SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
SUPPLY CHAIN MANAGEMENT:
CONCEITOS, OBJETIVOS E
DESAFIOS DA IMPLEMENTAÇÃO
PROFESSOR:DANILO PIRES
SUPPLY CHAIN MANAGEMENT


Assim, práticas industriais até há pouco utilizadas
estão sendo substituídas ou adaptadas para suportar
a nova ordem mundial e obter as devidas vantagens
competitivas. O SCM - Supply Chain Management
(ou, em português, Gerenciamento da Cadeia de
Suprimentos) é uma destas práticas.

Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com



A globalização tem aumentado considervelmente a
competitividade entre as empresas. Em países como o
Brasil,
até
anos
atrás
acostumado
com
o
protecionismo econômico viu-se, de um momento
para outro, tendo que assimilar novidades que, lá
fora, já vinham sendo discutidas.
SUPPLY CHAIN MANAGEMENT


Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com



Até 1.950, esta administração de materiais era
restrita ao almoxarifado e o diretor da
organização. Cerca de seis (6) anos depois, os
empresários deixaram de focar apenas nos
materiais e passaram a pensar nos investimentos
monetários em materiais (isso permitiu que
materiais deixassem de ser vistos apenas como
artigos físicos, focando o lado monetário da
questão).
Entre os anos ’80 e ’90, a administração de
materiais passou a ser vista sobre um ângulo
mais complexo: a de sistema - o que implica
num conjunto de variáveis inter-relacionadas e
inter-dependentes na busca de objetivos
comuns. Tal definição propiciou o surgimento de
uma visão ainda mais abrangente: a do Supply
Chain.
SUPPLY CHAIN MANAGEMENT


se
de
da
no

Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com

No Brasil, a onda do SCM começou a
espalhar
no
final
da
década
90, impulsionada pelo movimento
logística integrada que vem acelerando
país.
PRINCÍPIOS








Fornecedor da minha empresa;
Fornecedor do meu fornecedor;
Minha empresa;
Meu cliente;
Cliente do meu cliente, e assim por diante.
O grau de profundidade desta cadeia pode variar
dependendo dos objetivos que se deseja atingir.

Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com



O princípio básico do SCM é que toda a cadeia
produtiva deve ser levada em conta quando se
visa o aumento da competitividade. Entenda-se
por cadeia produtiva todas as partes envolvidas
na produção de qualquer item, tais como:
CANAL

DE

DISTRIBUIÇÃO

Para entender o conceito de SCM é
necessário compreender o conceito de canal
de distribuição,instrumentos fundamental
para
a
eficiência
do
processo
de
comercialização e distribuição de bens e
serviços,
podemos
definir
canal
de
distribuição como:
O
conjunto
de
unidades
organizacionais,
instituições
e
agentes, internos e externos, que dão apoio
ao marketing de produtos e serviços de uma
empresa


Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com
CANAL


DE

DISTRIBUIÇÃO

Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com

Dentre as funções de suporte ao marketing
incluem-se
compras,vendas, informações, transporte,ar
mazenagem,estoque,
programação
da
produção,financiamentos.
CANAL

DE

DISTRIBUIÇÃO

Com a evolução dos conceitos de
Marketing, das praticas de segmentação e o
lançamento constante de novos
produtos, juntamente com o surgimento de
novas forma de varejo os canais de
distribuição vem se tornando cada vez mais
complexos.
 Por outro lado o aumento da competição e a
cada vez maior a instabilidade dos mercados
levaram uma tendência de
especialização, desverticalização/terceirizaçã
o, fazendo as empresas focarem na sua
atividade central


Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com
DISTRIBUIÇÃO
DE

CANAL

Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com
OBJETIVOS SCM


Para compreender melhor a idéia do SCM, observe o
exemplo de uma grande siderúrgica. Não basta
apenas que se tenha aço e energia elétrica como
garantias de produtividade e, sim, garantir também
materiais de escritório (canetas, papéis, lápis), de
informática
(cartuchos
para
impressoras, computadores), e outros. Já é possível
se ter uma idéia dos canais envolvidos nesta cadeia.

Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com



O SCM propõe uma rede de facilidades e opções de
distribuição para garantir a obtenção de materiais e a
transformação destes em produto intermediário ou
final; e, depois, a distribuição destes para os
consumidores. O SCM pode ser implantado tanto em
organizações de manufatura quanto em prestadoras
de serviços.
OBJETIVOS SCM


Portanto, o objetivo básico do SCM é maximizar e
tornar realidade as potenciais sinergias das partes
envolvidas na cadeia produtiva, para que o
consumidor possa ser atendido de maneira mais
eficiente e a um custo menor para quem produz

Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com



Por questões de competitividade, não basta o produto
final ser bom, mas é necessário que esta
siderúrgica, ao precisar de um cartucho de
tinta, possa solicitá-lo ao seu fornecedor e este possa
disponibilizá-lo imediatamente - o que significa que
deve haver uma grande sincronia na integração entre
as duas empresas.
OBJETIVOS SCM




Reestruturação Fornecedores è Reduzir o número de
fornecedores e escolhê-los adequadamente constituem uma
reestruturação válida, já que torna mais fácil o
gerenciamento das matérias-primas (ou outros materiais) e
permite um aprofundamento das relações entre as
entidades envolvidas;

Integração de Infra-Estrutura è Sistemas de informática
integrados com os do fornecedor e os do cliente têm
permitido a reposição automatica de determinados produtos
nas prateleiras. Sistemas de EDI (Eletronic Data
Interchange) vêm sendo muito usados com essa finalidade
e têm permitido entregas mais rápidas e níveis de estoques
mais baixos;

Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com



Trata-se, claro, de um investimento de alto risco, já que tem
por objetivo gerenciar toda uma cadeia complexa de
atividades. Porém, o SCM tem permitido práticas eficazes
em grandes corporações ao redor do mundo, da seguinte
maneira:
OBJETIVOS SCM


Boa parte dos pacotes de gestão incluem um
módulo de Supply Chain. Mas não basta o
software. Além disso, é preciso negociar com
fornecedores e clientes, e usar meios online
(como a Internet) para receber e emitir pedidos.

Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com



Desenvolvimento de Novos Produtos è A
participação do fornecedor no desenvolvimento
de novos produtos de seus clientes tem
propiciado uma redução dos custos e do tempo
de desenvolvimento dos mesmos. O
acompanhamento da fase inicial tornase, então, um importante item de SCM.
SUPPLY CHAIN MANAGEMENT


Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com

Em o SCM é uma abordagem sistemática de
razoável complexidade que implica em alta
interação entre os participantes, exigindo a
interação
simultânea
de
diversos
agentes, devido a isso o SCM atravessa as
fronteiras da empresa para realizar todo
processo operacional da empresa.
Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com
IMPLEMENTAÇÃO


2.
3.

4.
5.
6.
7.

SCM

7 pontos chave do SCM
Relacionamento com os clientes
Serviços aos clientes
Administração da demanda
Atendimento de pedidos
Administração do fluxo de produção
Compras/suprimentos
Desenvolvimento de novos produtos

Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com

1.

DO
IMPLEMENTAÇÃO




SCM

Desenvolver
equipes
focadas
nos
cliente
estratégicos, que busquem um entendimento maior
sobre características de produtos e serviços, afim de
torna-los atrativos para aquela classe de clientes.
Fornecer um ponto de contato único para todos os
clientes, atendendo de forma eficiente suas
consultas e requisições.
Captar, compilar e atualizar frequentemente dados
da demanda, com objetivo de equilibrar oferta e
demanda.

Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com



DO
IMPLEMENTAÇÃO






SCM

Atender os pedidos dos clientes sem erros e dentro
do prazo combinado.
Desenvolver sistemas flexíveis de produção que
sejam capazes de responder rapidamente as
condições de mudanças do mercado.
Gerenciar
relações
de
parcerias
com
fornecedores, para garantir respostas rápidas e a
contínua melhoria de desempenho.

Buscar o mais cedo possível o envolvimento dos
fornecedores
no
desenvolvimento
de
novos
produtos.

Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com



DO
Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com
REFERENCIAS
FLEURY, Paulo Fernando, Supply Chain
Management: Conceitos, Oportunidades e
Desafios da Implementação
 http://www.alexandresmcampos.adm.br/info
rmatica/outros/scm.htm


Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com
PROFESSOR DANILO PIRES

Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com

danilospires@gmail.com
www.slideshare.net/danilospires

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Cadeia de Suprimentos
Cadeia de SuprimentosCadeia de Suprimentos
Cadeia de Suprimentos
 
Aula 01 gestao de materiais
Aula 01 gestao de materiaisAula 01 gestao de materiais
Aula 01 gestao de materiais
 
Aula 3 logística empresarial
Aula 3   logística empresarialAula 3   logística empresarial
Aula 3 logística empresarial
 
Aula 1 conceitos básicos
Aula 1   conceitos básicosAula 1   conceitos básicos
Aula 1 conceitos básicos
 
Administração de materiais
Administração de materiaisAdministração de materiais
Administração de materiais
 
Gestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentaçãoGestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentação
 
Aula de controle de estoques
Aula de controle de estoquesAula de controle de estoques
Aula de controle de estoques
 
Aula 7 si_log_T
Aula 7 si_log_TAula 7 si_log_T
Aula 7 si_log_T
 
Planejamento de Estoque
Planejamento de EstoquePlanejamento de Estoque
Planejamento de Estoque
 
Logistica reversa
Logistica reversaLogistica reversa
Logistica reversa
 
Logística Reversa
Logística ReversaLogística Reversa
Logística Reversa
 
102571136 planejamento-e-controle-de-processos-e-producao
102571136 planejamento-e-controle-de-processos-e-producao102571136 planejamento-e-controle-de-processos-e-producao
102571136 planejamento-e-controle-de-processos-e-producao
 
Aulas - Gestão da Produção II_sala.pdf
Aulas - Gestão da Produção II_sala.pdfAulas - Gestão da Produção II_sala.pdf
Aulas - Gestão da Produção II_sala.pdf
 
Supply Chain
Supply ChainSupply Chain
Supply Chain
 
Cadeia de Suprimentos
Cadeia de SuprimentosCadeia de Suprimentos
Cadeia de Suprimentos
 
Aula 1.4 GestãO De Estoques
Aula 1.4 GestãO De EstoquesAula 1.4 GestãO De Estoques
Aula 1.4 GestãO De Estoques
 
Logística Empresarial
Logística EmpresarialLogística Empresarial
Logística Empresarial
 
01 aula introdução a logística
01 aula introdução a logística01 aula introdução a logística
01 aula introdução a logística
 
Logística empresarial
Logística empresarialLogística empresarial
Logística empresarial
 
Logística Operações de Armazenagem
Logística Operações de ArmazenagemLogística Operações de Armazenagem
Logística Operações de Armazenagem
 

Destaque

Aula 7 Sistemas De Gestão De Relacionamento Com Clientes
Aula 7    Sistemas De  Gestão De  Relacionamento Com  ClientesAula 7    Sistemas De  Gestão De  Relacionamento Com  Clientes
Aula 7 Sistemas De Gestão De Relacionamento Com Clientesmelissa
 
Logística de suprimentos
Logística de suprimentosLogística de suprimentos
Logística de suprimentosIgor Onofre
 
Palestra: Como preparar e apresenta um bom seminário!
Palestra: Como preparar e apresenta um bom seminário!Palestra: Como preparar e apresenta um bom seminário!
Palestra: Como preparar e apresenta um bom seminário!Rosalia Azambuja
 
SIG: MRP, ERP, CRM e SCM
SIG: MRP, ERP, CRM e SCMSIG: MRP, ERP, CRM e SCM
SIG: MRP, ERP, CRM e SCMFelipe Oliveira
 
Supply Chain Management
Supply Chain ManagementSupply Chain Management
Supply Chain Managementvictor2888
 
Supply chain management
Supply chain managementSupply chain management
Supply chain managementBhabesh Gautam
 
Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...
Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...
Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...Daniel Camargos Frade
 

Destaque (14)

Gd vol 1 - cap 2 - estudo da reta
Gd   vol 1 - cap 2 - estudo da retaGd   vol 1 - cap 2 - estudo da reta
Gd vol 1 - cap 2 - estudo da reta
 
Aula 7 Sistemas De Gestão De Relacionamento Com Clientes
Aula 7    Sistemas De  Gestão De  Relacionamento Com  ClientesAula 7    Sistemas De  Gestão De  Relacionamento Com  Clientes
Aula 7 Sistemas De Gestão De Relacionamento Com Clientes
 
Aula 2 introdução geometria descritiva
Aula 2   introdução geometria descritivaAula 2   introdução geometria descritiva
Aula 2 introdução geometria descritiva
 
Aula 10 ponto e sistemas de projeções
Aula 10   ponto e sistemas de projeçõesAula 10   ponto e sistemas de projeções
Aula 10 ponto e sistemas de projeções
 
Aula 18 estudo da reta
Aula 18   estudo da retaAula 18   estudo da reta
Aula 18 estudo da reta
 
Aula 14 épura e ponto
Aula 14   épura e pontoAula 14   épura e ponto
Aula 14 épura e ponto
 
Logística de suprimentos
Logística de suprimentosLogística de suprimentos
Logística de suprimentos
 
Palestra: Como preparar e apresenta um bom seminário!
Palestra: Como preparar e apresenta um bom seminário!Palestra: Como preparar e apresenta um bom seminário!
Palestra: Como preparar e apresenta um bom seminário!
 
SIG: MRP, ERP, CRM e SCM
SIG: MRP, ERP, CRM e SCMSIG: MRP, ERP, CRM e SCM
SIG: MRP, ERP, CRM e SCM
 
Supply Chain Management
Supply Chain ManagementSupply Chain Management
Supply Chain Management
 
Geometria descritivai 2012.2
Geometria descritivai 2012.2Geometria descritivai 2012.2
Geometria descritivai 2012.2
 
04 cadeia de suprimentos
04 cadeia de suprimentos04 cadeia de suprimentos
04 cadeia de suprimentos
 
Supply chain management
Supply chain managementSupply chain management
Supply chain management
 
Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...
Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...
Logística - Logística e Cadeia de Suprimentos - instagram.com/cursos_de_logis...
 

Semelhante a SCM conceitos e implementação

Estudo de caso - implantacao de solucao para tratamento de informacoes logist...
Estudo de caso - implantacao de solucao para tratamento de informacoes logist...Estudo de caso - implantacao de solucao para tratamento de informacoes logist...
Estudo de caso - implantacao de solucao para tratamento de informacoes logist...André Aranha
 
Competição entre cadeias de suprimentos
Competição entre cadeias de suprimentosCompetição entre cadeias de suprimentos
Competição entre cadeias de suprimentosRicardo Domingues
 
Logistica Servico Cliente Mundo Logistica
Logistica Servico Cliente Mundo LogisticaLogistica Servico Cliente Mundo Logistica
Logistica Servico Cliente Mundo LogisticaPaulo Roberto Bertaglia
 
Prointer parcial
Prointer parcialProinter parcial
Prointer parcialAna Paula
 
sistema da informação-1
 sistema da informação-1 sistema da informação-1
sistema da informação-1Carlos Rocha
 
O Modelo TGP pag. 227 261
O Modelo TGP pag. 227 261O Modelo TGP pag. 227 261
O Modelo TGP pag. 227 261zeusi9iuto
 
E-Procurement & Supply Chain Management
E-Procurement & Supply Chain ManagementE-Procurement & Supply Chain Management
E-Procurement & Supply Chain ManagementThiago Andress
 
Artigo tgs - oficial 2011
  Artigo tgs - oficial 2011  Artigo tgs - oficial 2011
Artigo tgs - oficial 2011afranio47
 
Aula de qualidade lean - unoesc videira
Aula de qualidade lean - unoesc videiraAula de qualidade lean - unoesc videira
Aula de qualidade lean - unoesc videiraLuiz Felipe Cherem
 
Gestao cadeia suprimento
Gestao cadeia suprimentoGestao cadeia suprimento
Gestao cadeia suprimentolukasdalmeida
 

Semelhante a SCM conceitos e implementação (20)

Logística
LogísticaLogística
Logística
 
Estudo de caso - implantacao de solucao para tratamento de informacoes logist...
Estudo de caso - implantacao de solucao para tratamento de informacoes logist...Estudo de caso - implantacao de solucao para tratamento de informacoes logist...
Estudo de caso - implantacao de solucao para tratamento de informacoes logist...
 
Cadeia textil
Cadeia textilCadeia textil
Cadeia textil
 
Introdução à SCM
Introdução à SCMIntrodução à SCM
Introdução à SCM
 
Competição entre cadeias de suprimentos
Competição entre cadeias de suprimentosCompetição entre cadeias de suprimentos
Competição entre cadeias de suprimentos
 
Logistica Servico Cliente Mundo Logistica
Logistica Servico Cliente Mundo LogisticaLogistica Servico Cliente Mundo Logistica
Logistica Servico Cliente Mundo Logistica
 
Lean Supply Chain Management
Lean Supply Chain ManagementLean Supply Chain Management
Lean Supply Chain Management
 
Prointer parcial
Prointer parcialProinter parcial
Prointer parcial
 
sistema da informação-1
 sistema da informação-1 sistema da informação-1
sistema da informação-1
 
Suplly chain
Suplly chainSuplly chain
Suplly chain
 
132 2004
132 2004132 2004
132 2004
 
O Modelo TGP pag. 227 261
O Modelo TGP pag. 227 261O Modelo TGP pag. 227 261
O Modelo TGP pag. 227 261
 
E-Procurement & Supply Chain Management
E-Procurement & Supply Chain ManagementE-Procurement & Supply Chain Management
E-Procurement & Supply Chain Management
 
Artigo tgs - oficial 2011
  Artigo tgs - oficial 2011  Artigo tgs - oficial 2011
Artigo tgs - oficial 2011
 
Aula 2 - SCM.pdf
Aula 2 - SCM.pdfAula 2 - SCM.pdf
Aula 2 - SCM.pdf
 
Gestao de cadeia de suprimento
Gestao de cadeia de suprimentoGestao de cadeia de suprimento
Gestao de cadeia de suprimento
 
Transferir Valor Através da SCM
Transferir Valor Através da SCMTransferir Valor Através da SCM
Transferir Valor Através da SCM
 
Admopersvisãoestrategicafunção2004
Admopersvisãoestrategicafunção2004Admopersvisãoestrategicafunção2004
Admopersvisãoestrategicafunção2004
 
Aula de qualidade lean - unoesc videira
Aula de qualidade lean - unoesc videiraAula de qualidade lean - unoesc videira
Aula de qualidade lean - unoesc videira
 
Gestao cadeia suprimento
Gestao cadeia suprimentoGestao cadeia suprimento
Gestao cadeia suprimento
 

Mais de Danilo Pires

Gestão de compras
Gestão de comprasGestão de compras
Gestão de comprasDanilo Pires
 
Análise swot- Professor Danilo Pires
Análise swot- Professor Danilo PiresAnálise swot- Professor Danilo Pires
Análise swot- Professor Danilo PiresDanilo Pires
 
Simulado prova de planejamento e organização
Simulado prova de planejamento e organizaçãoSimulado prova de planejamento e organização
Simulado prova de planejamento e organizaçãoDanilo Pires
 
Planejamento da gestão da produção- Professor Danilo Pires
Planejamento da gestão da produção- Professor Danilo PiresPlanejamento da gestão da produção- Professor Danilo Pires
Planejamento da gestão da produção- Professor Danilo PiresDanilo Pires
 
Simulado de administração financeira
Simulado de administração financeiraSimulado de administração financeira
Simulado de administração financeiraDanilo Pires
 
Contabilidade gerencial- Professor Danilo Pires
Contabilidade gerencial- Professor Danilo PiresContabilidade gerencial- Professor Danilo Pires
Contabilidade gerencial- Professor Danilo PiresDanilo Pires
 
Fluxograma de processo Professor Danilo Pires
Fluxograma de processo  Professor Danilo PiresFluxograma de processo  Professor Danilo Pires
Fluxograma de processo Professor Danilo PiresDanilo Pires
 
Administração cientifica Professor Danilo Pires
Administração cientifica  Professor Danilo  PiresAdministração cientifica  Professor Danilo  Pires
Administração cientifica Professor Danilo PiresDanilo Pires
 
Conceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo Pires
Conceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo PiresConceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo Pires
Conceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo PiresDanilo Pires
 
Bolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo pires
Bolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo piresBolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo pires
Bolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo piresDanilo Pires
 
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo PiresMercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo PiresDanilo Pires
 
Prova adm financeira- respostas
Prova adm financeira- respostasProva adm financeira- respostas
Prova adm financeira- respostasDanilo Pires
 
Respostas da revisão de administração financeira
Respostas da revisão de administração financeiraRespostas da revisão de administração financeira
Respostas da revisão de administração financeiraDanilo Pires
 
Atividade de Revisão de Administração Financeira
Atividade de Revisão de Administração FinanceiraAtividade de Revisão de Administração Financeira
Atividade de Revisão de Administração FinanceiraDanilo Pires
 
Atividade de revisão Planejamento Estratégico
Atividade de revisão Planejamento EstratégicoAtividade de revisão Planejamento Estratégico
Atividade de revisão Planejamento EstratégicoDanilo Pires
 
Atividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo Pires
Atividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo PiresAtividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo Pires
Atividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo PiresDanilo Pires
 
Relações públicas Professor Danilo Pires
Relações públicas Professor Danilo PiresRelações públicas Professor Danilo Pires
Relações públicas Professor Danilo PiresDanilo Pires
 
Introdução a administração- Professor Danilo Pires
Introdução a administração- Professor Danilo PiresIntrodução a administração- Professor Danilo Pires
Introdução a administração- Professor Danilo PiresDanilo Pires
 
Responsabilidade Social Professor Danilo Pires
Responsabilidade Social  Professor Danilo PiresResponsabilidade Social  Professor Danilo Pires
Responsabilidade Social Professor Danilo PiresDanilo Pires
 
Planejamento e organização - Professor Danilo Pires
Planejamento e organização - Professor Danilo PiresPlanejamento e organização - Professor Danilo Pires
Planejamento e organização - Professor Danilo PiresDanilo Pires
 

Mais de Danilo Pires (20)

Gestão de compras
Gestão de comprasGestão de compras
Gestão de compras
 
Análise swot- Professor Danilo Pires
Análise swot- Professor Danilo PiresAnálise swot- Professor Danilo Pires
Análise swot- Professor Danilo Pires
 
Simulado prova de planejamento e organização
Simulado prova de planejamento e organizaçãoSimulado prova de planejamento e organização
Simulado prova de planejamento e organização
 
Planejamento da gestão da produção- Professor Danilo Pires
Planejamento da gestão da produção- Professor Danilo PiresPlanejamento da gestão da produção- Professor Danilo Pires
Planejamento da gestão da produção- Professor Danilo Pires
 
Simulado de administração financeira
Simulado de administração financeiraSimulado de administração financeira
Simulado de administração financeira
 
Contabilidade gerencial- Professor Danilo Pires
Contabilidade gerencial- Professor Danilo PiresContabilidade gerencial- Professor Danilo Pires
Contabilidade gerencial- Professor Danilo Pires
 
Fluxograma de processo Professor Danilo Pires
Fluxograma de processo  Professor Danilo PiresFluxograma de processo  Professor Danilo Pires
Fluxograma de processo Professor Danilo Pires
 
Administração cientifica Professor Danilo Pires
Administração cientifica  Professor Danilo  PiresAdministração cientifica  Professor Danilo  Pires
Administração cientifica Professor Danilo Pires
 
Conceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo Pires
Conceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo PiresConceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo Pires
Conceitos básicos de contabilidade- Professor Danilo Pires
 
Bolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo pires
Bolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo piresBolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo pires
Bolsa de Valores e mercado financeiro professor danilo pires
 
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo PiresMercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
 
Prova adm financeira- respostas
Prova adm financeira- respostasProva adm financeira- respostas
Prova adm financeira- respostas
 
Respostas da revisão de administração financeira
Respostas da revisão de administração financeiraRespostas da revisão de administração financeira
Respostas da revisão de administração financeira
 
Atividade de Revisão de Administração Financeira
Atividade de Revisão de Administração FinanceiraAtividade de Revisão de Administração Financeira
Atividade de Revisão de Administração Financeira
 
Atividade de revisão Planejamento Estratégico
Atividade de revisão Planejamento EstratégicoAtividade de revisão Planejamento Estratégico
Atividade de revisão Planejamento Estratégico
 
Atividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo Pires
Atividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo PiresAtividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo Pires
Atividade de Revisão- Planejamento Estratégico- Professor Danilo Pires
 
Relações públicas Professor Danilo Pires
Relações públicas Professor Danilo PiresRelações públicas Professor Danilo Pires
Relações públicas Professor Danilo Pires
 
Introdução a administração- Professor Danilo Pires
Introdução a administração- Professor Danilo PiresIntrodução a administração- Professor Danilo Pires
Introdução a administração- Professor Danilo Pires
 
Responsabilidade Social Professor Danilo Pires
Responsabilidade Social  Professor Danilo PiresResponsabilidade Social  Professor Danilo Pires
Responsabilidade Social Professor Danilo Pires
 
Planejamento e organização - Professor Danilo Pires
Planejamento e organização - Professor Danilo PiresPlanejamento e organização - Professor Danilo Pires
Planejamento e organização - Professor Danilo Pires
 

Último

Soluções MNE - Mês das Mães 2024_sv (1).pdf
Soluções MNE - Mês das Mães 2024_sv (1).pdfSoluções MNE - Mês das Mães 2024_sv (1).pdf
Soluções MNE - Mês das Mães 2024_sv (1).pdfSabrinaPrado11
 
Desenvolvendo uma Abordagem Estratégica para a Gestão de Portfólio.pptx
Desenvolvendo uma Abordagem Estratégica para a Gestão de Portfólio.pptxDesenvolvendo uma Abordagem Estratégica para a Gestão de Portfólio.pptx
Desenvolvendo uma Abordagem Estratégica para a Gestão de Portfólio.pptxCoca Pitzer
 
LIDER COACH E SUA IMORTÂNCIA NSS ORGANIZAÇÕES.
LIDER COACH E SUA IMORTÂNCIA NSS ORGANIZAÇÕES.LIDER COACH E SUA IMORTÂNCIA NSS ORGANIZAÇÕES.
LIDER COACH E SUA IMORTÂNCIA NSS ORGANIZAÇÕES.JosineiPeres
 
Despertar SEBRAE [PROFESSOR] (1).pdfccss
Despertar SEBRAE [PROFESSOR] (1).pdfccssDespertar SEBRAE [PROFESSOR] (1).pdfccss
Despertar SEBRAE [PROFESSOR] (1).pdfccssGuilhermeMelo381677
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfHELLEN CRISTINA
 
Catálogo de Produtos OceanTech 2024 - Atualizado
Catálogo de Produtos OceanTech 2024 - AtualizadoCatálogo de Produtos OceanTech 2024 - Atualizado
Catálogo de Produtos OceanTech 2024 - AtualizadoWagnerSouza717812
 

Último (6)

Soluções MNE - Mês das Mães 2024_sv (1).pdf
Soluções MNE - Mês das Mães 2024_sv (1).pdfSoluções MNE - Mês das Mães 2024_sv (1).pdf
Soluções MNE - Mês das Mães 2024_sv (1).pdf
 
Desenvolvendo uma Abordagem Estratégica para a Gestão de Portfólio.pptx
Desenvolvendo uma Abordagem Estratégica para a Gestão de Portfólio.pptxDesenvolvendo uma Abordagem Estratégica para a Gestão de Portfólio.pptx
Desenvolvendo uma Abordagem Estratégica para a Gestão de Portfólio.pptx
 
LIDER COACH E SUA IMORTÂNCIA NSS ORGANIZAÇÕES.
LIDER COACH E SUA IMORTÂNCIA NSS ORGANIZAÇÕES.LIDER COACH E SUA IMORTÂNCIA NSS ORGANIZAÇÕES.
LIDER COACH E SUA IMORTÂNCIA NSS ORGANIZAÇÕES.
 
Despertar SEBRAE [PROFESSOR] (1).pdfccss
Despertar SEBRAE [PROFESSOR] (1).pdfccssDespertar SEBRAE [PROFESSOR] (1).pdfccss
Despertar SEBRAE [PROFESSOR] (1).pdfccss
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
 
Catálogo de Produtos OceanTech 2024 - Atualizado
Catálogo de Produtos OceanTech 2024 - AtualizadoCatálogo de Produtos OceanTech 2024 - Atualizado
Catálogo de Produtos OceanTech 2024 - Atualizado
 

SCM conceitos e implementação

  • 1. SUPPLY CHAIN MANAGEMENT: CONCEITOS, OBJETIVOS E DESAFIOS DA IMPLEMENTAÇÃO PROFESSOR:DANILO PIRES
  • 2. SUPPLY CHAIN MANAGEMENT  Assim, práticas industriais até há pouco utilizadas estão sendo substituídas ou adaptadas para suportar a nova ordem mundial e obter as devidas vantagens competitivas. O SCM - Supply Chain Management (ou, em português, Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos) é uma destas práticas. Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com  A globalização tem aumentado considervelmente a competitividade entre as empresas. Em países como o Brasil, até anos atrás acostumado com o protecionismo econômico viu-se, de um momento para outro, tendo que assimilar novidades que, lá fora, já vinham sendo discutidas.
  • 3. SUPPLY CHAIN MANAGEMENT  Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com  Até 1.950, esta administração de materiais era restrita ao almoxarifado e o diretor da organização. Cerca de seis (6) anos depois, os empresários deixaram de focar apenas nos materiais e passaram a pensar nos investimentos monetários em materiais (isso permitiu que materiais deixassem de ser vistos apenas como artigos físicos, focando o lado monetário da questão). Entre os anos ’80 e ’90, a administração de materiais passou a ser vista sobre um ângulo mais complexo: a de sistema - o que implica num conjunto de variáveis inter-relacionadas e inter-dependentes na busca de objetivos comuns. Tal definição propiciou o surgimento de uma visão ainda mais abrangente: a do Supply Chain.
  • 4. SUPPLY CHAIN MANAGEMENT  se de da no Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com No Brasil, a onda do SCM começou a espalhar no final da década 90, impulsionada pelo movimento logística integrada que vem acelerando país.
  • 5. PRINCÍPIOS       Fornecedor da minha empresa; Fornecedor do meu fornecedor; Minha empresa; Meu cliente; Cliente do meu cliente, e assim por diante. O grau de profundidade desta cadeia pode variar dependendo dos objetivos que se deseja atingir. Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com  O princípio básico do SCM é que toda a cadeia produtiva deve ser levada em conta quando se visa o aumento da competitividade. Entenda-se por cadeia produtiva todas as partes envolvidas na produção de qualquer item, tais como:
  • 6. CANAL DE DISTRIBUIÇÃO Para entender o conceito de SCM é necessário compreender o conceito de canal de distribuição,instrumentos fundamental para a eficiência do processo de comercialização e distribuição de bens e serviços, podemos definir canal de distribuição como: O conjunto de unidades organizacionais, instituições e agentes, internos e externos, que dão apoio ao marketing de produtos e serviços de uma empresa  Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com
  • 7. CANAL  DE DISTRIBUIÇÃO Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com Dentre as funções de suporte ao marketing incluem-se compras,vendas, informações, transporte,ar mazenagem,estoque, programação da produção,financiamentos.
  • 8. CANAL DE DISTRIBUIÇÃO Com a evolução dos conceitos de Marketing, das praticas de segmentação e o lançamento constante de novos produtos, juntamente com o surgimento de novas forma de varejo os canais de distribuição vem se tornando cada vez mais complexos.  Por outro lado o aumento da competição e a cada vez maior a instabilidade dos mercados levaram uma tendência de especialização, desverticalização/terceirizaçã o, fazendo as empresas focarem na sua atividade central  Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com
  • 10. OBJETIVOS SCM  Para compreender melhor a idéia do SCM, observe o exemplo de uma grande siderúrgica. Não basta apenas que se tenha aço e energia elétrica como garantias de produtividade e, sim, garantir também materiais de escritório (canetas, papéis, lápis), de informática (cartuchos para impressoras, computadores), e outros. Já é possível se ter uma idéia dos canais envolvidos nesta cadeia. Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com  O SCM propõe uma rede de facilidades e opções de distribuição para garantir a obtenção de materiais e a transformação destes em produto intermediário ou final; e, depois, a distribuição destes para os consumidores. O SCM pode ser implantado tanto em organizações de manufatura quanto em prestadoras de serviços.
  • 11. OBJETIVOS SCM  Portanto, o objetivo básico do SCM é maximizar e tornar realidade as potenciais sinergias das partes envolvidas na cadeia produtiva, para que o consumidor possa ser atendido de maneira mais eficiente e a um custo menor para quem produz Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com  Por questões de competitividade, não basta o produto final ser bom, mas é necessário que esta siderúrgica, ao precisar de um cartucho de tinta, possa solicitá-lo ao seu fornecedor e este possa disponibilizá-lo imediatamente - o que significa que deve haver uma grande sincronia na integração entre as duas empresas.
  • 12. OBJETIVOS SCM   Reestruturação Fornecedores è Reduzir o número de fornecedores e escolhê-los adequadamente constituem uma reestruturação válida, já que torna mais fácil o gerenciamento das matérias-primas (ou outros materiais) e permite um aprofundamento das relações entre as entidades envolvidas; Integração de Infra-Estrutura è Sistemas de informática integrados com os do fornecedor e os do cliente têm permitido a reposição automatica de determinados produtos nas prateleiras. Sistemas de EDI (Eletronic Data Interchange) vêm sendo muito usados com essa finalidade e têm permitido entregas mais rápidas e níveis de estoques mais baixos; Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com  Trata-se, claro, de um investimento de alto risco, já que tem por objetivo gerenciar toda uma cadeia complexa de atividades. Porém, o SCM tem permitido práticas eficazes em grandes corporações ao redor do mundo, da seguinte maneira:
  • 13. OBJETIVOS SCM  Boa parte dos pacotes de gestão incluem um módulo de Supply Chain. Mas não basta o software. Além disso, é preciso negociar com fornecedores e clientes, e usar meios online (como a Internet) para receber e emitir pedidos. Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com  Desenvolvimento de Novos Produtos è A participação do fornecedor no desenvolvimento de novos produtos de seus clientes tem propiciado uma redução dos custos e do tempo de desenvolvimento dos mesmos. O acompanhamento da fase inicial tornase, então, um importante item de SCM.
  • 14. SUPPLY CHAIN MANAGEMENT  Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com Em o SCM é uma abordagem sistemática de razoável complexidade que implica em alta interação entre os participantes, exigindo a interação simultânea de diversos agentes, devido a isso o SCM atravessa as fronteiras da empresa para realizar todo processo operacional da empresa.
  • 16. IMPLEMENTAÇÃO  2. 3. 4. 5. 6. 7. SCM 7 pontos chave do SCM Relacionamento com os clientes Serviços aos clientes Administração da demanda Atendimento de pedidos Administração do fluxo de produção Compras/suprimentos Desenvolvimento de novos produtos Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com 1. DO
  • 17. IMPLEMENTAÇÃO   SCM Desenvolver equipes focadas nos cliente estratégicos, que busquem um entendimento maior sobre características de produtos e serviços, afim de torna-los atrativos para aquela classe de clientes. Fornecer um ponto de contato único para todos os clientes, atendendo de forma eficiente suas consultas e requisições. Captar, compilar e atualizar frequentemente dados da demanda, com objetivo de equilibrar oferta e demanda. Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com  DO
  • 18. IMPLEMENTAÇÃO    SCM Atender os pedidos dos clientes sem erros e dentro do prazo combinado. Desenvolver sistemas flexíveis de produção que sejam capazes de responder rapidamente as condições de mudanças do mercado. Gerenciar relações de parcerias com fornecedores, para garantir respostas rápidas e a contínua melhoria de desempenho. Buscar o mais cedo possível o envolvimento dos fornecedores no desenvolvimento de novos produtos. Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com  DO
  • 20. REFERENCIAS FLEURY, Paulo Fernando, Supply Chain Management: Conceitos, Oportunidades e Desafios da Implementação  http://www.alexandresmcampos.adm.br/info rmatica/outros/scm.htm  Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com
  • 21. PROFESSOR DANILO PIRES Professor Danilo Piresdanilospires@gmail.com danilospires@gmail.com www.slideshare.net/danilospires