SlideShare uma empresa Scribd logo
ARGUMENTAÇÃO 
Competência 3 - ENEM
Argumentação - ENEM 
Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar 
informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um 
ponto de vista. 
 Avalia a inteligibilidade do texto – a 
coerência entre as ideias apresentadas. 
Relação entre os sentidos e ideias do texto; 
Precisão vocabular; 
Progressão temática, ideias apresentadas em 
ordem lógica; 
Adequação entre o conteúdo do texto e o mundo 
real.
O que se espera? 
 Apresentação clara da tese e seleção dos 
argumentos que a defendem; 
 Encadeamento de ideias – novas informações 
a cada parágrafo, sempre em coerência com o 
que foi apresentado anteriormente; 
 Evitar repetições e saltos temáticos; 
 Congruência entre as informações do texto e a 
realidade; 
 Precisão vocabular.
Texto argumentativo 
 Tese: ponto de vista sobre o tema, 
proposição. 
 Argumentação: defesa da tese através do 
discurso com a intenção de convencimento. 
Usa dados, exemplos, citações, comparações 
e, principalmente, o raciocínio lógico. 
 Autoria: ser autor ou autora das próprias 
ideias, ser capaz de construir a argumentação 
sem apoiar-se nos textos motivadores da 
prova ou no senso comum.
Tipos de argumentação 
Alguns tipos de argumentos que podem ser 
utilizados e exemplos.
Alguns tipos de argumentos 
 Citação de uma autoridade sobre o assunto 
(pesquisador, especialista, responsável); 
 Comprovação: informação comprovável por dados 
ou observação/experiência (senso comum ou 
consenso); 
 Raciocínio lógico: relação de causa e consequência 
de um problema identificado pela tese. 
 Comparação, dentro do mesmo assunto, entre 
situações semelhantes (reforçar) ou opostas 
(evidenciar o contraste). 
 Contra-argumentação: prevê argumentos contrários 
à tese do texto para refutá-los e “desmontá-los” em 
favor do ponto de vista do texto.
Citação 
Como afirma René Girard, em seu livro A violência e o 
sagrado, "a violência é de todos e está em todos". Certamente, 
se a sociedade se vale da violência para punir os violentos, a 
mensagem que passa é muito clara: há uma violência que é 
aceitável, talvez até mesmo desejável, da qual não se pretende 
abrir mão. 
 Tema: Violência e sociedade: a revolta contra o sistema e a 
justiça com as próprias mãos. 
 Possíveis teses: 
A violência faz parte da sociedade, o que justifica o uso 
da força para fazer justiça com as próprias mãos. 
A ineficiência do sistema leva as pessoas a assumirem 
sua natureza violenta.
Comprovação (dados) 
Segundo dados do IBGE de 2001, 59% da população 
brasileira que declara ter uma atividade remunerada ganha, no 
máximo, o "piso salarial" oferecido pelo crime. Dos traficantes 
ouvidos na pesquisa, 25% recebem mais de R$2.000 mensais; 
já na população brasileira, essa taxa não ultrapassa 6%. 
 Tema: Tráfico de drogas x Emprego regularizado: as 
dificuldades de acabar com esse mal. 
 Possíveis teses: 
O combate contra o tráfico de drogas é dificultado pelas 
suas facilidades. 
O tráfico de drogas é um problema difícil de ser 
combatido.
Comprovação (senso comum / consenso) 
Por ocasião da copa do mundo, o país inteiro exala um 
clima de ufanismo: as janelas ficam repletas de bandeiras 
nacionais e o asfalto fica coberto de figuras, logotipos e frases 
sugestivas: “Pra frente, Brasil!”. Todo brasileiro se torna técnico 
da seleção. A equipe só será campeã se os ídolos de cada um 
forem escalados. 
 Tema: Nacionalismo com data marcada: o brasileiro e a 
Copa do Mundo. Exaltação do país acontece apenas 
durante o futebol? 
 Possíveis teses: 
A copa do mundo inspira o nacionalismo brasileiro. 
O brasileiro é um nacionalista de ocasião, uma vez que 
enaltece o país durante a copa, mas passa os outros 
anos criticando-o. (Obs: essa tese exigiria outros 
argumentos).
Comprovação (senso comum / consenso) 
Os avaliadores de vestibulares, ao exigirem redações, 
pretendem verificar o universo de conhecimento e a 
capacidade de expressão dos candidatos. Assim sendo, o 
vestibulando deve buscar informações nos jornais, revistas, 
televisão, cinema, teatro, debates, sem desprezar o contato 
com o estilo clássico da literatura como fonte de 
enriquecimento. 
 Tema: A importância da redação no vestibular. 
 Possíveis teses: 
A redação é um fator de avaliação fundamental para o 
vestibular. 
Uma boa redação exige conhecimento e leitura.
Raciocínio Lógico (causa / consequência) 
Um fenômeno comum que ocorre em centros urbanos 
como São Paulo e Rio de Janeiro é a chegada de migrantes. 
Sua origem não é somente dos estados do Nortes, mas, 
principalmente, das cidades interioranas do mesmo estado. 
Atraídos pela ilusão do progresso e do enriquecimento, sem 
uma suficiente escolaridade, sequer profissão e 
consequentemente sem condições financeiras, acabam 
marginalizados debaixo de pontes, viadutos, nas esquinas e 
favelas engrossando o número de indigentes e sujeitando-se, 
não raro, à exploração e à violência. 
 Tema: A migração para os grandes centros urbanos. 
 Possível tese: 
A migração para os centros urbanos, sem as devidas 
condições, pode causar consequências ao migrante, iludido 
pela ideia de progresso.
Raciocínio Lógico (causa / consequência) 
Sabe-se que a sensação de prazer, a liberdade e a 
descontração são valores próprios do ser humano. Nem todos 
conseguem conquistá-los com naturalidade e têm de recorrer, 
muitas vezes, a artifícios perigosos. O álcool e o tóxico são dos 
mais apropriados experientes para esse fim. Embora os jovens 
sejam particularmente alegres e descontraídos, iludidos por 
valores estereotipados que os levam a sentir-se como adultos ou 
ainda pela ação interesseira, exploradora de manipuladores de 
bebidas e drogas, acabam adotando-os como hábito, tornando-se 
dependentes, cometendo excessos e contribuindo para a 
delinquência juvenil. 
 Tema: Drogas, álcool e os excessos da juventude. 
 Possível tese: 
O jovem hoje não sabe controlar o uso de álcool e outras 
drogas, abuso que pode levar a consequências graves.
Comparação (oposição) 
Enquanto países como a Inglaterra e o Canadá têm leis 
que protegem as crianças da exposição ao sexo e à violência 
na televisão, no Brasil não há nenhum controle eletivo sobre a 
programação. Não é de surpreender que muitos brasileiros 
estejam defendendo alguma forma de censura sobre a TV 
aberta. 
 Tema: Censura na TV aberta ou A criança e a televisão: qual a 
responsabilidade das emissoras? 
 Possíveis teses: 
Deve haver controle sobre a programação da TV aberta. 
A televisão brasileira não oferece qualidade em toda sua 
programação, expondo a crianças a temas inadequados a 
sua idade.
Comparação (oposição) 
Atualmente, no Brasil e no Chile, fervilham 
movimentações por direitos sociais. Enquanto em nosso país 
vizinho estudantes vão às ruas pela melhoria do ensino público 
que já é bom; aqui, ainda se busca o direito a condições 
mínimas de saúde, educação e segurança. 
 Tema: Manifestações populares e direitos sociais ou Os 
problemas da educação no Brasil (Obs: o texto exigiria outros 
argumentos voltados para a questão da educação para manter 
fidelidade ao tema). 
 Possíveis teses: 
Apesar das manifestações, o país ainda não oferece as 
condições mínimas para a qualidade de vida da população. 
A educação no Brasil ainda encontra-se em condições 
precárias e o país precisa alcançar o mínimo de condições 
para que o problema possa melhorado.
Comparação (semelhança) 
Cada sistema tem seus indicadores. A Inglaterra, os 
Estados Unidos, por exemplo, têm dinheiro sobrando e claro, 
uma Bolsa de Valores respeitável. Mas quando o assunto é 
futebol, o Brasil não perde para ninguém, ou melhor, iguala-se 
à Inglaterra: os brasileiros não sentem inveja da torcida inglesa 
e vice-versa. 
 Tema: Copa do mundo e a torcida brasileira. 
 Possíveis teses: 
O futebol do Brasil possui uma torcida forte e admirável. 
A torcida brasileira é uma das maiores e mais respeitáveis 
no futebol.
Contra-argumentação 
 Tema: Vestibular, um mal necessário. 
 Tese: O vestibular privilegia os candidatos pertencentes 
às classes mais favorecidas economicamente. 
 Argumento contrário à tese: A implementação de 
cotas sociais torna o vestibular mais igualitário, 
oferecendo condições mais justas de ingresso à 
Universidade para as classes econômicas menos 
privilegiadas. 
 Contra-argumento: Mesmo que o acesso à universidade 
fosse facilitado para candidatos de condição econômica 
inferior, o problema não seria resolvido, pois a falta de 
um aprendizado sólido, no primeiro e segundo grau, 
comprometeria o ritmo do curso superior.
Contra-argumentação 
 Tema: Descriminalização do aborto. 
 Tese: O aborto não deve ser descriminalizado. 
 Argumento contrário à tese: O aborto é uma 
solução para a gravidez indesejada, evitando que uma 
criança nasça em meios aos problemas familiares, 
sem ter a devida orientação de pais que realmente 
quiseram concebê-la. 
 Contra-argumento: O aborto realmente pode parecer 
uma solução para a gravidez indesejada. Porém, 
existem soluções melhores e mais eficazes, como a 
prevenção e os métodos anticoncepcionais. É muito 
melhor se prevenir com responsabilidade do que retirar 
a vida de um nascituro.
Contra-argumentação 
 Tema: Descriminalização do aborto. 
 Tese: O aborto deve ser descriminalizado. 
 Argumento contrário à tese: O aborto realmente pode 
parecer uma solução para a gravidez indesejada. Porém, 
existem soluções melhores e mais eficazes, como a 
prevenção e os métodos anticoncepcionais. É muito melhor 
se prevenir com responsabilidade do que retirar a vida de 
um nascituro. 
 Contra-argumento: Os métodos contraceptivos, embora 
ainda bastante difundidos, ainda não são de fácil acesso a 
toda a população, além da falta de instrução de camadas 
econômicas mais baixas da população, uma vez que o 
Estado nem sempre consegue orientar toda a sociedade, 
usando a criminalização como um método ineficiente para 
prevenção, já que isso não diminui o índice de abortos no 
país e só aumenta a taxa de mortalidade das mulheres que 
o praticam.
Níveis de desempenho 
Níveis de desempenho avaliados na 
Competência 3 e exemplos com base na 
proposta de Redação de 2013.
Níveis de desempenho 
 Nível 5 (200 pts) - Apresenta informações, fatos e 
opiniões relacionados ao tema proposto, de forma 
consistente e organizada, configurando autoria, 
em defesa de um ponto de vista. 
 Nível 4 (160 pts) - Apresenta informações, fatos e 
opiniões relacionados ao tema, de forma 
organizada, com indícios de autoria, em defesa 
de um ponto de vista. 
 Nível 3 (120 pts) - Apresenta informações, fatos e 
opiniões relacionados ao tema, limitados aos 
argumentos dos textos motivadores e pouco 
organizados, em defesa de um ponto de vista.
Níveis de desempenho 
 Nível 2 (80 pts) – Apresenta informações, fatos e 
opiniões relacionados ao tema, mas 
desorganizados ou contraditórios e limitados aos 
argumentos dos textos motivadores, em defesa 
de um ponto de vista. 
 Nível 1 (40 pts) – Apresenta informações, fatos e 
opiniões pouco relacionados ao tema ou 
incoerentes e sem defesa de um ponto de vista. 
 Nível 0 (0 pto) – Apresenta informações, fatos e 
opiniões não relacionados ao tema e sem defesa 
de um ponto de vista.
Competência 3 – Nível 1 
Ao chegar no porto os imigrantes traziam grandes 
expectativas em suas vidas. Esperanças e sonhos eram 
planos que estavam guardados em suas malas, um poder de 
conquistar tudo o que gostariam com suas forças e seu 
trabalho. 
Logo passam a contribuir com taxas e impostos, e fazer 
parte da história do país e de uma cultura brasileira. Onde cada 
pessoa tem uma cultura diferente. 
E a cada dia vai evoluindo cada vez mas, pois a 
tecnologia tem avançado muito, e hoje busca-se muitos 
profissionais qualificados pois todos os dias tem uma máquina 
no mercado onde cada máquina só vem facilitar o meio 
trabalhista.
Nível 1 - Observações 
Agora é claro ressaltar que o trabalho escravo é 
pouco em nosso país e nos demais. E trata-se de pouco 
deslocamentos de pessoas em busca de melhorar de vidas, 
o que quer dizer que qualquer pessoa pode ir em busca de 
melhores condições. [...] → Com adaptações 
 Argumentos e ideias têm pouca relação com o 
tema (a imigração para o Brasil no século XXI); 
 Fatos e ideias pouco relacionados ao tema; 
 Argumentos desconectados entre si; 
 Ideias não permitem conexão entre a tese e o 
tema proposto na redação.
Competência 3 – Nível 2 
O Brasil tem sido um dos países que mais tem 
recebido imigrantes. Nós sabemos que muitos dos imigrantes 
ao desembarcar no Brasil, logo começam a refazer suas 
vidas. 
Por volta do século XIX, e XX, muitos vieram com o 
intuito de fazer a “América”, e com isso, não deixaram de 
fazer parte não só do país como também da cultura Brasileira. 
No entanto o Brasil ainda é um dos países menos 
violentos, e um dos mais acolhedores. Pois um país, é 
parecido com uma família, portanto quando mexe com um 
mexe com todos.
Nível 2 - Observações 
No entanto sabemos que na maioria dos outros 
Países não é assim, pois jamais iam aceitar algo parecido. 
No entanto o Brasil, encara essa imigração, como uma 
forma de se interligar, e não como uma guerra. [...] → Com 
adaptações 
 Contradição: afirma que um país (note o artigo 
indefinido) é parecido com uma família, mas logo 
depois diz que há países que rejeitam imigrantes. 
 Fatos e ideias apresentados são pouco 
consistentes. 
 Ideias presas aos textos motivadores.
Competência 3 – Nível 3 
A população brasileira cresce a cada dia, decorrente do 
movimento imigratório, pessoas que vêm de outros países e 
se abrigam aqui nesta terra de belos horizontes. 
Vários são os fatores que trazem estas pessoas a 
procurarem o Brasil, terra ao povo que os acolhem de braços 
abertos. O principal deles é se refugiarem de conflitos, 
guerras, invasões, terremotos e furacões que acontecem em 
seus países. Decorrentes desses acontecimentos eles 
perdem suas casas, seus pertences e com eles seus planos e 
sonhos, e são obrigados a procurarem outro local para 
recomeçar e escolhem o Brasil.
Nível 3 - Observações 
Outro fator importante é a busca de emprego e 
melhores condições de vida. Esse movimento imigratório 
traz para o Brasil novas culturas, traz o reconhecimento 
destas novas culturas. Com isso, a população brasileira só 
tende a crescer, mesmo com as altas taxas de 
mortalidade tanto de adultos como adolescentes e 
crianças. 
[...] → Com adaptações 
 Ideias e texto organizados; 
 Ainda preso às ideias dos textos motivadores; 
 Relação entre crescimento populacional, 
imigração e índices de mortalidade não é clara.
Competência 3 – Nível 5 
O primeiro decênio do século XXI é significativo para o 
Brasil, pois demarca a entrada do país na lista de nações 
preferidas por imigrantes estrangeiros, que se dispuseram a 
adotar um novo endereço. O país é a mais nova “menina dos 
olhos” de imigrantes oriundos das mais longínquas e diversas 
nações. 
Até o final da década de 1990, o Brasil comumente não 
era um polo atrativo para imigrantes, já que sua economia 
estava pautada pela instabilidade, com inflação e 
desempregos em níveis elevados, repelindo, desse modo, os 
imigrantes estrangeiros para outros países que dispunham de 
um quadro econômico mais favorável.
Competência 3 – Nível 5 
A situação modifica-se quando o Brasil apresenta 
melhores resultados econômicos, passando de uma 
economia dependente externamente, principalmente no que 
tange ao comércio, a uma economia mais estável, ganhando 
status de país em desenvolvimento, ao deixar de lado a 
alcunha de país subdesenvolvido. 
Outros fatores são determinantes para esse novo 
paradigma do movimento imigratório do século XXI, como, por 
exemplo, as crises que atingiram os principais centros 
financeiros capitalistas, deflagradas nos Estados Unidos 
desde 2008, e nos últimos dois anos em diversas nações 
européias. Tais crises fizeram com que os estrangeiros 
viessem para o Brasil, sempre em busca de melhores 
oportunidades.
Nível 5 - Observações 
Soma-se a isso o clima brasileiro, visto também 
como um forte atrativo, já que proporciona uma melhor 
adaptação do estrangeiro no país. Sem falar, claro, na 
hospitalidade brasileira, tão difundida e veiculada em 
outras nações. [...] → Com adaptações 
 Ideias e texto bem organizados e estruturados; 
 Argumentação consistente e coerente; 
 Argumentos relacionados ao tema e apresentam 
repertório diversificado e autoral.
Exercícios de Argumentação 
Algumas possibilidades para treinar 
argumentos e defesa de ideias.
Exercícios de argumentação 
Encontre uma causa e uma consequência para as 
seguintes proposições: 
 Trote como prática 
cultural. 
 Aumento nos casos 
de DSTs em jovens 
no Brasil. 
 Congestionamento 
nas grandes cidades. 
 Casos não 
denunciados de 
violência contra a 
mulher. 
 “Justiceiros” no Brasil. 
 Propagandas 
voltadas ao público 
infantil.
Exercícios de argumentação 
Aponte três causas para os temas a seguir e 
justifique através de uma frase: 
 Alto índice de 
mortalidade infantil. 
 Manifestações no 
Brasil. 
 A implementação de 
cotas sociais e raciais 
nas universidades. 
 Desmatamento no 
planeta. 
 Proibição de anúncios 
e propagandas 
direcionados a 
crianças.
Exercícios de argumentação 
Justiça feita com as próprias mãos: as falhas do sistema 
justificam as atitudes violentas da população contra 
infratores? 
O voto obrigatório no Brasil: deve ser mantido? 
 Procure uma causa e uma consequência para cada 
um dos temas acima. 
 Pense em um argumento contrário e um favorável. 
 Elabore uma tese. 
 Tente rebater os argumentos contrários à tese.
Fontes 
 Manual de Capacitação para Avaliação das Redações 
do ENEM 2013. (Cespe) 
 Redação no ENEM 2013 - Guia do Participante. 
(MEC e Inep) 
 Alguns exemplos de argumentação foram retirados de 
diferentes páginas e arquivos disponíveis na internet. 
Observação: esta apresentação, assim como as demais disponíveis, é livre 
para ser utilizada, reciclada e modificada, desde que para fins didáticos. 
Lembre-se de que é importante que os slides aqui presentes não sejam 
usados sem intermédio de um mediador, para que o conteúdo seja melhor 
aproveitado pelos e pelas estudantes. 
Cynthia Funchal - http://www.aulasdelpt.blogspot.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaisGêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuais
marlospg
 
Variedades linguísticas
Variedades linguísticasVariedades linguísticas
Variedades linguísticas
Cláudia Heloísa
 
Passos para a redação do enem
Passos para a redação do enemPassos para a redação do enem
Passos para a redação do enem
Luciene Gomes
 
Aula de redacao
Aula de redacaoAula de redacao
Aula de redacao
mfmpafatima
 
Conclusão - Dissertação
Conclusão - DissertaçãoConclusão - Dissertação
Conclusão - Dissertação
Cynthia Funchal
 
Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
Ana Claudia André
 
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAAULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
Marcelo Cordeiro Souza
 
Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto
Cláudia Heloísa
 
Romance
RomanceRomance
Orações adjetivas
Orações adjetivasOrações adjetivas
Orações adjetivas
Cassandra Cruz
 
Slides Novo Acordo OrtográFico
Slides Novo Acordo OrtográFicoSlides Novo Acordo OrtográFico
Slides Novo Acordo OrtográFico
Flaviacristina74
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Verônica Carvalho
 
Conotacao e denotacao
Conotacao e denotacaoConotacao e denotacao
Conotacao e denotacao
bubble13
 
Artigo de opinião slides
Artigo de opinião slidesArtigo de opinião slides
Artigo de opinião slides
Isis Barros
 
Acentuação gráfica
Acentuação gráficaAcentuação gráfica
Acentuação gráfica
Mara dalto
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
Péricles Penuel
 
Conectivos
ConectivosConectivos
Conectivos
Andreza Silva
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
Alice Silva
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
Marcia Simone
 
Coesão e operadores argumentativos
Coesão e operadores argumentativosCoesão e operadores argumentativos
Coesão e operadores argumentativos
Cynthia Funchal
 

Mais procurados (20)

Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaisGêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuais
 
Variedades linguísticas
Variedades linguísticasVariedades linguísticas
Variedades linguísticas
 
Passos para a redação do enem
Passos para a redação do enemPassos para a redação do enem
Passos para a redação do enem
 
Aula de redacao
Aula de redacaoAula de redacao
Aula de redacao
 
Conclusão - Dissertação
Conclusão - DissertaçãoConclusão - Dissertação
Conclusão - Dissertação
 
Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
 
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAAULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
 
Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto
 
Romance
RomanceRomance
Romance
 
Orações adjetivas
Orações adjetivasOrações adjetivas
Orações adjetivas
 
Slides Novo Acordo OrtográFico
Slides Novo Acordo OrtográFicoSlides Novo Acordo OrtográFico
Slides Novo Acordo OrtográFico
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Conotacao e denotacao
Conotacao e denotacaoConotacao e denotacao
Conotacao e denotacao
 
Artigo de opinião slides
Artigo de opinião slidesArtigo de opinião slides
Artigo de opinião slides
 
Acentuação gráfica
Acentuação gráficaAcentuação gráfica
Acentuação gráfica
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
 
Conectivos
ConectivosConectivos
Conectivos
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
 
Coesão e operadores argumentativos
Coesão e operadores argumentativosCoesão e operadores argumentativos
Coesão e operadores argumentativos
 

Semelhante a ARGUMENTAÇÃO - Enem (Competência 3)

Argumentação
ArgumentaçãoArgumentação
Argumentação
Cynthia Funchal
 
Tipos de argumentacao
Tipos de argumentacaoTipos de argumentacao
Tipos de argumentacao
Estude Mais
 
Texto dissertativo argumentativo
Texto dissertativo argumentativoTexto dissertativo argumentativo
Texto dissertativo argumentativo
Cicero Luciano
 
Argumentação
ArgumentaçãoArgumentação
Argumentação
Renally Arruda
 
Unicamp 1 vestibular 2012 gênero artigo de opinião
Unicamp 1 vestibular 2012 gênero   artigo de opiniãoUnicamp 1 vestibular 2012 gênero   artigo de opinião
Unicamp 1 vestibular 2012 gênero artigo de opinião
Katcavenum
 
Dissertação - texto de opinião
Dissertação -  texto de opiniãoDissertação -  texto de opinião
Dissertação - texto de opinião
Fátima Lima
 
Dissertação completa.pptx
Dissertação completa.pptxDissertação completa.pptx
Dissertação completa.pptx
AndreRamos99
 
Dissertação esquema básico 2014
Dissertação esquema básico 2014Dissertação esquema básico 2014
Dissertação esquema básico 2014
Karin Cristine
 
Curso básico de redação aula 3
Curso básico de redação   aula 3Curso básico de redação   aula 3
Curso básico de redação aula 3
ProfFernandaBraga
 
Dissertação aula com técnicas
Dissertação aula com técnicasDissertação aula com técnicas
Dissertação aula com técnicas
ressurreicaorecreio
 
Enem slides
Enem slidesEnem slides
Enem slides
nayalves
 
Lista número 01 para o redação descomplicada
Lista número 01 para o redação descomplicadaLista número 01 para o redação descomplicada
Lista número 01 para o redação descomplicada
Fabio Cruz
 
Curso Básico de Redação - Fernanda Braga
Curso Básico de Redação - Fernanda BragaCurso Básico de Redação - Fernanda Braga
Curso Básico de Redação - Fernanda Braga
ProfFernandaBraga
 
Texto dissertativo argumentativo teoria e intro
Texto dissertativo argumentativo teoria e introTexto dissertativo argumentativo teoria e intro
Texto dissertativo argumentativo teoria e intro
carla Furlan
 
3° simulado ENEM - matematica e linguagens
3° simulado ENEM -  matematica e linguagens3° simulado ENEM -  matematica e linguagens
3° simulado ENEM - matematica e linguagens
emanuel
 
Texto argumentativo dissertação escolar..ppt
Texto argumentativo dissertação escolar..pptTexto argumentativo dissertação escolar..ppt
Texto argumentativo dissertação escolar..ppt
RITADECASSIARODRIGUE20
 
Texto argumentativo dissertação escolar..pptx
Texto argumentativo dissertação escolar..pptxTexto argumentativo dissertação escolar..pptx
Texto argumentativo dissertação escolar..pptx
Giselma Alves
 
Texto argumentativo dissertação escolar. (1)
Texto argumentativo dissertação escolar. (1)Texto argumentativo dissertação escolar. (1)
Texto argumentativo dissertação escolar. (1)
CharlesMarlon1
 
18 formas de começar um texto
18 formas de começar um texto18 formas de começar um texto
18 formas de começar um texto
Fabio Dos Santos
 
CILP 2014 - slides 5 - Redação - aula 12/04/2014
CILP 2014  - slides 5 - Redação - aula 12/04/2014CILP 2014  - slides 5 - Redação - aula 12/04/2014
CILP 2014 - slides 5 - Redação - aula 12/04/2014
jasonrplima
 

Semelhante a ARGUMENTAÇÃO - Enem (Competência 3) (20)

Argumentação
ArgumentaçãoArgumentação
Argumentação
 
Tipos de argumentacao
Tipos de argumentacaoTipos de argumentacao
Tipos de argumentacao
 
Texto dissertativo argumentativo
Texto dissertativo argumentativoTexto dissertativo argumentativo
Texto dissertativo argumentativo
 
Argumentação
ArgumentaçãoArgumentação
Argumentação
 
Unicamp 1 vestibular 2012 gênero artigo de opinião
Unicamp 1 vestibular 2012 gênero   artigo de opiniãoUnicamp 1 vestibular 2012 gênero   artigo de opinião
Unicamp 1 vestibular 2012 gênero artigo de opinião
 
Dissertação - texto de opinião
Dissertação -  texto de opiniãoDissertação -  texto de opinião
Dissertação - texto de opinião
 
Dissertação completa.pptx
Dissertação completa.pptxDissertação completa.pptx
Dissertação completa.pptx
 
Dissertação esquema básico 2014
Dissertação esquema básico 2014Dissertação esquema básico 2014
Dissertação esquema básico 2014
 
Curso básico de redação aula 3
Curso básico de redação   aula 3Curso básico de redação   aula 3
Curso básico de redação aula 3
 
Dissertação aula com técnicas
Dissertação aula com técnicasDissertação aula com técnicas
Dissertação aula com técnicas
 
Enem slides
Enem slidesEnem slides
Enem slides
 
Lista número 01 para o redação descomplicada
Lista número 01 para o redação descomplicadaLista número 01 para o redação descomplicada
Lista número 01 para o redação descomplicada
 
Curso Básico de Redação - Fernanda Braga
Curso Básico de Redação - Fernanda BragaCurso Básico de Redação - Fernanda Braga
Curso Básico de Redação - Fernanda Braga
 
Texto dissertativo argumentativo teoria e intro
Texto dissertativo argumentativo teoria e introTexto dissertativo argumentativo teoria e intro
Texto dissertativo argumentativo teoria e intro
 
3° simulado ENEM - matematica e linguagens
3° simulado ENEM -  matematica e linguagens3° simulado ENEM -  matematica e linguagens
3° simulado ENEM - matematica e linguagens
 
Texto argumentativo dissertação escolar..ppt
Texto argumentativo dissertação escolar..pptTexto argumentativo dissertação escolar..ppt
Texto argumentativo dissertação escolar..ppt
 
Texto argumentativo dissertação escolar..pptx
Texto argumentativo dissertação escolar..pptxTexto argumentativo dissertação escolar..pptx
Texto argumentativo dissertação escolar..pptx
 
Texto argumentativo dissertação escolar. (1)
Texto argumentativo dissertação escolar. (1)Texto argumentativo dissertação escolar. (1)
Texto argumentativo dissertação escolar. (1)
 
18 formas de começar um texto
18 formas de começar um texto18 formas de começar um texto
18 formas de começar um texto
 
CILP 2014 - slides 5 - Redação - aula 12/04/2014
CILP 2014  - slides 5 - Redação - aula 12/04/2014CILP 2014  - slides 5 - Redação - aula 12/04/2014
CILP 2014 - slides 5 - Redação - aula 12/04/2014
 

Mais de Cynthia Funchal

Parágrafos expositivo x argumentativo
Parágrafos   expositivo x argumentativoParágrafos   expositivo x argumentativo
Parágrafos expositivo x argumentativo
Cynthia Funchal
 
Concordância verbal e concordância nominal
Concordância verbal e concordância nominalConcordância verbal e concordância nominal
Concordância verbal e concordância nominal
Cynthia Funchal
 
Pontuação em redação
Pontuação em redaçãoPontuação em redação
Pontuação em redação
Cynthia Funchal
 
Modernismo 1ª fase
Modernismo 1ª faseModernismo 1ª fase
Modernismo 1ª fase
Cynthia Funchal
 
Modernismo 2ª fase (Poesia)
Modernismo  2ª fase (Poesia)Modernismo  2ª fase (Poesia)
Modernismo 2ª fase (Poesia)
Cynthia Funchal
 
Pré modernismo
Pré modernismoPré modernismo
Pré modernismo
Cynthia Funchal
 
Parnasianismo e Simbolismo
Parnasianismo e SimbolismoParnasianismo e Simbolismo
Parnasianismo e Simbolismo
Cynthia Funchal
 
Planejamento de texto
Planejamento de textoPlanejamento de texto
Planejamento de texto
Cynthia Funchal
 
Proposta de redação carta argumentativa
Proposta de redação carta argumentativaProposta de redação carta argumentativa
Proposta de redação carta argumentativa
Cynthia Funchal
 
Planejamento de texto
Planejamento de textoPlanejamento de texto
Planejamento de texto
Cynthia Funchal
 
Aposto e vocativo
Aposto e vocativoAposto e vocativo
Aposto e vocativo
Cynthia Funchal
 
Adjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento Nominal
Adjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento NominalAdjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento Nominal
Adjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento Nominal
Cynthia Funchal
 
Tipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuaisTipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuais
Cynthia Funchal
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
Cynthia Funchal
 
Arcadismo no brasil - autores e obras
Arcadismo no brasil  - autores e obrasArcadismo no brasil  - autores e obras
Arcadismo no brasil - autores e obras
Cynthia Funchal
 
Conclusao - Dissertação (ENEM)
Conclusao - Dissertação (ENEM)Conclusao - Dissertação (ENEM)
Conclusao - Dissertação (ENEM)
Cynthia Funchal
 
Barroco
BarrocoBarroco
Resumo e resenha
Resumo e resenhaResumo e resenha
Resumo e resenha
Cynthia Funchal
 
Quinhentismo
QuinhentismoQuinhentismo
Quinhentismo
Cynthia Funchal
 
3ª fase – modernismo brasileiro
3ª fase – modernismo brasileiro3ª fase – modernismo brasileiro
3ª fase – modernismo brasileiro
Cynthia Funchal
 

Mais de Cynthia Funchal (20)

Parágrafos expositivo x argumentativo
Parágrafos   expositivo x argumentativoParágrafos   expositivo x argumentativo
Parágrafos expositivo x argumentativo
 
Concordância verbal e concordância nominal
Concordância verbal e concordância nominalConcordância verbal e concordância nominal
Concordância verbal e concordância nominal
 
Pontuação em redação
Pontuação em redaçãoPontuação em redação
Pontuação em redação
 
Modernismo 1ª fase
Modernismo 1ª faseModernismo 1ª fase
Modernismo 1ª fase
 
Modernismo 2ª fase (Poesia)
Modernismo  2ª fase (Poesia)Modernismo  2ª fase (Poesia)
Modernismo 2ª fase (Poesia)
 
Pré modernismo
Pré modernismoPré modernismo
Pré modernismo
 
Parnasianismo e Simbolismo
Parnasianismo e SimbolismoParnasianismo e Simbolismo
Parnasianismo e Simbolismo
 
Planejamento de texto
Planejamento de textoPlanejamento de texto
Planejamento de texto
 
Proposta de redação carta argumentativa
Proposta de redação carta argumentativaProposta de redação carta argumentativa
Proposta de redação carta argumentativa
 
Planejamento de texto
Planejamento de textoPlanejamento de texto
Planejamento de texto
 
Aposto e vocativo
Aposto e vocativoAposto e vocativo
Aposto e vocativo
 
Adjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento Nominal
Adjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento NominalAdjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento Nominal
Adjunto adverbial, Adjunto adnominal e Complemento Nominal
 
Tipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuaisTipos e gêneros textuais
Tipos e gêneros textuais
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Arcadismo no brasil - autores e obras
Arcadismo no brasil  - autores e obrasArcadismo no brasil  - autores e obras
Arcadismo no brasil - autores e obras
 
Conclusao - Dissertação (ENEM)
Conclusao - Dissertação (ENEM)Conclusao - Dissertação (ENEM)
Conclusao - Dissertação (ENEM)
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Resumo e resenha
Resumo e resenhaResumo e resenha
Resumo e resenha
 
Quinhentismo
QuinhentismoQuinhentismo
Quinhentismo
 
3ª fase – modernismo brasileiro
3ª fase – modernismo brasileiro3ª fase – modernismo brasileiro
3ª fase – modernismo brasileiro
 

Último

Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Yan Kayk da Cruz Ferreira
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 

ARGUMENTAÇÃO - Enem (Competência 3)

  • 2. Argumentação - ENEM Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.  Avalia a inteligibilidade do texto – a coerência entre as ideias apresentadas. Relação entre os sentidos e ideias do texto; Precisão vocabular; Progressão temática, ideias apresentadas em ordem lógica; Adequação entre o conteúdo do texto e o mundo real.
  • 3. O que se espera?  Apresentação clara da tese e seleção dos argumentos que a defendem;  Encadeamento de ideias – novas informações a cada parágrafo, sempre em coerência com o que foi apresentado anteriormente;  Evitar repetições e saltos temáticos;  Congruência entre as informações do texto e a realidade;  Precisão vocabular.
  • 4. Texto argumentativo  Tese: ponto de vista sobre o tema, proposição.  Argumentação: defesa da tese através do discurso com a intenção de convencimento. Usa dados, exemplos, citações, comparações e, principalmente, o raciocínio lógico.  Autoria: ser autor ou autora das próprias ideias, ser capaz de construir a argumentação sem apoiar-se nos textos motivadores da prova ou no senso comum.
  • 5. Tipos de argumentação Alguns tipos de argumentos que podem ser utilizados e exemplos.
  • 6. Alguns tipos de argumentos  Citação de uma autoridade sobre o assunto (pesquisador, especialista, responsável);  Comprovação: informação comprovável por dados ou observação/experiência (senso comum ou consenso);  Raciocínio lógico: relação de causa e consequência de um problema identificado pela tese.  Comparação, dentro do mesmo assunto, entre situações semelhantes (reforçar) ou opostas (evidenciar o contraste).  Contra-argumentação: prevê argumentos contrários à tese do texto para refutá-los e “desmontá-los” em favor do ponto de vista do texto.
  • 7. Citação Como afirma René Girard, em seu livro A violência e o sagrado, "a violência é de todos e está em todos". Certamente, se a sociedade se vale da violência para punir os violentos, a mensagem que passa é muito clara: há uma violência que é aceitável, talvez até mesmo desejável, da qual não se pretende abrir mão.  Tema: Violência e sociedade: a revolta contra o sistema e a justiça com as próprias mãos.  Possíveis teses: A violência faz parte da sociedade, o que justifica o uso da força para fazer justiça com as próprias mãos. A ineficiência do sistema leva as pessoas a assumirem sua natureza violenta.
  • 8. Comprovação (dados) Segundo dados do IBGE de 2001, 59% da população brasileira que declara ter uma atividade remunerada ganha, no máximo, o "piso salarial" oferecido pelo crime. Dos traficantes ouvidos na pesquisa, 25% recebem mais de R$2.000 mensais; já na população brasileira, essa taxa não ultrapassa 6%.  Tema: Tráfico de drogas x Emprego regularizado: as dificuldades de acabar com esse mal.  Possíveis teses: O combate contra o tráfico de drogas é dificultado pelas suas facilidades. O tráfico de drogas é um problema difícil de ser combatido.
  • 9. Comprovação (senso comum / consenso) Por ocasião da copa do mundo, o país inteiro exala um clima de ufanismo: as janelas ficam repletas de bandeiras nacionais e o asfalto fica coberto de figuras, logotipos e frases sugestivas: “Pra frente, Brasil!”. Todo brasileiro se torna técnico da seleção. A equipe só será campeã se os ídolos de cada um forem escalados.  Tema: Nacionalismo com data marcada: o brasileiro e a Copa do Mundo. Exaltação do país acontece apenas durante o futebol?  Possíveis teses: A copa do mundo inspira o nacionalismo brasileiro. O brasileiro é um nacionalista de ocasião, uma vez que enaltece o país durante a copa, mas passa os outros anos criticando-o. (Obs: essa tese exigiria outros argumentos).
  • 10. Comprovação (senso comum / consenso) Os avaliadores de vestibulares, ao exigirem redações, pretendem verificar o universo de conhecimento e a capacidade de expressão dos candidatos. Assim sendo, o vestibulando deve buscar informações nos jornais, revistas, televisão, cinema, teatro, debates, sem desprezar o contato com o estilo clássico da literatura como fonte de enriquecimento.  Tema: A importância da redação no vestibular.  Possíveis teses: A redação é um fator de avaliação fundamental para o vestibular. Uma boa redação exige conhecimento e leitura.
  • 11. Raciocínio Lógico (causa / consequência) Um fenômeno comum que ocorre em centros urbanos como São Paulo e Rio de Janeiro é a chegada de migrantes. Sua origem não é somente dos estados do Nortes, mas, principalmente, das cidades interioranas do mesmo estado. Atraídos pela ilusão do progresso e do enriquecimento, sem uma suficiente escolaridade, sequer profissão e consequentemente sem condições financeiras, acabam marginalizados debaixo de pontes, viadutos, nas esquinas e favelas engrossando o número de indigentes e sujeitando-se, não raro, à exploração e à violência.  Tema: A migração para os grandes centros urbanos.  Possível tese: A migração para os centros urbanos, sem as devidas condições, pode causar consequências ao migrante, iludido pela ideia de progresso.
  • 12. Raciocínio Lógico (causa / consequência) Sabe-se que a sensação de prazer, a liberdade e a descontração são valores próprios do ser humano. Nem todos conseguem conquistá-los com naturalidade e têm de recorrer, muitas vezes, a artifícios perigosos. O álcool e o tóxico são dos mais apropriados experientes para esse fim. Embora os jovens sejam particularmente alegres e descontraídos, iludidos por valores estereotipados que os levam a sentir-se como adultos ou ainda pela ação interesseira, exploradora de manipuladores de bebidas e drogas, acabam adotando-os como hábito, tornando-se dependentes, cometendo excessos e contribuindo para a delinquência juvenil.  Tema: Drogas, álcool e os excessos da juventude.  Possível tese: O jovem hoje não sabe controlar o uso de álcool e outras drogas, abuso que pode levar a consequências graves.
  • 13. Comparação (oposição) Enquanto países como a Inglaterra e o Canadá têm leis que protegem as crianças da exposição ao sexo e à violência na televisão, no Brasil não há nenhum controle eletivo sobre a programação. Não é de surpreender que muitos brasileiros estejam defendendo alguma forma de censura sobre a TV aberta.  Tema: Censura na TV aberta ou A criança e a televisão: qual a responsabilidade das emissoras?  Possíveis teses: Deve haver controle sobre a programação da TV aberta. A televisão brasileira não oferece qualidade em toda sua programação, expondo a crianças a temas inadequados a sua idade.
  • 14. Comparação (oposição) Atualmente, no Brasil e no Chile, fervilham movimentações por direitos sociais. Enquanto em nosso país vizinho estudantes vão às ruas pela melhoria do ensino público que já é bom; aqui, ainda se busca o direito a condições mínimas de saúde, educação e segurança.  Tema: Manifestações populares e direitos sociais ou Os problemas da educação no Brasil (Obs: o texto exigiria outros argumentos voltados para a questão da educação para manter fidelidade ao tema).  Possíveis teses: Apesar das manifestações, o país ainda não oferece as condições mínimas para a qualidade de vida da população. A educação no Brasil ainda encontra-se em condições precárias e o país precisa alcançar o mínimo de condições para que o problema possa melhorado.
  • 15. Comparação (semelhança) Cada sistema tem seus indicadores. A Inglaterra, os Estados Unidos, por exemplo, têm dinheiro sobrando e claro, uma Bolsa de Valores respeitável. Mas quando o assunto é futebol, o Brasil não perde para ninguém, ou melhor, iguala-se à Inglaterra: os brasileiros não sentem inveja da torcida inglesa e vice-versa.  Tema: Copa do mundo e a torcida brasileira.  Possíveis teses: O futebol do Brasil possui uma torcida forte e admirável. A torcida brasileira é uma das maiores e mais respeitáveis no futebol.
  • 16. Contra-argumentação  Tema: Vestibular, um mal necessário.  Tese: O vestibular privilegia os candidatos pertencentes às classes mais favorecidas economicamente.  Argumento contrário à tese: A implementação de cotas sociais torna o vestibular mais igualitário, oferecendo condições mais justas de ingresso à Universidade para as classes econômicas menos privilegiadas.  Contra-argumento: Mesmo que o acesso à universidade fosse facilitado para candidatos de condição econômica inferior, o problema não seria resolvido, pois a falta de um aprendizado sólido, no primeiro e segundo grau, comprometeria o ritmo do curso superior.
  • 17. Contra-argumentação  Tema: Descriminalização do aborto.  Tese: O aborto não deve ser descriminalizado.  Argumento contrário à tese: O aborto é uma solução para a gravidez indesejada, evitando que uma criança nasça em meios aos problemas familiares, sem ter a devida orientação de pais que realmente quiseram concebê-la.  Contra-argumento: O aborto realmente pode parecer uma solução para a gravidez indesejada. Porém, existem soluções melhores e mais eficazes, como a prevenção e os métodos anticoncepcionais. É muito melhor se prevenir com responsabilidade do que retirar a vida de um nascituro.
  • 18. Contra-argumentação  Tema: Descriminalização do aborto.  Tese: O aborto deve ser descriminalizado.  Argumento contrário à tese: O aborto realmente pode parecer uma solução para a gravidez indesejada. Porém, existem soluções melhores e mais eficazes, como a prevenção e os métodos anticoncepcionais. É muito melhor se prevenir com responsabilidade do que retirar a vida de um nascituro.  Contra-argumento: Os métodos contraceptivos, embora ainda bastante difundidos, ainda não são de fácil acesso a toda a população, além da falta de instrução de camadas econômicas mais baixas da população, uma vez que o Estado nem sempre consegue orientar toda a sociedade, usando a criminalização como um método ineficiente para prevenção, já que isso não diminui o índice de abortos no país e só aumenta a taxa de mortalidade das mulheres que o praticam.
  • 19. Níveis de desempenho Níveis de desempenho avaliados na Competência 3 e exemplos com base na proposta de Redação de 2013.
  • 20. Níveis de desempenho  Nível 5 (200 pts) - Apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, em defesa de um ponto de vista.  Nível 4 (160 pts) - Apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, em defesa de um ponto de vista.  Nível 3 (120 pts) - Apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, limitados aos argumentos dos textos motivadores e pouco organizados, em defesa de um ponto de vista.
  • 21. Níveis de desempenho  Nível 2 (80 pts) – Apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas desorganizados ou contraditórios e limitados aos argumentos dos textos motivadores, em defesa de um ponto de vista.  Nível 1 (40 pts) – Apresenta informações, fatos e opiniões pouco relacionados ao tema ou incoerentes e sem defesa de um ponto de vista.  Nível 0 (0 pto) – Apresenta informações, fatos e opiniões não relacionados ao tema e sem defesa de um ponto de vista.
  • 22. Competência 3 – Nível 1 Ao chegar no porto os imigrantes traziam grandes expectativas em suas vidas. Esperanças e sonhos eram planos que estavam guardados em suas malas, um poder de conquistar tudo o que gostariam com suas forças e seu trabalho. Logo passam a contribuir com taxas e impostos, e fazer parte da história do país e de uma cultura brasileira. Onde cada pessoa tem uma cultura diferente. E a cada dia vai evoluindo cada vez mas, pois a tecnologia tem avançado muito, e hoje busca-se muitos profissionais qualificados pois todos os dias tem uma máquina no mercado onde cada máquina só vem facilitar o meio trabalhista.
  • 23. Nível 1 - Observações Agora é claro ressaltar que o trabalho escravo é pouco em nosso país e nos demais. E trata-se de pouco deslocamentos de pessoas em busca de melhorar de vidas, o que quer dizer que qualquer pessoa pode ir em busca de melhores condições. [...] → Com adaptações  Argumentos e ideias têm pouca relação com o tema (a imigração para o Brasil no século XXI);  Fatos e ideias pouco relacionados ao tema;  Argumentos desconectados entre si;  Ideias não permitem conexão entre a tese e o tema proposto na redação.
  • 24. Competência 3 – Nível 2 O Brasil tem sido um dos países que mais tem recebido imigrantes. Nós sabemos que muitos dos imigrantes ao desembarcar no Brasil, logo começam a refazer suas vidas. Por volta do século XIX, e XX, muitos vieram com o intuito de fazer a “América”, e com isso, não deixaram de fazer parte não só do país como também da cultura Brasileira. No entanto o Brasil ainda é um dos países menos violentos, e um dos mais acolhedores. Pois um país, é parecido com uma família, portanto quando mexe com um mexe com todos.
  • 25. Nível 2 - Observações No entanto sabemos que na maioria dos outros Países não é assim, pois jamais iam aceitar algo parecido. No entanto o Brasil, encara essa imigração, como uma forma de se interligar, e não como uma guerra. [...] → Com adaptações  Contradição: afirma que um país (note o artigo indefinido) é parecido com uma família, mas logo depois diz que há países que rejeitam imigrantes.  Fatos e ideias apresentados são pouco consistentes.  Ideias presas aos textos motivadores.
  • 26. Competência 3 – Nível 3 A população brasileira cresce a cada dia, decorrente do movimento imigratório, pessoas que vêm de outros países e se abrigam aqui nesta terra de belos horizontes. Vários são os fatores que trazem estas pessoas a procurarem o Brasil, terra ao povo que os acolhem de braços abertos. O principal deles é se refugiarem de conflitos, guerras, invasões, terremotos e furacões que acontecem em seus países. Decorrentes desses acontecimentos eles perdem suas casas, seus pertences e com eles seus planos e sonhos, e são obrigados a procurarem outro local para recomeçar e escolhem o Brasil.
  • 27. Nível 3 - Observações Outro fator importante é a busca de emprego e melhores condições de vida. Esse movimento imigratório traz para o Brasil novas culturas, traz o reconhecimento destas novas culturas. Com isso, a população brasileira só tende a crescer, mesmo com as altas taxas de mortalidade tanto de adultos como adolescentes e crianças. [...] → Com adaptações  Ideias e texto organizados;  Ainda preso às ideias dos textos motivadores;  Relação entre crescimento populacional, imigração e índices de mortalidade não é clara.
  • 28. Competência 3 – Nível 5 O primeiro decênio do século XXI é significativo para o Brasil, pois demarca a entrada do país na lista de nações preferidas por imigrantes estrangeiros, que se dispuseram a adotar um novo endereço. O país é a mais nova “menina dos olhos” de imigrantes oriundos das mais longínquas e diversas nações. Até o final da década de 1990, o Brasil comumente não era um polo atrativo para imigrantes, já que sua economia estava pautada pela instabilidade, com inflação e desempregos em níveis elevados, repelindo, desse modo, os imigrantes estrangeiros para outros países que dispunham de um quadro econômico mais favorável.
  • 29. Competência 3 – Nível 5 A situação modifica-se quando o Brasil apresenta melhores resultados econômicos, passando de uma economia dependente externamente, principalmente no que tange ao comércio, a uma economia mais estável, ganhando status de país em desenvolvimento, ao deixar de lado a alcunha de país subdesenvolvido. Outros fatores são determinantes para esse novo paradigma do movimento imigratório do século XXI, como, por exemplo, as crises que atingiram os principais centros financeiros capitalistas, deflagradas nos Estados Unidos desde 2008, e nos últimos dois anos em diversas nações européias. Tais crises fizeram com que os estrangeiros viessem para o Brasil, sempre em busca de melhores oportunidades.
  • 30. Nível 5 - Observações Soma-se a isso o clima brasileiro, visto também como um forte atrativo, já que proporciona uma melhor adaptação do estrangeiro no país. Sem falar, claro, na hospitalidade brasileira, tão difundida e veiculada em outras nações. [...] → Com adaptações  Ideias e texto bem organizados e estruturados;  Argumentação consistente e coerente;  Argumentos relacionados ao tema e apresentam repertório diversificado e autoral.
  • 31. Exercícios de Argumentação Algumas possibilidades para treinar argumentos e defesa de ideias.
  • 32. Exercícios de argumentação Encontre uma causa e uma consequência para as seguintes proposições:  Trote como prática cultural.  Aumento nos casos de DSTs em jovens no Brasil.  Congestionamento nas grandes cidades.  Casos não denunciados de violência contra a mulher.  “Justiceiros” no Brasil.  Propagandas voltadas ao público infantil.
  • 33. Exercícios de argumentação Aponte três causas para os temas a seguir e justifique através de uma frase:  Alto índice de mortalidade infantil.  Manifestações no Brasil.  A implementação de cotas sociais e raciais nas universidades.  Desmatamento no planeta.  Proibição de anúncios e propagandas direcionados a crianças.
  • 34. Exercícios de argumentação Justiça feita com as próprias mãos: as falhas do sistema justificam as atitudes violentas da população contra infratores? O voto obrigatório no Brasil: deve ser mantido?  Procure uma causa e uma consequência para cada um dos temas acima.  Pense em um argumento contrário e um favorável.  Elabore uma tese.  Tente rebater os argumentos contrários à tese.
  • 35. Fontes  Manual de Capacitação para Avaliação das Redações do ENEM 2013. (Cespe)  Redação no ENEM 2013 - Guia do Participante. (MEC e Inep)  Alguns exemplos de argumentação foram retirados de diferentes páginas e arquivos disponíveis na internet. Observação: esta apresentação, assim como as demais disponíveis, é livre para ser utilizada, reciclada e modificada, desde que para fins didáticos. Lembre-se de que é importante que os slides aqui presentes não sejam usados sem intermédio de um mediador, para que o conteúdo seja melhor aproveitado pelos e pelas estudantes. Cynthia Funchal - http://www.aulasdelpt.blogspot.com.br