SlideShare uma empresa Scribd logo
Gestão de TI
Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre
Bacharelado em Sistemas de Informação
Prof. Filipo Mór 2014/01
Terceirização em TI
Terceirização
• Um processo de gestão pelo qual se
repassam algumas atividades a terceiros,
com os quais se estabelece uma relação
de parceria, ficando a empresa
concentrada apenas em tarefas
essencialmente ligadas ao negócio em
que atua.
Vantagens e Desvantagens da
Terceirização
 Vantagens
Especialização;
Maior competitividade;
Melhor qualidade;
Maior atenção a gestão de custos;
Redução de desperdícios;
Concentração de esforço na atividade principal.
 Desvantagens
Presunção de vínculo empregatício;
Não há impedimento de que os mesmos serviços
sejam prestados pela concorrência;
Maior rotatividade de mão de obra;
Diferença de benefícios;
Maiores riscos de furtos de informação;
Dificuldade de encontrar novos parceiros de confiança.
Vantagens e Desvantagens da
Terceirização
Com o aumento das empresas
especializadas há um o aumento da
concorrência que é inerente à grandes
empresas e com isso há uma crescente
necessidade da atividade produtiva
melhorar suas funções em todos os
ramos empresariais.
Multiplicação de Empresas
 Serviços de limpeza e manutenção;
 Preparação e distribuição de alimentos para
funcionários da empresa;
 Telefonia;
 Vigilância;
 Movimentação de materiais;
 Expedição de produtos finais;
 Tecnologia da Informação.
Atividades Que Podem Ser Terceirizadas
Existem várias formas de aplicação da
técnica da terceirização como por
exemplo:
Prestação de serviços;
Franquia;
Compra de serviços;
Nomeação de representantes;
Alocação de mão-de-obra entre outros.
Finalidade da Terceirização
Preocupações com a Terceirização
• Mais da metade de todos os clientes que
contrataram alguma forma de outsourcing de
serviços de TI precisaram renegociar alguma
condição em seus contratos.
• Em 25% dos casos cancelaram o contrato e
trocaram de fornecedor
• 70% dos clientes acreditam que seu fornecedor
geralmente não entende qual a sua verdadeira
expectativa
• Grande parte dos contratantes está insatisfeita e
preocupada com os fornecimentos correntes
Riscos da Terceirização
• Vazamento de informações confidenciais
• Custos acima do esperado
• Perda do conhecimento interno
Para saber mais:
•Os riscos da terceirização da TI e da adoção de novas TIs e suas relações com os riscos para
as estratégias competitivas das organizações - http://hdl.handle.net/10183/17416
•Os cuidados e passos que devem ser seguidos para a obtenção de sucesso na terceirização
em Tecnologia da Informação. - http://www.apinfo.com/artigo54.htm
•Fatores de riscos associados à terceirização de TI no setor público. -
http://www.aedb.br/seget/artigos06/527_oliveira%20fatores%20seget.pdf
Por que Se Faz Tanto Outsourcing?
• Concentração de energias nas competências
essenciais, diferenciadoras;
• Busca de competitividade;
• Necessidade de recursos e conhecimentos
especializados;
• Crescente sofisticação de TI;
• Custeio por demanda; combate a custos fixos
de alocação não explícita.
Terceirização
Dez lições da TI
• 1 - Consultores podem economizar
milhões para você
Pode parecer contra-intuitivo, mas antes
de selecionar uma empresa de
terceirização, terceirize a escolha de seu
parceiro de outsourcing. Isto é
particularmente importante, se você está
assumindo seu primeiro importante
empreendimento de terceirização.
Dez lições da TI
• 2 - Detenha o controle
Embora as relações de terceirização sejam
parcerias, a prioridade do parceiro de
terceirização sempre será os resultados da
própria companhia - depende de você manter o
enfoque do trabalho em sua companhia. Se não
houver uma equipe principal de profissionais
técnicos que possam fazer verificações de
adequação das soluções que são apresentadas,
você conduzirá sua própria companhia e
também a parceira de terceirização ao fracasso.
Dez lições da TI
• 3 - Compare
Primeiramente, compare com empresas
similares a sua indústria. Também se
pode conduzir comparações internas
entre regiões.
Dez lições da TI
• 4 - Planeje antecipadamente os
resultados finais
O teste definitivo de qualquer contrato de
terceirização refere-se a como todos os
aspetos estarão adequados, quando o
contrato terminar. Tenha,
antecipadamente, a difícil conversa sobre
como a relação contratual terminará e por
que. Registre isto por escrito.
Dez lições da TI
• 5 - Eles também precisam ganhar dinheiro
Lembre-se de que seu parceiro de terceirização
de TI está conduzindo um negócio. Se a relação
contratual que foi iniciada não for lucrativa para
a companhia de terceirização, ou você obterá
um serviço inferior ao esperado ou será cobrado
por cada modificação no serviço ou alteração
nas especificações.
Dez lições da TI
• 6 - Defina o óbvio
Contratos de nível de serviço devem ser
explícitos. Quanto mais detalhados e
mensuráveis eles forem, mais fácil será
definir o sucesso. Também será
necessário garantir que eles especifiquem
o roteiro para atingir os objetivos de
negócios, assim como as medidas de TI.
Dez lições da TI
• 7 - Pessoas qualificadas
Negocie com base nos custos, mas
decida tendo como base a qualidade e as
pessoas. No setor de terceirização, as
pessoas designadas para trabalhar com
sua conta fazem muita diferença.
Dez lições da TI
• 8 - Avalie
Utilize uma companhia independente para
realizar avaliações de qualidade. Se você
estiver negociado seu contrato com termos
bem-definidos, deverá deixar claro como quer
atingir o sucesso. Estabelecendo que uma
terceira pessoa fará as avaliações de qualidade,
você estará gerando uma tensão saudável na
relação de terceirização e criando uma visão
independente do trabalho realizado.
Dez lições da TI
• 9 - Transparência
Seja "transparente" com sua equipe, no
que se refere ao processo. Nada é mais
desmoralizante para uma equipe do que
rumores circulando sobre a terceirização e
a possibilidade de mudanças nos
componentes da equipe.
Dez lições da TI
• 10 - Offshoring
Quando for possível, opte pela terceirização de
outros países. Os funcionários nessas centrais
sediadas em outros países estão se integrando
rapidamente com as equipes de TI. Assim,
recorrem a funcionários no exterior para que
forneçam suporte técnico ao desenvolvimento
de programas/aplicativos e à administração de
bancos de dados em toda nossa companhia.
Dúvidas?
Agradecimentos:
Prof. Ms. Gustavo da Costa Oliveira
Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre
Bacharelado em Sistemas de Informação
Prof. Filipo Mór – www.filipomor.com 2014/01
Gestão de TI

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Kanban
KanbanKanban
01 _fundamentos_de_logistica___introducao (1)
01  _fundamentos_de_logistica___introducao (1)01  _fundamentos_de_logistica___introducao (1)
01 _fundamentos_de_logistica___introducao (1)
Aline Trevisol
 
Brainstorming
BrainstormingBrainstorming
Brainstorming
Bruna M
 
Aula de ERP
Aula de ERPAula de ERP
Aula de ERP
Maurício Botelho
 
SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS
SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAISSISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS
SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS
Aristeu Silveira, DMa, MSc.
 
Aula03 exercicio fluxograma casa
Aula03   exercicio fluxograma casaAula03   exercicio fluxograma casa
Aula03 exercicio fluxograma casa
Grupo Tiradentes
 
Logistica aula 01
Logistica aula 01Logistica aula 01
Logistica aula 01
marcioruizmaia
 
Aula - Sistemas de Informação Gerencial
Aula - Sistemas de Informação GerencialAula - Sistemas de Informação Gerencial
Aula - Sistemas de Informação Gerencial
Anderson Simão
 
Redes de computadores
Redes de computadoresRedes de computadores
Redes de computadores
Jakson Silva
 
Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...
Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...
Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...
Jader Windson
 
AULA 20 organização de arquivos.pptx
AULA 20  organização de arquivos.pptxAULA 20  organização de arquivos.pptx
AULA 20 organização de arquivos.pptx
PalomaOliveira338538
 
Aula 15 administração do tempo
Aula 15   administração do tempoAula 15   administração do tempo
Aula 15 administração do tempo
Luiz Siles
 
ADM - Introdução à administração e às organizações
ADM - Introdução à administração e às organizaçõesADM - Introdução à administração e às organizações
ADM - Introdução à administração e às organizações
Gabriel Faustino
 
10 aula materiais
10 aula materiais10 aula materiais
10 aula materiais
Homero Alves de Lima
 
Tomada de decisão
Tomada de decisãoTomada de decisão
Tomada de decisão
Leila Oliva
 
Processos de Produção
Processos de ProduçãoProcessos de Produção
Processos de Produção
Mauro Enrique
 
Aula 1 Administração da Produção - definições básicas
Aula 1   Administração da Produção - definições básicasAula 1   Administração da Produção - definições básicas
Aula 1 Administração da Produção - definições básicas
Correios
 
Organização
OrganizaçãoOrganização
O que é ISO
O que é ISOO que é ISO
O que é ISO
elliando dias
 
Planejamento e controle da capacidade
Planejamento e controle da capacidadePlanejamento e controle da capacidade
Planejamento e controle da capacidade
Caio Roberto de Souza Filho
 

Mais procurados (20)

Kanban
KanbanKanban
Kanban
 
01 _fundamentos_de_logistica___introducao (1)
01  _fundamentos_de_logistica___introducao (1)01  _fundamentos_de_logistica___introducao (1)
01 _fundamentos_de_logistica___introducao (1)
 
Brainstorming
BrainstormingBrainstorming
Brainstorming
 
Aula de ERP
Aula de ERPAula de ERP
Aula de ERP
 
SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS
SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAISSISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS
SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS
 
Aula03 exercicio fluxograma casa
Aula03   exercicio fluxograma casaAula03   exercicio fluxograma casa
Aula03 exercicio fluxograma casa
 
Logistica aula 01
Logistica aula 01Logistica aula 01
Logistica aula 01
 
Aula - Sistemas de Informação Gerencial
Aula - Sistemas de Informação GerencialAula - Sistemas de Informação Gerencial
Aula - Sistemas de Informação Gerencial
 
Redes de computadores
Redes de computadoresRedes de computadores
Redes de computadores
 
Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...
Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...
Gestão de documentos: Classificação, Ordenação e Protocolo, Tipos de Arquivo:...
 
AULA 20 organização de arquivos.pptx
AULA 20  organização de arquivos.pptxAULA 20  organização de arquivos.pptx
AULA 20 organização de arquivos.pptx
 
Aula 15 administração do tempo
Aula 15   administração do tempoAula 15   administração do tempo
Aula 15 administração do tempo
 
ADM - Introdução à administração e às organizações
ADM - Introdução à administração e às organizaçõesADM - Introdução à administração e às organizações
ADM - Introdução à administração e às organizações
 
10 aula materiais
10 aula materiais10 aula materiais
10 aula materiais
 
Tomada de decisão
Tomada de decisãoTomada de decisão
Tomada de decisão
 
Processos de Produção
Processos de ProduçãoProcessos de Produção
Processos de Produção
 
Aula 1 Administração da Produção - definições básicas
Aula 1   Administração da Produção - definições básicasAula 1   Administração da Produção - definições básicas
Aula 1 Administração da Produção - definições básicas
 
Organização
OrganizaçãoOrganização
Organização
 
O que é ISO
O que é ISOO que é ISO
O que é ISO
 
Planejamento e controle da capacidade
Planejamento e controle da capacidadePlanejamento e controle da capacidade
Planejamento e controle da capacidade
 

Destaque

Terceirização
TerceirizaçãoTerceirização
Terceirização
fsma
 
Demonstrando O Valor De Ti 100407
Demonstrando O Valor De Ti 100407Demonstrando O Valor De Ti 100407
Demonstrando O Valor De Ti 100407
Walfrido Brito Pinheiro
 
Impacto do Outsourcing de Gestão de Marketing na vantagem competitiva das PME...
Impacto do Outsourcing de Gestão de Marketing na vantagem competitiva das PME...Impacto do Outsourcing de Gestão de Marketing na vantagem competitiva das PME...
Impacto do Outsourcing de Gestão de Marketing na vantagem competitiva das PME...
Cristina Nazare Martins
 
Logística
LogísticaLogística
Logística
Rodrigo Cisco
 
Vendendo outsourcing de impressão - Thiarlei Macedo - Impressão Gerenciada
Vendendo outsourcing de impressão - Thiarlei Macedo - Impressão GerenciadaVendendo outsourcing de impressão - Thiarlei Macedo - Impressão Gerenciada
Vendendo outsourcing de impressão - Thiarlei Macedo - Impressão Gerenciada
Thiarlei Macedo
 
Operadores Logísticos: Um setor em transformação
Operadores Logísticos: Um setor em transformaçãoOperadores Logísticos: Um setor em transformação
Operadores Logísticos: Um setor em transformação
Pedro Hijo
 
Aspectos Atuais da Terceirização e da Mão de Obra Temporária
Aspectos Atuais da Terceirização e da Mão de Obra TemporáriaAspectos Atuais da Terceirização e da Mão de Obra Temporária
Aspectos Atuais da Terceirização e da Mão de Obra Temporária
Ricardo Barbosa
 
Scm
ScmScm
Master Thesis Defense
Master Thesis DefenseMaster Thesis Defense
Master Thesis Defense
Filipo Mór
 
Uma Abordagem Paralela da Evolução Diferencial em GPU
Uma Abordagem Paralela da Evolução Diferencial em GPUUma Abordagem Paralela da Evolução Diferencial em GPU
Uma Abordagem Paralela da Evolução Diferencial em GPU
Filipo Mór
 
Marketing - Vantagem Relativa
Marketing - Vantagem RelativaMarketing - Vantagem Relativa
Marketing - Vantagem Relativa
Rafael Junqueira
 
Gimp
GimpGimp
Gimp 2.8 - Efeito Entardecer/Noite
 Gimp 2.8 - Efeito Entardecer/Noite Gimp 2.8 - Efeito Entardecer/Noite
Gimp 2.8 - Efeito Entardecer/Noite
Locatelliii
 
Aula Especial - Redes de Computadores A - Sockets
Aula Especial - Redes de Computadores A - SocketsAula Especial - Redes de Computadores A - Sockets
Aula Especial - Redes de Computadores A - Sockets
Filipo Mór
 
Gimp 2.8 - Texto Espetacular (Fancy Text)
Gimp 2.8 - Texto Espetacular (Fancy Text) Gimp 2.8 - Texto Espetacular (Fancy Text)
Gimp 2.8 - Texto Espetacular (Fancy Text)
leonardoheckert
 
efeito de texto dobrado no Gimp 2.8
efeito de texto dobrado no Gimp 2.8efeito de texto dobrado no Gimp 2.8
efeito de texto dobrado no Gimp 2.8
Carla Sabrina Lehmann
 
Programação C - Aula 1
Programação C - Aula 1Programação C - Aula 1
Programação C - Aula 1
Filipo Mór
 
Programaçao C - Aula 2
Programaçao C - Aula 2Programaçao C - Aula 2
Programaçao C - Aula 2
Filipo Mór
 
Terceirização na Administração Pública: Um estudo do Comportamento Organizaci...
Terceirização na Administração Pública: Um estudo do Comportamento Organizaci...Terceirização na Administração Pública: Um estudo do Comportamento Organizaci...
Terceirização na Administração Pública: Um estudo do Comportamento Organizaci...
MaisoDias
 
Desenvolvendo Aplicações de Uso Geral para GPU com CUDA
Desenvolvendo Aplicações de Uso Geral para GPU com CUDADesenvolvendo Aplicações de Uso Geral para GPU com CUDA
Desenvolvendo Aplicações de Uso Geral para GPU com CUDA
Filipo Mór
 

Destaque (20)

Terceirização
TerceirizaçãoTerceirização
Terceirização
 
Demonstrando O Valor De Ti 100407
Demonstrando O Valor De Ti 100407Demonstrando O Valor De Ti 100407
Demonstrando O Valor De Ti 100407
 
Impacto do Outsourcing de Gestão de Marketing na vantagem competitiva das PME...
Impacto do Outsourcing de Gestão de Marketing na vantagem competitiva das PME...Impacto do Outsourcing de Gestão de Marketing na vantagem competitiva das PME...
Impacto do Outsourcing de Gestão de Marketing na vantagem competitiva das PME...
 
Logística
LogísticaLogística
Logística
 
Vendendo outsourcing de impressão - Thiarlei Macedo - Impressão Gerenciada
Vendendo outsourcing de impressão - Thiarlei Macedo - Impressão GerenciadaVendendo outsourcing de impressão - Thiarlei Macedo - Impressão Gerenciada
Vendendo outsourcing de impressão - Thiarlei Macedo - Impressão Gerenciada
 
Operadores Logísticos: Um setor em transformação
Operadores Logísticos: Um setor em transformaçãoOperadores Logísticos: Um setor em transformação
Operadores Logísticos: Um setor em transformação
 
Aspectos Atuais da Terceirização e da Mão de Obra Temporária
Aspectos Atuais da Terceirização e da Mão de Obra TemporáriaAspectos Atuais da Terceirização e da Mão de Obra Temporária
Aspectos Atuais da Terceirização e da Mão de Obra Temporária
 
Scm
ScmScm
Scm
 
Master Thesis Defense
Master Thesis DefenseMaster Thesis Defense
Master Thesis Defense
 
Uma Abordagem Paralela da Evolução Diferencial em GPU
Uma Abordagem Paralela da Evolução Diferencial em GPUUma Abordagem Paralela da Evolução Diferencial em GPU
Uma Abordagem Paralela da Evolução Diferencial em GPU
 
Marketing - Vantagem Relativa
Marketing - Vantagem RelativaMarketing - Vantagem Relativa
Marketing - Vantagem Relativa
 
Gimp
GimpGimp
Gimp
 
Gimp 2.8 - Efeito Entardecer/Noite
 Gimp 2.8 - Efeito Entardecer/Noite Gimp 2.8 - Efeito Entardecer/Noite
Gimp 2.8 - Efeito Entardecer/Noite
 
Aula Especial - Redes de Computadores A - Sockets
Aula Especial - Redes de Computadores A - SocketsAula Especial - Redes de Computadores A - Sockets
Aula Especial - Redes de Computadores A - Sockets
 
Gimp 2.8 - Texto Espetacular (Fancy Text)
Gimp 2.8 - Texto Espetacular (Fancy Text) Gimp 2.8 - Texto Espetacular (Fancy Text)
Gimp 2.8 - Texto Espetacular (Fancy Text)
 
efeito de texto dobrado no Gimp 2.8
efeito de texto dobrado no Gimp 2.8efeito de texto dobrado no Gimp 2.8
efeito de texto dobrado no Gimp 2.8
 
Programação C - Aula 1
Programação C - Aula 1Programação C - Aula 1
Programação C - Aula 1
 
Programaçao C - Aula 2
Programaçao C - Aula 2Programaçao C - Aula 2
Programaçao C - Aula 2
 
Terceirização na Administração Pública: Um estudo do Comportamento Organizaci...
Terceirização na Administração Pública: Um estudo do Comportamento Organizaci...Terceirização na Administração Pública: Um estudo do Comportamento Organizaci...
Terceirização na Administração Pública: Um estudo do Comportamento Organizaci...
 
Desenvolvendo Aplicações de Uso Geral para GPU com CUDA
Desenvolvendo Aplicações de Uso Geral para GPU com CUDADesenvolvendo Aplicações de Uso Geral para GPU com CUDA
Desenvolvendo Aplicações de Uso Geral para GPU com CUDA
 

Semelhante a Aula 11 - Terceirização em TI

Terceirização de TI
Terceirização de TITerceirização de TI
Terceirização de TI
Saymon Cristian Alves Oliveira
 
CAES
CAESCAES
E12 ll04
E12 ll04E12 ll04
Administradores, Capital Humano e a Excelência de Conhecimentos para Terceiri...
Administradores, Capital Humano e a Excelência de Conhecimentos para Terceiri...Administradores, Capital Humano e a Excelência de Conhecimentos para Terceiri...
Administradores, Capital Humano e a Excelência de Conhecimentos para Terceiri...
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
Gestão de Serviços de TI
Gestão de Serviços de TIGestão de Serviços de TI
Gestão de Serviços de TI
Eliseu Castelo
 
Assumir ou Terceirizar Sua Central de Monitoramento em 5 Passos
Assumir ou Terceirizar Sua Central de Monitoramento em 5 PassosAssumir ou Terceirizar Sua Central de Monitoramento em 5 Passos
Assumir ou Terceirizar Sua Central de Monitoramento em 5 Passos
Norberto Almeida De Andrade
 
Terceirização
TerceirizaçãoTerceirização
Terceirização
Cleber Rampazo
 
201212 sp terceirizacao_pdf
201212 sp terceirizacao_pdf201212 sp terceirizacao_pdf
201212 sp terceirizacao_pdf
Dora Machado Consultoria
 
Rod sac portfolio treinamento e consultoria dez 2018
Rod sac   portfolio treinamento e consultoria dez 2018Rod sac   portfolio treinamento e consultoria dez 2018
Rod sac portfolio treinamento e consultoria dez 2018
Ronaldo Colonia Magalhaes
 
Gti aula 4
Gti   aula 4Gti   aula 4
Gti aula 4
Jhosafá de Kastro
 
Concorrência Digital APADi
Concorrência Digital APADiConcorrência Digital APADi
Documento de Concorrência e Avaliação
Documento de Concorrência e AvaliaçãoDocumento de Concorrência e Avaliação
Documento de Concorrência e Avaliação
Thiago Fagundes
 
Apadi doc-concorrencia
Apadi doc-concorrenciaApadi doc-concorrencia
Apadi doc-concorrencia
Napoleão Furbino
 
Documento de Concorrência da APADI
Documento de Concorrência da APADIDocumento de Concorrência da APADI
Documento de Concorrência da APADI
agenciasocialtag
 
APADI - Documento de concorrência e avaliação
APADI - Documento de concorrência e avaliaçãoAPADI - Documento de concorrência e avaliação
APADI - Documento de concorrência e avaliação
Alex Gonçalves
 
Relacionamento na Carteira de Clientes
Relacionamento na Carteira de ClientesRelacionamento na Carteira de Clientes
Relacionamento na Carteira de Clientes
Direct Link Consultoria
 
FREELOG CONSULTING -- Como conduzir uma terceirização logística?
FREELOG CONSULTING -- Como conduzir uma terceirização logística?FREELOG CONSULTING -- Como conduzir uma terceirização logística?
FREELOG CONSULTING -- Como conduzir uma terceirização logística?
Diego Menezes
 
E12 ll05
E12 ll05E12 ll05
Aquisição, aluguer, implementação de Software
Aquisição, aluguer, implementação de SoftwareAquisição, aluguer, implementação de Software
Aquisição, aluguer, implementação de Software
Eder E. Pereira
 
Apadi doc concorrencia_final
Apadi doc concorrencia_finalApadi doc concorrencia_final
Apadi doc concorrencia_final
Papos na rede
 

Semelhante a Aula 11 - Terceirização em TI (20)

Terceirização de TI
Terceirização de TITerceirização de TI
Terceirização de TI
 
CAES
CAESCAES
CAES
 
E12 ll04
E12 ll04E12 ll04
E12 ll04
 
Administradores, Capital Humano e a Excelência de Conhecimentos para Terceiri...
Administradores, Capital Humano e a Excelência de Conhecimentos para Terceiri...Administradores, Capital Humano e a Excelência de Conhecimentos para Terceiri...
Administradores, Capital Humano e a Excelência de Conhecimentos para Terceiri...
 
Gestão de Serviços de TI
Gestão de Serviços de TIGestão de Serviços de TI
Gestão de Serviços de TI
 
Assumir ou Terceirizar Sua Central de Monitoramento em 5 Passos
Assumir ou Terceirizar Sua Central de Monitoramento em 5 PassosAssumir ou Terceirizar Sua Central de Monitoramento em 5 Passos
Assumir ou Terceirizar Sua Central de Monitoramento em 5 Passos
 
Terceirização
TerceirizaçãoTerceirização
Terceirização
 
201212 sp terceirizacao_pdf
201212 sp terceirizacao_pdf201212 sp terceirizacao_pdf
201212 sp terceirizacao_pdf
 
Rod sac portfolio treinamento e consultoria dez 2018
Rod sac   portfolio treinamento e consultoria dez 2018Rod sac   portfolio treinamento e consultoria dez 2018
Rod sac portfolio treinamento e consultoria dez 2018
 
Gti aula 4
Gti   aula 4Gti   aula 4
Gti aula 4
 
Concorrência Digital APADi
Concorrência Digital APADiConcorrência Digital APADi
Concorrência Digital APADi
 
Documento de Concorrência e Avaliação
Documento de Concorrência e AvaliaçãoDocumento de Concorrência e Avaliação
Documento de Concorrência e Avaliação
 
Apadi doc-concorrencia
Apadi doc-concorrenciaApadi doc-concorrencia
Apadi doc-concorrencia
 
Documento de Concorrência da APADI
Documento de Concorrência da APADIDocumento de Concorrência da APADI
Documento de Concorrência da APADI
 
APADI - Documento de concorrência e avaliação
APADI - Documento de concorrência e avaliaçãoAPADI - Documento de concorrência e avaliação
APADI - Documento de concorrência e avaliação
 
Relacionamento na Carteira de Clientes
Relacionamento na Carteira de ClientesRelacionamento na Carteira de Clientes
Relacionamento na Carteira de Clientes
 
FREELOG CONSULTING -- Como conduzir uma terceirização logística?
FREELOG CONSULTING -- Como conduzir uma terceirização logística?FREELOG CONSULTING -- Como conduzir uma terceirização logística?
FREELOG CONSULTING -- Como conduzir uma terceirização logística?
 
E12 ll05
E12 ll05E12 ll05
E12 ll05
 
Aquisição, aluguer, implementação de Software
Aquisição, aluguer, implementação de SoftwareAquisição, aluguer, implementação de Software
Aquisição, aluguer, implementação de Software
 
Apadi doc concorrencia_final
Apadi doc concorrencia_finalApadi doc concorrencia_final
Apadi doc concorrencia_final
 

Mais de Filipo Mór

Aula 6 - Redes de Computadores A - Endereçamento IP
Aula 6 - Redes de Computadores A - Endereçamento IPAula 6 - Redes de Computadores A - Endereçamento IP
Aula 6 - Redes de Computadores A - Endereçamento IP
Filipo Mór
 
Aula 4 - Redes de Computadores A - Camadas Modelos TCP/IP e OSI. Camada Física.
Aula 4 - Redes de Computadores A - Camadas Modelos TCP/IP e OSI. Camada Física.Aula 4 - Redes de Computadores A - Camadas Modelos TCP/IP e OSI. Camada Física.
Aula 4 - Redes de Computadores A - Camadas Modelos TCP/IP e OSI. Camada Física.
Filipo Mór
 
Auditoria e Segurança em TI - Aula 4
Auditoria e Segurança em TI - Aula 4Auditoria e Segurança em TI - Aula 4
Auditoria e Segurança em TI - Aula 4
Filipo Mór
 
Aula 3 - Redes de Computadores A - Administração da Internet. Modelo TCP/IP.
Aula 3 - Redes de Computadores A - Administração da Internet. Modelo TCP/IP.Aula 3 - Redes de Computadores A - Administração da Internet. Modelo TCP/IP.
Aula 3 - Redes de Computadores A - Administração da Internet. Modelo TCP/IP.
Filipo Mór
 
Auditoria e Segurança em TI - Aula 3
Auditoria e Segurança em TI - Aula 3Auditoria e Segurança em TI - Aula 3
Auditoria e Segurança em TI - Aula 3
Filipo Mór
 
Aula 1 - Redes de Computadores A - Conceitos Básicos.
Aula 1 - Redes de Computadores A - Conceitos Básicos.Aula 1 - Redes de Computadores A - Conceitos Básicos.
Aula 1 - Redes de Computadores A - Conceitos Básicos.
Filipo Mór
 
Aula 1 - Conceitos de TI e PDTI
Aula 1 - Conceitos de TI e PDTIAula 1 - Conceitos de TI e PDTI
Aula 1 - Conceitos de TI e PDTI
Filipo Mór
 
Curso "Desenvolvendo aplicações de uso geral para GPU com CUDA".
Curso "Desenvolvendo aplicações de uso geral para GPU com CUDA".Curso "Desenvolvendo aplicações de uso geral para GPU com CUDA".
Curso "Desenvolvendo aplicações de uso geral para GPU com CUDA".
Filipo Mór
 
Aula 12 - Gestão do Conhecimento
Aula 12 - Gestão do ConhecimentoAula 12 - Gestão do Conhecimento
Aula 12 - Gestão do Conhecimento
Filipo Mór
 
Aula 10 - Acompanhamento de Projetos
Aula 10 - Acompanhamento de ProjetosAula 10 - Acompanhamento de Projetos
Aula 10 - Acompanhamento de Projetos
Filipo Mór
 
Aula 9 - Controle de Atividades e Custos
Aula 9 - Controle de Atividades e CustosAula 9 - Controle de Atividades e Custos
Aula 9 - Controle de Atividades e Custos
Filipo Mór
 
Aula 8 - Técnicas de Negociação e Gestão de RH
Aula 8 - Técnicas de Negociação e Gestão de RHAula 8 - Técnicas de Negociação e Gestão de RH
Aula 8 - Técnicas de Negociação e Gestão de RH
Filipo Mór
 
Aula 7 - Técnicas de Planejamento
Aula 7 - Técnicas de PlanejamentoAula 7 - Técnicas de Planejamento
Aula 7 - Técnicas de Planejamento
Filipo Mór
 
Aula 6 - O Processo Decisório e a Inteligência Competitiva de TI
Aula 6 - O Processo Decisório e a Inteligência Competitiva de TIAula 6 - O Processo Decisório e a Inteligência Competitiva de TI
Aula 6 - O Processo Decisório e a Inteligência Competitiva de TI
Filipo Mór
 
Aula 5 - A TI nas Organizações
Aula 5 - A TI nas OrganizaçõesAula 5 - A TI nas Organizações
Aula 5 - A TI nas Organizações
Filipo Mór
 
Parallelization Strategies for Implementing Nbody Codes on Multicore Architec...
Parallelization Strategies for Implementing Nbody Codes on Multicore Architec...Parallelization Strategies for Implementing Nbody Codes on Multicore Architec...
Parallelization Strategies for Implementing Nbody Codes on Multicore Architec...
Filipo Mór
 
Aula 3 - Gestão de Processos, BPM e Desenvolvimento de Sistemas
Aula 3 - Gestão de Processos, BPM e Desenvolvimento de SistemasAula 3 - Gestão de Processos, BPM e Desenvolvimento de Sistemas
Aula 3 - Gestão de Processos, BPM e Desenvolvimento de Sistemas
Filipo Mór
 
Aula 4 - O Profissional de TI
Aula 4 - O Profissional de TIAula 4 - O Profissional de TI
Aula 4 - O Profissional de TI
Filipo Mór
 
GPU Performance Prediction Using High-level Application Models
GPU Performance Prediction Using High-level Application ModelsGPU Performance Prediction Using High-level Application Models
GPU Performance Prediction Using High-level Application Models
Filipo Mór
 
Aula 2 - Estratégia Competitivas de TI
Aula 2 - Estratégia Competitivas de TIAula 2 - Estratégia Competitivas de TI
Aula 2 - Estratégia Competitivas de TI
Filipo Mór
 

Mais de Filipo Mór (20)

Aula 6 - Redes de Computadores A - Endereçamento IP
Aula 6 - Redes de Computadores A - Endereçamento IPAula 6 - Redes de Computadores A - Endereçamento IP
Aula 6 - Redes de Computadores A - Endereçamento IP
 
Aula 4 - Redes de Computadores A - Camadas Modelos TCP/IP e OSI. Camada Física.
Aula 4 - Redes de Computadores A - Camadas Modelos TCP/IP e OSI. Camada Física.Aula 4 - Redes de Computadores A - Camadas Modelos TCP/IP e OSI. Camada Física.
Aula 4 - Redes de Computadores A - Camadas Modelos TCP/IP e OSI. Camada Física.
 
Auditoria e Segurança em TI - Aula 4
Auditoria e Segurança em TI - Aula 4Auditoria e Segurança em TI - Aula 4
Auditoria e Segurança em TI - Aula 4
 
Aula 3 - Redes de Computadores A - Administração da Internet. Modelo TCP/IP.
Aula 3 - Redes de Computadores A - Administração da Internet. Modelo TCP/IP.Aula 3 - Redes de Computadores A - Administração da Internet. Modelo TCP/IP.
Aula 3 - Redes de Computadores A - Administração da Internet. Modelo TCP/IP.
 
Auditoria e Segurança em TI - Aula 3
Auditoria e Segurança em TI - Aula 3Auditoria e Segurança em TI - Aula 3
Auditoria e Segurança em TI - Aula 3
 
Aula 1 - Redes de Computadores A - Conceitos Básicos.
Aula 1 - Redes de Computadores A - Conceitos Básicos.Aula 1 - Redes de Computadores A - Conceitos Básicos.
Aula 1 - Redes de Computadores A - Conceitos Básicos.
 
Aula 1 - Conceitos de TI e PDTI
Aula 1 - Conceitos de TI e PDTIAula 1 - Conceitos de TI e PDTI
Aula 1 - Conceitos de TI e PDTI
 
Curso "Desenvolvendo aplicações de uso geral para GPU com CUDA".
Curso "Desenvolvendo aplicações de uso geral para GPU com CUDA".Curso "Desenvolvendo aplicações de uso geral para GPU com CUDA".
Curso "Desenvolvendo aplicações de uso geral para GPU com CUDA".
 
Aula 12 - Gestão do Conhecimento
Aula 12 - Gestão do ConhecimentoAula 12 - Gestão do Conhecimento
Aula 12 - Gestão do Conhecimento
 
Aula 10 - Acompanhamento de Projetos
Aula 10 - Acompanhamento de ProjetosAula 10 - Acompanhamento de Projetos
Aula 10 - Acompanhamento de Projetos
 
Aula 9 - Controle de Atividades e Custos
Aula 9 - Controle de Atividades e CustosAula 9 - Controle de Atividades e Custos
Aula 9 - Controle de Atividades e Custos
 
Aula 8 - Técnicas de Negociação e Gestão de RH
Aula 8 - Técnicas de Negociação e Gestão de RHAula 8 - Técnicas de Negociação e Gestão de RH
Aula 8 - Técnicas de Negociação e Gestão de RH
 
Aula 7 - Técnicas de Planejamento
Aula 7 - Técnicas de PlanejamentoAula 7 - Técnicas de Planejamento
Aula 7 - Técnicas de Planejamento
 
Aula 6 - O Processo Decisório e a Inteligência Competitiva de TI
Aula 6 - O Processo Decisório e a Inteligência Competitiva de TIAula 6 - O Processo Decisório e a Inteligência Competitiva de TI
Aula 6 - O Processo Decisório e a Inteligência Competitiva de TI
 
Aula 5 - A TI nas Organizações
Aula 5 - A TI nas OrganizaçõesAula 5 - A TI nas Organizações
Aula 5 - A TI nas Organizações
 
Parallelization Strategies for Implementing Nbody Codes on Multicore Architec...
Parallelization Strategies for Implementing Nbody Codes on Multicore Architec...Parallelization Strategies for Implementing Nbody Codes on Multicore Architec...
Parallelization Strategies for Implementing Nbody Codes on Multicore Architec...
 
Aula 3 - Gestão de Processos, BPM e Desenvolvimento de Sistemas
Aula 3 - Gestão de Processos, BPM e Desenvolvimento de SistemasAula 3 - Gestão de Processos, BPM e Desenvolvimento de Sistemas
Aula 3 - Gestão de Processos, BPM e Desenvolvimento de Sistemas
 
Aula 4 - O Profissional de TI
Aula 4 - O Profissional de TIAula 4 - O Profissional de TI
Aula 4 - O Profissional de TI
 
GPU Performance Prediction Using High-level Application Models
GPU Performance Prediction Using High-level Application ModelsGPU Performance Prediction Using High-level Application Models
GPU Performance Prediction Using High-level Application Models
 
Aula 2 - Estratégia Competitivas de TI
Aula 2 - Estratégia Competitivas de TIAula 2 - Estratégia Competitivas de TI
Aula 2 - Estratégia Competitivas de TI
 

Último

Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
ClaudiaMainoth
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 

Último (20)

Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 

Aula 11 - Terceirização em TI

  • 1. Gestão de TI Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre Bacharelado em Sistemas de Informação Prof. Filipo Mór 2014/01 Terceirização em TI
  • 2. Terceirização • Um processo de gestão pelo qual se repassam algumas atividades a terceiros, com os quais se estabelece uma relação de parceria, ficando a empresa concentrada apenas em tarefas essencialmente ligadas ao negócio em que atua.
  • 3. Vantagens e Desvantagens da Terceirização  Vantagens Especialização; Maior competitividade; Melhor qualidade; Maior atenção a gestão de custos; Redução de desperdícios; Concentração de esforço na atividade principal.
  • 4.  Desvantagens Presunção de vínculo empregatício; Não há impedimento de que os mesmos serviços sejam prestados pela concorrência; Maior rotatividade de mão de obra; Diferença de benefícios; Maiores riscos de furtos de informação; Dificuldade de encontrar novos parceiros de confiança. Vantagens e Desvantagens da Terceirização
  • 5. Com o aumento das empresas especializadas há um o aumento da concorrência que é inerente à grandes empresas e com isso há uma crescente necessidade da atividade produtiva melhorar suas funções em todos os ramos empresariais. Multiplicação de Empresas
  • 6.  Serviços de limpeza e manutenção;  Preparação e distribuição de alimentos para funcionários da empresa;  Telefonia;  Vigilância;  Movimentação de materiais;  Expedição de produtos finais;  Tecnologia da Informação. Atividades Que Podem Ser Terceirizadas
  • 7. Existem várias formas de aplicação da técnica da terceirização como por exemplo: Prestação de serviços; Franquia; Compra de serviços; Nomeação de representantes; Alocação de mão-de-obra entre outros. Finalidade da Terceirização
  • 8. Preocupações com a Terceirização • Mais da metade de todos os clientes que contrataram alguma forma de outsourcing de serviços de TI precisaram renegociar alguma condição em seus contratos. • Em 25% dos casos cancelaram o contrato e trocaram de fornecedor • 70% dos clientes acreditam que seu fornecedor geralmente não entende qual a sua verdadeira expectativa • Grande parte dos contratantes está insatisfeita e preocupada com os fornecimentos correntes
  • 9. Riscos da Terceirização • Vazamento de informações confidenciais • Custos acima do esperado • Perda do conhecimento interno Para saber mais: •Os riscos da terceirização da TI e da adoção de novas TIs e suas relações com os riscos para as estratégias competitivas das organizações - http://hdl.handle.net/10183/17416 •Os cuidados e passos que devem ser seguidos para a obtenção de sucesso na terceirização em Tecnologia da Informação. - http://www.apinfo.com/artigo54.htm •Fatores de riscos associados à terceirização de TI no setor público. - http://www.aedb.br/seget/artigos06/527_oliveira%20fatores%20seget.pdf
  • 10. Por que Se Faz Tanto Outsourcing? • Concentração de energias nas competências essenciais, diferenciadoras; • Busca de competitividade; • Necessidade de recursos e conhecimentos especializados; • Crescente sofisticação de TI; • Custeio por demanda; combate a custos fixos de alocação não explícita.
  • 12. Dez lições da TI • 1 - Consultores podem economizar milhões para você Pode parecer contra-intuitivo, mas antes de selecionar uma empresa de terceirização, terceirize a escolha de seu parceiro de outsourcing. Isto é particularmente importante, se você está assumindo seu primeiro importante empreendimento de terceirização.
  • 13. Dez lições da TI • 2 - Detenha o controle Embora as relações de terceirização sejam parcerias, a prioridade do parceiro de terceirização sempre será os resultados da própria companhia - depende de você manter o enfoque do trabalho em sua companhia. Se não houver uma equipe principal de profissionais técnicos que possam fazer verificações de adequação das soluções que são apresentadas, você conduzirá sua própria companhia e também a parceira de terceirização ao fracasso.
  • 14. Dez lições da TI • 3 - Compare Primeiramente, compare com empresas similares a sua indústria. Também se pode conduzir comparações internas entre regiões.
  • 15. Dez lições da TI • 4 - Planeje antecipadamente os resultados finais O teste definitivo de qualquer contrato de terceirização refere-se a como todos os aspetos estarão adequados, quando o contrato terminar. Tenha, antecipadamente, a difícil conversa sobre como a relação contratual terminará e por que. Registre isto por escrito.
  • 16. Dez lições da TI • 5 - Eles também precisam ganhar dinheiro Lembre-se de que seu parceiro de terceirização de TI está conduzindo um negócio. Se a relação contratual que foi iniciada não for lucrativa para a companhia de terceirização, ou você obterá um serviço inferior ao esperado ou será cobrado por cada modificação no serviço ou alteração nas especificações.
  • 17. Dez lições da TI • 6 - Defina o óbvio Contratos de nível de serviço devem ser explícitos. Quanto mais detalhados e mensuráveis eles forem, mais fácil será definir o sucesso. Também será necessário garantir que eles especifiquem o roteiro para atingir os objetivos de negócios, assim como as medidas de TI.
  • 18. Dez lições da TI • 7 - Pessoas qualificadas Negocie com base nos custos, mas decida tendo como base a qualidade e as pessoas. No setor de terceirização, as pessoas designadas para trabalhar com sua conta fazem muita diferença.
  • 19. Dez lições da TI • 8 - Avalie Utilize uma companhia independente para realizar avaliações de qualidade. Se você estiver negociado seu contrato com termos bem-definidos, deverá deixar claro como quer atingir o sucesso. Estabelecendo que uma terceira pessoa fará as avaliações de qualidade, você estará gerando uma tensão saudável na relação de terceirização e criando uma visão independente do trabalho realizado.
  • 20. Dez lições da TI • 9 - Transparência Seja "transparente" com sua equipe, no que se refere ao processo. Nada é mais desmoralizante para uma equipe do que rumores circulando sobre a terceirização e a possibilidade de mudanças nos componentes da equipe.
  • 21. Dez lições da TI • 10 - Offshoring Quando for possível, opte pela terceirização de outros países. Os funcionários nessas centrais sediadas em outros países estão se integrando rapidamente com as equipes de TI. Assim, recorrem a funcionários no exterior para que forneçam suporte técnico ao desenvolvimento de programas/aplicativos e à administração de bancos de dados em toda nossa companhia.
  • 22. Dúvidas? Agradecimentos: Prof. Ms. Gustavo da Costa Oliveira Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre Bacharelado em Sistemas de Informação Prof. Filipo Mór – www.filipomor.com 2014/01 Gestão de TI