SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 27
NUTRIÇÃO E
DIETÉTICA
Professor :Paulo Matias
Seu caminho para o mercado de trabalho
CENTRO TECNOLÓGICO DE APRENDIZAGEM SENHORA
SANTANA
www.cetass.com.br
Praça Barão do Rio Branco, nº 59—Centro, Alagoinhas/BA CEP: 48.005-135.
www.facebook.com(75)3421-5106
INTRODUÇÃO Á NUTRIÇÃO :INTRODUÇÃO Á NUTRIÇÃO :
HISTÓRIA E CONCEITOSHISTÓRIA E CONCEITOS
CURSO: TEC. ENFERMAGEM
PROFESSORA: PAULO MATIAS
DISCIPLINA: NUTRIÇÃO E DIETÉTICA
CARGA HORÁRIA:
PROGRAMA DE CURSO
OBJETIVOS:
Estimular no aluno a percepção da Nutrição
como disciplina relacionada com as demais
do curso de enfermagem,
Capacitando-o a distinguir a alimentação livre
e a dietoterapia para que possa compreender
a importância da alimentação para a
manutenção da saúde e da vida.
Alimentos
• Uma das funções dos alimentos é fornecer “materia –
prima” para a construção de células.
• As células novas produzidas permitem o crescimento do
organismo e a sua manutenção.
• Outra função dos alimentos é atuar como “combustiveis”
• alimentos fornecem todas as substâncias necessárias
para a manutenção da vida minerais, vitaminas etc.. na
criança, determinam o seu crescimento.
Conceitos importantes:
Alimentação : processo voluntário e consciente pelo
qual o ser humano obtém produtos para seu consumo.
Alimentos: É toda substância de origem animal, vegetal
e mineral que após ser ingerida tem uma função no
organismo, possibilitando a manutenção da saúde para o
desenvolvimento de atividades..
Nutrição: à ciência que estuda os alimentos, seus
nutrientes, bem como sua ação, interação e o balanço
em relação a saúde, além dos processos pelos quais o
organismo ingere, absorve, transporta, utiliza e excreta
os nutrientes.
Conceitos importantes:
NUTRIENTES : São substâncias que
estão inseridas nos alimentos e possuem
funções variadas no organismo.
São eles : Carboidratos , proteínas,
lipídios,vitaminas, minerais.
DIGESTÃO :Processo pelo qual os
alimentos após ingeridos sofre o
transformações químicas até em seus
constituintes simples para absorção até
sua utilização pela célula.
Conceitos importantes:
• Dieta: Do grego ( díaita), “regime da vida”, modo de
reger a vida.
• Dietética: Aplicação prática da ciência da Nutrição a
indivíduos sadios ou enfermos.
• Dietoterapia: Aplicação de dietas especiais com
finalidade terapêutica
HISTÓRIA DA NUTRIÇÃO
Era naturalista: Relação entre alimentação e bem
estar físico- Hipocrates ( 400 A.C.);
“ Que teu alimento seja teu remédio e que teu
remédio seja seu alimento”
Era Química – Analítica:
Lavosier : resultados sobre a combustão dos
alimentos e a respiração celular pela descoberta do
O2 .
Era biológica: Século final XIX- XX.
Descoberta das vitaminas e classificação.
Era celular ou molecular:
Papel biológico dos nutrientes
LEIS DA ALIMENTAÇÃO
Pedro Escudero ( 1937) :
Introduziu o estudo da alimentação e
Nutrição nas escolas de medicina.
LEIS DA ALIMENTAÇÃO
Princípios para uma boa AlimentaçãoPrincípios para uma boa Alimentação
SuficienteSuficiente
CompletaCompleta
HarmônicaHarmônica
AdequadaAdequada
LEIS DA ALIMENTAÇÃO
• 1ª LEI DA QUANTIDADE
A alimentação deve ser
suficiente para
atender a quantidade de
Alimento necessitada pelo
organismo.
• 2ª LEI DA QUALIDADE
A alimentação deve ser
completa: Para fornecer todos
Os nutrientes requisitados
pelo organismo de
acordo com as condições
individuais.
LEIS DA ALIMENTAÇÃO
3ª LEI DA HARMÔNIA :
Para haver
proporcionalidade entre a
quantidade e a qualidade
dos alimentos.
4ª LEI DA ADEQUAÇÃO:
De acordo com as
necessidades alimentares
do indivíduo apropriadas a
diferentes fases e
condições de vida.
Grupos de alimentos :
Componentes e características
De que são constituídos os
alimentos?
Os alimentos são compostos por micro e
macronutrientes. Os micronutrientes são
as vitaminas e sais minerais.
Macronutrientes são as proteínas,
carboidratos (açúcares) e lipídeos
(gorduras).
Nutrientes apresentam funções de:
1. Fornecer energia
2. Manter os músculos e ossos
3. Controlar as funções orgânicas
Grupos de alimentos:
Cada alimento contém diversos
nutrientes que o nosso
organismo necessita em
diferentes quantidades.
Os alimentos são classificados
em três grandes grupos, de
acordo com sua função
nutricional.
São eles:
CONSTRUTORES,
ENERGÉTICOS e
REGULADORES .
Grupo 1: CONSTRUTORES
São os alimentos ricos em PROTEÍNA.
Vão possibilitar o crescimento e desenvolvimento do
organismo, além de reparar os tecidos, participam da
estrutura dos nossos tecidos
Os alimentos ricos em proteína são: Carnes de todos os
tipos, Aves, Peixes, Leites e derivados, Ovos e
Leguminosas (feijão,lentilha, soja, etc).
• O ser humano precisa ingerir, em média, 30 a
50g de proteínas por dia, o que corresponde a
um bife de aproximadamente 150g.
.......Mas e os vegetarianos?
• Existe certo mito de que quanto maior a ingestão
protéica, maior é hipertrofia muscular.
• O importante é saber que o maior estímulo para o
ganho de massa muscular é o treinamento de
força e o descanso suficiente entre as sessões.
Grupo 2: ENERGÉTICOS
São os alimentos ricos em carboidratos (complexos e simples) E
Lipídios (gorduras).
Pois vão fornecer energia ao organismo. Alimentos energéticos.
São aqueles que atuam como “combustíveis”
Os alimentos ricos em Carboidratos : Arroz, Massas em geral,
Pães, Farinhas, Cereais em geral ( trigo, centeio, etc) ,
Tubérculos (batata-inglesa, batata-doce) , raízes
(aipim/mandioca, inhame,), açúcar, Doces em geral,
Refrigerantes,
Os alimentos ricos em Gorduras são: Óleos, Manteigas, Creme
de leite, Maionese, Toucinho, Banhas, etc.
• Estes alimentos são divididos em dois grupos:
simples e complexos.
• Os carboidratos simples, presentes no mel, leite, frutas,
açúcar e doces em geral, têm gosto adocicado e são
formados por um ou dois tipos de açúcar.
• Glicose, frutose e galactose são exemplos de
carboidratos formados por 1 tipo de açúcar.
• Lactose (glicose + galactose) e a sacarose (glicose +
frutose) são formados por 2 tipos de açúcar.
• Os carboidratos complexos (polissacarídeos), são
encontrados nos cereais (arroz, aveia, milho, trigo), em
farinhas e seus derivados (pães, biscoitos, massas,
macarrão), na batata, cará, mandioca e no inhame.
Combinam vários tipos de açúcar e não são doces.
• E como os carboidratos geram energia?
• Em primeiro lugar, eles devem ser convertidos em
glicose, no fígado, para, posteriormente, serem
transformados em energia pelas células.
• Aliás, cada grama de carboidrato fornece 4 kcal.
• Os Lipídios mais conhecidos são representados
pelos óleos e pelas gorduras. União de duas
moléculas menores (ácido graxo + glicerol),
basicamente função energética.
• Gorduras: Também chamadas de lipídios,
porque possuem ácidos graxos essenciais e
vitaminas lipossolúveis (A, D, E, K). Não são
ruins, mas perigosas, por isso devem ser
consumidas com critério.
• Saturadas: são aquelas encontradas nos
produtos de origem animal e na gordura do coco.
• Provocam a elevação dos níveis de colesterol no
sangue e se fixam nas paredes arteriais,
aumentando o risco de doenças cardiovasculares.
• Gordura trans: Integrante do grupo das
saturadas, é obtida a partir de óleos vegetais, por
meio de um processo químico denominado
hidrogenação.
• Apresenta consistência sólida mesmo em
temperatura ambiente. É mais nociva que a
saturada, eleva o LDL e diminui o HDL.
• Insaturadas (mono e poli): líquidas à
temperatura ambiente, têm papel fundamental na
redução do colesterol total, principalmente o LDL
(ruim), e na elevação do bom, o HDL.
• Os peixes são ricos em gorduras poliinsaturadas
e os óleos vegetais em monoinsaturadas
Grupo 3: REGULADORES
São os alimentos ricos em
VITAMINAS, SAIS MINERAIS
FIBRAS E ÁGUA.
Atuam regulando as inúmeras
reações químicas que ocorrem
no organismo,
Os alimentos ricos em
Vitaminas,Sais Minerais são:
Frutas,Verduras(alface,
chicória,almeirão,rúcula,
escarola,etc), e Legumes
(cenoura,chuchu,abobrinha,pep
ino, beterraba, etc).
• As vitaminas são substâncias que o organismo
não tem condições de produzir e, por isso,
precisam fazer parte da dieta alimentar.
• Não são usadas nem como energia, nem como
material de reposição celular. Funcionam como
aditivos – são indispensáveis ao mecanismo, mas
em quantidades minúsculas.
• A falta delas, porém, pode causar várias doenças,
como o raquitismo (enfraquecimento dos ossos
pela falta da vitamina D) ou o escorbuto (falta de
vitamina C).
•1 O que o grupo entende sobre uma alimentação
equilibrada?
•2 Quais os nutrientes básicos da nossa
alimentação e suas respectivas funções básicas?
•3 Podemos considerar o alimento nossa principal
fonte de Saúde, seria possível algum medicamento
fazer seu papel no organismo em paciente
desnutrido?
• Condições sócios econômicas; Disponibilidade local dos
alimentos; Preço dos alimentos; Condição de plantar os
alimentos; Condição cultural do meio em que se vive
(rural/urbano); Religião, crença e tabus alimentares;
• 4 FOME COMO ACABAR COM ESSA REALIDADE
MUNDIAL?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Saúde Pública aula 1
Saúde Pública aula 1Saúde Pública aula 1
Saúde Pública aula 1
profsempre
 
Necessidades Nutricionais no Idoso
Necessidades Nutricionais no IdosoNecessidades Nutricionais no Idoso
Necessidades Nutricionais no Idoso
Amanda Thomé
 

Mais procurados (20)

Tema nutrição aplicadaenferm
Tema   nutrição aplicadaenfermTema   nutrição aplicadaenferm
Tema nutrição aplicadaenferm
 
Tipos de dietas
Tipos de dietasTipos de dietas
Tipos de dietas
 
Slide Aula 1 - Noções Básicas de Nutrição e Dietética.pdf
Slide Aula 1 - Noções Básicas de Nutrição e Dietética.pdfSlide Aula 1 - Noções Básicas de Nutrição e Dietética.pdf
Slide Aula 1 - Noções Básicas de Nutrição e Dietética.pdf
 
A1 introdução à nutrição
A1 introdução à nutriçãoA1 introdução à nutrição
A1 introdução à nutrição
 
Nutrição no Ensino da Enfermagem
Nutrição no Ensino da EnfermagemNutrição no Ensino da Enfermagem
Nutrição no Ensino da Enfermagem
 
Aula De NutriçãO IntroduçãO
Aula De NutriçãO IntroduçãOAula De NutriçãO IntroduçãO
Aula De NutriçãO IntroduçãO
 
Nutrição normal e dietética: alimentação do adulto e do idoso
Nutrição normal e dietética: alimentação do adulto e do idosoNutrição normal e dietética: alimentação do adulto e do idoso
Nutrição normal e dietética: alimentação do adulto e do idoso
 
Hipertensão
Hipertensão Hipertensão
Hipertensão
 
Transtornos alimentares
Transtornos alimentaresTranstornos alimentares
Transtornos alimentares
 
Saúde Pública aula 1
Saúde Pública aula 1Saúde Pública aula 1
Saúde Pública aula 1
 
Digestão e absorção de nutrientes
Digestão e absorção de nutrientesDigestão e absorção de nutrientes
Digestão e absorção de nutrientes
 
Nutrição e saúde
Nutrição e saúdeNutrição e saúde
Nutrição e saúde
 
Palestra sobre alimentacao_saudavel
Palestra sobre alimentacao_saudavelPalestra sobre alimentacao_saudavel
Palestra sobre alimentacao_saudavel
 
NUTRIÇÃO NO IDOSO
NUTRIÇÃO NO IDOSONUTRIÇÃO NO IDOSO
NUTRIÇÃO NO IDOSO
 
Nutrição do idoso
Nutrição do idosoNutrição do idoso
Nutrição do idoso
 
Vigilância Sanitária
Vigilância SanitáriaVigilância Sanitária
Vigilância Sanitária
 
Necessidades Nutricionais no Idoso
Necessidades Nutricionais no IdosoNecessidades Nutricionais no Idoso
Necessidades Nutricionais no Idoso
 
AULA NUTRIÇÃO APLICADA A ENFERMAGEM
AULA NUTRIÇÃO APLICADA A ENFERMAGEMAULA NUTRIÇÃO APLICADA A ENFERMAGEM
AULA NUTRIÇÃO APLICADA A ENFERMAGEM
 
Palestra Nutricao
Palestra NutricaoPalestra Nutricao
Palestra Nutricao
 
Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Carboidratos
 

Destaque (7)

Funções Basicas do Alimento no Corpo Humano
Funções Basicas do Alimento no Corpo HumanoFunções Basicas do Alimento no Corpo Humano
Funções Basicas do Alimento no Corpo Humano
 
Alimentos, nutrientes e saúde
Alimentos, nutrientes e saúdeAlimentos, nutrientes e saúde
Alimentos, nutrientes e saúde
 
Nutrição Infantil - Caderno de Atividades
Nutrição Infantil - Caderno de AtividadesNutrição Infantil - Caderno de Atividades
Nutrição Infantil - Caderno de Atividades
 
Alimentação Saudável
Alimentação SaudávelAlimentação Saudável
Alimentação Saudável
 
Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
 
Alimentaçao Saudavel 19 01 10
Alimentaçao Saudavel 19 01 10Alimentaçao Saudavel 19 01 10
Alimentaçao Saudavel 19 01 10
 
A menina que não gostava de fruta
A menina que não gostava de frutaA menina que não gostava de fruta
A menina que não gostava de fruta
 

Semelhante a Introdução a Nutrição

11ºTec1_6575_Cuidados na alimentação e Hidratação04Outubro - Cópia (1) (1).pptx
11ºTec1_6575_Cuidados na alimentação e Hidratação04Outubro - Cópia (1) (1).pptx11ºTec1_6575_Cuidados na alimentação e Hidratação04Outubro - Cópia (1) (1).pptx
11ºTec1_6575_Cuidados na alimentação e Hidratação04Outubro - Cópia (1) (1).pptx
danielarodrigues796845
 
Introdução- nutrição, nutrientes e alimentação equilibrada- semana 1.pdf
Introdução- nutrição, nutrientes e alimentação  equilibrada- semana 1.pdfIntrodução- nutrição, nutrientes e alimentação  equilibrada- semana 1.pdf
Introdução- nutrição, nutrientes e alimentação equilibrada- semana 1.pdf
JulioCesar371362
 
Alimentacaosaudavel un b
Alimentacaosaudavel un bAlimentacaosaudavel un b
Alimentacaosaudavel un b
Rafael Marques
 
alimentacao_saudavel.pdf
alimentacao_saudavel.pdfalimentacao_saudavel.pdf
alimentacao_saudavel.pdf
KlvinMendes
 
Capítulo 02 alimentos e sistema digestório
Capítulo 02  alimentos e sistema digestórioCapítulo 02  alimentos e sistema digestório
Capítulo 02 alimentos e sistema digestório
Igor Brant
 
Necessidades Nutricionais do Organismo
Necessidades Nutricionais do OrganismoNecessidades Nutricionais do Organismo
Necessidades Nutricionais do Organismo
e.ferreira
 
Introdução a nutrição humana - conceitos básicos em Nutrição.pdf
Introdução a nutrição humana - conceitos básicos em Nutrição.pdfIntrodução a nutrição humana - conceitos básicos em Nutrição.pdf
Introdução a nutrição humana - conceitos básicos em Nutrição.pdf
Wivi3
 

Semelhante a Introdução a Nutrição (20)

Guia alimentacao-saudavel
Guia alimentacao-saudavelGuia alimentacao-saudavel
Guia alimentacao-saudavel
 
ALIMENTACAO SAUDAVEL (1).pptx
ALIMENTACAO SAUDAVEL (1).pptxALIMENTACAO SAUDAVEL (1).pptx
ALIMENTACAO SAUDAVEL (1).pptx
 
AULA NUTRIÇÃO EM ENFERMAGEM.2024 PROF GABRIELLA
AULA NUTRIÇÃO EM ENFERMAGEM.2024 PROF GABRIELLAAULA NUTRIÇÃO EM ENFERMAGEM.2024 PROF GABRIELLA
AULA NUTRIÇÃO EM ENFERMAGEM.2024 PROF GABRIELLA
 
11ºTec1_6575_Cuidados na alimentação e Hidratação04Outubro - Cópia (1) (1).pptx
11ºTec1_6575_Cuidados na alimentação e Hidratação04Outubro - Cópia (1) (1).pptx11ºTec1_6575_Cuidados na alimentação e Hidratação04Outubro - Cópia (1) (1).pptx
11ºTec1_6575_Cuidados na alimentação e Hidratação04Outubro - Cópia (1) (1).pptx
 
Introdução- nutrição, nutrientes e alimentação equilibrada- semana 1.pdf
Introdução- nutrição, nutrientes e alimentação  equilibrada- semana 1.pdfIntrodução- nutrição, nutrientes e alimentação  equilibrada- semana 1.pdf
Introdução- nutrição, nutrientes e alimentação equilibrada- semana 1.pdf
 
Alimentação saudável.pptx
Alimentação saudável.pptxAlimentação saudável.pptx
Alimentação saudável.pptx
 
Alimentacaosaudavel un b
Alimentacaosaudavel un bAlimentacaosaudavel un b
Alimentacaosaudavel un b
 
receitas low carb
receitas low carb receitas low carb
receitas low carb
 
Manuais de saúde alimentação saudável. nut fs-un_b atan_dab_sps
Manuais de saúde   alimentação saudável. nut fs-un_b atan_dab_spsManuais de saúde   alimentação saudável. nut fs-un_b atan_dab_sps
Manuais de saúde alimentação saudável. nut fs-un_b atan_dab_sps
 
Alimentacaosaudavel
AlimentacaosaudavelAlimentacaosaudavel
Alimentacaosaudavel
 
Guia alimentação saudável
Guia alimentação saudávelGuia alimentação saudável
Guia alimentação saudável
 
alimentacao_saudavel.pdf
alimentacao_saudavel.pdfalimentacao_saudavel.pdf
alimentacao_saudavel.pdf
 
Alimentação saudável https://emporiosaudavel.com/
Alimentação saudável https://emporiosaudavel.com/Alimentação saudável https://emporiosaudavel.com/
Alimentação saudável https://emporiosaudavel.com/
 
Capítulo 02 alimentos e sistema digestório
Capítulo 02  alimentos e sistema digestórioCapítulo 02  alimentos e sistema digestório
Capítulo 02 alimentos e sistema digestório
 
AulaNutri.pdf
AulaNutri.pdfAulaNutri.pdf
AulaNutri.pdf
 
Necessidades Nutricionais do Organismo
Necessidades Nutricionais do OrganismoNecessidades Nutricionais do Organismo
Necessidades Nutricionais do Organismo
 
Introdução a nutrição humana - conceitos básicos em Nutrição.pdf
Introdução a nutrição humana - conceitos básicos em Nutrição.pdfIntrodução a nutrição humana - conceitos básicos em Nutrição.pdf
Introdução a nutrição humana - conceitos básicos em Nutrição.pdf
 
Crescer sudavel
Crescer sudavelCrescer sudavel
Crescer sudavel
 
Pirâmide Alimentar grupo 2
Pirâmide Alimentar grupo 2Pirâmide Alimentar grupo 2
Pirâmide Alimentar grupo 2
 
Alimentação da vida
Alimentação da vidaAlimentação da vida
Alimentação da vida
 

Último

Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................
paulo222341
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
HELLEN CRISTINA
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
HELLEN CRISTINA
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
HELLEN CRISTINA
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion  ais.pdfrelatorio ciencias morfofuncion  ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
HELLEN CRISTINA
 

Último (9)

Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................
 
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdfATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
 
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdfCrianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
 
AULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptx
AULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptxAULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptx
AULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptx
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
 
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion  ais.pdfrelatorio ciencias morfofuncion  ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
 

Introdução a Nutrição

  • 1. NUTRIÇÃO E DIETÉTICA Professor :Paulo Matias Seu caminho para o mercado de trabalho CENTRO TECNOLÓGICO DE APRENDIZAGEM SENHORA SANTANA www.cetass.com.br Praça Barão do Rio Branco, nº 59—Centro, Alagoinhas/BA CEP: 48.005-135. www.facebook.com(75)3421-5106 INTRODUÇÃO Á NUTRIÇÃO :INTRODUÇÃO Á NUTRIÇÃO : HISTÓRIA E CONCEITOSHISTÓRIA E CONCEITOS CURSO: TEC. ENFERMAGEM PROFESSORA: PAULO MATIAS DISCIPLINA: NUTRIÇÃO E DIETÉTICA CARGA HORÁRIA: PROGRAMA DE CURSO
  • 2. OBJETIVOS: Estimular no aluno a percepção da Nutrição como disciplina relacionada com as demais do curso de enfermagem, Capacitando-o a distinguir a alimentação livre e a dietoterapia para que possa compreender a importância da alimentação para a manutenção da saúde e da vida.
  • 3. Alimentos • Uma das funções dos alimentos é fornecer “materia – prima” para a construção de células. • As células novas produzidas permitem o crescimento do organismo e a sua manutenção. • Outra função dos alimentos é atuar como “combustiveis” • alimentos fornecem todas as substâncias necessárias para a manutenção da vida minerais, vitaminas etc.. na criança, determinam o seu crescimento.
  • 4. Conceitos importantes: Alimentação : processo voluntário e consciente pelo qual o ser humano obtém produtos para seu consumo. Alimentos: É toda substância de origem animal, vegetal e mineral que após ser ingerida tem uma função no organismo, possibilitando a manutenção da saúde para o desenvolvimento de atividades.. Nutrição: à ciência que estuda os alimentos, seus nutrientes, bem como sua ação, interação e o balanço em relação a saúde, além dos processos pelos quais o organismo ingere, absorve, transporta, utiliza e excreta os nutrientes.
  • 5. Conceitos importantes: NUTRIENTES : São substâncias que estão inseridas nos alimentos e possuem funções variadas no organismo. São eles : Carboidratos , proteínas, lipídios,vitaminas, minerais. DIGESTÃO :Processo pelo qual os alimentos após ingeridos sofre o transformações químicas até em seus constituintes simples para absorção até sua utilização pela célula.
  • 6. Conceitos importantes: • Dieta: Do grego ( díaita), “regime da vida”, modo de reger a vida. • Dietética: Aplicação prática da ciência da Nutrição a indivíduos sadios ou enfermos. • Dietoterapia: Aplicação de dietas especiais com finalidade terapêutica
  • 7. HISTÓRIA DA NUTRIÇÃO Era naturalista: Relação entre alimentação e bem estar físico- Hipocrates ( 400 A.C.); “ Que teu alimento seja teu remédio e que teu remédio seja seu alimento” Era Química – Analítica: Lavosier : resultados sobre a combustão dos alimentos e a respiração celular pela descoberta do O2 . Era biológica: Século final XIX- XX. Descoberta das vitaminas e classificação. Era celular ou molecular: Papel biológico dos nutrientes
  • 8. LEIS DA ALIMENTAÇÃO Pedro Escudero ( 1937) : Introduziu o estudo da alimentação e Nutrição nas escolas de medicina.
  • 9. LEIS DA ALIMENTAÇÃO Princípios para uma boa AlimentaçãoPrincípios para uma boa Alimentação SuficienteSuficiente CompletaCompleta HarmônicaHarmônica AdequadaAdequada
  • 10. LEIS DA ALIMENTAÇÃO • 1ª LEI DA QUANTIDADE A alimentação deve ser suficiente para atender a quantidade de Alimento necessitada pelo organismo. • 2ª LEI DA QUALIDADE A alimentação deve ser completa: Para fornecer todos Os nutrientes requisitados pelo organismo de acordo com as condições individuais.
  • 11. LEIS DA ALIMENTAÇÃO 3ª LEI DA HARMÔNIA : Para haver proporcionalidade entre a quantidade e a qualidade dos alimentos. 4ª LEI DA ADEQUAÇÃO: De acordo com as necessidades alimentares do indivíduo apropriadas a diferentes fases e condições de vida.
  • 12. Grupos de alimentos : Componentes e características De que são constituídos os alimentos? Os alimentos são compostos por micro e macronutrientes. Os micronutrientes são as vitaminas e sais minerais. Macronutrientes são as proteínas, carboidratos (açúcares) e lipídeos (gorduras). Nutrientes apresentam funções de: 1. Fornecer energia 2. Manter os músculos e ossos 3. Controlar as funções orgânicas
  • 13. Grupos de alimentos: Cada alimento contém diversos nutrientes que o nosso organismo necessita em diferentes quantidades. Os alimentos são classificados em três grandes grupos, de acordo com sua função nutricional. São eles: CONSTRUTORES, ENERGÉTICOS e REGULADORES .
  • 14. Grupo 1: CONSTRUTORES São os alimentos ricos em PROTEÍNA. Vão possibilitar o crescimento e desenvolvimento do organismo, além de reparar os tecidos, participam da estrutura dos nossos tecidos Os alimentos ricos em proteína são: Carnes de todos os tipos, Aves, Peixes, Leites e derivados, Ovos e Leguminosas (feijão,lentilha, soja, etc).
  • 15. • O ser humano precisa ingerir, em média, 30 a 50g de proteínas por dia, o que corresponde a um bife de aproximadamente 150g. .......Mas e os vegetarianos? • Existe certo mito de que quanto maior a ingestão protéica, maior é hipertrofia muscular. • O importante é saber que o maior estímulo para o ganho de massa muscular é o treinamento de força e o descanso suficiente entre as sessões.
  • 16. Grupo 2: ENERGÉTICOS São os alimentos ricos em carboidratos (complexos e simples) E Lipídios (gorduras). Pois vão fornecer energia ao organismo. Alimentos energéticos. São aqueles que atuam como “combustíveis” Os alimentos ricos em Carboidratos : Arroz, Massas em geral, Pães, Farinhas, Cereais em geral ( trigo, centeio, etc) , Tubérculos (batata-inglesa, batata-doce) , raízes (aipim/mandioca, inhame,), açúcar, Doces em geral, Refrigerantes, Os alimentos ricos em Gorduras são: Óleos, Manteigas, Creme de leite, Maionese, Toucinho, Banhas, etc.
  • 17. • Estes alimentos são divididos em dois grupos: simples e complexos. • Os carboidratos simples, presentes no mel, leite, frutas, açúcar e doces em geral, têm gosto adocicado e são formados por um ou dois tipos de açúcar. • Glicose, frutose e galactose são exemplos de carboidratos formados por 1 tipo de açúcar. • Lactose (glicose + galactose) e a sacarose (glicose + frutose) são formados por 2 tipos de açúcar.
  • 18. • Os carboidratos complexos (polissacarídeos), são encontrados nos cereais (arroz, aveia, milho, trigo), em farinhas e seus derivados (pães, biscoitos, massas, macarrão), na batata, cará, mandioca e no inhame. Combinam vários tipos de açúcar e não são doces. • E como os carboidratos geram energia? • Em primeiro lugar, eles devem ser convertidos em glicose, no fígado, para, posteriormente, serem transformados em energia pelas células. • Aliás, cada grama de carboidrato fornece 4 kcal.
  • 19. • Os Lipídios mais conhecidos são representados pelos óleos e pelas gorduras. União de duas moléculas menores (ácido graxo + glicerol), basicamente função energética. • Gorduras: Também chamadas de lipídios, porque possuem ácidos graxos essenciais e vitaminas lipossolúveis (A, D, E, K). Não são ruins, mas perigosas, por isso devem ser consumidas com critério.
  • 20. • Saturadas: são aquelas encontradas nos produtos de origem animal e na gordura do coco. • Provocam a elevação dos níveis de colesterol no sangue e se fixam nas paredes arteriais, aumentando o risco de doenças cardiovasculares.
  • 21. • Gordura trans: Integrante do grupo das saturadas, é obtida a partir de óleos vegetais, por meio de um processo químico denominado hidrogenação. • Apresenta consistência sólida mesmo em temperatura ambiente. É mais nociva que a saturada, eleva o LDL e diminui o HDL.
  • 22. • Insaturadas (mono e poli): líquidas à temperatura ambiente, têm papel fundamental na redução do colesterol total, principalmente o LDL (ruim), e na elevação do bom, o HDL. • Os peixes são ricos em gorduras poliinsaturadas e os óleos vegetais em monoinsaturadas
  • 23. Grupo 3: REGULADORES São os alimentos ricos em VITAMINAS, SAIS MINERAIS FIBRAS E ÁGUA. Atuam regulando as inúmeras reações químicas que ocorrem no organismo, Os alimentos ricos em Vitaminas,Sais Minerais são: Frutas,Verduras(alface, chicória,almeirão,rúcula, escarola,etc), e Legumes (cenoura,chuchu,abobrinha,pep ino, beterraba, etc).
  • 24. • As vitaminas são substâncias que o organismo não tem condições de produzir e, por isso, precisam fazer parte da dieta alimentar. • Não são usadas nem como energia, nem como material de reposição celular. Funcionam como aditivos – são indispensáveis ao mecanismo, mas em quantidades minúsculas. • A falta delas, porém, pode causar várias doenças, como o raquitismo (enfraquecimento dos ossos pela falta da vitamina D) ou o escorbuto (falta de vitamina C).
  • 25.
  • 26. •1 O que o grupo entende sobre uma alimentação equilibrada? •2 Quais os nutrientes básicos da nossa alimentação e suas respectivas funções básicas? •3 Podemos considerar o alimento nossa principal fonte de Saúde, seria possível algum medicamento fazer seu papel no organismo em paciente desnutrido?
  • 27. • Condições sócios econômicas; Disponibilidade local dos alimentos; Preço dos alimentos; Condição de plantar os alimentos; Condição cultural do meio em que se vive (rural/urbano); Religião, crença e tabus alimentares; • 4 FOME COMO ACABAR COM ESSA REALIDADE MUNDIAL?

Notas do Editor

  1. Carboidratos simples são os açúcares e carboidratos complexos são os amidos e os glicogênios (encontrados nos músculos e fígado).