SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
Breve histórico da Educação de
Jovens eAdultos no Brasil
1854 – Surgiu a primeira
escola noturna no Brasil
cujo intuito era de
alfabetizar os trabalhadores
analfabetos;
1881 – Foi concebido o
decreto nº 3.029, conhecido
como “Lei Saraiva”;
1887-1897 – A educação foi
considerada como redentora
dos problemas da nação;
1910 – Houve a expansão da rede escolar e as “ligas contra o
analfabetismo”;
1930 – Com as mudanças políticas e econômicas e o processo
de industrialização no Brasil a EJA começa a marcar seu espaço
na história da Educação Brasileira;
1934 – Com a criação do PNE instituído na Constituição de
1934, estabeleceu-se o Ensino Primário Integral;
1940 – Década marcada por
grandes transformações e
iniciativas que possibilitaram
avanços na Educação e por
consequência na EJA.
(SENAI);
1940 – Foi regulamentado o
Fundo Nacional de Ensino
Primário (FNEP);
1947 – Realização do 1º
Congresso Nacional de
Educação de Adultos;
1949 – Seminário Interamericano de Educação de Adultos;
1958 - Juscelino Kubitscheck, então presidente da república,
convoca grupos de vários estados para relatarem suas
experiências no “Congresso de Educação de Adultos”;
 O governo de JK criou a Campanha Nacional de Erradicação do
Analfabetismo (CNEA), mas foi extinta em 1963;
 1958 e 1964 – Foram marcados
por ações em que a “educação
de adultos” era entendida a
partir de uma visão das causas
do analfabetismo;
1965 –Surgiu em Recife a
Cruzada Básica Cristã (ABC);
1967 – O Movimento Brasileiro
de Alfabetização (MOBRAL) e
a Cruzada ABC, tinham como
fim básico o controle da
população, ações, orientações,
supervisão pedagógica e
produção de materiais didáticos;
1971 - A lei nº 5.692 (BRASIL,1971) regulamenta o ensino
supletivo como proposta de reposição de escolaridade, o
suprimento como aperfeiçoamento, a aprendizagem e
qualificação sinalizando para a profissionalização;
1972 – O parecer do Conselho Federal de Educação nº699 e o
documento “ Política para o Ensino Supletivo” visaram
constituir uma nova concepção de escola;
1985 – A fundação EDUCAR
ocupa o lugar do MOBRAL,
possuindo características do
mesmo, porém sem conter o
suporte financeiro necessário para
a sua manutenção;
1990 - A fundação EDUCAR
entra em extinção;
1990 - Foi fundada a Comissão
Nacional para o Ano
Internacional da
Alfabetização(CNAIA), porém a
mesma é desarticulada pelo fato
da extinção da fundação
EDUCAR;
A década de 90 foi marcado pelos direitos culturais, jurídico e
político das pessoas jovens e adultas. Substituindo a denominação
de Ensino Supletivo para EJA;
 1997 – A Educação de Adultos torna-se mais que um direito: é a
chave para o século XXI.
Nas políticas públicas que observamos hoje no país, a
modalidade de ensino que constitui a EJA apresenta-se como um
direito do cidadão.
Nesta ótica defronta-se com uma flagrante contradição entre
poder econômico e o enriquecimento sociocultural na
possibilidade de transformação do trabalhador como detentor
de seu próprio capital humano.
Segundo Carnoy (1975 apud ROSSI, 1980): “o indivíduo é
considerado como tendo “livre escolha” capaz de ir tão alto
quanto sua motivação”;
Apesar de “a educação ser um direito de todos” o que
observamos é que os programas são fragmentados com os
problemas de concepção tecnológica e metodológica.
Os cursos de alfabetização de adultos existem, exatamente, pela
falta objetiva de oportunidade educacionais que garantam às
crianças o acesso à escola.
Histórico da EJA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

EJA AULA 1: Educação de Adultos: algumas reflexões
EJA AULA 1: Educação de Adultos: algumas reflexõesEJA AULA 1: Educação de Adultos: algumas reflexões
EJA AULA 1: Educação de Adultos: algumas reflexõesprofamiriamnavarro
 
Educação de jovens e adultos.pptx
Educação de jovens e adultos.pptxEducação de jovens e adultos.pptx
Educação de jovens e adultos.pptxGlacemi Loch
 
Educação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultos Educação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultos Vadeilza Castilho
 
Slide educação especial
Slide educação especialSlide educação especial
Slide educação especialAndreia Gomes
 
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAIS
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAISPOLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAIS
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAISJose Wilson Melo
 
Eja slides
Eja  slidesEja  slides
Eja slideslks5
 
Slide EJA
Slide EJASlide EJA
Slide EJAGN2713
 
EJA AULA 8: O educador da EJA: formação e campo de trabalho
EJA AULA 8: O educador da EJA: formação e campo de trabalhoEJA AULA 8: O educador da EJA: formação e campo de trabalho
EJA AULA 8: O educador da EJA: formação e campo de trabalhoprofamiriamnavarro
 
Organização e gestão da escola
Organização e gestão da escolaOrganização e gestão da escola
Organização e gestão da escolaUlisses Vakirtzis
 
Política e Organização da Educação Brasileira
Política e Organização da Educação BrasileiraPolítica e Organização da Educação Brasileira
Política e Organização da Educação BrasileiraEdneide Lima
 
EJA AULA 5: Brasil - Contextualização do direito à Educação de Jovens e Adultos
EJA AULA 5: Brasil - Contextualização do direito à Educação de Jovens e AdultosEJA AULA 5: Brasil - Contextualização do direito à Educação de Jovens e Adultos
EJA AULA 5: Brasil - Contextualização do direito à Educação de Jovens e Adultosprofamiriamnavarro
 

Mais procurados (20)

Educação de Jovens e Adultos - Profª Dra Jaqueline Ventura
Educação de Jovens e Adultos - Profª Dra Jaqueline VenturaEducação de Jovens e Adultos - Profª Dra Jaqueline Ventura
Educação de Jovens e Adultos - Profª Dra Jaqueline Ventura
 
EJA AULA 1: Educação de Adultos: algumas reflexões
EJA AULA 1: Educação de Adultos: algumas reflexõesEJA AULA 1: Educação de Adultos: algumas reflexões
EJA AULA 1: Educação de Adultos: algumas reflexões
 
Eja
EjaEja
Eja
 
Teofanis eja
Teofanis ejaTeofanis eja
Teofanis eja
 
Educação de jovens e adultos.pptx
Educação de jovens e adultos.pptxEducação de jovens e adultos.pptx
Educação de jovens e adultos.pptx
 
Educação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultos Educação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultos
 
EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOSEDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
 
Slide educação especial
Slide educação especialSlide educação especial
Slide educação especial
 
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAIS
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAISPOLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAIS
POLITICAS PUBLICAS EDUCACIONAIS
 
Eja slides
Eja  slidesEja  slides
Eja slides
 
Pedagogia Social
Pedagogia SocialPedagogia Social
Pedagogia Social
 
Slide EJA
Slide EJASlide EJA
Slide EJA
 
EJA AULA 8: O educador da EJA: formação e campo de trabalho
EJA AULA 8: O educador da EJA: formação e campo de trabalhoEJA AULA 8: O educador da EJA: formação e campo de trabalho
EJA AULA 8: O educador da EJA: formação e campo de trabalho
 
EJA.pptx
EJA.pptxEJA.pptx
EJA.pptx
 
Gestão Escolar
Gestão EscolarGestão Escolar
Gestão Escolar
 
Organização e gestão da escola
Organização e gestão da escolaOrganização e gestão da escola
Organização e gestão da escola
 
Política e Organização da Educação Brasileira
Política e Organização da Educação BrasileiraPolítica e Organização da Educação Brasileira
Política e Organização da Educação Brasileira
 
Educação inclusiva
Educação inclusivaEducação inclusiva
Educação inclusiva
 
EJA AULA 5: Brasil - Contextualização do direito à Educação de Jovens e Adultos
EJA AULA 5: Brasil - Contextualização do direito à Educação de Jovens e AdultosEJA AULA 5: Brasil - Contextualização do direito à Educação de Jovens e Adultos
EJA AULA 5: Brasil - Contextualização do direito à Educação de Jovens e Adultos
 
BNCC na prática
BNCC na práticaBNCC na prática
BNCC na prática
 

Semelhante a Histórico da EJA

30420335 historia-da-educacao-no-brasil-periodo-1946-1961
30420335 historia-da-educacao-no-brasil-periodo-1946-196130420335 historia-da-educacao-no-brasil-periodo-1946-1961
30420335 historia-da-educacao-no-brasil-periodo-1946-1961Maria Adeilma Meneses
 
aula-Apresentacao(1945–1964).ppt
aula-Apresentacao(1945–1964).pptaula-Apresentacao(1945–1964).ppt
aula-Apresentacao(1945–1964).pptDenisedeAmorimRamos
 
Slide hist. educação no brasil
Slide hist. educação no brasilSlide hist. educação no brasil
Slide hist. educação no brasilSilvana Tenfen
 
Leis da educação trabalho de oeb - profa cleusa. 02.09.2012
Leis da educação   trabalho de oeb - profa cleusa. 02.09.2012Leis da educação   trabalho de oeb - profa cleusa. 02.09.2012
Leis da educação trabalho de oeb - profa cleusa. 02.09.2012Marcos Souza
 
Apresentação2
Apresentação2Apresentação2
Apresentação2paemelo
 
Apresentação2
Apresentação2Apresentação2
Apresentação2paemelo
 
A educação no brasil
A educação no brasilA educação no brasil
A educação no brasilSarahLimaBruce
 
Histriadaeducaonobrasil 110711143108-phpapp01
Histriadaeducaonobrasil 110711143108-phpapp01Histriadaeducaonobrasil 110711143108-phpapp01
Histriadaeducaonobrasil 110711143108-phpapp01Silmar Pereira
 
A INFLUÊNCIA DE PAULO FREIRE NO PROCESSO DE [Salvo automaticamente].pptx
A INFLUÊNCIA DE PAULO FREIRE NO PROCESSO DE [Salvo automaticamente].pptxA INFLUÊNCIA DE PAULO FREIRE NO PROCESSO DE [Salvo automaticamente].pptx
A INFLUÊNCIA DE PAULO FREIRE NO PROCESSO DE [Salvo automaticamente].pptxAndreLuisDosSantosPe
 
Texto filosofia educação no brasil
Texto filosofia educação no brasilTexto filosofia educação no brasil
Texto filosofia educação no brasilMonike Kimura
 
Porcaro historiaejanobrasil
Porcaro historiaejanobrasilPorcaro historiaejanobrasil
Porcaro historiaejanobrasilbiancacavalcante
 

Semelhante a Histórico da EJA (20)

30420335 historia-da-educacao-no-brasil-periodo-1946-1961
30420335 historia-da-educacao-no-brasil-periodo-1946-196130420335 historia-da-educacao-no-brasil-periodo-1946-1961
30420335 historia-da-educacao-no-brasil-periodo-1946-1961
 
aula-Apresentacao(1945–1964).ppt
aula-Apresentacao(1945–1964).pptaula-Apresentacao(1945–1964).ppt
aula-Apresentacao(1945–1964).ppt
 
Seminario-Apresentacao.ppt
Seminario-Apresentacao.pptSeminario-Apresentacao.ppt
Seminario-Apresentacao.ppt
 
Historico brasil
Historico brasilHistorico brasil
Historico brasil
 
Slide hist. educação no brasil
Slide hist. educação no brasilSlide hist. educação no brasil
Slide hist. educação no brasil
 
1445259389545
14452593895451445259389545
1445259389545
 
Histriadaeducaonobrasil 110711143108-phpapp01
Histriadaeducaonobrasil 110711143108-phpapp01Histriadaeducaonobrasil 110711143108-phpapp01
Histriadaeducaonobrasil 110711143108-phpapp01
 
Educação inclusiva
Educação inclusivaEducação inclusiva
Educação inclusiva
 
Educação inclusiva
Educação inclusivaEducação inclusiva
Educação inclusiva
 
Leis da educação trabalho de oeb - profa cleusa. 02.09.2012
Leis da educação   trabalho de oeb - profa cleusa. 02.09.2012Leis da educação   trabalho de oeb - profa cleusa. 02.09.2012
Leis da educação trabalho de oeb - profa cleusa. 02.09.2012
 
Dimensões do Analfabetismo no Brasil
Dimensões do Analfabetismo no BrasilDimensões do Analfabetismo no Brasil
Dimensões do Analfabetismo no Brasil
 
Exemplo de um tcc
Exemplo de um tccExemplo de um tcc
Exemplo de um tcc
 
Apresentação2
Apresentação2Apresentação2
Apresentação2
 
Apresentação2
Apresentação2Apresentação2
Apresentação2
 
História da educação no Brasil
História da educação no BrasilHistória da educação no Brasil
História da educação no Brasil
 
A educação no brasil
A educação no brasilA educação no brasil
A educação no brasil
 
Histriadaeducaonobrasil 110711143108-phpapp01
Histriadaeducaonobrasil 110711143108-phpapp01Histriadaeducaonobrasil 110711143108-phpapp01
Histriadaeducaonobrasil 110711143108-phpapp01
 
A INFLUÊNCIA DE PAULO FREIRE NO PROCESSO DE [Salvo automaticamente].pptx
A INFLUÊNCIA DE PAULO FREIRE NO PROCESSO DE [Salvo automaticamente].pptxA INFLUÊNCIA DE PAULO FREIRE NO PROCESSO DE [Salvo automaticamente].pptx
A INFLUÊNCIA DE PAULO FREIRE NO PROCESSO DE [Salvo automaticamente].pptx
 
Texto filosofia educação no brasil
Texto filosofia educação no brasilTexto filosofia educação no brasil
Texto filosofia educação no brasil
 
Porcaro historiaejanobrasil
Porcaro historiaejanobrasilPorcaro historiaejanobrasil
Porcaro historiaejanobrasil
 

Último

Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...LizanSantos1
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 

Último (20)

Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 

Histórico da EJA

  • 1. Breve histórico da Educação de Jovens eAdultos no Brasil
  • 2. 1854 – Surgiu a primeira escola noturna no Brasil cujo intuito era de alfabetizar os trabalhadores analfabetos; 1881 – Foi concebido o decreto nº 3.029, conhecido como “Lei Saraiva”; 1887-1897 – A educação foi considerada como redentora dos problemas da nação;
  • 3. 1910 – Houve a expansão da rede escolar e as “ligas contra o analfabetismo”; 1930 – Com as mudanças políticas e econômicas e o processo de industrialização no Brasil a EJA começa a marcar seu espaço na história da Educação Brasileira; 1934 – Com a criação do PNE instituído na Constituição de 1934, estabeleceu-se o Ensino Primário Integral;
  • 4. 1940 – Década marcada por grandes transformações e iniciativas que possibilitaram avanços na Educação e por consequência na EJA. (SENAI); 1940 – Foi regulamentado o Fundo Nacional de Ensino Primário (FNEP); 1947 – Realização do 1º Congresso Nacional de Educação de Adultos;
  • 5. 1949 – Seminário Interamericano de Educação de Adultos; 1958 - Juscelino Kubitscheck, então presidente da república, convoca grupos de vários estados para relatarem suas experiências no “Congresso de Educação de Adultos”;  O governo de JK criou a Campanha Nacional de Erradicação do Analfabetismo (CNEA), mas foi extinta em 1963;
  • 6.  1958 e 1964 – Foram marcados por ações em que a “educação de adultos” era entendida a partir de uma visão das causas do analfabetismo; 1965 –Surgiu em Recife a Cruzada Básica Cristã (ABC); 1967 – O Movimento Brasileiro de Alfabetização (MOBRAL) e a Cruzada ABC, tinham como fim básico o controle da população, ações, orientações, supervisão pedagógica e produção de materiais didáticos;
  • 7. 1971 - A lei nº 5.692 (BRASIL,1971) regulamenta o ensino supletivo como proposta de reposição de escolaridade, o suprimento como aperfeiçoamento, a aprendizagem e qualificação sinalizando para a profissionalização; 1972 – O parecer do Conselho Federal de Educação nº699 e o documento “ Política para o Ensino Supletivo” visaram constituir uma nova concepção de escola;
  • 8. 1985 – A fundação EDUCAR ocupa o lugar do MOBRAL, possuindo características do mesmo, porém sem conter o suporte financeiro necessário para a sua manutenção; 1990 - A fundação EDUCAR entra em extinção; 1990 - Foi fundada a Comissão Nacional para o Ano Internacional da Alfabetização(CNAIA), porém a mesma é desarticulada pelo fato da extinção da fundação EDUCAR;
  • 9. A década de 90 foi marcado pelos direitos culturais, jurídico e político das pessoas jovens e adultas. Substituindo a denominação de Ensino Supletivo para EJA;  1997 – A Educação de Adultos torna-se mais que um direito: é a chave para o século XXI. Nas políticas públicas que observamos hoje no país, a modalidade de ensino que constitui a EJA apresenta-se como um direito do cidadão.
  • 10. Nesta ótica defronta-se com uma flagrante contradição entre poder econômico e o enriquecimento sociocultural na possibilidade de transformação do trabalhador como detentor de seu próprio capital humano. Segundo Carnoy (1975 apud ROSSI, 1980): “o indivíduo é considerado como tendo “livre escolha” capaz de ir tão alto quanto sua motivação”;
  • 11. Apesar de “a educação ser um direito de todos” o que observamos é que os programas são fragmentados com os problemas de concepção tecnológica e metodológica. Os cursos de alfabetização de adultos existem, exatamente, pela falta objetiva de oportunidade educacionais que garantam às crianças o acesso à escola.