Proeja

8.817 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

Proeja

  1. 1.   Uma proposta de integração da Educação Profissional com a Educação de Jovens e Adultos
  2. 2. Mapa da apresentação <ul><li>  </li></ul><ul><ul><ul><li>A organização da Educação Profissional no Brasil </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>O que é e significa a sigla PROEJA? </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Base legal do PROEJA </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Princípios do PROEJA </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Objetivos do PROEJA </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Formas de oferta do PROEJA  </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Modalidades de oferta </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Projeto Político - Pedagógico </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Qual das formas oferecidas cabem aos sujeitos da EJA do CEM 03 e da Escola Técnica de Ceilândia? </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Simulação de duas propostas de PROEJA: formação concomitante e integrada </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Desafios da construção </li></ul></ul></ul>
  3. 3. 1. A organização da Educação profissional no Brasil <ul><li>Conforme Lei nº 11.741 de 16 de julho de 2008,  abrange: </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>I – de formação inicial e continuada ou qualificação profissional; </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>II – de educação profissional técnica de nível médio; </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>III – de educação profissional tecnológica de graduação e pós-graduação. </li></ul>
  4. 4.   1. O que é e significa a sigla PROEJA? <ul><li>PROEJA: Programa Nacional de Integração da </li></ul><ul><li>Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>É uma proposta de integração da educação profissional à educação básica buscando a superação da dualidade trabalho manual e intelectual, assumindo o trabalho na sua perspectiva criadora e não alienante. </li></ul>
  5. 5. 2- Base legal do PROEJA <ul><li>  </li></ul><ul><li>Decreto Nº 5.840, de 13 de julho de 2006 </li></ul><ul><li>PROEJA   </li></ul><ul><ul><ul><li>  Sucedeu o Decreto Nº 5.478, de 24 de Junho de 2005, que se limitava apenas às escolas federais; </li></ul></ul></ul><ul><li>  </li></ul><ul><ul><ul><li>  Pode ser adotado pelas instituições públicas dos sistemas estaduais e municipais e pelas entidades privadas nacionais de serviço social (“Sistema S”); </li></ul></ul></ul>
  6. 6. 3- Princípios do PROEJA <ul><li>  </li></ul><ul><ul><ul><li>Inclusão da população de EJA nas ofertas dos sistemas educacionais; </li></ul></ul></ul><ul><li>  </li></ul><ul><ul><ul><li>Inserção orgânica da modalidade EJA integrada à educação profissional nos sistemas educacionais públicos; </li></ul></ul></ul><ul><li>  </li></ul><ul><ul><ul><li>Trabalho como princípio educativo;. </li></ul></ul></ul>
  7. 7.   4 – Objetivos do PROEJA <ul><li>  </li></ul><ul><ul><ul><li>Ampliação da oferta pública da educação profissional aliada à universalização da educação básica para o atendimento do público de EJA; </li></ul></ul></ul><ul><li>  </li></ul><ul><ul><ul><li>Implementação de uma política educacional que proporcione, ao público de EJA, acesso gratuito e de qualidade  à educação profissional integrada à educação básica, com elevação da escolaridade; </li></ul></ul></ul>
  8. 8.   5 - Formas de PROEJA <ul><li>  </li></ul><ul><li>4.1- Educação profissional Técnica  - 2400h (1200h formação geral e 1200h formação profissional) </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Educação profissional técnica integrada ao ensino médio – 2400h </li></ul><ul><li>Educação profissional técnica concomitante ao ensino médio – 2400h </li></ul>
  9. 9.   <ul><li>4.2 - Formação inicial e continuada ou qualificação profissional – 1400h (1200h formação geral e 200h qualificação profissional) </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Formação inicial e continuada ou qualificação profissional integrada ao ensino fundamental  - 1400h </li></ul><ul><li>Formação inicial e continuada ou qualificação profissional concomitante ao ensino fundamental – 1400h </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Formação inicial e continuada ou qualificação profissional integrada ao ensino médio – 1400h </li></ul><ul><li>Formação inicial e continuada ou qualificação profissional concomitante ao ensino médio – 1400h </li></ul>5 - Formas de PROEJA
  10. 10. 6 - Modalidade de oferta do PROEJA <ul><li>Quanto à forma: a) presencial – quando o curso for totalmente realizado em local determinado com os alunos e professores presentes; b) semi-presencial– quando mais de 20% do curso for realizado na modalidade de educação à distância; </li></ul>
  11. 11.   7 - Projeto político-pedagógico interinstitucional único <ul><li>  Elaboração de um projeto político-pedagógico único, a partir da ação conjunta das instituições que estiverem colaborando no sentido de viabilizar a respectiva oferta. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Importância do diálogo e planejamento coletivo entre as duas instituições. </li></ul>
  12. 12. 8. O que é melhor para os jovens e adultos dessas instituições?   PROEJA com CURRÍCULO INTEGRADO?   PROEJA com  FORMAÇÃO CONCOMITANTE? EJA  com  formação geral CEM 03 + ETC =
  13. 13.   Características da formação concomitante: <ul><li>Realizada em duas escolas  e em dois turnos diferentes. </li></ul><ul><li>Professores que atuam em espaços diferentes e complementam formação dos alunos. </li></ul><ul><li>Coordenação pedagógica separada por instituição; </li></ul><ul><li>Matrículas e acompanhamento dos alunos de forma separada. </li></ul>
  14. 14.   Característica da formação integrada: <ul><li>  Uma integração epistemológica, de conteúdos, de metodologias e de práticas educativas. Neste caso, a formação profissional é parte integrante e central do curso de EJA oferecido. O sujeito da EJA terá tanto a formação profissional quanto a formação geral no mesmo turno, podendo acontecer em escolas diferentes. </li></ul><ul><li>Coordenação pedagógica coletiva ; </li></ul><ul><li>Matrícula única. </li></ul>
  15. 15.   9. Simulação formação concomitante Para o ESTUDANTE a integração é feita única e solitariamente pelo sujeito. TRABALHO CEM 03 ->Noturno-> Formação Geral ETC ->Diurno-> Formação Profissional
  16. 16. 10. Simulação formação integrada A integração é feita pelo estudante e escolas Oferta noturno da formação geral Oferta noturno da formação profissional
  17. 17. 10.1 -   Transiarte, Educação de Jovens e Adultos e Educação Profissional em Brasília PROEJA TRANSIARTE Escola Técnica e Centro de Ensino Médio 03 da Ceilândia     INÍCIO: março de 2007   ORIGEM: Programa de Apoio ao Ensino e à Pesquisa Científica e Tecnológica em Educação Profissional Integrada à Educação de Jovens e Adultos - PROEJA/CAPES/SETEC/MEC - Edital 03/2006    
  18. 18. O que é Transiarte - Arte da Transição <ul><li>  </li></ul><ul><li>Despertar a identidade cultural na produção artística virtual de jovens/adultos através da criação artística coletiva e individual </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Concebida como uma de arte de transição, da arte presencial à virtual. A arte virtual não é vista de maneira oposta à arte presencial, mas harmoniosa, oferecendo um novo ângulo e uma nova reconfiguração. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>A arte popular, arte comunitária, pode ser resgatada, modificada e ampliada, através de suportes e ferramentas virtuais. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Criação de composições musicais, teatro e outras formas de arte que são depois virtualizadas, isto é, transformadas em arte virtual ou ciberarte, como os videoclipes no YouTube  </li></ul>
  19. 19. <ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Formas desta arte são: videoclipes curtos mostrando a arte </li></ul><ul><li>popular (mamulengos, danças folclóricas, celebraçõesreligiosas </li></ul><ul><li>regionais) já virtualizida. O jovem/adulto com o apoio dos </li></ul><ul><li>membros do projetos, aprende o uso de software e sua </li></ul><ul><li>manipulação para criar sua própria versão artística da arte </li></ul><ul><li>popular ou de outros temas que poderá escolher. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Além do sentido da palavra transição no contexto da arte, esta </li></ul><ul><li>palavra tem também um significado especial para jovens e </li></ul><ul><li>adultos, pois muitos estão em períodos de transição em suas </li></ul><ul><li>próprias vidas. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  20. 20. <ul><li>  </li></ul><ul><li>A Transiarte pode integrar-se com a Educação </li></ul><ul><li>Profissional como parte da formação básica e/ou </li></ul><ul><li>educação profissional correspondente ao GG - </li></ul><ul><li>Técnicos de nível médio/CBO as ocupações de Técnico </li></ul><ul><li>em Design Gráfico, Técnico em Fotografia, Técnico em </li></ul><ul><li>Produção Audiovisual, Técnico em Produção </li></ul><ul><li>Fonográfica, Técnico em Produção Multimídia; </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Desafio é construir esse itinerário formativo, </li></ul><ul><li>envolvendo esse perfil profissional. </li></ul>
  21. 21. Objetivos Proeja Transiarte <ul><li>  </li></ul><ul><li>Desenvolver transiarte em apoio ao ensino e à pesquisa científica e tecnológica em Educação Profissional integrada à Educação de Jovens e Adultos. </li></ul><ul><li>Identificar a identidade sócio-cultural dos jovens e adultos como uma das bases fundantes na sua constituição e desenvolvimento humano, na educação fundamental, média e profissional. </li></ul><ul><li>Desenvolver o processo de auto-hetero-ecoformação, contemplando os saberes acumulados pelos jovens e adultos e as exigências colocadas pelo mundo do trabalho. </li></ul>
  22. 22. <ul><li>  </li></ul><ul><li>São sugeridas três hipóteses para o projeto, sendo que as três podem ser complementares, convergentes e/ou simultâneas: </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>1.PROEJA-Transiarte como uma nova linguagem de comunicação incluída no currículo do CEM03 </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>2.PROEJA-Transiarte como um módulo inserido em outros cursos de formação profissional já existentes. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>3.PROEJA-Transiarte como uma nova ocupação profissional ou um novo perfil formativo que faça parte do CBO (Cadastro Brasileiro de Ocupações). </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  23. 23. Desafios para a construção <ul><ul><li>Envolvimento da escola (gestores, professores e estudantes) </li></ul></ul><ul><ul><li>Grupo de trabalho e estudo para construção: </li></ul></ul><ul><ul><li>Itinerário formativo, currículo, avaliação, certificação, organização pedagógica do trabalho etc. </li></ul></ul><ul><ul><li>Formação continuada dos professores; </li></ul></ul><ul><ul><li>Auto-identificação do professor da EJA  </li></ul></ul>

×