SlideShare uma empresa Scribd logo
Circuito de Treinamentos ADDTECH
www.addtech.com.br | 2016.1
Requisitos Ágeis com Design Thinking
NEGÓCIOS, GESTÃO E TECNOLOGIA
Circuito de Treinamentos ADDTECH
www.addtech.com.br | 2016.1
Requisitos Ágeis com Design Thinking
Coordenador de Design de Estratégico na ADDTECH, Certified
ScrumMaster pela Scrum Alliance, Practitioner em Programação
Neurolinguística e membro profissional do Interaction Design Foundation.
Formado em Design, é especialista em Neurociência e Antropologia pela
ESPM - RJ, e em Mídias Interativas pelo Instituto Infnet. Possui MBA em
Gestão de Pessoas, é especialista em Análise Comportamental e
Microexpressões, e professor de Design de Serviços e Inovação em
Modelos de Negócios nos MBAs SENAC RJ e FGV, e no CEFET RJ.
PORVICTOR GONÇALVES
NEGÓCIOS, GESTÃO E TECNOLOGIA
Do you know people, the meaning of value to people?
Insegurança
Falta de Qualidade
Atraso
Gasto de Dinheiro
Estresse geral
Super Analista de Requisitos
Qual o papel do Analista de Requisitos?
INPUT TRANSFORMAÇÃO OUTPUT
Informações
Pessoal
Consumidores
Instalações
}Papel e posição competitiva da produção
Objetivos estratégicos da produção
Estratégia de Produção
Projeto
Planejamento e
Controle
Melhoria
Bens e Serviços
para
consumidores
E qual a nossa meta hoje?
“Não adianta esperar por
resultados diferentes
fazendo as coisas sempre da
mesma forma!”
- Albert Einsten
Ágil
Design
Thinking
RESULTADOS
Clientes se tornam parte da equipe
Entregas frequentes
Planos frequentes de mitigação de riscos
Discussões diárias de status com a equipe
Transparência no planejamento
Reuniões frequentes com PO
Problemas não são ignorados
Locais e horas de trabalho energizados
Design centrado no cliente (pessoas)
Desejo vs Necessidade
Empatia ao encarar problemas
Soluções são co-criadas
Prototipagem de diversos níveis
Resultados inovadores
CHA do designer
Estado de Flow
Anatomia do Facilitador
Neutro e
Imparcial
Seguro
Comunicador
Flexível e
Criativo
Didático
Questionador e
Bom ouvinte
Brainswarming
Criação no singular
Post Its e Canvas
Co-criação facilitada
Regras de
5 Whys
Metamodelo
O metamodelo é um conjunto de padrões de linguagem e
perguntas que conectam a linguagem com a experiência sensorial,
visando recuperar informações alteradas por omissões, distorções e
generalizações da linguagem.
“Confuso em relação a que
especificamente?”
Recuperar o elemento que falta no
estado problema.
OMISSÕES SIMPLES
Elemento chave omitido na estrutura superficial
Ex.:“Eu estou confuso.”
pergunta
desafio
Direciona-
mento
padrao do metamodelo
~
“O que aconteceria se eles
mostrassem?”
Identificar a consequência para a regra ou limite
OPERADORES MODAIS DE NECESSIDADE
Afirmações identificando regras ou limites de comportamento. (Devo,
preciso, tenho que, etc.)
Ex.:“Os homens não devem
mostrar emoções.”
pergunta
desafio
Direciona-
mento
padrao do metamodelo
~
“O que o leva a crer que eu já
menti pra você?”
Investigar a validade da pressuposição
PRESSUPOSIÇÃO
Quando uma afirmação para ser verdadeira, pressupões
outra não dita.
Ex.:“Lá vem você me
contar outra mentira...”
pergunta
desafio
Direciona-
mento
padrao do metamodelo
~
Toolset aplicado
Canvas deVisão
PRODUTO
ENVOLVIDOS
USUÁRIOS
PRINCIPAIS ITENS
DE BACKLOG
QUESTÕES TÉCNICAS
DORES
OBJETIVO
BENEFÍCIOS
CARACTERÍSTICAS DE INTERFACE GRÁFICA
Cliente: Projeto: Equipe: NEGÓCIOS, GESTÃO E TECNOLOGIA
Mapeamento de Proposta de Valor
Data:Líder Facilitador Time Criativo
Pergunte-se: Será que seus produtos e serviços poderiam...
- acarretar economias que agradam aos clientes? Em termos de tempo, dinheiro e esforço.
- produzir os resultados esperados pelos clientes ou que excedem as expectativas deles? Oferecen-
do níveis de qualidade, mais de alguma coisa, menos de outra.
- superar o desempenho das propostas de valor vigentes e agradar seus clientes? Em relação a
características específicas, desempenho ou qualidade.
- facilitar o trabalho ou a vida pessoal dos clientes? Por meio de mais praticidade, acessibilidade,
mais serviços ou custo menor de manutenção.
- trazer consequências sociais positivas? Ao conferir-lhes uma boa aparência ou produzindo um
aumento em termos de poder ou status.
- proporcionar algo específico que os clientes estão buscando? Design bonito, garantias ou caracte-
rísticas específicas.
- realizar um desejo que os clientes alimentam? Ajudando-os a realizar suas vontades ou aliviando-
-os de um revés.
- produzir resultados positivos que correspondem aos critérios de sucesso e fracasso dos clientes?
Melhor desempenho ou custo mais baixo.
- ajudam a facilitar a adoção? Custo mais baixo, menos investimentos, risco menor e qualidade,
desempenho ou design mais elevados.
- Que economias trariam felicidade ao cliente? Que economias,
em termos de tempo, dinheiro e esforço eles valorizariam?
- Que níveis de qualidade esperam e o que desejam a mais ou a
menos?
- De que forma as propostas de valor atuais agradam os clientes?
Que aspectos específicos apreciam, que desempenho e qualida-
de esperam?
- O que facilitaria as tarefas ou a vida de seus clientes? Poderia
haver uma curva de aprendizagem mais plana, mais serviços ou
custos mais baixos de propriedade?
- Que consequências sociais positivas os clientes desejam? O que
lhes dá melhor aparência, aumenta o seu poder ou o seu status?
- O que os clientes mais procuram? Estão buscando um design de
qualidade, garantias, mais recursos ou recursos específicos?
- Quais são os sonhos dos clientes? O que visam alcançar ou o
que seria um grande alívio para eles?
- De que forma os clientes mensuram sucesso e fracasso? Como
estimam custo ou desempenho?
- O que aumentaria a probabilidade de clientes adotarem uma
proposta de valor? Desejam custos baixos, menos investimento,
risco menor ou mais qualidade?
- Qual a definição de muito dispendioso para o cliente? É porque
consome tempo demais, porque custa muito caro ou por exigir
esforços substanciais?
- O que faz o cliente se sentir mal? Quais as suas frustrações,
aborrecimentos ou aquilo que lhe dá dor de cabeça?
- Que atuais proposta de valor, segundo o cliente, estão deixando
a desejar? Que recursos estão perdendo? Existem problemas de
desempenho que os aborrecem ou disfunções?
- Quais as principais dificuldades e os maiores desafios enfrenta-
dos pelo cliente? Eles compreendem como as coisas funcionam,
tem dificuldade em conhecer a execução de certas coisas ou
resistem a determinadas tarefas por razões específicas?
- Que consequências sociais negativas os clientes encaram ou
temem? Têm medo de perder o respeito, o poder, a confiança ou
o status?
- Que riscos os clientes temem? Têm medo dos riscos financeiros,
sociais e técnicos ou estão se perguntando o que poderia dar
errado?
- O que está tirando o sono dos clientes? Quais são suas questões,
preocupações e aborrecimentos mais relevantes?
- Que erros comuns os clientes costumam cometer? Estão usando
uma solução de forma errada?
- Que barreiras estão impedindo os clientes de adotarem uma
proposta de valor? Há custos de investimentos iniciais, uma curva
íngrime de aprendizagem ou existem outros obstáculos impedin-
do a adoção da proposta?
Pergunte-se: Será que seus produtos e serviços poderiam...
- gerar economias? Em termos de tempo, dinheiro ou esforços.
- fazer seus clientes se sentirem melhor? Ao dar fim a frustrações, aborrecimentos, coisas que trazem
dor de cabeça aos clientes.
- consertar soluções que deixam a desejar? Ao introduzir novos recursos, melhorar desempenho ou
melhorar qualidade.
- pôr fim em dificuldades e desafios que os clientes encontram? Tornando as coisas mais fáceis ou
eliminando obstáculos.
- eliminar consequências sociais negativas, temidas pelos clientes? Em termos de perda de respeito,
poder, confiança ou status.
- ajudar seus clientes a ter noites melhores de sono? Tratando das questões significativas, diminuin-
do as preocupações e eliminando os aborrecimentos.
- limitar ou erradicar os erros comuns cometidos pelos clientes? Ajudando a empregar uma solução
da forma correta.
- eliminar barreiras que estão impedindo seu cliente de adotar propostas de valor? Introduzindo
pouco ou nenhum investimento inicial, uma curva de aprendizagem mais plana ou eliminando
outros obstáculos que impedem a adoção da proposta.
Físicos / Tangíveis
Bens, como produtos manufaturados.
Intangíveis
Produtos, como copyrights, ou serviços, como a assistência pós-venda.
Digitais
Produtos, como download de música, ou serviços, como reconhecimento.
Financeiros
Produtos, como fundos de investimentos e seguros, como financiamento
de uma aquisição
Tafefas funcionais
Quando seus clientes tentam realizar ou cumprir uma tarefa ou solucionar
um problema específico. Por exemplo, cortar a grama ou cnsumir alimen-
tos saudáveis, redigir um relatório ou ajudar clientes.
Tarefas sociais
Quando seus clientes desejam ter boa aprência ou obter status ou poder.
São tarefas que descrevem como os clientes querem ser percebidos pelos
outros. Por exemplo, parecer elegante ou ser visto como um profissional
competente.
Tarefas pessoais / emocinais
Quando seus clientes buscam um estado emocional específico como
sentir-se bem ou em segurança. Por exemplo, buscar tranquilidade mental
em relação aos investimentos pessoais ou alcançar
o sentimento de segurnaça no trabalho.
Geradores de Ganho
Produtos e
Serviços
Analgésicos
Ganhos
Dores
Atividades
do Cliente
Muito Obrigado! :)
www.addtech.com.br | 2016.1
Victor Gonçalves
victorgoncalves@addtech.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Service Design & Customer Experience Mgt_porSergioCastejon
Service Design & Customer Experience Mgt_porSergioCastejonService Design & Customer Experience Mgt_porSergioCastejon
Service Design & Customer Experience Mgt_porSergioCastejon
Sergio Castejon
 
Semana SEBRAE de Tecnologia e Inovação 2015 - Victor Gonçalves
Semana SEBRAE de Tecnologia e Inovação 2015 - Victor GonçalvesSemana SEBRAE de Tecnologia e Inovação 2015 - Victor Gonçalves
Semana SEBRAE de Tecnologia e Inovação 2015 - Victor Gonçalves
Victor Gonçalves
 
Design Thinking para Startups
Design Thinking para StartupsDesign Thinking para Startups
Design Thinking para Startups
André Diniz de Moraes
 
Design Thinking: ferramentas de pesquisa
Design Thinking: ferramentas de pesquisaDesign Thinking: ferramentas de pesquisa
Design Thinking: ferramentas de pesquisa
Natali Garcia
 
Design Thinking Process
Design Thinking ProcessDesign Thinking Process
Design Thinking Process
Ologia
 
PNL aplicada à comunicação (workshop)
PNL aplicada à comunicação (workshop)PNL aplicada à comunicação (workshop)
PNL aplicada à comunicação (workshop)
Victor Gonçalves
 
Design Thinking - Metodologia para Inovação
Design Thinking - Metodologia para InovaçãoDesign Thinking - Metodologia para Inovação
Design Thinking - Metodologia para Inovação
Paulo Oliveira
 
Treinamento Design Thinking - 2016
Treinamento Design Thinking - 2016Treinamento Design Thinking - 2016
Treinamento Design Thinking - 2016
.add
 
Palestra Design Thinking por Adriana Melo
Palestra Design Thinking por Adriana MeloPalestra Design Thinking por Adriana Melo
Palestra Design Thinking por Adriana Melo
David Costa Lima
 
Como o Design Thinking acelera o desenvolvimento das Startups
Como o Design Thinking acelera o desenvolvimento das StartupsComo o Design Thinking acelera o desenvolvimento das Startups
Como o Design Thinking acelera o desenvolvimento das Startups
Escola Design de Negócios
 
Design Thinking: pensamento estratégico
Design Thinking: pensamento estratégicoDesign Thinking: pensamento estratégico
Design Thinking: pensamento estratégico
Denise Eler
 
Design Thinking e Ferramentas de Inovação
Design Thinking e Ferramentas de InovaçãoDesign Thinking e Ferramentas de Inovação
Design Thinking e Ferramentas de Inovação
Maristela Meireles
 
Introdução ao Design Thinking
Introdução ao Design ThinkingIntrodução ao Design Thinking
Introdução ao Design Thinking
Ana Carolina Barbosa Silva
 
Transformational Design Thinking - Aula 6
Transformational Design Thinking - Aula 6Transformational Design Thinking - Aula 6
Transformational Design Thinking - Aula 6
Lu Terceiro
 
Desing thinking
Desing thinkingDesing thinking
Desing thinking
Rafael Chagas
 
Transformational Design Thinking - Aula 7
Transformational Design Thinking - Aula 7Transformational Design Thinking - Aula 7
Transformational Design Thinking - Aula 7
Lu Terceiro
 
Workshop Design Thinking in Action
Workshop Design Thinking in ActionWorkshop Design Thinking in Action
Workshop Design Thinking in Action
Jacqueline Yumi Asano
 
Circuito de treinamento Addtech: Design Thinking 3.0
Circuito de treinamento Addtech: Design Thinking 3.0 Circuito de treinamento Addtech: Design Thinking 3.0
Circuito de treinamento Addtech: Design Thinking 3.0
.add
 
Oficina Design Thinking para Educadores - por Davi Moreno
Oficina Design Thinking para Educadores - por Davi MorenoOficina Design Thinking para Educadores - por Davi Moreno
Oficina Design Thinking para Educadores - por Davi Moreno
Davi Moreno
 
Conceito Design Thinking
Conceito Design ThinkingConceito Design Thinking
Conceito Design Thinking
André Alexandre
 

Mais procurados (20)

Service Design & Customer Experience Mgt_porSergioCastejon
Service Design & Customer Experience Mgt_porSergioCastejonService Design & Customer Experience Mgt_porSergioCastejon
Service Design & Customer Experience Mgt_porSergioCastejon
 
Semana SEBRAE de Tecnologia e Inovação 2015 - Victor Gonçalves
Semana SEBRAE de Tecnologia e Inovação 2015 - Victor GonçalvesSemana SEBRAE de Tecnologia e Inovação 2015 - Victor Gonçalves
Semana SEBRAE de Tecnologia e Inovação 2015 - Victor Gonçalves
 
Design Thinking para Startups
Design Thinking para StartupsDesign Thinking para Startups
Design Thinking para Startups
 
Design Thinking: ferramentas de pesquisa
Design Thinking: ferramentas de pesquisaDesign Thinking: ferramentas de pesquisa
Design Thinking: ferramentas de pesquisa
 
Design Thinking Process
Design Thinking ProcessDesign Thinking Process
Design Thinking Process
 
PNL aplicada à comunicação (workshop)
PNL aplicada à comunicação (workshop)PNL aplicada à comunicação (workshop)
PNL aplicada à comunicação (workshop)
 
Design Thinking - Metodologia para Inovação
Design Thinking - Metodologia para InovaçãoDesign Thinking - Metodologia para Inovação
Design Thinking - Metodologia para Inovação
 
Treinamento Design Thinking - 2016
Treinamento Design Thinking - 2016Treinamento Design Thinking - 2016
Treinamento Design Thinking - 2016
 
Palestra Design Thinking por Adriana Melo
Palestra Design Thinking por Adriana MeloPalestra Design Thinking por Adriana Melo
Palestra Design Thinking por Adriana Melo
 
Como o Design Thinking acelera o desenvolvimento das Startups
Como o Design Thinking acelera o desenvolvimento das StartupsComo o Design Thinking acelera o desenvolvimento das Startups
Como o Design Thinking acelera o desenvolvimento das Startups
 
Design Thinking: pensamento estratégico
Design Thinking: pensamento estratégicoDesign Thinking: pensamento estratégico
Design Thinking: pensamento estratégico
 
Design Thinking e Ferramentas de Inovação
Design Thinking e Ferramentas de InovaçãoDesign Thinking e Ferramentas de Inovação
Design Thinking e Ferramentas de Inovação
 
Introdução ao Design Thinking
Introdução ao Design ThinkingIntrodução ao Design Thinking
Introdução ao Design Thinking
 
Transformational Design Thinking - Aula 6
Transformational Design Thinking - Aula 6Transformational Design Thinking - Aula 6
Transformational Design Thinking - Aula 6
 
Desing thinking
Desing thinkingDesing thinking
Desing thinking
 
Transformational Design Thinking - Aula 7
Transformational Design Thinking - Aula 7Transformational Design Thinking - Aula 7
Transformational Design Thinking - Aula 7
 
Workshop Design Thinking in Action
Workshop Design Thinking in ActionWorkshop Design Thinking in Action
Workshop Design Thinking in Action
 
Circuito de treinamento Addtech: Design Thinking 3.0
Circuito de treinamento Addtech: Design Thinking 3.0 Circuito de treinamento Addtech: Design Thinking 3.0
Circuito de treinamento Addtech: Design Thinking 3.0
 
Oficina Design Thinking para Educadores - por Davi Moreno
Oficina Design Thinking para Educadores - por Davi MorenoOficina Design Thinking para Educadores - por Davi Moreno
Oficina Design Thinking para Educadores - por Davi Moreno
 
Conceito Design Thinking
Conceito Design ThinkingConceito Design Thinking
Conceito Design Thinking
 

Destaque

Agile e Design Thinking - Fazendo o Certo da Melhor Forma
Agile e Design Thinking - Fazendo o Certo da Melhor FormaAgile e Design Thinking - Fazendo o Certo da Melhor Forma
Agile e Design Thinking - Fazendo o Certo da Melhor Forma
AppStartup
 
Visões sobre Lean & Agile - Victor Hugo & Manoel Pimentel
Visões sobre Lean & Agile -  Victor Hugo & Manoel PimentelVisões sobre Lean & Agile -  Victor Hugo & Manoel Pimentel
Visões sobre Lean & Agile - Victor Hugo & Manoel Pimentel
Manoel Pimentel Medeiros
 
Requisitos Ágeis com Design Thinking - Treinamento ADDTECH
Requisitos Ágeis com Design Thinking - Treinamento ADDTECHRequisitos Ágeis com Design Thinking - Treinamento ADDTECH
Requisitos Ágeis com Design Thinking - Treinamento ADDTECH
Victor Gonçalves
 
Lean UX + Agile UX
Lean UX + Agile UXLean UX + Agile UX
Lean UX + Agile UX
Marcos Souza
 
Workshop TPM
Workshop TPMWorkshop TPM
Lean Thinking: Mentalidade Enxuta para Desenvolvimento Ágil de Software
Lean Thinking: Mentalidade Enxuta para Desenvolvimento Ágil de SoftwareLean Thinking: Mentalidade Enxuta para Desenvolvimento Ágil de Software
Lean Thinking: Mentalidade Enxuta para Desenvolvimento Ágil de Software
Dionatan default
 
Agile UX: Projetando a User Experience no Mundo Ágil
Agile UX: Projetando a User Experience no Mundo ÁgilAgile UX: Projetando a User Experience no Mundo Ágil
Agile UX: Projetando a User Experience no Mundo Ágil
Diogo Riker
 
Processos de Desenvolvimento de Software - teoria e prática
Processos de Desenvolvimento de Software - teoria e práticaProcessos de Desenvolvimento de Software - teoria e prática
Processos de Desenvolvimento de Software - teoria e prática
Ralph Rassweiler
 

Destaque (8)

Agile e Design Thinking - Fazendo o Certo da Melhor Forma
Agile e Design Thinking - Fazendo o Certo da Melhor FormaAgile e Design Thinking - Fazendo o Certo da Melhor Forma
Agile e Design Thinking - Fazendo o Certo da Melhor Forma
 
Visões sobre Lean & Agile - Victor Hugo & Manoel Pimentel
Visões sobre Lean & Agile -  Victor Hugo & Manoel PimentelVisões sobre Lean & Agile -  Victor Hugo & Manoel Pimentel
Visões sobre Lean & Agile - Victor Hugo & Manoel Pimentel
 
Requisitos Ágeis com Design Thinking - Treinamento ADDTECH
Requisitos Ágeis com Design Thinking - Treinamento ADDTECHRequisitos Ágeis com Design Thinking - Treinamento ADDTECH
Requisitos Ágeis com Design Thinking - Treinamento ADDTECH
 
Lean UX + Agile UX
Lean UX + Agile UXLean UX + Agile UX
Lean UX + Agile UX
 
Workshop TPM
Workshop TPMWorkshop TPM
Workshop TPM
 
Lean Thinking: Mentalidade Enxuta para Desenvolvimento Ágil de Software
Lean Thinking: Mentalidade Enxuta para Desenvolvimento Ágil de SoftwareLean Thinking: Mentalidade Enxuta para Desenvolvimento Ágil de Software
Lean Thinking: Mentalidade Enxuta para Desenvolvimento Ágil de Software
 
Agile UX: Projetando a User Experience no Mundo Ágil
Agile UX: Projetando a User Experience no Mundo ÁgilAgile UX: Projetando a User Experience no Mundo Ágil
Agile UX: Projetando a User Experience no Mundo Ágil
 
Processos de Desenvolvimento de Software - teoria e prática
Processos de Desenvolvimento de Software - teoria e práticaProcessos de Desenvolvimento de Software - teoria e prática
Processos de Desenvolvimento de Software - teoria e prática
 

Semelhante a Treinamento de Requisitos Ágeis com Design Thinking

QUANTO "VALE"O SEU NEGÓCIO? PROPOSTA DE VALOR ATRAVÉS DO MÉTODO ORID
QUANTO "VALE"O SEU NEGÓCIO? PROPOSTA DE VALOR ATRAVÉS DO MÉTODO ORID QUANTO "VALE"O SEU NEGÓCIO? PROPOSTA DE VALOR ATRAVÉS DO MÉTODO ORID
QUANTO "VALE"O SEU NEGÓCIO? PROPOSTA DE VALOR ATRAVÉS DO MÉTODO ORID
Cristiane Encinas
 
Introdução ao Design Thinking
Introdução ao Design ThinkingIntrodução ao Design Thinking
Introdução ao Design Thinking
Grazi Mendes Rangel
 
BIZCOOL - Canvas da proposta de valor
BIZCOOL - Canvas da proposta de valorBIZCOOL - Canvas da proposta de valor
BIZCOOL - Canvas da proposta de valor
Bizcool | Escola Aceleradora
 
Como Vender Uma Empresa De Servicos Profissionais
Como Vender Uma Empresa De Servicos ProfissionaisComo Vender Uma Empresa De Servicos Profissionais
Como Vender Uma Empresa De Servicos Profissionais
Ricardo Jordão Magalhaes
 
Canvas da Proposta de Valor
Canvas da Proposta de ValorCanvas da Proposta de Valor
Canvas da Proposta de Valor
Multi - Talentos e Inovação
 
Canvas Proposta de Valor - Marcelo Nakagawa
Canvas Proposta de Valor - Marcelo NakagawaCanvas Proposta de Valor - Marcelo Nakagawa
Canvas Proposta de Valor - Marcelo Nakagawa
Multi - Talentos e Inovação
 
Plano de negócios endeavor
Plano de negócios endeavorPlano de negócios endeavor
Plano de negócios endeavor
Karlla Costa
 
De Vendedor Para Gerente De Clientes
De Vendedor Para Gerente De ClientesDe Vendedor Para Gerente De Clientes
De Vendedor Para Gerente De Clientes
Ricardo Jordão Magalhaes
 
Value Proposition Design - Apresentação em Português
Value Proposition Design - Apresentação em PortuguêsValue Proposition Design - Apresentação em Português
Value Proposition Design - Apresentação em Português
Leonardo Antolini
 
Os amadores-trabalham-por-dinheiro-os-profissionais-por-amor-1197234682777531-5
Os amadores-trabalham-por-dinheiro-os-profissionais-por-amor-1197234682777531-5Os amadores-trabalham-por-dinheiro-os-profissionais-por-amor-1197234682777531-5
Os amadores-trabalham-por-dinheiro-os-profissionais-por-amor-1197234682777531-5
Filliettaz
 
Os amadores trabalham por dinheiro, os profissionais por amor.
Os amadores trabalham por dinheiro, os profissionais por amor.Os amadores trabalham por dinheiro, os profissionais por amor.
Os amadores trabalham por dinheiro, os profissionais por amor.
Ricardo Jordão Magalhaes
 
Para quem você trabalha - Encontrho de 04.07.13
Para quem você trabalha - Encontrho de 04.07.13Para quem você trabalha - Encontrho de 04.07.13
Para quem você trabalha - Encontrho de 04.07.13
Bernardo Leite Moreira
 
UXConf BR 2023 - Karla Cruz - Um time de UX Research de alta performance, imp...
UXConf BR 2023 - Karla Cruz - Um time de UX Research de alta performance, imp...UXConf BR 2023 - Karla Cruz - Um time de UX Research de alta performance, imp...
UXConf BR 2023 - Karla Cruz - Um time de UX Research de alta performance, imp...
UXConf BR
 
CD - Aula 04
CD - Aula 04CD - Aula 04
Visao Cliente - Negócios de Alta Performance
Visao Cliente - Negócios de Alta PerformanceVisao Cliente - Negócios de Alta Performance
Visao Cliente - Negócios de Alta Performance
Ernesto Costa Santos
 
Sintese spin
Sintese spinSintese spin
Sintese spin
Rafael Mandryk
 
Diagnostico Empresarial
Diagnostico EmpresarialDiagnostico Empresarial
Diagnostico Empresarial
Lauro Jorge Prado
 
Lean Startup
Lean StartupLean Startup
Lean Startup
Abraão de Santana
 
Business Model Canvas
Business Model CanvasBusiness Model Canvas
Business Model Canvas
Rogério Tadeu
 
Consultores digitais semana 5 dia 2 versao 4.0 (participantes)
Consultores digitais semana 5 dia 2 versao 4.0 (participantes)Consultores digitais semana 5 dia 2 versao 4.0 (participantes)
Consultores digitais semana 5 dia 2 versao 4.0 (participantes)
Bootcamp Consultores Digitais
 

Semelhante a Treinamento de Requisitos Ágeis com Design Thinking (20)

QUANTO "VALE"O SEU NEGÓCIO? PROPOSTA DE VALOR ATRAVÉS DO MÉTODO ORID
QUANTO "VALE"O SEU NEGÓCIO? PROPOSTA DE VALOR ATRAVÉS DO MÉTODO ORID QUANTO "VALE"O SEU NEGÓCIO? PROPOSTA DE VALOR ATRAVÉS DO MÉTODO ORID
QUANTO "VALE"O SEU NEGÓCIO? PROPOSTA DE VALOR ATRAVÉS DO MÉTODO ORID
 
Introdução ao Design Thinking
Introdução ao Design ThinkingIntrodução ao Design Thinking
Introdução ao Design Thinking
 
BIZCOOL - Canvas da proposta de valor
BIZCOOL - Canvas da proposta de valorBIZCOOL - Canvas da proposta de valor
BIZCOOL - Canvas da proposta de valor
 
Como Vender Uma Empresa De Servicos Profissionais
Como Vender Uma Empresa De Servicos ProfissionaisComo Vender Uma Empresa De Servicos Profissionais
Como Vender Uma Empresa De Servicos Profissionais
 
Canvas da Proposta de Valor
Canvas da Proposta de ValorCanvas da Proposta de Valor
Canvas da Proposta de Valor
 
Canvas Proposta de Valor - Marcelo Nakagawa
Canvas Proposta de Valor - Marcelo NakagawaCanvas Proposta de Valor - Marcelo Nakagawa
Canvas Proposta de Valor - Marcelo Nakagawa
 
Plano de negócios endeavor
Plano de negócios endeavorPlano de negócios endeavor
Plano de negócios endeavor
 
De Vendedor Para Gerente De Clientes
De Vendedor Para Gerente De ClientesDe Vendedor Para Gerente De Clientes
De Vendedor Para Gerente De Clientes
 
Value Proposition Design - Apresentação em Português
Value Proposition Design - Apresentação em PortuguêsValue Proposition Design - Apresentação em Português
Value Proposition Design - Apresentação em Português
 
Os amadores-trabalham-por-dinheiro-os-profissionais-por-amor-1197234682777531-5
Os amadores-trabalham-por-dinheiro-os-profissionais-por-amor-1197234682777531-5Os amadores-trabalham-por-dinheiro-os-profissionais-por-amor-1197234682777531-5
Os amadores-trabalham-por-dinheiro-os-profissionais-por-amor-1197234682777531-5
 
Os amadores trabalham por dinheiro, os profissionais por amor.
Os amadores trabalham por dinheiro, os profissionais por amor.Os amadores trabalham por dinheiro, os profissionais por amor.
Os amadores trabalham por dinheiro, os profissionais por amor.
 
Para quem você trabalha - Encontrho de 04.07.13
Para quem você trabalha - Encontrho de 04.07.13Para quem você trabalha - Encontrho de 04.07.13
Para quem você trabalha - Encontrho de 04.07.13
 
UXConf BR 2023 - Karla Cruz - Um time de UX Research de alta performance, imp...
UXConf BR 2023 - Karla Cruz - Um time de UX Research de alta performance, imp...UXConf BR 2023 - Karla Cruz - Um time de UX Research de alta performance, imp...
UXConf BR 2023 - Karla Cruz - Um time de UX Research de alta performance, imp...
 
CD - Aula 04
CD - Aula 04CD - Aula 04
CD - Aula 04
 
Visao Cliente - Negócios de Alta Performance
Visao Cliente - Negócios de Alta PerformanceVisao Cliente - Negócios de Alta Performance
Visao Cliente - Negócios de Alta Performance
 
Sintese spin
Sintese spinSintese spin
Sintese spin
 
Diagnostico Empresarial
Diagnostico EmpresarialDiagnostico Empresarial
Diagnostico Empresarial
 
Lean Startup
Lean StartupLean Startup
Lean Startup
 
Business Model Canvas
Business Model CanvasBusiness Model Canvas
Business Model Canvas
 
Consultores digitais semana 5 dia 2 versao 4.0 (participantes)
Consultores digitais semana 5 dia 2 versao 4.0 (participantes)Consultores digitais semana 5 dia 2 versao 4.0 (participantes)
Consultores digitais semana 5 dia 2 versao 4.0 (participantes)
 

Mais de Victor Gonçalves

Guestologia na Era Digital - Por Victor Gonçalves
Guestologia na Era Digital - Por Victor GonçalvesGuestologia na Era Digital - Por Victor Gonçalves
Guestologia na Era Digital - Por Victor Gonçalves
Victor Gonçalves
 
Agile Trends Floripa 2018 - Guestologia na Era Digital
Agile Trends Floripa 2018 - Guestologia na Era DigitalAgile Trends Floripa 2018 - Guestologia na Era Digital
Agile Trends Floripa 2018 - Guestologia na Era Digital
Victor Gonçalves
 
Design Thinking no BPM DAY RJ 2015
Design Thinking no BPM DAY RJ 2015Design Thinking no BPM DAY RJ 2015
Design Thinking no BPM DAY RJ 2015
Victor Gonçalves
 
O que é Design de Serviços?
O que é Design de Serviços?O que é Design de Serviços?
O que é Design de Serviços?
Victor Gonçalves
 
10 coisas que você precisa saber sobre Service Design
10 coisas que você precisa saber sobre Service Design10 coisas que você precisa saber sobre Service Design
10 coisas que você precisa saber sobre Service Design
Victor Gonçalves
 
Faça Apresentações! Não Faça Slides!
Faça Apresentações! Não Faça Slides!Faça Apresentações! Não Faça Slides!
Faça Apresentações! Não Faça Slides!
Victor Gonçalves
 
Service Design Thinking - Design de Serviços em TI
Service Design Thinking - Design de Serviços em TIService Design Thinking - Design de Serviços em TI
Service Design Thinking - Design de Serviços em TI
Victor Gonçalves
 
Uma breve introdução sobre CANVAS
Uma breve introdução sobre CANVASUma breve introdução sobre CANVAS
Uma breve introdução sobre CANVAS
Victor Gonçalves
 
Keynote - Mídias Digitais - Put People First
Keynote - Mídias Digitais - Put People FirstKeynote - Mídias Digitais - Put People First
Keynote - Mídias Digitais - Put People First
Victor Gonçalves
 
Convergência Digital - Evento Ágora
Convergência Digital - Evento ÁgoraConvergência Digital - Evento Ágora
Convergência Digital - Evento Ágora
Victor Gonçalves
 

Mais de Victor Gonçalves (10)

Guestologia na Era Digital - Por Victor Gonçalves
Guestologia na Era Digital - Por Victor GonçalvesGuestologia na Era Digital - Por Victor Gonçalves
Guestologia na Era Digital - Por Victor Gonçalves
 
Agile Trends Floripa 2018 - Guestologia na Era Digital
Agile Trends Floripa 2018 - Guestologia na Era DigitalAgile Trends Floripa 2018 - Guestologia na Era Digital
Agile Trends Floripa 2018 - Guestologia na Era Digital
 
Design Thinking no BPM DAY RJ 2015
Design Thinking no BPM DAY RJ 2015Design Thinking no BPM DAY RJ 2015
Design Thinking no BPM DAY RJ 2015
 
O que é Design de Serviços?
O que é Design de Serviços?O que é Design de Serviços?
O que é Design de Serviços?
 
10 coisas que você precisa saber sobre Service Design
10 coisas que você precisa saber sobre Service Design10 coisas que você precisa saber sobre Service Design
10 coisas que você precisa saber sobre Service Design
 
Faça Apresentações! Não Faça Slides!
Faça Apresentações! Não Faça Slides!Faça Apresentações! Não Faça Slides!
Faça Apresentações! Não Faça Slides!
 
Service Design Thinking - Design de Serviços em TI
Service Design Thinking - Design de Serviços em TIService Design Thinking - Design de Serviços em TI
Service Design Thinking - Design de Serviços em TI
 
Uma breve introdução sobre CANVAS
Uma breve introdução sobre CANVASUma breve introdução sobre CANVAS
Uma breve introdução sobre CANVAS
 
Keynote - Mídias Digitais - Put People First
Keynote - Mídias Digitais - Put People FirstKeynote - Mídias Digitais - Put People First
Keynote - Mídias Digitais - Put People First
 
Convergência Digital - Evento Ágora
Convergência Digital - Evento ÁgoraConvergência Digital - Evento Ágora
Convergência Digital - Evento Ágora
 

Último

Gestão de dados: sua importância e benefícios
Gestão de dados: sua importância e benefíciosGestão de dados: sua importância e benefícios
Gestão de dados: sua importância e benefícios
Rafael Santos
 
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdfPor que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
Ian Oliveira
 
Orientações para utilizar Drone no espaço Brasil
Orientações para utilizar Drone no espaço BrasilOrientações para utilizar Drone no espaço Brasil
Orientações para utilizar Drone no espaço Brasil
EliakimArajo2
 
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptxComo fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
tnrlucas
 
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product ownerPRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
anpproferick
 
Teoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .docTeoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .doc
anpproferick
 
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Annelise Gripp
 

Último (7)

Gestão de dados: sua importância e benefícios
Gestão de dados: sua importância e benefíciosGestão de dados: sua importância e benefícios
Gestão de dados: sua importância e benefícios
 
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdfPor que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
 
Orientações para utilizar Drone no espaço Brasil
Orientações para utilizar Drone no espaço BrasilOrientações para utilizar Drone no espaço Brasil
Orientações para utilizar Drone no espaço Brasil
 
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptxComo fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
 
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product ownerPRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
 
Teoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .docTeoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .doc
 
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
 

Treinamento de Requisitos Ágeis com Design Thinking

  • 1. Circuito de Treinamentos ADDTECH www.addtech.com.br | 2016.1 Requisitos Ágeis com Design Thinking NEGÓCIOS, GESTÃO E TECNOLOGIA
  • 2. Circuito de Treinamentos ADDTECH www.addtech.com.br | 2016.1 Requisitos Ágeis com Design Thinking Coordenador de Design de Estratégico na ADDTECH, Certified ScrumMaster pela Scrum Alliance, Practitioner em Programação Neurolinguística e membro profissional do Interaction Design Foundation. Formado em Design, é especialista em Neurociência e Antropologia pela ESPM - RJ, e em Mídias Interativas pelo Instituto Infnet. Possui MBA em Gestão de Pessoas, é especialista em Análise Comportamental e Microexpressões, e professor de Design de Serviços e Inovação em Modelos de Negócios nos MBAs SENAC RJ e FGV, e no CEFET RJ. PORVICTOR GONÇALVES NEGÓCIOS, GESTÃO E TECNOLOGIA
  • 3.
  • 4.
  • 5. Do you know people, the meaning of value to people?
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9. Insegurança Falta de Qualidade Atraso Gasto de Dinheiro Estresse geral
  • 10.
  • 11. Super Analista de Requisitos
  • 12. Qual o papel do Analista de Requisitos?
  • 13.
  • 14. INPUT TRANSFORMAÇÃO OUTPUT Informações Pessoal Consumidores Instalações }Papel e posição competitiva da produção Objetivos estratégicos da produção Estratégia de Produção Projeto Planejamento e Controle Melhoria Bens e Serviços para consumidores
  • 15. E qual a nossa meta hoje?
  • 16. “Não adianta esperar por resultados diferentes fazendo as coisas sempre da mesma forma!” - Albert Einsten
  • 17. Ágil Design Thinking RESULTADOS Clientes se tornam parte da equipe Entregas frequentes Planos frequentes de mitigação de riscos Discussões diárias de status com a equipe Transparência no planejamento Reuniões frequentes com PO Problemas não são ignorados Locais e horas de trabalho energizados Design centrado no cliente (pessoas) Desejo vs Necessidade Empatia ao encarar problemas Soluções são co-criadas Prototipagem de diversos níveis Resultados inovadores CHA do designer Estado de Flow
  • 18. Anatomia do Facilitador Neutro e Imparcial Seguro Comunicador Flexível e Criativo Didático Questionador e Bom ouvinte
  • 19. Brainswarming Criação no singular Post Its e Canvas Co-criação facilitada Regras de
  • 21. Metamodelo O metamodelo é um conjunto de padrões de linguagem e perguntas que conectam a linguagem com a experiência sensorial, visando recuperar informações alteradas por omissões, distorções e generalizações da linguagem.
  • 22. “Confuso em relação a que especificamente?” Recuperar o elemento que falta no estado problema. OMISSÕES SIMPLES Elemento chave omitido na estrutura superficial Ex.:“Eu estou confuso.” pergunta desafio Direciona- mento padrao do metamodelo ~
  • 23. “O que aconteceria se eles mostrassem?” Identificar a consequência para a regra ou limite OPERADORES MODAIS DE NECESSIDADE Afirmações identificando regras ou limites de comportamento. (Devo, preciso, tenho que, etc.) Ex.:“Os homens não devem mostrar emoções.” pergunta desafio Direciona- mento padrao do metamodelo ~
  • 24. “O que o leva a crer que eu já menti pra você?” Investigar a validade da pressuposição PRESSUPOSIÇÃO Quando uma afirmação para ser verdadeira, pressupões outra não dita. Ex.:“Lá vem você me contar outra mentira...” pergunta desafio Direciona- mento padrao do metamodelo ~
  • 26. Canvas deVisão PRODUTO ENVOLVIDOS USUÁRIOS PRINCIPAIS ITENS DE BACKLOG QUESTÕES TÉCNICAS DORES OBJETIVO BENEFÍCIOS CARACTERÍSTICAS DE INTERFACE GRÁFICA Cliente: Projeto: Equipe: NEGÓCIOS, GESTÃO E TECNOLOGIA
  • 27. Mapeamento de Proposta de Valor Data:Líder Facilitador Time Criativo Pergunte-se: Será que seus produtos e serviços poderiam... - acarretar economias que agradam aos clientes? Em termos de tempo, dinheiro e esforço. - produzir os resultados esperados pelos clientes ou que excedem as expectativas deles? Oferecen- do níveis de qualidade, mais de alguma coisa, menos de outra. - superar o desempenho das propostas de valor vigentes e agradar seus clientes? Em relação a características específicas, desempenho ou qualidade. - facilitar o trabalho ou a vida pessoal dos clientes? Por meio de mais praticidade, acessibilidade, mais serviços ou custo menor de manutenção. - trazer consequências sociais positivas? Ao conferir-lhes uma boa aparência ou produzindo um aumento em termos de poder ou status. - proporcionar algo específico que os clientes estão buscando? Design bonito, garantias ou caracte- rísticas específicas. - realizar um desejo que os clientes alimentam? Ajudando-os a realizar suas vontades ou aliviando- -os de um revés. - produzir resultados positivos que correspondem aos critérios de sucesso e fracasso dos clientes? Melhor desempenho ou custo mais baixo. - ajudam a facilitar a adoção? Custo mais baixo, menos investimentos, risco menor e qualidade, desempenho ou design mais elevados. - Que economias trariam felicidade ao cliente? Que economias, em termos de tempo, dinheiro e esforço eles valorizariam? - Que níveis de qualidade esperam e o que desejam a mais ou a menos? - De que forma as propostas de valor atuais agradam os clientes? Que aspectos específicos apreciam, que desempenho e qualida- de esperam? - O que facilitaria as tarefas ou a vida de seus clientes? Poderia haver uma curva de aprendizagem mais plana, mais serviços ou custos mais baixos de propriedade? - Que consequências sociais positivas os clientes desejam? O que lhes dá melhor aparência, aumenta o seu poder ou o seu status? - O que os clientes mais procuram? Estão buscando um design de qualidade, garantias, mais recursos ou recursos específicos? - Quais são os sonhos dos clientes? O que visam alcançar ou o que seria um grande alívio para eles? - De que forma os clientes mensuram sucesso e fracasso? Como estimam custo ou desempenho? - O que aumentaria a probabilidade de clientes adotarem uma proposta de valor? Desejam custos baixos, menos investimento, risco menor ou mais qualidade? - Qual a definição de muito dispendioso para o cliente? É porque consome tempo demais, porque custa muito caro ou por exigir esforços substanciais? - O que faz o cliente se sentir mal? Quais as suas frustrações, aborrecimentos ou aquilo que lhe dá dor de cabeça? - Que atuais proposta de valor, segundo o cliente, estão deixando a desejar? Que recursos estão perdendo? Existem problemas de desempenho que os aborrecem ou disfunções? - Quais as principais dificuldades e os maiores desafios enfrenta- dos pelo cliente? Eles compreendem como as coisas funcionam, tem dificuldade em conhecer a execução de certas coisas ou resistem a determinadas tarefas por razões específicas? - Que consequências sociais negativas os clientes encaram ou temem? Têm medo de perder o respeito, o poder, a confiança ou o status? - Que riscos os clientes temem? Têm medo dos riscos financeiros, sociais e técnicos ou estão se perguntando o que poderia dar errado? - O que está tirando o sono dos clientes? Quais são suas questões, preocupações e aborrecimentos mais relevantes? - Que erros comuns os clientes costumam cometer? Estão usando uma solução de forma errada? - Que barreiras estão impedindo os clientes de adotarem uma proposta de valor? Há custos de investimentos iniciais, uma curva íngrime de aprendizagem ou existem outros obstáculos impedin- do a adoção da proposta? Pergunte-se: Será que seus produtos e serviços poderiam... - gerar economias? Em termos de tempo, dinheiro ou esforços. - fazer seus clientes se sentirem melhor? Ao dar fim a frustrações, aborrecimentos, coisas que trazem dor de cabeça aos clientes. - consertar soluções que deixam a desejar? Ao introduzir novos recursos, melhorar desempenho ou melhorar qualidade. - pôr fim em dificuldades e desafios que os clientes encontram? Tornando as coisas mais fáceis ou eliminando obstáculos. - eliminar consequências sociais negativas, temidas pelos clientes? Em termos de perda de respeito, poder, confiança ou status. - ajudar seus clientes a ter noites melhores de sono? Tratando das questões significativas, diminuin- do as preocupações e eliminando os aborrecimentos. - limitar ou erradicar os erros comuns cometidos pelos clientes? Ajudando a empregar uma solução da forma correta. - eliminar barreiras que estão impedindo seu cliente de adotar propostas de valor? Introduzindo pouco ou nenhum investimento inicial, uma curva de aprendizagem mais plana ou eliminando outros obstáculos que impedem a adoção da proposta. Físicos / Tangíveis Bens, como produtos manufaturados. Intangíveis Produtos, como copyrights, ou serviços, como a assistência pós-venda. Digitais Produtos, como download de música, ou serviços, como reconhecimento. Financeiros Produtos, como fundos de investimentos e seguros, como financiamento de uma aquisição Tafefas funcionais Quando seus clientes tentam realizar ou cumprir uma tarefa ou solucionar um problema específico. Por exemplo, cortar a grama ou cnsumir alimen- tos saudáveis, redigir um relatório ou ajudar clientes. Tarefas sociais Quando seus clientes desejam ter boa aprência ou obter status ou poder. São tarefas que descrevem como os clientes querem ser percebidos pelos outros. Por exemplo, parecer elegante ou ser visto como um profissional competente. Tarefas pessoais / emocinais Quando seus clientes buscam um estado emocional específico como sentir-se bem ou em segurança. Por exemplo, buscar tranquilidade mental em relação aos investimentos pessoais ou alcançar o sentimento de segurnaça no trabalho. Geradores de Ganho Produtos e Serviços Analgésicos Ganhos Dores Atividades do Cliente
  • 28.
  • 29. Muito Obrigado! :) www.addtech.com.br | 2016.1 Victor Gonçalves victorgoncalves@addtech.com.br