SlideShare uma empresa Scribd logo
DIAGMA Brasil - 8 Dicas para Otimizar a sua Necessidade de Capital de Giro
SUA
NECESSIDADE
8
OTIMIZAR A SUA
NECESSIDADE DE
CAPITAL DE GIRO
DICAS PARA
1ENTENDA O IMPACTO DA SUPPLY CHAIN NA
NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIRO (NCG) DA
EMPRESA
A necessidade de capital de giro representa o investimento de
curto prazo realizado pela empresa para garantir o bom
funcionamento de suas operações do dia-a-dia.
A NCG é calculada através da diferença entre os engajamentos
operacionais da empresa (estoques e crédito aos clientes) e as
obrigações devidas aos fornecedores.
Como todo ativo da empresa, quanto maior o retorno esperado,
maior é a atratividade do capital investido na NCG. As iniciativas de
Supply Chain possuem influência fundamental nesse retorno.
NCG: UM INVESTIMENTO PARA MANTER
AS OPERAÇÕES CORRENTES DA
EMPRESA
RECEBÍVEIS
CLIENTES
ESTOQUES
OBRIGAÇÕES A
PAGAR
FORNECEDORES
NECESSIDADE
OPERACIONAL
(ATIVO)
NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIRO LÍQUIDA
=
+
-
FINANCIAMENTO
OPERACIONAL
(PASSIVO)
2MONITORE INDICADORES OPERACIONAIS QUE
REFLITAM O CICLO DE CONVERSÃO DE CAIXA
OS INDICADORES ENVOLVIDOS NO CICLO DE CONVERSÃO DE
CAIXA TORNAM OS IMPACTOS FINANCEIROS DAS ATIVIDADES DE
SUPPLY CHAIN MAIS PALPÁVEIS PARAAS EQUIPES
O ciclo de conversão de caixa (ou cash-to-cash cycle,
CCC) é uma medida da liquidez do capital de giro da
sua empresa, e está diretamente ligado à NCG.
O CCC reflete o número de dias em média que o caixa
da empresa permanece empatado em suas
necessidades operacionais – estoques e recebíveis de
clientes.
Conhecer esse ciclo é uma maneira de aproximar as
equipes Supply Chain dos conceitos e objetivos
financeiros do negócio, e construir uma verdadeira
Supply Chain ‘order to cash’, que compreenda os fluxos
financeiros da empresa.
CICLO DE CONVERSÃO DE CAIXA
=
ESTOQUE
MÉDIO
(DIAS)
PRAZO MÉDIO
DE CONTAS A
RECEBER
(DIAS)
PRAZO MÉDIO
DE PAGAMENTO
A
FORNECEDORES
(DIAS)
+ -
3REPENSE AS POLÍTICAS DE ESTOQUE POR
PRODUTO
OS PARÂMETROS DAS POLÍTICAS DE ESTOQUE DEVEM SER
REVISTOS COM PRUDÊNCIA PARA REDUZIR ESTOQUES SEM
IMPACTO NO NEGÓCIO
Os estoques são a alavanca mais comum das
equipes de Supply Chain para otimizar a
necessidade de capital de giro.
Quanto menores os estoques, menor a NCG, e
logo maior o retorno sobre o capital investido - se
mantidos os níveis de vendas.
Repensar as políticas de previsão de demanda,
produção e abastecimento de acordo com a
categoria e o comportamento dos produtos é
essencial para reduzir os estoques sem impactos
sobre as vendas.
Ponto e frequência
de pedido
Lotes mínimos de
produção
Custos de set-up
Nível de serviço
desejado (CSL)
Quantidade
econômica de
pedido
Previsões de
venda (e incerteza)
DIVERSAS INICIATIVAS PARA ALÉM DE
DESCONTOS E PROMOÇÕES PODEM SER
TOMADAS PARA REDUZIR OS OBSOLETOS
4POTENCIALIZE AS TRATATIVAS PARA OS
ESTOQUES OBSOLETOS
Os estoques obsoletos são um investimento de baixa
qualidade: o capital empatado pouco contribui para a
venda e logo não produz retorno.
Lançar iniciativas para converter esse capital novamente
em caixa e liberá-lo para investimentos mais atrativos
beneficia os resultados da empresa.
A Supply Chain desempenha papel especial na
conscientização das equipes comerciais sobre o custo
de oportunidade dos estoques obsoletos.
EXPOSIÇÃO DIFERENCIADA
VENDA ASSISTIDA
TRANSFERÊNCIA ENTRE LOJAS/CDs
NEGOCIAÇÃO COM FORNECEDORES
....
5 REVEJA TERMOS DE PAGAMENTO NA SUA
ESTRATÉGIA DE SOURCING
CATEGORIZAR OS FORNECEDORES PARAACHAR
POTENCIAIS ALVOS DE ALAVANCAGEM NAS CONDIÇÕES DE
PAGAMENTO
Os prazos de pagamento negociados com os
fornecedores representam outro eixo potencial
de ação da Supply Chain sobre a NCG.
Fornecedores de grande volume e de produtos
substituíveis ou standard são uma possível
alavanca de renegociação, com alto impacto
potencial sobre o financiamento de curto prazo
das atividades da sua empresa.
A sua estratégia de sourcing deve dar especial
importância aos termos de pagamento como
critério de escolha, tendo atenção também à
capacidade dos fornecedores de honrar os
compromissos.
Impactosobreseunegócio/NCG
Complexidade do produto fornecido
ALAVANCAGEM ESTRATÉGICOS
GARGALOSNÃO-CRÍTICOS
6 ACOMPANHE O SERVIÇO DE CRÉDITO
OFERECIDO AOS CLIENTES
POTENCIALIZAR A COLETA DE RECEBÍVEIS EM ATRASO É
UMA FORMA DE REDUZIR A NCG SEM IMPACTAR OS TERMOS
DO SERVIÇO JÁ OFERECIDO AO CLIENTEO pagamento dos clientes fecha o fluxo ‘order to
cash’ da Supply Chain, e deve ser monitorado de
perto.
Os prazos de pagamento são um serviço
adicional ao cliente, podendo representar um
diferencial.
As equipes comerciais, financeiras e de Supply
Chain devem avaliar o real impacto desse
benefício sobre as vendas, e calibrá-lo para
ajustar a NCG aos requisitos do negócio.
• Quais os prazos de
pagamento acordados
com os clientes/categorias
de cliente?
VS
• Quais os prazos reais de
pagamento?
7 FIQUE ATENTO AOS RISCOS NA REDUÇÃO DA
NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIRO
MANTER A NGC A NÍVEIS ADEQUADOS É ESSENCIAL
PARA O BOM FUNCIONAMENTO DAS OPERAÇÕES
CORRENTES DA EMPRESA
A Supply Chain deve também atuar para
contrabalancear cortes indiscriminados na NCG e
prejudiciais ao negócio.
Além da perda de vendas, reduções precipitadas nos
níveis de estoque provocam danos à imagem da
empresa pela ruptura.
Da mesma forma, negociações nos termos de
pagamento demasiadamente nocivas aos
fornecedores podem prejudicar a confiabilidade da
sua cadeia de abastecimento, além de impactarem
diretamente o preço do produto fornecido.
Otimizar não é simplesmente reduzir!
Reduzir a NCG pode:
• Liberar recursos para investimentos de melhor
retorno
• Aumentar a liquidez operacional da empresa
• Reduzir os custos com armazenagem e
distribuição
• Gerar rupturas e danos à imagem da empresa
• Causar perda de vendas pela redução do crédito
aos clientes
• Complicar a situação financeira de fornecedores
estratégicos, e gerar problemas de pagamento
8 POR QUE A DIAGMA BRASIL?
A DIAGMA Brasil é uma consultoria em Logística e
Supply Chain, contando com uma equipe de
profissionais especializada para apoiar a sua
empresa na otimização da necessidade de capital de
giro.
Nós trabalhamos em parceria com a sua equipe para
definir os processos de previsão, as políticas de
estoque e as estratégias de sourcing mais
apropriadas para sua empresa.
Com mais de 4 décadas de experiência na França e 4
anos no Brasil, a Diagma tem vasta expertise em
projetos de otimização de NGC, com aumentos
potenciais de EBIDTA da ordem de 3 a 5%.
ESTRATÉGIA
 Reformulação da Supply Chain
 Estratégia Industrial
 Estratégia de Rede Logística
 Análise da Cadeia de Valor
 Evolução da Estratégia SI
 Estratégia de Externalização /
Internalização das Operações
TRANSPORTE E
DISTRIBUIÇÃO
 Desenho do CD
 Otimização do CD
 Escolha de operador logístico e
Software WMS e TMS
 Rastreabilidade, RFID
GESTÃO DOS FLUXOS
 Redução dos Estoques
 Melhoria do Serviço ao Cliente
 Previsão de Demanda
 Processos S&OP
 Planejamento de Produção
 Reformulação dos Indicadores Chave
(KPIs)
PRODUÇÃO
 Plano Diretor de Produção
 Administração Operacional / Revisão
das Organizações
 Otimização dos Processos
Operacionais / Lean
 Sincronização e Aceleração dos Fluxos
de Produção
CONTRATE A DIAGMA
DIAGMA Brasil – Consultoria em Logística e Supply Chain
Rua Bela Cintra, 409 – Bela Vista – São Paulo
contato@diagma.com
www.diagma.com.br
Telefone: (11) 3141-0249

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Case Study Parfois
Case Study ParfoisCase Study Parfois
Case Study Parfois
CLT Valuebased Services
 
Apresentaçao Parfois Lean SCM XIV Ed
Apresentaçao Parfois Lean SCM XIV EdApresentaçao Parfois Lean SCM XIV Ed
Apresentaçao Parfois Lean SCM XIV Ed
CLT Valuebased Services
 
Caso de estudo parfois
Caso de estudo parfoisCaso de estudo parfois
Caso de estudo parfois
CLT Valuebased Services
 
Palestra feicon 20150311
Palestra feicon 20150311Palestra feicon 20150311
Palestra feicon 20150311
Marcel Oda
 
Caso Parfois
Caso Parfois Caso Parfois
Apresentação Módulo WMS
Apresentação Módulo WMSApresentação Módulo WMS
Apresentação Módulo WMS
Custom BS
 
Apresentação cadeia de suprimentos
Apresentação cadeia de suprimentosApresentação cadeia de suprimentos
Apresentação cadeia de suprimentos
Luana Cruz
 
Indicadores de desempenho abordagem do nível de serviço e ruptura no varejo
Indicadores de desempenho abordagem do nível de serviço e ruptura no varejoIndicadores de desempenho abordagem do nível de serviço e ruptura no varejo
Indicadores de desempenho abordagem do nível de serviço e ruptura no varejo
Wagner Borges
 
Liderança em Supply Chain e Oportunidades de Melhoria e Redução de Custos
Liderança em Supply Chain e Oportunidades de Melhoria e Redução de CustosLiderança em Supply Chain e Oportunidades de Melhoria e Redução de Custos
Liderança em Supply Chain e Oportunidades de Melhoria e Redução de Custos
Rodolfo Davariz
 
Palestra de Samuel Gonsales durante a Feira Francal 2018.
Palestra de Samuel Gonsales durante a Feira Francal 2018.Palestra de Samuel Gonsales durante a Feira Francal 2018.
Palestra de Samuel Gonsales durante a Feira Francal 2018.
Samuel Gonsales
 
Palestra de Samuel Gonsales durante a Feira Francal 2018
Palestra de Samuel Gonsales durante a Feira Francal 2018Palestra de Samuel Gonsales durante a Feira Francal 2018
Palestra de Samuel Gonsales durante a Feira Francal 2018
Samuel Gonsales
 
A aplicação da logística reversa no e-commerce
A aplicação da logística reversa no e-commerceA aplicação da logística reversa no e-commerce
A aplicação da logística reversa no e-commerce
Roberto Oliveira
 
Supply Chain Management
Supply Chain ManagementSupply Chain Management
Supply Chain Management
Willian dos Santos Abreu
 
MARKETING E LOGÍSTICA
MARKETING E LOGÍSTICAMARKETING E LOGÍSTICA
MARKETING E LOGÍSTICA
Mayara Atherino Macedo
 
Palestra Planejamento de Compras Como Vantagem Competitiva por Samuel Gonsales
 Palestra Planejamento de Compras Como Vantagem Competitiva por Samuel Gonsales Palestra Planejamento de Compras Como Vantagem Competitiva por Samuel Gonsales
Palestra Planejamento de Compras Como Vantagem Competitiva por Samuel Gonsales
MILLENNIUM NETWORK®
 
Qualidade e Gerenciamento de SI
Qualidade e Gerenciamento de SIQualidade e Gerenciamento de SI
Qualidade e Gerenciamento de SI
Washington Grimas - MBA ITIL PMI TOGAF
 
Cadeia de Suprimentos
Cadeia de SuprimentosCadeia de Suprimentos
Cadeia de Suprimentos
Willian dos Santos Abreu
 
Cadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentosCadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentos
Jonathan Nascyn
 

Mais procurados (18)

Case Study Parfois
Case Study ParfoisCase Study Parfois
Case Study Parfois
 
Apresentaçao Parfois Lean SCM XIV Ed
Apresentaçao Parfois Lean SCM XIV EdApresentaçao Parfois Lean SCM XIV Ed
Apresentaçao Parfois Lean SCM XIV Ed
 
Caso de estudo parfois
Caso de estudo parfoisCaso de estudo parfois
Caso de estudo parfois
 
Palestra feicon 20150311
Palestra feicon 20150311Palestra feicon 20150311
Palestra feicon 20150311
 
Caso Parfois
Caso Parfois Caso Parfois
Caso Parfois
 
Apresentação Módulo WMS
Apresentação Módulo WMSApresentação Módulo WMS
Apresentação Módulo WMS
 
Apresentação cadeia de suprimentos
Apresentação cadeia de suprimentosApresentação cadeia de suprimentos
Apresentação cadeia de suprimentos
 
Indicadores de desempenho abordagem do nível de serviço e ruptura no varejo
Indicadores de desempenho abordagem do nível de serviço e ruptura no varejoIndicadores de desempenho abordagem do nível de serviço e ruptura no varejo
Indicadores de desempenho abordagem do nível de serviço e ruptura no varejo
 
Liderança em Supply Chain e Oportunidades de Melhoria e Redução de Custos
Liderança em Supply Chain e Oportunidades de Melhoria e Redução de CustosLiderança em Supply Chain e Oportunidades de Melhoria e Redução de Custos
Liderança em Supply Chain e Oportunidades de Melhoria e Redução de Custos
 
Palestra de Samuel Gonsales durante a Feira Francal 2018.
Palestra de Samuel Gonsales durante a Feira Francal 2018.Palestra de Samuel Gonsales durante a Feira Francal 2018.
Palestra de Samuel Gonsales durante a Feira Francal 2018.
 
Palestra de Samuel Gonsales durante a Feira Francal 2018
Palestra de Samuel Gonsales durante a Feira Francal 2018Palestra de Samuel Gonsales durante a Feira Francal 2018
Palestra de Samuel Gonsales durante a Feira Francal 2018
 
A aplicação da logística reversa no e-commerce
A aplicação da logística reversa no e-commerceA aplicação da logística reversa no e-commerce
A aplicação da logística reversa no e-commerce
 
Supply Chain Management
Supply Chain ManagementSupply Chain Management
Supply Chain Management
 
MARKETING E LOGÍSTICA
MARKETING E LOGÍSTICAMARKETING E LOGÍSTICA
MARKETING E LOGÍSTICA
 
Palestra Planejamento de Compras Como Vantagem Competitiva por Samuel Gonsales
 Palestra Planejamento de Compras Como Vantagem Competitiva por Samuel Gonsales Palestra Planejamento de Compras Como Vantagem Competitiva por Samuel Gonsales
Palestra Planejamento de Compras Como Vantagem Competitiva por Samuel Gonsales
 
Qualidade e Gerenciamento de SI
Qualidade e Gerenciamento de SIQualidade e Gerenciamento de SI
Qualidade e Gerenciamento de SI
 
Cadeia de Suprimentos
Cadeia de SuprimentosCadeia de Suprimentos
Cadeia de Suprimentos
 
Cadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentosCadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentos
 

Semelhante a DIAGMA Brasil - 8 Dicas para Otimizar a sua Necessidade de Capital de Giro

ApresentaçãO Comercial E Marketing
ApresentaçãO Comercial E MarketingApresentaçãO Comercial E Marketing
ApresentaçãO Comercial E Marketing
Jairo Costa
 
Apresentação da Cost and Profitability 200810
Apresentação da Cost and Profitability 200810Apresentação da Cost and Profitability 200810
Apresentação da Cost and Profitability 200810
Miguel Guimaraes
 
Aula 7 gestão do relacionamento e nível de serviço
Aula 7 gestão do relacionamento e nível de serviçoAula 7 gestão do relacionamento e nível de serviço
Aula 7 gestão do relacionamento e nível de serviço
loivomar
 
Cost and Profitability - Francisco Aires
Cost and Profitability - Francisco AiresCost and Profitability - Francisco Aires
Cost and Profitability - Francisco Aires
Francisco Aires
 
Planejamento Estratégico para Empresas em Geral
Planejamento Estratégico para Empresas em GeralPlanejamento Estratégico para Empresas em Geral
Planejamento Estratégico para Empresas em Geral
LucasMartins397455
 
BIMACHINE Solução Comercial
BIMACHINE Solução ComercialBIMACHINE Solução Comercial
BIMACHINE Solução Comercial
Itamar Zachert
 
Bimachine solução comercial
Bimachine solução comercialBimachine solução comercial
Bimachine solução comercial
Itamar Zachert
 
Consultoria em Informações Gerencias
Consultoria em Informações GerenciasConsultoria em Informações Gerencias
Consultoria em Informações Gerencias
Valini & Associates
 
Apresentação CIESP - Serviço Online para Gestão Comercial
Apresentação CIESP - Serviço Online para Gestão ComercialApresentação CIESP - Serviço Online para Gestão Comercial
Apresentação CIESP - Serviço Online para Gestão Comercial
Direct Link Consultoria
 
Proposta Híbrida - Grupo Gmais 2020
Proposta Híbrida - Grupo Gmais 2020Proposta Híbrida - Grupo Gmais 2020
Proposta Híbrida - Grupo Gmais 2020
Kamila Kviatkovski
 
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce
MILLENNIUM NETWORK®
 
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce
JET e-Commerce
 
A Torre de Controle do e-Commerce
A Torre de Controle do e-CommerceA Torre de Controle do e-Commerce
A Torre de Controle do e-Commerce
MILLENNIUM NETWORK®
 
Business Plan
Business PlanBusiness Plan
Como a gestão de sua loja virtual pode influenciar na experiência de compra d...
Como a gestão de sua loja virtual pode influenciar na experiência de compra d...Como a gestão de sua loja virtual pode influenciar na experiência de compra d...
Como a gestão de sua loja virtual pode influenciar na experiência de compra d...
Samuel Gonsales
 
Redução de custo através da revisão e otimização de processos de suprimentos
Redução de custo através da revisão e otimização de processos de suprimentosRedução de custo através da revisão e otimização de processos de suprimentos
Redução de custo através da revisão e otimização de processos de suprimentos
EloGroup
 
balanced scorecard
 balanced scorecard balanced scorecard
balanced scorecard
Barbara Liberato
 
Gestão de Supply Chain & Operações conectada a Gestão do Negócio
Gestão de Supply Chain & Operações conectada a Gestão do NegócioGestão de Supply Chain & Operações conectada a Gestão do Negócio
Gestão de Supply Chain & Operações conectada a Gestão do Negócio
Andre Duprat Chaulet
 
Trabalho grupo 3 final e emp pdf
Trabalho grupo 3 final e emp pdfTrabalho grupo 3 final e emp pdf
Trabalho grupo 3 final e emp pdf
Nuno Tasso de Figueiredo
 
RDC 48/2013 Anvisa
RDC 48/2013 AnvisaRDC 48/2013 Anvisa
RDC 48/2013 Anvisa
Allan Piter Pressi
 

Semelhante a DIAGMA Brasil - 8 Dicas para Otimizar a sua Necessidade de Capital de Giro (20)

ApresentaçãO Comercial E Marketing
ApresentaçãO Comercial E MarketingApresentaçãO Comercial E Marketing
ApresentaçãO Comercial E Marketing
 
Apresentação da Cost and Profitability 200810
Apresentação da Cost and Profitability 200810Apresentação da Cost and Profitability 200810
Apresentação da Cost and Profitability 200810
 
Aula 7 gestão do relacionamento e nível de serviço
Aula 7 gestão do relacionamento e nível de serviçoAula 7 gestão do relacionamento e nível de serviço
Aula 7 gestão do relacionamento e nível de serviço
 
Cost and Profitability - Francisco Aires
Cost and Profitability - Francisco AiresCost and Profitability - Francisco Aires
Cost and Profitability - Francisco Aires
 
Planejamento Estratégico para Empresas em Geral
Planejamento Estratégico para Empresas em GeralPlanejamento Estratégico para Empresas em Geral
Planejamento Estratégico para Empresas em Geral
 
BIMACHINE Solução Comercial
BIMACHINE Solução ComercialBIMACHINE Solução Comercial
BIMACHINE Solução Comercial
 
Bimachine solução comercial
Bimachine solução comercialBimachine solução comercial
Bimachine solução comercial
 
Consultoria em Informações Gerencias
Consultoria em Informações GerenciasConsultoria em Informações Gerencias
Consultoria em Informações Gerencias
 
Apresentação CIESP - Serviço Online para Gestão Comercial
Apresentação CIESP - Serviço Online para Gestão ComercialApresentação CIESP - Serviço Online para Gestão Comercial
Apresentação CIESP - Serviço Online para Gestão Comercial
 
Proposta Híbrida - Grupo Gmais 2020
Proposta Híbrida - Grupo Gmais 2020Proposta Híbrida - Grupo Gmais 2020
Proposta Híbrida - Grupo Gmais 2020
 
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce
 
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce
5 lições-chave para aumentar a rentabilidade de seu e-commerce
 
A Torre de Controle do e-Commerce
A Torre de Controle do e-CommerceA Torre de Controle do e-Commerce
A Torre de Controle do e-Commerce
 
Business Plan
Business PlanBusiness Plan
Business Plan
 
Como a gestão de sua loja virtual pode influenciar na experiência de compra d...
Como a gestão de sua loja virtual pode influenciar na experiência de compra d...Como a gestão de sua loja virtual pode influenciar na experiência de compra d...
Como a gestão de sua loja virtual pode influenciar na experiência de compra d...
 
Redução de custo através da revisão e otimização de processos de suprimentos
Redução de custo através da revisão e otimização de processos de suprimentosRedução de custo através da revisão e otimização de processos de suprimentos
Redução de custo através da revisão e otimização de processos de suprimentos
 
balanced scorecard
 balanced scorecard balanced scorecard
balanced scorecard
 
Gestão de Supply Chain & Operações conectada a Gestão do Negócio
Gestão de Supply Chain & Operações conectada a Gestão do NegócioGestão de Supply Chain & Operações conectada a Gestão do Negócio
Gestão de Supply Chain & Operações conectada a Gestão do Negócio
 
Trabalho grupo 3 final e emp pdf
Trabalho grupo 3 final e emp pdfTrabalho grupo 3 final e emp pdf
Trabalho grupo 3 final e emp pdf
 
RDC 48/2013 Anvisa
RDC 48/2013 AnvisaRDC 48/2013 Anvisa
RDC 48/2013 Anvisa
 

Mais de DIAGMA | Brasil

Apresentação DIAGMA Brasil 31º Simpósio Ciclo Supply Chain e Logística - A Co...
Apresentação DIAGMA Brasil 31º Simpósio Ciclo Supply Chain e Logística - A Co...Apresentação DIAGMA Brasil 31º Simpósio Ciclo Supply Chain e Logística - A Co...
Apresentação DIAGMA Brasil 31º Simpósio Ciclo Supply Chain e Logística - A Co...
DIAGMA | Brasil
 
Apresentação Supply Chain e a Transformação Digital - DIAGMA Brasil e Loggi
Apresentação Supply Chain e a Transformação Digital - DIAGMA Brasil e LoggiApresentação Supply Chain e a Transformação Digital - DIAGMA Brasil e Loggi
Apresentação Supply Chain e a Transformação Digital - DIAGMA Brasil e Loggi
DIAGMA | Brasil
 
DIAGMA Brasil - 10 Dicas para Aplicar a Metodologia Ágil em Seus Projetos de ...
DIAGMA Brasil - 10 Dicas para Aplicar a Metodologia Ágil em Seus Projetos de ...DIAGMA Brasil - 10 Dicas para Aplicar a Metodologia Ágil em Seus Projetos de ...
DIAGMA Brasil - 10 Dicas para Aplicar a Metodologia Ágil em Seus Projetos de ...
DIAGMA | Brasil
 
Apresentação FMCG - Mutualização Logística
Apresentação FMCG - Mutualização LogísticaApresentação FMCG - Mutualização Logística
Apresentação FMCG - Mutualização Logística
DIAGMA | Brasil
 
DIAGMA Brasil - Case Terceirização das Operações Logísticas
DIAGMA Brasil - Case Terceirização das Operações LogísticasDIAGMA Brasil - Case Terceirização das Operações Logísticas
DIAGMA Brasil - Case Terceirização das Operações Logísticas
DIAGMA | Brasil
 
DIAGMA Brasil - Case Desenho do Centro de Distribuição
DIAGMA Brasil - Case Desenho do Centro de DistribuiçãoDIAGMA Brasil - Case Desenho do Centro de Distribuição
DIAGMA Brasil - Case Desenho do Centro de Distribuição
DIAGMA | Brasil
 
Apresentação Lean no Centro de Distribuição
Apresentação Lean no Centro de DistribuiçãoApresentação Lean no Centro de Distribuição
Apresentação Lean no Centro de Distribuição
DIAGMA | Brasil
 
DIAGMA Brasil - Case Desenho da Rede de Distribuição
DIAGMA Brasil - Case Desenho da Rede de DistribuiçãoDIAGMA Brasil - Case Desenho da Rede de Distribuição
DIAGMA Brasil - Case Desenho da Rede de Distribuição
DIAGMA | Brasil
 
DIAGMA Brasil - Case Warehouse Management Systems (WMS)
DIAGMA Brasil - Case Warehouse Management Systems (WMS)DIAGMA Brasil - Case Warehouse Management Systems (WMS)
DIAGMA Brasil - Case Warehouse Management Systems (WMS)
DIAGMA | Brasil
 
DIAGMA Brasil - Case Implantação do SAC
DIAGMA Brasil - Case Implantação do SACDIAGMA Brasil - Case Implantação do SAC
DIAGMA Brasil - Case Implantação do SAC
DIAGMA | Brasil
 
DIAGMA Brasil - 10 Dicas para Melhorar o Seu Centro de Distribuição
DIAGMA Brasil - 10 Dicas para Melhorar o Seu Centro de DistribuiçãoDIAGMA Brasil - 10 Dicas para Melhorar o Seu Centro de Distribuição
DIAGMA Brasil - 10 Dicas para Melhorar o Seu Centro de Distribuição
DIAGMA | Brasil
 
Workshop ECR Nordeste - Março'16
Workshop ECR Nordeste - Março'16Workshop ECR Nordeste - Março'16
Workshop ECR Nordeste - Março'16
DIAGMA | Brasil
 
Apresentação Omnicanal
Apresentação OmnicanalApresentação Omnicanal
Apresentação Omnicanal
DIAGMA | Brasil
 

Mais de DIAGMA | Brasil (13)

Apresentação DIAGMA Brasil 31º Simpósio Ciclo Supply Chain e Logística - A Co...
Apresentação DIAGMA Brasil 31º Simpósio Ciclo Supply Chain e Logística - A Co...Apresentação DIAGMA Brasil 31º Simpósio Ciclo Supply Chain e Logística - A Co...
Apresentação DIAGMA Brasil 31º Simpósio Ciclo Supply Chain e Logística - A Co...
 
Apresentação Supply Chain e a Transformação Digital - DIAGMA Brasil e Loggi
Apresentação Supply Chain e a Transformação Digital - DIAGMA Brasil e LoggiApresentação Supply Chain e a Transformação Digital - DIAGMA Brasil e Loggi
Apresentação Supply Chain e a Transformação Digital - DIAGMA Brasil e Loggi
 
DIAGMA Brasil - 10 Dicas para Aplicar a Metodologia Ágil em Seus Projetos de ...
DIAGMA Brasil - 10 Dicas para Aplicar a Metodologia Ágil em Seus Projetos de ...DIAGMA Brasil - 10 Dicas para Aplicar a Metodologia Ágil em Seus Projetos de ...
DIAGMA Brasil - 10 Dicas para Aplicar a Metodologia Ágil em Seus Projetos de ...
 
Apresentação FMCG - Mutualização Logística
Apresentação FMCG - Mutualização LogísticaApresentação FMCG - Mutualização Logística
Apresentação FMCG - Mutualização Logística
 
DIAGMA Brasil - Case Terceirização das Operações Logísticas
DIAGMA Brasil - Case Terceirização das Operações LogísticasDIAGMA Brasil - Case Terceirização das Operações Logísticas
DIAGMA Brasil - Case Terceirização das Operações Logísticas
 
DIAGMA Brasil - Case Desenho do Centro de Distribuição
DIAGMA Brasil - Case Desenho do Centro de DistribuiçãoDIAGMA Brasil - Case Desenho do Centro de Distribuição
DIAGMA Brasil - Case Desenho do Centro de Distribuição
 
Apresentação Lean no Centro de Distribuição
Apresentação Lean no Centro de DistribuiçãoApresentação Lean no Centro de Distribuição
Apresentação Lean no Centro de Distribuição
 
DIAGMA Brasil - Case Desenho da Rede de Distribuição
DIAGMA Brasil - Case Desenho da Rede de DistribuiçãoDIAGMA Brasil - Case Desenho da Rede de Distribuição
DIAGMA Brasil - Case Desenho da Rede de Distribuição
 
DIAGMA Brasil - Case Warehouse Management Systems (WMS)
DIAGMA Brasil - Case Warehouse Management Systems (WMS)DIAGMA Brasil - Case Warehouse Management Systems (WMS)
DIAGMA Brasil - Case Warehouse Management Systems (WMS)
 
DIAGMA Brasil - Case Implantação do SAC
DIAGMA Brasil - Case Implantação do SACDIAGMA Brasil - Case Implantação do SAC
DIAGMA Brasil - Case Implantação do SAC
 
DIAGMA Brasil - 10 Dicas para Melhorar o Seu Centro de Distribuição
DIAGMA Brasil - 10 Dicas para Melhorar o Seu Centro de DistribuiçãoDIAGMA Brasil - 10 Dicas para Melhorar o Seu Centro de Distribuição
DIAGMA Brasil - 10 Dicas para Melhorar o Seu Centro de Distribuição
 
Workshop ECR Nordeste - Março'16
Workshop ECR Nordeste - Março'16Workshop ECR Nordeste - Março'16
Workshop ECR Nordeste - Março'16
 
Apresentação Omnicanal
Apresentação OmnicanalApresentação Omnicanal
Apresentação Omnicanal
 

Último

Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoedaRevolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Renan Batista Bitcoin
 
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfilApostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Carlos Eduardo Coan Junior
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Paulo Emerson Pereira
 
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdfGUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
AlfeuBuriti1
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
rihabkorbi24
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
InsttLcioEvangelista
 
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdfVeronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Dantas
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
Paulo Emerson Pereira
 

Último (8)

Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoedaRevolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
 
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfilApostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
 
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdfGUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
 
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdfVeronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
 

DIAGMA Brasil - 8 Dicas para Otimizar a sua Necessidade de Capital de Giro

  • 2. SUA NECESSIDADE 8 OTIMIZAR A SUA NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIRO DICAS PARA
  • 3. 1ENTENDA O IMPACTO DA SUPPLY CHAIN NA NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIRO (NCG) DA EMPRESA A necessidade de capital de giro representa o investimento de curto prazo realizado pela empresa para garantir o bom funcionamento de suas operações do dia-a-dia. A NCG é calculada através da diferença entre os engajamentos operacionais da empresa (estoques e crédito aos clientes) e as obrigações devidas aos fornecedores. Como todo ativo da empresa, quanto maior o retorno esperado, maior é a atratividade do capital investido na NCG. As iniciativas de Supply Chain possuem influência fundamental nesse retorno. NCG: UM INVESTIMENTO PARA MANTER AS OPERAÇÕES CORRENTES DA EMPRESA RECEBÍVEIS CLIENTES ESTOQUES OBRIGAÇÕES A PAGAR FORNECEDORES NECESSIDADE OPERACIONAL (ATIVO) NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIRO LÍQUIDA = + - FINANCIAMENTO OPERACIONAL (PASSIVO)
  • 4. 2MONITORE INDICADORES OPERACIONAIS QUE REFLITAM O CICLO DE CONVERSÃO DE CAIXA OS INDICADORES ENVOLVIDOS NO CICLO DE CONVERSÃO DE CAIXA TORNAM OS IMPACTOS FINANCEIROS DAS ATIVIDADES DE SUPPLY CHAIN MAIS PALPÁVEIS PARAAS EQUIPES O ciclo de conversão de caixa (ou cash-to-cash cycle, CCC) é uma medida da liquidez do capital de giro da sua empresa, e está diretamente ligado à NCG. O CCC reflete o número de dias em média que o caixa da empresa permanece empatado em suas necessidades operacionais – estoques e recebíveis de clientes. Conhecer esse ciclo é uma maneira de aproximar as equipes Supply Chain dos conceitos e objetivos financeiros do negócio, e construir uma verdadeira Supply Chain ‘order to cash’, que compreenda os fluxos financeiros da empresa. CICLO DE CONVERSÃO DE CAIXA = ESTOQUE MÉDIO (DIAS) PRAZO MÉDIO DE CONTAS A RECEBER (DIAS) PRAZO MÉDIO DE PAGAMENTO A FORNECEDORES (DIAS) + -
  • 5. 3REPENSE AS POLÍTICAS DE ESTOQUE POR PRODUTO OS PARÂMETROS DAS POLÍTICAS DE ESTOQUE DEVEM SER REVISTOS COM PRUDÊNCIA PARA REDUZIR ESTOQUES SEM IMPACTO NO NEGÓCIO Os estoques são a alavanca mais comum das equipes de Supply Chain para otimizar a necessidade de capital de giro. Quanto menores os estoques, menor a NCG, e logo maior o retorno sobre o capital investido - se mantidos os níveis de vendas. Repensar as políticas de previsão de demanda, produção e abastecimento de acordo com a categoria e o comportamento dos produtos é essencial para reduzir os estoques sem impactos sobre as vendas. Ponto e frequência de pedido Lotes mínimos de produção Custos de set-up Nível de serviço desejado (CSL) Quantidade econômica de pedido Previsões de venda (e incerteza)
  • 6. DIVERSAS INICIATIVAS PARA ALÉM DE DESCONTOS E PROMOÇÕES PODEM SER TOMADAS PARA REDUZIR OS OBSOLETOS 4POTENCIALIZE AS TRATATIVAS PARA OS ESTOQUES OBSOLETOS Os estoques obsoletos são um investimento de baixa qualidade: o capital empatado pouco contribui para a venda e logo não produz retorno. Lançar iniciativas para converter esse capital novamente em caixa e liberá-lo para investimentos mais atrativos beneficia os resultados da empresa. A Supply Chain desempenha papel especial na conscientização das equipes comerciais sobre o custo de oportunidade dos estoques obsoletos. EXPOSIÇÃO DIFERENCIADA VENDA ASSISTIDA TRANSFERÊNCIA ENTRE LOJAS/CDs NEGOCIAÇÃO COM FORNECEDORES ....
  • 7. 5 REVEJA TERMOS DE PAGAMENTO NA SUA ESTRATÉGIA DE SOURCING CATEGORIZAR OS FORNECEDORES PARAACHAR POTENCIAIS ALVOS DE ALAVANCAGEM NAS CONDIÇÕES DE PAGAMENTO Os prazos de pagamento negociados com os fornecedores representam outro eixo potencial de ação da Supply Chain sobre a NCG. Fornecedores de grande volume e de produtos substituíveis ou standard são uma possível alavanca de renegociação, com alto impacto potencial sobre o financiamento de curto prazo das atividades da sua empresa. A sua estratégia de sourcing deve dar especial importância aos termos de pagamento como critério de escolha, tendo atenção também à capacidade dos fornecedores de honrar os compromissos. Impactosobreseunegócio/NCG Complexidade do produto fornecido ALAVANCAGEM ESTRATÉGICOS GARGALOSNÃO-CRÍTICOS
  • 8. 6 ACOMPANHE O SERVIÇO DE CRÉDITO OFERECIDO AOS CLIENTES POTENCIALIZAR A COLETA DE RECEBÍVEIS EM ATRASO É UMA FORMA DE REDUZIR A NCG SEM IMPACTAR OS TERMOS DO SERVIÇO JÁ OFERECIDO AO CLIENTEO pagamento dos clientes fecha o fluxo ‘order to cash’ da Supply Chain, e deve ser monitorado de perto. Os prazos de pagamento são um serviço adicional ao cliente, podendo representar um diferencial. As equipes comerciais, financeiras e de Supply Chain devem avaliar o real impacto desse benefício sobre as vendas, e calibrá-lo para ajustar a NCG aos requisitos do negócio. • Quais os prazos de pagamento acordados com os clientes/categorias de cliente? VS • Quais os prazos reais de pagamento?
  • 9. 7 FIQUE ATENTO AOS RISCOS NA REDUÇÃO DA NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIRO MANTER A NGC A NÍVEIS ADEQUADOS É ESSENCIAL PARA O BOM FUNCIONAMENTO DAS OPERAÇÕES CORRENTES DA EMPRESA A Supply Chain deve também atuar para contrabalancear cortes indiscriminados na NCG e prejudiciais ao negócio. Além da perda de vendas, reduções precipitadas nos níveis de estoque provocam danos à imagem da empresa pela ruptura. Da mesma forma, negociações nos termos de pagamento demasiadamente nocivas aos fornecedores podem prejudicar a confiabilidade da sua cadeia de abastecimento, além de impactarem diretamente o preço do produto fornecido. Otimizar não é simplesmente reduzir! Reduzir a NCG pode: • Liberar recursos para investimentos de melhor retorno • Aumentar a liquidez operacional da empresa • Reduzir os custos com armazenagem e distribuição • Gerar rupturas e danos à imagem da empresa • Causar perda de vendas pela redução do crédito aos clientes • Complicar a situação financeira de fornecedores estratégicos, e gerar problemas de pagamento
  • 10. 8 POR QUE A DIAGMA BRASIL? A DIAGMA Brasil é uma consultoria em Logística e Supply Chain, contando com uma equipe de profissionais especializada para apoiar a sua empresa na otimização da necessidade de capital de giro. Nós trabalhamos em parceria com a sua equipe para definir os processos de previsão, as políticas de estoque e as estratégias de sourcing mais apropriadas para sua empresa. Com mais de 4 décadas de experiência na França e 4 anos no Brasil, a Diagma tem vasta expertise em projetos de otimização de NGC, com aumentos potenciais de EBIDTA da ordem de 3 a 5%. ESTRATÉGIA  Reformulação da Supply Chain  Estratégia Industrial  Estratégia de Rede Logística  Análise da Cadeia de Valor  Evolução da Estratégia SI  Estratégia de Externalização / Internalização das Operações TRANSPORTE E DISTRIBUIÇÃO  Desenho do CD  Otimização do CD  Escolha de operador logístico e Software WMS e TMS  Rastreabilidade, RFID GESTÃO DOS FLUXOS  Redução dos Estoques  Melhoria do Serviço ao Cliente  Previsão de Demanda  Processos S&OP  Planejamento de Produção  Reformulação dos Indicadores Chave (KPIs) PRODUÇÃO  Plano Diretor de Produção  Administração Operacional / Revisão das Organizações  Otimização dos Processos Operacionais / Lean  Sincronização e Aceleração dos Fluxos de Produção CONTRATE A DIAGMA
  • 11. DIAGMA Brasil – Consultoria em Logística e Supply Chain Rua Bela Cintra, 409 – Bela Vista – São Paulo contato@diagma.com www.diagma.com.br Telefone: (11) 3141-0249