SlideShare uma empresa Scribd logo
 
Índice
[object Object],Introdução
Óxido é todo  composto binário oxigenado , no qual o oxigênio é o elemento mais eletronegativo. F  ;  O  ; N ; Cl ; Br ; I ; S ; C ; .............  eletronegatividade decrescente Apesar de existir,  composto binário com  flúor  e  oxigênio  NÃO É considerado óxido!  Exemplos: OF 2  - Difluoreto de oxigênio. O 2 F 2  - Difluoreto de dioxigênio. Óxidos Definição e nomenclatura
É bastante parecida com a nomenclatura das bases: ÓXIDO de nome do elemento nox do elemento Na 2 O : Óxido de sódio. CaO : Óxido de cálcio. SO 3  : Óxido de enxofre (VI). FeO : Óxido de ferro (II). Fe 2 O 3  : Óxido de ferro (III). CO 2  : Óxido de carbono (IV). Observações: (2) A maioria dos elementos formam mais de um óxido. (1) Podem ser usados os sufixos:  OSO  (menor Nox) e  ICO  (maior). Óxidos Definição e nomenclatura
A I.U.P.A.C. ( International Union of Pure and Applied Chemistry ) recomenda a nomenclatura de prefixos: Fe  2  O  3  : Óxido de ferro (III). Óxido férr ico . Tri óxido de di ferro. (recomendada) CO 2  : Dióxido de (mono)carbono. CO : Monóxido de (mono)carbono. P 2 O 5  : Pentóxido de difósforo. Cl  2 O 7  : Heptóxido de dicloro. Óxidos Definição e nomenclatura Concorda que a de prefixos é a mais fácil?
Como existe um número muito grande de compostos nessa função, é feita a seguinte classificação: Óxidos  Básicos  : Formados por elementos dos grupos 1 A e 2 A, além de outros metais com Nox baixo, têm comportamento químico semelhante ao das bases. Exemplos: Na 2 O ; K 2 O ; CaO ; MgO ; FeO ÓX.  BÁSICO   +  ÁGUA  =  BASE CaO + H 2 O = Ca(OH) 2 cal viva (virgem) cal extinta (apagada) Na 2 O + H 2 O = 2 NaOH Óxidos Óxidos Básicos
ÓX.  BÁSICO  +  ÁCIDO  =  SAL  +  ÁGUA Na 2 O + 2 HCl = 2 NaCl + H 2 O CaO + H 2 SO 4 = CaSO 4 + H 2 O IMPORTANTE ! Note que se forma uma molécula de água a menos do que na neutralização pela base. Ca(OH) 2   +  H 2 SO 4   =  CaSO 4   +  2  H 2 O Ca O H OH Óxidos Óxidos Básicos
Óxidos  Ácidos  : Formados por ametais e por alguns metais com Nox alto (+4 ou maior), têm caráter semelhante ao dos ácidos. Exemplos : SO 3  ; CO 2  ; N 2 O 5  ; Mn 2 O 7  ; Cl  2 O 6 ÓX.  ÁCIDO   +  ÁGUA  =  ÁCIDO SO 3 + H 2 O = H 2 SO 4 anidrido  sulfúrico CO 2 + H 2 O = H 2 CO 3 anidrido  carbônico N 2 O 5 + H 2 O = H 2 N 2 O 6 = 2 HNO 3 anidrido  nítrico Graças à essa reação, os óxidos ácidos podem ser chamados de  anidridos  ( sem água ) dos ácidos correspondentes. Óxidos Óxidos Ácidos
BASE  +  ÓX.  ÁCIDO   =  SAL  +  ÁGUA 2 NaOH + CO 2 = Na 2 CO 3 + H 2 O Ca(OH) 2 + SO 3 = CaSO 4 + H 2 O Nesse caso também se forma uma molécula de água a menos do que na neutralização pelo ácido. Ca(OH) 2   +  H 2 SO 4   =  CaSO 4   +  2  H 2 O - H 2   O SO 3 Óxidos Óxidos Ácidos
ÓX.  BÁSICO   +  ÓX.  ÁCIDO   =  SAL Na 2 O + CO 2 = Na 2 CO 3 CaO + SO 3 = CaSO 4 Óxidos  Anfóteros  : Possuem duplo caráter, ou seja, reagem com ácidos e com bases. Para elementos com ampla gama de Nox, os mais baixos são básicos, os mais altos são ácidos, e os intermediários, anfóteros. Exemplos : ZnO ; Al  2 O 3  ; PbO ; SnO  ÓX.  ANFÓTERO   +  ÁCIDO  =  SAL  +  ÁGUA ZnO 2 HCl = ZnCl  2 + H 2 O + Óxidos Óxidos Anfóteros
BASE  +  ÓX.  ANFÓTERO   =  SAL  +  ÁGUA 2 NaOH + ZnO = Na 2 ZnO 2 + H 2 O Óxidos  Neutros  : Também chamados indiferentes, não reagem com ácidos, nem com bases nem com água. Exemplos : CO ; NO ; N 2 O Óxidos  Duplos  : São considerados como resultantes da união de dois outros óxidos. Também chamados de  salinos  ou  mistos , tem o elemento ligado ao oxigênio com um “Nox não-inteiro”.  Exemplos : Fe 3 O 4  ; Mn 3 O 4  ; Pb 2 O 3 FeO  +  Fe 2 O 3  =  Fe 3 O 4 Óxidos Classificação
Peróxidos  : Formados principalmente por elementos dos grupos 1 A e 2 A, têm caráter básico. Devido a uma ligação especial [ - O - O - ], o oxigênio tem Nox = - 1. Exemplos : H 2 O 2  ; Na 2 O 2  ; K 2 O 2  ; CaO 2 PERÓXIDO   +  ÁCIDO  =  SAL  +  H 2 O 2 CaO 2 + H 2 SO 4 = CaSO 4 + H 2 O 2 Superóxidos  : Possuem o grupo (O 4 ) -2 Exemplos : Na 2 O 4  ; K 2 O 4  ; CaO 4 SUPERÓXIDO   +  ÁCIDO  =  SAL  +  H 2 O 2   +  O 2 CaO 4 + H 2 SO 4 = CaSO 4 + H 2 O 2 + O 2 Óxidos Classificação
CO : Resultante da combustão incompleta de combustíveis fósseis... ... o monóxido de carbono é um perigoso poluente... ... causando a morte por asfixia, se inalado em quantidade! CO 2  : Necessário em pequenas concentrações, o gás carbônico é o principal responsável pelo “efeito estufa”... ... pela acidez natural da água da chuva... pH < 7 ...e é chamado de “gelo seco”, quando sólido. Principais óxidos e suas aplicações
A água mineral e os refrigerantes gaseificados contêm gás carbônico, que reage com a água, produzindo um meio ácido. Observe a equação desta reação: Como o CO 2  é um óxido ácido e reage com bases, produzindo sal e água, podemos identificar sua presença no ar expirado, borbulhando-o numa solução aquosa de Ca(OH) 2  (água de cal): Principais óxidos e suas aplicações
Na preparação da argamassa, a cal viva ou virgem (CaO) é misturada à água, ocorrendo uma reação que libera grande quantidade de calor: A cal virgem é obtida pelo aquecimento do CaCO 3 , que é encontrado na natureza como constituinte do mármore, do calcário e da calcita: Principais óxidos e suas aplicações
O peróxido de hidrogênio, ou água oxigenada, é um líquido incolor, com viscosidade semelhante à de um xarope, que explode violentamente quando aquecido. As soluções aquosas diluídas de peróxido de hidrogênio são de uso comum. A solução aquosa a 3% de peróxido de hidrogênio é vendida em drogarias e utilizada como anti-séptico e alvejante. Os frascos de água oxigenada normalmente são escuros ou opacos, pois a luz provoca  sua decomposição: Principais óxidos e suas aplicações
SO 2   e SO 3  : Na gasolina e, principalmente, no óleo Diesel existem compostos de enxofre... ... que produzem dióxido e trióxido de enxofre ao serem queimados! A alta concentração desses poluentes no ar... ... é a grande responsável pelas “chuvas ácidas”. SO 3  + H 2 O = H 2 SO 4 SO 2  + H 2 O = H 2 SO 3 Principais óxidos e suas aplicações
N 2 O   : Conhecido como gás hilariante... ... o  monóxido de dinitrogênio  foi uma das primeiras substâncias anestésicas descobertas. N 2 O 4  : Juntamente com outros óxidos de nitrogênio, também é responsável por chuvas ácidas. N 2 O 2 no ar atmosférico N 2 O 4 N 2 O 3 N 2 O 5 HNO 3 HNO 2 descarga elétrica Principais óxidos e suas aplicações
Os óxidos e os fenômenos naturais
Vídeo : “chuva ácida”
Atividade: Chuva Ácida
Prof. Nelson Virgilio Engenheiro Químico – UFBA [email_address] Prof. Augusto Sérgio Químico – UFBA [email_address] Créditos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Reações químicas e classificações
Reações químicas e classificaçõesReações químicas e classificações
Reações químicas e classificações
Joanna de Paoli
 
Aula 7 acidos e bases
Aula 7   acidos e basesAula 7   acidos e bases
Aula 7 acidos e bases
José Vitor Alves
 
Óxidos
ÓxidosÓxidos
Teoria Acido-base inorganica
Teoria Acido-base inorganicaTeoria Acido-base inorganica
Teoria Acido-base inorganica
Ana Dias
 
Solubilidade
SolubilidadeSolubilidade
Solubilidade
Ajudar Pessoas
 
Aula termoquímica
Aula termoquímicaAula termoquímica
Aula termoquímica
Marilena Meira
 
Funções inorgânicas (sais e óxidos)
Funções inorgânicas (sais e óxidos)Funções inorgânicas (sais e óxidos)
Funções inorgânicas (sais e óxidos)
Karol Maia
 
Ácidos e bases
Ácidos e basesÁcidos e bases
Ácidos e bases
Atami Santos
 
Número de oxidação (Nox)
Número de oxidação (Nox)Número de oxidação (Nox)
Número de oxidação (Nox)
Fábio Garcia Ferreira
 
Aula Funções Inorgânicas
Aula Funções InorgânicasAula Funções Inorgânicas
Aula Funções Inorgânicas
Nai Mariano
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
ISJ
 
Sais e óxidos
Sais e óxidosSais e óxidos
Sais e óxidos
paolazeroum
 
Reações Químicas
Reações QuímicasReações Químicas
Reações Químicas
Polo UAB de Alagoinhas
 
Funções orgânicas slide
Funções orgânicas slideFunções orgânicas slide
Funções orgânicas slide
Joelson Barral
 
Eletroquimica
EletroquimicaEletroquimica
Eletroquimica
Adrianne Mendonça
 
Ligações Químicas
Ligações QuímicasLigações Químicas
Ligações Químicas
Kátia Elias
 
Funções inorgânicas ácidos
Funções inorgânicas   ácidosFunções inorgânicas   ácidos
Funções inorgânicas ácidos
Rafael Nishikawa
 
Aula 1 introdução à química orgânica.
Aula 1    introdução à química orgânica.Aula 1    introdução à química orgânica.
Aula 1 introdução à química orgânica.
Ajudar Pessoas
 
Reações orgânicas
Reações orgânicasReações orgânicas
Reações orgânicas
paramore146
 
Capítulo 19 e 20 funções químicas ácidos, bases, sais e óxidos
Capítulo 19 e 20   funções químicas ácidos, bases, sais e óxidosCapítulo 19 e 20   funções químicas ácidos, bases, sais e óxidos
Capítulo 19 e 20 funções químicas ácidos, bases, sais e óxidos
Igor Brant
 

Mais procurados (20)

Reações químicas e classificações
Reações químicas e classificaçõesReações químicas e classificações
Reações químicas e classificações
 
Aula 7 acidos e bases
Aula 7   acidos e basesAula 7   acidos e bases
Aula 7 acidos e bases
 
Óxidos
ÓxidosÓxidos
Óxidos
 
Teoria Acido-base inorganica
Teoria Acido-base inorganicaTeoria Acido-base inorganica
Teoria Acido-base inorganica
 
Solubilidade
SolubilidadeSolubilidade
Solubilidade
 
Aula termoquímica
Aula termoquímicaAula termoquímica
Aula termoquímica
 
Funções inorgânicas (sais e óxidos)
Funções inorgânicas (sais e óxidos)Funções inorgânicas (sais e óxidos)
Funções inorgânicas (sais e óxidos)
 
Ácidos e bases
Ácidos e basesÁcidos e bases
Ácidos e bases
 
Número de oxidação (Nox)
Número de oxidação (Nox)Número de oxidação (Nox)
Número de oxidação (Nox)
 
Aula Funções Inorgânicas
Aula Funções InorgânicasAula Funções Inorgânicas
Aula Funções Inorgânicas
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
 
Sais e óxidos
Sais e óxidosSais e óxidos
Sais e óxidos
 
Reações Químicas
Reações QuímicasReações Químicas
Reações Químicas
 
Funções orgânicas slide
Funções orgânicas slideFunções orgânicas slide
Funções orgânicas slide
 
Eletroquimica
EletroquimicaEletroquimica
Eletroquimica
 
Ligações Químicas
Ligações QuímicasLigações Químicas
Ligações Químicas
 
Funções inorgânicas ácidos
Funções inorgânicas   ácidosFunções inorgânicas   ácidos
Funções inorgânicas ácidos
 
Aula 1 introdução à química orgânica.
Aula 1    introdução à química orgânica.Aula 1    introdução à química orgânica.
Aula 1 introdução à química orgânica.
 
Reações orgânicas
Reações orgânicasReações orgânicas
Reações orgânicas
 
Capítulo 19 e 20 funções químicas ácidos, bases, sais e óxidos
Capítulo 19 e 20   funções químicas ácidos, bases, sais e óxidosCapítulo 19 e 20   funções químicas ácidos, bases, sais e óxidos
Capítulo 19 e 20 funções químicas ácidos, bases, sais e óxidos
 

Destaque

Aula 14 - Controle das reações químicas - parte I (equilíbrio químico)
Aula 14 - Controle das reações químicas - parte I (equilíbrio químico)Aula 14 - Controle das reações químicas - parte I (equilíbrio químico)
Aula 14 - Controle das reações químicas - parte I (equilíbrio químico)
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Oxidos (3)
Oxidos (3)Oxidos (3)
Sandrogreco EquilíBrio QuíMico
Sandrogreco EquilíBrio QuíMicoSandrogreco EquilíBrio QuíMico
Sandrogreco EquilíBrio QuíMico
Profª Cristiana Passinato
 
Prof Márcio Bandeira interações intermoleculares e funções inorgânicas
Prof Márcio Bandeira   interações intermoleculares e funções inorgânicasProf Márcio Bandeira   interações intermoleculares e funções inorgânicas
Prof Márcio Bandeira interações intermoleculares e funções inorgânicas
Colégio Municipal Paulo Freire
 
Aula de química para o Enem - Reação de Neutralização e Óxidos - Módulo 3
Aula de química para o Enem - Reação de Neutralização e Óxidos - Módulo 3Aula de química para o Enem - Reação de Neutralização e Óxidos - Módulo 3
Aula de química para o Enem - Reação de Neutralização e Óxidos - Módulo 3
Maiquel Vieira
 
Oxidos
OxidosOxidos
Oxidos
betty0789
 
OXIDOS
OXIDOSOXIDOS
Ácidos, Bases, Sais e Óxidos
Ácidos, Bases, Sais e ÓxidosÁcidos, Bases, Sais e Óxidos
Ácidos, Bases, Sais e Óxidos
xanxe
 
Sais
SaisSais
óXidos
óXidosóXidos
óXidos
Aninha Alves
 
ÓXIDOS
ÓXIDOSÓXIDOS
11ºano - Quimica Exercícios
11ºano - Quimica Exercícios11ºano - Quimica Exercícios
11ºano - Quimica Exercícios
adelinoqueiroz
 
Aula 06 Estados da materia - sólidos, líquidos e gases - Prof. Nelson Virgilio
Aula 06   Estados da materia - sólidos, líquidos e gases - Prof. Nelson VirgilioAula 06   Estados da materia - sólidos, líquidos e gases - Prof. Nelson Virgilio
Aula 06 Estados da materia - sólidos, líquidos e gases - Prof. Nelson Virgilio
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula 07 estados da materia - sólidos, líquidos e gases - 16.03
Aula 07   estados da materia - sólidos, líquidos e gases - 16.03Aula 07   estados da materia - sólidos, líquidos e gases - 16.03
Aula 07 estados da materia - sólidos, líquidos e gases - 16.03
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula 1 Elementos SubstâNcias E Misturas2
Aula 1   Elementos SubstâNcias E Misturas2Aula 1   Elementos SubstâNcias E Misturas2
Aula 1 Elementos SubstâNcias E Misturas2
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula 15 - Tratamento do lodo e reuso - 03.11
Aula 15 - Tratamento do lodo e reuso - 03.11Aula 15 - Tratamento do lodo e reuso - 03.11
Aula 15 - Tratamento do lodo e reuso - 03.11
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula 24 óxidos ácidos ou anidridos - 1º ano
Aula 24   óxidos ácidos ou anidridos - 1º anoAula 24   óxidos ácidos ou anidridos - 1º ano
Aula 24 óxidos ácidos ou anidridos - 1º ano
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Aulas 25 a 28 propriedades e aplicações de alguns óxidos - 1º ano
Aulas 25 a 28   propriedades e aplicações de alguns óxidos - 1º anoAulas 25 a 28   propriedades e aplicações de alguns óxidos - 1º ano
Aulas 25 a 28 propriedades e aplicações de alguns óxidos - 1º ano
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Aula 22 funções inorgânicas - óxidos - 1º ano
Aula 22   funções inorgânicas - óxidos - 1º anoAula 22   funções inorgânicas - óxidos - 1º ano
Aula 22 funções inorgânicas - óxidos - 1º ano
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Aula Óxidos..EXCELENTE - Professor Rikardo Coimbra
Aula Óxidos..EXCELENTE - Professor Rikardo CoimbraAula Óxidos..EXCELENTE - Professor Rikardo Coimbra
Aula Óxidos..EXCELENTE - Professor Rikardo Coimbra
Rikardo Coimbra
 

Destaque (20)

Aula 14 - Controle das reações químicas - parte I (equilíbrio químico)
Aula 14 - Controle das reações químicas - parte I (equilíbrio químico)Aula 14 - Controle das reações químicas - parte I (equilíbrio químico)
Aula 14 - Controle das reações químicas - parte I (equilíbrio químico)
 
Oxidos (3)
Oxidos (3)Oxidos (3)
Oxidos (3)
 
Sandrogreco EquilíBrio QuíMico
Sandrogreco EquilíBrio QuíMicoSandrogreco EquilíBrio QuíMico
Sandrogreco EquilíBrio QuíMico
 
Prof Márcio Bandeira interações intermoleculares e funções inorgânicas
Prof Márcio Bandeira   interações intermoleculares e funções inorgânicasProf Márcio Bandeira   interações intermoleculares e funções inorgânicas
Prof Márcio Bandeira interações intermoleculares e funções inorgânicas
 
Aula de química para o Enem - Reação de Neutralização e Óxidos - Módulo 3
Aula de química para o Enem - Reação de Neutralização e Óxidos - Módulo 3Aula de química para o Enem - Reação de Neutralização e Óxidos - Módulo 3
Aula de química para o Enem - Reação de Neutralização e Óxidos - Módulo 3
 
Oxidos
OxidosOxidos
Oxidos
 
OXIDOS
OXIDOSOXIDOS
OXIDOS
 
Ácidos, Bases, Sais e Óxidos
Ácidos, Bases, Sais e ÓxidosÁcidos, Bases, Sais e Óxidos
Ácidos, Bases, Sais e Óxidos
 
Sais
SaisSais
Sais
 
óXidos
óXidosóXidos
óXidos
 
ÓXIDOS
ÓXIDOSÓXIDOS
ÓXIDOS
 
11ºano - Quimica Exercícios
11ºano - Quimica Exercícios11ºano - Quimica Exercícios
11ºano - Quimica Exercícios
 
Aula 06 Estados da materia - sólidos, líquidos e gases - Prof. Nelson Virgilio
Aula 06   Estados da materia - sólidos, líquidos e gases - Prof. Nelson VirgilioAula 06   Estados da materia - sólidos, líquidos e gases - Prof. Nelson Virgilio
Aula 06 Estados da materia - sólidos, líquidos e gases - Prof. Nelson Virgilio
 
Aula 07 estados da materia - sólidos, líquidos e gases - 16.03
Aula 07   estados da materia - sólidos, líquidos e gases - 16.03Aula 07   estados da materia - sólidos, líquidos e gases - 16.03
Aula 07 estados da materia - sólidos, líquidos e gases - 16.03
 
Aula 1 Elementos SubstâNcias E Misturas2
Aula 1   Elementos SubstâNcias E Misturas2Aula 1   Elementos SubstâNcias E Misturas2
Aula 1 Elementos SubstâNcias E Misturas2
 
Aula 15 - Tratamento do lodo e reuso - 03.11
Aula 15 - Tratamento do lodo e reuso - 03.11Aula 15 - Tratamento do lodo e reuso - 03.11
Aula 15 - Tratamento do lodo e reuso - 03.11
 
Aula 24 óxidos ácidos ou anidridos - 1º ano
Aula 24   óxidos ácidos ou anidridos - 1º anoAula 24   óxidos ácidos ou anidridos - 1º ano
Aula 24 óxidos ácidos ou anidridos - 1º ano
 
Aulas 25 a 28 propriedades e aplicações de alguns óxidos - 1º ano
Aulas 25 a 28   propriedades e aplicações de alguns óxidos - 1º anoAulas 25 a 28   propriedades e aplicações de alguns óxidos - 1º ano
Aulas 25 a 28 propriedades e aplicações de alguns óxidos - 1º ano
 
Aula 22 funções inorgânicas - óxidos - 1º ano
Aula 22   funções inorgânicas - óxidos - 1º anoAula 22   funções inorgânicas - óxidos - 1º ano
Aula 22 funções inorgânicas - óxidos - 1º ano
 
Aula Óxidos..EXCELENTE - Professor Rikardo Coimbra
Aula Óxidos..EXCELENTE - Professor Rikardo CoimbraAula Óxidos..EXCELENTE - Professor Rikardo Coimbra
Aula Óxidos..EXCELENTE - Professor Rikardo Coimbra
 

Semelhante a Aula Digital de Química - Óxidos

24 xidos-2-1216605956716891-8
24 xidos-2-1216605956716891-824 xidos-2-1216605956716891-8
24 xidos-2-1216605956716891-8
Edlas Junior
 
Aulainterativarevisaoquimica
AulainterativarevisaoquimicaAulainterativarevisaoquimica
Aulainterativarevisaoquimica
Leticia Ferraz
 
Funcoes inorganicas completo
Funcoes inorganicas completoFuncoes inorganicas completo
Funcoes inorganicas completo
Everson Carabolante
 
Aula sobre Funções Inorgânicas - química .ppt
Aula sobre Funções Inorgânicas - química .pptAula sobre Funções Inorgânicas - química .ppt
Aula sobre Funções Inorgânicas - química .ppt
ssuser46216d
 
Resumo sal oxidos
Resumo sal oxidosResumo sal oxidos
Resumo sal oxidos
Marcos Júnior
 
Lista de exercicios óxidos
Lista de exercicios    óxidosLista de exercicios    óxidos
Lista de exercicios óxidos
Profª Alda Ernestina
 
Aula sobre óxidos
Aula sobre óxidosAula sobre óxidos
Aula sobre óxidos
profaugustosergio
 
A5 i funcoes_inorganicas
A5 i funcoes_inorganicasA5 i funcoes_inorganicas
A5 i funcoes_inorganicas
ProCLAUDIA/LUCIANE MEIJON/SOARES
 
Inorganica reacoes-e-funcoes
Inorganica reacoes-e-funcoesInorganica reacoes-e-funcoes
Inorganica reacoes-e-funcoes
Maria Amélia Lattaro
 
óXidos
óXidosóXidos
Aula sobre óxidos
Aula sobre óxidosAula sobre óxidos
Aula sobre óxidos
profaugustosergio
 
Aula sobre óxidos
Aula sobre óxidosAula sobre óxidos
Aula sobre óxidos
profaugustosergio
 
A5 i funcoes_inorganicas
A5 i funcoes_inorganicasA5 i funcoes_inorganicas
A5 i funcoes_inorganicas
Marcos Júnior
 
Oxidos
OxidosOxidos
3 FunçòEs Inorganicas
3 FunçòEs Inorganicas3 FunçòEs Inorganicas
3 FunçòEs Inorganicas
Raquel Gastao Daniel
 
1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx
1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx
1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx
edneigoncalves74
 
FUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETO
FUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETOFUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETO
FUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETO
Silvio Gentil
 
áCidos, bases, sais e óxidos aula 06
áCidos, bases, sais e  óxidos aula 06áCidos, bases, sais e  óxidos aula 06
áCidos, bases, sais e óxidos aula 06
Cleiton Visoli
 
FunçãO InorgâNica
FunçãO InorgâNicaFunçãO InorgâNica
FunçãO InorgâNica
Cássia Muniz
 
Funcoes quimicas-inorganicas
Funcoes quimicas-inorganicasFuncoes quimicas-inorganicas
Funcoes quimicas-inorganicas
Claudia Cinara Braga
 

Semelhante a Aula Digital de Química - Óxidos (20)

24 xidos-2-1216605956716891-8
24 xidos-2-1216605956716891-824 xidos-2-1216605956716891-8
24 xidos-2-1216605956716891-8
 
Aulainterativarevisaoquimica
AulainterativarevisaoquimicaAulainterativarevisaoquimica
Aulainterativarevisaoquimica
 
Funcoes inorganicas completo
Funcoes inorganicas completoFuncoes inorganicas completo
Funcoes inorganicas completo
 
Aula sobre Funções Inorgânicas - química .ppt
Aula sobre Funções Inorgânicas - química .pptAula sobre Funções Inorgânicas - química .ppt
Aula sobre Funções Inorgânicas - química .ppt
 
Resumo sal oxidos
Resumo sal oxidosResumo sal oxidos
Resumo sal oxidos
 
Lista de exercicios óxidos
Lista de exercicios    óxidosLista de exercicios    óxidos
Lista de exercicios óxidos
 
Aula sobre óxidos
Aula sobre óxidosAula sobre óxidos
Aula sobre óxidos
 
A5 i funcoes_inorganicas
A5 i funcoes_inorganicasA5 i funcoes_inorganicas
A5 i funcoes_inorganicas
 
Inorganica reacoes-e-funcoes
Inorganica reacoes-e-funcoesInorganica reacoes-e-funcoes
Inorganica reacoes-e-funcoes
 
óXidos
óXidosóXidos
óXidos
 
Aula sobre óxidos
Aula sobre óxidosAula sobre óxidos
Aula sobre óxidos
 
Aula sobre óxidos
Aula sobre óxidosAula sobre óxidos
Aula sobre óxidos
 
A5 i funcoes_inorganicas
A5 i funcoes_inorganicasA5 i funcoes_inorganicas
A5 i funcoes_inorganicas
 
Oxidos
OxidosOxidos
Oxidos
 
3 FunçòEs Inorganicas
3 FunçòEs Inorganicas3 FunçòEs Inorganicas
3 FunçòEs Inorganicas
 
1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx
1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx
1- aula 1 - funções inorgânicas compl.pptx
 
FUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETO
FUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETOFUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETO
FUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETO
 
áCidos, bases, sais e óxidos aula 06
áCidos, bases, sais e  óxidos aula 06áCidos, bases, sais e  óxidos aula 06
áCidos, bases, sais e óxidos aula 06
 
FunçãO InorgâNica
FunçãO InorgâNicaFunçãO InorgâNica
FunçãO InorgâNica
 
Funcoes quimicas-inorganicas
Funcoes quimicas-inorganicasFuncoes quimicas-inorganicas
Funcoes quimicas-inorganicas
 

Mais de Nelson Virgilio Carvalho Filho

Aula 14 tratamentos biológicos - 27.10
Aula 14   tratamentos biológicos - 27.10Aula 14   tratamentos biológicos - 27.10
Aula 14 tratamentos biológicos - 27.10
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula 13 - Tratamentos fisicos-quimico - 20.10
Aula 13 - Tratamentos fisicos-quimico - 20.10Aula 13 - Tratamentos fisicos-quimico - 20.10
Aula 13 - Tratamentos fisicos-quimico - 20.10
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula 12 introdução aos metodos tratamento - prof. nelson (area 1) - 13.10
Aula 12   introdução aos metodos tratamento - prof. nelson (area 1) - 13.10Aula 12   introdução aos metodos tratamento - prof. nelson (area 1) - 13.10
Aula 12 introdução aos metodos tratamento - prof. nelson (area 1) - 13.10
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula 11 introdução tratamento de efluentes - prof. nelson (area 1) - 06.10
Aula 11   introdução tratamento de efluentes - prof. nelson (area 1) - 06.10Aula 11   introdução tratamento de efluentes - prof. nelson (area 1) - 06.10
Aula 11 introdução tratamento de efluentes - prof. nelson (area 1) - 06.10
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula 09 legislação aplicada e padrões - prof. nelson (area 1)
Aula 09   legislação aplicada e padrões - prof. nelson (area 1)Aula 09   legislação aplicada e padrões - prof. nelson (area 1)
Aula 09 legislação aplicada e padrões - prof. nelson (area 1)
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula 08 - Tecnicas de tratamento - parte 4 - 15.09
Aula 08 - Tecnicas de tratamento - parte 4 - 15.09Aula 08 - Tecnicas de tratamento - parte 4 - 15.09
Aula 08 - Tecnicas de tratamento - parte 4 - 15.09
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula 07 - Tecnicas de tratamento - parte 3 - 08.09
Aula 07 - Tecnicas de tratamento - parte 3 - 08.09Aula 07 - Tecnicas de tratamento - parte 3 - 08.09
Aula 07 - Tecnicas de tratamento - parte 3 - 08.09
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula 06 - Tecnicas de tratamento - parte 2 - 01.09
Aula 06 - Tecnicas de tratamento - parte 2 - 01.09Aula 06 - Tecnicas de tratamento - parte 2 - 01.09
Aula 06 - Tecnicas de tratamento - parte 2 - 01.09
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula 05 - Considerações projeto eta - tecnica tratamento 25.08
Aula 05 - Considerações projeto eta - tecnica tratamento 25.08Aula 05 - Considerações projeto eta - tecnica tratamento 25.08
Aula 05 - Considerações projeto eta - tecnica tratamento 25.08
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula 04 - Interpretação de analises e elaboração de laudos
Aula 04 - Interpretação de analises e elaboração de laudosAula 04 - Interpretação de analises e elaboração de laudos
Aula 04 - Interpretação de analises e elaboração de laudos
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula 03 - Caracterização das águas (parte 2)
Aula 03 - Caracterização das águas (parte 2)Aula 03 - Caracterização das águas (parte 2)
Aula 03 - Caracterização das águas (parte 2)
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula 02 - Caracterização das águas
Aula 02 - Caracterização das águasAula 02 - Caracterização das águas
Aula 02 - Caracterização das águas
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula 01 inicial - apresentação e introdução
Aula 01   inicial - apresentação e introduçãoAula 01   inicial - apresentação e introdução
Aula 01 inicial - apresentação e introdução
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula 13 controle das reações químicas - parte i (cinética química) - 27.04.11
Aula 13   controle das reações químicas - parte i (cinética química) - 27.04.11Aula 13   controle das reações químicas - parte i (cinética química) - 27.04.11
Aula 13 controle das reações químicas - parte i (cinética química) - 27.04.11
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula 09 revisão ap1- quimica aplicada engenharia
Aula 09   revisão ap1- quimica aplicada engenhariaAula 09   revisão ap1- quimica aplicada engenharia
Aula 09 revisão ap1- quimica aplicada engenharia
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula 05 - Estrutura dos átomos e molécula II (ligações quimicas)
Aula 05 - Estrutura dos átomos e molécula II (ligações quimicas)Aula 05 - Estrutura dos átomos e molécula II (ligações quimicas)
Aula 05 - Estrutura dos átomos e molécula II (ligações quimicas)
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula 03 - Estrutura dos átomos e moléculas
Aula 03 - Estrutura dos átomos e moléculasAula 03 - Estrutura dos átomos e moléculas
Aula 03 - Estrutura dos átomos e moléculas
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula 02 ferramentas da química - 09.02.11
Aula 02   ferramentas da química - 09.02.11Aula 02   ferramentas da química - 09.02.11
Aula 02 ferramentas da química - 09.02.11
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula 01 introdução e apresentação do curso - prof. nelson (area 1) - 02.02.11
Aula 01   introdução e apresentação do curso - prof. nelson (area 1) - 02.02.11Aula 01   introdução e apresentação do curso - prof. nelson (area 1) - 02.02.11
Aula 01 introdução e apresentação do curso - prof. nelson (area 1) - 02.02.11
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 
Aula 16 combustão industrial e controle das emissões - parte ii - 20.05.11
Aula 16   combustão industrial e controle das emissões - parte ii - 20.05.11Aula 16   combustão industrial e controle das emissões - parte ii - 20.05.11
Aula 16 combustão industrial e controle das emissões - parte ii - 20.05.11
Nelson Virgilio Carvalho Filho
 

Mais de Nelson Virgilio Carvalho Filho (20)

Aula 14 tratamentos biológicos - 27.10
Aula 14   tratamentos biológicos - 27.10Aula 14   tratamentos biológicos - 27.10
Aula 14 tratamentos biológicos - 27.10
 
Aula 13 - Tratamentos fisicos-quimico - 20.10
Aula 13 - Tratamentos fisicos-quimico - 20.10Aula 13 - Tratamentos fisicos-quimico - 20.10
Aula 13 - Tratamentos fisicos-quimico - 20.10
 
Aula 12 introdução aos metodos tratamento - prof. nelson (area 1) - 13.10
Aula 12   introdução aos metodos tratamento - prof. nelson (area 1) - 13.10Aula 12   introdução aos metodos tratamento - prof. nelson (area 1) - 13.10
Aula 12 introdução aos metodos tratamento - prof. nelson (area 1) - 13.10
 
Aula 11 introdução tratamento de efluentes - prof. nelson (area 1) - 06.10
Aula 11   introdução tratamento de efluentes - prof. nelson (area 1) - 06.10Aula 11   introdução tratamento de efluentes - prof. nelson (area 1) - 06.10
Aula 11 introdução tratamento de efluentes - prof. nelson (area 1) - 06.10
 
Aula 09 legislação aplicada e padrões - prof. nelson (area 1)
Aula 09   legislação aplicada e padrões - prof. nelson (area 1)Aula 09   legislação aplicada e padrões - prof. nelson (area 1)
Aula 09 legislação aplicada e padrões - prof. nelson (area 1)
 
Aula 08 - Tecnicas de tratamento - parte 4 - 15.09
Aula 08 - Tecnicas de tratamento - parte 4 - 15.09Aula 08 - Tecnicas de tratamento - parte 4 - 15.09
Aula 08 - Tecnicas de tratamento - parte 4 - 15.09
 
Aula 07 - Tecnicas de tratamento - parte 3 - 08.09
Aula 07 - Tecnicas de tratamento - parte 3 - 08.09Aula 07 - Tecnicas de tratamento - parte 3 - 08.09
Aula 07 - Tecnicas de tratamento - parte 3 - 08.09
 
Aula 06 - Tecnicas de tratamento - parte 2 - 01.09
Aula 06 - Tecnicas de tratamento - parte 2 - 01.09Aula 06 - Tecnicas de tratamento - parte 2 - 01.09
Aula 06 - Tecnicas de tratamento - parte 2 - 01.09
 
Aula 05 - Considerações projeto eta - tecnica tratamento 25.08
Aula 05 - Considerações projeto eta - tecnica tratamento 25.08Aula 05 - Considerações projeto eta - tecnica tratamento 25.08
Aula 05 - Considerações projeto eta - tecnica tratamento 25.08
 
Aula 04 - Interpretação de analises e elaboração de laudos
Aula 04 - Interpretação de analises e elaboração de laudosAula 04 - Interpretação de analises e elaboração de laudos
Aula 04 - Interpretação de analises e elaboração de laudos
 
Aula 03 - Caracterização das águas (parte 2)
Aula 03 - Caracterização das águas (parte 2)Aula 03 - Caracterização das águas (parte 2)
Aula 03 - Caracterização das águas (parte 2)
 
Aula 02 - Caracterização das águas
Aula 02 - Caracterização das águasAula 02 - Caracterização das águas
Aula 02 - Caracterização das águas
 
Aula 01 inicial - apresentação e introdução
Aula 01   inicial - apresentação e introduçãoAula 01   inicial - apresentação e introdução
Aula 01 inicial - apresentação e introdução
 
Aula 13 controle das reações químicas - parte i (cinética química) - 27.04.11
Aula 13   controle das reações químicas - parte i (cinética química) - 27.04.11Aula 13   controle das reações químicas - parte i (cinética química) - 27.04.11
Aula 13 controle das reações químicas - parte i (cinética química) - 27.04.11
 
Aula 09 revisão ap1- quimica aplicada engenharia
Aula 09   revisão ap1- quimica aplicada engenhariaAula 09   revisão ap1- quimica aplicada engenharia
Aula 09 revisão ap1- quimica aplicada engenharia
 
Aula 05 - Estrutura dos átomos e molécula II (ligações quimicas)
Aula 05 - Estrutura dos átomos e molécula II (ligações quimicas)Aula 05 - Estrutura dos átomos e molécula II (ligações quimicas)
Aula 05 - Estrutura dos átomos e molécula II (ligações quimicas)
 
Aula 03 - Estrutura dos átomos e moléculas
Aula 03 - Estrutura dos átomos e moléculasAula 03 - Estrutura dos átomos e moléculas
Aula 03 - Estrutura dos átomos e moléculas
 
Aula 02 ferramentas da química - 09.02.11
Aula 02   ferramentas da química - 09.02.11Aula 02   ferramentas da química - 09.02.11
Aula 02 ferramentas da química - 09.02.11
 
Aula 01 introdução e apresentação do curso - prof. nelson (area 1) - 02.02.11
Aula 01   introdução e apresentação do curso - prof. nelson (area 1) - 02.02.11Aula 01   introdução e apresentação do curso - prof. nelson (area 1) - 02.02.11
Aula 01 introdução e apresentação do curso - prof. nelson (area 1) - 02.02.11
 
Aula 16 combustão industrial e controle das emissões - parte ii - 20.05.11
Aula 16   combustão industrial e controle das emissões - parte ii - 20.05.11Aula 16   combustão industrial e controle das emissões - parte ii - 20.05.11
Aula 16 combustão industrial e controle das emissões - parte ii - 20.05.11
 

Último

UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 

Último (20)

UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 

Aula Digital de Química - Óxidos

  • 1.  
  • 3.
  • 4. Óxido é todo composto binário oxigenado , no qual o oxigênio é o elemento mais eletronegativo. F ; O ; N ; Cl ; Br ; I ; S ; C ; ............. eletronegatividade decrescente Apesar de existir, composto binário com flúor e oxigênio NÃO É considerado óxido! Exemplos: OF 2 - Difluoreto de oxigênio. O 2 F 2 - Difluoreto de dioxigênio. Óxidos Definição e nomenclatura
  • 5. É bastante parecida com a nomenclatura das bases: ÓXIDO de nome do elemento nox do elemento Na 2 O : Óxido de sódio. CaO : Óxido de cálcio. SO 3 : Óxido de enxofre (VI). FeO : Óxido de ferro (II). Fe 2 O 3 : Óxido de ferro (III). CO 2 : Óxido de carbono (IV). Observações: (2) A maioria dos elementos formam mais de um óxido. (1) Podem ser usados os sufixos: OSO (menor Nox) e ICO (maior). Óxidos Definição e nomenclatura
  • 6. A I.U.P.A.C. ( International Union of Pure and Applied Chemistry ) recomenda a nomenclatura de prefixos: Fe 2 O 3 : Óxido de ferro (III). Óxido férr ico . Tri óxido de di ferro. (recomendada) CO 2 : Dióxido de (mono)carbono. CO : Monóxido de (mono)carbono. P 2 O 5 : Pentóxido de difósforo. Cl 2 O 7 : Heptóxido de dicloro. Óxidos Definição e nomenclatura Concorda que a de prefixos é a mais fácil?
  • 7. Como existe um número muito grande de compostos nessa função, é feita a seguinte classificação: Óxidos Básicos : Formados por elementos dos grupos 1 A e 2 A, além de outros metais com Nox baixo, têm comportamento químico semelhante ao das bases. Exemplos: Na 2 O ; K 2 O ; CaO ; MgO ; FeO ÓX. BÁSICO + ÁGUA = BASE CaO + H 2 O = Ca(OH) 2 cal viva (virgem) cal extinta (apagada) Na 2 O + H 2 O = 2 NaOH Óxidos Óxidos Básicos
  • 8. ÓX. BÁSICO + ÁCIDO = SAL + ÁGUA Na 2 O + 2 HCl = 2 NaCl + H 2 O CaO + H 2 SO 4 = CaSO 4 + H 2 O IMPORTANTE ! Note que se forma uma molécula de água a menos do que na neutralização pela base. Ca(OH) 2 + H 2 SO 4 = CaSO 4 + 2 H 2 O Ca O H OH Óxidos Óxidos Básicos
  • 9. Óxidos Ácidos : Formados por ametais e por alguns metais com Nox alto (+4 ou maior), têm caráter semelhante ao dos ácidos. Exemplos : SO 3 ; CO 2 ; N 2 O 5 ; Mn 2 O 7 ; Cl 2 O 6 ÓX. ÁCIDO + ÁGUA = ÁCIDO SO 3 + H 2 O = H 2 SO 4 anidrido sulfúrico CO 2 + H 2 O = H 2 CO 3 anidrido carbônico N 2 O 5 + H 2 O = H 2 N 2 O 6 = 2 HNO 3 anidrido nítrico Graças à essa reação, os óxidos ácidos podem ser chamados de anidridos ( sem água ) dos ácidos correspondentes. Óxidos Óxidos Ácidos
  • 10. BASE + ÓX. ÁCIDO = SAL + ÁGUA 2 NaOH + CO 2 = Na 2 CO 3 + H 2 O Ca(OH) 2 + SO 3 = CaSO 4 + H 2 O Nesse caso também se forma uma molécula de água a menos do que na neutralização pelo ácido. Ca(OH) 2 + H 2 SO 4 = CaSO 4 + 2 H 2 O - H 2 O SO 3 Óxidos Óxidos Ácidos
  • 11. ÓX. BÁSICO + ÓX. ÁCIDO = SAL Na 2 O + CO 2 = Na 2 CO 3 CaO + SO 3 = CaSO 4 Óxidos Anfóteros : Possuem duplo caráter, ou seja, reagem com ácidos e com bases. Para elementos com ampla gama de Nox, os mais baixos são básicos, os mais altos são ácidos, e os intermediários, anfóteros. Exemplos : ZnO ; Al 2 O 3 ; PbO ; SnO ÓX. ANFÓTERO + ÁCIDO = SAL + ÁGUA ZnO 2 HCl = ZnCl 2 + H 2 O + Óxidos Óxidos Anfóteros
  • 12. BASE + ÓX. ANFÓTERO = SAL + ÁGUA 2 NaOH + ZnO = Na 2 ZnO 2 + H 2 O Óxidos Neutros : Também chamados indiferentes, não reagem com ácidos, nem com bases nem com água. Exemplos : CO ; NO ; N 2 O Óxidos Duplos : São considerados como resultantes da união de dois outros óxidos. Também chamados de salinos ou mistos , tem o elemento ligado ao oxigênio com um “Nox não-inteiro”. Exemplos : Fe 3 O 4 ; Mn 3 O 4 ; Pb 2 O 3 FeO + Fe 2 O 3 = Fe 3 O 4 Óxidos Classificação
  • 13. Peróxidos : Formados principalmente por elementos dos grupos 1 A e 2 A, têm caráter básico. Devido a uma ligação especial [ - O - O - ], o oxigênio tem Nox = - 1. Exemplos : H 2 O 2 ; Na 2 O 2 ; K 2 O 2 ; CaO 2 PERÓXIDO + ÁCIDO = SAL + H 2 O 2 CaO 2 + H 2 SO 4 = CaSO 4 + H 2 O 2 Superóxidos : Possuem o grupo (O 4 ) -2 Exemplos : Na 2 O 4 ; K 2 O 4 ; CaO 4 SUPERÓXIDO + ÁCIDO = SAL + H 2 O 2 + O 2 CaO 4 + H 2 SO 4 = CaSO 4 + H 2 O 2 + O 2 Óxidos Classificação
  • 14. CO : Resultante da combustão incompleta de combustíveis fósseis... ... o monóxido de carbono é um perigoso poluente... ... causando a morte por asfixia, se inalado em quantidade! CO 2 : Necessário em pequenas concentrações, o gás carbônico é o principal responsável pelo “efeito estufa”... ... pela acidez natural da água da chuva... pH < 7 ...e é chamado de “gelo seco”, quando sólido. Principais óxidos e suas aplicações
  • 15. A água mineral e os refrigerantes gaseificados contêm gás carbônico, que reage com a água, produzindo um meio ácido. Observe a equação desta reação: Como o CO 2 é um óxido ácido e reage com bases, produzindo sal e água, podemos identificar sua presença no ar expirado, borbulhando-o numa solução aquosa de Ca(OH) 2 (água de cal): Principais óxidos e suas aplicações
  • 16. Na preparação da argamassa, a cal viva ou virgem (CaO) é misturada à água, ocorrendo uma reação que libera grande quantidade de calor: A cal virgem é obtida pelo aquecimento do CaCO 3 , que é encontrado na natureza como constituinte do mármore, do calcário e da calcita: Principais óxidos e suas aplicações
  • 17. O peróxido de hidrogênio, ou água oxigenada, é um líquido incolor, com viscosidade semelhante à de um xarope, que explode violentamente quando aquecido. As soluções aquosas diluídas de peróxido de hidrogênio são de uso comum. A solução aquosa a 3% de peróxido de hidrogênio é vendida em drogarias e utilizada como anti-séptico e alvejante. Os frascos de água oxigenada normalmente são escuros ou opacos, pois a luz provoca sua decomposição: Principais óxidos e suas aplicações
  • 18. SO 2 e SO 3 : Na gasolina e, principalmente, no óleo Diesel existem compostos de enxofre... ... que produzem dióxido e trióxido de enxofre ao serem queimados! A alta concentração desses poluentes no ar... ... é a grande responsável pelas “chuvas ácidas”. SO 3 + H 2 O = H 2 SO 4 SO 2 + H 2 O = H 2 SO 3 Principais óxidos e suas aplicações
  • 19. N 2 O : Conhecido como gás hilariante... ... o monóxido de dinitrogênio foi uma das primeiras substâncias anestésicas descobertas. N 2 O 4 : Juntamente com outros óxidos de nitrogênio, também é responsável por chuvas ácidas. N 2 O 2 no ar atmosférico N 2 O 4 N 2 O 3 N 2 O 5 HNO 3 HNO 2 descarga elétrica Principais óxidos e suas aplicações
  • 20. Os óxidos e os fenômenos naturais
  • 21. Vídeo : “chuva ácida”
  • 23. Prof. Nelson Virgilio Engenheiro Químico – UFBA [email_address] Prof. Augusto Sérgio Químico – UFBA [email_address] Créditos

Notas do Editor

  1. FICHA TÉCNICA QUÍMICA GERAL Substâncias e Funções Inorgânicas ÓXIDOS Conteúdo: Livro de Química na Abordagem do Cotidiano Vol. 1 (Tito Canto) - pg. ....................... Objetivos Estrutura: Este módulo é composto por xx slides e xx animação com tempo previsto para xx horas aulas (xxxxxx) Contextualização: Interdisciplinaridade: Animação e/ou Atividade Interativa