SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 26
Faculdade de Administração de Cataguases
Curso de Administração
Marketing e Recursos Humanos
Trabalho apresentado pelo aluno Thiago de Meira Rezende à Professora Luciana Lima, da
disciplina Introdução à Administração.
Cataguases
Maio / 2013
Resumo
O presente trabalho tem como objetivo central apresentar de uma forma concisae
simplificada os processos práticos ou conceituais que evolvem a área de Marketing e
Recursos Humanos, no que diz respeito à administração dentro do âmbito
organizacional.
Ressalto quesão duas áreas imprescindíveis e importantíssimas para que o
trabalho realizado nas organizações empresariais sejadesenvolvido com competência e,
sobretudo, comexcelência.
No decorrer deste pequeno e enriquecedor trabalho, serão abordados assuntos
que retratam a base estrutural do tema especificado, incluindo os processos que
interligam Marketing e Recursos Humanos com os seus respectivos segmentos ou
subsistemas construtivos.
Thiago de Meira Rezende
http://thiago-administrador.blogspot.com
Sumário
Introdução
Marketing
1- Objetivos
2- Principais Atividades
3- Mix de Marketing
4- Franquia
5- Marketing de Relacionamento
Conclusão
Introdução
Recursos Humanos
1- A Função do RH
2- Empregabilidade
3- Desenvolvimento
4- Compensação
5- Manutenção
Conclusão
Introdução: Marketing
Pode ser definido, mediante as pesquisas que realizei sobre o tema proposto,
como sendo o conjunto primordial de conhecimentos imprescindíveis com a finalidade
de estimular a venda de produtos e serviços, detectando e aproveitando as oportunidades
de mercado, com o objetivo de satisfazer o cliente e obter retorno para determinada
marca, empresa ou pessoa. Cabe ao profissional traçar e executar estratégias para
alcançar os objetivos que a empresa deseja atingir, como lealdade à marca, boa imagem
do produto e lucratividade.
O Marketing está inserido em qualquer tipo de organização, desde
departamentos de grandes empresas até institutos de pesquisa e órgãos públicos,
promovendo a marca e o lançamento de produtos, definindo, por exemplo, as
estratégias, o público-alvo e o preço a ser estabelecido.
Além de sua inserção referente à pesquisa de mercado, coletando e analisando
dados sobre o perfil do consumidor e o ambiente socioeconômico, na inovação de
produtos que já existem e necessitam de atualização e com os criativosmerchandisings.
1- Objetivos
É importante destacar que os profissionais de Marketing estão sempre prontos
para mudanças, independentemente do sucesso absoluto do produto perante o mercado,
há sempre vontade e interesse para inová-lo, atraindo, portanto, novos públicos com
perfis diversificados. De acordo com os objetivos planejados pelos profissionais de
Marketing, inovar é preciso e de suma importância para atender às necessidades de cada
receptor.
Os principais objetivos de Marketing são:
 Atrair novos clientes;
 Manter os clientes, sempre objetivando a satisfação;
 O profissional de Marketing deve dominar três características básicas:
Percepção – analisar o mercado mediante uma visão sistêmica, não apenas como
uma série de produtos, mas, na maioria das vezes, colocar-se como consumidor.
Pró-atividade – possuir iniciativa para criar coisas novas.
Persistência – acreditar no sucesso do produto.
2- Principais Atividades
O ambiente de Marketing é tudo aquilo que está ao redor das atividades de uma
empresa. O ambiente é vulnerável a diversos acontecimentos e situações que colocam a
empresa perante a um cenário de mudanças constantes.
O clímax do conflito com este ambiente de Marketing repleto de mudanças,
ameaças e oportunidades serve para as empresas observarem o mercado de uma forma
mais atenta, profunda e detalhada com a finalidade de captar com sabedoria tais
acontecimentos e, consequentemente, organizar para planejar estratégias e
programarações que aumentem a vantagem competitiva de seus produtos.
Abaixo, confira algumas atividades principais que envolvem o Marketing:
Gerência de Produto
Acompanhar o serviço desde a concepção aos estágios de pesquisas, design,
desenvolvimento e fabricação até o lançamento no mercado.
Definição de Preço
Determinado de acordo com os custos, poder aquisitivo do mercado e preço dos
produtos concorrentes.
Distribuição
Realizada por um ou mais canais, em venda direta ao consumidor ou por
intermediários. A distribuição dos produtos depende de sua natureza e da forma como é
feita a venda. Os canais tradicionais de distribuição são o atacado, o varejo e as vendas
industriais, além das vendas via internet.
Publicidade
Seleciona as características atraentes capaz de atrair o público-alvo e criar na
mente do consumidor diferenciações positivas do produto em relação aos concorrentes.
Uma das principais técnicas do Marketing, a publicidade, tem o objetivo de criar e
desenvolver ou mudar os hábitos e as necessidades do consumidor.
Vendas
Contato direto entre o comprador e vendedor. Os fabricantes de bens de consumo e
larga escala, embora não vendam diretamente ao consumidor final, costumam empregar
um grande número de vendedores para lidar com todos os intermediários de todo tipo,
sejam eles atacadistas ou varejistas.
Entretanto, com o aumento do número de concorrentes em quase todos os ramos de
negócios o campo de atuação do Marketing passou a incluir atividades como serviços
de atendimento ao cliente e comunicação com o consumidor. Em algumas empresas, a
diretoria de Marketing detém poder decisório sobre áreas das mais diversificadas, como
programação visual e embalagem, preço, relações públicas e pesquisa de
desenvolvimento de produtos novos.
3- Mix de Marketing
O Mix de Marketing, também conhecido como Composto de Marketing ou
4P’s, significa o conjunto de ferramentas que a empresa utiliza para perseguir seus
objetivos de Marketing no mercado-alvo.
Essas ferramentas são classificadas em quatro grupos, sendo os 4P’S de
Marketing:
.
Produto
Significaqualquer coisa que possa ser oferecida e que satisfaça as necessidades e
desejos de um mercado. Produto inclui não só bens ou serviços, mas também marcas,
embalagens, serviços aos clientes e outras características. Não necessariamente o
produto precisa ser físico. Eles podem existir fisicamente, mas também ser serviços,
pessoas, locais, organizações, ideias, dentre outros.
Para entender melhor o que é um bem, há necessidade de compreender que não
se trata somente de algo tangível – palpável ou físico -, que compramos e levamos para
casa. Muitas vezes estão, junto a ele, serviços, como as férias em um hotel ou um show
de uma artista famoso.
O produto deve, obrigatoriamente, ser aquele desejado pelo cliente, estar dentro
das suas expectativas e satisfazer suas necessidades.
Das quatro variáveis do Mix de Marketing, podemos considerar o produto como
sendo a mais crítica no processo decisório. As empresas precisam administrar suas
marcas como um dos principais patrimônios da empresa. Além de administrar a marca,
é necessário posicioná-la de forma correta para que as estratégias alcancem seus
objetivos.
Preço
Significa o valor monetário atribuído a um produto ou serviço para efeito de
comercialização. Sob a ótica de Marketing, o mais correto é falar em composto de
preço, isto é, toda a política que envolve os custos e supera as diferentes barreiras até
chegar ao consumidor final.
O preço é a quantidade de dinheiro, bens ou serviços que deve ser dada para se
adquirir a propriedade ou uso de um produto. Sendo considerado o único componente
do Mix de Marketingque gera receita e é um dos principais elementos na determinação
da participação de mercado de uma empresa e de sua rentabilidade.
O consumidor ao comprar um produto paga o preço e recebe os benefícios dele.
A determinação do preço de um produto ou serviço nem sempre é uma tarefa simples. É
preciso considerar que, quando bem posicionado, o preço de um produto ou serviço é
fator primordial ao sucesso do plano de Marketing.
O cliente procurará um preço justo, que não deve ser nem muito elevado, de
modo que o cliente ache que não vale a pena compra-lo, nem tão baixo que o leve a
pensar que há algo de errado com o produto.
Analisando essas informações, fica o questionamento: qual é o preço ideal de
um produto? O preço ideal de um produto é simplesmente aquele que o cliente julga
justo e que, ao mesmo tempo, é interessante lucrativamente para a empresa.
Praça
A praça está interligada a todos os componentes básicos de distribuição de bens
ou serviços, incluindo os canais de vendas tradicionais, lê-se lojas, distribuidores, dentre
outros, ocorrendo, dessa forma, disponibilidade dos bens ou serviços mediante tais
canais.
Portanto, é conhecida como ponto de venda ou canal de distribuição e pode ser
descrito como sendo uma rede organizada de órgãos e instituições que, em combinação,
executam todas as funções necessárias para ligar os fabricantes aos usuários finais. De
uma forma mais simples, distribuição em Marketing significa disponibilizar o produto
ou serviço ao cliente da forma mais fácil e conveniente para ser adquirido.
São várias as formas de distribuição. Dentre as principais, menciono:
Distribuição Direta
Ocorre quando o produtor do serviço ou produto vende diretamente ao
consumidor. Exemplo: algumas empresas utilizam-se das chamadas “lojas da fábrica”,
nas quais fabricantes de produtos vendem diretamente aos consumidores. Também
pode-se citar os prestadores de serviços, os quais executam, eles mesmos, o serviço para
o consumidor como os dentistas, cabeleireiros, dentre outros.
Distribuição Indireta
Ocorre quando o produto ou serviço utiliza-se de distribuidores para levar o
produto ou serviço até o consumidor. Exemplo: quase a totalidade dos produtos
encontrados nos supermercados não é fabricada por eles. Os supermercados são
intermediários entre o fabricante e o consumidor.
Promoção
Significa todo o esforço de comunicação persuasiva, criativa e inovadora, a
respeito de uma organização e seus produtos.
Sob o ponto de vista do Marketing são todas as formas de comunicação
promocional utilizadas pelas empresas e organizações para se comunicarem com seus
mercados, lê-se propaganda, publicidade epromoção de vendas.
Propaganda
A propaganda é um item que está inserido dentro da promoção e juntas
desempenham papel fundamental na criação de valor para o cliente. A mesma se torna
importante porque informa aos clientes sobre os produtos e ativa a necessidade de
compra-los.
A propaganda influencia na escolha do consumidor, pois além de transmitir
informações sobre os produtos, oferece informações sobre a empresa. Contudo, é
necessária porque tem a capacidade de informar um grande número de clientes ao
mesmo tempo e, consequentemente, ajuda o consumidor a criar ou aumentar a
percepção dos atributos dos produtos e dos pontos fortes da empresa.
Publicidade
A publicidade é toda comunicação que não é paga pela veiculação. Por exemplo,
quando um artigo sobre um produto é publicado em um jornal ou revista, as
características do produto são comunicadas ao público sem ônus para a empresa.
Promoção de vendas
As ferramentas de promoção de vendas são:
... possuem três características distintas:
De comunicação: que visa atrair a atenção dos consumidores;
De incentivo: que visa estimular o consumo;
De convite: que objetiva convidar para uma transação imediata.
Promoções de vendas são ferramentas usadas pelos profissionais de Marketing
que fazem parte do nosso dia-a-dia. Quantas vezes não recortamos selos em
embalagens para concorrer a um carro ou uma casa?
Exemplos como esses têm como principal objetivo alavancar vendas e fazer com
que os consumidores sejam atraídos pelas promoções e optem por comprar da empresa
que fez a promoção ao invés dos concorrentes.
Prêmio Cupom Concurso
4-Franquia
Posso mencionar, mediante as pesquisas realizadas, que a Franquia é um dos
modelos de negócios mais promissores existentes no mercado. Através dela, o
franqueador, lê-se dono da marca, cede ao fraqueado o direito de uso da sua marca e da
distribuição de seus produtos ou serviços. Sendo assim, por sua vez, o franqueado paga
parte do faturamento ao franqueador sob forma de royalties.
É importante ressaltar que as Franquias têm a mesma necessidade de realizar
ações de Marketing como qualquer outro negócio. Mas tem que seguir as regras
estipuladas pelo franqueador em relação ao tipo de comunicação, linguagem, aplicação
de logo e fornecedor.
Sabendo-se que essas ações são conjuntas, atendem às necessidades de toda a
rede e são campanhas promocionais ou institucionais. Juntas formam o Macro
Marketing com a finalidade de almejar a visibilidade nacional da Franquia. O mesmo
consiste em ações definidas pela rede franqueadora, as quais são baseadas no conceito e
público-alvo gerais do grupo, sem especificar as diferenças regionais de cada unidade.
Uma das vantagens deste plano de Marketing amplo é que uma campanha
promocional, com a inserção de toda rede, pode oferecer mais prêmios e com valores
bem mais altos do que se a mesma ação fosse realizada por uma só unidade.
Mas o perfil e o desejo do público podem variar de região para região. Para
suprir as necessidades individuais de cada unidade franqueada existe o Micro
Marketing ou Marketing local, que é basicamente a personalização das ações gerais do
grupo.
Todas as ações de Marketing fazem parte de um planejamento, na maioria das
vezes, feito pela rede de Franquias e que é analisado para saber quais os resultados está
gerando. O planejamento, aliado às ações locais, ajuda a definir a evolução da
campanha, as demandas do mercado e mostra quem é público-alvo de cada unidade,
além de suas respectivas necessidades e desejos. Aponta ainda a concorrência e a
melhor maneira de se posicionar nomercado.
Assim, podemos perceber a importância do Marketing e como é lucrativo
investir em publicidade para o público local.
Um dos recursos fundamentais é a utilização das redes sociais como meio de
comunicação para divulgar os produtos e serviços, além de uma aproximação com o
cliente.
5- Marketing de Relacionamento
Marketing de Relacionamento e Cliente: uma sintonia perfeita. Sabendo-se, de um
lado, qual é a identidade da marca e, de outro, o perfil do consumidor, incluindo as
suas crenças e os seus valores, cabe ao Marketing de Relacionamento garantir a
conexão entre ambos num processo contínuo de ação e reação.
Devido as minhas pesquisas sobre o tema, pude observar que Marketing de
Relacionamento está interligado a um conjunto de estratégias, dinâmicas e criativas,
que visam primordialmente ao entendimento e a gestão do relacionamento entre uma
empresa para com o seu cliente, objetivando consideravelmente a percepção do valor da
marca e a produtividade da empresa ao longo do tempo. Refere-se à gestão do
relacionamento, quando o Marketing está voltado para o comportamento do cliente com
o objetivo de acompanhá-lo e influenciá-lo ao longo da jornada, utilizando-se de
inúmeros canais de comunicações como forma de conquistá-lo, ou seja, transformar o
não-cliente em cliente, aumentando assim, a frequência de compra. Sendo a fidelização
do cliente um dos pontos fundamentais para o sucesso da empresa.
É através desse tipo de ação que o cliente percebe que a empresa sabe
reconhecer suas necessidades, entregando produtos e serviços compatíveis com as suas
características.
Sabemos que vivemos em um mercado competitivo, em um meio que é marcado
pela similaridade entre empresas e produtos, entretanto, a grande vantagem do
Marketing de Relacionamento é a capacidade de ser algo a mais onde todo o resto é
igual. Ser inovador é sinônimo de sucesso, é trazer para o consumidor um motivo
concreto e seguro para escolher a sua marca em detrimento das outras. Isso pode ser
adquirido mediante a uma visão sistêmica do mercado, incluindo uma percepção
aguçada, inovadora, competente e ousada.
Em decorrência, afirmo que o “controle remoto” está nas mãos do consumidor,
por isso, o Marketing de Relacionamento deve perceber e reconhecer esta atitude e dar
para o consumidor o que ele quer obter, mas que sejam produtos ou serviços com
qualidade, sendo eficiente e eficaz, como forma de conquistá-lo com o objetivo de
fidelizar a sua marca e vencer os desafios impostos pelo mercado.
Conclusão
Em virtude dos fatos mencionados somos levados a acreditar que o Marketing é
visto como um conjunto de ações criativas e inovadoras capaz de chamar atenção do
consumidor para a marca que está sendo expandida, além de conquistar o público em
função do produto e/ou serviço oferecidos pela empresa.
O Marketing está inserido em qualquer tipo de organização, desde pequenas a
grandes empresas, o importante é fazê-lo com ousadia envolvendo criatividade e
dinamismo, buscando incansavelmente a promoção da marca com os seus respectivos
produtos.
Observei que a intenção do mesmo é dar maior visibilidade para empresa, por
intermédio das estratégias estipuladas, incluindo as propagandas veiculadas nos
diversificados meios de comunicação.
Enfim, o Marketing bem elaborado com estratégias diferenciadas é
importantíssimo para expansão de novos horizontes, incluindo fidelização à marca, boa
imagem e lucratividade e, consequentemente, a obtenção concreta do sucesso, além da
satisfação do consumidor.
Introdução: Recursos Humanos
Recursos Humanosé considerada uma área estratégica, envolvendo um amplo
poder de decisão e influência sobre o rumo dos negócios cujo processo se baseia em
virtude de atrair, reter e desenvolver pessoas por meio de sistemas e políticas
estruturadas com a finalidade de otimizar o desempenho e compromisso, visando
satisfazer as necessidades de clientes internos e externos.
RHé um termo que enfoca o lado empresarial e o lado administrativo como o todo.
A primeira parte do termo faz referência a Recursos que é um conjunto de elementos
que se tem a disposição para resolver uma série de necessidades. A segunda parte do
termo Humanos é a complementação do termo que equipara com outros como podem
ser os tecnológicos, os financeiros, dentre outros.
Recursos Humanos é um conjunto de pessoas as quais se dispõem para alcançar
um objetivo numa empresa.
1- A Função do RH
A função essencial ou tradicional dos Recursos Humanos é o recrutamento e
seleção de pessoal. É analisado o perfil do candidato por meio de entrevistas, provas,
dinâmicas e outros procedimentos para melhor desempenho das atividades
desenvolvidas na empresa.
Porém, é sempre válido ressaltar que, o papel do RH não restringe apenas a
essas funções. As organizações empresariais estão cada vez mais modernas, atualizadas
e competitivas, contudo, o órgão assessora os demais setores prestando informações
para um melhor desempenho.
Estão sempre atuando no planejamento, na organização, na integração dos
setores da empresa para que obtenham melhor proveito, exercendo um trabalho de
agentes de crescimento, observando o desempenho e a evolução da organização,
promovendo mudanças, transformações e contribuindo para o aumento da
produtividade, além de se preocupar com a aprendizagem, trabalho em equipe,
qualidade, dentre outros. Tudo para que haja resultados positivos, agregando valor para
clientes, colaboradores e investidores. Sendo uma área responsável pelo
acompanhamento de todo o processo, desde a seleção de pessoal até o desenvolvimento
das atividades, direcionado para as possibilidades de melhoria e expansão da empresa.
Para isso a gestão de Recursos Humanos inclui um conjunto de funções.
Sendo elas:
Planejamento de Recursos Humanos
Planejar aquilo que deve ser feito para conseguir os colaboradores corretos, com
perfil profissional compatível com os objetivos da empresa.
Recrutamento e Seleção
Recrutamento corresponde a um conjunto de técnicas e métodos destinados a
atrair candidatos capazes de ocupar determinados cargos ou desenvolver determinadas
tarefas na organização. Enquanto seleção é a fase que se segue ao recrutamento e
corresponde à escolha das pessoas conforme as necessidades da organização, ou seja,
comparar os perfis dos candidatos e as exigências do cargo ou função.
Integração dos Recursos Humanos
Decidida à seleção dos novos funcionários, segue-se a integração na
organização. Cada funcionário fica com determinada função e é integrado numa
carreira. Para isso é efetuada uma apresentação da organização, das instalações e dos
restantes dos colaboradores.
Análise e Descrição de Funções
Consistem na investigação sistemática das tarefas, obrigações e
responsabilidades de uma função e dos conhecimentos, capacidades e experiências de
que uma pessoa necessita para desempenhar as funções de forma adequada, onde podem
ser inclusas as seguintes questões:
- O que é que o funcionário faz?
- Como é que o funcionário executa as tarefas?
- Por que é que as tarefas são executadas?
- Que capacidades são necessárias?
Avaliação de Desempenho
Consiste na sistemática apreciação do comportamento do indivíduo na função
que ocupa, avaliando-o perante o seu comportamento e a sua comunicação, incluindo as
seguintes fases:
- Observação do comportamento a medir;
- Medição do comportamento;
- Comunicação do resultado de forma a motivar o trabalhador.
Remuneração e Incentivos
Remuneração entende-se por salário como forma de pagamento do trabalho e
incentivo entende-se como recompensa destinada a compensar e encorajar os
colaboradores que demonstrem um desempenho superior à média e podem ser
individuais ou coletivas.
Determinação dos salários:
- Análise e avaliação de funções;
- Imposições legais e negociação coletiva;
- Mercado de trabalho.
Higiene e Segurança no Trabalho
A higiene consiste em um conjunto de normas e procedimentos que visam à
proteção da integridade física e mental do trabalhador. Enquanto segurança no trabalho
consiste um conjunto de medidas técnicas destinadas a prevenir acidentes.
Formação Profissional e Desenvolvimento Pessoal
O desenvolvimento individual não inclui apenas a formação no sentido de
aumentar as capacidades com vista à execução de uma tarefa específica, mas a
educação em sentido mais geral, de forma a aumentar o nível de conhecimentos e a
capacidade de resposta às mudanças no ambiente exterior à organização.
Auditoria de Recursos Humanos
A auditoria de recursos humanos é uma forma de avaliar a gestão de pessoal na
organização e pode ser efetuada através de questionários, entrevistas e estatísticas de
pessoal.
Em suma, a gestão de Recursos Humanos é uma das funções tradicionais da
organização e que tem como missão estabelecer o sistema que rege as relações entre
seus colaboradores, definir a melhor adequação de cada um deles à função que irá
realizar, e estabelecer a integração dos colaboradores.
2-Empregabilidade
Os profissionais de Recursos Humanos referem-se à Empregabilidade como
um conjunto de competências que une atitudes, aptidões, curriculum e qualidades
pessoais para trabalhar em equipe, possuindo habilidade, criatividade, dinamicidade,
competência, ousadia, persistência, iniciativa, dentre outras características.
A Empregabilidade está relacionada a qualquer modalidade de trabalho, seja na
montagem do próprio negócio ou na prestação de serviços como empregado de uma
pequena, média ou grande empresa. É preciso estar respaldado em raízes fortes que
fomentem o crescimento e a transformação profissional.
O atual contexto perante o mercado de trabalho exige profissionais cada vez
mais preparados e conscientes de sua atuação. O termo Empregabilidade traz elementos
essenciais para se pensar em todo e qualquer profissional, pois exige capacidade e
adequação do profissional ao mercado de trabalho.
O desenvolvimento de competências e habilidades torna-se uma premissa para o
ingresso de profissionais em um mercado tão competitivo e veloz. A sociedade
contemporânea e os avanços tecnológicos contribuem para a visão e atenção a esse novo
olhar voltado para a Empregabilidade.
O termo Empregabilidade, segundo Marcus de Almeida – Pedagogia
Empresarial: Saberes, Práticas e Referências -2006, baseia-se na nomenclatura dada à
capacidade de adequação do profissional ao mercado de trabalho. Quanto mais adaptado
o profissional, maior sua Empregabilidade. Almeida( 2006, p. 112 ) cita um trecho do
artigo de Nancy Malschitzky:
“Entende-se por empregabilidade a busca constante do desenvolvimento de habilidades e
competências agregadas por meio do conhecimento específico e pela multifuncionalidade, as quais
tornam o profissional apto à obtenção de trabalho dentro ou fora da empresa.
O termo surgiu na última década, pela necessidade dos trabalhadores de adquirir novos
conhecimentos que os habilitassem a acompanhar as mudanças no mercado de trabalho. Até então, as
oportunidades de trabalho eram oferecidas principalmente pelas indústrias. A partir daí passam a surgir
vagas no setor de serviços, exigindo um outro perfil de trabalhador, que tenha competência para
desenvolver as novas atividades.”
O mercado de trabalho, cada vez mais competitivo, busca profissionais com
habilidade e competências renovadas. Atualmente busca-se um perfil profissional
pautado na competência e no desenvolvimento de habilidades. Isso se deve ao fato de
que o mercado de trabalho necessita de profissionais atualizados e conscientes de sua
realidade. Segundo Idalberto Chiavenato – Gestão de pessoas: O novo papel dos
recursos humanos nas organizações – 1999, a empregabilidade surgiu devido ao alto
índice de desemprego. Ela provém, portanto, da diferença entre a velocidade das
mudanças tecnológicas, as quais exigem do indivíduo novos conhecimentos e
habilidades e velocidade da reaprendizagem.
A Empregabilidade exige do profissional a busca constante pelo aprimoramento
de seus conhecimentos, sendo esta uma exigência fundamental para se inserir no
mercado de trabalho. Tem que ser competente, lê-se representação do saber efetivo da
matéria, e habilidoso, lê-se saber executar, ou seja, sua prática. Portanto não basta ter
um diploma, a empregabilidade exige mais do que isso.
Em suma, o profissional que tem competências e habilidades diversificadas é
capaz de atuar em qualquer ambiente organizacional, proporcionando mudança e visão
renovada.
3- Desenvolvimento
A área de Desenvolvimento de pessoas é a responsável por construir ferramentas e
metodologias para que as pessoas se desenvolvam dentro da estratégia da empresa.
O termo Desenvolvimento é muitas vezes confundido com treinamento. Sabemos
que o mesmo faz parte do Desenvolvimento, mas não é apenas treinamento que
desenvolve um colaborador e sim a sua força de vontade, ousadia, iniciativa,
persistência em querer melhorar o seu rendimento dentro de um grupo empresarial.
Podemos resumir Desenvolvimento como um ser humano sair de um ponto A para
um ponto B, sendo que o ponto B é melhor que o ponto A, ou seja, houve crescimento e
mudança de patamar.
Portanto, podemos ressaltar algumas responsabilidades da área de
Desenvolvimento:
Cultura e Valores
Refere-se à criação de ferramentas, metodologias, processos e projetos para que
os funcionários se desenvolvam dentro dos valores ou cultura da empresa.
Avaliação de Desempenho
Refere-se à metodologia que avalia os funcionários em relação aos resultados e à
forma como os resultados foram alcançados (valores/competências/comportamentos).
Treinamento
Refere-se à capacitação dos funcionários tecnicamente, dentro de determinados
conhecimentos e competências corporativas ou específicas para a função.
Gestão de Talentos
Refere-se aos programas de desenvolvimento para novos profissionais, através
de programas corporativos de estagiários ou trainees. Foco em pegar uma pessoa “crua”
para desenvolvê-la dentro da cultura da empresa e, depois, tecnicamente.
Um dos requisitos primordiais para esta área e outras do RH também, é que
alcance seus objetivos visando sempre à diferenciação, ou seja, ser único e transparente.
Devemos partir do princípio que pessoas são diferentes e não podem ser vistas como se
fossem todas iguais. Um grande desafio dessa área é desenvolver processos e
metodologias que consigam diferenciar os resultados e atitudes das pessoas com o
intuito de construir um Plano de Desenvolvimento Individual.
Contudo, o Desenvolvimento dos Recursos Humanos é visualizado com um
trabalho decisivo de sucesso estratégico para a competitividade da organização.
4-Compensação
Um sistema direcionado para uma atividade que se preocupa com recompensa ora
monetária ora não, dada ao indivíduo, lê-se colaborador, por seu trabalho com a
finalidade de atrair, manter e motivar as pessoas na empresa.
A Compensação inclui as seguintes atividades:
Estudo dos Cargos
Análise minuciosa de cada função dentro da empresa com o objetivo de avaliar
as competências e habilidades desenvolvidas por seus colaboradores caracterizados pela
produção individualcom o intuito de recompensá-los.
Estudo dos Salários
Salário mensal ou salário por hora e reajuste salarial, lê-se bônus e participação
nos resultados ora individual ora coletivo. Portanto, interesse, motivação e dedicação
levarão o colaborador ao aumento da remuneração.
Benefícios
Seguro de vida, refeição, transporte, plano de saúde, dentre outros. Além daqueles
relacionados em caso de acidente, demissão ou doença. Ressalto que alguns benefícios
são exigidos por lei e outros são opcionais.
Esta é uma área que enfatiza a excelência do serviço e o grau de responsabilidade do
funcionário, portanto, é uma área que lida com a recompensa que o colaborador recebe
mediante a execução de suas tarefas dentro do âmbito empresarial.
Contudo, o que posso deixar expresso é que o sistema de compensação nos faz
compreender perante ensinamentos e liderança que a mesma está inserida no campo da
motivação visando um bom desempenho no trabalho.
5- Manutenção
Um sistema direcionado para uma atividade que se preocupa com o bom ambiente
de trabalho, tanto em condições físicas como humanas.
A Manutenção inclui as seguintes atividades:
1- Orientação ao empregado para ele sentir parte da empresa;
2- Aconselhamento a problemas individuais;
3- Dar aos empregados as melhores condições de trabalho, lê-se higiene e
segurança;
4- Comunicação visando difundir informações sobre a organização aos
empregados.
5- Se relacionar com órgãos sindicais e governamentais.
Tendo como enfoque as pesquisas realizadas, exponho que a Manutenção cria
condições favoráveis para que os colaboradores estejam motivados a trabalhar e,
consequentemente, protegidos de possíveis riscos inerentes ao trabalho. Então, cabe ao
RH à obrigação ou o trabalho de implantar ferramentas ou suportes condizentes com as
suas necessidades com o intuito voltado para a satisfação das necessidades individuais
de seus colaboradores.
Conclusão
Em virtude dos fatos mencionados somos levados a acreditar que a área de
Recursos Humanos determina toda a estrutura ou organização de uma empresa. A
mesma está direcionada para um departamento que tem a responsabilidade de seleção,
empregabilidade, desenvolvimento, compensação, manutenção, além de estabelecer
toda a comunicação relativa aos funcionários da organização.
O RH inclui em suas atividades diversas decisões que são tomadas em prol da
produtividade e organização da empresa, além de formar profissionais capacitados para
gerenciar pessoas e lidar com todos os processos relacionados à gestão do quadro de
funcionários em sua totalidade.
Por fim, uma área que tem a função de estabelecer estratégias, metas e objetivos
e, que compõe a estrutura óssea de uma organização empresarial, incluindo
profissionais capacitados ecom competências elevadas que têm por objetivo ser a ponte
ou elo de comunicação entre os colaboradores.
Referências
Marketing
 http://www.docstoc.com/docs/21355035/Os-principais-objetivos-de-marketing-s%C3%A3o
 http://empresasefinancas.hsw.uol.com.br/planos-de-marketing19.htm
 http://www.coladaweb.com/marketing/principios-de-marketing
 http://www.cedet.com.br/index.php?/Tutoriais/Marketing/mix-de-marketing-4-pas-produto-
preco-promocao-e-praca.html
 http://exame.abril.com.br/pme/dicas-de-especialista/noticias/como-funciona-o-marketing-nas-
franquias
 http://www.administradores.com.br/noticias/marketing/a-importancia-das-acoes-de-marketing-
para-o-sucesso-das-franquias/49779/
Recursos Humanos
 http://guiadoestudante.abril.com.br/profissoes/administracao-negocios/gestao-recursos-humanos-
686423.shtml
 http://www.vw.com.br/pt/institucional/RecursosHumanos.html
 http://www.significados.com.br/rh/
 http://queconceito.com.br/recursos-humanos#ixzz2U3ZwaBbX
 http://www.knoow.net/cienceconempr/gestao/gestaorecursoshumanos.htm
 http://rederecursoshumanos.blogspot.com.br/2008/10/funo-dos-recursos-humanos-nas.html
 http://www.profilerecursoshumanos.com.br/2011/06/15/empregabilidade-uma-exigencia-
profissional/
 http://www.alessandrogruber.com.br/2010/07/rh-desenvolvimento-organizacional/
 http://www.portaladm.adm.br/ARH/arh4.htm
 http://www.uniriotec.br/~simone/Analise%20Empresarial/Parte%203%20-
%20Areas%20Funcionais/5_AreasFuncionais.pdf
 http://www.coladaweb.com/administracao/processos-de-atracao-desenvolvimento-e-
manutencao-em-rh
 http://pt.scribd.com/doc/35926890/16/Subsistema-de-Manutencao-de-RH
FIM!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Direito Comercial - Apontamentos das aulas do Prof. Doutor Rui Teixeira Santo...
Direito Comercial - Apontamentos das aulas do Prof. Doutor Rui Teixeira Santo...Direito Comercial - Apontamentos das aulas do Prof. Doutor Rui Teixeira Santo...
Direito Comercial - Apontamentos das aulas do Prof. Doutor Rui Teixeira Santo...A. Rui Teixeira Santos
 
Ambientes de Marketing - Macro e Micro
Ambientes de Marketing - Macro e MicroAmbientes de Marketing - Macro e Micro
Ambientes de Marketing - Macro e MicroDiego Andreasi
 
Plano de Marketing - passo a passo
Plano de Marketing - passo a passoPlano de Marketing - passo a passo
Plano de Marketing - passo a passoSamantha Col Debella
 
Gestão de Pessoas
Gestão de PessoasGestão de Pessoas
Gestão de PessoasLuis Cunha
 
Ferramentas de comunicação de marketing
Ferramentas de comunicação de marketingFerramentas de comunicação de marketing
Ferramentas de comunicação de marketingProfSergioNeves
 
Aula 1 - 1° capítulo - Gestão, Gestores e Organizações.pdf
Aula 1 - 1° capítulo - Gestão, Gestores e Organizações.pdfAula 1 - 1° capítulo - Gestão, Gestores e Organizações.pdf
Aula 1 - 1° capítulo - Gestão, Gestores e Organizações.pdfXavierLeiteManjate
 
Psicologia objeto e método.
Psicologia objeto e método.Psicologia objeto e método.
Psicologia objeto e método.Nuno Pereira
 
Adolescência e moralidade
Adolescência e  moralidadeAdolescência e  moralidade
Adolescência e moralidadeariadnemonitoria
 
85615563 teorias-organizacionais-resumo
85615563 teorias-organizacionais-resumo85615563 teorias-organizacionais-resumo
85615563 teorias-organizacionais-resumoEduardo Moreira
 

Mais procurados (20)

Teoria das organizações
Teoria das organizaçõesTeoria das organizações
Teoria das organizações
 
Gestão de stocks
Gestão de stocksGestão de stocks
Gestão de stocks
 
Slide tipos de marketing
Slide  tipos de marketingSlide  tipos de marketing
Slide tipos de marketing
 
Direito Comercial - Apontamentos das aulas do Prof. Doutor Rui Teixeira Santo...
Direito Comercial - Apontamentos das aulas do Prof. Doutor Rui Teixeira Santo...Direito Comercial - Apontamentos das aulas do Prof. Doutor Rui Teixeira Santo...
Direito Comercial - Apontamentos das aulas do Prof. Doutor Rui Teixeira Santo...
 
Teorias da Gestão
Teorias da GestãoTeorias da Gestão
Teorias da Gestão
 
Ambientes de Marketing - Macro e Micro
Ambientes de Marketing - Macro e MicroAmbientes de Marketing - Macro e Micro
Ambientes de Marketing - Macro e Micro
 
Plano de Marketing - passo a passo
Plano de Marketing - passo a passoPlano de Marketing - passo a passo
Plano de Marketing - passo a passo
 
Gestão de Pessoas
Gestão de PessoasGestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
 
Ferramentas de comunicação de marketing
Ferramentas de comunicação de marketingFerramentas de comunicação de marketing
Ferramentas de comunicação de marketing
 
Introdução ao Marketing
Introdução ao MarketingIntrodução ao Marketing
Introdução ao Marketing
 
Aula 7 - Problemas Econômicos
Aula 7 - Problemas EconômicosAula 7 - Problemas Econômicos
Aula 7 - Problemas Econômicos
 
Estratégia: Conhecendo conceitos
Estratégia: Conhecendo conceitosEstratégia: Conhecendo conceitos
Estratégia: Conhecendo conceitos
 
Aula 1 - 1° capítulo - Gestão, Gestores e Organizações.pdf
Aula 1 - 1° capítulo - Gestão, Gestores e Organizações.pdfAula 1 - 1° capítulo - Gestão, Gestores e Organizações.pdf
Aula 1 - 1° capítulo - Gestão, Gestores e Organizações.pdf
 
Introdução a administração 2012_01
Introdução a administração 2012_01Introdução a administração 2012_01
Introdução a administração 2012_01
 
Psicologia objeto e método.
Psicologia objeto e método.Psicologia objeto e método.
Psicologia objeto e método.
 
Adolescência e moralidade
Adolescência e  moralidadeAdolescência e  moralidade
Adolescência e moralidade
 
85615563 teorias-organizacionais-resumo
85615563 teorias-organizacionais-resumo85615563 teorias-organizacionais-resumo
85615563 teorias-organizacionais-resumo
 
Arquivo mt bom
Arquivo  mt bomArquivo  mt bom
Arquivo mt bom
 
Analise swot
Analise swotAnalise swot
Analise swot
 
Aula 1 - Gestão de Pessoal
Aula 1   - Gestão de PessoalAula 1   - Gestão de Pessoal
Aula 1 - Gestão de Pessoal
 

Destaque

Balanced Scorecard
Balanced ScorecardBalanced Scorecard
Balanced ScorecardThiago Meira
 
Administração e Organização
Administração e OrganizaçãoAdministração e Organização
Administração e OrganizaçãoJonathan Nascyn
 
Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2
Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2
Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2Wandick Rocha de Aquino
 
GestãO De Pessoas X GestãO De Rh
GestãO De Pessoas X GestãO De RhGestãO De Pessoas X GestãO De Rh
GestãO De Pessoas X GestãO De RhAngelo Peres
 
Atps analise de investimento
Atps analise de investimentoAtps analise de investimento
Atps analise de investimentoMai Reginato
 
Planejamento de marketing
Planejamento de marketingPlanejamento de marketing
Planejamento de marketingluizhsr
 
A gestão de marketing como ferramenta competitiva.
A gestão de marketing como ferramenta competitiva.A gestão de marketing como ferramenta competitiva.
A gestão de marketing como ferramenta competitiva.Sergio Montes
 
Planejamento Estrategico - A Funcao do Planejamento Estrategico - Colecao Ges...
Planejamento Estrategico - A Funcao do Planejamento Estrategico - Colecao Ges...Planejamento Estrategico - A Funcao do Planejamento Estrategico - Colecao Ges...
Planejamento Estrategico - A Funcao do Planejamento Estrategico - Colecao Ges...Alex Anunciato
 
Planejamento estratégico
Planejamento estratégicoPlanejamento estratégico
Planejamento estratégicoURCA
 
Função da gestão das organizações, CET - Secretariado Jurídico, Teoria dos Or...
Função da gestão das organizações, CET - Secretariado Jurídico, Teoria dos Or...Função da gestão das organizações, CET - Secretariado Jurídico, Teoria dos Or...
Função da gestão das organizações, CET - Secretariado Jurídico, Teoria dos Or...A. Rui Teixeira Santos
 
Gestão de recursos humanos
Gestão de recursos humanosGestão de recursos humanos
Gestão de recursos humanosNicole Fernandes
 
Trabalho escrito plano e estratégia de marketing
Trabalho escrito plano e estratégia de marketingTrabalho escrito plano e estratégia de marketing
Trabalho escrito plano e estratégia de marketingdaavydsvaz
 
Apresentação - Projecto Final- Plano de Marketing
Apresentação - Projecto Final- Plano de MarketingApresentação - Projecto Final- Plano de Marketing
Apresentação - Projecto Final- Plano de MarketingMª Luisa Pires
 
Gestão e Organização de Empresas parte 1
Gestão e Organização de Empresas parte 1Gestão e Organização de Empresas parte 1
Gestão e Organização de Empresas parte 1André Silva
 

Destaque (20)

Balanced Scorecard
Balanced ScorecardBalanced Scorecard
Balanced Scorecard
 
Administração e Organização
Administração e OrganizaçãoAdministração e Organização
Administração e Organização
 
Plano de Marketing
Plano de MarketingPlano de Marketing
Plano de Marketing
 
Administração de recursos humanos
Administração de recursos humanosAdministração de recursos humanos
Administração de recursos humanos
 
Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2
Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2
Práticas de Recursos Humanos - Aulas 1 e 2
 
GestãO De Pessoas X GestãO De Rh
GestãO De Pessoas X GestãO De RhGestãO De Pessoas X GestãO De Rh
GestãO De Pessoas X GestãO De Rh
 
Atps analise de investimento
Atps analise de investimentoAtps analise de investimento
Atps analise de investimento
 
Planejamento de marketing
Planejamento de marketingPlanejamento de marketing
Planejamento de marketing
 
A gestão de marketing como ferramenta competitiva.
A gestão de marketing como ferramenta competitiva.A gestão de marketing como ferramenta competitiva.
A gestão de marketing como ferramenta competitiva.
 
Pe em rh
Pe em rhPe em rh
Pe em rh
 
Planejamento Estrategico - A Funcao do Planejamento Estrategico - Colecao Ges...
Planejamento Estrategico - A Funcao do Planejamento Estrategico - Colecao Ges...Planejamento Estrategico - A Funcao do Planejamento Estrategico - Colecao Ges...
Planejamento Estrategico - A Funcao do Planejamento Estrategico - Colecao Ges...
 
Planejamento estratégico
Planejamento estratégicoPlanejamento estratégico
Planejamento estratégico
 
Função da gestão das organizações, CET - Secretariado Jurídico, Teoria dos Or...
Função da gestão das organizações, CET - Secretariado Jurídico, Teoria dos Or...Função da gestão das organizações, CET - Secretariado Jurídico, Teoria dos Or...
Função da gestão das organizações, CET - Secretariado Jurídico, Teoria dos Or...
 
Gestão de recursos humanos
Gestão de recursos humanosGestão de recursos humanos
Gestão de recursos humanos
 
Módulo 10
Módulo 10Módulo 10
Módulo 10
 
Trabalho escrito plano e estratégia de marketing
Trabalho escrito plano e estratégia de marketingTrabalho escrito plano e estratégia de marketing
Trabalho escrito plano e estratégia de marketing
 
Gestão+de+rh
Gestão+de+rhGestão+de+rh
Gestão+de+rh
 
Apresentação - Projecto Final- Plano de Marketing
Apresentação - Projecto Final- Plano de MarketingApresentação - Projecto Final- Plano de Marketing
Apresentação - Projecto Final- Plano de Marketing
 
Plano De Marketing Modelo
Plano De Marketing ModeloPlano De Marketing Modelo
Plano De Marketing Modelo
 
Gestão e Organização de Empresas parte 1
Gestão e Organização de Empresas parte 1Gestão e Organização de Empresas parte 1
Gestão e Organização de Empresas parte 1
 

Semelhante a Marketing e Recursos Humanos

1ºrascunho
1ºrascunho1ºrascunho
1ºrascunhoarfff
 
marketing--atualizado 2.pptx
marketing--atualizado 2.pptxmarketing--atualizado 2.pptx
marketing--atualizado 2.pptxBrunaS26
 
Apostila plano de marketingmkt001.v1.2
Apostila plano de marketingmkt001.v1.2Apostila plano de marketingmkt001.v1.2
Apostila plano de marketingmkt001.v1.2webone
 
Módulo 1- PEV- Programa de Excelência de Vendas
Módulo 1- PEV- Programa de Excelência de Vendas Módulo 1- PEV- Programa de Excelência de Vendas
Módulo 1- PEV- Programa de Excelência de Vendas Claudia Dias Coach
 
Técnico em Administração - Módulo II-2.pdf
Técnico em Administração - Módulo II-2.pdfTécnico em Administração - Módulo II-2.pdf
Técnico em Administração - Módulo II-2.pdfcamaradeManoelVitori
 
A VENDA NAS ESTRATÉGIAS DE MARKETING
A VENDA NAS ESTRATÉGIAS DE MARKETINGA VENDA NAS ESTRATÉGIAS DE MARKETING
A VENDA NAS ESTRATÉGIAS DE MARKETINGRodrigo de Oliveira
 
O que e_mkt_janaina_a_oliveira
O que e_mkt_janaina_a_oliveiraO que e_mkt_janaina_a_oliveira
O que e_mkt_janaina_a_oliveiraJanaína Oliveira
 
PLANO DE MARKETING.ppt
PLANO DE MARKETING.pptPLANO DE MARKETING.ppt
PLANO DE MARKETING.pptConsulPereira
 
Marketing Holístico e os 4P's do Marketing
Marketing Holístico e os 4P's do MarketingMarketing Holístico e os 4P's do Marketing
Marketing Holístico e os 4P's do MarketingRafael Gomes
 
Alessandra gestão de negocios - prospecção de vendas buscando clientes pot...
Alessandra    gestão de negocios - prospecção de vendas buscando clientes pot...Alessandra    gestão de negocios - prospecção de vendas buscando clientes pot...
Alessandra gestão de negocios - prospecção de vendas buscando clientes pot...wladia nunes
 
Marketing estratégico
Marketing estratégicoMarketing estratégico
Marketing estratégicoLuciana Gomes
 

Semelhante a Marketing e Recursos Humanos (20)

Plano de marketing (1)
Plano de marketing (1)Plano de marketing (1)
Plano de marketing (1)
 
1ºrascunho
1ºrascunho1ºrascunho
1ºrascunho
 
Trabalho final
Trabalho finalTrabalho final
Trabalho final
 
Marketing Empresarial
Marketing EmpresarialMarketing Empresarial
Marketing Empresarial
 
marketing--atualizado 2.pptx
marketing--atualizado 2.pptxmarketing--atualizado 2.pptx
marketing--atualizado 2.pptx
 
O mix de marketing
O mix de marketingO mix de marketing
O mix de marketing
 
Apostila plano de marketingmkt001.v1.2
Apostila plano de marketingmkt001.v1.2Apostila plano de marketingmkt001.v1.2
Apostila plano de marketingmkt001.v1.2
 
Módulo 1- PEV- Programa de Excelência de Vendas
Módulo 1- PEV- Programa de Excelência de Vendas Módulo 1- PEV- Programa de Excelência de Vendas
Módulo 1- PEV- Programa de Excelência de Vendas
 
Técnico em Administração - Módulo II-2.pdf
Técnico em Administração - Módulo II-2.pdfTécnico em Administração - Módulo II-2.pdf
Técnico em Administração - Módulo II-2.pdf
 
Função marketing
Função marketingFunção marketing
Função marketing
 
A VENDA NAS ESTRATÉGIAS DE MARKETING
A VENDA NAS ESTRATÉGIAS DE MARKETINGA VENDA NAS ESTRATÉGIAS DE MARKETING
A VENDA NAS ESTRATÉGIAS DE MARKETING
 
O que e_mkt_janaina_a_oliveira
O que e_mkt_janaina_a_oliveiraO que e_mkt_janaina_a_oliveira
O que e_mkt_janaina_a_oliveira
 
PLANO DE MARKETING.ppt
PLANO DE MARKETING.pptPLANO DE MARKETING.ppt
PLANO DE MARKETING.ppt
 
Mix
MixMix
Mix
 
Mix de marketing
Mix de marketingMix de marketing
Mix de marketing
 
INICIAÇÃO AO MARKETING
INICIAÇÃO AO MARKETINGINICIAÇÃO AO MARKETING
INICIAÇÃO AO MARKETING
 
Marketing Holístico e os 4P's do Marketing
Marketing Holístico e os 4P's do MarketingMarketing Holístico e os 4P's do Marketing
Marketing Holístico e os 4P's do Marketing
 
Alessandra gestão de negocios - prospecção de vendas buscando clientes pot...
Alessandra    gestão de negocios - prospecção de vendas buscando clientes pot...Alessandra    gestão de negocios - prospecção de vendas buscando clientes pot...
Alessandra gestão de negocios - prospecção de vendas buscando clientes pot...
 
Marketing pizzopack ebook
Marketing pizzopack ebookMarketing pizzopack ebook
Marketing pizzopack ebook
 
Marketing estratégico
Marketing estratégicoMarketing estratégico
Marketing estratégico
 

Mais de Thiago Meira

Projetos Profissionais
Projetos ProfissionaisProjetos Profissionais
Projetos ProfissionaisThiago Meira
 
Mecânica das Rochas
Mecânica das RochasMecânica das Rochas
Mecânica das RochasThiago Meira
 
Cominuição: Moagem
Cominuição: MoagemCominuição: Moagem
Cominuição: MoagemThiago Meira
 
Cominuição: Moagem
Cominuição: MoagemCominuição: Moagem
Cominuição: MoagemThiago Meira
 
Depósitos Vulcanogênicos e Depósitos Plutogênicos
Depósitos Vulcanogênicos e Depósitos PlutogênicosDepósitos Vulcanogênicos e Depósitos Plutogênicos
Depósitos Vulcanogênicos e Depósitos PlutogênicosThiago Meira
 
Pacific Ring of Fire: Cinturão de Fogo ou Anel de Fogo.
Pacific Ring of Fire: Cinturão de Fogo ou Anel de Fogo.Pacific Ring of Fire: Cinturão de Fogo ou Anel de Fogo.
Pacific Ring of Fire: Cinturão de Fogo ou Anel de Fogo.Thiago Meira
 
Japão: um desastre histórico.
Japão: um desastre histórico.Japão: um desastre histórico.
Japão: um desastre histórico.Thiago Meira
 
Trabalho de Mineralogia - Bauxita
Trabalho de Mineralogia - BauxitaTrabalho de Mineralogia - Bauxita
Trabalho de Mineralogia - BauxitaThiago Meira
 
Trabalho de Mineralogia - Gnaisse
Trabalho de Mineralogia - GnaisseTrabalho de Mineralogia - Gnaisse
Trabalho de Mineralogia - GnaisseThiago Meira
 
Trabalho de Mineralogia - Limonita
Trabalho de Mineralogia - LimonitaTrabalho de Mineralogia - Limonita
Trabalho de Mineralogia - LimonitaThiago Meira
 
Trabalho de Mineralogia - Água Mineral
Trabalho de Mineralogia - Água MineralTrabalho de Mineralogia - Água Mineral
Trabalho de Mineralogia - Água MineralThiago Meira
 

Mais de Thiago Meira (19)

Projetos Profissionais
Projetos ProfissionaisProjetos Profissionais
Projetos Profissionais
 
Ementa do curso
Ementa do cursoEmenta do curso
Ementa do curso
 
Mecânica das Rochas
Mecânica das RochasMecânica das Rochas
Mecânica das Rochas
 
Perfuratriz
PerfuratrizPerfuratriz
Perfuratriz
 
Perfuratriz
PerfuratrizPerfuratriz
Perfuratriz
 
Cominuição: Moagem
Cominuição: MoagemCominuição: Moagem
Cominuição: Moagem
 
Cominuição: Moagem
Cominuição: MoagemCominuição: Moagem
Cominuição: Moagem
 
Depósitos Vulcanogênicos e Depósitos Plutogênicos
Depósitos Vulcanogênicos e Depósitos PlutogênicosDepósitos Vulcanogênicos e Depósitos Plutogênicos
Depósitos Vulcanogênicos e Depósitos Plutogênicos
 
Estofados Miraí
Estofados MiraíEstofados Miraí
Estofados Miraí
 
Recursos Minerais
Recursos MineraisRecursos Minerais
Recursos Minerais
 
Peneiramento
PeneiramentoPeneiramento
Peneiramento
 
Pesquisa Mineral
Pesquisa MineralPesquisa Mineral
Pesquisa Mineral
 
Gemologia
GemologiaGemologia
Gemologia
 
Pacific Ring of Fire: Cinturão de Fogo ou Anel de Fogo.
Pacific Ring of Fire: Cinturão de Fogo ou Anel de Fogo.Pacific Ring of Fire: Cinturão de Fogo ou Anel de Fogo.
Pacific Ring of Fire: Cinturão de Fogo ou Anel de Fogo.
 
Japão: um desastre histórico.
Japão: um desastre histórico.Japão: um desastre histórico.
Japão: um desastre histórico.
 
Trabalho de Mineralogia - Bauxita
Trabalho de Mineralogia - BauxitaTrabalho de Mineralogia - Bauxita
Trabalho de Mineralogia - Bauxita
 
Trabalho de Mineralogia - Gnaisse
Trabalho de Mineralogia - GnaisseTrabalho de Mineralogia - Gnaisse
Trabalho de Mineralogia - Gnaisse
 
Trabalho de Mineralogia - Limonita
Trabalho de Mineralogia - LimonitaTrabalho de Mineralogia - Limonita
Trabalho de Mineralogia - Limonita
 
Trabalho de Mineralogia - Água Mineral
Trabalho de Mineralogia - Água MineralTrabalho de Mineralogia - Água Mineral
Trabalho de Mineralogia - Água Mineral
 

Último

Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfAntonio Barros
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteIpdaWellington
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxsfwsoficial
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitlerhabiwo1978
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxpatriciapedroso82
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 

Último (20)

Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 

Marketing e Recursos Humanos

  • 1. Faculdade de Administração de Cataguases Curso de Administração Marketing e Recursos Humanos Trabalho apresentado pelo aluno Thiago de Meira Rezende à Professora Luciana Lima, da disciplina Introdução à Administração. Cataguases Maio / 2013
  • 2. Resumo O presente trabalho tem como objetivo central apresentar de uma forma concisae simplificada os processos práticos ou conceituais que evolvem a área de Marketing e Recursos Humanos, no que diz respeito à administração dentro do âmbito organizacional. Ressalto quesão duas áreas imprescindíveis e importantíssimas para que o trabalho realizado nas organizações empresariais sejadesenvolvido com competência e, sobretudo, comexcelência. No decorrer deste pequeno e enriquecedor trabalho, serão abordados assuntos que retratam a base estrutural do tema especificado, incluindo os processos que interligam Marketing e Recursos Humanos com os seus respectivos segmentos ou subsistemas construtivos. Thiago de Meira Rezende http://thiago-administrador.blogspot.com
  • 3. Sumário Introdução Marketing 1- Objetivos 2- Principais Atividades 3- Mix de Marketing 4- Franquia 5- Marketing de Relacionamento Conclusão Introdução Recursos Humanos 1- A Função do RH 2- Empregabilidade 3- Desenvolvimento 4- Compensação 5- Manutenção Conclusão
  • 4. Introdução: Marketing Pode ser definido, mediante as pesquisas que realizei sobre o tema proposto, como sendo o conjunto primordial de conhecimentos imprescindíveis com a finalidade de estimular a venda de produtos e serviços, detectando e aproveitando as oportunidades de mercado, com o objetivo de satisfazer o cliente e obter retorno para determinada marca, empresa ou pessoa. Cabe ao profissional traçar e executar estratégias para alcançar os objetivos que a empresa deseja atingir, como lealdade à marca, boa imagem do produto e lucratividade. O Marketing está inserido em qualquer tipo de organização, desde departamentos de grandes empresas até institutos de pesquisa e órgãos públicos, promovendo a marca e o lançamento de produtos, definindo, por exemplo, as estratégias, o público-alvo e o preço a ser estabelecido. Além de sua inserção referente à pesquisa de mercado, coletando e analisando dados sobre o perfil do consumidor e o ambiente socioeconômico, na inovação de produtos que já existem e necessitam de atualização e com os criativosmerchandisings.
  • 5. 1- Objetivos É importante destacar que os profissionais de Marketing estão sempre prontos para mudanças, independentemente do sucesso absoluto do produto perante o mercado, há sempre vontade e interesse para inová-lo, atraindo, portanto, novos públicos com perfis diversificados. De acordo com os objetivos planejados pelos profissionais de Marketing, inovar é preciso e de suma importância para atender às necessidades de cada receptor. Os principais objetivos de Marketing são:  Atrair novos clientes;  Manter os clientes, sempre objetivando a satisfação;  O profissional de Marketing deve dominar três características básicas: Percepção – analisar o mercado mediante uma visão sistêmica, não apenas como uma série de produtos, mas, na maioria das vezes, colocar-se como consumidor. Pró-atividade – possuir iniciativa para criar coisas novas. Persistência – acreditar no sucesso do produto.
  • 6. 2- Principais Atividades O ambiente de Marketing é tudo aquilo que está ao redor das atividades de uma empresa. O ambiente é vulnerável a diversos acontecimentos e situações que colocam a empresa perante a um cenário de mudanças constantes. O clímax do conflito com este ambiente de Marketing repleto de mudanças, ameaças e oportunidades serve para as empresas observarem o mercado de uma forma mais atenta, profunda e detalhada com a finalidade de captar com sabedoria tais acontecimentos e, consequentemente, organizar para planejar estratégias e programarações que aumentem a vantagem competitiva de seus produtos. Abaixo, confira algumas atividades principais que envolvem o Marketing: Gerência de Produto Acompanhar o serviço desde a concepção aos estágios de pesquisas, design, desenvolvimento e fabricação até o lançamento no mercado. Definição de Preço Determinado de acordo com os custos, poder aquisitivo do mercado e preço dos produtos concorrentes. Distribuição Realizada por um ou mais canais, em venda direta ao consumidor ou por intermediários. A distribuição dos produtos depende de sua natureza e da forma como é feita a venda. Os canais tradicionais de distribuição são o atacado, o varejo e as vendas industriais, além das vendas via internet.
  • 7. Publicidade Seleciona as características atraentes capaz de atrair o público-alvo e criar na mente do consumidor diferenciações positivas do produto em relação aos concorrentes. Uma das principais técnicas do Marketing, a publicidade, tem o objetivo de criar e desenvolver ou mudar os hábitos e as necessidades do consumidor. Vendas Contato direto entre o comprador e vendedor. Os fabricantes de bens de consumo e larga escala, embora não vendam diretamente ao consumidor final, costumam empregar um grande número de vendedores para lidar com todos os intermediários de todo tipo, sejam eles atacadistas ou varejistas. Entretanto, com o aumento do número de concorrentes em quase todos os ramos de negócios o campo de atuação do Marketing passou a incluir atividades como serviços de atendimento ao cliente e comunicação com o consumidor. Em algumas empresas, a diretoria de Marketing detém poder decisório sobre áreas das mais diversificadas, como programação visual e embalagem, preço, relações públicas e pesquisa de desenvolvimento de produtos novos. 3- Mix de Marketing O Mix de Marketing, também conhecido como Composto de Marketing ou 4P’s, significa o conjunto de ferramentas que a empresa utiliza para perseguir seus objetivos de Marketing no mercado-alvo. Essas ferramentas são classificadas em quatro grupos, sendo os 4P’S de Marketing: .
  • 8. Produto Significaqualquer coisa que possa ser oferecida e que satisfaça as necessidades e desejos de um mercado. Produto inclui não só bens ou serviços, mas também marcas, embalagens, serviços aos clientes e outras características. Não necessariamente o produto precisa ser físico. Eles podem existir fisicamente, mas também ser serviços, pessoas, locais, organizações, ideias, dentre outros. Para entender melhor o que é um bem, há necessidade de compreender que não se trata somente de algo tangível – palpável ou físico -, que compramos e levamos para casa. Muitas vezes estão, junto a ele, serviços, como as férias em um hotel ou um show de uma artista famoso. O produto deve, obrigatoriamente, ser aquele desejado pelo cliente, estar dentro das suas expectativas e satisfazer suas necessidades.
  • 9. Das quatro variáveis do Mix de Marketing, podemos considerar o produto como sendo a mais crítica no processo decisório. As empresas precisam administrar suas marcas como um dos principais patrimônios da empresa. Além de administrar a marca, é necessário posicioná-la de forma correta para que as estratégias alcancem seus objetivos. Preço Significa o valor monetário atribuído a um produto ou serviço para efeito de comercialização. Sob a ótica de Marketing, o mais correto é falar em composto de preço, isto é, toda a política que envolve os custos e supera as diferentes barreiras até chegar ao consumidor final. O preço é a quantidade de dinheiro, bens ou serviços que deve ser dada para se adquirir a propriedade ou uso de um produto. Sendo considerado o único componente do Mix de Marketingque gera receita e é um dos principais elementos na determinação da participação de mercado de uma empresa e de sua rentabilidade. O consumidor ao comprar um produto paga o preço e recebe os benefícios dele. A determinação do preço de um produto ou serviço nem sempre é uma tarefa simples. É preciso considerar que, quando bem posicionado, o preço de um produto ou serviço é fator primordial ao sucesso do plano de Marketing. O cliente procurará um preço justo, que não deve ser nem muito elevado, de modo que o cliente ache que não vale a pena compra-lo, nem tão baixo que o leve a pensar que há algo de errado com o produto.
  • 10. Analisando essas informações, fica o questionamento: qual é o preço ideal de um produto? O preço ideal de um produto é simplesmente aquele que o cliente julga justo e que, ao mesmo tempo, é interessante lucrativamente para a empresa. Praça A praça está interligada a todos os componentes básicos de distribuição de bens ou serviços, incluindo os canais de vendas tradicionais, lê-se lojas, distribuidores, dentre outros, ocorrendo, dessa forma, disponibilidade dos bens ou serviços mediante tais canais. Portanto, é conhecida como ponto de venda ou canal de distribuição e pode ser descrito como sendo uma rede organizada de órgãos e instituições que, em combinação, executam todas as funções necessárias para ligar os fabricantes aos usuários finais. De uma forma mais simples, distribuição em Marketing significa disponibilizar o produto ou serviço ao cliente da forma mais fácil e conveniente para ser adquirido.
  • 11. São várias as formas de distribuição. Dentre as principais, menciono: Distribuição Direta Ocorre quando o produtor do serviço ou produto vende diretamente ao consumidor. Exemplo: algumas empresas utilizam-se das chamadas “lojas da fábrica”, nas quais fabricantes de produtos vendem diretamente aos consumidores. Também pode-se citar os prestadores de serviços, os quais executam, eles mesmos, o serviço para o consumidor como os dentistas, cabeleireiros, dentre outros. Distribuição Indireta Ocorre quando o produto ou serviço utiliza-se de distribuidores para levar o produto ou serviço até o consumidor. Exemplo: quase a totalidade dos produtos encontrados nos supermercados não é fabricada por eles. Os supermercados são intermediários entre o fabricante e o consumidor.
  • 12. Promoção Significa todo o esforço de comunicação persuasiva, criativa e inovadora, a respeito de uma organização e seus produtos. Sob o ponto de vista do Marketing são todas as formas de comunicação promocional utilizadas pelas empresas e organizações para se comunicarem com seus mercados, lê-se propaganda, publicidade epromoção de vendas. Propaganda A propaganda é um item que está inserido dentro da promoção e juntas desempenham papel fundamental na criação de valor para o cliente. A mesma se torna importante porque informa aos clientes sobre os produtos e ativa a necessidade de compra-los. A propaganda influencia na escolha do consumidor, pois além de transmitir informações sobre os produtos, oferece informações sobre a empresa. Contudo, é necessária porque tem a capacidade de informar um grande número de clientes ao mesmo tempo e, consequentemente, ajuda o consumidor a criar ou aumentar a percepção dos atributos dos produtos e dos pontos fortes da empresa. Publicidade A publicidade é toda comunicação que não é paga pela veiculação. Por exemplo, quando um artigo sobre um produto é publicado em um jornal ou revista, as características do produto são comunicadas ao público sem ônus para a empresa.
  • 13. Promoção de vendas As ferramentas de promoção de vendas são: ... possuem três características distintas: De comunicação: que visa atrair a atenção dos consumidores; De incentivo: que visa estimular o consumo; De convite: que objetiva convidar para uma transação imediata. Promoções de vendas são ferramentas usadas pelos profissionais de Marketing que fazem parte do nosso dia-a-dia. Quantas vezes não recortamos selos em embalagens para concorrer a um carro ou uma casa? Exemplos como esses têm como principal objetivo alavancar vendas e fazer com que os consumidores sejam atraídos pelas promoções e optem por comprar da empresa que fez a promoção ao invés dos concorrentes. Prêmio Cupom Concurso
  • 14. 4-Franquia Posso mencionar, mediante as pesquisas realizadas, que a Franquia é um dos modelos de negócios mais promissores existentes no mercado. Através dela, o franqueador, lê-se dono da marca, cede ao fraqueado o direito de uso da sua marca e da distribuição de seus produtos ou serviços. Sendo assim, por sua vez, o franqueado paga parte do faturamento ao franqueador sob forma de royalties. É importante ressaltar que as Franquias têm a mesma necessidade de realizar ações de Marketing como qualquer outro negócio. Mas tem que seguir as regras estipuladas pelo franqueador em relação ao tipo de comunicação, linguagem, aplicação de logo e fornecedor. Sabendo-se que essas ações são conjuntas, atendem às necessidades de toda a rede e são campanhas promocionais ou institucionais. Juntas formam o Macro Marketing com a finalidade de almejar a visibilidade nacional da Franquia. O mesmo consiste em ações definidas pela rede franqueadora, as quais são baseadas no conceito e público-alvo gerais do grupo, sem especificar as diferenças regionais de cada unidade. Uma das vantagens deste plano de Marketing amplo é que uma campanha promocional, com a inserção de toda rede, pode oferecer mais prêmios e com valores bem mais altos do que se a mesma ação fosse realizada por uma só unidade. Mas o perfil e o desejo do público podem variar de região para região. Para suprir as necessidades individuais de cada unidade franqueada existe o Micro Marketing ou Marketing local, que é basicamente a personalização das ações gerais do grupo. Todas as ações de Marketing fazem parte de um planejamento, na maioria das vezes, feito pela rede de Franquias e que é analisado para saber quais os resultados está gerando. O planejamento, aliado às ações locais, ajuda a definir a evolução da campanha, as demandas do mercado e mostra quem é público-alvo de cada unidade,
  • 15. além de suas respectivas necessidades e desejos. Aponta ainda a concorrência e a melhor maneira de se posicionar nomercado. Assim, podemos perceber a importância do Marketing e como é lucrativo investir em publicidade para o público local. Um dos recursos fundamentais é a utilização das redes sociais como meio de comunicação para divulgar os produtos e serviços, além de uma aproximação com o cliente. 5- Marketing de Relacionamento Marketing de Relacionamento e Cliente: uma sintonia perfeita. Sabendo-se, de um lado, qual é a identidade da marca e, de outro, o perfil do consumidor, incluindo as suas crenças e os seus valores, cabe ao Marketing de Relacionamento garantir a conexão entre ambos num processo contínuo de ação e reação. Devido as minhas pesquisas sobre o tema, pude observar que Marketing de Relacionamento está interligado a um conjunto de estratégias, dinâmicas e criativas, que visam primordialmente ao entendimento e a gestão do relacionamento entre uma empresa para com o seu cliente, objetivando consideravelmente a percepção do valor da marca e a produtividade da empresa ao longo do tempo. Refere-se à gestão do relacionamento, quando o Marketing está voltado para o comportamento do cliente com o objetivo de acompanhá-lo e influenciá-lo ao longo da jornada, utilizando-se de inúmeros canais de comunicações como forma de conquistá-lo, ou seja, transformar o não-cliente em cliente, aumentando assim, a frequência de compra. Sendo a fidelização do cliente um dos pontos fundamentais para o sucesso da empresa.
  • 16. É através desse tipo de ação que o cliente percebe que a empresa sabe reconhecer suas necessidades, entregando produtos e serviços compatíveis com as suas características. Sabemos que vivemos em um mercado competitivo, em um meio que é marcado pela similaridade entre empresas e produtos, entretanto, a grande vantagem do Marketing de Relacionamento é a capacidade de ser algo a mais onde todo o resto é igual. Ser inovador é sinônimo de sucesso, é trazer para o consumidor um motivo concreto e seguro para escolher a sua marca em detrimento das outras. Isso pode ser adquirido mediante a uma visão sistêmica do mercado, incluindo uma percepção aguçada, inovadora, competente e ousada. Em decorrência, afirmo que o “controle remoto” está nas mãos do consumidor, por isso, o Marketing de Relacionamento deve perceber e reconhecer esta atitude e dar para o consumidor o que ele quer obter, mas que sejam produtos ou serviços com qualidade, sendo eficiente e eficaz, como forma de conquistá-lo com o objetivo de fidelizar a sua marca e vencer os desafios impostos pelo mercado. Conclusão Em virtude dos fatos mencionados somos levados a acreditar que o Marketing é visto como um conjunto de ações criativas e inovadoras capaz de chamar atenção do consumidor para a marca que está sendo expandida, além de conquistar o público em função do produto e/ou serviço oferecidos pela empresa. O Marketing está inserido em qualquer tipo de organização, desde pequenas a grandes empresas, o importante é fazê-lo com ousadia envolvendo criatividade e dinamismo, buscando incansavelmente a promoção da marca com os seus respectivos produtos. Observei que a intenção do mesmo é dar maior visibilidade para empresa, por intermédio das estratégias estipuladas, incluindo as propagandas veiculadas nos diversificados meios de comunicação. Enfim, o Marketing bem elaborado com estratégias diferenciadas é importantíssimo para expansão de novos horizontes, incluindo fidelização à marca, boa imagem e lucratividade e, consequentemente, a obtenção concreta do sucesso, além da satisfação do consumidor.
  • 17. Introdução: Recursos Humanos Recursos Humanosé considerada uma área estratégica, envolvendo um amplo poder de decisão e influência sobre o rumo dos negócios cujo processo se baseia em virtude de atrair, reter e desenvolver pessoas por meio de sistemas e políticas estruturadas com a finalidade de otimizar o desempenho e compromisso, visando satisfazer as necessidades de clientes internos e externos. RHé um termo que enfoca o lado empresarial e o lado administrativo como o todo. A primeira parte do termo faz referência a Recursos que é um conjunto de elementos que se tem a disposição para resolver uma série de necessidades. A segunda parte do termo Humanos é a complementação do termo que equipara com outros como podem ser os tecnológicos, os financeiros, dentre outros. Recursos Humanos é um conjunto de pessoas as quais se dispõem para alcançar um objetivo numa empresa.
  • 18. 1- A Função do RH A função essencial ou tradicional dos Recursos Humanos é o recrutamento e seleção de pessoal. É analisado o perfil do candidato por meio de entrevistas, provas, dinâmicas e outros procedimentos para melhor desempenho das atividades desenvolvidas na empresa. Porém, é sempre válido ressaltar que, o papel do RH não restringe apenas a essas funções. As organizações empresariais estão cada vez mais modernas, atualizadas e competitivas, contudo, o órgão assessora os demais setores prestando informações para um melhor desempenho. Estão sempre atuando no planejamento, na organização, na integração dos setores da empresa para que obtenham melhor proveito, exercendo um trabalho de agentes de crescimento, observando o desempenho e a evolução da organização, promovendo mudanças, transformações e contribuindo para o aumento da produtividade, além de se preocupar com a aprendizagem, trabalho em equipe, qualidade, dentre outros. Tudo para que haja resultados positivos, agregando valor para clientes, colaboradores e investidores. Sendo uma área responsável pelo acompanhamento de todo o processo, desde a seleção de pessoal até o desenvolvimento das atividades, direcionado para as possibilidades de melhoria e expansão da empresa. Para isso a gestão de Recursos Humanos inclui um conjunto de funções. Sendo elas: Planejamento de Recursos Humanos Planejar aquilo que deve ser feito para conseguir os colaboradores corretos, com perfil profissional compatível com os objetivos da empresa. Recrutamento e Seleção Recrutamento corresponde a um conjunto de técnicas e métodos destinados a atrair candidatos capazes de ocupar determinados cargos ou desenvolver determinadas tarefas na organização. Enquanto seleção é a fase que se segue ao recrutamento e corresponde à escolha das pessoas conforme as necessidades da organização, ou seja, comparar os perfis dos candidatos e as exigências do cargo ou função. Integração dos Recursos Humanos Decidida à seleção dos novos funcionários, segue-se a integração na organização. Cada funcionário fica com determinada função e é integrado numa carreira. Para isso é efetuada uma apresentação da organização, das instalações e dos restantes dos colaboradores.
  • 19. Análise e Descrição de Funções Consistem na investigação sistemática das tarefas, obrigações e responsabilidades de uma função e dos conhecimentos, capacidades e experiências de que uma pessoa necessita para desempenhar as funções de forma adequada, onde podem ser inclusas as seguintes questões: - O que é que o funcionário faz? - Como é que o funcionário executa as tarefas? - Por que é que as tarefas são executadas? - Que capacidades são necessárias? Avaliação de Desempenho Consiste na sistemática apreciação do comportamento do indivíduo na função que ocupa, avaliando-o perante o seu comportamento e a sua comunicação, incluindo as seguintes fases: - Observação do comportamento a medir; - Medição do comportamento; - Comunicação do resultado de forma a motivar o trabalhador. Remuneração e Incentivos Remuneração entende-se por salário como forma de pagamento do trabalho e incentivo entende-se como recompensa destinada a compensar e encorajar os colaboradores que demonstrem um desempenho superior à média e podem ser individuais ou coletivas. Determinação dos salários: - Análise e avaliação de funções; - Imposições legais e negociação coletiva; - Mercado de trabalho. Higiene e Segurança no Trabalho A higiene consiste em um conjunto de normas e procedimentos que visam à proteção da integridade física e mental do trabalhador. Enquanto segurança no trabalho consiste um conjunto de medidas técnicas destinadas a prevenir acidentes.
  • 20. Formação Profissional e Desenvolvimento Pessoal O desenvolvimento individual não inclui apenas a formação no sentido de aumentar as capacidades com vista à execução de uma tarefa específica, mas a educação em sentido mais geral, de forma a aumentar o nível de conhecimentos e a capacidade de resposta às mudanças no ambiente exterior à organização. Auditoria de Recursos Humanos A auditoria de recursos humanos é uma forma de avaliar a gestão de pessoal na organização e pode ser efetuada através de questionários, entrevistas e estatísticas de pessoal. Em suma, a gestão de Recursos Humanos é uma das funções tradicionais da organização e que tem como missão estabelecer o sistema que rege as relações entre seus colaboradores, definir a melhor adequação de cada um deles à função que irá realizar, e estabelecer a integração dos colaboradores. 2-Empregabilidade Os profissionais de Recursos Humanos referem-se à Empregabilidade como um conjunto de competências que une atitudes, aptidões, curriculum e qualidades pessoais para trabalhar em equipe, possuindo habilidade, criatividade, dinamicidade, competência, ousadia, persistência, iniciativa, dentre outras características.
  • 21. A Empregabilidade está relacionada a qualquer modalidade de trabalho, seja na montagem do próprio negócio ou na prestação de serviços como empregado de uma pequena, média ou grande empresa. É preciso estar respaldado em raízes fortes que fomentem o crescimento e a transformação profissional. O atual contexto perante o mercado de trabalho exige profissionais cada vez mais preparados e conscientes de sua atuação. O termo Empregabilidade traz elementos essenciais para se pensar em todo e qualquer profissional, pois exige capacidade e adequação do profissional ao mercado de trabalho. O desenvolvimento de competências e habilidades torna-se uma premissa para o ingresso de profissionais em um mercado tão competitivo e veloz. A sociedade contemporânea e os avanços tecnológicos contribuem para a visão e atenção a esse novo olhar voltado para a Empregabilidade. O termo Empregabilidade, segundo Marcus de Almeida – Pedagogia Empresarial: Saberes, Práticas e Referências -2006, baseia-se na nomenclatura dada à capacidade de adequação do profissional ao mercado de trabalho. Quanto mais adaptado o profissional, maior sua Empregabilidade. Almeida( 2006, p. 112 ) cita um trecho do artigo de Nancy Malschitzky: “Entende-se por empregabilidade a busca constante do desenvolvimento de habilidades e competências agregadas por meio do conhecimento específico e pela multifuncionalidade, as quais tornam o profissional apto à obtenção de trabalho dentro ou fora da empresa. O termo surgiu na última década, pela necessidade dos trabalhadores de adquirir novos conhecimentos que os habilitassem a acompanhar as mudanças no mercado de trabalho. Até então, as oportunidades de trabalho eram oferecidas principalmente pelas indústrias. A partir daí passam a surgir vagas no setor de serviços, exigindo um outro perfil de trabalhador, que tenha competência para desenvolver as novas atividades.” O mercado de trabalho, cada vez mais competitivo, busca profissionais com habilidade e competências renovadas. Atualmente busca-se um perfil profissional pautado na competência e no desenvolvimento de habilidades. Isso se deve ao fato de que o mercado de trabalho necessita de profissionais atualizados e conscientes de sua realidade. Segundo Idalberto Chiavenato – Gestão de pessoas: O novo papel dos recursos humanos nas organizações – 1999, a empregabilidade surgiu devido ao alto índice de desemprego. Ela provém, portanto, da diferença entre a velocidade das mudanças tecnológicas, as quais exigem do indivíduo novos conhecimentos e habilidades e velocidade da reaprendizagem. A Empregabilidade exige do profissional a busca constante pelo aprimoramento de seus conhecimentos, sendo esta uma exigência fundamental para se inserir no mercado de trabalho. Tem que ser competente, lê-se representação do saber efetivo da matéria, e habilidoso, lê-se saber executar, ou seja, sua prática. Portanto não basta ter um diploma, a empregabilidade exige mais do que isso.
  • 22. Em suma, o profissional que tem competências e habilidades diversificadas é capaz de atuar em qualquer ambiente organizacional, proporcionando mudança e visão renovada. 3- Desenvolvimento A área de Desenvolvimento de pessoas é a responsável por construir ferramentas e metodologias para que as pessoas se desenvolvam dentro da estratégia da empresa. O termo Desenvolvimento é muitas vezes confundido com treinamento. Sabemos que o mesmo faz parte do Desenvolvimento, mas não é apenas treinamento que desenvolve um colaborador e sim a sua força de vontade, ousadia, iniciativa, persistência em querer melhorar o seu rendimento dentro de um grupo empresarial. Podemos resumir Desenvolvimento como um ser humano sair de um ponto A para um ponto B, sendo que o ponto B é melhor que o ponto A, ou seja, houve crescimento e mudança de patamar. Portanto, podemos ressaltar algumas responsabilidades da área de Desenvolvimento: Cultura e Valores Refere-se à criação de ferramentas, metodologias, processos e projetos para que os funcionários se desenvolvam dentro dos valores ou cultura da empresa. Avaliação de Desempenho Refere-se à metodologia que avalia os funcionários em relação aos resultados e à forma como os resultados foram alcançados (valores/competências/comportamentos).
  • 23. Treinamento Refere-se à capacitação dos funcionários tecnicamente, dentro de determinados conhecimentos e competências corporativas ou específicas para a função. Gestão de Talentos Refere-se aos programas de desenvolvimento para novos profissionais, através de programas corporativos de estagiários ou trainees. Foco em pegar uma pessoa “crua” para desenvolvê-la dentro da cultura da empresa e, depois, tecnicamente. Um dos requisitos primordiais para esta área e outras do RH também, é que alcance seus objetivos visando sempre à diferenciação, ou seja, ser único e transparente. Devemos partir do princípio que pessoas são diferentes e não podem ser vistas como se fossem todas iguais. Um grande desafio dessa área é desenvolver processos e metodologias que consigam diferenciar os resultados e atitudes das pessoas com o intuito de construir um Plano de Desenvolvimento Individual. Contudo, o Desenvolvimento dos Recursos Humanos é visualizado com um trabalho decisivo de sucesso estratégico para a competitividade da organização. 4-Compensação Um sistema direcionado para uma atividade que se preocupa com recompensa ora monetária ora não, dada ao indivíduo, lê-se colaborador, por seu trabalho com a finalidade de atrair, manter e motivar as pessoas na empresa. A Compensação inclui as seguintes atividades:
  • 24. Estudo dos Cargos Análise minuciosa de cada função dentro da empresa com o objetivo de avaliar as competências e habilidades desenvolvidas por seus colaboradores caracterizados pela produção individualcom o intuito de recompensá-los. Estudo dos Salários Salário mensal ou salário por hora e reajuste salarial, lê-se bônus e participação nos resultados ora individual ora coletivo. Portanto, interesse, motivação e dedicação levarão o colaborador ao aumento da remuneração. Benefícios Seguro de vida, refeição, transporte, plano de saúde, dentre outros. Além daqueles relacionados em caso de acidente, demissão ou doença. Ressalto que alguns benefícios são exigidos por lei e outros são opcionais. Esta é uma área que enfatiza a excelência do serviço e o grau de responsabilidade do funcionário, portanto, é uma área que lida com a recompensa que o colaborador recebe mediante a execução de suas tarefas dentro do âmbito empresarial. Contudo, o que posso deixar expresso é que o sistema de compensação nos faz compreender perante ensinamentos e liderança que a mesma está inserida no campo da motivação visando um bom desempenho no trabalho. 5- Manutenção Um sistema direcionado para uma atividade que se preocupa com o bom ambiente de trabalho, tanto em condições físicas como humanas. A Manutenção inclui as seguintes atividades:
  • 25. 1- Orientação ao empregado para ele sentir parte da empresa; 2- Aconselhamento a problemas individuais; 3- Dar aos empregados as melhores condições de trabalho, lê-se higiene e segurança; 4- Comunicação visando difundir informações sobre a organização aos empregados. 5- Se relacionar com órgãos sindicais e governamentais. Tendo como enfoque as pesquisas realizadas, exponho que a Manutenção cria condições favoráveis para que os colaboradores estejam motivados a trabalhar e, consequentemente, protegidos de possíveis riscos inerentes ao trabalho. Então, cabe ao RH à obrigação ou o trabalho de implantar ferramentas ou suportes condizentes com as suas necessidades com o intuito voltado para a satisfação das necessidades individuais de seus colaboradores. Conclusão Em virtude dos fatos mencionados somos levados a acreditar que a área de Recursos Humanos determina toda a estrutura ou organização de uma empresa. A mesma está direcionada para um departamento que tem a responsabilidade de seleção, empregabilidade, desenvolvimento, compensação, manutenção, além de estabelecer toda a comunicação relativa aos funcionários da organização. O RH inclui em suas atividades diversas decisões que são tomadas em prol da produtividade e organização da empresa, além de formar profissionais capacitados para gerenciar pessoas e lidar com todos os processos relacionados à gestão do quadro de funcionários em sua totalidade. Por fim, uma área que tem a função de estabelecer estratégias, metas e objetivos e, que compõe a estrutura óssea de uma organização empresarial, incluindo profissionais capacitados ecom competências elevadas que têm por objetivo ser a ponte ou elo de comunicação entre os colaboradores.
  • 26. Referências Marketing  http://www.docstoc.com/docs/21355035/Os-principais-objetivos-de-marketing-s%C3%A3o  http://empresasefinancas.hsw.uol.com.br/planos-de-marketing19.htm  http://www.coladaweb.com/marketing/principios-de-marketing  http://www.cedet.com.br/index.php?/Tutoriais/Marketing/mix-de-marketing-4-pas-produto- preco-promocao-e-praca.html  http://exame.abril.com.br/pme/dicas-de-especialista/noticias/como-funciona-o-marketing-nas- franquias  http://www.administradores.com.br/noticias/marketing/a-importancia-das-acoes-de-marketing- para-o-sucesso-das-franquias/49779/ Recursos Humanos  http://guiadoestudante.abril.com.br/profissoes/administracao-negocios/gestao-recursos-humanos- 686423.shtml  http://www.vw.com.br/pt/institucional/RecursosHumanos.html  http://www.significados.com.br/rh/  http://queconceito.com.br/recursos-humanos#ixzz2U3ZwaBbX  http://www.knoow.net/cienceconempr/gestao/gestaorecursoshumanos.htm  http://rederecursoshumanos.blogspot.com.br/2008/10/funo-dos-recursos-humanos-nas.html  http://www.profilerecursoshumanos.com.br/2011/06/15/empregabilidade-uma-exigencia- profissional/  http://www.alessandrogruber.com.br/2010/07/rh-desenvolvimento-organizacional/  http://www.portaladm.adm.br/ARH/arh4.htm  http://www.uniriotec.br/~simone/Analise%20Empresarial/Parte%203%20- %20Areas%20Funcionais/5_AreasFuncionais.pdf  http://www.coladaweb.com/administracao/processos-de-atracao-desenvolvimento-e- manutencao-em-rh  http://pt.scribd.com/doc/35926890/16/Subsistema-de-Manutencao-de-RH FIM!