SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 35
INTERTEXTUALIDADE
O QUE É?
• Intertextualidade é a relação (diálogos)
entre textos. É o processo implícito ou
explícito de incorporação de um texto em
outro para:
• Reproduzir o sentido incorporado;
• Transformar esse sentido.
O QUE É?
Também pode ocorrer com outras formas
além do texto, música, pintura, filme, novela
etc. Toda vez que uma obra fizer alusão à
outra ocorre a intertextualidade.
MONA LISA, Leonardo da Vinci, 1503 Mônica Lisa, Maurício de Souza,1989
INTERTEXTUALIDADE
• São consideradas três formas
intertextuais: a citação, a alusão e a
paródia.
CITAÇÃO
• Esse procedimento intertextual acontece
quando um texto reproduz outro texto ou parte
dele. Normalmente são utilizados alguns
marcadores, como as aspas. O texto que
incorpora a citação pode:
• Confirmar (estabelecer uma relação
contratual com o texto citado) ou
• Alterar (estabelecer uma relação polêmica
com o texto citado).
Monte Castelo, https://
www.youtube.com/watch?v=pdq43WBGQKQ
1 CORÍNTIOS CAPÍTULO
13
“AINDA QUE EU FALE AS LÍNGUAS DOS
HOMENS E DOS ANJOS,
SE NÃO TIVER AMOR;
SEREI COMO O SINO QUE RESSOA
OU COMO O PRATO QUE RETINE.”
Amor é fogo que arde sem se ver,
é ferida que dói, e não se sente;
é um contentamento descontente,
é dor que desatina sem doer.
É um não querer mais que bem querer;
é um andar solitário entre a gente;
é nunca contentar-se de contente;
é um cuidar que ganha em se perder.
CAMÕES
É querer estar preso por vontade;
é servir a quem vence, o vencedor;
é ter com quem nos mata, lealdade.
Mas como causar pode seu favor
nos corações humanos amizade,
se tão contrário a si é o mesmo Amor?
Foi um poeta de Portugal, considerado
uma das maiores figuras
da literatura em língua portuguesa e um
dos grandes poetas do Ocidente.
MAIOR OBRA: OS LUSÍADAS
LUÍS VAZ DE CAMÕES
(1524 – 1579 OU 1580)
ALUSÃO
• Na alusão, um texto remete a outra obra
anterior sem, contudo, utilizar-se de partes
dessa produção, e o sentido se mantém.
Manifesta-se por construções em que
certos elementos são substituídos por
outros.
• Também pode estar em relação polêmica
ou contratual com o texto que a incorpora.
Romance dramático norte-americano, adaptado do livro de autoria de
Margaret Mitchell.
É o filme com maior faturamento da história, considerada a inflação.
É também o filme mais assistido de todos os tempos, tendo sido visto
por mais de 400 milhões de pessoas em todo o mundo.
E O VENTO LEVOU (1939)
Filme americano de ficção científica de 2008,
baseado no personagem de quadrinhos da Marvel
Comics.
O INCRÍVEL HULK
Filme brasileiro lançado em 2005, do gênero drama,
baseado na vida dos músicos Zezé Di Camargo &
Luciano.
2 FILHOS DE
FRANCISCO
2 Filhos de Francisco, 2005.
ACriaçãodeAdão,
MichelangeloBuonarotti,1511
E.T.-OExtraterrestre,
StevenSpielberg,1982.
PARÓDIA
• A paródia consiste em uma subversão ao
texto fonte, recriando-o de maneira
satírica ou crítica. Dizendo de outra
maneira, a paródia ironiza o texto original
e inverte seu sentido.
• Também poderá ser contratual ou
polêmica.
Disco Abbey Road dos Beatles, 1969 The Simpsons, 1989
Foi uma banda de rock britânica, formada
em Liverpool em 1960. É o grupo musical mais bem-
sucedido e aclamado da história da música popular.
RINGO STARR JOHN LENNON PAUL MACCARTNEY GEORGE HARRISON
Titanic, 1912 The Simpsons, 1989
Mona Lisa, Botero, 1977
O NASCIMENTO DE VÊNUS –
SANDRO BOTTICELLI (1485)
VÊNUS
Deusa romana do Amor e da Beleza.
Segundo o mito, conta-se que ela surgiu de dentro de
uma concha de madrepérola, tendo sido gerada pelas
espumas.
Mônica no Nascimento de Vênus, de Maurício de Souza.
Bom Bril - Chaplin P&B, https://
www.youtube.com/watch?v=Nf9QPjpqGxQ
CHARLES CHAPLIN
Foi um dos atores mais famosos da
era do cinema mudo, notabilizado
pelo uso de mímica e da comédia
pastelão.
Pica Pau: Chapeuzinho Vermelho de Araque,
http://www.youtube.com/watch?v=JMojseZDZ2Y
Conto de fadas clássico, de origem europeia do século XIV.
O nome do conto vem da protagonista, uma menina que
usa um capuz vermelho.
CHAPEUZINHO VERMELHO
Fontes
BIBLÍA. Coríntios – Capítulo 13. Disponível em:
http://biblia.com.br/novaversaointernacional/1-corintios/1co-capitulo-13/
. Acesso em: 2 mai 2015
INFOESCOLA. Intertextualidade. Disponível em:
http://www.infoescola.com/portugues/intertextualidade-parafrase-e-parodia/
. Acesso em: 2 mai 2015
SUA PESQUISA. Amor é fogo. Disponível em:
http://www.suapesquisa.com/biografias/amor_e_fogo.htm. Acesso em:
2 mai 2015
WIKIPÉDIA. A criação de Adão. Disponível em:
http://pt.wikipedia.org/wiki/A_Criação_de_Adão. Acesso em: 2 mai
2015
Fontes
WIKIPÉDIA. 2 Filhos de Francisco. Disponível em:
http://pt.wikipedia.org/wiki/2_Filhos_de_Francisco. Acesso em: 2 mai 2015.
WIKIPÉDIA. Capuchinho Vermelho. Disponível em:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Capuchinho_Vermelho. Acesso em: 2 mai 2015
WIKIPÉDIA. E o vento levou. Disponível em:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Gone_with_the_Wind. Acesso em: 2 mai 2015.
WIKIPÉDIA. Luís de Camões. Disponível em:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Luís_de_Camões. Acesso em: 2 mai 2015
WIKIPÉDIA. Monalisa. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Mona_Lisa.
Acesso em: 2 mai 2015
Fontes
WIKIPÉDIA. O Incrível Hulk. Disponível em:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Hulk. Acesso em: 2 mai
2015.
WIKIPÉDIA. O Nascimento de Vênus. Disponível
em:
http://pt.wikipedia.org/wiki/O_Nascimento_de_Vênus
. Acesso em: 2 mai 2015
WIKIPÉDIA. The Beatles. Disponível em:
http://pt.wikipedia.org/wiki/The_Beatles. Acesso em:
2 mai 2015

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
Edna Brito
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
Marcia Simone
 
Slide introdução à literatura
Slide introdução à literaturaSlide introdução à literatura
Slide introdução à literatura
fabrinnem
 
Coesão e coerencia
Coesão e coerenciaCoesão e coerencia
Coesão e coerencia
silnog
 
Oracoes Coordenadas
Oracoes CoordenadasOracoes Coordenadas
Oracoes Coordenadas
guest7174ad
 

Mais procurados (20)

Semântica
SemânticaSemântica
Semântica
 
Apresentação Adverbios
Apresentação AdverbiosApresentação Adverbios
Apresentação Adverbios
 
Gênero notícia
Gênero notíciaGênero notícia
Gênero notícia
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
 
Literatura de cordel
Literatura de cordelLiteratura de cordel
Literatura de cordel
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
 
Crônica
CrônicaCrônica
Crônica
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Tudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMASTudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMAS
 
Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
 
Gêneros literários
Gêneros literáriosGêneros literários
Gêneros literários
 
Figuras de linguagem slide
Figuras de linguagem   slideFiguras de linguagem   slide
Figuras de linguagem slide
 
Slide introdução à literatura
Slide introdução à literaturaSlide introdução à literatura
Slide introdução à literatura
 
Coesão e coerencia
Coesão e coerenciaCoesão e coerencia
Coesão e coerencia
 
Uso da vírgula
Uso da vírgulaUso da vírgula
Uso da vírgula
 
Conotacao e denotacao
Conotacao e denotacaoConotacao e denotacao
Conotacao e denotacao
 
Oracoes Coordenadas
Oracoes CoordenadasOracoes Coordenadas
Oracoes Coordenadas
 
Aula intertextualidade
Aula intertextualidadeAula intertextualidade
Aula intertextualidade
 

Semelhante a Intertextualidade

13-04-2015 a 19-04-2015 Destaques Enciclopédia
13-04-2015 a 19-04-2015 Destaques Enciclopédia13-04-2015 a 19-04-2015 Destaques Enciclopédia
13-04-2015 a 19-04-2015 Destaques Enciclopédia
Umberto Neves
 
ROMEU E JULIETA eestudo contrutivo......
ROMEU E JULIETA eestudo contrutivo......ROMEU E JULIETA eestudo contrutivo......
ROMEU E JULIETA eestudo contrutivo......
fabiana643509
 
Autores mais influentes do século
Autores mais influentes do séculoAutores mais influentes do século
Autores mais influentes do século
Lucio Franken
 
Ficcao contemporanea
Ficcao contemporaneaFiccao contemporanea
Ficcao contemporanea
Litteris
 
antonio-jose-da-silva-o-quixote-do-judeu-vida-do-grande-d-quixote-de-la-manc...
 antonio-jose-da-silva-o-quixote-do-judeu-vida-do-grande-d-quixote-de-la-manc... antonio-jose-da-silva-o-quixote-do-judeu-vida-do-grande-d-quixote-de-la-manc...
antonio-jose-da-silva-o-quixote-do-judeu-vida-do-grande-d-quixote-de-la-manc...
erigrilo
 

Semelhante a Intertextualidade (20)

intertextualidade-oficial-170430014312.ppt
intertextualidade-oficial-170430014312.pptintertextualidade-oficial-170430014312.ppt
intertextualidade-oficial-170430014312.ppt
 
2. MAIS PAIC - Intertextualidade.pptx
2. MAIS PAIC - Intertextualidade.pptx2. MAIS PAIC - Intertextualidade.pptx
2. MAIS PAIC - Intertextualidade.pptx
 
13-04-2015 a 19-04-2015 Destaques Enciclopédia
13-04-2015 a 19-04-2015 Destaques Enciclopédia13-04-2015 a 19-04-2015 Destaques Enciclopédia
13-04-2015 a 19-04-2015 Destaques Enciclopédia
 
Afonso Cruz
Afonso CruzAfonso Cruz
Afonso Cruz
 
O Teatro como mundo da ilusão e espaço privilegiado do espetáculo II
O Teatro como mundo da ilusão e espaço privilegiado do espetáculo IIO Teatro como mundo da ilusão e espaço privilegiado do espetáculo II
O Teatro como mundo da ilusão e espaço privilegiado do espetáculo II
 
Muito Além do Final Feliz: A Trajetória e a Consolidação da Telenovela como P...
Muito Além do Final Feliz: A Trajetória e a Consolidação da Telenovela como P...Muito Além do Final Feliz: A Trajetória e a Consolidação da Telenovela como P...
Muito Além do Final Feliz: A Trajetória e a Consolidação da Telenovela como P...
 
01. intertextualidade pre
01. intertextualidade pre01. intertextualidade pre
01. intertextualidade pre
 
Trabalho sobre cinema
Trabalho sobre cinemaTrabalho sobre cinema
Trabalho sobre cinema
 
Destaques Enciclopédia 24-05-2015 a 30-05-2015
Destaques Enciclopédia 24-05-2015 a 30-05-2015Destaques Enciclopédia 24-05-2015 a 30-05-2015
Destaques Enciclopédia 24-05-2015 a 30-05-2015
 
Fluzz pilulas 92
Fluzz pilulas 92Fluzz pilulas 92
Fluzz pilulas 92
 
ROMEU E JULIETA eestudo contrutivo......
ROMEU E JULIETA eestudo contrutivo......ROMEU E JULIETA eestudo contrutivo......
ROMEU E JULIETA eestudo contrutivo......
 
Autores mais influentes do século
Autores mais influentes do séculoAutores mais influentes do século
Autores mais influentes do século
 
Autores Influentes
Autores InfluentesAutores Influentes
Autores Influentes
 
Autores Influentes
Autores  InfluentesAutores  Influentes
Autores Influentes
 
Autores Influentes
Autores InfluentesAutores Influentes
Autores Influentes
 
Slide - A tapeçaria de Aracne
Slide - A tapeçaria de AracneSlide - A tapeçaria de Aracne
Slide - A tapeçaria de Aracne
 
Dom quixote
Dom quixoteDom quixote
Dom quixote
 
Fichamento de A personagem no teatro, de Décio de Almeida Prado
Fichamento de A personagem no teatro, de Décio de Almeida PradoFichamento de A personagem no teatro, de Décio de Almeida Prado
Fichamento de A personagem no teatro, de Décio de Almeida Prado
 
Ficcao contemporanea
Ficcao contemporaneaFiccao contemporanea
Ficcao contemporanea
 
antonio-jose-da-silva-o-quixote-do-judeu-vida-do-grande-d-quixote-de-la-manc...
 antonio-jose-da-silva-o-quixote-do-judeu-vida-do-grande-d-quixote-de-la-manc... antonio-jose-da-silva-o-quixote-do-judeu-vida-do-grande-d-quixote-de-la-manc...
antonio-jose-da-silva-o-quixote-do-judeu-vida-do-grande-d-quixote-de-la-manc...
 

Mais de Denise

Mais de Denise (20)

Figuras de linguagem
Figuras de linguagem Figuras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Simple Present - Aula
Simple Present - AulaSimple Present - Aula
Simple Present - Aula
 
Modelo de plano de aula
Modelo de plano de aulaModelo de plano de aula
Modelo de plano de aula
 
Diário de viagem em inglês
Diário de viagem em inglês Diário de viagem em inglês
Diário de viagem em inglês
 
Texto Misto (Sincrético)
Texto Misto (Sincrético)Texto Misto (Sincrético)
Texto Misto (Sincrético)
 
Projeto Communicative Approach: a Day in a Supermarket
Projeto Communicative Approach: a Day in a SupermarketProjeto Communicative Approach: a Day in a Supermarket
Projeto Communicative Approach: a Day in a Supermarket
 
Texto Verbal e Não-Verbal
Texto Verbal e Não-VerbalTexto Verbal e Não-Verbal
Texto Verbal e Não-Verbal
 
Projeto Communicative Approach: a Day in a Supermarket - Parte escrita
 Projeto Communicative Approach: a Day in a Supermarket - Parte escrita Projeto Communicative Approach: a Day in a Supermarket - Parte escrita
Projeto Communicative Approach: a Day in a Supermarket - Parte escrita
 
Projeto Knowing Thanksgiving - Parte escrita
Projeto Knowing Thanksgiving - Parte escritaProjeto Knowing Thanksgiving - Parte escrita
Projeto Knowing Thanksgiving - Parte escrita
 
Projeto Knowing Thanksgiving
Projeto Knowing ThanksgivingProjeto Knowing Thanksgiving
Projeto Knowing Thanksgiving
 
Projeto de releitura de O Auto da Barca do Inferno - Parte III
Projeto de releitura de O Auto da Barca do Inferno - Parte IIIProjeto de releitura de O Auto da Barca do Inferno - Parte III
Projeto de releitura de O Auto da Barca do Inferno - Parte III
 
Projeto de releitura de O Auto da Barca do Inferno - Parte II
Projeto de releitura de O Auto da Barca do Inferno - Parte IIProjeto de releitura de O Auto da Barca do Inferno - Parte II
Projeto de releitura de O Auto da Barca do Inferno - Parte II
 
Projeto de releitura de O Auto da Barca do Inferno - Parte I
Projeto de releitura de O Auto da Barca do Inferno - Parte IProjeto de releitura de O Auto da Barca do Inferno - Parte I
Projeto de releitura de O Auto da Barca do Inferno - Parte I
 
Personificação (figura de linguagem)
Personificação (figura de linguagem)Personificação (figura de linguagem)
Personificação (figura de linguagem)
 
Variação linguística
Variação linguísticaVariação linguística
Variação linguística
 
Romantismo no Brasil - Segunda geração
Romantismo no Brasil - Segunda geraçãoRomantismo no Brasil - Segunda geração
Romantismo no Brasil - Segunda geração
 
Estudando a lusofonia e a variação linguística (parte II)
Estudando a lusofonia e a variação linguística (parte II)Estudando a lusofonia e a variação linguística (parte II)
Estudando a lusofonia e a variação linguística (parte II)
 
Estudando a lusofonia e a variação linguística (parte I)
Estudando a lusofonia e a variação linguística (parte I)Estudando a lusofonia e a variação linguística (parte I)
Estudando a lusofonia e a variação linguística (parte I)
 
Aula de adjetivos
Aula de adjetivos Aula de adjetivos
Aula de adjetivos
 
Plano de aula - modelo
Plano de aula - modeloPlano de aula - modelo
Plano de aula - modelo
 

Último

Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
andreaLisboa7
 

Último (20)

Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
 

Intertextualidade

  • 2. O QUE É? • Intertextualidade é a relação (diálogos) entre textos. É o processo implícito ou explícito de incorporação de um texto em outro para: • Reproduzir o sentido incorporado; • Transformar esse sentido.
  • 3. O QUE É? Também pode ocorrer com outras formas além do texto, música, pintura, filme, novela etc. Toda vez que uma obra fizer alusão à outra ocorre a intertextualidade.
  • 4. MONA LISA, Leonardo da Vinci, 1503 Mônica Lisa, Maurício de Souza,1989
  • 5. INTERTEXTUALIDADE • São consideradas três formas intertextuais: a citação, a alusão e a paródia.
  • 6. CITAÇÃO • Esse procedimento intertextual acontece quando um texto reproduz outro texto ou parte dele. Normalmente são utilizados alguns marcadores, como as aspas. O texto que incorpora a citação pode: • Confirmar (estabelecer uma relação contratual com o texto citado) ou • Alterar (estabelecer uma relação polêmica com o texto citado).
  • 7.
  • 9. 1 CORÍNTIOS CAPÍTULO 13 “AINDA QUE EU FALE AS LÍNGUAS DOS HOMENS E DOS ANJOS, SE NÃO TIVER AMOR; SEREI COMO O SINO QUE RESSOA OU COMO O PRATO QUE RETINE.”
  • 10. Amor é fogo que arde sem se ver, é ferida que dói, e não se sente; é um contentamento descontente, é dor que desatina sem doer. É um não querer mais que bem querer; é um andar solitário entre a gente; é nunca contentar-se de contente; é um cuidar que ganha em se perder. CAMÕES É querer estar preso por vontade; é servir a quem vence, o vencedor; é ter com quem nos mata, lealdade. Mas como causar pode seu favor nos corações humanos amizade, se tão contrário a si é o mesmo Amor?
  • 11. Foi um poeta de Portugal, considerado uma das maiores figuras da literatura em língua portuguesa e um dos grandes poetas do Ocidente. MAIOR OBRA: OS LUSÍADAS LUÍS VAZ DE CAMÕES (1524 – 1579 OU 1580)
  • 12. ALUSÃO • Na alusão, um texto remete a outra obra anterior sem, contudo, utilizar-se de partes dessa produção, e o sentido se mantém. Manifesta-se por construções em que certos elementos são substituídos por outros. • Também pode estar em relação polêmica ou contratual com o texto que a incorpora.
  • 13.
  • 14. Romance dramático norte-americano, adaptado do livro de autoria de Margaret Mitchell. É o filme com maior faturamento da história, considerada a inflação. É também o filme mais assistido de todos os tempos, tendo sido visto por mais de 400 milhões de pessoas em todo o mundo. E O VENTO LEVOU (1939)
  • 15.
  • 16. Filme americano de ficção científica de 2008, baseado no personagem de quadrinhos da Marvel Comics. O INCRÍVEL HULK
  • 17.
  • 18. Filme brasileiro lançado em 2005, do gênero drama, baseado na vida dos músicos Zezé Di Camargo & Luciano. 2 FILHOS DE FRANCISCO 2 Filhos de Francisco, 2005.
  • 20. PARÓDIA • A paródia consiste em uma subversão ao texto fonte, recriando-o de maneira satírica ou crítica. Dizendo de outra maneira, a paródia ironiza o texto original e inverte seu sentido. • Também poderá ser contratual ou polêmica.
  • 21. Disco Abbey Road dos Beatles, 1969 The Simpsons, 1989
  • 22. Foi uma banda de rock britânica, formada em Liverpool em 1960. É o grupo musical mais bem- sucedido e aclamado da história da música popular. RINGO STARR JOHN LENNON PAUL MACCARTNEY GEORGE HARRISON
  • 23. Titanic, 1912 The Simpsons, 1989
  • 25.
  • 26. O NASCIMENTO DE VÊNUS – SANDRO BOTTICELLI (1485)
  • 27. VÊNUS Deusa romana do Amor e da Beleza. Segundo o mito, conta-se que ela surgiu de dentro de uma concha de madrepérola, tendo sido gerada pelas espumas.
  • 28. Mônica no Nascimento de Vênus, de Maurício de Souza.
  • 29. Bom Bril - Chaplin P&B, https:// www.youtube.com/watch?v=Nf9QPjpqGxQ
  • 30. CHARLES CHAPLIN Foi um dos atores mais famosos da era do cinema mudo, notabilizado pelo uso de mímica e da comédia pastelão.
  • 31. Pica Pau: Chapeuzinho Vermelho de Araque, http://www.youtube.com/watch?v=JMojseZDZ2Y
  • 32. Conto de fadas clássico, de origem europeia do século XIV. O nome do conto vem da protagonista, uma menina que usa um capuz vermelho. CHAPEUZINHO VERMELHO
  • 33. Fontes BIBLÍA. Coríntios – Capítulo 13. Disponível em: http://biblia.com.br/novaversaointernacional/1-corintios/1co-capitulo-13/ . Acesso em: 2 mai 2015 INFOESCOLA. Intertextualidade. Disponível em: http://www.infoescola.com/portugues/intertextualidade-parafrase-e-parodia/ . Acesso em: 2 mai 2015 SUA PESQUISA. Amor é fogo. Disponível em: http://www.suapesquisa.com/biografias/amor_e_fogo.htm. Acesso em: 2 mai 2015 WIKIPÉDIA. A criação de Adão. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/A_Criação_de_Adão. Acesso em: 2 mai 2015
  • 34. Fontes WIKIPÉDIA. 2 Filhos de Francisco. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/2_Filhos_de_Francisco. Acesso em: 2 mai 2015. WIKIPÉDIA. Capuchinho Vermelho. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Capuchinho_Vermelho. Acesso em: 2 mai 2015 WIKIPÉDIA. E o vento levou. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Gone_with_the_Wind. Acesso em: 2 mai 2015. WIKIPÉDIA. Luís de Camões. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Luís_de_Camões. Acesso em: 2 mai 2015 WIKIPÉDIA. Monalisa. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Mona_Lisa. Acesso em: 2 mai 2015
  • 35. Fontes WIKIPÉDIA. O Incrível Hulk. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Hulk. Acesso em: 2 mai 2015. WIKIPÉDIA. O Nascimento de Vênus. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/O_Nascimento_de_Vênus . Acesso em: 2 mai 2015 WIKIPÉDIA. The Beatles. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/The_Beatles. Acesso em: 2 mai 2015