Perfuratriz

8.984 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
9 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.984
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3.248
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
416
Comentários
1
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Perfuratriz

  1. 1. PERFURATRIZ Thiago de Meira Rezende
  2. 2. Abertura de um túnel em rocha, em 1850.A mão do homem foi gradativamente substituída pelamáquina e, consequentemente, introduziram-se asperfuratrizes e aperfeiçoaram-se as brocas, adaptando-asde acordo com o tipo de trabalho específico na área damineração.
  3. 3. PERFURATRIZAs rochas duras necessitam de explosivos para seremdesmontadas e, consequentemente, exploradas. Parainserir o explosivo na rocha, é necessário existirfuros adequados. Sendo que tais furos sãoconcretizados com equipamentos denominadosperfuratrizes.
  4. 4. CLASSIFICAÇÃO DASPERFURATRIZES As perfuratrizes usadas na escavação de rocha são classificadas em: Percussivas, Rotativas, Percussivo- rotativas e Furo- abaixo.
  5. 5. PERFURATRIZPERCUSSIVAÉ aquela que reproduz o trabalho manual deperfuração em rocha caracterizada por doismovimentos distintos e independentes: golpeamentoda broca, seguido de uma pequena rotação da mesma.
  6. 6. Produzindo um giro da broca imediatamente a cadagolpe. Sendo que o giro é constituído de umpequeno arco de círculo considerado descontínuo.O acionamento das perfuratrizes percussivas érealizado através de ar comprimido. Entretanto paraa realização de pequenos trabalhos, existem asperfuratrizes leves, acionadas por motor a gasolinae, consequentemente, constituindo-se de umconjunto único e portátil.
  7. 7. Os compressores de ar destinados a fornecer o arcomprimido podem ser estacionários ouportáteis. São estacionários quando montadossobre bases rígidas e de difícil deslocamento e,na maioria dos casos, movidos por motorelétrico. São portáteis quando montados sobrerodas de pneus e utilizam normalmente motordiesel e são rebocáveis.
  8. 8.  Funcionamento Reproduzem o trabalho manual. Impacto + pequena rotação. Acionamento Arcomprimido. Motores elétricos ( trabalhos leves ). Tipos: Manuais ou Marteletes
  9. 9. MODELO
  10. 10. SISTEMAS DE FUNCIONAMENTO Percussão Produzidas por um pistão, acionado por ar comprimido. Velocidade do pistão é diretamente proporcional à penetração da broca.
  11. 11.  Rotação Objetiva propiciar uma superfície “nova” para o corte. Acionado quando ocorre o movimento de retorno do pistão. A cada golpe do pescoço do pistão contra o punho da broca corresponde a uma rotação de um pequeno arco de círculo. Ocorre quando o fluxo de ar comprimido entra na câmara inferior e impulsiona a cabeça do pistão para cima, que por sua vez movimenta um sistema de catraca causando o giro da broca. É importante ressaltar que uma rotação completa corresponde a 11 percussões do pistão contra o punho de broca.
  12. 12.  Limpeza Remoção de resíduos oriundos do avanço da broca ( redução da eficiência ou travamento da broca ). Ar ( céus aberto ) ou água ( túneis ) introduzido pela perfuratriz e percorre a haste da broca.
  13. 13. PERFURATRIZ PERCUSSIVO-ROTATIVAEsta perfuratriz apresenta rotação contínua, alémde percussões sobre a broca. Diferem dasperfuratrizes percussivas porque as mesmas, alémdo porte menor, têm rotação da broca descontínua. Osistema independente de rotação pode girar ashastes em qualquer sentido, permitindo conectá-lasou desconectá-las.
  14. 14. Apresentam rotação contínua e um sistemaindependente de percussão sobre a broca. Osacionamentos da rotação e da percussão ficam fora dofuro.
  15. 15. PERFURATRIZ ROTATIVATransmite à broca somente movimento derotação contínuo. Não ocorre, portanto,percussões. A demolição da rocha no furo érealizada por rotação da broca que trabalhasob a ação de uma pressão constante. Oequipamento é montado sobre uma plataformaou carreta para permitir facilidade delocomoção.
  16. 16. As rochas são demolidas mediante corte, abrasão ouesmagamento. Sendo que as perfuratrizes rotativas, na maioriados casos, destinam-se a furos de grandes profundidades oudiâmetros como as atividades para prospecção geológicas,poços artesianos e exploração de poços petrolíferos.
  17. 17. PERFURATRIZ FURO-ABAIXOPossuem o acionamento do movimento de rotação forado furo e o de percussão dentro do furo.
  18. 18. As perfuratrizes de furo- abaixo foram desenvolvidaspara evitar a dissipação de energia provocada pelosoutros tipos de perfuratrizes.
  19. 19. A perfuratriz furo- abaixo opera comorotação contínua provida de um motorindependente, geralmente hidráulico, situadona superfície. O fluxo de ar comprimidodesce pelo interior das hastes até atingir aperfuratriz. Seu funcionamento apresentamuita semelhança com a perfuratrizpercussiva.
  20. 20.  Vantagens: Não ocorre dissipação de energia. Rendimento é maior para a mesma quantidade de ar comprimido. Desvantagens: A velocidade é menor. A ruptura ou travamento do colar pode significar perda total da perfuratriz. A vida útil das pastilhas é menor. Não trabalha bem em rocha muito fraturada ou na presença de água.
  21. 21. AVANÇOSPara que ocorra um trabalho efetivo de demolição da rocha econseqüente desenvolvimento da perfuração é necessário queseja exercido um esforço sobre a perfuratriz. É esse detalhe,aliado à percussão e rotação que faz progredir o furo.Nas perfuratrizes percussivas que são leves, o esforço podeser executado fisicamente pelo operador da perfuratriz, sendotransmitido à broca e à sua extremidade onde está a pastilha.Nos serviços de escavação a céu aberto, os sistemas deavanços desenvolvidos foram:
  22. 22.  Avanço PneumáticoAção por ar comprimido. Economiza-se mão de obra ebrocas. Possui uma ótima produtividade da perfuratriz. Éempregado na escavação de túneis e a céu aberto chama-se“bencher”.Para que ocorra um trabalho efetivo de demolição da rochae, consequentemente, desenvolvimento da perfuração énecessário que seja exercido um esforço sobre a perfuratriz.É esse esforço, aliado à percussão e rotação, que fazprogredir o furo.
  23. 23. O esforço é exercido fisicamente pelo operador daperfuratriz. Sem a aplicação desse esforço, ou quandoinsuficiente, a perfuratriz fica saltitando na perfuração,improdutivamente.
  24. 24. Avanço de CorrenteNeste sistema, o esforço sobre a perfuratriz é exercidomecanicamente por uma corrente ligada a ela, tracionada nosentido de provocar pressão da perfuratriz contra a broca edesta contra a rocha. Principais componentes: estrutura desuporte, placa deslizante, motor, corrente e roda dentada.
  25. 25. A estrutura de suporte é constituída por dois perfisjustapostos. Na extremidade superior do suporte fica a rodadentada por onde passa a corrente. O motor acionado por arcomprimido é solidário à estrutura que possui uma rodadentada que faz a corrente caminhar.
  26. 26.  Avanço de Parafuso Neste tipo de avanço o esforço sobre a perfuratriz é exercido mecanicamente por um longo parafuso que substitui a corrente do avanço de corrente. A perfuratriz é presa por meio de parafusos numa placa deslizante que pode se deslocar ao longo da estrutura de suporte. A placa deslizante possui na base uma rosca, penetrada pelo parafuso do avanço que gira por ação de um motor a ar comprimido, situado na extremidade superior da estrutura de suporte. As partes principais do avanço de parafuso são: estrutura de suporte, parafuso, placa deslizante com rosca e motor de rotação.
  27. 27. Vantagens: Velocidade da perfuração constante e alta. Posição do motor na extremidade superior torna-o menos vulnerável a choques. Grande vida útil do parafuso. Desvantagens: Quebras na estrutura de suporte. Parafuso danificado tem de ser trocado por um novo.
  28. 28. LOCOMOÇÃOA sequência das perfurações exige o deslocamento dasmáquinas após a conclusão de um furo. No processosubseqüente, o furo é carregado com explosivos edetonados. Enquanto a perfuratriz deverá estar em umlocal abrigado, onde não seja atingida pelos efeitos dadetonação.O deslocamento das perfuratrizes manuais é feito, nocaso de pequenos percursos, manualmente ou sobre umcaminhão, em longas distâncias.Existem três tipos de deslocamento entre furos, abrigodurante explosões e mudança de frente de trabalho. Sãoeles:
  29. 29. LOCOMOÇÃO MANUALAs perfuratrizes manuais são operadas e deslocadasmanualmente na sequência de furos, assim como paraabrigar a máquina durante a detonação do explosivo. Odeslocamento para novas frentes de escavação, quandodistantes, é realizado através de veículo. Quando asfrentes são próximas, poderá ser efetuado manualmente ecada trabalhador carrega nos ombros a perfuratriz queopera.
  30. 30. LOCOMOÇÃOTRACIONADAAs perfuratrizes que não são movimentadas manualmenteutiliza uma estrutura de suporte denominada chassi, sobre aqual é montada a perfuratriz com um sistema de avanço.Composto de rodas de borracha maciça ou pneumáticos euma barra de tração e, consequentemente, o equipamentopode ser deslocado com facilidade, tracionando-o comveículo ou trator, no caso de trajetos longos e manualmentea curta distância.A locomoção tracionada permitiu o desenvolvimento deperfuratrizes maiores e de maior produção.
  31. 31. LOCOMOÇÃO PRÓPRIAA perfuratriz é montada sobre uma unidade tratoraespecialmente projetada e construída para maior eficiênciado trabalho. A unidade tratora é quase sempre de esteiras, oque assegura a possibilidade de caminhar em terrenosdifíceis. Pode ser acionada por ar comprimido ou sistemashidráulicos. Pode-se empregar compressor de ar portátil,mas neste caso o mesmo é engatado à traseira da máquinapara o deslocamento.
  32. 32. ASSOCIAÇÃO DE PERFURATRIZ, AVANÇO E LOCOMOÇÃOEsta associação pode ser vista na perfuratrizmanual ou nos conjuntos de perfuração querecebem os nomes de bencher, wagon-drill ouperfuratriz sobre trator.
  33. 33. Perfuratrizes MANUAIS são usadas em: pequenaspedreiras, pequenos cortes rodoviários, serviços queexijam pequena produção mensal, aprofundamento deescavação para fundações, perfurações esporádicas emjazidas para pavimentação e acabamento de cortes evalas de drenagem. Transportadas manualmente empequenas distancias e em caminhões.
  34. 34. BENCHERO bencher (perfuratriz percussiva + avanço pneumático),associando uma carreta sobre dois pneus de borrachamaciça forma um conjunto também chamado bencher, defácil deslocamento tracionado e que precisa ser bemancorado para o trabalho. Furos de mais de 3 m.
  35. 35. WANGON- DRILL Associação da perfuratriz de um avanço de corrente e de uma estrutura de suporte dotada de duas ou quatro rodas com pneus e uma barra de tração. Motor de rotação. Permite perfurações inclinadas até 40º com a vertical.
  36. 36. PERFURATRIZ SOBRE TRATOR OU AUTOMOTIVAA perfuratriz sobre trator apresenta tração própria. O tipode maior aceitação para os trabalhos gerais de escavaçãode rocha a céu aberto tem a unidade tratoraespecialmente construída para receber o avanço e aperfuratriz. É um trator de esteiras, acionado por motor aar comprimido.
  37. 37. LUBRIFICADOR DE LINHAÉ um dispositivo que adiciona óleo ao ar comprimido.Trata-se de um pequeno reservatório de óleo, atravessadopelo ar comprimido, permitindo atomização do óleo esua incorporação ao ar.
  38. 38. OPERAÇÃO DE PERFURATRIZ MANUAL Iniciar o furo com o ar aberto pela metade; Embocar o furo na perpendicular ao plano da rocha; Apontar na direção desejada e abrir o ar totalmente; Manter o furo alinhado; Usar mais de um jogo de brocas para que com o uso alternado as mesmas resfriem.
  39. 39. COMPRESSORES DE ARO ar comprimido é usado em quase todos os tipos deequipamentos de perfuração, proporcionando todos ostrabalhos necessários.Os compressores de ar são máquinas que aspiram o ar daatmosfera, comprimindo-o, reduzindo, portanto, o seuvolume e aumentando a pressão. Dependendo do tipo deserviço usam-se compressores portáteis ou estacionários.
  40. 40. REFERÊNCIASBIBLIOGRÁFICAS http://pt.scribd.com/doc/63990184/Apostila-Perfuratriz http://www.ufsm.br/engcivil/Material_Didatico/TRP100 2_Mat_para_infraentrutura_de_transp/notas_de_aula/Per furatrizes.pdf http://pt.scribd.com/doc/51559268/APOSTILA-DE- PERFURACAO-DE-ROCHAS http://pt.scribd.com/cleberf_1/d/33917616-Maquinas- perfuratrizes http://www.ebah.com.br/content/ABAAABVvAAL/perf uracao-nocoes-basicas
  41. 41. F IM!

×