SlideShare uma empresa Scribd logo
DeClara
Jornal do Agrupamento Escolas Clara de Resende
DeClara
nº
40
fevereiro
2021
E@D
Projeto
da
autoria
aluno
12.ºano:
composição
de
fotografia
com
base
em
4
elementos
Aniversário
2
ENSINO SECUNDÁRIO PÁG. 35
3ºCICLO PÁG. 25
TRABALHOS DE ALUNOS E PROFESSORES:
1º CICLO PÁG. 20
2º CICLO PÁG. 22
DeClara PÁG. 44
EDITORIAL PÁG. 2
PROJETOS: CLARA SOLIDÁRIA PÁG. 43
BIBLIOTECA ESCOLAR PÁG. 3
Editorial
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Isabel Pereira
No mês de fevereiro o DeClara, o Jornal
Escolar do Agrupamento de Escolas Clara de
Resende, faz quatro anos e conta já com
quarenta publicações. Quatro anos a dar voz
à comunidade educativa! Um projeto
consistente e continuo que pretende fazer
mais e melhor, projeto que é de todos, para
todos e de quem nele quer participar.
Um agradecimento muito especial a todos
aqueles que têm colaborado connosco e
permitem que o nosso projeto aconteça, quer
seja presencialmente, quer seja em E@D!,
enviando mensalmente as suas rubricas
pessoais, sugestões, curiosidades e permitem
conhecer melhor a nossa comunidade
educativa, tudo que nela se vive, se pensa e
se faz.
O trabalho em equipa é sempre mais
envolvente, entusiasmante e produtivo. A
união faz a força e melhora a qualidade das
escolas, do ensino e das nossas vivências.
Parabéns DeClara pelo 4.º aniversário.
Vamos continuar a DeClarar juntos!
Até breve…
3
1.Serviço de referência e apoio
O que estamos a fazer ?
A biblioteca escolar, enquanto estrutura de apoio, disponibiliza os seus serviços no E@D no
sentido de apoiar e coadjuvar a comunidade educativa na sua missão.
• Atendimento direto a alunos e encarregados de educação através do email:
be.clararesende@gmail.com
• Atendimento direto a professores através do email: Isabelpereira@clararesende.pt
• Apoio na utilização de diferentes plataformas, divulgação de trabalhos, produção de
conteúdos, seleção de diferentes recursos em linha; (…)
Canais de comunicação da BECR:
Blogue - http://bibliotecaescolarclararesende.blogspot.com/
Facebook - https://www.facebook.com/biblioteca.claraderesende
Twitter - https://twitter.com/BeAgrupamentoCR
Rentabilizar o Jornal do Agrupamento de Escolas Clara de Resende, O DeClara onde agregamos
informações transmitidas por diversos canais e que é enviada para professores, alunos,
pais/encarregados de educação
DeClara - o Jornal do Agrupamento de Escolas Clara de Resende
Criar vários murais, usando a ferramenta Padlet, onde são agregados conteúdos/trabalhos
desenvolvidos pela BE, pelos professores com alunos, turmas…, de que são exemplo:
O Jornal do Agrupamento de Escolas Clara de Resende – DeClara https://padlet.com/isabelpereira_1/ryhpcvqjwi02
À Descoberta da União Europeia - https://padlet.com/isabelpereira_1/dheb7elsc5mw
Todos a ler – Apresentação trabalhos - https://padlet.com/isabelpereira_1/ayio4qx7v5uc
DeClara nº 40 fevereiro 2021
As Bibliotecas Escolares no Plano de E@D |BECR on-line|Estamos ON
BECR on-line | E@D | Estamo ON
E eis-nos de novo em E@D… A equipa das Bibliotecas Escolares do Agrupamento de
Escolas Clara de Resende consciente do papel decisivo das tecnologias digitais e de trabalho a
distância, está a dar continuidade ao seu trabalho, cumprindo a missão de assegurar bons
serviços de biblioteca à comunidade escolar. Estamos habilitados a dar, o nosso contributo ao
E@D, ao desenvolvimento das competências previstas no Perfil dos Alunos à saída da
escolaridade obrigatória, bem como à concretização dos variados projetos da Escola.
Estamos à distância de um clique, para apoiar e colaborar on-line!
4
2.Gestão da biblioteca escolar
Estamos a desenvolver um conjunto organizado de serviços e recursos digitais on-line capazes de
apoiar com eficácia alunos, docentes, pais e encarregados de educação, nas atividades letivas e
de enriquecimento curricular que se desenvolvam à distância, e, em paralelo, adaptando o plano
de atividades das bibliotecas para que a ação no domínio do apoio à leitura, às literacias e às
atividades de caráter livre, em articulação com as famílias, se continue a processar com a
normalidade possível.
Fiquem bem…
Plano de E@D da BECR em permanente atualização e sustentado nos documentos:
- Biblioteca escolar digital
- A Biblioteca Escolar no Plano de E@D – Roteiro para professores bibliotecários (documento orientador, em atualização
permanente, articulado com os princípios para a implementação do ensino à distância (E@D) nas escolas, a ser encarado à
luz de cada contexto e apropriado por cada interveniente da forma mais oportuna e adequada.
O que estamos a fazer?
− Apoio ao currículo (desenvolvimento das diferentes literacias do Referencial Aprender com a
Biblioteca Escolar);
− Promoção da leitura (partilha de livros em PDF, guiões de leitura, histórias no blogue da BE
e/ou outras, partilha de informação variada ...)
− Ocupação lúdico-pedagógica semanal dos alunos através do nosso blogue:
http://bibliotecaescolarclararesende.blogspot.com/
- Organizar/ atualizar os vários recursos digitais.
- Dar a conhecer aos docentes os recursos existentes (para diferentes públicos).
- Familiarizar os alunos com os recursos organizados.
- Organizar uma biblioteca com livros digitais e audiolivros (do domínio público ou gratuitos)
- Atualização constante da presença em linha da biblioteca, com acesso facilitado, navegação
intuitiva, assertiva e os recursos atualizados.
Isabel Pereira
DeClara nº 40 fevereiro 2021
As Bibliotecas Escolares no Plano de E@D |BECR on-line|Estamos ON
5
Desafio de matemática mês de fevereiro
Professor Artur Neri
Resposta ao desafio de matemática do mês de janeiro
Professor Artur Neri
Biblioteca Escolar
A Lígia vive em sua casa com o pai, a mãe, o irmão, o cão, dois gatos, dois periquitos e
quatro peixes. Qual o número total de pernas e de patas que possuem em conjunto?
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Resposta ao mês de janeiro – 24 patas
A Irene, a Ana, a Cátia, a Olga e a Helena vivem na mesma casa: duas delas vivem no
primeiro andar, as outras três vivem no segundo andar. A Olga vive num andar diferente
do andar da Cátia e da Helena. A Ana vive num andar diferente do andar da Irene e da
Cátia. Quem é que vive no primeiro andar?
As secas do mês
Atenção: Estas anedotas são extremamente secas. Mesmo
muito secas! As mais secas que já alguma vez ouviste!
6
Biblioteca Escolar: Sugestões do mês fevereiro2021
E@D
No médico:
- Doutor, eu acho que sou uma traça.
- Parece-me que você precisa de um
psiquiatra e não de um médico de
clínica geral…
- Eu ia a caminho do psiquiatra, mas
depois vi que o doutor tinha a luz
acesa!
Vira-se a professora para o Artur:
- Menino Artur, qual é a resposta?
-Desculpe, professora, estava distraído…pode
repetir o que disse nos últimos 3 meses?
Numa entrevista de emprego:
- Nível de inglês?
- Avançado.
- Como se chama?
- Edworld.
-Como?!
- Edmundo.
- Está contratado!
Informação inútil
O principado do Mónaco é mais pequeno que o Central Park de Nova Iorque. Este país tem
uma área de cerca de 2,02 km2 enquanto o Central Park tem por volta de 3,41 km2.
Francisco Rodrigues 11.ºD
DeClara nº 40 fevereiro 2021
Francisco Rodrigues 11.ºD
7
DeClara nº 40 fevereiro 2021
Biblioteca Escolar: Sugestões de Leitura
E@D
“O que temos aqui não é um livro, mas a sua subversão e negação; o livro em potência, o livro
em plena ruína, o livro-sonho, o livro-desespero, o anti livro. O que temos nestas páginas é o
génio de Pessoa no seu auge.”
Considerado por muitos como uma das principais obras do século XX, o Livro do
Desassossego interage de forma intensa com o leitor, permitindo-lhe “mergulhar” no rodopio
dos sonhos, dúvidas, desejos e medos que é a alma humana. Sem enredo ou plano para
cumprir, este é um livro que corporiza, em palavras, a humanidade que é comum a todos nós.
E mais: investigando os recantos do sentir e do pensar, este é um livro que consegue
aumentar a nossa consciência humana.
Sustentado pelos pilares mestres da incerteza e da hesitação, o Livro do Desassossego pode
ser lido como um caderno de esboços e resquícios que contém o artista essencial em toda a
sua diversidade heteronímica, ou então folheado como um caderno de viagens que
acompanhou fielmente Pessoa ao longo da sua odisseia literária.
8
DeClara nº 40 fevereiro 2021
Biblioteca Escolar: Sugestões de Leitura
E@D
Lenda do Rio Mondego...
Nos tempos recuados da Idade Média, vivia junto aos montes Hermínios, numa vasta
planície, um Rei , do povo muito amado. Nascera de sua mulher uma linda menina, branca como
luar de Janeiro, cintilante como as estrelas douradas a luzir no firmamento nas noites límpidas e
puras.
- É branca como as estrelas, diziam as aias que a vestiam.
E os pais da princesinha sorriam de contentamento e diziam um para o outro:
- Pois há de chamar-se Estrela.
Este lindo nome recebeu no Batismo e quanto mais crescia, mais as estrelinhas, suas
irmãs, a invejavam da sua beleza...
Na corte havia um cavaleiro esbelto chamado D. Diego que gostava muito da
princesinha.
Muito se amavam e passeavam juntos, em alegria, horas infindáveis...
Veio um dia a guerra contra os Árabes, em terras distantes e D. Diego partiu com o Rei.
A linda Estrela ficou desolada, cheia de saudades, a chorar seu cavaleiro ausente! ...
O coração não suportava essa separação já longa e resolveu subir aos altos montes das
redondezas a ver se avistava D. Diego no seu regresso.
Foi com as aias até ao cimo dos mais altos penhascos, onde trepava todos os dias na
esperança de ver ao longe o cavaleiro ousado, o seu querido D. Diego, no seu cavalo branco em
que fora pelejar contra os Mouros.
Dos cerros íngremes, tão altos que quase o céu se tocava com a mão, a linda princesa
espraiava o olhar na distância infinda, mas do seu cavaleiro ausente não divisava nada...
Triste, muito triste, mais triste do que a noite, chamava em voz alta:
- Mon-Diego! Mon-Diego! Porque não vens?
Continua…
9
DeClara nº 40 fevereiro 2021
Biblioteca Escolar: Sugestões de Leitura
E@D
Só as rochas negras repercutiam o eco:
- Mon-Diego! Mon-Diego! ...
Assim passaram dias, assim correram noites de infindável angústia durante os quais os
olhos da princesinha eram duas fontes de lágrimas de água pura a correr.
Água tanta nos seus olhos derramaram que ela foi correndo, serra abaixo...
Os pastores e as gentes da serra ouviram, ainda, durante muito tempo, o eco das
cavernas repetindo as exclamações da princesa que ali morreu de pena.
- Mon-Diego! Mon-Diego! ...
E, por isso, deram esse nome ao rio que ali se formou das lágrimas da princesinha e que
é nem mais nem menos que o nosso manso Mondego.
E à serra alta, que até então se chamava Montes Hermínios, deram o nome da formosa
princesa Estrela, tão linda e esbelta, e formosa como as estrelas do céu...
Fim
10
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Amor
Amor hoje está muito frio
certamente ainda não voltaste
porque contigo
qualquer nortada é tolerável.
Sempre imaginei que um anjo
tivesse, tal como tu,
um semblante calmo e azul e dourado.
Estou fatigada da minha imobilidade emocional
O teu sorriso,
tal como uma música que não irrompe de mim
tremula nas minha extremidades...
As tuas palavras semearam nos vácuos da minha alma;
flores.
(sabes bem o quanto eu amo flores).
Retenho ainda na tua memória a pureza dum primeiro
olhar.
Olho o mar,
mas está tanto frio...
Vem.
Juntos podemos ver no mar o que não vemos sozinhos,
deixar que este nos envolva...
Talvez, quem sabe,
se não vemos no rebentar das ondas
que se encontra entre nós
Esta linha invisível que me costura a ti.
Maria Branco
Biblioteca Escolar: Poemas de fevereiro
11
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Presságio
O amor, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar pra ela,
Mas não lhe sabe falar.
Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há de dizer.
Fala: parece que mente…
Cala: parece esquecer…
Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
Para saber que a estão a amar!
Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!
Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar…
Fernando Pessoa
Biblioteca Escolar: Poemas de fevereiro
12
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Biblioteca Escolar: Ideias de Leitura PNL
13
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Biblioteca Escolar: Ideias de Escrita PNL
14
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Biblioteca Escolar: Ideias de Leitura e Escrita PNL
15
Professora Fátima Noronha Peres Miranda,
Grupo 300
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Seus olhos
Seus olhos - se eu sei pintar
O que os meus olhos cegou
Não tinham luz de brilhar,
Era chama de queimar;
E o fogo que a ateou
Vivaz, eterno, divino,
Como o facho do Destino.
Divino, eterno! - e suave
Ao mesmo tempo: mas grave
E de tão fatal poder,
Que, um só momento que a vi,
Queimar toda alma senti...
Nem ficou mais de meu ser,
Senão a cinza em que ardi.
Almeida Garrett
Tomás da Anunciação
A herança do irreverente Jean-Michel Basquiat
Blue Morning Glory
Arte urbana
Georgia O ' Keeffe
Biblioteca Escolar: Página Cultural
16
Professor: Artur Neri
A espécie invasora do mês
In: www.uc.pt/invasoras
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Austrália
Acacia melanoxylon
Árvore de grande porte de floração amarela pálida,
pertencente à família das leguminosas e originária do
Sudoeste da Austrália e Tasmânia.
Invade margens de linhas de água e de vias de
comunicação, orlas de florestas e espaços abertos.
Árvore de folhas persistentes, robusta, de porte ereto e
simétrico, de copa densa. Os ramos são geralmente
horizontais ou um pouco pendentes. As folhas são elípticas,
lanceoladas ou oblanceoladas.
Forma povoamentos densos que impedem o
desenvolvimento da vegetação natural. Produz um grande
número de sementes, viáveis durantes muitos anos, e cuja
germinação é estimulada pelo fogo. Rebenta
vigorosamente após o corte.
Biblioteca Escolar: Plantas Invasoras
17
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
A vitória começa em ti !
Nada escapará ... Revê ... pondera ... pensa bem nas tuas próximas jogadas...Fazes a diferença!!!
Capas de jornais referentes ao primeiro mês de 2021 – alguns assuntos abordados : presidenciais, morte de Carlos do Carmo,
exaustão nos serviços de saúde, Portugal em rutura eminente , atividades letivas, fisco português , baixas temperaturas
sentidas em Portugal, previsões de alguns lideres em relação ao novo ano ,guerra aberta USA.
Utilização de uma imagem ilustrativa de uma sala de vídeo árbitro (VAR).
Inês
Leitão,
12º
ano
Biblioteca Escolar: Notícias em revista… Imagem do mês
18
Alunos apurados na Fase Interna e que vão representar a Escola
Clara de Resende na Fase Municipal, por nível de ensino:
2º ciclo
• Maria Rita Sá, 5º A
• Miguel Meireles, 6ºB
3º ciclo
• Marta Leonor Costa e Silva, 8ºF
• Helena Bordalo de Sousa Samões, 7ºD
Secundário
• Francisco Manta Rodrigues, 11ºD
• Eliandro Ricardo João Luís de Melo, 12ºC
Parabéns a todos os participantes!
Concurso Nacional de Leitura: Fase Escola
Alunos apurados para a Fase Municipal
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Continua…
Biblioteca Escolar: Concurso Nacional de Leitura Fase Interna
19
Obras selecionadas e data Fase Municipal formato à distância
O Gabinete de Apoio às Bibliotecas e à Leitura da Divisão Municipal de
Bibliotecas informa que a fase municipal do CNL decorrerá em formato à distância, no
próximo dia 8 de março. (Aguardamos envio do regulamento do concurso)
Para o ano 2020/2021, as obras de leitura obrigatória selecionadas são da
autoria do premiado escritor de literatura infanto-juvenil portuense Álvaro Magalhães,
nomeadamente:
• 1.º CEB - Contos da Mata dos Medos, Álvaro Magalhães, il. Cristina Valadas, ed.
Assírio & Alvim.
• 2.º CEB - O estranhão: Livro 1, Álvaro Magalhães, il. Carlos J. Campos, ed. Porto
editora.
• 3.º CEB - O rapaz dos sapatos prateados, Álvaro Magalhães, il. Patrícia Furtado, ed.
Asa.
• Ensino Secundário - O último Grimm, Álvaro Magalhães, il. Pedro Pires, ed. Asa.
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Boa sorte aos vencedores!
Biblioteca Escolar: Concurso Nacional de Leitura Fase 2
20
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Hoje, vamos à escola?
Nos edifícios escolares reina o silêncio. Um silêncio imposto.
Campo de futebol e recreio coberto EBJD Recreio EBJD
Será este um silêncio a prolongar no tempo? Estaremos perante o início de uma nova escola?
Defendida por uns, contrariada por outros, a modalidade de escola que vivemos nos dias de
hoje pode trazer algumas mudanças significativas.
Neste momento, sabemos, apenas, que vivemos uma realidade em que o espaço “escola”
mudou de instalações.
As casas da maioria dos alunos e professores passaram a ser salas de aula a tempo inteiro.
Pela segunda vez, num curto espaço de tempo, foi preciso reorganizar, readaptar espaços,
mobilizar equipamentos, criar estruturas de apoio, para se poderem agilizar formas de, numa
nova realidade temporária, mas com o fim ainda indefinido, criar condições para podermos
continuar a ir à escola.
Não se pode, como é óbvio, generalizar, mas apesar dos constrangimentos naturais numa
mudança tão drástica e repentina, as aulas vão fluindo dentro de uma normalidade possível.
Houve necessidade de adequar a forma de transmitir os conhecimentos, de os aplicar, de os
concretizar. Numa sala de aula, em ambiente real, o tirar de dúvidas sejam elas simples ou
complexas, o explicar de um conceito, o executar de uma tarefa, …, parece mais fácil. À distância,
esta abordagem também é possível. Tem, apenas, de ser repensada e adequada. Exige um
esforço
Continua…
1.º Ciclo: EB João de Deus
21
Fátima Vaz
Coordenadora da EB João de Deus
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
comum de adaptação, a criação de novas rotinas, o realçar de atitudes e valores, agora à
distância, …, à distância de um clique.
Um clique mágico que aproxima tudo e todos de forma virtual, parecendo real. E é-o de facto! É
a realidade possível no contexto atual. Passa tudo a correr: o tempo, a aula, o recreio… É um
crescer e viver diferente.
Esta nova realidade, ainda que temporária, espera-se, será, pela certa, o motor para o repensar
da escola tal como a conhecíamos. Será uma escola diferente, com alunos diferentes e com
abordagens diferentes. Melhor? Pior?
O futuro se encarregará de responder. Diferente, certamente!
O abraçar desta nova realidade permitiu a manutenção da escola “aberta” ontem, hoje e, se for
preciso, num amanhã prolongado no tempo apenas à distância que um clique teima em
aproximar.
E assim podemos continuar a dizer:
- Hoje há escola! Vamos à aula!
1.º Ciclo: EB João de Deus
22
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Realidade Pensada
Era uma vez uma criança, não, melhor, um bebé que se chamava COVID19 e, como o
nome diz, nasceu em 2019. Era um rapaz malcomportado, tossia sempre para cima dos outros
e mexia sempre nas coisas deles. Ele quando andava na rua com a mãe tocava sempre em
tudo, bebia água das fontes, mexia no dinheiro da mãe e em tudo quanto pudesse mexer. Ele
punha a mão na sanita (eu sei, é nojento), andava sempre engripado e então toda a gente à
sua volta ficava constipada. Ele ia todas as semanas ao médico porque a mãe o obrigava e o
médico chamava-se...
… Dr. João. O Dr. João era louro de olhos azuis e usava uns óculos pequeninos na ponta do
nariz. Era paciente, divertido e muito bom médico, vinham crianças de todo o lado para serem
consultadas por ele. Desde que o COVID19 nasceu que ele avisou os pais: “tenham cuidado
com este bebé, não andem com ele para todo o lado. Lavem-lhe frequentemente as mãos,
ponham-lhe uma máscara sempre que sai de casa, evitem as visitas até percebermos o que se
passa aqui.”
Mas os pais…
... decidiram desobedecer ao Dr. João e convidaram para jantar uns amigos italianos que
tinham estado na China a passear. Neste dia eles acabaram por dar uma prenda e um beijinho
ao COVID19 quando o conheceram. Depois de uns dias, ficaram gripados e decidiram voltar a
casa. Quando ligaram aos pais do COVID19, descobriram que os amigos tinham os mesmos
sintomas que o seu filho e ficaram tristes porque perceberam que tinham de ir por todo
mundo buscar uma cura para a pobre criança. Foi aí que...
Continua…
2.º Ciclo: 6ºA Escrita colaborativa a partir de casa…
23
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
… se depararam com o mundo que tristemente adoecera por causa daquela chata doença e por
não terem dado ouvidos ao Dr. João que, com tanto cuidado, os aconselhara para os proteger. E
foi por isso que foram precisas mais medidas…
… Todos viemos para casa. Parecia que estávamos de férias, mas não podíamos sair. Os jantares
de família acabaram, as visitas aos avós acabaram, de um dia para o outro tudo estava
diferente, tudo estava uma confusão! E na nossa cabeça só pensávamos: isto vai passar, não
vai?...
Alunos do 6.º A
Escrita colaborativa a partir de casa
Fevereiro de 2021
…Continua no próximo DeClara
Vicente Cayolla, Vicente Silva, Vicente Câmara, Tomás Santos, Tiago Neves
André Almeida, 6ºA
2.º Ciclo 6ºA: Escrita colaborativa a partir de casa…
24
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Regicídio
Na tarde do dia 1 de Fevereiro de 1908 assistiu-se a um acontecimento dramático que
viria a mudar o curso da História de Portugal, o rei D. Carlos e o príncipe herdeiro, Luís Filipe são
brutalmente assassinados na Praça do Comércio.
A família real, o rei D. Carlos, sua esposa a rainha D. Amélia e os seus dois filhos, D.
Luís Filipe e D. Manuel, após uma estadia em Vila Viçosa, regressavam a Lisboa. A comitiva real,
transportada num landau, percorria o Terreiro do Paço, a atual Praça do Comércio, quando
subitamente, do meio da multidão, surge um homem armado que dispara contra o rei,
atingindo-o com dois tiros na cabeça. Poucos minutos depois, outro homem dispara contra D.
Luís Filipe, que também não resistiu aos ferimentos e acabou por morrer no local.
Os regicidas foram Alfredo Costa e Manuel Buíça, republicanos e descontentes com a
monarquia e o governo de João Franco.
Após o regicídio, subiu ao trono D. Manuel II, filho mais novo de D. Carlos, mas este
acontecimento deixa a monarquia ainda mais fragilizada e dois anos depois é proclamada a
república a 5 de outubro.
Helena
Quaresma
6ºA
nº7
2º ciclo: História e Geografia de Portugal
25
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Teacher:
Maria
José
Castro
3º Ciclo: Inglês 7ºD
26
Continua…
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
TOTE BAG - SUSTENTABILIDADE
Os alunos do 8º ano, B e C, no âmbito da disciplina “Oficina da imagem e Impressão”, criaram
um desenho sobre a temática “sustentabilidade” para posterior aplicação numa sacola de
pano, usando a técnica da Serigrafia.
A Serigrafia ou silk-screen é um processo de impressão no qual a tinta é vazada – pela pressão
de um rodo ou puxador – através de uma tela preparada. A tela (Matriz serigráfica),
normalmente de poliéster ou nylon, é esticada num quadro de madeira, alumínio ou aço. A
"gravação" da tela dá-se pelo processo de fotossensibilidade, onde a matriz preparada com
uma emulsão fotossensível é colocada sobre um fotolito, sendo este conjunto matriz+fotolito
colocados por sua vez sobre uma mesa de luz. Os pontos escuros do fotolito correspondem
aos locais que ficarão vazados na tela, permitindo a passagem da tinta pela trama do tecido, e
os pontos claros são impermeabilizados pelo endurecimento da emulsão fotossensível, que foi
exposta à luz.
Aqui está o resultado final……
3º Ciclo: Oficina da imagem e impressão
27
Continua…
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Ana Bacelar 8º C
Jorge Lima 8º C
Ana Bacelar 8º C
Jorge Lima 8º C
3º Ciclo: Oficina da imagem e impressão
28
Continua…
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Gonçalo Cardoso 8º C Gonçalo Cardoso 8º C
3º Ciclo: Oficina da imagem e impressão
29
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Francisco Carvalho 8º B
Diogo Ribeiro 8º C
Francisca Barbosa 8º B
Francisco Carvalho 8º B
3º Ciclo: Oficina da imagem e impressão
Fim
30
Continua…
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
10 Things I Hate/Love About You
I hate you and your name
and the person you then became.
I hate your beautiful smile
and how I started to miss it in a while.
I hate looking at your deep ocean eyes
and getting lost in them
while thinking about the bright blue skies.
I hate your humour and jokes
and how you used to talk about us as “just folks”.
I hate your manners and the respect you give to others,
for sure much better than my two brothers.
I hate how I miss putting my head on your shoulder,
where I could laugh, cry and forget you were older.
In general, I hate how you are
because it reminds me of every Disney prince there are.
Last but not least, I hate how I’m falling in love all over again with you;
I’m sorry for how I made you feel in the past
And I hope you can forgive me fast.
But most importantly, I hate how I left you,
knowing deep down that I wanted to spend the rest of my life with you
And I hate that I love you more now that I don’t have you by my side.
Please, let us just run away listening to “Riptide”.
10ºB
Ensino Secundário: Inglês 10.º ano St. Valentine´s Day
31
Continua…
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
I love when you talk to me until dawn
about movies and about you,
But I hate when you think you bother me
and when you don’t give yourself value.
I hate when you always think you’re less
than others or you’re not enough
I hate that you make my thoughts a big mess
I hate that there aren’t words enough
To describe what I think about you
And how much I care, because I really do.
10ºB
Ensino Secundário: Inglês 10.º ano St. Valentine´s Day
32
Continua…
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
I love your humour and energy
I love how easy-going you are
I love the caring part of you and to be able to see your maturity
while I remember over time how much you grew
I love that you are deadly honest,
along with you being always there for me with a piece of advice
I love how you can always talk without being a sacrifice
I love the fact that you know you can vent to me
in the moments you feel worst or finest
I love being with you, that is something with no price.
10ºC
Ensino Secundário: Inglês 10.º ano St. Valentine´s Day
33
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
I hate how you always try to protect me
and how you always make me feel safe with you.
I hate that you always know how to make me laugh
even when I don’t want to.
I hate the fact that you’re always right.
I hate how you always know what I´m thinking about.
I hate the fact that I can’t forget you, no matter how hard I try.
I hate the fact that you’re good at everything that you do.
I hate never being able to be upset with you.
I hate your perfect smile.
I hate when you ignore me even if it’s not your intention.
I hate not being able to hate you.
10ºD
Happy Valentine’s Day!
Teacher: Maria José Castro
Ensino Secundário Inglês 10.º ano St. Valentine´s Day
34
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Ensino Secundário Inglês 10.º ano St. Valentine´s Day
35
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
“Hotel Ruanda”
Na disciplina de História B, ao estudarmos as consequências da Segunda Guerra
Mundial, mais especificamente a primeira vaga de descolonizações e a criação da Organização
das Nações Unidas (ONU) bem como o seu papel num contexto mundial, assistimos ao filme de
Terry George: “O Hotel Ruanda”, inspirado na história verídica de Paul Rusesabagina que,
durante a guerra civil, entre hutus e tutsies (etnias locais), alojou mais de 1200 refugiados no
hotel des Milles Collines, que geria.
Neste período de terror no Ruanda, os hutus rebeldes massacraram cerca de 1
milhão de tutsis, movidos apenas por desprezo e vingança. Estes sentimentos tiveram origem
quando o Ruanda era uma colónia da Bélgica. Os belgas ao repararem que, em comparação aos
hutus, os tutsis assemelhavam-se mais fisicamente aos europeus, concederam-lhes certos
poderes. Assim, mesmo depois da independência do Ruanda, os cargos mais importantes
continuaram a pertencer aos tutsis, apesar da maioria da população ser constituída por hutus.
No início do filme acompanhamos Paul, um homem hutu, num dia típico de trabalho.
Este não se interessa por política e vendo as manifestações dos hutus rebeldes, escolhe ignorá-
las. No entanto, este rapidamente se apercebe da gravidade da situação e faz de tudo para
proteger a mulher (que é tutsi) e os seus filhos. Inicialmente este tenta preservar o estatuto do
hotel, mas ao ver as casas na sua vizinhança a serem queimadas e os seus vizinhos a serem
maltratados, Paul tenta abrigar lá o máximo de pessoas possíveis.
O resto do mundo apercebendo-se desta situação, enviou os capacetes azuis. O que
trouxe esperança para a população de Ruanda. Contudo estes não estavam autorizados a
disparar sobre ninguém e quando muitos dos seus homens começaram a ser mortos a ONU
retirou-os.
A ONU e a primeira vaga de descolonização
Continua…
Ensino Secundário: História B 11.º ano
36
Professora: Arlete dos Santos Ferreira
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Este filme consegue ter um grande impacto no espectador, pois mostra as brutalidades que
este povo sofreu e por se tratar de pessoas reais torna-se ainda mais doloroso de ver. Também
somos invadidos por um sentimento de raiva, até mesmo de vergonha, pela escolha da Europa e
do resto do mundo de ignorar o extermínio desta etnia, como é retratado no filme, nesta fala do
jornalista Jack Daglish: “Acho que se as pessoas virem estas imagens vão dizer: “Meu Deus, isto é
horrível” e depois continuar a comer o seu jantar”.
O filme consegue relembrar-nos as barbaridades que ainda hoje acontecem no mundo e que
não podemos simplesmente sentirmo-nos mal com estes acontecimentos e depois continuar com
as nossas vidas. Nós temos a sorte de não questionar a nossa liberdade e segurança, mas nem
todos têm o mesmo privilégio.
Beatriz Moreira, n.º 6, 11.º E
História B – A ONU e a primeira vaga de descolonização
Ensino Secundário: História B 11.º ano
37
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Memória e aprendizagem
A memória é algo fundamental para a nossa relação com o meio externo, pois permite-
nos registar e relembrar os acontecimentos, assim como criar, reter e recordá-los. Sem memória
não há identidade. Perdê-la significaria perder-se a si próprio.
Devemos considerar três tipos de memória: a memória sensorial (muito limitada e pouquíssimo
permanente), a memória de curto-prazo (ainda limitada, durando cerca de 20 segundos) e a
memória de longo-prazo (que é uma memória que dura anos e décadas e é muito alargada). Esta,
por sua vez, divide-se em memória autobiográfica, que regista episódios da nossa vida e em
memória semântica, que se destina a registar os nossos conhecimentos aprendidos.
Para a nossa memória se preservar, nós devemos estar atentos (fixar a mente no que estamos a
abordar), e devemo-lo ir consolidando, ou seja, repetindo-o. Quando esta estiver armazenada e
quisermos reavê-la, fazemos então a recuperação.
Contudo, aliados à memória, temos esquecimentos e distorções, causados
principalmente por uma codificação ineficaz, por uma falha momentânea ou por lesões cerebrais.
Por vezes, o esquecimento é também algo natural, e é bom para permitir que o nosso cérebro
adquira novas experiências para, deste modo, não o sobrecarregar.
A aprendizagem caracteriza-se por ser uma mudança estável e duradoura do nosso
comportamento, não se tratando só de conhecimentos, mas também da aquisição de novos
hábitos.
A aprendizagem subdivide-se em aprendizagem comportamental - o condicionamento
clássico de Pavlov, onde o sujeito é condicionado a dar uma resposta automática (reflexo
condicionado) e condicionamento operante (Thorndike), no qual o sujeito é condicionado para a
realização de uma tarefa a partir de uma recompensa ou reforço.
A par da aprendizagem comportamental, temos a aprendizagem cognitiva, que pode ser
por insight (Kohler), onde o sujeito, ao fim de várias tentativas, descobre uma maneira de chegar
ao resultado pretendido. Temos também a aprendizagem latente (Tolman), onde o sujeito é
colocado num determinado caminho, e com a adaptação ele saberá a saída (mapas cognitivos); no
entanto, se alterarmos esse caminho, ele demora o seu tempo para descobrir a saída. Para
finalizar, temos a aprendizagem social ou por imitação (Bandura), onde perante a observação de
modelos, o indivíduo aprende a realizar determinado comportamento para atingir um dado fim.
Neste tipo de aprendizagem, falamos do reforço vicariante como algo que nos estimula a seguir
esses exemplos.
Por fim, resta dizer que sem memória não há aprendizagem, quer se trate de
aprendizagem de novos conceitos ou de novas competências.
Duarte Pereira Neves – 12º G
Professora: Isabel Moura Silva
Ensino Secundário: 12.º ano Psicologia B
38
DeClara nº 40 fevereiro 2021
Professora
F.Q.:
Isabel
Pinto
E@D
Ensino Secundário: Física e Química da Felicidade
39
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Reticências
…
Se tudo encontrasse o seu o seu princípio no início como saberíamos onde se encontrava o início,
não o princípio.
É algo complexo pensar que tudo tem um princípio ou um início.
Quando queremos ser mais, quando queremos ser algo diferente procuramos o nosso início ou o
princípio de tudo.
Quando julgamos que tudo depende de nós estamos errados … pouco depende realmente de
nós … e quando não o sabemos e julgamos conhecer o valor da verdade facilmente nos
igualamos a um numero … a dificuldade está em assumir e ser capaz de honrar as palavras que
defendemos no nosso intimo … a nossa questão que ninguém conhece … a nossa dúvida que
ninguém é capaz de perceber … a nossa luta que para muitos é só mais um passo … mas para
muitos um passo seria o inicio de tudo e para outros o principio .
Não, não sou capaz de defender o que penso nem sou capaz de o pensar realmente … tudo é
agora uma guerra onde é difícil encontrar alguém que nunca se contradiz ou diga realmente o
que sente … tudo é passível de julgamento e especulação …
E muitos afirmam que cada um pode pensar o que quiser … mas será … se disser que vi uma lua
onde as estrelas se viam aos espelho e percebiam que eram o motivo do brilho lunar ninguém se
acreditaria … pela falta de provas e certezas … contudo muitos iriam automaticamente negar
qualquer aproximação a uma ideai tao surreal porque teriam uma imagem a exaltar uma palavra
a manter …
E se fosse possível?
Se fosse possível por vezes esquecer o julgamento interior e exterior … talvez conseguíssemos
identificar o nosso início para descobrir o nosso princípio e conhecer o nosso próprio propósito?
Continua…
Ensino Secundário: …Português 12.º ano
40
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Somos punidos e criamos os limites para essas mesmas punições não enquanto seres individuais
senão enquanto membros de uma sociedade onde queremos ser aceites …
Sentir que a nossa vida não é nossa é algo difícil de explicar, mas por vezes fácil de sentir…
Tudo se torna duro quando todos julgam que a igualdade é a solução … nessa mesma apreciação
de que seria a igualdade a definir as mesmas oportunidades esquecemos o desenvolvimento
pessoal e incorporamo-nos em números e expetativas … quem irá conseguir … quem devemos
seguir … o que devemos procurar….
E se a igualdade fosse tão arrogante como o valor de justiça … poderá ser pura e universal …
talvez não … para mim pode ser importante conseguir sentir, mas não posso supor que todos
queiram sentir … não posso supor que todos desejem o mesmo tipo de riqueza …
Será a igualde uma aversão à real existência de segurança, valores, emoções e sentimentos,
denominados por um som uníssono?
Porventura a adversidade esteja presente naquilo que se procura e não no que se quer atingir …
talvez seja necessário falar de equidade e na prevalência das qualidade e esperanças de cada ser
... se queremos realmente atingir um estado de equilíbrio e paz teremos de perder e ceder … e
ter a capacidade de nos fazermos ouvir ... a NÓS PRÓPRIOS.
A equidade eleva a valentia de uma equação aniquilando todas as suas parcelas e representando
um único número … um resultado referente a cada número …
Se pensarmos em exemplos práticos se ninguém possuísse a capacidade da visão … se ninguém
possuísse a capacidade de percecionar o peso de um batimento cardíaco … se ninguém fosse
capaz de saber se está diante de um vulcão ou de um iceberg …se ninguém fosse capaz de
preservar um odor único … se ninguém fosse capaz de escutar o contacto de uma leve pena
sobre o solo …… se ninguém soubesse o sabor da vitoria… seria algo unificador???
Tal hipótese seria inexplicável e desoladora para todos aqueles que, mesmo sabendo que não
poderão nunca reaver ou conhecer tão profundamente cada um dos sentidos, esperam, apoiam
Continua…
Ensino Secundário: …Português 12.º ano
41
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
e tentam compreender … Não vos dirão que preferiam que ninguém visse, que ninguém
cheirasse, que ninguém ouvisse, que ninguém falasse, que ninguém …
Dir-vos-iam talvez … que todos sejam capazes de sonhar … que todos sejam capazes de sorrir …
que todos sejam capazes de chorar … que todos sejam capazes de sentir … que todo sejam
capazes de encontrar a sua voz... que todos sejam capazes de se expressar … que todos sejam
capazes de se conhecer … que todos sejam …
Não podemos prever o futuro nem esperar possuir todas as capacidades num máximo absoluto
…. Podemos exprimir o sentimento e a expressão de uma alma que atinge o solo … podemos
reproduzir a sensação de um batimento por frequências por palavras, por gesticulações …
podemos imaginar o que seria sentir o corpo a derreter com o fogo ou com o gelo porque
mesmo sendo duas forças opostas que no seu auge produzem o mesmo efeito …. Podemos
desenvolver em imagens a intervenção de um odor numa memória … podemos descrever tudo o
que nos rodei de diferentes formas e provocar a procura de outros por um sentimento próprio no
que vemos …. Podemos … podemos … podemos …
…PODEMOS VENCER JUNTOS!!!
Ensino Secundário: …Português 12.º ano
42
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Professora F.Q.: Isabel Pinto
Ensino Secundário: Física e Química da Felicidade
43
Projetos Clara Solidária: Make - A - Wish
DeClara nº 40 fevereiro 2021
E@D
Clara Solidária: Torne o seu IRS Solidário e realize desejos!
A Consignação do seu IRS é fácil, não tem custos e realiza desejos!
Nota: A designação da Make-A-Wish Portugal é: Fundação Realizar um Desejo!
Entrega do IRS, entre 1 de abril e 30 de junho
Fazer Consignação à Fundação Realizar Um Desejo (Make-A-Wish Portugal)
Através da Consignação do seu IRS, sem que implique qualquer custo ou perda de benefício
fiscal, pode contribuir para Realizar o Desejo de uma Criança ou jovem que se encontra numa
fase difícil da sua vida.
A Consignação do IRS permite doar 0,5% do imposto a favor do Estado à Make-A-Wish
Portugal, designada por Fundação Realizar Um Desejo.
44
DeClara nº 40 fevereiro 2021
Isabel Pereira
O Jornal da Escola Clara de Resende, DeClara, é um projeto de promoção da leitura,
de caráter mensal e pretende colocar toda a comunidade escolar a ler, de forma formativa,
informativa e recreativa. Dar conhecer tudo o que se faz na escola, presencial ou digitalmente,
e dar voz a todos aqueles que querem partilhar algo com a comunidade educativa… Pretende
constituir-se como um instrumento de educação para a cidadania, de promoção do espírito
crítico e de integração dos diferentes saberes, com recurso às diferentes tecnologias da
informação e comunicação, a um nível transversal.
Este projeto dirige-se e envolve alunos do 1.º ao 12.º ano, professores, funcionários,
pais/encarregados de educação e Comunidade educativa em geral. É gratuito, enviado
digitalmente por email para toda a comunidade escolar e fica disponível no blogue das
Bibliotecas do Agrupamento Clara de Resende.
As notícias para publicação podem ser enviadas para o email:
isabelpereira@clararesende.pt
Ficamos a aguardar pelas "novidades", ideias, sugestões, eventuais correções,
propostas de melhoria...
Com a vossa colaboração e participação, o Jornal será "mais nosso" e sairá muito
mais enriquecido!
O nosso Jornal fica disponível para leitura em:
http://bibliotecaescolarclararesende.blogspot.pt/
Convite para participar no DeClara
E@D
Convite para participar no Jornal da Escola: DeClara

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

DeClara 20 fevereiro 2019
DeClara 20 fevereiro 2019DeClara 20 fevereiro 2019
DeClara 20 fevereiro 2019
IsabelPereira2010
 
DeClara 34 junho 2020
DeClara 34 junho 2020DeClara 34 junho 2020
DeClara 34 junho 2020
IsabelPereira2010
 
DeClara nº31 março 2020
DeClara nº31 março 2020DeClara nº31 março 2020
DeClara nº31 março 2020
IsabelPereira2010
 
DeClara 26 outubro 2019
DeClara 26 outubro 2019DeClara 26 outubro 2019
DeClara 26 outubro 2019
IsabelPereira2010
 
De clara 13 maio 2018
De clara 13 maio 2018 De clara 13 maio 2018
De clara 13 maio 2018
IsabelPereira2010
 
DeClara nº 39 janeiro 2021
DeClara nº 39 janeiro 2021DeClara nº 39 janeiro 2021
DeClara nº 39 janeiro 2021
IsabelPereira2010
 
DeClara n.º46 setembro 2021
DeClara n.º46 setembro 2021DeClara n.º46 setembro 2021
DeClara n.º46 setembro 2021
IsabelPereira2010
 
DeClara 33 maio 2020
DeClara 33 maio 2020DeClara 33 maio 2020
DeClara 33 maio 2020
IsabelPereira2010
 
De clara17
De clara17De clara17
De clara17
IsabelPereira2010
 
De clara, nº2 final
De clara, nº2 finalDe clara, nº2 final
De clara, nº2 final
IsabelPereira2010
 
DeClara18
DeClara18DeClara18
DeClara nº35 julho 2020
DeClara nº35 julho 2020DeClara nº35 julho 2020
DeClara nº35 julho 2020
IsabelPereira2010
 
DeClara21
DeClara21DeClara21
De clara 10 fevereiro 2018 crcode
De clara 10 fevereiro 2018 crcodeDe clara 10 fevereiro 2018 crcode
De clara 10 fevereiro 2018 crcode
IsabelPereira2010
 
DeClara nº36 outubro 2020
DeClara nº36 outubro 2020DeClara nº36 outubro 2020
DeClara nº36 outubro 2020
IsabelPereira2010
 
DeClara 43 junho 2021
DeClara 43 junho 2021DeClara 43 junho 2021
DeClara 43 junho 2021
IsabelPereira2010
 
DeClara nº38 dezembro 2020
DeClara  nº38 dezembro 2020DeClara  nº38 dezembro 2020
DeClara nº38 dezembro 2020
IsabelPereira2010
 
De clara, nº7 novembro 2017
De clara, nº7 novembro 2017De clara, nº7 novembro 2017
De clara, nº7 novembro 2017
IsabelPereira2010
 
DeClara22_abril2019
DeClara22_abril2019DeClara22_abril2019
DeClara22_abril2019
IsabelPereira2010
 
De clara, nº8, dezembro 2017
De clara, nº8, dezembro 2017De clara, nº8, dezembro 2017
De clara, nº8, dezembro 2017
IsabelPereira2010
 

Mais procurados (20)

DeClara 20 fevereiro 2019
DeClara 20 fevereiro 2019DeClara 20 fevereiro 2019
DeClara 20 fevereiro 2019
 
DeClara 34 junho 2020
DeClara 34 junho 2020DeClara 34 junho 2020
DeClara 34 junho 2020
 
DeClara nº31 março 2020
DeClara nº31 março 2020DeClara nº31 março 2020
DeClara nº31 março 2020
 
DeClara 26 outubro 2019
DeClara 26 outubro 2019DeClara 26 outubro 2019
DeClara 26 outubro 2019
 
De clara 13 maio 2018
De clara 13 maio 2018 De clara 13 maio 2018
De clara 13 maio 2018
 
DeClara nº 39 janeiro 2021
DeClara nº 39 janeiro 2021DeClara nº 39 janeiro 2021
DeClara nº 39 janeiro 2021
 
DeClara n.º46 setembro 2021
DeClara n.º46 setembro 2021DeClara n.º46 setembro 2021
DeClara n.º46 setembro 2021
 
DeClara 33 maio 2020
DeClara 33 maio 2020DeClara 33 maio 2020
DeClara 33 maio 2020
 
De clara17
De clara17De clara17
De clara17
 
De clara, nº2 final
De clara, nº2 finalDe clara, nº2 final
De clara, nº2 final
 
DeClara18
DeClara18DeClara18
DeClara18
 
DeClara nº35 julho 2020
DeClara nº35 julho 2020DeClara nº35 julho 2020
DeClara nº35 julho 2020
 
DeClara21
DeClara21DeClara21
DeClara21
 
De clara 10 fevereiro 2018 crcode
De clara 10 fevereiro 2018 crcodeDe clara 10 fevereiro 2018 crcode
De clara 10 fevereiro 2018 crcode
 
DeClara nº36 outubro 2020
DeClara nº36 outubro 2020DeClara nº36 outubro 2020
DeClara nº36 outubro 2020
 
DeClara 43 junho 2021
DeClara 43 junho 2021DeClara 43 junho 2021
DeClara 43 junho 2021
 
DeClara nº38 dezembro 2020
DeClara  nº38 dezembro 2020DeClara  nº38 dezembro 2020
DeClara nº38 dezembro 2020
 
De clara, nº7 novembro 2017
De clara, nº7 novembro 2017De clara, nº7 novembro 2017
De clara, nº7 novembro 2017
 
DeClara22_abril2019
DeClara22_abril2019DeClara22_abril2019
DeClara22_abril2019
 
De clara, nº8, dezembro 2017
De clara, nº8, dezembro 2017De clara, nº8, dezembro 2017
De clara, nº8, dezembro 2017
 

Semelhante a DeClara 40 fevereiro 2021

DeClara n.º72 janeiro 2024.pdf
DeClara n.º72 janeiro 2024.pdfDeClara n.º72 janeiro 2024.pdf
DeClara n.º72 janeiro 2024.pdf
IsabelPereira2010
 
DeClara n.º 62 fevereiro 2023.pdf
DeClara n.º 62 fevereiro 2023.pdfDeClara n.º 62 fevereiro 2023.pdf
DeClara n.º 62 fevereiro 2023.pdf
IsabelPereira2010
 
DeClara n.º59 novembro 2022.pdf
DeClara n.º59 novembro 2022.pdfDeClara n.º59 novembro 2022.pdf
DeClara n.º59 novembro 2022.pdf
IsabelPereira2010
 
Projeto A Ler+ - Agrupamento de Escolas Morgado de Mateus, Vila Real
Projeto A Ler+ -  Agrupamento de Escolas Morgado de Mateus, Vila RealProjeto A Ler+ -  Agrupamento de Escolas Morgado de Mateus, Vila Real
Projeto A Ler+ - Agrupamento de Escolas Morgado de Mateus, Vila Real
Carla Azevedo
 
DeClara nº 50 Janeiro 2022
DeClara nº 50 Janeiro 2022DeClara nº 50 Janeiro 2022
DeClara nº 50 Janeiro 2022
IsabelPereira2010
 
DeClara nº50 Janeiro 2022
DeClara nº50 Janeiro 2022DeClara nº50 Janeiro 2022
DeClara nº50 Janeiro 2022
IsabelPereira2010
 
DeClara n.º58 outubro 2022
DeClara n.º58 outubro 2022DeClara n.º58 outubro 2022
DeClara n.º58 outubro 2022
IsabelPereira2010
 
DeClara n.º 58 outubro 2022
DeClara n.º 58 outubro 2022DeClara n.º 58 outubro 2022
DeClara n.º 58 outubro 2022
IsabelPereira2010
 
DeClara n.º 74 março 2024. O Jornal digital do AECR
DeClara n.º 74 março 2024. O Jornal digital do AECRDeClara n.º 74 março 2024. O Jornal digital do AECR
DeClara n.º 74 março 2024. O Jornal digital do AECR
IsabelPereira2010
 
DeClara n.º69 outubro 2023.pdf
DeClara n.º69 outubro 2023.pdfDeClara n.º69 outubro 2023.pdf
DeClara n.º69 outubro 2023.pdf
IsabelPereira2010
 
DeClara n.º70 novembro 2023.pdf
DeClara n.º70 novembro 2023.pdfDeClara n.º70 novembro 2023.pdf
DeClara n.º70 novembro 2023.pdf
IsabelPereira2010
 
DeClara nº 45 julho 2021
DeClara nº 45 julho 2021DeClara nº 45 julho 2021
DeClara nº 45 julho 2021
IsabelPereira2010
 
DeClara n.º 73 fevereiro 2024 edição especial Aniversário
DeClara n.º 73 fevereiro 2024 edição especial AniversárioDeClara n.º 73 fevereiro 2024 edição especial Aniversário
DeClara n.º 73 fevereiro 2024 edição especial Aniversário
IsabelPereira2010
 
DeClara n.º57 Setembro 2022
DeClara n.º57 Setembro 2022DeClara n.º57 Setembro 2022
DeClara n.º57 Setembro 2022
IsabelPereira2010
 
DeClara 53 Abril 2022
DeClara 53 Abril 2022DeClara 53 Abril 2022
DeClara 53 Abril 2022
IsabelPereira2010
 
DeClara n.º 61 janeiro 2023.pdf
DeClara n.º 61 janeiro 2023.pdfDeClara n.º 61 janeiro 2023.pdf
DeClara n.º 61 janeiro 2023.pdf
IsabelPereira2010
 
Boletim pfd email
Boletim pfd emailBoletim pfd email
Boletim pfd email
Graça Madeira da Silva
 
DeClara n.º 66 junho 2023.pdf
DeClara n.º 66 junho 2023.pdfDeClara n.º 66 junho 2023.pdf
DeClara n.º 66 junho 2023.pdf
IsabelPereira2010
 
Semear leituras 2011 (2)
Semear leituras 2011 (2)Semear leituras 2011 (2)
Semear leituras 2011 (2)
Biblioleca
 
Boletim informativo nº 5
Boletim informativo nº 5Boletim informativo nº 5
Boletim informativo nº 5
Gracinda Maria Pinto
 

Semelhante a DeClara 40 fevereiro 2021 (20)

DeClara n.º72 janeiro 2024.pdf
DeClara n.º72 janeiro 2024.pdfDeClara n.º72 janeiro 2024.pdf
DeClara n.º72 janeiro 2024.pdf
 
DeClara n.º 62 fevereiro 2023.pdf
DeClara n.º 62 fevereiro 2023.pdfDeClara n.º 62 fevereiro 2023.pdf
DeClara n.º 62 fevereiro 2023.pdf
 
DeClara n.º59 novembro 2022.pdf
DeClara n.º59 novembro 2022.pdfDeClara n.º59 novembro 2022.pdf
DeClara n.º59 novembro 2022.pdf
 
Projeto A Ler+ - Agrupamento de Escolas Morgado de Mateus, Vila Real
Projeto A Ler+ -  Agrupamento de Escolas Morgado de Mateus, Vila RealProjeto A Ler+ -  Agrupamento de Escolas Morgado de Mateus, Vila Real
Projeto A Ler+ - Agrupamento de Escolas Morgado de Mateus, Vila Real
 
DeClara nº 50 Janeiro 2022
DeClara nº 50 Janeiro 2022DeClara nº 50 Janeiro 2022
DeClara nº 50 Janeiro 2022
 
DeClara nº50 Janeiro 2022
DeClara nº50 Janeiro 2022DeClara nº50 Janeiro 2022
DeClara nº50 Janeiro 2022
 
DeClara n.º58 outubro 2022
DeClara n.º58 outubro 2022DeClara n.º58 outubro 2022
DeClara n.º58 outubro 2022
 
DeClara n.º 58 outubro 2022
DeClara n.º 58 outubro 2022DeClara n.º 58 outubro 2022
DeClara n.º 58 outubro 2022
 
DeClara n.º 74 março 2024. O Jornal digital do AECR
DeClara n.º 74 março 2024. O Jornal digital do AECRDeClara n.º 74 março 2024. O Jornal digital do AECR
DeClara n.º 74 março 2024. O Jornal digital do AECR
 
DeClara n.º69 outubro 2023.pdf
DeClara n.º69 outubro 2023.pdfDeClara n.º69 outubro 2023.pdf
DeClara n.º69 outubro 2023.pdf
 
DeClara n.º70 novembro 2023.pdf
DeClara n.º70 novembro 2023.pdfDeClara n.º70 novembro 2023.pdf
DeClara n.º70 novembro 2023.pdf
 
DeClara nº 45 julho 2021
DeClara nº 45 julho 2021DeClara nº 45 julho 2021
DeClara nº 45 julho 2021
 
DeClara n.º 73 fevereiro 2024 edição especial Aniversário
DeClara n.º 73 fevereiro 2024 edição especial AniversárioDeClara n.º 73 fevereiro 2024 edição especial Aniversário
DeClara n.º 73 fevereiro 2024 edição especial Aniversário
 
DeClara n.º57 Setembro 2022
DeClara n.º57 Setembro 2022DeClara n.º57 Setembro 2022
DeClara n.º57 Setembro 2022
 
DeClara 53 Abril 2022
DeClara 53 Abril 2022DeClara 53 Abril 2022
DeClara 53 Abril 2022
 
DeClara n.º 61 janeiro 2023.pdf
DeClara n.º 61 janeiro 2023.pdfDeClara n.º 61 janeiro 2023.pdf
DeClara n.º 61 janeiro 2023.pdf
 
Boletim pfd email
Boletim pfd emailBoletim pfd email
Boletim pfd email
 
DeClara n.º 66 junho 2023.pdf
DeClara n.º 66 junho 2023.pdfDeClara n.º 66 junho 2023.pdf
DeClara n.º 66 junho 2023.pdf
 
Semear leituras 2011 (2)
Semear leituras 2011 (2)Semear leituras 2011 (2)
Semear leituras 2011 (2)
 
Boletim informativo nº 5
Boletim informativo nº 5Boletim informativo nº 5
Boletim informativo nº 5
 

Mais de IsabelPereira2010

DeClara n.º 76 MAIO 2024, o jornal digital do Agrupamento de Escolas Clara de...
DeClara n.º 76 MAIO 2024, o jornal digital do Agrupamento de Escolas Clara de...DeClara n.º 76 MAIO 2024, o jornal digital do Agrupamento de Escolas Clara de...
DeClara n.º 76 MAIO 2024, o jornal digital do Agrupamento de Escolas Clara de...
IsabelPereira2010
 
DeClara n.º 75 Abril 2024 - O Jornal digital do Agrupamento de Escolas Clara ...
DeClara n.º 75 Abril 2024 - O Jornal digital do Agrupamento de Escolas Clara ...DeClara n.º 75 Abril 2024 - O Jornal digital do Agrupamento de Escolas Clara ...
DeClara n.º 75 Abril 2024 - O Jornal digital do Agrupamento de Escolas Clara ...
IsabelPereira2010
 
referenciaL Aprender Media dez2023.pdf
referenciaL Aprender Media dez2023.pdfreferenciaL Aprender Media dez2023.pdf
referenciaL Aprender Media dez2023.pdf
IsabelPereira2010
 
DeClara n.º71 dezembro 2023.pdf
DeClara n.º71 dezembro 2023.pdfDeClara n.º71 dezembro 2023.pdf
DeClara n.º71 dezembro 2023.pdf
IsabelPereira2010
 
DeClara n.º68 setembro 2023.pdf
DeClara n.º68 setembro 2023.pdfDeClara n.º68 setembro 2023.pdf
DeClara n.º68 setembro 2023.pdf
IsabelPereira2010
 
Rumos a Oeste_cfepo Revista 1_2023.pdf
Rumos a Oeste_cfepo Revista 1_2023.pdfRumos a Oeste_cfepo Revista 1_2023.pdf
Rumos a Oeste_cfepo Revista 1_2023.pdf
IsabelPereira2010
 
Rumos a Oeste_cfepo Revista 2 julho 2023.pdf
Rumos a Oeste_cfepo Revista 2 julho 2023.pdfRumos a Oeste_cfepo Revista 2 julho 2023.pdf
Rumos a Oeste_cfepo Revista 2 julho 2023.pdf
IsabelPereira2010
 
Propostas_RBE_2023_2024.pdf
Propostas_RBE_2023_2024.pdfPropostas_RBE_2023_2024.pdf
Propostas_RBE_2023_2024.pdf
IsabelPereira2010
 
Prioridades 2023-2024.pdf
Prioridades 2023-2024.pdfPrioridades 2023-2024.pdf
Prioridades 2023-2024.pdf
IsabelPereira2010
 
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdfDeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
IsabelPereira2010
 
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdfDeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
IsabelPereira2010
 
DeClara n.º 65 maio 2023.pdf
DeClara n.º 65 maio 2023.pdfDeClara n.º 65 maio 2023.pdf
DeClara n.º 65 maio 2023.pdf
IsabelPereira2010
 
DeClara n.º 64 abril 2023.pdf
DeClara n.º 64 abril 2023.pdfDeClara n.º 64 abril 2023.pdf
DeClara n.º 64 abril 2023.pdf
IsabelPereira2010
 
DeClara n.º 63 março 2023.pdf
DeClara n.º 63 março 2023.pdfDeClara n.º 63 março 2023.pdf
DeClara n.º 63 março 2023.pdf
IsabelPereira2010
 
DeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdf
DeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdfDeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdf
DeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdf
IsabelPereira2010
 
Olimpíadas_Geografia_2022_2023_Regulamento.pdf
Olimpíadas_Geografia_2022_2023_Regulamento.pdfOlimpíadas_Geografia_2022_2023_Regulamento.pdf
Olimpíadas_Geografia_2022_2023_Regulamento.pdf
IsabelPereira2010
 
T2PF.pdf
T2PF.pdfT2PF.pdf
T1ES.pdf
T1ES.pdfT1ES.pdf

Mais de IsabelPereira2010 (18)

DeClara n.º 76 MAIO 2024, o jornal digital do Agrupamento de Escolas Clara de...
DeClara n.º 76 MAIO 2024, o jornal digital do Agrupamento de Escolas Clara de...DeClara n.º 76 MAIO 2024, o jornal digital do Agrupamento de Escolas Clara de...
DeClara n.º 76 MAIO 2024, o jornal digital do Agrupamento de Escolas Clara de...
 
DeClara n.º 75 Abril 2024 - O Jornal digital do Agrupamento de Escolas Clara ...
DeClara n.º 75 Abril 2024 - O Jornal digital do Agrupamento de Escolas Clara ...DeClara n.º 75 Abril 2024 - O Jornal digital do Agrupamento de Escolas Clara ...
DeClara n.º 75 Abril 2024 - O Jornal digital do Agrupamento de Escolas Clara ...
 
referenciaL Aprender Media dez2023.pdf
referenciaL Aprender Media dez2023.pdfreferenciaL Aprender Media dez2023.pdf
referenciaL Aprender Media dez2023.pdf
 
DeClara n.º71 dezembro 2023.pdf
DeClara n.º71 dezembro 2023.pdfDeClara n.º71 dezembro 2023.pdf
DeClara n.º71 dezembro 2023.pdf
 
DeClara n.º68 setembro 2023.pdf
DeClara n.º68 setembro 2023.pdfDeClara n.º68 setembro 2023.pdf
DeClara n.º68 setembro 2023.pdf
 
Rumos a Oeste_cfepo Revista 1_2023.pdf
Rumos a Oeste_cfepo Revista 1_2023.pdfRumos a Oeste_cfepo Revista 1_2023.pdf
Rumos a Oeste_cfepo Revista 1_2023.pdf
 
Rumos a Oeste_cfepo Revista 2 julho 2023.pdf
Rumos a Oeste_cfepo Revista 2 julho 2023.pdfRumos a Oeste_cfepo Revista 2 julho 2023.pdf
Rumos a Oeste_cfepo Revista 2 julho 2023.pdf
 
Propostas_RBE_2023_2024.pdf
Propostas_RBE_2023_2024.pdfPropostas_RBE_2023_2024.pdf
Propostas_RBE_2023_2024.pdf
 
Prioridades 2023-2024.pdf
Prioridades 2023-2024.pdfPrioridades 2023-2024.pdf
Prioridades 2023-2024.pdf
 
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdfDeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
 
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdfDeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
 
DeClara n.º 65 maio 2023.pdf
DeClara n.º 65 maio 2023.pdfDeClara n.º 65 maio 2023.pdf
DeClara n.º 65 maio 2023.pdf
 
DeClara n.º 64 abril 2023.pdf
DeClara n.º 64 abril 2023.pdfDeClara n.º 64 abril 2023.pdf
DeClara n.º 64 abril 2023.pdf
 
DeClara n.º 63 março 2023.pdf
DeClara n.º 63 março 2023.pdfDeClara n.º 63 março 2023.pdf
DeClara n.º 63 março 2023.pdf
 
DeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdf
DeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdfDeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdf
DeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdf
 
Olimpíadas_Geografia_2022_2023_Regulamento.pdf
Olimpíadas_Geografia_2022_2023_Regulamento.pdfOlimpíadas_Geografia_2022_2023_Regulamento.pdf
Olimpíadas_Geografia_2022_2023_Regulamento.pdf
 
T2PF.pdf
T2PF.pdfT2PF.pdf
T2PF.pdf
 
T1ES.pdf
T1ES.pdfT1ES.pdf
T1ES.pdf
 

Último

Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Centro Jacques Delors
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
MarcoAurlioResende
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 

DeClara 40 fevereiro 2021

  • 1. DeClara Jornal do Agrupamento Escolas Clara de Resende DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Projeto da autoria aluno 12.ºano: composição de fotografia com base em 4 elementos Aniversário
  • 2. 2 ENSINO SECUNDÁRIO PÁG. 35 3ºCICLO PÁG. 25 TRABALHOS DE ALUNOS E PROFESSORES: 1º CICLO PÁG. 20 2º CICLO PÁG. 22 DeClara PÁG. 44 EDITORIAL PÁG. 2 PROJETOS: CLARA SOLIDÁRIA PÁG. 43 BIBLIOTECA ESCOLAR PÁG. 3 Editorial DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Isabel Pereira No mês de fevereiro o DeClara, o Jornal Escolar do Agrupamento de Escolas Clara de Resende, faz quatro anos e conta já com quarenta publicações. Quatro anos a dar voz à comunidade educativa! Um projeto consistente e continuo que pretende fazer mais e melhor, projeto que é de todos, para todos e de quem nele quer participar. Um agradecimento muito especial a todos aqueles que têm colaborado connosco e permitem que o nosso projeto aconteça, quer seja presencialmente, quer seja em E@D!, enviando mensalmente as suas rubricas pessoais, sugestões, curiosidades e permitem conhecer melhor a nossa comunidade educativa, tudo que nela se vive, se pensa e se faz. O trabalho em equipa é sempre mais envolvente, entusiasmante e produtivo. A união faz a força e melhora a qualidade das escolas, do ensino e das nossas vivências. Parabéns DeClara pelo 4.º aniversário. Vamos continuar a DeClarar juntos! Até breve…
  • 3. 3 1.Serviço de referência e apoio O que estamos a fazer ? A biblioteca escolar, enquanto estrutura de apoio, disponibiliza os seus serviços no E@D no sentido de apoiar e coadjuvar a comunidade educativa na sua missão. • Atendimento direto a alunos e encarregados de educação através do email: be.clararesende@gmail.com • Atendimento direto a professores através do email: Isabelpereira@clararesende.pt • Apoio na utilização de diferentes plataformas, divulgação de trabalhos, produção de conteúdos, seleção de diferentes recursos em linha; (…) Canais de comunicação da BECR: Blogue - http://bibliotecaescolarclararesende.blogspot.com/ Facebook - https://www.facebook.com/biblioteca.claraderesende Twitter - https://twitter.com/BeAgrupamentoCR Rentabilizar o Jornal do Agrupamento de Escolas Clara de Resende, O DeClara onde agregamos informações transmitidas por diversos canais e que é enviada para professores, alunos, pais/encarregados de educação DeClara - o Jornal do Agrupamento de Escolas Clara de Resende Criar vários murais, usando a ferramenta Padlet, onde são agregados conteúdos/trabalhos desenvolvidos pela BE, pelos professores com alunos, turmas…, de que são exemplo: O Jornal do Agrupamento de Escolas Clara de Resende – DeClara https://padlet.com/isabelpereira_1/ryhpcvqjwi02 À Descoberta da União Europeia - https://padlet.com/isabelpereira_1/dheb7elsc5mw Todos a ler – Apresentação trabalhos - https://padlet.com/isabelpereira_1/ayio4qx7v5uc DeClara nº 40 fevereiro 2021 As Bibliotecas Escolares no Plano de E@D |BECR on-line|Estamos ON BECR on-line | E@D | Estamo ON E eis-nos de novo em E@D… A equipa das Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas Clara de Resende consciente do papel decisivo das tecnologias digitais e de trabalho a distância, está a dar continuidade ao seu trabalho, cumprindo a missão de assegurar bons serviços de biblioteca à comunidade escolar. Estamos habilitados a dar, o nosso contributo ao E@D, ao desenvolvimento das competências previstas no Perfil dos Alunos à saída da escolaridade obrigatória, bem como à concretização dos variados projetos da Escola. Estamos à distância de um clique, para apoiar e colaborar on-line!
  • 4. 4 2.Gestão da biblioteca escolar Estamos a desenvolver um conjunto organizado de serviços e recursos digitais on-line capazes de apoiar com eficácia alunos, docentes, pais e encarregados de educação, nas atividades letivas e de enriquecimento curricular que se desenvolvam à distância, e, em paralelo, adaptando o plano de atividades das bibliotecas para que a ação no domínio do apoio à leitura, às literacias e às atividades de caráter livre, em articulação com as famílias, se continue a processar com a normalidade possível. Fiquem bem… Plano de E@D da BECR em permanente atualização e sustentado nos documentos: - Biblioteca escolar digital - A Biblioteca Escolar no Plano de E@D – Roteiro para professores bibliotecários (documento orientador, em atualização permanente, articulado com os princípios para a implementação do ensino à distância (E@D) nas escolas, a ser encarado à luz de cada contexto e apropriado por cada interveniente da forma mais oportuna e adequada. O que estamos a fazer? − Apoio ao currículo (desenvolvimento das diferentes literacias do Referencial Aprender com a Biblioteca Escolar); − Promoção da leitura (partilha de livros em PDF, guiões de leitura, histórias no blogue da BE e/ou outras, partilha de informação variada ...) − Ocupação lúdico-pedagógica semanal dos alunos através do nosso blogue: http://bibliotecaescolarclararesende.blogspot.com/ - Organizar/ atualizar os vários recursos digitais. - Dar a conhecer aos docentes os recursos existentes (para diferentes públicos). - Familiarizar os alunos com os recursos organizados. - Organizar uma biblioteca com livros digitais e audiolivros (do domínio público ou gratuitos) - Atualização constante da presença em linha da biblioteca, com acesso facilitado, navegação intuitiva, assertiva e os recursos atualizados. Isabel Pereira DeClara nº 40 fevereiro 2021 As Bibliotecas Escolares no Plano de E@D |BECR on-line|Estamos ON
  • 5. 5 Desafio de matemática mês de fevereiro Professor Artur Neri Resposta ao desafio de matemática do mês de janeiro Professor Artur Neri Biblioteca Escolar A Lígia vive em sua casa com o pai, a mãe, o irmão, o cão, dois gatos, dois periquitos e quatro peixes. Qual o número total de pernas e de patas que possuem em conjunto? DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Resposta ao mês de janeiro – 24 patas A Irene, a Ana, a Cátia, a Olga e a Helena vivem na mesma casa: duas delas vivem no primeiro andar, as outras três vivem no segundo andar. A Olga vive num andar diferente do andar da Cátia e da Helena. A Ana vive num andar diferente do andar da Irene e da Cátia. Quem é que vive no primeiro andar?
  • 6. As secas do mês Atenção: Estas anedotas são extremamente secas. Mesmo muito secas! As mais secas que já alguma vez ouviste! 6 Biblioteca Escolar: Sugestões do mês fevereiro2021 E@D No médico: - Doutor, eu acho que sou uma traça. - Parece-me que você precisa de um psiquiatra e não de um médico de clínica geral… - Eu ia a caminho do psiquiatra, mas depois vi que o doutor tinha a luz acesa! Vira-se a professora para o Artur: - Menino Artur, qual é a resposta? -Desculpe, professora, estava distraído…pode repetir o que disse nos últimos 3 meses? Numa entrevista de emprego: - Nível de inglês? - Avançado. - Como se chama? - Edworld. -Como?! - Edmundo. - Está contratado! Informação inútil O principado do Mónaco é mais pequeno que o Central Park de Nova Iorque. Este país tem uma área de cerca de 2,02 km2 enquanto o Central Park tem por volta de 3,41 km2. Francisco Rodrigues 11.ºD DeClara nº 40 fevereiro 2021 Francisco Rodrigues 11.ºD
  • 7. 7 DeClara nº 40 fevereiro 2021 Biblioteca Escolar: Sugestões de Leitura E@D “O que temos aqui não é um livro, mas a sua subversão e negação; o livro em potência, o livro em plena ruína, o livro-sonho, o livro-desespero, o anti livro. O que temos nestas páginas é o génio de Pessoa no seu auge.” Considerado por muitos como uma das principais obras do século XX, o Livro do Desassossego interage de forma intensa com o leitor, permitindo-lhe “mergulhar” no rodopio dos sonhos, dúvidas, desejos e medos que é a alma humana. Sem enredo ou plano para cumprir, este é um livro que corporiza, em palavras, a humanidade que é comum a todos nós. E mais: investigando os recantos do sentir e do pensar, este é um livro que consegue aumentar a nossa consciência humana. Sustentado pelos pilares mestres da incerteza e da hesitação, o Livro do Desassossego pode ser lido como um caderno de esboços e resquícios que contém o artista essencial em toda a sua diversidade heteronímica, ou então folheado como um caderno de viagens que acompanhou fielmente Pessoa ao longo da sua odisseia literária.
  • 8. 8 DeClara nº 40 fevereiro 2021 Biblioteca Escolar: Sugestões de Leitura E@D Lenda do Rio Mondego... Nos tempos recuados da Idade Média, vivia junto aos montes Hermínios, numa vasta planície, um Rei , do povo muito amado. Nascera de sua mulher uma linda menina, branca como luar de Janeiro, cintilante como as estrelas douradas a luzir no firmamento nas noites límpidas e puras. - É branca como as estrelas, diziam as aias que a vestiam. E os pais da princesinha sorriam de contentamento e diziam um para o outro: - Pois há de chamar-se Estrela. Este lindo nome recebeu no Batismo e quanto mais crescia, mais as estrelinhas, suas irmãs, a invejavam da sua beleza... Na corte havia um cavaleiro esbelto chamado D. Diego que gostava muito da princesinha. Muito se amavam e passeavam juntos, em alegria, horas infindáveis... Veio um dia a guerra contra os Árabes, em terras distantes e D. Diego partiu com o Rei. A linda Estrela ficou desolada, cheia de saudades, a chorar seu cavaleiro ausente! ... O coração não suportava essa separação já longa e resolveu subir aos altos montes das redondezas a ver se avistava D. Diego no seu regresso. Foi com as aias até ao cimo dos mais altos penhascos, onde trepava todos os dias na esperança de ver ao longe o cavaleiro ousado, o seu querido D. Diego, no seu cavalo branco em que fora pelejar contra os Mouros. Dos cerros íngremes, tão altos que quase o céu se tocava com a mão, a linda princesa espraiava o olhar na distância infinda, mas do seu cavaleiro ausente não divisava nada... Triste, muito triste, mais triste do que a noite, chamava em voz alta: - Mon-Diego! Mon-Diego! Porque não vens? Continua…
  • 9. 9 DeClara nº 40 fevereiro 2021 Biblioteca Escolar: Sugestões de Leitura E@D Só as rochas negras repercutiam o eco: - Mon-Diego! Mon-Diego! ... Assim passaram dias, assim correram noites de infindável angústia durante os quais os olhos da princesinha eram duas fontes de lágrimas de água pura a correr. Água tanta nos seus olhos derramaram que ela foi correndo, serra abaixo... Os pastores e as gentes da serra ouviram, ainda, durante muito tempo, o eco das cavernas repetindo as exclamações da princesa que ali morreu de pena. - Mon-Diego! Mon-Diego! ... E, por isso, deram esse nome ao rio que ali se formou das lágrimas da princesinha e que é nem mais nem menos que o nosso manso Mondego. E à serra alta, que até então se chamava Montes Hermínios, deram o nome da formosa princesa Estrela, tão linda e esbelta, e formosa como as estrelas do céu... Fim
  • 10. 10 DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Amor Amor hoje está muito frio certamente ainda não voltaste porque contigo qualquer nortada é tolerável. Sempre imaginei que um anjo tivesse, tal como tu, um semblante calmo e azul e dourado. Estou fatigada da minha imobilidade emocional O teu sorriso, tal como uma música que não irrompe de mim tremula nas minha extremidades... As tuas palavras semearam nos vácuos da minha alma; flores. (sabes bem o quanto eu amo flores). Retenho ainda na tua memória a pureza dum primeiro olhar. Olho o mar, mas está tanto frio... Vem. Juntos podemos ver no mar o que não vemos sozinhos, deixar que este nos envolva... Talvez, quem sabe, se não vemos no rebentar das ondas que se encontra entre nós Esta linha invisível que me costura a ti. Maria Branco Biblioteca Escolar: Poemas de fevereiro
  • 11. 11 DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Presságio O amor, quando se revela, Não se sabe revelar. Sabe bem olhar pra ela, Mas não lhe sabe falar. Quem quer dizer o que sente Não sabe o que há de dizer. Fala: parece que mente… Cala: parece esquecer… Ah, mas se ela adivinhasse, Se pudesse ouvir o olhar, E se um olhar lhe bastasse Para saber que a estão a amar! Mas quem sente muito, cala; Quem quer dizer quanto sente Fica sem alma nem fala, Fica só, inteiramente! Mas se isto puder contar-lhe O que não lhe ouso contar, Já não terei que falar-lhe Porque lhe estou a falar… Fernando Pessoa Biblioteca Escolar: Poemas de fevereiro
  • 12. 12 DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Biblioteca Escolar: Ideias de Leitura PNL
  • 13. 13 DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Biblioteca Escolar: Ideias de Escrita PNL
  • 14. 14 DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Biblioteca Escolar: Ideias de Leitura e Escrita PNL
  • 15. 15 Professora Fátima Noronha Peres Miranda, Grupo 300 DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Seus olhos Seus olhos - se eu sei pintar O que os meus olhos cegou Não tinham luz de brilhar, Era chama de queimar; E o fogo que a ateou Vivaz, eterno, divino, Como o facho do Destino. Divino, eterno! - e suave Ao mesmo tempo: mas grave E de tão fatal poder, Que, um só momento que a vi, Queimar toda alma senti... Nem ficou mais de meu ser, Senão a cinza em que ardi. Almeida Garrett Tomás da Anunciação A herança do irreverente Jean-Michel Basquiat Blue Morning Glory Arte urbana Georgia O ' Keeffe Biblioteca Escolar: Página Cultural
  • 16. 16 Professor: Artur Neri A espécie invasora do mês In: www.uc.pt/invasoras DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Austrália Acacia melanoxylon Árvore de grande porte de floração amarela pálida, pertencente à família das leguminosas e originária do Sudoeste da Austrália e Tasmânia. Invade margens de linhas de água e de vias de comunicação, orlas de florestas e espaços abertos. Árvore de folhas persistentes, robusta, de porte ereto e simétrico, de copa densa. Os ramos são geralmente horizontais ou um pouco pendentes. As folhas são elípticas, lanceoladas ou oblanceoladas. Forma povoamentos densos que impedem o desenvolvimento da vegetação natural. Produz um grande número de sementes, viáveis durantes muitos anos, e cuja germinação é estimulada pelo fogo. Rebenta vigorosamente após o corte. Biblioteca Escolar: Plantas Invasoras
  • 17. 17 DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D A vitória começa em ti ! Nada escapará ... Revê ... pondera ... pensa bem nas tuas próximas jogadas...Fazes a diferença!!! Capas de jornais referentes ao primeiro mês de 2021 – alguns assuntos abordados : presidenciais, morte de Carlos do Carmo, exaustão nos serviços de saúde, Portugal em rutura eminente , atividades letivas, fisco português , baixas temperaturas sentidas em Portugal, previsões de alguns lideres em relação ao novo ano ,guerra aberta USA. Utilização de uma imagem ilustrativa de uma sala de vídeo árbitro (VAR). Inês Leitão, 12º ano Biblioteca Escolar: Notícias em revista… Imagem do mês
  • 18. 18 Alunos apurados na Fase Interna e que vão representar a Escola Clara de Resende na Fase Municipal, por nível de ensino: 2º ciclo • Maria Rita Sá, 5º A • Miguel Meireles, 6ºB 3º ciclo • Marta Leonor Costa e Silva, 8ºF • Helena Bordalo de Sousa Samões, 7ºD Secundário • Francisco Manta Rodrigues, 11ºD • Eliandro Ricardo João Luís de Melo, 12ºC Parabéns a todos os participantes! Concurso Nacional de Leitura: Fase Escola Alunos apurados para a Fase Municipal DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Continua… Biblioteca Escolar: Concurso Nacional de Leitura Fase Interna
  • 19. 19 Obras selecionadas e data Fase Municipal formato à distância O Gabinete de Apoio às Bibliotecas e à Leitura da Divisão Municipal de Bibliotecas informa que a fase municipal do CNL decorrerá em formato à distância, no próximo dia 8 de março. (Aguardamos envio do regulamento do concurso) Para o ano 2020/2021, as obras de leitura obrigatória selecionadas são da autoria do premiado escritor de literatura infanto-juvenil portuense Álvaro Magalhães, nomeadamente: • 1.º CEB - Contos da Mata dos Medos, Álvaro Magalhães, il. Cristina Valadas, ed. Assírio & Alvim. • 2.º CEB - O estranhão: Livro 1, Álvaro Magalhães, il. Carlos J. Campos, ed. Porto editora. • 3.º CEB - O rapaz dos sapatos prateados, Álvaro Magalhães, il. Patrícia Furtado, ed. Asa. • Ensino Secundário - O último Grimm, Álvaro Magalhães, il. Pedro Pires, ed. Asa. DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Boa sorte aos vencedores! Biblioteca Escolar: Concurso Nacional de Leitura Fase 2
  • 20. 20 DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Hoje, vamos à escola? Nos edifícios escolares reina o silêncio. Um silêncio imposto. Campo de futebol e recreio coberto EBJD Recreio EBJD Será este um silêncio a prolongar no tempo? Estaremos perante o início de uma nova escola? Defendida por uns, contrariada por outros, a modalidade de escola que vivemos nos dias de hoje pode trazer algumas mudanças significativas. Neste momento, sabemos, apenas, que vivemos uma realidade em que o espaço “escola” mudou de instalações. As casas da maioria dos alunos e professores passaram a ser salas de aula a tempo inteiro. Pela segunda vez, num curto espaço de tempo, foi preciso reorganizar, readaptar espaços, mobilizar equipamentos, criar estruturas de apoio, para se poderem agilizar formas de, numa nova realidade temporária, mas com o fim ainda indefinido, criar condições para podermos continuar a ir à escola. Não se pode, como é óbvio, generalizar, mas apesar dos constrangimentos naturais numa mudança tão drástica e repentina, as aulas vão fluindo dentro de uma normalidade possível. Houve necessidade de adequar a forma de transmitir os conhecimentos, de os aplicar, de os concretizar. Numa sala de aula, em ambiente real, o tirar de dúvidas sejam elas simples ou complexas, o explicar de um conceito, o executar de uma tarefa, …, parece mais fácil. À distância, esta abordagem também é possível. Tem, apenas, de ser repensada e adequada. Exige um esforço Continua… 1.º Ciclo: EB João de Deus
  • 21. 21 Fátima Vaz Coordenadora da EB João de Deus DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D comum de adaptação, a criação de novas rotinas, o realçar de atitudes e valores, agora à distância, …, à distância de um clique. Um clique mágico que aproxima tudo e todos de forma virtual, parecendo real. E é-o de facto! É a realidade possível no contexto atual. Passa tudo a correr: o tempo, a aula, o recreio… É um crescer e viver diferente. Esta nova realidade, ainda que temporária, espera-se, será, pela certa, o motor para o repensar da escola tal como a conhecíamos. Será uma escola diferente, com alunos diferentes e com abordagens diferentes. Melhor? Pior? O futuro se encarregará de responder. Diferente, certamente! O abraçar desta nova realidade permitiu a manutenção da escola “aberta” ontem, hoje e, se for preciso, num amanhã prolongado no tempo apenas à distância que um clique teima em aproximar. E assim podemos continuar a dizer: - Hoje há escola! Vamos à aula! 1.º Ciclo: EB João de Deus
  • 22. 22 DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Realidade Pensada Era uma vez uma criança, não, melhor, um bebé que se chamava COVID19 e, como o nome diz, nasceu em 2019. Era um rapaz malcomportado, tossia sempre para cima dos outros e mexia sempre nas coisas deles. Ele quando andava na rua com a mãe tocava sempre em tudo, bebia água das fontes, mexia no dinheiro da mãe e em tudo quanto pudesse mexer. Ele punha a mão na sanita (eu sei, é nojento), andava sempre engripado e então toda a gente à sua volta ficava constipada. Ele ia todas as semanas ao médico porque a mãe o obrigava e o médico chamava-se... … Dr. João. O Dr. João era louro de olhos azuis e usava uns óculos pequeninos na ponta do nariz. Era paciente, divertido e muito bom médico, vinham crianças de todo o lado para serem consultadas por ele. Desde que o COVID19 nasceu que ele avisou os pais: “tenham cuidado com este bebé, não andem com ele para todo o lado. Lavem-lhe frequentemente as mãos, ponham-lhe uma máscara sempre que sai de casa, evitem as visitas até percebermos o que se passa aqui.” Mas os pais… ... decidiram desobedecer ao Dr. João e convidaram para jantar uns amigos italianos que tinham estado na China a passear. Neste dia eles acabaram por dar uma prenda e um beijinho ao COVID19 quando o conheceram. Depois de uns dias, ficaram gripados e decidiram voltar a casa. Quando ligaram aos pais do COVID19, descobriram que os amigos tinham os mesmos sintomas que o seu filho e ficaram tristes porque perceberam que tinham de ir por todo mundo buscar uma cura para a pobre criança. Foi aí que... Continua… 2.º Ciclo: 6ºA Escrita colaborativa a partir de casa…
  • 23. 23 DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D … se depararam com o mundo que tristemente adoecera por causa daquela chata doença e por não terem dado ouvidos ao Dr. João que, com tanto cuidado, os aconselhara para os proteger. E foi por isso que foram precisas mais medidas… … Todos viemos para casa. Parecia que estávamos de férias, mas não podíamos sair. Os jantares de família acabaram, as visitas aos avós acabaram, de um dia para o outro tudo estava diferente, tudo estava uma confusão! E na nossa cabeça só pensávamos: isto vai passar, não vai?... Alunos do 6.º A Escrita colaborativa a partir de casa Fevereiro de 2021 …Continua no próximo DeClara Vicente Cayolla, Vicente Silva, Vicente Câmara, Tomás Santos, Tiago Neves André Almeida, 6ºA 2.º Ciclo 6ºA: Escrita colaborativa a partir de casa…
  • 24. 24 DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Regicídio Na tarde do dia 1 de Fevereiro de 1908 assistiu-se a um acontecimento dramático que viria a mudar o curso da História de Portugal, o rei D. Carlos e o príncipe herdeiro, Luís Filipe são brutalmente assassinados na Praça do Comércio. A família real, o rei D. Carlos, sua esposa a rainha D. Amélia e os seus dois filhos, D. Luís Filipe e D. Manuel, após uma estadia em Vila Viçosa, regressavam a Lisboa. A comitiva real, transportada num landau, percorria o Terreiro do Paço, a atual Praça do Comércio, quando subitamente, do meio da multidão, surge um homem armado que dispara contra o rei, atingindo-o com dois tiros na cabeça. Poucos minutos depois, outro homem dispara contra D. Luís Filipe, que também não resistiu aos ferimentos e acabou por morrer no local. Os regicidas foram Alfredo Costa e Manuel Buíça, republicanos e descontentes com a monarquia e o governo de João Franco. Após o regicídio, subiu ao trono D. Manuel II, filho mais novo de D. Carlos, mas este acontecimento deixa a monarquia ainda mais fragilizada e dois anos depois é proclamada a república a 5 de outubro. Helena Quaresma 6ºA nº7 2º ciclo: História e Geografia de Portugal
  • 25. 25 DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Teacher: Maria José Castro 3º Ciclo: Inglês 7ºD
  • 26. 26 Continua… DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D TOTE BAG - SUSTENTABILIDADE Os alunos do 8º ano, B e C, no âmbito da disciplina “Oficina da imagem e Impressão”, criaram um desenho sobre a temática “sustentabilidade” para posterior aplicação numa sacola de pano, usando a técnica da Serigrafia. A Serigrafia ou silk-screen é um processo de impressão no qual a tinta é vazada – pela pressão de um rodo ou puxador – através de uma tela preparada. A tela (Matriz serigráfica), normalmente de poliéster ou nylon, é esticada num quadro de madeira, alumínio ou aço. A "gravação" da tela dá-se pelo processo de fotossensibilidade, onde a matriz preparada com uma emulsão fotossensível é colocada sobre um fotolito, sendo este conjunto matriz+fotolito colocados por sua vez sobre uma mesa de luz. Os pontos escuros do fotolito correspondem aos locais que ficarão vazados na tela, permitindo a passagem da tinta pela trama do tecido, e os pontos claros são impermeabilizados pelo endurecimento da emulsão fotossensível, que foi exposta à luz. Aqui está o resultado final…… 3º Ciclo: Oficina da imagem e impressão
  • 27. 27 Continua… DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Ana Bacelar 8º C Jorge Lima 8º C Ana Bacelar 8º C Jorge Lima 8º C 3º Ciclo: Oficina da imagem e impressão
  • 28. 28 Continua… DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Gonçalo Cardoso 8º C Gonçalo Cardoso 8º C 3º Ciclo: Oficina da imagem e impressão
  • 29. 29 DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Francisco Carvalho 8º B Diogo Ribeiro 8º C Francisca Barbosa 8º B Francisco Carvalho 8º B 3º Ciclo: Oficina da imagem e impressão Fim
  • 30. 30 Continua… DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D 10 Things I Hate/Love About You I hate you and your name and the person you then became. I hate your beautiful smile and how I started to miss it in a while. I hate looking at your deep ocean eyes and getting lost in them while thinking about the bright blue skies. I hate your humour and jokes and how you used to talk about us as “just folks”. I hate your manners and the respect you give to others, for sure much better than my two brothers. I hate how I miss putting my head on your shoulder, where I could laugh, cry and forget you were older. In general, I hate how you are because it reminds me of every Disney prince there are. Last but not least, I hate how I’m falling in love all over again with you; I’m sorry for how I made you feel in the past And I hope you can forgive me fast. But most importantly, I hate how I left you, knowing deep down that I wanted to spend the rest of my life with you And I hate that I love you more now that I don’t have you by my side. Please, let us just run away listening to “Riptide”. 10ºB Ensino Secundário: Inglês 10.º ano St. Valentine´s Day
  • 31. 31 Continua… DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D I love when you talk to me until dawn about movies and about you, But I hate when you think you bother me and when you don’t give yourself value. I hate when you always think you’re less than others or you’re not enough I hate that you make my thoughts a big mess I hate that there aren’t words enough To describe what I think about you And how much I care, because I really do. 10ºB Ensino Secundário: Inglês 10.º ano St. Valentine´s Day
  • 32. 32 Continua… DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D I love your humour and energy I love how easy-going you are I love the caring part of you and to be able to see your maturity while I remember over time how much you grew I love that you are deadly honest, along with you being always there for me with a piece of advice I love how you can always talk without being a sacrifice I love the fact that you know you can vent to me in the moments you feel worst or finest I love being with you, that is something with no price. 10ºC Ensino Secundário: Inglês 10.º ano St. Valentine´s Day
  • 33. 33 DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D I hate how you always try to protect me and how you always make me feel safe with you. I hate that you always know how to make me laugh even when I don’t want to. I hate the fact that you’re always right. I hate how you always know what I´m thinking about. I hate the fact that I can’t forget you, no matter how hard I try. I hate the fact that you’re good at everything that you do. I hate never being able to be upset with you. I hate your perfect smile. I hate when you ignore me even if it’s not your intention. I hate not being able to hate you. 10ºD Happy Valentine’s Day! Teacher: Maria José Castro Ensino Secundário Inglês 10.º ano St. Valentine´s Day
  • 34. 34 DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Ensino Secundário Inglês 10.º ano St. Valentine´s Day
  • 35. 35 DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D “Hotel Ruanda” Na disciplina de História B, ao estudarmos as consequências da Segunda Guerra Mundial, mais especificamente a primeira vaga de descolonizações e a criação da Organização das Nações Unidas (ONU) bem como o seu papel num contexto mundial, assistimos ao filme de Terry George: “O Hotel Ruanda”, inspirado na história verídica de Paul Rusesabagina que, durante a guerra civil, entre hutus e tutsies (etnias locais), alojou mais de 1200 refugiados no hotel des Milles Collines, que geria. Neste período de terror no Ruanda, os hutus rebeldes massacraram cerca de 1 milhão de tutsis, movidos apenas por desprezo e vingança. Estes sentimentos tiveram origem quando o Ruanda era uma colónia da Bélgica. Os belgas ao repararem que, em comparação aos hutus, os tutsis assemelhavam-se mais fisicamente aos europeus, concederam-lhes certos poderes. Assim, mesmo depois da independência do Ruanda, os cargos mais importantes continuaram a pertencer aos tutsis, apesar da maioria da população ser constituída por hutus. No início do filme acompanhamos Paul, um homem hutu, num dia típico de trabalho. Este não se interessa por política e vendo as manifestações dos hutus rebeldes, escolhe ignorá- las. No entanto, este rapidamente se apercebe da gravidade da situação e faz de tudo para proteger a mulher (que é tutsi) e os seus filhos. Inicialmente este tenta preservar o estatuto do hotel, mas ao ver as casas na sua vizinhança a serem queimadas e os seus vizinhos a serem maltratados, Paul tenta abrigar lá o máximo de pessoas possíveis. O resto do mundo apercebendo-se desta situação, enviou os capacetes azuis. O que trouxe esperança para a população de Ruanda. Contudo estes não estavam autorizados a disparar sobre ninguém e quando muitos dos seus homens começaram a ser mortos a ONU retirou-os. A ONU e a primeira vaga de descolonização Continua… Ensino Secundário: História B 11.º ano
  • 36. 36 Professora: Arlete dos Santos Ferreira DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Este filme consegue ter um grande impacto no espectador, pois mostra as brutalidades que este povo sofreu e por se tratar de pessoas reais torna-se ainda mais doloroso de ver. Também somos invadidos por um sentimento de raiva, até mesmo de vergonha, pela escolha da Europa e do resto do mundo de ignorar o extermínio desta etnia, como é retratado no filme, nesta fala do jornalista Jack Daglish: “Acho que se as pessoas virem estas imagens vão dizer: “Meu Deus, isto é horrível” e depois continuar a comer o seu jantar”. O filme consegue relembrar-nos as barbaridades que ainda hoje acontecem no mundo e que não podemos simplesmente sentirmo-nos mal com estes acontecimentos e depois continuar com as nossas vidas. Nós temos a sorte de não questionar a nossa liberdade e segurança, mas nem todos têm o mesmo privilégio. Beatriz Moreira, n.º 6, 11.º E História B – A ONU e a primeira vaga de descolonização Ensino Secundário: História B 11.º ano
  • 37. 37 DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Memória e aprendizagem A memória é algo fundamental para a nossa relação com o meio externo, pois permite- nos registar e relembrar os acontecimentos, assim como criar, reter e recordá-los. Sem memória não há identidade. Perdê-la significaria perder-se a si próprio. Devemos considerar três tipos de memória: a memória sensorial (muito limitada e pouquíssimo permanente), a memória de curto-prazo (ainda limitada, durando cerca de 20 segundos) e a memória de longo-prazo (que é uma memória que dura anos e décadas e é muito alargada). Esta, por sua vez, divide-se em memória autobiográfica, que regista episódios da nossa vida e em memória semântica, que se destina a registar os nossos conhecimentos aprendidos. Para a nossa memória se preservar, nós devemos estar atentos (fixar a mente no que estamos a abordar), e devemo-lo ir consolidando, ou seja, repetindo-o. Quando esta estiver armazenada e quisermos reavê-la, fazemos então a recuperação. Contudo, aliados à memória, temos esquecimentos e distorções, causados principalmente por uma codificação ineficaz, por uma falha momentânea ou por lesões cerebrais. Por vezes, o esquecimento é também algo natural, e é bom para permitir que o nosso cérebro adquira novas experiências para, deste modo, não o sobrecarregar. A aprendizagem caracteriza-se por ser uma mudança estável e duradoura do nosso comportamento, não se tratando só de conhecimentos, mas também da aquisição de novos hábitos. A aprendizagem subdivide-se em aprendizagem comportamental - o condicionamento clássico de Pavlov, onde o sujeito é condicionado a dar uma resposta automática (reflexo condicionado) e condicionamento operante (Thorndike), no qual o sujeito é condicionado para a realização de uma tarefa a partir de uma recompensa ou reforço. A par da aprendizagem comportamental, temos a aprendizagem cognitiva, que pode ser por insight (Kohler), onde o sujeito, ao fim de várias tentativas, descobre uma maneira de chegar ao resultado pretendido. Temos também a aprendizagem latente (Tolman), onde o sujeito é colocado num determinado caminho, e com a adaptação ele saberá a saída (mapas cognitivos); no entanto, se alterarmos esse caminho, ele demora o seu tempo para descobrir a saída. Para finalizar, temos a aprendizagem social ou por imitação (Bandura), onde perante a observação de modelos, o indivíduo aprende a realizar determinado comportamento para atingir um dado fim. Neste tipo de aprendizagem, falamos do reforço vicariante como algo que nos estimula a seguir esses exemplos. Por fim, resta dizer que sem memória não há aprendizagem, quer se trate de aprendizagem de novos conceitos ou de novas competências. Duarte Pereira Neves – 12º G Professora: Isabel Moura Silva Ensino Secundário: 12.º ano Psicologia B
  • 38. 38 DeClara nº 40 fevereiro 2021 Professora F.Q.: Isabel Pinto E@D Ensino Secundário: Física e Química da Felicidade
  • 39. 39 DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Reticências … Se tudo encontrasse o seu o seu princípio no início como saberíamos onde se encontrava o início, não o princípio. É algo complexo pensar que tudo tem um princípio ou um início. Quando queremos ser mais, quando queremos ser algo diferente procuramos o nosso início ou o princípio de tudo. Quando julgamos que tudo depende de nós estamos errados … pouco depende realmente de nós … e quando não o sabemos e julgamos conhecer o valor da verdade facilmente nos igualamos a um numero … a dificuldade está em assumir e ser capaz de honrar as palavras que defendemos no nosso intimo … a nossa questão que ninguém conhece … a nossa dúvida que ninguém é capaz de perceber … a nossa luta que para muitos é só mais um passo … mas para muitos um passo seria o inicio de tudo e para outros o principio . Não, não sou capaz de defender o que penso nem sou capaz de o pensar realmente … tudo é agora uma guerra onde é difícil encontrar alguém que nunca se contradiz ou diga realmente o que sente … tudo é passível de julgamento e especulação … E muitos afirmam que cada um pode pensar o que quiser … mas será … se disser que vi uma lua onde as estrelas se viam aos espelho e percebiam que eram o motivo do brilho lunar ninguém se acreditaria … pela falta de provas e certezas … contudo muitos iriam automaticamente negar qualquer aproximação a uma ideai tao surreal porque teriam uma imagem a exaltar uma palavra a manter … E se fosse possível? Se fosse possível por vezes esquecer o julgamento interior e exterior … talvez conseguíssemos identificar o nosso início para descobrir o nosso princípio e conhecer o nosso próprio propósito? Continua… Ensino Secundário: …Português 12.º ano
  • 40. 40 DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Somos punidos e criamos os limites para essas mesmas punições não enquanto seres individuais senão enquanto membros de uma sociedade onde queremos ser aceites … Sentir que a nossa vida não é nossa é algo difícil de explicar, mas por vezes fácil de sentir… Tudo se torna duro quando todos julgam que a igualdade é a solução … nessa mesma apreciação de que seria a igualdade a definir as mesmas oportunidades esquecemos o desenvolvimento pessoal e incorporamo-nos em números e expetativas … quem irá conseguir … quem devemos seguir … o que devemos procurar…. E se a igualdade fosse tão arrogante como o valor de justiça … poderá ser pura e universal … talvez não … para mim pode ser importante conseguir sentir, mas não posso supor que todos queiram sentir … não posso supor que todos desejem o mesmo tipo de riqueza … Será a igualde uma aversão à real existência de segurança, valores, emoções e sentimentos, denominados por um som uníssono? Porventura a adversidade esteja presente naquilo que se procura e não no que se quer atingir … talvez seja necessário falar de equidade e na prevalência das qualidade e esperanças de cada ser ... se queremos realmente atingir um estado de equilíbrio e paz teremos de perder e ceder … e ter a capacidade de nos fazermos ouvir ... a NÓS PRÓPRIOS. A equidade eleva a valentia de uma equação aniquilando todas as suas parcelas e representando um único número … um resultado referente a cada número … Se pensarmos em exemplos práticos se ninguém possuísse a capacidade da visão … se ninguém possuísse a capacidade de percecionar o peso de um batimento cardíaco … se ninguém fosse capaz de saber se está diante de um vulcão ou de um iceberg …se ninguém fosse capaz de preservar um odor único … se ninguém fosse capaz de escutar o contacto de uma leve pena sobre o solo …… se ninguém soubesse o sabor da vitoria… seria algo unificador??? Tal hipótese seria inexplicável e desoladora para todos aqueles que, mesmo sabendo que não poderão nunca reaver ou conhecer tão profundamente cada um dos sentidos, esperam, apoiam Continua… Ensino Secundário: …Português 12.º ano
  • 41. 41 DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D e tentam compreender … Não vos dirão que preferiam que ninguém visse, que ninguém cheirasse, que ninguém ouvisse, que ninguém falasse, que ninguém … Dir-vos-iam talvez … que todos sejam capazes de sonhar … que todos sejam capazes de sorrir … que todos sejam capazes de chorar … que todos sejam capazes de sentir … que todo sejam capazes de encontrar a sua voz... que todos sejam capazes de se expressar … que todos sejam capazes de se conhecer … que todos sejam … Não podemos prever o futuro nem esperar possuir todas as capacidades num máximo absoluto …. Podemos exprimir o sentimento e a expressão de uma alma que atinge o solo … podemos reproduzir a sensação de um batimento por frequências por palavras, por gesticulações … podemos imaginar o que seria sentir o corpo a derreter com o fogo ou com o gelo porque mesmo sendo duas forças opostas que no seu auge produzem o mesmo efeito …. Podemos desenvolver em imagens a intervenção de um odor numa memória … podemos descrever tudo o que nos rodei de diferentes formas e provocar a procura de outros por um sentimento próprio no que vemos …. Podemos … podemos … podemos … …PODEMOS VENCER JUNTOS!!! Ensino Secundário: …Português 12.º ano
  • 42. 42 DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Professora F.Q.: Isabel Pinto Ensino Secundário: Física e Química da Felicidade
  • 43. 43 Projetos Clara Solidária: Make - A - Wish DeClara nº 40 fevereiro 2021 E@D Clara Solidária: Torne o seu IRS Solidário e realize desejos! A Consignação do seu IRS é fácil, não tem custos e realiza desejos! Nota: A designação da Make-A-Wish Portugal é: Fundação Realizar um Desejo! Entrega do IRS, entre 1 de abril e 30 de junho Fazer Consignação à Fundação Realizar Um Desejo (Make-A-Wish Portugal) Através da Consignação do seu IRS, sem que implique qualquer custo ou perda de benefício fiscal, pode contribuir para Realizar o Desejo de uma Criança ou jovem que se encontra numa fase difícil da sua vida. A Consignação do IRS permite doar 0,5% do imposto a favor do Estado à Make-A-Wish Portugal, designada por Fundação Realizar Um Desejo.
  • 44. 44 DeClara nº 40 fevereiro 2021 Isabel Pereira O Jornal da Escola Clara de Resende, DeClara, é um projeto de promoção da leitura, de caráter mensal e pretende colocar toda a comunidade escolar a ler, de forma formativa, informativa e recreativa. Dar conhecer tudo o que se faz na escola, presencial ou digitalmente, e dar voz a todos aqueles que querem partilhar algo com a comunidade educativa… Pretende constituir-se como um instrumento de educação para a cidadania, de promoção do espírito crítico e de integração dos diferentes saberes, com recurso às diferentes tecnologias da informação e comunicação, a um nível transversal. Este projeto dirige-se e envolve alunos do 1.º ao 12.º ano, professores, funcionários, pais/encarregados de educação e Comunidade educativa em geral. É gratuito, enviado digitalmente por email para toda a comunidade escolar e fica disponível no blogue das Bibliotecas do Agrupamento Clara de Resende. As notícias para publicação podem ser enviadas para o email: isabelpereira@clararesende.pt Ficamos a aguardar pelas "novidades", ideias, sugestões, eventuais correções, propostas de melhoria... Com a vossa colaboração e participação, o Jornal será "mais nosso" e sairá muito mais enriquecido! O nosso Jornal fica disponível para leitura em: http://bibliotecaescolarclararesende.blogspot.pt/ Convite para participar no DeClara E@D Convite para participar no Jornal da Escola: DeClara