SlideShare uma empresa Scribd logo
O ILUMINISMO
O que foi?
O Iluminismo foi um movimento filosófico que se
popularizou no século XVII na Europa.
Esse movimento foi formado por pensadores e
cientistas que pregavam o liberalismo em
diversas áreas, eles ficaram conhecidos como
iluministas.
O que pregava?
A filosofia iluminista era baseada na razão, onde o
homem deveria ter a liberdade de pensar e tirar
suas próprias conclusões e críticas sobre o mundo
e a sociedade.
O Iluminismo e a Igreja
Na época do iluminismo a Igreja vivia numa
supremacia intensa e tinha muito poder sobre a
maioria dos governos, assim a população era
reprimida em relação a opção religiosa. Os
iluministas eram contra essa repressão, afinal era
uma censura.
 Principais iluministas
René Descartes e Isaac Newton pregavam que o ser
humano deveria ter a liberdade de raciocinar e tirar
suas próprias conclusões sobre o mundo, Newton
formulou teorias que estavam relacionadas à física
quântica, astronomia que eram completamente
controversas aos dogmas da Igreja.
RENÉ DESCARTES ISAAC NEWTON
Os franceses Voltaire e Rousseau criticavam a
Igreja dizendo que a mesma mantinha o povo na
ignorância. Também diziam que o governo devia
servir a população, realizando as necessidades
que o povo pede.
VOLTAIRE ROUSSEAU
John Locke foi um dos mais importantes
iluministas, ele defendia o direito de propriedade
privada onde os frutos do trabalho do cidadão
deveriam pertencer ao mesmo e apoiava os
protestos contra os governos.
JOHN LOCKE
Alguns iluministas tiveram ideias para a construção de
uma nova sociedade, essas ideias são seguidas até hoje
por alguns países. Montesquieu foi um iluminista que se
concentrou em criticar o poder absoluto dos reis, em uma
de suas obras ele propôs a criação de três poderes: o
Executivo, o Legislativo e o Judiciário, cada poder cuidava
de uma área política assim desconcentrando o poder do
rei, esse modelo é seguido até hoje por alguns países
como o próprio Brasil
MONTESQUIEU
Adam Smith foi outro iluminismo que tem suas ideias
seguidas até hoje por vários países, em suas obras ele
afirmava que os negócios de um individuo deveriam
pertencer a ele mesmo sem a intervenção do
governo(modelo do capitalismo), critica o mercantilismo, o
colonialismo pois dizia que os países deveriam ser livres
para estabelecer suas relações comerciais. Ele é
considerado o pai do liberalismo econômico.
ADAM SMITH
Déspotas Esclarecidos
As burguesias de alguns países começaram a
perceber que a ideologia iluminista favorecia a
população e o comércio, tanto financeiramente
quanto socialmente. O apoio da população por
parte dos iluministas fez com que alguns
governantes com medo de serem depostos
começassem a impor essa filosofia nos
países, esses monarcas ficaram conhecidos como
Déspotas Esclarecidos.
Alguns Déspotas esclarecidos
Frederico II era um monarca da Prússia e mantinha
amizade com o iluminista Voltaire, Frederico foi
influenciado pelos pensamentos de Voltaire e impôs
medidas contra a tortura, tolerância religiosa além de
investir em muitas construções públicas em seu país.
FREDERICO II
O déspota Marquês de Pombal foi símbolo do iluminismo
em Portugal, ele era primeiro-ministro quando Portugal
passava por uma crise econômica, sua ótima administração
financeira o fez subir de cargo, com mais poder
governamental conseguiu combater o clero e estimulou o
comércio, indústria, etc.
MARQUÊS DE POMBAL
 Fica a dica!
O filme “O amante da rainha” se passa no século XVII e
conta a história do médico Struensee que vira amigo do rei
Christian da Dinamarca e o influencia com ideias
iluministas e vira amante da esposa do rei. Esse filme
mostra como foi o iluminismo na Dinamarca e como um
déspota é influenciado, além de contar com um ótimo
trama. Vale a pena assistir e aprender mais sobre o
iluminismo!
ELABORADO e PRODUZIDO POR:
João Pedro da Silva Ribeiro
O ILUMINISMO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
José Gomes
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
Janaína Tavares
 
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
Foz
 
Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)
Edenilson Morais
 
A revolução inglesa
A revolução inglesaA revolução inglesa
A revolução inglesa
Janayna Lira
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
Professor Marcelo
 
O absolutismo e a formação do estado moderno
O absolutismo e a formação do estado modernoO absolutismo e a formação do estado moderno
O absolutismo e a formação do estado moderno
Ramiro Bicca
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
Paulo Alexandre
 
A colonização da América portuguesa
A colonização da América portuguesaA colonização da América portuguesa
A colonização da América portuguesa
Edenilson Morais
 
A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados Nacionais
Douglas Barraqui
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
joana71
 
A independência do haiti
A independência do haitiA independência do haiti
A independência do haiti
historiando
 
Mercantilismo
MercantilismoMercantilismo
Mercantilismo
harlissoncarvalho
 
Expansão Marítima
Expansão MarítimaExpansão Marítima
Expansão Marítima
Aulas de História
 
Segundo Reinado (1840-1889)
Segundo Reinado (1840-1889)Segundo Reinado (1840-1889)
Segundo Reinado (1840-1889)
Edenilson Morais
 
Vinda Da Familia Real Para O Brasil
Vinda Da Familia Real Para O BrasilVinda Da Familia Real Para O Brasil
Vinda Da Familia Real Para O Brasil
henrique.jay
 
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
Nefer19
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
Leide Soares Matoso
 

Mais procurados (20)

O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
 
Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)
 
A revolução inglesa
A revolução inglesaA revolução inglesa
A revolução inglesa
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
O absolutismo e a formação do estado moderno
O absolutismo e a formação do estado modernoO absolutismo e a formação do estado moderno
O absolutismo e a formação do estado moderno
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
 
A colonização da América portuguesa
A colonização da América portuguesaA colonização da América portuguesa
A colonização da América portuguesa
 
A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados Nacionais
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
A independência do haiti
A independência do haitiA independência do haiti
A independência do haiti
 
Mercantilismo
MercantilismoMercantilismo
Mercantilismo
 
Expansão Marítima
Expansão MarítimaExpansão Marítima
Expansão Marítima
 
Segundo Reinado (1840-1889)
Segundo Reinado (1840-1889)Segundo Reinado (1840-1889)
Segundo Reinado (1840-1889)
 
Vinda Da Familia Real Para O Brasil
Vinda Da Familia Real Para O BrasilVinda Da Familia Real Para O Brasil
Vinda Da Familia Real Para O Brasil
 
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
 

Destaque

4 03 15_16triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
4 03 15_16triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii4 03 15_16triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
4 03 15_16triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
Vítor Santos
 
4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeia4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeia
vitormbsantos
 
4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
Vítor Santos
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
Rui Neto
 
4 04 15_16 construção da modernidade europeia
4 04 15_16 construção da modernidade europeia4 04 15_16 construção da modernidade europeia
4 04 15_16 construção da modernidade europeia
Vítor Santos
 
12 o após_guerra_fria_e_a_globlização
12 o após_guerra_fria_e_a_globlização12 o após_guerra_fria_e_a_globlização
12 o após_guerra_fria_e_a_globlização
Vítor Santos
 
9 03 portugal no novo quadro internacional
9 03 portugal no novo quadro internacional9 03 portugal no novo quadro internacional
9 03 portugal no novo quadro internacional
Vítor Santos
 
7 01 parte_2_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx
7 01 parte_2_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx7 01 parte_2_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx
7 01 parte_2_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx
Vítor Santos
 
7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx
7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx
7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx
Vítor Santos
 
00 01 preparação_exame_nacional_história_a_2018_módulo_1
00 01 preparação_exame_nacional_história_a_2018_módulo_100 01 preparação_exame_nacional_história_a_2018_módulo_1
00 01 preparação_exame_nacional_história_a_2018_módulo_1
Vítor Santos
 
05 a cultura do palácio 2
05 a cultura do palácio 205 a cultura do palácio 2
05 a cultura do palácio 2
Vítor Santos
 
05 a cultura do palácio 1
05 a cultura do palácio 105 a cultura do palácio 1
05 a cultura do palácio 1
Vítor Santos
 

Destaque (12)

4 03 15_16triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
4 03 15_16triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii4 03 15_16triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
4 03 15_16triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
 
4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeia4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeia
 
4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
4 03 triunfo dos estados e dinamicas economicas nos seculos xvii e xviii
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 
4 04 15_16 construção da modernidade europeia
4 04 15_16 construção da modernidade europeia4 04 15_16 construção da modernidade europeia
4 04 15_16 construção da modernidade europeia
 
12 o após_guerra_fria_e_a_globlização
12 o após_guerra_fria_e_a_globlização12 o após_guerra_fria_e_a_globlização
12 o após_guerra_fria_e_a_globlização
 
9 03 portugal no novo quadro internacional
9 03 portugal no novo quadro internacional9 03 portugal no novo quadro internacional
9 03 portugal no novo quadro internacional
 
7 01 parte_2_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx
7 01 parte_2_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx7 01 parte_2_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx
7 01 parte_2_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx
 
7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx
7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx
7 01 parte_1_as_transformações_das_primeiras_décadas_do_século_xx
 
00 01 preparação_exame_nacional_história_a_2018_módulo_1
00 01 preparação_exame_nacional_história_a_2018_módulo_100 01 preparação_exame_nacional_história_a_2018_módulo_1
00 01 preparação_exame_nacional_história_a_2018_módulo_1
 
05 a cultura do palácio 2
05 a cultura do palácio 205 a cultura do palácio 2
05 a cultura do palácio 2
 
05 a cultura do palácio 1
05 a cultura do palácio 105 a cultura do palácio 1
05 a cultura do palácio 1
 

Semelhante a O iluminismo(Resumo)

2º ano filosofia - aula 27 - 23.08.16
2º ano   filosofia - aula 27 - 23.08.162º ano   filosofia - aula 27 - 23.08.16
2º ano filosofia - aula 27 - 23.08.16
Professor Liniker Santana
 
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - História - Iluminismo
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - História -  Iluminismowww.AulasParticularesApoio.Com.Br - História -  Iluminismo
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - História - Iluminismo
Anna Paula
 
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - Iluminismo
www.AulasDeHistoriaApoio.com  - História - Iluminismowww.AulasDeHistoriaApoio.com  - História - Iluminismo
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - Iluminismo
AulasDeHistoriaApoio
 
www.ensinofundamental.net.br - História - Iluminismo
www.ensinofundamental.net.br - História -  Iluminismowww.ensinofundamental.net.br - História -  Iluminismo
www.ensinofundamental.net.br - História - Iluminismo
EnsinoFundamental
 
Iluminismo(lutero)
Iluminismo(lutero)Iluminismo(lutero)
Iluminismo(lutero)
eunamahcado
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
Marília Pimentel
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
LianaSuzuki
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
João Medeiros
 
O ILUMINISMO
O ILUMINISMOO ILUMINISMO
Iluminismo 2ª ano a
Iluminismo 2ª ano a Iluminismo 2ª ano a
Iluminismo 2ª ano a
Valmir Gomes
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
Expedito Martins
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
Janayna Lira
 
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
Julivan Estevam
 
Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido  Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido
Fatima Freitas
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
Adrielle Itaparica
 
Absolutismo e Iluminismo
Absolutismo e Iluminismo   Absolutismo e Iluminismo
Absolutismo e Iluminismo
pdcebs
 
Ideias revolucionárias dos séculos XVII e XVIII
Ideias revolucionárias dos séculos XVII e XVIIIIdeias revolucionárias dos séculos XVII e XVIII
Ideias revolucionárias dos séculos XVII e XVIII
eduardodemiranda
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo

Semelhante a O iluminismo(Resumo) (20)

2º ano filosofia - aula 27 - 23.08.16
2º ano   filosofia - aula 27 - 23.08.162º ano   filosofia - aula 27 - 23.08.16
2º ano filosofia - aula 27 - 23.08.16
 
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - História - Iluminismo
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - História -  Iluminismowww.AulasParticularesApoio.Com.Br - História -  Iluminismo
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - História - Iluminismo
 
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - Iluminismo
www.AulasDeHistoriaApoio.com  - História - Iluminismowww.AulasDeHistoriaApoio.com  - História - Iluminismo
www.AulasDeHistoriaApoio.com - História - Iluminismo
 
www.ensinofundamental.net.br - História - Iluminismo
www.ensinofundamental.net.br - História -  Iluminismowww.ensinofundamental.net.br - História -  Iluminismo
www.ensinofundamental.net.br - História - Iluminismo
 
Iluminismo(lutero)
Iluminismo(lutero)Iluminismo(lutero)
Iluminismo(lutero)
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 
O ILUMINISMO
O ILUMINISMOO ILUMINISMO
O ILUMINISMO
 
Iluminismo 2ª ano a
Iluminismo 2ª ano a Iluminismo 2ª ano a
Iluminismo 2ª ano a
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
 
Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido  Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Absolutismo e Iluminismo
Absolutismo e Iluminismo   Absolutismo e Iluminismo
Absolutismo e Iluminismo
 
Ideias revolucionárias dos séculos XVII e XVIII
Ideias revolucionárias dos séculos XVII e XVIIIIdeias revolucionárias dos séculos XVII e XVIII
Ideias revolucionárias dos séculos XVII e XVIII
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 

Último

Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 

Último (20)

Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 

O iluminismo(Resumo)

  • 2. O que foi? O Iluminismo foi um movimento filosófico que se popularizou no século XVII na Europa. Esse movimento foi formado por pensadores e cientistas que pregavam o liberalismo em diversas áreas, eles ficaram conhecidos como iluministas.
  • 3. O que pregava? A filosofia iluminista era baseada na razão, onde o homem deveria ter a liberdade de pensar e tirar suas próprias conclusões e críticas sobre o mundo e a sociedade. O Iluminismo e a Igreja Na época do iluminismo a Igreja vivia numa supremacia intensa e tinha muito poder sobre a maioria dos governos, assim a população era reprimida em relação a opção religiosa. Os iluministas eram contra essa repressão, afinal era uma censura.
  • 4.  Principais iluministas René Descartes e Isaac Newton pregavam que o ser humano deveria ter a liberdade de raciocinar e tirar suas próprias conclusões sobre o mundo, Newton formulou teorias que estavam relacionadas à física quântica, astronomia que eram completamente controversas aos dogmas da Igreja. RENÉ DESCARTES ISAAC NEWTON
  • 5. Os franceses Voltaire e Rousseau criticavam a Igreja dizendo que a mesma mantinha o povo na ignorância. Também diziam que o governo devia servir a população, realizando as necessidades que o povo pede. VOLTAIRE ROUSSEAU
  • 6. John Locke foi um dos mais importantes iluministas, ele defendia o direito de propriedade privada onde os frutos do trabalho do cidadão deveriam pertencer ao mesmo e apoiava os protestos contra os governos. JOHN LOCKE
  • 7. Alguns iluministas tiveram ideias para a construção de uma nova sociedade, essas ideias são seguidas até hoje por alguns países. Montesquieu foi um iluminista que se concentrou em criticar o poder absoluto dos reis, em uma de suas obras ele propôs a criação de três poderes: o Executivo, o Legislativo e o Judiciário, cada poder cuidava de uma área política assim desconcentrando o poder do rei, esse modelo é seguido até hoje por alguns países como o próprio Brasil MONTESQUIEU
  • 8. Adam Smith foi outro iluminismo que tem suas ideias seguidas até hoje por vários países, em suas obras ele afirmava que os negócios de um individuo deveriam pertencer a ele mesmo sem a intervenção do governo(modelo do capitalismo), critica o mercantilismo, o colonialismo pois dizia que os países deveriam ser livres para estabelecer suas relações comerciais. Ele é considerado o pai do liberalismo econômico. ADAM SMITH
  • 9. Déspotas Esclarecidos As burguesias de alguns países começaram a perceber que a ideologia iluminista favorecia a população e o comércio, tanto financeiramente quanto socialmente. O apoio da população por parte dos iluministas fez com que alguns governantes com medo de serem depostos começassem a impor essa filosofia nos países, esses monarcas ficaram conhecidos como Déspotas Esclarecidos.
  • 10. Alguns Déspotas esclarecidos Frederico II era um monarca da Prússia e mantinha amizade com o iluminista Voltaire, Frederico foi influenciado pelos pensamentos de Voltaire e impôs medidas contra a tortura, tolerância religiosa além de investir em muitas construções públicas em seu país. FREDERICO II
  • 11. O déspota Marquês de Pombal foi símbolo do iluminismo em Portugal, ele era primeiro-ministro quando Portugal passava por uma crise econômica, sua ótima administração financeira o fez subir de cargo, com mais poder governamental conseguiu combater o clero e estimulou o comércio, indústria, etc. MARQUÊS DE POMBAL
  • 12.  Fica a dica! O filme “O amante da rainha” se passa no século XVII e conta a história do médico Struensee que vira amigo do rei Christian da Dinamarca e o influencia com ideias iluministas e vira amante da esposa do rei. Esse filme mostra como foi o iluminismo na Dinamarca e como um déspota é influenciado, além de contar com um ótimo trama. Vale a pena assistir e aprender mais sobre o iluminismo!
  • 13. ELABORADO e PRODUZIDO POR: João Pedro da Silva Ribeiro