Utilidade, Valor e Aplicabilidade da Interdisciplinaridade.

883 visualizações

Publicada em

"Interdisciplinaridade não é ciência, nem ciência das ciências, mas é o ponto de encontro entre o movimento de renovação da atitude frente aos problemas de ensino e pesquisa e a aceleração do conhecimento científico. Também não é uma panacéia que garantirá um ensino adequado, ou um saber unificado mas um ponto de vista que permite uma reflexão aprofundada, crítica e salutar sobre o funcionamento do mesmo. Podemos dizer que é a possibilidade de eliminação do hiato existente entre a atividade profissional e a formação escolar".*

É condição de volta ao mundo vivido e recuperação da unidade pessoal, pois, o grande desafio está na tomada de consciência sobre o sentido da presença do Ser humano no mundo, portanto, requer uma mudança de postura na relação metodológica entre quem ensina e quem aprende, com um método científico, que leve em conta os pressupostos de substituição de uma concepção fragmentária, pela concepção unitária de Ser humano no sentido da recuperação da totalidade.

Com a finalidade de estabelecer uma articulação entre o universo epistemológico e o universo pedagógico, procura-se verificar o valor, a utilidade, a aplicabilidade da interdisciplinaridade no ensino, bem como seus obstáculos e possibilidades de efetivação. Para tanto, faz-se necessário a eliminação das barreiras entre as disciplinas e entre os profissionais que pretendem se envolver nesse Projeto.

A análise do documento "Projeto Pedagógico da ETFSP", face aos seus referenciais teórico-metodológicos nele apontados, revelou-se uma urgente necessidade de maior elucidação referente à integração e interdisciplinaridade, na tentativa de buscar-se um novo debate sobre o Ser humano-cidadão que se pretende construir, e com a consciência efetiva de uma educação permanente.

Ao lado desse compromisso com o Projeto, está a tentativa de superação gradativa dos principais obstáculos à efetivação do trabalho interdisciplinar, sendo que o mais importante seria o estabelecimento de uma consciência crítica sobre o valor e significado do mesmo, bem como uma orientação segura de como iniciá-lo.

A esse respeito, já nos alertava B. Brecht: "Não somos nós quem dominamos as coisas. São elas que nos dominam".

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
883
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Utilidade, Valor e Aplicabilidade da Interdisciplinaridade.

  1. 1. Utilidade, Valor e Aplicabilidade da Interdisciplinaridade Capitulo II Disciplina: Prática V Professor (a): Andréia Bruno Djvan Ramos Barbosa José Henrique Bernardino Rodrigo Moura e Silva
  2. 2. Interdisciplinaridade • O que é isso?
  3. 3. • Processo de integração recíproca entre as disciplinas e campos de conhecimento. Constitui uma associação de disciplinas, por conta de um projeto ou de um objeto que lhes sejam comuns. • Inter (entre) disciplinas, ou seja, estudos realizados sobre o mesmo tema em áreas diferentes.
  4. 4. Interdisciplinaridade: • Envolve mais de uma disciplina; • Adota uma perspectiva teórico-metodológica comum para as disciplinas envolvidas; • Promove a integração dos resultados obtidos; • Busca a solução dos problemas através da articulação de disciplinas pelos seus representantes; • Os interesses próprios de cada disciplina são preservados.
  5. 5. O uso da metodologia interdisciplinar • Quando falamos em interdisciplinaridade, estamos de algum modo nos referindo a uma espécie de interação entre as disciplinas ou áreas do saber. ( CARLOS, et. al.); • Devemos cuidar para perceber os diferentes níveis de interação, que dependendo do grau de diálogo existente entre as disciplinas, podem assumir os níveis de Multi, Pluri e Transdisciplinaridade.
  6. 6. • Multidisciplinaridade: • Mais de uma disciplina; aparentemente, não tem relação uma com a outra; cada disciplina permanece com sua metodologia própria; não há um resultado integrado.
  7. 7. • Plurisciplinaridade: • Sistema de um só nível e de objetivos múltiplos; cooperação mas sem coordenação; há troca entre elas, ainda que não seja organizada; propõe estudar o mesmo objeto em várias disciplinas ao mesmo tempo. Sua finalidade ainda é “multidisciplinar”.
  8. 8. • Transdisciplinaridade: • Etapa superior a interdisciplinaridade; não atinge apenas as interações ou reciprocidades, mas situa essas relações no interior de um sistema total; interação global das várias ciências; inovador; não é possível separar as matérias.
  9. 9. • Os PCN’s por exemplo, propõem pensar o ensino e a organização do currículo na escola brasileira, considerando a construção do conhecimento por parte do aluno e o desenvolvimento de competências necessárias para entender e intervir na sua realidade. • Para que isso aconteça, os documentos sugerem um ensino contextualizado e interdisciplinar, possibilitando fazer relações entre as diferentes áreas do conhecimento.
  10. 10. Metodologia do trabalho interdisciplinar implica em: 1. Integração de conteúdos e interação dos sujeitos envolvidos com a socialização e construção do saber; 2. Um professor, mediador, humanizado, formador e agente de inclusão social; 3. Passar de uma concepção fragmentária para uma concepção unitária do conhecimento; 4. Superar a dicotomia entre o ensino e pesquisa, considerando o estudo e a pesquisa, a partir da contribuição das diversas ciências; 5. Ensino e aprendizagem centrado numa visão de que aprendemos ao longo de toda a vida.
  11. 11. • Muita gente acha, porém, que basta falar sobre o mesmo assunto para trabalhar de forma interdisciplinar.
  12. 12. • Ao utilizar os conhecimentos de outras áreas que não são de seu conhecimento, você pode encontrar dificuldades. • Mas aprender com os colegas é uma das grandes vantagens dessa prática, que estimula a pesquisa, a curiosidade e a vontade de ir aos detalhes para entender que o mundo não é disciplinar / fragmentado.
  13. 13. A realidade é um banco de ideias  O caminho mais seguro para fazer a relação entre as disciplinas é se basear em uma situação real.  Os transportes ou as condições sanitárias do bairro, por exemplo, são temas que rendem desdobramentos em várias áreas.  Isso não significa carga de trabalho além da prevista no currículo: A abordagem interdisciplinar permite que conteúdos que você daria de forma convencional, seguindo um livro didático, sejam ensinados e aplicados na prática o que dá sentido ao estudo.
  14. 14. • Para que a dinâmica dê certo, planejamento e sistematização são fundamentais. • Ainda mais se muitos professores vão participar. É preciso tempo para reuniões, em que se decide quando os conteúdos previstos serão dados para que uma disciplina auxilie a outra.
  15. 15. Vejamos o exemplo de projeto interdisciplinar:
  16. 16. 1) Um grupo de mãos dadas para ensinar: • Quando o apagão de 2001 forçou milhões de brasileiros a reduzir o consumo de energia elétrica, a professora de Ciências Maria Lúcia Sanches Callegari, do Colégio Santa Maria, em São Paulo. • Fez uma proposta ás 5º séries: construir um aquecedor solar. Logo a ideia despertou o interesse de outras cinco professoras para o trabalho coletivo, montaram um projeto conjunto, que vem se repetindo anualmente.
  17. 17. • A professora de Geografia trabalhou o clima brasileiro e conceitos de orientação utilizando a bússola. • A de Matemática pediu uma pesquisa sobre o consumo de energia dos eletrodomésticos e explorou conceitos de proporção ao calcular o tamanho das placas solares de acordo com o volume das caixas d’água. • Em História, foram resgatados os motivos econômicos que causaram a degradação do meio ambiente brasileiro. • Nas aulas de Ciências, os estudantes pesquisaram as fontes de energia no país e quais alternativas apresentam menos impacto ambiental. • Em Língua Portuguesa, os alunos elaboraram questionários para entrevistar as famílias que receberiam o equipamento. • As avaliações também são formuladas de maneira interdisciplinar.
  18. 18.  Utilidade: desenvolver trabalhos de integração dos conteúdos de uma disciplina com outras áreas de conhecimento é uma das propostas apresentadas pelos PCN`s que contribui para o aprendizado do aluno.  Valor: combinação de atividades do professor e dos alunos. O conhecimento dos princípios e diretrizes, métodos, procedimentos e outras formas organizativas.  Aplicabilidade: implica na articulação de ações disciplinares que buscam um interesse em comum. Dessa forma, só será eficaz se for uma maneira eficiente de se atingir metas educacionais previamente estabelecidas e compartilhadas pelos atores da unidade escolar.
  19. 19. Obrigado!

×