SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 26
Baixar para ler offline
CASE STUDY
MCDONALD’S
Ana Capela
Nuno Figueiredo
Lean Supply Chain Management – junho 2017
SUMÁRIO
FATOS LOGÍSTICOS
RELAÇÃO COM FORNECEDORES
E – PROCUREMENT SISTEM
GESTÃO DE STOCKS
CADEIA DE DISTRIBUIÇÃO
SUPPLY CHAIN
O QUE APLICAR À MINHA EMPRESA
FACTOS
LOGÍSTICOS
Think global, Act local
∎  Presente em 119 países
∎  Maior cadeia de restaurantes mundial com mais de 35,000
localizações (cerca de 30,000 franchises)
∎  1.8 milhões de empregados em todo o mundo
∎  São vendidos cerca de 75 hambúrgueres por segundo
∎  A McDonald’s é a maior distribuidora de brinquedos a nível
mundial, superando empresas como a Lego e a Marvel
70,000,000clientes servidos diariamente (1% da população mundial)
24,621,000,000dólares em faturação
5,000,000,000hambúrgueres servidos por ano mundialmente
RELAÇÃO COM
FORNECEDORES
Conceito Win-Win
WinA McDonald’s fomenta
relações em que ambas as
partes saem a ganhar
Win
!  Aposta em fornecedores pequenos
e permite o seu crescimento juntamente com a rede
!  Fomenta uma relação de colaboração, cooperação e duradoura
!  Aplica o CPFR (planeamento colaborativo, previsão e reabastecimento),
que por sua vez tem grande influência no desenvolvimento e
divulgação da importância de atitudes colaborativas
!  Tem como base uma relação de honestidade e confiança
!  Fluxo de informação ao longo da cadeia
E – PROCUREMENT
SISTEM
A razão do sucesso da SCM
∎  E-MAC Digital – é um site especialmente desenhado para a
McDonald´s que permite aos seus franchisados de todo o mundo
comprarem tudo o que precisam para os seus restaurantes
∎  O E-MAC ajuda a reduzir custos em transações e comunicar-
se de forma mais efetiva dentro da empresa assim como uma
melhoria significativa na qualidade das operações
∎  É responsabilidade do E-MAC e dos logistas que os produtos
sejam enviados para os restaurantes
Fornecedores
Restaurantes
Logística
E – MAC Digital
Pedidos de
encomendas
recebidos
Fornecimento
GESTÃO DE
STOCKS
Desafio superado
A gestão de stocks é um enorme desafio que a McDonald’s tem
conseguido superar de forma exemplar
A redução do desperdício assenta em previsões da procura através de:
∎  Dados históricos de venda dos diferentes produtos nos últimos 2 anos
∎  Fatores extraordinários (feriados, férias, eventos desportivos/culturais, etc)
∎  Informações dos gerentes dos restaurantes que conhecem a realidade
local de cada restaurante
A McDonald’s gere de forma eficiente a relação entre a demanda
dos clientes e a redução do desperdício
- Controlo exato do stock de matérias-primas no restaurante
- Menos desperdícios significa redução de custos
- Melhoria do serviço ao cliente
Ainda na Gestão de Stocks a McDonald’s recorre a:
WebLog – Sistema centralizado na gestão de stocks
que permite o planeamento das necessidades para cada loja e
explode necessidades de matérias-primas
Buffer stock – Quantidade de stock que permite atender
a uma demanda inesperada
Todos os restaurantes têm buffer stock.
CADEIA DE
DISTRIBUIÇÃO
Eficiência e Inovação
A McDonald’s faz parcerias com empresas nacionais de transportes, que
disponibilizam frotas de veículos multitemperatura que permitem
transportar uma variedade de produtos a diferentes temperaturas
O que contribui também para a redução do número de camiões a circular –
menos custos, menos combustível e menos CO2 " Sustentabilidade
Os centros logísticos estão localizados estrategicamente onde os diferentes
fornecedores entregam os seus produtos, e daí saem os camiões com as
encomendas para os diferentes restaurantes
REFRIGERAÇÃO
Temperatura
Produtos
congelados
-18º a -25º
Produtos
refrigerados
1º a 4º
Produtos secos Ambiente
COLD
CHAIN
•  A Cold Chain é fundamental para manter a
integridade dos bens perecíveis mantendo a sua
frescura e valor nutricional
aprovisionamento
armazenagem
transporte
venda em
restaurante
•  Todas as etapas da cadeia logística são controladas
em termos de temperatura
•  Os camiões que fazem a distribuição são capazes de
transportar no mesmo espaço, produtos a diferentes
temperaturas (produtos congelados, produtos
refrigerados e produtos à temperatura ambiente)
•  O aperfeiçoamento da Cold Chain pela McDonald’s
permitiu-lhe afirmar-se como líder no ramo da
restauração a nível mundial
SUPPLY
CHAIN
Um caso de sucesso Mundial
∎  De acordo com os lideres
da empresa, o sucesso na
sua supply chain está tanto
nos parceiros externos
como na gestão interna da
empresa.
∎  O sucesso de uma
marca como a
McDonald’s está,
obrigatoriamente,
associado a uma
excelente e sólida supply
chain, que neste caso
será uma cold chain
devido à necessidade de
manter a frescura dos
produtos desde os
armazéns até aos
restaurantes.
SUCESSO ALÉM FRONTEIRAS
∎  O sucesso da Marca pode
também ser atribuído a
filosofia de um “banco de
três pernas – three legged
stool. Numa das pernas
assentam os empregados,
na outra os donos dos
restaurantes (se for
franchise) ou as estruturas
operacionais (se for
restaurante da Empresa) e
na outra perna os seus
fornecedores ou cadeia de
fornecedores – se uma das
pernas falhar, todo o
sistema irá falhar.
MODELO DE FUNCIONAMENTO QSCV
Q – Quality – Qualidade, mantém padrões de qualidade internacionais baseados
numa supply chain eficiente que entrega produtos frescos diretamente no “prato”
dos clientes
S – Service – Serviço, servir com um sorriso, é o seu lema, tal como o mais
recente de servir os clientes em menos de 1 minuto, mesmo em horas de ponta
C – Cleanliness – Limpeza, os seus restaurantes seguem um código rijo de decoro
e limpeza
V – Value – Valor, value for money é o seu maior motivo de orgulho.
De acordo com a McDonalds’s, os seus menus oferecem comida saborosa a
preços competitivos
O QUE POSSO
APLICAR À MINHA
EMPRESA?
Exemplos a seguir
∎  O que podemos aprender e aplicar:
1.  A colaboração é necessária de todos os envolvidos na cadeia de
fornecimento, a fim de criar valor para o consumidor final
2.  Relação Win-Win é essencial para a satisfação de todas as partes
3.  A comunicação deve ser rápida, concisa e interligada (como o sistema
de compras eletrónicas da McDonald’s)
4.  A subcontratação de serviços elimina uma eventual inexperiência
na área em questão e disponibiliza tempo ao responsável para
atividades que criem valor para o consumidor
5.  Com a gestão de stocks minimizamos desperdícios e custos,
e também melhoramos o serviço ao cliente
Nenhum de nós é tão bom
quanto todos nós!
Ray Kroc
OBRIGADO!
PG Lean Management - Módulo SCM
CLT Valuebased Services

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Análise swot mc donald´s
Análise swot mc donald´sAnálise swot mc donald´s
Análise swot mc donald´sNuno Bala
 
Estratégia competitiva de Michael Porter
Estratégia competitiva de Michael PorterEstratégia competitiva de Michael Porter
Estratégia competitiva de Michael PorterThiago Rocha
 
A historia do Mcdonalds
 A historia do Mcdonalds A historia do Mcdonalds
A historia do Mcdonaldskelsenjunior
 
MC donalds revisto - Gestão de Operações
MC donalds revisto - Gestão de OperaçõesMC donalds revisto - Gestão de Operações
MC donalds revisto - Gestão de OperaçõesFabio K. Stabel
 
Aula Segmentação de Mercado
Aula   Segmentação de MercadoAula   Segmentação de Mercado
Aula Segmentação de MercadoRafael Gonçalves
 
Scm Gerenciamento cadeia de suprimentos
Scm Gerenciamento cadeia de suprimentos Scm Gerenciamento cadeia de suprimentos
Scm Gerenciamento cadeia de suprimentos Alejandra Flechas
 
Apresentação restaurante Cultivar
Apresentação restaurante CultivarApresentação restaurante Cultivar
Apresentação restaurante CultivarAlfredo Dutra
 
Questões multipla escolha segmentação
Questões multipla escolha segmentaçãoQuestões multipla escolha segmentação
Questões multipla escolha segmentaçãoMoises Ribeiro
 
Logística 1 introdução
Logística 1 introduçãoLogística 1 introdução
Logística 1 introduçãoAndrey Martins
 
Mix de Marketing - Promoção - Parte IV
Mix de Marketing - Promoção - Parte IVMix de Marketing - Promoção - Parte IV
Mix de Marketing - Promoção - Parte IVRobson Costa
 
Aula 7 gestão do relacionamento e nível de serviço
Aula 7 gestão do relacionamento e nível de serviçoAula 7 gestão do relacionamento e nível de serviço
Aula 7 gestão do relacionamento e nível de serviçoloivomar
 
ADM - Estudo de caso - MC Donalds
ADM - Estudo de caso - MC Donalds ADM - Estudo de caso - MC Donalds
ADM - Estudo de caso - MC Donalds Gabriel Faustino
 
Apresentação mc donald's prof josé mauro
Apresentação mc donald's   prof josé mauroApresentação mc donald's   prof josé mauro
Apresentação mc donald's prof josé mauroamandahenrique
 
Apresentação Merchandising
Apresentação MerchandisingApresentação Merchandising
Apresentação MerchandisingAdriano Valadão
 

Mais procurados (20)

Blockchain
BlockchainBlockchain
Blockchain
 
Análise swot mc donald´s
Análise swot mc donald´sAnálise swot mc donald´s
Análise swot mc donald´s
 
O case McDonalds - Lean SCM XIV Ed
O case McDonalds - Lean SCM XIV EdO case McDonalds - Lean SCM XIV Ed
O case McDonalds - Lean SCM XIV Ed
 
Estratégia competitiva de Michael Porter
Estratégia competitiva de Michael PorterEstratégia competitiva de Michael Porter
Estratégia competitiva de Michael Porter
 
Marketing
Marketing Marketing
Marketing
 
A historia do Mcdonalds
 A historia do Mcdonalds A historia do Mcdonalds
A historia do Mcdonalds
 
MC donalds revisto - Gestão de Operações
MC donalds revisto - Gestão de OperaçõesMC donalds revisto - Gestão de Operações
MC donalds revisto - Gestão de Operações
 
Aula Segmentação de Mercado
Aula   Segmentação de MercadoAula   Segmentação de Mercado
Aula Segmentação de Mercado
 
Scm Gerenciamento cadeia de suprimentos
Scm Gerenciamento cadeia de suprimentos Scm Gerenciamento cadeia de suprimentos
Scm Gerenciamento cadeia de suprimentos
 
Apresentação restaurante Cultivar
Apresentação restaurante CultivarApresentação restaurante Cultivar
Apresentação restaurante Cultivar
 
Questões multipla escolha segmentação
Questões multipla escolha segmentaçãoQuestões multipla escolha segmentação
Questões multipla escolha segmentação
 
Distribuição
DistribuiçãoDistribuição
Distribuição
 
Logística 1 introdução
Logística 1 introduçãoLogística 1 introdução
Logística 1 introdução
 
Tipos de Comércio
Tipos de ComércioTipos de Comércio
Tipos de Comércio
 
Mix de Marketing - Promoção - Parte IV
Mix de Marketing - Promoção - Parte IVMix de Marketing - Promoção - Parte IV
Mix de Marketing - Promoção - Parte IV
 
Aplicabilidade do marketing
Aplicabilidade do marketingAplicabilidade do marketing
Aplicabilidade do marketing
 
Aula 7 gestão do relacionamento e nível de serviço
Aula 7 gestão do relacionamento e nível de serviçoAula 7 gestão do relacionamento e nível de serviço
Aula 7 gestão do relacionamento e nível de serviço
 
ADM - Estudo de caso - MC Donalds
ADM - Estudo de caso - MC Donalds ADM - Estudo de caso - MC Donalds
ADM - Estudo de caso - MC Donalds
 
Apresentação mc donald's prof josé mauro
Apresentação mc donald's   prof josé mauroApresentação mc donald's   prof josé mauro
Apresentação mc donald's prof josé mauro
 
Apresentação Merchandising
Apresentação MerchandisingApresentação Merchandising
Apresentação Merchandising
 

Destaque

McDonald's Case Study
McDonald's Case Study McDonald's Case Study
McDonald's Case Study Jasjit Singh
 
[BUS444-Strategic Management] McDonald's Case Study Analysis
[BUS444-Strategic Management] McDonald's Case Study Analysis[BUS444-Strategic Management] McDonald's Case Study Analysis
[BUS444-Strategic Management] McDonald's Case Study Analysishaiyen261092
 
McDonald's Case Study
McDonald's Case StudyMcDonald's Case Study
McDonald's Case StudyArjun Mehra
 
Mc donalds - Case study project -voiceover
Mc donalds - Case study project -voiceoverMc donalds - Case study project -voiceover
Mc donalds - Case study project -voiceoverShivam .
 
McDonald's Case Study
McDonald's Case StudyMcDonald's Case Study
McDonald's Case StudyHemant Kumar
 
McDonald's case study
McDonald's case studyMcDonald's case study
McDonald's case studyRitika Siraj
 

Destaque (12)

McDonald's case study
McDonald's case studyMcDonald's case study
McDonald's case study
 
Case Study - McDonald's
Case Study - McDonald'sCase Study - McDonald's
Case Study - McDonald's
 
McDonald's Case Study
McDonald's Case Study McDonald's Case Study
McDonald's Case Study
 
Mcdonald's case study
Mcdonald's case studyMcdonald's case study
Mcdonald's case study
 
[BUS444-Strategic Management] McDonald's Case Study Analysis
[BUS444-Strategic Management] McDonald's Case Study Analysis[BUS444-Strategic Management] McDonald's Case Study Analysis
[BUS444-Strategic Management] McDonald's Case Study Analysis
 
McDonald's Case Study
McDonald's Case StudyMcDonald's Case Study
McDonald's Case Study
 
Mc donalds - Case study project -voiceover
Mc donalds - Case study project -voiceoverMc donalds - Case study project -voiceover
Mc donalds - Case study project -voiceover
 
McDonald's Case Study
McDonald's Case StudyMcDonald's Case Study
McDonald's Case Study
 
McDonald's Case Study
McDonald's Case StudyMcDonald's Case Study
McDonald's Case Study
 
Mcdonalds Case study
Mcdonalds Case studyMcdonalds Case study
Mcdonalds Case study
 
McDonald's Case Study
McDonald's Case StudyMcDonald's Case Study
McDonald's Case Study
 
McDonald's case study
McDonald's case studyMcDonald's case study
McDonald's case study
 

Semelhante a Case Study McDonalds

SCM - Supply Chain Management (Gestão da cadeia de suprimentos)
SCM - Supply Chain Management (Gestão da cadeia de suprimentos)SCM - Supply Chain Management (Gestão da cadeia de suprimentos)
SCM - Supply Chain Management (Gestão da cadeia de suprimentos)Mauricio Mota da Silva
 
Logística enxuta
Logística enxutaLogística enxuta
Logística enxutaGio
 
Trabalho: Cadeia de suprimentos, Dário marcelos 14 abril de 2015
Trabalho: Cadeia de suprimentos, Dário marcelos 14 abril de 2015Trabalho: Cadeia de suprimentos, Dário marcelos 14 abril de 2015
Trabalho: Cadeia de suprimentos, Dário marcelos 14 abril de 2015Elisson Queiroz
 
Ecr - Cadeia de abastecimento
Ecr - Cadeia de abastecimentoEcr - Cadeia de abastecimento
Ecr - Cadeia de abastecimentoWillian Murakami
 
O novo mundo digital no food service
O novo mundo digital no food serviceO novo mundo digital no food service
O novo mundo digital no food serviceJaime Müller
 
Debate Uso Eficiente da Energia no Comércio, 14/04/2009 - Apresentação de Pau...
Debate Uso Eficiente da Energia no Comércio, 14/04/2009 - Apresentação de Pau...Debate Uso Eficiente da Energia no Comércio, 14/04/2009 - Apresentação de Pau...
Debate Uso Eficiente da Energia no Comércio, 14/04/2009 - Apresentação de Pau...FecomercioSP
 
Portfólio Deverhum - Supply Chain
Portfólio Deverhum - Supply ChainPortfólio Deverhum - Supply Chain
Portfólio Deverhum - Supply ChainEduardo Hope
 
Quality consult vonpar
Quality consult vonparQuality consult vonpar
Quality consult vonparCamila Maciel
 
LIVRO DE INOVAÇÃO NO RETALHO 2013
LIVRO DE INOVAÇÃO NO RETALHO 2013LIVRO DE INOVAÇÃO NO RETALHO 2013
LIVRO DE INOVAÇÃO NO RETALHO 2013Rui Sá
 
Marketing e qualidade desafios do novo agronegócio brasileiro - versão 2013...
Marketing e qualidade   desafios do novo agronegócio brasileiro - versão 2013...Marketing e qualidade   desafios do novo agronegócio brasileiro - versão 2013...
Marketing e qualidade desafios do novo agronegócio brasileiro - versão 2013...Paulo Henrique Leme
 

Semelhante a Case Study McDonalds (20)

Caso Mc Donalds
Caso Mc DonaldsCaso Mc Donalds
Caso Mc Donalds
 
Aula_14_CI_2011.ppt
Aula_14_CI_2011.pptAula_14_CI_2011.ppt
Aula_14_CI_2011.ppt
 
SCM - Supply Chain Management (Gestão da cadeia de suprimentos)
SCM - Supply Chain Management (Gestão da cadeia de suprimentos)SCM - Supply Chain Management (Gestão da cadeia de suprimentos)
SCM - Supply Chain Management (Gestão da cadeia de suprimentos)
 
Case study Tesco Lean SCM
Case study Tesco Lean SCMCase study Tesco Lean SCM
Case study Tesco Lean SCM
 
Logística enxuta
Logística enxutaLogística enxuta
Logística enxuta
 
Trabalho: Cadeia de suprimentos, Dário marcelos 14 abril de 2015
Trabalho: Cadeia de suprimentos, Dário marcelos 14 abril de 2015Trabalho: Cadeia de suprimentos, Dário marcelos 14 abril de 2015
Trabalho: Cadeia de suprimentos, Dário marcelos 14 abril de 2015
 
Cadeia suprimentos
Cadeia suprimentosCadeia suprimentos
Cadeia suprimentos
 
20130516 supply chainmanagement
20130516 supply chainmanagement20130516 supply chainmanagement
20130516 supply chainmanagement
 
Lean Supply Chain Management
Lean Supply Chain ManagementLean Supply Chain Management
Lean Supply Chain Management
 
Ecr - Cadeia de abastecimento
Ecr - Cadeia de abastecimentoEcr - Cadeia de abastecimento
Ecr - Cadeia de abastecimento
 
O novo mundo digital no food service
O novo mundo digital no food serviceO novo mundo digital no food service
O novo mundo digital no food service
 
Cadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentosCadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentos
 
Debate Uso Eficiente da Energia no Comércio, 14/04/2009 - Apresentação de Pau...
Debate Uso Eficiente da Energia no Comércio, 14/04/2009 - Apresentação de Pau...Debate Uso Eficiente da Energia no Comércio, 14/04/2009 - Apresentação de Pau...
Debate Uso Eficiente da Energia no Comércio, 14/04/2009 - Apresentação de Pau...
 
Portfólio Deverhum - Supply Chain
Portfólio Deverhum - Supply ChainPortfólio Deverhum - Supply Chain
Portfólio Deverhum - Supply Chain
 
Case study grupo inditex
Case study grupo inditexCase study grupo inditex
Case study grupo inditex
 
Quality consult vonpar
Quality consult vonparQuality consult vonpar
Quality consult vonpar
 
LIVRO DE INOVAÇÃO NO RETALHO 2013
LIVRO DE INOVAÇÃO NO RETALHO 2013LIVRO DE INOVAÇÃO NO RETALHO 2013
LIVRO DE INOVAÇÃO NO RETALHO 2013
 
Marketing e qualidade desafios do novo agronegócio brasileiro - versão 2013...
Marketing e qualidade   desafios do novo agronegócio brasileiro - versão 2013...Marketing e qualidade   desafios do novo agronegócio brasileiro - versão 2013...
Marketing e qualidade desafios do novo agronegócio brasileiro - versão 2013...
 
MARKETING E LOGÍSTICA
MARKETING E LOGÍSTICAMARKETING E LOGÍSTICA
MARKETING E LOGÍSTICA
 
Profissional de logistica
Profissional de logisticaProfissional de logistica
Profissional de logistica
 

Mais de CLT Valuebased Services (20)

Estudo de um Caso
Estudo de um CasoEstudo de um Caso
Estudo de um Caso
 
Caso testo lean
Caso testo leanCaso testo lean
Caso testo lean
 
Indicadores para a manutencao lean
Indicadores para a manutencao leanIndicadores para a manutencao lean
Indicadores para a manutencao lean
 
CPFR lean SCM
CPFR lean SCMCPFR lean SCM
CPFR lean SCM
 
Case study Parfois
Case study  ParfoisCase study  Parfois
Case study Parfois
 
Ikea case study
Ikea  case studyIkea  case study
Ikea case study
 
Case study Walmart
Case study WalmartCase study Walmart
Case study Walmart
 
Logistica Milk Run e Mizu
Logistica Milk Run e MizuLogistica Milk Run e Mizu
Logistica Milk Run e Mizu
 
Last Mile Logistics
Last Mile LogisticsLast Mile Logistics
Last Mile Logistics
 
Industry 4.0
Industry 4.0Industry 4.0
Industry 4.0
 
Lean 6Sigma Agile 2019
Lean 6Sigma Agile 2019Lean 6Sigma Agile 2019
Lean 6Sigma Agile 2019
 
Tabelas MTM ln IPC
Tabelas MTM ln IPCTabelas MTM ln IPC
Tabelas MTM ln IPC
 
Bordo de linha
Bordo de linhaBordo de linha
Bordo de linha
 
Scrum Book
Scrum BookScrum Book
Scrum Book
 
Booklet Estudo do Trabalho final
Booklet Estudo do Trabalho finalBooklet Estudo do Trabalho final
Booklet Estudo do Trabalho final
 
Domotica
DomoticaDomotica
Domotica
 
Projeto Implementação Lean
Projeto Implementação Lean Projeto Implementação Lean
Projeto Implementação Lean
 
Retrato de Poortugal 2019
Retrato de Poortugal 2019Retrato de Poortugal 2019
Retrato de Poortugal 2019
 
Fut global-edition
Fut  global-editionFut  global-edition
Fut global-edition
 
Tabelas MTM LM IPC
Tabelas MTM LM IPCTabelas MTM LM IPC
Tabelas MTM LM IPC
 

Case Study McDonalds

  • 1. CASE STUDY MCDONALD’S Ana Capela Nuno Figueiredo Lean Supply Chain Management – junho 2017
  • 2. SUMÁRIO FATOS LOGÍSTICOS RELAÇÃO COM FORNECEDORES E – PROCUREMENT SISTEM GESTÃO DE STOCKS CADEIA DE DISTRIBUIÇÃO SUPPLY CHAIN O QUE APLICAR À MINHA EMPRESA
  • 4. ∎  Presente em 119 países ∎  Maior cadeia de restaurantes mundial com mais de 35,000 localizações (cerca de 30,000 franchises) ∎  1.8 milhões de empregados em todo o mundo ∎  São vendidos cerca de 75 hambúrgueres por segundo ∎  A McDonald’s é a maior distribuidora de brinquedos a nível mundial, superando empresas como a Lego e a Marvel
  • 5. 70,000,000clientes servidos diariamente (1% da população mundial) 24,621,000,000dólares em faturação 5,000,000,000hambúrgueres servidos por ano mundialmente
  • 7. WinA McDonald’s fomenta relações em que ambas as partes saem a ganhar Win
  • 8. !  Aposta em fornecedores pequenos e permite o seu crescimento juntamente com a rede !  Fomenta uma relação de colaboração, cooperação e duradoura !  Aplica o CPFR (planeamento colaborativo, previsão e reabastecimento), que por sua vez tem grande influência no desenvolvimento e divulgação da importância de atitudes colaborativas !  Tem como base uma relação de honestidade e confiança !  Fluxo de informação ao longo da cadeia
  • 9. E – PROCUREMENT SISTEM A razão do sucesso da SCM
  • 10. ∎  E-MAC Digital – é um site especialmente desenhado para a McDonald´s que permite aos seus franchisados de todo o mundo comprarem tudo o que precisam para os seus restaurantes ∎  O E-MAC ajuda a reduzir custos em transações e comunicar- se de forma mais efetiva dentro da empresa assim como uma melhoria significativa na qualidade das operações ∎  É responsabilidade do E-MAC e dos logistas que os produtos sejam enviados para os restaurantes
  • 11. Fornecedores Restaurantes Logística E – MAC Digital Pedidos de encomendas recebidos Fornecimento
  • 13. A gestão de stocks é um enorme desafio que a McDonald’s tem conseguido superar de forma exemplar A redução do desperdício assenta em previsões da procura através de: ∎  Dados históricos de venda dos diferentes produtos nos últimos 2 anos ∎  Fatores extraordinários (feriados, férias, eventos desportivos/culturais, etc) ∎  Informações dos gerentes dos restaurantes que conhecem a realidade local de cada restaurante A McDonald’s gere de forma eficiente a relação entre a demanda dos clientes e a redução do desperdício
  • 14. - Controlo exato do stock de matérias-primas no restaurante - Menos desperdícios significa redução de custos - Melhoria do serviço ao cliente Ainda na Gestão de Stocks a McDonald’s recorre a: WebLog – Sistema centralizado na gestão de stocks que permite o planeamento das necessidades para cada loja e explode necessidades de matérias-primas Buffer stock – Quantidade de stock que permite atender a uma demanda inesperada Todos os restaurantes têm buffer stock.
  • 16. A McDonald’s faz parcerias com empresas nacionais de transportes, que disponibilizam frotas de veículos multitemperatura que permitem transportar uma variedade de produtos a diferentes temperaturas O que contribui também para a redução do número de camiões a circular – menos custos, menos combustível e menos CO2 " Sustentabilidade Os centros logísticos estão localizados estrategicamente onde os diferentes fornecedores entregam os seus produtos, e daí saem os camiões com as encomendas para os diferentes restaurantes
  • 19. •  A Cold Chain é fundamental para manter a integridade dos bens perecíveis mantendo a sua frescura e valor nutricional aprovisionamento armazenagem transporte venda em restaurante •  Todas as etapas da cadeia logística são controladas em termos de temperatura •  Os camiões que fazem a distribuição são capazes de transportar no mesmo espaço, produtos a diferentes temperaturas (produtos congelados, produtos refrigerados e produtos à temperatura ambiente) •  O aperfeiçoamento da Cold Chain pela McDonald’s permitiu-lhe afirmar-se como líder no ramo da restauração a nível mundial
  • 20. SUPPLY CHAIN Um caso de sucesso Mundial
  • 21. ∎  De acordo com os lideres da empresa, o sucesso na sua supply chain está tanto nos parceiros externos como na gestão interna da empresa. ∎  O sucesso de uma marca como a McDonald’s está, obrigatoriamente, associado a uma excelente e sólida supply chain, que neste caso será uma cold chain devido à necessidade de manter a frescura dos produtos desde os armazéns até aos restaurantes. SUCESSO ALÉM FRONTEIRAS ∎  O sucesso da Marca pode também ser atribuído a filosofia de um “banco de três pernas – three legged stool. Numa das pernas assentam os empregados, na outra os donos dos restaurantes (se for franchise) ou as estruturas operacionais (se for restaurante da Empresa) e na outra perna os seus fornecedores ou cadeia de fornecedores – se uma das pernas falhar, todo o sistema irá falhar.
  • 22. MODELO DE FUNCIONAMENTO QSCV Q – Quality – Qualidade, mantém padrões de qualidade internacionais baseados numa supply chain eficiente que entrega produtos frescos diretamente no “prato” dos clientes S – Service – Serviço, servir com um sorriso, é o seu lema, tal como o mais recente de servir os clientes em menos de 1 minuto, mesmo em horas de ponta C – Cleanliness – Limpeza, os seus restaurantes seguem um código rijo de decoro e limpeza V – Value – Valor, value for money é o seu maior motivo de orgulho. De acordo com a McDonalds’s, os seus menus oferecem comida saborosa a preços competitivos
  • 23. O QUE POSSO APLICAR À MINHA EMPRESA? Exemplos a seguir
  • 24. ∎  O que podemos aprender e aplicar: 1.  A colaboração é necessária de todos os envolvidos na cadeia de fornecimento, a fim de criar valor para o consumidor final 2.  Relação Win-Win é essencial para a satisfação de todas as partes 3.  A comunicação deve ser rápida, concisa e interligada (como o sistema de compras eletrónicas da McDonald’s) 4.  A subcontratação de serviços elimina uma eventual inexperiência na área em questão e disponibiliza tempo ao responsável para atividades que criem valor para o consumidor 5.  Com a gestão de stocks minimizamos desperdícios e custos, e também melhoramos o serviço ao cliente
  • 25. Nenhum de nós é tão bom quanto todos nós! Ray Kroc
  • 26. OBRIGADO! PG Lean Management - Módulo SCM CLT Valuebased Services