O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Reflexões sobre ética e moral Janaira Franca

1.347 visualizações

Publicada em

Material de apoio para a disciplina de Ética e Legislação em Publicidade do curso de Publicidade e Propaganda da Faculdade Cásper Líbero. São Paulo 2016.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Reflexões sobre ética e moral Janaira Franca

  1. 1. Ética e Legislação em Publicidade Profª Janaíra França
  2. 2. Ética Reflexões Iniciais A nossa disciplina não tem a proposta de esgotar a discussão sobre a ética, porque é uma esfera de conhecimento filosófico muito ampla. Por isso foram escolhidos alguns referenciais para estimular o nosso entendimento... Profª JanaíraFrança
  3. 3. Ética Por que estamos discutindo ética? Profª JanaíraFrança
  4. 4. Contexto atual... Governos estão sendo questionados pelo recorrente histórico de corrupção Empresas estão mais preocupadas com seus códigos de compliance Grupos minoritários agora possuem direitos que antes eram negados Empresas e funcionários estão sendo cobrados por condutas éticas A percepção da “responsabilidade nossa de cada dia” Crises despertam críticas e discussões A mídia está em constante vigilância Mídias sociais ampliaram o espaço público Profª JanaíraFrança
  5. 5. Contexto atual... Governos estão sendo questionados pelo recorrente histórico de corrupção Profª JanaíraFrança
  6. 6. Contexto atual... Empresas estão mais preocupadas com seus códigos de compliance Profª JanaíraFrança
  7. 7. Contexto atual... Empresas e funcionários estão sendo cobrados por condutas éticas Profª JanaíraFrança
  8. 8. Contexto atual... A mídia está em constante vigilância Profª JanaíraFrança
  9. 9. Contexto atual... Grupos minoritários agora possuem direitos que antes eram negados Profª JanaíraFrança
  10. 10. Contexto atual... A percepção da “responsabilidade nossa de cada dia” Profª JanaíraFrança
  11. 11. Contexto atual... Crises despertam críticas e discussões Profª JanaíraFrança
  12. 12. Contexto atual... Mídias sociais ampliaram o espaço público Profª JanaíraFrança
  13. 13. O que fazer? Profª JanaíraFrança
  14. 14. Marketing A disciplina é dividida em dois blocos de conteúdo, para alcançar o topo, é necessário cumprir todas as etapas... Desenvolver a reflexão sob a ótica da ética é essencial para atuar num cenário tão adverso... Profª JanaíraFrança
  15. 15. Marketing A disciplina é dividida em dois blocos de conteúdo, para alcançar o topo, é necessário cumprir todas as etapas... DICOTOMIA Quanto mais precisamos discutir ética, mais ela é ignorada em nossa formação. Profª JanaíraFrança
  16. 16. Ética... “Tanto a virtudecomo o vícioestão em nosso poder. Com efeito, sempre que está em nosso poder o fazer, também o está o não fazer, e sempre que está em nosso poder o não, também o está o sim; de modo que, se está em nosso poder o realizar quando é belo, também o estará, do mesmo modo, não realizar quando é vergonhoso.” Profª JanaíraFrança
  17. 17. Etimologia da Ética... Éthos significa domicílio, moradia. É a morada habitual de alguém, o país onde alguém habita. Passou a designar a maneira de ser habitual, o caráter, a disposição da alma. Caráter é marca, sigilo ou disposição interna da vontade que a inclina a agir habitualmente de determinada maneira. Hábito, para o bem ou para o mal, virtuoso ou vicioso, é o efeito de uma série de atos. Etimologicamente, ética é a via, a morada individual, o caminho que leva à conduta humana. Profª JanaíraFrança
  18. 18. O homem, ao contrário de outros seres, pode inventar e escolher, em parte, sua forma de vida. Optar pelo que lhe parece Bom Pelo que lhe parece Conveniente Como podemos inventar e escolher, podemos também nos enganar. É, pois, prudente atentarmos bem para o que fazemos. Adquirir um certo “saber-viver” que nos permita acertar. Este “saber-viver”, ou “arte de viver” é o que podemos chamar de ÉTICA. Profª JanaíraFrança
  19. 19. O homem, ao contrário de outros seres, pode inventar e escolher, em parte, sua forma de vida. Optar pelo que lhe parece Bom Pelo que lhe parece Conveniente Como podemos inventar e escolher, podemos também nos enganar. É prudente atentarmos para o que fazemos. Adquirir um certo “saber- viver” que nos permita acertar. Este “saber-viver” ou “arte de viver” é o que podemos chamar de ÉTICA.
  20. 20. Ética... A ética procura princípios que dirijam a consciência (ética é conduta humana) na escolha do bem e concentra sua atenção na vontade humana, porque o objeto da Ética é o ato humano e o ato humano é produzido pela vontade. O ato deve ser voluntário e livre, pressupondo-se que a inteligência tenha influenciado a vontade em prol de determinado ato. E a liberdade está em agir ou não agir, de uma maneira ou de outra, entre um e outro ato. Profª JanaíraFrança
  21. 21. Ética... A ética se propõe a indicar um valor universal para toda a atividade humana, que sirva de guia para os atos humanos. A ética se preocupa com o aspecto moral do ato humano e de toda a atividade humana: o bem e o mal, o honesto e o desonesto, o justo e o injusto, o virtuoso e o vicioso. Profª JanaíraFrança
  22. 22. Ética... Para Barros (2014) a ética é entendida como um conjunto de condutas esperadas em sua determinada sociedade. Nossa vida é pautada em alguma “referência ética”. Podemos enxergar a ética como uma pré-disposição do que é certo ou errado, justo ou injusto, bem ou mal. Profª JanaíraFrança
  23. 23. Ética... A ética não pode ser vista como um método eficaz para conduzir a vida, porque ela é complexa e nem todas as situações estão mapeadas numa tabela que indica o que é CERTO e o que é ERRADO. As instituições almejam “descomplicar” as decisões éticas com seus códigos normativos. Profª JanaíraFrança
  24. 24. Ética... CERTO ERRADO A ética se dedica a discutir o que está entre o certo e o errado. Na visão de Barros (2014) é a disposição de pensar sobre as realidades e situações que não estão entre o que é certo e errado. Por isso seu caráter de subjetividade não permite uma definição única e sim uma busca por um entendimento da ética e suas contribuições para a moralidade. Profª JanaíraFrança
  25. 25. Em geral a ética se refere a um visão particular de um indivíduo ou grupo sobre determinada realidade. Na visão de Sung & Silva (2004), a experiência fundamental da ética é a descoberta sobre a diferença entre “o que é” e “o que deveria ser”. A ética promove a reflexão sobre nossos valores morais e por vezes os questiona. Ética... Profª JanaíraFrança
  26. 26. O atual contexto social e cultural nos permite condutas (escolhas do livre-arbítrio) que nem sequer eram cogitadas pelos nossos avós, eles por sua vez não precisavam se preocupar com “o que fizeram no verão passado” porque os registros eram apenas mentais. Ética x Livre-arbítrio... Profª JanaíraFrança
  27. 27. Moral E como a moral se relaciona com a ética? Profª JanaíraFrança
  28. 28. A moral vem do latim mos ou mores, que significa "costume" ou "costumes“, no sentido de conjunto de regras adquiridas ou conquistas por hábito. A moral se refere, ao comportamento adquirido ou modo de ser conquistado pelo homem. Moral... Profª JanaíraFrança
  29. 29. Podemos entender a moral como um conjunto de regras que determinam o comportamento dos indivíduos em um grupo social. Segundo Vasquez (2001), a moral é um sistema de normas, princípios e valores, que regulamenta as relações humanas, acatados livre e conscientemente, de forma mecânica, externa e impessoal. Moral... Profª JanaíraFrança
  30. 30. O ato moral tem sua essência no nosso íntimo. Estamos condenados a decidir a todo instante em nossa vida. Decidimos conforme alguns valores éticos. As decisões representam nossa conduta, que estará classificada como moral ou imoral (ético ou antiético) de acordo com o contexto sociocultural que estamos inseridos. Tem duas características centrais: ser universal e ser social. Ato moral... Profª JanaíraFrança
  31. 31. A moral tem uma caráter normativo. Moral... Profª JanaíraFrança
  32. 32. Amoral é uma condição em que o indivíduo não tem condições cognitivas de distinguir o que é certo ou errado, no caso de insanidade mental, demência por idade avançada ou infância. A natureza é considera amoral, porque animais não possuem a consciência moral, portanto são amorais. Imoralé o comportamento contrário às regras e normas estabelecidas na comunidade em que o indivíduo faz parte. Amoral x imoral... Profª JanaíraFrança
  33. 33. A ética e a moral Profª JanaíraFrança
  34. 34. A relação entre ética e moral Ética e moral são, em realidade, duas faces da mesma moeda, pois uma está voltada para o interior e a outra se volta para o mundo. Nesse sentido, precisa-se que se desenvolva a ética (o indivíduo) e se exteriorize a moralidade (para o mundo). Essas são as qualidades superiores a serem "treinadas" pela Educação e pela Cultura, respectivamente, como habilidades para o justo relacionamento entre o Eu (individualismo ético) e o Mundo (viver moral em sociedade). Profª JanaíraFrança
  35. 35. A relação entre ética e moral Quando todos os indivíduos de um grupo social aceitam os costumes e valores morais estabelecidos pelas instituições (família, igreja, escola, etc.), não se precisa discutir sobre eles, logo a moral está estabelecida e aceita. Quando surgem as discordâncias, há a necessidade de argumentar o que é e como deveria ser, daí a ética entra em ação. Depois deste momento “argumentativo”, há o momento “normativo”, em que os indivíduos aceitam seguir o padrão moral resultante da discussão ética. Profª JanaíraFrança
  36. 36. A relação entre ética e moral “Há pessoas que insistem em morar em suas casas antigas, sem delas cuidar e sem adaptá-las às novas necessidades. Elas deixam de ser o que deveriam ser: aconchegantes, protetoras e funcionais. É a moral desgarrada da ética. A ética convida a reformar a casa para torná-la novamente calorosa e útil como habitação humana. Como o filósofo grego Heráclito dizia: ‘a ética é o anjo protetor do ser humano’”. (BOOF, 1996 pág 90 a 96) Profª JanaíraFrança
  37. 37. Por essa atitude ética, os atos morais acompanham a dinâmica da vida. A moral deve renovar-se permanentemente sob a orientação e a hegemonia da ética. Cabe à ética garantir a moradia humana, sob diferentes estilos, para que seja efetivamente habitável”. (BOOF, 1996 pág. 90 a 96) Profª JanaíraFrança
  38. 38. A relação entre ética e moral Aborto X Religião X Estupro X Legislação Profª JanaíraFrança
  39. 39. Antiético e imoral O objetivo da ética é que as pessoas compartilhem valores universais, logo é esperado que ajam de uma determinada forma. Quando alguém rompe com essas regras universais, ela assume uma postura antiética. Ética são os princípios que regem nosso comportamento, a ação moral (nosso comportamento) determina se fomos éticos ou antiéticos. Um princípio universal é não se apropriar de algo que não nos pertence, se assim o fazemos, nossa ação foi antiética e imoral. Profª JanaíraFrança
  40. 40. Dúvidas? Profª JanaíraFrança
  41. 41. Bibliografia Profª JanaíraFrança BARROS, Clóvis. Ética. Curso Online USP. Disponível em: http://www.veduca.com.br/cursos/gratuitos/mooc- ética. Acesso em 05 de fevereiro de 2016. BOOF, L. A águia e a galinha. 3 Ed. Petropólis: Ed. Vozes, 1997. CHIACHIRI, A. Ética. Material de aula. São Paulo: Casper Líbero, 2004. KARNAL, Leandro. Palestra “Provocações éticas” proferida no 4° Congresso de Gestão de Pessoas do Setor Público Paulista. Ano: 2015. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=ATFyMr2dh1Y. Acesso em 25 de janeiro de 2016). SUNG, Jung Mo & SILVA, José Cândido. Conversando sobre a ética na sociedade. Petrópolis: Ed. Vozes, 2004. VASQUEZ, Adolfo. Ética. Rio de Janeiro: Ed. Civilização Brasileira, 2001.

×