os reinados dos últimos cinco reis de Judá: Josias (640-609 a.C.),
Jeoacaz (609 a.C.), Jeoaquim (609-598 a.C.), Joaquim (598-597
a.C.) e Zedequias (597-586 a.C.);
• Um fato bastante interessante é que o ano de início do ministério
do profeta Jeremias foi marcado por grandes reviravoltas
internacionais que abalaram a história mundial.
O MINISTÉRIO DE
JEREMIAS
• Entre 627 e 626 a.C., Assurbanípal, o último grande rei da Assíria,
e Candalanu, o governante da Babilônia, morreram. Então
Nabopolasar, pai de Nabucodonosor, se aproveitou daquele
momento conturbado e de enfraquecimento do Império Assírio e
se tornou o rei da Babilônia. Isso acabou culminando na conquista
da Assíria em 612 a.C.; e no florescer do Império Babilônico em
605 a.C. como a maior potência mundial;
• O ministério do profeta Jeremias começou em Anatote, e
provavelmente ele permaneceu ali durante alguns anos. Durante
esse período, é possível que fosse visto pelos judeus apenas como
um profeta insignificante de um pequeno vilarejo;
O MINISTÉRIO DE
JEREMIAS
• Existe um período de silêncio no ministério de Jeremias de cerca
de treze anos, entre 621 e 609 a.C.;
• Durante esse período não há qualquer informação sobre a sua
vida. É provável que foi nesse tempo que ele acabou migrando de
Anatote para a capital, Jerusalém;
• Após a morte de Josias, Jeoacaz foi colocado no trono de Judá.
Mas este reinou por apenas três meses e foi deposto pelo Faraó
Neco. Para servir aos interesses do Egito, em seu lugar foi posto
Jeoaquim;
• O profeta Jeremias era contra a liderança de Jeoaquim.
Inclusive, foi nos primeiros anos de seu governo que o profeta
proclamou um importante sermão que resultou em seu
banimento do Templo e quase lhe custou a vida (Jr 7.1-8.3).
O MINISTÉRIO DE
JEREMIAS
• O profeta também profetizou a morte de Jeoaquim (Jr 22.18,19;
36.30);
• Depois da morte de Jeoaquim, seu filho, Joaquim, assumiu o trono
em seu lugar. Mas o jovem monarca governou por apenas três
meses e logo foi levado para a Babilônia. Para o seu lugar
Nabucodonosor colocou Zedequias;
• Nessa época o Egito e a Babilônia estavam disputando o controle
daquela região, e o profeta Jeremias repetidamente profetizou
acerca da vitória da Babilônia. Ele insistiu que qualquer esforço para
resistir ao avanço da Babilônia, mesmo recorrendo a uma possível
aliança com o Egito, seria inútil. Isso porque a Babilônia era um
instrumento nas mãos de Deus para executar Seu juízo.
• O profeta acabou sendo perseguido por causa desse seu
posicionamento (cf. Jr 37.3,17).
MENSAGEM
A MENSAGEM DE
JEREMIAS
Apesar de o ministério do profeta Jeremias ter sido bastante
longo, sua mensagem principal é muito clara. Essa mensagem pode
ser pontuada da seguinte forma:
1. O profeta Jeremias convocou o povo ao arrependimento, a fim
de evitar o julgamento divino;
2. Depois, o profeta Jeremias avisou que o tempo de
arrependimento havia se esgotado, e que Judá sofreria o juízo de
Deus. Tal juízo seria muito severo, pois implicaria na perda da Terra
Prometida;
3. Ele profetizou que o cativeiro babilônico seria inevitável, e que
Jerusalém cairia diante de Nabucodonosor;
A MENSAGEM DE
JEREMIAS
4. O profeta mostrou, através de sua mensagem, que Judá mereceu
o cativeiro por causa dos graves pecados que o povo persistiu em
cometer; sobretudo a idolatria;
5. O profeta Jeremias anunciou que o Templo em Jerusalém não
poderia proteger os judeus do julgamento iminente;
6. O profeta também anunciou que Deus salvaria um remanescente
de Seu povo por meio do exílio. Então quando o período de
cativeiro terminasse, haveria uma maravilhosa restauração sob
uma nova aliança (Jr 31.31-34). O Novo Testamento mostra que
essa promessa encontra seu cumprimento pleno em Cristo (Lc
22.20; 1 Co 11.25; Hb 8.6; 9.15; 12.24).
A MENSAGEM DE
JEREMIAS
• Então é possível perceber claramente que a mensagem do
profeta Jeremias, conforme registrada em seu livro, serviu para
lembrar os exilados sobre os motivos que lhes conduziram às
provações que eles estavam enfrentando; bem como assegurar-
lhes que, ao se arrependerem, eles voltariam para Jerusalém e
desfrutariam de grande bênçãos.
PERSONALIDADE E VIDA
A PERSONALIDADE E A
VIDA DE JEREMIAS
• Jeremias exerceu todo seu ministério de maneira vigorosa,
mesmo diante de muitas aflições. Ele teve uma vida bastante
solitária, muito por conta da mensagem impopular que transmitia
(Jr 15.17);
• Durante seu ministério é possível perceber a forma com que ele
se envolveu pessoalmente com sua mensagem, de modo que ele
sentiu, antes do próprio povo, agonia da aproximação
do cativeiro babilônico e o derramamento da ira do Senhor por
causa do pecado do povo (Jr 4.19-21; 8.21-9.3; 10.19-22; 14.19-
22).
A PERSONALIDADE E A
VIDA DE JEREMIAS
• O profeta foi proibido pelo Senhor de se casar e formar uma família.
Isso era para que a vida de Jeremias servisse como um sinal das
transformações que o exílio resultaria na vida cotidiana do povo (Jr
16.2);
• Jeremias experimentou angustias tão grandes durante sua vida
que, por conta de seu lamento, ele ficou conhecido popularmente
como “o profeta chorão” (cf. Jr 4.19; 8.18,21; 9.1,10; 13.17);
• O profeta Jeremias foi preso e teve sua vida ameaçada várias
vezes. Na verdade o conteúdo de sua mensagem o colocava em
oposição à liderança de Judá. Por isso muitas vezes Jeremias parecia
detestar sua missão, pois ela lhe ocasionava grandes problemas,
inclusive com seus parentes e conhecidos. Ele era alvo de zombaria
e todos o amaldiçoavam (Jr 11.18-21; 12.1-6; 15.10-21; 17.12-18;
18.19-23; 20.7-18).
A PERSONALIDADE E A
VIDA DE JEREMIAS
• Com base nos detalhes registrados por Baruque, seu escriba, é
possível perceber que Jeremias tinha uma personalidade forte e
repleta de contrastes. Ele era um homem honesto, gentil, afetuoso,
um profundo observador analítico e, ao mesmo tempo, inflexível;
• Apesar de se lamentar com frequência, o profeta Jeremias era uma
pessoa otimista e de oração. Ele superou qualquer timidez que
pudesse ter no início de seu ministério. Ele também suportou a
hostilidade, a solidão, a angústia e até mesmo a sensação do
aparente fracasso.
• Diante de um sofrimento tão intenso, o profeta Jeremias, em
algumas ocasiões, não conseguia entender por que estava sendo
submetido a tudo aquilo. Ele chegou até mesmo a acusar o Senhor
de tê-lo enganado e desejar a morte (Jr 20.7-18). Todavia, no fim o
profeta entendeu que Deus é soberano e controla todas as coisas.
FINAL DO MINISTÉRIO
FINAL DO MINISTÉRIO
DE JEREMIAS
• Após a queda de Jerusalém, a fama de Jeremias já havia se
espalhado até mesmo na Babilônia. O rei Nabucodonosor o deixou
em Jerusalém para ficar com o restante dos judeus que não foram
levados cativos;
• O profeta Jeremias então permaneceu em Jerusalém até que o
governador de Judá, Gedalias, foi assassinado por Ismael, um
fanático judeu. Temendo uma represália dos babilônios, muitos
judeus fugiram para o Egito, mesmo contra as advertências de
Jeremias (Jr 42). Nesse contexto parece que o profeta acabou
sendo obrigado a seguir os fugitivos (Jr 43).
• No Egito, o profeta Jeremias, já um homem experiente com a idade
de pelo menos setenta anos, continuou pregando a Palavra de
Deus (Jr 44). Os estudiosos dizem que muito provavelmente ele
acabou morrendo ali pouco tempo depois.
FINAL DO MINISTÉRIO
DE JEREMIAS
• Na verdade, nada se sabe sobre as circunstâncias de sua morte;
apesar de que havia uma tradição que afirmava que Jeremias
morreu apedrejado pelos judeus em Tafnes;
• Surgiu também entre os judeus uma crença de que o profeta
Jeremias ressuscitaria dentre os mortos. Essa lenda dizia que ele
restauraria o Tabernáculo e traria a Arca da Aliança e o altar do
incenso que supostamente ele teria escondido em uma caverna
por ocasião da queda de Jerusalém. Talvez essa antiga crença
possa explicar o motivo de alguns judeus do primeiro século terem
pensado que Jesus era Jeremias ressuscitado (Mt 16.13-14);
• O profeta Jeremias foi contemporâneo, pelo menos durante
algum tempo, do profeta Sofonias, do profeta Naum, do profeta
Ezequiel e do profeta Daniel.
OUTROS JEREMIAS
A MENSAGEM DE
JEREMIAS
Existem também outros personagens da Bíblia com o mesmo
nome do conhecida profeta judeu. Dentre os quais, se destacam:
• O chefe do clã na tribo de Manassés (1 Cr 5.24);
• Três guerreiros que se juntaram a Davi em Ziclague (1 Cr
12.4,10,13);
• O pai de Humutal, esposa do rei Josias (2 Rs 23.31; 24.18; Jr 52.1);
• O pai de Jazanias, um contemporâneo do profeta Jeremias (Jr
35.3);
• Um sacerdote que retornou da Babilônia após o exílio com
Zorobabel. O livro de Neemias cita em três ocasiões esse nome,
mas não é possível dizer exatamente a quantas pessoas
diferentes ele se refere (Ne 10.2; 12.1,12,34).
OBRIGADO
IGREJA CRISTÃ NOVA VIDA DE VILA DA PENHA
Dc. DOUGLAS DE ÁVILA MORAES
(21) 97667-5732

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O ungido perseguido
O ungido perseguidoO ungido perseguido
O ungido perseguido
Bruno Da Montanha
 
Dízimo e ofertas mordomia cristã (culto de doutrina)
Dízimo e ofertas   mordomia cristã (culto de doutrina)Dízimo e ofertas   mordomia cristã (culto de doutrina)
Dízimo e ofertas mordomia cristã (culto de doutrina)
jonasfreitasdejesus
 
ABRAÃO pai da fé catequese para crianças .pptx
ABRAÃO pai da fé catequese para crianças .pptxABRAÃO pai da fé catequese para crianças .pptx
ABRAÃO pai da fé catequese para crianças .pptx
OdilardoMuniz
 
Lição 7 - A Necessidade do Novo Nascimento
Lição 7 - A Necessidade do Novo NascimentoLição 7 - A Necessidade do Novo Nascimento
Lição 7 - A Necessidade do Novo Nascimento
Éder Tomé
 
9 periodo do reino dividido ate a queda de israel
9  periodo do reino dividido ate a queda de israel9  periodo do reino dividido ate a queda de israel
9 periodo do reino dividido ate a queda de israel
PIB Penha
 
DEZ TESTES DE CARÁTER
DEZ TESTES DE CARÁTERDEZ TESTES DE CARÁTER
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
Natalino das Neves Neves
 
Deuteronomio 1
Deuteronomio 1Deuteronomio 1
Deuteronomio 1
Elisa Schenk
 
LIÇÃO 4 O sal da terra e a luz do mundo
LIÇÃO 4  O sal da terra e a luz do mundoLIÇÃO 4  O sal da terra e a luz do mundo
LIÇÃO 4 O sal da terra e a luz do mundo
EliseuMartins11
 
25. Os poéticos: Provérbios
25. Os poéticos: Provérbios25. Os poéticos: Provérbios
25. Os poéticos: Provérbios
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Visi Gerakan Pemuridan
Visi Gerakan PemuridanVisi Gerakan Pemuridan
Visi Gerakan Pemuridan
Johan Setiawan
 
Pekabaran injil-pribadi-.2859184.powerpoint
Pekabaran injil-pribadi-.2859184.powerpointPekabaran injil-pribadi-.2859184.powerpoint
Pekabaran injil-pribadi-.2859184.powerpoint
Hury Tinus
 
Dízimos e Ofertas.pps
Dízimos e Ofertas.ppsDízimos e Ofertas.pps
Dízimos e Ofertas.pps
Herbert de Carvalho
 
José do Egito
José do EgitoJosé do Egito
José do Egito
Élida Rolim
 
3ª Aula de História da Igreja
3ª Aula de História da Igreja3ª Aula de História da Igreja
3ª Aula de História da Igreja
Jefferson Evangelista
 
1. keselamatan dalam Kristus Yesus
1. keselamatan dalam Kristus Yesus1. keselamatan dalam Kristus Yesus
1. keselamatan dalam Kristus Yesus
Chris Hukubun
 
Licoes biblicas adultos 3 trimestre de 2016
Licoes biblicas adultos 3 trimestre de 2016Licoes biblicas adultos 3 trimestre de 2016
Licoes biblicas adultos 3 trimestre de 2016
Ravena B
 
O que e Igreja
O que e IgrejaO que e Igreja
O que e Igreja
Pastor Wanderley
 
PRINCÍPIO DA LEALDADE
PRINCÍPIO DA LEALDADEPRINCÍPIO DA LEALDADE
PRINCÍPIO DA LEALDADE
Idpb São Jose I
 
OS LIVROS DE SAMUEL
OS LIVROS DE SAMUELOS LIVROS DE SAMUEL
OS LIVROS DE SAMUEL
mbrandao7
 

Mais procurados (20)

O ungido perseguido
O ungido perseguidoO ungido perseguido
O ungido perseguido
 
Dízimo e ofertas mordomia cristã (culto de doutrina)
Dízimo e ofertas   mordomia cristã (culto de doutrina)Dízimo e ofertas   mordomia cristã (culto de doutrina)
Dízimo e ofertas mordomia cristã (culto de doutrina)
 
ABRAÃO pai da fé catequese para crianças .pptx
ABRAÃO pai da fé catequese para crianças .pptxABRAÃO pai da fé catequese para crianças .pptx
ABRAÃO pai da fé catequese para crianças .pptx
 
Lição 7 - A Necessidade do Novo Nascimento
Lição 7 - A Necessidade do Novo NascimentoLição 7 - A Necessidade do Novo Nascimento
Lição 7 - A Necessidade do Novo Nascimento
 
9 periodo do reino dividido ate a queda de israel
9  periodo do reino dividido ate a queda de israel9  periodo do reino dividido ate a queda de israel
9 periodo do reino dividido ate a queda de israel
 
DEZ TESTES DE CARÁTER
DEZ TESTES DE CARÁTERDEZ TESTES DE CARÁTER
DEZ TESTES DE CARÁTER
 
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
LIÇÃO 11 - Paulo responde questões a respeito do casamento (1 Co 7)
 
Deuteronomio 1
Deuteronomio 1Deuteronomio 1
Deuteronomio 1
 
LIÇÃO 4 O sal da terra e a luz do mundo
LIÇÃO 4  O sal da terra e a luz do mundoLIÇÃO 4  O sal da terra e a luz do mundo
LIÇÃO 4 O sal da terra e a luz do mundo
 
25. Os poéticos: Provérbios
25. Os poéticos: Provérbios25. Os poéticos: Provérbios
25. Os poéticos: Provérbios
 
Visi Gerakan Pemuridan
Visi Gerakan PemuridanVisi Gerakan Pemuridan
Visi Gerakan Pemuridan
 
Pekabaran injil-pribadi-.2859184.powerpoint
Pekabaran injil-pribadi-.2859184.powerpointPekabaran injil-pribadi-.2859184.powerpoint
Pekabaran injil-pribadi-.2859184.powerpoint
 
Dízimos e Ofertas.pps
Dízimos e Ofertas.ppsDízimos e Ofertas.pps
Dízimos e Ofertas.pps
 
José do Egito
José do EgitoJosé do Egito
José do Egito
 
3ª Aula de História da Igreja
3ª Aula de História da Igreja3ª Aula de História da Igreja
3ª Aula de História da Igreja
 
1. keselamatan dalam Kristus Yesus
1. keselamatan dalam Kristus Yesus1. keselamatan dalam Kristus Yesus
1. keselamatan dalam Kristus Yesus
 
Licoes biblicas adultos 3 trimestre de 2016
Licoes biblicas adultos 3 trimestre de 2016Licoes biblicas adultos 3 trimestre de 2016
Licoes biblicas adultos 3 trimestre de 2016
 
O que e Igreja
O que e IgrejaO que e Igreja
O que e Igreja
 
PRINCÍPIO DA LEALDADE
PRINCÍPIO DA LEALDADEPRINCÍPIO DA LEALDADE
PRINCÍPIO DA LEALDADE
 
OS LIVROS DE SAMUEL
OS LIVROS DE SAMUELOS LIVROS DE SAMUEL
OS LIVROS DE SAMUEL
 

Semelhante a O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4

Chamado para ser profeta
Chamado para ser profetaChamado para ser profeta
Chamado para ser profeta
dimas campos
 
Proféticos 2 Jeremias
Proféticos 2   JeremiasProféticos 2   Jeremias
Proféticos 2 Jeremias
Pastor W. Costa
 
Escola Bíblica Dominical - O Profeta Jeremias
Escola Bíblica Dominical - O Profeta JeremiasEscola Bíblica Dominical - O Profeta Jeremias
Escola Bíblica Dominical - O Profeta Jeremias
DouglasMoraes54
 
IBADEP BÁSICO PROFETAS MAIORES AULA 2 - PROFETA JEREMIAS.pptx
IBADEP BÁSICO PROFETAS MAIORES AULA 2 - PROFETA JEREMIAS.pptxIBADEP BÁSICO PROFETAS MAIORES AULA 2 - PROFETA JEREMIAS.pptx
IBADEP BÁSICO PROFETAS MAIORES AULA 2 - PROFETA JEREMIAS.pptx
Rubens Sohn
 
Senhor, Eu Confio em Ti, Mas... Não Sei o que Fazer
Senhor, Eu Confio em Ti, Mas... Não Sei o que FazerSenhor, Eu Confio em Ti, Mas... Não Sei o que Fazer
Senhor, Eu Confio em Ti, Mas... Não Sei o que Fazer
Jonas Martins Olímpio
 
Jeremias LiçãO 1
Jeremias LiçãO 1Jeremias LiçãO 1
Jeremias LiçãO 1
Eduardo Sales de lima
 
Jeremias (moody)
Jeremias (moody)Jeremias (moody)
Jeremias (moody)
leniogravacoes
 
Profeta jeremias
Profeta jeremiasProfeta jeremias
Profeta jeremias
Presbítero Maurício
 
Lição 11 - Melquisedeque Abençoa Abraão
Lição 11 - Melquisedeque Abençoa AbraãoLição 11 - Melquisedeque Abençoa Abraão
Lição 11 - Melquisedeque Abençoa Abraão
Andrew Guimarães
 
Ezequiel (moody)
Ezequiel (moody)Ezequiel (moody)
Ezequiel (moody)
leniogravacoes
 
Deus Prepara Lição1 - Jeremias1_1-19_160723.pdf
Deus Prepara Lição1 - Jeremias1_1-19_160723.pdfDeus Prepara Lição1 - Jeremias1_1-19_160723.pdf
Deus Prepara Lição1 - Jeremias1_1-19_160723.pdf
ssuser51e805
 
17 isaias
17  isaias17  isaias
17 isaias
PIB Penha
 
Período Interbíblico aula 2 Período Persa
Período Interbíblico aula 2   Período PersaPeríodo Interbíblico aula 2   Período Persa
Período Interbíblico aula 2 Período Persa
Samir Isac Dantas
 
A história da formação povo hebreu em formato .pptx
A história da formação povo hebreu em formato .pptxA história da formação povo hebreu em formato .pptx
A história da formação povo hebreu em formato .pptx
richardpscheidt
 
O judaísmo - By Eloy Bezerra
O judaísmo - By Eloy BezerraO judaísmo - By Eloy Bezerra
O judaísmo - By Eloy Bezerra
Eloy Bezerra
 
30. O Livro do profeta Jeremias
30. O Livro do  profeta Jeremias30. O Livro do  profeta Jeremias
30. O Livro do profeta Jeremias
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
15. O Livro de I Reis
15. O Livro de I Reis15. O Livro de I Reis
15. O Livro de I Reis
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Licao 6 3 t - 2019 - a mordomia da adorac-ao para face
Licao 6  3 t - 2019 - a mordomia da adorac-ao para faceLicao 6  3 t - 2019 - a mordomia da adorac-ao para face
Licao 6 3 t - 2019 - a mordomia da adorac-ao para face
Vilma Longuini
 
Seminario Sagrada Escritura.pptx
Seminario Sagrada Escritura.pptxSeminario Sagrada Escritura.pptx
Seminario Sagrada Escritura.pptx
EuripedesNeto3
 
Panorama do at 4
Panorama do at 4Panorama do at 4
Panorama do at 4
Lisanro Cronje
 

Semelhante a O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4 (20)

Chamado para ser profeta
Chamado para ser profetaChamado para ser profeta
Chamado para ser profeta
 
Proféticos 2 Jeremias
Proféticos 2   JeremiasProféticos 2   Jeremias
Proféticos 2 Jeremias
 
Escola Bíblica Dominical - O Profeta Jeremias
Escola Bíblica Dominical - O Profeta JeremiasEscola Bíblica Dominical - O Profeta Jeremias
Escola Bíblica Dominical - O Profeta Jeremias
 
IBADEP BÁSICO PROFETAS MAIORES AULA 2 - PROFETA JEREMIAS.pptx
IBADEP BÁSICO PROFETAS MAIORES AULA 2 - PROFETA JEREMIAS.pptxIBADEP BÁSICO PROFETAS MAIORES AULA 2 - PROFETA JEREMIAS.pptx
IBADEP BÁSICO PROFETAS MAIORES AULA 2 - PROFETA JEREMIAS.pptx
 
Senhor, Eu Confio em Ti, Mas... Não Sei o que Fazer
Senhor, Eu Confio em Ti, Mas... Não Sei o que FazerSenhor, Eu Confio em Ti, Mas... Não Sei o que Fazer
Senhor, Eu Confio em Ti, Mas... Não Sei o que Fazer
 
Jeremias LiçãO 1
Jeremias LiçãO 1Jeremias LiçãO 1
Jeremias LiçãO 1
 
Jeremias (moody)
Jeremias (moody)Jeremias (moody)
Jeremias (moody)
 
Profeta jeremias
Profeta jeremiasProfeta jeremias
Profeta jeremias
 
Lição 11 - Melquisedeque Abençoa Abraão
Lição 11 - Melquisedeque Abençoa AbraãoLição 11 - Melquisedeque Abençoa Abraão
Lição 11 - Melquisedeque Abençoa Abraão
 
Ezequiel (moody)
Ezequiel (moody)Ezequiel (moody)
Ezequiel (moody)
 
Deus Prepara Lição1 - Jeremias1_1-19_160723.pdf
Deus Prepara Lição1 - Jeremias1_1-19_160723.pdfDeus Prepara Lição1 - Jeremias1_1-19_160723.pdf
Deus Prepara Lição1 - Jeremias1_1-19_160723.pdf
 
17 isaias
17  isaias17  isaias
17 isaias
 
Período Interbíblico aula 2 Período Persa
Período Interbíblico aula 2   Período PersaPeríodo Interbíblico aula 2   Período Persa
Período Interbíblico aula 2 Período Persa
 
A história da formação povo hebreu em formato .pptx
A história da formação povo hebreu em formato .pptxA história da formação povo hebreu em formato .pptx
A história da formação povo hebreu em formato .pptx
 
O judaísmo - By Eloy Bezerra
O judaísmo - By Eloy BezerraO judaísmo - By Eloy Bezerra
O judaísmo - By Eloy Bezerra
 
30. O Livro do profeta Jeremias
30. O Livro do  profeta Jeremias30. O Livro do  profeta Jeremias
30. O Livro do profeta Jeremias
 
15. O Livro de I Reis
15. O Livro de I Reis15. O Livro de I Reis
15. O Livro de I Reis
 
Licao 6 3 t - 2019 - a mordomia da adorac-ao para face
Licao 6  3 t - 2019 - a mordomia da adorac-ao para faceLicao 6  3 t - 2019 - a mordomia da adorac-ao para face
Licao 6 3 t - 2019 - a mordomia da adorac-ao para face
 
Seminario Sagrada Escritura.pptx
Seminario Sagrada Escritura.pptxSeminario Sagrada Escritura.pptx
Seminario Sagrada Escritura.pptx
 
Panorama do at 4
Panorama do at 4Panorama do at 4
Panorama do at 4
 

Mais de DouglasMoraes54

EBD - O Pentateuco - O Livro de Deuteronômio
EBD - O Pentateuco - O Livro de DeuteronômioEBD - O Pentateuco - O Livro de Deuteronômio
EBD - O Pentateuco - O Livro de Deuteronômio
DouglasMoraes54
 
Antigo Testamento - Eclesiastes - Março.2024.pptx
Antigo Testamento - Eclesiastes - Março.2024.pptxAntigo Testamento - Eclesiastes - Março.2024.pptx
Antigo Testamento - Eclesiastes - Março.2024.pptx
DouglasMoraes54
 
LIVROS HISTÓRICOS DA BÍBLIA SAGRADA - 2023
LIVROS HISTÓRICOS DA BÍBLIA SAGRADA - 2023LIVROS HISTÓRICOS DA BÍBLIA SAGRADA - 2023
LIVROS HISTÓRICOS DA BÍBLIA SAGRADA - 2023
DouglasMoraes54
 
EBD - LIVRO HISTÓRICOS - LIVRO DE SAMUEL
EBD - LIVRO HISTÓRICOS - LIVRO DE SAMUELEBD - LIVRO HISTÓRICOS - LIVRO DE SAMUEL
EBD - LIVRO HISTÓRICOS - LIVRO DE SAMUEL
DouglasMoraes54
 
I & II Samuel.ppt
I & II Samuel.pptI & II Samuel.ppt
I & II Samuel.ppt
DouglasMoraes54
 
Apresentação - Livros Históricos - Samuel.pptx
Apresentação - Livros Históricos - Samuel.pptxApresentação - Livros Históricos - Samuel.pptx
Apresentação - Livros Históricos - Samuel.pptx
DouglasMoraes54
 
EBD - 2 SAMUEL - Aula 4 - 18.06.2023.pdf
EBD - 2 SAMUEL - Aula 4 - 18.06.2023.pdfEBD - 2 SAMUEL - Aula 4 - 18.06.2023.pdf
EBD - 2 SAMUEL - Aula 4 - 18.06.2023.pdf
DouglasMoraes54
 
EBD - SAMUEL - Aula 2 - 04.06.2023.pptx
EBD - SAMUEL - Aula 2 - 04.06.2023.pptxEBD - SAMUEL - Aula 2 - 04.06.2023.pptx
EBD - SAMUEL - Aula 2 - 04.06.2023.pptx
DouglasMoraes54
 
EBD - SAMUEL - Aula 1 - 28.05.2023.pptx
EBD - SAMUEL - Aula 1 - 28.05.2023.pptxEBD - SAMUEL - Aula 1 - 28.05.2023.pptx
EBD - SAMUEL - Aula 1 - 28.05.2023.pptx
DouglasMoraes54
 
EBD - 1 SAMUEL - Aula 3 - 11.06.2023.pptx
EBD - 1 SAMUEL - Aula 3 - 11.06.2023.pptxEBD - 1 SAMUEL - Aula 3 - 11.06.2023.pptx
EBD - 1 SAMUEL - Aula 3 - 11.06.2023.pptx
DouglasMoraes54
 
EBD - Levítico - Aula 1.pptx
EBD - Levítico - Aula 1.pptxEBD - Levítico - Aula 1.pptx
EBD - Levítico - Aula 1.pptx
DouglasMoraes54
 
RUTE.pptx
RUTE.pptxRUTE.pptx
RUTE.pptx
DouglasMoraes54
 
Dons Espirituais.ppt
Dons Espirituais.pptDons Espirituais.ppt
Dons Espirituais.ppt
DouglasMoraes54
 
Livros Poéticos - Provérbios.pptx
Livros Poéticos - Provérbios.pptxLivros Poéticos - Provérbios.pptx
Livros Poéticos - Provérbios.pptx
DouglasMoraes54
 
Livros Poéticos - Salmos.pptx
Livros Poéticos - Salmos.pptxLivros Poéticos - Salmos.pptx
Livros Poéticos - Salmos.pptx
DouglasMoraes54
 
Números e Deuteronômio.pptx
Números e Deuteronômio.pptxNúmeros e Deuteronômio.pptx
Números e Deuteronômio.pptx
DouglasMoraes54
 

Mais de DouglasMoraes54 (16)

EBD - O Pentateuco - O Livro de Deuteronômio
EBD - O Pentateuco - O Livro de DeuteronômioEBD - O Pentateuco - O Livro de Deuteronômio
EBD - O Pentateuco - O Livro de Deuteronômio
 
Antigo Testamento - Eclesiastes - Março.2024.pptx
Antigo Testamento - Eclesiastes - Março.2024.pptxAntigo Testamento - Eclesiastes - Março.2024.pptx
Antigo Testamento - Eclesiastes - Março.2024.pptx
 
LIVROS HISTÓRICOS DA BÍBLIA SAGRADA - 2023
LIVROS HISTÓRICOS DA BÍBLIA SAGRADA - 2023LIVROS HISTÓRICOS DA BÍBLIA SAGRADA - 2023
LIVROS HISTÓRICOS DA BÍBLIA SAGRADA - 2023
 
EBD - LIVRO HISTÓRICOS - LIVRO DE SAMUEL
EBD - LIVRO HISTÓRICOS - LIVRO DE SAMUELEBD - LIVRO HISTÓRICOS - LIVRO DE SAMUEL
EBD - LIVRO HISTÓRICOS - LIVRO DE SAMUEL
 
I & II Samuel.ppt
I & II Samuel.pptI & II Samuel.ppt
I & II Samuel.ppt
 
Apresentação - Livros Históricos - Samuel.pptx
Apresentação - Livros Históricos - Samuel.pptxApresentação - Livros Históricos - Samuel.pptx
Apresentação - Livros Históricos - Samuel.pptx
 
EBD - 2 SAMUEL - Aula 4 - 18.06.2023.pdf
EBD - 2 SAMUEL - Aula 4 - 18.06.2023.pdfEBD - 2 SAMUEL - Aula 4 - 18.06.2023.pdf
EBD - 2 SAMUEL - Aula 4 - 18.06.2023.pdf
 
EBD - SAMUEL - Aula 2 - 04.06.2023.pptx
EBD - SAMUEL - Aula 2 - 04.06.2023.pptxEBD - SAMUEL - Aula 2 - 04.06.2023.pptx
EBD - SAMUEL - Aula 2 - 04.06.2023.pptx
 
EBD - SAMUEL - Aula 1 - 28.05.2023.pptx
EBD - SAMUEL - Aula 1 - 28.05.2023.pptxEBD - SAMUEL - Aula 1 - 28.05.2023.pptx
EBD - SAMUEL - Aula 1 - 28.05.2023.pptx
 
EBD - 1 SAMUEL - Aula 3 - 11.06.2023.pptx
EBD - 1 SAMUEL - Aula 3 - 11.06.2023.pptxEBD - 1 SAMUEL - Aula 3 - 11.06.2023.pptx
EBD - 1 SAMUEL - Aula 3 - 11.06.2023.pptx
 
EBD - Levítico - Aula 1.pptx
EBD - Levítico - Aula 1.pptxEBD - Levítico - Aula 1.pptx
EBD - Levítico - Aula 1.pptx
 
RUTE.pptx
RUTE.pptxRUTE.pptx
RUTE.pptx
 
Dons Espirituais.ppt
Dons Espirituais.pptDons Espirituais.ppt
Dons Espirituais.ppt
 
Livros Poéticos - Provérbios.pptx
Livros Poéticos - Provérbios.pptxLivros Poéticos - Provérbios.pptx
Livros Poéticos - Provérbios.pptx
 
Livros Poéticos - Salmos.pptx
Livros Poéticos - Salmos.pptxLivros Poéticos - Salmos.pptx
Livros Poéticos - Salmos.pptx
 
Números e Deuteronômio.pptx
Números e Deuteronômio.pptxNúmeros e Deuteronômio.pptx
Números e Deuteronômio.pptx
 

Último

Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Falcão Brasil
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Falcão Brasil
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
helenawaya9
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 

Último (20)

Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 

O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4

  • 1. JEREMIAS IGREJA CRISTÃ NOVA VIDA DE VILA DA PENHA Dc. DOUGLAS DE ÁVILA MORAES Maio/2024
  • 2. INTRODUÇÃO • Jeremias, segundo a Bíblia, foi um jovem escolhido pelo Senhor para ser um profeta, enfrentando desafios enormes enquanto transmitia a mensagem de Deus; • A história de Jeremias nos ensina lições valiosas sobre fé e obediência a Deus; • Deus chamou Jeremias quando ele ainda era muito jovem, e Jeremias se sentiu incapaz de cumprir essa missão. No entanto, Deus o assegurou de Sua presença lhe daria as palavras certas para falar. Isso nos mostra que, não importa quão jovens ou inexperientes possamos ser, Deus nos capacita para o que Ele nos chama a fazer.
  • 3. INTRODUÇÃO • Deus alertou Jeremias que o povo seria rebelde e rejeitaria sua mensagem, mas Deus prometeu dar-lhe força para enfrentar a oposição e a perseguição. Isso nos ensina que, mesmo quando enfrentamos resistência ao compartilhar a fé, Deus está ao nosso lado, nos dando coragem para continuar; • A vida de Jeremias foi marcada por solidão e sofrimento. Ele não pôde casar nem formar uma família, e sua vida social foi limitada. No entanto, Jeremias permaneceu fiel à sua missão, apesar das dificuldades. • Jeremias enfrentou prisões, maus-tratos e até tentativas de assassinato por causa de sua mensagem. Ele ficou triste e deprimido em momentos difíceis, mas nunca desistiu. Isso nos lembra que, embora enfrentemos adversidades, Deus é nossa fonte de força e coragem.
  • 4. INTRODUÇÃO • No final, as profecias de Jeremias se cumpriram, mostrando que a fidelidade a Deus vale a pena; • Jeremias é um exemplo de perseverança, confiança em Deus e obediência, e sua história nos encoraja a seguir o caminho da fé, independentemente das circunstâncias. Portanto, lembre-se de que Deus está com você, capacita você e cumprirá Suas promessas em sua vida, assim como fez com Jeremias.
  • 6. QUEM FOI JEREMIAS? • Jeremias foi um profeta que profetizou em Judá no final do século 7 e início do século 6 a.C; • Foi o período de declínio do Reino do Sul, marcado pelos reinados de seus últimos monarcas; • O profeta Jeremias falou sobre o avanço inevitável da Babilônia que culminou no exílio do povo judeu; • Jeremias foi filho Hilquias e nasceu na cidade de Anatote, no território de Benjamim. Isso ocorreu aproximadamente em 650 a.C., no final do reinado do rei Manassés de Judá. Anatote era um vilarejo sacerdotal que ficava aproximadamente a três quilômetros de distância de Jerusalém (Js 21.17-18; cf. Jr 11.21- 23).
  • 7. QUEM FOI JEREMIAS? • Jeremias era um sacerdote, além de ser um profeta; • Ele viveu num dos períodos mais conturbados da história do Oriente Antigo; • Quando Jeremias nasceu, Israel, o Reino do Norte com capital em Samaria, já havia caído há pelo menos 70 anos diante do Império Assírio; • O nome Jeremias pode ser escrito de duas formas diferentes em hebraico; uma mais longa, Yirmeyahu, e outra mais curta, Yirmeya; No grego, esse nome aparece como Ieremias; • Existem duas possibilidades para o seu significado. Jeremias pode significar “o Senhor edifica”, no sentido de exaltar; ou “o Senhor lança”.
  • 8. QUEM FOI JEREMIAS? • Considerando também o significado do nome do pai do profeta Jeremias, Hilquias, que significa em hebraico “o Senhor é a minha porção”, muito provavelmente a família de Jeremias era fiel ao Senhor mesmo durante as terríveis práticas idólatras durante o reinado de Manassés.
  • 10. INFÂNCIA E JUVENTUDE • Durante a infância do profeta Jeremias, os reinados de Manassés e Amom foram caracterizados pela apostasia e idolatria (2 Rs 21). O próprio rei Manassés anulou completamente as reformas iniciadas pelo rei Ezequias, seu pai; • Apesar disso, na cidade sacerdotal de Anatote, Jeremias teve contato com a tradição religiosa de seu povo. Ali ele cresceu em um lar temente e obediente a Deus; • Jeremias foi instruído na Lei do Senhor e recebeu também profundo conhecimento das profecias de profetas anteriores, como: Isaías, Amós e Oseias.
  • 11. INFÂNCIA E JUVENTUDE • Se a situação interna em Judá era lamentável por conta do declínio religioso e do paganismo que se espalhava pela nação, o ambiente internacional também era bastante movimentado. Havia um clima de constante tensão envolvendo os assírios, os egípcios e os babilônios. Esse era o cenário em que Jeremias passou seus primeiros anos.
  • 13. O CHAMADO DE JEREMIAS • Quando o rei Manassés morreu, provavelmente Jeremias tinha cerca de dez anos de idade; • Amom, o filho de Manassés, governou Judá por dois anos, entre 642 e 640 a.C. (2 Reis 21:19-26). Depois, quem assumiu o trono foi o jovem Josias, que governou entre 640 e 609 a.C.; • Jeremias foi chamado pelo Senhor como profeta no décimo terceiro ano do reinado de Josias, em 627 a.C.; • No registro de sua convocação, a Bíblia enfatiza a forma soberana com que Deus o chamou: “Antes que te formasse no ventre te conheci; e antes que saísses da madre, te santifiquei; às nações te dei por profeta.” (Jeremias 1:5)
  • 14. O CHAMADO DE JEREMIAS • Quando o rei Manassés morreu, provavelmente Jeremias tinha cerca de dez anos de idade; • Amom, o filho de Manassés, governou Judá por dois anos, entre 642 e 640 a.C. (2 Reis 21:19-26). Depois, quem assumiu o trono foi o jovem Josias, que governou entre 640 e 609 a.C.; • Jeremias foi chamado pelo Senhor como profeta no décimo terceiro ano do reinado de Josias, em 627 a.C.; • No registro de sua convocação, a Bíblia enfatiza a forma soberana com que Deus o chamou: “Antes que te formasse no ventre te conheci; e antes que saísses da madre, te santifiquei; às nações te dei por profeta.” (Jeremias 1:5)
  • 15. O CHAMADO DE JEREMIAS • Diante do chamado de Deus, o jovem Jeremias alegou ser incapaz de desempenhar tal tarefa, pois não passava de um menino; • Curiosamente essa foi a mesma objeção feita por Moisés quando Deus o chamou (Êx 4.10). O rei Salomão também fez uma observação semelhante quando assumiu o trono de Israel (1 Rs 3.7); • Além de indicar uma possível idade prematura para exercer tamanha responsabilidade, essa resposta do profeta também pode significar que ele ainda era espiritualmente e socialmente imaturo; talvez uma pessoa humilde e que não possuía autoconfiança.
  • 16. O CHAMADO DE JEREMIAS • Mas a objeção do inexperiente Jeremias não foi um problema para Deus. Na verdade o Senhor o tranquilizou dizendo: “não temas” (Jr 1.8); • Deus avisou o profeta que ele deveria falar tudo o que lhe fosse ordenado; mas também prometeu que estaria com ele durante os terríveis anos de aflição que se aproximavam.
  • 18. O MINISTÉRIO DE JEREMIAS • O profeta Jeremias exerceu seu ministério num período de pelo menos quarenta anos. Isso significa que se sua chamada para o ministério profético ocorreu entre 627 ou 626 a.C.; • O profeta Jeremias continuou profetizando até pouco depois da queda de Jerusalém, em 587 a.C. Assim, ele profetizou durante os reinados dos últimos cinco reis de Judá: Josias (640-609 a.C.), Jeoacaz (609 a.C.), Jeoaquim (609-598 a.C.), Joaquim (598-597 a.C.) e Zedequias (597-586 a.C.); • Um fato bastante interessante é que o ano de início do ministério do profeta Jeremias foi marcado por grandes reviravoltas internacionais que abalaram a história mundial.
  • 19. O MINISTÉRIO DE JEREMIAS • Entre 627 e 626 a.C., Assurbanípal, o último grande rei da Assíria, e Candalanu, o governante da Babilônia, morreram. Então Nabopolasar, pai de Nabucodonosor, se aproveitou daquele momento conturbado e de enfraquecimento do Império Assírio e se tornou o rei da Babilônia. Isso acabou culminando na conquista da Assíria em 612 a.C.; e no florescer do Império Babilônico em 605 a.C. como a maior potência mundial; • O ministério do profeta Jeremias começou em Anatote, e provavelmente ele permaneceu ali durante alguns anos. Durante esse período, é possível que fosse visto pelos judeus apenas como um profeta insignificante de um pequeno vilarejo;
  • 20. O MINISTÉRIO DE JEREMIAS • Existe um período de silêncio no ministério de Jeremias de cerca de treze anos, entre 621 e 609 a.C.; • Durante esse período não há qualquer informação sobre a sua vida. É provável que foi nesse tempo que ele acabou migrando de Anatote para a capital, Jerusalém; • Após a morte de Josias, Jeoacaz foi colocado no trono de Judá. Mas este reinou por apenas três meses e foi deposto pelo Faraó Neco. Para servir aos interesses do Egito, em seu lugar foi posto Jeoaquim; • O profeta Jeremias era contra a liderança de Jeoaquim. Inclusive, foi nos primeiros anos de seu governo que o profeta proclamou um importante sermão que resultou em seu banimento do Templo e quase lhe custou a vida (Jr 7.1-8.3).
  • 21. O MINISTÉRIO DE JEREMIAS • O profeta também profetizou a morte de Jeoaquim (Jr 22.18,19; 36.30); • Depois da morte de Jeoaquim, seu filho, Joaquim, assumiu o trono em seu lugar. Mas o jovem monarca governou por apenas três meses e logo foi levado para a Babilônia. Para o seu lugar Nabucodonosor colocou Zedequias; • Nessa época o Egito e a Babilônia estavam disputando o controle daquela região, e o profeta Jeremias repetidamente profetizou acerca da vitória da Babilônia. Ele insistiu que qualquer esforço para resistir ao avanço da Babilônia, mesmo recorrendo a uma possível aliança com o Egito, seria inútil. Isso porque a Babilônia era um instrumento nas mãos de Deus para executar Seu juízo. • O profeta acabou sendo perseguido por causa desse seu posicionamento (cf. Jr 37.3,17).
  • 23. A MENSAGEM DE JEREMIAS Apesar de o ministério do profeta Jeremias ter sido bastante longo, sua mensagem principal é muito clara. Essa mensagem pode ser pontuada da seguinte forma: 1. O profeta Jeremias convocou o povo ao arrependimento, a fim de evitar o julgamento divino; 2. Depois, o profeta Jeremias avisou que o tempo de arrependimento havia se esgotado, e que Judá sofreria o juízo de Deus. Tal juízo seria muito severo, pois implicaria na perda da Terra Prometida; 3. Ele profetizou que o cativeiro babilônico seria inevitável, e que Jerusalém cairia diante de Nabucodonosor;
  • 24. A MENSAGEM DE JEREMIAS 4. O profeta mostrou, através de sua mensagem, que Judá mereceu o cativeiro por causa dos graves pecados que o povo persistiu em cometer; sobretudo a idolatria; 5. O profeta Jeremias anunciou que o Templo em Jerusalém não poderia proteger os judeus do julgamento iminente; 6. O profeta também anunciou que Deus salvaria um remanescente de Seu povo por meio do exílio. Então quando o período de cativeiro terminasse, haveria uma maravilhosa restauração sob uma nova aliança (Jr 31.31-34). O Novo Testamento mostra que essa promessa encontra seu cumprimento pleno em Cristo (Lc 22.20; 1 Co 11.25; Hb 8.6; 9.15; 12.24).
  • 25. A MENSAGEM DE JEREMIAS • Então é possível perceber claramente que a mensagem do profeta Jeremias, conforme registrada em seu livro, serviu para lembrar os exilados sobre os motivos que lhes conduziram às provações que eles estavam enfrentando; bem como assegurar- lhes que, ao se arrependerem, eles voltariam para Jerusalém e desfrutariam de grande bênçãos.
  • 27. A PERSONALIDADE E A VIDA DE JEREMIAS • Jeremias exerceu todo seu ministério de maneira vigorosa, mesmo diante de muitas aflições. Ele teve uma vida bastante solitária, muito por conta da mensagem impopular que transmitia (Jr 15.17); • Durante seu ministério é possível perceber a forma com que ele se envolveu pessoalmente com sua mensagem, de modo que ele sentiu, antes do próprio povo, agonia da aproximação do cativeiro babilônico e o derramamento da ira do Senhor por causa do pecado do povo (Jr 4.19-21; 8.21-9.3; 10.19-22; 14.19- 22).
  • 28. A PERSONALIDADE E A VIDA DE JEREMIAS • O profeta foi proibido pelo Senhor de se casar e formar uma família. Isso era para que a vida de Jeremias servisse como um sinal das transformações que o exílio resultaria na vida cotidiana do povo (Jr 16.2); • Jeremias experimentou angustias tão grandes durante sua vida que, por conta de seu lamento, ele ficou conhecido popularmente como “o profeta chorão” (cf. Jr 4.19; 8.18,21; 9.1,10; 13.17); • O profeta Jeremias foi preso e teve sua vida ameaçada várias vezes. Na verdade o conteúdo de sua mensagem o colocava em oposição à liderança de Judá. Por isso muitas vezes Jeremias parecia detestar sua missão, pois ela lhe ocasionava grandes problemas, inclusive com seus parentes e conhecidos. Ele era alvo de zombaria e todos o amaldiçoavam (Jr 11.18-21; 12.1-6; 15.10-21; 17.12-18; 18.19-23; 20.7-18).
  • 29. A PERSONALIDADE E A VIDA DE JEREMIAS • Com base nos detalhes registrados por Baruque, seu escriba, é possível perceber que Jeremias tinha uma personalidade forte e repleta de contrastes. Ele era um homem honesto, gentil, afetuoso, um profundo observador analítico e, ao mesmo tempo, inflexível; • Apesar de se lamentar com frequência, o profeta Jeremias era uma pessoa otimista e de oração. Ele superou qualquer timidez que pudesse ter no início de seu ministério. Ele também suportou a hostilidade, a solidão, a angústia e até mesmo a sensação do aparente fracasso. • Diante de um sofrimento tão intenso, o profeta Jeremias, em algumas ocasiões, não conseguia entender por que estava sendo submetido a tudo aquilo. Ele chegou até mesmo a acusar o Senhor de tê-lo enganado e desejar a morte (Jr 20.7-18). Todavia, no fim o profeta entendeu que Deus é soberano e controla todas as coisas.
  • 31. FINAL DO MINISTÉRIO DE JEREMIAS • Após a queda de Jerusalém, a fama de Jeremias já havia se espalhado até mesmo na Babilônia. O rei Nabucodonosor o deixou em Jerusalém para ficar com o restante dos judeus que não foram levados cativos; • O profeta Jeremias então permaneceu em Jerusalém até que o governador de Judá, Gedalias, foi assassinado por Ismael, um fanático judeu. Temendo uma represália dos babilônios, muitos judeus fugiram para o Egito, mesmo contra as advertências de Jeremias (Jr 42). Nesse contexto parece que o profeta acabou sendo obrigado a seguir os fugitivos (Jr 43). • No Egito, o profeta Jeremias, já um homem experiente com a idade de pelo menos setenta anos, continuou pregando a Palavra de Deus (Jr 44). Os estudiosos dizem que muito provavelmente ele acabou morrendo ali pouco tempo depois.
  • 32. FINAL DO MINISTÉRIO DE JEREMIAS • Na verdade, nada se sabe sobre as circunstâncias de sua morte; apesar de que havia uma tradição que afirmava que Jeremias morreu apedrejado pelos judeus em Tafnes; • Surgiu também entre os judeus uma crença de que o profeta Jeremias ressuscitaria dentre os mortos. Essa lenda dizia que ele restauraria o Tabernáculo e traria a Arca da Aliança e o altar do incenso que supostamente ele teria escondido em uma caverna por ocasião da queda de Jerusalém. Talvez essa antiga crença possa explicar o motivo de alguns judeus do primeiro século terem pensado que Jesus era Jeremias ressuscitado (Mt 16.13-14); • O profeta Jeremias foi contemporâneo, pelo menos durante algum tempo, do profeta Sofonias, do profeta Naum, do profeta Ezequiel e do profeta Daniel.
  • 34. A MENSAGEM DE JEREMIAS Existem também outros personagens da Bíblia com o mesmo nome do conhecida profeta judeu. Dentre os quais, se destacam: • O chefe do clã na tribo de Manassés (1 Cr 5.24); • Três guerreiros que se juntaram a Davi em Ziclague (1 Cr 12.4,10,13); • O pai de Humutal, esposa do rei Josias (2 Rs 23.31; 24.18; Jr 52.1); • O pai de Jazanias, um contemporâneo do profeta Jeremias (Jr 35.3); • Um sacerdote que retornou da Babilônia após o exílio com Zorobabel. O livro de Neemias cita em três ocasiões esse nome, mas não é possível dizer exatamente a quantas pessoas diferentes ele se refere (Ne 10.2; 12.1,12,34).
  • 35. OBRIGADO IGREJA CRISTÃ NOVA VIDA DE VILA DA PENHA Dc. DOUGLAS DE ÁVILA MORAES (21) 97667-5732