SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA- UFSM
                       CESNORS


APRESENTAÇÃO DO PROJETO PIBID
      Trabalhando oficinas
microbiológicas com alunos do 6º
   ano do Ensino Fundamental
CAROLINE NICOLA
CESAR MARQUES
MORGANA TAÍS STRECK




              Palmeira das Missões, 2012
Tópicos abordados
•   Introdução;
•   Objetivos;
•   Justificativa;
•   Metodologia;
•   Resultados esperados;
•   Cronograma;
•   Indicadores de Avaliação;
•   Referências Bibliográficas.
Introdução
• A organização do ensino de Ciências tem sofrido
  nos últimos anos inúmeras propostas de
  transformação;

• Em geral, as mudanças apresentadas têm o
  objetivo de melhorar as condições da formação
  do espírito científico dos alunos em vista das
  circunstâncias histórico-culturais da sociedade
• O estudo da Microbiologia, é importante para nos
  tornarmos indivíduos mais conscientes em nosso
  dia-a-dia;
• Na maioria das vezes, os microrganismos surgem
  no currículo escolar como agentes causadores de
  doenças, apesar de 2% das bactérias serem
  patogênicas ao homem;
• Tendo em vista que 90% das escolas de Ensino
  Fundamental em nosso país são públicas é
  pertinente desenvolver atividades simples e baixo
  custo, tentado amenizar possíveis problemas
  relacionados à falta de tempo do professor para
  organizar aulas mais complexas, bem como a
  possível falta de recursos financeiros.
Objetivos
• Gerais:
Contribuir para que os alunos do sexto ano do
  ensino fundamental compreendam melhor o
  mundo microscópico, atuando de forma
  responsável nas questões que envolvam o meio
  ambiente através de estratégias de ensino-
  aprendizagem     dinâmicas      e   atraentes
  desmitificando     o      abstrato    mundo
  microbiológico.
Objetivos
• Específicos:
• 1. Valorizar      a   vida    em    todas    as suas    formas    e
  manifestações, compreendendo que o ser humano é parte integrante da
  natureza e pode transformar o meio em que vive.

• 2. Valorizar, respeitar e aprimorar os conhecimentos que já
  possuem, adquiridos em experiências cotidianas, confrontando-os com
  os conceitos aprendidos na escola.

• 3. Compreender a importância de atitudes individuais e coletivas para
  a preservação, conservação e uso racional dos recursos do planeta.

• 4. Desenvolver habilidades de observação, pesquisa, proposição de
  questões, formulação de hipóteses e conclusões, adquirindo noções
  sobre método científico.
• 5. Identificar ações humanas que agridem o meio
  ambiente, bem como ações alternativas, que sejam
  menos prejudiciais.

• 6. Disseminar o conhecimento adquirido na escola
  entre a comunidade (pais, amigos, parentes, vizinhos).

• 7. Reconhecer que a humanidade sempre se envolveu
  com o conhecimento da natureza e que a ciência, uma
  forma de desenvolver esse conhecimento, relaciona-se
  com outras atividades humanas
Justificativa
• Dentro do processo de ensino aprendizagem ocorreram
  transformações        significativas  envolvendo     o
  procedimento das aulas, a postura dos professores como
  também mudanças significativas a nível do currículo
  escolar.
• Se tratando de currículo escolar não se pode deixar de
  enfatizar alguns conteúdos que muitas vezes são
  deixados de lado nas escolas, porque subentende-se que
  necessitam de ambiente adequado para ministra-
  lo, como por exemplo o estudo de microbiologia.
• Na maior parte das vezes, os microrganismos surgem no
  currículo escolar como agentes causadores de doenças.
  Por outro lado, alguns aspectos não menos importantes
  devem ser considerados no ensino da microbiologia
  como o uso indiscriminado de antibióticos, ocasionando
  um aumento assustador no número de linhagens
  resistentes a estas drogas.
• Apesar de sua grande relevância, a microbiologia é
  muitas vezes negligenciada pelos professores. Uma
  das possíveis causas desse fenômeno refere se às
  dificuldades para o desenvolvimento de estratégias
  de ensino-aprendizagem mais dinâmicas e atraentes
  para os estudantes. (CASSIANI et al).
• A microbiologia por ser um tema em que não se
  pode visualizar a olho desarmado, pode ser
  extremamente abstrato para os alunos de ensino
  Fundamental, portanto faz-se necessário o
  desenvolvimento de estratégias didáticas que
  relacionem o tema com coisas simples do dia-a-dia.


                     Oficinas
Metodologia

• As   atividades   serão   conduzidas   por   três
 acadêmicos: Caroline Nicola, César e Morgana
 Streck, juntamente com a Supervisora Adriane
 Pain e Coordenadora Terimar Mouresco;
Serão desenvolvidas 6 oficinas com os
          seguintes títulos:
• A Misteriosa Máquina de aumentar;

• Os caça-micróbios I;

• Os caça-micróbios II;

• A super liga dos decompositores;

• A fantástica fábrica de micróbios;

• Microgames.
• As oficinas serão executadas em horários
  alternativos, extraclasse, aos sábados pela
  manha, devido as turmas serem de horários
  distintos, uma sendo no turno da manha e a outra
  no turno da tarde.;

• O horário estabelecido tema autorização da escola e
  dos pais dos alunos;

• O desenvolvimento do trabalho contará com a
  participação de mais ou menos 35 alunos de 6° ano
  da Escola Venina Palma, preferencialmente em
  laboratórios na própria escola. , sendo as oficinas
  divididas em 3 por semestre, sendo executadas em
  abril, maio, junho, setembro, outubro e novembro.
Ano 2012




                                  Cronograma
  Atividade
      s         Fev   Mar   Abr   Mai   Jun   Jul   Ago   Set   Out   Nov   Dez
  previstas
 Construçã
   o do               X
  projeto
  Contato
  com as              X
  escolas
  Aplicação
                            X
  pré-teste

 Leitura de
 textos de
                      X     X     X     X     X     X     X     X     X     X
 microbiolo
     gia

 Execução
                            X     X     X                 X     X     X
 de oficinas

  Aplicação
                                                                      X
  pós-teste
  Revisão
 bibliográfic                                       X     X     X     X     X
       a

  Produção
   relatório                                                           X     X
  semestral

  Divulgaçã
                                                                       X     X
      o
Indicadores de Avaliação
• Serão realizadas reuniões periódicas para a
  avaliação das atividades e, sempre que
  necessário, será feita a reorganização das
  ações, visando o engajamento de estudantes e
  professores com as ações, satisfação e
  envolvimento do público-alvo, grau de
  profundidade do conhecimento científico e
  qualidade didática das atividades realizadas com
  o público.
Referências Bibliográficas
• CASSANTI,A. C, CASSANTI,A.C, ARAUJO, E.E, 2001. URSI,S
  Microbiologia    Democrática:    Estratégias de Ensino-
  Aprendizagem e formação de professores

• CAPILÉ.B & GOLDBACH.T 2009 Ensino e uso de recursos
  pedagógicos para atividades práticas no ensino de ciências: uma
  visão dos licenciados.

• GOUVÊA. M. E, LAPORTA. Z. M. ROSA. P. I, 2002 Aprendizagem
  significativa, sob o enfoque da psicologia Humanista, no ensino
  de ciências do 2º ciclo do ensino Fundamental.

• PCNs- Parâmetros Curriculares Nacionais, 2000. Brasília:
  MEC/SEF.

• SCREMIN.G, GIORDANI.E,M & LONGHI.E,C. 2005. Ensino
  Superior: A docência em construção nas oficinas de didática.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação de relatório de estágio II
Apresentação de relatório de estágio IIApresentação de relatório de estágio II
Apresentação de relatório de estágio IImarcia121007
 
Modelo exemplo de projeto de intervenção
Modelo exemplo de projeto de intervençãoModelo exemplo de projeto de intervenção
Modelo exemplo de projeto de intervençãoClaudilena Araújo
 
Painel II - A abordagem CTSA na Educação para o desenvolvimento sustentável –...
Painel II - A abordagem CTSA na Educação para o desenvolvimento sustentável –...Painel II - A abordagem CTSA na Educação para o desenvolvimento sustentável –...
Painel II - A abordagem CTSA na Educação para o desenvolvimento sustentável –...CIDAADS
 
O ensino de ciências e suas metodológias
O ensino de ciências e suas metodológiasO ensino de ciências e suas metodológias
O ensino de ciências e suas metodológiasRenato De Souza Abelha
 
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - AvaliaçãoATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - AvaliaçãoClaudia Elisabete Silva
 
OBSERVAÇÃO SALA DE AULA_ METODOLOGIAS ATIVAS_ OFICINA_FINAL 2022 (1).pptx
OBSERVAÇÃO SALA DE AULA_ METODOLOGIAS ATIVAS_ OFICINA_FINAL 2022 (1).pptxOBSERVAÇÃO SALA DE AULA_ METODOLOGIAS ATIVAS_ OFICINA_FINAL 2022 (1).pptx
OBSERVAÇÃO SALA DE AULA_ METODOLOGIAS ATIVAS_ OFICINA_FINAL 2022 (1).pptxDANIELEAGNERBEDIN
 
Adaptação curricular - EE PROFESSORA JADYR G. CASTRO
Adaptação curricular - EE PROFESSORA JADYR G. CASTROAdaptação curricular - EE PROFESSORA JADYR G. CASTRO
Adaptação curricular - EE PROFESSORA JADYR G. CASTROeejadyr
 
Slides planejamento escolar
Slides planejamento escolarSlides planejamento escolar
Slides planejamento escolarAnanda Lima
 
Apresentação seminário pibid
Apresentação seminário pibidApresentação seminário pibid
Apresentação seminário pibidCaroline Pinto
 
Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula mtolentino1507
 
Metodologia de ensino
Metodologia de ensinoMetodologia de ensino
Metodologia de ensinoDeia Araujo
 
Otm normal médio núcleo de formação prática
Otm normal médio   núcleo de formação práticaOtm normal médio   núcleo de formação prática
Otm normal médio núcleo de formação práticaFlávia Maria
 
A contribuição do PIBID na formação de futuros docentes da Universidade Estad...
A contribuição do PIBID na formação de futuros docentes da Universidade Estad...A contribuição do PIBID na formação de futuros docentes da Universidade Estad...
A contribuição do PIBID na formação de futuros docentes da Universidade Estad...Cadernizando
 
Apresentação powerpoint projeto escola 25 anos
Apresentação powerpoint  projeto escola 25 anosApresentação powerpoint  projeto escola 25 anos
Apresentação powerpoint projeto escola 25 anosClaudia Cordeiro
 
Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)
Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)
Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)Mario Amorim
 
Estágio supervisionado ii
Estágio supervisionado iiEstágio supervisionado ii
Estágio supervisionado iifamiliaestagio
 
Apresentação vivências do estagio ii
Apresentação vivências do estagio iiApresentação vivências do estagio ii
Apresentação vivências do estagio iifamiliaestagio
 

Mais procurados (20)

Apresentação de relatório de estágio II
Apresentação de relatório de estágio IIApresentação de relatório de estágio II
Apresentação de relatório de estágio II
 
Modelo exemplo de projeto de intervenção
Modelo exemplo de projeto de intervençãoModelo exemplo de projeto de intervenção
Modelo exemplo de projeto de intervenção
 
Painel II - A abordagem CTSA na Educação para o desenvolvimento sustentável –...
Painel II - A abordagem CTSA na Educação para o desenvolvimento sustentável –...Painel II - A abordagem CTSA na Educação para o desenvolvimento sustentável –...
Painel II - A abordagem CTSA na Educação para o desenvolvimento sustentável –...
 
O ensino de ciências e suas metodológias
O ensino de ciências e suas metodológiasO ensino de ciências e suas metodológias
O ensino de ciências e suas metodológias
 
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - AvaliaçãoATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
ATPC Como Espaço de Formação - Avaliação
 
OBSERVAÇÃO SALA DE AULA_ METODOLOGIAS ATIVAS_ OFICINA_FINAL 2022 (1).pptx
OBSERVAÇÃO SALA DE AULA_ METODOLOGIAS ATIVAS_ OFICINA_FINAL 2022 (1).pptxOBSERVAÇÃO SALA DE AULA_ METODOLOGIAS ATIVAS_ OFICINA_FINAL 2022 (1).pptx
OBSERVAÇÃO SALA DE AULA_ METODOLOGIAS ATIVAS_ OFICINA_FINAL 2022 (1).pptx
 
Educaçao matematica
Educaçao matematicaEducaçao matematica
Educaçao matematica
 
Adaptação curricular - EE PROFESSORA JADYR G. CASTRO
Adaptação curricular - EE PROFESSORA JADYR G. CASTROAdaptação curricular - EE PROFESSORA JADYR G. CASTRO
Adaptação curricular - EE PROFESSORA JADYR G. CASTRO
 
Slides planejamento escolar
Slides planejamento escolarSlides planejamento escolar
Slides planejamento escolar
 
Apresentação seminário pibid
Apresentação seminário pibidApresentação seminário pibid
Apresentação seminário pibid
 
Relatório estágio
Relatório  estágioRelatório  estágio
Relatório estágio
 
Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula
 
Metodologia de ensino
Metodologia de ensinoMetodologia de ensino
Metodologia de ensino
 
Otm normal médio núcleo de formação prática
Otm normal médio   núcleo de formação práticaOtm normal médio   núcleo de formação prática
Otm normal médio núcleo de formação prática
 
TCC SLIDE DE APRESENTAÇÃO
TCC SLIDE DE APRESENTAÇÃOTCC SLIDE DE APRESENTAÇÃO
TCC SLIDE DE APRESENTAÇÃO
 
A contribuição do PIBID na formação de futuros docentes da Universidade Estad...
A contribuição do PIBID na formação de futuros docentes da Universidade Estad...A contribuição do PIBID na formação de futuros docentes da Universidade Estad...
A contribuição do PIBID na formação de futuros docentes da Universidade Estad...
 
Apresentação powerpoint projeto escola 25 anos
Apresentação powerpoint  projeto escola 25 anosApresentação powerpoint  projeto escola 25 anos
Apresentação powerpoint projeto escola 25 anos
 
Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)
Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)
Métodos de Ensino - Texto de Libâneo (1994)
 
Estágio supervisionado ii
Estágio supervisionado iiEstágio supervisionado ii
Estágio supervisionado ii
 
Apresentação vivências do estagio ii
Apresentação vivências do estagio iiApresentação vivências do estagio ii
Apresentação vivências do estagio ii
 

Destaque

Apresentação pibid
Apresentação   pibidApresentação   pibid
Apresentação pibidJack Santana
 
Apresentação Pibid - Slide
Apresentação Pibid - SlideApresentação Pibid - Slide
Apresentação Pibid - SlideJack Santana
 
Apresentação pibid - gincana estudantil no colégio edvaldo fernandes.
Apresentação   pibid - gincana estudantil no colégio edvaldo fernandes.Apresentação   pibid - gincana estudantil no colégio edvaldo fernandes.
Apresentação pibid - gincana estudantil no colégio edvaldo fernandes.Jack Santana
 
Pibid slide modelo revisado.01
Pibid slide modelo revisado.01Pibid slide modelo revisado.01
Pibid slide modelo revisado.01Fran Carvalho
 
Apresentação Supbprojeto PIBID Língua Inglesa CFP-UFCG Cajazeiras-PB
  Apresentação Supbprojeto PIBID Língua Inglesa CFP-UFCG Cajazeiras-PB  Apresentação Supbprojeto PIBID Língua Inglesa CFP-UFCG Cajazeiras-PB
Apresentação Supbprojeto PIBID Língua Inglesa CFP-UFCG Cajazeiras-PBFabione Gomes
 
Exemplos de Cronogramas de Pesquisa
Exemplos de Cronogramas de PesquisaExemplos de Cronogramas de Pesquisa
Exemplos de Cronogramas de Pesquisarichard_romancini
 
Slide projeto de pesquisa
Slide projeto de pesquisaSlide projeto de pesquisa
Slide projeto de pesquisarivanialeao
 
Modelo dos slides de apresentação da defesa
Modelo dos slides de apresentação da defesaModelo dos slides de apresentação da defesa
Modelo dos slides de apresentação da defesabebel2011
 
Aprenda a inserir música no Power Point no formato WAV para enviar por e-mail
Aprenda a inserir música no Power Point no formato WAV para enviar por e-mailAprenda a inserir música no Power Point no formato WAV para enviar por e-mail
Aprenda a inserir música no Power Point no formato WAV para enviar por e-mailPROJETO CAIXA DIGITAL - FUCAS
 
Apresentação pibid - projeto 100 vinícius de moraes
Apresentação   pibid - projeto 100 vinícius de moraesApresentação   pibid - projeto 100 vinícius de moraes
Apresentação pibid - projeto 100 vinícius de moraesJack Santana
 
Seminário Integrado
Seminário IntegradoSeminário Integrado
Seminário IntegradoLeo Lourenson
 
IMPACTOS DO PIBID NOS BOLSISTAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA QUE PARTICIPAM DO SUB...
IMPACTOS DO PIBID NOS BOLSISTAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA QUE PARTICIPAM DO SUB...IMPACTOS DO PIBID NOS BOLSISTAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA QUE PARTICIPAM DO SUB...
IMPACTOS DO PIBID NOS BOLSISTAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA QUE PARTICIPAM DO SUB...Jamille Marques
 
Impactos do pibid nos bolsistas de iniciaã‡ãƒo ã€
Impactos do pibid nos bolsistas de iniciaã‡ãƒo ã€Impactos do pibid nos bolsistas de iniciaã‡ãƒo ã€
Impactos do pibid nos bolsistas de iniciaã‡ãƒo ã€Jamille Marques
 
Castello di rivoli
Castello di rivoliCastello di rivoli
Castello di rivolicamigro
 
Apresentação PIBID Plangg
Apresentação PIBID PlanggApresentação PIBID Plangg
Apresentação PIBID PlanggPibidplangg
 

Destaque (20)

Apresentação pibid
Apresentação   pibidApresentação   pibid
Apresentação pibid
 
Apresentação Pibid - Slide
Apresentação Pibid - SlideApresentação Pibid - Slide
Apresentação Pibid - Slide
 
Apresentação pibid - gincana estudantil no colégio edvaldo fernandes.
Apresentação   pibid - gincana estudantil no colégio edvaldo fernandes.Apresentação   pibid - gincana estudantil no colégio edvaldo fernandes.
Apresentação pibid - gincana estudantil no colégio edvaldo fernandes.
 
Pibid slide modelo revisado.01
Pibid slide modelo revisado.01Pibid slide modelo revisado.01
Pibid slide modelo revisado.01
 
Apresentação Supbprojeto PIBID Língua Inglesa CFP-UFCG Cajazeiras-PB
  Apresentação Supbprojeto PIBID Língua Inglesa CFP-UFCG Cajazeiras-PB  Apresentação Supbprojeto PIBID Língua Inglesa CFP-UFCG Cajazeiras-PB
Apresentação Supbprojeto PIBID Língua Inglesa CFP-UFCG Cajazeiras-PB
 
Exemplos de Cronogramas de Pesquisa
Exemplos de Cronogramas de PesquisaExemplos de Cronogramas de Pesquisa
Exemplos de Cronogramas de Pesquisa
 
Slide projeto de pesquisa
Slide projeto de pesquisaSlide projeto de pesquisa
Slide projeto de pesquisa
 
Modelo dos slides de apresentação da defesa
Modelo dos slides de apresentação da defesaModelo dos slides de apresentação da defesa
Modelo dos slides de apresentação da defesa
 
Aprenda a inserir música no Power Point no formato WAV para enviar por e-mail
Aprenda a inserir música no Power Point no formato WAV para enviar por e-mailAprenda a inserir música no Power Point no formato WAV para enviar por e-mail
Aprenda a inserir música no Power Point no formato WAV para enviar por e-mail
 
Ofício evento pibid
Ofício evento pibidOfício evento pibid
Ofício evento pibid
 
Projeto
ProjetoProjeto
Projeto
 
Subprojeto Pibid-Letras/Ufal
Subprojeto Pibid-Letras/UfalSubprojeto Pibid-Letras/Ufal
Subprojeto Pibid-Letras/Ufal
 
Apresentação pibid - projeto 100 vinícius de moraes
Apresentação   pibid - projeto 100 vinícius de moraesApresentação   pibid - projeto 100 vinícius de moraes
Apresentação pibid - projeto 100 vinícius de moraes
 
Seminário Integrado
Seminário IntegradoSeminário Integrado
Seminário Integrado
 
IMPACTOS DO PIBID NOS BOLSISTAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA QUE PARTICIPAM DO SUB...
IMPACTOS DO PIBID NOS BOLSISTAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA QUE PARTICIPAM DO SUB...IMPACTOS DO PIBID NOS BOLSISTAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA QUE PARTICIPAM DO SUB...
IMPACTOS DO PIBID NOS BOLSISTAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA QUE PARTICIPAM DO SUB...
 
O que é o pibid ciências da natureza
O que é o pibid ciências da naturezaO que é o pibid ciências da natureza
O que é o pibid ciências da natureza
 
Impactos do pibid nos bolsistas de iniciaã‡ãƒo ã€
Impactos do pibid nos bolsistas de iniciaã‡ãƒo ã€Impactos do pibid nos bolsistas de iniciaã‡ãƒo ã€
Impactos do pibid nos bolsistas de iniciaã‡ãƒo ã€
 
Projeto pibid
Projeto pibidProjeto pibid
Projeto pibid
 
Castello di rivoli
Castello di rivoliCastello di rivoli
Castello di rivoli
 
Apresentação PIBID Plangg
Apresentação PIBID PlanggApresentação PIBID Plangg
Apresentação PIBID Plangg
 

Semelhante a Slides apresentação do projeto pibid

Slides projeto
Slides projetoSlides projeto
Slides projetopibidbio
 
Aprentação artigo 01 dez 2011
Aprentação artigo   01 dez 2011Aprentação artigo   01 dez 2011
Aprentação artigo 01 dez 2011pibidbio
 
Projeto três mártires
Projeto três mártiresProjeto três mártires
Projeto três mártirespibidbio
 
Apresentação MONOMAR1809.pptx foi aprovado
Apresentação MONOMAR1809.pptx foi aprovadoApresentação MONOMAR1809.pptx foi aprovado
Apresentação MONOMAR1809.pptx foi aprovadoMarcioNascimento873348
 
Documents.tips metodologia do-ensino-de-ciencias-biologicas-559c16638e796
Documents.tips metodologia do-ensino-de-ciencias-biologicas-559c16638e796Documents.tips metodologia do-ensino-de-ciencias-biologicas-559c16638e796
Documents.tips metodologia do-ensino-de-ciencias-biologicas-559c16638e796Hildete Monte Verde
 
Investigando a contribuição de atividades experimentais nas
Investigando a contribuição de atividades experimentais nasInvestigando a contribuição de atividades experimentais nas
Investigando a contribuição de atividades experimentais naspibidbio
 
Modalidades didáticas
Modalidades didáticasModalidades didáticas
Modalidades didáticaspibidbio
 
O Livro Didatico De Ciencias No Ensino Fundamental.Dat
O Livro Didatico De Ciencias No Ensino Fundamental.DatO Livro Didatico De Ciencias No Ensino Fundamental.Dat
O Livro Didatico De Ciencias No Ensino Fundamental.Datjanloterio
 
INTERDISCIPLINARIEDADE
INTERDISCIPLINARIEDADE INTERDISCIPLINARIEDADE
INTERDISCIPLINARIEDADE Netto Barbosa
 
Projeto Sustentabilidae
Projeto SustentabilidaeProjeto Sustentabilidae
Projeto SustentabilidaeLarissa Santos
 
TENDENCIAS PARA O ENSINO DE BIOLOGIA.pdf
TENDENCIAS PARA O ENSINO DE BIOLOGIA.pdfTENDENCIAS PARA O ENSINO DE BIOLOGIA.pdf
TENDENCIAS PARA O ENSINO DE BIOLOGIA.pdfMarineideAmorim1
 
Embriologia PROFBIO.pptx
Embriologia PROFBIO.pptxEmbriologia PROFBIO.pptx
Embriologia PROFBIO.pptxssuser9b79661
 
Utilidade, Valor e Aplicabilidade da Interdisciplinaridade.
Utilidade, Valor e Aplicabilidade da Interdisciplinaridade. Utilidade, Valor e Aplicabilidade da Interdisciplinaridade.
Utilidade, Valor e Aplicabilidade da Interdisciplinaridade. Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Proposta projeto escola verde versão final
Proposta projeto escola verde versão finalProposta projeto escola verde versão final
Proposta projeto escola verde versão finalAna Paula Motta
 
Plano de ensino ead: Educação Ambiental
Plano de ensino ead: Educação Ambiental Plano de ensino ead: Educação Ambiental
Plano de ensino ead: Educação Ambiental Israel serique
 
Metodologia do ensino de ciências biológicas
Metodologia do ensino de ciências biológicasMetodologia do ensino de ciências biológicas
Metodologia do ensino de ciências biológicasevertonbronzoni
 
Metodologia do ensino de ciências biológicas
Metodologia do ensino de ciências biológicasMetodologia do ensino de ciências biológicas
Metodologia do ensino de ciências biológicasevertonbronzoni
 

Semelhante a Slides apresentação do projeto pibid (20)

Slides projeto
Slides projetoSlides projeto
Slides projeto
 
Aprentação artigo 01 dez 2011
Aprentação artigo   01 dez 2011Aprentação artigo   01 dez 2011
Aprentação artigo 01 dez 2011
 
Projeto três mártires
Projeto três mártiresProjeto três mártires
Projeto três mártires
 
Apresentação MONOMAR1809.pptx foi aprovado
Apresentação MONOMAR1809.pptx foi aprovadoApresentação MONOMAR1809.pptx foi aprovado
Apresentação MONOMAR1809.pptx foi aprovado
 
Documents.tips metodologia do-ensino-de-ciencias-biologicas-559c16638e796
Documents.tips metodologia do-ensino-de-ciencias-biologicas-559c16638e796Documents.tips metodologia do-ensino-de-ciencias-biologicas-559c16638e796
Documents.tips metodologia do-ensino-de-ciencias-biologicas-559c16638e796
 
Investigando a contribuição de atividades experimentais nas
Investigando a contribuição de atividades experimentais nasInvestigando a contribuição de atividades experimentais nas
Investigando a contribuição de atividades experimentais nas
 
Modalidades didáticas
Modalidades didáticasModalidades didáticas
Modalidades didáticas
 
Projeto pibid
Projeto pibid Projeto pibid
Projeto pibid
 
O Livro Didatico De Ciencias No Ensino Fundamental.Dat
O Livro Didatico De Ciencias No Ensino Fundamental.DatO Livro Didatico De Ciencias No Ensino Fundamental.Dat
O Livro Didatico De Ciencias No Ensino Fundamental.Dat
 
INTERDISCIPLINARIEDADE
INTERDISCIPLINARIEDADE INTERDISCIPLINARIEDADE
INTERDISCIPLINARIEDADE
 
Projeto Sustentabilidae
Projeto SustentabilidaeProjeto Sustentabilidae
Projeto Sustentabilidae
 
TENDENCIAS PARA O ENSINO DE BIOLOGIA.pdf
TENDENCIAS PARA O ENSINO DE BIOLOGIA.pdfTENDENCIAS PARA O ENSINO DE BIOLOGIA.pdf
TENDENCIAS PARA O ENSINO DE BIOLOGIA.pdf
 
Embriologia PROFBIO.pptx
Embriologia PROFBIO.pptxEmbriologia PROFBIO.pptx
Embriologia PROFBIO.pptx
 
Arq 5abb951a24f90
Arq 5abb951a24f90Arq 5abb951a24f90
Arq 5abb951a24f90
 
Projeto gema
Projeto gema Projeto gema
Projeto gema
 
Utilidade, Valor e Aplicabilidade da Interdisciplinaridade.
Utilidade, Valor e Aplicabilidade da Interdisciplinaridade. Utilidade, Valor e Aplicabilidade da Interdisciplinaridade.
Utilidade, Valor e Aplicabilidade da Interdisciplinaridade.
 
Proposta projeto escola verde versão final
Proposta projeto escola verde versão finalProposta projeto escola verde versão final
Proposta projeto escola verde versão final
 
Plano de ensino ead: Educação Ambiental
Plano de ensino ead: Educação Ambiental Plano de ensino ead: Educação Ambiental
Plano de ensino ead: Educação Ambiental
 
Metodologia do ensino de ciências biológicas
Metodologia do ensino de ciências biológicasMetodologia do ensino de ciências biológicas
Metodologia do ensino de ciências biológicas
 
Metodologia do ensino de ciências biológicas
Metodologia do ensino de ciências biológicasMetodologia do ensino de ciências biológicas
Metodologia do ensino de ciências biológicas
 

Mais de pibidbio

Microbiologia democrática
Microbiologia democráticaMicrobiologia democrática
Microbiologia democráticapibidbio
 
Apresentação pibid entrevistas
Apresentação pibid entrevistasApresentação pibid entrevistas
Apresentação pibid entrevistaspibidbio
 
Pibid demonstrações
Pibid demonstraçõesPibid demonstrações
Pibid demonstraçõespibidbio
 
Modalidades didáticas
Modalidades didáticasModalidades didáticas
Modalidades didáticaspibidbio
 
Modalidades didáticas estudo de texto
Modalidades didáticas estudo de textoModalidades didáticas estudo de texto
Modalidades didáticas estudo de textopibidbio
 
Modalidade didática
Modalidade didáticaModalidade didática
Modalidade didáticapibidbio
 
Discussão
DiscussãoDiscussão
Discussãopibidbio
 
Apresentação excursões
Apresentação excursõesApresentação excursões
Apresentação excursõespibidbio
 
Apresentação modalidade didática - 13 dez 2011
Apresentação   modalidade didática - 13 dez 2011Apresentação   modalidade didática - 13 dez 2011
Apresentação modalidade didática - 13 dez 2011pibidbio
 
O diálogo entre ciência e arte
O diálogo entre ciência e arteO diálogo entre ciência e arte
O diálogo entre ciência e artepibidbio
 
Ensino não formal no campo das ciências através dos quadrinhos
Ensino não formal no campo das ciências através dos quadrinhosEnsino não formal no campo das ciências através dos quadrinhos
Ensino não formal no campo das ciências através dos quadrinhospibidbio
 
Aprendendo com imagens
Aprendendo com imagensAprendendo com imagens
Aprendendo com imagenspibidbio
 
Aprendizagem significativa, sob o enfoque da psicologia
Aprendizagem significativa, sob o enfoque da psicologiaAprendizagem significativa, sob o enfoque da psicologia
Aprendizagem significativa, sob o enfoque da psicologiapibidbio
 
Microbiologia democrática
Microbiologia democráticaMicrobiologia democrática
Microbiologia democráticapibidbio
 
Venina palma
Venina palmaVenina palma
Venina palmapibidbio
 
Como ensinar microbiologia
Como ensinar microbiologiaComo ensinar microbiologia
Como ensinar microbiologiapibidbio
 
Investigando a pesquisa_educacional
Investigando a pesquisa_educacionalInvestigando a pesquisa_educacional
Investigando a pesquisa_educacionalpibidbio
 

Mais de pibidbio (20)

Microbiologia democrática
Microbiologia democráticaMicrobiologia democrática
Microbiologia democrática
 
Cesar
CesarCesar
Cesar
 
Apresentação pibid entrevistas
Apresentação pibid entrevistasApresentação pibid entrevistas
Apresentação pibid entrevistas
 
Pibid
PibidPibid
Pibid
 
Pibid
PibidPibid
Pibid
 
Pibid demonstrações
Pibid demonstraçõesPibid demonstrações
Pibid demonstrações
 
Modalidades didáticas
Modalidades didáticasModalidades didáticas
Modalidades didáticas
 
Modalidades didáticas estudo de texto
Modalidades didáticas estudo de textoModalidades didáticas estudo de texto
Modalidades didáticas estudo de texto
 
Modalidade didática
Modalidade didáticaModalidade didática
Modalidade didática
 
Discussão
DiscussãoDiscussão
Discussão
 
Apresentação excursões
Apresentação excursõesApresentação excursões
Apresentação excursões
 
Apresentação modalidade didática - 13 dez 2011
Apresentação   modalidade didática - 13 dez 2011Apresentação   modalidade didática - 13 dez 2011
Apresentação modalidade didática - 13 dez 2011
 
O diálogo entre ciência e arte
O diálogo entre ciência e arteO diálogo entre ciência e arte
O diálogo entre ciência e arte
 
Ensino não formal no campo das ciências através dos quadrinhos
Ensino não formal no campo das ciências através dos quadrinhosEnsino não formal no campo das ciências através dos quadrinhos
Ensino não formal no campo das ciências através dos quadrinhos
 
Aprendendo com imagens
Aprendendo com imagensAprendendo com imagens
Aprendendo com imagens
 
Aprendizagem significativa, sob o enfoque da psicologia
Aprendizagem significativa, sob o enfoque da psicologiaAprendizagem significativa, sob o enfoque da psicologia
Aprendizagem significativa, sob o enfoque da psicologia
 
Microbiologia democrática
Microbiologia democráticaMicrobiologia democrática
Microbiologia democrática
 
Venina palma
Venina palmaVenina palma
Venina palma
 
Como ensinar microbiologia
Como ensinar microbiologiaComo ensinar microbiologia
Como ensinar microbiologia
 
Investigando a pesquisa_educacional
Investigando a pesquisa_educacionalInvestigando a pesquisa_educacional
Investigando a pesquisa_educacional
 

Slides apresentação do projeto pibid

  • 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA- UFSM CESNORS APRESENTAÇÃO DO PROJETO PIBID Trabalhando oficinas microbiológicas com alunos do 6º ano do Ensino Fundamental CAROLINE NICOLA CESAR MARQUES MORGANA TAÍS STRECK Palmeira das Missões, 2012
  • 2. Tópicos abordados • Introdução; • Objetivos; • Justificativa; • Metodologia; • Resultados esperados; • Cronograma; • Indicadores de Avaliação; • Referências Bibliográficas.
  • 3. Introdução • A organização do ensino de Ciências tem sofrido nos últimos anos inúmeras propostas de transformação; • Em geral, as mudanças apresentadas têm o objetivo de melhorar as condições da formação do espírito científico dos alunos em vista das circunstâncias histórico-culturais da sociedade
  • 4. • O estudo da Microbiologia, é importante para nos tornarmos indivíduos mais conscientes em nosso dia-a-dia; • Na maioria das vezes, os microrganismos surgem no currículo escolar como agentes causadores de doenças, apesar de 2% das bactérias serem patogênicas ao homem; • Tendo em vista que 90% das escolas de Ensino Fundamental em nosso país são públicas é pertinente desenvolver atividades simples e baixo custo, tentado amenizar possíveis problemas relacionados à falta de tempo do professor para organizar aulas mais complexas, bem como a possível falta de recursos financeiros.
  • 5. Objetivos • Gerais: Contribuir para que os alunos do sexto ano do ensino fundamental compreendam melhor o mundo microscópico, atuando de forma responsável nas questões que envolvam o meio ambiente através de estratégias de ensino- aprendizagem dinâmicas e atraentes desmitificando o abstrato mundo microbiológico.
  • 6. Objetivos • Específicos: • 1. Valorizar a vida em todas as suas formas e manifestações, compreendendo que o ser humano é parte integrante da natureza e pode transformar o meio em que vive. • 2. Valorizar, respeitar e aprimorar os conhecimentos que já possuem, adquiridos em experiências cotidianas, confrontando-os com os conceitos aprendidos na escola. • 3. Compreender a importância de atitudes individuais e coletivas para a preservação, conservação e uso racional dos recursos do planeta. • 4. Desenvolver habilidades de observação, pesquisa, proposição de questões, formulação de hipóteses e conclusões, adquirindo noções sobre método científico.
  • 7. • 5. Identificar ações humanas que agridem o meio ambiente, bem como ações alternativas, que sejam menos prejudiciais. • 6. Disseminar o conhecimento adquirido na escola entre a comunidade (pais, amigos, parentes, vizinhos). • 7. Reconhecer que a humanidade sempre se envolveu com o conhecimento da natureza e que a ciência, uma forma de desenvolver esse conhecimento, relaciona-se com outras atividades humanas
  • 8. Justificativa • Dentro do processo de ensino aprendizagem ocorreram transformações significativas envolvendo o procedimento das aulas, a postura dos professores como também mudanças significativas a nível do currículo escolar. • Se tratando de currículo escolar não se pode deixar de enfatizar alguns conteúdos que muitas vezes são deixados de lado nas escolas, porque subentende-se que necessitam de ambiente adequado para ministra- lo, como por exemplo o estudo de microbiologia. • Na maior parte das vezes, os microrganismos surgem no currículo escolar como agentes causadores de doenças. Por outro lado, alguns aspectos não menos importantes devem ser considerados no ensino da microbiologia como o uso indiscriminado de antibióticos, ocasionando um aumento assustador no número de linhagens resistentes a estas drogas.
  • 9. • Apesar de sua grande relevância, a microbiologia é muitas vezes negligenciada pelos professores. Uma das possíveis causas desse fenômeno refere se às dificuldades para o desenvolvimento de estratégias de ensino-aprendizagem mais dinâmicas e atraentes para os estudantes. (CASSIANI et al). • A microbiologia por ser um tema em que não se pode visualizar a olho desarmado, pode ser extremamente abstrato para os alunos de ensino Fundamental, portanto faz-se necessário o desenvolvimento de estratégias didáticas que relacionem o tema com coisas simples do dia-a-dia. Oficinas
  • 10. Metodologia • As atividades serão conduzidas por três acadêmicos: Caroline Nicola, César e Morgana Streck, juntamente com a Supervisora Adriane Pain e Coordenadora Terimar Mouresco;
  • 11. Serão desenvolvidas 6 oficinas com os seguintes títulos: • A Misteriosa Máquina de aumentar; • Os caça-micróbios I; • Os caça-micróbios II; • A super liga dos decompositores; • A fantástica fábrica de micróbios; • Microgames.
  • 12. • As oficinas serão executadas em horários alternativos, extraclasse, aos sábados pela manha, devido as turmas serem de horários distintos, uma sendo no turno da manha e a outra no turno da tarde.; • O horário estabelecido tema autorização da escola e dos pais dos alunos; • O desenvolvimento do trabalho contará com a participação de mais ou menos 35 alunos de 6° ano da Escola Venina Palma, preferencialmente em laboratórios na própria escola. , sendo as oficinas divididas em 3 por semestre, sendo executadas em abril, maio, junho, setembro, outubro e novembro.
  • 13. Ano 2012 Cronograma Atividade s Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez previstas Construçã o do X projeto Contato com as X escolas Aplicação X pré-teste Leitura de textos de X X X X X X X X X X microbiolo gia Execução X X X X X X de oficinas Aplicação X pós-teste Revisão bibliográfic X X X X X a Produção relatório X X semestral Divulgaçã X X o
  • 14. Indicadores de Avaliação • Serão realizadas reuniões periódicas para a avaliação das atividades e, sempre que necessário, será feita a reorganização das ações, visando o engajamento de estudantes e professores com as ações, satisfação e envolvimento do público-alvo, grau de profundidade do conhecimento científico e qualidade didática das atividades realizadas com o público.
  • 15. Referências Bibliográficas • CASSANTI,A. C, CASSANTI,A.C, ARAUJO, E.E, 2001. URSI,S Microbiologia Democrática: Estratégias de Ensino- Aprendizagem e formação de professores • CAPILÉ.B & GOLDBACH.T 2009 Ensino e uso de recursos pedagógicos para atividades práticas no ensino de ciências: uma visão dos licenciados. • GOUVÊA. M. E, LAPORTA. Z. M. ROSA. P. I, 2002 Aprendizagem significativa, sob o enfoque da psicologia Humanista, no ensino de ciências do 2º ciclo do ensino Fundamental. • PCNs- Parâmetros Curriculares Nacionais, 2000. Brasília: MEC/SEF. • SCREMIN.G, GIORDANI.E,M & LONGHI.E,C. 2005. Ensino Superior: A docência em construção nas oficinas de didática.