Case studie mc donald´s 2015

585 visualizações

Publicada em

Apresentação do Case Study McDonalds
PG Lean Management, XVII Edição Porto

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
585
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Case studie mc donald´s 2015

  1. 1. Lean SCM 1 de 21 Case Study McDonald´sÂngela Barreiros, Filomena Cavalheiro, João Castro, Manuel Pinto. Maio, 2015 COMUNIDADE LEAN THINKING - PÓS-GRADUAÇÃO LEAN MANAGEMENT, 17ª EDIÇÃO PORTO
  2. 2. Lean SCM 2 de 21 Sumário • História • Relação com os fornecedores • Cadeia Logística de Abastecimento • Sistema de gestão de stocks • Benefícios da cadeia integrada • Conclusões
  3. 3. Lean SCM 3 de 21 História  McDonald's é uma cadeia mundial de restaurantes de Fast Food;  Fundada em 1940 por dois irmãos Richard e Maurice McDonald em San Bernardino, Califórnia;  Em 1955 venderam a sua marca para o empresário Ray Kroc onde a sede ficou em Des Plaines, Ilinois;  Passa a ser conhecida como McDonald's Corporation;
  4. 4. Lean SCM 4 de 21 História  Presente em mais de 119 Países;  Mais de 36.000 restaurantes;  69 milhões de pessoas servidas todos os dias;  Emprega 1.9milhões de pessoas;  Faturação de $ 23,522 milhões;
  5. 5. Lean SCM 5 de 21 História  Em Portugal desde 1991, tendo expandido a sua cadeia de restaurantes até aos 144 atualmente;  Presente em todos os distritos exceto Bragança;  Emprega 6.000 pessoas;  O restaurante da McDonald’s (Antigo Café Imperial) é considerado o mais bonito do mundo;
  6. 6. Lean SCM 6 de 21 Fatores de sucesso Gestão de stocks Cadeia de fornecimento Relação com os fornecedores
  7. 7. Lean SCM 7 de 21 Relação com os fornecedores  Fundamentada por Ray Kroc;  Relacionamento colaborativo e harmonioso;  Lealdade, confiança e compromisso;  Fornecedores pequenos que cresceram junto com a rede;  Modificação de processos nos fornecedores; “None of us is as good as all of us.” Ray Kroc
  8. 8. Lean SCM 8 de 21 Relação com os fornecedores  Modelo de negócio consiste na subcontratação a 100% O McDonald’s não é produtor;  Grande número de fornecedores a nível global;  Boas relações com fornecedores;  Elevados Standards de qualidade;  Preferência pelos fornecedores locais: Minimiza tempo e custos de transporte;  Trabalha diretamente com os fornecedores no desenvolvimento e inovação de produtos;
  9. 9. Lean SCM 9 de 21 Supply chain  É um dos componentes críticos para o bom funcionamento de qualquer negócio.  O modelo de cadeia de fornecimento McDonald garante o tempo de entrega de matérias-primas e abastecimentos para o McDonalds, como também permite reduzir os seus custos e maximizar a rentabilidade juntamente com a manutenção dos altos padrões de qualidade dos seus produtos.
  10. 10. Lean SCM 10 de 21 Supply chain  McDonald´s levou alguns anos para criar a Cold Chain.  Todas etapas da cadeia logística são controladas em termos de temperatura.  Um dos aspetos inovadores desta cadeia de abastecimento é o facto de o mesmo camião ter a capacidade de transportar produtos a diferentes temperaturas. Aprovisionamento Armazenamento Distribuição/ Transporte Venda
  11. 11. Lean SCM 11 de 21 Supply chain  A Cold Chain é necessária para manter a integridade dos produtos alimentares e preservar a sua frescura e valor nutricional. Aprovisionamento Armazenamento Distribuição/ Transporte Venda
  12. 12. Lean SCM 12 de 21 Supply chain  Parceria com empresa de transportes:  Frota de veículos de entrega multitemperatura, que permite entregar, de uma só vez, todos os produtos (produtos ultracongelados, produtos frescos e produtos à temperatura ambiente), reduzindo o número de camiões a circular na estrada, o combustível e a emissão de gases de escape;  Uma implantação nacional que permite reduzir os quilómetros percorridos pelos veículos de entrega.
  13. 13. Lean SCM 13 de 21 Supply chain  O centro de distribuição aumenta a eficiência.
  14. 14. Lean SCM 14 de 21 Supply chain  Outro desafio que o McDonald´s enfrenta é a gestão de stocks.  A gestão de stocks envolve a criação dum balanceamento entre as necessidades dos clientes e ao mesmo tempo a redução do desperdício. Necessidades dos clientes Redução do desperdício
  15. 15. Lean SCM 15 de 21 Supply chain  O desperdício pode ser reduzido: Previsões precisas da procura; Controlo preciso do stock de matéria-prima; Reduzir os custos de stocks Reduzir perda de vendas Reduzir o consumo de tempo Foco no reforço das competências essenciais
  16. 16. Lean SCM 16 de 21 Supply chain  As previsões são uma estimativa de vendas futuras de produtos.  São calculadas usando: Dados históricos de vendas do mix de produtos dos últimos dois anos; Fatores causais específicos (promoções, férias escolares); Informações dos gerentes sobre fatores que possam afetar a procura (estradas cortadas, eventos locais); As previsões tornam-se mais precisas, diminuindo custos e melhorando a satisfação do cliente.
  17. 17. Lean SCM 17 de 21 Supply chain  O sistema centralizado de gestão de stock (weblog) gera muitos benefícios: para os restaurantes, gerentes de restaurantes e para os clientes.
  18. 18. Lean SCM 18 de 21 E - Procurement  Plataforma digital que faz a ligação entre os restaurantes, os fornecedores e a logística.  As ordens de compra são enviadas aos fornecedores, processadas e controladas pela logística. E-MAC Lojas Fornecedores Logística
  19. 19. Lean SCM 19 de 21 Supply chain  Buffer stock: Todos os restaurantes têm um pequeno buffer stock. É uma quantidade para atender a uma procura inesperada.
  20. 20. Lean SCM 20 de 21 Supply chain  Benefícios da cadeia integrada Supply Chain: Evita a falta de stock nos restaurantes; Economia de tempo na encomenda (sistema calcula a quantidade necessária); Menos desperdício significa redução dos custos; Redução de entregas de emergência (poupança dinheiro); Relações win-win com todos os parceiros envolvidos;
  21. 21. Lean SCM 21 de 21 Conclusões Fluxo de informação ao longo de toda a cadeia. Melhoria no nível de serviço ao cliente. Encomendas baseadas em consumo real Liberta recursos em toda a cadeia de restauração o que permite dar mais atenção às restantes áreas do negócio.

×