SlideShare uma empresa Scribd logo
Apresentação
A criação deste material foi motivada por duas crenças primordiais: Em 1º lugar, conteúdos
relevantes são canais adequados para expor o pensamento não apenas do autor, mas de
compartilhar e contribuir com o mercado no qual está iserido visando crescimento
profissional de todos.
Em 2º lugar, o nosso alicerce está baseado na construção e reconstrução de um
aprimoramento contínuo que todos nós profissionais devemos ser incansáveis em buscar e
estarmos atentos, atualizados e preparados para novas tecnologias e comportamento de
nossos clientes e público alvo.
A iniciativa desta publicação foi do Gerente Comercial da Sim [Sistemas Integrados de
Monitoramento] que contou desde o seu lançamento com o apoio da Direção, dos
colaboradores e parceiros de negócios.
Todos nós esperamos que todos os envolvidos neste projeto, assim como outros leitores
possam beneficiar-se do esforço levado a efeito.
Prefácio
Este material representa mais um esforço da SIM [Sistemas Integrados de
Monitoramento] em socializar seu aprendizado e suas conquistas desde
1995. Ele é escrito por um profissional de reconhecida competência
acadêmica e prática. O que torna possível atender às demandas do
mercado, tendo como suporte sólida fundamentação teórica.
O propósito com esta iniciativa, é oferecer a vendedores, gestores,
técnicos, distribuidores – a todos, enfim, que têm internalizado o conceito
de educação continuada, tão relevante nesta era do conhecimento –
elemento que, agregado às suas práticas, possam contribuir para sua
especialização, atualização e aperfeiçoamento.
´´O analfabeto do século XXI não será aquele que não consegue ler e
escrever, mas aquele que não consegue aprender, desaprender, e
reaprender.`` Alvin Toffler [escritor e futurista norte-americano doutorado
em Letras, Leis e Ciência].
Introdução
Tem sido objeto de comentário, em várias áreas de conhecimento, por
diversos autores, o impacto das transformações extremamente rápidas,
geradas pelo desenvolvimento científico e tecnológico, têm provocado nas
organizações em geral e nas empresas em particular.
Como consequência da velocidade da mudança, o ambiente
organizacional brasileiro enfrenta um cenário cada vez mais desafiante, pelo
aumento do número de concorrentes, pelo aumento do poder de
negociação de fornecedores e clientes, pelo aumento da complexidade
trazida pela tecnologia, tanto de informação quanto de comunicação, e
também pelo aumento do nível de exigência do consumidor.
Neste contexto, os órgãos reguladores interferem diretamente na vida das
empresas, obrigando-as rever, de forma constante, suas ações políticas,
normas e procedimentos. Surgem demandas adicionais, como a governança
corporativa, a sustentabilidade ambiental e os direitos do consumidor.
Embora reconhecendo que as empresas brasileiras deram passos gigantescos, na última
década do século XX, em direção a uma operação cada vez mais eficiente, pela
implementação de sistemas de qualidade, uso exaustivo da tecnologia da informação
e modelos de racionalização de custos, não se pode deixar de atestar que ainda há um
perigoso hiato entre as intenções da empresa e a sua cotidiana realidade operacional.
Qualquer análise desse distanciamento leva à constatação de que ele tem origem nas
pessoas que, neste início de século, precisam ser gerenciadas de forma tal que
alcancem um nível de qualificação significativamente mais alto. Afinal, em última
instância, uma empresa é um grupo de pessoas. São elas que fazer acontecer. Políticas,
processos e serviços não existem, se não houver alguém que os coloque em ação.
Este material é dedicado ao Outsourcing ou mais conhecida como Terceirização que
para nós é sinônimo de Parceria de Negócios. Como diz Theodore Levitt (1985), ´´o
objetivo de uma empresa é criar e manter um cliente``, e um bom parceiro de negócios
é essencial para os resultados de uma empresa.
Outsourcing ou Terceirização?
Afinal de contas como funciona?
Terceirização <=> Outsourcing = Out + Source <=> Fonte Externa
A terceirização esta direcionada para áreas de back office (retaguarda)
das organizações, ou seja, áreas que não geram vantagens competitivas.
A terceirização evolui de uma terceirização tradicional para uma
terceirização estratégica, na qual o objetivo é ganhar rapidez, flexibilidade
e eficiência.
Considera-se terceirização tradicional a situação que envolve um processo
não-essencial da empresa e terceirização estratégica, por sua vez, ocorre
quando a empresa terceiriza varias atividades, exceto, aquelas especificas
que lhe podem gerar uma vantagem competitiva.
Este modelo de terceirização também é conhecido pelo mercado como:
Outsourcing
Logo o Outsourcing é uma terceirização que efetivamente transforma um
processo de negócio. O fornecedor de serviços (dealer) terá maior
lucratividade a medida que ofertar atividades em que tenha maior ganho
e melhor performance na força competitiva de vendas junto aos seus
clientes.
O modelo para administrar as etapas do Outsourcing compreende:
1. Identificar as atividades que serão delegadas;
2. Escolher um parceiro de negócios;
3. Fortalecer a marca e a identidade da sua empresa;
4. Administrar o relacionamento com o parceiro de negócios.
O mercado espera que o fornecedor de Outsourcing seja capaz de captar o
valor que o contratante não consegue captar e alcançar ganhos e
inovações aprendidas nos diversos clientes.
No Outsourcing os parceiros de negócios dividem as responsabilidade e
benefícios junto aos clientes, e a expectativa é de rápidas melhorias no
desempenho e com isso aumento no valor da força de vendas.
Para medir as melhorias de desempenho é necessário observar quais são os
melhores parâmetros para avaliação.
O parceiro de negócios que compreender melhor as atividades não
essenciais de seus clientes e oferecer o conjunto de atividades capaz de
agregar valor, terá maior possibilidade de se diferenciar no mercado.
TERCEIRIZAÇÃO – Identificar Atividades
A empresa deve identificar as capacidade centrais, ou seja, o conjunto de
atividades diferenciais em relação a concorrência, para o restante da
atividades a alta direção deve avaliar e comparar possíveis fontes de
desperdício ou falta de habilidade.
As escolhas de terceirização essencialmente decorrem de fatores
econômicos, por tanto, as empresas devem trabalhar com custos menores,
porém quanto maior a especialização, maior pode ser sua lucratividade.
Maior Valor e Qualidade são essenciais para conquistar um cliente.
Atenção especial a custos que podem prejudicar sua lucratividade:
 Custos de Operacionais de Monitoramento
 Custos de Mercado
 Custos de Gestão
Custos de Negociação
O fornecedor deverá incluir em seu mix de serviços, soluções de baixo custo com alto valor
agregado, para isso é fundamental que as áreas de recursos humanos e de processos
estejam alinhadas estrategicamente com a oferta de serviços.
Alinhado a estes fatores a empresa amplia a sua visão monitorando os 3 Cs: Contas, Custos e
Concorrentes. Em suma, sua empresa é um reflexo do seu negócio: ou vai pra frente ou fica
patinando.
Terceirização [ Processos]
Na analise da integração e parceria a escolha é composta por:
1. Avaliação do Parceiro Integrador, com os critérios de seleção:
posicionamento de mercado, preço, qualidade técnica,
capacidade de gerenciar relacionamento e experiências
anteriores.
2. Acordo do Nível de Serviço: onde é definido o Padrão de Serviço
desejado (personalização), bem como os responsáveis.
3. Negociação de Contrato: formalização do tipo de relacionamento,
duração, objetivos, critérios de avaliação e divergências.
4. Gerenciamento da Terceirização:
 Evolução, acompanhamento da implantação e correções.
 Análise de satisfação
 Acompanhamento de um gerente de contas
Custos de Infra Estrutura e Pessoal
 Impacto sobre o Processo
 Foco no Negócio Principal
 Aumento na força competitiva de vendas
 Confidencialidade
 Inovações tecnológicas
 Habilidade Técnica
 RH Interno
 Transformação de custos em receita
Em que aspectos este
modelo de parceria
agrega valor à minha empresa?
Podemos observar também a curva de
Eficiência Real X Expectativa
Tempo
Desenvolvimento
Real
Expectativa
Atenção
Oportunidades
Atenção
Inovações
Fornecedor
Tradicional
Relacionamento
Temporário
União Estratégica Organização
Objetivo Resolução de um
problema
imediato
Obtenção de
melhores
habilidades
Agregação de
Valor
Melhor
posicionamento
no mercado no
futuro
Tipo de
Relacionamento
Cliente /
Fornecedor
Hibrido entre
cliente /
fornecedor e
parceria
Parceria Parceria
Duração Curto Prazo Médio / Longo
Prazo
Longo Prazo Longo Prazo
Estratégia Pequena Associada para
viabilizar o
processo
terceirizado
Segue a
estratégia da
empresa
Associada a
Missão da
empresa
Grau de
Confiança
Não é essencial Sobre as
Habilidades
Elevado e
recíproco
Maximo e
recíproco
Aspectos a serem
avaliados
Produtividade,
redução de
custos, tempo de
reação
Eficiência melhor
dos processos
Vantagem
competitiva, lucro
Inovação,
criação de novos
mercados
Modelo de Preços Baixo Baseado em
custo e com risco
partilhado
Ganho Maximo Ganho Maximo
Principais características do relacionamento entre Parceiros de Negócios
Ganhos e Lucros
Porque vale a pena Terceirizar ?
 Acordos Ganha-Ganha
 Diferenciais através de inovação tecnológica
 Redução do Grau de Adaptação
 Aderência
 Customização
 Ganho de Escala e Capacitação
 Descobrir novas oportunidades
 Estabelecer limites de ganhos tangíveis
 Flexibilidade de preço que capte valor
 Adaptação gerencial com foco em vendas
Convencional Colaborativa Transformacional
Objetivo Repassar Funções de
apoio, reduzindo custos
Atualizar processos não-
centrais, reduzindo
despesas, aumentando a
flexibilidade
Transformar o
funcionamento da
empresa, alcançando
melhoria de desempenho
Papel do
Parceiro
Executar a Função de
Apoio
Responsável redesenho e
gerenciamento dos
processos não-centrais
Colaborar para transformar
o negocio
Abordagem Serviço Padrão
Custo por transação
Escopo reduzido
Flexível Personalizado
Preço baseado no valor
obtido
Escalonável
Integrado
Compartilhamento de
Riscos
Acelerado
Benefícios Redução de 20% do
custo
Melhores praticas
Serviço mesmo nível e
uniforme
Risco Financeiro
compartilhado
Redução de 50% do
custo
Qualificações
Competitivas
Serviço alto nível e
uniforme
Risco Operacional
compartilhado
Flexibilidade e
velocidade
Redução de 75% do custo
Qualificações Criticas
Serviço de nível superior
Risco Estratégico
compartilhado
Flexibilidade e velocidade
Aumento na Participação
do Mercado e Receita
A Evolução da Terceirização
´´A tendência de terceirização é real e as empresas estão olhando para melhorar sua saúde em geral,
transformando seu negócio em um nível tanto tático quanto estratégico``.
Segundo a Pesquisa da Gartner, empresa líder de pesquisa no mundo, indica que a Terceirização vai alcançar um
crescimento de dois dígitos nos próximos anos à medida que mais e mais organizações, de todos os tamanhos, se
voltam para provedores de Terceirização para reduzir custos, aumentar a receita, melhorar o atendimento ao cliente
e eliminar atividades não essenciais dentro de suas empresas.
Peter Drucker - considerado o pai da administração moderna, sendo o mais reconhecido dos pensadores do
fenômeno dos efeitos da globalização na economia em geral e em particular nas organizações.
Chegou a hora
de conhecer
o tão esperado
5 Passos
1º Passo
Custos de uma Central de Monitoramento
Segue abaixo os itens de despesas diretas e indiretas (Custos fixos e variáveis)
Hardware: Computadores, receptoras (receivers), servidores, climatizadores, switches, roteador, periféricos, gerador, nobreaks
Software: programas, licenças, aplicativos, plataformas, firewall
Telefonia e Dados: Link de internet dedicado, IPs em redundância, sistema balance, telefonia, chips de dados, serviços telefônicos
internos e externos (interurbanos), URA Unidade de Resposta Audível, gravações telefônicas, provedores , storage, datacenter, servidor
cloud ; endereço de domínio
Local: Aluguel (espaço por m2), IPTU, água, energia elétrica, extintores, porta corta-fogo, proteção por grade
Serviços de RH: Salários, encargos sociais: (INSS, FGTS, entre outros que compõem 35,5% do salário) benefícios, tempo ocioso, horas
extras, (repouso semanal, feriados, férias, auxílio enfermidade, previsão para aviso prévio trabalhado compõem 58,56% de incidência
sobre os encargos sociais), ações trabalhistas, afastamentos, honorários, treinamentos, recrutamento, seleção, premiações, comissões,
representações, associações de classe, sindicato
Serviços jurídicos: assessoria legal, contratos, legislação, responsabilidades civis e criminais, código de defesa do consumidor
Serviços contábeis: Taxas, impostos, nota fiscal, tributos
Serviços financeiros: Boletos,operações e tarifas bancárias
Marketing: Site, panfletagens, divulgação em jornais, revistas, feiras, eventos, banners, folhetos, brindes, news letter, viagens.
Diversos: Uniformes, vestiário, móveis e instalações, arquivo geral, correios e envios, serviços gerais de secretaria, materiais de escritório,
limpeza e conservação
Veículos / Motocicletas: IPVA, licenciamento, manutenção, multas, seguro, rastreamento.
Intangíveis: depreciação e manutenção de equipamentos, instrumentos de trabalho, entre outros.
Fonte: Construindo Plano de Negócios – PUC - RJ
2º Passo
Hora da Verdade
Gestão Própria
X
Outsourcing
Que impacto esperar?
Tendo em vista as novas exigências do mercado, o
outsourcing surge como uma das alternativas mais
importantes para que esforços sejam centrados nas
atividades principais, ou seja, aquilo que realmente a
empresa sabe fazer, deixando para terceiros a administração
de recursos essenciais ao funcionamento da empresa, como
a operação de uma central de monitoramento.
Vantagens e desvantagens entre a gestão própria dos
recursos ou utilizando o outsourcing:
3º Passo
Quais as vantagens de uma
parceria?
Vantagens e Benefícios da Parceria
 Redução /Eliminação de custos operacionais, fixos e variáveis
 Possibilita aumentar o foco no negócio-principal. As empresas concentrarem-se nas suas funções principais, enquanto que um
especialista externo assegura as funções operacionais que não façam parte do negócio principal da empresa;
 Respeito à sua marca e sua identidade junto aos seus clientes. Sigilo absoluto.
 Não atender clientes finais. O propósito é buscar parceria e não concorrência.
 Qualidade de vida: sem preocupação com trabalhos noturnos, fins de semana e feriados.
 Todo o processo seletivo de Pessoal fica sobre a responsabilidade da sua Parceira, inclusive supervisões, avaliações, treinamentos,
reciclagem, substituições do pessoal em férias, licenças e outros tipos de faltas justificadas ou não;
 Todos os encargos fazendários, trabalhistas e sociais ficam sobre a responsabilidade da SIM e não há vínculo empregatício entre o
empregado e o cliente, já que toda a orientação administrativa e operacional, diga-se subordinação, é da responsabilidade da sua
Parceira;
 Eliminação de verbas para aquisição e modernização de equipamentos e infraestrutura, proporcionando o aumento da
disponibilidade de capital para investimentos;
 Relatório on line com acesso de seus clientes customizada no seu site com o padrão visual (logomarca) da sua empresa;
 Monitoramento em todo território nacional sem custo de interurbano (receptora local) ou aplicativo web;
 Otimização do espaço físico da sua empresa; Diversos tipos de treinamentos à sua empresa; Suporte 24 horas por dia.
 Sala de reunião e treinamentos equipada a disposição dos seus clientes e funcionários.
 Solicitação de chamados técnicos direcionadas em tempo real para seu departamento técnico
 Vídeo monitoramento de imagens parcial / integral / ronda virtual.
Matéria: Grandes Marcas e o Outsourcing
Fonte: The New York Times / Folha de São Paulo
Faça como a Grandes Marcas que realizam Outsourcing
Conheça alguns dos nossos Parceiros Integradores
4º Passo
Não faça
negócio
sem antes
conhecer
quem já
faz!
5º Passo
Conclusão
Antes de dizer que algo não funciona, é preciso entendê-lo!
Revise os 5 passos atentamente para realizar um levantamento da situação da sua empresa
1º Análise dos custos fixos e variáveis
2º Hora da Verdade
3º Vantagens e Benefícios de uma Parceria
4º Referências da Parceira
5º Decidir e fazer à diferença
Contar sempre com um Profissional
Referências Bibliográficas
BARBERINO, Marcus Menezes. Terceirização: o que é, o que não é e o que pode ser. Ed. Editores.com ; 2009.
GIOSA, Lívio. Terceirização: uma abordagem estratégica. 8. Ed. São Paulo: Mecca, 2008.
LOPES, da Costa Renato. Estratégia Organizacional e “Outsourcing” - Os Recursos Estratégicos de
Competitividade . Ed. Almedina, 2012.
OLIVEIRA, Marco Antonio de. Terceirização – Estruturas e processos em Xeque nas empresas. Ed. Nobel, 2006
RONALD, Coase. A natureza da firma. Ed. Penrose, 1927.
RUSSO, Giuseppe. Guia prático de terceirização: como elaborar um projeto de terceirização eficaz. Rio de
Janeiro: Elsevier; Brasília, DF, 2007.
SALIM, César Simões et al. Construindo Plano de negócios. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.
http:// www.forbes.com/insights/
http://www.folha.uol.com.br/
http:// www.nytimes.com/
http:// www.gartner.com/technology/home.jsp
Pense fora do Quadrado
Gerencie seu negócio de forma
simples, eficaz e econômica, ganhando produtividade.
Somos uma empresa líder no segmento com
foco exclusivo em Outsourcing (Terceirização).
O nosso propósito é fazer com que sua empresa seja:
Forte na Marca. Sólida nos Valores. Única nos resultados.
Transforme o potencial da sua empresa em
força competitiva para vendas.
Solicite uma proposta personalizada
(11) 2144-6262 / 7846-9224 / 26091*5
www.simseguranca.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Vmg Institucional
Vmg   InstitucionalVmg   Institucional
Vmg Institucional
Carlos Silva
 
Relacionamento entre Gerenciamento de Projetos e Gerenciamento de Processos d...
Relacionamento entre Gerenciamento de Projetos e Gerenciamento de Processos d...Relacionamento entre Gerenciamento de Projetos e Gerenciamento de Processos d...
Relacionamento entre Gerenciamento de Projetos e Gerenciamento de Processos d...
Iris Nunes, PMP®, PSM I
 
E-Book Sustentabilidade É Bom Negócio DOM Strategy Partners 2011
E-Book Sustentabilidade É Bom Negócio DOM Strategy Partners 2011E-Book Sustentabilidade É Bom Negócio DOM Strategy Partners 2011
E-Book Sustentabilidade É Bom Negócio DOM Strategy Partners 2011
DOM Strategy Partners
 
Projeto Aplicado Realizar - Vison Backcasting Pneusola
Projeto Aplicado Realizar - Vison Backcasting PneusolaProjeto Aplicado Realizar - Vison Backcasting Pneusola
Projeto Aplicado Realizar - Vison Backcasting Pneusola
Cinara Miranda
 
Vantagem competitiva
Vantagem competitivaVantagem competitiva
Vantagem competitiva
Carlos Eduardo Rocha
 
Terceirização
TerceirizaçãoTerceirização
Terceirização
Márcio Vales
 
As PMEs que mais crescem no Brasil 2017
As PMEs que mais crescem no Brasil 2017As PMEs que mais crescem no Brasil 2017
As PMEs que mais crescem no Brasil 2017
João Rafael Lopes
 
11 slideshare a inteligência logística
11 slideshare  a inteligência  logística11 slideshare  a inteligência  logística
11 slideshare a inteligência logística
delano chaves gurgel do amaral
 
Aula 11 - Terceirização em TI
Aula 11 - Terceirização em TIAula 11 - Terceirização em TI
Aula 11 - Terceirização em TI
Filipo Mór
 
Estratégia what-is-strategy versão-em-português (1)
Estratégia what-is-strategy versão-em-português (1)Estratégia what-is-strategy versão-em-português (1)
Estratégia what-is-strategy versão-em-português (1)
Cícera Oliveira
 
Venda consultiva aplicada em serviços
Venda consultiva aplicada em serviçosVenda consultiva aplicada em serviços
Venda consultiva aplicada em serviços
Aline Rodrigues
 
Estudo de Caso de um Programa para a Aplicação da Metodologia Lean Seis Sigma...
Estudo de Caso de um Programa para a Aplicação da Metodologia Lean Seis Sigma...Estudo de Caso de um Programa para a Aplicação da Metodologia Lean Seis Sigma...
Estudo de Caso de um Programa para a Aplicação da Metodologia Lean Seis Sigma...
Alexandre Barcelos
 
Slides determinantes de custos
Slides determinantes de custosSlides determinantes de custos
Slides determinantes de custos
Carlos Nunes
 
What is strategy?
What is strategy?What is strategy?
What is strategy?
Luciana Gava
 
Customer Relatioship Management (overview)
Customer Relatioship Management (overview)Customer Relatioship Management (overview)
Customer Relatioship Management (overview)
Flavio Carvalho
 
Determinantes de Custos
Determinantes de CustosDeterminantes de Custos
Determinantes de Custos
Carlos Nunes
 
Projetos Web - Ambiente empresarial
Projetos Web - Ambiente empresarialProjetos Web - Ambiente empresarial
Projetos Web - Ambiente empresarial
Odair Cavichioli
 
Áreas_funcionais_das_organizacões
Áreas_funcionais_das_organizacõesÁreas_funcionais_das_organizacões
Áreas_funcionais_das_organizacões
Jordanio Silva Santos
 
Deloitte Consulting - Lean Office &amp; ECR
Deloitte Consulting - Lean Office &amp; ECRDeloitte Consulting - Lean Office &amp; ECR
Deloitte Consulting - Lean Office &amp; ECR
cpaixao
 
Terceirização
TerceirizaçãoTerceirização
Terceirização
fsma
 

Mais procurados (20)

Vmg Institucional
Vmg   InstitucionalVmg   Institucional
Vmg Institucional
 
Relacionamento entre Gerenciamento de Projetos e Gerenciamento de Processos d...
Relacionamento entre Gerenciamento de Projetos e Gerenciamento de Processos d...Relacionamento entre Gerenciamento de Projetos e Gerenciamento de Processos d...
Relacionamento entre Gerenciamento de Projetos e Gerenciamento de Processos d...
 
E-Book Sustentabilidade É Bom Negócio DOM Strategy Partners 2011
E-Book Sustentabilidade É Bom Negócio DOM Strategy Partners 2011E-Book Sustentabilidade É Bom Negócio DOM Strategy Partners 2011
E-Book Sustentabilidade É Bom Negócio DOM Strategy Partners 2011
 
Projeto Aplicado Realizar - Vison Backcasting Pneusola
Projeto Aplicado Realizar - Vison Backcasting PneusolaProjeto Aplicado Realizar - Vison Backcasting Pneusola
Projeto Aplicado Realizar - Vison Backcasting Pneusola
 
Vantagem competitiva
Vantagem competitivaVantagem competitiva
Vantagem competitiva
 
Terceirização
TerceirizaçãoTerceirização
Terceirização
 
As PMEs que mais crescem no Brasil 2017
As PMEs que mais crescem no Brasil 2017As PMEs que mais crescem no Brasil 2017
As PMEs que mais crescem no Brasil 2017
 
11 slideshare a inteligência logística
11 slideshare  a inteligência  logística11 slideshare  a inteligência  logística
11 slideshare a inteligência logística
 
Aula 11 - Terceirização em TI
Aula 11 - Terceirização em TIAula 11 - Terceirização em TI
Aula 11 - Terceirização em TI
 
Estratégia what-is-strategy versão-em-português (1)
Estratégia what-is-strategy versão-em-português (1)Estratégia what-is-strategy versão-em-português (1)
Estratégia what-is-strategy versão-em-português (1)
 
Venda consultiva aplicada em serviços
Venda consultiva aplicada em serviçosVenda consultiva aplicada em serviços
Venda consultiva aplicada em serviços
 
Estudo de Caso de um Programa para a Aplicação da Metodologia Lean Seis Sigma...
Estudo de Caso de um Programa para a Aplicação da Metodologia Lean Seis Sigma...Estudo de Caso de um Programa para a Aplicação da Metodologia Lean Seis Sigma...
Estudo de Caso de um Programa para a Aplicação da Metodologia Lean Seis Sigma...
 
Slides determinantes de custos
Slides determinantes de custosSlides determinantes de custos
Slides determinantes de custos
 
What is strategy?
What is strategy?What is strategy?
What is strategy?
 
Customer Relatioship Management (overview)
Customer Relatioship Management (overview)Customer Relatioship Management (overview)
Customer Relatioship Management (overview)
 
Determinantes de Custos
Determinantes de CustosDeterminantes de Custos
Determinantes de Custos
 
Projetos Web - Ambiente empresarial
Projetos Web - Ambiente empresarialProjetos Web - Ambiente empresarial
Projetos Web - Ambiente empresarial
 
Áreas_funcionais_das_organizacões
Áreas_funcionais_das_organizacõesÁreas_funcionais_das_organizacões
Áreas_funcionais_das_organizacões
 
Deloitte Consulting - Lean Office &amp; ECR
Deloitte Consulting - Lean Office &amp; ECRDeloitte Consulting - Lean Office &amp; ECR
Deloitte Consulting - Lean Office &amp; ECR
 
Terceirização
TerceirizaçãoTerceirização
Terceirização
 

Semelhante a Assumir ou Terceirizar Sua Central de Monitoramento em 5 Passos

Modelo De PriorizaçãO E Alinhamento
Modelo De PriorizaçãO E AlinhamentoModelo De PriorizaçãO E Alinhamento
Modelo De PriorizaçãO E Alinhamento
ebarbosa
 
Outsorcing
OutsorcingOutsorcing
Planejamento Estratégico Em Ti
Planejamento Estratégico Em TiPlanejamento Estratégico Em Ti
Planejamento Estratégico Em Ti
luizmaster
 
Gestao financeira e controle gerencial no varejo farmacêutico
Gestao financeira e controle gerencial no varejo farmacêuticoGestao financeira e controle gerencial no varejo farmacêutico
Gestao financeira e controle gerencial no varejo farmacêutico
Antonio Artur de Souza
 
CRM- conceitos e métodos de aplicação
CRM- conceitos e métodos de aplicaçãoCRM- conceitos e métodos de aplicação
CRM- conceitos e métodos de aplicação
Fernando Palma
 
Apresentação Institucional Celebroni BPM 2010
Apresentação Institucional Celebroni BPM 2010Apresentação Institucional Celebroni BPM 2010
Apresentação Institucional Celebroni BPM 2010
Celebroni BPM
 
Tcc Adolfo Stochiero - BPM - Business Process Management
Tcc Adolfo Stochiero - BPM - Business Process ManagementTcc Adolfo Stochiero - BPM - Business Process Management
Tcc Adolfo Stochiero - BPM - Business Process Management
Adolfo Stochiero de Assis Mates
 
Traducao what is_strategy_m_porter
Traducao what is_strategy_m_porterTraducao what is_strategy_m_porter
Traducao what is_strategy_m_porter
FAIR PLAY AD / @VeronicaRRSouza
 
Marketing pizzopack ebook
Marketing pizzopack ebookMarketing pizzopack ebook
TERCEIRIZAÇÃO UMA MODALIDADE DE GESTÃO QUE PODE TRAZER PERDAS OU GANHOS, DEPE...
TERCEIRIZAÇÃO UMA MODALIDADE DE GESTÃO QUE PODE TRAZER PERDAS OU GANHOS, DEPE...TERCEIRIZAÇÃO UMA MODALIDADE DE GESTÃO QUE PODE TRAZER PERDAS OU GANHOS, DEPE...
TERCEIRIZAÇÃO UMA MODALIDADE DE GESTÃO QUE PODE TRAZER PERDAS OU GANHOS, DEPE...
Beatriz Benezra Dehtear, MBA
 
Painel Inde sistemas-de-gestão-empresarial-2011-06-21
Painel Inde sistemas-de-gestão-empresarial-2011-06-21Painel Inde sistemas-de-gestão-empresarial-2011-06-21
Painel Inde sistemas-de-gestão-empresarial-2011-06-21
Claudio Seixas
 
Apresentação- transformação organizacional com bpm
Apresentação-  transformação organizacional com bpmApresentação-  transformação organizacional com bpm
Apresentação- transformação organizacional com bpm
Celebroni BPM
 
criaoegestodeindicadoresprocesso-1aparte-140214060240-phpapp01.ppt
criaoegestodeindicadoresprocesso-1aparte-140214060240-phpapp01.pptcriaoegestodeindicadoresprocesso-1aparte-140214060240-phpapp01.ppt
criaoegestodeindicadoresprocesso-1aparte-140214060240-phpapp01.ppt
Pedro Luis Moraes
 
Viabilidade de abertura de uma nova empresa
Viabilidade de abertura de uma nova empresaViabilidade de abertura de uma nova empresa
Viabilidade de abertura de uma nova empresa
Felipe Leo
 
Trabalho Sobre Bsc
Trabalho Sobre BscTrabalho Sobre Bsc
Trabalho Sobre Bsc
avtrindade
 
GOVERNANÇA CORPORATIVA: estudo de caso Senior Solution - julho 2015
GOVERNANÇA CORPORATIVA: estudo de caso Senior Solution - julho 2015GOVERNANÇA CORPORATIVA: estudo de caso Senior Solution - julho 2015
GOVERNANÇA CORPORATIVA: estudo de caso Senior Solution - julho 2015
Gilberto C Porto
 
O que é estratégia por Michael Porter
O que é estratégia por Michael PorterO que é estratégia por Michael Porter
O que é estratégia por Michael Porter
Semente Estratégica Consultoria Ltda
 
Portfólio mieruka consultoria e gestão empresarial 2014
Portfólio mieruka consultoria e gestão empresarial 2014Portfólio mieruka consultoria e gestão empresarial 2014
Portfólio mieruka consultoria e gestão empresarial 2014
Marcia Frota
 
Qualidade total oficial
Qualidade total oficialQualidade total oficial
Qualidade total oficial
Rodrigo Paulino
 
Resultados
ResultadosResultados
Resultados
Caio Marin
 

Semelhante a Assumir ou Terceirizar Sua Central de Monitoramento em 5 Passos (20)

Modelo De PriorizaçãO E Alinhamento
Modelo De PriorizaçãO E AlinhamentoModelo De PriorizaçãO E Alinhamento
Modelo De PriorizaçãO E Alinhamento
 
Outsorcing
OutsorcingOutsorcing
Outsorcing
 
Planejamento Estratégico Em Ti
Planejamento Estratégico Em TiPlanejamento Estratégico Em Ti
Planejamento Estratégico Em Ti
 
Gestao financeira e controle gerencial no varejo farmacêutico
Gestao financeira e controle gerencial no varejo farmacêuticoGestao financeira e controle gerencial no varejo farmacêutico
Gestao financeira e controle gerencial no varejo farmacêutico
 
CRM- conceitos e métodos de aplicação
CRM- conceitos e métodos de aplicaçãoCRM- conceitos e métodos de aplicação
CRM- conceitos e métodos de aplicação
 
Apresentação Institucional Celebroni BPM 2010
Apresentação Institucional Celebroni BPM 2010Apresentação Institucional Celebroni BPM 2010
Apresentação Institucional Celebroni BPM 2010
 
Tcc Adolfo Stochiero - BPM - Business Process Management
Tcc Adolfo Stochiero - BPM - Business Process ManagementTcc Adolfo Stochiero - BPM - Business Process Management
Tcc Adolfo Stochiero - BPM - Business Process Management
 
Traducao what is_strategy_m_porter
Traducao what is_strategy_m_porterTraducao what is_strategy_m_porter
Traducao what is_strategy_m_porter
 
Marketing pizzopack ebook
Marketing pizzopack ebookMarketing pizzopack ebook
Marketing pizzopack ebook
 
TERCEIRIZAÇÃO UMA MODALIDADE DE GESTÃO QUE PODE TRAZER PERDAS OU GANHOS, DEPE...
TERCEIRIZAÇÃO UMA MODALIDADE DE GESTÃO QUE PODE TRAZER PERDAS OU GANHOS, DEPE...TERCEIRIZAÇÃO UMA MODALIDADE DE GESTÃO QUE PODE TRAZER PERDAS OU GANHOS, DEPE...
TERCEIRIZAÇÃO UMA MODALIDADE DE GESTÃO QUE PODE TRAZER PERDAS OU GANHOS, DEPE...
 
Painel Inde sistemas-de-gestão-empresarial-2011-06-21
Painel Inde sistemas-de-gestão-empresarial-2011-06-21Painel Inde sistemas-de-gestão-empresarial-2011-06-21
Painel Inde sistemas-de-gestão-empresarial-2011-06-21
 
Apresentação- transformação organizacional com bpm
Apresentação-  transformação organizacional com bpmApresentação-  transformação organizacional com bpm
Apresentação- transformação organizacional com bpm
 
criaoegestodeindicadoresprocesso-1aparte-140214060240-phpapp01.ppt
criaoegestodeindicadoresprocesso-1aparte-140214060240-phpapp01.pptcriaoegestodeindicadoresprocesso-1aparte-140214060240-phpapp01.ppt
criaoegestodeindicadoresprocesso-1aparte-140214060240-phpapp01.ppt
 
Viabilidade de abertura de uma nova empresa
Viabilidade de abertura de uma nova empresaViabilidade de abertura de uma nova empresa
Viabilidade de abertura de uma nova empresa
 
Trabalho Sobre Bsc
Trabalho Sobre BscTrabalho Sobre Bsc
Trabalho Sobre Bsc
 
GOVERNANÇA CORPORATIVA: estudo de caso Senior Solution - julho 2015
GOVERNANÇA CORPORATIVA: estudo de caso Senior Solution - julho 2015GOVERNANÇA CORPORATIVA: estudo de caso Senior Solution - julho 2015
GOVERNANÇA CORPORATIVA: estudo de caso Senior Solution - julho 2015
 
O que é estratégia por Michael Porter
O que é estratégia por Michael PorterO que é estratégia por Michael Porter
O que é estratégia por Michael Porter
 
Portfólio mieruka consultoria e gestão empresarial 2014
Portfólio mieruka consultoria e gestão empresarial 2014Portfólio mieruka consultoria e gestão empresarial 2014
Portfólio mieruka consultoria e gestão empresarial 2014
 
Qualidade total oficial
Qualidade total oficialQualidade total oficial
Qualidade total oficial
 
Resultados
ResultadosResultados
Resultados
 

Mais de Norberto Almeida De Andrade

Collhunting - Método de Pesquisa de Tendências
Collhunting - Método de Pesquisa de TendênciasCollhunting - Método de Pesquisa de Tendências
Collhunting - Método de Pesquisa de Tendências
Norberto Almeida De Andrade
 
Organizando para Inovação - Mestrado em Adm - Área de Concentração em: Organi...
Organizando para Inovação - Mestrado em Adm - Área de Concentração em: Organi...Organizando para Inovação - Mestrado em Adm - Área de Concentração em: Organi...
Organizando para Inovação - Mestrado em Adm - Área de Concentração em: Organi...
Norberto Almeida De Andrade
 
Vendedor de Valor - 50 segredos de vendas
Vendedor de Valor - 50 segredos de vendasVendedor de Valor - 50 segredos de vendas
Vendedor de Valor - 50 segredos de vendas
Norberto Almeida De Andrade
 
Super Ação para Inovar na Crise
Super Ação para Inovar na CriseSuper Ação para Inovar na Crise
Super Ação para Inovar na Crise
Norberto Almeida De Andrade
 
Segurança Eletrônica - Super Ação 2016
Segurança Eletrônica - Super Ação 2016Segurança Eletrônica - Super Ação 2016
Segurança Eletrônica - Super Ação 2016
Norberto Almeida De Andrade
 
Móveis Planejados - Super ação 2016
Móveis Planejados - Super ação 2016Móveis Planejados - Super ação 2016
Móveis Planejados - Super ação 2016
Norberto Almeida De Andrade
 
Style Clothing - Super Ação 2016
Style Clothing - Super Ação 2016Style Clothing - Super Ação 2016
Style Clothing - Super Ação 2016
Norberto Almeida De Andrade
 
Gourmet - Super Ação 2016
Gourmet - Super Ação 2016Gourmet - Super Ação 2016
Gourmet - Super Ação 2016
Norberto Almeida De Andrade
 
Cursos preparatórios - Super Ação 2016
Cursos preparatórios - Super Ação 2016Cursos preparatórios - Super Ação 2016
Cursos preparatórios - Super Ação 2016
Norberto Almeida De Andrade
 
Facilities - Super Ação 2016
Facilities - Super Ação 2016Facilities - Super Ação 2016
Facilities - Super Ação 2016
Norberto Almeida De Andrade
 
Bem Estar e Movimento - Super Ação 2016
Bem Estar e Movimento - Super Ação 2016Bem Estar e Movimento - Super Ação 2016
Bem Estar e Movimento - Super Ação 2016
Norberto Almeida De Andrade
 
Beauty - Super ação 2016
Beauty - Super ação 2016Beauty - Super ação 2016
Beauty - Super ação 2016
Norberto Almeida De Andrade
 
As 20 palavras Mais Vendedoras do Mundo
As 20 palavras Mais Vendedoras do MundoAs 20 palavras Mais Vendedoras do Mundo
As 20 palavras Mais Vendedoras do Mundo
Norberto Almeida De Andrade
 
Portaria Virtual Sim Segurança - Venda Mais e se Preocupe Menos
Portaria Virtual Sim Segurança - Venda Mais e se Preocupe MenosPortaria Virtual Sim Segurança - Venda Mais e se Preocupe Menos
Portaria Virtual Sim Segurança - Venda Mais e se Preocupe Menos
Norberto Almeida De Andrade
 
Planejamento Estratégico Comercial - Colocando em Prática
Planejamento Estratégico Comercial - Colocando em PráticaPlanejamento Estratégico Comercial - Colocando em Prática
Planejamento Estratégico Comercial - Colocando em Prática
Norberto Almeida De Andrade
 

Mais de Norberto Almeida De Andrade (15)

Collhunting - Método de Pesquisa de Tendências
Collhunting - Método de Pesquisa de TendênciasCollhunting - Método de Pesquisa de Tendências
Collhunting - Método de Pesquisa de Tendências
 
Organizando para Inovação - Mestrado em Adm - Área de Concentração em: Organi...
Organizando para Inovação - Mestrado em Adm - Área de Concentração em: Organi...Organizando para Inovação - Mestrado em Adm - Área de Concentração em: Organi...
Organizando para Inovação - Mestrado em Adm - Área de Concentração em: Organi...
 
Vendedor de Valor - 50 segredos de vendas
Vendedor de Valor - 50 segredos de vendasVendedor de Valor - 50 segredos de vendas
Vendedor de Valor - 50 segredos de vendas
 
Super Ação para Inovar na Crise
Super Ação para Inovar na CriseSuper Ação para Inovar na Crise
Super Ação para Inovar na Crise
 
Segurança Eletrônica - Super Ação 2016
Segurança Eletrônica - Super Ação 2016Segurança Eletrônica - Super Ação 2016
Segurança Eletrônica - Super Ação 2016
 
Móveis Planejados - Super ação 2016
Móveis Planejados - Super ação 2016Móveis Planejados - Super ação 2016
Móveis Planejados - Super ação 2016
 
Style Clothing - Super Ação 2016
Style Clothing - Super Ação 2016Style Clothing - Super Ação 2016
Style Clothing - Super Ação 2016
 
Gourmet - Super Ação 2016
Gourmet - Super Ação 2016Gourmet - Super Ação 2016
Gourmet - Super Ação 2016
 
Cursos preparatórios - Super Ação 2016
Cursos preparatórios - Super Ação 2016Cursos preparatórios - Super Ação 2016
Cursos preparatórios - Super Ação 2016
 
Facilities - Super Ação 2016
Facilities - Super Ação 2016Facilities - Super Ação 2016
Facilities - Super Ação 2016
 
Bem Estar e Movimento - Super Ação 2016
Bem Estar e Movimento - Super Ação 2016Bem Estar e Movimento - Super Ação 2016
Bem Estar e Movimento - Super Ação 2016
 
Beauty - Super ação 2016
Beauty - Super ação 2016Beauty - Super ação 2016
Beauty - Super ação 2016
 
As 20 palavras Mais Vendedoras do Mundo
As 20 palavras Mais Vendedoras do MundoAs 20 palavras Mais Vendedoras do Mundo
As 20 palavras Mais Vendedoras do Mundo
 
Portaria Virtual Sim Segurança - Venda Mais e se Preocupe Menos
Portaria Virtual Sim Segurança - Venda Mais e se Preocupe MenosPortaria Virtual Sim Segurança - Venda Mais e se Preocupe Menos
Portaria Virtual Sim Segurança - Venda Mais e se Preocupe Menos
 
Planejamento Estratégico Comercial - Colocando em Prática
Planejamento Estratégico Comercial - Colocando em PráticaPlanejamento Estratégico Comercial - Colocando em Prática
Planejamento Estratégico Comercial - Colocando em Prática
 

Assumir ou Terceirizar Sua Central de Monitoramento em 5 Passos

  • 1.
  • 2. Apresentação A criação deste material foi motivada por duas crenças primordiais: Em 1º lugar, conteúdos relevantes são canais adequados para expor o pensamento não apenas do autor, mas de compartilhar e contribuir com o mercado no qual está iserido visando crescimento profissional de todos. Em 2º lugar, o nosso alicerce está baseado na construção e reconstrução de um aprimoramento contínuo que todos nós profissionais devemos ser incansáveis em buscar e estarmos atentos, atualizados e preparados para novas tecnologias e comportamento de nossos clientes e público alvo. A iniciativa desta publicação foi do Gerente Comercial da Sim [Sistemas Integrados de Monitoramento] que contou desde o seu lançamento com o apoio da Direção, dos colaboradores e parceiros de negócios. Todos nós esperamos que todos os envolvidos neste projeto, assim como outros leitores possam beneficiar-se do esforço levado a efeito.
  • 3. Prefácio Este material representa mais um esforço da SIM [Sistemas Integrados de Monitoramento] em socializar seu aprendizado e suas conquistas desde 1995. Ele é escrito por um profissional de reconhecida competência acadêmica e prática. O que torna possível atender às demandas do mercado, tendo como suporte sólida fundamentação teórica. O propósito com esta iniciativa, é oferecer a vendedores, gestores, técnicos, distribuidores – a todos, enfim, que têm internalizado o conceito de educação continuada, tão relevante nesta era do conhecimento – elemento que, agregado às suas práticas, possam contribuir para sua especialização, atualização e aperfeiçoamento. ´´O analfabeto do século XXI não será aquele que não consegue ler e escrever, mas aquele que não consegue aprender, desaprender, e reaprender.`` Alvin Toffler [escritor e futurista norte-americano doutorado em Letras, Leis e Ciência].
  • 4. Introdução Tem sido objeto de comentário, em várias áreas de conhecimento, por diversos autores, o impacto das transformações extremamente rápidas, geradas pelo desenvolvimento científico e tecnológico, têm provocado nas organizações em geral e nas empresas em particular. Como consequência da velocidade da mudança, o ambiente organizacional brasileiro enfrenta um cenário cada vez mais desafiante, pelo aumento do número de concorrentes, pelo aumento do poder de negociação de fornecedores e clientes, pelo aumento da complexidade trazida pela tecnologia, tanto de informação quanto de comunicação, e também pelo aumento do nível de exigência do consumidor. Neste contexto, os órgãos reguladores interferem diretamente na vida das empresas, obrigando-as rever, de forma constante, suas ações políticas, normas e procedimentos. Surgem demandas adicionais, como a governança corporativa, a sustentabilidade ambiental e os direitos do consumidor.
  • 5. Embora reconhecendo que as empresas brasileiras deram passos gigantescos, na última década do século XX, em direção a uma operação cada vez mais eficiente, pela implementação de sistemas de qualidade, uso exaustivo da tecnologia da informação e modelos de racionalização de custos, não se pode deixar de atestar que ainda há um perigoso hiato entre as intenções da empresa e a sua cotidiana realidade operacional. Qualquer análise desse distanciamento leva à constatação de que ele tem origem nas pessoas que, neste início de século, precisam ser gerenciadas de forma tal que alcancem um nível de qualificação significativamente mais alto. Afinal, em última instância, uma empresa é um grupo de pessoas. São elas que fazer acontecer. Políticas, processos e serviços não existem, se não houver alguém que os coloque em ação. Este material é dedicado ao Outsourcing ou mais conhecida como Terceirização que para nós é sinônimo de Parceria de Negócios. Como diz Theodore Levitt (1985), ´´o objetivo de uma empresa é criar e manter um cliente``, e um bom parceiro de negócios é essencial para os resultados de uma empresa.
  • 6. Outsourcing ou Terceirização? Afinal de contas como funciona?
  • 7. Terceirização <=> Outsourcing = Out + Source <=> Fonte Externa A terceirização esta direcionada para áreas de back office (retaguarda) das organizações, ou seja, áreas que não geram vantagens competitivas. A terceirização evolui de uma terceirização tradicional para uma terceirização estratégica, na qual o objetivo é ganhar rapidez, flexibilidade e eficiência. Considera-se terceirização tradicional a situação que envolve um processo não-essencial da empresa e terceirização estratégica, por sua vez, ocorre quando a empresa terceiriza varias atividades, exceto, aquelas especificas que lhe podem gerar uma vantagem competitiva. Este modelo de terceirização também é conhecido pelo mercado como: Outsourcing Logo o Outsourcing é uma terceirização que efetivamente transforma um processo de negócio. O fornecedor de serviços (dealer) terá maior lucratividade a medida que ofertar atividades em que tenha maior ganho e melhor performance na força competitiva de vendas junto aos seus clientes.
  • 8. O modelo para administrar as etapas do Outsourcing compreende: 1. Identificar as atividades que serão delegadas; 2. Escolher um parceiro de negócios; 3. Fortalecer a marca e a identidade da sua empresa; 4. Administrar o relacionamento com o parceiro de negócios. O mercado espera que o fornecedor de Outsourcing seja capaz de captar o valor que o contratante não consegue captar e alcançar ganhos e inovações aprendidas nos diversos clientes. No Outsourcing os parceiros de negócios dividem as responsabilidade e benefícios junto aos clientes, e a expectativa é de rápidas melhorias no desempenho e com isso aumento no valor da força de vendas. Para medir as melhorias de desempenho é necessário observar quais são os melhores parâmetros para avaliação. O parceiro de negócios que compreender melhor as atividades não essenciais de seus clientes e oferecer o conjunto de atividades capaz de agregar valor, terá maior possibilidade de se diferenciar no mercado.
  • 9. TERCEIRIZAÇÃO – Identificar Atividades A empresa deve identificar as capacidade centrais, ou seja, o conjunto de atividades diferenciais em relação a concorrência, para o restante da atividades a alta direção deve avaliar e comparar possíveis fontes de desperdício ou falta de habilidade. As escolhas de terceirização essencialmente decorrem de fatores econômicos, por tanto, as empresas devem trabalhar com custos menores, porém quanto maior a especialização, maior pode ser sua lucratividade. Maior Valor e Qualidade são essenciais para conquistar um cliente. Atenção especial a custos que podem prejudicar sua lucratividade:  Custos de Operacionais de Monitoramento  Custos de Mercado  Custos de Gestão Custos de Negociação
  • 10. O fornecedor deverá incluir em seu mix de serviços, soluções de baixo custo com alto valor agregado, para isso é fundamental que as áreas de recursos humanos e de processos estejam alinhadas estrategicamente com a oferta de serviços. Alinhado a estes fatores a empresa amplia a sua visão monitorando os 3 Cs: Contas, Custos e Concorrentes. Em suma, sua empresa é um reflexo do seu negócio: ou vai pra frente ou fica patinando.
  • 11. Terceirização [ Processos] Na analise da integração e parceria a escolha é composta por: 1. Avaliação do Parceiro Integrador, com os critérios de seleção: posicionamento de mercado, preço, qualidade técnica, capacidade de gerenciar relacionamento e experiências anteriores. 2. Acordo do Nível de Serviço: onde é definido o Padrão de Serviço desejado (personalização), bem como os responsáveis. 3. Negociação de Contrato: formalização do tipo de relacionamento, duração, objetivos, critérios de avaliação e divergências. 4. Gerenciamento da Terceirização:  Evolução, acompanhamento da implantação e correções.  Análise de satisfação  Acompanhamento de um gerente de contas
  • 12. Custos de Infra Estrutura e Pessoal  Impacto sobre o Processo  Foco no Negócio Principal  Aumento na força competitiva de vendas  Confidencialidade  Inovações tecnológicas  Habilidade Técnica  RH Interno  Transformação de custos em receita Em que aspectos este modelo de parceria agrega valor à minha empresa?
  • 13. Podemos observar também a curva de Eficiência Real X Expectativa Tempo Desenvolvimento Real Expectativa Atenção Oportunidades Atenção Inovações
  • 14. Fornecedor Tradicional Relacionamento Temporário União Estratégica Organização Objetivo Resolução de um problema imediato Obtenção de melhores habilidades Agregação de Valor Melhor posicionamento no mercado no futuro Tipo de Relacionamento Cliente / Fornecedor Hibrido entre cliente / fornecedor e parceria Parceria Parceria Duração Curto Prazo Médio / Longo Prazo Longo Prazo Longo Prazo Estratégia Pequena Associada para viabilizar o processo terceirizado Segue a estratégia da empresa Associada a Missão da empresa Grau de Confiança Não é essencial Sobre as Habilidades Elevado e recíproco Maximo e recíproco Aspectos a serem avaliados Produtividade, redução de custos, tempo de reação Eficiência melhor dos processos Vantagem competitiva, lucro Inovação, criação de novos mercados Modelo de Preços Baixo Baseado em custo e com risco partilhado Ganho Maximo Ganho Maximo Principais características do relacionamento entre Parceiros de Negócios
  • 15. Ganhos e Lucros Porque vale a pena Terceirizar ?  Acordos Ganha-Ganha  Diferenciais através de inovação tecnológica  Redução do Grau de Adaptação  Aderência  Customização  Ganho de Escala e Capacitação  Descobrir novas oportunidades  Estabelecer limites de ganhos tangíveis  Flexibilidade de preço que capte valor  Adaptação gerencial com foco em vendas
  • 16. Convencional Colaborativa Transformacional Objetivo Repassar Funções de apoio, reduzindo custos Atualizar processos não- centrais, reduzindo despesas, aumentando a flexibilidade Transformar o funcionamento da empresa, alcançando melhoria de desempenho Papel do Parceiro Executar a Função de Apoio Responsável redesenho e gerenciamento dos processos não-centrais Colaborar para transformar o negocio Abordagem Serviço Padrão Custo por transação Escopo reduzido Flexível Personalizado Preço baseado no valor obtido Escalonável Integrado Compartilhamento de Riscos Acelerado Benefícios Redução de 20% do custo Melhores praticas Serviço mesmo nível e uniforme Risco Financeiro compartilhado Redução de 50% do custo Qualificações Competitivas Serviço alto nível e uniforme Risco Operacional compartilhado Flexibilidade e velocidade Redução de 75% do custo Qualificações Criticas Serviço de nível superior Risco Estratégico compartilhado Flexibilidade e velocidade Aumento na Participação do Mercado e Receita A Evolução da Terceirização
  • 17. ´´A tendência de terceirização é real e as empresas estão olhando para melhorar sua saúde em geral, transformando seu negócio em um nível tanto tático quanto estratégico``. Segundo a Pesquisa da Gartner, empresa líder de pesquisa no mundo, indica que a Terceirização vai alcançar um crescimento de dois dígitos nos próximos anos à medida que mais e mais organizações, de todos os tamanhos, se voltam para provedores de Terceirização para reduzir custos, aumentar a receita, melhorar o atendimento ao cliente e eliminar atividades não essenciais dentro de suas empresas. Peter Drucker - considerado o pai da administração moderna, sendo o mais reconhecido dos pensadores do fenômeno dos efeitos da globalização na economia em geral e em particular nas organizações.
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23. Chegou a hora de conhecer o tão esperado 5 Passos
  • 25. Custos de uma Central de Monitoramento Segue abaixo os itens de despesas diretas e indiretas (Custos fixos e variáveis) Hardware: Computadores, receptoras (receivers), servidores, climatizadores, switches, roteador, periféricos, gerador, nobreaks Software: programas, licenças, aplicativos, plataformas, firewall Telefonia e Dados: Link de internet dedicado, IPs em redundância, sistema balance, telefonia, chips de dados, serviços telefônicos internos e externos (interurbanos), URA Unidade de Resposta Audível, gravações telefônicas, provedores , storage, datacenter, servidor cloud ; endereço de domínio Local: Aluguel (espaço por m2), IPTU, água, energia elétrica, extintores, porta corta-fogo, proteção por grade Serviços de RH: Salários, encargos sociais: (INSS, FGTS, entre outros que compõem 35,5% do salário) benefícios, tempo ocioso, horas extras, (repouso semanal, feriados, férias, auxílio enfermidade, previsão para aviso prévio trabalhado compõem 58,56% de incidência sobre os encargos sociais), ações trabalhistas, afastamentos, honorários, treinamentos, recrutamento, seleção, premiações, comissões, representações, associações de classe, sindicato Serviços jurídicos: assessoria legal, contratos, legislação, responsabilidades civis e criminais, código de defesa do consumidor Serviços contábeis: Taxas, impostos, nota fiscal, tributos Serviços financeiros: Boletos,operações e tarifas bancárias Marketing: Site, panfletagens, divulgação em jornais, revistas, feiras, eventos, banners, folhetos, brindes, news letter, viagens. Diversos: Uniformes, vestiário, móveis e instalações, arquivo geral, correios e envios, serviços gerais de secretaria, materiais de escritório, limpeza e conservação Veículos / Motocicletas: IPVA, licenciamento, manutenção, multas, seguro, rastreamento. Intangíveis: depreciação e manutenção de equipamentos, instrumentos de trabalho, entre outros. Fonte: Construindo Plano de Negócios – PUC - RJ
  • 26. 2º Passo Hora da Verdade Gestão Própria X Outsourcing
  • 27. Que impacto esperar? Tendo em vista as novas exigências do mercado, o outsourcing surge como uma das alternativas mais importantes para que esforços sejam centrados nas atividades principais, ou seja, aquilo que realmente a empresa sabe fazer, deixando para terceiros a administração de recursos essenciais ao funcionamento da empresa, como a operação de uma central de monitoramento. Vantagens e desvantagens entre a gestão própria dos recursos ou utilizando o outsourcing:
  • 28. 3º Passo Quais as vantagens de uma parceria?
  • 29. Vantagens e Benefícios da Parceria  Redução /Eliminação de custos operacionais, fixos e variáveis  Possibilita aumentar o foco no negócio-principal. As empresas concentrarem-se nas suas funções principais, enquanto que um especialista externo assegura as funções operacionais que não façam parte do negócio principal da empresa;  Respeito à sua marca e sua identidade junto aos seus clientes. Sigilo absoluto.  Não atender clientes finais. O propósito é buscar parceria e não concorrência.  Qualidade de vida: sem preocupação com trabalhos noturnos, fins de semana e feriados.  Todo o processo seletivo de Pessoal fica sobre a responsabilidade da sua Parceira, inclusive supervisões, avaliações, treinamentos, reciclagem, substituições do pessoal em férias, licenças e outros tipos de faltas justificadas ou não;  Todos os encargos fazendários, trabalhistas e sociais ficam sobre a responsabilidade da SIM e não há vínculo empregatício entre o empregado e o cliente, já que toda a orientação administrativa e operacional, diga-se subordinação, é da responsabilidade da sua Parceira;  Eliminação de verbas para aquisição e modernização de equipamentos e infraestrutura, proporcionando o aumento da disponibilidade de capital para investimentos;  Relatório on line com acesso de seus clientes customizada no seu site com o padrão visual (logomarca) da sua empresa;  Monitoramento em todo território nacional sem custo de interurbano (receptora local) ou aplicativo web;  Otimização do espaço físico da sua empresa; Diversos tipos de treinamentos à sua empresa; Suporte 24 horas por dia.  Sala de reunião e treinamentos equipada a disposição dos seus clientes e funcionários.  Solicitação de chamados técnicos direcionadas em tempo real para seu departamento técnico  Vídeo monitoramento de imagens parcial / integral / ronda virtual.
  • 30. Matéria: Grandes Marcas e o Outsourcing Fonte: The New York Times / Folha de São Paulo Faça como a Grandes Marcas que realizam Outsourcing
  • 31. Conheça alguns dos nossos Parceiros Integradores 4º Passo Não faça negócio sem antes conhecer quem já faz!
  • 33. Antes de dizer que algo não funciona, é preciso entendê-lo! Revise os 5 passos atentamente para realizar um levantamento da situação da sua empresa 1º Análise dos custos fixos e variáveis 2º Hora da Verdade 3º Vantagens e Benefícios de uma Parceria 4º Referências da Parceira 5º Decidir e fazer à diferença Contar sempre com um Profissional
  • 34.
  • 35. Referências Bibliográficas BARBERINO, Marcus Menezes. Terceirização: o que é, o que não é e o que pode ser. Ed. Editores.com ; 2009. GIOSA, Lívio. Terceirização: uma abordagem estratégica. 8. Ed. São Paulo: Mecca, 2008. LOPES, da Costa Renato. Estratégia Organizacional e “Outsourcing” - Os Recursos Estratégicos de Competitividade . Ed. Almedina, 2012. OLIVEIRA, Marco Antonio de. Terceirização – Estruturas e processos em Xeque nas empresas. Ed. Nobel, 2006 RONALD, Coase. A natureza da firma. Ed. Penrose, 1927. RUSSO, Giuseppe. Guia prático de terceirização: como elaborar um projeto de terceirização eficaz. Rio de Janeiro: Elsevier; Brasília, DF, 2007. SALIM, César Simões et al. Construindo Plano de negócios. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004. http:// www.forbes.com/insights/ http://www.folha.uol.com.br/ http:// www.nytimes.com/ http:// www.gartner.com/technology/home.jsp
  • 36. Pense fora do Quadrado
  • 37. Gerencie seu negócio de forma simples, eficaz e econômica, ganhando produtividade. Somos uma empresa líder no segmento com foco exclusivo em Outsourcing (Terceirização). O nosso propósito é fazer com que sua empresa seja: Forte na Marca. Sólida nos Valores. Única nos resultados. Transforme o potencial da sua empresa em força competitiva para vendas. Solicite uma proposta personalizada (11) 2144-6262 / 7846-9224 / 26091*5 www.simseguranca.com.br