Perfuratriz

9.475 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação

Perfuratriz

  1. 1. PERFURATRIZ Thiago de Meira Rezende
  2. 2. Abertura de um túnel em rocha, em 1850.A mão do homem foi gradativamente substituída pelamáquina e, consequentemente, introduziram-se asperfuratrizes e aperfeiçoaram-se as brocas, adaptando-asde acordo com o tipo de trabalho específico na área damineração.
  3. 3. PERFURATRIZAs rochas duras necessitam de explosivos para seremdesmontadas e, consequentemente, exploradas. Parainserir o explosivo na rocha, é necessário existirfuros adequados. Sendo que tais furos sãoconcretizados com equipamentos denominadosperfuratrizes.
  4. 4. CLASSIFICAÇÃO DASPERFURATRIZES As perfuratrizes usadas na escavação de rocha são classificadas em: Percussivas, Rotativas, Percussivo- rotativas e Furo- abaixo.
  5. 5. PERFURATRIZPERCUSSIVAÉ aquela que reproduz o trabalho manual deperfuração em rocha caracterizada por doismovimentos distintos e independentes: golpeamentoda broca, seguido de uma pequena rotação da mesma.
  6. 6. Produzindo um giro da broca imediatamente a cadagolpe. Sendo que o giro é constituído de umpequeno arco de círculo considerado descontínuo.O acionamento das perfuratrizes percussivas érealizado através de ar comprimido. Entretanto paraa realização de pequenos trabalhos, existem asperfuratrizes leves, acionadas por motor a gasolinae, consequentemente, constituindo-se de umconjunto único e portátil.
  7. 7. Os compressores de ar destinados a fornecer o arcomprimido podem ser estacionários ouportáteis. São estacionários quando montadossobre bases rígidas e de difícil deslocamento e,na maioria dos casos, movidos por motorelétrico. São portáteis quando montados sobrerodas de pneus e utilizam normalmente motordiesel e são rebocáveis.
  8. 8.  Funcionamento Reproduzem o trabalho manual. Impacto + pequena rotação. Acionamento Arcomprimido. Motores elétricos ( trabalhos leves ). Tipos: Manuais ou Marteletes
  9. 9. MODELO
  10. 10. SISTEMAS DE FUNCIONAMENTO Percussão Produzidas por um pistão, acionado por ar comprimido. Velocidade do pistão é diretamente proporcional à penetração da broca.
  11. 11.  Rotação Objetiva propiciar uma superfície “nova” para o corte. Acionado quando ocorre o movimento de retorno do pistão. A cada golpe do pescoço do pistão contra o punho da broca corresponde a uma rotação de um pequeno arco de círculo. Ocorre quando o fluxo de ar comprimido entra na câmara inferior e impulsiona a cabeça do pistão para cima, que por sua vez movimenta um sistema de catraca causando o giro da broca. É importante ressaltar que uma rotação completa corresponde a 11 percussões do pistão contra o punho de broca.
  12. 12.  Limpeza Remoção de resíduos oriundos do avanço da broca ( redução da eficiência ou travamento da broca ). Ar ( céus aberto ) ou água ( túneis ) introduzido pela perfuratriz e percorre a haste da broca.
  13. 13. PERFURATRIZ PERCUSSIVO-ROTATIVAEsta perfuratriz apresenta rotação contínua, alémde percussões sobre a broca. Diferem dasperfuratrizes percussivas porque as mesmas, alémdo porte menor, têm rotação da broca descontínua. Osistema independente de rotação pode girar ashastes em qualquer sentido, permitindo conectá-lasou desconectá-las.
  14. 14. Apresentam rotação contínua e um sistemaindependente de percussão sobre a broca. Osacionamentos da rotação e da percussão ficam fora dofuro.
  15. 15. PERFURATRIZ ROTATIVATransmite à broca somente movimento derotação contínuo. Não ocorre, portanto,percussões. A demolição da rocha no furo érealizada por rotação da broca que trabalhasob a ação de uma pressão constante. Oequipamento é montado sobre uma plataformaou carreta para permitir facilidade delocomoção.
  16. 16. As rochas são demolidas mediante corte, abrasão ouesmagamento. Sendo que as perfuratrizes rotativas, na maioriados casos, destinam-se a furos de grandes profundidades oudiâmetros como as atividades para prospecção geológicas,poços artesianos e exploração de poços petrolíferos.
  17. 17. PERFURATRIZ FURO-ABAIXOPossuem o acionamento do movimento de rotação forado furo e o de percussão dentro do furo.
  18. 18. As perfuratrizes de furo- abaixo foram desenvolvidaspara evitar a dissipação de energia provocada pelosoutros tipos de perfuratrizes.
  19. 19. A perfuratriz furo- abaixo opera comorotação contínua provida de um motorindependente, geralmente hidráulico, situadona superfície. O fluxo de ar comprimidodesce pelo interior das hastes até atingir aperfuratriz. Seu funcionamento apresentamuita semelhança com a perfuratrizpercussiva.
  20. 20.  Vantagens: Não ocorre dissipação de energia. Rendimento é maior para a mesma quantidade de ar comprimido. Desvantagens: A velocidade é menor. A ruptura ou travamento do colar pode significar perda total da perfuratriz. A vida útil das pastilhas é menor. Não trabalha bem em rocha muito fraturada ou na presença de água.
  21. 21. AVANÇOSPara que ocorra um trabalho efetivo de demolição da rocha econseqüente desenvolvimento da perfuração é necessário queseja exercido um esforço sobre a perfuratriz. É esse detalhe,aliado à percussão e rotação que faz progredir o furo.Nas perfuratrizes percussivas que são leves, o esforço podeser executado fisicamente pelo operador da perfuratriz, sendotransmitido à broca e à sua extremidade onde está a pastilha.Nos serviços de escavação a céu aberto, os sistemas deavanços desenvolvidos foram:
  22. 22.  Avanço PneumáticoAção por ar comprimido. Economiza-se mão de obra ebrocas. Possui uma ótima produtividade da perfuratriz. Éempregado na escavação de túneis e a céu aberto chama-se“bencher”.Para que ocorra um trabalho efetivo de demolição da rochae, consequentemente, desenvolvimento da perfuração énecessário que seja exercido um esforço sobre a perfuratriz.É esse esforço, aliado à percussão e rotação, que fazprogredir o furo.
  23. 23. O esforço é exercido fisicamente pelo operador daperfuratriz. Sem a aplicação desse esforço, ou quandoinsuficiente, a perfuratriz fica saltitando na perfuração,improdutivamente.
  24. 24. Avanço de CorrenteNeste sistema, o esforço sobre a perfuratriz é exercidomecanicamente por uma corrente ligada a ela, tracionada nosentido de provocar pressão da perfuratriz contra a broca edesta contra a rocha. Principais componentes: estrutura desuporte, placa deslizante, motor, corrente e roda dentada.
  25. 25. A estrutura de suporte é constituída por dois perfisjustapostos. Na extremidade superior do suporte fica a rodadentada por onde passa a corrente. O motor acionado por arcomprimido é solidário à estrutura que possui uma rodadentada que faz a corrente caminhar.
  26. 26.  Avanço de Parafuso Neste tipo de avanço o esforço sobre a perfuratriz é exercido mecanicamente por um longo parafuso que substitui a corrente do avanço de corrente. A perfuratriz é presa por meio de parafusos numa placa deslizante que pode se deslocar ao longo da estrutura de suporte. A placa deslizante possui na base uma rosca, penetrada pelo parafuso do avanço que gira por ação de um motor a ar comprimido, situado na extremidade superior da estrutura de suporte. As partes principais do avanço de parafuso são: estrutura de suporte, parafuso, placa deslizante com rosca e motor de rotação.
  27. 27. Vantagens: Velocidade da perfuração constante e alta. Posição do motor na extremidade superior torna-o menos vulnerável a choques. Grande vida útil do parafuso. Desvantagens: Quebras na estrutura de suporte. Parafuso danificado tem de ser trocado por um novo.
  28. 28. LOCOMOÇÃOA sequência das perfurações exige o deslocamento dasmáquinas após a conclusão de um furo. No processosubseqüente, o furo é carregado com explosivos edetonados. Enquanto a perfuratriz deverá estar em umlocal abrigado, onde não seja atingida pelos efeitos dadetonação.O deslocamento das perfuratrizes manuais é feito, nocaso de pequenos percursos, manualmente ou sobre umcaminhão, em longas distâncias.Existem três tipos de deslocamento entre furos, abrigodurante explosões e mudança de frente de trabalho. Sãoeles:
  29. 29. LOCOMOÇÃO MANUALAs perfuratrizes manuais são operadas e deslocadasmanualmente na sequência de furos, assim como paraabrigar a máquina durante a detonação do explosivo. Odeslocamento para novas frentes de escavação, quandodistantes, é realizado através de veículo. Quando asfrentes são próximas, poderá ser efetuado manualmente ecada trabalhador carrega nos ombros a perfuratriz queopera.
  30. 30. LOCOMOÇÃOTRACIONADAAs perfuratrizes que não são movimentadas manualmenteutiliza uma estrutura de suporte denominada chassi, sobre aqual é montada a perfuratriz com um sistema de avanço.Composto de rodas de borracha maciça ou pneumáticos euma barra de tração e, consequentemente, o equipamentopode ser deslocado com facilidade, tracionando-o comveículo ou trator, no caso de trajetos longos e manualmentea curta distância.A locomoção tracionada permitiu o desenvolvimento deperfuratrizes maiores e de maior produção.
  31. 31. LOCOMOÇÃO PRÓPRIAA perfuratriz é montada sobre uma unidade tratoraespecialmente projetada e construída para maior eficiênciado trabalho. A unidade tratora é quase sempre de esteiras, oque assegura a possibilidade de caminhar em terrenosdifíceis. Pode ser acionada por ar comprimido ou sistemashidráulicos. Pode-se empregar compressor de ar portátil,mas neste caso o mesmo é engatado à traseira da máquinapara o deslocamento.
  32. 32. ASSOCIAÇÃO DE PERFURATRIZ, AVANÇO E LOCOMOÇÃOEsta associação pode ser vista na perfuratrizmanual ou nos conjuntos de perfuração querecebem os nomes de bencher, wagon-drill ouperfuratriz sobre trator.
  33. 33. Perfuratrizes MANUAIS são usadas em: pequenaspedreiras, pequenos cortes rodoviários, serviços queexijam pequena produção mensal, aprofundamento deescavação para fundações, perfurações esporádicas emjazidas para pavimentação e acabamento de cortes evalas de drenagem. Transportadas manualmente empequenas distancias e em caminhões.
  34. 34. BENCHERO bencher (perfuratriz percussiva + avanço pneumático),associando uma carreta sobre dois pneus de borrachamaciça forma um conjunto também chamado bencher, defácil deslocamento tracionado e que precisa ser bemancorado para o trabalho. Furos de mais de 3 m.
  35. 35. WANGON- DRILL Associação da perfuratriz de um avanço de corrente e de uma estrutura de suporte dotada de duas ou quatro rodas com pneus e uma barra de tração. Motor de rotação. Permite perfurações inclinadas até 40º com a vertical.
  36. 36. PERFURATRIZ SOBRE TRATOR OU AUTOMOTIVAA perfuratriz sobre trator apresenta tração própria. O tipode maior aceitação para os trabalhos gerais de escavaçãode rocha a céu aberto tem a unidade tratoraespecialmente construída para receber o avanço e aperfuratriz. É um trator de esteiras, acionado por motor aar comprimido.
  37. 37. LUBRIFICADOR DE LINHAÉ um dispositivo que adiciona óleo ao ar comprimido.Trata-se de um pequeno reservatório de óleo, atravessadopelo ar comprimido, permitindo atomização do óleo esua incorporação ao ar.
  38. 38. OPERAÇÃO DE PERFURATRIZ MANUAL Iniciar o furo com o ar aberto pela metade; Embocar o furo na perpendicular ao plano da rocha; Apontar na direção desejada e abrir o ar totalmente; Manter o furo alinhado; Usar mais de um jogo de brocas para que com o uso alternado as mesmas resfriem.
  39. 39. COMPRESSORES DE ARO ar comprimido é usado em quase todos os tipos deequipamentos de perfuração, proporcionando todos ostrabalhos necessários.Os compressores de ar são máquinas que aspiram o ar daatmosfera, comprimindo-o, reduzindo, portanto, o seuvolume e aumentando a pressão. Dependendo do tipo deserviço usam-se compressores portáteis ou estacionários.
  40. 40. REFERÊNCIASBIBLIOGRÁFICAS http://pt.scribd.com/doc/63990184/Apostila-Perfuratriz http://www.ufsm.br/engcivil/Material_Didatico/TRP100 2_Mat_para_infraentrutura_de_transp/notas_de_aula/Per furatrizes.pdf http://pt.scribd.com/doc/51559268/APOSTILA-DE- PERFURACAO-DE-ROCHAS http://pt.scribd.com/cleberf_1/d/33917616-Maquinas- perfuratrizes http://www.ebah.com.br/content/ABAAABVvAAL/perf uracao-nocoes-basicas
  41. 41. F IM!

×