SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
CÂNCER DE ESTÔMAGO
Cyntia Brito (S7) e Rodrigo Mont’Alverne (S3) 2013
Objetivos
 Conhecer os fatores de risco;
 Conhecer as formas de apresentação histológica do CA de
estômago;
 Apresentar os métodos diagnósticos e a conduta terapêutica;
Câncer de Estômago
Epidemiologia
 É a neoplasia mais comum do TGI em todo o
mundo;
 Predomina no sexo masculino;
 É mais comum a partir dos 50 anos;
 Tem alta incidências em países orientais
como o Japão;
 Aumento da incidência do câncer na
transição esôfago gástrica.
 Alta incidência na classe social mais baixa
Câncer de Estômago
Fatores de Risco
 Histórico Familiar de CA gástrico;
 Infecções por H. pylori ;
 Fumo;
 Bebidas alcoólicas;
 Consumo de alimentos com excesso de sal e conservantes
(nitritos), baixo consumo de proteínas;
 Forma endêmica mais presente nas mulheres e jovens – Tipo
sanguíneo A
Câncer de Estômago
Apresentação Histológica
 Adenocarcinoma Gástrico
 95% dos tumores;
 Dividido em 2 grupos: intestinal e difuso.
 Intestinal Mais no estômago distal com com ulcerações;
Precedido por lesões pré-malignas;
 Difuso Espessamento disseminado do estômago;
Frequentemente afeta pacientes jovens;
Câncer de Estômago
Câncer de Estômago
Apresentação Histológica
 Linfoma Gástrico
 5 % dos tumores;
 Os pacientes são geralmente mais jovens;
 A maioria é não-Hodgkin (LNH)
 Podem ser linfomas de celulas B ou MALT
Câncer de Estômago
Apresentação Histológica
 Outras Apresentações
 Leiomiosarcoma;
 Liposarcoma;
 Fibrosarcoma;
 Miosarcoma;
Câncer de Estômago
Apresentação Macroscópica
Câncer de Estômago
Sinais e Sintomas
 Não são específicos
Massa palpável na parte superior do abdômen;
 Estado Avançado Aumento do tamanho do fígado;
Aumento de nódulos ao redor do umbigo;
 Perda de apetite, fadiga, plenitude gástrica, náuseas, vômitos,
indigestão
 Perda de peso*
 Pode ocorrer vômito com sangue e sangue nas fezes - anemia
 No exame físico o paciente pode sentir dor à palpação no estômago
Câncer de Estômago
Diagnóstico
 Endoscopia digestiva alta com biópsia;
 Exame radiológico contrastado do estômago;
 Hemograma completo para verificar se há anemia;
 Tomografia e ressonância magnética para detecção de
metástase no organismo;
Câncer de Estômago
Diagnóstico
Endoscopia Digestiva
 Mais eficiente;
 Avaliação visual da lesão;
 Permite realização de biópsias;
 Avaliação citológica;
 A biópsia vai dar o resultado definitivo;
Câncer de Estômago
Tratamento
Cirúrgico
 É o mais importante e único curativo;
 Gastrectomia total ou parcial;
 Exige a remoção completa do tumor com margens
distais e proximais de 5 cm a partir do tumor visível.
 Defende-se a ressecção dos linfonodos retroperitoneais;
Câncer de Estômago
Tratamento
Radioterapia
 Costuma ser adjuvante, posterior à cirurgia, quando o
tumor não pode ser completamente extraído;
 Pode ser neoadjuvante;
Câncer de Estômago
Tratamento
Quimioterapia
 Não tem apresentado resultados satisfatórios na maioria
dos casos;
 É secundário;
 Para melhorar os sintomas e aumentar a sobrevida;
Câncer de Estômago
Tratamento
Para doença Não-ressecável e Metastática
 O prognóstico é muito ruim;
 Os exames por imagens são inúteis na detecção dos
pequenos nódulos peritoneais;
 Quimioterapia e radioterapia são eficazes no alívio dos
sintomas, mas tem valor limitado no aumento da
sobrevida;
Câncer de Estômago
Estadiamento
É a descrição de quanto a neoplasia já se espalhou
pelo corpo;
Leva em conta o tamanho, a profundidade de
penetração, se invadiu outros órgãos e quantos
linfonodos.
É indicativo do prognóstico;
Para planejar o tratamento adequado;
Previsão de complicações;
Avaliação do resultado do tratamento;
Câncer de Estômago
Estadiamento
Câncer de Mama
Estadiamento
Câncer de Estômago
Prevenção
 Esse CA leva cerca de 20 anos para evoluir da forma pré-
cancerosa para a forma grave
 Dieta balanceada: vegetais crus, frutas verduras e alimentos
ricos em fibras.
 Redução de bebidas alcoólicas;
 Combate ao tabagismo;
Vit. A e C – Protetores - Evitam que os nitritos (conservantes
industriais) se transformem em nitrosaminas (cancerígenos);
Câncer de Estômago
Caso Clínico
 http://www.inca.gov.br/conteudo_view.asp?id=39
Câncer de Estômago
Referências
 Câncer de estômago: fatores de risco - Anna Valéria de Britto - Cad.
Saúde Públ., Rio de Janeiro, 13(Supl. 1):7-13, 1997.
 A prevenção primária e a detecção do câncer de estômago - Evaldo de
Abreu - Cad. Saúde Públ., Rio de Janeiro, 13(Supl. 1):105-108, 1997
 http://www.sbcancer.org.br/home2/site/index.php?option=com_content&
view=article&id=115:cancer-do-aparelho-
digestivo&catid=29&Itemid=123
Câncer de Estômago
Câncer de Mama
Obrigado!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Tumores malignos de cólon e reto
Tumores malignos de cólon e retoTumores malignos de cólon e reto
Tumores malignos de cólon e reto
 
Entendendo o câncer colorretal
Entendendo o câncer colorretalEntendendo o câncer colorretal
Entendendo o câncer colorretal
 
Cancer de Estômago
Cancer de EstômagoCancer de Estômago
Cancer de Estômago
 
Tumor do colon
Tumor do colonTumor do colon
Tumor do colon
 
Aspectos Clínicos e Raiológicos no Câncer Gástrico
Aspectos Clínicos e Raiológicos no Câncer GástricoAspectos Clínicos e Raiológicos no Câncer Gástrico
Aspectos Clínicos e Raiológicos no Câncer Gástrico
 
Neoplasias Periampulares
Neoplasias PeriampularesNeoplasias Periampulares
Neoplasias Periampulares
 
Aula - Quimioterápicos - Antineoplásicos
Aula - Quimioterápicos - AntineoplásicosAula - Quimioterápicos - Antineoplásicos
Aula - Quimioterápicos - Antineoplásicos
 
Estadiamento do Câncer.pptx
Estadiamento do Câncer.pptxEstadiamento do Câncer.pptx
Estadiamento do Câncer.pptx
 
Câncer de Pâncreas
Câncer de PâncreasCâncer de Pâncreas
Câncer de Pâncreas
 
Cancer Colorretal
Cancer ColorretalCancer Colorretal
Cancer Colorretal
 
Tumores do pâncreas atualizado
Tumores do pâncreas atualizadoTumores do pâncreas atualizado
Tumores do pâncreas atualizado
 
Aula Basica Oncologia
Aula Basica OncologiaAula Basica Oncologia
Aula Basica Oncologia
 
Astrocitomas
AstrocitomasAstrocitomas
Astrocitomas
 
Câncer
CâncerCâncer
Câncer
 
Câncer de próstata
Câncer de próstataCâncer de próstata
Câncer de próstata
 
Apresentação câncer de estômago
Apresentação câncer de estômagoApresentação câncer de estômago
Apresentação câncer de estômago
 
Cancer de mama
Cancer de mamaCancer de mama
Cancer de mama
 
Câncer de próstata
Câncer de próstataCâncer de próstata
Câncer de próstata
 
Câncer de Pulmão
Câncer de Pulmão Câncer de Pulmão
Câncer de Pulmão
 
Atenção às Mulheres com HIV no Parto e Puerpério
Atenção às Mulheres com HIV no Parto e PuerpérioAtenção às Mulheres com HIV no Parto e Puerpério
Atenção às Mulheres com HIV no Parto e Puerpério
 

Semelhante a Neoplasia de Estômago

Tumores do pâncreas atualizado
Tumores do pâncreas atualizadoTumores do pâncreas atualizado
Tumores do pâncreas atualizadopedroh.braga
 
palestra prevenção cancer de colo de utero e mama
palestra prevenção cancer de colo de utero e mamapalestra prevenção cancer de colo de utero e mama
palestra prevenção cancer de colo de utero e mamaMirianSouzaRibeiro
 
Novidades no tratamento do
Novidades no tratamento doNovidades no tratamento do
Novidades no tratamento doOncoguia
 
Aula cagastrico
Aula cagastricoAula cagastrico
Aula cagastricoHugo Sousa
 
Tumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do Adulto
Tumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do AdultoTumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do Adulto
Tumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do AdultoEnfº Ícaro Araújo
 
Dia mundial da luta contra o cancro
Dia mundial da luta contra o cancroDia mundial da luta contra o cancro
Dia mundial da luta contra o cancropief2
 
Câncer de Colo do Útero
Câncer de Colo do ÚteroCâncer de Colo do Útero
Câncer de Colo do ÚteroOncoguia
 
Câncer Útero / Próstata / Mama
Câncer Útero / Próstata / MamaCâncer Útero / Próstata / Mama
Câncer Útero / Próstata / MamaAndressa Macena
 
Tumor Estromal Gastrointestinal - GIST
Tumor Estromal Gastrointestinal - GISTTumor Estromal Gastrointestinal - GIST
Tumor Estromal Gastrointestinal - GISTOncoguia
 
Tumor Carcinoide Gastrointestinal
Tumor Carcinoide GastrointestinalTumor Carcinoide Gastrointestinal
Tumor Carcinoide GastrointestinalOncoguia
 
Cancêr De Próstata
Cancêr De PróstataCancêr De Próstata
Cancêr De Próstatacipasap
 
O cancro do cólon e recto
O cancro do cólon e rectoO cancro do cólon e recto
O cancro do cólon e rectoOncologia
 

Semelhante a Neoplasia de Estômago (20)

Cancro colo rectal
Cancro colo rectal Cancro colo rectal
Cancro colo rectal
 
Tne tgi
Tne tgiTne tgi
Tne tgi
 
Tumores do pâncreas atualizado
Tumores do pâncreas atualizadoTumores do pâncreas atualizado
Tumores do pâncreas atualizado
 
Trabalho de biologia
Trabalho de biologiaTrabalho de biologia
Trabalho de biologia
 
palestra prevenção cancer de colo de utero e mama
palestra prevenção cancer de colo de utero e mamapalestra prevenção cancer de colo de utero e mama
palestra prevenção cancer de colo de utero e mama
 
Novidades no tratamento do
Novidades no tratamento doNovidades no tratamento do
Novidades no tratamento do
 
Câncer colorretal
Câncer colorretalCâncer colorretal
Câncer colorretal
 
2018.2 tgi - aula 02
2018.2   tgi  - aula 022018.2   tgi  - aula 02
2018.2 tgi - aula 02
 
Aula cagastrico
Aula cagastricoAula cagastrico
Aula cagastrico
 
Apresentação câncer de estômago
Apresentação câncer de estômagoApresentação câncer de estômago
Apresentação câncer de estômago
 
Tumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do Adulto
Tumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do AdultoTumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do Adulto
Tumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do Adulto
 
SAÚDE DO HOMEM.pptx
SAÚDE DO HOMEM.pptxSAÚDE DO HOMEM.pptx
SAÚDE DO HOMEM.pptx
 
Dia mundial da luta contra o cancro
Dia mundial da luta contra o cancroDia mundial da luta contra o cancro
Dia mundial da luta contra o cancro
 
Câncer de Colo do Útero
Câncer de Colo do ÚteroCâncer de Colo do Útero
Câncer de Colo do Útero
 
Câncer Útero / Próstata / Mama
Câncer Útero / Próstata / MamaCâncer Útero / Próstata / Mama
Câncer Útero / Próstata / Mama
 
Tumor Estromal Gastrointestinal - GIST
Tumor Estromal Gastrointestinal - GISTTumor Estromal Gastrointestinal - GIST
Tumor Estromal Gastrointestinal - GIST
 
Tumor Carcinoide Gastrointestinal
Tumor Carcinoide GastrointestinalTumor Carcinoide Gastrointestinal
Tumor Carcinoide Gastrointestinal
 
Centro de intestino
Centro de intestinoCentro de intestino
Centro de intestino
 
Cancêr De Próstata
Cancêr De PróstataCancêr De Próstata
Cancêr De Próstata
 
O cancro do cólon e recto
O cancro do cólon e rectoO cancro do cólon e recto
O cancro do cólon e recto
 

Mais de Rodrigo Mont'Alverne

Exame Físico RN Rodrigo Mont'Alverne
Exame Físico RN  Rodrigo Mont'AlverneExame Físico RN  Rodrigo Mont'Alverne
Exame Físico RN Rodrigo Mont'AlverneRodrigo Mont'Alverne
 
Histerectomia - LACAS - Rodrigo Mont'Alverne
Histerectomia - LACAS -  Rodrigo Mont'AlverneHisterectomia - LACAS -  Rodrigo Mont'Alverne
Histerectomia - LACAS - Rodrigo Mont'AlverneRodrigo Mont'Alverne
 
Sífilis Congênita - Rodrigo Mont'Alverne
Sífilis Congênita - Rodrigo Mont'AlverneSífilis Congênita - Rodrigo Mont'Alverne
Sífilis Congênita - Rodrigo Mont'AlverneRodrigo Mont'Alverne
 
Fibrilação Atrial -Rodrigo Mont'Alverne
Fibrilação Atrial -Rodrigo Mont'AlverneFibrilação Atrial -Rodrigo Mont'Alverne
Fibrilação Atrial -Rodrigo Mont'AlverneRodrigo Mont'Alverne
 
Apresentação Vias Biliares - Rodrigo Mont'Alverne
Apresentação Vias Biliares  - Rodrigo Mont'AlverneApresentação Vias Biliares  - Rodrigo Mont'Alverne
Apresentação Vias Biliares - Rodrigo Mont'AlverneRodrigo Mont'Alverne
 
Slides Dislipidemia -Rodrigo Mont'Alverne
Slides Dislipidemia -Rodrigo Mont'AlverneSlides Dislipidemia -Rodrigo Mont'Alverne
Slides Dislipidemia -Rodrigo Mont'AlverneRodrigo Mont'Alverne
 
Paciente Terminal - Rodrigo Mont'Alverne
Paciente Terminal - Rodrigo Mont'AlvernePaciente Terminal - Rodrigo Mont'Alverne
Paciente Terminal - Rodrigo Mont'AlverneRodrigo Mont'Alverne
 
Nódulos da Tireoide - Rodrigo Mont'Alverne
Nódulos da Tireoide -  Rodrigo Mont'AlverneNódulos da Tireoide -  Rodrigo Mont'Alverne
Nódulos da Tireoide - Rodrigo Mont'AlverneRodrigo Mont'Alverne
 

Mais de Rodrigo Mont'Alverne (8)

Exame Físico RN Rodrigo Mont'Alverne
Exame Físico RN  Rodrigo Mont'AlverneExame Físico RN  Rodrigo Mont'Alverne
Exame Físico RN Rodrigo Mont'Alverne
 
Histerectomia - LACAS - Rodrigo Mont'Alverne
Histerectomia - LACAS -  Rodrigo Mont'AlverneHisterectomia - LACAS -  Rodrigo Mont'Alverne
Histerectomia - LACAS - Rodrigo Mont'Alverne
 
Sífilis Congênita - Rodrigo Mont'Alverne
Sífilis Congênita - Rodrigo Mont'AlverneSífilis Congênita - Rodrigo Mont'Alverne
Sífilis Congênita - Rodrigo Mont'Alverne
 
Fibrilação Atrial -Rodrigo Mont'Alverne
Fibrilação Atrial -Rodrigo Mont'AlverneFibrilação Atrial -Rodrigo Mont'Alverne
Fibrilação Atrial -Rodrigo Mont'Alverne
 
Apresentação Vias Biliares - Rodrigo Mont'Alverne
Apresentação Vias Biliares  - Rodrigo Mont'AlverneApresentação Vias Biliares  - Rodrigo Mont'Alverne
Apresentação Vias Biliares - Rodrigo Mont'Alverne
 
Slides Dislipidemia -Rodrigo Mont'Alverne
Slides Dislipidemia -Rodrigo Mont'AlverneSlides Dislipidemia -Rodrigo Mont'Alverne
Slides Dislipidemia -Rodrigo Mont'Alverne
 
Paciente Terminal - Rodrigo Mont'Alverne
Paciente Terminal - Rodrigo Mont'AlvernePaciente Terminal - Rodrigo Mont'Alverne
Paciente Terminal - Rodrigo Mont'Alverne
 
Nódulos da Tireoide - Rodrigo Mont'Alverne
Nódulos da Tireoide -  Rodrigo Mont'AlverneNódulos da Tireoide -  Rodrigo Mont'Alverne
Nódulos da Tireoide - Rodrigo Mont'Alverne
 

Último

PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.pptPSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.pptAlberto205764
 
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdfManual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdfClivyFache
 
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptxCONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptxWenderSantos21
 
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfSistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfGustavoWallaceAlvesd
 
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASERTERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASERCarlaDaniela33
 
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptxENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptxcontatofelipearaujos
 
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICASAULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICASArtthurPereira2
 
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjdMedicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjdClivyFache
 
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOeMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOMayaraDayube
 
Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery  after surgery in neurosurgeryEnhanced recovery  after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery after surgery in neurosurgeryCarlos D A Bersot
 

Último (10)

PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.pptPSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
 
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdfManual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
 
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptxCONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
 
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfSistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
 
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASERTERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
 
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptxENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
 
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICASAULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
 
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjdMedicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
 
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOeMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
 
Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery  after surgery in neurosurgeryEnhanced recovery  after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
 

Neoplasia de Estômago

  • 1. CÂNCER DE ESTÔMAGO Cyntia Brito (S7) e Rodrigo Mont’Alverne (S3) 2013
  • 2. Objetivos  Conhecer os fatores de risco;  Conhecer as formas de apresentação histológica do CA de estômago;  Apresentar os métodos diagnósticos e a conduta terapêutica; Câncer de Estômago
  • 3. Epidemiologia  É a neoplasia mais comum do TGI em todo o mundo;  Predomina no sexo masculino;  É mais comum a partir dos 50 anos;  Tem alta incidências em países orientais como o Japão;  Aumento da incidência do câncer na transição esôfago gástrica.  Alta incidência na classe social mais baixa Câncer de Estômago
  • 4. Fatores de Risco  Histórico Familiar de CA gástrico;  Infecções por H. pylori ;  Fumo;  Bebidas alcoólicas;  Consumo de alimentos com excesso de sal e conservantes (nitritos), baixo consumo de proteínas;  Forma endêmica mais presente nas mulheres e jovens – Tipo sanguíneo A Câncer de Estômago
  • 5. Apresentação Histológica  Adenocarcinoma Gástrico  95% dos tumores;  Dividido em 2 grupos: intestinal e difuso.  Intestinal Mais no estômago distal com com ulcerações; Precedido por lesões pré-malignas;  Difuso Espessamento disseminado do estômago; Frequentemente afeta pacientes jovens; Câncer de Estômago
  • 7. Apresentação Histológica  Linfoma Gástrico  5 % dos tumores;  Os pacientes são geralmente mais jovens;  A maioria é não-Hodgkin (LNH)  Podem ser linfomas de celulas B ou MALT Câncer de Estômago
  • 8. Apresentação Histológica  Outras Apresentações  Leiomiosarcoma;  Liposarcoma;  Fibrosarcoma;  Miosarcoma; Câncer de Estômago
  • 10. Sinais e Sintomas  Não são específicos Massa palpável na parte superior do abdômen;  Estado Avançado Aumento do tamanho do fígado; Aumento de nódulos ao redor do umbigo;  Perda de apetite, fadiga, plenitude gástrica, náuseas, vômitos, indigestão  Perda de peso*  Pode ocorrer vômito com sangue e sangue nas fezes - anemia  No exame físico o paciente pode sentir dor à palpação no estômago Câncer de Estômago
  • 11. Diagnóstico  Endoscopia digestiva alta com biópsia;  Exame radiológico contrastado do estômago;  Hemograma completo para verificar se há anemia;  Tomografia e ressonância magnética para detecção de metástase no organismo; Câncer de Estômago
  • 12. Diagnóstico Endoscopia Digestiva  Mais eficiente;  Avaliação visual da lesão;  Permite realização de biópsias;  Avaliação citológica;  A biópsia vai dar o resultado definitivo; Câncer de Estômago
  • 13. Tratamento Cirúrgico  É o mais importante e único curativo;  Gastrectomia total ou parcial;  Exige a remoção completa do tumor com margens distais e proximais de 5 cm a partir do tumor visível.  Defende-se a ressecção dos linfonodos retroperitoneais; Câncer de Estômago
  • 14. Tratamento Radioterapia  Costuma ser adjuvante, posterior à cirurgia, quando o tumor não pode ser completamente extraído;  Pode ser neoadjuvante; Câncer de Estômago
  • 15. Tratamento Quimioterapia  Não tem apresentado resultados satisfatórios na maioria dos casos;  É secundário;  Para melhorar os sintomas e aumentar a sobrevida; Câncer de Estômago
  • 16. Tratamento Para doença Não-ressecável e Metastática  O prognóstico é muito ruim;  Os exames por imagens são inúteis na detecção dos pequenos nódulos peritoneais;  Quimioterapia e radioterapia são eficazes no alívio dos sintomas, mas tem valor limitado no aumento da sobrevida; Câncer de Estômago
  • 17. Estadiamento É a descrição de quanto a neoplasia já se espalhou pelo corpo; Leva em conta o tamanho, a profundidade de penetração, se invadiu outros órgãos e quantos linfonodos. É indicativo do prognóstico; Para planejar o tratamento adequado; Previsão de complicações; Avaliação do resultado do tratamento; Câncer de Estômago
  • 20. Prevenção  Esse CA leva cerca de 20 anos para evoluir da forma pré- cancerosa para a forma grave  Dieta balanceada: vegetais crus, frutas verduras e alimentos ricos em fibras.  Redução de bebidas alcoólicas;  Combate ao tabagismo; Vit. A e C – Protetores - Evitam que os nitritos (conservantes industriais) se transformem em nitrosaminas (cancerígenos); Câncer de Estômago
  • 22. Referências  Câncer de estômago: fatores de risco - Anna Valéria de Britto - Cad. Saúde Públ., Rio de Janeiro, 13(Supl. 1):7-13, 1997.  A prevenção primária e a detecção do câncer de estômago - Evaldo de Abreu - Cad. Saúde Públ., Rio de Janeiro, 13(Supl. 1):105-108, 1997  http://www.sbcancer.org.br/home2/site/index.php?option=com_content& view=article&id=115:cancer-do-aparelho- digestivo&catid=29&Itemid=123 Câncer de Estômago

Notas do Editor

  1. O câncer do estômago é uma neoplasia maligna da mucosa do estômago, também conhecida como carcinoma gástrico. O carcinoma é um tumor maligno desenvolvido a partir de células epiteliais, glandulares (Adenocarcinoma) que tende a invadir tecidos circulares originando metástases. A incidência do carcinoma gástrico varia muito de acordo com os países, provavelmente devido a diferenças no tipo de alimentação. A incidência elevada em países como o Japão pode estar associado a alimentos com sal, conservados e defumados.
  2. O sal lesa a mucosa gástrica facilitando a ação de agentes genotóxicos. Leva à atrofia gástrica. fortemente associado a metaplasia, facilitar a carcinogênese no estômago. Nos mais jovens, a doença não está correlacionada a fatores ambientais e à dieta, mas a fatores genéticos predisponentes.
  3. As neoplasias não-Hodgkin (LNH) são as que se originam nos linfonodos, os gânglios linfáticos. Linfoma de MALT(tecido linfóide associado às mucosas) é no caso de gastrite crônica como na infecção por H. pylori.
  4. Endoscopia, procedimento que é feito por um médico gastroenterologista, que introduz pela boca do paciente um tubo flexível de fibra óptica ou com uma microcâmera na extremidade que desce pelo esôfago até atingir o estômago.
  5. O fator que determinará o tipo de tratamento a ser aplicado é o estágio da doença. Em outras palavras, vai depender de quanto o câncer evoluiu.
  6. Neoadjuvante: é feita antes de um tratamento cirúrgico ou quimioterápico. Nesta situação, usa-se a radioterapia para diminuir o tumor primário e, assim, facilitar a cirurgia posterior. Com isto, muitas vezes um caso inoperável por suas grandes dimensões pode tornar-se operável, ou uma grande cirurgia mutiladora pode ser evitada.
  7. O estadiamento do câncer é a descrição (geralmente em números de I a IV) de quanto o câncer já se espalhou pelo corpo. O estágio geralmente leva em conta o tamanho do tumor, o quão profundo ele está penetrado, se já invadiu órgãos adjacentes, se e quantos linfonodos entraram em metástase e se ele está espalhado em órgãos distantes. O estadiamento do câncer é importante porque o estágio no diagnóstico é um importante indicativo do prognóstico, planejamento do tratamentos mais adequados, previsão das possíveis complicações e, após o tratamento, avaliação dos resultados das terapias.
  8. Melena:se refere a fezes pastosas de cor escura e cheiro fétido, sinal de hemorragia digestiva alta. Eructações: arroto