SlideShare uma empresa Scribd logo
Fábrica de Serviços de TI

                                                          Organizações que operam suas áreas de Tecnologia
                                                                            da Informação (TI) como uma fábrica
                                                                        obtém até 30 % a mais de produtividade.


                                                                                 Revista InfoCorporate/McKinsey




       O ambiente econômico atual enfatiza a diferenciação de produtos e serviços como uma das
principais estratégias para a competitividade. Combinada com a atuação em nichos de mercado e
atendimento de necessidades e expectativas dos clientes de forma personalizada, a diferenciação exigida
promoveu a introdução de inúmeros novos produtos e serviços, além de itens complementares, aumentando
significativamente a quantidade de opções disponíveis no mercado em relação há alguns anos.
       Como as necessidades e preferências dos clientes alteram-se e há um fluxo constante de evolução
tecnológica, os produtos, serviços e seus itens componentes passaram a ter ciclos de vida menores,
aumentando a pressão sobre o Time-to-Market (TTM). Tal fato exige grande atenção por parte das
organizações para evitar que seus produtos e serviços, em qualquer etapa do processo produtivo ou da
cadeia de distribuição, sejam considerados obsoletos, o que pode comprometer substancialmente a venda
ou aceitação pelo mercado e, conseqüentemente, a capacidade da organização em gerar valor.
       Outro fator importante no contexto dos negócios é o aumento da competição, local ou global,
combinada com situações econômicas que estabelecem patamares para preços competitivos que, por sua
vez, comprimem as margens de lucro das organizações.
       Da administração pública são exigidas as mesmas práticas administrativas. Elas necessitam de
materiais para seus processos produtivos de prestação de serviços e/ou na gestão dos seus estoques de
produtos a serem entregues à população. Para exemplificar, pode-se citar a questão de medicamentos
adquiridos pelo governo para hospitais, prefeituras e para a própria população, munição para as instituições
da área de segurança e os esforços de Logística para uma campanha de vacinação.
       Por isso, sintonia com a demanda do mercado, atenção às necessidades e preferências dos
clientes, fuga da obsolescência de produtos e serviços, redução de custos para fortalecer a margem de
lucro ou disponibilidade de recursos para atender outras necessidades dos clientes ampliaram a importância
do gerenciamento da produção e comercialização de produtos e serviços.
       A área de Tecnologia da Informação (TI) também é influenciada pelo contexto em que atua a
organização. Desta forma, faz-se necessário a adoção de uma abordagem que maximize a eficiência e a
efetividade do valor criado para a organização, através da utilização do paradigma de “Fábrica de Serviços
de TI” proposto no livro Gerenciamento de Serviços de TI na Prática.
       Uma fábrica executa processos para a construção de um produto. Quanto maior o volume de
produção menor é o custo do produto. Henry Ford que desenvolveu o processo de produção em massa
através da instituição da famosa linha de montagem, idéia originada a partir da observação da forma como o




                                   Prof. Ivan Luizio (ivan_luizio@hotmail.com)
trabalho era realizado em um abatedouro, demonstrou a eficiência da especialização de funções e o uso de
processos padronizados, conforme ilustrado pela Figura 1.




                                     Figura 1 – Linha de Montagem


       Por sua vez, uma Fábrica de Serviços de TI utiliza os mesmos conceitos de uma fábrica tradicional.
A função de uma Fábrica de Serviços de TI é maximizar a produção (entrega) e a operação (suporte) dos
serviços de TI necessários para a execução dos processos de negócio da organização, garantindo níveis
adequados de eficiência e efetividade que contribuam verdadeiramente para o incremento da criação de
valor para o negócio, através do incremento do nível de produtividade. A adoção de uma forma de trabalho
orientada a processos e de uma arquitetura de serviços de TI permite que a área de TI crie serviços internos
reutilizáveis que podem ser empregados para a composição de diferentes serviços de TI, reduzindo os
custos necessários para a disponibilização de um determinado serviço de TI. Quanto maior o número de
serviços internos disponíveis, menor serão o prazo e o custo de desenvolvimento dos novos serviços de TI.
       A Fábrica de Serviços de TI, de acordo com a proposição da metodologia IT Flex, opera sob um
modelo econômico de produção de utilities, uma vez que produz serviços de TI de forma continuada para as
Áreas de Negócio da organização. A IT Flex é uma metodologia que tem como objetivo dotar a área de TI
de um elevado grau de flexibilidade, fazendo com que ela colabore para o aumento da adaptabilidade da
organização.
       Os serviços de TI produzidos pela Fábrica de Serviços de TI são resultado da transformação e
enriquecimento de recursos (commodities e utilities) internos ou externos, podendo, quando adequado à
estratégia de produção da fábrica, já virem transformados ou enriquecidos através das metodologias de
gestão denominadas outsourcing e outtasking. O outtasking consiste na ação de terceirizar tarefas
específicas de uma organização e não mais uma função de negócio. O outtasking é um conceito mais
aceitável de terceirização de tarefas uma vez que o outsourcing significa perda de controle e de comando,
pois a responsabilidade do gerenciamento passa a ser do fornecedor contratado. A Figura 2 ilustra o
modelo econômico da Fábrica de Serviços de TI.




                                   Prof. Ivan Luizio (ivan_luizio@hotmail.com)
Figura 2 – Modelo Econômico da Fábrica de Serviços de TI


        Um aspecto relevante da Fábrica de Serviços de TI é o do multisourcing, ou seja, a combinação
adequada de recursos internos e externos. O ponto de equilíbrio ideal será obtido pela realização de uma
análise complexa e criteriosa das operações da Fábrica de Serviços de TI, bem como do estudo dos
direcionadores estratégicos definidos pela organização para a área de TI. Avaliar cuidadosamente o que
pode, e deve, ser passado para a mão de terceiros é essencial para o sucesso de qualquer iniciativa.
        Hoje, as organizações já estão mais maduras em relação ao assunto e tomam decisões mais
estratégicas que levam em conta não apenas custo, mas a criticidade de cada processo da área de TI para
a geração de valor para a organização. A organização precisa observar seus objetivos estratégicos. Se for
possível padronizar determinada atividade ou serviço interno da área de TI, provavelmente há uma
oportunidade de terceirização.
        Na sua grande maioria, em torno de 90%, os contratos de fornecimento externo na área de TI são
focados na redução de custos, mas esta não deve ser a única razão para se partir para o outsourcing ou
outtasking. Já se inicia um movimento das organizações em direção a um estágio mais avançado que visa a
melhoria da eficiência operacional, pois com o tempo a questão do custo se esvazia e se não forem
promovidos avanços, fornecedor e cliente ficam insatisfeitos com os resultados do acordo. Neste aspecto,
deve-se eliminar um dos maiores mitos da terceirização, que é a idéia de que ela sempre acarreta redução
de custos.
        A Fábrica de Serviços de TI é a forma prática de execução de um modelo econômico baseado no
paradigma de utilidade, provimento de serviços de forma continuada, onde procura-se adequar-se
continuamente a produção e os níveis de custo e desempenho dos serviços à demanda, adicionando-se a
capacidade de transformação de commodities em serviços com valor agregado para a organização,
conforme ilustra-se na Figura 3.




                                   Prof. Ivan Luizio (ivan_luizio@hotmail.com)
Figura 3 – Processo de Alinhamento e Ciclo de Otimização Contínua por meio da
                                     Strategic Activity System (SAS)

       A partir da definição do escopo de atuação da Fábrica de Serviços de TI, a metodologia IT Flex
propõe a estruturação de um conjunto de processos visando o atendimento à clientes; planejamento e
controle de produção; produção; garantia e qualidade, conforme ilustrado na Figura 2.




                                   Prof. Ivan Luizio (ivan_luizio@hotmail.com)
Figura 4 – Estrutura de uma Fábrica de Serviços de TI modelada pela IT Flex


       Os processos propostos pela metodologia IT Flex para composição da Fábrica de Serviços de TI,
conforme ilustração da Figura 4, são classificados de acordo com a estrutura de níveis apresentada na
Figura 5. Esta classificação é feita de acordo com as perguntas que serão respondidas pela implementação
do processo.




                    Figura 5 – Estrutura de Níveis para a classificação dos Processos




                                   Prof. Ivan Luizio (ivan_luizio@hotmail.com)
A garantia do alinhamento da Fábrica de Serviços de TI à estratégia de negócio pode ser obtido
através do gerenciamento da sua contribuição para a produção de valor para a organização. Para tanto,
recomenda-se a abordagem de inserção da Fábrica de Serviços de TI em uma Cadeia de Valor e a
realização do seu gerenciamento com o objetivo de maximizar a produção de valor para a organização,
através da entrega de valor para os seus usuários a partir do atendimento à demanda das áreas de negócio
(clientes). É importante destacar que a Fábrica de Serviços de TI também deverá submeter-se a alguns dos
objetivos estratégicos da organização, de forma a alinhar sua operação à estratégia de negócio, conforme já
mencionado. A Figura 6 ilustra a integração da Fábrica de Serviços de TI à estratégia de negócio.




                                        Figura 6 – Cadeia de Valor


       Os serviços de TI devem atender às necessidades de negócios das organizações que são
diferentes uma das outras devido a práticas e ramo de atuação. Porém a construção de serviços de Ti de
modo singular possui custos mais elevados de produção que podem tirar a competitividade das
organizações. O tempo de desenvolvimento pode não atender as necessidades de mercado, não sendo
raras as vezes que um serviço de TI é liberado e as necessidades de mercado já foram alteradas. Em
certos casos para atender os tempos requeridos pelo mercado a qualidade dos serviços de TI é reduzida,
através da redução do seu ciclo de desenvolvimento, prejudicando seu desempenho futuro ou mesmo,
inibindo a sua reutilização para a composição de outros serviços de TI. Uma Fábrica de Serviços de TI tem
o objetivo de resolver alguns desses problemas.
       Apesar das organizações possuírem necessidades diferentes, a metodologia IT Flex demonstra que
os processos da área de TI são similares. Uma Fábrica de Serviços de TI que tenha um quot;estoquequot; de

                                   Prof. Ivan Luizio (ivan_luizio@hotmail.com)
serviços internos que possam ser quot;montadosquot; de acordo com as especificações de um pedido, propicia
maior velocidade para a disponibilização de um novo serviço de TI. Como cada serviço interno já foi
exaustivamente testado o novo serviço de TI apresenta uma melhor qualidade. Conseqüentemente, o custo
do serviço de TI é reduzido, atendendo às necessidades de mercado do serviço de TI no tempo certo, o que
contribui fortemente para a criação de valor para a organização.
        O gerenciamento de recursos humanos e dos serviços internos disponíveis é fundamental para o
sucesso de uma Fábrica de Serviços de TI. Como em uma fábrica, existem áreas especializadas na
execução de determinados processos. Como a Fábrica de Serviços de TI recebe pedidos de diferentes
fontes (áreas de negócio) o gerenciamento dos recursos é importante para atender os prazos
compromissados. Para maximizar a utilização dos recursos é necessária uma clara visão dos serviços
internos desenvolvidos, evidenciando-se a importância de um processo de gerenciamento da arquitetura de
serviços, evitando o desenvolvimento de serviços internos já criados e testados.
        Basicamente a estrutura de uma Fábrica de Serviços de TI deve possuir as seguintes áreas:


            •   área de planejamento e controle da produção que faz a alocação dos recursos,
                estabelecendo os prazos de desenvolvimento dos serviços de TI;
            •   área de atendimento a clientes que negocia e especifica as necessidades da área de
                negócio;
            •   área de arquitetura de serviços responsável pela definição dos serviços internos a serem
                utilizados ou desenvolvidos;
            •   área de produção encarregada de realizar a entrega e o suporte aos serviços de TI;
            •   área de gerenciamento do desempenho dos serviços, responsável por assegurar que o
                desempenho dos serviços de TI disponibilizados atendam as especificações das áreas de
                negócio; e
            •   área responsável por monitorar e informar o valor gerado para a organização pelos serviços
                de TI disponibilizados.


        O processo de implementação da Fábrica de Serviços de TI, proposto na metodologia IT Flex, é
estruturado em sete etapas, a saber:


            •   construção de um modelo de processos da área de TI;
            •   definição de um modelo comum de dados;
            •   integração entre as diferentes abordagens e metodologias da área de TI;
            •   desenvolvimento dos processos da estrutura da Fábrica de Serviços de TI;
            •   institucionalização dos fluxos de trabalho entre os integrantes da área de TI;
            •   estabelecimento do gerenciamento dos processos da Fábrica de Serviços de TI; e
            •   criação de um meio de acesso único para os clientes/usuários.


        Por fim, o grande objetivo almejado com a proposição da Fábrica de Serviços de TI é o incremento
da produtividade da organização, resultante do aumento da eficiência e da efetividade dos serviços de TI
disponibilizados para as áreas de negócio, conforme ilustra a Figura 7.



                                    Prof. Ivan Luizio (ivan_luizio@hotmail.com)
Figura 7 – Objetivos da Fábrica de Serviços de TI


         A proposta de constituição da Fábrica de Serviços de TI visa definir uma estrutura de processos
derivados das melhores práticas do mercado, orquestrados de tal modo que permitam a prestação de
serviços de TI de forma eficiente e com o nível de efetividade que demonstre o atendimento às expectativas
e necessidades das áreas de negócio da organização.
         Apesar das controvérsias que a Fábrica de Serviços de TI possa despertar, trata-se de uma
proposta que apóia-se na adoção dos avanços promovidos no campo do gerenciamento de TI,
possibilitando um alto nível de aplicabilidade dos conceitos preconizados no modelo, até mesmo por
organizações de médio e pequeno porte.
         Com a crescente demanda pela terceirização dos serviços de TI e as constantes evoluções da
disciplina de gerenciamento de TI, o conceito de Fábrica de Serviços de TI tende a se expandir no mercado
e se firmar como uma solução viável para boa parte dos problemas de custo e prazo enfrentados pela área
de TI.




Referência:


MAGALHÃES, Ivan Luizio R. G.; PINHEIRO Jr., Walfrido Mathias Brito – Gerenciando Serviços de TI na
     Prática – São Paulo – Novatec Editora, 2.007




                                   Prof. Ivan Luizio (ivan_luizio@hotmail.com)
Currículo resumido:




Ivan Luizio Magalhães


       Professor dos cursos de extensão e MBA da FIPT (IPT - SP) e do Instituto MAUÁ de Engenharia e
especialista em Arquitetura de Sistemas da Telecomunicações de São Paulo S. A. - TELESP, atuando nas
áreas sistemas de negócio e sistemas de gerência para redes de telecomunicações. É palestrante e
coordenador de diversos cursos em instituições como IBC, IIR, Recriando e BI. Acumula experiência de
mais de 20 anos na área de Tecnologia da Informação, sendo especializado em redes de computadores e
no desenvolvimento baseado em tecnologia OPEN SOURCE. Participou do desenvolvimento e implantação
do Projeto de Outsourcing de Sistemas, atuando na área de Gestão de Indicadores de Desempenho e SLA,
e na implementação da metodologia Balanced Scorecard em diversos segmentos de negócio. Atua como
pesquisador na área de quot;Engenharia de Desempenhoquot; desde 2.001, tendo produzido diversos trabalhos nos
formatos de artigos, palestras e cursos, sendo co-autor do livro quot;Gerenciamento de Serviços de TI na
Prática”, publicado pela NOVATEC Editora.




                                 Prof. Ivan Luizio (ivan_luizio@hotmail.com)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Relat-Gerenciais_TIC_II_2013v1.0.1
Relat-Gerenciais_TIC_II_2013v1.0.1Relat-Gerenciais_TIC_II_2013v1.0.1
Relat-Gerenciais_TIC_II_2013v1.0.1
Djalma Santos, M.Sc.
 
O Modelo TGP pag. 227 261
O Modelo TGP pag. 227 261O Modelo TGP pag. 227 261
O Modelo TGP pag. 227 261
zeusi9iuto
 
Relat-Gerenciais_TIC_I_2013v2.0.0
Relat-Gerenciais_TIC_I_2013v2.0.0Relat-Gerenciais_TIC_I_2013v2.0.0
Relat-Gerenciais_TIC_I_2013v2.0.0
Djalma Santos, M.Sc.
 
Aula gestão de informção
Aula gestão de informçãoAula gestão de informção
Aula gestão de informção
Sérgio Oliveira
 
Artigo erp
Artigo erpArtigo erp
Artigo erp
Eber Santana
 
SOA
SOASOA
Estudo de caso - implantacao de solucao para tratamento de informacoes logist...
Estudo de caso - implantacao de solucao para tratamento de informacoes logist...Estudo de caso - implantacao de solucao para tratamento de informacoes logist...
Estudo de caso - implantacao de solucao para tratamento de informacoes logist...
André Aranha
 
Gestão da Produtividade Administrativa
Gestão da Produtividade AdministrativaGestão da Produtividade Administrativa
Gestão da Produtividade Administrativa
Evilasio Cesar
 
Informática na logística
Informática na logísticaInformática na logística
Informática na logística
Felipe Zeni Hedlund
 

Mais procurados (9)

Relat-Gerenciais_TIC_II_2013v1.0.1
Relat-Gerenciais_TIC_II_2013v1.0.1Relat-Gerenciais_TIC_II_2013v1.0.1
Relat-Gerenciais_TIC_II_2013v1.0.1
 
O Modelo TGP pag. 227 261
O Modelo TGP pag. 227 261O Modelo TGP pag. 227 261
O Modelo TGP pag. 227 261
 
Relat-Gerenciais_TIC_I_2013v2.0.0
Relat-Gerenciais_TIC_I_2013v2.0.0Relat-Gerenciais_TIC_I_2013v2.0.0
Relat-Gerenciais_TIC_I_2013v2.0.0
 
Aula gestão de informção
Aula gestão de informçãoAula gestão de informção
Aula gestão de informção
 
Artigo erp
Artigo erpArtigo erp
Artigo erp
 
SOA
SOASOA
SOA
 
Estudo de caso - implantacao de solucao para tratamento de informacoes logist...
Estudo de caso - implantacao de solucao para tratamento de informacoes logist...Estudo de caso - implantacao de solucao para tratamento de informacoes logist...
Estudo de caso - implantacao de solucao para tratamento de informacoes logist...
 
Gestão da Produtividade Administrativa
Gestão da Produtividade AdministrativaGestão da Produtividade Administrativa
Gestão da Produtividade Administrativa
 
Informática na logística
Informática na logísticaInformática na logística
Informática na logística
 

Destaque

Governança de TI na Prática por meio da Gestão de Portfolio
Governança de TI na Prática por meio da Gestão de PortfolioGovernança de TI na Prática por meio da Gestão de Portfolio
Governança de TI na Prática por meio da Gestão de Portfolio
Ivan Luizio Magalhães
 
Service Operations Management
Service Operations ManagementService Operations Management
Service Operations Management
Ivan Luizio Magalhães
 
Sala de Situação para a Gestão Pública
Sala de Situação para a Gestão PúblicaSala de Situação para a Gestão Pública
Sala de Situação para a Gestão Pública
Ivan Luizio Magalhães
 
3. aula marketing de servico - 20/08/08
3. aula marketing de servico - 20/08/08 3. aula marketing de servico - 20/08/08
3. aula marketing de servico - 20/08/08
joel azevedo
 
TI e Sustentabilidade Ambiental
TI e Sustentabilidade AmbientalTI e Sustentabilidade Ambiental
TI e Sustentabilidade Ambiental
Ivan Luizio Magalhães
 
Aulas Marketing de Serviços
Aulas Marketing de ServiçosAulas Marketing de Serviços
Aulas Marketing de Serviços
Pietri Erivaldo
 
Gestão de Serviços
Gestão de ServiçosGestão de Serviços
Gestão de Serviços
Wagner Gonsalez
 

Destaque (7)

Governança de TI na Prática por meio da Gestão de Portfolio
Governança de TI na Prática por meio da Gestão de PortfolioGovernança de TI na Prática por meio da Gestão de Portfolio
Governança de TI na Prática por meio da Gestão de Portfolio
 
Service Operations Management
Service Operations ManagementService Operations Management
Service Operations Management
 
Sala de Situação para a Gestão Pública
Sala de Situação para a Gestão PúblicaSala de Situação para a Gestão Pública
Sala de Situação para a Gestão Pública
 
3. aula marketing de servico - 20/08/08
3. aula marketing de servico - 20/08/08 3. aula marketing de servico - 20/08/08
3. aula marketing de servico - 20/08/08
 
TI e Sustentabilidade Ambiental
TI e Sustentabilidade AmbientalTI e Sustentabilidade Ambiental
TI e Sustentabilidade Ambiental
 
Aulas Marketing de Serviços
Aulas Marketing de ServiçosAulas Marketing de Serviços
Aulas Marketing de Serviços
 
Gestão de Serviços
Gestão de ServiçosGestão de Serviços
Gestão de Serviços
 

Semelhante a Fábrica de Serviços de TI

Gestao Estrategica de TI
Gestao Estrategica de TIGestao Estrategica de TI
Gestao Estrategica de TI
Ivan Luizio Magalhães
 
Gestão de serviços em ti
Gestão de serviços em tiGestão de serviços em ti
Gestão de serviços em ti
luana vianna de assis
 
TI para o CxO
TI para o CxOTI para o CxO
TI para o CxO
PMO Fast Track
 
Artigo
ArtigoArtigo
Sig_Cap5_Apostila.pdf
Sig_Cap5_Apostila.pdfSig_Cap5_Apostila.pdf
Sig_Cap5_Apostila.pdf
SoniaDomingos4
 
Gestus itil um processo para implementa�o das pr�ticas itil para gerenciam...
Gestus itil   um processo para  implementa�o das pr�ticas itil para gerenciam...Gestus itil   um processo para  implementa�o das pr�ticas itil para gerenciam...
Gestus itil um processo para implementa�o das pr�ticas itil para gerenciam...
Jose Rudy
 
Governança de ti
Governança de tiGovernança de ti
Governança de ti
Bruno Silva
 
Apresentacao Aula Parte1
Apresentacao Aula Parte1Apresentacao Aula Parte1
Apresentacao Aula Parte1
Humberto Fontes
 
Apresentacao Aula Parte2
Apresentacao Aula Parte2Apresentacao Aula Parte2
Apresentacao Aula Parte2
Humberto Fontes
 
Termo De ReferêNcia Fdc & Invit
Termo De ReferêNcia   Fdc & InvitTermo De ReferêNcia   Fdc & Invit
Termo De ReferêNcia Fdc & Invit
minasinvest
 
Governança TI
Governança TIGovernança TI
Governança TI
Halan Ridolphi
 
Itil
ItilItil
Itil
lcbj
 
Indicadores para a area de TI
Indicadores para a area de TIIndicadores para a area de TI
Indicadores para a area de TI
Ivan Luizio Magalhães
 
Apostila cobit 5 - material de estudo
Apostila cobit 5 - material de estudoApostila cobit 5 - material de estudo
Apostila cobit 5 - material de estudo
Moacir Jacomin
 
SOA - Service Oriented Architecture
SOA - Service Oriented ArchitectureSOA - Service Oriented Architecture
SOA - Service Oriented Architecture
Hugo Rodrigues
 
SOA
SOASOA
Gerenciamento de Serviços de Tecnologia da Informação do curso de Gestão da T...
Gerenciamento de Serviços de Tecnologia da Informação do curso de Gestão da T...Gerenciamento de Serviços de Tecnologia da Informação do curso de Gestão da T...
Gerenciamento de Serviços de Tecnologia da Informação do curso de Gestão da T...
Orlando Oliveira Orlando
 
CSC - Centro de Serviço Compartilhado - do conceito à implementação
CSC - Centro de Serviço Compartilhado - do conceito à implementaçãoCSC - Centro de Serviço Compartilhado - do conceito à implementação
CSC - Centro de Serviço Compartilhado - do conceito à implementação
CompanyWeb
 
(Solução gestão serviços ti itil [modo de compatibilidade])
(Solução gestão serviços ti   itil [modo de compatibilidade])(Solução gestão serviços ti   itil [modo de compatibilidade])
(Solução gestão serviços ti itil [modo de compatibilidade])
Thiago Oliveira Silva Barros
 
CSC - Centro de Serviço Compartilhado - Fundamentos e Implementação
CSC - Centro de Serviço Compartilhado - Fundamentos e ImplementaçãoCSC - Centro de Serviço Compartilhado - Fundamentos e Implementação
CSC - Centro de Serviço Compartilhado - Fundamentos e Implementação
CompanyWeb
 

Semelhante a Fábrica de Serviços de TI (20)

Gestao Estrategica de TI
Gestao Estrategica de TIGestao Estrategica de TI
Gestao Estrategica de TI
 
Gestão de serviços em ti
Gestão de serviços em tiGestão de serviços em ti
Gestão de serviços em ti
 
TI para o CxO
TI para o CxOTI para o CxO
TI para o CxO
 
Artigo
ArtigoArtigo
Artigo
 
Sig_Cap5_Apostila.pdf
Sig_Cap5_Apostila.pdfSig_Cap5_Apostila.pdf
Sig_Cap5_Apostila.pdf
 
Gestus itil um processo para implementa�o das pr�ticas itil para gerenciam...
Gestus itil   um processo para  implementa�o das pr�ticas itil para gerenciam...Gestus itil   um processo para  implementa�o das pr�ticas itil para gerenciam...
Gestus itil um processo para implementa�o das pr�ticas itil para gerenciam...
 
Governança de ti
Governança de tiGovernança de ti
Governança de ti
 
Apresentacao Aula Parte1
Apresentacao Aula Parte1Apresentacao Aula Parte1
Apresentacao Aula Parte1
 
Apresentacao Aula Parte2
Apresentacao Aula Parte2Apresentacao Aula Parte2
Apresentacao Aula Parte2
 
Termo De ReferêNcia Fdc & Invit
Termo De ReferêNcia   Fdc & InvitTermo De ReferêNcia   Fdc & Invit
Termo De ReferêNcia Fdc & Invit
 
Governança TI
Governança TIGovernança TI
Governança TI
 
Itil
ItilItil
Itil
 
Indicadores para a area de TI
Indicadores para a area de TIIndicadores para a area de TI
Indicadores para a area de TI
 
Apostila cobit 5 - material de estudo
Apostila cobit 5 - material de estudoApostila cobit 5 - material de estudo
Apostila cobit 5 - material de estudo
 
SOA - Service Oriented Architecture
SOA - Service Oriented ArchitectureSOA - Service Oriented Architecture
SOA - Service Oriented Architecture
 
SOA
SOASOA
SOA
 
Gerenciamento de Serviços de Tecnologia da Informação do curso de Gestão da T...
Gerenciamento de Serviços de Tecnologia da Informação do curso de Gestão da T...Gerenciamento de Serviços de Tecnologia da Informação do curso de Gestão da T...
Gerenciamento de Serviços de Tecnologia da Informação do curso de Gestão da T...
 
CSC - Centro de Serviço Compartilhado - do conceito à implementação
CSC - Centro de Serviço Compartilhado - do conceito à implementaçãoCSC - Centro de Serviço Compartilhado - do conceito à implementação
CSC - Centro de Serviço Compartilhado - do conceito à implementação
 
(Solução gestão serviços ti itil [modo de compatibilidade])
(Solução gestão serviços ti   itil [modo de compatibilidade])(Solução gestão serviços ti   itil [modo de compatibilidade])
(Solução gestão serviços ti itil [modo de compatibilidade])
 
CSC - Centro de Serviço Compartilhado - Fundamentos e Implementação
CSC - Centro de Serviço Compartilhado - Fundamentos e ImplementaçãoCSC - Centro de Serviço Compartilhado - Fundamentos e Implementação
CSC - Centro de Serviço Compartilhado - Fundamentos e Implementação
 

Mais de Ivan Luizio Magalhães

Customer Multiexperience Center
Customer Multiexperience CenterCustomer Multiexperience Center
Customer Multiexperience Center
Ivan Luizio Magalhães
 
Fábrica de Testes de Software na era da Indústria 4.0
Fábrica de Testes de Software na era da Indústria 4.0Fábrica de Testes de Software na era da Indústria 4.0
Fábrica de Testes de Software na era da Indústria 4.0
Ivan Luizio Magalhães
 
Catálogo de palestras, workshops e cursos do prof. ivan Luizio Magalhães
Catálogo de palestras, workshops e cursos do prof. ivan Luizio MagalhãesCatálogo de palestras, workshops e cursos do prof. ivan Luizio Magalhães
Catálogo de palestras, workshops e cursos do prof. ivan Luizio Magalhães
Ivan Luizio Magalhães
 
Governança de Dados como meio para o incremento da Produtividade Organizacional
Governança de Dados como meio para o incremento da Produtividade OrganizacionalGovernança de Dados como meio para o incremento da Produtividade Organizacional
Governança de Dados como meio para o incremento da Produtividade Organizacional
Ivan Luizio Magalhães
 
Centro de Controle e Comando da Experiência do Cliente
Centro de Controle e Comando da Experiência do ClienteCentro de Controle e Comando da Experiência do Cliente
Centro de Controle e Comando da Experiência do Cliente
Ivan Luizio Magalhães
 
Metrics for Call Center
Metrics for Call CenterMetrics for Call Center
Metrics for Call Center
Ivan Luizio Magalhães
 
Gestão de Eventos por meio da Ferramenta IBM Tivoli Netcool/OMNIbus
Gestão de Eventos por meio da Ferramenta IBM Tivoli Netcool/OMNIbusGestão de Eventos por meio da Ferramenta IBM Tivoli Netcool/OMNIbus
Gestão de Eventos por meio da Ferramenta IBM Tivoli Netcool/OMNIbus
Ivan Luizio Magalhães
 
Design Thinking aplicado ao Redesenho de Processos de Negocio
Design Thinking aplicado ao Redesenho de Processos de NegocioDesign Thinking aplicado ao Redesenho de Processos de Negocio
Design Thinking aplicado ao Redesenho de Processos de Negocio
Ivan Luizio Magalhães
 
Gestão de carreira - Perfil Profissional
Gestão de carreira - Perfil ProfissionalGestão de carreira - Perfil Profissional
Gestão de carreira - Perfil Profissional
Ivan Luizio Magalhães
 
Os 7 mitos da monitoração de Serviços de TI - Indo além da monitoração da inf...
Os 7 mitos da monitoração de Serviços de TI - Indo além da monitoração da inf...Os 7 mitos da monitoração de Serviços de TI - Indo além da monitoração da inf...
Os 7 mitos da monitoração de Serviços de TI - Indo além da monitoração da inf...
Ivan Luizio Magalhães
 
Gestão por meio dos 5 sentidos - O básico de forma prática
Gestão por meio dos 5 sentidos - O básico de forma práticaGestão por meio dos 5 sentidos - O básico de forma prática
Gestão por meio dos 5 sentidos - O básico de forma prática
Ivan Luizio Magalhães
 
Gestão de Carreira - Projeto Pessoal de Carreira
Gestão de Carreira - Projeto Pessoal de CarreiraGestão de Carreira - Projeto Pessoal de Carreira
Gestão de Carreira - Projeto Pessoal de Carreira
Ivan Luizio Magalhães
 
Portfólio de Produtos para a área de TI
Portfólio de Produtos para a área de TIPortfólio de Produtos para a área de TI
Portfólio de Produtos para a área de TI
Ivan Luizio Magalhães
 
O sucesso do Negocio por meio do monitoramento da Experiencia do Usuario de S...
O sucesso do Negocio por meio do monitoramento da Experiencia do Usuario de S...O sucesso do Negocio por meio do monitoramento da Experiencia do Usuario de S...
O sucesso do Negocio por meio do monitoramento da Experiencia do Usuario de S...
Ivan Luizio Magalhães
 
AutomAction
AutomActionAutomAction
Atendimento Nota 10 no Service Desk
Atendimento Nota 10 no Service DeskAtendimento Nota 10 no Service Desk
Atendimento Nota 10 no Service Desk
Ivan Luizio Magalhães
 
Guia Prático - 7 Ferramentas da Qualidade com MS Excel 2007
Guia Prático - 7 Ferramentas da Qualidade com MS Excel 2007Guia Prático - 7 Ferramentas da Qualidade com MS Excel 2007
Guia Prático - 7 Ferramentas da Qualidade com MS Excel 2007
Ivan Luizio Magalhães
 
Gestão de Valor por meio de Projetos
Gestão de Valor por meio de ProjetosGestão de Valor por meio de Projetos
Gestão de Valor por meio de Projetos
Ivan Luizio Magalhães
 
Os 10 mandamentos para a sobrevivência da área de TI
Os 10 mandamentos para a sobrevivência da área de TIOs 10 mandamentos para a sobrevivência da área de TI
Os 10 mandamentos para a sobrevivência da área de TI
Ivan Luizio Magalhães
 
Capacitação para Analista de Help Desk e Service Desk
Capacitação para Analista de Help Desk e Service DeskCapacitação para Analista de Help Desk e Service Desk
Capacitação para Analista de Help Desk e Service Desk
Ivan Luizio Magalhães
 

Mais de Ivan Luizio Magalhães (20)

Customer Multiexperience Center
Customer Multiexperience CenterCustomer Multiexperience Center
Customer Multiexperience Center
 
Fábrica de Testes de Software na era da Indústria 4.0
Fábrica de Testes de Software na era da Indústria 4.0Fábrica de Testes de Software na era da Indústria 4.0
Fábrica de Testes de Software na era da Indústria 4.0
 
Catálogo de palestras, workshops e cursos do prof. ivan Luizio Magalhães
Catálogo de palestras, workshops e cursos do prof. ivan Luizio MagalhãesCatálogo de palestras, workshops e cursos do prof. ivan Luizio Magalhães
Catálogo de palestras, workshops e cursos do prof. ivan Luizio Magalhães
 
Governança de Dados como meio para o incremento da Produtividade Organizacional
Governança de Dados como meio para o incremento da Produtividade OrganizacionalGovernança de Dados como meio para o incremento da Produtividade Organizacional
Governança de Dados como meio para o incremento da Produtividade Organizacional
 
Centro de Controle e Comando da Experiência do Cliente
Centro de Controle e Comando da Experiência do ClienteCentro de Controle e Comando da Experiência do Cliente
Centro de Controle e Comando da Experiência do Cliente
 
Metrics for Call Center
Metrics for Call CenterMetrics for Call Center
Metrics for Call Center
 
Gestão de Eventos por meio da Ferramenta IBM Tivoli Netcool/OMNIbus
Gestão de Eventos por meio da Ferramenta IBM Tivoli Netcool/OMNIbusGestão de Eventos por meio da Ferramenta IBM Tivoli Netcool/OMNIbus
Gestão de Eventos por meio da Ferramenta IBM Tivoli Netcool/OMNIbus
 
Design Thinking aplicado ao Redesenho de Processos de Negocio
Design Thinking aplicado ao Redesenho de Processos de NegocioDesign Thinking aplicado ao Redesenho de Processos de Negocio
Design Thinking aplicado ao Redesenho de Processos de Negocio
 
Gestão de carreira - Perfil Profissional
Gestão de carreira - Perfil ProfissionalGestão de carreira - Perfil Profissional
Gestão de carreira - Perfil Profissional
 
Os 7 mitos da monitoração de Serviços de TI - Indo além da monitoração da inf...
Os 7 mitos da monitoração de Serviços de TI - Indo além da monitoração da inf...Os 7 mitos da monitoração de Serviços de TI - Indo além da monitoração da inf...
Os 7 mitos da monitoração de Serviços de TI - Indo além da monitoração da inf...
 
Gestão por meio dos 5 sentidos - O básico de forma prática
Gestão por meio dos 5 sentidos - O básico de forma práticaGestão por meio dos 5 sentidos - O básico de forma prática
Gestão por meio dos 5 sentidos - O básico de forma prática
 
Gestão de Carreira - Projeto Pessoal de Carreira
Gestão de Carreira - Projeto Pessoal de CarreiraGestão de Carreira - Projeto Pessoal de Carreira
Gestão de Carreira - Projeto Pessoal de Carreira
 
Portfólio de Produtos para a área de TI
Portfólio de Produtos para a área de TIPortfólio de Produtos para a área de TI
Portfólio de Produtos para a área de TI
 
O sucesso do Negocio por meio do monitoramento da Experiencia do Usuario de S...
O sucesso do Negocio por meio do monitoramento da Experiencia do Usuario de S...O sucesso do Negocio por meio do monitoramento da Experiencia do Usuario de S...
O sucesso do Negocio por meio do monitoramento da Experiencia do Usuario de S...
 
AutomAction
AutomActionAutomAction
AutomAction
 
Atendimento Nota 10 no Service Desk
Atendimento Nota 10 no Service DeskAtendimento Nota 10 no Service Desk
Atendimento Nota 10 no Service Desk
 
Guia Prático - 7 Ferramentas da Qualidade com MS Excel 2007
Guia Prático - 7 Ferramentas da Qualidade com MS Excel 2007Guia Prático - 7 Ferramentas da Qualidade com MS Excel 2007
Guia Prático - 7 Ferramentas da Qualidade com MS Excel 2007
 
Gestão de Valor por meio de Projetos
Gestão de Valor por meio de ProjetosGestão de Valor por meio de Projetos
Gestão de Valor por meio de Projetos
 
Os 10 mandamentos para a sobrevivência da área de TI
Os 10 mandamentos para a sobrevivência da área de TIOs 10 mandamentos para a sobrevivência da área de TI
Os 10 mandamentos para a sobrevivência da área de TI
 
Capacitação para Analista de Help Desk e Service Desk
Capacitação para Analista de Help Desk e Service DeskCapacitação para Analista de Help Desk e Service Desk
Capacitação para Analista de Help Desk e Service Desk
 

Último

Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxFoi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
lindalva da cruz
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
rihabkorbi24
 
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdfGUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
AlfeuBuriti1
 
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdfVeronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Dantas
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Paulo Emerson Pereira
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
InsttLcioEvangelista
 
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applicationsIntroduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
João de Paula Ribeiro Neto
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
Paulo Emerson Pereira
 

Último (8)

Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxFoi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
 
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdfGUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
 
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdfVeronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
 
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applicationsIntroduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
 

Fábrica de Serviços de TI

  • 1. Fábrica de Serviços de TI Organizações que operam suas áreas de Tecnologia da Informação (TI) como uma fábrica obtém até 30 % a mais de produtividade. Revista InfoCorporate/McKinsey O ambiente econômico atual enfatiza a diferenciação de produtos e serviços como uma das principais estratégias para a competitividade. Combinada com a atuação em nichos de mercado e atendimento de necessidades e expectativas dos clientes de forma personalizada, a diferenciação exigida promoveu a introdução de inúmeros novos produtos e serviços, além de itens complementares, aumentando significativamente a quantidade de opções disponíveis no mercado em relação há alguns anos. Como as necessidades e preferências dos clientes alteram-se e há um fluxo constante de evolução tecnológica, os produtos, serviços e seus itens componentes passaram a ter ciclos de vida menores, aumentando a pressão sobre o Time-to-Market (TTM). Tal fato exige grande atenção por parte das organizações para evitar que seus produtos e serviços, em qualquer etapa do processo produtivo ou da cadeia de distribuição, sejam considerados obsoletos, o que pode comprometer substancialmente a venda ou aceitação pelo mercado e, conseqüentemente, a capacidade da organização em gerar valor. Outro fator importante no contexto dos negócios é o aumento da competição, local ou global, combinada com situações econômicas que estabelecem patamares para preços competitivos que, por sua vez, comprimem as margens de lucro das organizações. Da administração pública são exigidas as mesmas práticas administrativas. Elas necessitam de materiais para seus processos produtivos de prestação de serviços e/ou na gestão dos seus estoques de produtos a serem entregues à população. Para exemplificar, pode-se citar a questão de medicamentos adquiridos pelo governo para hospitais, prefeituras e para a própria população, munição para as instituições da área de segurança e os esforços de Logística para uma campanha de vacinação. Por isso, sintonia com a demanda do mercado, atenção às necessidades e preferências dos clientes, fuga da obsolescência de produtos e serviços, redução de custos para fortalecer a margem de lucro ou disponibilidade de recursos para atender outras necessidades dos clientes ampliaram a importância do gerenciamento da produção e comercialização de produtos e serviços. A área de Tecnologia da Informação (TI) também é influenciada pelo contexto em que atua a organização. Desta forma, faz-se necessário a adoção de uma abordagem que maximize a eficiência e a efetividade do valor criado para a organização, através da utilização do paradigma de “Fábrica de Serviços de TI” proposto no livro Gerenciamento de Serviços de TI na Prática. Uma fábrica executa processos para a construção de um produto. Quanto maior o volume de produção menor é o custo do produto. Henry Ford que desenvolveu o processo de produção em massa através da instituição da famosa linha de montagem, idéia originada a partir da observação da forma como o Prof. Ivan Luizio (ivan_luizio@hotmail.com)
  • 2. trabalho era realizado em um abatedouro, demonstrou a eficiência da especialização de funções e o uso de processos padronizados, conforme ilustrado pela Figura 1. Figura 1 – Linha de Montagem Por sua vez, uma Fábrica de Serviços de TI utiliza os mesmos conceitos de uma fábrica tradicional. A função de uma Fábrica de Serviços de TI é maximizar a produção (entrega) e a operação (suporte) dos serviços de TI necessários para a execução dos processos de negócio da organização, garantindo níveis adequados de eficiência e efetividade que contribuam verdadeiramente para o incremento da criação de valor para o negócio, através do incremento do nível de produtividade. A adoção de uma forma de trabalho orientada a processos e de uma arquitetura de serviços de TI permite que a área de TI crie serviços internos reutilizáveis que podem ser empregados para a composição de diferentes serviços de TI, reduzindo os custos necessários para a disponibilização de um determinado serviço de TI. Quanto maior o número de serviços internos disponíveis, menor serão o prazo e o custo de desenvolvimento dos novos serviços de TI. A Fábrica de Serviços de TI, de acordo com a proposição da metodologia IT Flex, opera sob um modelo econômico de produção de utilities, uma vez que produz serviços de TI de forma continuada para as Áreas de Negócio da organização. A IT Flex é uma metodologia que tem como objetivo dotar a área de TI de um elevado grau de flexibilidade, fazendo com que ela colabore para o aumento da adaptabilidade da organização. Os serviços de TI produzidos pela Fábrica de Serviços de TI são resultado da transformação e enriquecimento de recursos (commodities e utilities) internos ou externos, podendo, quando adequado à estratégia de produção da fábrica, já virem transformados ou enriquecidos através das metodologias de gestão denominadas outsourcing e outtasking. O outtasking consiste na ação de terceirizar tarefas específicas de uma organização e não mais uma função de negócio. O outtasking é um conceito mais aceitável de terceirização de tarefas uma vez que o outsourcing significa perda de controle e de comando, pois a responsabilidade do gerenciamento passa a ser do fornecedor contratado. A Figura 2 ilustra o modelo econômico da Fábrica de Serviços de TI. Prof. Ivan Luizio (ivan_luizio@hotmail.com)
  • 3. Figura 2 – Modelo Econômico da Fábrica de Serviços de TI Um aspecto relevante da Fábrica de Serviços de TI é o do multisourcing, ou seja, a combinação adequada de recursos internos e externos. O ponto de equilíbrio ideal será obtido pela realização de uma análise complexa e criteriosa das operações da Fábrica de Serviços de TI, bem como do estudo dos direcionadores estratégicos definidos pela organização para a área de TI. Avaliar cuidadosamente o que pode, e deve, ser passado para a mão de terceiros é essencial para o sucesso de qualquer iniciativa. Hoje, as organizações já estão mais maduras em relação ao assunto e tomam decisões mais estratégicas que levam em conta não apenas custo, mas a criticidade de cada processo da área de TI para a geração de valor para a organização. A organização precisa observar seus objetivos estratégicos. Se for possível padronizar determinada atividade ou serviço interno da área de TI, provavelmente há uma oportunidade de terceirização. Na sua grande maioria, em torno de 90%, os contratos de fornecimento externo na área de TI são focados na redução de custos, mas esta não deve ser a única razão para se partir para o outsourcing ou outtasking. Já se inicia um movimento das organizações em direção a um estágio mais avançado que visa a melhoria da eficiência operacional, pois com o tempo a questão do custo se esvazia e se não forem promovidos avanços, fornecedor e cliente ficam insatisfeitos com os resultados do acordo. Neste aspecto, deve-se eliminar um dos maiores mitos da terceirização, que é a idéia de que ela sempre acarreta redução de custos. A Fábrica de Serviços de TI é a forma prática de execução de um modelo econômico baseado no paradigma de utilidade, provimento de serviços de forma continuada, onde procura-se adequar-se continuamente a produção e os níveis de custo e desempenho dos serviços à demanda, adicionando-se a capacidade de transformação de commodities em serviços com valor agregado para a organização, conforme ilustra-se na Figura 3. Prof. Ivan Luizio (ivan_luizio@hotmail.com)
  • 4. Figura 3 – Processo de Alinhamento e Ciclo de Otimização Contínua por meio da Strategic Activity System (SAS) A partir da definição do escopo de atuação da Fábrica de Serviços de TI, a metodologia IT Flex propõe a estruturação de um conjunto de processos visando o atendimento à clientes; planejamento e controle de produção; produção; garantia e qualidade, conforme ilustrado na Figura 2. Prof. Ivan Luizio (ivan_luizio@hotmail.com)
  • 5. Figura 4 – Estrutura de uma Fábrica de Serviços de TI modelada pela IT Flex Os processos propostos pela metodologia IT Flex para composição da Fábrica de Serviços de TI, conforme ilustração da Figura 4, são classificados de acordo com a estrutura de níveis apresentada na Figura 5. Esta classificação é feita de acordo com as perguntas que serão respondidas pela implementação do processo. Figura 5 – Estrutura de Níveis para a classificação dos Processos Prof. Ivan Luizio (ivan_luizio@hotmail.com)
  • 6. A garantia do alinhamento da Fábrica de Serviços de TI à estratégia de negócio pode ser obtido através do gerenciamento da sua contribuição para a produção de valor para a organização. Para tanto, recomenda-se a abordagem de inserção da Fábrica de Serviços de TI em uma Cadeia de Valor e a realização do seu gerenciamento com o objetivo de maximizar a produção de valor para a organização, através da entrega de valor para os seus usuários a partir do atendimento à demanda das áreas de negócio (clientes). É importante destacar que a Fábrica de Serviços de TI também deverá submeter-se a alguns dos objetivos estratégicos da organização, de forma a alinhar sua operação à estratégia de negócio, conforme já mencionado. A Figura 6 ilustra a integração da Fábrica de Serviços de TI à estratégia de negócio. Figura 6 – Cadeia de Valor Os serviços de TI devem atender às necessidades de negócios das organizações que são diferentes uma das outras devido a práticas e ramo de atuação. Porém a construção de serviços de Ti de modo singular possui custos mais elevados de produção que podem tirar a competitividade das organizações. O tempo de desenvolvimento pode não atender as necessidades de mercado, não sendo raras as vezes que um serviço de TI é liberado e as necessidades de mercado já foram alteradas. Em certos casos para atender os tempos requeridos pelo mercado a qualidade dos serviços de TI é reduzida, através da redução do seu ciclo de desenvolvimento, prejudicando seu desempenho futuro ou mesmo, inibindo a sua reutilização para a composição de outros serviços de TI. Uma Fábrica de Serviços de TI tem o objetivo de resolver alguns desses problemas. Apesar das organizações possuírem necessidades diferentes, a metodologia IT Flex demonstra que os processos da área de TI são similares. Uma Fábrica de Serviços de TI que tenha um quot;estoquequot; de Prof. Ivan Luizio (ivan_luizio@hotmail.com)
  • 7. serviços internos que possam ser quot;montadosquot; de acordo com as especificações de um pedido, propicia maior velocidade para a disponibilização de um novo serviço de TI. Como cada serviço interno já foi exaustivamente testado o novo serviço de TI apresenta uma melhor qualidade. Conseqüentemente, o custo do serviço de TI é reduzido, atendendo às necessidades de mercado do serviço de TI no tempo certo, o que contribui fortemente para a criação de valor para a organização. O gerenciamento de recursos humanos e dos serviços internos disponíveis é fundamental para o sucesso de uma Fábrica de Serviços de TI. Como em uma fábrica, existem áreas especializadas na execução de determinados processos. Como a Fábrica de Serviços de TI recebe pedidos de diferentes fontes (áreas de negócio) o gerenciamento dos recursos é importante para atender os prazos compromissados. Para maximizar a utilização dos recursos é necessária uma clara visão dos serviços internos desenvolvidos, evidenciando-se a importância de um processo de gerenciamento da arquitetura de serviços, evitando o desenvolvimento de serviços internos já criados e testados. Basicamente a estrutura de uma Fábrica de Serviços de TI deve possuir as seguintes áreas: • área de planejamento e controle da produção que faz a alocação dos recursos, estabelecendo os prazos de desenvolvimento dos serviços de TI; • área de atendimento a clientes que negocia e especifica as necessidades da área de negócio; • área de arquitetura de serviços responsável pela definição dos serviços internos a serem utilizados ou desenvolvidos; • área de produção encarregada de realizar a entrega e o suporte aos serviços de TI; • área de gerenciamento do desempenho dos serviços, responsável por assegurar que o desempenho dos serviços de TI disponibilizados atendam as especificações das áreas de negócio; e • área responsável por monitorar e informar o valor gerado para a organização pelos serviços de TI disponibilizados. O processo de implementação da Fábrica de Serviços de TI, proposto na metodologia IT Flex, é estruturado em sete etapas, a saber: • construção de um modelo de processos da área de TI; • definição de um modelo comum de dados; • integração entre as diferentes abordagens e metodologias da área de TI; • desenvolvimento dos processos da estrutura da Fábrica de Serviços de TI; • institucionalização dos fluxos de trabalho entre os integrantes da área de TI; • estabelecimento do gerenciamento dos processos da Fábrica de Serviços de TI; e • criação de um meio de acesso único para os clientes/usuários. Por fim, o grande objetivo almejado com a proposição da Fábrica de Serviços de TI é o incremento da produtividade da organização, resultante do aumento da eficiência e da efetividade dos serviços de TI disponibilizados para as áreas de negócio, conforme ilustra a Figura 7. Prof. Ivan Luizio (ivan_luizio@hotmail.com)
  • 8. Figura 7 – Objetivos da Fábrica de Serviços de TI A proposta de constituição da Fábrica de Serviços de TI visa definir uma estrutura de processos derivados das melhores práticas do mercado, orquestrados de tal modo que permitam a prestação de serviços de TI de forma eficiente e com o nível de efetividade que demonstre o atendimento às expectativas e necessidades das áreas de negócio da organização. Apesar das controvérsias que a Fábrica de Serviços de TI possa despertar, trata-se de uma proposta que apóia-se na adoção dos avanços promovidos no campo do gerenciamento de TI, possibilitando um alto nível de aplicabilidade dos conceitos preconizados no modelo, até mesmo por organizações de médio e pequeno porte. Com a crescente demanda pela terceirização dos serviços de TI e as constantes evoluções da disciplina de gerenciamento de TI, o conceito de Fábrica de Serviços de TI tende a se expandir no mercado e se firmar como uma solução viável para boa parte dos problemas de custo e prazo enfrentados pela área de TI. Referência: MAGALHÃES, Ivan Luizio R. G.; PINHEIRO Jr., Walfrido Mathias Brito – Gerenciando Serviços de TI na Prática – São Paulo – Novatec Editora, 2.007 Prof. Ivan Luizio (ivan_luizio@hotmail.com)
  • 9. Currículo resumido: Ivan Luizio Magalhães Professor dos cursos de extensão e MBA da FIPT (IPT - SP) e do Instituto MAUÁ de Engenharia e especialista em Arquitetura de Sistemas da Telecomunicações de São Paulo S. A. - TELESP, atuando nas áreas sistemas de negócio e sistemas de gerência para redes de telecomunicações. É palestrante e coordenador de diversos cursos em instituições como IBC, IIR, Recriando e BI. Acumula experiência de mais de 20 anos na área de Tecnologia da Informação, sendo especializado em redes de computadores e no desenvolvimento baseado em tecnologia OPEN SOURCE. Participou do desenvolvimento e implantação do Projeto de Outsourcing de Sistemas, atuando na área de Gestão de Indicadores de Desempenho e SLA, e na implementação da metodologia Balanced Scorecard em diversos segmentos de negócio. Atua como pesquisador na área de quot;Engenharia de Desempenhoquot; desde 2.001, tendo produzido diversos trabalhos nos formatos de artigos, palestras e cursos, sendo co-autor do livro quot;Gerenciamento de Serviços de TI na Prática”, publicado pela NOVATEC Editora. Prof. Ivan Luizio (ivan_luizio@hotmail.com)