Câncer gástrico

723 visualizações

Publicada em

Câncer gástrico

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
723
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
80
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Câncer gástrico

  1. 1. Câncer Gástrico Gabriel R. Bonatto R1 Cirurgia Geral Hospital São Lucas
  2. 2. Homem > Mulher (3:2) 65% diagnosticados > 65 a Incidência: H - 3° e M - 5° Estimativa novos casos 2014: H – 12.870 e M – 7.520 2° causa mundial de morte oncológica Incidência está diminuído em países ricos
  3. 3. N° novos casos/100.000 pessoas
  4. 4. TIPOS Adenocarcinoma 95% Linfoma 3% Leiomiossarcoma 2% LOCALIZAÇÃO Antro e piloro 35-50% Corpo 15-30% Cárdia 30-40%
  5. 5. FATORES DE RISCO Alimentos defumados ou compostos de nitrosamina Acloridria e gastrite atrófica Dieta pobre em proteínas e vitaminas Fumo e álcool Fator genético: grupo sanguíneo A Anemia perniciosa Helicobacter pylori Pólipos gástricos Cirurgia gástrica prévia Fatores familiares Nível socioeconômico Doença de Ménétrier
  6. 6. CLASSIFICAÇÃO DE LAUREN (1965) TIPO DIFUSO : Tu indiferenciado, ‘infiltrativo’, relação tipo sanguíneo A. Acomete mais o estomago proximal (cardia). Mais comum em mulheres (40-48a). Prognóstico pior. Disseminação contiguidade e linfogênica. (cél em anel de sinete)
  7. 7. CLASSIFICAÇÃO DE LAUREN (1965)  TIPO INTESTINAL : Tu bem diferenciado com formação estruturas glandulares. Mais comum BR. Predominância homem (2:1) (55-60 a). Lesões expansivas, polipoides e ulceradas. Mais comum estômago distal.
  8. 8. Sociedade Japonesa de Endoscopia, 1962 CÂNCER GÁSTRICO PRECOCE  Refere-se àquele que não penetra além da mucosa ou submucosa , na presença ou não de metástase linfonodal
  9. 9. Classificação da Sociedade Japonesa de Endoscopia Digestiva
  10. 10. Consenso Paris Workshop Gastrointestinal Endoscopy 2003
  11. 11. CLASSIFICAÇÃO DE BORMANN
  12. 12. CLÍNICA Sintomas geralmente são inespecíficos Emagrecimento Inapetência Astenia Plenitude Vômitos / náuseas Desconforto abdominal HDA Massa palpável Anemia – Hipoproteinemia – Sangue oculto nas fezes
  13. 13. CLÍNICA Síndrome Paraneoplásica:  Tromboflebite ou trombose recorrente  Ceratose seborrêica difusa  Acantose nigrans  Síndrome nefrótica
  14. 14. Seriografia Esôfago Gastroduodenal
  15. 15. Endoscopia Digestiva Alta Padrão ouro
  16. 16. Ultrassonografia Endoscópica Tem como objetivos o estudo da parede gástrica, avaliação de adenomegalias e invasão de estruturas adjacentes
  17. 17. TC abdômen Eficiente para o diagnóstico de comprometimento extragástrico, principalmente fígado e baço. Isso também ocorre quando se objetiva investigar a ressecabilidade e a invasão de órgãos adjacentes
  18. 18. Laparoscopia Tem-se mostrado superior à TC na avaliação pré-tratamento do CG,principalmente em metástase peritoneal USG abdominal Na investigação de metástase intra-abdominais USG Laparoscópica Aprimora a detecção de lesões não superficiais
  19. 19. Estadiamento
  20. 20. Tratamento Endoscópico do Câncer Gástrico Precoce CRITÉRIOS DE INCLUSÃO Macroscópicos:  0-IIa ou < 2,0 cm  0-IIc < 1,0 cm  0-1p ou 0-Is Microscópicos: Adenoma bem-diferenciado.Invasão restrita à mucosa m1-m2-m3 Obs.: Sem cicatriz, convergência de pregas ou ulceração
  21. 21. Mucosectomia
  22. 22. Cirurgia
  23. 23. Linfonodos regionais estomago
  24. 24. Linfadenectomia
  25. 25. Prevenção  Evitar o consumo excessivo de alimentos enlatados, defumados, corantes ou alimentos conservado em sal Evitar o consumo de alimentos guardados fora da geladeira ou mal conservados Evitar o consumo de água com poços com altas concentrações de nitrato Evitar ter uma alimentação carente das vitaminas A e C Consumo regular de carnes e peixes. Consumo de frutas e verduras frescas, contendo ácido ascórbico e beta caroteno. Esses elementos são benéficos por evitar que os nitritos se transformem em nitrosaminas. Erradicação H. Pylori
  26. 26. FIM OBRIGADO

×