SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
Óxidos:
 Revisão




           Por: Ana Clara Alves
O que são Óxidos ?
  - São compostos Binários em que o Oxigênio é o elemento mais eletronegativo.



                        Consequência da definição:

    OF2 e OF são óxidos ?
- Não, pois o Flúor é mais eletronegativo que o Oxigênio.



Os óxidos podem ser :

Normais-                                        Anormais-
 Nox do Oxigênio = -2                            Peróxidos: Nox do Oxigênio = -1
                                                 Superóxidos: Nox do Oxigênio = -1/2
Formulação dos óxidos:




+y     +x
EO               Ex Oy
Nomenclatura dos óxidos:

 1º Caso:     Quando o E possui Nox fixo

           (Nome do elemento)
 Oxido de _______________


 2º Caso:     Quando o E não possui Nox fixo

           (Nome do elemento)
 Oxido de _______________ NOX (em algarismo romano)

                          ou
                               (Nome do elemento)
 Prefixo + Oxido de Prefixo + _______________
(Quantidade       (Quantidade
de                de
Oxigênios)        Elemento)
Elementos com NOX fixo:


 Elementos da Família 1A = +1

 Elementos da Família 2A = +2

 Elementos da Família 3A = +3

 Zinco ( Zn) = +2

 Prata ( Ag) = +1
Casos Especiais:


               Nox = +1                                 Nox = +3
Cobre (Cu)     Nox = +2
                                        Chumbo (Pb)     Nox = +4


              Nox = +2                                 Nox = +3
Ferro (Fe)                             Estanho (Sn)
              Nox = +3                                 Nox = +4




                       (Nome do elemento)   Ico = Maio Nox
             Oxido de _______________ +     Oso = Menor Nox
Classificação dos Óxidos :

1-   Óxidos Básicos
2-   Óxidos Neutros
3-   Óxidos Mistos/Duplos/Salinos
4-   Óxidos Ácidos ou Anidridos
5-   Óxidos Anfóteros
6-   Peróxidos
7-   Superóxidos
Óxidos Básicos:

São óxidos nos quais o NOX do elemento que acompanha o Oxigênio é baixo.


                            +1
                     NOX    +2



  Óxido Básico + Água                              Base
Óxido Básico + Óxido Ácido                                 Sal

 Exemplos: Óxido de Magnésio (MgO) e Óxido e Potássio (K2O)
Óxidos Neutros:

São óxidos os quais não reagem com Ácidos, Bases ou Água, mas podem reagir
com outras substâncias.


   São eles:
               CO      -> Reage com a Hemoglobina formando um composto estável
               (Carboxihemoglobina) ocupando o meio de transporte do oxigênio no
               organismo o que pode causar a morte do indivíduo.


               NO       -> É um importante vasodilatador, que inclusive faz parte da
               composição química do Viagra.


               N2O       -> É conhecido como gás hilariante ou gás do riso, pela
               capacidade que possui de provocar contrações musculares involuntárias
               na face das pessoas, dando a impressão de que ela está rindo
Óxidos Mistos/Duplos/Salinos:
      São óxidos os quais originam dois sais ao serem aquecidos.



       Fórmula:

                   Me O           3       4


Exemplos: FeO + Fe2O3 = Fe3O4 ( Magnetita )
          2PbO + PbO2 = Pb304 (Zarcão)
Óxidos Ácidos ou Anidridos:

                 Hipo____Oso      Oso            Ico        Per____Ico
7A                   +1            +3            +5             +7       Cl, Br, I
6A                                 +4            +6                      S, Se, Te
5A                                 +3            +5                      N, P
4A                                               +4                      C, Si
Cr                                               +6                      Cr
Mn                                               +6              +7      Mn

        Óxido Ácido + Água                                 Ácido
       Óxido Ácido + Óxido Básico                              Sal
     Exemplos: Anidrido Perclórico (Cl2O7) e Anidrido Crômico (CrO3)
Óxidos Anfóteros:
     São óxidos com caráter inconstante:




Reagindo com Ácidos fortes = Caráter Básico

Reagindo com Bases fortes = Caráter Ácido

 Nox médio dos elementos que acompanham o Oxigênio   +3
                                                     +4
Peróxidos:
         São óxidos nos quais o NOX do Oxigênio é -1



       São eles:
                   (1A)2 O
                   (2A) O

Importante: O Peróxido e Hidrogênio (H2O2) é um importante Bactericida, pois em
contato com ferimentos reage com as catalases produzindo Água e Oxigênio, matando
assim as bactérias anaeróbicas restritas, como por exemplo a Clostridium tetani,
bactéria causadora do Tétano.
Superóxidos:
         São óxidos nos quais o NOX do Oxigênio é -1/2



       São eles:
                   (1A) O
                   (2A)2 O

Importante: Devido à sua toxidade, o superóxido é utilizado pelo sistema
imunitário na eliminação de microorganismos invasores. Os fagocitários possuem
uma enzima denominada NADPH oxidase que produz superóxido, sendo este
utilizado na degradação das bactérias fagocitadas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Itrio
Itrio Itrio
Itrio
mamen
 
Compuestos ternarios"acidos oxacidos u oxoacidos"
Compuestos ternarios"acidos oxacidos u oxoacidos"Compuestos ternarios"acidos oxacidos u oxoacidos"
Compuestos ternarios"acidos oxacidos u oxoacidos"
LuisEduardoPantoja
 
Trabajo completo
Trabajo completoTrabajo completo
Trabajo completo
mnilco
 
Dióxido de Carbono con audio
Dióxido de Carbono con audioDióxido de Carbono con audio
Dióxido de Carbono con audio
Ledy Cabrera
 
Francio
FrancioFrancio
Francio
mamen
 

Mais procurados (20)

Familia do Nitrogênio
Familia do NitrogênioFamilia do Nitrogênio
Familia do Nitrogênio
 
Química - Calcogênio
Química - CalcogênioQuímica - Calcogênio
Química - Calcogênio
 
3. peróxidos
3. peróxidos3. peróxidos
3. peróxidos
 
Nomenclaturas
NomenclaturasNomenclaturas
Nomenclaturas
 
Itrio
Itrio Itrio
Itrio
 
Elemento del oxigeno
Elemento del oxigenoElemento del oxigeno
Elemento del oxigeno
 
Compuestos ternarios"acidos oxacidos u oxoacidos"
Compuestos ternarios"acidos oxacidos u oxoacidos"Compuestos ternarios"acidos oxacidos u oxoacidos"
Compuestos ternarios"acidos oxacidos u oxoacidos"
 
Halogênios
HalogêniosHalogênios
Halogênios
 
Hidroxidos
HidroxidosHidroxidos
Hidroxidos
 
4.hidruros
4.hidruros4.hidruros
4.hidruros
 
Sales binarias (1)
Sales binarias (1)Sales binarias (1)
Sales binarias (1)
 
Aula sobre óxidos
Aula sobre óxidosAula sobre óxidos
Aula sobre óxidos
 
Trabajo completo
Trabajo completoTrabajo completo
Trabajo completo
 
Dióxido de Carbono con audio
Dióxido de Carbono con audioDióxido de Carbono con audio
Dióxido de Carbono con audio
 
Compuestos inorgánicos
Compuestos inorgánicosCompuestos inorgánicos
Compuestos inorgánicos
 
Hidruros
HidrurosHidruros
Hidruros
 
Óxidos
Óxidos Óxidos
Óxidos
 
Ácidos e Bases
Ácidos e BasesÁcidos e Bases
Ácidos e Bases
 
Francio
FrancioFrancio
Francio
 
ÓXIDOS NEUTROS .pptx
ÓXIDOS NEUTROS .pptxÓXIDOS NEUTROS .pptx
ÓXIDOS NEUTROS .pptx
 

Destaque (16)

Oxidos diapositivas
Oxidos diapositivasOxidos diapositivas
Oxidos diapositivas
 
Cuestionario n° 3
Cuestionario n° 3Cuestionario n° 3
Cuestionario n° 3
 
Nomenclatura quimica por Patricio Barragan
Nomenclatura quimica por Patricio Barragan Nomenclatura quimica por Patricio Barragan
Nomenclatura quimica por Patricio Barragan
 
Diferencia De Oxido, Hidroxido, Acido Y Sal.
Diferencia De Oxido, Hidroxido, Acido Y Sal.Diferencia De Oxido, Hidroxido, Acido Y Sal.
Diferencia De Oxido, Hidroxido, Acido Y Sal.
 
Funciones químicas inorganicas
Funciones químicas inorganicasFunciones químicas inorganicas
Funciones químicas inorganicas
 
Oxidos Acidos - Fórmulas, nombres y ecuaciones químicas
Oxidos Acidos - Fórmulas, nombres y ecuaciones químicasOxidos Acidos - Fórmulas, nombres y ecuaciones químicas
Oxidos Acidos - Fórmulas, nombres y ecuaciones químicas
 
Hidróxidos y ácidos
Hidróxidos y ácidosHidróxidos y ácidos
Hidróxidos y ácidos
 
Diapositivas de densidad
Diapositivas de densidadDiapositivas de densidad
Diapositivas de densidad
 
Oxidos
OxidosOxidos
Oxidos
 
Densidad
DensidadDensidad
Densidad
 
Densidad
DensidadDensidad
Densidad
 
Densidad
DensidadDensidad
Densidad
 
Oxidos,hidróxidos, ácidos & oxácidos -Usos
Oxidos,hidróxidos, ácidos & oxácidos -UsosOxidos,hidróxidos, ácidos & oxácidos -Usos
Oxidos,hidróxidos, ácidos & oxácidos -Usos
 
Graficos Densidad
Graficos DensidadGraficos Densidad
Graficos Densidad
 
La Densidad
La DensidadLa Densidad
La Densidad
 
Tema 7. La Luz Y El Sonido
Tema 7.  La Luz Y El SonidoTema 7.  La Luz Y El Sonido
Tema 7. La Luz Y El Sonido
 

Semelhante a óXidos

24 xidos-2-1216605956716891-8
24 xidos-2-1216605956716891-824 xidos-2-1216605956716891-8
24 xidos-2-1216605956716891-8
Edlas Junior
 
Aulainterativarevisaoquimica
AulainterativarevisaoquimicaAulainterativarevisaoquimica
Aulainterativarevisaoquimica
Leticia Ferraz
 
Aula sobre Funções Inorgânicas - química .ppt
Aula sobre Funções Inorgânicas - química .pptAula sobre Funções Inorgânicas - química .ppt
Aula sobre Funções Inorgânicas - química .ppt
ssuser46216d
 

Semelhante a óXidos (20)

Aula sobre óxidos
Aula sobre óxidosAula sobre óxidos
Aula sobre óxidos
 
óXidos
óXidosóXidos
óXidos
 
Aula sobre óxidos
Aula sobre óxidosAula sobre óxidos
Aula sobre óxidos
 
24 xidos-2-1216605956716891-8
24 xidos-2-1216605956716891-824 xidos-2-1216605956716891-8
24 xidos-2-1216605956716891-8
 
Oxidos
OxidosOxidos
Oxidos
 
Aula Digital de Química - Óxidos
Aula Digital de Química - ÓxidosAula Digital de Química - Óxidos
Aula Digital de Química - Óxidos
 
Aulainterativarevisaoquimica
AulainterativarevisaoquimicaAulainterativarevisaoquimica
Aulainterativarevisaoquimica
 
Funcoes inorganicas completo
Funcoes inorganicas completoFuncoes inorganicas completo
Funcoes inorganicas completo
 
Oxidos
OxidosOxidos
Oxidos
 
Lista de exercicios óxidos
Lista de exercicios    óxidosLista de exercicios    óxidos
Lista de exercicios óxidos
 
Aula sobre Funções Inorgânicas - química .ppt
Aula sobre Funções Inorgânicas - química .pptAula sobre Funções Inorgânicas - química .ppt
Aula sobre Funções Inorgânicas - química .ppt
 
Sais e óxidos
Sais e óxidosSais e óxidos
Sais e óxidos
 
Sal e oxidos
Sal e oxidosSal e oxidos
Sal e oxidos
 
Resumo sal oxidos
Resumo sal oxidosResumo sal oxidos
Resumo sal oxidos
 
NOMENCLATURA DAS FUNÇÕES INORGANICAS
NOMENCLATURA DAS FUNÇÕES INORGANICASNOMENCLATURA DAS FUNÇÕES INORGANICAS
NOMENCLATURA DAS FUNÇÕES INORGANICAS
 
Inorganica reacoes-e-funcoes
Inorganica reacoes-e-funcoesInorganica reacoes-e-funcoes
Inorganica reacoes-e-funcoes
 
A5 i funcoes_inorganicas
A5 i funcoes_inorganicasA5 i funcoes_inorganicas
A5 i funcoes_inorganicas
 
Folha 10 aula óxidos
Folha 10  aula óxidosFolha 10  aula óxidos
Folha 10 aula óxidos
 
A5 i funcoes_inorganicas
A5 i funcoes_inorganicasA5 i funcoes_inorganicas
A5 i funcoes_inorganicas
 
Funções Inorgânicas e Reações Químicas
Funções Inorgânicas e Reações QuímicasFunções Inorgânicas e Reações Químicas
Funções Inorgânicas e Reações Químicas
 

Mais de Aninha Alves (8)

Histologia 2
Histologia 2Histologia 2
Histologia 2
 
Histologia aula prática 1
Histologia aula prática 1Histologia aula prática 1
Histologia aula prática 1
 
Imperialismo americano
Imperialismo americanoImperialismo americano
Imperialismo americano
 
Unificação alemã e italiana
Unificação alemã e italianaUnificação alemã e italiana
Unificação alemã e italiana
 
Início da história idade antiga (roma)
Início da história   idade antiga (roma)Início da história   idade antiga (roma)
Início da história idade antiga (roma)
 
Idade média (características) islamismo (1)
Idade média (características)   islamismo (1)Idade média (características)   islamismo (1)
Idade média (características) islamismo (1)
 
Log
LogLog
Log
 
Sistema imune
Sistema imuneSistema imune
Sistema imune
 

Último

História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 

Último (20)

Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 

óXidos

  • 1. Óxidos: Revisão Por: Ana Clara Alves
  • 2. O que são Óxidos ? - São compostos Binários em que o Oxigênio é o elemento mais eletronegativo. Consequência da definição: OF2 e OF são óxidos ? - Não, pois o Flúor é mais eletronegativo que o Oxigênio. Os óxidos podem ser : Normais- Anormais- Nox do Oxigênio = -2 Peróxidos: Nox do Oxigênio = -1 Superóxidos: Nox do Oxigênio = -1/2
  • 4. Nomenclatura dos óxidos: 1º Caso: Quando o E possui Nox fixo (Nome do elemento) Oxido de _______________ 2º Caso: Quando o E não possui Nox fixo (Nome do elemento) Oxido de _______________ NOX (em algarismo romano) ou (Nome do elemento) Prefixo + Oxido de Prefixo + _______________ (Quantidade (Quantidade de de Oxigênios) Elemento)
  • 5. Elementos com NOX fixo: Elementos da Família 1A = +1 Elementos da Família 2A = +2 Elementos da Família 3A = +3 Zinco ( Zn) = +2 Prata ( Ag) = +1
  • 6. Casos Especiais: Nox = +1 Nox = +3 Cobre (Cu) Nox = +2 Chumbo (Pb) Nox = +4 Nox = +2 Nox = +3 Ferro (Fe) Estanho (Sn) Nox = +3 Nox = +4 (Nome do elemento) Ico = Maio Nox Oxido de _______________ + Oso = Menor Nox
  • 7. Classificação dos Óxidos : 1- Óxidos Básicos 2- Óxidos Neutros 3- Óxidos Mistos/Duplos/Salinos 4- Óxidos Ácidos ou Anidridos 5- Óxidos Anfóteros 6- Peróxidos 7- Superóxidos
  • 8. Óxidos Básicos: São óxidos nos quais o NOX do elemento que acompanha o Oxigênio é baixo. +1 NOX +2 Óxido Básico + Água Base Óxido Básico + Óxido Ácido Sal Exemplos: Óxido de Magnésio (MgO) e Óxido e Potássio (K2O)
  • 9. Óxidos Neutros: São óxidos os quais não reagem com Ácidos, Bases ou Água, mas podem reagir com outras substâncias. São eles: CO -> Reage com a Hemoglobina formando um composto estável (Carboxihemoglobina) ocupando o meio de transporte do oxigênio no organismo o que pode causar a morte do indivíduo. NO -> É um importante vasodilatador, que inclusive faz parte da composição química do Viagra. N2O -> É conhecido como gás hilariante ou gás do riso, pela capacidade que possui de provocar contrações musculares involuntárias na face das pessoas, dando a impressão de que ela está rindo
  • 10. Óxidos Mistos/Duplos/Salinos: São óxidos os quais originam dois sais ao serem aquecidos. Fórmula: Me O 3 4 Exemplos: FeO + Fe2O3 = Fe3O4 ( Magnetita ) 2PbO + PbO2 = Pb304 (Zarcão)
  • 11. Óxidos Ácidos ou Anidridos: Hipo____Oso Oso Ico Per____Ico 7A +1 +3 +5 +7 Cl, Br, I 6A +4 +6 S, Se, Te 5A +3 +5 N, P 4A +4 C, Si Cr +6 Cr Mn +6 +7 Mn Óxido Ácido + Água Ácido Óxido Ácido + Óxido Básico Sal Exemplos: Anidrido Perclórico (Cl2O7) e Anidrido Crômico (CrO3)
  • 12. Óxidos Anfóteros: São óxidos com caráter inconstante: Reagindo com Ácidos fortes = Caráter Básico Reagindo com Bases fortes = Caráter Ácido Nox médio dos elementos que acompanham o Oxigênio +3 +4
  • 13. Peróxidos: São óxidos nos quais o NOX do Oxigênio é -1 São eles: (1A)2 O (2A) O Importante: O Peróxido e Hidrogênio (H2O2) é um importante Bactericida, pois em contato com ferimentos reage com as catalases produzindo Água e Oxigênio, matando assim as bactérias anaeróbicas restritas, como por exemplo a Clostridium tetani, bactéria causadora do Tétano.
  • 14. Superóxidos: São óxidos nos quais o NOX do Oxigênio é -1/2 São eles: (1A) O (2A)2 O Importante: Devido à sua toxidade, o superóxido é utilizado pelo sistema imunitário na eliminação de microorganismos invasores. Os fagocitários possuem uma enzima denominada NADPH oxidase que produz superóxido, sendo este utilizado na degradação das bactérias fagocitadas.