SlideShare uma empresa Scribd logo
REDAÇÃO ENEM
Profª. Josi Motta
Veja todos os temas de redação que já caíram no Enem:
Viver e Aprender: letra da música “O que É, o que É”, de Gonzaguinha
(1998)
Cidadania e participação social (1999)
Direitos da criança e do adolescente (2000)
Desenvolvimento e preservação ambiental: como conciliar os interesses em
conflito? (2001)
O direito de votar: como fazer dessa conquista um meio para promover as
transformações sociais de que o Brasil necessita? (2002)
A violência na sociedade brasileira (2003)
Como garantir a liberdade de informação e evitar abusos nos meios de
comunicação? (2004)
Trabalho infantil no Brasil (2005)
O Poder de Transformação da Leitura (2006)
O desafio de se conviver com as diferenças (2007)
Como preservar a floresta Amazônica (2008)
O indivíduo frente à ética nacional (2009)
O trabalho na construção da dignidade humana (2010)
Viver em rede no século 21 – os limites entre o público e o privado (2011)
O movimento imigratório para o Brasil no século XXI’ (2012)
Lei Seca no Brasil: os efeitos da implantação da lei no país (2013)
Publicidade infantil em questão no Brasil (2014)
TEXTO
Unidade linguística de sentido completo, cuja função é
estabelecer a comunicação entre seu produtor e o seu(s)
destinatário(s).
O texto se caracteriza pela textualidade, que faz com que
um texto seja realmente texto e não apenas soma de frases.
Os principais fatores de textualidade são:
•Contextualização;
•Intencionalidade;
•Coesão;
•Coerência.
INTRODUÇÃO
Função: contextualizar + mostrar temática + tese (implícita ou
explícita).
DESENVOLVIMENTO
Função: Argumentos desenvolvidos para defesa de um ponto de
vista.
CONCLUSÃO
Função: Encerrar a discussão + Reafirmar a tese + Intervenção.
DISSERTAÇÃO
VERSO é cada uma das
linhas constitutivas de um
poema. É a unidade rítmica
do poema.
Amar o perdido
deixa confundido
este coração.
Nada pode o olvido
contra o sem sentido
apelo do Não.
As coisas tangíveis
tornam-se insensíveis
à palma da mão.
Mas as coisas findas,
muito mais que lindas,
essas ficarão.
PROSA é a maneira usual de se falar ou
escrever. Opõe-se ao verso.
“Capitu deu-me as costas, voltando-se para o espelhinho.
Peguei-lhe dos cabelos, colhi-os todos e entrei a alisá-los com
o pente, desde a testa até as últimas pontas, que lhe desciam
à cintura. Em pé não dava jeito: não esquecestes que ela era
um nadinha mais alta que eu, mas ainda que fosse da mesma
altura. Pedi-lhe que se sentasse”.
NÃO!
• Extremismos, os ataques a instituições e pessoas públicas;
• Emprego de formas pessoais (Eu acho, etc.);
• Emprego de clichês (Eu estava branco como leite); de ecos/rimas,
de repetições desnecessárias; de estrangeirismos e de gírias.
Quando estes forem indispensáveis, há necessidade de serem
identificados com aspas;
• Evitar rasuras. Errou? Passar um traço horizontal sobre a palavra;
• Períodos muito longos, que envolvam mais de uma ideia básica;
tornando-se prolixos, confusos;
• Palavras e frases ambíguas ( O estudante e seu pai saíram; ele
voltou logo. A qual dos dois se refere o pronome ele?);
• Evitar informações desnecessárias;
• Citações? Use aspas.
SIM!
• É importante utilizar adequadamente os elementos da Língua
Portuguesa.
• Estabelecer relação entre as ideias que serão abordadas no texto;
• Seu texto não é formado por parágrafos isolados, estes apresentam
assuntos diferentes, mas que estão ligados ao assunto central, ou
seja, o tema.
• Cada parágrafo deve ter um assunto, e o que você quer dizer sobre
ele;
• Expressar-se de forma clara, objetiva e organizada, sem
rebuscamentos para impressionar o leitor.c
Estrutura básica da dissertação:
média 5 linhas
média 20 linhas
Argumento 01
Argumento 02
[Argumento 03 – opcional]
Conclusão
[“intervenção”] média 5 linhas
Introdução
HISTÓRIA | OTO LUNA
ROMA
(UNIDADE 3)
 
‘Primeiros procedimentos’
Interpretação da proposta de tema de redação
Fuga parcial e Fuga total.
Para não cometer erros:
Dê atenção total a todos os detalhes que compõem os textos
selecionados para a coletânea.
 Com base nos textos...
• Mapear o campo de debate, para identificar as
principais correntes em disputa;
• Identificar argumentação e contra-argumentação;
• Observar possíveis ressalvas;
• Refletir, pensar, questionar-se.
DESENVOLVIMENTO: conceito e estrutura
•A maior parte do texto dissertativo, e é nele que a
introdução se expande. (Tópico frasal + expansão)
•Principal função: defender, através de argumentos a
visão de mundo do enunciador, explicitada ou sugerida na
introdução.
• Utilização de recursos argumentativos.
Argumentação
•É, de modo geral, um conjunto de procedimentos
linguísticos utilizado pelo enunciador para convencer o
leitor, obtendo sua adesão.
Recursos Argumentativos
•Citação de autoridade;
•Comparação;
•Causa-consequência;
•Exemplificação;
•Dados quantitativos.
CONCLUSÃO - Enem: proposta de intervenção
Trata-se de buscar uma ação aplicável na sociedade,
mostrando respeito aos valores humanos e considerando a
diversidade sociocultural.
Para uma boa intervenção,
é importante observar:
•Relação com a análise;
•Medidas específicas e realizáveis;
•Diálogo com o que existe;
•Agente da ação.
Fique ligado!
Cuidado com a ‘utopia’ e o discurso panfletário.
Uma proposta de intervenção válida, além de visar à
promoção dos direitos humanos, deve, mesmo com
poucas linhas, manifestar uma visão de mundo que
contemple a complexidade e a diversidade social e
ideológica do Brasil.
Formulações como “Basta apenas...”, “é só...” e
outras semelhantes apenas revelam simplismo e
uma visão autoritária.
NÃO!
• Fuga ao tema;
• Não atendimento ao tipo textual dissertativo-
argumentativo;
• Desrespeito aos direitos humanos;
• Formas propositais de anulação;
• Em branco;
• Texto insuficiente;
• Cópia de texto motivador;
•Parte desconectada do tema.
Competências para um bom texto no Enem:
1. Respeitar às normas gramaticais;
2. Compreender o tema; aplicar conhecimentos para
desenvolver dissertação argumentativa em prosa;
3. Fundamentar bem os argumentos;
4. Unir/relacionar as ideias de forma lógica;
5. Proposta de solução para o problema abordado,
respeitando os direitos humanos.
SIM!
CONCLUSÃO NO ENEM: proposta de intervenção
Trata-se de buscar uma ação aplicável na sociedade, mostrando respeito
aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.
Para uma boa intervenção, é importante observar:
Relação com a análise;
Medidas específicas e realizáveis;
Diálogo com o que existe.
Fique ligado!
Cuidado com a ‘utopia’ e o discurso panfletário.
Formulações como “Basta apenas...”, “é só...” e outras semelhantes
revelam simplismo e uma visão autoritária.
G O M I F E S
O
V
E
R
N
O
N
G
S
Í
D
I
A
N
D
V
Í
D
U
O
A
M
Í
L
I
A
S
C
O
L
A
O
C
I
E
D
A
D
E
QUEM?QUEM?
O QUÊ?O QUÊ?
COMO?COMO?
INTERVENÇÃO:
Relacionada
Detalhada
INTERVENÇÃO:
Relacionada
Detalhada
CONCLUSÃO - Enem:
proposta de intervenção
CONCLUSÃO - Enem:
proposta de intervenção
FUNK ANTIGÃO (TRANQUILÃO) DE REDAÇÃO
Que provinha é essa que no Enem é sensação
É claro que é a nossa redação
Tese, argumentos e “aquela intervenção”
Prepara que aí vem o milzão
Vamos começar
A introduzir
Contexto, tema e tese vão surgir
Argumentação para prosseguir
Conclui e vem e cantando assim
Eu tô tranquilão
Tô numa boa pra fazer a redação
Se liga nessa e não esquece a intervenção:
O quê? E como? E o agente da agente da ação:
GOMIFES, GOMIFES
TEXTO NOTA 1000
"Por um bem viver
'O ornamento da vida está na forma como um país trata
suas crianças'. A frase do sociólogo Gilberto Freyre deixa
nítida a relação de cuidado que uma nação deve ter com as
questões referentes à infância. Dessa forma, é válido
analisar a maneira como o excesso de publicidade infantil
pode contribuir negativamente para o desenvolvimento
dos pequenos e do Brasil.
É importante pontuar, de início, que a abusiva
publicidade na infância muda o foco das crianças do que
realmente é necessário para sua faixa etária. Tal situação
torna essas crianças pequenos consumidores compulsivos
de bens materiais, muitas vezes desapropriados para
determinada idade, e acabam por desvalorizar a cultura
imaterial, passada através das gerações, como as
brincadeiras de rua e as cantigas. Prova disso são os
dados da UNESCO afirmarem que cerca de 85% das
crianças preferirem se divertir com os objetos divulgados
nas propagandas, tornando notório que a relação entre
ser humano e consumo está “nascendo” desde a infância.
É fundamental pontuar, ainda, que o crescimento do
Brasil está atrelado ao tipo que infância que está sendo
construída na atualidade. Essa relação existe porque um
país precisa de futuros adultos conscientes, tanto no
que se refere ao consumo, como às questões políticas e
sociais, pois a atenção excessiva dada à publicidade
infantil vai gerar adultos alienados e somente
preocupados em comprar. Assim, a ideia do líder Gandhi
de que o futuro dependerá daquilo que fazemos no
presente parece fazer alusão ao fato de que não é
prudente deixar que a publicidade infantil se torne
abusiva, pois as crianças devem lidar da melhor forma
com o consumismo.
Dessa forma, é possível perceber que a publicidade infantil
excessiva influencia de maneira negativa tanto a infância em
si como também o Brasil. É preciso que o governo atue
iminentemente nesse problema através da aplicação de
multas nas empresas de publicidade que ultrapassarem os
limites das faixas etárias estabelecidos anteriormente pelo
Ministério da Infância e da Juventude. Além disso, é preciso
que essas crianças sejam estimuladas pelos pais e pelas
escolas a terem um maior hábito de ler, através de
concessões fiscais às famílias mais carentes, em livrarias e
papelarias, distando um pouco do padrão consumista atual,
a fim de que o Brasil garanta um futuro com adultos mais
conscientes. Afinal, como afirmou Platão: “o importante não
é viver, mas viver bem”.
Sendo assim: (Checklist)
•Interpretar tema;
•Listar as ideias, selecionar,
ordenar, produzir um roteiro prévio;
•Introdução;
•Desenvolvimento – 02 ou 03 argumentos; organizados
em parágrafos distintos;
•Conclusão (com intervenção).
Fique ligado!
•“E o título?”
•Letra legível; alinhamento e
limpeza;
•Clareza; coesão e coerência;
•Nível de linguagem.
Acabou? Não,
♪♩♫
Eu só quero é ser feliz, passar tranquilamente o texto que
eu produzi, é
E poder me orgulhar, e ter a consciência que o 1000 eu
vou ganhar...
“O correr da vida embrulha tudo.
A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e
daí afrouxa, sossega e depois desinquieta.
O que ela quer da gente é CORAGEM.”
(Guimarães Rosa)
Josi Motta: facebook
blogdopequenoser.blogspot.com.br
profajosimotta@gmail.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Artigo de opinião
Artigo de opiniãoArtigo de opinião
Artigo de opinião
Kátia Silva da Costa
 
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAAULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
Marcelo Cordeiro Souza
 
Passos para a redação do enem
Passos para a redação do enemPassos para a redação do enem
Passos para a redação do enem
Luciene Gomes
 
1 coesão textual - referencial e sequencial
1   coesão textual - referencial e sequencial1   coesão textual - referencial e sequencial
1 coesão textual - referencial e sequencial
Luciene Gomes
 
Redacao enem
Redacao enemRedacao enem
Redacao enem
Jerry Adriano
 
Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaisGêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuais
marlospg
 
Anúncio publicitário
Anúncio publicitárioAnúncio publicitário
Anúncio publicitário
Maurício Marques
 
Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
Ana Claudia André
 
Diferença entre fato e opinião
Diferença entre fato e opiniãoDiferença entre fato e opinião
Diferença entre fato e opinião
Eliete Sampaio Farneda
 
Artigo de opinião slides
Artigo de opinião slidesArtigo de opinião slides
Artigo de opinião slides
Isis Barros
 
redação - dissertativa argumentativa
redação - dissertativa argumentativa redação - dissertativa argumentativa
redação - dissertativa argumentativa
Luciene Gomes
 
Editorial gênero
Editorial gêneroEditorial gênero
Editorial gênero
Antonio Minharro
 
Elementos de coesão
Elementos de coesãoElementos de coesão
Elementos de coesão
Cynthia Funchal
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
Alice Silva
 
Poesia e poema
Poesia e poemaPoesia e poema
Poesia e poema
ionasilva
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
Péricles Penuel
 
A redação aula 1
A redação   aula 1A redação   aula 1
Os tipos de discurso
Os tipos de discursoOs tipos de discurso
Os tipos de discurso
Carolina Loçasso Pereira
 
Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto
Cláudia Heloísa
 
Charge e Cartum
Charge e CartumCharge e Cartum
Charge e Cartum
aylton sheverino
 

Mais procurados (20)

Artigo de opinião
Artigo de opiniãoArtigo de opinião
Artigo de opinião
 
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAAULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
 
Passos para a redação do enem
Passos para a redação do enemPassos para a redação do enem
Passos para a redação do enem
 
1 coesão textual - referencial e sequencial
1   coesão textual - referencial e sequencial1   coesão textual - referencial e sequencial
1 coesão textual - referencial e sequencial
 
Redacao enem
Redacao enemRedacao enem
Redacao enem
 
Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaisGêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuais
 
Anúncio publicitário
Anúncio publicitárioAnúncio publicitário
Anúncio publicitário
 
Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
 
Diferença entre fato e opinião
Diferença entre fato e opiniãoDiferença entre fato e opinião
Diferença entre fato e opinião
 
Artigo de opinião slides
Artigo de opinião slidesArtigo de opinião slides
Artigo de opinião slides
 
redação - dissertativa argumentativa
redação - dissertativa argumentativa redação - dissertativa argumentativa
redação - dissertativa argumentativa
 
Editorial gênero
Editorial gêneroEditorial gênero
Editorial gênero
 
Elementos de coesão
Elementos de coesãoElementos de coesão
Elementos de coesão
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
 
Poesia e poema
Poesia e poemaPoesia e poema
Poesia e poema
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
 
A redação aula 1
A redação   aula 1A redação   aula 1
A redação aula 1
 
Os tipos de discurso
Os tipos de discursoOs tipos de discurso
Os tipos de discurso
 
Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto
 
Charge e Cartum
Charge e CartumCharge e Cartum
Charge e Cartum
 

Destaque

Curso redação enem 2013 mod 1
Curso redação enem 2013 mod 1Curso redação enem 2013 mod 1
Curso redação enem 2013 mod 1
Adriano Mendes dos Santos
 
Folha Para Redação
Folha Para RedaçãoFolha Para Redação
Folha Para Redação
Epitacio Rodrigues
 
Aula Redação- Competência 3
Aula Redação- Competência 3Aula Redação- Competência 3
Aula Redação- Competência 3
WALTER ALENCAR DE SOUSA
 
Redação para o Enem
Redação para o Enem Redação para o Enem
Redação para o Enem
jovemsenador
 
Desenvolvimento do texto dissertativo-argumentativo
Desenvolvimento do texto dissertativo-argumentativoDesenvolvimento do texto dissertativo-argumentativo
Desenvolvimento do texto dissertativo-argumentativo
7 de Setembro
 
Cilp 2014 slides 4
Cilp 2014 slides 4Cilp 2014 slides 4
Cilp 2014 slides 4
jasonrplima
 
Aula produção textual dissertativo argumentativo (1)
Aula produção textual   dissertativo argumentativo  (1)Aula produção textual   dissertativo argumentativo  (1)
Aula produção textual dissertativo argumentativo (1)
AFMO35
 
Parágrafo argumentativo & dissertação
Parágrafo argumentativo & dissertaçãoParágrafo argumentativo & dissertação
Parágrafo argumentativo & dissertação
ma.no.el.ne.ves
 
O estudo do parágrafo
O estudo do parágrafoO estudo do parágrafo
O estudo do parágrafo
Katcavenum
 
Slides da aula de Redação (Lourdinha) sobre Argumentação
Slides da aula de Redação (Lourdinha) sobre ArgumentaçãoSlides da aula de Redação (Lourdinha) sobre Argumentação
Slides da aula de Redação (Lourdinha) sobre Argumentação
Turma Olímpica
 
Oficina de Redação ENEM 2013 - Aula 3
Oficina de Redação ENEM 2013 - Aula 3Oficina de Redação ENEM 2013 - Aula 3
Oficina de Redação ENEM 2013 - Aula 3
Angélica Manenti
 
Tópico frasal
Tópico frasalTópico frasal
Tópico frasal
Francisca Lima Roque
 
Folha paragrafo padrao 1
Folha paragrafo padrao 1Folha paragrafo padrao 1
Folha paragrafo padrao 1
Aline França Russo
 
Enem na sala de aula
Enem na sala de aulaEnem na sala de aula
Enem na sala de aula
telasnorte1
 
O parágrafo
O parágrafoO parágrafo
O parágrafo
Don Veneziani
 
CILP 2014 - slides 3 - Redação - aula 29/03
CILP 2014  - slides 3 - Redação - aula 29/03CILP 2014  - slides 3 - Redação - aula 29/03
CILP 2014 - slides 3 - Redação - aula 29/03
jasonrplima
 
Produção de texto
Produção de textoProdução de texto
Produção de texto
eebhomago
 
Cilp 2014 - slides 1 - Redação - aula 15/03
Cilp 2014  - slides 1 - Redação - aula 15/03Cilp 2014  - slides 1 - Redação - aula 15/03
Cilp 2014 - slides 1 - Redação - aula 15/03
jasonrplima
 
Oficina de redação
Oficina de redaçãoOficina de redação
Oficina de redação
escritanotamil
 
Redação
RedaçãoRedação

Destaque (20)

Curso redação enem 2013 mod 1
Curso redação enem 2013 mod 1Curso redação enem 2013 mod 1
Curso redação enem 2013 mod 1
 
Folha Para Redação
Folha Para RedaçãoFolha Para Redação
Folha Para Redação
 
Aula Redação- Competência 3
Aula Redação- Competência 3Aula Redação- Competência 3
Aula Redação- Competência 3
 
Redação para o Enem
Redação para o Enem Redação para o Enem
Redação para o Enem
 
Desenvolvimento do texto dissertativo-argumentativo
Desenvolvimento do texto dissertativo-argumentativoDesenvolvimento do texto dissertativo-argumentativo
Desenvolvimento do texto dissertativo-argumentativo
 
Cilp 2014 slides 4
Cilp 2014 slides 4Cilp 2014 slides 4
Cilp 2014 slides 4
 
Aula produção textual dissertativo argumentativo (1)
Aula produção textual   dissertativo argumentativo  (1)Aula produção textual   dissertativo argumentativo  (1)
Aula produção textual dissertativo argumentativo (1)
 
Parágrafo argumentativo & dissertação
Parágrafo argumentativo & dissertaçãoParágrafo argumentativo & dissertação
Parágrafo argumentativo & dissertação
 
O estudo do parágrafo
O estudo do parágrafoO estudo do parágrafo
O estudo do parágrafo
 
Slides da aula de Redação (Lourdinha) sobre Argumentação
Slides da aula de Redação (Lourdinha) sobre ArgumentaçãoSlides da aula de Redação (Lourdinha) sobre Argumentação
Slides da aula de Redação (Lourdinha) sobre Argumentação
 
Oficina de Redação ENEM 2013 - Aula 3
Oficina de Redação ENEM 2013 - Aula 3Oficina de Redação ENEM 2013 - Aula 3
Oficina de Redação ENEM 2013 - Aula 3
 
Tópico frasal
Tópico frasalTópico frasal
Tópico frasal
 
Folha paragrafo padrao 1
Folha paragrafo padrao 1Folha paragrafo padrao 1
Folha paragrafo padrao 1
 
Enem na sala de aula
Enem na sala de aulaEnem na sala de aula
Enem na sala de aula
 
O parágrafo
O parágrafoO parágrafo
O parágrafo
 
CILP 2014 - slides 3 - Redação - aula 29/03
CILP 2014  - slides 3 - Redação - aula 29/03CILP 2014  - slides 3 - Redação - aula 29/03
CILP 2014 - slides 3 - Redação - aula 29/03
 
Produção de texto
Produção de textoProdução de texto
Produção de texto
 
Cilp 2014 - slides 1 - Redação - aula 15/03
Cilp 2014  - slides 1 - Redação - aula 15/03Cilp 2014  - slides 1 - Redação - aula 15/03
Cilp 2014 - slides 1 - Redação - aula 15/03
 
Oficina de redação
Oficina de redaçãoOficina de redação
Oficina de redação
 
Redação
RedaçãoRedação
Redação
 

Semelhante a Redação enem

Enem slides
Enem slidesEnem slides
Enem slides
nayalves
 
Conversa filosófica 2015
Conversa filosófica 2015Conversa filosófica 2015
Conversa filosófica 2015
Elisangela Zati
 
1 enem reda a-ao
1   enem  reda a-ao1   enem  reda a-ao
1 enem reda a-ao
Wallace Rodrigo
 
Curso Básico de Redação - Fernanda Braga
Curso Básico de Redação - Fernanda BragaCurso Básico de Redação - Fernanda Braga
Curso Básico de Redação - Fernanda Braga
ProfFernandaBraga
 
Temas ENEM, Dicas de redação.
Temas ENEM, Dicas de redação.Temas ENEM, Dicas de redação.
Temas ENEM, Dicas de redação.
Thiago Bro
 
LP8 - Currículo em Ação.pdf
LP8 - Currículo em Ação.pdfLP8 - Currículo em Ação.pdf
LP8 - Currículo em Ação.pdf
Euber Medrado
 
Enem redação
Enem  redaçãoEnem  redação
Enem redação
fafaluz
 
Dicas de redação
Dicas de redaçãoDicas de redação
Dicas de redação
belschlatter
 
EducaçãO Para A Diversidade (Out09)
EducaçãO Para A Diversidade (Out09)EducaçãO Para A Diversidade (Out09)
EducaçãO Para A Diversidade (Out09)
José Oliveira Junior
 
REVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
REVISÃO PAS - AULA 02 .pptREVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
REVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
Adriano Alves de Souza
 
Argumentação
ArgumentaçãoArgumentação
Argumentação
Renally Arruda
 
Artigo de opinião [sequência didática]
Artigo de opinião [sequência didática]Artigo de opinião [sequência didática]
Artigo de opinião [sequência didática]
Elis Lima Escapacherri
 
Slides revisão produção do ao
Slides revisão produção do aoSlides revisão produção do ao
Slides revisão produção do ao
Nastrilhas da lingua portuguesa
 
O TEXTO DISSERTATIVO_Introdução - 1a série EM.pdf
O TEXTO DISSERTATIVO_Introdução - 1a série EM.pdfO TEXTO DISSERTATIVO_Introdução - 1a série EM.pdf
O TEXTO DISSERTATIVO_Introdução - 1a série EM.pdf
EdnaSantos855118
 
Artigo selfie perfil corrigido.docx
Artigo selfie perfil corrigido.docxArtigo selfie perfil corrigido.docx
Artigo selfie perfil corrigido.docx
Tamiris santos rodrigues
 
8 ano caderno do aluno - volume 1 - 8 ano ef
8 ano   caderno do aluno - volume 1 -  8 ano ef8 ano   caderno do aluno - volume 1 -  8 ano ef
8 ano caderno do aluno - volume 1 - 8 ano ef
Alex Santos
 
Dissertação completa.pptx
Dissertação completa.pptxDissertação completa.pptx
Dissertação completa.pptx
AndreRamos99
 
Análisando artigos de opinião.pptx
Análisando artigos de opinião.pptxAnálisando artigos de opinião.pptx
Análisando artigos de opinião.pptx
CntiaFollmann1
 
Artigo selfie perfil corrigido
Artigo selfie perfil corrigidoArtigo selfie perfil corrigido
Artigo selfie perfil corrigido
Tamiris santos rodrigues
 
Informatividade e fuga do senso comum
Informatividade e fuga do senso comumInformatividade e fuga do senso comum
Informatividade e fuga do senso comum
João Mendonça
 

Semelhante a Redação enem (20)

Enem slides
Enem slidesEnem slides
Enem slides
 
Conversa filosófica 2015
Conversa filosófica 2015Conversa filosófica 2015
Conversa filosófica 2015
 
1 enem reda a-ao
1   enem  reda a-ao1   enem  reda a-ao
1 enem reda a-ao
 
Curso Básico de Redação - Fernanda Braga
Curso Básico de Redação - Fernanda BragaCurso Básico de Redação - Fernanda Braga
Curso Básico de Redação - Fernanda Braga
 
Temas ENEM, Dicas de redação.
Temas ENEM, Dicas de redação.Temas ENEM, Dicas de redação.
Temas ENEM, Dicas de redação.
 
LP8 - Currículo em Ação.pdf
LP8 - Currículo em Ação.pdfLP8 - Currículo em Ação.pdf
LP8 - Currículo em Ação.pdf
 
Enem redação
Enem  redaçãoEnem  redação
Enem redação
 
Dicas de redação
Dicas de redaçãoDicas de redação
Dicas de redação
 
EducaçãO Para A Diversidade (Out09)
EducaçãO Para A Diversidade (Out09)EducaçãO Para A Diversidade (Out09)
EducaçãO Para A Diversidade (Out09)
 
REVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
REVISÃO PAS - AULA 02 .pptREVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
REVISÃO PAS - AULA 02 .ppt
 
Argumentação
ArgumentaçãoArgumentação
Argumentação
 
Artigo de opinião [sequência didática]
Artigo de opinião [sequência didática]Artigo de opinião [sequência didática]
Artigo de opinião [sequência didática]
 
Slides revisão produção do ao
Slides revisão produção do aoSlides revisão produção do ao
Slides revisão produção do ao
 
O TEXTO DISSERTATIVO_Introdução - 1a série EM.pdf
O TEXTO DISSERTATIVO_Introdução - 1a série EM.pdfO TEXTO DISSERTATIVO_Introdução - 1a série EM.pdf
O TEXTO DISSERTATIVO_Introdução - 1a série EM.pdf
 
Artigo selfie perfil corrigido.docx
Artigo selfie perfil corrigido.docxArtigo selfie perfil corrigido.docx
Artigo selfie perfil corrigido.docx
 
8 ano caderno do aluno - volume 1 - 8 ano ef
8 ano   caderno do aluno - volume 1 -  8 ano ef8 ano   caderno do aluno - volume 1 -  8 ano ef
8 ano caderno do aluno - volume 1 - 8 ano ef
 
Dissertação completa.pptx
Dissertação completa.pptxDissertação completa.pptx
Dissertação completa.pptx
 
Análisando artigos de opinião.pptx
Análisando artigos de opinião.pptxAnálisando artigos de opinião.pptx
Análisando artigos de opinião.pptx
 
Artigo selfie perfil corrigido
Artigo selfie perfil corrigidoArtigo selfie perfil corrigido
Artigo selfie perfil corrigido
 
Informatividade e fuga do senso comum
Informatividade e fuga do senso comumInformatividade e fuga do senso comum
Informatividade e fuga do senso comum
 

Mais de Josi Motta

Alusões históricas-e-citações
Alusões históricas-e-citaçõesAlusões históricas-e-citações
Alusões históricas-e-citações
Josi Motta
 
Auto da compadecida
Auto da compadecidaAuto da compadecida
Auto da compadecida
Josi Motta
 
Além do ponto e outros contos novo - completo - inclusão de sob o céu de sa...
Além do ponto e outros contos   novo - completo - inclusão de sob o céu de sa...Além do ponto e outros contos   novo - completo - inclusão de sob o céu de sa...
Além do ponto e outros contos novo - completo - inclusão de sob o céu de sa...
Josi Motta
 
Olhos d'água autora-resumo-análise
Olhos d'água   autora-resumo-análiseOlhos d'água   autora-resumo-análise
Olhos d'água autora-resumo-análise
Josi Motta
 
Esaú e jacó
Esaú e jacóEsaú e jacó
Esaú e jacó
Josi Motta
 
Quarenta dias
Quarenta diasQuarenta dias
Quarenta dias
Josi Motta
 
Fernando pessoa
Fernando pessoaFernando pessoa
Fernando pessoa
Josi Motta
 
Pré modernismo
Pré modernismoPré modernismo
Pré modernismo
Josi Motta
 
Crônicas selecionadas nu, de botas - av2
Crônicas selecionadas   nu, de botas - av2Crônicas selecionadas   nu, de botas - av2
Crônicas selecionadas nu, de botas - av2
Josi Motta
 
Simbolismo
SimbolismoSimbolismo
Simbolismo
Josi Motta
 
Realismo narturalismo 2016
Realismo narturalismo 2016Realismo narturalismo 2016
Realismo narturalismo 2016
Josi Motta
 
Parnasianismo
ParnasianismoParnasianismo
Parnasianismo
Josi Motta
 
Crônicas selecionadas nu, de botas - av1
Crônicas selecionadas   nu, de botas - av1Crônicas selecionadas   nu, de botas - av1
Crônicas selecionadas nu, de botas - av1
Josi Motta
 
Trovadorismo humanismo
Trovadorismo humanismoTrovadorismo humanismo
Trovadorismo humanismo
Josi Motta
 
Romantismo - poesia - brasil
Romantismo - poesia - brasilRomantismo - poesia - brasil
Romantismo - poesia - brasil
Josi Motta
 
Redação geral final
Redação geral finalRedação geral final
Redação geral final
Josi Motta
 
A hora da estrela 2015
A hora da estrela 2015A hora da estrela 2015
A hora da estrela 2015
Josi Motta
 
Aulão udesc red e lit
Aulão udesc   red e litAulão udesc   red e lit
Aulão udesc red e lit
Josi Motta
 
A majestade do xingu
A majestade do xinguA majestade do xingu
A majestade do xingu
Josi Motta
 
Proposta subjetiva
Proposta subjetivaProposta subjetiva
Proposta subjetiva
Josi Motta
 

Mais de Josi Motta (20)

Alusões históricas-e-citações
Alusões históricas-e-citaçõesAlusões históricas-e-citações
Alusões históricas-e-citações
 
Auto da compadecida
Auto da compadecidaAuto da compadecida
Auto da compadecida
 
Além do ponto e outros contos novo - completo - inclusão de sob o céu de sa...
Além do ponto e outros contos   novo - completo - inclusão de sob o céu de sa...Além do ponto e outros contos   novo - completo - inclusão de sob o céu de sa...
Além do ponto e outros contos novo - completo - inclusão de sob o céu de sa...
 
Olhos d'água autora-resumo-análise
Olhos d'água   autora-resumo-análiseOlhos d'água   autora-resumo-análise
Olhos d'água autora-resumo-análise
 
Esaú e jacó
Esaú e jacóEsaú e jacó
Esaú e jacó
 
Quarenta dias
Quarenta diasQuarenta dias
Quarenta dias
 
Fernando pessoa
Fernando pessoaFernando pessoa
Fernando pessoa
 
Pré modernismo
Pré modernismoPré modernismo
Pré modernismo
 
Crônicas selecionadas nu, de botas - av2
Crônicas selecionadas   nu, de botas - av2Crônicas selecionadas   nu, de botas - av2
Crônicas selecionadas nu, de botas - av2
 
Simbolismo
SimbolismoSimbolismo
Simbolismo
 
Realismo narturalismo 2016
Realismo narturalismo 2016Realismo narturalismo 2016
Realismo narturalismo 2016
 
Parnasianismo
ParnasianismoParnasianismo
Parnasianismo
 
Crônicas selecionadas nu, de botas - av1
Crônicas selecionadas   nu, de botas - av1Crônicas selecionadas   nu, de botas - av1
Crônicas selecionadas nu, de botas - av1
 
Trovadorismo humanismo
Trovadorismo humanismoTrovadorismo humanismo
Trovadorismo humanismo
 
Romantismo - poesia - brasil
Romantismo - poesia - brasilRomantismo - poesia - brasil
Romantismo - poesia - brasil
 
Redação geral final
Redação geral finalRedação geral final
Redação geral final
 
A hora da estrela 2015
A hora da estrela 2015A hora da estrela 2015
A hora da estrela 2015
 
Aulão udesc red e lit
Aulão udesc   red e litAulão udesc   red e lit
Aulão udesc red e lit
 
A majestade do xingu
A majestade do xinguA majestade do xingu
A majestade do xingu
 
Proposta subjetiva
Proposta subjetivaProposta subjetiva
Proposta subjetiva
 

Último

Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 

Redação enem

  • 2. Veja todos os temas de redação que já caíram no Enem: Viver e Aprender: letra da música “O que É, o que É”, de Gonzaguinha (1998) Cidadania e participação social (1999) Direitos da criança e do adolescente (2000) Desenvolvimento e preservação ambiental: como conciliar os interesses em conflito? (2001) O direito de votar: como fazer dessa conquista um meio para promover as transformações sociais de que o Brasil necessita? (2002) A violência na sociedade brasileira (2003) Como garantir a liberdade de informação e evitar abusos nos meios de comunicação? (2004) Trabalho infantil no Brasil (2005) O Poder de Transformação da Leitura (2006) O desafio de se conviver com as diferenças (2007) Como preservar a floresta Amazônica (2008) O indivíduo frente à ética nacional (2009) O trabalho na construção da dignidade humana (2010) Viver em rede no século 21 – os limites entre o público e o privado (2011) O movimento imigratório para o Brasil no século XXI’ (2012) Lei Seca no Brasil: os efeitos da implantação da lei no país (2013) Publicidade infantil em questão no Brasil (2014)
  • 3. TEXTO Unidade linguística de sentido completo, cuja função é estabelecer a comunicação entre seu produtor e o seu(s) destinatário(s). O texto se caracteriza pela textualidade, que faz com que um texto seja realmente texto e não apenas soma de frases. Os principais fatores de textualidade são: •Contextualização; •Intencionalidade; •Coesão; •Coerência.
  • 4. INTRODUÇÃO Função: contextualizar + mostrar temática + tese (implícita ou explícita). DESENVOLVIMENTO Função: Argumentos desenvolvidos para defesa de um ponto de vista. CONCLUSÃO Função: Encerrar a discussão + Reafirmar a tese + Intervenção. DISSERTAÇÃO
  • 5. VERSO é cada uma das linhas constitutivas de um poema. É a unidade rítmica do poema. Amar o perdido deixa confundido este coração. Nada pode o olvido contra o sem sentido apelo do Não. As coisas tangíveis tornam-se insensíveis à palma da mão. Mas as coisas findas, muito mais que lindas, essas ficarão.
  • 6. PROSA é a maneira usual de se falar ou escrever. Opõe-se ao verso. “Capitu deu-me as costas, voltando-se para o espelhinho. Peguei-lhe dos cabelos, colhi-os todos e entrei a alisá-los com o pente, desde a testa até as últimas pontas, que lhe desciam à cintura. Em pé não dava jeito: não esquecestes que ela era um nadinha mais alta que eu, mas ainda que fosse da mesma altura. Pedi-lhe que se sentasse”.
  • 7. NÃO! • Extremismos, os ataques a instituições e pessoas públicas; • Emprego de formas pessoais (Eu acho, etc.); • Emprego de clichês (Eu estava branco como leite); de ecos/rimas, de repetições desnecessárias; de estrangeirismos e de gírias. Quando estes forem indispensáveis, há necessidade de serem identificados com aspas; • Evitar rasuras. Errou? Passar um traço horizontal sobre a palavra; • Períodos muito longos, que envolvam mais de uma ideia básica; tornando-se prolixos, confusos; • Palavras e frases ambíguas ( O estudante e seu pai saíram; ele voltou logo. A qual dos dois se refere o pronome ele?); • Evitar informações desnecessárias; • Citações? Use aspas.
  • 8. SIM! • É importante utilizar adequadamente os elementos da Língua Portuguesa. • Estabelecer relação entre as ideias que serão abordadas no texto; • Seu texto não é formado por parágrafos isolados, estes apresentam assuntos diferentes, mas que estão ligados ao assunto central, ou seja, o tema. • Cada parágrafo deve ter um assunto, e o que você quer dizer sobre ele; • Expressar-se de forma clara, objetiva e organizada, sem rebuscamentos para impressionar o leitor.c
  • 9. Estrutura básica da dissertação: média 5 linhas média 20 linhas Argumento 01 Argumento 02 [Argumento 03 – opcional] Conclusão [“intervenção”] média 5 linhas Introdução
  • 10. HISTÓRIA | OTO LUNA ROMA (UNIDADE 3)   ‘Primeiros procedimentos’ Interpretação da proposta de tema de redação Fuga parcial e Fuga total. Para não cometer erros: Dê atenção total a todos os detalhes que compõem os textos selecionados para a coletânea.
  • 11.  Com base nos textos... • Mapear o campo de debate, para identificar as principais correntes em disputa; • Identificar argumentação e contra-argumentação; • Observar possíveis ressalvas; • Refletir, pensar, questionar-se.
  • 12. DESENVOLVIMENTO: conceito e estrutura •A maior parte do texto dissertativo, e é nele que a introdução se expande. (Tópico frasal + expansão) •Principal função: defender, através de argumentos a visão de mundo do enunciador, explicitada ou sugerida na introdução. • Utilização de recursos argumentativos.
  • 13. Argumentação •É, de modo geral, um conjunto de procedimentos linguísticos utilizado pelo enunciador para convencer o leitor, obtendo sua adesão. Recursos Argumentativos •Citação de autoridade; •Comparação; •Causa-consequência; •Exemplificação; •Dados quantitativos.
  • 14. CONCLUSÃO - Enem: proposta de intervenção Trata-se de buscar uma ação aplicável na sociedade, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. Para uma boa intervenção, é importante observar: •Relação com a análise; •Medidas específicas e realizáveis; •Diálogo com o que existe; •Agente da ação.
  • 15. Fique ligado! Cuidado com a ‘utopia’ e o discurso panfletário. Uma proposta de intervenção válida, além de visar à promoção dos direitos humanos, deve, mesmo com poucas linhas, manifestar uma visão de mundo que contemple a complexidade e a diversidade social e ideológica do Brasil. Formulações como “Basta apenas...”, “é só...” e outras semelhantes apenas revelam simplismo e uma visão autoritária.
  • 16. NÃO! • Fuga ao tema; • Não atendimento ao tipo textual dissertativo- argumentativo; • Desrespeito aos direitos humanos; • Formas propositais de anulação; • Em branco; • Texto insuficiente; • Cópia de texto motivador; •Parte desconectada do tema.
  • 17. Competências para um bom texto no Enem: 1. Respeitar às normas gramaticais; 2. Compreender o tema; aplicar conhecimentos para desenvolver dissertação argumentativa em prosa; 3. Fundamentar bem os argumentos; 4. Unir/relacionar as ideias de forma lógica; 5. Proposta de solução para o problema abordado, respeitando os direitos humanos. SIM!
  • 18. CONCLUSÃO NO ENEM: proposta de intervenção Trata-se de buscar uma ação aplicável na sociedade, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. Para uma boa intervenção, é importante observar: Relação com a análise; Medidas específicas e realizáveis; Diálogo com o que existe. Fique ligado! Cuidado com a ‘utopia’ e o discurso panfletário. Formulações como “Basta apenas...”, “é só...” e outras semelhantes revelam simplismo e uma visão autoritária.
  • 19. G O M I F E S O V E R N O N G S Í D I A N D V Í D U O A M Í L I A S C O L A O C I E D A D E QUEM?QUEM? O QUÊ?O QUÊ? COMO?COMO? INTERVENÇÃO: Relacionada Detalhada INTERVENÇÃO: Relacionada Detalhada CONCLUSÃO - Enem: proposta de intervenção CONCLUSÃO - Enem: proposta de intervenção
  • 20. FUNK ANTIGÃO (TRANQUILÃO) DE REDAÇÃO Que provinha é essa que no Enem é sensação É claro que é a nossa redação Tese, argumentos e “aquela intervenção” Prepara que aí vem o milzão Vamos começar A introduzir Contexto, tema e tese vão surgir Argumentação para prosseguir Conclui e vem e cantando assim Eu tô tranquilão Tô numa boa pra fazer a redação Se liga nessa e não esquece a intervenção: O quê? E como? E o agente da agente da ação: GOMIFES, GOMIFES
  • 22. "Por um bem viver 'O ornamento da vida está na forma como um país trata suas crianças'. A frase do sociólogo Gilberto Freyre deixa nítida a relação de cuidado que uma nação deve ter com as questões referentes à infância. Dessa forma, é válido analisar a maneira como o excesso de publicidade infantil pode contribuir negativamente para o desenvolvimento dos pequenos e do Brasil.
  • 23. É importante pontuar, de início, que a abusiva publicidade na infância muda o foco das crianças do que realmente é necessário para sua faixa etária. Tal situação torna essas crianças pequenos consumidores compulsivos de bens materiais, muitas vezes desapropriados para determinada idade, e acabam por desvalorizar a cultura imaterial, passada através das gerações, como as brincadeiras de rua e as cantigas. Prova disso são os dados da UNESCO afirmarem que cerca de 85% das crianças preferirem se divertir com os objetos divulgados nas propagandas, tornando notório que a relação entre ser humano e consumo está “nascendo” desde a infância.
  • 24. É fundamental pontuar, ainda, que o crescimento do Brasil está atrelado ao tipo que infância que está sendo construída na atualidade. Essa relação existe porque um país precisa de futuros adultos conscientes, tanto no que se refere ao consumo, como às questões políticas e sociais, pois a atenção excessiva dada à publicidade infantil vai gerar adultos alienados e somente preocupados em comprar. Assim, a ideia do líder Gandhi de que o futuro dependerá daquilo que fazemos no presente parece fazer alusão ao fato de que não é prudente deixar que a publicidade infantil se torne abusiva, pois as crianças devem lidar da melhor forma com o consumismo.
  • 25. Dessa forma, é possível perceber que a publicidade infantil excessiva influencia de maneira negativa tanto a infância em si como também o Brasil. É preciso que o governo atue iminentemente nesse problema através da aplicação de multas nas empresas de publicidade que ultrapassarem os limites das faixas etárias estabelecidos anteriormente pelo Ministério da Infância e da Juventude. Além disso, é preciso que essas crianças sejam estimuladas pelos pais e pelas escolas a terem um maior hábito de ler, através de concessões fiscais às famílias mais carentes, em livrarias e papelarias, distando um pouco do padrão consumista atual, a fim de que o Brasil garanta um futuro com adultos mais conscientes. Afinal, como afirmou Platão: “o importante não é viver, mas viver bem”.
  • 26. Sendo assim: (Checklist) •Interpretar tema; •Listar as ideias, selecionar, ordenar, produzir um roteiro prévio; •Introdução; •Desenvolvimento – 02 ou 03 argumentos; organizados em parágrafos distintos; •Conclusão (com intervenção).
  • 27. Fique ligado! •“E o título?” •Letra legível; alinhamento e limpeza; •Clareza; coesão e coerência; •Nível de linguagem. Acabou? Não, ♪♩♫ Eu só quero é ser feliz, passar tranquilamente o texto que eu produzi, é E poder me orgulhar, e ter a consciência que o 1000 eu vou ganhar...
  • 28. “O correr da vida embrulha tudo. A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é CORAGEM.” (Guimarães Rosa) Josi Motta: facebook blogdopequenoser.blogspot.com.br profajosimotta@gmail.com

Notas do Editor

  1. Depois desta lâmina, montar os esquemas das estruturas das redações (Pôr algo com o número de linhas).