SlideShare uma empresa Scribd logo
Fidelização de clientes
A IMPORTÂNCIA DA FIDELIZAÇÃO
 Quando se inicia atividade comercial é evidente
que o principal objetivo de qualquer empresa é
angariar Clientes, mas é indiscutível que com o
passar do tempo e com o surgimento de uma
carteira de Clientes diversificada e sólida as
colaborações regulares ganham mais relevância.
 A principal fonte de rendimentos das empresas
são geralmente os Clientes regulares. Além dos
benefícios imediatos para as finanças da
empresa, estas colaborações regulares
geralmente traduzem-se também em novos
contactos, porque estes Clientes por conhecerem
bem os Serviços da empresa acabam por
recomendá-los a amigos ou conhecidos.
 A importância da satisfação de clientes
 As empresas tentam diariamente vender mais,
conquistar novos mercados, oferecer
melhores serviços e atendimento, mas se
nestas mesmas empresas “o cliente estivesse
em primeiro lugar”, com certeza todos os
objetivos citados acima seriam alcançados
mais rapidamente.
 1. Coloque o cliente em primeiro lugar:
 Os clientes de Sam walton eram a sua primeira preocupação. Na
wal-mart, o cliente surge antes de qualquer outro assunto. «Cada
vez que um cliente se aproxima, sorrio, olho-o de frente e
cumprimento-o. O Sam quer assim.» Trata-se de mais do que o
juramento de um empregado: é uma prática profundamente
valorizada.
 A capacidade de descobrir não só o que os clientes pretendem,
mas de estar na mesma linha e ganhar conhecimentos com ele, é a
chave do sucesso num ambiente competitivo determinado pelo
mercado. Quando as empresas podem fornecer ao cliente
exactamente o que ele pretende, é muito mais difícil, para os
concorrentes, conquista-los.
 Quando as empresas respondem às nessidades do cliente, este
desenvolve sentimentos de lealdade, e todas as empresas querem
clientes leais: ajudam a garantir os lucros, são compradores
frequentes, pagam preços elevados e trazem novos negócios.
Clientes leais poupam dinheiro à companhia ao reduzir os custos
promocionais de atrair novos clientes e cortam os custos de
produção envolvidos para preencher os requisitos de um novo
público.
 No novo mundo de negócios, o cliente está a
tornar-se um parceiro de negócios sobre o qual
se pode contar para fornecer «um fluxo de
rendimentos e lucros num período de tempo
prolongado». Na nova relação com os clientes, as
empresas desenvolvem «uma parceria entre
comprador e vendedor» que vai para além da
simples compra de um produto. Esta abordagem
é mais abrangente do que as estratégias usadas
no passado. É uma abordagem de serviço
baseada no conhecimento, o que implica uma
viragem nos valores e crenças, e coloca o cliente
como ponto fulcral para as atividades de todos os
empregados na empresa, não apenas por parte do
pessoal do marketing.
 2. Ouvir o cliente
 Ouvir o cliente pode trazer feedback importante para a
inovação de produtos e serviços, enquanto a falta de
atenção aos clientes resulta em oportunidades
falhadas. A compreensão e lealdade podem ser
intensificadas pelo desenvolvimento de uma
comunicação interativa com cientes. Pode atingir-se
maior clareza sobre as expectativas e desejos,
retificando mal-entendidos e melhorando relações.
 O presidente da AlliedSignal, Lawrence Bossidy,
acredita no contacto direto com o cliente. Nos seus
três primeiros meses no cargo, assegurou-se de que
falava diretamente com empregados e clientes, e
afirma que «encheu o ouvido». Também descobriu
alguns factos perturbadores: a companhia funcionava
com o pressuposto de que «conseguia uma taxa de
encomendas de 98 por cento»,
 enquanto os clientes consideravam essa taxa de 60 por cento. A
empresa, que funcionava geralmente com a crença de estar certa,
precisava de acreditar no cliente. Mas, antes de o fazer,
necessitava de feedback honesto das pessoas do sector. Quando
a força de vendas disse à sede o que os clientes achavam
realmente, a companhia realizou finalmente que era preciso fazer
algo. Por isso, a Allied dirigiu-se diretamente aos clientes e pediu-
lhes para formarem equipas e ajudar a identificar problemas.
Quase todos os clientes concordaram. Equipas multifuncionais
trabalham hoje juntas, proporcionando aos clientes maior
qualidade de serviços e produtos.
 Os clientes querem produtos que lhes ofereçam determinados
benefícios e valor. As empresas que conhecerem as
características, desenhos e serviços que trazem mais valor ao
cliente e maiores níveis de satisfação terão sucesso na construção
do negócio e nos lucros. Para além de preencherem apenas as
necessidades imediatas do cliente, as empresas que conhecem
bem os clientes podem antecipar que inovações nos produtos e
serviços criarão níveis de satisfação ainda mais profundos.
 Numa entrevista à Harvard Business Review, o
presidente da Whirlpool, David Whitman,
aconselha a fazer projeções sobre o que os
clientes vão desejar no futuro, pensando de forma
inovadora e criativa. Sublinha que o micro-ondas
foi desenvolvido porque alguém pensou numa
forma mais fácil e mais rápida de preparar as
refeições, e não na forma de construir melhores
fornos. Whitman fornece exemplos para alterar os
padrões de pensamento e incentivar a inovação. É
preferível, recomenda, pensar estar no negócio de
«tratamento de tecidos» do que no negócio das
máquinas de lavar roupa, estar no negócio da
«preservação dos alimentos» do que no negócio
dos frigoríficos.
 3. Faça o que for preciso para estar perto do cliente
 Trabalhe com os clientes para encontrar formas de os ajudar nas suas necessidades
de comunicação. Converse com os clientes, organize-lhes seminários, associem-se
para apresentações. Apoie-os em ocasiões que facultem oportunidades de os
conhecer melhor.
 A comunicação face a face faz milagres. Fornece melhores perspectivas e providencia
a oportunidade de conseguir informações mais pormenorizadas. Visitas
personalizadas permitem aos gestores ganhar vantagens competitivas,
desenvolvendo parcerias com clientes em que ambas as partes beneficiam e
aprendem. Mas, durante as visitas, os gestores devem ir para além da superfície e
investir mais tempo para perceber realmente os seus clientes. Ao tornarem-se mais
conscientes dos seus pressupostos, os gestores podem pôr de lado preconceitos.
Abordar uma visita com um espírito aberto permite ser mais curioso e fazer um maior
número de perguntas, o que pode trazer informação mais valiosa e pormenorizada.
 O envolvimento pessoal dos gestores com os clientes lidera a mudança
organizacional, porque os gestores acabam por «sentir» o que sentem os seus
clientes. A recomendação «passe um dia na vida do seu cliente» não deveria ser
menosprezada. Trata-se de tempo bem gasto. Para além de transformar perspectivas
em novas possibilidades, pode tornar-se um catalizador, incitando os gestores a pôr
ideias em acção.
 Não se esqueça que os clientes que deixam de o ser dificilmente voltam. Os clientes
sem atenção perdem-se, e é da responsabilidade das pessoas que têm contacto direto
com o cliente perceberem a importância de retê-los para a empresa. Muitas vezes a
diferença está nos detalhes.

Tipos de clientes
 O cliente é aquele que compra de sua
empresa, que compra o produto e serviço por
ela ofertada e também consome a marca e
demais compostos intangíveis adquiridos de
forma embutida no produto. Sem os clientes
não há o facturamento, além de pagar o preço
e considerar o valor agregado da mercadoria,
o cliente satisfeito ou insatisfeito torna-se
num divulgador da marca.
tipos de clientes:
 • Prospect: cliente que possua a intenção de comprar da sua empresa
 • Shopper: visita seu estabelecimento pelo menos 1 vez.
 • Cliente eventual: Compram sem fidelidade, com um ou mais produtos em
situações de necessidade ou necessidade ocasional.
 • Cliente regular: próximos da fidelidade, compram determinado produto
periodicamente;
• Defensor: Seja por satisfação ou insatisfação, divulgam a marca da empresa e sua
experiência com o produto para terceiros.
 O cliente externo é aquele que está na sociedade de consumo, detentor de
determinado poder de compra. O cliente interno é muito referido nas ações de
endomarketing das empresas, pois são os funcionários, equipes de trabalhos e
demais colaboradores internos da empresa.
 No cenário atual, todo empreendimento deve encantar o seu cliente oferecendo
produtos de alta qualidade a preço acessível, serviço eficaz, resposta imediata e as
devidas soluções para os problemas e dúvidas proveniente do uso da mercadoria.
Algumas dicas para fidelizar o seu
cliente
 1. Conheça bem o seu cliente
 2. Tenha canais de comunicação
eficazes
 3.Crie programas de ofertas
 4.Crie programas de ofertas
 5. Destaque-se: busque
diferenciais
Porque que os clientes são
importantes ?
 O cliente sempre é considerado como a figura mais
importante para uma empresa. Quando as empresas
realizam treinamentos e fazem seus comerciais nos meios
de comunicação, muita ênfase é dada a importância que o
cliente possui, constituindo-se assim no alvo principal das
organizações. Mencionam que devemos olhar para o foco
do cliente, ou seja, olhar para onde o cliente olha,
procurando identificar as demandas que irão atender aos
seus anseios e necessidades.
 Isto posto, observamos que na prática os serviços de
telemarketing e SAC, muitas vezes ignoram esses
princípios de respeitar àquelas pessoas que são ditas como
as mais importantes para a organização, não tendo o
mínimo respeito pelo cidadão. Se o cliente é importante, e
para algumas organizações ele é até nominado como “o
patrão”, não é justo o tratamento dado, principalmente nas
situações em eu ele é o demandante do processo.
Efeitos dos incidentes críticos
 O relacionamento dos clientes com as empresas, e vice-
versa, é a base para o fundamento de opiniões sobre essas
empresas por parte dos clientes e para a sua permanência
ou não como clientes. A maior parte das transações entre
um consumidor e uma empresa, alteram pouco a relação
existente entre o cliente e a empresa porque regra geral a
transação segue um comportamento esperado. Por
exemplo: solicitamos o produto/serviço, recebemos esse
produto/serviço e pagamos pelo que solicitamos. Isto numa
visão simplista de uma relação cliente – empresa.
 Por vezes a empresa poderá ter pouca influência na
satisfação dos consumidores. Grove (1997) estudou o
impacto que outros consumidores têm na experiência de
cada um. O estudo sugere que os consumidores podem ser
a fonte da sua própria insatisfação através de
comportamentos inapropriados e por serem
despropositadamente exigentes. Os incidentes críticos
apresentados neste estudo são causados por
consumidores problemáticos.
Efeito multiplicador de perda de
clientes.
 Satisfação e Lealdade do Cliente e o seu Relacionamento com as
Empresas
 Hoje em dia as empresas deverão focar a sua atenção nos
clientes. As estratégias de marketing deverão ser desenvolvidas
sempre tendo em conta os seus consumidores e qual o seu
comportamento ao longo do tempo, ou seja, o seu tempo de vida
enquanto consumidores.
 As organizações tomaram consciência da importância fulcral do
conhecimento profundo dos seus consumidores, de forma a
fazerem face a um rápido crescimento da concorrência. Os
consumidores, por seu lado, são cada vez mais exigentes,
minuciosos nas suas escolhas, e Conhecedores do mercado.
Senão por curiosidade própria, será certamente por um marketing
cada vez mais agressivo das empresas concorrentes, que os
consumidores tomam conhecimento de novas marcas, novos
conceitos e novos produtos. Assim, toda e qualquer empresa
deverá ter interesse em saber o que faz os seus clientes serem-
lhes fiéis ou abandonarem os seus serviços.
Meios de fidelização
 1. Emissão de um cartão eletrónico
 Função de fidelidade, acumulação de pontos por compras
efetuadas;
 Possibilita compras a crédito, preferencialmente com parceria de
instituição bancária/financeira
 Regalias para o utilizador:
 Acesso a descontos exclusivos;
 Acumulação de pontos no cartão, que a posterior podem ser
trocados por deduções na compras de outros produtos;
 Eventuais descontos ou acesso a serviços
complementares,(entregas ao domicílio, grátis, isenção
pagamentos de comissões ou taxas de reserva);
 Mailing personalizado;
 Estacionamento gratuito;
 Atribuição de Cheques oferta;
 Pagamento facilitado, em prestações e mesmo sem juros,
 . Serviço Pós-venda
 Envio gratuito ao domicílio dos produtos adquiridos;
 Aceitação da devolução dos produtos caso não o pretendam utilizar, em prazo
mais alargado que o normal ( 15 a 30 dias);
 Serviço ao domicílio em prazo curto ( 48 horas);
 Apresentação de orçamentos para reparação;
 Assitência técnica gratuita ao longo do ano;
 3. Serviço Empresas
 Vasta oferta a preço mínimo garantido;
 Serviço exclusivo e com atendimento personalizado para empresas;
 Procedimentos simples e eficaz;
 Condições de pagamento preferenciais;
 Serviço de entrega.
 4. Serviço Utilizador ( acesso ao site)
 Similação de compra;
 Envio de Newsletter com produtos e promoções em destaque.
Cartão de fidelização
 Um cartão de fidelização, cartão de
descontos ou cartão de cliente é um cartão que
serve de suporte físico para programas de empresas
de comércio e serviços que oferecem bonificações
(descontos, prémios, pontos que podem ser trocados
por bens, etc.) ao titular quando compra produtos ou
serviços da empresa ou à empresa emissora do
cartão.
 Este tipo de cartões possibilita o acesso a benefícios
especialmente concebidos para os titulares, que
podem gozar normalmente sem custos dos
benefícios que
outorgam restaurantes, discotecas, hoteis, agências
de viagens, lojas, cinemas, companhias
Satisfaçao versus Fidelizaçao
 A satisfação é um tema que esta despertando
interesse, não só no meio empresarial, mais
também no meio acadêmico. Os esforços para
alinhar a estratégias de Marketing com objetivo
de maximizar a satisfação e fidelidade do cliente
têm sido levados a séria pelos fornecedores de
produtos e serviços.
 A satisfação de um cliente consiste na sensação
de agrado que ele sente ao adquirir um Ben ou
serviço em comparação com desempenho que o
produto traz para ele.
 A fidelidade do consumidor tem sido considerada como
um ativo significante para uma organização. Muitos
estudos realizados sobre esta matéria indicam que um
elevado grau de fidelidade do consumidor, normalmente
traduz-se numa grande vantagem e uma base de clientes
mais estável (AMAURI, 2000).
 Em uma época em que o mercado esta cada vez mais
competitiva, fidelização de clientes é um tema não só
corrente como essencial. O cliente procura apoiar-
se numa empresa que possa lhe oferecer maior conforto,
estabilidade,segurança,comodidade,agilidade e garantia.
De acordo com o contexto empresarial, um cliente
satisfeito e fiel é caracterizado pelo seu comportamento de
compras, por repetir suas compres regularmente, por
recomendar a empresa, seus produtos e serviços a outras
pessoas, e ainda por ser imune a pressão da
concorrência.

 1. A primeira recomendação é descobrir onde é possível acumular pontos, ou seja, quais empresas têm programas
de fidelidade. Vários segmentos do dia a dia já aderiram: farmácias, postos de
gasolina, escolas de idiomas, lojas de vestuário e etc.
2. Concentre suas compras em empresas que tenham programas de fidelidade.
Cada uma delas possui um regulamento específico. Consulte periodicamente as
regras para acúmulo e resgate de pontos. É muito importante conhecer bem os
benefícios oferecidos para melhor aproveitá-los.
3. Compare as mecânicas de pontuação, bem como as regras de cada
programa: pontuação mínima para resgate, prazo de validade dos pontos,
relação do valor gasto com a quantidade de pontos acumulada, etc.
4. Participe de uma rede que reúna pontos de varias empresas em uma única
conta, assim você acumula mais em menos tempo. Ao concentrar todos os
pontos, é possível conquistar prêmios de maior valor. As redes possuem
inúmeras opções, como passagens aéreas, hospedagens, experiências,
produtos eletrônicos, assinatura de TV, entre outros. Sempre haverá algum
prêmio do seu interesse.
 5. Peça sempre ao tendente do estabelecimento que credite os seus
pontos na hora da compra. Confira se todas as pontuações foram
creditadas.
6. Consulte sempre o prazo de validade dos pontos, para não deixar
que expirem.
7. Cartão de Crédito: em quase todos é possível ganhar pontos. Confira
seu saldo na fatura do cartão mensalmente, para saber quantos pontos
têm à disposição. Quase todos os bancos brasileiros são conectados à
Múltiplos, por exemplo. Não deixe de transferir os pontos do cartão
para a rede.
8. Faça todas as compras (da farmácia à viagem internacional) com o
cartão de crédito. Assim você pontua duas vezes: pelo estabelecimento
e pelo cartão de crédito.
9. Transfira outras contas rotineiras (como telefone e seguro saúde)
para a fatura do seu cartão. Assim você passa a ganhar mais pontos
pelo cartão de crédito.
10. Você ainda pode utilizar seus pontos para presentear alguém: com
passagens, produtos eletrônicos, livros, etc.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atender Bem ou Tratar Bem
Atender Bem ou Tratar BemAtender Bem ou Tratar Bem
Atender Bem ou Tratar Bem
Iris Fyrigos
 
Treinamento de atendimento
Treinamento de atendimentoTreinamento de atendimento
Treinamento de atendimento
Marco Jorge da Silva
 
Excelência no atendimento palestra sebrae - 08-11-2011
Excelência no atendimento   palestra sebrae - 08-11-2011Excelência no atendimento   palestra sebrae - 08-11-2011
Excelência no atendimento palestra sebrae - 08-11-2011
filipebrito
 
Atendimento ao Cliente, Breves Reflexões
Atendimento ao Cliente, Breves ReflexõesAtendimento ao Cliente, Breves Reflexões
Atendimento ao Cliente, Breves Reflexões
Blan Tavares
 
Atendimento Campeão
Atendimento CampeãoAtendimento Campeão
Atendimento Campeão
André Faria Gomes
 
Fatores Cesar no Atendimento Ao Cliente
Fatores Cesar no Atendimento Ao ClienteFatores Cesar no Atendimento Ao Cliente
Fatores Cesar no Atendimento Ao Cliente
Bruno Mendes
 
Transparencias atendimento a_clientes
Transparencias atendimento a_clientesTransparencias atendimento a_clientes
Transparencias atendimento a_clientes
cadureis
 
Ética no atendimento ao público
Ética no atendimento ao públicoÉtica no atendimento ao público
Ética no atendimento ao público
Peterson Caballero
 
ATENDIMENTO AO CLIENTE
ATENDIMENTO AO CLIENTEATENDIMENTO AO CLIENTE
ATENDIMENTO AO CLIENTE
Fidel Torquato
 
Treinamento em Atendimento ao Cliente.
Treinamento em Atendimento ao Cliente.Treinamento em Atendimento ao Cliente.
Treinamento em Atendimento ao Cliente.
Rose Oliveira
 
Treinamento interno: Excelência no Atendimento
Treinamento interno: Excelência no AtendimentoTreinamento interno: Excelência no Atendimento
Treinamento interno: Excelência no Atendimento
Sabrina Soares
 
Atendimento Já
Atendimento JáAtendimento Já
Atendimento Já
jessicaslv
 
Qualidade no atendmento, um diferencial competitivo para empresa
Qualidade no atendmento, um diferencial competitivo para empresaQualidade no atendmento, um diferencial competitivo para empresa
Qualidade no atendmento, um diferencial competitivo para empresa
JCS_Consultoria
 
Encante seu Cliente - Prof. Guilherme Basso (Projeto INTEGRA)
Encante seu Cliente - Prof. Guilherme Basso (Projeto INTEGRA)Encante seu Cliente - Prof. Guilherme Basso (Projeto INTEGRA)
Encante seu Cliente - Prof. Guilherme Basso (Projeto INTEGRA)
Guilherme Basso
 
Atendimento ao público
Atendimento ao públicoAtendimento ao público
Atendimento ao público
EscoladoLegislativo
 
Panificadora atendimento a clientes
Panificadora   atendimento a clientesPanificadora   atendimento a clientes
Panificadora atendimento a clientes
Brainstorm Consultorias
 
Atendimento nota 10
Atendimento nota 10Atendimento nota 10
Atendimento nota 10
Sebastião Barroso Felix
 
Atendimento ao cliente apresentaçao do curso
Atendimento ao cliente apresentaçao do cursoAtendimento ao cliente apresentaçao do curso
Atendimento ao cliente apresentaçao do curso
Contexto Desenvolvimento
 
Atendimento ao cliente
Atendimento ao cliente   Atendimento ao cliente
Atendimento ao cliente
Kátia Rumbelsperger
 
Atendimento ao cliente mts
Atendimento ao cliente mtsAtendimento ao cliente mts
Atendimento ao cliente mts
Manuel Teixeira
 

Mais procurados (20)

Atender Bem ou Tratar Bem
Atender Bem ou Tratar BemAtender Bem ou Tratar Bem
Atender Bem ou Tratar Bem
 
Treinamento de atendimento
Treinamento de atendimentoTreinamento de atendimento
Treinamento de atendimento
 
Excelência no atendimento palestra sebrae - 08-11-2011
Excelência no atendimento   palestra sebrae - 08-11-2011Excelência no atendimento   palestra sebrae - 08-11-2011
Excelência no atendimento palestra sebrae - 08-11-2011
 
Atendimento ao Cliente, Breves Reflexões
Atendimento ao Cliente, Breves ReflexõesAtendimento ao Cliente, Breves Reflexões
Atendimento ao Cliente, Breves Reflexões
 
Atendimento Campeão
Atendimento CampeãoAtendimento Campeão
Atendimento Campeão
 
Fatores Cesar no Atendimento Ao Cliente
Fatores Cesar no Atendimento Ao ClienteFatores Cesar no Atendimento Ao Cliente
Fatores Cesar no Atendimento Ao Cliente
 
Transparencias atendimento a_clientes
Transparencias atendimento a_clientesTransparencias atendimento a_clientes
Transparencias atendimento a_clientes
 
Ética no atendimento ao público
Ética no atendimento ao públicoÉtica no atendimento ao público
Ética no atendimento ao público
 
ATENDIMENTO AO CLIENTE
ATENDIMENTO AO CLIENTEATENDIMENTO AO CLIENTE
ATENDIMENTO AO CLIENTE
 
Treinamento em Atendimento ao Cliente.
Treinamento em Atendimento ao Cliente.Treinamento em Atendimento ao Cliente.
Treinamento em Atendimento ao Cliente.
 
Treinamento interno: Excelência no Atendimento
Treinamento interno: Excelência no AtendimentoTreinamento interno: Excelência no Atendimento
Treinamento interno: Excelência no Atendimento
 
Atendimento Já
Atendimento JáAtendimento Já
Atendimento Já
 
Qualidade no atendmento, um diferencial competitivo para empresa
Qualidade no atendmento, um diferencial competitivo para empresaQualidade no atendmento, um diferencial competitivo para empresa
Qualidade no atendmento, um diferencial competitivo para empresa
 
Encante seu Cliente - Prof. Guilherme Basso (Projeto INTEGRA)
Encante seu Cliente - Prof. Guilherme Basso (Projeto INTEGRA)Encante seu Cliente - Prof. Guilherme Basso (Projeto INTEGRA)
Encante seu Cliente - Prof. Guilherme Basso (Projeto INTEGRA)
 
Atendimento ao público
Atendimento ao públicoAtendimento ao público
Atendimento ao público
 
Panificadora atendimento a clientes
Panificadora   atendimento a clientesPanificadora   atendimento a clientes
Panificadora atendimento a clientes
 
Atendimento nota 10
Atendimento nota 10Atendimento nota 10
Atendimento nota 10
 
Atendimento ao cliente apresentaçao do curso
Atendimento ao cliente apresentaçao do cursoAtendimento ao cliente apresentaçao do curso
Atendimento ao cliente apresentaçao do curso
 
Atendimento ao cliente
Atendimento ao cliente   Atendimento ao cliente
Atendimento ao cliente
 
Atendimento ao cliente mts
Atendimento ao cliente mtsAtendimento ao cliente mts
Atendimento ao cliente mts
 

Destaque

02 organizacoes e_administracao_parte_1_texto_e_questoes-1
02 organizacoes e_administracao_parte_1_texto_e_questoes-102 organizacoes e_administracao_parte_1_texto_e_questoes-1
02 organizacoes e_administracao_parte_1_texto_e_questoes-1
Adilson Rangel
 
Crea tus propias redes sociales en los negocios
Crea tus propias redes sociales en los negociosCrea tus propias redes sociales en los negocios
Crea tus propias redes sociales en los negocios
MIlton Navarrete
 
Da remuneração-CLT
Da remuneração-CLTDa remuneração-CLT
Da remuneração-CLT
Regina Pereira
 
Apresentação RAPS Infância e Adolescência São Miguel
Apresentação RAPS Infância e Adolescência São Miguel Apresentação RAPS Infância e Adolescência São Miguel
Apresentação RAPS Infância e Adolescência São Miguel
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
Espécies fúngicas isoladas a partir de unhas
Espécies fúngicas isoladas a partir de unhasEspécies fúngicas isoladas a partir de unhas
Espécies fúngicas isoladas a partir de unhas
Esther Macêdo
 
Tema 1 Innovaciones técnicas a través de la historia
Tema 1 Innovaciones técnicas a través de la historiaTema 1 Innovaciones técnicas a través de la historia
Tema 1 Innovaciones técnicas a través de la historia
Deniss Cruz
 
Os papeis do gerente administrador, tipos e papeis adm fap faculdade parais...
Os papeis do gerente administrador, tipos e papeis adm fap   faculdade parais...Os papeis do gerente administrador, tipos e papeis adm fap   faculdade parais...
Os papeis do gerente administrador, tipos e papeis adm fap faculdade parais...
Antonio Bezerra ON
 

Destaque (7)

02 organizacoes e_administracao_parte_1_texto_e_questoes-1
02 organizacoes e_administracao_parte_1_texto_e_questoes-102 organizacoes e_administracao_parte_1_texto_e_questoes-1
02 organizacoes e_administracao_parte_1_texto_e_questoes-1
 
Crea tus propias redes sociales en los negocios
Crea tus propias redes sociales en los negociosCrea tus propias redes sociales en los negocios
Crea tus propias redes sociales en los negocios
 
Da remuneração-CLT
Da remuneração-CLTDa remuneração-CLT
Da remuneração-CLT
 
Apresentação RAPS Infância e Adolescência São Miguel
Apresentação RAPS Infância e Adolescência São Miguel Apresentação RAPS Infância e Adolescência São Miguel
Apresentação RAPS Infância e Adolescência São Miguel
 
Espécies fúngicas isoladas a partir de unhas
Espécies fúngicas isoladas a partir de unhasEspécies fúngicas isoladas a partir de unhas
Espécies fúngicas isoladas a partir de unhas
 
Tema 1 Innovaciones técnicas a través de la historia
Tema 1 Innovaciones técnicas a través de la historiaTema 1 Innovaciones técnicas a través de la historia
Tema 1 Innovaciones técnicas a través de la historia
 
Os papeis do gerente administrador, tipos e papeis adm fap faculdade parais...
Os papeis do gerente administrador, tipos e papeis adm fap   faculdade parais...Os papeis do gerente administrador, tipos e papeis adm fap   faculdade parais...
Os papeis do gerente administrador, tipos e papeis adm fap faculdade parais...
 

Semelhante a Mauro comercioooo

Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
Jorge Dias
 
Estratégia de fidelização de clientes jp
Estratégia de fidelização de clientes jpEstratégia de fidelização de clientes jp
Estratégia de fidelização de clientes jp
Joao Silva
 
Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
Ines Soares
 
Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
Patricia Silva
 
Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
Patricia Silva
 
Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
Patricia Silva
 
Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
Ines Soares
 
Fidelização
FidelizaçãoFidelização
Fidelização
cmalanho
 
Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
Bruno Rosa
 
Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
balelas
 
Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
Joao Silva
 
Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
balelas
 
Onde encontrar novos clientes
Onde encontrar novos clientesOnde encontrar novos clientes
Onde encontrar novos clientes
Work Consultoria Em Gestão Empresarial
 
Diferencial competitivo
Diferencial competitivoDiferencial competitivo
Diferencial competitivo
Marcos Oliveira
 
Transmita E Crie ConfiançA Aos Seus Clientes E Tenha Sucesso
Transmita E Crie ConfiançA Aos Seus Clientes E Tenha SucessoTransmita E Crie ConfiançA Aos Seus Clientes E Tenha Sucesso
Transmita E Crie ConfiançA Aos Seus Clientes E Tenha Sucesso
barbarabarbara
 
Transmita E Crie ConfiançA Aos Seus Clientes E Tenha Sucesso
Transmita E Crie ConfiançA Aos Seus Clientes E Tenha SucessoTransmita E Crie ConfiançA Aos Seus Clientes E Tenha Sucesso
Transmita E Crie ConfiançA Aos Seus Clientes E Tenha Sucesso
Jozelena
 
Customer Experience, a Jornada do Cliente
Customer Experience, a Jornada do Cliente Customer Experience, a Jornada do Cliente
Customer Experience, a Jornada do Cliente
Anielle8
 
Atendimento e serviã§o pã³s venda brunaaaa (1)
Atendimento e serviã§o pã³s venda brunaaaa (1)Atendimento e serviã§o pã³s venda brunaaaa (1)
Atendimento e serviã§o pã³s venda brunaaaa (1)
joaoprates
 
Marketing de Relacionamento - Willian Quezado - 6 cafecommarketing
Marketing de Relacionamento - Willian Quezado - 6 cafecommarketing Marketing de Relacionamento - Willian Quezado - 6 cafecommarketing
Marketing de Relacionamento - Willian Quezado - 6 cafecommarketing
Being Marketing
 
3 dicas simples para encontrar novos clientes
3 dicas simples para encontrar novos clientes3 dicas simples para encontrar novos clientes
3 dicas simples para encontrar novos clientes
Agendor
 

Semelhante a Mauro comercioooo (20)

Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
 
Estratégia de fidelização de clientes jp
Estratégia de fidelização de clientes jpEstratégia de fidelização de clientes jp
Estratégia de fidelização de clientes jp
 
Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
 
Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
 
Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
 
Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
 
Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
 
Fidelização
FidelizaçãoFidelização
Fidelização
 
Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
 
Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
 
Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
 
Estratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientesEstratégia de fidelização de clientes
Estratégia de fidelização de clientes
 
Onde encontrar novos clientes
Onde encontrar novos clientesOnde encontrar novos clientes
Onde encontrar novos clientes
 
Diferencial competitivo
Diferencial competitivoDiferencial competitivo
Diferencial competitivo
 
Transmita E Crie ConfiançA Aos Seus Clientes E Tenha Sucesso
Transmita E Crie ConfiançA Aos Seus Clientes E Tenha SucessoTransmita E Crie ConfiançA Aos Seus Clientes E Tenha Sucesso
Transmita E Crie ConfiançA Aos Seus Clientes E Tenha Sucesso
 
Transmita E Crie ConfiançA Aos Seus Clientes E Tenha Sucesso
Transmita E Crie ConfiançA Aos Seus Clientes E Tenha SucessoTransmita E Crie ConfiançA Aos Seus Clientes E Tenha Sucesso
Transmita E Crie ConfiançA Aos Seus Clientes E Tenha Sucesso
 
Customer Experience, a Jornada do Cliente
Customer Experience, a Jornada do Cliente Customer Experience, a Jornada do Cliente
Customer Experience, a Jornada do Cliente
 
Atendimento e serviã§o pã³s venda brunaaaa (1)
Atendimento e serviã§o pã³s venda brunaaaa (1)Atendimento e serviã§o pã³s venda brunaaaa (1)
Atendimento e serviã§o pã³s venda brunaaaa (1)
 
Marketing de Relacionamento - Willian Quezado - 6 cafecommarketing
Marketing de Relacionamento - Willian Quezado - 6 cafecommarketing Marketing de Relacionamento - Willian Quezado - 6 cafecommarketing
Marketing de Relacionamento - Willian Quezado - 6 cafecommarketing
 
3 dicas simples para encontrar novos clientes
3 dicas simples para encontrar novos clientes3 dicas simples para encontrar novos clientes
3 dicas simples para encontrar novos clientes
 

Mais de mauromartins1999

Atendimento telefonico
Atendimento telefonicoAtendimento telefonico
Atendimento telefonico
mauromartins1999
 
Perfil e funçoes mauro
Perfil e funçoes mauroPerfil e funçoes mauro
Perfil e funçoes mauro
mauromartins1999
 
ASSERTIVIDADE
ASSERTIVIDADEASSERTIVIDADE
ASSERTIVIDADE
mauromartins1999
 
Documentação Comercial
Documentação ComercialDocumentação Comercial
Documentação Comercial
mauromartins1999
 
Atendimento em serviço pós venda
Atendimento em serviço pós venda Atendimento em serviço pós venda
Atendimento em serviço pós venda
mauromartins1999
 
Atendimento telefónico
Atendimento telefónico Atendimento telefónico
Atendimento telefónico
mauromartins1999
 
O atendimento presencial
O atendimento presencialO atendimento presencial
O atendimento presencial
mauromartins1999
 
Perfil e funções do atendedor profissional
Perfil e funções do atendedor profissionalPerfil e funções do atendedor profissional
Perfil e funções do atendedor profissional
mauromartins1999
 
Assertividade mauro
Assertividade mauroAssertividade mauro
Assertividade mauro
mauromartins1999
 
Mauroooo
MaurooooMauroooo
Yui (1)
Yui (1)Yui (1)
tecnicas de mershandising
tecnicas de mershandising tecnicas de mershandising
tecnicas de mershandising
mauromartins1999
 
Aprovisionamento mauro 9º cv
Aprovisionamento mauro 9º cvAprovisionamento mauro 9º cv
Aprovisionamento mauro 9º cv
mauromartins1999
 
Aprovisionamento mauro 9º cv
Aprovisionamento mauro 9º cvAprovisionamento mauro 9º cv
Aprovisionamento mauro 9º cv
mauromartins1999
 

Mais de mauromartins1999 (14)

Atendimento telefonico
Atendimento telefonicoAtendimento telefonico
Atendimento telefonico
 
Perfil e funçoes mauro
Perfil e funçoes mauroPerfil e funçoes mauro
Perfil e funçoes mauro
 
ASSERTIVIDADE
ASSERTIVIDADEASSERTIVIDADE
ASSERTIVIDADE
 
Documentação Comercial
Documentação ComercialDocumentação Comercial
Documentação Comercial
 
Atendimento em serviço pós venda
Atendimento em serviço pós venda Atendimento em serviço pós venda
Atendimento em serviço pós venda
 
Atendimento telefónico
Atendimento telefónico Atendimento telefónico
Atendimento telefónico
 
O atendimento presencial
O atendimento presencialO atendimento presencial
O atendimento presencial
 
Perfil e funções do atendedor profissional
Perfil e funções do atendedor profissionalPerfil e funções do atendedor profissional
Perfil e funções do atendedor profissional
 
Assertividade mauro
Assertividade mauroAssertividade mauro
Assertividade mauro
 
Mauroooo
MaurooooMauroooo
Mauroooo
 
Yui (1)
Yui (1)Yui (1)
Yui (1)
 
tecnicas de mershandising
tecnicas de mershandising tecnicas de mershandising
tecnicas de mershandising
 
Aprovisionamento mauro 9º cv
Aprovisionamento mauro 9º cvAprovisionamento mauro 9º cv
Aprovisionamento mauro 9º cv
 
Aprovisionamento mauro 9º cv
Aprovisionamento mauro 9º cvAprovisionamento mauro 9º cv
Aprovisionamento mauro 9º cv
 

Último

PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 

Último (20)

PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 

Mauro comercioooo

  • 2. A IMPORTÂNCIA DA FIDELIZAÇÃO  Quando se inicia atividade comercial é evidente que o principal objetivo de qualquer empresa é angariar Clientes, mas é indiscutível que com o passar do tempo e com o surgimento de uma carteira de Clientes diversificada e sólida as colaborações regulares ganham mais relevância.  A principal fonte de rendimentos das empresas são geralmente os Clientes regulares. Além dos benefícios imediatos para as finanças da empresa, estas colaborações regulares geralmente traduzem-se também em novos contactos, porque estes Clientes por conhecerem bem os Serviços da empresa acabam por recomendá-los a amigos ou conhecidos.
  • 3.  A importância da satisfação de clientes  As empresas tentam diariamente vender mais, conquistar novos mercados, oferecer melhores serviços e atendimento, mas se nestas mesmas empresas “o cliente estivesse em primeiro lugar”, com certeza todos os objetivos citados acima seriam alcançados mais rapidamente.
  • 4.  1. Coloque o cliente em primeiro lugar:  Os clientes de Sam walton eram a sua primeira preocupação. Na wal-mart, o cliente surge antes de qualquer outro assunto. «Cada vez que um cliente se aproxima, sorrio, olho-o de frente e cumprimento-o. O Sam quer assim.» Trata-se de mais do que o juramento de um empregado: é uma prática profundamente valorizada.  A capacidade de descobrir não só o que os clientes pretendem, mas de estar na mesma linha e ganhar conhecimentos com ele, é a chave do sucesso num ambiente competitivo determinado pelo mercado. Quando as empresas podem fornecer ao cliente exactamente o que ele pretende, é muito mais difícil, para os concorrentes, conquista-los.  Quando as empresas respondem às nessidades do cliente, este desenvolve sentimentos de lealdade, e todas as empresas querem clientes leais: ajudam a garantir os lucros, são compradores frequentes, pagam preços elevados e trazem novos negócios. Clientes leais poupam dinheiro à companhia ao reduzir os custos promocionais de atrair novos clientes e cortam os custos de produção envolvidos para preencher os requisitos de um novo público.
  • 5.  No novo mundo de negócios, o cliente está a tornar-se um parceiro de negócios sobre o qual se pode contar para fornecer «um fluxo de rendimentos e lucros num período de tempo prolongado». Na nova relação com os clientes, as empresas desenvolvem «uma parceria entre comprador e vendedor» que vai para além da simples compra de um produto. Esta abordagem é mais abrangente do que as estratégias usadas no passado. É uma abordagem de serviço baseada no conhecimento, o que implica uma viragem nos valores e crenças, e coloca o cliente como ponto fulcral para as atividades de todos os empregados na empresa, não apenas por parte do pessoal do marketing.
  • 6.  2. Ouvir o cliente  Ouvir o cliente pode trazer feedback importante para a inovação de produtos e serviços, enquanto a falta de atenção aos clientes resulta em oportunidades falhadas. A compreensão e lealdade podem ser intensificadas pelo desenvolvimento de uma comunicação interativa com cientes. Pode atingir-se maior clareza sobre as expectativas e desejos, retificando mal-entendidos e melhorando relações.  O presidente da AlliedSignal, Lawrence Bossidy, acredita no contacto direto com o cliente. Nos seus três primeiros meses no cargo, assegurou-se de que falava diretamente com empregados e clientes, e afirma que «encheu o ouvido». Também descobriu alguns factos perturbadores: a companhia funcionava com o pressuposto de que «conseguia uma taxa de encomendas de 98 por cento»,
  • 7.  enquanto os clientes consideravam essa taxa de 60 por cento. A empresa, que funcionava geralmente com a crença de estar certa, precisava de acreditar no cliente. Mas, antes de o fazer, necessitava de feedback honesto das pessoas do sector. Quando a força de vendas disse à sede o que os clientes achavam realmente, a companhia realizou finalmente que era preciso fazer algo. Por isso, a Allied dirigiu-se diretamente aos clientes e pediu- lhes para formarem equipas e ajudar a identificar problemas. Quase todos os clientes concordaram. Equipas multifuncionais trabalham hoje juntas, proporcionando aos clientes maior qualidade de serviços e produtos.  Os clientes querem produtos que lhes ofereçam determinados benefícios e valor. As empresas que conhecerem as características, desenhos e serviços que trazem mais valor ao cliente e maiores níveis de satisfação terão sucesso na construção do negócio e nos lucros. Para além de preencherem apenas as necessidades imediatas do cliente, as empresas que conhecem bem os clientes podem antecipar que inovações nos produtos e serviços criarão níveis de satisfação ainda mais profundos.
  • 8.  Numa entrevista à Harvard Business Review, o presidente da Whirlpool, David Whitman, aconselha a fazer projeções sobre o que os clientes vão desejar no futuro, pensando de forma inovadora e criativa. Sublinha que o micro-ondas foi desenvolvido porque alguém pensou numa forma mais fácil e mais rápida de preparar as refeições, e não na forma de construir melhores fornos. Whitman fornece exemplos para alterar os padrões de pensamento e incentivar a inovação. É preferível, recomenda, pensar estar no negócio de «tratamento de tecidos» do que no negócio das máquinas de lavar roupa, estar no negócio da «preservação dos alimentos» do que no negócio dos frigoríficos.
  • 9.  3. Faça o que for preciso para estar perto do cliente  Trabalhe com os clientes para encontrar formas de os ajudar nas suas necessidades de comunicação. Converse com os clientes, organize-lhes seminários, associem-se para apresentações. Apoie-os em ocasiões que facultem oportunidades de os conhecer melhor.  A comunicação face a face faz milagres. Fornece melhores perspectivas e providencia a oportunidade de conseguir informações mais pormenorizadas. Visitas personalizadas permitem aos gestores ganhar vantagens competitivas, desenvolvendo parcerias com clientes em que ambas as partes beneficiam e aprendem. Mas, durante as visitas, os gestores devem ir para além da superfície e investir mais tempo para perceber realmente os seus clientes. Ao tornarem-se mais conscientes dos seus pressupostos, os gestores podem pôr de lado preconceitos. Abordar uma visita com um espírito aberto permite ser mais curioso e fazer um maior número de perguntas, o que pode trazer informação mais valiosa e pormenorizada.  O envolvimento pessoal dos gestores com os clientes lidera a mudança organizacional, porque os gestores acabam por «sentir» o que sentem os seus clientes. A recomendação «passe um dia na vida do seu cliente» não deveria ser menosprezada. Trata-se de tempo bem gasto. Para além de transformar perspectivas em novas possibilidades, pode tornar-se um catalizador, incitando os gestores a pôr ideias em acção.  Não se esqueça que os clientes que deixam de o ser dificilmente voltam. Os clientes sem atenção perdem-se, e é da responsabilidade das pessoas que têm contacto direto com o cliente perceberem a importância de retê-los para a empresa. Muitas vezes a diferença está nos detalhes. 
  • 10. Tipos de clientes  O cliente é aquele que compra de sua empresa, que compra o produto e serviço por ela ofertada e também consome a marca e demais compostos intangíveis adquiridos de forma embutida no produto. Sem os clientes não há o facturamento, além de pagar o preço e considerar o valor agregado da mercadoria, o cliente satisfeito ou insatisfeito torna-se num divulgador da marca.
  • 11. tipos de clientes:  • Prospect: cliente que possua a intenção de comprar da sua empresa  • Shopper: visita seu estabelecimento pelo menos 1 vez.  • Cliente eventual: Compram sem fidelidade, com um ou mais produtos em situações de necessidade ou necessidade ocasional.  • Cliente regular: próximos da fidelidade, compram determinado produto periodicamente; • Defensor: Seja por satisfação ou insatisfação, divulgam a marca da empresa e sua experiência com o produto para terceiros.  O cliente externo é aquele que está na sociedade de consumo, detentor de determinado poder de compra. O cliente interno é muito referido nas ações de endomarketing das empresas, pois são os funcionários, equipes de trabalhos e demais colaboradores internos da empresa.  No cenário atual, todo empreendimento deve encantar o seu cliente oferecendo produtos de alta qualidade a preço acessível, serviço eficaz, resposta imediata e as devidas soluções para os problemas e dúvidas proveniente do uso da mercadoria.
  • 12. Algumas dicas para fidelizar o seu cliente  1. Conheça bem o seu cliente  2. Tenha canais de comunicação eficazes  3.Crie programas de ofertas  4.Crie programas de ofertas  5. Destaque-se: busque diferenciais
  • 13. Porque que os clientes são importantes ?  O cliente sempre é considerado como a figura mais importante para uma empresa. Quando as empresas realizam treinamentos e fazem seus comerciais nos meios de comunicação, muita ênfase é dada a importância que o cliente possui, constituindo-se assim no alvo principal das organizações. Mencionam que devemos olhar para o foco do cliente, ou seja, olhar para onde o cliente olha, procurando identificar as demandas que irão atender aos seus anseios e necessidades.  Isto posto, observamos que na prática os serviços de telemarketing e SAC, muitas vezes ignoram esses princípios de respeitar àquelas pessoas que são ditas como as mais importantes para a organização, não tendo o mínimo respeito pelo cidadão. Se o cliente é importante, e para algumas organizações ele é até nominado como “o patrão”, não é justo o tratamento dado, principalmente nas situações em eu ele é o demandante do processo.
  • 14. Efeitos dos incidentes críticos  O relacionamento dos clientes com as empresas, e vice- versa, é a base para o fundamento de opiniões sobre essas empresas por parte dos clientes e para a sua permanência ou não como clientes. A maior parte das transações entre um consumidor e uma empresa, alteram pouco a relação existente entre o cliente e a empresa porque regra geral a transação segue um comportamento esperado. Por exemplo: solicitamos o produto/serviço, recebemos esse produto/serviço e pagamos pelo que solicitamos. Isto numa visão simplista de uma relação cliente – empresa.  Por vezes a empresa poderá ter pouca influência na satisfação dos consumidores. Grove (1997) estudou o impacto que outros consumidores têm na experiência de cada um. O estudo sugere que os consumidores podem ser a fonte da sua própria insatisfação através de comportamentos inapropriados e por serem despropositadamente exigentes. Os incidentes críticos apresentados neste estudo são causados por consumidores problemáticos.
  • 15. Efeito multiplicador de perda de clientes.  Satisfação e Lealdade do Cliente e o seu Relacionamento com as Empresas  Hoje em dia as empresas deverão focar a sua atenção nos clientes. As estratégias de marketing deverão ser desenvolvidas sempre tendo em conta os seus consumidores e qual o seu comportamento ao longo do tempo, ou seja, o seu tempo de vida enquanto consumidores.  As organizações tomaram consciência da importância fulcral do conhecimento profundo dos seus consumidores, de forma a fazerem face a um rápido crescimento da concorrência. Os consumidores, por seu lado, são cada vez mais exigentes, minuciosos nas suas escolhas, e Conhecedores do mercado. Senão por curiosidade própria, será certamente por um marketing cada vez mais agressivo das empresas concorrentes, que os consumidores tomam conhecimento de novas marcas, novos conceitos e novos produtos. Assim, toda e qualquer empresa deverá ter interesse em saber o que faz os seus clientes serem- lhes fiéis ou abandonarem os seus serviços.
  • 16. Meios de fidelização  1. Emissão de um cartão eletrónico  Função de fidelidade, acumulação de pontos por compras efetuadas;  Possibilita compras a crédito, preferencialmente com parceria de instituição bancária/financeira  Regalias para o utilizador:  Acesso a descontos exclusivos;  Acumulação de pontos no cartão, que a posterior podem ser trocados por deduções na compras de outros produtos;  Eventuais descontos ou acesso a serviços complementares,(entregas ao domicílio, grátis, isenção pagamentos de comissões ou taxas de reserva);  Mailing personalizado;  Estacionamento gratuito;  Atribuição de Cheques oferta;  Pagamento facilitado, em prestações e mesmo sem juros,
  • 17.  . Serviço Pós-venda  Envio gratuito ao domicílio dos produtos adquiridos;  Aceitação da devolução dos produtos caso não o pretendam utilizar, em prazo mais alargado que o normal ( 15 a 30 dias);  Serviço ao domicílio em prazo curto ( 48 horas);  Apresentação de orçamentos para reparação;  Assitência técnica gratuita ao longo do ano;  3. Serviço Empresas  Vasta oferta a preço mínimo garantido;  Serviço exclusivo e com atendimento personalizado para empresas;  Procedimentos simples e eficaz;  Condições de pagamento preferenciais;  Serviço de entrega.  4. Serviço Utilizador ( acesso ao site)  Similação de compra;  Envio de Newsletter com produtos e promoções em destaque.
  • 18. Cartão de fidelização  Um cartão de fidelização, cartão de descontos ou cartão de cliente é um cartão que serve de suporte físico para programas de empresas de comércio e serviços que oferecem bonificações (descontos, prémios, pontos que podem ser trocados por bens, etc.) ao titular quando compra produtos ou serviços da empresa ou à empresa emissora do cartão.  Este tipo de cartões possibilita o acesso a benefícios especialmente concebidos para os titulares, que podem gozar normalmente sem custos dos benefícios que outorgam restaurantes, discotecas, hoteis, agências de viagens, lojas, cinemas, companhias
  • 19. Satisfaçao versus Fidelizaçao  A satisfação é um tema que esta despertando interesse, não só no meio empresarial, mais também no meio acadêmico. Os esforços para alinhar a estratégias de Marketing com objetivo de maximizar a satisfação e fidelidade do cliente têm sido levados a séria pelos fornecedores de produtos e serviços.  A satisfação de um cliente consiste na sensação de agrado que ele sente ao adquirir um Ben ou serviço em comparação com desempenho que o produto traz para ele.
  • 20.  A fidelidade do consumidor tem sido considerada como um ativo significante para uma organização. Muitos estudos realizados sobre esta matéria indicam que um elevado grau de fidelidade do consumidor, normalmente traduz-se numa grande vantagem e uma base de clientes mais estável (AMAURI, 2000).  Em uma época em que o mercado esta cada vez mais competitiva, fidelização de clientes é um tema não só corrente como essencial. O cliente procura apoiar- se numa empresa que possa lhe oferecer maior conforto, estabilidade,segurança,comodidade,agilidade e garantia. De acordo com o contexto empresarial, um cliente satisfeito e fiel é caracterizado pelo seu comportamento de compras, por repetir suas compres regularmente, por recomendar a empresa, seus produtos e serviços a outras pessoas, e ainda por ser imune a pressão da concorrência. 
  • 21.  1. A primeira recomendação é descobrir onde é possível acumular pontos, ou seja, quais empresas têm programas de fidelidade. Vários segmentos do dia a dia já aderiram: farmácias, postos de gasolina, escolas de idiomas, lojas de vestuário e etc. 2. Concentre suas compras em empresas que tenham programas de fidelidade. Cada uma delas possui um regulamento específico. Consulte periodicamente as regras para acúmulo e resgate de pontos. É muito importante conhecer bem os benefícios oferecidos para melhor aproveitá-los. 3. Compare as mecânicas de pontuação, bem como as regras de cada programa: pontuação mínima para resgate, prazo de validade dos pontos, relação do valor gasto com a quantidade de pontos acumulada, etc. 4. Participe de uma rede que reúna pontos de varias empresas em uma única conta, assim você acumula mais em menos tempo. Ao concentrar todos os pontos, é possível conquistar prêmios de maior valor. As redes possuem inúmeras opções, como passagens aéreas, hospedagens, experiências, produtos eletrônicos, assinatura de TV, entre outros. Sempre haverá algum prêmio do seu interesse.
  • 22.  5. Peça sempre ao tendente do estabelecimento que credite os seus pontos na hora da compra. Confira se todas as pontuações foram creditadas. 6. Consulte sempre o prazo de validade dos pontos, para não deixar que expirem. 7. Cartão de Crédito: em quase todos é possível ganhar pontos. Confira seu saldo na fatura do cartão mensalmente, para saber quantos pontos têm à disposição. Quase todos os bancos brasileiros são conectados à Múltiplos, por exemplo. Não deixe de transferir os pontos do cartão para a rede. 8. Faça todas as compras (da farmácia à viagem internacional) com o cartão de crédito. Assim você pontua duas vezes: pelo estabelecimento e pelo cartão de crédito. 9. Transfira outras contas rotineiras (como telefone e seguro saúde) para a fatura do seu cartão. Assim você passa a ganhar mais pontos pelo cartão de crédito. 10. Você ainda pode utilizar seus pontos para presentear alguém: com passagens, produtos eletrônicos, livros, etc.