SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 117
Baixar para ler offline
DeClara
Jornal do Agrupamento Escolas Clara de Resende
DeClara
n.º
67
–
Julho
2023
@MariaRitaBorges 8ºA
2
TRABALHOS DE ALUNOS E PROFESSORES:
1º CICLO PÁG. 20
ENSINO SECUNDÁRIO PÁG. 65
DECLARA EM 2023.24 PÁG. 116
EDITORIAL PÁG. 2
Editorial
https://erte.dge.mec.pt/cic-clubes
AOSTO O MÊS QUE SE SEGUE PÁG. 117
PROJETOS PÁG. 106
CONVIVIO FINAL DE ANO PÁG. 113
BIBLIOTECA ESCOLAR PÁG. 6
Isabel M. Pereira
CLUBE TEATRO PÁG. 18
DeClara nº 67 julho 2023
3.º CICLO PÁG. 28
À CONVERSA COM… PÁG. 114
CONSELHO MUNICIPAL EDUCAÇÃO PÁG. 3
Chegamos ao final do mês de julho, e com ele, as
merecidas férias para grande parte da
comunidade educativa. As férias são um período
especial, a oportunidade para relaxar, explorar
novos horizontes e criar memórias inesquecíveis.
Enquanto uns procuram praia, festas e animação,
outros encontram alegria nas leituras
inspiradoras nas páginas de um bom livro,
viajando assim através das palavras e da
imaginação.
Partilho as últimas notícias, artigos, textos que
foram enviados para publicação e encerram as
edições do DeClara 2022-2023.
Um agradecimento especial a todos os alunos,
professores, psicólogos, assistente social,
técnicos, assistentes operacionais, auxiliares e
outros elementos da comunidade educativa que
ao longo do ano colaboraram com o Jornal
Escolar, permitindo que este acontecesse.
BOAS FÉRIAS
e
BOAS LEITURAS!
DeClara nº 67 julho 2023
3
Conselho Municipal de Educação
A Brigada #AMARoMAR pronta para sair da Escola Básica e Secundária
Clara de Resende com os seus 43 participantes.
O novo Conselho Municipal de Educação reuniu na passada terça-feira, no auditório da
Biblioteca Municipal Almeida Garrett, para a tomada de posse dos seus 57 membros. Este é um
órgão de coordenação e consulta, a nível municipal, e pretende envolver diversas instituições da
cidade numa lógica de responsabilização e comprometimento, aumentando a capacidade de
intervenção e favorecendo consensos alargados sobre o plano de desenvolvimento das políticas
para a educação.
No Conselho Municipal de Educação estão representados os agrupamentos de escolas
públicas do concelho, conselhos pedagógicos, pessoal docente, estabelecimentos de ensino
privados, estabelecimentos de ensino superior, pais e encarregados de educação, instituições
públicas de solidariedade social, Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEST),
Segurança Social, Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), Administração Regional
de Saúde do Norte (ARS-N), Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte
(CCDR-N), Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), forças de segurança, Conselho
Municipal da Juventude, juntas/uniões de freguesia, Assembleia Municipal e Câmara Municipal.
DeClara nº 67 julho 2023
4
Conselho Municipal de Educação
A Brigada #AMARoMAR pronta para sair da Escola Básica e Secundária
Clara de Resende com os seus 43 participantes.
Sob a presidência do vereador da Educação, Fernando Paulo, a posse foi dada pelo
presidente da Assembleia Municipal, Sebastião Feyo de Azevedo, que saudou todos os presentes
e formulou os votos de um bom trabalho para a “manutenção da qualidade da educação e
qualificação dos cidadãos portuenses”.
Fernando Paulo destacou, por seu turno, o investimento autárquico que tem vindo a ser
realizado para manter os níveis de excelência na área da Educação, que apresenta bons
indicadores no que toca à literacia da sua população. Lembrou também a importância da
colaboração entre todos os agentes do sistema educativo e reafirmou a disponibilidade para
continuar a desenvolver um trabalho de proximidade, “pois só assim é possível manter uma
escola pública de qualidade e de oportunidade para todas e todos os alunos”.
O vereador da educação referiu ainda que, apesar dos muitos desafios do processo de
descentralização, o Município do Porto mantém um diálogo permanente com o Ministério de
Educação e um espírito de colaboração, que permita garantir uma escola atrativa, inovadora e
promotora do desenvolvimento e de coesão social. (portal da educação da Câmara Municipal do
Porto)
DeClara nº 67 julho 2023
5
Conselho Municipal de Educação
A professora Isabel Pinto
(Membro do Conselho Municipal de Educação)
DeClara nº 67 julho 2023
6
In jornal Público
Cascata Clara de Resende
Biblioteca Escolar – julho: Balanço Escola a ler…
O Projeto “Escola a ler”, iniciativa promovida pela Rede de Bibliotecas Escolares (RBE), pelo
Plano Nacional de Leitura (PNL) e pela Direção-Geral de Educação (DGE), integrada no Plano
Escola + 21|23, visou trabalhar a leitura de forma sistemática, estruturada e diversificada e
constituir uma rede colaborativa de trabalho e partilha, no âmbito desta medida.
Atividades desenvolvidas na Escola
1. Atividades desenvolviDAS no Agrupamento de Escolas Clara de Resende
- Leitura orientada.
- Projeto Pessoal de Leitura.
- Tempo para ler e pensar!
- Vou levar-te comigo!
a) Leitura orientada
Realização de atividades que proporcionaram o contacto dos alunos com livros que os
motivaram e estimularam à prática regular e continuada da leitura e da escrita: uma hora por dia
no primeiro ciclo do ensino básico e uma hora por semana no segundo ciclo do ensino básico.
b) Projeto Pessoal de Leitura.
Desenvolvimento de projetos individuais de leitura que implicaram o contacto com temas
comuns em obras, em géneros e em manifestações artísticas de diferentes obras escolhidas em
contrato de leitura com o(a) professor(a).
Escola Básica João de Deus
Escola Básica e Secundária Clara de Resende
Agrupamento de Escolas
Clara de Resende
DeClara nº 67 julho 2023
7
Biblioteca Escolar – julho: Balanço Escola a ler…
c) Tempo para ler e pensar!
Leitura e exploração de livros, jornais, revistas e/ ou outros materiais de leitura na biblioteca
escolar em articulação com docentes de diferentes áreas curriculares, com periodicidade e
tempo estipulados .
d) Vou levar-te comigo!
Dinamização periódica de sessões de requisição domiciliária na biblioteca escolar, em
articulação com os docentes da turma e com recurso a estratégias motivadoras.
8
In jornal Público
DeClara nº 67 julho 2023
Cascata Clara de Resende
Biblioteca Escolar: Leitura Orientada em Sala de Aula e na BE
A BE apoiou a Leitura Orientada em Sala de Aula
Plano 21|23 Escola+
A leitura é fundamental para o sucesso dos alunos pela sua transversalidade e pela
forma como influencia as aprendizagens em todas as áreas curriculares. O sucesso neste
domínio está diretamente relacionado com a frequência de contactos com livros e com práticas
de leitura, pelo que o tempo dedicado à leitura condiciona de forma decisiva os progressos na
compreensão, cabendo à escola um papel relevante no ensino da leitura e na promoção do
gosto de ler.
No âmbito do Plano 21|23 Escola+, que visou a recuperação das aprendizagens,
garantindo que ninguém fica para trás, o PNL2027 disponibilizou propostas de trabalho
integradas na ação Escola a Ler: para os 1.º e 2.º ciclos, Leitura Orientada na Sala de Aula e,
para o 3.º ciclo, Contratos de Leitura, que foram aceites com bastante entusiasmo e muito
sucesso!
Escola a Ler em sala de aula e na Biblioteca Escolar
9
In jornal Público
DeClara nº 67 julho 2023
Cascata Clara de Resende
Biblioteca Escolar: Leitura Orientada em Sala de Aula e na BE
A leitura foi fundamental para o sucesso dos alunos pela sua transversalidade e pela forma
como influenciou as aprendizagens em todas as áreas curriculares. O sucesso neste domínio
esteve diretamente relacionado com a frequência de contactos com livros e com práticas de
leitura, pelo que o tempo dedicado à leitura condicionou de forma decisiva os progressos na
compreensão, cabendo à escola um papel relevante no ensino da leitura e na promoção do
gosto de ler.
No âmbito do Plano 21|23 Escola+, que visou a recuperação das aprendizagens, e garantiu
que ninguém ficasse para trás, o PNL2027 disponibilizou propostas de trabalho integradas na
ação Escola a Ler: para os 1.º e 2.º ciclos, Leitura Orientada na Sala de Aula e, para o 3.º ciclo,
Contratos de Leitura.
O PNL2027 propôs atividades em torno do livro e, nesse sentido, apresentou um conjunto
de orientações organizadas em oito áreas e que tiveram muito sucesso.
https://www.leituraorientada.pnl2027.gov.pt/orienta%C3%A7%C3%B5es
Escola a Ler: Leitura orientada na Biblioteca Escolar
10
DeClara nº 67 julho 2023
Biblioteca Escolar: Sugestões de Leitura para férias
11
In jornal Público
DeClara nº 67 julho 2023
Cascata Clara de Resende
Biblioteca Escolar: Resposta desafio mês de junho
Uma tira de papel retangular com 192mm de comprimento e 84 mm de largura foi
dividida em duas partes, sendo cortada ao longo de uma reta. Uma das duas partes
obtidas é um quadrado e a outra parte é novamente dividida em duas partes, uma
das quais um quadrado, através de um corte feito em linha reta. Este processo é
repetido até se terem apenas quadrados.
Quanto mede o lado do quadrado mais pequeno? Resposta: 12mm
Desafios mês de julho
Escolas integradas no projeto Clubes de Leitura PNL, na sequência da candidatura 2023: Escola
Básica e Secundária Clara de Resende.
Porto Agrupamento de Escolas Clara de Resende, Porto 346779 Escola Básica e Secundária Clara de Resende
Escola a Ler - Clubes de Leitura CR do PNL – 2023.2024
12
Atenção: Estas anedotas são extremamente secas. Mesmo
muito secas! As mais secas que já alguma vez ouviste!
As secas do mês
https://www.maioresemelhores.com/melhores-piadas-secas-curtas/
DeClara nº 67 julho 2023
Biblioteca Escolar: As secas do mês
Joãozinho dirigiu-se à porta da sala de aula rapidamente, mas a professora o
interrompeu:
- Joãozinho, aonde vai tão lesto e circunspecto?
- Estava indo ao banheiro, mas agora vou consultar um dicionário.
Uma pessoa passou dois dias inteiros dentro da piscina e depois foi ao
médico. Sabe qual foi o diagnóstico?
Nada demais.
Dois planetas estão conversando:
Marte: Miau!
Saturno: Cale a boca!
Marte: Por quê?
Saturno: Astronomia.
Você sabe o que o livro de Matemática disse ao
livro de História?
- Não me venha com histórias que eu já estou
cheio de problemas.
A mãe, preocupada, pergunta ao filho:
- Filho, por que você engoliu as moedas
que te dei?
- Porque você me disse que eram para o
lanche.
DeClara nº 67 julho 2023
13
Biblioteca Escolar: Ideias de Leitura e Escrita para miúdo PNL
DeClara nº 67 julho 2023
14
Biblioteca Escolar: Ideias de Leitura PNL
DeClara nº 67 julho 2023
15
Biblioteca Escolar: Ideias de Escrita PNL
DeClara nº 67 julho 2023
16
Biblioteca Escolar: Página Cultural
Às vezes se te lembras procurava-te
retinha-te esgotava-te e se te não perdia
era só por haver-te já perdido ao encontrar-te
Nada no fundo tinha que dizer-te
e para ver-te verdadeiramente
e na tua visão me comprazer
indispensável era evitar ter-te
Era tudo tão simples quando te esperava
tão disponível como então eu estava
Mas hoje há os papéis há as voltas dar
há gente à minha volta há a gravata
Misturei muitas coisas com a tua imagem
Tu és a mesma mas nem imaginas
como mudou aquele que te esperava
(...)
Ruy Belo (27/02/1933 - 8/08/1978)
Emil Nolde, Ciel rouge, 1930
Amigo
"Mal nos conhecemos
Inauguramos a palavra amigo!
Amigo é um sorriso
De boca em boca,
Um olhar bem limpo
Uma casa, mesmo modesta, que se
oferece.
Um coração pronto a pulsar
Na nossa mão!
Amigo (recordam-se, vocês aí,
Escrupulosos detritos?)
Amigo é o contrário de inimigo!
Amigo é o erro corrigido,
Não o erro perseguido, explorado.
É a verdade partilhada, praticada.
Amigo é a solidão derrotada!
Amigo é uma grande tarefa,
Um trabalho sem fim,
Um espaço útil, um tempo fértil,
Amigo vai ser, é já uma grande festa."
Alexandre O' Neill
DeClara nº 67 julho 2023
17
Biblioteca Escolar: Página Cultural
DeClara nº 67 julho 2023
18
Clube de Teatro – edição 2022-2023
Clube de Teatro - edição 2022-2023
Visitações - A Adolescência
Apresentação do Clube de Teatro do Agrupamento Clara de Resende, no âmbito do
protocolo com o Centro Educativo do Teatro Nacional S. João, Visitações - A Adolescência,
em maio 2023, no Teatro Carlos Alberto - Porto, a partir de O Grande Castigo, de Martha
Balthazar, direção de encenação - Vítor Hugo Pontes
©TUNA_TNSJ
DeClara nº 67 julho 2023
19
Clube de Teatro – edição 2022-2023
Paulo Ferreira
Coordenador Teatro EBSCR
DeClara nº 67 julho 2023
20
1.º ciclo EBJD: 3.ºA - Vamos ao teatro!
Vamos ao teatro!
“Os meninos e os palhaços”
Peça simples, mas com lições de vida muito importantes
“O respeito pelos outros” – saber cumprimentar, dar as boas-vindas;
“o respeito pela natureza” – atitudes a ter no dia-a-dia quando vamos a um jardim;
“recordar canções antigas” caídas no esquecimento de novas gerações;
“explicação de bem falar o Português” – “-Tá bem, não, está bem;
“valorização de empregos nem sempre bem reconhecidos” – o jardineiro, o carteiro.
“como e com quem podemos comunicar” e sem o uso do microfone;
“a importância da amizade”.
Como começar?
Primeiro há que ler, interpretar e adaptar o texto de Fausto Alberto Pereira Quintas.
Perceber o que são falas e o que são as didascálias.
Há que distribuir os papeis, ajustar os diálogos, saber como o dizer, projetar a voz, ser
expressivo, …
Depois vem o quando entrar, o estar atento às deixas, o saber dar continuidade ao texto
se houver uma branca sem que o público se aperceba de nada.
Há o saber entrar em palco, o saber estar em palco e o saber sair do palco.
Há o saber agradecer.
Mas, em teatro, conta o que ouvimos e o que vemos; o que dizemos e o que fazemos.
Há que construir cenários, pensar em pequenas coisas que darão a beleza e
enquadramento ao texto.
E assim foi.
Ensaios para organizar as entradas e saídas, para treinar a apresentação pois em palco
não há folhinhas como auxiliar de memória. E, neste caso, nem PONTO.
DeClara nº 67 julho 2023
21
1.º ciclo EBJD: 3.ºA - Vamos ao teatro!
Depois veio a elaboração de cenários. Muito trabalho, muita disponibilidade dos alunos, muita
autonomia, muito pensar, discutir e afinar em conjunto… e “chamar” a criatividade e vê-la a florir.
“- Professora, em que é que te podemos ajudar, hoje? – assim começava o momento de
descontração, alegria, entusiasmo e muita produção.
- O que podemos fazer? – e lá estava para distribuir o trabalho e, sem mais demoras, lá se
organizavam. Cada um fazia o que mais lhe apetecia.
- Eu faço isto?
- Ensinas-me a fazer essas flores?
- Não sei se consigo! – e, muito atento(a) se punha(m) a observar ficando estupefactos com a
facilidade com que se criava uma flor que parecia tão difícil de fazer.
Boa, boa!
E sai mais um cravo, uma rosa, um jarro, uma camélia...”
DeClara nº 67 julho 2023
22
1.º ciclo EBJD: 3.ºA - Vamos ao teatro!
- “Falta o cartaz! Temos de ter um cartaz e com um canário!”
E para o cartaz há que pensar no que fazer. Começamos pelo esboço na aula de Educação
Artística. Depois de todos os esboços individuais estarem espalhados foi observar e escolher o
mais engraçado de cada um. Desenhar e pintar, livremente.
“- Professora, está a ficar feio!
- Está tudo mal pintado!
- Tens de pôr outras pessoas a pintar!”
“- Nem pensar! Se cada um der o seu melhor, vão ver que no fim vai ficar espetacular. Deixem
cada um fazer o melhor que sabe! No fim, se for necessário, damos uns retoques! É preciso ter
calma!”
E assim foi. Dia-a-dia durante algumas semanas um grupo de alunos voluntários ajudou a
construir o que era necessário para embelezar o palco. Surgiram quatro canteiros e um cenário.
“Um verdadeiro jardim!”
O cartaz
Nas aulas de Expressões fazíamos os ensaios, as gravações para ver o que era preciso melhorar,
discutíamos os cenários, enumerávamos os adereços necessários para as borboletas, para o
jardineiro, para o carteiro, para o caçador de borboletas, fazíamos a escolha da roupa! Muito em
que pensar e sempre novas ideias a surgir!
DeClara nº 67 julho 2023
23
1.º ciclo EBJD: 3.ºA - Vamos ao teatro!
Depois foi apresentar!
Tudo bem ensaiado, mesmo o improvisado, depressa acabou a apresentação.
Parece que foi uma ilusão, mas aconteceu de verdade.
Os atores foram muito aplaudidos e os cenários muito elogiados.
Parabéns aos alunos do 3ºA pelo empenho, dedicação, sentido de responsabilidade, trabalho
de equipa e por terem transformado uma peça simples, sugerida pelo professor Ricardo e
trabalhada com a turma por nós os dois ora em conjunto ora cada um na sua vertente, num
momento carregado de emoção e alegria.
Obrigada!
Fátima Vaz
A festa
DeClara nº 67 julho 2023
24
1.º ciclo EBJD: 4.ºB - Uma Aventura Musical
Já foi Teatro de Rádio no concurso “Uma Aventura” e evoluiu para um Teatro de Fantoches
apresentado na Festa de Final de Ano.
O concurso deu o mote: Teatro.
Vamos aprender as curiosidades do texto dramático de forma prática!
Ler o livro, adaptar o texto para o teatro, escolher as personagens foi só o começo.
Depois a ideia cresceu, cresceu e, com o apoio da professora Anabela, começamos a construir
os rostos, depois as roupas e assim nasceram os fantoches.
O treino que foi feito para o Teatro na Rádio foi fundamental.
- ler com fluência;
- projetar a voz;
- fazer-se ouvir;
- perceber o que se diz articulando bem as palavras.
Tudo foi trabalhado.
Um projeto começado no segundo período e que se estendeu até ao final do terceiro.
Trabalho muito difícil de executar nas aulas do Apoio PTT com um grupo de alunos variável de
aula para aula onde também faziam os TPC. Acrescentamos os intervalos em que a biblioteca
foi um verdadeiro atelier ou uma estação de rádio ou um palco.
Gerir o espaço atrás de um biombo movimentando as personagens em palco, o entrar e sair de
cena no momento certo, o saber pegar e movimentar os fantoches …., foi um verdadeiro
desafio daqueles que os alunos precisam, gostam e valorizam. Uma experiência única até ao
momento.
Uma Aventura Musical
Teatro na Rádio agora em Teatro de Fantoches
DeClara nº 67 julho 2023
25
1.º ciclo EBJD: Uma Aventura Musical
“- Adoro estes fantoches! Que giros!”
“- Eu também quero participar. Posso?”
“- É a primeira vez que estou a fazer teatro! E agora também quero fazer o dos fantoches.”
“- Hoje também podemos ir para a biblioteca fazer o teatro para treinarmos melhor?”
E assim foi.
“- Vamos gravar!”
- estar atento quando, depois do almoço, dá a moleza;
- lá fora há o barulho de alunos a brincar.
E tentamos gravar.
Pausa.
Recomeçar!
- somos interrompidos por um abrir de porta;
- alguém que quer dar uma informação.
E todo o trabalho duma gravação acabou aí.
É preciso repetir!
- tentar ouvir a gravação quando não temos internet:
- as colunas não querem colaborar.
Temos de voltar ao início tal como no teatro a sério.
Repetir, repetir até conseguirmos fazer bem!
Para que na festa tudo corresse pelo melhor, o tempo fosse limitado e se concentrassem apenas
em mexer os fantoches, decidimos gravar o texto. Nem todos conseguiram projetar a voz de
forma que fosse bem audível ou percetível, no entanto, deram o seu melhor! Parabéns!
Fez-se a apresentação. Os alunos saíram encantados.
“- Foi a nossa melhor apresentação, não foi professora?”
E foi-o, de facto. Seguiram as instruções, organizaram-se atrás do biombo, estiveram à vontade
para suprimir os imprevistos e ... estavam satisfeitos, felizes.
DeClara nº 67 julho 2023
26
1.º ciclo EBJD: Uma Aventura Musical
DeClara nº 67 julho 2023
27
1.º ciclo EBJD: Uma Aventura Musical
Teatro de Fantoches “Uma aventura musical”
Houve críticas.
Obrigada! Podemos sempre melhorar.
A estas acrescento que os alunos estavam muito empenhados, animados, diria mesmo
fascinados. Uma experiência única que a escola teve oportunidade de oferecer!
No entanto, um trabalho diferente é sempre de valorizar. E se queremos projetos fazer não
temos de ter medo de os apresentar. Com qualidade, sem dúvida, com responsabilidade, com
planeamento, com rigor, mas com determinação. Tudo isso foi feito, testado, treinado e
apresentado.
Parabéns a todos os alunos do 4ºB que participaram e aqueles que se disponibilizaram até a vir
aos ensaios fora do seu tempo normal de escola, pelas inúmeras repetições que tiveram de fazer
para melhorar e pelo desempenho que tiveram em palco.
Um muito obrigada aos pais voluntários que transportaram as mesas e o biombo (bem pesado,
diga-se) para o local do espetáculo e aos que, mais tarde, o devolveram da mesma forma à
escola. Bem-haja!
Fátima Vaz
DeClara nº 67 julho 2023
28
3.º ciclo: 7.ºA/B -Físico-Química- “A contas com o Ambiente”
SOMATÓRIOS QUE FAZEM A DIFERENÇA: 7ºA/B
“A CONTAS COM O AMBIENTE”
- CONSELHOS DO PRÉMIO NOBEL DA FÍSICA/ GIORGIO PARISI -
INTRODUÇÃO
O italiano, Giorgio Parisi (1948) é Professor de Física Teórica na Universidade «La Sapienza», em
Roma. Por contributos vários para a Ciência, recebeu numerosos prémios, entre os quais o
Nobel da Física de 2021 (pelos estudos de Sistemas Complexos, com aplicações em muitas áreas
do saber). Em sua opinião: «É absolutamente essencial conseguir traduzir o mundo em números,
observar como estes evoluem no tempo e, por fim, construir uma teoria que os explique.»
No início de setembro de 2022, surgiram notícias, na comunicação social (CNN, J.N.), sobre como
cozinhar massa, economizando energia e custos. Este foi o mote para a ficha de diagnóstico de
F.Q., nos 7ºA/B
DeClara nº 67 julho 2023
29
❖ SUGESTÕES DO PRÉMIO NOBEL E ASSUNTOS DO DIA-A-DIA
Parisi divulgou, na rede social Facebook, um método que funciona, é amigo do ambiente e reduz
custos económicos da fatura da energia:
COZER MASSA COM EFICÁCIA ENERGÉTICA
PORQUÊ?
REFORÇO DA IDEIA:
3.º ciclo: 7.ºA/B -Físico-Química- “A contas com o Ambiente”
DeClara nº 67 julho 2023
30
A REFLEXÃO DO 7º A/B
A procura de explicações, na ficha de diagnóstico e desenvolvimento de competências, antes de
iniciar o estudo e aprendizagem de F.Q.:
I- A tampa do recipiente deve estar fechada para (...)
«(...) não libertar vapor de água”.» (nº 25/7ºA)
«(...) eu acho que assim acumula pequenas partículas de água, para fazer cozer a massa.» (nº 15/
7ºA)
«(...) Para manter o calor do vapor dentro da panela.» (nº 17/ 7ºA)
«(...) Para manter a água quente e o vapor de água dentro da panela e assim a panela fica quente
durante mais tempo.» (nº 9/ 7ºB)
II- Diminuir consumos de energia pode reduzir emissões de CO2 porque...
«Sim porque para fabricar energia, às vezes, precisa de carvão.» (nº 25/ 7ºA)
«Eu acho que, por vezes, o modo como a energia é fabricada, liberta muito CO2.» (nº 22/ 7ºB)
«Na minha opinião, (produzir) a energia consome CO2 e multiplica-o, logo, se reduzirmos a
energia também reduz o CO2.» (nº 8/ 7ªA)
«Eu acho que ao reduzirmos o consumo de energia, pondo o disco no mínimo e fazendo outros
comportamentos, para reduzir os consumos, automaticamente reduzimos o CO2 (libertado).»
(nº 23/ 7ºA)
III- Será possível economizar 47% de energia na cozedura da massa, quando mantemos a panela
sempre fechada com a tampa? Consegue justificar com cálculos?
«Eu acho possível mas não sei as contas.» (nº .../7ºB)
«Não porque acho que 47% será um valor exagerado para ferver uma massa.» (nº 23/ 7ºA)
«Sim pois se, em 10 minutos, deixarmos a panela ligada por 4 minutos que... é metade... portanto,
sim, poupamos metade da energia:
½ de tempo: gastos de 50%.» (Nº 5/ 7ºA)
3.º ciclo: 7.ºA/B -Físico-Química- “A contas com o Ambiente”
DeClara nº 67 julho 2023
31
«47x7 minutos/100 = 3,29 minutos.» (Nº 11/7ºA)
«Eu gastava 100% se o fogão estivesse ligado 10 minutos mas como só esteve 2 minutos ligado...
os outros 8 aproveitou-se (...) que o fogão ainda está quente.» (Nº 14/ 7ºA)
Outros raciocínios efetuados pelos alunos:
(Nº 3/ 7ºB)
(Nº5/ 7ºB)
3.º ciclo: 7.ºA/B -Físico-Química- “A contas com o Ambiente”
DeClara nº 67 julho 2023
32
IV- Sugestão:
Faça a experiência em casa. Tire conclusões. Informe-se sobre os preços da energia. Peça ajuda
para calcular as poupanças de energia
❖ MAIS SUGESTÕES SIMPLES PARA POUPAR ENERGIA/ ÁGUA
A CNN Portugal divulgou medidas simples, para evitar o desperdício de energia/água, por
cada um de nós; como recomendadas por associações ambientalistas ou do consumidor,
através da publicação:
https://cnnportugal.iol.pt/poupanca/gas/dicas-para-poupar-gas-
eletricidade-e-agua-pequenos-grandes-gestos-que-o-ajudam-a-
salvar-o-ambiente-e-a-
carteira/20220808/62ed1fbc0cf26256cd303f88
https://www.jn.pt/mundo/nobel-da-fisica-sugere-cozinhar-massa-com-o-fogao-desligado-para-poupar-15140582.html/
https://cnnportugal.iol.pt/gas/eletricidade/italianos-chamam-lhe-sacrilegio-mas-cozer-massa-com-o-lume-apagado-
funciona-e-pode-ajudar-a-cortar-na-conta-a-luz/20220907/6316459f0cf2f9a86eb43834
https://cnnportugal.iol.pt/poupanca/gas/dicas-para-poupar-gas-eletricidade-e-agua-pequenos-grandes-gestos-que-o-
ajudam-a-salvar-o-ambiente-e-a-carteira/20220808/62ed1fbc0cf26256cd303f88
Prof. de F.Q./ Helena Pimentel
Alunos dos 7ºA/ B
❖ SÍTIOS DE REFERÊNCIA NA INTERNET
3.º ciclo: 7.ºA/B -Físico-Química- “A contas com o Ambiente”
DeClara nº 67 julho 2023
33
3.º ciclo: 7.ºA/B - Físico-Química – Visita de Estudo…
VISITA DE ESTUDO 7ºA/B COM AR LIVRE E MUITA TECNOLIGIA
- SALINAS DE AVEIRO E FÁBRICA DA CIÊNCIA –
No presente ano letivo, os alunos dos 7º B/A realizaram uma saída de estudo com dois
programas complementares. Um associado à atividade salícola tradicional e o outro
explorando atividades da Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro. O dia estava magnífico e
começámos a aprender ar livre, nas salinas e canais da Ria de Aveiro: uma zona de proteção
especial e sítio de importância comunitária (no âmbito da Rede Natura 2 000). Ninguém ficou
indiferente aos encantos da natureza.
DeClara nº 67 julho 2023
34
3.º ciclo: 7.ºA/B - Físico-Química – Visita de Estudo…
DeClara nº 67 julho 2023
35
3.º ciclo: 7.ºA/B - Físico-Química – Visita de Estudo…
DeClara nº 67 julho 2023
36
3.º ciclo: 7.ºA/B - Físico-Química – Visita de Estudo…
DeClara nº 67 julho 2023
37
3.º ciclo: 7.ºA/B - Físico-Química – Visita de Estudo…
DeClara nº 67 julho 2023
38
3.º ciclo: 7.ºA/B - Físico-Química – Visita de Estudo…
DeClara nº 67 julho 2023
39
3.º ciclo: 7.ºA/B - Físico-Química – Visita de Estudo…
DeClara nº 67 julho 2023
40
3.º ciclo: 7.ºA/B - Físico-Química – Visita de Estudo…
DeClara nº 67 julho 2023
41
3.º ciclo: 7.ºA/B - Físico-Química – Visita de Estudo…
Prof. de F.Q./ Helena Pimentel
7ºA/ B
SALINAS DE AVEIRO E FÁBRICA DA CIÊNCIA
DeClara nº 67 julho 2023
42
3.º ciclo: Português 8.ºE - Tercetos…
Tercetos inspirados na estrutura formal do poema
“Leonor vai pera fonte” de Luís Vaz de Camões
Vai o Cristiano ao Dragão
Com a cerveja na mão
Ver o Porto campeão.
(Diogo Pereira, 8ºE)
Contente, a caminho da floresta,
Maria canta com os passarinhos
Vai pela brisa desatenta que se perde nos caminhos.
(Fabiana Morais, 8ºE)
Vai o Diogo comprar Beirão
Todo alegre para o S. João
A lançar o balão.
(Cristiano Fernandes, 8ºE)
Hoje, eu fui passear
Descalça para ver o mar
Que tinha acabado de vazar.
(Beatriz Barbosa, 8ºE)
O Jonny atirou-se ao mar
Sem saber nadar
Sujeito a se afogar.
(Dinis Rodrigues, 8ºE)
Hoje, ela foi passear
De preferência à beira-mar
Porque só isso a pode acalmar.
(Joana Couto, 8ºE)
Lá vai a Leonor
Com uma flor
Para dar ao seu amor.
(Margarida Magalhães, 8ºE)
A caminho da Ribeira
Sentei-me na beira
A fazer uma fogueira.
(Diogo Ferreira, 8ºE)
Lá vai ela no seu carro
Feliz e contente
Está prestes a dançar com o Vicente.
(Francisca Barbedo,8ºE)
Professora de Português
Anabela Cardoso
DeClara nº 67 julho 2023
43
3.º ciclo: Português 8.º Ano – “Gente que merece palmas”
Um dos temas das apresentações orais do 8º ano foi "Gente que merece palmas" , sendo
que os alunos escolheram pessoas com quem convivem ou tivessem convivido e que fossem
alvo de admiração. Como gostei muito das histórias que eles trouxeram e considerei que foi
um trabalho importante não só em termos da disciplina, mas na interação que foi necessária
entre diferentes gerações, achei que devia escolher alguns exemplos para constar no jornal.
A professora de Português
Anabela Cardoso
"Gente que merece palmas"
O meu avô paterno, que também se chamava Torcato Magalhães, nasceu em fevereiro
de 1945 em Vila Real. Tirou o curso de Medicina em Coimbra e faleceu em 2012, um mês
antes do meu irmão nascer.
Na minha opinião, merece palmas porque na sua vida passou por situações bastante
complicadas e procurou sempre ajudar os mais necessitados.
O seu primeiro grande desafio foi a guerra do Ultramar. Como o seu pai fazia parte do
governo, quis dar o exemplo e obrigou o seu filho a participar na guerra do primeiro ao
último dia. Estava numa zona onde houve muitas mortes e perdeu muitos colegas e amigos,
que deixaram marcas para toda a sua vida. Durante a guerra, foi condecorado capitão por
ter salvo a sua companhia com coragem e bravura.
Outro grande desafio da sua vida foi ter sobrevivido a um acidente de avião. Quando
estava a terminar o curso de medicina estava a estagiar na Madeira, e numa das viagens
habituais que tinha de fazer do Porto até à Madeira o avião ao aterrar despenhou-se e só
sobreviveram os passageiros que estavam na cauda do avião. No acidente, partiu as duas
pernas e teve que rastejar para fugir primeiro do incêndio e depois da espuma dos
bombeiros ao apagarem o fogo.
DeClara nº 67 julho 2023
44
3.º ciclo: Português 8.ºAno – “Gente que merece palmas”
Já como médico procurava ajudar os mais necessitados, pagava operações a quem não tinha
posses e aos fins de semana, na sua aldeia, dava consultas gratuitas em sua casa.
Ainda hoje, ouço contar muitas histórias sobre ele. Recentemente, fui às urgências do
Hospital de S. António e o médico que me atendeu reconheceu o nome e contou-me várias
histórias sobre ele.
Por fim, travou uma grande luta contra o cancro no pulmão que durou oito anos.
Sobreviveu à guerra, a um acidente de avião e foi o tabaco que o matou.
Que sirva de exemplo para todos nós!
Torcato Magalhães, 8ºD
Artur de Magalhães nasceu a 13 junho de 1952 em Lamego. Filho de um militar e uma dona
de casa, cresceu com sete irmãos, mas infelizmente duas das suas irmãs morreram jovens,
ficando apenas cinco. Teve uma infância feliz na aldeia, mas devido à guerra colonial teve de
mudar-se para Angola onde o seu pai tinha que combater por Portugal.
Grande parte da sua juventude foi passada em Angola, até que um dia foi convocado para
fazer o serviço militar obrigatório, e voltou para Portugal, mas, por pouco tempo porque
precisavam dele na guerra e então voltou.
Depois da guerra ter acabado, voltou para Portugal, estudou direito fez um mestrado em
relações internacionais, escreveu dois livros sobre genealogia, casou-se aos 22 anos com Ana
Melo, com quem teve dois filhos, porém de quem mais tarde se divorciou.
Contudo as suas viagens ainda não tinham acabado, em 1990 foi cônsul de Portugal em Versailles
ajudando a fixação da escultura de Dom Afonso Henriques, obra de Cutileiro, perto do palácio de
Versailles. Entretanto foi cônsul de Portugal na Guiné-Bissau, onde havia uma guerra Civil e a sua
casa destruída por uma bomba. Acredita-se que esta bomba tenha sido dirigida especificamente
para ele devido ao seu trabalho. Teve o mesmo trabalho em vários lugares: Canadá, Itália,
Venezuela, Colômbia e Coreia do Sul.
Gente que merece palmas
DeClara nº 67 julho 2023
45
3.º ciclo: Português 8.ºAno – “Gente que merece palmas”
Enquanto estava em Bogotá, conheceu uma bonita e inteligente colombiana, Beatriz Parra, e
apaixonou-se por ela, tendo mais tarde uma terceira filha. Mais tarde, voltou para Portugal para
criar a filha num país seguro. Atualmente tem 70 anos, está reformado e só quer o melhor para a
sua mulher e filha. E de facto estou muito agradecida que este senhor seja o meu pai.
Eu admiro o meu pai, porque veio de uma aldeia miserável, mas conseguiu muito na vida.
Representou muito bem Portugal durante a sua vida toda, foi condecorado várias vezes pelos
seus serviços, mas acima de tudo vive uma vida muito culta, viajou para todos os cantos do
mundo e é uma pessoa de uma mente extremamente aberta e culta.
Isabel Magalhães, 8ºD
Álvaro Zamith é muitas coisas: avô, pai, irmão, marido, mas sobretudo, é alguém que merece
palmas.
O meu avô tem atualmente 78 anos, cresceu na Foz do Douro e teve uma infância bastante
dura, pois o seu irmão mais novo morrera muito cedo.
Aos vinte anos alistou-se na Guerra do Ultramar, em África, para ser preciso, Angola, onde
viveu três anos, muitas aventuras e amizades, mas acima de tudo, dificuldades e tristezas. Lá, foi
polícia, professor e soldado.
Quando voltou para Portugal, sentiu que perdera muitos anos de estudos e começou a vida
do zero, por sua conta, pois o seu pai já não estava presente e sua mãe num hospital
psiquiátrico, por nunca ter superado a partida do filho.
Começou a trabalhar numa empresa estrangeira onde passou vinte-e-cinco anos e foi de
vendedor a trabalhador em pouco tempo. Construiu também uma família com a rapariga dos
seus sonhos e teve quatro filhos. Como trabalhava numa empresa estrangeira, tinha acesso em
primeira mão aos artigos de inovação, como por exemplo, o primeiro telemóvel no Porto e talvez
em Portugal.
Gente que merece palmas
DeClara nº 67 julho 2023
46
3.º ciclo: Português 8.ºAno – “Gente que merece palmas”
Tenho noção que não teve uma vida exatamente incrível, mas cada uma é única à sua
maneira. O facto de ter recomeçado a vida do zero, sozinho, ter sustentado uma grande família e
ter-se responsabilizado por centenas de funcionários, na minha opinião são ótimas razões para
uma grande salva de palmas.
António Restivo
Gente que merece palmas
A minha avó materna, de seu nome Carolina das Dores Faria Gonçalves, nasceu a 11 de julho
de 1943, em Ponte de Lima, Viana do Castelo. É descendente de uma família do campo, bastante
pobre, e tinha cinco irmãos, dos quais era a do meio.
Ela cresceu em pleno Estado Novo, num ambiente de muito fracas condições e bastante
pobreza, sempre fiel à Igreja (como ainda hoje é, bem como toda a família). Completou a 4ª
classe, os únicos anos de escolarização, com distinção (que era a nota máxima).
A minha avó sempre trabalhou no campo, quer quando andava na escola (após as aulas
acabarem) quer quando a acabou, com seus irmãos e seus pais. Sempre se dedicou à agricultura
e pecuária, pois na altura não havia dinheiro para tirar um curso e esta era a fonte de
rendimento mais acessível.
Aos 23 anos, em 1967, casou com o meu avô e ainda esse ano teve a primeira de dez filhos.
Mais tarde, o meu avô emigrou para França em busca de mais dinheiro e de melhores
condições de vida. Durante este tempo, a minha avó ficou sozinha a trabalhar e a cuidar dos
filhos. Estes iam sozinhos para a escola e voltavam de tarde para casa, para ajudar a minha avó,
trabalhando no campo e cuidando dos mais novos. Foi uma altura muito difícil, quer para a
minha avó, que não fazia nada senão trabalhar, quer para os filhos, que para além dos trabalhos
da escola, ainda tinham que trabalhar arduamente no campo, cuidar uns dos outros, fazer as
tarefas de casa,...
DeClara nº 67 julho 2023
47
3.º ciclo: Português 8.ºAno – “Gente que merece palmas”
Entretanto estes foram crescendo, alguns foram logo trabalhar, outros tiraram o curso e até
foram para outras cidades. O dinheiro também foi chegando de França e em ‘99 o meu avô
regressou definitivamente a Portugal.
Em ’96 nasceu o primeiro de dezasseis netos. A minha avó sempre cuidou de todos os seus
netos e recebeu-os de portas abertas, o que criou logo uma grande relação e afeição da avó pelos
netos e dos netos pela avó.
No entanto, ela nunca deixou de praticar o ofício da vida dela: a agricultura. Ainda hoje, com
79 quase 80 anos de idade, ela levanta-se bastante cedo para ir trabalhar. De resto passa o tempo
com os filhos e os netos.
Eu adoro a minha avó e admiro-a, pelo que ela é, pela pessoa amigável, engraçada, prestável
que sempre foi, pelos nossos momentos juntos e em família e por tudo o que fez por mim.
Inês Luz nº16, 8ºB
O meu avô chama-se António Reis. Ele nasceu a 7 de setembro de 1947 (tem 75 anos) em
Celorico da Beira na Guarda. Durante a sua infância, ele mudou-se constantemente, passando
por várias localidades a norte de Portugal. Durante esse período, ele passou por uma vila que
se chama Torre de Moncorvo. Foi lá que o meu avô conheceu a minha avó. E começou a
namorar com ela quando tinha apenas 15 anos. Em 1963, voltou a mudar-se, mas manteve
contacto com ela e enviava-lhe cartas de amor regularmente.
Em 1969 o meu avô foi enviado para Luanda, em Angola, para combater no ultramar. Ficou
lá até 1973. A minha avó, que já tinha voltado a namorar com ele (ou nunca deixou), foi ao
encontro dele. Casaram-se civilmente em 1971 e pela igreja em 1972. No dia 11 de março
deste ano fizeram 51 anos de casados.
Gente que merece palmas
DeClara nº 67 julho 2023
48
3.º ciclo: Português 8.ºAno – “Gente que merece palmas”
Em novembro de 1972 foi preso por ser considerado desertor do exército. Durante a sua
sentença, já em 1973, teve o primeiro filho, um dos meus tios. Ele teve muitas aventuras e eu
conheço muitas histórias do seu tempo em Luanda, sendo que numa delas ele quase morreu.
Ele estava a controlar um conjunto de viaturas civis e militares, que saíam de Luanda para
distribuir abastecimentos a aquartelamentos, no norte de Angola. Lá havia um sniper
conhecido por mata-alferes (o meu avô era alferes). Enquanto estavam numa viatura militar, o
condutor viu o reflexo da mira da sniper ”mata-alferes”, conseguiu empurrar o meu avô do
veículo a tempo de não ser morto, mas ainda foi baleado no joelho esquerdo. Ele teve de ser
operado, contudo ficou bem.
Já em 1973, regressaram a Torre de Moncorvo. Teve a minha mãe e segunda filha em 1976
e o terceiro filho em 1979. Após o seu regresso a Moncorvo, ele exerceu vários cargos na
câmara municipal, foi bombeiro voluntário, e professor, que é como todos o conhecem,
Professor Reis.
Desde então, permanece lá. Reformou-se em 2008 após um enfarte que teve em 2007. Em
2017 voltou a ter um enfarte, mas menor que o anterior.
Eu adoro e respeito muito o meu avô, ele é uma pessoa incrível, um ótimo contador de
histórias e também é muito culto. Ele passou por muito durante a sua vida e fez muitas
asneiras, também devido à severidade e desgosto do pai para com ele, pois aquele queria uma
rapariga. Independentemente de tudo, eu adoro o meu avô porque ele consegue contar e
reconhecer tudo de bom e de mau que já fez, e ele tem sempre lições para dar, muitas de que
nunca me vou esquecer.
João Malheiro, 8ºB
DeClara nº 67 julho 2023
49
3.º ciclo: Português 8.ºAno – “Gente que merece palmas”
Manuel Joaquim Vasconcelos nasceu em 14 de novembro de 1955 no concelho de
Amarante, freguesia da Lomba, era o mais velho de oito irmãos. A sua infância foi passada na
freguesia da Lomba, Amarante, mas mais tarde com treze anos, teve de ir com os pais para
Moçambique, pois a vida era difícil, e os pais tiveram de emigrar para sustentar a família.
Mais tarde, já com quase com 19 anos, regressou a Portugal, mas teve de ir fazer a tropa a
Estremoz e esteve lá um ano, porém como o seu pai precisava dele, teve de regressar para
ajudar no sustento da família. Alem de trabalhar, estudava ao mesmo tempo.
Mais tarde, conheceu Regina Vasconcelos, com quem casou, e teve dois filhos.
Manuel Joaquim Vasconcelos, trabalhou em Amarante na Câmara, mas a sua vontade de
viajar desde pequeno e conhecer o mundo, levou a que ele trabalhasse em outros projetos ao
longo dos anos, trabalhou em Cabo Verde, Moçambique, Angola...entre outros. Adorava viajar
e conhecer novas culturas.
Voltava das viagens sempre com um sorriso no rosto e bem-disposto, e eu muitas vezes ia
esperava-lo no aeroporto.
Conversávamos sobre muitas coisas, e passeávamos por Amarante. Ele adorava a sua
cidade, estava sempre a dizer que era a mais bonita.
Manuel Joaquim Vasconcelos era o meu avô, que faleceu no dia 11 de setembro de 2020
e ficam as saudades da sua presença e das nossas conversas. Infelizmente não conheceu o seu
segundo neto, pois o meu irmão nasceu no mês seguinte após o seu falecimento.
José Afonso Vasconcelos
8ªB
Gente que merece palmas
DeClara nº 67 julho 2023
50
3.º ciclo: Português 8.ºAno – “Gente que merece palmas”
A minha avó chama-se Maria Luiza Rodrigues Bernardo e nasceu no dia 9 de abril de 1944,
em Zedes, numa pequena aldeia que faz parte do concelho de Carrazeda de Ansiães, no distrito
de Bragança.
A sua família é muito grande e trabalhadora. Como eram onze irmãos, nove dos quais
mulheres, as irmãs mais velhas foram morar com as tias maternas, numa aldeia perto de Zedes,
que se chama Milhais. Sempre que um dos irmãos atingia os dois anos de idade, ia morar com as
tias maternas, para aprender as coisas básicas para ser uma boa dona de casa. Quando a minha
avó era pequena, queria ser médica ou costureira.
Eles voltavam para Zedes quando tinham idade para entrar na escola primária.
Em Zedes, só havia escola até à quarta classe, e depois disso, tinham de ir para Carrazeda
para completar a escolaridade até ao 9º ano. Após o 9º ano, a minha avó foi para Bragança onde
ficou a morar, com as irmãs de idade mais próxima, num lar de freiras, com o apoio de uma bolsa
da fundação de Gulbenkian. Como queria seguir medicina, veio para o Porto, sozinha, e ficou a
morar num lar de freiras, ainda com o apoio de uma bolsa da Fundação Gulbenkian.
Quando terminou o curso de medicina, foi para Bragança fazer a periferia, como era hábito no
início da atividade de qualquer jovem médico nos anos 70 do século XX. A seguir, voltou para o
Porto onde se casou com um colega de curso e ambos fizeram a especialidade de medicina
interna, no hospital de São João. Depois disso, já mãe de dois filhos, seguiu o percurso
profissional, no hospital de Santo António, onde trabalhou toda a sua carreira de médica, sendo
presidente da comissão de ética, até depois de se aposentar.
Os motivos que me levaram a escolher a minha avó é o facto de ela ser uma pessoa
trabalhadora, determinada com valores e princípios.
Francisca Silva , 8ºB
Gente que merece palmas
DeClara nº 67 julho 2023
51
3.º ciclo: Português 8.ºAno – “Gente que merece palmas”
O meu avô chama-se Joaquim Arménio Miranda e nasceu no dia 26 de julho de 1946, por
isso neste momento tem 76 anos.
Vive numa aldeia perto de Amarante que se chama Ansiães, onde foi professor durante 35
anos tendo começado com apenas 18 anos.
Ele combateu na guerra do "Ultramar" que começou no dia 4 de fevereiro de 1961 em
Angola e só acabou no ano de 1974. Durante a guerra, ele teve um acidente devido a uma
mina que explodiu debaixo da viatura em que ele estava com os outros soldados. Com a
explosão, foram todos projetados a muitos metros de distância. Um dos soldados morreu e os
outros ficaram gravemente feridos. O meu avô foi um dos feridos, ficou a ouvir muito mal de
um ouvido e teve que ser operado de urgência ao joelho.
A sua coragem e determinação são as características que eu mais admiro. A sua coragem
por já ter estado na guerra e a sua determinação por nunca desistir de nada.
João Andrade, 8B
GENTE QUE MERECE PALMAS
GENTE QUE MERECE PALMAS
O meu avô chama-se Manuel das Neves Torres, nasceu no dia 22 de maio de 1938 e é o
segundo filho mais novo de doze irmãos. O meu avô nasceu no início da Segunda Guerra
Mundial e quando esta acabou, tinha sete anos. Por volta dos doze anos, o meu avô ficou
acamado durante um ano com Reumatismo, em risco de falhar a 3ª classe. Atualmente,
continua cheio de energia e livre de qualquer imprevisto.
DeClara nº 67 julho 2023
52
3.º ciclo: Português 8.º Ano – “Gente que merece palmas”
O meu avô estudou na Faculdade de Economia do Porto, onde conheceu a minha avó e
quando completou 25 anos, foi alistado no exército, e foi para Angola combater na Guerra do
Ultramar, acompanhado da atual mulher que tinha conhecido na faculdade (a minha avó
Margarida). Dois anos mais tarde, voltou para Portugal, onde depois foi trabalhar como
professor na Universidade de Coimbra. Aos 30 anos, o meu avô teve o primeiro filho e aos 40
anos, o terceiro. Aos 71 anos, chegou-lhe a notícia que ia ter o terceiro neto, eu, e três anos
mais tarde o quarto neto, a minha irmã.
Quando eu era pequeno, o meu avô levava-me a ver os patinhos que existiam num lago que
havia ao lado de casa dele e , um dia, enquanto o meu pai trabalhava, o meu avô levou-me ao
Jardim Zoológico e ao Oceanário de Lisboa. Foi um dos melhores dias que tive em Lisboa com o
meu avô.
Atualmente, o meu avô tem 84 anos, vive com a minha avó e com o meu tio mais velho, em
Lisboa, com vista para o Estádio da Luz e estou com ele menos vezes do que gostaria. Penso que
o meu avô merece palmas, porque, de doze irmãos, foi o único que se licenciou (em Economia),
na Universidade do Porto, mostrando que sem esforço e dedicação não se consegue nada, viveu
e ultrapassou inúmeras aventuras na infância, coisa que nos tempos que decorrem é muito
difícil e, com 84 anos, o meu avô vai de bicicleta até à empresa onde trabalha e volta a casa
outra vez de bicicleta. Isto demonstra que a idade é só um número e que tudo é possível.
Lourenço Torres,8ºD
GENTE QUE MERECE PALMAS
O meu pai chama-se Arthur Fonseca Marques Portas. Nasceu em São Paulo, Brasil e veio
para Portugal com apenas três anos de idade.
Eu admiro-o muito pelo seu trabalho e dedicação à família, e sinto por ele grande amor e
carinho.
DeClara nº 67 julho 2023
53
3.º ciclo: Português 8.º Ano – “Gente que merece palmas”
Eu já eu era nascido quando o meu pai acabou o curso noturno de Engenharia Informática,
trabalhando durante o dia e estudando de noite. Tal facto fazia com que me visse acordado e
interagisse comigo apenas aos fins de semana.
Tenho duas irmãs mais novas e, embora o meu pai faça teletrabalho, ele tem, várias vezes, que
interromper reuniões importantes para nos levar às aulas ou a alguma atividade extracurricular.
O meu pai é um exemplo a todos os níveis, incluindo profissional. Por essa razão, pretendo
tirar o mesmo curso que ele e, no futuro, trabalharmos em conjunto. Eu admiro-o muito pelo seu
trabalho e dedicação à família, e sinto por ele grande amor e carinho. Pelas razões por mim
apontadas, não tenho qualquer dúvida que o meu pai é uma pessoa que merece palmas!
Lucas Portas
Gente que merece palmas
A minha mãe. Maria Elizabeth Pereira Marques, nasceu no dia 22 de dezembro de 1973 em
Caracas, Venezuela.
Ela estudou num colégio na Venezuela chamado Bela Vista e terminou o secundário com
dezasseis anos. Desde pequena, sempre teve um amor pelo desenho, pintura e tudo que
estivesse relacionado com moda.
Veio para Portugal, em 1990, e ficou um ano a estudar português. Iniciou a Faculdade de
Desenho Industrial em 1992, na escola Caldas da Rainha, em Leiria, mas não a completou,
mudou de curso e fez faculdade de Moda em 1995, no Porto. Depois de se formar na faculdade,
apresentou desfiles durante dois anos, e em 2003, fez um curso de estética e outro de
informática.
Conheceu o meu pai no mesmo ano, quando tinha 29 anos, começaram a namorar em
fevereiro de 2004 e casaram-se em Outubro de 2005, em Portugal. Em 2007, tiveram o primeiro
filho chamado Miguel Marques Moreira, em 2009 o segundo filho, Mónica Marques Moreira, e
em 2013 o terceiro filho, Marcelo Marques Moreira.
DeClara nº 67 julho 2023
54
3.º ciclo: Português 8.ºB – “Gente que merece palmas”
Atualmente a minha mãe trabalha numa empresa de Software como Consultora em Logística.
Eu acho que a minha mãe merece palmas, porque, desde que chegou a Portugal, sofreu
constantemente comentários maldosos sobre a sua cultura e origem, tanto por colegas de turma,
como colegas de trabalho. Apesar de tudo que ela passou, nunca deixou que nada disso a
afetasse, ela sempre foi muito forte e nunca baixou a cabeça. Eu também acho que ela é uma
ótima mãe, sempre esteve presente tanto na minha infância como sempre que eu preciso dela.
Mónica Moreira , 8ºD
Manuel Joaquim Poças Pintão, o meu avô paterno, nasceu a 24 de fevereiro de 1937.
O meu avô sempre teve uma grande admiração pelo seu avô Manuel, que, em 1918, fundou
uma empresa de vinhos - a Poças - situada em Vila Nova de Gaia, que é gerida por familiares
meus, entre os quais, o meu pai.
Frequentou um curso comercial, e quando o terminou, o seu avô perguntou-lhe o que
queria fazer profissionalmente, e ele respondeu-lhe que queria ser diplomata (uma pessoa que
representa o país no estrangeiro). Com essa resposta, o seu avô ficou muito desiludido, porque
tinha o sonho de os seus netos irem trabalhar para a Poças. O avô convenceu-o a desistir da
carreira diplomática e, com quinze anos apenas, acabou por se juntar ao negócio da família.
Acabou por se especializar na área de exportação, o que lhe permitiu viajar pela Europa
praticamente toda, Estados Unidos e Brasil. Essas viagens permitiram-lhe também fazer vários
amigos, entre eles Carlos Cabral, com quem escreveu e publicou o Dicionário Ilustrado do Vinho
do Porto, em Portugal e no Brasil.
Foi presidente da Associação dos Exportadores do Vinho do Porto e foi um dos fundadores
da Confraria do Vinho do Porto, na qual fez parte da primeira Chancelaria. Trabalhou na Poças
durante 51 anos, entre 1952 e 2003, que foi quando se reformou.
Gente que merece palmas
DeClara nº 67 julho 2023
55
3.º ciclo: Português 8.º Ano – “Gente que merece palmas”
Para além do Vinho do Porto, desenvolveu ao longo da sua vida vários interesses, como o
cinema, tendo feito parte da direção do Cineclube do Porto.
Considero o meu avô alguém que merece palmas, pois embora não tenha seguido o seu
sonho de diplomacia, acabou por ser um diplomata, ao representar a Poças em várias
associações e organizações e promover o Vinho do Porto em todo o mundo. Admiro o meu avô,
porque é uma pessoa apaixonada pelo vinho do porto e pelo cinema e procurou ser sempre
muito ativo e colaborativo nessas áreas.
Teresa Pintão,8ºD
A professora de Português
Anabela Cardoso
Gente que merece palmas…
DeClara nº 67 julho 2023
56
No dia 26 de março de 2023, eu fui para Berlim, juntamente com a minha e outras turmas,
no propósito de realizar uma visita de estudo. Nesta viagem, visitamos diversos locais históricos
e museus, mas o meu favorito foi o Technikmuseum, ou Museu Técnico.
O Technikmuseum está dividido em duas secções, a da física e a da história da tecnologia. A
secção da história da tecnologia inclui exposições da tecnologia desde a época medieval até a
atualidade, tais como caravelas, espadas bastardas, telegramas, aviões de combate e os
primeiros computadores. A seção da física inclui esferas de plasma, refratores de luz, diversas
ilusões de ótica, pêndulos, circuitos elétricos, redemoinhos e muitos mais, e foi a secção que eu
mais gostei, pois sempre achei as ciências interessantes e por isso interessavam-me mais estas
exposições.
Também gostei dos museus Pergamon e Neues, para além do campo de concentração
Sachsenhause, mas ultimamente acabei por interessar-me mais pelo Technikmuseum.
Joaquim, 9.ºD
“Die Reise nach Berlin”- Viagem à Alemanha
No seguimento da visita de estudo a Berlim, os alunos escreveram um texto de opinião
acerca dos locais que os marcaram positivamente. Partilho alguns dos textos redigidos na aula de
português e algumas fotografias ilustrativas da viagem.
A professora de Português
Anabela Cardoso
Visita de Estudo a Berlim
3.º ciclo: Português 9.ºD - Visita de Estudo a Berlim
DeClara nº 67 julho 2023
57
No passado mês de março, fui a uma visita de estudo a Berlim. É uma cidade incrível com um
enorme valor cultural e histórico. Visitamos muitos locais emblemáticos e vários museus. O
museu de que mais gostei foi o Neues Museum (Museu Novo).
Este museu é perfeito para quem gosta da história do Egito, tal como eu, porque lá estão
expostas várias gravuras antigas e artefactos egípcios, como esculturas, múmias e peças de
artesanato.
Ainda antes de entrarmos no museu, ofereceram-nos um audioguia. Esse audioguia, na
minha opinião, estava muito completo, porque tinha informação sobre todos os artefactos.
Apesar do mesmo estar em Inglês, o texto era muito percetível e continha pormenores muito
interessantes.
Entre esses artefactos um dos que mais me chamou a atenção foi o busto de Nefertiti, que
estava exposto isolado numa sala, com uma iluminação perfeita. Esse busto retratava a esposa
dum faraó egípcio de uma forma muito realista, o que não era normal para a época em que tinha
sido feita. Infelizmente não nos deixaram tirar fotografias a esta obra.
A arquitetura do museu, com salas muito amplas e tetos altos, deu às restantes peças espaço
para se evidenciarem. Tive a sensação de que quanto mais tempo eu estivesse neste museu mais
pormenores descobriria e mais coisas aprenderia.
Assim, recomendo este museu a todas as pessoas que gostam da história do Egito e a quem
quiser aprender mais sobre os nossos antepassados.
Neues Museum
António Gago, 9.ºD
3.º ciclo: Português 9.ºD - Visita de Estudo a Berlim
DeClara nº 67 julho 2023
58
Como aluno do 9º ano da escola Clara de Resende, tive recentemente a oportunidade de
visitar o Science Center Spectrum em Berlim e fiquei impressionado com a experiência.
O Spectrum é um museu de ciência interativo que oferece uma ampla gama de atividades
práticas para explorar diferentes áreas da ciência. Durante a minha visita, tive a oportunidade de
participar de experiências de física, química, biologia e tecnologia, todas com o objetivo de
despertar a curiosidade científica.
Uma das minhas atividades favoritas foi o "labirinto de espelhos", que envolvia reflexões e
ilusões de ótica. Foi muito divertido tentar encontrar o caminho certo através do labirinto,
mesmo que eu me sentisse um pouco desorientado no início.
Outra atividade interessante foi a exibição sobre a ciência dos terremotos e vulcões. Eu
aprendi sobre as diferentes camadas da Terra e como os terremotos são causados pelo
movimento das placas tectônicas. Também tive a oportunidade de simular um terramoto com
um modelo em escala e observar como ele afetava uma pequena cidade.
Além disso, o Spectrum ofereceu muitas oportunidades para experimentar tecnologia de
última geração, como um simulador de voo e um robô que podia ser programado para executar
tarefas específicas. Eu também gostei de explorar o "mundo microscópico", onde pude ver
coisas incríveis em escala microscópica.
Em conclusão, a minha experiência no Science Center Spectrum foi incrível e altamente
educativa. Eu gostei de poder experimentar a ciência de maneira prática e interativa, e aprendi
muito sobre várias áreas da ciência. Se tiverem a oportunidade de visitar Berlim, eu
definitivamente recomendo uma visita ao Spectrum.
Pedro David, 9.ºD
Visita ao Science Center Spectrum em Berlim
3.º ciclo: Português 9.ºD - Visita de Estudo a Berlim
DeClara nº 67 julho 2023
59
Visita de Estudo a Berlim
O campo de concentração de Sachenhausen
Recentemente, estive na cidade de Berlim, na Alemanha, no âmbito da disciplina de alemão
e história. Durante esta visita de estudo, estivemos em vários locais interessantes e repletos de
história. No entanto, houve um que, para mim, se destacou dos demais - o Campo de
Concentração de Sachenhausen. Este campo foi construído nos anos 30 e foi um dos locais mais
utilizado na Segunda Guerra Mundial.
Fiquei impressionado com o seu estado conservação, mesmo decorridos tantos anos e as
condições a que este esteve sujeito. Um dos pormenores que mais apreciei foi conhecer toda a
história deste local. A visita foi acompanhada por uma guia que contou vários episódios lá
ocorridos. Os prisioneiros, neste local, eram maioritariamente presos políticos, homossexuais e
judeus, entre outros. As descrições detalhadas, dadas pela guia , tornaram esta visita ainda mais
interessante, enquanto eram explicadas as funções do campo e algumas histórias ali passadas.
Todo o espaço em si deixou-me a refletir e a tentar imaginar como seria o local, quando estava
ativo. Este campo de concentração era principalmente utilizado para trabalhos forçados dos
prisioneiros, ao contrário de outros, como o de Auschwitz, que era, infelizmente, utilizado para o
extermínio dos prisioneiros.
Uma história, em particular, captou a minha atenção. A de três prisioneiros que foram
enviados para este mesmo campo e que acabaram por conseguir fugir. No entanto, acabaram
por ser, mais tarde capturados. O último a ser capturado, na iminência de ser fuzilado, preferiu
atirar-se contra o arame farpado que envolvia o campo, acabando por morrer eletrocutado e
alvejado pelos guardas.
Embora o Campo de Concentração de Sachenhausen seja um local com uma história triste e
perturbadora, não deixou de ser enriquecedor estar num local com um protagonismo tão
vincado num acontecimento da história como a Segunda Guerra mundial. Foi sem dúvida uma
visita inesquecível. Rafael Mariz, 9ºD
3.º ciclo: Português 9.ºD - Visita de Estudo a Berlim
DeClara nº 67 julho 2023
60
Uma das coisas que mais gostei na cidade de Berlim foi a mistura de arquitetura histórica e
moderna. Desde a belíssima Catedral de Berlim e o elegante Palácio do Reichstag até a
impressionante Torre de TV de Berlim e os edifícios modernos em Potsdamer Platz, existem
muitos exemplos incríveis de arquitetura.
Um dos lugares que mais adorei visitar foi o bairro de Kreuzberg graças à sua atmosfera
multicultural, que pode ser vista em cada esquina do bairro. Outra razão pelo meu fascínio por
este local é a arte de rua que está presente em todo o bairro. As paredes e edifícios estão
cobertos por grafite e murais incríveis, obras de arte na minha opinião.
Houve outros sítios e monumentos que me deixaram encantada, não só pela sua arquitetura
mas também pelo seu significado, como o Portão de Brandemburgo, o Muro de Berlim, o
Memorial do Holocausto e a Gedächtniskirche. Estes monumentos são um lembrete constante
dos horrores da guerra e dos eventos que moldaram a cidade. Matilde Sousa, 9.ºD
Texto de opinião - Berlim
Foto 1: O grupo em Berlim
3.º ciclo: Português 9.ºD - Visita de Estudo a Berlim
DeClara nº 67 julho 2023
61
Visita de Estudo a Berlim
Foto 2: O grupo em Berlim
A professora de Português
Anabela Cardoso
3.º ciclo: Português 9.ºD - Visita de Estudo a Berlim
DeClara nº 67 julho 2023
62
3.ºciclo: Química do Chocolate o Dia Mundial do Chocolate
A Química do chocolate e o Dia Mundial do Chocolate (7 de julho)
Alguns dos prazeres mais sublimes que temos na vida só existem graças à química. Para o
comprovar, hoje falamos do chocolate!
O chocolate possui mais de 300 substâncias químicas que atuam em nosso organismo. As
que mais se destacam são a teobromina, o ácido oxálico, a cafeína e a feniletilamina. A
feniletilamina é uma hormona conhecida como “hormona da paixão”. Essa substância é
responsável por provocar a sensação de bem-estar.
O Dia Mundial do Chocolate, às vezes chamado de Dia Internacional do Chocolate, ou
apenas Dia do Chocolate, é uma celebração anual do chocolate, ocorrendo globalmente em 7
de julho, que alguns sugerem ser o aniversário da introdução do chocolate na Europa em
1550. O Dia Mundial do Chocolate remonta a 2009.
O chocolate atual é o resultado de um longo processo de descobertas, experiências e
inovação e durante os próximos minutos, vamos conhecer alguns passos importantes que o
tornam tão delicioso!
Talvez não saiba, mas a semente de cacau que é colhida do fruto está muito longe de ter o
aroma e o sabor que associamos ao chocolate.
O primeiro processo indispensável para formação das substâncias responsáveis pelo sabor
do cacau é a fermentação destas sementes, a qual envolve várias reações químicas.
DeClara nº 67 julho 2023
63
Mas o que importa reter é que é durante este processo que a proteína de reserva das
sementes começa a ser decomposta nos seus aminoácidos constituintes.
O passo seguinte é a torrefação, que permite a evaporação da água e de alguns compostos
de cheiro e sabor desagradáveis dos grãos de cacau. Mas a verdadeira maravilha química da
torrefação é a cascata de reações que ocorrem entre os aminoácidos formados na fermentação
e os açúcares presentes no grão. Estas reações dão origem aos compostos responsáveis pelo
aroma e sabor do chocolate (aldeídos, esteres, cetonas, furanos) e formam também os
compostos que dão a cor castanha ao grão. O … castanho chocolate!
Antes de podermos desfrutar das delícias do chocolate, falta ainda uma última etapa: a
cristalização. O principal responsável pela textura do chocolate, a manteiga de cacau, pode
cristalizar de seis formas diferentes, uma propriedade designada por polimorfismo.
O polimorfismo é um arranjo diferente das moléculas para formar o estado sólido, mas
desse arranjo resultam diversas propriedades físicas como a cor, o brilho e a temperatura de
fusão.
Das seis formas de polimorfismo possíveis para o chocolate só uma tem as características
que os consumidores apreciam: apresenta uma superfície sedosa, tem uma textura suave e
derrete-se à temperatura da língua.
Infelizmente, esta forma mais saborosa não é a forma mais estável e o último desafio dos
fabricantes de chocolate é garantir que todo o chocolate cristaliza na forma correta. Isto só se
consegue através de um ciclo de aquecimento e arrefecimento com temperaturas muito
controladas.
Se deixar o seu chocolate ao calor, perderá esta forma tão especial e o chocolate vai
parecer-lhe sensaborão e difícil de derreter na boca.
Conserve o seu chocolate à temperatura adequada para não desperdiçar os prazeres da
química!
3.ºciclo: Química do Chocolate o Dia Mundial do Chocolate
DeClara nº 67 julho 2023
64
Por fim aqui fica uma receita muito simples de um bolo delicioso da caneca de chocolate.
Experimenta e boas férias !!!
Receita Bolo da caneca
1.Numa caneca, coloque 2 colheres de sopa de farinha, 2 colheres de sopa de açúcar e duas
colheres de sopa de chocolate em pó.
2.Mexa tudo e junte 1 ovo.
3.Junte 2 colheres de sopa de leite e duas colheres de sopa de óleo.
4.Leve ao micro-ondas durante 3 minutos na potência máxima (1000 watts).
Professora Isabel Pinto
Física e Química
Professora Isabel Pinto
Física e Química
3.ºciclo: Química do Chocolate o Dia Mundial do Chocolate
DeClara nº 67 julho 2023
65
Ensino Secundário: 10.º A – Biologia e Geologia: Biomateriais
No âmbito da disciplina de Biologia-Geologia, no dia 2 de abril, a turma 10.ºA participou
numa palestra dinamizada pela doutora Bruna Costa do Instituto de Investigação e Inovação em
Saúde (i3S) intitulada “Os Biomateriais e as suas aplicações na saúde. Os péptidos
antimicrobianos como alternativa aos antibióticos no combate das infeções bacterianas.”
Esta atividade teve como objetivo a articulação entre os conteúdos das aprendizagens
essenciais (AE) da unidade temática Biomoléculas e as linhas de investigação no âmbito da
Ciência. Foi igualmente objetivo proporcionar aos alunos o contacto com um investigador e seu
percurso académico entre diferentes áreas da Ciência.
Foi um diálogo profícuo e enriquecedor e constituiu uma mais-valia para aprofundar as
aplicações das biomoléculas na saúde, nomeadamente, na utilização de biomateriais aplicados
no ramo das próteses ou em cateteres, por exemplo, para doentes que fazem quimioterapia ou
os que são sujeitos a traqueotomia.
Estes biomateriais são construídos de forma a minimizar as infeções bacterianas e situações
de rejeição dos componentes utilizados na sua construção.
Biologia e Geologia - Os Biomateriais e as suas aplicações na saúde.
Isolina Virgínia Silva
Professora de Biologia e Geologia do 10ºA
Foto 1: Palestra dinamizada no auditório Foto 2: Exemplos de biomateriais
DeClara nº 67 julho 2023
66
Ensino Secundário: 11.ºE – História A Visita de Estudo Berlim
Data: 26 a 30/03/2023
Local: Berlim, Alemanha
Durante 5 dias, as turmas do 9°D, 11°E e 12°F, realizaram
uma visita de estudo à cidade de Berlim, capital da Alemanha,
acompanhados pelos professores Arlete Ferreira, Maria Jorge
Urbano, Daniel Pedrosa e Jorge Oliveira.
Ao longo desses 5 dias visitámos diversos pontos turísticos e
históricos e mergulhámos na história e cultura da cidade,
como o Checkpoint Charlie, o Campo de Concentração e o
Museu Judaico.
Visita de Estudo Berlim
Chegámos a Berlim, por volta das 18 horas, após uma viagem
de três horas de avião, a partir do Porto. Fomos para o hotel
de autocarro. Depois de nos instalarmos no hotel fomos
explorar a zona e jantar. Optámos pelo restaurante Five Guys.
Depois, aproveitámos para passear até à Potsdamer Platz, uma
praça movimentada e moderna, repleta de arranha-céus, lojas
e restaurantes. Em seguida, visitámos a Praça Sony, onde
pudemos apreciar a arquitetura contemporânea, as luzes e desfrutar do ambiente animado.
Como já era tarde regressámos ao Ibis Budget Hotel para descansarmos para o dia seguinte.
DeClara nº 67 julho 2023
67
No segundo dia, tivemos a oportunidade de
conhecer a cidade, através de uma viagem
panorâmica de autocarro. Começámos por visitar
a Porta de Brandemburgo, um símbolo histórico
da unificação alemã. Parámos aqui para apreciar o
monumento único. De seguida, fomos até ao
Memorial do Holocausto, um local impressionante
que presta homenagem às vítimas do Holocausto.
De autocarro seguimos até à East Side Gallery, onde observámos e apreciámos uma parte Muro
de Berlim com pinturas de artistas alemães.
Regressamos à Potsdamer Platz, para almoçar livremente.
Ensino Secundário: 11.ºE – História A Visita de Estudo Berlim
À tarde fomos visitar o Campo de Concentração de
Sachsenhausen, um lugar emocionalmente impactante
e muito importante para melhor se entender a história
do país. Ao final do dia regressámos ao hote e
preparámo-nos para ir jantar ao restaurante escolhido
pela agência de viagens. Terminámos a nossa noite
com uma visita ao Parlamento Alemão.
Subimos até à cúpula do Parlamento onde pudemos apreciar uma paisagem noturna
deslumbrante sobre a cidade de Berlim.
Começámos o terceiro dia com uma viagem de metro e autocarro até à Ilha dos
Museus. Aí visitámos o Museu Pergamon, que abriga uma impressionante
coleção de artefactos históricos. Depois da hora livre para almoço na
Alexanderplatz, conseguimos observar o World Time Clock [relógio mundial].
DeClara nº 67 julho 2023
68
Ensino Secundário: 11.ºE – História A Visita de Estudo Berlim
De seguida, visitamos a Haus Schwarzenberg , uma área cultural
alternativa cheia de arte de rua. Durante o caminho até à loja de
chocolates Rausch Lantagen, um lugar com esculturas incríveis feitas
de chocolate e com diferentes chocolates à venda, tivemos a
oportunidade de passar pela Universidade Humboldt e pela
Bebelplatz, muito visitada por aqui terem sido queimados, na noite
de 10 de maio de 1933, milhares de livros de autores, como Karl
Marx, Sigmund Freud e muitos outros, censurados pelos nazis. Nesta
zona também encontrámos a Ópera Estatal de Berlim. A caminho do hotel foi, também, possível,
para quem quis, visitar o Museu Judaico. Embora não tenhamos tido muito tempo para o explorar,
foi uma experiência muito impactante e chocante pelos horrores do holocausto, e uma das
atividades foi caminhar por cima de placas metálicas que representavam os mortos do
Holocausto. Para terminar este dia fomos jantar, novamente, no restaurante habitual.
No quarto dia, seguimos para o Checkpoint Charlie, um
importante ponto de passagem entre as zonas leste e
oeste de Berlim durante a Guerra Fria. Pudemos,
também, visitar a Igreja Memorial Kaiser
Wilhelm, conhecida como Gedächtniskirche, e o
Mahnmal Goldener Riss, um monumento em memória às
vítimas da guerra.
Antes do almoço também tivemos a oportunidade de visitar a loja M&M.
Tivemos uma hora para almoçarmos num local à nossa escolha. Uma das opções foi o centro
comercial mais antigo da Alemanha, na rua Kurfürstendamn.
DeClara nº 67 julho 2023
69
Ensino Secundário: 11.ºE – História A Visita de Estudo Berlim
Após o almoço, explorámos o Museu Alemão de Tecnologia, que
mostra a evolução tecnológica desde o automóvel até à própria
ciência, e o Science Center Spectrum, um museu interativo com
o objetivo de compreendermos a ciência de uma forma
divertida.
Começámos o quinto e último dia aproveitando os últimos momentos em
Berlim. O ponto de paragem foi o Neues Museum, um museu com uma
vasta coleção de artefactos egípcios e pré-históricos. Neste museu tivemos o
privilégio de ver o busto de Nefertiti, a Grande Esposa Real do faraó egípcio
Aquenáton. Por fim, regressámos ao hotel para fazermos o check-out e
irmos para o aeroporto Berlim-Brandemburgo onde almoçámos antes de
iniciarmos a viagem de regresso num voo da Ryanair.
Concluindo, a nossa visita de estudo a Berlim foi uma
experiência enriquecedora, pois permitiu-nos mergulhar na
história e cultura desta cidade, um marco de grande
relevância histórica. Os diversos pontos turísticos visitados
proporcionaram uma compreensão mais profunda da história
alemã, da importância de Berlim ao longo dos séculos e do lugar de onde as atrocidades do
Holocausto foram orquestradas. Recomendamos esta cidade a todas as pessoas que desejam
explorar uma mistura única de história, arte, arquitetura e cultura contemporânea.
No final desse dia tivemos a possibilidade de visitar a Topografia do Terror, um museu ao ar livre
que documenta, detalhadamente, a história do regime nazi e as suas atrocidades. Mais uma vez,
o jantar foi no restaurante habitual.
Alunos do 11ºE
Ana Rita Cunha nº2, André Pereira nº3, Beatriz Alves
nº5, David Teles nº6, Marta Bravo nº20
DeClara nº 67 julho 2023
70
Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse
VISITA DE ESTUDO À CAPITAL EUROPEIA DA AERONÁUTICA E DO AEROESPACIAL
- TODOS FOMOS A TOULOUSE: PRESENCIAL OU VIRTUALMENTE –
No presente ano letivo, o 12ºC, apresentou-se com um perfil heterogéneo de alunos: os mais
voltados para as Engenharias Aplicadas à Industria e os mais orientados para as Físicas/
Engenharias de Investigação ou de ponta. Assim, as disciplinas de Física e de Aplicações
Informáticas, desenharam uma visita de estudo em áreas complementares, para satisfazer os
interesses e tendências diversas dos alunos.
Esta atividade, de enriquecimento/ aprofundamento curricular, inseriu-se no ensino-
aprendizagem, pelo que “todos fomos a Toulouse (França)”, direta (Testemunho B) ou
indiretamente (Testemunhos A/C/D). Todos aprendemos, crescemos intelectual e culturalmente.
A visita converteu-se num marco do presente ano letivo: foi transformadora.
Testemunho A/ Visita online:
«A viagem a Toulouse»
«Nesta visita de estudo à cidade de Toulouse, os alunos e professores visitaram
diversos destinos turísticos, incluindo a “Cité de l’espace” e a famosa fábrica da Airbus.
Apesar de apenas ter durado aproximadamente 3 dias, esta visita esteve repleta de
atividades interessantes e envolventes, mantendo os viajantes entretidos o tempo todo.
DeClara nº 67 julho 2023
71
A Brigada #AMARoMAR pronta para sair da Escola Básica e Secundária
Clara de Resende com os seus 43 participantes.
Toulouse é uma cidade localizada no sul da França, conhecida não só pela sua história e
cultura, mas também por ser um importante centro industrial e tecnológico. Conhecida como a
"cidade rosa" devido à cor dos tijolos utilizados em muitos de seus edifícios, Toulouse é uma
mistura única de tradição e modernidade. Com um clima mediterrâneo suave, a cidade tem um
ambiente descontraído e agradável que atrai visitantes de todo o mundo. A história da cidade
remonta aos romanos, e isso é evidente em muitos dos seus edifício, como a Catedral de “Saint-
Étienne”, o “Hôtel-Dieu Saint-Jacques” e o Convento dos Jacobinos.
Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse
Além disso, Toulouse é lar de muitos museus interessantes, como o Museu dos Augustinos,
que abriga uma vasta coleção de arte europeia e de artefactos pré-históricos da região. As áreas
mais modernas da cidade abrigam construções impressionantes, como a fábrica da Airbus, que se
extende pela maioria dela. Toulouse também é uma cidade universitária animada, com muitas
instituições de ensino superior, incluindo a famosa Universidade de Toulouse.
DeClara nº 67 julho 2023
72
A Brigada #AMARoMAR pronta para sair da Escola Básica e Secundária
Clara de Resende com os seus 43 participantes.
Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse
A cidade tem uma atmosfera jovem e descontraída, com
muitos bares, cafés e restaurantes que servem comida deliciosa
e vinho local. As ruas estreitas do centro histórico de Toulouse
estão cheias de lojas interessantes e mercados coloridos que
vendem produtos frescos e especialidades regionais.
Esta cidade está também repleta de parques e jardins, como o Jardim das Plantas, o Jardim
Japonês e o Canal “du Midi”, que oferecem oportunidades para passeios e atividades ao ar livre.
A cidade também está localizada perto dos Pirenéus, tornando-se um ponto de partida para
excursões à montanha e outras aventuras na natureza.
O primeiro grande destino dos viajantes foi a “Cité de
l’espace”, um parque temático e centro de ciências localizado
perto do centro da cidade. O parque é dedicado à exploração
espacial e conta com várias atrações relacionadas com o
tema, como exposições interativas, simuladores de voo
espacial, modelos de foguetes e naves espaciais, além de um planetário. Inaugurada em 1997,
a “Cité de l’espace” é um dos maiores parques temáticos dedicados ao espaço de todo o
mundo. O parque é uma atração popular entre famílias e estudantes de ciências, interessados
em aprender mais sobre o espaço e a exploração espacial. Além disso, a "Cité de l'espace"
também é um importante centro de pesquisa e educação em astronomia e ciências espaciais
na França.
Entre as diversas atrações presentes neste parque, destacam-se as seguintes: Astronáutica
(Uma exposição interativa que apresenta a história da exploração espacial e as tecnologias
utilizadas para enviar seres humanos ao espaço); Planeta a Z (Uma exposição interativa que
apresenta informações sobre os planetas do sistema solar, bem como sobre a vida no espaço e
os desafios enfrentados pelos astronautas).
DeClara nº 67 julho 2023
73
Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse
Naves espaciais (Uma exposição que apresenta modelos em tamanho real de naves espaciais,
incluindo o foguete Ariane 5, o vaivém espacial Buran e o módulo lunar Apollo); Terra no
espaço (Uma exposição que apresenta imagens e informações sobre a Terra vista do espaço,
incluindo dados sobre o clima, as mudanças climáticas e os ecossistemas); Um simulador de voo
espacial que oferece aos visitantes a experiência de pilotar um avião; Planetário (Um cinema
que apresenta filmes sobre astronomia e exploração espacial); Missão no espaço (Um simulador
de treino de astronautas que permite que os visitantes experienciem o que é preciso para se
tornar um astronauta); Exploração de Marte (Uma exposição que apresenta informações sobre
a exploração de Marte e as missões enviadas ao planeta vermelho); etc.
No percurso desta visita, os alunos e professores também visitaram a Fábrica da Airbus: A
Airbus é uma das maiores fabricantes de aviões comerciais do mundo, tendo sido fundada em
1970 através de uma colaboração entre a empresa aeroespacial alemã “Deutsche Aerospace”
(agora parte da “Airbus Defence and Space”) e a empresa francesa ”Aérospatiale”. Atualmente, a
Airbus possui diversas fábricas em todo o mundo, cada uma responsável por diferentes aspetos
da produção de aeronaves.
DeClara nº 67 julho 2023
74
A Brigada #AMARoMAR pronta para sair da Escola Básica e Secundária
Clara de Resende com os seus 43 participantes.
Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse
A fábrica da Airbus em Toulouse abrange uma área enorme, com vários prédios e
instalações interconectados que ocupam mais de 100 hectares. Ela emprega milhares de
pessoas, incluindo engenheiros, técnicos, trabalhadores de linha de produção, gestores e
outros profissionais altamente qualificados. A fábrica é conhecida pela sua eficiência, precisão
e atenção aos detalhes, bem como pela sua capacidade de produzir grandes quantidades de
aviões de alta qualidade num curto espaço de tempo.
Esta fábrica é responsável pela montagem final de aeronaves de grande porte, como o
A320, A330, A350 e A380, bem como a produção de asas para estes aviões. Esta fábrica
encontra-se dividida em vários setores, cada um com um hangar e, por sua vez, cada hangar
concentra o programa de construção de um determinado avião. Dentro de um hangar é
possível observar diversas secções que separam o trabalho em diferentes fases de construção:
Numa secção, eles constroem a fuselagem, noutra montam o avião, etc. É importante referir
que as partes de aviões da Airbus são importadas de outros países como o Reino Unido, a
Rússia, os Estados Unidos e a Alemanha. Assim, a construção de cada avião demora
aproximadamente seis meses, podendo até prolongar-se até aos oito meses, dependendo da
complexidade e tamanho deste. As peças chegam a Toulouse num avião chamado Beluga, que
as transporta constantemente entre países.
Além da produção de aeronaves, a fábrica da Airbus também abriga outras atividades
relacionadas, como testes de certificação, treino de pilotos e mecânicos, e a operação de um
centro de visitantes (que permitiu esta visita aos alunos e professores).
DeClara nº 67 julho 2023
75
A Brigada #AMARoMAR pronta para sair da Escola Básica e Secundária
Clara de Resende com os seus 43 participantes.
Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse
Assim, A Airbus é conhecida pela sua tecnologia de ponta e por investir em inovação e
pesquisa para continuar a avançar no setor aeroespacial. A empresa continua a ser uma das
líderes no mercado de aviação, produzindo alguns dos aviões mais populares e avançados do
mundo.
Desde que os alunos voltaram de Toulouse, continuam a contar histórias sobre as pessoas
da cidade e o que visitaram, tendo sido assim uma viagem claramente marcante. Penso que
tomei a decisão errada em não pagar a viagem e, para uma próxima, dada a oportunidade, não
hesitarei em aceitar.»
Porto, 30 de Março de 2023
Pedro Noya, Nº 22/ 12º C
Testemunho B/ Visita ao local
«Relatório detalhado
da visita de estudo à Cité de l’Espace e à Airbus, Toulouse - França,
com menção da experiência pessoal de aprendizagens»
«No dia 20 de março de 2023, fiz a minha primeira viagem de estudo internacional!
Com encontro marcado para as 18h00 no aeroporto Francisco de Sá Carneiro, fui ter com
o meu grupo de viagem, constituído pelos meus colegas e amigos Tomás Bessa, Tomás
Ferreira, Rodrigo Silva, Tiago Santos, Diogo Pimenta e Constança Ferreira, e pelas minhas
professoras de Física e de Aplicações Informáticas B, Dra. Maria Helena Pimental e Dra.
Nazaré Morais, respetivamente. Partimos para Toulouse, à hora prevista (19h45), num voo da
Ryanair.
DeClara nº 67 julho 2023
76
A Brigada #AMARoMAR pronta para sair da Escola Básica e Secundária
Clara de Resende com os seus 43 participantes.
Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse
As expectativas que eu tinha para esta viagem eram bastante elevadas! Afinal, íamos visitar
infraestruturas e exposições que albergam modelos de naves espaciais/aviões considerados
lendários pela comunidade internacional de engenharia espacial e aeronáutica.
Chegados ao aeroporto de Toulouse-Blagnac (22h25, mais 1 hora do que no Porto), fomos de
carro para o hotel Íbis Budget Toulouse Centre Gare, situado a cerca de 1 km do centro da cidade
de Toulouse. O hotel, de duas estrelas, era bastante acolhedor e bem servido. A escassos metros,
encontramos um mini-supermercado, chamado Carrefour, onde nos abastecemos, de comida e
bebida, durante a nossa estadia. Também não ficava muito longe de uma praça, bastante grande,
formada por vários edifícios com restaurantes e bares. Foi no MacDonald dessa praça que
jantámos na noite de chegada a Toulouse.
No primeiro dia completo em Toulouse, 21 de março de 2023, visitámos a Cité de l’Espace,
que conta já com 25 anos de existência. Levantamo-nos bem cedo e, depois de tomarmos o
pequeno almoço e de nos abastecermos de alimentos para o resto do dia, fomos para o nosso
destino de autocarro. Após a revisão-controlo de segurança que nos foi feita, entrámos no
recinto. Este, constituído por hangares, edifícios e espaços verdes, é muitíssimo grande.
Encontrava-se cheio de turistas, estudantes, jovens e adultos; e, a perder de vista,
modelos/réplicas à escala real das mais diversas construções emblemáticas utilizadas pelo
homem, para explorar e conhecer o universo.
DeClara nº 67 julho 2023
77
Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse
Neste dia a minha cultura de astronomia e de astronáutica aumentou muito! Visualizámos
um curto filme, em 3D, sobre asteroides, naves espaciais e outros equipamentos, com a função
de obter informação de locais mais distantes no Espaço, inatingíveis pelo homem. Vimos uma
réplica à escala real do foguetão Ariane 5 (era Gigante!!); assistimos a uma pequena palestra
sobre o uso de diversos robôs espaciais terrestres e uma pequena aula sobre o que já
conhecemos do Espaço; e interagimos com muitos, mas mesmo muitos, painéis informativos,
que aumentaram o nosso saber.
O que eu gostei mais de visitar nesse dia foi a estação espacial russa Mir/Мир. Esta estação,
modular, encontrava-se não muito longe da Terra, e foi montada e operada na baixa órbita
terrestre, entre 1986 e 2001. No seu tempo, foi considerada o maior espaçonave em atividade.
Possuía tecnologia bastante avançada que permitiu a recolha de dados e informação preciosa
para a humanidade.
Terminada esta visita de sonho, regressámos ao centro da cidade de Toulouse, onde
jantámos no restaurante Five Guys que, apesar de caro, tinha uma excelente comida.
Toulouse revelou-se bastante bonita. Tem uma forte cor de tijolo, que a caracteriza, desde os
passeios, as fachadas de grande parte dos edifícios e coberturas dos mesmos. A caminho do
hotel, deparámo-nos com a sua Câmara Municipal ou Capitole, a sua emblemática praça, a Pont
Neuf e a Basílica de Saint-Sernin.
DeClara nº 67 julho 2023
78
A Brigada #AMARoMAR pronta para sair da Escola Básica e Secundária
Clara de Resende com os seus 43 participantes.
Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse
O segundo dia da nossa visita de estudo, 22 de março de 2023, foi, na minha opinião, o dia
mais interessante da nossa estadia em Toulouse. Visitámos a Airbus – sociedade empresarial
europeia de atividade aeroespacial e bélica, desde 1967 - que conseguiu ultrapassar, por
momentos, a empresa internacional americana Boeing (a maior e mais emblemática empresa
de construção aeronáutica mundial).
Depois de uma curta viagem de Uber, desde o hotel, já se conseguia ver o recinto,
enormíssimo, da Airbus. Logo à entrada, encontravam-se três dos seus modelos emblemáticos
de aviões, sendo um deles o famosíssimo e lendário Concorde, avião supersónico, capaz de
atingir a velocidade máxima de 2 179 km/h.
Fomos muito bem-recebidos por um excelente guia – o Tomás, que, numa extraordinária
viagem de camioneta pelo recinto, nos explicou, com grande profissionalismo e entusiasmo, a
história do consórcio Airbus, como este operava, como se podia trabalhar na empresa e o seu
impacto na indústria aeronáutica. Nesse trajeto de viagem, visitámos uma das muitas oficinas.
Estava a ser construído um avião comercial modelo A320, o mais vendido e carismático da
Airbus. Fiquei fascinado com a escala imponente da oficina. Era enorme e com as mais diversas
máquinas-robots, que deviam fazer os mais exímios e impensáveis trabalhos. Vimos muitos
modelos de aviões, muitos descontinuados, como o Concorde. Outros, como os modelos A300s,
que melhoraram e ficaram cada vez mais evoluídos com o passar dos anos.
Após despedirmo-nos do guia Tomás, entrámos dentro de um grande hangar onde se
encontravam muitos modelos de avionetas, aviões comerciais, aviões com fins militares e aviões
cargueiro. Havia também vários painéis interativos e textos informativos. Foi-nos permitida a
entrada no interior de um Concorde e de um Beluga, este último enorme e com um formato
peculiar.
DeClara nº 67 julho 2023
79
Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse
Depois da incrível visita à Airbus, fomos de metro até à estação do Téléo – o maior teleférico
urbano de França. Embarcamos numa cabina e vimos a bela paisagem da cidade de Toulouse,
circunscrita pelo seu enorme rio, o Garona, com 575 km de comprimento, de cor bastante azul.
Ao longe, avistámos os Pirenéus (onde este rio nasce)!
Depois deste passeio aéreo, visitamos o Campus da Universidade de Toulouse. Lembro-me de
ter ficado cansado pela grande caminhada que fizemos no Campus. Era, de facto, muito grande e
com infraestruturas de alta qualidade. Não é por acaso que Toulouse alberga uma das melhores
universidades europeias, em que os seus graduados são muito bem vistos e reconhecidos.
Jantámos pelo cedo nesse dia. Foi numa pizzaria italiana, perto da Pont Neuf, que era
excelente. Depois, repletos de um dia em cheio, seguimos a pé para a última noite no Hotel Íbis.
Na quinta-feira, 23 de março de 2023, regressámos ao Porto (voo FR 1988 da Ryanair, das
09:20). Aterrámos no aeroporto Francisco Sá Carneiro por volta das 10 horas da manhã. Sentia-
me bastante cansado, pelas poucas horas de descanso que tivemos nessa noite, mas acima de
tudo sentia-me feliz e muito agradecido por ter tido esta oportunidade.
Por isso, quero agradecer à minha professora de Física, Dra. Maria Helena Pimentel, por esta
excelente visita de estudo.
Foi muito interessante. Permitiu ver a imponência, o luxo e a história daquelas aeronaves,
em particular.
DeClara nº 67 julho 2023
80
Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse
Também quero agradecer à minha professora de Aplicações Informáticas B, Dra. Nazaré
Morais, por todas as ajudas e orientações dadas.
Não posso deixar de agradecer também aos meus pais, pelo entusiasmo deles.
Por último, gostaria de expressar que sou favor destas viagens de estudo, pois não trazem
apenas conhecimento e saber, como também nos orientam para melhores escolhas do nosso
futuro profissional. E pelo convívio, bastante salutar.»
Porto, 27 de março de 2023
Luís Ferreira Ribeiro, nº18, 12º C
DeClara nº 67 julho 2023
81
Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse
TestemunhoC/ Visita online:
Toulouse: Científico - Tecnológica
INTRODUÇÃO
«Nos últimos anos, Toulouse, que é a quarta maior cidade de França, tem-se vindo a afirmar
cada vez mais como uma das cidades europeias mais importantes no desenvolvimento científico-
tecnológico, especialmente no que toca à parte aeroespacial e aeronáutica (...)
(...)
AIRBUS/ DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E A INOVAÇÃO CIENTÍFICA
Foi apenas em 28 de Outubro de 1972, em Toulouse, após um longo processo de construção
de uma aeronave e de diversos testes, que ocorreu o primeiro voo de um avião da Airbus, voo
esse que durou cerca de uma hora e vinte e três minutos. O A300 foi o avião usado neste primeiro
voo, tendo este um comprimento de cerca de 53,92 metros e capacidade para cerca de 250
pessoas. Após isto, este modelo circulou durante seis semanas por vários lugares da América com
o intuito de ser apresentado.
DeClara nº 67 julho 2023
82
Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse
No que toca ao desenvolvimento tecnológico, a Airbus foi responsável por adaptar o uso
da tecnologia “fly-by-wire” em aviões civis, bem como o uso de “side-stick” no lugar do manche
(alavanca presente em aviões, aeronaves e outros dirigíveis e que é responsável por ditar
manobras como a subida, descida e estabilização lateral da aeronave), sendo que estas apenas
começaram a aparecer na A320. No sistema “fly-by-wire”, em vez dos controlos como a manche,
pedais, etc. Estarem ligados mecanicamente às superfícies de comando ou motores, passaram a
estar conectados eletronicamente a computadores. Esta tecnologia, que começou a ser aplicada
em aviões militares, está atualmente a ser usado em variadas aeronaves, incluindo as da
empresa rival (a Boeing).
Outra grande inovação tecnológica presente a partir dos aviões A320 é o ECAM ou
Monitorização Eletronicamente Centralizada da Aeronave. Este é um sistema composto por dois
grandes ecrãs na cabine de comando que mostram o estado de todos os sistemas a bordo
(hidráulicos, pressão da cabine, motores, combustível, etc.). A grande vantagem deste sistema é
que, caso haja uma falha ou fogo no motor, em vez de ter de consultar o livro que contem todas
as checklists de todas as falhas que podem acontecer (o QRH), a checklist passa a aparecer toda
no ecrã, o que faz com que o piloto não tenha que perder tanto tempo a consultar o QRH.
Apesar destas vantagens, este é um sistema que, devido a alguns acidentes de avião da Airbus,
tem sido bastante contestado
DeClara nº 67 julho 2023
83
Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse
OUTROS LOCAIS DE INTERESSE CIENTÍFICO- PEDAGÓGICO
(...) A “Cité de l’espace” é um centro de cultura científica relacionado com o espaço e tudo o que
envolve o mesmo, dedicando-se tanto à astronomia como também à astronáutica, tendo sido
inaugurado em 27 de julho de 1997.
Nesta pequena cidade, entre as principais experiências e exposições que se podem ver estão o
“Centro de lançamento”, onde se pode ver as decolagens de alguns foguetes de vários centros
espaciais e até mesmo um motor Vulcain do Ariane 5, e o “Moon - Episódio II, lá vamos nós de
novo!”, onde se poderá ver os principais momentos das missões Apollo para que o Homem
pudesse chegar à Lua e ainda como é que seria se o ser humano tentasse ficar a viver na Lua.
DeClara nº 67 julho 2023
84
Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse
Para além destas, outras duas exposições muito importantes presentes nesta cidade são a
exposição “Estação espacial MIR”, que basicamente nos permite ter uma pequena ideia sobre o
que é a vida de um astronauta no espaço, e ainda “O observatório”, local onde, entre outras
coisas, podemos observar a olho nu diferentes retratos do cosmos que explicam o Big Bang, a
formação de galáxias ou sistemas planetários.
Para além destes dois locais, outro local bastante importante a nível Espacial da França é
o CNES (Centro Nacional de Estudos Espaciais). O CNES é a Agência Espacial Francesa, uma
organização governamental fundada em 1961 e que é responsável por moldar e implementar a
política espacial da França no que toca à cooperação internacional, essencialmente na Europa.
Esta agência é também uma importante fonte de propostas que procuram manter a
competitividade da França e da Europa e ainda permanecer importantes a nível do domínio
espacial.
DeClara nº 67 julho 2023
85
Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse
(EPIC- Electric Propulsion Innovation and Competitiveness)
Na área da propulsão eléctrica (EP), o CNES trabalha sobretudo
em cinco vertentes, sendo algumas destas a cooperação com
laboratórios, estudos e modelagem de fenómenos físicos m HET
(Hall-Efect Thruster, relativo a propulsão elétrica), a modelagem
de efeitos de jato de plasma e caracterização da sua interação
com materiais de satélite, e, ainda, os sistemas de propulsão de
potência alta para transporte e exploração espacial, tal como, o projeto FP7 MEGAHIT (Megawatt
Highly Efficient Technologies for Space Power and Propulsion Systems for Long-duration
Exploration Missions; relativo à propulsão nuclear elétrica
Atualmente o CNES está a trabalhar com a Agência Espacial Europeia no programa NEOSAT que
tem como objetivo melhorar a liderança da indústria de satélites de telecomunicações, sendo
um dos temas a propulsão elétrica.»
Bibliografia:
https://viagens.sapo.pt/viajar/viajar-mundo/artigos/toulouse-a-cidade-cor-de-rosa
https://www.airbus.com/en/who-we-are/our-history/commercial-aircraft-history/early-days-1967
https://pt.wikipedia.org/wiki/Airbus
https://pt.wikipedia.org/wiki/Cit%C3%A9_de_l%27espace
https://www.cite-espace.com/decouvrir/les-expositions-et-jardins/
https://www.esa.int/Enabling_Support/Space_Engineering_Technology/Centre_National_D_Etudes_Spatiale
s_CNES
Ana Beatriz Oliveira Neto;
Nº 2; 12º C
DeClara nº 67 julho 2023
86
Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse
Testemunho D/ Visitaonline:
AEROSCOPIA: O MUSEU DAAIRBUS
«O Museu da Airbus em Toulouse/ Blagnac, é um museu dedicado à história da fabricante
de aeronaves Airbus e está localizado junto à linha de montagem final da empresa. O museu
apresenta uma ampla coleção de aeronaves históricas, incluindo modelos clássicos da Airbus,
bem como aviões militares e civis, motores e simuladores. Entre as atrações do museu estão a
réplica em tamanho real do primeiro avião produzido pela Airbus, o A300B, e o Airbus A380, o
maior avião comercial do mundo. E, também, do inconfundível Concorde.
Além das exposições permanentes, o museu também possui exposições temporárias que
apresentam a história da aviação e os avanços tecnológicos da indústria aeroespacial. O
Museu da Airbus é uma atração popular para os entusiastas da aviação, estudantes e famílias
que desejam aprender mais sobre a história da Airbus e explorar a coleção de aeronaves.
DeClara nº 67 julho 2023
87
Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse
O museu oferece visitas guiadas e atividades educacionais para crianças e adultos, bem como
eventos especiais, como shows aéreos e exibições temporárias.»
Tomás Oliveira; nº 27, 12ºC
DeClara nº 67 julho 2023
88
Ensino Secundário: 12.º C - Física-Visita de Estudo a Toulouse
LUGARES ONDE O FUTURO SE CONSTRÓI
O pólo Rangueil alberga numerosos institutos de investigação científico-tecnológicos, a
Universidade Toulouse III- Paul Sebatier, o Hospital Rangueil/ Centro Universitário Hospitalar e
outras escolas. Percorremos esses espaços inspiradores de futuro.
DeClara nº 67 julho 2023
89
Ensino Secundário: 12.º C - Física-Visita de Estudo a Toulouse
(...)
DeClara nº 67 julho 2023
90
Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse
Este 12ºC/ 2022-2023 percebeu: o que é rigor e investigação; trabalho e sonhos em
concretização; vocações ao serviço da Humanidade. E que há um “rio de progresso”, na
Educação-Ciência-Tecnologia, ao qual devemos ambicionar pertencer.
A AVENTURA E A DIVERSÃO 1: O TELEFÉRICO
A zona do parque tecnológico Rangueil é servida por metro e dispõe de um gigantesco
teleférico. A vista panorâmica de Toulouse, para um dos lados, e, dos Pirenéus para o outro é
avassaladora. Não podíamos perder esta viagem.
O teleférico liga as duas margens do Rio Garonne e tem duas paragens. Percorre três quilómetros
em dez minutos, para cada um dos lados. Tirámos muitas fotografias, não nos cansávamos de
olhar à nossa volta e conversámos com outros passageiros de cabine.
DeClara nº 67 julho 2023
91
Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse
A AVENTURA E A DIVERSÃO 2: A ZONA DOS PIONEIROS DA AVIAÇÃO
Seguimos para a zona próxima de Montaudran, o local do aeródromo dos pioneiros da
aviação. A antiga pista de avião é, agora, uma zona de lazer e diversão. Máquinas gigantes, em
forma de figuras grotescas, podem transportar pessoas, deslizando na rua em dias de festival.
Por exemplo, no Minotauros (que o Rodrigo escalou...).
O QUE NÃO TIVEMOS TEMPO DE VER (e estava ao lado...)
No primeiro dia da visita de estudo percorremos 15,6 Km e no segundo 17,1 Km. Não
houve tempo, nem energia, para nos deslocarmos a mais pontos de interesse. Por exemplo, ao
Museu dos Pioneiros da Aviação; associado ao nome de Antoine de Saint Exupéry, o autor do
Principezinho. E a outros nomes, como os de: Guilaumet, Mermoz, Latécoère, Daurat,
Bouilloux-Lafont.
DeClara nº 67 julho 2023
92
Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse
“Eis o meu segredo. Ele é muito simples: só conseguimos ver bem com o coração. O
essencial é invisível para os nosso olhos.»
DeClara nº 67 julho 2023
93
Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse
E
PARA
MAIS
TARDE
RECORDAR...
DeClara nº 67 julho 2023
94
Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse
E
PARA
MAIS
TARDE
RECORDAR...
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a DeClara n.º 67 julho 2023.pdf

DeClara n.º 65 maio 2023.pdf
DeClara n.º 65 maio 2023.pdfDeClara n.º 65 maio 2023.pdf
DeClara n.º 65 maio 2023.pdfIsabelPereira2010
 
DeClara n.º70 novembro 2023.pdf
DeClara n.º70 novembro 2023.pdfDeClara n.º70 novembro 2023.pdf
DeClara n.º70 novembro 2023.pdfIsabelPereira2010
 
DeClara n.º 58 outubro 2022
DeClara n.º 58 outubro 2022DeClara n.º 58 outubro 2022
DeClara n.º 58 outubro 2022IsabelPereira2010
 
DeClara n.º59 novembro 2022.pdf
DeClara n.º59 novembro 2022.pdfDeClara n.º59 novembro 2022.pdf
DeClara n.º59 novembro 2022.pdfIsabelPereira2010
 
Boletim do Polo EAD da Ulbra Santa Maria - junho de 2017
Boletim do Polo EAD da Ulbra Santa Maria -  junho de 2017Boletim do Polo EAD da Ulbra Santa Maria -  junho de 2017
Boletim do Polo EAD da Ulbra Santa Maria - junho de 2017Vanessa Nogueira
 
DeClara n.º72 janeiro 2024.pdf
DeClara n.º72 janeiro 2024.pdfDeClara n.º72 janeiro 2024.pdf
DeClara n.º72 janeiro 2024.pdfIsabelPereira2010
 
Entrepalavras10 dezembro 2016 final
Entrepalavras10 dezembro 2016 final Entrepalavras10 dezembro 2016 final
Entrepalavras10 dezembro 2016 final Dores Pinto
 
DeClara n.º 66 junho 2023.pdf
DeClara n.º 66 junho 2023.pdfDeClara n.º 66 junho 2023.pdf
DeClara n.º 66 junho 2023.pdfIsabelPereira2010
 
DeClara n.º46 setembro 2021
DeClara n.º46 setembro 2021DeClara n.º46 setembro 2021
DeClara n.º46 setembro 2021IsabelPereira2010
 
Newsletter apeel edição 3 janeiro2015
Newsletter apeel edição 3 janeiro2015Newsletter apeel edição 3 janeiro2015
Newsletter apeel edição 3 janeiro2015Margarida Santos
 
Entrevista Jornal Pangeia (junho2020)
Entrevista Jornal Pangeia (junho2020)Entrevista Jornal Pangeia (junho2020)
Entrevista Jornal Pangeia (junho2020)Henrique Santos
 
Jornal escolar palavras d'encantar 26.º edição
Jornal escolar   palavras d'encantar 26.º ediçãoJornal escolar   palavras d'encantar 26.º edição
Jornal escolar palavras d'encantar 26.º ediçãoMax Teles Teles
 

Semelhante a DeClara n.º 67 julho 2023.pdf (20)

DeClara n.º 65 maio 2023.pdf
DeClara n.º 65 maio 2023.pdfDeClara n.º 65 maio 2023.pdf
DeClara n.º 65 maio 2023.pdf
 
DeClara 33 maio 2020
DeClara 33 maio 2020DeClara 33 maio 2020
DeClara 33 maio 2020
 
DeClara n.º70 novembro 2023.pdf
DeClara n.º70 novembro 2023.pdfDeClara n.º70 novembro 2023.pdf
DeClara n.º70 novembro 2023.pdf
 
DeClara n.º58 outubro 2022
DeClara n.º58 outubro 2022DeClara n.º58 outubro 2022
DeClara n.º58 outubro 2022
 
DeClara n.º 58 outubro 2022
DeClara n.º 58 outubro 2022DeClara n.º 58 outubro 2022
DeClara n.º 58 outubro 2022
 
DeClara n.º59 novembro 2022.pdf
DeClara n.º59 novembro 2022.pdfDeClara n.º59 novembro 2022.pdf
DeClara n.º59 novembro 2022.pdf
 
Boletim do Polo EAD da Ulbra Santa Maria - junho de 2017
Boletim do Polo EAD da Ulbra Santa Maria -  junho de 2017Boletim do Polo EAD da Ulbra Santa Maria -  junho de 2017
Boletim do Polo EAD da Ulbra Santa Maria - junho de 2017
 
DeClara n.º72 janeiro 2024.pdf
DeClara n.º72 janeiro 2024.pdfDeClara n.º72 janeiro 2024.pdf
DeClara n.º72 janeiro 2024.pdf
 
Jornal Entrepalavras
Jornal EntrepalavrasJornal Entrepalavras
Jornal Entrepalavras
 
Entrepalavras10 dezembro 2016 final
Entrepalavras10 dezembro 2016 final Entrepalavras10 dezembro 2016 final
Entrepalavras10 dezembro 2016 final
 
Jornal do saber 02
Jornal do saber 02Jornal do saber 02
Jornal do saber 02
 
DeClara n.º 66 junho 2023.pdf
DeClara n.º 66 junho 2023.pdfDeClara n.º 66 junho 2023.pdf
DeClara n.º 66 junho 2023.pdf
 
DeClara n.º46 setembro 2021
DeClara n.º46 setembro 2021DeClara n.º46 setembro 2021
DeClara n.º46 setembro 2021
 
DeClara 49 dezembro 2021
DeClara 49  dezembro 2021DeClara 49  dezembro 2021
DeClara 49 dezembro 2021
 
Newsletter apeel edição 3 janeiro2015
Newsletter apeel edição 3 janeiro2015Newsletter apeel edição 3 janeiro2015
Newsletter apeel edição 3 janeiro2015
 
DeClara 47 ooutubro 2021
DeClara 47 ooutubro 2021DeClara 47 ooutubro 2021
DeClara 47 ooutubro 2021
 
Entrevista Jornal Pangeia (junho2020)
Entrevista Jornal Pangeia (junho2020)Entrevista Jornal Pangeia (junho2020)
Entrevista Jornal Pangeia (junho2020)
 
DeClara 53 Abril 2022
DeClara 53 Abril 2022DeClara 53 Abril 2022
DeClara 53 Abril 2022
 
Jornal escolar palavras d'encantar 26.º edição
Jornal escolar   palavras d'encantar 26.º ediçãoJornal escolar   palavras d'encantar 26.º edição
Jornal escolar palavras d'encantar 26.º edição
 
Projeto gibi na escola
Projeto   gibi na escolaProjeto   gibi na escola
Projeto gibi na escola
 

Mais de IsabelPereira2010

DeClara n.º 74 março 2024. O Jornal digital do AECR
DeClara n.º 74 março 2024. O Jornal digital do AECRDeClara n.º 74 março 2024. O Jornal digital do AECR
DeClara n.º 74 março 2024. O Jornal digital do AECRIsabelPereira2010
 
DeClara n.º 73 fevereiro 2024 edição especial Aniversário
DeClara n.º 73 fevereiro 2024 edição especial AniversárioDeClara n.º 73 fevereiro 2024 edição especial Aniversário
DeClara n.º 73 fevereiro 2024 edição especial AniversárioIsabelPereira2010
 
referenciaL Aprender Media dez2023.pdf
referenciaL Aprender Media dez2023.pdfreferenciaL Aprender Media dez2023.pdf
referenciaL Aprender Media dez2023.pdfIsabelPereira2010
 
DeClara n.º71 dezembro 2023.pdf
DeClara n.º71 dezembro 2023.pdfDeClara n.º71 dezembro 2023.pdf
DeClara n.º71 dezembro 2023.pdfIsabelPereira2010
 
DeClara n.º69 outubro 2023.pdf
DeClara n.º69 outubro 2023.pdfDeClara n.º69 outubro 2023.pdf
DeClara n.º69 outubro 2023.pdfIsabelPereira2010
 
DeClara n.º68 setembro 2023.pdf
DeClara n.º68 setembro 2023.pdfDeClara n.º68 setembro 2023.pdf
DeClara n.º68 setembro 2023.pdfIsabelPereira2010
 
Rumos a Oeste_cfepo Revista 1_2023.pdf
Rumos a Oeste_cfepo Revista 1_2023.pdfRumos a Oeste_cfepo Revista 1_2023.pdf
Rumos a Oeste_cfepo Revista 1_2023.pdfIsabelPereira2010
 
Rumos a Oeste_cfepo Revista 2 julho 2023.pdf
Rumos a Oeste_cfepo Revista 2 julho 2023.pdfRumos a Oeste_cfepo Revista 2 julho 2023.pdf
Rumos a Oeste_cfepo Revista 2 julho 2023.pdfIsabelPereira2010
 
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdfDeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdfIsabelPereira2010
 
DeClara n.º 64 abril 2023.pdf
DeClara n.º 64 abril 2023.pdfDeClara n.º 64 abril 2023.pdf
DeClara n.º 64 abril 2023.pdfIsabelPereira2010
 
DeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdf
DeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdfDeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdf
DeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdfIsabelPereira2010
 
DeClara n.º57 Setembro 2022
DeClara n.º57 Setembro 2022DeClara n.º57 Setembro 2022
DeClara n.º57 Setembro 2022IsabelPereira2010
 
Olimpíadas_Geografia_2022_2023_Regulamento.pdf
Olimpíadas_Geografia_2022_2023_Regulamento.pdfOlimpíadas_Geografia_2022_2023_Regulamento.pdf
Olimpíadas_Geografia_2022_2023_Regulamento.pdfIsabelPereira2010
 
VisitaSãoJoãoMadeira12ºC_Física
VisitaSãoJoãoMadeira12ºC_FísicaVisitaSãoJoãoMadeira12ºC_Física
VisitaSãoJoãoMadeira12ºC_FísicaIsabelPereira2010
 
Plano de Educação para a sustentabilidade CMP
Plano de Educação para a sustentabilidade CMPPlano de Educação para a sustentabilidade CMP
Plano de Educação para a sustentabilidade CMPIsabelPereira2010
 

Mais de IsabelPereira2010 (20)

DeClara n.º 74 março 2024. O Jornal digital do AECR
DeClara n.º 74 março 2024. O Jornal digital do AECRDeClara n.º 74 março 2024. O Jornal digital do AECR
DeClara n.º 74 março 2024. O Jornal digital do AECR
 
DeClara n.º 73 fevereiro 2024 edição especial Aniversário
DeClara n.º 73 fevereiro 2024 edição especial AniversárioDeClara n.º 73 fevereiro 2024 edição especial Aniversário
DeClara n.º 73 fevereiro 2024 edição especial Aniversário
 
referenciaL Aprender Media dez2023.pdf
referenciaL Aprender Media dez2023.pdfreferenciaL Aprender Media dez2023.pdf
referenciaL Aprender Media dez2023.pdf
 
DeClara n.º71 dezembro 2023.pdf
DeClara n.º71 dezembro 2023.pdfDeClara n.º71 dezembro 2023.pdf
DeClara n.º71 dezembro 2023.pdf
 
DeClara n.º69 outubro 2023.pdf
DeClara n.º69 outubro 2023.pdfDeClara n.º69 outubro 2023.pdf
DeClara n.º69 outubro 2023.pdf
 
DeClara n.º68 setembro 2023.pdf
DeClara n.º68 setembro 2023.pdfDeClara n.º68 setembro 2023.pdf
DeClara n.º68 setembro 2023.pdf
 
Rumos a Oeste_cfepo Revista 1_2023.pdf
Rumos a Oeste_cfepo Revista 1_2023.pdfRumos a Oeste_cfepo Revista 1_2023.pdf
Rumos a Oeste_cfepo Revista 1_2023.pdf
 
Rumos a Oeste_cfepo Revista 2 julho 2023.pdf
Rumos a Oeste_cfepo Revista 2 julho 2023.pdfRumos a Oeste_cfepo Revista 2 julho 2023.pdf
Rumos a Oeste_cfepo Revista 2 julho 2023.pdf
 
Propostas_RBE_2023_2024.pdf
Propostas_RBE_2023_2024.pdfPropostas_RBE_2023_2024.pdf
Propostas_RBE_2023_2024.pdf
 
Prioridades 2023-2024.pdf
Prioridades 2023-2024.pdfPrioridades 2023-2024.pdf
Prioridades 2023-2024.pdf
 
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdfDeClara n.º 67 julho 2023.pdf
DeClara n.º 67 julho 2023.pdf
 
DeClara n.º 64 abril 2023.pdf
DeClara n.º 64 abril 2023.pdfDeClara n.º 64 abril 2023.pdf
DeClara n.º 64 abril 2023.pdf
 
DeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdf
DeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdfDeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdf
DeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdf
 
DeClara n.º57 Setembro 2022
DeClara n.º57 Setembro 2022DeClara n.º57 Setembro 2022
DeClara n.º57 Setembro 2022
 
Olimpíadas_Geografia_2022_2023_Regulamento.pdf
Olimpíadas_Geografia_2022_2023_Regulamento.pdfOlimpíadas_Geografia_2022_2023_Regulamento.pdf
Olimpíadas_Geografia_2022_2023_Regulamento.pdf
 
T2PF.pdf
T2PF.pdfT2PF.pdf
T2PF.pdf
 
T1ES.pdf
T1ES.pdfT1ES.pdf
T1ES.pdf
 
DeClara 56 julho 2022
DeClara 56 julho 2022DeClara 56 julho 2022
DeClara 56 julho 2022
 
VisitaSãoJoãoMadeira12ºC_Física
VisitaSãoJoãoMadeira12ºC_FísicaVisitaSãoJoãoMadeira12ºC_Física
VisitaSãoJoãoMadeira12ºC_Física
 
Plano de Educação para a sustentabilidade CMP
Plano de Educação para a sustentabilidade CMPPlano de Educação para a sustentabilidade CMP
Plano de Educação para a sustentabilidade CMP
 

Último

Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptxErivaldoLima15
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxalessandraoliveira324
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 

Último (20)

Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 

DeClara n.º 67 julho 2023.pdf

  • 1. DeClara Jornal do Agrupamento Escolas Clara de Resende DeClara n.º 67 – Julho 2023 @MariaRitaBorges 8ºA
  • 2. 2 TRABALHOS DE ALUNOS E PROFESSORES: 1º CICLO PÁG. 20 ENSINO SECUNDÁRIO PÁG. 65 DECLARA EM 2023.24 PÁG. 116 EDITORIAL PÁG. 2 Editorial https://erte.dge.mec.pt/cic-clubes AOSTO O MÊS QUE SE SEGUE PÁG. 117 PROJETOS PÁG. 106 CONVIVIO FINAL DE ANO PÁG. 113 BIBLIOTECA ESCOLAR PÁG. 6 Isabel M. Pereira CLUBE TEATRO PÁG. 18 DeClara nº 67 julho 2023 3.º CICLO PÁG. 28 À CONVERSA COM… PÁG. 114 CONSELHO MUNICIPAL EDUCAÇÃO PÁG. 3 Chegamos ao final do mês de julho, e com ele, as merecidas férias para grande parte da comunidade educativa. As férias são um período especial, a oportunidade para relaxar, explorar novos horizontes e criar memórias inesquecíveis. Enquanto uns procuram praia, festas e animação, outros encontram alegria nas leituras inspiradoras nas páginas de um bom livro, viajando assim através das palavras e da imaginação. Partilho as últimas notícias, artigos, textos que foram enviados para publicação e encerram as edições do DeClara 2022-2023. Um agradecimento especial a todos os alunos, professores, psicólogos, assistente social, técnicos, assistentes operacionais, auxiliares e outros elementos da comunidade educativa que ao longo do ano colaboraram com o Jornal Escolar, permitindo que este acontecesse. BOAS FÉRIAS e BOAS LEITURAS!
  • 3. DeClara nº 67 julho 2023 3 Conselho Municipal de Educação A Brigada #AMARoMAR pronta para sair da Escola Básica e Secundária Clara de Resende com os seus 43 participantes. O novo Conselho Municipal de Educação reuniu na passada terça-feira, no auditório da Biblioteca Municipal Almeida Garrett, para a tomada de posse dos seus 57 membros. Este é um órgão de coordenação e consulta, a nível municipal, e pretende envolver diversas instituições da cidade numa lógica de responsabilização e comprometimento, aumentando a capacidade de intervenção e favorecendo consensos alargados sobre o plano de desenvolvimento das políticas para a educação. No Conselho Municipal de Educação estão representados os agrupamentos de escolas públicas do concelho, conselhos pedagógicos, pessoal docente, estabelecimentos de ensino privados, estabelecimentos de ensino superior, pais e encarregados de educação, instituições públicas de solidariedade social, Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEST), Segurança Social, Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N), Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), forças de segurança, Conselho Municipal da Juventude, juntas/uniões de freguesia, Assembleia Municipal e Câmara Municipal.
  • 4. DeClara nº 67 julho 2023 4 Conselho Municipal de Educação A Brigada #AMARoMAR pronta para sair da Escola Básica e Secundária Clara de Resende com os seus 43 participantes. Sob a presidência do vereador da Educação, Fernando Paulo, a posse foi dada pelo presidente da Assembleia Municipal, Sebastião Feyo de Azevedo, que saudou todos os presentes e formulou os votos de um bom trabalho para a “manutenção da qualidade da educação e qualificação dos cidadãos portuenses”. Fernando Paulo destacou, por seu turno, o investimento autárquico que tem vindo a ser realizado para manter os níveis de excelência na área da Educação, que apresenta bons indicadores no que toca à literacia da sua população. Lembrou também a importância da colaboração entre todos os agentes do sistema educativo e reafirmou a disponibilidade para continuar a desenvolver um trabalho de proximidade, “pois só assim é possível manter uma escola pública de qualidade e de oportunidade para todas e todos os alunos”. O vereador da educação referiu ainda que, apesar dos muitos desafios do processo de descentralização, o Município do Porto mantém um diálogo permanente com o Ministério de Educação e um espírito de colaboração, que permita garantir uma escola atrativa, inovadora e promotora do desenvolvimento e de coesão social. (portal da educação da Câmara Municipal do Porto)
  • 5. DeClara nº 67 julho 2023 5 Conselho Municipal de Educação A professora Isabel Pinto (Membro do Conselho Municipal de Educação)
  • 6. DeClara nº 67 julho 2023 6 In jornal Público Cascata Clara de Resende Biblioteca Escolar – julho: Balanço Escola a ler… O Projeto “Escola a ler”, iniciativa promovida pela Rede de Bibliotecas Escolares (RBE), pelo Plano Nacional de Leitura (PNL) e pela Direção-Geral de Educação (DGE), integrada no Plano Escola + 21|23, visou trabalhar a leitura de forma sistemática, estruturada e diversificada e constituir uma rede colaborativa de trabalho e partilha, no âmbito desta medida. Atividades desenvolvidas na Escola 1. Atividades desenvolviDAS no Agrupamento de Escolas Clara de Resende - Leitura orientada. - Projeto Pessoal de Leitura. - Tempo para ler e pensar! - Vou levar-te comigo! a) Leitura orientada Realização de atividades que proporcionaram o contacto dos alunos com livros que os motivaram e estimularam à prática regular e continuada da leitura e da escrita: uma hora por dia no primeiro ciclo do ensino básico e uma hora por semana no segundo ciclo do ensino básico. b) Projeto Pessoal de Leitura. Desenvolvimento de projetos individuais de leitura que implicaram o contacto com temas comuns em obras, em géneros e em manifestações artísticas de diferentes obras escolhidas em contrato de leitura com o(a) professor(a). Escola Básica João de Deus Escola Básica e Secundária Clara de Resende Agrupamento de Escolas Clara de Resende
  • 7. DeClara nº 67 julho 2023 7 Biblioteca Escolar – julho: Balanço Escola a ler… c) Tempo para ler e pensar! Leitura e exploração de livros, jornais, revistas e/ ou outros materiais de leitura na biblioteca escolar em articulação com docentes de diferentes áreas curriculares, com periodicidade e tempo estipulados . d) Vou levar-te comigo! Dinamização periódica de sessões de requisição domiciliária na biblioteca escolar, em articulação com os docentes da turma e com recurso a estratégias motivadoras.
  • 8. 8 In jornal Público DeClara nº 67 julho 2023 Cascata Clara de Resende Biblioteca Escolar: Leitura Orientada em Sala de Aula e na BE A BE apoiou a Leitura Orientada em Sala de Aula Plano 21|23 Escola+ A leitura é fundamental para o sucesso dos alunos pela sua transversalidade e pela forma como influencia as aprendizagens em todas as áreas curriculares. O sucesso neste domínio está diretamente relacionado com a frequência de contactos com livros e com práticas de leitura, pelo que o tempo dedicado à leitura condiciona de forma decisiva os progressos na compreensão, cabendo à escola um papel relevante no ensino da leitura e na promoção do gosto de ler. No âmbito do Plano 21|23 Escola+, que visou a recuperação das aprendizagens, garantindo que ninguém fica para trás, o PNL2027 disponibilizou propostas de trabalho integradas na ação Escola a Ler: para os 1.º e 2.º ciclos, Leitura Orientada na Sala de Aula e, para o 3.º ciclo, Contratos de Leitura, que foram aceites com bastante entusiasmo e muito sucesso! Escola a Ler em sala de aula e na Biblioteca Escolar
  • 9. 9 In jornal Público DeClara nº 67 julho 2023 Cascata Clara de Resende Biblioteca Escolar: Leitura Orientada em Sala de Aula e na BE A leitura foi fundamental para o sucesso dos alunos pela sua transversalidade e pela forma como influenciou as aprendizagens em todas as áreas curriculares. O sucesso neste domínio esteve diretamente relacionado com a frequência de contactos com livros e com práticas de leitura, pelo que o tempo dedicado à leitura condicionou de forma decisiva os progressos na compreensão, cabendo à escola um papel relevante no ensino da leitura e na promoção do gosto de ler. No âmbito do Plano 21|23 Escola+, que visou a recuperação das aprendizagens, e garantiu que ninguém ficasse para trás, o PNL2027 disponibilizou propostas de trabalho integradas na ação Escola a Ler: para os 1.º e 2.º ciclos, Leitura Orientada na Sala de Aula e, para o 3.º ciclo, Contratos de Leitura. O PNL2027 propôs atividades em torno do livro e, nesse sentido, apresentou um conjunto de orientações organizadas em oito áreas e que tiveram muito sucesso. https://www.leituraorientada.pnl2027.gov.pt/orienta%C3%A7%C3%B5es Escola a Ler: Leitura orientada na Biblioteca Escolar
  • 10. 10 DeClara nº 67 julho 2023 Biblioteca Escolar: Sugestões de Leitura para férias
  • 11. 11 In jornal Público DeClara nº 67 julho 2023 Cascata Clara de Resende Biblioteca Escolar: Resposta desafio mês de junho Uma tira de papel retangular com 192mm de comprimento e 84 mm de largura foi dividida em duas partes, sendo cortada ao longo de uma reta. Uma das duas partes obtidas é um quadrado e a outra parte é novamente dividida em duas partes, uma das quais um quadrado, através de um corte feito em linha reta. Este processo é repetido até se terem apenas quadrados. Quanto mede o lado do quadrado mais pequeno? Resposta: 12mm Desafios mês de julho Escolas integradas no projeto Clubes de Leitura PNL, na sequência da candidatura 2023: Escola Básica e Secundária Clara de Resende. Porto Agrupamento de Escolas Clara de Resende, Porto 346779 Escola Básica e Secundária Clara de Resende Escola a Ler - Clubes de Leitura CR do PNL – 2023.2024
  • 12. 12 Atenção: Estas anedotas são extremamente secas. Mesmo muito secas! As mais secas que já alguma vez ouviste! As secas do mês https://www.maioresemelhores.com/melhores-piadas-secas-curtas/ DeClara nº 67 julho 2023 Biblioteca Escolar: As secas do mês Joãozinho dirigiu-se à porta da sala de aula rapidamente, mas a professora o interrompeu: - Joãozinho, aonde vai tão lesto e circunspecto? - Estava indo ao banheiro, mas agora vou consultar um dicionário. Uma pessoa passou dois dias inteiros dentro da piscina e depois foi ao médico. Sabe qual foi o diagnóstico? Nada demais. Dois planetas estão conversando: Marte: Miau! Saturno: Cale a boca! Marte: Por quê? Saturno: Astronomia. Você sabe o que o livro de Matemática disse ao livro de História? - Não me venha com histórias que eu já estou cheio de problemas. A mãe, preocupada, pergunta ao filho: - Filho, por que você engoliu as moedas que te dei? - Porque você me disse que eram para o lanche.
  • 13. DeClara nº 67 julho 2023 13 Biblioteca Escolar: Ideias de Leitura e Escrita para miúdo PNL
  • 14. DeClara nº 67 julho 2023 14 Biblioteca Escolar: Ideias de Leitura PNL
  • 15. DeClara nº 67 julho 2023 15 Biblioteca Escolar: Ideias de Escrita PNL
  • 16. DeClara nº 67 julho 2023 16 Biblioteca Escolar: Página Cultural Às vezes se te lembras procurava-te retinha-te esgotava-te e se te não perdia era só por haver-te já perdido ao encontrar-te Nada no fundo tinha que dizer-te e para ver-te verdadeiramente e na tua visão me comprazer indispensável era evitar ter-te Era tudo tão simples quando te esperava tão disponível como então eu estava Mas hoje há os papéis há as voltas dar há gente à minha volta há a gravata Misturei muitas coisas com a tua imagem Tu és a mesma mas nem imaginas como mudou aquele que te esperava (...) Ruy Belo (27/02/1933 - 8/08/1978) Emil Nolde, Ciel rouge, 1930 Amigo "Mal nos conhecemos Inauguramos a palavra amigo! Amigo é um sorriso De boca em boca, Um olhar bem limpo Uma casa, mesmo modesta, que se oferece. Um coração pronto a pulsar Na nossa mão! Amigo (recordam-se, vocês aí, Escrupulosos detritos?) Amigo é o contrário de inimigo! Amigo é o erro corrigido, Não o erro perseguido, explorado. É a verdade partilhada, praticada. Amigo é a solidão derrotada! Amigo é uma grande tarefa, Um trabalho sem fim, Um espaço útil, um tempo fértil, Amigo vai ser, é já uma grande festa." Alexandre O' Neill
  • 17. DeClara nº 67 julho 2023 17 Biblioteca Escolar: Página Cultural
  • 18. DeClara nº 67 julho 2023 18 Clube de Teatro – edição 2022-2023 Clube de Teatro - edição 2022-2023 Visitações - A Adolescência Apresentação do Clube de Teatro do Agrupamento Clara de Resende, no âmbito do protocolo com o Centro Educativo do Teatro Nacional S. João, Visitações - A Adolescência, em maio 2023, no Teatro Carlos Alberto - Porto, a partir de O Grande Castigo, de Martha Balthazar, direção de encenação - Vítor Hugo Pontes ©TUNA_TNSJ
  • 19. DeClara nº 67 julho 2023 19 Clube de Teatro – edição 2022-2023 Paulo Ferreira Coordenador Teatro EBSCR
  • 20. DeClara nº 67 julho 2023 20 1.º ciclo EBJD: 3.ºA - Vamos ao teatro! Vamos ao teatro! “Os meninos e os palhaços” Peça simples, mas com lições de vida muito importantes “O respeito pelos outros” – saber cumprimentar, dar as boas-vindas; “o respeito pela natureza” – atitudes a ter no dia-a-dia quando vamos a um jardim; “recordar canções antigas” caídas no esquecimento de novas gerações; “explicação de bem falar o Português” – “-Tá bem, não, está bem; “valorização de empregos nem sempre bem reconhecidos” – o jardineiro, o carteiro. “como e com quem podemos comunicar” e sem o uso do microfone; “a importância da amizade”. Como começar? Primeiro há que ler, interpretar e adaptar o texto de Fausto Alberto Pereira Quintas. Perceber o que são falas e o que são as didascálias. Há que distribuir os papeis, ajustar os diálogos, saber como o dizer, projetar a voz, ser expressivo, … Depois vem o quando entrar, o estar atento às deixas, o saber dar continuidade ao texto se houver uma branca sem que o público se aperceba de nada. Há o saber entrar em palco, o saber estar em palco e o saber sair do palco. Há o saber agradecer. Mas, em teatro, conta o que ouvimos e o que vemos; o que dizemos e o que fazemos. Há que construir cenários, pensar em pequenas coisas que darão a beleza e enquadramento ao texto. E assim foi. Ensaios para organizar as entradas e saídas, para treinar a apresentação pois em palco não há folhinhas como auxiliar de memória. E, neste caso, nem PONTO.
  • 21. DeClara nº 67 julho 2023 21 1.º ciclo EBJD: 3.ºA - Vamos ao teatro! Depois veio a elaboração de cenários. Muito trabalho, muita disponibilidade dos alunos, muita autonomia, muito pensar, discutir e afinar em conjunto… e “chamar” a criatividade e vê-la a florir. “- Professora, em que é que te podemos ajudar, hoje? – assim começava o momento de descontração, alegria, entusiasmo e muita produção. - O que podemos fazer? – e lá estava para distribuir o trabalho e, sem mais demoras, lá se organizavam. Cada um fazia o que mais lhe apetecia. - Eu faço isto? - Ensinas-me a fazer essas flores? - Não sei se consigo! – e, muito atento(a) se punha(m) a observar ficando estupefactos com a facilidade com que se criava uma flor que parecia tão difícil de fazer. Boa, boa! E sai mais um cravo, uma rosa, um jarro, uma camélia...”
  • 22. DeClara nº 67 julho 2023 22 1.º ciclo EBJD: 3.ºA - Vamos ao teatro! - “Falta o cartaz! Temos de ter um cartaz e com um canário!” E para o cartaz há que pensar no que fazer. Começamos pelo esboço na aula de Educação Artística. Depois de todos os esboços individuais estarem espalhados foi observar e escolher o mais engraçado de cada um. Desenhar e pintar, livremente. “- Professora, está a ficar feio! - Está tudo mal pintado! - Tens de pôr outras pessoas a pintar!” “- Nem pensar! Se cada um der o seu melhor, vão ver que no fim vai ficar espetacular. Deixem cada um fazer o melhor que sabe! No fim, se for necessário, damos uns retoques! É preciso ter calma!” E assim foi. Dia-a-dia durante algumas semanas um grupo de alunos voluntários ajudou a construir o que era necessário para embelezar o palco. Surgiram quatro canteiros e um cenário. “Um verdadeiro jardim!” O cartaz Nas aulas de Expressões fazíamos os ensaios, as gravações para ver o que era preciso melhorar, discutíamos os cenários, enumerávamos os adereços necessários para as borboletas, para o jardineiro, para o carteiro, para o caçador de borboletas, fazíamos a escolha da roupa! Muito em que pensar e sempre novas ideias a surgir!
  • 23. DeClara nº 67 julho 2023 23 1.º ciclo EBJD: 3.ºA - Vamos ao teatro! Depois foi apresentar! Tudo bem ensaiado, mesmo o improvisado, depressa acabou a apresentação. Parece que foi uma ilusão, mas aconteceu de verdade. Os atores foram muito aplaudidos e os cenários muito elogiados. Parabéns aos alunos do 3ºA pelo empenho, dedicação, sentido de responsabilidade, trabalho de equipa e por terem transformado uma peça simples, sugerida pelo professor Ricardo e trabalhada com a turma por nós os dois ora em conjunto ora cada um na sua vertente, num momento carregado de emoção e alegria. Obrigada! Fátima Vaz A festa
  • 24. DeClara nº 67 julho 2023 24 1.º ciclo EBJD: 4.ºB - Uma Aventura Musical Já foi Teatro de Rádio no concurso “Uma Aventura” e evoluiu para um Teatro de Fantoches apresentado na Festa de Final de Ano. O concurso deu o mote: Teatro. Vamos aprender as curiosidades do texto dramático de forma prática! Ler o livro, adaptar o texto para o teatro, escolher as personagens foi só o começo. Depois a ideia cresceu, cresceu e, com o apoio da professora Anabela, começamos a construir os rostos, depois as roupas e assim nasceram os fantoches. O treino que foi feito para o Teatro na Rádio foi fundamental. - ler com fluência; - projetar a voz; - fazer-se ouvir; - perceber o que se diz articulando bem as palavras. Tudo foi trabalhado. Um projeto começado no segundo período e que se estendeu até ao final do terceiro. Trabalho muito difícil de executar nas aulas do Apoio PTT com um grupo de alunos variável de aula para aula onde também faziam os TPC. Acrescentamos os intervalos em que a biblioteca foi um verdadeiro atelier ou uma estação de rádio ou um palco. Gerir o espaço atrás de um biombo movimentando as personagens em palco, o entrar e sair de cena no momento certo, o saber pegar e movimentar os fantoches …., foi um verdadeiro desafio daqueles que os alunos precisam, gostam e valorizam. Uma experiência única até ao momento. Uma Aventura Musical Teatro na Rádio agora em Teatro de Fantoches
  • 25. DeClara nº 67 julho 2023 25 1.º ciclo EBJD: Uma Aventura Musical “- Adoro estes fantoches! Que giros!” “- Eu também quero participar. Posso?” “- É a primeira vez que estou a fazer teatro! E agora também quero fazer o dos fantoches.” “- Hoje também podemos ir para a biblioteca fazer o teatro para treinarmos melhor?” E assim foi. “- Vamos gravar!” - estar atento quando, depois do almoço, dá a moleza; - lá fora há o barulho de alunos a brincar. E tentamos gravar. Pausa. Recomeçar! - somos interrompidos por um abrir de porta; - alguém que quer dar uma informação. E todo o trabalho duma gravação acabou aí. É preciso repetir! - tentar ouvir a gravação quando não temos internet: - as colunas não querem colaborar. Temos de voltar ao início tal como no teatro a sério. Repetir, repetir até conseguirmos fazer bem! Para que na festa tudo corresse pelo melhor, o tempo fosse limitado e se concentrassem apenas em mexer os fantoches, decidimos gravar o texto. Nem todos conseguiram projetar a voz de forma que fosse bem audível ou percetível, no entanto, deram o seu melhor! Parabéns! Fez-se a apresentação. Os alunos saíram encantados. “- Foi a nossa melhor apresentação, não foi professora?” E foi-o, de facto. Seguiram as instruções, organizaram-se atrás do biombo, estiveram à vontade para suprimir os imprevistos e ... estavam satisfeitos, felizes.
  • 26. DeClara nº 67 julho 2023 26 1.º ciclo EBJD: Uma Aventura Musical
  • 27. DeClara nº 67 julho 2023 27 1.º ciclo EBJD: Uma Aventura Musical Teatro de Fantoches “Uma aventura musical” Houve críticas. Obrigada! Podemos sempre melhorar. A estas acrescento que os alunos estavam muito empenhados, animados, diria mesmo fascinados. Uma experiência única que a escola teve oportunidade de oferecer! No entanto, um trabalho diferente é sempre de valorizar. E se queremos projetos fazer não temos de ter medo de os apresentar. Com qualidade, sem dúvida, com responsabilidade, com planeamento, com rigor, mas com determinação. Tudo isso foi feito, testado, treinado e apresentado. Parabéns a todos os alunos do 4ºB que participaram e aqueles que se disponibilizaram até a vir aos ensaios fora do seu tempo normal de escola, pelas inúmeras repetições que tiveram de fazer para melhorar e pelo desempenho que tiveram em palco. Um muito obrigada aos pais voluntários que transportaram as mesas e o biombo (bem pesado, diga-se) para o local do espetáculo e aos que, mais tarde, o devolveram da mesma forma à escola. Bem-haja! Fátima Vaz
  • 28. DeClara nº 67 julho 2023 28 3.º ciclo: 7.ºA/B -Físico-Química- “A contas com o Ambiente” SOMATÓRIOS QUE FAZEM A DIFERENÇA: 7ºA/B “A CONTAS COM O AMBIENTE” - CONSELHOS DO PRÉMIO NOBEL DA FÍSICA/ GIORGIO PARISI - INTRODUÇÃO O italiano, Giorgio Parisi (1948) é Professor de Física Teórica na Universidade «La Sapienza», em Roma. Por contributos vários para a Ciência, recebeu numerosos prémios, entre os quais o Nobel da Física de 2021 (pelos estudos de Sistemas Complexos, com aplicações em muitas áreas do saber). Em sua opinião: «É absolutamente essencial conseguir traduzir o mundo em números, observar como estes evoluem no tempo e, por fim, construir uma teoria que os explique.» No início de setembro de 2022, surgiram notícias, na comunicação social (CNN, J.N.), sobre como cozinhar massa, economizando energia e custos. Este foi o mote para a ficha de diagnóstico de F.Q., nos 7ºA/B
  • 29. DeClara nº 67 julho 2023 29 ❖ SUGESTÕES DO PRÉMIO NOBEL E ASSUNTOS DO DIA-A-DIA Parisi divulgou, na rede social Facebook, um método que funciona, é amigo do ambiente e reduz custos económicos da fatura da energia: COZER MASSA COM EFICÁCIA ENERGÉTICA PORQUÊ? REFORÇO DA IDEIA: 3.º ciclo: 7.ºA/B -Físico-Química- “A contas com o Ambiente”
  • 30. DeClara nº 67 julho 2023 30 A REFLEXÃO DO 7º A/B A procura de explicações, na ficha de diagnóstico e desenvolvimento de competências, antes de iniciar o estudo e aprendizagem de F.Q.: I- A tampa do recipiente deve estar fechada para (...) «(...) não libertar vapor de água”.» (nº 25/7ºA) «(...) eu acho que assim acumula pequenas partículas de água, para fazer cozer a massa.» (nº 15/ 7ºA) «(...) Para manter o calor do vapor dentro da panela.» (nº 17/ 7ºA) «(...) Para manter a água quente e o vapor de água dentro da panela e assim a panela fica quente durante mais tempo.» (nº 9/ 7ºB) II- Diminuir consumos de energia pode reduzir emissões de CO2 porque... «Sim porque para fabricar energia, às vezes, precisa de carvão.» (nº 25/ 7ºA) «Eu acho que, por vezes, o modo como a energia é fabricada, liberta muito CO2.» (nº 22/ 7ºB) «Na minha opinião, (produzir) a energia consome CO2 e multiplica-o, logo, se reduzirmos a energia também reduz o CO2.» (nº 8/ 7ªA) «Eu acho que ao reduzirmos o consumo de energia, pondo o disco no mínimo e fazendo outros comportamentos, para reduzir os consumos, automaticamente reduzimos o CO2 (libertado).» (nº 23/ 7ºA) III- Será possível economizar 47% de energia na cozedura da massa, quando mantemos a panela sempre fechada com a tampa? Consegue justificar com cálculos? «Eu acho possível mas não sei as contas.» (nº .../7ºB) «Não porque acho que 47% será um valor exagerado para ferver uma massa.» (nº 23/ 7ºA) «Sim pois se, em 10 minutos, deixarmos a panela ligada por 4 minutos que... é metade... portanto, sim, poupamos metade da energia: ½ de tempo: gastos de 50%.» (Nº 5/ 7ºA) 3.º ciclo: 7.ºA/B -Físico-Química- “A contas com o Ambiente”
  • 31. DeClara nº 67 julho 2023 31 «47x7 minutos/100 = 3,29 minutos.» (Nº 11/7ºA) «Eu gastava 100% se o fogão estivesse ligado 10 minutos mas como só esteve 2 minutos ligado... os outros 8 aproveitou-se (...) que o fogão ainda está quente.» (Nº 14/ 7ºA) Outros raciocínios efetuados pelos alunos: (Nº 3/ 7ºB) (Nº5/ 7ºB) 3.º ciclo: 7.ºA/B -Físico-Química- “A contas com o Ambiente”
  • 32. DeClara nº 67 julho 2023 32 IV- Sugestão: Faça a experiência em casa. Tire conclusões. Informe-se sobre os preços da energia. Peça ajuda para calcular as poupanças de energia ❖ MAIS SUGESTÕES SIMPLES PARA POUPAR ENERGIA/ ÁGUA A CNN Portugal divulgou medidas simples, para evitar o desperdício de energia/água, por cada um de nós; como recomendadas por associações ambientalistas ou do consumidor, através da publicação: https://cnnportugal.iol.pt/poupanca/gas/dicas-para-poupar-gas- eletricidade-e-agua-pequenos-grandes-gestos-que-o-ajudam-a- salvar-o-ambiente-e-a- carteira/20220808/62ed1fbc0cf26256cd303f88 https://www.jn.pt/mundo/nobel-da-fisica-sugere-cozinhar-massa-com-o-fogao-desligado-para-poupar-15140582.html/ https://cnnportugal.iol.pt/gas/eletricidade/italianos-chamam-lhe-sacrilegio-mas-cozer-massa-com-o-lume-apagado- funciona-e-pode-ajudar-a-cortar-na-conta-a-luz/20220907/6316459f0cf2f9a86eb43834 https://cnnportugal.iol.pt/poupanca/gas/dicas-para-poupar-gas-eletricidade-e-agua-pequenos-grandes-gestos-que-o- ajudam-a-salvar-o-ambiente-e-a-carteira/20220808/62ed1fbc0cf26256cd303f88 Prof. de F.Q./ Helena Pimentel Alunos dos 7ºA/ B ❖ SÍTIOS DE REFERÊNCIA NA INTERNET 3.º ciclo: 7.ºA/B -Físico-Química- “A contas com o Ambiente”
  • 33. DeClara nº 67 julho 2023 33 3.º ciclo: 7.ºA/B - Físico-Química – Visita de Estudo… VISITA DE ESTUDO 7ºA/B COM AR LIVRE E MUITA TECNOLIGIA - SALINAS DE AVEIRO E FÁBRICA DA CIÊNCIA – No presente ano letivo, os alunos dos 7º B/A realizaram uma saída de estudo com dois programas complementares. Um associado à atividade salícola tradicional e o outro explorando atividades da Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro. O dia estava magnífico e começámos a aprender ar livre, nas salinas e canais da Ria de Aveiro: uma zona de proteção especial e sítio de importância comunitária (no âmbito da Rede Natura 2 000). Ninguém ficou indiferente aos encantos da natureza.
  • 34. DeClara nº 67 julho 2023 34 3.º ciclo: 7.ºA/B - Físico-Química – Visita de Estudo…
  • 35. DeClara nº 67 julho 2023 35 3.º ciclo: 7.ºA/B - Físico-Química – Visita de Estudo…
  • 36. DeClara nº 67 julho 2023 36 3.º ciclo: 7.ºA/B - Físico-Química – Visita de Estudo…
  • 37. DeClara nº 67 julho 2023 37 3.º ciclo: 7.ºA/B - Físico-Química – Visita de Estudo…
  • 38. DeClara nº 67 julho 2023 38 3.º ciclo: 7.ºA/B - Físico-Química – Visita de Estudo…
  • 39. DeClara nº 67 julho 2023 39 3.º ciclo: 7.ºA/B - Físico-Química – Visita de Estudo…
  • 40. DeClara nº 67 julho 2023 40 3.º ciclo: 7.ºA/B - Físico-Química – Visita de Estudo…
  • 41. DeClara nº 67 julho 2023 41 3.º ciclo: 7.ºA/B - Físico-Química – Visita de Estudo… Prof. de F.Q./ Helena Pimentel 7ºA/ B SALINAS DE AVEIRO E FÁBRICA DA CIÊNCIA
  • 42. DeClara nº 67 julho 2023 42 3.º ciclo: Português 8.ºE - Tercetos… Tercetos inspirados na estrutura formal do poema “Leonor vai pera fonte” de Luís Vaz de Camões Vai o Cristiano ao Dragão Com a cerveja na mão Ver o Porto campeão. (Diogo Pereira, 8ºE) Contente, a caminho da floresta, Maria canta com os passarinhos Vai pela brisa desatenta que se perde nos caminhos. (Fabiana Morais, 8ºE) Vai o Diogo comprar Beirão Todo alegre para o S. João A lançar o balão. (Cristiano Fernandes, 8ºE) Hoje, eu fui passear Descalça para ver o mar Que tinha acabado de vazar. (Beatriz Barbosa, 8ºE) O Jonny atirou-se ao mar Sem saber nadar Sujeito a se afogar. (Dinis Rodrigues, 8ºE) Hoje, ela foi passear De preferência à beira-mar Porque só isso a pode acalmar. (Joana Couto, 8ºE) Lá vai a Leonor Com uma flor Para dar ao seu amor. (Margarida Magalhães, 8ºE) A caminho da Ribeira Sentei-me na beira A fazer uma fogueira. (Diogo Ferreira, 8ºE) Lá vai ela no seu carro Feliz e contente Está prestes a dançar com o Vicente. (Francisca Barbedo,8ºE) Professora de Português Anabela Cardoso
  • 43. DeClara nº 67 julho 2023 43 3.º ciclo: Português 8.º Ano – “Gente que merece palmas” Um dos temas das apresentações orais do 8º ano foi "Gente que merece palmas" , sendo que os alunos escolheram pessoas com quem convivem ou tivessem convivido e que fossem alvo de admiração. Como gostei muito das histórias que eles trouxeram e considerei que foi um trabalho importante não só em termos da disciplina, mas na interação que foi necessária entre diferentes gerações, achei que devia escolher alguns exemplos para constar no jornal. A professora de Português Anabela Cardoso "Gente que merece palmas" O meu avô paterno, que também se chamava Torcato Magalhães, nasceu em fevereiro de 1945 em Vila Real. Tirou o curso de Medicina em Coimbra e faleceu em 2012, um mês antes do meu irmão nascer. Na minha opinião, merece palmas porque na sua vida passou por situações bastante complicadas e procurou sempre ajudar os mais necessitados. O seu primeiro grande desafio foi a guerra do Ultramar. Como o seu pai fazia parte do governo, quis dar o exemplo e obrigou o seu filho a participar na guerra do primeiro ao último dia. Estava numa zona onde houve muitas mortes e perdeu muitos colegas e amigos, que deixaram marcas para toda a sua vida. Durante a guerra, foi condecorado capitão por ter salvo a sua companhia com coragem e bravura. Outro grande desafio da sua vida foi ter sobrevivido a um acidente de avião. Quando estava a terminar o curso de medicina estava a estagiar na Madeira, e numa das viagens habituais que tinha de fazer do Porto até à Madeira o avião ao aterrar despenhou-se e só sobreviveram os passageiros que estavam na cauda do avião. No acidente, partiu as duas pernas e teve que rastejar para fugir primeiro do incêndio e depois da espuma dos bombeiros ao apagarem o fogo.
  • 44. DeClara nº 67 julho 2023 44 3.º ciclo: Português 8.ºAno – “Gente que merece palmas” Já como médico procurava ajudar os mais necessitados, pagava operações a quem não tinha posses e aos fins de semana, na sua aldeia, dava consultas gratuitas em sua casa. Ainda hoje, ouço contar muitas histórias sobre ele. Recentemente, fui às urgências do Hospital de S. António e o médico que me atendeu reconheceu o nome e contou-me várias histórias sobre ele. Por fim, travou uma grande luta contra o cancro no pulmão que durou oito anos. Sobreviveu à guerra, a um acidente de avião e foi o tabaco que o matou. Que sirva de exemplo para todos nós! Torcato Magalhães, 8ºD Artur de Magalhães nasceu a 13 junho de 1952 em Lamego. Filho de um militar e uma dona de casa, cresceu com sete irmãos, mas infelizmente duas das suas irmãs morreram jovens, ficando apenas cinco. Teve uma infância feliz na aldeia, mas devido à guerra colonial teve de mudar-se para Angola onde o seu pai tinha que combater por Portugal. Grande parte da sua juventude foi passada em Angola, até que um dia foi convocado para fazer o serviço militar obrigatório, e voltou para Portugal, mas, por pouco tempo porque precisavam dele na guerra e então voltou. Depois da guerra ter acabado, voltou para Portugal, estudou direito fez um mestrado em relações internacionais, escreveu dois livros sobre genealogia, casou-se aos 22 anos com Ana Melo, com quem teve dois filhos, porém de quem mais tarde se divorciou. Contudo as suas viagens ainda não tinham acabado, em 1990 foi cônsul de Portugal em Versailles ajudando a fixação da escultura de Dom Afonso Henriques, obra de Cutileiro, perto do palácio de Versailles. Entretanto foi cônsul de Portugal na Guiné-Bissau, onde havia uma guerra Civil e a sua casa destruída por uma bomba. Acredita-se que esta bomba tenha sido dirigida especificamente para ele devido ao seu trabalho. Teve o mesmo trabalho em vários lugares: Canadá, Itália, Venezuela, Colômbia e Coreia do Sul. Gente que merece palmas
  • 45. DeClara nº 67 julho 2023 45 3.º ciclo: Português 8.ºAno – “Gente que merece palmas” Enquanto estava em Bogotá, conheceu uma bonita e inteligente colombiana, Beatriz Parra, e apaixonou-se por ela, tendo mais tarde uma terceira filha. Mais tarde, voltou para Portugal para criar a filha num país seguro. Atualmente tem 70 anos, está reformado e só quer o melhor para a sua mulher e filha. E de facto estou muito agradecida que este senhor seja o meu pai. Eu admiro o meu pai, porque veio de uma aldeia miserável, mas conseguiu muito na vida. Representou muito bem Portugal durante a sua vida toda, foi condecorado várias vezes pelos seus serviços, mas acima de tudo vive uma vida muito culta, viajou para todos os cantos do mundo e é uma pessoa de uma mente extremamente aberta e culta. Isabel Magalhães, 8ºD Álvaro Zamith é muitas coisas: avô, pai, irmão, marido, mas sobretudo, é alguém que merece palmas. O meu avô tem atualmente 78 anos, cresceu na Foz do Douro e teve uma infância bastante dura, pois o seu irmão mais novo morrera muito cedo. Aos vinte anos alistou-se na Guerra do Ultramar, em África, para ser preciso, Angola, onde viveu três anos, muitas aventuras e amizades, mas acima de tudo, dificuldades e tristezas. Lá, foi polícia, professor e soldado. Quando voltou para Portugal, sentiu que perdera muitos anos de estudos e começou a vida do zero, por sua conta, pois o seu pai já não estava presente e sua mãe num hospital psiquiátrico, por nunca ter superado a partida do filho. Começou a trabalhar numa empresa estrangeira onde passou vinte-e-cinco anos e foi de vendedor a trabalhador em pouco tempo. Construiu também uma família com a rapariga dos seus sonhos e teve quatro filhos. Como trabalhava numa empresa estrangeira, tinha acesso em primeira mão aos artigos de inovação, como por exemplo, o primeiro telemóvel no Porto e talvez em Portugal. Gente que merece palmas
  • 46. DeClara nº 67 julho 2023 46 3.º ciclo: Português 8.ºAno – “Gente que merece palmas” Tenho noção que não teve uma vida exatamente incrível, mas cada uma é única à sua maneira. O facto de ter recomeçado a vida do zero, sozinho, ter sustentado uma grande família e ter-se responsabilizado por centenas de funcionários, na minha opinião são ótimas razões para uma grande salva de palmas. António Restivo Gente que merece palmas A minha avó materna, de seu nome Carolina das Dores Faria Gonçalves, nasceu a 11 de julho de 1943, em Ponte de Lima, Viana do Castelo. É descendente de uma família do campo, bastante pobre, e tinha cinco irmãos, dos quais era a do meio. Ela cresceu em pleno Estado Novo, num ambiente de muito fracas condições e bastante pobreza, sempre fiel à Igreja (como ainda hoje é, bem como toda a família). Completou a 4ª classe, os únicos anos de escolarização, com distinção (que era a nota máxima). A minha avó sempre trabalhou no campo, quer quando andava na escola (após as aulas acabarem) quer quando a acabou, com seus irmãos e seus pais. Sempre se dedicou à agricultura e pecuária, pois na altura não havia dinheiro para tirar um curso e esta era a fonte de rendimento mais acessível. Aos 23 anos, em 1967, casou com o meu avô e ainda esse ano teve a primeira de dez filhos. Mais tarde, o meu avô emigrou para França em busca de mais dinheiro e de melhores condições de vida. Durante este tempo, a minha avó ficou sozinha a trabalhar e a cuidar dos filhos. Estes iam sozinhos para a escola e voltavam de tarde para casa, para ajudar a minha avó, trabalhando no campo e cuidando dos mais novos. Foi uma altura muito difícil, quer para a minha avó, que não fazia nada senão trabalhar, quer para os filhos, que para além dos trabalhos da escola, ainda tinham que trabalhar arduamente no campo, cuidar uns dos outros, fazer as tarefas de casa,...
  • 47. DeClara nº 67 julho 2023 47 3.º ciclo: Português 8.ºAno – “Gente que merece palmas” Entretanto estes foram crescendo, alguns foram logo trabalhar, outros tiraram o curso e até foram para outras cidades. O dinheiro também foi chegando de França e em ‘99 o meu avô regressou definitivamente a Portugal. Em ’96 nasceu o primeiro de dezasseis netos. A minha avó sempre cuidou de todos os seus netos e recebeu-os de portas abertas, o que criou logo uma grande relação e afeição da avó pelos netos e dos netos pela avó. No entanto, ela nunca deixou de praticar o ofício da vida dela: a agricultura. Ainda hoje, com 79 quase 80 anos de idade, ela levanta-se bastante cedo para ir trabalhar. De resto passa o tempo com os filhos e os netos. Eu adoro a minha avó e admiro-a, pelo que ela é, pela pessoa amigável, engraçada, prestável que sempre foi, pelos nossos momentos juntos e em família e por tudo o que fez por mim. Inês Luz nº16, 8ºB O meu avô chama-se António Reis. Ele nasceu a 7 de setembro de 1947 (tem 75 anos) em Celorico da Beira na Guarda. Durante a sua infância, ele mudou-se constantemente, passando por várias localidades a norte de Portugal. Durante esse período, ele passou por uma vila que se chama Torre de Moncorvo. Foi lá que o meu avô conheceu a minha avó. E começou a namorar com ela quando tinha apenas 15 anos. Em 1963, voltou a mudar-se, mas manteve contacto com ela e enviava-lhe cartas de amor regularmente. Em 1969 o meu avô foi enviado para Luanda, em Angola, para combater no ultramar. Ficou lá até 1973. A minha avó, que já tinha voltado a namorar com ele (ou nunca deixou), foi ao encontro dele. Casaram-se civilmente em 1971 e pela igreja em 1972. No dia 11 de março deste ano fizeram 51 anos de casados. Gente que merece palmas
  • 48. DeClara nº 67 julho 2023 48 3.º ciclo: Português 8.ºAno – “Gente que merece palmas” Em novembro de 1972 foi preso por ser considerado desertor do exército. Durante a sua sentença, já em 1973, teve o primeiro filho, um dos meus tios. Ele teve muitas aventuras e eu conheço muitas histórias do seu tempo em Luanda, sendo que numa delas ele quase morreu. Ele estava a controlar um conjunto de viaturas civis e militares, que saíam de Luanda para distribuir abastecimentos a aquartelamentos, no norte de Angola. Lá havia um sniper conhecido por mata-alferes (o meu avô era alferes). Enquanto estavam numa viatura militar, o condutor viu o reflexo da mira da sniper ”mata-alferes”, conseguiu empurrar o meu avô do veículo a tempo de não ser morto, mas ainda foi baleado no joelho esquerdo. Ele teve de ser operado, contudo ficou bem. Já em 1973, regressaram a Torre de Moncorvo. Teve a minha mãe e segunda filha em 1976 e o terceiro filho em 1979. Após o seu regresso a Moncorvo, ele exerceu vários cargos na câmara municipal, foi bombeiro voluntário, e professor, que é como todos o conhecem, Professor Reis. Desde então, permanece lá. Reformou-se em 2008 após um enfarte que teve em 2007. Em 2017 voltou a ter um enfarte, mas menor que o anterior. Eu adoro e respeito muito o meu avô, ele é uma pessoa incrível, um ótimo contador de histórias e também é muito culto. Ele passou por muito durante a sua vida e fez muitas asneiras, também devido à severidade e desgosto do pai para com ele, pois aquele queria uma rapariga. Independentemente de tudo, eu adoro o meu avô porque ele consegue contar e reconhecer tudo de bom e de mau que já fez, e ele tem sempre lições para dar, muitas de que nunca me vou esquecer. João Malheiro, 8ºB
  • 49. DeClara nº 67 julho 2023 49 3.º ciclo: Português 8.ºAno – “Gente que merece palmas” Manuel Joaquim Vasconcelos nasceu em 14 de novembro de 1955 no concelho de Amarante, freguesia da Lomba, era o mais velho de oito irmãos. A sua infância foi passada na freguesia da Lomba, Amarante, mas mais tarde com treze anos, teve de ir com os pais para Moçambique, pois a vida era difícil, e os pais tiveram de emigrar para sustentar a família. Mais tarde, já com quase com 19 anos, regressou a Portugal, mas teve de ir fazer a tropa a Estremoz e esteve lá um ano, porém como o seu pai precisava dele, teve de regressar para ajudar no sustento da família. Alem de trabalhar, estudava ao mesmo tempo. Mais tarde, conheceu Regina Vasconcelos, com quem casou, e teve dois filhos. Manuel Joaquim Vasconcelos, trabalhou em Amarante na Câmara, mas a sua vontade de viajar desde pequeno e conhecer o mundo, levou a que ele trabalhasse em outros projetos ao longo dos anos, trabalhou em Cabo Verde, Moçambique, Angola...entre outros. Adorava viajar e conhecer novas culturas. Voltava das viagens sempre com um sorriso no rosto e bem-disposto, e eu muitas vezes ia esperava-lo no aeroporto. Conversávamos sobre muitas coisas, e passeávamos por Amarante. Ele adorava a sua cidade, estava sempre a dizer que era a mais bonita. Manuel Joaquim Vasconcelos era o meu avô, que faleceu no dia 11 de setembro de 2020 e ficam as saudades da sua presença e das nossas conversas. Infelizmente não conheceu o seu segundo neto, pois o meu irmão nasceu no mês seguinte após o seu falecimento. José Afonso Vasconcelos 8ªB Gente que merece palmas
  • 50. DeClara nº 67 julho 2023 50 3.º ciclo: Português 8.ºAno – “Gente que merece palmas” A minha avó chama-se Maria Luiza Rodrigues Bernardo e nasceu no dia 9 de abril de 1944, em Zedes, numa pequena aldeia que faz parte do concelho de Carrazeda de Ansiães, no distrito de Bragança. A sua família é muito grande e trabalhadora. Como eram onze irmãos, nove dos quais mulheres, as irmãs mais velhas foram morar com as tias maternas, numa aldeia perto de Zedes, que se chama Milhais. Sempre que um dos irmãos atingia os dois anos de idade, ia morar com as tias maternas, para aprender as coisas básicas para ser uma boa dona de casa. Quando a minha avó era pequena, queria ser médica ou costureira. Eles voltavam para Zedes quando tinham idade para entrar na escola primária. Em Zedes, só havia escola até à quarta classe, e depois disso, tinham de ir para Carrazeda para completar a escolaridade até ao 9º ano. Após o 9º ano, a minha avó foi para Bragança onde ficou a morar, com as irmãs de idade mais próxima, num lar de freiras, com o apoio de uma bolsa da fundação de Gulbenkian. Como queria seguir medicina, veio para o Porto, sozinha, e ficou a morar num lar de freiras, ainda com o apoio de uma bolsa da Fundação Gulbenkian. Quando terminou o curso de medicina, foi para Bragança fazer a periferia, como era hábito no início da atividade de qualquer jovem médico nos anos 70 do século XX. A seguir, voltou para o Porto onde se casou com um colega de curso e ambos fizeram a especialidade de medicina interna, no hospital de São João. Depois disso, já mãe de dois filhos, seguiu o percurso profissional, no hospital de Santo António, onde trabalhou toda a sua carreira de médica, sendo presidente da comissão de ética, até depois de se aposentar. Os motivos que me levaram a escolher a minha avó é o facto de ela ser uma pessoa trabalhadora, determinada com valores e princípios. Francisca Silva , 8ºB Gente que merece palmas
  • 51. DeClara nº 67 julho 2023 51 3.º ciclo: Português 8.ºAno – “Gente que merece palmas” O meu avô chama-se Joaquim Arménio Miranda e nasceu no dia 26 de julho de 1946, por isso neste momento tem 76 anos. Vive numa aldeia perto de Amarante que se chama Ansiães, onde foi professor durante 35 anos tendo começado com apenas 18 anos. Ele combateu na guerra do "Ultramar" que começou no dia 4 de fevereiro de 1961 em Angola e só acabou no ano de 1974. Durante a guerra, ele teve um acidente devido a uma mina que explodiu debaixo da viatura em que ele estava com os outros soldados. Com a explosão, foram todos projetados a muitos metros de distância. Um dos soldados morreu e os outros ficaram gravemente feridos. O meu avô foi um dos feridos, ficou a ouvir muito mal de um ouvido e teve que ser operado de urgência ao joelho. A sua coragem e determinação são as características que eu mais admiro. A sua coragem por já ter estado na guerra e a sua determinação por nunca desistir de nada. João Andrade, 8B GENTE QUE MERECE PALMAS GENTE QUE MERECE PALMAS O meu avô chama-se Manuel das Neves Torres, nasceu no dia 22 de maio de 1938 e é o segundo filho mais novo de doze irmãos. O meu avô nasceu no início da Segunda Guerra Mundial e quando esta acabou, tinha sete anos. Por volta dos doze anos, o meu avô ficou acamado durante um ano com Reumatismo, em risco de falhar a 3ª classe. Atualmente, continua cheio de energia e livre de qualquer imprevisto.
  • 52. DeClara nº 67 julho 2023 52 3.º ciclo: Português 8.º Ano – “Gente que merece palmas” O meu avô estudou na Faculdade de Economia do Porto, onde conheceu a minha avó e quando completou 25 anos, foi alistado no exército, e foi para Angola combater na Guerra do Ultramar, acompanhado da atual mulher que tinha conhecido na faculdade (a minha avó Margarida). Dois anos mais tarde, voltou para Portugal, onde depois foi trabalhar como professor na Universidade de Coimbra. Aos 30 anos, o meu avô teve o primeiro filho e aos 40 anos, o terceiro. Aos 71 anos, chegou-lhe a notícia que ia ter o terceiro neto, eu, e três anos mais tarde o quarto neto, a minha irmã. Quando eu era pequeno, o meu avô levava-me a ver os patinhos que existiam num lago que havia ao lado de casa dele e , um dia, enquanto o meu pai trabalhava, o meu avô levou-me ao Jardim Zoológico e ao Oceanário de Lisboa. Foi um dos melhores dias que tive em Lisboa com o meu avô. Atualmente, o meu avô tem 84 anos, vive com a minha avó e com o meu tio mais velho, em Lisboa, com vista para o Estádio da Luz e estou com ele menos vezes do que gostaria. Penso que o meu avô merece palmas, porque, de doze irmãos, foi o único que se licenciou (em Economia), na Universidade do Porto, mostrando que sem esforço e dedicação não se consegue nada, viveu e ultrapassou inúmeras aventuras na infância, coisa que nos tempos que decorrem é muito difícil e, com 84 anos, o meu avô vai de bicicleta até à empresa onde trabalha e volta a casa outra vez de bicicleta. Isto demonstra que a idade é só um número e que tudo é possível. Lourenço Torres,8ºD GENTE QUE MERECE PALMAS O meu pai chama-se Arthur Fonseca Marques Portas. Nasceu em São Paulo, Brasil e veio para Portugal com apenas três anos de idade. Eu admiro-o muito pelo seu trabalho e dedicação à família, e sinto por ele grande amor e carinho.
  • 53. DeClara nº 67 julho 2023 53 3.º ciclo: Português 8.º Ano – “Gente que merece palmas” Eu já eu era nascido quando o meu pai acabou o curso noturno de Engenharia Informática, trabalhando durante o dia e estudando de noite. Tal facto fazia com que me visse acordado e interagisse comigo apenas aos fins de semana. Tenho duas irmãs mais novas e, embora o meu pai faça teletrabalho, ele tem, várias vezes, que interromper reuniões importantes para nos levar às aulas ou a alguma atividade extracurricular. O meu pai é um exemplo a todos os níveis, incluindo profissional. Por essa razão, pretendo tirar o mesmo curso que ele e, no futuro, trabalharmos em conjunto. Eu admiro-o muito pelo seu trabalho e dedicação à família, e sinto por ele grande amor e carinho. Pelas razões por mim apontadas, não tenho qualquer dúvida que o meu pai é uma pessoa que merece palmas! Lucas Portas Gente que merece palmas A minha mãe. Maria Elizabeth Pereira Marques, nasceu no dia 22 de dezembro de 1973 em Caracas, Venezuela. Ela estudou num colégio na Venezuela chamado Bela Vista e terminou o secundário com dezasseis anos. Desde pequena, sempre teve um amor pelo desenho, pintura e tudo que estivesse relacionado com moda. Veio para Portugal, em 1990, e ficou um ano a estudar português. Iniciou a Faculdade de Desenho Industrial em 1992, na escola Caldas da Rainha, em Leiria, mas não a completou, mudou de curso e fez faculdade de Moda em 1995, no Porto. Depois de se formar na faculdade, apresentou desfiles durante dois anos, e em 2003, fez um curso de estética e outro de informática. Conheceu o meu pai no mesmo ano, quando tinha 29 anos, começaram a namorar em fevereiro de 2004 e casaram-se em Outubro de 2005, em Portugal. Em 2007, tiveram o primeiro filho chamado Miguel Marques Moreira, em 2009 o segundo filho, Mónica Marques Moreira, e em 2013 o terceiro filho, Marcelo Marques Moreira.
  • 54. DeClara nº 67 julho 2023 54 3.º ciclo: Português 8.ºB – “Gente que merece palmas” Atualmente a minha mãe trabalha numa empresa de Software como Consultora em Logística. Eu acho que a minha mãe merece palmas, porque, desde que chegou a Portugal, sofreu constantemente comentários maldosos sobre a sua cultura e origem, tanto por colegas de turma, como colegas de trabalho. Apesar de tudo que ela passou, nunca deixou que nada disso a afetasse, ela sempre foi muito forte e nunca baixou a cabeça. Eu também acho que ela é uma ótima mãe, sempre esteve presente tanto na minha infância como sempre que eu preciso dela. Mónica Moreira , 8ºD Manuel Joaquim Poças Pintão, o meu avô paterno, nasceu a 24 de fevereiro de 1937. O meu avô sempre teve uma grande admiração pelo seu avô Manuel, que, em 1918, fundou uma empresa de vinhos - a Poças - situada em Vila Nova de Gaia, que é gerida por familiares meus, entre os quais, o meu pai. Frequentou um curso comercial, e quando o terminou, o seu avô perguntou-lhe o que queria fazer profissionalmente, e ele respondeu-lhe que queria ser diplomata (uma pessoa que representa o país no estrangeiro). Com essa resposta, o seu avô ficou muito desiludido, porque tinha o sonho de os seus netos irem trabalhar para a Poças. O avô convenceu-o a desistir da carreira diplomática e, com quinze anos apenas, acabou por se juntar ao negócio da família. Acabou por se especializar na área de exportação, o que lhe permitiu viajar pela Europa praticamente toda, Estados Unidos e Brasil. Essas viagens permitiram-lhe também fazer vários amigos, entre eles Carlos Cabral, com quem escreveu e publicou o Dicionário Ilustrado do Vinho do Porto, em Portugal e no Brasil. Foi presidente da Associação dos Exportadores do Vinho do Porto e foi um dos fundadores da Confraria do Vinho do Porto, na qual fez parte da primeira Chancelaria. Trabalhou na Poças durante 51 anos, entre 1952 e 2003, que foi quando se reformou. Gente que merece palmas
  • 55. DeClara nº 67 julho 2023 55 3.º ciclo: Português 8.º Ano – “Gente que merece palmas” Para além do Vinho do Porto, desenvolveu ao longo da sua vida vários interesses, como o cinema, tendo feito parte da direção do Cineclube do Porto. Considero o meu avô alguém que merece palmas, pois embora não tenha seguido o seu sonho de diplomacia, acabou por ser um diplomata, ao representar a Poças em várias associações e organizações e promover o Vinho do Porto em todo o mundo. Admiro o meu avô, porque é uma pessoa apaixonada pelo vinho do porto e pelo cinema e procurou ser sempre muito ativo e colaborativo nessas áreas. Teresa Pintão,8ºD A professora de Português Anabela Cardoso Gente que merece palmas…
  • 56. DeClara nº 67 julho 2023 56 No dia 26 de março de 2023, eu fui para Berlim, juntamente com a minha e outras turmas, no propósito de realizar uma visita de estudo. Nesta viagem, visitamos diversos locais históricos e museus, mas o meu favorito foi o Technikmuseum, ou Museu Técnico. O Technikmuseum está dividido em duas secções, a da física e a da história da tecnologia. A secção da história da tecnologia inclui exposições da tecnologia desde a época medieval até a atualidade, tais como caravelas, espadas bastardas, telegramas, aviões de combate e os primeiros computadores. A seção da física inclui esferas de plasma, refratores de luz, diversas ilusões de ótica, pêndulos, circuitos elétricos, redemoinhos e muitos mais, e foi a secção que eu mais gostei, pois sempre achei as ciências interessantes e por isso interessavam-me mais estas exposições. Também gostei dos museus Pergamon e Neues, para além do campo de concentração Sachsenhause, mas ultimamente acabei por interessar-me mais pelo Technikmuseum. Joaquim, 9.ºD “Die Reise nach Berlin”- Viagem à Alemanha No seguimento da visita de estudo a Berlim, os alunos escreveram um texto de opinião acerca dos locais que os marcaram positivamente. Partilho alguns dos textos redigidos na aula de português e algumas fotografias ilustrativas da viagem. A professora de Português Anabela Cardoso Visita de Estudo a Berlim 3.º ciclo: Português 9.ºD - Visita de Estudo a Berlim
  • 57. DeClara nº 67 julho 2023 57 No passado mês de março, fui a uma visita de estudo a Berlim. É uma cidade incrível com um enorme valor cultural e histórico. Visitamos muitos locais emblemáticos e vários museus. O museu de que mais gostei foi o Neues Museum (Museu Novo). Este museu é perfeito para quem gosta da história do Egito, tal como eu, porque lá estão expostas várias gravuras antigas e artefactos egípcios, como esculturas, múmias e peças de artesanato. Ainda antes de entrarmos no museu, ofereceram-nos um audioguia. Esse audioguia, na minha opinião, estava muito completo, porque tinha informação sobre todos os artefactos. Apesar do mesmo estar em Inglês, o texto era muito percetível e continha pormenores muito interessantes. Entre esses artefactos um dos que mais me chamou a atenção foi o busto de Nefertiti, que estava exposto isolado numa sala, com uma iluminação perfeita. Esse busto retratava a esposa dum faraó egípcio de uma forma muito realista, o que não era normal para a época em que tinha sido feita. Infelizmente não nos deixaram tirar fotografias a esta obra. A arquitetura do museu, com salas muito amplas e tetos altos, deu às restantes peças espaço para se evidenciarem. Tive a sensação de que quanto mais tempo eu estivesse neste museu mais pormenores descobriria e mais coisas aprenderia. Assim, recomendo este museu a todas as pessoas que gostam da história do Egito e a quem quiser aprender mais sobre os nossos antepassados. Neues Museum António Gago, 9.ºD 3.º ciclo: Português 9.ºD - Visita de Estudo a Berlim
  • 58. DeClara nº 67 julho 2023 58 Como aluno do 9º ano da escola Clara de Resende, tive recentemente a oportunidade de visitar o Science Center Spectrum em Berlim e fiquei impressionado com a experiência. O Spectrum é um museu de ciência interativo que oferece uma ampla gama de atividades práticas para explorar diferentes áreas da ciência. Durante a minha visita, tive a oportunidade de participar de experiências de física, química, biologia e tecnologia, todas com o objetivo de despertar a curiosidade científica. Uma das minhas atividades favoritas foi o "labirinto de espelhos", que envolvia reflexões e ilusões de ótica. Foi muito divertido tentar encontrar o caminho certo através do labirinto, mesmo que eu me sentisse um pouco desorientado no início. Outra atividade interessante foi a exibição sobre a ciência dos terremotos e vulcões. Eu aprendi sobre as diferentes camadas da Terra e como os terremotos são causados pelo movimento das placas tectônicas. Também tive a oportunidade de simular um terramoto com um modelo em escala e observar como ele afetava uma pequena cidade. Além disso, o Spectrum ofereceu muitas oportunidades para experimentar tecnologia de última geração, como um simulador de voo e um robô que podia ser programado para executar tarefas específicas. Eu também gostei de explorar o "mundo microscópico", onde pude ver coisas incríveis em escala microscópica. Em conclusão, a minha experiência no Science Center Spectrum foi incrível e altamente educativa. Eu gostei de poder experimentar a ciência de maneira prática e interativa, e aprendi muito sobre várias áreas da ciência. Se tiverem a oportunidade de visitar Berlim, eu definitivamente recomendo uma visita ao Spectrum. Pedro David, 9.ºD Visita ao Science Center Spectrum em Berlim 3.º ciclo: Português 9.ºD - Visita de Estudo a Berlim
  • 59. DeClara nº 67 julho 2023 59 Visita de Estudo a Berlim O campo de concentração de Sachenhausen Recentemente, estive na cidade de Berlim, na Alemanha, no âmbito da disciplina de alemão e história. Durante esta visita de estudo, estivemos em vários locais interessantes e repletos de história. No entanto, houve um que, para mim, se destacou dos demais - o Campo de Concentração de Sachenhausen. Este campo foi construído nos anos 30 e foi um dos locais mais utilizado na Segunda Guerra Mundial. Fiquei impressionado com o seu estado conservação, mesmo decorridos tantos anos e as condições a que este esteve sujeito. Um dos pormenores que mais apreciei foi conhecer toda a história deste local. A visita foi acompanhada por uma guia que contou vários episódios lá ocorridos. Os prisioneiros, neste local, eram maioritariamente presos políticos, homossexuais e judeus, entre outros. As descrições detalhadas, dadas pela guia , tornaram esta visita ainda mais interessante, enquanto eram explicadas as funções do campo e algumas histórias ali passadas. Todo o espaço em si deixou-me a refletir e a tentar imaginar como seria o local, quando estava ativo. Este campo de concentração era principalmente utilizado para trabalhos forçados dos prisioneiros, ao contrário de outros, como o de Auschwitz, que era, infelizmente, utilizado para o extermínio dos prisioneiros. Uma história, em particular, captou a minha atenção. A de três prisioneiros que foram enviados para este mesmo campo e que acabaram por conseguir fugir. No entanto, acabaram por ser, mais tarde capturados. O último a ser capturado, na iminência de ser fuzilado, preferiu atirar-se contra o arame farpado que envolvia o campo, acabando por morrer eletrocutado e alvejado pelos guardas. Embora o Campo de Concentração de Sachenhausen seja um local com uma história triste e perturbadora, não deixou de ser enriquecedor estar num local com um protagonismo tão vincado num acontecimento da história como a Segunda Guerra mundial. Foi sem dúvida uma visita inesquecível. Rafael Mariz, 9ºD 3.º ciclo: Português 9.ºD - Visita de Estudo a Berlim
  • 60. DeClara nº 67 julho 2023 60 Uma das coisas que mais gostei na cidade de Berlim foi a mistura de arquitetura histórica e moderna. Desde a belíssima Catedral de Berlim e o elegante Palácio do Reichstag até a impressionante Torre de TV de Berlim e os edifícios modernos em Potsdamer Platz, existem muitos exemplos incríveis de arquitetura. Um dos lugares que mais adorei visitar foi o bairro de Kreuzberg graças à sua atmosfera multicultural, que pode ser vista em cada esquina do bairro. Outra razão pelo meu fascínio por este local é a arte de rua que está presente em todo o bairro. As paredes e edifícios estão cobertos por grafite e murais incríveis, obras de arte na minha opinião. Houve outros sítios e monumentos que me deixaram encantada, não só pela sua arquitetura mas também pelo seu significado, como o Portão de Brandemburgo, o Muro de Berlim, o Memorial do Holocausto e a Gedächtniskirche. Estes monumentos são um lembrete constante dos horrores da guerra e dos eventos que moldaram a cidade. Matilde Sousa, 9.ºD Texto de opinião - Berlim Foto 1: O grupo em Berlim 3.º ciclo: Português 9.ºD - Visita de Estudo a Berlim
  • 61. DeClara nº 67 julho 2023 61 Visita de Estudo a Berlim Foto 2: O grupo em Berlim A professora de Português Anabela Cardoso 3.º ciclo: Português 9.ºD - Visita de Estudo a Berlim
  • 62. DeClara nº 67 julho 2023 62 3.ºciclo: Química do Chocolate o Dia Mundial do Chocolate A Química do chocolate e o Dia Mundial do Chocolate (7 de julho) Alguns dos prazeres mais sublimes que temos na vida só existem graças à química. Para o comprovar, hoje falamos do chocolate! O chocolate possui mais de 300 substâncias químicas que atuam em nosso organismo. As que mais se destacam são a teobromina, o ácido oxálico, a cafeína e a feniletilamina. A feniletilamina é uma hormona conhecida como “hormona da paixão”. Essa substância é responsável por provocar a sensação de bem-estar. O Dia Mundial do Chocolate, às vezes chamado de Dia Internacional do Chocolate, ou apenas Dia do Chocolate, é uma celebração anual do chocolate, ocorrendo globalmente em 7 de julho, que alguns sugerem ser o aniversário da introdução do chocolate na Europa em 1550. O Dia Mundial do Chocolate remonta a 2009. O chocolate atual é o resultado de um longo processo de descobertas, experiências e inovação e durante os próximos minutos, vamos conhecer alguns passos importantes que o tornam tão delicioso! Talvez não saiba, mas a semente de cacau que é colhida do fruto está muito longe de ter o aroma e o sabor que associamos ao chocolate. O primeiro processo indispensável para formação das substâncias responsáveis pelo sabor do cacau é a fermentação destas sementes, a qual envolve várias reações químicas.
  • 63. DeClara nº 67 julho 2023 63 Mas o que importa reter é que é durante este processo que a proteína de reserva das sementes começa a ser decomposta nos seus aminoácidos constituintes. O passo seguinte é a torrefação, que permite a evaporação da água e de alguns compostos de cheiro e sabor desagradáveis dos grãos de cacau. Mas a verdadeira maravilha química da torrefação é a cascata de reações que ocorrem entre os aminoácidos formados na fermentação e os açúcares presentes no grão. Estas reações dão origem aos compostos responsáveis pelo aroma e sabor do chocolate (aldeídos, esteres, cetonas, furanos) e formam também os compostos que dão a cor castanha ao grão. O … castanho chocolate! Antes de podermos desfrutar das delícias do chocolate, falta ainda uma última etapa: a cristalização. O principal responsável pela textura do chocolate, a manteiga de cacau, pode cristalizar de seis formas diferentes, uma propriedade designada por polimorfismo. O polimorfismo é um arranjo diferente das moléculas para formar o estado sólido, mas desse arranjo resultam diversas propriedades físicas como a cor, o brilho e a temperatura de fusão. Das seis formas de polimorfismo possíveis para o chocolate só uma tem as características que os consumidores apreciam: apresenta uma superfície sedosa, tem uma textura suave e derrete-se à temperatura da língua. Infelizmente, esta forma mais saborosa não é a forma mais estável e o último desafio dos fabricantes de chocolate é garantir que todo o chocolate cristaliza na forma correta. Isto só se consegue através de um ciclo de aquecimento e arrefecimento com temperaturas muito controladas. Se deixar o seu chocolate ao calor, perderá esta forma tão especial e o chocolate vai parecer-lhe sensaborão e difícil de derreter na boca. Conserve o seu chocolate à temperatura adequada para não desperdiçar os prazeres da química! 3.ºciclo: Química do Chocolate o Dia Mundial do Chocolate
  • 64. DeClara nº 67 julho 2023 64 Por fim aqui fica uma receita muito simples de um bolo delicioso da caneca de chocolate. Experimenta e boas férias !!! Receita Bolo da caneca 1.Numa caneca, coloque 2 colheres de sopa de farinha, 2 colheres de sopa de açúcar e duas colheres de sopa de chocolate em pó. 2.Mexa tudo e junte 1 ovo. 3.Junte 2 colheres de sopa de leite e duas colheres de sopa de óleo. 4.Leve ao micro-ondas durante 3 minutos na potência máxima (1000 watts). Professora Isabel Pinto Física e Química Professora Isabel Pinto Física e Química 3.ºciclo: Química do Chocolate o Dia Mundial do Chocolate
  • 65. DeClara nº 67 julho 2023 65 Ensino Secundário: 10.º A – Biologia e Geologia: Biomateriais No âmbito da disciplina de Biologia-Geologia, no dia 2 de abril, a turma 10.ºA participou numa palestra dinamizada pela doutora Bruna Costa do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde (i3S) intitulada “Os Biomateriais e as suas aplicações na saúde. Os péptidos antimicrobianos como alternativa aos antibióticos no combate das infeções bacterianas.” Esta atividade teve como objetivo a articulação entre os conteúdos das aprendizagens essenciais (AE) da unidade temática Biomoléculas e as linhas de investigação no âmbito da Ciência. Foi igualmente objetivo proporcionar aos alunos o contacto com um investigador e seu percurso académico entre diferentes áreas da Ciência. Foi um diálogo profícuo e enriquecedor e constituiu uma mais-valia para aprofundar as aplicações das biomoléculas na saúde, nomeadamente, na utilização de biomateriais aplicados no ramo das próteses ou em cateteres, por exemplo, para doentes que fazem quimioterapia ou os que são sujeitos a traqueotomia. Estes biomateriais são construídos de forma a minimizar as infeções bacterianas e situações de rejeição dos componentes utilizados na sua construção. Biologia e Geologia - Os Biomateriais e as suas aplicações na saúde. Isolina Virgínia Silva Professora de Biologia e Geologia do 10ºA Foto 1: Palestra dinamizada no auditório Foto 2: Exemplos de biomateriais
  • 66. DeClara nº 67 julho 2023 66 Ensino Secundário: 11.ºE – História A Visita de Estudo Berlim Data: 26 a 30/03/2023 Local: Berlim, Alemanha Durante 5 dias, as turmas do 9°D, 11°E e 12°F, realizaram uma visita de estudo à cidade de Berlim, capital da Alemanha, acompanhados pelos professores Arlete Ferreira, Maria Jorge Urbano, Daniel Pedrosa e Jorge Oliveira. Ao longo desses 5 dias visitámos diversos pontos turísticos e históricos e mergulhámos na história e cultura da cidade, como o Checkpoint Charlie, o Campo de Concentração e o Museu Judaico. Visita de Estudo Berlim Chegámos a Berlim, por volta das 18 horas, após uma viagem de três horas de avião, a partir do Porto. Fomos para o hotel de autocarro. Depois de nos instalarmos no hotel fomos explorar a zona e jantar. Optámos pelo restaurante Five Guys. Depois, aproveitámos para passear até à Potsdamer Platz, uma praça movimentada e moderna, repleta de arranha-céus, lojas e restaurantes. Em seguida, visitámos a Praça Sony, onde pudemos apreciar a arquitetura contemporânea, as luzes e desfrutar do ambiente animado. Como já era tarde regressámos ao Ibis Budget Hotel para descansarmos para o dia seguinte.
  • 67. DeClara nº 67 julho 2023 67 No segundo dia, tivemos a oportunidade de conhecer a cidade, através de uma viagem panorâmica de autocarro. Começámos por visitar a Porta de Brandemburgo, um símbolo histórico da unificação alemã. Parámos aqui para apreciar o monumento único. De seguida, fomos até ao Memorial do Holocausto, um local impressionante que presta homenagem às vítimas do Holocausto. De autocarro seguimos até à East Side Gallery, onde observámos e apreciámos uma parte Muro de Berlim com pinturas de artistas alemães. Regressamos à Potsdamer Platz, para almoçar livremente. Ensino Secundário: 11.ºE – História A Visita de Estudo Berlim À tarde fomos visitar o Campo de Concentração de Sachsenhausen, um lugar emocionalmente impactante e muito importante para melhor se entender a história do país. Ao final do dia regressámos ao hote e preparámo-nos para ir jantar ao restaurante escolhido pela agência de viagens. Terminámos a nossa noite com uma visita ao Parlamento Alemão. Subimos até à cúpula do Parlamento onde pudemos apreciar uma paisagem noturna deslumbrante sobre a cidade de Berlim. Começámos o terceiro dia com uma viagem de metro e autocarro até à Ilha dos Museus. Aí visitámos o Museu Pergamon, que abriga uma impressionante coleção de artefactos históricos. Depois da hora livre para almoço na Alexanderplatz, conseguimos observar o World Time Clock [relógio mundial].
  • 68. DeClara nº 67 julho 2023 68 Ensino Secundário: 11.ºE – História A Visita de Estudo Berlim De seguida, visitamos a Haus Schwarzenberg , uma área cultural alternativa cheia de arte de rua. Durante o caminho até à loja de chocolates Rausch Lantagen, um lugar com esculturas incríveis feitas de chocolate e com diferentes chocolates à venda, tivemos a oportunidade de passar pela Universidade Humboldt e pela Bebelplatz, muito visitada por aqui terem sido queimados, na noite de 10 de maio de 1933, milhares de livros de autores, como Karl Marx, Sigmund Freud e muitos outros, censurados pelos nazis. Nesta zona também encontrámos a Ópera Estatal de Berlim. A caminho do hotel foi, também, possível, para quem quis, visitar o Museu Judaico. Embora não tenhamos tido muito tempo para o explorar, foi uma experiência muito impactante e chocante pelos horrores do holocausto, e uma das atividades foi caminhar por cima de placas metálicas que representavam os mortos do Holocausto. Para terminar este dia fomos jantar, novamente, no restaurante habitual. No quarto dia, seguimos para o Checkpoint Charlie, um importante ponto de passagem entre as zonas leste e oeste de Berlim durante a Guerra Fria. Pudemos, também, visitar a Igreja Memorial Kaiser Wilhelm, conhecida como Gedächtniskirche, e o Mahnmal Goldener Riss, um monumento em memória às vítimas da guerra. Antes do almoço também tivemos a oportunidade de visitar a loja M&M. Tivemos uma hora para almoçarmos num local à nossa escolha. Uma das opções foi o centro comercial mais antigo da Alemanha, na rua Kurfürstendamn.
  • 69. DeClara nº 67 julho 2023 69 Ensino Secundário: 11.ºE – História A Visita de Estudo Berlim Após o almoço, explorámos o Museu Alemão de Tecnologia, que mostra a evolução tecnológica desde o automóvel até à própria ciência, e o Science Center Spectrum, um museu interativo com o objetivo de compreendermos a ciência de uma forma divertida. Começámos o quinto e último dia aproveitando os últimos momentos em Berlim. O ponto de paragem foi o Neues Museum, um museu com uma vasta coleção de artefactos egípcios e pré-históricos. Neste museu tivemos o privilégio de ver o busto de Nefertiti, a Grande Esposa Real do faraó egípcio Aquenáton. Por fim, regressámos ao hotel para fazermos o check-out e irmos para o aeroporto Berlim-Brandemburgo onde almoçámos antes de iniciarmos a viagem de regresso num voo da Ryanair. Concluindo, a nossa visita de estudo a Berlim foi uma experiência enriquecedora, pois permitiu-nos mergulhar na história e cultura desta cidade, um marco de grande relevância histórica. Os diversos pontos turísticos visitados proporcionaram uma compreensão mais profunda da história alemã, da importância de Berlim ao longo dos séculos e do lugar de onde as atrocidades do Holocausto foram orquestradas. Recomendamos esta cidade a todas as pessoas que desejam explorar uma mistura única de história, arte, arquitetura e cultura contemporânea. No final desse dia tivemos a possibilidade de visitar a Topografia do Terror, um museu ao ar livre que documenta, detalhadamente, a história do regime nazi e as suas atrocidades. Mais uma vez, o jantar foi no restaurante habitual. Alunos do 11ºE Ana Rita Cunha nº2, André Pereira nº3, Beatriz Alves nº5, David Teles nº6, Marta Bravo nº20
  • 70. DeClara nº 67 julho 2023 70 Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse VISITA DE ESTUDO À CAPITAL EUROPEIA DA AERONÁUTICA E DO AEROESPACIAL - TODOS FOMOS A TOULOUSE: PRESENCIAL OU VIRTUALMENTE – No presente ano letivo, o 12ºC, apresentou-se com um perfil heterogéneo de alunos: os mais voltados para as Engenharias Aplicadas à Industria e os mais orientados para as Físicas/ Engenharias de Investigação ou de ponta. Assim, as disciplinas de Física e de Aplicações Informáticas, desenharam uma visita de estudo em áreas complementares, para satisfazer os interesses e tendências diversas dos alunos. Esta atividade, de enriquecimento/ aprofundamento curricular, inseriu-se no ensino- aprendizagem, pelo que “todos fomos a Toulouse (França)”, direta (Testemunho B) ou indiretamente (Testemunhos A/C/D). Todos aprendemos, crescemos intelectual e culturalmente. A visita converteu-se num marco do presente ano letivo: foi transformadora. Testemunho A/ Visita online: «A viagem a Toulouse» «Nesta visita de estudo à cidade de Toulouse, os alunos e professores visitaram diversos destinos turísticos, incluindo a “Cité de l’espace” e a famosa fábrica da Airbus. Apesar de apenas ter durado aproximadamente 3 dias, esta visita esteve repleta de atividades interessantes e envolventes, mantendo os viajantes entretidos o tempo todo.
  • 71. DeClara nº 67 julho 2023 71 A Brigada #AMARoMAR pronta para sair da Escola Básica e Secundária Clara de Resende com os seus 43 participantes. Toulouse é uma cidade localizada no sul da França, conhecida não só pela sua história e cultura, mas também por ser um importante centro industrial e tecnológico. Conhecida como a "cidade rosa" devido à cor dos tijolos utilizados em muitos de seus edifícios, Toulouse é uma mistura única de tradição e modernidade. Com um clima mediterrâneo suave, a cidade tem um ambiente descontraído e agradável que atrai visitantes de todo o mundo. A história da cidade remonta aos romanos, e isso é evidente em muitos dos seus edifício, como a Catedral de “Saint- Étienne”, o “Hôtel-Dieu Saint-Jacques” e o Convento dos Jacobinos. Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse Além disso, Toulouse é lar de muitos museus interessantes, como o Museu dos Augustinos, que abriga uma vasta coleção de arte europeia e de artefactos pré-históricos da região. As áreas mais modernas da cidade abrigam construções impressionantes, como a fábrica da Airbus, que se extende pela maioria dela. Toulouse também é uma cidade universitária animada, com muitas instituições de ensino superior, incluindo a famosa Universidade de Toulouse.
  • 72. DeClara nº 67 julho 2023 72 A Brigada #AMARoMAR pronta para sair da Escola Básica e Secundária Clara de Resende com os seus 43 participantes. Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse A cidade tem uma atmosfera jovem e descontraída, com muitos bares, cafés e restaurantes que servem comida deliciosa e vinho local. As ruas estreitas do centro histórico de Toulouse estão cheias de lojas interessantes e mercados coloridos que vendem produtos frescos e especialidades regionais. Esta cidade está também repleta de parques e jardins, como o Jardim das Plantas, o Jardim Japonês e o Canal “du Midi”, que oferecem oportunidades para passeios e atividades ao ar livre. A cidade também está localizada perto dos Pirenéus, tornando-se um ponto de partida para excursões à montanha e outras aventuras na natureza. O primeiro grande destino dos viajantes foi a “Cité de l’espace”, um parque temático e centro de ciências localizado perto do centro da cidade. O parque é dedicado à exploração espacial e conta com várias atrações relacionadas com o tema, como exposições interativas, simuladores de voo espacial, modelos de foguetes e naves espaciais, além de um planetário. Inaugurada em 1997, a “Cité de l’espace” é um dos maiores parques temáticos dedicados ao espaço de todo o mundo. O parque é uma atração popular entre famílias e estudantes de ciências, interessados em aprender mais sobre o espaço e a exploração espacial. Além disso, a "Cité de l'espace" também é um importante centro de pesquisa e educação em astronomia e ciências espaciais na França. Entre as diversas atrações presentes neste parque, destacam-se as seguintes: Astronáutica (Uma exposição interativa que apresenta a história da exploração espacial e as tecnologias utilizadas para enviar seres humanos ao espaço); Planeta a Z (Uma exposição interativa que apresenta informações sobre os planetas do sistema solar, bem como sobre a vida no espaço e os desafios enfrentados pelos astronautas).
  • 73. DeClara nº 67 julho 2023 73 Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse Naves espaciais (Uma exposição que apresenta modelos em tamanho real de naves espaciais, incluindo o foguete Ariane 5, o vaivém espacial Buran e o módulo lunar Apollo); Terra no espaço (Uma exposição que apresenta imagens e informações sobre a Terra vista do espaço, incluindo dados sobre o clima, as mudanças climáticas e os ecossistemas); Um simulador de voo espacial que oferece aos visitantes a experiência de pilotar um avião; Planetário (Um cinema que apresenta filmes sobre astronomia e exploração espacial); Missão no espaço (Um simulador de treino de astronautas que permite que os visitantes experienciem o que é preciso para se tornar um astronauta); Exploração de Marte (Uma exposição que apresenta informações sobre a exploração de Marte e as missões enviadas ao planeta vermelho); etc. No percurso desta visita, os alunos e professores também visitaram a Fábrica da Airbus: A Airbus é uma das maiores fabricantes de aviões comerciais do mundo, tendo sido fundada em 1970 através de uma colaboração entre a empresa aeroespacial alemã “Deutsche Aerospace” (agora parte da “Airbus Defence and Space”) e a empresa francesa ”Aérospatiale”. Atualmente, a Airbus possui diversas fábricas em todo o mundo, cada uma responsável por diferentes aspetos da produção de aeronaves.
  • 74. DeClara nº 67 julho 2023 74 A Brigada #AMARoMAR pronta para sair da Escola Básica e Secundária Clara de Resende com os seus 43 participantes. Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse A fábrica da Airbus em Toulouse abrange uma área enorme, com vários prédios e instalações interconectados que ocupam mais de 100 hectares. Ela emprega milhares de pessoas, incluindo engenheiros, técnicos, trabalhadores de linha de produção, gestores e outros profissionais altamente qualificados. A fábrica é conhecida pela sua eficiência, precisão e atenção aos detalhes, bem como pela sua capacidade de produzir grandes quantidades de aviões de alta qualidade num curto espaço de tempo. Esta fábrica é responsável pela montagem final de aeronaves de grande porte, como o A320, A330, A350 e A380, bem como a produção de asas para estes aviões. Esta fábrica encontra-se dividida em vários setores, cada um com um hangar e, por sua vez, cada hangar concentra o programa de construção de um determinado avião. Dentro de um hangar é possível observar diversas secções que separam o trabalho em diferentes fases de construção: Numa secção, eles constroem a fuselagem, noutra montam o avião, etc. É importante referir que as partes de aviões da Airbus são importadas de outros países como o Reino Unido, a Rússia, os Estados Unidos e a Alemanha. Assim, a construção de cada avião demora aproximadamente seis meses, podendo até prolongar-se até aos oito meses, dependendo da complexidade e tamanho deste. As peças chegam a Toulouse num avião chamado Beluga, que as transporta constantemente entre países. Além da produção de aeronaves, a fábrica da Airbus também abriga outras atividades relacionadas, como testes de certificação, treino de pilotos e mecânicos, e a operação de um centro de visitantes (que permitiu esta visita aos alunos e professores).
  • 75. DeClara nº 67 julho 2023 75 A Brigada #AMARoMAR pronta para sair da Escola Básica e Secundária Clara de Resende com os seus 43 participantes. Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse Assim, A Airbus é conhecida pela sua tecnologia de ponta e por investir em inovação e pesquisa para continuar a avançar no setor aeroespacial. A empresa continua a ser uma das líderes no mercado de aviação, produzindo alguns dos aviões mais populares e avançados do mundo. Desde que os alunos voltaram de Toulouse, continuam a contar histórias sobre as pessoas da cidade e o que visitaram, tendo sido assim uma viagem claramente marcante. Penso que tomei a decisão errada em não pagar a viagem e, para uma próxima, dada a oportunidade, não hesitarei em aceitar.» Porto, 30 de Março de 2023 Pedro Noya, Nº 22/ 12º C Testemunho B/ Visita ao local «Relatório detalhado da visita de estudo à Cité de l’Espace e à Airbus, Toulouse - França, com menção da experiência pessoal de aprendizagens» «No dia 20 de março de 2023, fiz a minha primeira viagem de estudo internacional! Com encontro marcado para as 18h00 no aeroporto Francisco de Sá Carneiro, fui ter com o meu grupo de viagem, constituído pelos meus colegas e amigos Tomás Bessa, Tomás Ferreira, Rodrigo Silva, Tiago Santos, Diogo Pimenta e Constança Ferreira, e pelas minhas professoras de Física e de Aplicações Informáticas B, Dra. Maria Helena Pimental e Dra. Nazaré Morais, respetivamente. Partimos para Toulouse, à hora prevista (19h45), num voo da Ryanair.
  • 76. DeClara nº 67 julho 2023 76 A Brigada #AMARoMAR pronta para sair da Escola Básica e Secundária Clara de Resende com os seus 43 participantes. Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse As expectativas que eu tinha para esta viagem eram bastante elevadas! Afinal, íamos visitar infraestruturas e exposições que albergam modelos de naves espaciais/aviões considerados lendários pela comunidade internacional de engenharia espacial e aeronáutica. Chegados ao aeroporto de Toulouse-Blagnac (22h25, mais 1 hora do que no Porto), fomos de carro para o hotel Íbis Budget Toulouse Centre Gare, situado a cerca de 1 km do centro da cidade de Toulouse. O hotel, de duas estrelas, era bastante acolhedor e bem servido. A escassos metros, encontramos um mini-supermercado, chamado Carrefour, onde nos abastecemos, de comida e bebida, durante a nossa estadia. Também não ficava muito longe de uma praça, bastante grande, formada por vários edifícios com restaurantes e bares. Foi no MacDonald dessa praça que jantámos na noite de chegada a Toulouse. No primeiro dia completo em Toulouse, 21 de março de 2023, visitámos a Cité de l’Espace, que conta já com 25 anos de existência. Levantamo-nos bem cedo e, depois de tomarmos o pequeno almoço e de nos abastecermos de alimentos para o resto do dia, fomos para o nosso destino de autocarro. Após a revisão-controlo de segurança que nos foi feita, entrámos no recinto. Este, constituído por hangares, edifícios e espaços verdes, é muitíssimo grande. Encontrava-se cheio de turistas, estudantes, jovens e adultos; e, a perder de vista, modelos/réplicas à escala real das mais diversas construções emblemáticas utilizadas pelo homem, para explorar e conhecer o universo.
  • 77. DeClara nº 67 julho 2023 77 Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse Neste dia a minha cultura de astronomia e de astronáutica aumentou muito! Visualizámos um curto filme, em 3D, sobre asteroides, naves espaciais e outros equipamentos, com a função de obter informação de locais mais distantes no Espaço, inatingíveis pelo homem. Vimos uma réplica à escala real do foguetão Ariane 5 (era Gigante!!); assistimos a uma pequena palestra sobre o uso de diversos robôs espaciais terrestres e uma pequena aula sobre o que já conhecemos do Espaço; e interagimos com muitos, mas mesmo muitos, painéis informativos, que aumentaram o nosso saber. O que eu gostei mais de visitar nesse dia foi a estação espacial russa Mir/Мир. Esta estação, modular, encontrava-se não muito longe da Terra, e foi montada e operada na baixa órbita terrestre, entre 1986 e 2001. No seu tempo, foi considerada o maior espaçonave em atividade. Possuía tecnologia bastante avançada que permitiu a recolha de dados e informação preciosa para a humanidade. Terminada esta visita de sonho, regressámos ao centro da cidade de Toulouse, onde jantámos no restaurante Five Guys que, apesar de caro, tinha uma excelente comida. Toulouse revelou-se bastante bonita. Tem uma forte cor de tijolo, que a caracteriza, desde os passeios, as fachadas de grande parte dos edifícios e coberturas dos mesmos. A caminho do hotel, deparámo-nos com a sua Câmara Municipal ou Capitole, a sua emblemática praça, a Pont Neuf e a Basílica de Saint-Sernin.
  • 78. DeClara nº 67 julho 2023 78 A Brigada #AMARoMAR pronta para sair da Escola Básica e Secundária Clara de Resende com os seus 43 participantes. Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse O segundo dia da nossa visita de estudo, 22 de março de 2023, foi, na minha opinião, o dia mais interessante da nossa estadia em Toulouse. Visitámos a Airbus – sociedade empresarial europeia de atividade aeroespacial e bélica, desde 1967 - que conseguiu ultrapassar, por momentos, a empresa internacional americana Boeing (a maior e mais emblemática empresa de construção aeronáutica mundial). Depois de uma curta viagem de Uber, desde o hotel, já se conseguia ver o recinto, enormíssimo, da Airbus. Logo à entrada, encontravam-se três dos seus modelos emblemáticos de aviões, sendo um deles o famosíssimo e lendário Concorde, avião supersónico, capaz de atingir a velocidade máxima de 2 179 km/h. Fomos muito bem-recebidos por um excelente guia – o Tomás, que, numa extraordinária viagem de camioneta pelo recinto, nos explicou, com grande profissionalismo e entusiasmo, a história do consórcio Airbus, como este operava, como se podia trabalhar na empresa e o seu impacto na indústria aeronáutica. Nesse trajeto de viagem, visitámos uma das muitas oficinas. Estava a ser construído um avião comercial modelo A320, o mais vendido e carismático da Airbus. Fiquei fascinado com a escala imponente da oficina. Era enorme e com as mais diversas máquinas-robots, que deviam fazer os mais exímios e impensáveis trabalhos. Vimos muitos modelos de aviões, muitos descontinuados, como o Concorde. Outros, como os modelos A300s, que melhoraram e ficaram cada vez mais evoluídos com o passar dos anos. Após despedirmo-nos do guia Tomás, entrámos dentro de um grande hangar onde se encontravam muitos modelos de avionetas, aviões comerciais, aviões com fins militares e aviões cargueiro. Havia também vários painéis interativos e textos informativos. Foi-nos permitida a entrada no interior de um Concorde e de um Beluga, este último enorme e com um formato peculiar.
  • 79. DeClara nº 67 julho 2023 79 Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse Depois da incrível visita à Airbus, fomos de metro até à estação do Téléo – o maior teleférico urbano de França. Embarcamos numa cabina e vimos a bela paisagem da cidade de Toulouse, circunscrita pelo seu enorme rio, o Garona, com 575 km de comprimento, de cor bastante azul. Ao longe, avistámos os Pirenéus (onde este rio nasce)! Depois deste passeio aéreo, visitamos o Campus da Universidade de Toulouse. Lembro-me de ter ficado cansado pela grande caminhada que fizemos no Campus. Era, de facto, muito grande e com infraestruturas de alta qualidade. Não é por acaso que Toulouse alberga uma das melhores universidades europeias, em que os seus graduados são muito bem vistos e reconhecidos. Jantámos pelo cedo nesse dia. Foi numa pizzaria italiana, perto da Pont Neuf, que era excelente. Depois, repletos de um dia em cheio, seguimos a pé para a última noite no Hotel Íbis. Na quinta-feira, 23 de março de 2023, regressámos ao Porto (voo FR 1988 da Ryanair, das 09:20). Aterrámos no aeroporto Francisco Sá Carneiro por volta das 10 horas da manhã. Sentia- me bastante cansado, pelas poucas horas de descanso que tivemos nessa noite, mas acima de tudo sentia-me feliz e muito agradecido por ter tido esta oportunidade. Por isso, quero agradecer à minha professora de Física, Dra. Maria Helena Pimentel, por esta excelente visita de estudo. Foi muito interessante. Permitiu ver a imponência, o luxo e a história daquelas aeronaves, em particular.
  • 80. DeClara nº 67 julho 2023 80 Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse Também quero agradecer à minha professora de Aplicações Informáticas B, Dra. Nazaré Morais, por todas as ajudas e orientações dadas. Não posso deixar de agradecer também aos meus pais, pelo entusiasmo deles. Por último, gostaria de expressar que sou favor destas viagens de estudo, pois não trazem apenas conhecimento e saber, como também nos orientam para melhores escolhas do nosso futuro profissional. E pelo convívio, bastante salutar.» Porto, 27 de março de 2023 Luís Ferreira Ribeiro, nº18, 12º C
  • 81. DeClara nº 67 julho 2023 81 Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse TestemunhoC/ Visita online: Toulouse: Científico - Tecnológica INTRODUÇÃO «Nos últimos anos, Toulouse, que é a quarta maior cidade de França, tem-se vindo a afirmar cada vez mais como uma das cidades europeias mais importantes no desenvolvimento científico- tecnológico, especialmente no que toca à parte aeroespacial e aeronáutica (...) (...) AIRBUS/ DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E A INOVAÇÃO CIENTÍFICA Foi apenas em 28 de Outubro de 1972, em Toulouse, após um longo processo de construção de uma aeronave e de diversos testes, que ocorreu o primeiro voo de um avião da Airbus, voo esse que durou cerca de uma hora e vinte e três minutos. O A300 foi o avião usado neste primeiro voo, tendo este um comprimento de cerca de 53,92 metros e capacidade para cerca de 250 pessoas. Após isto, este modelo circulou durante seis semanas por vários lugares da América com o intuito de ser apresentado.
  • 82. DeClara nº 67 julho 2023 82 Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse No que toca ao desenvolvimento tecnológico, a Airbus foi responsável por adaptar o uso da tecnologia “fly-by-wire” em aviões civis, bem como o uso de “side-stick” no lugar do manche (alavanca presente em aviões, aeronaves e outros dirigíveis e que é responsável por ditar manobras como a subida, descida e estabilização lateral da aeronave), sendo que estas apenas começaram a aparecer na A320. No sistema “fly-by-wire”, em vez dos controlos como a manche, pedais, etc. Estarem ligados mecanicamente às superfícies de comando ou motores, passaram a estar conectados eletronicamente a computadores. Esta tecnologia, que começou a ser aplicada em aviões militares, está atualmente a ser usado em variadas aeronaves, incluindo as da empresa rival (a Boeing). Outra grande inovação tecnológica presente a partir dos aviões A320 é o ECAM ou Monitorização Eletronicamente Centralizada da Aeronave. Este é um sistema composto por dois grandes ecrãs na cabine de comando que mostram o estado de todos os sistemas a bordo (hidráulicos, pressão da cabine, motores, combustível, etc.). A grande vantagem deste sistema é que, caso haja uma falha ou fogo no motor, em vez de ter de consultar o livro que contem todas as checklists de todas as falhas que podem acontecer (o QRH), a checklist passa a aparecer toda no ecrã, o que faz com que o piloto não tenha que perder tanto tempo a consultar o QRH. Apesar destas vantagens, este é um sistema que, devido a alguns acidentes de avião da Airbus, tem sido bastante contestado
  • 83. DeClara nº 67 julho 2023 83 Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse OUTROS LOCAIS DE INTERESSE CIENTÍFICO- PEDAGÓGICO (...) A “Cité de l’espace” é um centro de cultura científica relacionado com o espaço e tudo o que envolve o mesmo, dedicando-se tanto à astronomia como também à astronáutica, tendo sido inaugurado em 27 de julho de 1997. Nesta pequena cidade, entre as principais experiências e exposições que se podem ver estão o “Centro de lançamento”, onde se pode ver as decolagens de alguns foguetes de vários centros espaciais e até mesmo um motor Vulcain do Ariane 5, e o “Moon - Episódio II, lá vamos nós de novo!”, onde se poderá ver os principais momentos das missões Apollo para que o Homem pudesse chegar à Lua e ainda como é que seria se o ser humano tentasse ficar a viver na Lua.
  • 84. DeClara nº 67 julho 2023 84 Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse Para além destas, outras duas exposições muito importantes presentes nesta cidade são a exposição “Estação espacial MIR”, que basicamente nos permite ter uma pequena ideia sobre o que é a vida de um astronauta no espaço, e ainda “O observatório”, local onde, entre outras coisas, podemos observar a olho nu diferentes retratos do cosmos que explicam o Big Bang, a formação de galáxias ou sistemas planetários. Para além destes dois locais, outro local bastante importante a nível Espacial da França é o CNES (Centro Nacional de Estudos Espaciais). O CNES é a Agência Espacial Francesa, uma organização governamental fundada em 1961 e que é responsável por moldar e implementar a política espacial da França no que toca à cooperação internacional, essencialmente na Europa. Esta agência é também uma importante fonte de propostas que procuram manter a competitividade da França e da Europa e ainda permanecer importantes a nível do domínio espacial.
  • 85. DeClara nº 67 julho 2023 85 Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse (EPIC- Electric Propulsion Innovation and Competitiveness) Na área da propulsão eléctrica (EP), o CNES trabalha sobretudo em cinco vertentes, sendo algumas destas a cooperação com laboratórios, estudos e modelagem de fenómenos físicos m HET (Hall-Efect Thruster, relativo a propulsão elétrica), a modelagem de efeitos de jato de plasma e caracterização da sua interação com materiais de satélite, e, ainda, os sistemas de propulsão de potência alta para transporte e exploração espacial, tal como, o projeto FP7 MEGAHIT (Megawatt Highly Efficient Technologies for Space Power and Propulsion Systems for Long-duration Exploration Missions; relativo à propulsão nuclear elétrica Atualmente o CNES está a trabalhar com a Agência Espacial Europeia no programa NEOSAT que tem como objetivo melhorar a liderança da indústria de satélites de telecomunicações, sendo um dos temas a propulsão elétrica.» Bibliografia: https://viagens.sapo.pt/viajar/viajar-mundo/artigos/toulouse-a-cidade-cor-de-rosa https://www.airbus.com/en/who-we-are/our-history/commercial-aircraft-history/early-days-1967 https://pt.wikipedia.org/wiki/Airbus https://pt.wikipedia.org/wiki/Cit%C3%A9_de_l%27espace https://www.cite-espace.com/decouvrir/les-expositions-et-jardins/ https://www.esa.int/Enabling_Support/Space_Engineering_Technology/Centre_National_D_Etudes_Spatiale s_CNES Ana Beatriz Oliveira Neto; Nº 2; 12º C
  • 86. DeClara nº 67 julho 2023 86 Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse Testemunho D/ Visitaonline: AEROSCOPIA: O MUSEU DAAIRBUS «O Museu da Airbus em Toulouse/ Blagnac, é um museu dedicado à história da fabricante de aeronaves Airbus e está localizado junto à linha de montagem final da empresa. O museu apresenta uma ampla coleção de aeronaves históricas, incluindo modelos clássicos da Airbus, bem como aviões militares e civis, motores e simuladores. Entre as atrações do museu estão a réplica em tamanho real do primeiro avião produzido pela Airbus, o A300B, e o Airbus A380, o maior avião comercial do mundo. E, também, do inconfundível Concorde. Além das exposições permanentes, o museu também possui exposições temporárias que apresentam a história da aviação e os avanços tecnológicos da indústria aeroespacial. O Museu da Airbus é uma atração popular para os entusiastas da aviação, estudantes e famílias que desejam aprender mais sobre a história da Airbus e explorar a coleção de aeronaves.
  • 87. DeClara nº 67 julho 2023 87 Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse O museu oferece visitas guiadas e atividades educacionais para crianças e adultos, bem como eventos especiais, como shows aéreos e exibições temporárias.» Tomás Oliveira; nº 27, 12ºC
  • 88. DeClara nº 67 julho 2023 88 Ensino Secundário: 12.º C - Física-Visita de Estudo a Toulouse LUGARES ONDE O FUTURO SE CONSTRÓI O pólo Rangueil alberga numerosos institutos de investigação científico-tecnológicos, a Universidade Toulouse III- Paul Sebatier, o Hospital Rangueil/ Centro Universitário Hospitalar e outras escolas. Percorremos esses espaços inspiradores de futuro.
  • 89. DeClara nº 67 julho 2023 89 Ensino Secundário: 12.º C - Física-Visita de Estudo a Toulouse (...)
  • 90. DeClara nº 67 julho 2023 90 Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse Este 12ºC/ 2022-2023 percebeu: o que é rigor e investigação; trabalho e sonhos em concretização; vocações ao serviço da Humanidade. E que há um “rio de progresso”, na Educação-Ciência-Tecnologia, ao qual devemos ambicionar pertencer. A AVENTURA E A DIVERSÃO 1: O TELEFÉRICO A zona do parque tecnológico Rangueil é servida por metro e dispõe de um gigantesco teleférico. A vista panorâmica de Toulouse, para um dos lados, e, dos Pirenéus para o outro é avassaladora. Não podíamos perder esta viagem. O teleférico liga as duas margens do Rio Garonne e tem duas paragens. Percorre três quilómetros em dez minutos, para cada um dos lados. Tirámos muitas fotografias, não nos cansávamos de olhar à nossa volta e conversámos com outros passageiros de cabine.
  • 91. DeClara nº 67 julho 2023 91 Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse A AVENTURA E A DIVERSÃO 2: A ZONA DOS PIONEIROS DA AVIAÇÃO Seguimos para a zona próxima de Montaudran, o local do aeródromo dos pioneiros da aviação. A antiga pista de avião é, agora, uma zona de lazer e diversão. Máquinas gigantes, em forma de figuras grotescas, podem transportar pessoas, deslizando na rua em dias de festival. Por exemplo, no Minotauros (que o Rodrigo escalou...). O QUE NÃO TIVEMOS TEMPO DE VER (e estava ao lado...) No primeiro dia da visita de estudo percorremos 15,6 Km e no segundo 17,1 Km. Não houve tempo, nem energia, para nos deslocarmos a mais pontos de interesse. Por exemplo, ao Museu dos Pioneiros da Aviação; associado ao nome de Antoine de Saint Exupéry, o autor do Principezinho. E a outros nomes, como os de: Guilaumet, Mermoz, Latécoère, Daurat, Bouilloux-Lafont.
  • 92. DeClara nº 67 julho 2023 92 Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse “Eis o meu segredo. Ele é muito simples: só conseguimos ver bem com o coração. O essencial é invisível para os nosso olhos.»
  • 93. DeClara nº 67 julho 2023 93 Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse E PARA MAIS TARDE RECORDAR...
  • 94. DeClara nº 67 julho 2023 94 Ensino Secundário: 12.º C- Física -Visita de Estudo a Toulouse E PARA MAIS TARDE RECORDAR...