Apresentaçao Parfois Lean SCM XIV Ed

653 visualizações

Publicada em

Trabalho do Módulo de Lean Supply Chain realizado no âmbito da XIV Edição da PG Lean Management, Porto. Fevereiro de 2014.

Este trabalho é da responsabilidade dos autores (Ricardo Ferreira et al)

Publicada em: Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Apresentaçao Parfois Lean SCM XIV Ed

  1. 1. Parfois é uma empresa portuguesa fundada em 1994 Abriu a primeira loja na Rua Santa Catarina Seguiu-se o Gaiashopping e boom dos shopping em parceria com a SONAE Mercado nacional tem 110 lojas próprias e lojas franchisadas Expansão internacional começou na 2ª metade da década de 90 Mais de 145 lojas- Destinos como Espanha, França, Croácia ou Polónia com lojas próprias; paises do médio oriente e europa de leste entregou a exploração a parceiros Apresentou um crescimento de 23% em 2009 face ao anterior e 27% em 2010 e 21% em 2011 Emprega 1100 pessoas. Facturou 60 M€ em 2011 Módulo 4: Lean SCM
  2. 2. Visão: - Como motor de inovação e crescimento contínuo - Para saber aprender com quem faz melhor do que nós da sua imagem e da sua marca, quer na tomada de decisões quer na manutençao de uma organização competitiva à escala global Módulo 4: Lean SCM
  3. 3. Modelo de negócio: 1- Preocupação com a evolução das tendências da moda e seu acompanhamento em tempo real . 2- Renovação constante do produto em loja 3- Manutenção de espaço de venda bem conseguidos que proporcionem um boa experiência de compra Módulo 4: Lean SCM
  4. 4. Cadeia de fornecimento: GRANDE fornecedores decorrentes da vasta gama de produtos. PEQUENO Vários VOLUME POR VOLUME SKU VÁRIOS SKU FORNECEDORES 80% são Orientais e 20% europeus ( 13% portugueses) ARMAZÉM LOJAS PARFOIS CENTRAL Análise aos fornecedores: LEAD TIME ATRASOS NAS ENCOMENDAS TAXA DEFEITUOSOS MEIO DE TRANSPORTE: MEIO DE TRANSPORTE: BARCO/AVIÃO CAMIÃO Módulo 4: Lean SCM
  5. 5. Cadeia de fornecimento: I. Recepcionar e Controlar a Qualidade dos Produtos; GRANDE PEQUENO II. Separar os produtos consoante a necessidade das lojas; VOLUME POR VOLUME forma eficiente SKU III. Gerir os stocks de umaVÁRIOS SKU FORNECEDORES ARMAZÉM CENTRAL LOJAS PARFOIS Para garantir a sua eficiencia é medido: • Tempo Médio em Armazém B00: indica o número de dias que os produtos ficam parados, sem ter sido dada ordem de saída para as lojas. • Tempo entre a Ordem de Saída de Armazém B00 e Expedição • Diferenças de Inventário • Desvio entre o Stock Ideal e o Stock Real MEIO DE TRANSPORTE: BARCO/AVIÃO MEIO DE TRANSPORTE: CAMIÃO Módulo 4: Lean SCM
  6. 6. Cadeia de fornecimento: GRANDE VOLUME POR SKU FORNECEDORES CRITÉRIOS AVALIAÇÃO: PEQUENO VOLUME VÁRIOS SKU ARMAZÉM CENTRAL LOJAS PARFOIS •Venda cruzada •Rotação do enchimento de exposição da loja •A qualidade do merchandising é fundamental MEIO DE TRANSPORTE: • Evolução das vendas like for like BARCO/AVIÃO • Proporcionar uma experiencia positiva ao cliente. MEIO DE TRANSPORTE: CAMIÃO • Avaliação do cliente mistério Módulo 4: Lean SCM
  7. 7. ARMAZÉM CENTRAL Principais problemas/Oportunidades de Melhoria •Ausência de limpeza em diversas áreas do armazém; •Falta de arrumação no armazém; •Desgaste do pavimento devido à utilização intensiva do mesmo; •Processo de preparação (picos de necessidade de preparação durante o dia); •Preparações duplicadas (devido a alterações de ultima hora aos pedidos); • Taxa de utilização e eficiência do túnel de separação Módulo 4: Lean SCM
  8. 8. •Logística inversa do produto não conforme; •Gestão de paletes; •Procura de componentes (ausência de um lugar para cada componente); •Erros de stock (quantidade no SI diferente da quantidade disponível no GEMBA •Stock de componentes com Lead Time curto excessivo (exemplo caixas) Módulo 4: Lean SCM
  9. 9. Principais melhorias implementadas Através da aplicação da metodologia de 5S’s e de Gestão Visual: •Distribuição de recipientes para a recolha de resíduos por todo o armazém •Criação de carros para o transporte de material •Marcação no solo das áreas •A cada área do armazém foi atribuída uma cor Cada área ficou responsável pela gestão das paletes da sua cor Standardização do tipo de paletes utilizada •Aprovisionamento de caixas (componente com lead time curto) por kanban. Módulo 4: Lean SCM
  10. 10. Inovação: investimento em equipamentos •Automatização da sáida doUtilizaçãosepração •Recepção de Mercadoria - túnel de de um tapete de rolos para a descarga do camião Módulo 4: Lean SCM
  11. 11. Outras actividades: •VSM •Projecto de gestão de stocks •Estudo da abertura de centro logístico no Oriente •Workshops com quadros da empresa para discussão de oportunidades de melhoria •Adaptação do ERP às reais necessidades Módulo 4: Lean SCM
  12. 12. Redução de desperdícios; Melhoria condições Higiene e Segurança no Trabalho Aumento motivação/envolvimento dos colaboradores Melhoria eficiência de processos; Módulo 4: Lean SCM
  13. 13. SEIRI – Separar SEITON - Organizar Processo de 5S's em curso Módulo 4: Lean SCM
  14. 14. Antes: SEISO – LIMPAR SEIKETSU - NORMALIZAR SHITSUKE - Disciplinar Depois: Antes: Depois: Módulo 4: Lean SCM
  15. 15. Cada coisa em seu devido lugar! Módulo 4: Lean SCM
  16. 16. KANBAN Problemas Resolvidos:      Ruptura de stock; Falha de consumíveis durante 2º/3º Turno; Deslocações desnecessárias; Tempos perdidos a pedir consumíveis; Melhoria de tempos encomenda/entrega de consumíveis; Módulo 4: Lean SCM
  17. 17. REUTILIZAÇÃO Vantagens:  Redução de custos de aquisição;  Aumento Organização/Limpeza;  Mudança de mentalidades; Módulo 4: Lean SCM

×