SlideShare uma empresa Scribd logo
Coagulação Sanguínea
Enfª: R1 Ana Karla Tertuliano
Pronto Socorro Cardiológico de Pernambuco Profº Luiz
Tavares
Programa de Especialização Multiprofissional em Cardiologia
Modalidade Residência
Recife, 2016
Coagulação Sanguínea
Objetivos:
• Abordar os conceitos fisiológicos da coagulação sanguínea;
• Descrever a importância da coagulação na manutenção da homeostasia;
• Caracterizar os exames que fazem parte da coagulação sanguínea;
• Identificar aspectos clínicos relacionadas com o tema em estudo;
• Evidenciar os principais diagnósticos de enfermagem e seus respectivos
planos de cuidados;
Coagulação Sanguínea
• São processos sequenciais e inter-relacionados envolvendo vasos
sanguíneos, plaquetas e proteínas.
• Regulado pelo mecanismo complexo de “fibrinólise”.
Fonte:www.medicinageriatrica.com.br
(WOODS, S.L.et al., 2015)
Coagulação Sanguínea
HEMOSTASIAHEMOSTASIAHEMOSTASIAHEMOSTASIA
Fase VascularFase Vascular
Fase PlaquetáriaFase Plaquetária
Fase de CoagulaçãoFase de CoagulaçãoFase de CoagulaçãoFase de Coagulação
(WOODS, S.L.et al., 2015)
Hemostasia
Fonte:www.medicinageriatrica.com.br
(WOODS, S.L.et al., 2015)
Protrombina
Trombina
Fibrinogênio
Tromboplastina
tecidual
Fibrina
Via Comum
Fator da
coagulação VII
Ca²+
Fatores
Teciduais
Via Extrínseca
Tromboplastina
plaquetária
Fatores da
coagulação
VIII,IX,X,XI,XII.
Ca²+
Fatores
plaquetários
Via Intrínseca
(BRUNNER & SUDDARTH.,2014)
Fonte:http://pt.dreamstime.com/
Fonte:saudavelfeliz.blogspot.com
Coagulograma
Testes para avaliar a coagulação:
• Contagem de Plaquetas;
• Tempo de Sangramento
• Teste da função plaquetária (TFP);
• Tempo de Protrombina(TP), Tempo de Tromboplastina Parcial
ativada(TTPA)
(MINISTÉRIO DA SAÚDE.,2014)
Tempo de Protrombina(TP)
• TP: tempo de formação de um coágulo de fibrina após adição de um
reagente de tromboplastina.
• Valor de referência: 10 a 12s.
• INR: Relação internacional de normatização INR: (1,0 a 1,3);
- Deficiência dos fatores VII,X,V,II,I.
- Anticoncepcionais orais;
- Hepatopatias, deficit vitamina K; Coagulação Intra- vascular.
(MINISTÉRIO DA SAÚDE.,2014)
Tempo de Tromboplastina Parcial
ativada(TTPA)
• Teste relacionado a via intrínseca;
Relação: TTPA amostra < 1,2.
TTPA controle
• Valor de Referência : 25 a 35 segundos
- Uso de Heparina.
• Recomendações para a coleta:
Fonte:www.biomedicinabrasil.com
(MINISTÉRIO DA SAÚDE.,2014)
Fatores que interferem no valor do INR:
(WOODS, S.L.et al., 2015)
Programa de anticoagulação do PROCAPE/PE:
INR: 2,0 e 3,0 normal para pacientes com: Portadores de válvulas biológicas, Arritmias,
TVP( trombose venosa profunda), Marcapasso.
INR: 2,5 a 3,5 normal para portadores de válvulas mecânicas.
Distúrbios da Coagulação:
Risco HemorrágicoRisco HemorrágicoRisco HemorrágicoRisco Hemorrágico
Distúrbios
Congênitos
Distúrbios
Congênitos
Distúrbios
Adquiridos
Distúrbios
Adquiridos
Plaquetopatias
Doença hepática
Deficiência vitamina K
Anticoagulação /
Agentes anti-trombóticos
Plaquetopatias (aspirina)
Coagulação Intravascular
disseminada (CIVD).
(WOODS, S.L.et al., 2015)
Distúrbios da Coagulação:
RiscosRiscos
TromboembólicosTromboembólicos
RiscosRiscos
TromboembólicosTromboembólicos
Distúrbios
Venosos
Distúrbios
Venosos
Distúrbios
Arteriais
Distúrbios
Arteriais
Trombose venosa profunda
Tromboembolismo pulmonar
Obstrução aguda
Aterosclerose
Trombose arterial
Doença arterial crônica
(WOODS, S.L.et al., 2015)
Avaliação Física:
Fonte:www.bvsms.saude.gov.
Diagnósticos de
Enfermagem
Prescrição de
Enfermagem
Resultados
Esperados
1. Déficit de volume
intravascular relacionado ao
aumento da utilização de
plaquetas e fatores de
coagulação e manifestado pelo
sangramento.
• Detectar sinais e
sintomas precoces de
sangramento ou déficit
de volume intravascular
•Qualquer sangramento
anormal ou excessivo;
•Déficit de volume
intravascular (entre 4horas)
•Testes laboratoriais
anormais.
2. Potencial de perfusão
tecidual sistêmica alterado:
órgão isquêmico, relacionado a
deposição de fibrina ou coágulo
dentro da microcirculação;
• Detectar perfusão
tecidual diminuída ou
formação de trombo.
• Detectados e relatados
dentro de 2 horas da
ocorrência.
(NANDA, 2010)
Diagnósticos de
Enfermagem
Prescrição de
Enfermagem
Resultados
Esperados
3. Medo e ansiedade
relacionados a hemorragia e
a possibilidade de morte
manifestada pela capacidade
de adaptação ineficaz
• Diminuir o medo e
ansiedade do paciente e
da família.
• O paciente e sua
família demonstram
menor ansiedade e
maior facilidade de
se adaptar à
situação.
(NANDA, 2010)
Referências
• BERGER, Markus et al. HEMOSTASIA: UMA BREVE REVISÃO. Caderno Pedagógico, v. 11,
n. 1, 2014. ,Disponível em :https://www.google.com.br/#q=hemostasia+uma+breve+revis
%C3%A3o >. Acesso em: 20 Mar 2016.
• Diagnósticos de enfermagem da NANDA: definições e classificação 2009-2011/
NANDA International; tradução Regina Machado Garcez. - Porto Alegre: Artmed, 2010.
• MINISTÉRIO DA SAÚDE,M.S. Manual de diagnóstico laboratorial das Coagulopatias
Hereditárias e Plaquetopatias. Brasília, 2012. Disponível
em:<http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/diagnostico_laboratorial_coagulopatias_hered
itarias_plaquetopatias.pdf>. Acesso em: 20 Mar 2016.
• SMELTZER; S.C; BARE, B.G. Brunner & Suddarth: Tratado de Enfermagem Médico-
Cirúrgica. 12ª Ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014
Obrigada!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Interpret4
Interpret4Interpret4
Interpret4
hervora araujo
 
Interpretao de-exames-laboratoriais
Interpretao de-exames-laboratoriaisInterpretao de-exames-laboratoriais
Interpretao de-exames-laboratoriais
Levi Lopes
 
Exames Laboratoriais
Exames LaboratoriaisExames Laboratoriais
Exames Laboratoriais
Eduardo Gomes da Silva
 
Peculiaridades do hemograma - Inicial
Peculiaridades do hemograma  - InicialPeculiaridades do hemograma  - Inicial
Peculiaridades do hemograma - Inicial
Janderson Physios
 
Hemotransfusão
Hemotransfusão Hemotransfusão
Hemotransfusão
resenfe2013
 
Sistema Renina Angiotensina
Sistema Renina AngiotensinaSistema Renina Angiotensina
Sistema Renina Angiotensina
Vânia Caldeira
 
Hemograma
HemogramaHemograma
Hemograma
Fábio Falcão
 
Interpretação do hemograma
Interpretação do hemogramaInterpretação do hemograma
Interpretação do hemograma
Joziane Brunelli
 
Aula 1 - B
Aula 1 - BAula 1 - B
Hemotransfusao
HemotransfusaoHemotransfusao
Hemotransfusao
roberta55dantas
 
Instrumentais Cirúrgicos AULA 6
Instrumentais Cirúrgicos AULA 6Instrumentais Cirúrgicos AULA 6
Instrumentais Cirúrgicos AULA 6
Aline Bandeira
 
1. coleta de sangue
1. coleta de sangue1. coleta de sangue
1. coleta de sangue
Jéssica Bomfim
 
Slide 1 Aula 1 Hematologia
Slide 1   Aula 1 HematologiaSlide 1   Aula 1 Hematologia
Slide 1 Aula 1 Hematologia
samir12
 
Cascata de coagulação
Cascata de coagulaçãoCascata de coagulação
Cascata de coagulação
Rutxizita
 
Anemia hemolitica
Anemia hemoliticaAnemia hemolitica
Anemia hemolitica
dapab
 
Distúrbios circulatórios - Dr. José Alexandre Pires de Almeida
Distúrbios circulatórios - Dr. José Alexandre Pires de AlmeidaDistúrbios circulatórios - Dr. José Alexandre Pires de Almeida
Distúrbios circulatórios - Dr. José Alexandre Pires de Almeida
José Alexandre Pires de Almeida
 
Aula Insuficiência Renal Aguda
Aula Insuficiência Renal AgudaAula Insuficiência Renal Aguda
Aula Insuficiência Renal Aguda
Jucie Vasconcelos
 
Insuficiência Renal Crônica
Insuficiência Renal CrônicaInsuficiência Renal Crônica
Insuficiência Renal Crônica
ivanaferraz
 
Hemodiálise e diálise peritoneal
Hemodiálise e diálise peritonealHemodiálise e diálise peritoneal
Hemodiálise e diálise peritoneal
Sonara Pereira
 
Hemorragias
HemorragiasHemorragias
Hemorragias
Stefanny Corrêa
 

Mais procurados (20)

Interpret4
Interpret4Interpret4
Interpret4
 
Interpretao de-exames-laboratoriais
Interpretao de-exames-laboratoriaisInterpretao de-exames-laboratoriais
Interpretao de-exames-laboratoriais
 
Exames Laboratoriais
Exames LaboratoriaisExames Laboratoriais
Exames Laboratoriais
 
Peculiaridades do hemograma - Inicial
Peculiaridades do hemograma  - InicialPeculiaridades do hemograma  - Inicial
Peculiaridades do hemograma - Inicial
 
Hemotransfusão
Hemotransfusão Hemotransfusão
Hemotransfusão
 
Sistema Renina Angiotensina
Sistema Renina AngiotensinaSistema Renina Angiotensina
Sistema Renina Angiotensina
 
Hemograma
HemogramaHemograma
Hemograma
 
Interpretação do hemograma
Interpretação do hemogramaInterpretação do hemograma
Interpretação do hemograma
 
Aula 1 - B
Aula 1 - BAula 1 - B
Aula 1 - B
 
Hemotransfusao
HemotransfusaoHemotransfusao
Hemotransfusao
 
Instrumentais Cirúrgicos AULA 6
Instrumentais Cirúrgicos AULA 6Instrumentais Cirúrgicos AULA 6
Instrumentais Cirúrgicos AULA 6
 
1. coleta de sangue
1. coleta de sangue1. coleta de sangue
1. coleta de sangue
 
Slide 1 Aula 1 Hematologia
Slide 1   Aula 1 HematologiaSlide 1   Aula 1 Hematologia
Slide 1 Aula 1 Hematologia
 
Cascata de coagulação
Cascata de coagulaçãoCascata de coagulação
Cascata de coagulação
 
Anemia hemolitica
Anemia hemoliticaAnemia hemolitica
Anemia hemolitica
 
Distúrbios circulatórios - Dr. José Alexandre Pires de Almeida
Distúrbios circulatórios - Dr. José Alexandre Pires de AlmeidaDistúrbios circulatórios - Dr. José Alexandre Pires de Almeida
Distúrbios circulatórios - Dr. José Alexandre Pires de Almeida
 
Aula Insuficiência Renal Aguda
Aula Insuficiência Renal AgudaAula Insuficiência Renal Aguda
Aula Insuficiência Renal Aguda
 
Insuficiência Renal Crônica
Insuficiência Renal CrônicaInsuficiência Renal Crônica
Insuficiência Renal Crônica
 
Hemodiálise e diálise peritoneal
Hemodiálise e diálise peritonealHemodiálise e diálise peritoneal
Hemodiálise e diálise peritoneal
 
Hemorragias
HemorragiasHemorragias
Hemorragias
 

Destaque

Drogas vasoativas
Drogas vasoativasDrogas vasoativas
Drogas vasoativas
resenfe2013
 
Caso clínico Endocardite
Caso clínico EndocarditeCaso clínico Endocardite
Caso clínico Endocardite
resenfe2013
 
Caso clínico Hipertensão Arterial Pulmonar
Caso clínico Hipertensão Arterial PulmonarCaso clínico Hipertensão Arterial Pulmonar
Caso clínico Hipertensão Arterial Pulmonar
resenfe2013
 
Valvopatias semilunares
Valvopatias semilunaresValvopatias semilunares
Valvopatias semilunares
resenfe2013
 
Pós-operatório de cirurgia cardíaca pediátrica
Pós-operatório de cirurgia cardíaca pediátricaPós-operatório de cirurgia cardíaca pediátrica
Pós-operatório de cirurgia cardíaca pediátrica
resenfe2013
 
Doenças da Aorta
Doenças da AortaDoenças da Aorta
Doenças da Aorta
resenfe2013
 
Exames Diagnósticos em Cardiologia II
Exames Diagnósticos em Cardiologia IIExames Diagnósticos em Cardiologia II
Exames Diagnósticos em Cardiologia II
resenfe2013
 
Anatomia cardiovascular
Anatomia cardiovascularAnatomia cardiovascular
Anatomia cardiovascular
resenfe2013
 
Exame Físico Neurologico
Exame Físico NeurologicoExame Físico Neurologico
Exame Físico Neurologico
resenfe2013
 
Estimulação Cardíaca Artificial
Estimulação Cardíaca ArtificialEstimulação Cardíaca Artificial
Estimulação Cardíaca Artificial
resenfe2013
 
Cirurgia de Revascularização do Miocárdio e de Troca de Válvulas
Cirurgia de Revascularização do Miocárdio e de Troca de VálvulasCirurgia de Revascularização do Miocárdio e de Troca de Válvulas
Cirurgia de Revascularização do Miocárdio e de Troca de Válvulas
resenfe2013
 
Caso clínico Febre Reumática
Caso clínico Febre ReumáticaCaso clínico Febre Reumática
Caso clínico Febre Reumática
resenfe2013
 
Doença de chagas
Doença de chagasDoença de chagas
Doença de chagas
resenfe2013
 
Hemodiálise
HemodiáliseHemodiálise
Hemodiálise
resenfe2013
 
Monitorização Hemodinâmica não invasiva
Monitorização Hemodinâmica não invasivaMonitorização Hemodinâmica não invasiva
Monitorização Hemodinâmica não invasiva
resenfe2013
 
Gasometria Arterial
Gasometria ArterialGasometria Arterial
Gasometria Arterial
resenfe2013
 
Antihipertensivos
AntihipertensivosAntihipertensivos
Antihipertensivos
resenfe2013
 
Hipertensão Arterial Pulmonar
Hipertensão Arterial PulmonarHipertensão Arterial Pulmonar
Hipertensão Arterial Pulmonar
resenfe2013
 
Insuficiência Respiratória
Insuficiência RespiratóriaInsuficiência Respiratória
Insuficiência Respiratória
resenfe2013
 
ECMO
ECMOECMO

Destaque (20)

Drogas vasoativas
Drogas vasoativasDrogas vasoativas
Drogas vasoativas
 
Caso clínico Endocardite
Caso clínico EndocarditeCaso clínico Endocardite
Caso clínico Endocardite
 
Caso clínico Hipertensão Arterial Pulmonar
Caso clínico Hipertensão Arterial PulmonarCaso clínico Hipertensão Arterial Pulmonar
Caso clínico Hipertensão Arterial Pulmonar
 
Valvopatias semilunares
Valvopatias semilunaresValvopatias semilunares
Valvopatias semilunares
 
Pós-operatório de cirurgia cardíaca pediátrica
Pós-operatório de cirurgia cardíaca pediátricaPós-operatório de cirurgia cardíaca pediátrica
Pós-operatório de cirurgia cardíaca pediátrica
 
Doenças da Aorta
Doenças da AortaDoenças da Aorta
Doenças da Aorta
 
Exames Diagnósticos em Cardiologia II
Exames Diagnósticos em Cardiologia IIExames Diagnósticos em Cardiologia II
Exames Diagnósticos em Cardiologia II
 
Anatomia cardiovascular
Anatomia cardiovascularAnatomia cardiovascular
Anatomia cardiovascular
 
Exame Físico Neurologico
Exame Físico NeurologicoExame Físico Neurologico
Exame Físico Neurologico
 
Estimulação Cardíaca Artificial
Estimulação Cardíaca ArtificialEstimulação Cardíaca Artificial
Estimulação Cardíaca Artificial
 
Cirurgia de Revascularização do Miocárdio e de Troca de Válvulas
Cirurgia de Revascularização do Miocárdio e de Troca de VálvulasCirurgia de Revascularização do Miocárdio e de Troca de Válvulas
Cirurgia de Revascularização do Miocárdio e de Troca de Válvulas
 
Caso clínico Febre Reumática
Caso clínico Febre ReumáticaCaso clínico Febre Reumática
Caso clínico Febre Reumática
 
Doença de chagas
Doença de chagasDoença de chagas
Doença de chagas
 
Hemodiálise
HemodiáliseHemodiálise
Hemodiálise
 
Monitorização Hemodinâmica não invasiva
Monitorização Hemodinâmica não invasivaMonitorização Hemodinâmica não invasiva
Monitorização Hemodinâmica não invasiva
 
Gasometria Arterial
Gasometria ArterialGasometria Arterial
Gasometria Arterial
 
Antihipertensivos
AntihipertensivosAntihipertensivos
Antihipertensivos
 
Hipertensão Arterial Pulmonar
Hipertensão Arterial PulmonarHipertensão Arterial Pulmonar
Hipertensão Arterial Pulmonar
 
Insuficiência Respiratória
Insuficiência RespiratóriaInsuficiência Respiratória
Insuficiência Respiratória
 
ECMO
ECMOECMO
ECMO
 

Semelhante a Coagulação Sanguínea

Doença Arterial Coronariana
Doença Arterial CoronarianaDoença Arterial Coronariana
Doença Arterial Coronariana
resenfe2013
 
Choque
Choque Choque
Choque
resenfe2013
 
Anemia Falciforme e Manejo com o Paciente - Dr. James Maciel - XII Jornada de...
Anemia Falciforme e Manejo com o Paciente - Dr. James Maciel - XII Jornada de...Anemia Falciforme e Manejo com o Paciente - Dr. James Maciel - XII Jornada de...
Anemia Falciforme e Manejo com o Paciente - Dr. James Maciel - XII Jornada de...
casadurvalpaiva
 
Hipertensão pulmonar
Hipertensão pulmonarHipertensão pulmonar
Hipertensão pulmonar
Luana Braga
 
Cardiopatias complexas do conceito à evolução
Cardiopatias complexas   do conceito à evoluçãoCardiopatias complexas   do conceito à evolução
Cardiopatias complexas do conceito à evolução
gisa_legal
 
Cirrose Hepática
Cirrose HepáticaCirrose Hepática
Cirrose Hepática
ivanaferraz
 
Estudo de caso apresentação
Estudo de caso apresentaçãoEstudo de caso apresentação
Estudo de caso apresentação
vanessa270433
 
Malformações congênitas cianogênicas
Malformações congênitas cianogênicasMalformações congênitas cianogênicas
Malformações congênitas cianogênicas
resenfe2013
 
Alterações cardíacas em crianças com sida correlação clínico patológica
Alterações cardíacas em crianças com sida   correlação clínico patológicaAlterações cardíacas em crianças com sida   correlação clínico patológica
Alterações cardíacas em crianças com sida correlação clínico patológica
gisa_legal
 
Aula lesoes vasculares hepáticas 2016_pdf- LILIANA MENDES
Aula lesoes vasculares hepáticas 2016_pdf- LILIANA MENDESAula lesoes vasculares hepáticas 2016_pdf- LILIANA MENDES
Aula lesoes vasculares hepáticas 2016_pdf- LILIANA MENDES
Liliana Mendes
 
Persistência do Canal Arterial (PCA) em recém-nascidos pré-termo: tratamento
Persistência do Canal Arterial (PCA) em recém-nascidos pré-termo: tratamentoPersistência do Canal Arterial (PCA) em recém-nascidos pré-termo: tratamento
Persistência do Canal Arterial (PCA) em recém-nascidos pré-termo: tratamento
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Insuficiência Hepática aguda e crônica
Insuficiência Hepática aguda e crônicaInsuficiência Hepática aguda e crônica
Insuficiência Hepática aguda e crônica
CamilaAlves120995
 
Varicocele e Infertilidade
Varicocele e InfertilidadeVaricocele e Infertilidade
Varicocele e Infertilidade
Sandro Esteves
 
Persistência do Canal Arterial (PCA) em recém-nascidos pré-termo: diagnóstico
Persistência do Canal Arterial (PCA) em recém-nascidos pré-termo: diagnósticoPersistência do Canal Arterial (PCA) em recém-nascidos pré-termo: diagnóstico
Persistência do Canal Arterial (PCA) em recém-nascidos pré-termo: diagnóstico
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Vasculitis bases generales de reumatologia.pdf
Vasculitis bases generales de reumatologia.pdfVasculitis bases generales de reumatologia.pdf
Vasculitis bases generales de reumatologia.pdf
FernandaBaseggio
 
Seminário: Trombose venosa profunda - TVP
Seminário: Trombose venosa profunda - TVPSeminário: Trombose venosa profunda - TVP
Seminário: Trombose venosa profunda - TVP
cuidadoaoadulto
 
Dr. Arno von Ristow "Cirurgia carotídea e coronária combinada deve ser elimin...
Dr. Arno von Ristow "Cirurgia carotídea e coronária combinada deve ser elimin...Dr. Arno von Ristow "Cirurgia carotídea e coronária combinada deve ser elimin...
Dr. Arno von Ristow "Cirurgia carotídea e coronária combinada deve ser elimin...
Academia Nacional de Medicina
 
Artigo hepatologia 2
Artigo hepatologia 2Artigo hepatologia 2
Artigo hepatologia 2
Alex Vicente Spadini
 
Saúde do adulto hipertensão 2012 cópia
Saúde do adulto hipertensão 2012   cópiaSaúde do adulto hipertensão 2012   cópia
Saúde do adulto hipertensão 2012 cópia
jacqueline gil
 
Saúde do adulto hipertensão 2012 cópia
Saúde do adulto hipertensão 2012   cópiaSaúde do adulto hipertensão 2012   cópia
Saúde do adulto hipertensão 2012 cópia
jacqueline gil
 

Semelhante a Coagulação Sanguínea (20)

Doença Arterial Coronariana
Doença Arterial CoronarianaDoença Arterial Coronariana
Doença Arterial Coronariana
 
Choque
Choque Choque
Choque
 
Anemia Falciforme e Manejo com o Paciente - Dr. James Maciel - XII Jornada de...
Anemia Falciforme e Manejo com o Paciente - Dr. James Maciel - XII Jornada de...Anemia Falciforme e Manejo com o Paciente - Dr. James Maciel - XII Jornada de...
Anemia Falciforme e Manejo com o Paciente - Dr. James Maciel - XII Jornada de...
 
Hipertensão pulmonar
Hipertensão pulmonarHipertensão pulmonar
Hipertensão pulmonar
 
Cardiopatias complexas do conceito à evolução
Cardiopatias complexas   do conceito à evoluçãoCardiopatias complexas   do conceito à evolução
Cardiopatias complexas do conceito à evolução
 
Cirrose Hepática
Cirrose HepáticaCirrose Hepática
Cirrose Hepática
 
Estudo de caso apresentação
Estudo de caso apresentaçãoEstudo de caso apresentação
Estudo de caso apresentação
 
Malformações congênitas cianogênicas
Malformações congênitas cianogênicasMalformações congênitas cianogênicas
Malformações congênitas cianogênicas
 
Alterações cardíacas em crianças com sida correlação clínico patológica
Alterações cardíacas em crianças com sida   correlação clínico patológicaAlterações cardíacas em crianças com sida   correlação clínico patológica
Alterações cardíacas em crianças com sida correlação clínico patológica
 
Aula lesoes vasculares hepáticas 2016_pdf- LILIANA MENDES
Aula lesoes vasculares hepáticas 2016_pdf- LILIANA MENDESAula lesoes vasculares hepáticas 2016_pdf- LILIANA MENDES
Aula lesoes vasculares hepáticas 2016_pdf- LILIANA MENDES
 
Persistência do Canal Arterial (PCA) em recém-nascidos pré-termo: tratamento
Persistência do Canal Arterial (PCA) em recém-nascidos pré-termo: tratamentoPersistência do Canal Arterial (PCA) em recém-nascidos pré-termo: tratamento
Persistência do Canal Arterial (PCA) em recém-nascidos pré-termo: tratamento
 
Insuficiência Hepática aguda e crônica
Insuficiência Hepática aguda e crônicaInsuficiência Hepática aguda e crônica
Insuficiência Hepática aguda e crônica
 
Varicocele e Infertilidade
Varicocele e InfertilidadeVaricocele e Infertilidade
Varicocele e Infertilidade
 
Persistência do Canal Arterial (PCA) em recém-nascidos pré-termo: diagnóstico
Persistência do Canal Arterial (PCA) em recém-nascidos pré-termo: diagnósticoPersistência do Canal Arterial (PCA) em recém-nascidos pré-termo: diagnóstico
Persistência do Canal Arterial (PCA) em recém-nascidos pré-termo: diagnóstico
 
Vasculitis bases generales de reumatologia.pdf
Vasculitis bases generales de reumatologia.pdfVasculitis bases generales de reumatologia.pdf
Vasculitis bases generales de reumatologia.pdf
 
Seminário: Trombose venosa profunda - TVP
Seminário: Trombose venosa profunda - TVPSeminário: Trombose venosa profunda - TVP
Seminário: Trombose venosa profunda - TVP
 
Dr. Arno von Ristow "Cirurgia carotídea e coronária combinada deve ser elimin...
Dr. Arno von Ristow "Cirurgia carotídea e coronária combinada deve ser elimin...Dr. Arno von Ristow "Cirurgia carotídea e coronária combinada deve ser elimin...
Dr. Arno von Ristow "Cirurgia carotídea e coronária combinada deve ser elimin...
 
Artigo hepatologia 2
Artigo hepatologia 2Artigo hepatologia 2
Artigo hepatologia 2
 
Saúde do adulto hipertensão 2012 cópia
Saúde do adulto hipertensão 2012   cópiaSaúde do adulto hipertensão 2012   cópia
Saúde do adulto hipertensão 2012 cópia
 
Saúde do adulto hipertensão 2012 cópia
Saúde do adulto hipertensão 2012   cópiaSaúde do adulto hipertensão 2012   cópia
Saúde do adulto hipertensão 2012 cópia
 

Mais de resenfe2013

Crises Hipertensivas
Crises HipertensivasCrises Hipertensivas
Crises Hipertensivas
resenfe2013
 
Novas diretrizes de Reanimação Cardiopulmonar em Adultos
Novas diretrizes de Reanimação Cardiopulmonar em AdultosNovas diretrizes de Reanimação Cardiopulmonar em Adultos
Novas diretrizes de Reanimação Cardiopulmonar em Adultos
resenfe2013
 
Edema Agudo de Pulmão
Edema Agudo de PulmãoEdema Agudo de Pulmão
Edema Agudo de Pulmão
resenfe2013
 
Novas diretrizes de Reanimação Cardiopulmonar Neopediátrica
Novas diretrizes de Reanimação Cardiopulmonar NeopediátricaNovas diretrizes de Reanimação Cardiopulmonar Neopediátrica
Novas diretrizes de Reanimação Cardiopulmonar Neopediátrica
resenfe2013
 
Técnicas de conservação de energia
Técnicas de conservação de energiaTécnicas de conservação de energia
Técnicas de conservação de energia
resenfe2013
 
Ventilação Não-invasiva
Ventilação Não-invasivaVentilação Não-invasiva
Ventilação Não-invasiva
resenfe2013
 
Exame Físico Multidisciplinar
Exame Físico MultidisciplinarExame Físico Multidisciplinar
Exame Físico Multidisciplinar
resenfe2013
 
Raio x de tórax
Raio x de tóraxRaio x de tórax
Raio x de tórax
resenfe2013
 
Instrumentos de avaliação da terapia ocupacional na cardiologia
Instrumentos de avaliação da terapia ocupacional na cardiologiaInstrumentos de avaliação da terapia ocupacional na cardiologia
Instrumentos de avaliação da terapia ocupacional na cardiologia
resenfe2013
 
Diagnósticos de enfermagem
Diagnósticos de enfermagemDiagnósticos de enfermagem
Diagnósticos de enfermagem
resenfe2013
 
Exames Diagnósticos em Cardiologia
Exames Diagnósticos em CardiologiaExames Diagnósticos em Cardiologia
Exames Diagnósticos em Cardiologia
resenfe2013
 
Distúrbios hidroeletrolíticos
Distúrbios hidroeletrolíticosDistúrbios hidroeletrolíticos
Distúrbios hidroeletrolíticos
resenfe2013
 
Exame físico do sist. respiratório
Exame físico do sist. respiratórioExame físico do sist. respiratório
Exame físico do sist. respiratório
resenfe2013
 

Mais de resenfe2013 (13)

Crises Hipertensivas
Crises HipertensivasCrises Hipertensivas
Crises Hipertensivas
 
Novas diretrizes de Reanimação Cardiopulmonar em Adultos
Novas diretrizes de Reanimação Cardiopulmonar em AdultosNovas diretrizes de Reanimação Cardiopulmonar em Adultos
Novas diretrizes de Reanimação Cardiopulmonar em Adultos
 
Edema Agudo de Pulmão
Edema Agudo de PulmãoEdema Agudo de Pulmão
Edema Agudo de Pulmão
 
Novas diretrizes de Reanimação Cardiopulmonar Neopediátrica
Novas diretrizes de Reanimação Cardiopulmonar NeopediátricaNovas diretrizes de Reanimação Cardiopulmonar Neopediátrica
Novas diretrizes de Reanimação Cardiopulmonar Neopediátrica
 
Técnicas de conservação de energia
Técnicas de conservação de energiaTécnicas de conservação de energia
Técnicas de conservação de energia
 
Ventilação Não-invasiva
Ventilação Não-invasivaVentilação Não-invasiva
Ventilação Não-invasiva
 
Exame Físico Multidisciplinar
Exame Físico MultidisciplinarExame Físico Multidisciplinar
Exame Físico Multidisciplinar
 
Raio x de tórax
Raio x de tóraxRaio x de tórax
Raio x de tórax
 
Instrumentos de avaliação da terapia ocupacional na cardiologia
Instrumentos de avaliação da terapia ocupacional na cardiologiaInstrumentos de avaliação da terapia ocupacional na cardiologia
Instrumentos de avaliação da terapia ocupacional na cardiologia
 
Diagnósticos de enfermagem
Diagnósticos de enfermagemDiagnósticos de enfermagem
Diagnósticos de enfermagem
 
Exames Diagnósticos em Cardiologia
Exames Diagnósticos em CardiologiaExames Diagnósticos em Cardiologia
Exames Diagnósticos em Cardiologia
 
Distúrbios hidroeletrolíticos
Distúrbios hidroeletrolíticosDistúrbios hidroeletrolíticos
Distúrbios hidroeletrolíticos
 
Exame físico do sist. respiratório
Exame físico do sist. respiratórioExame físico do sist. respiratório
Exame físico do sist. respiratório
 

Coagulação Sanguínea

  • 1. Coagulação Sanguínea Enfª: R1 Ana Karla Tertuliano Pronto Socorro Cardiológico de Pernambuco Profº Luiz Tavares Programa de Especialização Multiprofissional em Cardiologia Modalidade Residência Recife, 2016
  • 2. Coagulação Sanguínea Objetivos: • Abordar os conceitos fisiológicos da coagulação sanguínea; • Descrever a importância da coagulação na manutenção da homeostasia; • Caracterizar os exames que fazem parte da coagulação sanguínea; • Identificar aspectos clínicos relacionadas com o tema em estudo; • Evidenciar os principais diagnósticos de enfermagem e seus respectivos planos de cuidados;
  • 3. Coagulação Sanguínea • São processos sequenciais e inter-relacionados envolvendo vasos sanguíneos, plaquetas e proteínas. • Regulado pelo mecanismo complexo de “fibrinólise”. Fonte:www.medicinageriatrica.com.br (WOODS, S.L.et al., 2015)
  • 4. Coagulação Sanguínea HEMOSTASIAHEMOSTASIAHEMOSTASIAHEMOSTASIA Fase VascularFase Vascular Fase PlaquetáriaFase Plaquetária Fase de CoagulaçãoFase de CoagulaçãoFase de CoagulaçãoFase de Coagulação (WOODS, S.L.et al., 2015)
  • 7. Protrombina Trombina Fibrinogênio Tromboplastina tecidual Fibrina Via Comum Fator da coagulação VII Ca²+ Fatores Teciduais Via Extrínseca Tromboplastina plaquetária Fatores da coagulação VIII,IX,X,XI,XII. Ca²+ Fatores plaquetários Via Intrínseca (BRUNNER & SUDDARTH.,2014)
  • 9. Coagulograma Testes para avaliar a coagulação: • Contagem de Plaquetas; • Tempo de Sangramento • Teste da função plaquetária (TFP); • Tempo de Protrombina(TP), Tempo de Tromboplastina Parcial ativada(TTPA) (MINISTÉRIO DA SAÚDE.,2014)
  • 10. Tempo de Protrombina(TP) • TP: tempo de formação de um coágulo de fibrina após adição de um reagente de tromboplastina. • Valor de referência: 10 a 12s. • INR: Relação internacional de normatização INR: (1,0 a 1,3); - Deficiência dos fatores VII,X,V,II,I. - Anticoncepcionais orais; - Hepatopatias, deficit vitamina K; Coagulação Intra- vascular. (MINISTÉRIO DA SAÚDE.,2014)
  • 11. Tempo de Tromboplastina Parcial ativada(TTPA) • Teste relacionado a via intrínseca; Relação: TTPA amostra < 1,2. TTPA controle • Valor de Referência : 25 a 35 segundos - Uso de Heparina. • Recomendações para a coleta: Fonte:www.biomedicinabrasil.com (MINISTÉRIO DA SAÚDE.,2014)
  • 12. Fatores que interferem no valor do INR: (WOODS, S.L.et al., 2015) Programa de anticoagulação do PROCAPE/PE: INR: 2,0 e 3,0 normal para pacientes com: Portadores de válvulas biológicas, Arritmias, TVP( trombose venosa profunda), Marcapasso. INR: 2,5 a 3,5 normal para portadores de válvulas mecânicas.
  • 13. Distúrbios da Coagulação: Risco HemorrágicoRisco HemorrágicoRisco HemorrágicoRisco Hemorrágico Distúrbios Congênitos Distúrbios Congênitos Distúrbios Adquiridos Distúrbios Adquiridos Plaquetopatias Doença hepática Deficiência vitamina K Anticoagulação / Agentes anti-trombóticos Plaquetopatias (aspirina) Coagulação Intravascular disseminada (CIVD). (WOODS, S.L.et al., 2015)
  • 14. Distúrbios da Coagulação: RiscosRiscos TromboembólicosTromboembólicos RiscosRiscos TromboembólicosTromboembólicos Distúrbios Venosos Distúrbios Venosos Distúrbios Arteriais Distúrbios Arteriais Trombose venosa profunda Tromboembolismo pulmonar Obstrução aguda Aterosclerose Trombose arterial Doença arterial crônica (WOODS, S.L.et al., 2015)
  • 16. Diagnósticos de Enfermagem Prescrição de Enfermagem Resultados Esperados 1. Déficit de volume intravascular relacionado ao aumento da utilização de plaquetas e fatores de coagulação e manifestado pelo sangramento. • Detectar sinais e sintomas precoces de sangramento ou déficit de volume intravascular •Qualquer sangramento anormal ou excessivo; •Déficit de volume intravascular (entre 4horas) •Testes laboratoriais anormais. 2. Potencial de perfusão tecidual sistêmica alterado: órgão isquêmico, relacionado a deposição de fibrina ou coágulo dentro da microcirculação; • Detectar perfusão tecidual diminuída ou formação de trombo. • Detectados e relatados dentro de 2 horas da ocorrência. (NANDA, 2010)
  • 17. Diagnósticos de Enfermagem Prescrição de Enfermagem Resultados Esperados 3. Medo e ansiedade relacionados a hemorragia e a possibilidade de morte manifestada pela capacidade de adaptação ineficaz • Diminuir o medo e ansiedade do paciente e da família. • O paciente e sua família demonstram menor ansiedade e maior facilidade de se adaptar à situação. (NANDA, 2010)
  • 18. Referências • BERGER, Markus et al. HEMOSTASIA: UMA BREVE REVISÃO. Caderno Pedagógico, v. 11, n. 1, 2014. ,Disponível em :https://www.google.com.br/#q=hemostasia+uma+breve+revis %C3%A3o >. Acesso em: 20 Mar 2016. • Diagnósticos de enfermagem da NANDA: definições e classificação 2009-2011/ NANDA International; tradução Regina Machado Garcez. - Porto Alegre: Artmed, 2010. • MINISTÉRIO DA SAÚDE,M.S. Manual de diagnóstico laboratorial das Coagulopatias Hereditárias e Plaquetopatias. Brasília, 2012. Disponível em:<http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/diagnostico_laboratorial_coagulopatias_hered itarias_plaquetopatias.pdf>. Acesso em: 20 Mar 2016. • SMELTZER; S.C; BARE, B.G. Brunner & Suddarth: Tratado de Enfermagem Médico- Cirúrgica. 12ª Ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014