Arame Forte

1.151 visualizações

Publicada em

Titulo: Arame Forte
Alunos:Murilo Andrade Paixao,Maria Angela,
Cidade: Feira de Santana
Disciplina: Aquisições
Turma: GP01
Data:24-01-2014
Hora:23:23
Comentarios:Murilo Andrade Paixão
Maria Angela Francisquini
Publico até ápos a correção

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.151
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Arame Forte

  1. 1. GERENCIAMENTO DE PROJETOS TURMA 01 Gerenciamento de Aquisições Feira de Santana – Ba, Dezembro 2013
  2. 2. Arame Forte S/A Introdução: Somos uma empresa nacional, de grande porte, produtora de arames de aço, com fábrica em Feira de Santana na Bahia. Nossa missão é fabricar arames de aço para atender o mercado automobilístico. Nossa visão é de ser a melhor empresa fabricante de arames de aço para talão de pneu de passeio e pneu de carga. Projeto: O projeto trata da implantação de uma unidade fabril de arame de aço para talão de pneu de passeio e pneu de carga, no município de São Gonçalo, Bahia. A Equipe do projeto: Maria Angela Francisquini mangela10@gmail.com Murilo A. Paixão mapaixao21@yahoo.com.br
  3. 3. Objetivo do trabalho: Este trabalho tem como objetivo aplicar a metodologia da área de gerenciamento de Aquisições em um projeto idealizado pela alta administração da empresa. O Gerenciamento de aquisições em projetos é um fator preponderante para a entrega de um projeto, com cumprimento na íntegra de escopo, tempo, qualidade e custo.
  4. 4. Estrutura Analítica do Projeto (EAP) Fábrica Arame Forte 1. 1. Gerenciamento do Projeto 2.1. Projeto Base Implantação 3.1. Instalação e Produção 4. 1. Recursos Humanos 5.1. Materiais 6.1. Encerramento 2.1.1. Localização 3.1.1.Equipamentos 4.1. 1.MO Operacional 5.1.1. Matéria-prima 6.1.1. Aceites 2.1.2. Terreno 3.1.2.Montagem 4.1.2.MO Vendas 5.1.2. Insumos 6.1.2. Entregas do projeto 2.1.3. Galpão/Infra 3.1.3. Testes 4.1.3. MO Adm 5.1.3. Material de limpeza 6.1.3. Lições aprendidas 2.1.4. Licenças 1.1. Iniciação 3.1.4. Start Up 4.1.4. Treinamentos 5.1.4. Material de expediente 6.1.4. Festa Inauguração TAP 1.2. Planejamento PGP 1.2.1.Escopo 1.2.2. Tempo 1.2.3. Custos 5.1.5. Material de manutenção 1.2.4. Qualidade 1.2.5. Riscos Pacotes Make 1.2.6. RH 1.2.7. Aquisições Pacotes Buy
  5. 5. Análise Make or Buy Os critérios utilizados para a definição dos pacotes make e buy foram: 1 – Core Business da Empresa: A empresa definiu como pacotes make aqueles para cuja realização tem expertise, considerando a equipe do projeto com experiência na fabricação de arame.Exemplos: “Plano de gerenciamento de escopo” e “ Montagem” Os pacotes buy, por sua vez, compreenderam aqueles para os quais eram necessários conhecimentos e competências alheias ao core business da empresa, como a “Contratação de mão de obra, operacional, de vendas e/ou administrativa. 2 – Necessidade de fornecimento especializado: Foram definidos pacotes buy aqueles para os quais era necessário fornecimento especializado, como, por exemplo, os pacotes, “Licenças” contratado de uma empresa do ramo de consultoria em licenciamentos e “Festa de inauguração” contratado de uma empresa especializada em eventos. 3 – Capacidade da equipe (Qualidade/Quantidade): O perfil técnico dos integrantes da equipe do projeto, considerando seu escopo total, determinou a opção por alguns pacotes buy como “recrutamento e seleção de mão de obra” e “licenças”. Apesar de a equipe ter noções básicas dessas funções, elas seriam mais bem executadas por profissionais externos. Foram classificados pacotes make aqueles alinhados à capacidade da equipe, como, por exemplo, a montagem da linha de produção. 4 – Restrição de Prazo: Como a fábrica deve ser inaugurada em data específica e a empresa não possui recursos suficientes para atender a execução total do projeto, será realizada a contratação de alguns pacotes de trabalho, como, por exemplo, “Recrutamento e Seleção da Mão de Obra Operacional”. 5 – Restrição de Prazo: As restrições de custo do projeto levaram a opção por alguns pacotes buy, com valor mais atrativo do que fossem realizados como pacotes make. Como exemplo, a obtenção de licenças e “contratação de mão de obra”, este último com impacto nos custos e riscos da fábrica. 6. Existência de Fornecedores confiáveis: A existência no mercado de fornecedores confiáveis e competentes, aliada a outros fatores como vantagens de preço e prazo, nos levaram à contratação de alguns pacotes de trabalho, como exemplo a empresa de recrutamento e seleção da mão de obra operacional, com capacidade de disponibilizar os funcionários para a operação da fábrica e de manter um banco de talentos para reposição em tempo hábil, no caso, de não permanência de algum contratado. 7- Compartilhamento de risco: Para os pacotes de trabalho de grande representatividade para o projeto e não relacionados ao core business da empresa e/ou capacidade da equipe, optou-se pela contratação para o compartilhamento de riscos. Como exemplo, Equipamentos e mão de obra.
  6. 6. Mapa de Aquisições Nome da empresa: Arame Forte S/A Projeto: Fábrica de arame Concorrência Item a ser contratado Referência na EAP 1 Licenças 2.4 2 Equipamentos 3.1 3 Mão-de-Obra 4.1 4 Festa de inauguração 6.5 Vendor list Andrade Engenharia S/A GRS Consultoria Ltda Solução Consultoria Ltda TRM Equipamentos Copé S.A. VHS Engenharia S/A Careerjet Ltda Humanos RH Portal RH Alfa Produções M Mota Eventos JS Eventos Orçamento R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ R$ 100.000,00 120.000,00 118.000,00 1 milhão 1,2 milhões 1,8 milhões 18.000,00 14.000,00 15.000,00 100.000,00 90.000,00 115.000,00 Prazo 120 dias 120 dias 180 dias 1 ano 1,2 anos 1,4 anos 120 dias 90 dias 90 dias 45 dias 45 dias 45 dias
  7. 7. Estrutura Analítica do Projeto (EAP) Revisada Fábrica Arame Forte 1. 1. Gerenciamento do Projeto 2.1. Projeto Base Implantação 1.1. Planos de Gerenciamento 1.1.1.Escopo 1.1.2. Tempo 1.1.3. Custos 1.1.4. Qualidade 3.1. Instalação e Produção 4. 1. Recursos Humanos 5.1. Materiais 6.1. Encerramento 2.1.1. Localização 1.1.5. Riscos 4.1. 1.MO Operacional 5.1.1. Matéria-prima 6.1.1. Aceites 2.1.2. Terreno 3.1.2.Montagem 4.1.2.MO Vendas 5.1.2. Insumos 6.1.2. Entregas do projeto 1.1.7.1. Elaboração dos contratos 2.1.3. Galpão/Infra 3.1.3. Testes 4.1.3. MO Adm 5.1.3. Material de limpeza 6.1.3. Lições aprendidas 1.1.7.2. Administração dos contratos 2.1.4. Licenças 3.1.4. Start Up 4.1.4. Treinamentos 5.1.4. Material de expediente 6.1.4. Festa Inauguração 5.1.5. Material de manutenção 1.1.6. RH 3.1.1.Equipamentos 6.1.5. Encerramento dos contratos 1.1.7. Aquisições Pacotes Buy Aquisição Pacotes Make
  8. 8. Registro de Riscos Evento de risco 1. Não liberação alfandegaria devido erro de embargue 2. Atraso na entrega dos equipamentos 3. Licenças não sairem no prazo para início das obras 4.Entregas não serem realizadas de acordo com a qualidade exigida 5. Projeto exceder o orçamento 6. Atraso na liberação do processo extarifario Resposta ao risco Inspecionar o embarque do produto no fornecedor afim de garantir fidelidade com declaração apresentada a Receita Federal Momento da Resposta ao risco Na elaboração do contrato Pré-qualificação das empresas considerando histórico de entregas no prazo. Aplicação de multa em caso de não cumprimento dos PQ/ADM/CONT termos do contrato Diligenciamento na fabricação. Pré-qualificação e seleção das empresas para obtenção das licenças no prazo previsto considerando restrição do prazo para obtenção. Avaliação das documentações antes de protocolar com PQ/SEL/ADM órgãos competentes. Acompanhamento sistemático do desenvolvimento dos processos. Especificar na declaração de trabalho expectativas quanto à qualidade requerida. Pré-qualificar empresas que atendam às expectativas com relação à qualidade e especificações/ requeridas para, PQ/SEL/ADM/CONT/ESP depois, selecionar fornecedor mais competente. Transferência de riscos por meio de contrato e cláusulas. Aplicação de multa em caso de não cumprimento dos termos do contrato. Pré-qualificar empresas e selecionar fornecedor final que atenda ao orçamento previsto. SEL/CONT/ADM Transferência de riscos por meio de contrato e cláusulas. Acompanhamento/medição periódica dos gastos pelo método de valor agregado. Antecipar entrada de documentação na receita federal No processo de importação
  9. 9. Processo escolhido Recrutamento e seleção da mão de obra operacional Critérios de Medição Descrição Criterio Peso Divulgação vagas Meios de comunicação 10 % Pre-seleção e apresentação Receber candidatos conforme escopo 30 % Escolha e contratação Efetivação e exames medicos 30 % Aproveitamento final Aprovação > 95% após avaliação desempenho 30%
  10. 10. Declaração de Trabalho Mão – de – obra operacional Especificação funcional:  Selecionar e disponibilizar candidatos conforme perfil determinado, em anexo. Qualidade:        Utilizar Ciclo de aprendizagem para assegurar aproveitamento de 95% dos contratados. CICLO DE APREDIZAGEM – Os candidatos teram 03 meses de avaliacão – 15 dias apenas observam , não executam, depois 45 dias executam com supervisao , entre 60-90 dias de trabalho executam sendo avalido no final com prova oral e escrita. Selecionar candidatos com: Escolaridade mínima: Ensino médio completo Experiência na indústria: Mínimo 2 anos Disponibilidade de viagem: sim Disponibilidade de horário: sim Estado de civil: Casado Garantia:  Do custo total do contrato serão retidos 10% , para pagamento 90 dias após a efetivação de todos os contratados. Prazo:  Apresentar os candidatos aprovados entre 15 a 30 de março de 2015.  Reposição dos não aprovados em até 15 dias. Suporte:  Divulgar as vagas na mídia escrita e falada. Treinamentos:  A Administração e condução dos treinamentos será da responsabilidade da contratante.
  11. 11. Manutenção:  Repor os candidatos que não forem aprovados nos primeiros 45 dias, a custo zero. Critérios Eliminatórios Contratação de empresa de mão-de-obra operacional Atende aos critérios eliminatórios Careerjet Ltda Fornecedor Humanos RH Portal RH 1. Capacidade Técnica SIM SIM SIM 2. Abrangência nacional SIM SIM SIM NÃO SIM SIM NÃO SIM SIM 3. Referências de outros clientes de grande porte 4. Certificados INSS e ISS aprovados APÓS ENVIO DE CARTA CONVITE ( DIVULGAÇÃO JORNAL ) AS EMPRESAS ACIMA SE APRESENTARAM E TIVERAM O SEGUINTE RESULTADO: EMPRESA CAREERJET FOI ELIMINADA DO PROCESSO, DEVIDO NÃO ATENDER AO ITEM 3 e 4 – REFERÊNCIA DE OUTRO CLIENTE, EMPRESAS HUMANO RH E PORTAL RH HABILITADOS.
  12. 12. Critérios Classificatórios Contratação de empresa de mão-de-obra operacional Careerjet Ltda Fornecedor Humanos RH Portal RH 1. Preço Eliminada SIM SIM 2. Qualificação técnica Eliminada SIM SIM 3. Posicionamento no mercado Eliminada SIM SIM 4. Metodologia de trabalho Eliminada SIM SIM 5. Prazo Eliminada SIM SIM Atende aos critérios classificatórios
  13. 13. Sistema de pontuação Contratação de empresa de mão-de-obra operacional Critérios Peso Fornecedor Humanos RH Portal RH 1. Preço 25 Nota 10 (250 ) Nota 8 ( 200 ) 2. Qualificação técnica 20 5 (100) 10 ( 200 ) 3. Referencia do mercado 15 10 (150) 10 (150 ) 4. Experiencia no mercado 15 10 ( 150 ) 10 ( 150) 5. Metodologia 25 10 (250 ) 10 (250) 900 950 ATENDE ATENDE TOTAL MÍNIMO - 800 Pontos
  14. 14. QUANTO A DIVULGAÇÃO E RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS Divulgamos através de carta convite para os fornecedores Human RH e Portal RH a solicitação de cotação (RFQ) e marcamos reunião presencial. A reunião, com a mesma data e hora marcadas no escritório central na Av. Paulista Edf Empresarial Center sala 501. Solicitamos que apresentem propostas tecnico-comerciais conforme a declaração de escopo (DE), caso contrário serão desqualificados. Quanto ao recebimento das propostas Recebimento através de envelope fechado , divulgamos a proposta ganhadora baseado nos critérios utilizados pelo sistema de pontuação. Divulgar ganhador através de edital e convocar para elaboração contrato.
  15. 15. Etapas do Processo de Aquisições 1. Emitir o pedido de compra: Cadastrar dados no sistema SAP 2. Solicitar o contrato ao departamento jurídico e aprovar e reconhecer firmas 3. Realizar a reunião de Kick Off , receber cronograma do fornecedor 4. Fazer deligenciamento 5. Palestra de integração de Qualidade, Segurança, Comunicação e Stakeholders 6. Receber as pessoas contratadas , fazer integração com pessoal Segurança e Saúde Ocupacional
  16. 16. Contrato Modelo formal – Consta ordem de compra , assinaturas reconhecidas em cartório com claúsulas contratuais. Espécie – Prestação de Serviços – Empresa de recrutamento e seleção pessoal. Contrato Típico – Preço Global – Pacote de serviços apresentados conforme declaração de escopo (DE), validado pelo setor Jurídico e Diretoria Administrativa.
  17. 17. Encerramento TERMINAÇÃO Requisitos atendidos Escopo completado - Mais de 95% dos candidatos aprovados Pagamentos efetuados - 90% do contrato pago anteriormente Emissão do TRD (Termo de Recebimento Definitivo) - aceitação do cliente plena
  18. 18. AUTORIZAÇÃO Após aprovação do Gerente de Produção em reunião de entrega técnica formal , em relatório com todos os envolvidos. Fornecedor e clientes internos. Efetuar pagamento dos 10% restante após 90 dias (experiência)
  19. 19. Como monitorar e controlar as aquisições Receber a mão de obra contratada Controlar a qualidade através do ciclo de vida de apredizagem Avaliar o desempenho através do ciclo apredizagem Validar a mão de obra Efetuar o pagamento final

×