Nutrição do idoso

3.474 visualizações

Publicada em

slides retratando a nutrição do idoso no Brasil

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.474
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
358
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Nutrição do idoso

  1. 1. NUTRIÇÃO DO IDOSO Carla Maria Cavalcanti Lira Egon Henrique Braga Quirino Jéssica Barros dos Passos Jorgelito Chaves Monteiro Karina Pereira de Ais Kherolly Romana Ramos da Silva
  2. 2. Introdução • O envelhecimento é um processo complexo, irreversível, progressivo e natural, que se caracteriza por modificações morfológicas, psicológicas, funcionais e bioquímicas que influenciam a nutrição e alimentação das pessoas; • Na pessoa idosa, um estado nutricional inadequado contribui de forma significativa para o aumento da incapacidade física, da morbilidade e da mortalidade condicionando a qualidade de vida; • A intervenção na área da nutrição deve realizar-se de forma articulada com diferentes profissionais, nutricionistas, médicos, enfermeiros e também cuidadores, famíliares, lares e centros de convívio. NUTRIÇÃO DO IDOSO
  3. 3. Determinantes do estado nutricional da pessoa idosa Os fatores que condicionam o estado nutricional das pessoas idosas podem ser dividos em quatro grupos: Fatores ambientais ESTADO NUTRICIONAL Fatores fisiológicos Fatores socioeconômicos e culturais NUTRIÇÃO DO IDOSO Fatores neuropsicoló gicos
  4. 4. Determinantes do estado nutricional da pessoa Idosa A. Fatores Ambientais – Habitação inadequada – Falta de meios e condições para preparar refeições – Dificuldade de acesso a comprade determinados tipos de alimentos – Falta de apoio de serviços comunitários NUTRIÇÃO DO IDOSO
  5. 5. Determinantes do estado nutricional da pessoa Idosa B. Fatores neuropsicológicos – Doenças neurológicas – Diminuição da capacidade cognitiva – Depressão – Alteração do estado emocional NUTRIÇÃO DO IDOSO
  6. 6. Determinantes do estado nutricional da pessoa Idosa C. Fatores fisiológicos – Saúde oral – Acuidade sensorial – ImobilidadeInatividade – Perda de massa muscular – Aumento da massa gorda – Diminuição da densidade óssea – Diminuição da função imunitária – Diminuição do PH gastrico NUTRIÇÃO DO IDOSO
  7. 7. Determinantes do estado nutricional da pessoa Idosa D. Fatores socioeconómicos e culturais – Baixo nível de educação – Marginalização – Pobreza – Acesso limitado a cuidados médicos – Falta de conhecimentos alimentares e Nutricionais – Crenças e Mitos – Institucionalização – Elevados gastos de saúde NUTRIÇÃO DO IDOSO
  8. 8. Outros Determinantes – Problemas de mastigação: • Alterações nas gengivas e dentes e proteses mal ajustadas. – Problemas de deglutição: • Produção insufienciente de saliva – PerdaDiminuição de capacidade sensorial: • Alterações fisiológicas no paladar, visão e olfato. – Patologias: • Anorexia, infecções, hipertiroidismo, gastrite, intolerâncias alimentares, etc. NUTRIÇÃO DO IDOSO
  9. 9. Outros Determinantes – Desidratação • Diminuição da percepção de sede • Aumento da perda de liquidos (Infecção e diuréticos) – Alterações gastrointestinais • Constipação • ↓motilidade intestinal, ↓ ingestão de liquidos e ↓ Consumo de fibras • Flatulência • Diarréia • Entre outros – Patologias mentais NUTRIÇÃO DO IDOSO
  10. 10. Outros Determinantes – Tabaco e bebidas alcoólicas • Pode diminuir o apetite e conduziar a desnutrição • Pode agravar algumas patologias • Prejuizo cognitivo – Medicamentos • Polimedicação • Interação entre farmacos, alimentos e estado nutricional • Absorção, metabolismo e excreção de nutrientes. NUTRIÇÃO DO IDOSO
  11. 11. Malnutrição • A malnutrição pode ser consequencia de excesso, déficit ou desequilibro de nutrientes e energia, que pode agravar o estado nutricional das pessoas idosas. • A malnutrição contribui significativamente com o aumento da mortalidade, agrava o prognóstico de doenças agudas e aumenta a hospitalização. NUTRIÇÃO DO IDOSO
  12. 12. Avaliação do estado nutricional • A identificação da malnutrição é fundamental para a raealização deum diagnostico precoce, para intervir, controlar e reverter a situação. • São objetivos da avaliação do estado nutricional: – Determinar a adequação da ingestão alimentar as necessidades individuais – Identificar fatores de risco de malnutrição – Diagnosticar situações de malnutrição – Identificar a etiologia dos déficits nutricionais – Elaborar e aplicar estratégias terapêuticas – Avaliar a efetividade da estratégia aplicada. NUTRIÇÃO DO IDOSO
  13. 13. Avaliação do estado nutricional • A avaliação do estado nutricional pode ser feita em 4 níveis: – Avaliação clinica e funcional – Avaliação da ingestão alimentar – Avaliação antropométrica e da composição corporal – Avaliação bioquímica e imunológica NUTRIÇÃO DO IDOSO
  14. 14. Necessidades Nutricionais • Com o avançar da idade, há diminuição dos mecanismos de ingestão, digestão, absorção, transporte e excreção de substâncias; • As necessidades energéticas poderão diminuir, devido ao decrescimo da atividade física e redução da massa muscular. • A necessidade em micronutrientes (vitaminas e minerais) podem se manter inalteradas ou aumentar. NUTRIÇÃO DO IDOSO
  15. 15. Necessidades Nutricionais NUTRIÇÃO DO IDOSO
  16. 16. Necessidades Nutricionais NUTRIÇÃO DO IDOSO
  17. 17. Necessidades Nutricionais NUTRIÇÃO DO IDOSO
  18. 18. TUBERCULOSE GÂNGLIONAR SECUNDÁRIO À HIVAIDS, UM ESTUDO DE CASO CLÍNICO

×