SlideShare uma empresa Scribd logo
MÉTODO DÁDER “ Manual de acompanhamento farmacoterapêutico”
MÉTODO DADER ,[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
OBJETIVO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
PROBLEMAS DE SAÚDE ,[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
PERGUNTAS QUE AUXILIAM NA FASE DE REVISÃO “ Você usa algum medicamento no cabelo, xampú especial?” “ Você comentou que sua cabeça dói com freqüência. Como é essa dor de cabeça e com que freqüência tem  essa dor?”  “  Você disse que têm depressão. O que você sente? O que leva você a sentir-se assim?”
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Importante: Deve-se atuar com prudência no atendimento dos primeiros pacientes, se ainda não temos experiência na aplicação dessa técnica, é melhor aprender com a experiência, e ter muita atenção nos dados fornecidos pelos paciente, pois um pequeno detalhe será fundamental para resolução dos  PRMs .
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
 
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
 
 
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
“ Aprofundar nos conhecimentos do problema de saúde do paciente ajudará tanto no estabelecimento de prioridades quanto na dinâmica das intervenções. Se entendendo os problemas de saúde, se melhora o conhecimento da evolução do paciente. Aprofundando ao máximo o conhecimento da origem do problema de saúde, suas conseqüências e sua relação com os outros, melhorará a qualidade da Intervenção Farmacêutica, que objetiva resolver os possíveis PRM que o paciente poderá vir a experimentar. “
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
 
 
 
 
 
 
 
 
 
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Introdução à Atenção Farmacêutica
Introdução à Atenção FarmacêuticaIntrodução à Atenção Farmacêutica
Introdução à Atenção Farmacêutica
Cassyano Correr
 
Introdução à farmacologia
Introdução à farmacologiaIntrodução à farmacologia
Introdução à farmacologia
Mauro Cunha Xavier Pinto
 
Código de ética da profissão farmacêutica
Código de ética da profissão farmacêuticaCódigo de ética da profissão farmacêutica
Código de ética da profissão farmacêutica
Marcelo Polacow Bisson
 
Noções de legislação farmacêutica
Noções de legislação farmacêuticaNoções de legislação farmacêutica
Noções de legislação farmacêutica
Leonardo Souza
 
AULA 4 MODULO 3 INTERACOES MEDICAMENTOSAS (1).ppt
AULA 4 MODULO 3 INTERACOES MEDICAMENTOSAS (1).pptAULA 4 MODULO 3 INTERACOES MEDICAMENTOSAS (1).ppt
AULA 4 MODULO 3 INTERACOES MEDICAMENTOSAS (1).ppt
MarcoAurlioSoaresFer1
 
Política Nacional de Medicamentos Portaria 3916 De 1998
Política Nacional de Medicamentos   Portaria 3916 De 1998Política Nacional de Medicamentos   Portaria 3916 De 1998
Política Nacional de Medicamentos Portaria 3916 De 1998
Marcelo Polacow Bisson
 
7ª aula classes de medicamentos
7ª aula   classes de medicamentos7ª aula   classes de medicamentos
7ª aula classes de medicamentos
Claudio Luis Venturini
 
Introdução a Homeopatia
Introdução a HomeopatiaIntrodução a Homeopatia
Introdução a Homeopatia
Safia Naser
 
Fitoterapia
FitoterapiaFitoterapia
Fitoterapia
Cíntia Costa
 
Noções de farmacologia
Noções de farmacologiaNoções de farmacologia
Noções de farmacologia
Sheilla Sandes
 
introdução à farmacologia
 introdução à farmacologia introdução à farmacologia
introdução à farmacologia
Jaqueline Almeida
 
Medicamentos
MedicamentosMedicamentos
Medicamentos
Leonardo Souza
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Atenção farmacêutica
Atenção farmacêuticaAtenção farmacêutica
Atenção farmacêutica
Aline Maria Sá Nascimento
 
C1 e3 ppt_producao_de_medicamentos_fitoterapicos
C1 e3 ppt_producao_de_medicamentos_fitoterapicosC1 e3 ppt_producao_de_medicamentos_fitoterapicos
C1 e3 ppt_producao_de_medicamentos_fitoterapicos
sedis-suporte
 
Matriciamento fitoterapicos .ppt
Matriciamento fitoterapicos .ppt Matriciamento fitoterapicos .ppt
Matriciamento fitoterapicos .ppt
apemfc
 
Introdução à Farmacologia
Introdução à FarmacologiaIntrodução à Farmacologia
Introdução à Farmacologia
Maria Silene Silva
 
Tabela de Tipos de Receitas Port-344/98
Tabela de Tipos de Receitas Port-344/98Tabela de Tipos de Receitas Port-344/98
Tabela de Tipos de Receitas Port-344/98
Farmacêutico Digital
 
Resumo farmacologia
Resumo farmacologia   Resumo farmacologia
Resumo farmacologia
Centro Universitário Ages
 
09 atendente de farmácia (organização de uma farmácia)
09   atendente de farmácia (organização de uma farmácia)09   atendente de farmácia (organização de uma farmácia)
09 atendente de farmácia (organização de uma farmácia)
Elizeu Ferro
 

Mais procurados (20)

Introdução à Atenção Farmacêutica
Introdução à Atenção FarmacêuticaIntrodução à Atenção Farmacêutica
Introdução à Atenção Farmacêutica
 
Introdução à farmacologia
Introdução à farmacologiaIntrodução à farmacologia
Introdução à farmacologia
 
Código de ética da profissão farmacêutica
Código de ética da profissão farmacêuticaCódigo de ética da profissão farmacêutica
Código de ética da profissão farmacêutica
 
Noções de legislação farmacêutica
Noções de legislação farmacêuticaNoções de legislação farmacêutica
Noções de legislação farmacêutica
 
AULA 4 MODULO 3 INTERACOES MEDICAMENTOSAS (1).ppt
AULA 4 MODULO 3 INTERACOES MEDICAMENTOSAS (1).pptAULA 4 MODULO 3 INTERACOES MEDICAMENTOSAS (1).ppt
AULA 4 MODULO 3 INTERACOES MEDICAMENTOSAS (1).ppt
 
Política Nacional de Medicamentos Portaria 3916 De 1998
Política Nacional de Medicamentos   Portaria 3916 De 1998Política Nacional de Medicamentos   Portaria 3916 De 1998
Política Nacional de Medicamentos Portaria 3916 De 1998
 
7ª aula classes de medicamentos
7ª aula   classes de medicamentos7ª aula   classes de medicamentos
7ª aula classes de medicamentos
 
Introdução a Homeopatia
Introdução a HomeopatiaIntrodução a Homeopatia
Introdução a Homeopatia
 
Fitoterapia
FitoterapiaFitoterapia
Fitoterapia
 
Noções de farmacologia
Noções de farmacologiaNoções de farmacologia
Noções de farmacologia
 
introdução à farmacologia
 introdução à farmacologia introdução à farmacologia
introdução à farmacologia
 
Medicamentos
MedicamentosMedicamentos
Medicamentos
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
 
Atenção farmacêutica
Atenção farmacêuticaAtenção farmacêutica
Atenção farmacêutica
 
C1 e3 ppt_producao_de_medicamentos_fitoterapicos
C1 e3 ppt_producao_de_medicamentos_fitoterapicosC1 e3 ppt_producao_de_medicamentos_fitoterapicos
C1 e3 ppt_producao_de_medicamentos_fitoterapicos
 
Matriciamento fitoterapicos .ppt
Matriciamento fitoterapicos .ppt Matriciamento fitoterapicos .ppt
Matriciamento fitoterapicos .ppt
 
Introdução à Farmacologia
Introdução à FarmacologiaIntrodução à Farmacologia
Introdução à Farmacologia
 
Tabela de Tipos de Receitas Port-344/98
Tabela de Tipos de Receitas Port-344/98Tabela de Tipos de Receitas Port-344/98
Tabela de Tipos de Receitas Port-344/98
 
Resumo farmacologia
Resumo farmacologia   Resumo farmacologia
Resumo farmacologia
 
09 atendente de farmácia (organização de uma farmácia)
09   atendente de farmácia (organização de uma farmácia)09   atendente de farmácia (organização de uma farmácia)
09 atendente de farmácia (organização de uma farmácia)
 

Destaque

Método dader fcoterapia
Método dader fcoterapiaMétodo dader fcoterapia
Método dader fcoterapia
Patricia Avilés Rojas
 
Round de Caso Clínico Pelo Método Dáder
Round de Caso Clínico Pelo Método DáderRound de Caso Clínico Pelo Método Dáder
Round de Caso Clínico Pelo Método Dáder
Barbara Blauth
 
A Importância do Farmacêutico Clínico
A Importância do Farmacêutico ClínicoA Importância do Farmacêutico Clínico
A Importância do Farmacêutico Clínico
Marcelo Polacow Bisson
 
Conceitos de Atenção Farmacêutica
Conceitos de  Atenção FarmacêuticaConceitos de  Atenção Farmacêutica
Conceitos de Atenção Farmacêutica
Marcelo Polacow Bisson
 
Metododader
MetododaderMetododader
HOSPITAL SÃO JOÃO DE DEUS (parte 2): CLÍNICA DA ESCUTA À CLÍNICA DO SUJEITO
HOSPITAL SÃO JOÃO DE DEUS (parte 2): CLÍNICA DA ESCUTA À CLÍNICA DO SUJEITOHOSPITAL SÃO JOÃO DE DEUS (parte 2): CLÍNICA DA ESCUTA À CLÍNICA DO SUJEITO
HOSPITAL SÃO JOÃO DE DEUS (parte 2): CLÍNICA DA ESCUTA À CLÍNICA DO SUJEITO
Alexandre Simoes
 
Gênesis - o Início de Todas as Coisas - Leonardo Pereira
Gênesis - o Início de Todas as Coisas  - Leonardo PereiraGênesis - o Início de Todas as Coisas  - Leonardo Pereira
Gênesis - o Início de Todas as Coisas - Leonardo Pereira
Evangelho Avivado Cristão
 
Projeto Piloto de Cuidado Farmacêutica na Atenção Básica em Curitiba- Aprese...
Projeto Piloto de Cuidado  Farmacêutica na Atenção Básica em Curitiba- Aprese...Projeto Piloto de Cuidado  Farmacêutica na Atenção Básica em Curitiba- Aprese...
Projeto Piloto de Cuidado Farmacêutica na Atenção Básica em Curitiba- Aprese...
HorusQualifar
 
Serviços natal parte 2 EXCELÊNCIA FARMACÊUTICA
Serviços natal parte 2 EXCELÊNCIA FARMACÊUTICAServiços natal parte 2 EXCELÊNCIA FARMACÊUTICA
Serviços natal parte 2 EXCELÊNCIA FARMACÊUTICA
farmaefarma
 
Gestao clinica de medicamentos na atenção primária a saude cassyano correr ufpr
Gestao clinica de medicamentos na atenção primária a saude cassyano correr ufprGestao clinica de medicamentos na atenção primária a saude cassyano correr ufpr
Gestao clinica de medicamentos na atenção primária a saude cassyano correr ufpr
Nádia Elizabeth Barbosa Villas Bôas
 
Serviços Farmacêuticos Clínicos: O que dizem as Revisões Sistemáticas?
Serviços Farmacêuticos Clínicos: O que dizem as Revisões Sistemáticas?Serviços Farmacêuticos Clínicos: O que dizem as Revisões Sistemáticas?
Serviços Farmacêuticos Clínicos: O que dizem as Revisões Sistemáticas?
Cassyano Correr
 
As Dispensações Bíblicas
As Dispensações BíblicasAs Dispensações Bíblicas
As Dispensações Bíblicas
portaltestemunho
 
Guias de pratica clínica e prescrição farmacêutica
Guias de pratica clínica e prescrição farmacêuticaGuias de pratica clínica e prescrição farmacêutica
Guias de pratica clínica e prescrição farmacêutica
angelitamelo
 
Dispensações
DispensaçõesDispensações
Dispensações
Edison Junior
 
Seguimiento farmacoterapéutico
Seguimiento farmacoterapéuticoSeguimiento farmacoterapéutico
Seguimiento farmacoterapéutico
Adrianatej
 
Gênesis introdução ao livro
Gênesis introdução ao livroGênesis introdução ao livro
Gênesis introdução ao livro
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
Experiências em Farmácia Clínica
Experiências  em Farmácia ClínicaExperiências  em Farmácia Clínica
Experiências em Farmácia Clínica
Sandra Brassica
 
Primeiros Socorros - intoxicação
Primeiros Socorros - intoxicaçãoPrimeiros Socorros - intoxicação
Primeiros Socorros - intoxicação
Luis Antonio Cezar Junior
 
Aula 2 in..
Aula 2 in..Aula 2 in..
Aula 2 in..
Vanessa Farias
 
Dispensações
DispensaçõesDispensações
Dispensações
Tinnova Tech
 

Destaque (20)

Método dader fcoterapia
Método dader fcoterapiaMétodo dader fcoterapia
Método dader fcoterapia
 
Round de Caso Clínico Pelo Método Dáder
Round de Caso Clínico Pelo Método DáderRound de Caso Clínico Pelo Método Dáder
Round de Caso Clínico Pelo Método Dáder
 
A Importância do Farmacêutico Clínico
A Importância do Farmacêutico ClínicoA Importância do Farmacêutico Clínico
A Importância do Farmacêutico Clínico
 
Conceitos de Atenção Farmacêutica
Conceitos de  Atenção FarmacêuticaConceitos de  Atenção Farmacêutica
Conceitos de Atenção Farmacêutica
 
Metododader
MetododaderMetododader
Metododader
 
HOSPITAL SÃO JOÃO DE DEUS (parte 2): CLÍNICA DA ESCUTA À CLÍNICA DO SUJEITO
HOSPITAL SÃO JOÃO DE DEUS (parte 2): CLÍNICA DA ESCUTA À CLÍNICA DO SUJEITOHOSPITAL SÃO JOÃO DE DEUS (parte 2): CLÍNICA DA ESCUTA À CLÍNICA DO SUJEITO
HOSPITAL SÃO JOÃO DE DEUS (parte 2): CLÍNICA DA ESCUTA À CLÍNICA DO SUJEITO
 
Gênesis - o Início de Todas as Coisas - Leonardo Pereira
Gênesis - o Início de Todas as Coisas  - Leonardo PereiraGênesis - o Início de Todas as Coisas  - Leonardo Pereira
Gênesis - o Início de Todas as Coisas - Leonardo Pereira
 
Projeto Piloto de Cuidado Farmacêutica na Atenção Básica em Curitiba- Aprese...
Projeto Piloto de Cuidado  Farmacêutica na Atenção Básica em Curitiba- Aprese...Projeto Piloto de Cuidado  Farmacêutica na Atenção Básica em Curitiba- Aprese...
Projeto Piloto de Cuidado Farmacêutica na Atenção Básica em Curitiba- Aprese...
 
Serviços natal parte 2 EXCELÊNCIA FARMACÊUTICA
Serviços natal parte 2 EXCELÊNCIA FARMACÊUTICAServiços natal parte 2 EXCELÊNCIA FARMACÊUTICA
Serviços natal parte 2 EXCELÊNCIA FARMACÊUTICA
 
Gestao clinica de medicamentos na atenção primária a saude cassyano correr ufpr
Gestao clinica de medicamentos na atenção primária a saude cassyano correr ufprGestao clinica de medicamentos na atenção primária a saude cassyano correr ufpr
Gestao clinica de medicamentos na atenção primária a saude cassyano correr ufpr
 
Serviços Farmacêuticos Clínicos: O que dizem as Revisões Sistemáticas?
Serviços Farmacêuticos Clínicos: O que dizem as Revisões Sistemáticas?Serviços Farmacêuticos Clínicos: O que dizem as Revisões Sistemáticas?
Serviços Farmacêuticos Clínicos: O que dizem as Revisões Sistemáticas?
 
As Dispensações Bíblicas
As Dispensações BíblicasAs Dispensações Bíblicas
As Dispensações Bíblicas
 
Guias de pratica clínica e prescrição farmacêutica
Guias de pratica clínica e prescrição farmacêuticaGuias de pratica clínica e prescrição farmacêutica
Guias de pratica clínica e prescrição farmacêutica
 
Dispensações
DispensaçõesDispensações
Dispensações
 
Seguimiento farmacoterapéutico
Seguimiento farmacoterapéuticoSeguimiento farmacoterapéutico
Seguimiento farmacoterapéutico
 
Gênesis introdução ao livro
Gênesis introdução ao livroGênesis introdução ao livro
Gênesis introdução ao livro
 
Experiências em Farmácia Clínica
Experiências  em Farmácia ClínicaExperiências  em Farmácia Clínica
Experiências em Farmácia Clínica
 
Primeiros Socorros - intoxicação
Primeiros Socorros - intoxicaçãoPrimeiros Socorros - intoxicação
Primeiros Socorros - intoxicação
 
Aula 2 in..
Aula 2 in..Aula 2 in..
Aula 2 in..
 
Dispensações
DispensaçõesDispensações
Dispensações
 

Semelhante a Aula 2 - AF

Aula do módulo 02 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...
Aula do módulo 02 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...Aula do módulo 02 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...
Aula do módulo 02 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...
LAFARCLIN UFPB
 
Metododaderpdf1 20141026175011
Metododaderpdf1 20141026175011Metododaderpdf1 20141026175011
Metododaderpdf1 20141026175011
Mabi Almeida
 
Medicamento Isento de Prescrição - Palestra Crf
Medicamento Isento de Prescrição -   Palestra CrfMedicamento Isento de Prescrição -   Palestra Crf
Medicamento Isento de Prescrição - Palestra Crf
Marcelo Polacow Bisson
 
GUIA DO PACIENTE MODERNO - DR JOÃO VITOR NASSARALLA
GUIA DO PACIENTE MODERNO - DR JOÃO VITOR NASSARALLAGUIA DO PACIENTE MODERNO - DR JOÃO VITOR NASSARALLA
GUIA DO PACIENTE MODERNO - DR JOÃO VITOR NASSARALLA
João Vitor Romeiro
 
Semiologia farmacêutica para o manejo de problemas de saúde autolimitados
Semiologia farmacêutica para o manejo de problemas de saúde autolimitadosSemiologia farmacêutica para o manejo de problemas de saúde autolimitados
Semiologia farmacêutica para o manejo de problemas de saúde autolimitados
angelitamelo
 
atencao-farmaceutica farmacia clinica.pdf
atencao-farmaceutica farmacia clinica.pdfatencao-farmaceutica farmacia clinica.pdf
atencao-farmaceutica farmacia clinica.pdf
Naidilene Aguilar
 
Aula 2 prm
Aula 2   prmAula 2   prm
Política do medicamento portugal
Política do medicamento   portugalPolítica do medicamento   portugal
Política do medicamento portugal
filipacbrandao
 
aula 1 - conceitos.pptx
aula 1 - conceitos.pptxaula 1 - conceitos.pptx
aula 1 - conceitos.pptx
MayaraPereira87
 
Revisão e gestão da medicação oficina para franqueado
Revisão e gestão da medicação oficina para franqueadoRevisão e gestão da medicação oficina para franqueado
Revisão e gestão da medicação oficina para franqueado
farmaefarma
 
Tratamento do Tabagismo
Tratamento do Tabagismo  Tratamento do Tabagismo
Tratamento do Tabagismo
Dr. Walter Cury
 
Aula do módulo 03 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...
Aula do módulo 03 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...Aula do módulo 03 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...
Aula do módulo 03 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...
LAFARCLIN UFPB
 
Método Espanhol Dader
Método Espanhol DaderMétodo Espanhol Dader
Método Espanhol Dader
Karen Zanferrari
 
Semiologia e patologia aplicada
Semiologia e patologia aplicadaSemiologia e patologia aplicada
Semiologia e patologia aplicada
Centro Universitário Ages
 
Tl0048
Tl0048Tl0048
Tl0048
Ufmt
 
Metododader
MetododaderMetododader
Metododader
Erica Coelho
 
Metododader
MetododaderMetododader
Metododader
Erica Coelho
 
PRM para aula 2.pdf
PRM para aula 2.pdfPRM para aula 2.pdf
PRM para aula 2.pdf
Naidilene Aguilar
 
Sergio_Adesao_tratamento
Sergio_Adesao_tratamentoSergio_Adesao_tratamento
Sergio_Adesao_tratamento
comunidadedepraticas
 
Aula 01 farmacologia prof. clara mota
Aula 01   farmacologia prof. clara motaAula 01   farmacologia prof. clara mota
Aula 01 farmacologia prof. clara mota
Clara Mota Brum
 

Semelhante a Aula 2 - AF (20)

Aula do módulo 02 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...
Aula do módulo 02 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...Aula do módulo 02 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...
Aula do módulo 02 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...
 
Metododaderpdf1 20141026175011
Metododaderpdf1 20141026175011Metododaderpdf1 20141026175011
Metododaderpdf1 20141026175011
 
Medicamento Isento de Prescrição - Palestra Crf
Medicamento Isento de Prescrição -   Palestra CrfMedicamento Isento de Prescrição -   Palestra Crf
Medicamento Isento de Prescrição - Palestra Crf
 
GUIA DO PACIENTE MODERNO - DR JOÃO VITOR NASSARALLA
GUIA DO PACIENTE MODERNO - DR JOÃO VITOR NASSARALLAGUIA DO PACIENTE MODERNO - DR JOÃO VITOR NASSARALLA
GUIA DO PACIENTE MODERNO - DR JOÃO VITOR NASSARALLA
 
Semiologia farmacêutica para o manejo de problemas de saúde autolimitados
Semiologia farmacêutica para o manejo de problemas de saúde autolimitadosSemiologia farmacêutica para o manejo de problemas de saúde autolimitados
Semiologia farmacêutica para o manejo de problemas de saúde autolimitados
 
atencao-farmaceutica farmacia clinica.pdf
atencao-farmaceutica farmacia clinica.pdfatencao-farmaceutica farmacia clinica.pdf
atencao-farmaceutica farmacia clinica.pdf
 
Aula 2 prm
Aula 2   prmAula 2   prm
Aula 2 prm
 
Política do medicamento portugal
Política do medicamento   portugalPolítica do medicamento   portugal
Política do medicamento portugal
 
aula 1 - conceitos.pptx
aula 1 - conceitos.pptxaula 1 - conceitos.pptx
aula 1 - conceitos.pptx
 
Revisão e gestão da medicação oficina para franqueado
Revisão e gestão da medicação oficina para franqueadoRevisão e gestão da medicação oficina para franqueado
Revisão e gestão da medicação oficina para franqueado
 
Tratamento do Tabagismo
Tratamento do Tabagismo  Tratamento do Tabagismo
Tratamento do Tabagismo
 
Aula do módulo 03 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...
Aula do módulo 03 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...Aula do módulo 03 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...
Aula do módulo 03 do Curso de Serviços farmacêuticos direcionados ao paciente...
 
Método Espanhol Dader
Método Espanhol DaderMétodo Espanhol Dader
Método Espanhol Dader
 
Semiologia e patologia aplicada
Semiologia e patologia aplicadaSemiologia e patologia aplicada
Semiologia e patologia aplicada
 
Tl0048
Tl0048Tl0048
Tl0048
 
Metododader
MetododaderMetododader
Metododader
 
Metododader
MetododaderMetododader
Metododader
 
PRM para aula 2.pdf
PRM para aula 2.pdfPRM para aula 2.pdf
PRM para aula 2.pdf
 
Sergio_Adesao_tratamento
Sergio_Adesao_tratamentoSergio_Adesao_tratamento
Sergio_Adesao_tratamento
 
Aula 01 farmacologia prof. clara mota
Aula 01   farmacologia prof. clara motaAula 01   farmacologia prof. clara mota
Aula 01 farmacologia prof. clara mota
 

Mais de Ana Claudia Rodrigues

Questões para estudar
Questões para estudarQuestões para estudar
Questões para estudar
Ana Claudia Rodrigues
 
Atb mecanismos de ação 2
Atb mecanismos de ação   2Atb mecanismos de ação   2
Atb mecanismos de ação 2
Ana Claudia Rodrigues
 
Aula introdução aos atb 1
Aula introdução aos atb   1Aula introdução aos atb   1
Aula introdução aos atb 1
Ana Claudia Rodrigues
 
Prova microbiologia b2
Prova microbiologia b2Prova microbiologia b2
Prova microbiologia b2
Ana Claudia Rodrigues
 
Prova microbiologia b1
Prova microbiologia b1Prova microbiologia b1
Prova microbiologia b1
Ana Claudia Rodrigues
 
CQ
CQCQ
Aula equilíbrio ácido base
Aula equilíbrio ácido baseAula equilíbrio ácido base
Aula equilíbrio ácido base
Ana Claudia Rodrigues
 
fung
fungfung
Manual do antibiograma
Manual do antibiograma Manual do antibiograma
Manual do antibiograma
Ana Claudia Rodrigues
 
Espiroq
EspiroqEspiroq
TSA
TSATSA
TSA
TSATSA
Aula 5 - B
Aula 5 - BAula 5 - B
Aula 6 - B
Aula 6 - BAula 6 - B
Antibiograma aula
Antibiograma aulaAntibiograma aula
Antibiograma aula
Ana Claudia Rodrigues
 
Aula 8
Aula 8 Aula 8
tsa
tsatsa
Função panc e hepat alunos
Função panc e hepat   alunosFunção panc e hepat   alunos
Função panc e hepat alunos
Ana Claudia Rodrigues
 
íOns alunos
íOns   alunosíOns   alunos
íOns alunos
Ana Claudia Rodrigues
 
Prova bioquímica a3 2011 gabarito
Prova bioquímica a3 2011   gabaritoProva bioquímica a3 2011   gabarito
Prova bioquímica a3 2011 gabarito
Ana Claudia Rodrigues
 

Mais de Ana Claudia Rodrigues (20)

Questões para estudar
Questões para estudarQuestões para estudar
Questões para estudar
 
Atb mecanismos de ação 2
Atb mecanismos de ação   2Atb mecanismos de ação   2
Atb mecanismos de ação 2
 
Aula introdução aos atb 1
Aula introdução aos atb   1Aula introdução aos atb   1
Aula introdução aos atb 1
 
Prova microbiologia b2
Prova microbiologia b2Prova microbiologia b2
Prova microbiologia b2
 
Prova microbiologia b1
Prova microbiologia b1Prova microbiologia b1
Prova microbiologia b1
 
CQ
CQCQ
CQ
 
Aula equilíbrio ácido base
Aula equilíbrio ácido baseAula equilíbrio ácido base
Aula equilíbrio ácido base
 
fung
fungfung
fung
 
Manual do antibiograma
Manual do antibiograma Manual do antibiograma
Manual do antibiograma
 
Espiroq
EspiroqEspiroq
Espiroq
 
TSA
TSATSA
TSA
 
TSA
TSATSA
TSA
 
Aula 5 - B
Aula 5 - BAula 5 - B
Aula 5 - B
 
Aula 6 - B
Aula 6 - BAula 6 - B
Aula 6 - B
 
Antibiograma aula
Antibiograma aulaAntibiograma aula
Antibiograma aula
 
Aula 8
Aula 8 Aula 8
Aula 8
 
tsa
tsatsa
tsa
 
Função panc e hepat alunos
Função panc e hepat   alunosFunção panc e hepat   alunos
Função panc e hepat alunos
 
íOns alunos
íOns   alunosíOns   alunos
íOns alunos
 
Prova bioquímica a3 2011 gabarito
Prova bioquímica a3 2011   gabaritoProva bioquímica a3 2011   gabarito
Prova bioquímica a3 2011 gabarito
 

Último

Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdfCertificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
joaovmp3
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Momento da Informática
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
Momento da Informática
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
TomasSousa7
 
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdfDESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
Momento da Informática
 

Último (6)

Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdfManual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
Manual-de-Credenciamento ANATER 2023.pdf
 
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdfCertificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
Certificado Jornada Python Da Hashtag.pdf
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
 
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdfDESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE I_aula1-2.pdf
 

Aula 2 - AF

  • 1. MÉTODO DÁDER “ Manual de acompanhamento farmacoterapêutico”
  • 2.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10. PERGUNTAS QUE AUXILIAM NA FASE DE REVISÃO “ Você usa algum medicamento no cabelo, xampú especial?” “ Você comentou que sua cabeça dói com freqüência. Como é essa dor de cabeça e com que freqüência tem essa dor?” “ Você disse que têm depressão. O que você sente? O que leva você a sentir-se assim?”
  • 11.
  • 12. Importante: Deve-se atuar com prudência no atendimento dos primeiros pacientes, se ainda não temos experiência na aplicação dessa técnica, é melhor aprender com a experiência, e ter muita atenção nos dados fornecidos pelos paciente, pois um pequeno detalhe será fundamental para resolução dos PRMs .
  • 13.
  • 14.
  • 15.  
  • 16.
  • 17.  
  • 18.  
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22. “ Aprofundar nos conhecimentos do problema de saúde do paciente ajudará tanto no estabelecimento de prioridades quanto na dinâmica das intervenções. Se entendendo os problemas de saúde, se melhora o conhecimento da evolução do paciente. Aprofundando ao máximo o conhecimento da origem do problema de saúde, suas conseqüências e sua relação com os outros, melhorará a qualidade da Intervenção Farmacêutica, que objetiva resolver os possíveis PRM que o paciente poderá vir a experimentar. “
  • 23.
  • 24.
  • 25.  
  • 26.  
  • 27.  
  • 28.  
  • 29.  
  • 30.  
  • 31.  
  • 32.  
  • 33.  
  • 34. FIM