SlideShare uma empresa Scribd logo
PANORAMA
O PRINCIPIO DE TUDO
Gen. 1:2- A terra, entretanto, era
sem forma e vazia. A escuridão
cobria o mar que envolvia toda a
terra, e o Espírito de Deus se movia
sobre a face das águas
UM ESQUEMA GERAL
SOMENTE PELA FÉ PODEMOS ENTENDER E
ACEITAR AS COISAS DE DEUS
ESTUDAR A BIBLIA, É UMA CAMINHADA DE FÉ!!!
INTRODUÇÃO
• O livro de Gênesis ocupa o primeiro lugar
entre os livros da Biblia,
• Original hebraico: BERESHITH (no
princípio)
• Identifica a origem, a fonte a criação,
começo.
• O nome do escritor do livro não aparece,
mas é atribuído a Moisés, obviamente
inspirado pelo Espirito Santo.
PROPOSITO
• Prove um alicerce, uma explicação para tudo
quanto a Bíblia contém.
• Registra a criação do universo, da natureza, do sol,
da lua e das estrelas, do homem, do casamento,
do pecado, cidades, idiomas, das nações Israel.
• Dos primeiros instrumentos musicais, do primeiro
cantor,
• A escolha e o concerto com Israel.
• Sua historicidade vem sempre confirmada ao
longo dos anos pela arqueologia (estudo de coisas
antigas)
• A chamada e a escolha de Abrão em Ur dos
Caldeus e sua peregrinação à Canaã,
Visão panorâmica
• Divide-se em duas grandes partes:
• A. caps. 1 a 11 fornecem uma visão geral
partindo de Adão até Abrão.
• Encontra-se o registro maravilhoso da criação
de Adão e Eva e a união que Deus faz com
ambos, mostrando a união íntima que deveria
ser indissolúvel. Modelo para todos os tempos.
• Coloca-os no Jardim do Eden para zelar, o
equilibrio de paz e felicidade é quebrado pelo
descumprimento da ordem de Deus, tentados
pela serpente, comem ambos do fruto que Ele
havia probido.
UR DOS CALDEUS
E a rota de Abrão rumo a Canaã
CONSEQUENCIAS DO PECADO
1. Expulsão do paraíso, a morte, o
primeiro homicidio – Caim mata seu
irmão.
2. O DILUVIO UNIVERSAL
• 2. Diluvio universal, de tanto crescer a iniquidade Deus
destrói todas as pessoas existentes, salvando-se
apenas Noé e sua família.
Pesquisadores descobriram, após
décadas de estudos, que um vasto
reservatório de água — suficiente
para encher os oceanos da Terra três
vezes — pode estar escondido
quilômetros abaixo da superfície. A
novidade, publicada na Science, tem
chances de transformar a atual
compreensão de como foi formado o
planeta.
Revista Galileu.
3. A torre de Babel (confusão), o mundo pós existentes, uni-
se em torno da idolatria, Deus envia a confusão de línguas,
não podendo mais conviverem juntos espalham-se pelo
mundo. Dando origem as nações.
Gênesis introdução ao livro
CARACTERISTICAS ESPECIAIS
Sete características especiais assinalam Gênesis;
1. registra o começo da historia da humanidade, 2.A historia
registrada em Genesis abrange um tempo maior do os outros livros,
o primeiro casal, vai até o periodo antidiluviano, e a seguir liita-se ao
povo hebreu,
3. Revela que o Universo, e a vida na Terra são obras de Deus, o
instrumento a Palavra d´Ele, não é um processo independente da
natureza, cinquenta vezes nos vers. 1 e 2 Deus é o sujeito e o Verbo
que demonstram tudo Ele fez.
4. É o livro das primeiras coisas, o primeiro homem, primeiras
plantas, primeiros animais, primeiro casamento, primeiro pecado,
primeiro homicidio, o primeiro poligamo, os primeiros instrumentos
musicais, a primeira promessa de redenção, etc.
5. O conserto de Deus com Abraão,
6. Origem das 12 tribos de Israel,
7. Como os descendentes de Abraão se fixam no Egito por 430 anos
e como ocorre o Exodus (saida do Egito).
SUBSIDIOS EXTRAS
Autor: Moisés
Data: Cerca de 1445-1405 a.C. Tema: os inícios, origens, o começo
O LIVRO DAS ORIGENS
Narra os eventos que abrangem um período de 2369 anos.
- Da criação ao Dilúvio - 1656 anos
- Do Dilúvio à chamada de Abraão - 428 anos
- O resto da vida de Abraão - 100 anos
- Da morte de Abraão à de Isaque - 105 anos
- Da morte de Isaque à de Jacó - 27 anos
- Da morte de Jacó à de José - 54 anos
É um registro da origem do nosso Universo, do gênero humano, do pecado, da redenção, da vida em
família, da corrupção da sociedade, das nações, dos diferentes idiomas, da raça hebraica, etc. Os
primeiros capítulos do livro têm estado continuamente sob fogo da crítica moderna, mas os fatos que
apresentam, quando corretamente interpretados e entendidos, jamais têm sido negados. Não é
propósito do autor de Gênesis dar um relato detalhado da criação. Ele dedica somente um capítulo a
esse tema (só um esboço contendo alguns fatos fundamentais), enquanto dedica trinta e oito
capítulos à história do povo escolhido.
Gênesis inicia com a formação do sistema solar, os preparativos para a terra, para a sua habitação e a
criação da vida. A criação teve oito atos e foram executados em seis dias. 1 e 2
É um registro da origem do nosso Universo, do gênero humano,
do pecado, da redenção, da vida em família, da corrupção da
sociedade, das nações, dos diferentes idiomas, da raça hebraica,
etc. Os primeiros capítulos do livro têm estado continuamente
sob fogo da crítica moderna, mas os fatos que apresentam,
quando corretamente interpretados e entendidos, jamais têm
sido negados. Não é propósito do autor de Gênesis dar um relato
detalhado da criação. Ele dedica somente um capítulo a esse
tema (só um esboço contendo alguns fatos fundamentais),
enquanto dedica trinta e oito capítulos à história do povo
escolhido.
Gênesis inicia com a formação do sistema solar, os preparativos
para a terra, para a sua habitação e a criação da vida. A criação
teve oito atos e foram executados em seis dias. 1 e 2
Cap. 1 ao 11 – teremos muitas dúvidas e interrogações. Calcula-se que o tempo
de história seja maior condensado que o resto da Bíblia toda. Quanto tempo
levou entre a criação do homem e ele pecar?
Para muitas coisas na Bíblia é preciso saber o propósito de Deus. Os dez
primeiros capítulos explicam as origens de muitas qualidades misteriosas da
vida, a sexualidade humana, o matrimônio, o pecado, a doença, as dores do
parto, a morte, a ira de Deus, a inimizade do ser humano contra ele mesmo, e a
dispersão das raças e línguas.
A partir do cap. 12 relata-se o chamado de Abraão e a inauguração do concerto
de Deus com ele, glorioso e eterno que foi renovado com Isaque e Jacó. Gênesis
é impressionante pela forma característica de sua narrativa realçada pelo relato
inspirador de José e a multiplicação do povo de Deus. Trata da eleição divina
recontado por Paulo em Rm 9. Gênesis antecipa o N.T. em muitas maneiras: o
próprio Deus pessoal, a Trindade, a instituição do matrimônio, a seriedade do
pecado, o julgamento divino e a justificação pela fé. Gênesis conclui com a
benção de Jacó sobre Judá, de cuja tribo viria o Messias. Gn 49:10
A árvore da vida perdida em Gênesis é restaurada em Ap. 22.
Considerações Preliminares
É muito apropriado o lugar que Gênesis ocupa como o primeiro livro do AT, servindo de
introdução básica à Bíblia inteira. O título deste livro em hebraico deriva da primeira palavra
do livro: bereshith ("no princípio"). O título "Gênesis", como aparece em nossas Bíblias, é a
tradução em grego, do referido título em hebraico, e significa "a origem, fonte, criação, ou
começo dalguma coisa". Gênesis é "o livro dos começos". O autor de Gênesis não é
mencionado em nenhuma parte do livro. O testemunho do restante da Bíblia, porém, é que
Moisés foi o autor de todo o Pentateuco (os cinco primeiros livros do AT) e, portanto, de
Gênesis (1 Rs 2.3; 2 Rs 14.6; Ed 6.18; Ne 13.1; Dn 9.11-13; Ml 4.4; Mc 12.26; Lc 16.29,31; Jo
7.19-23; At 26.22; 1 Co 9.9; 2 Co 3.15). Além disso, os antigos escritores judaicos e os
primeiros dirigentes da igreja são unânimes em testificar que Moisés foi o escritor de
Gênesis. Uma vez que o relato de Gênesis no seu todo é de data anterior a Moisés, o papel
deste ao escrever Gênesis foi, em grande parte, reunir sob a inspiração do Espírito Santo,
todos os registros escritos e orais disponíveis, desde Adão até a morte de José, como os
temos hoje preservados em Gênesis. Uma possível indicação de Moisés ter utilizado
registros históricos existentes ao escrever Gênesis, é a repetida expressão através do livro:
"estas são as gerações de" (hb. e’lleh toledoth), que também admite a tradução: "estas são
as histórias por" (ver 2.4; 5.1; 6.9; 10.1; 11.10,27; 25.12,19; 36.1,9; 37.2).
Gênesis registra com exatidão a criação, os começos da história da humanidade e a origem
do povo hebreu, bem como o concerto entre Deus e os hebreus através de Abraão e os
demais patriarcas. O Senhor Jesus atestou no NT a fidedignidade histórica de Gênesis como
Escritura divinamente inspirada ( Mt 19.4-6; 24.37-39; Lc 11.51; 17.26-32; Jo 7.21-23; 8.56-
58) e os apóstolos (Rm 4; 1Co 15.21,22,45-47; 2 Co 11.3; Gl 3.8; 4.22-24,28; 1 Tm 2.13,14; Hb
11.4-22; 2 Pe 3.4-6; Jd 7,11). Sua historicidade continua sendo confirmada pelas descobertas
arqueológicas modernas. Moisés foi notavelmente bem preparado, pela sua educação (At
7.22) e por Deus, para escrever esse incomparável livro da Bíblia.
Propósito
Gênesis provê um alicerce essencial para o restante do Pentateuco e para toda a revelação
bíblica subseqüente. Preserva o único registro fidedigno a respeito dos começos do universo,
da humanidade, do casamento, do pecado, das cidades, dos idiomas, das nações, de Israel e
da história da redenção. Foi escrito de conformidade com o propósito de Deus a fim de dar
ao seu povo segundo o concerto, tanto do AT quanto do NT, uma compreensão fundamental
de si mesmo, da criação, da raça humana, da queda, da morte, do julgamento, do concerto e
da promessa da redenção através do descendente de Abraão.
Visão Panorâmica
Gênesis divide-se naturalmente em duas grandes partes.
Os caps. 1 a 11
fornecem uma visão geral, partindo de Adão até Abraão, e concentra-se
em cinco eventos memoráveis.
A Criação: Deus criou todas as coisas, inclusive Adão e Eva, os quais Ele
colocou no Jardim do Éden (1 e 2).
A Queda: Adão e Eva, pela sua transgressão, introduziram na história
humana a maldição do pecado e da morte (cap. 3).
Caim e Abel: Esta tragédia colocou em movimento as duas correntes
básicas da história: a civilização humanista e um remanescente redentor
( 4 e 5).
Dilúvio Universal: O mundo antigo se tornara tão iníquo até os tempos
da geração de Noé, que Deus o destruiu por meio de um dilúvio
universal, e poupou somente o justo Noé e sua família, como
remanescentes (6 a 10). A Torre de Babel. Quando o mundo pós-
diluviano unificou-se em torno da idolatria e da rebelião, Deus o
dispersou, ao confundir seu idioma e cultura, e ao espalhar a raça
humana por toda a terra (cap. 11)
B) Os caps. 12 a 50 registram os começos do povo hebreu e
focalizam o contínuo propósito divino da redenção, através da
vida dos quatro grandes patriarcas de Israel — Abraão, Isaque,
Jacó e José. A chamada de Abraão por Deus (cap. 12) e o
relacionamento pactual de Deus com ele e com seus
descendentes, formam o começo de fato da realização do
propósito divino concernente ao Redentor e à redenção, na
história humana. Gênesis
B) Os caps. 12 a 50 registram os começos do povo hebreu e
focalizam o contínuo propósito divino da redenção, através da
vida dos quatro grandes patriarcas de Israel — Abraão, Isaque,
Jacó e José. A chamada de Abraão por Deus (cap. 12) e o
relacionamento pactual de Deus com ele e com seus
descendentes, formam o começo de fato da realização do
propósito divino concernente ao Redentor e à redenção, na
história humana. Gênesis termina com a morte de José e a
iminente escravidão de Israel no Egito.
Temos sete características em Gênesis.
Foi o primeiro livro da Bíblia a ser escrito (com a possível exceção de Jó) e registra o
começo da história da humanidade, do pecado, do povo hebreu e da redenção.
A história contida em Gênesis abrange um período de tempo maior do que todo o
restante da Bíblia, e começa com o primeiro casal humano; dilata-se, abrangendo o
mundo antediluviano, e a seguir limita-se à história do povo hebreu, o qual semelhante
a uma torrente, conduz à redenção até o final do AT.
Gênesis revela que o universo material e a vida na terra são categoricamente obra de
Deus, e não um processo independente da natureza. Cinqüenta vezes nos caps. 1 e 2,
Deus é o sujeito de verbos que demonstram o que Ele fez como Criador.
Gênesis é o livro das primeiras coisas — o primeiro casamento, a primeira família, o
primeiro nascimento, o primeiro pecado, o primeiro homicídio, o primeiro polígamo, os
primeiros instrumentos musicais, a primeira promessa de redenção, e assim por diante.
O concerto de Deus com Abraão, que começou com a chamada deste (12.1 a 3), foi
formalizado no cap. 15, e ratificado no cap. 17, e é da máxima importância em toda a
Bíblia.
Somente Gênesis explica a origem das doze tribos de Israel.
Revela como os descendentes de Abraão, por fim, se fixam no Egito (durante 430 anos) e
assim preparam o caminho para o êxodo, o evento redentor central do AT.
O Cumprimento no NT
Gênesis revela a história profética da redenção, e o Redentor
que virá através da descendência da mulher (3.15), das
linhagens de Sete (4.25,26), e de Sem (9.26,27), e da
descendência de Abraão (12.3). O NT aplica 12.3 diretamente
à provisão da redenção que Deus realizou em Jesus Cristo (Gl
3.16,39). Muitos personagens e eventos de Gênesis são
mencionados no NT com relação à fé e à justiça (Rm 4; Hb
11.1-22), ao julgamento divino (Lc 17.26-29,32; 2 Pe 3.6; Jd
7,11a) e à pessoa de Cristo (Mt 1.1; Jo 8.58; Hb 7).
TEMA PRINCIPAL. O pecado do homem e os passos iniciais
destinados à sua redenção, mediante uma aliança divina feita
com uma raça escolhida, cuja história primitiva ali se escreve.
PRIMEIRA PROMESSA MESSIÂNICA, 3.15
SINOPSE
I. A história da criação
a) Do nosso Universo, 1:1-25
b) Do homem, 1:26-31; 2:18-24
II. A história do homem primitivo
a) A tentação e a queda, a personalidade e o caráter do
tentador, o castigo do pecado, e a promessa do Redentor
vindouro, cap. 3.
b) A história de Caim e Abel, cap. 4
c) A genealogia e morte dos patriarcas, cap. 5
d) Os sucessos relacionados com o dilúvio, caps. 6 a 8
e) A aliança do arco-íris e o pecado de Noé, cap. 9
f) Os descendentes de Noé , cap. 10
g) A confusão da língua em Babel, cap. 11
III. A história do povo escolhido
1) A vida de Abraão
a) Seu chamado divino, cap. 12
b) A história de Abraão e Ló, caps. 13 e 14
c) As revelações divinas e as promessas a Abraão,
particularmente a promessa de um filho, da posse da Terra
Santa, e de uma grande posteridade, caps. 15 a 17.
d) Sua intercessão em favor das cidades da planície, e a
destruição delas, caps. 18 a 19
e) Sua vida em Gerar, o cumprimento da promessa de um
filho no nascimento de Isaque, 20 a 21
f) A prova da sua obediência quando da ordem divina de
sacrificar a Isaque, cap. 22
2) A vida de Isaque
a) Seu nascimento, 21.3
b) Seu casamento, cap. 24
c) O nascimento de seus filhos Jacó e Esaú, 25:20 a 26
d) Seus últimos anos, caps. 26 e 27
3) A vida de Jacó
a) Sua astúcia para adquirir o direito de primogenitura 27:1 a 29
b) Sua visão da escada celestial, 28:10 a 22
c) Os incidentes com o seu matrimônio e sua vida em Padã-Arã, caps. 29 a 31
(4) A vida de Esaú
(5) A vida de José, os últimos dias de Jacó, e a descida ao Egito da família
escolhida, caps. 37 a 50
NOME PREEMINENTES RELACIONADOS:
Adão e Eva, Caim e Abel
Abraão e Ló, Isaque e Ismael,
Esaú e Jacó, José e seus filhos.
CINCO GRANDES PERSONAGENS ESPIRITUAIS
1) Enoque, o homem que "caminhou com
Deus"
2) Noé, o construtor da arca
3) Abraão, o pai dos fiéis
4) Jacó, o homem cuja vida foi transformada
pela oração
5) José, o filho de Jacó, que de escravo se
tornou em governador do Egito
A LIÇÃO DAS IDADES. A Bíblia começa
com a humanidade arruinada:
O paraíso Perdido, cap. 3.
A instituição do plano de salvação,
cap. 3.
A Bíblia termina com a promessa
cumprida: o paraíso. Recuperado.
1º. DIA DA CRIAÇÃO
Não temos como definir o período, não era um dia de 24
horas como o nosso. Quem rege o dia de 24 horas é o sol,
porém na Bíblia o sol só foi criado no 4odia (período da
criação).
Cap. 6 – 1o versículo - fala das duas linhagens:
LINHAGEM ÍMPIA –
TUBAL CAIM – 1o homem a fazer armas brancas
JABAL – 1o homem a trabalhar com gados
Produziam instrumentos musicais, criavam músicas.
LINHAGEM PIEDOSA –
ENOS – 1o homem a reunir pessoas para adorar a Deus,
foi o 1o Pastor.
DILÚVIO –
Mudança dos nomes:
ABRÃO – significa pai das alturas, mudou
para ABRAÃO – significa pai de uma
multidão
JACÓ mudou depois para ISRAEL JACÓ
gerou JUDÁ, que gerou José (do Egito),
de JUDÁ nasceu a descendência de
JESUS.
1- Criação - Céu,
terra, mundo,
homem
6- Dilúvio 11- Jacó
2- Pecado 7-
2a civilização
12- Judá
3- 1o crime – Caim
matou Abel
8- Confusão
dos idiomas
13- José
4- 1a civilização 9- Abraão
5- Corrupção do
gênero humano
10- Isaque
O homem é o plano maior de Deus dentro da criação. O
pecado de Adão levou muito tempo, talvez não tenha sido
a primeira tentação. O pecado abriu portas para outros
crimes.
durou 1 ano e 17 dias (382 dias), mas só choveu 40 dias e
40 noites.filhos de setefilhos de Caim (hebraico) – não
encontraram em português uma tradução correta, então
puseram como DIA. O mais correto seria ERA ou PERÍODO.
Fonte:
Bíblia de Estudo Plenitude, Bíblia de Estudo Pentecostal,
Bíblia de Estudo do Evangelista, Bíblia de Estudo Almeida,
Bíblia de Estudo Vida, Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

8. O Livro de Números
8. O Livro de Números8. O Livro de Números
8. O Livro de Números
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Livros Poéticos - Estudo do livro de salmos
Livros Poéticos - Estudo do livro de salmosLivros Poéticos - Estudo do livro de salmos
Livros Poéticos - Estudo do livro de salmos
RODRIGO FERREIRA
 
3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Panorama do AT - Eclesiastes
Panorama do AT - EclesiastesPanorama do AT - Eclesiastes
Panorama do AT - Eclesiastes
Respirando Deus
 
Panorama do AT - Cântico dos Cânticos
Panorama do AT - Cântico dos CânticosPanorama do AT - Cântico dos Cânticos
Panorama do AT - Cântico dos Cânticos
Respirando Deus
 
21. o livro de neemias
21. o livro de neemias21. o livro de neemias
21. o livro de neemias
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Panorama do AT - Joel
Panorama do AT - JoelPanorama do AT - Joel
Panorama do AT - Joel
Respirando Deus
 
Disciplina de Teologia do Novo Testamento
Disciplina de Teologia do Novo TestamentoDisciplina de Teologia do Novo Testamento
Disciplina de Teologia do Novo Testamento
faculdadeteologica
 
Panorama do novo testamento
Panorama do novo testamentoPanorama do novo testamento
Panorama do novo testamento
Bruno Cesar Santos de Sousa
 
Panorama do AT - Josué
Panorama do AT - JosuéPanorama do AT - Josué
Panorama do AT - Josué
Respirando Deus
 
7. O Livro de Levítico
7. O Livro de Levítico7. O Livro de Levítico
7. O Livro de Levítico
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Livros Históricos
Livros  HistóricosLivros  Históricos
Livros Históricos
Moisés Sampaio
 
42. O Profeta Sofonias
42. O Profeta Sofonias42. O Profeta Sofonias
42. O Profeta Sofonias
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Aula 11 - Livros Poéticos
Aula 11 - Livros PoéticosAula 11 - Livros Poéticos
Aula 11 - Livros Poéticos
Gustavo Zimmermann
 
Introdução ao Antigo Testamento
Introdução ao Antigo TestamentoIntrodução ao Antigo Testamento
Introdução ao Antigo Testamento
Viva a Igreja
 
Pentateuco
PentateucoPentateuco
Pentateuco
Rogério Nunes
 
Estudo das alianças bíblicas
Estudo das alianças bíblicasEstudo das alianças bíblicas
Estudo das alianças bíblicas
Estudos Bíblicos
 
5. O Êxodo: do Egito ao Sinai
5. O Êxodo: do Egito ao Sinai5. O Êxodo: do Egito ao Sinai
5. O Êxodo: do Egito ao Sinai
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
11. o livro dos juízes
11. o livro dos juízes11. o livro dos juízes
11. o livro dos juízes
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Introdução ao Novo testamento
Introdução ao Novo testamentoIntrodução ao Novo testamento
Introdução ao Novo testamento
João Áquila Lima Dos Santos
 

Mais procurados (20)

8. O Livro de Números
8. O Livro de Números8. O Livro de Números
8. O Livro de Números
 
Livros Poéticos - Estudo do livro de salmos
Livros Poéticos - Estudo do livro de salmosLivros Poéticos - Estudo do livro de salmos
Livros Poéticos - Estudo do livro de salmos
 
3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus
 
Panorama do AT - Eclesiastes
Panorama do AT - EclesiastesPanorama do AT - Eclesiastes
Panorama do AT - Eclesiastes
 
Panorama do AT - Cântico dos Cânticos
Panorama do AT - Cântico dos CânticosPanorama do AT - Cântico dos Cânticos
Panorama do AT - Cântico dos Cânticos
 
21. o livro de neemias
21. o livro de neemias21. o livro de neemias
21. o livro de neemias
 
Panorama do AT - Joel
Panorama do AT - JoelPanorama do AT - Joel
Panorama do AT - Joel
 
Disciplina de Teologia do Novo Testamento
Disciplina de Teologia do Novo TestamentoDisciplina de Teologia do Novo Testamento
Disciplina de Teologia do Novo Testamento
 
Panorama do novo testamento
Panorama do novo testamentoPanorama do novo testamento
Panorama do novo testamento
 
Panorama do AT - Josué
Panorama do AT - JosuéPanorama do AT - Josué
Panorama do AT - Josué
 
7. O Livro de Levítico
7. O Livro de Levítico7. O Livro de Levítico
7. O Livro de Levítico
 
Livros Históricos
Livros  HistóricosLivros  Históricos
Livros Históricos
 
42. O Profeta Sofonias
42. O Profeta Sofonias42. O Profeta Sofonias
42. O Profeta Sofonias
 
Aula 11 - Livros Poéticos
Aula 11 - Livros PoéticosAula 11 - Livros Poéticos
Aula 11 - Livros Poéticos
 
Introdução ao Antigo Testamento
Introdução ao Antigo TestamentoIntrodução ao Antigo Testamento
Introdução ao Antigo Testamento
 
Pentateuco
PentateucoPentateuco
Pentateuco
 
Estudo das alianças bíblicas
Estudo das alianças bíblicasEstudo das alianças bíblicas
Estudo das alianças bíblicas
 
5. O Êxodo: do Egito ao Sinai
5. O Êxodo: do Egito ao Sinai5. O Êxodo: do Egito ao Sinai
5. O Êxodo: do Egito ao Sinai
 
11. o livro dos juízes
11. o livro dos juízes11. o livro dos juízes
11. o livro dos juízes
 
Introdução ao Novo testamento
Introdução ao Novo testamentoIntrodução ao Novo testamento
Introdução ao Novo testamento
 

Destaque

LIÇÃO 01 - GÊNESIS, O LIVRO DA CRIAÇÃO DIVINA
LIÇÃO 01 - GÊNESIS, O LIVRO DA CRIAÇÃO DIVINALIÇÃO 01 - GÊNESIS, O LIVRO DA CRIAÇÃO DIVINA
LIÇÃO 01 - GÊNESIS, O LIVRO DA CRIAÇÃO DIVINA
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
3. gênesis
3. gênesis3. gênesis
3. gênesis
mbrandao7
 
38 Estudo Panorâmico da Bíblia (Gênesis)
38   Estudo Panorâmico da Bíblia (Gênesis)38   Estudo Panorâmico da Bíblia (Gênesis)
38 Estudo Panorâmico da Bíblia (Gênesis)
Robson Tavares Fernandes
 
Panorama Bíblico
Panorama Bíblico Panorama Bíblico
Panorama Bíblico
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
LIÇÃO 1 (ADULTOS) - GÊNESIS, O LIVRO DA CRIAÇÃO DIVINA
LIÇÃO 1 (ADULTOS) - GÊNESIS, O LIVRO DA CRIAÇÃO DIVINALIÇÃO 1 (ADULTOS) - GÊNESIS, O LIVRO DA CRIAÇÃO DIVINA
LIÇÃO 1 (ADULTOS) - GÊNESIS, O LIVRO DA CRIAÇÃO DIVINA
Natalino das Neves Neves
 
Aula de introdução a pentateuco II
Aula de introdução a pentateuco IIAula de introdução a pentateuco II
Aula de introdução a pentateuco II
Dyogo E Cris
 
Lição 1 Gênesis, o livro da criação divina
Lição 1   Gênesis, o livro da criação divinaLição 1   Gênesis, o livro da criação divina
Lição 1 Gênesis, o livro da criação divina
Wander Sousa
 
O homem e a criação
O homem e a criaçãoO homem e a criação
O homem e a criação
Jean Marsan
 
Lição 1 - gênesis, o livro da criação - 4ª Trimestre de 2015
Lição 1 -  gênesis, o livro da criação - 4ª Trimestre de 2015Lição 1 -  gênesis, o livro da criação - 4ª Trimestre de 2015
Lição 1 - gênesis, o livro da criação - 4ª Trimestre de 2015
Andrew Guimarães
 
Panorama do pentateuco
Panorama do pentateucoPanorama do pentateuco
Panorama do pentateuco
Paulo Ferreira
 
O pentateuco
O pentateucoO pentateuco
1º Aula do Pentateuco
1º Aula do Pentateuco1º Aula do Pentateuco
1º Aula do Pentateuco
Jefferson Evangelista
 
Qualidade nos relacionamentos na igreja -
Qualidade nos relacionamentos na igreja - Qualidade nos relacionamentos na igreja -
Qualidade nos relacionamentos na igreja -
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
Deus Escolhe um Povo para Adoração
Deus Escolhe um Povo para AdoraçãoDeus Escolhe um Povo para Adoração
Deus Escolhe um Povo para Adoração
Rogério Nunes
 
Lição 01 - Gênesis, o livro da criação divina
Lição 01 - Gênesis, o livro da criação divinaLição 01 - Gênesis, o livro da criação divina
Lição 01 - Gênesis, o livro da criação divina
Regio Davis
 
Gênesis - o Início de Todas as Coisas - Leonardo Pereira
Gênesis - o Início de Todas as Coisas  - Leonardo PereiraGênesis - o Início de Todas as Coisas  - Leonardo Pereira
Gênesis - o Início de Todas as Coisas - Leonardo Pereira
Evangelho Avivado Cristão
 
HOSPITAL SÃO JOÃO DE DEUS (parte 2): CLÍNICA DA ESCUTA À CLÍNICA DO SUJEITO
HOSPITAL SÃO JOÃO DE DEUS (parte 2): CLÍNICA DA ESCUTA À CLÍNICA DO SUJEITOHOSPITAL SÃO JOÃO DE DEUS (parte 2): CLÍNICA DA ESCUTA À CLÍNICA DO SUJEITO
HOSPITAL SÃO JOÃO DE DEUS (parte 2): CLÍNICA DA ESCUTA À CLÍNICA DO SUJEITO
Alexandre Simoes
 
Ebd adbvv-genesis-licao 1
Ebd adbvv-genesis-licao 1Ebd adbvv-genesis-licao 1
Ebd adbvv-genesis-licao 1
Figueiredo Marc
 
Proverbios 30
Proverbios 30Proverbios 30
Proverbios 30
Maria-Elena Gambetta
 
4º trimestre 2015 lição 02 adultos
4º trimestre 2015 lição 02 adultos4º trimestre 2015 lição 02 adultos
4º trimestre 2015 lição 02 adultos
Joel Silva
 

Destaque (20)

LIÇÃO 01 - GÊNESIS, O LIVRO DA CRIAÇÃO DIVINA
LIÇÃO 01 - GÊNESIS, O LIVRO DA CRIAÇÃO DIVINALIÇÃO 01 - GÊNESIS, O LIVRO DA CRIAÇÃO DIVINA
LIÇÃO 01 - GÊNESIS, O LIVRO DA CRIAÇÃO DIVINA
 
3. gênesis
3. gênesis3. gênesis
3. gênesis
 
38 Estudo Panorâmico da Bíblia (Gênesis)
38   Estudo Panorâmico da Bíblia (Gênesis)38   Estudo Panorâmico da Bíblia (Gênesis)
38 Estudo Panorâmico da Bíblia (Gênesis)
 
Panorama Bíblico
Panorama Bíblico Panorama Bíblico
Panorama Bíblico
 
LIÇÃO 1 (ADULTOS) - GÊNESIS, O LIVRO DA CRIAÇÃO DIVINA
LIÇÃO 1 (ADULTOS) - GÊNESIS, O LIVRO DA CRIAÇÃO DIVINALIÇÃO 1 (ADULTOS) - GÊNESIS, O LIVRO DA CRIAÇÃO DIVINA
LIÇÃO 1 (ADULTOS) - GÊNESIS, O LIVRO DA CRIAÇÃO DIVINA
 
Aula de introdução a pentateuco II
Aula de introdução a pentateuco IIAula de introdução a pentateuco II
Aula de introdução a pentateuco II
 
Lição 1 Gênesis, o livro da criação divina
Lição 1   Gênesis, o livro da criação divinaLição 1   Gênesis, o livro da criação divina
Lição 1 Gênesis, o livro da criação divina
 
O homem e a criação
O homem e a criaçãoO homem e a criação
O homem e a criação
 
Lição 1 - gênesis, o livro da criação - 4ª Trimestre de 2015
Lição 1 -  gênesis, o livro da criação - 4ª Trimestre de 2015Lição 1 -  gênesis, o livro da criação - 4ª Trimestre de 2015
Lição 1 - gênesis, o livro da criação - 4ª Trimestre de 2015
 
Panorama do pentateuco
Panorama do pentateucoPanorama do pentateuco
Panorama do pentateuco
 
O pentateuco
O pentateucoO pentateuco
O pentateuco
 
1º Aula do Pentateuco
1º Aula do Pentateuco1º Aula do Pentateuco
1º Aula do Pentateuco
 
Qualidade nos relacionamentos na igreja -
Qualidade nos relacionamentos na igreja - Qualidade nos relacionamentos na igreja -
Qualidade nos relacionamentos na igreja -
 
Deus Escolhe um Povo para Adoração
Deus Escolhe um Povo para AdoraçãoDeus Escolhe um Povo para Adoração
Deus Escolhe um Povo para Adoração
 
Lição 01 - Gênesis, o livro da criação divina
Lição 01 - Gênesis, o livro da criação divinaLição 01 - Gênesis, o livro da criação divina
Lição 01 - Gênesis, o livro da criação divina
 
Gênesis - o Início de Todas as Coisas - Leonardo Pereira
Gênesis - o Início de Todas as Coisas  - Leonardo PereiraGênesis - o Início de Todas as Coisas  - Leonardo Pereira
Gênesis - o Início de Todas as Coisas - Leonardo Pereira
 
HOSPITAL SÃO JOÃO DE DEUS (parte 2): CLÍNICA DA ESCUTA À CLÍNICA DO SUJEITO
HOSPITAL SÃO JOÃO DE DEUS (parte 2): CLÍNICA DA ESCUTA À CLÍNICA DO SUJEITOHOSPITAL SÃO JOÃO DE DEUS (parte 2): CLÍNICA DA ESCUTA À CLÍNICA DO SUJEITO
HOSPITAL SÃO JOÃO DE DEUS (parte 2): CLÍNICA DA ESCUTA À CLÍNICA DO SUJEITO
 
Ebd adbvv-genesis-licao 1
Ebd adbvv-genesis-licao 1Ebd adbvv-genesis-licao 1
Ebd adbvv-genesis-licao 1
 
Proverbios 30
Proverbios 30Proverbios 30
Proverbios 30
 
4º trimestre 2015 lição 02 adultos
4º trimestre 2015 lição 02 adultos4º trimestre 2015 lição 02 adultos
4º trimestre 2015 lição 02 adultos
 

Semelhante a Gênesis introdução ao livro

Gênesis, o Livro da Criação Divina - Lição 01 - 4ºTrimestre 2015
Gênesis, o Livro da Criação Divina - Lição 01 - 4ºTrimestre 2015Gênesis, o Livro da Criação Divina - Lição 01 - 4ºTrimestre 2015
Gênesis, o Livro da Criação Divina - Lição 01 - 4ºTrimestre 2015
Pr. Andre Luiz
 
Bíblia de Estudo Pentecostal.pdf
Bíblia de Estudo Pentecostal.pdfBíblia de Estudo Pentecostal.pdf
Bíblia de Estudo Pentecostal.pdf
Ferreira Silva
 
EEPOAD - Pentateuco
EEPOAD - PentateucoEEPOAD - Pentateuco
EEPOAD - Pentateuco
Jamerson Maia
 
4º trimestre 2015 lição 01 adultos
4º trimestre 2015 lição 01 adultos4º trimestre 2015 lição 01 adultos
4º trimestre 2015 lição 01 adultos
Joel Silva
 
4º trimestre 2015 lição 01 adultos
4º trimestre 2015 lição 01 adultos4º trimestre 2015 lição 01 adultos
4º trimestre 2015 lição 01 adultos
Joel Silva
 
2015 4º trimestre adultos lição 01.pptx
2015 4º trimestre adultos lição 01.pptx2015 4º trimestre adultos lição 01.pptx
2015 4º trimestre adultos lição 01.pptx
Joel Silva
 
panorama velho testamento o inico de tudo.pptx
panorama velho testamento o inico de tudo.pptxpanorama velho testamento o inico de tudo.pptx
panorama velho testamento o inico de tudo.pptx
Márcio Azevedo
 
Panorama-do-antigo-testamento_parte-2.pptx
Panorama-do-antigo-testamento_parte-2.pptxPanorama-do-antigo-testamento_parte-2.pptx
Panorama-do-antigo-testamento_parte-2.pptx
Edna Maria Coutinho Januário
 
panoramavelhotestamentooinicodetudo-221023024210-914436a2.pdf
panoramavelhotestamentooinicodetudo-221023024210-914436a2.pdfpanoramavelhotestamentooinicodetudo-221023024210-914436a2.pdf
panoramavelhotestamentooinicodetudo-221023024210-914436a2.pdf
bpclaudio11
 
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 1 Genesis ,o livro da criaçã...
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 1 Genesis ,o livro da criaçã...EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 1 Genesis ,o livro da criaçã...
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 1 Genesis ,o livro da criaçã...
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Instituto bíblico moody completo
Instituto bíblico moody   completoInstituto bíblico moody   completo
Instituto bíblico moody completo
Jesse Nascimento
 
O Pentateuco - CETAD - ESBOÇO do Genesis.pptx
O Pentateuco - CETAD -  ESBOÇO do Genesis.pptxO Pentateuco - CETAD -  ESBOÇO do Genesis.pptx
O Pentateuco - CETAD - ESBOÇO do Genesis.pptx
eduardo726060
 
Introdução ao Livro de Gênesis em 7 paginas
Introdução ao Livro de Gênesis em 7 paginasIntrodução ao Livro de Gênesis em 7 paginas
Introdução ao Livro de Gênesis em 7 paginas
luciola5761
 
Lição nº 01 4º trimestre 2015 - cpad (gênesis, o livro da criação divina)
Lição nº 01   4º trimestre 2015 - cpad (gênesis, o livro da criação divina)Lição nº 01   4º trimestre 2015 - cpad (gênesis, o livro da criação divina)
Lição nº 01 4º trimestre 2015 - cpad (gênesis, o livro da criação divina)
CEILANDIA
 
Genesis ate levitico atualizado ate 15042010
Genesis ate levitico   atualizado ate 15042010Genesis ate levitico   atualizado ate 15042010
Genesis ate levitico atualizado ate 15042010
teologiadaaplicabilidade
 
Genesis ate levitico atualizado ate 15042010
Genesis ate levitico   atualizado ate 15042010Genesis ate levitico   atualizado ate 15042010
Genesis ate levitico atualizado ate 15042010
dalto
 
Genesis ate levitico atualizado ate 15042010
Genesis ate levitico   atualizado ate 15042010Genesis ate levitico   atualizado ate 15042010
Genesis ate levitico atualizado ate 15042010
teologiadaaplicabilidade
 
comentário bíblico-1 gênesis (moody)
comentário bíblico-1 gênesis (moody)comentário bíblico-1 gênesis (moody)
comentário bíblico-1 gênesis (moody)
leniogravacoes
 
PENTATEUCO AULA 1 IBADEP BÁSICO
PENTATEUCO AULA 1 IBADEP BÁSICOPENTATEUCO AULA 1 IBADEP BÁSICO
PENTATEUCO AULA 1 IBADEP BÁSICO
Rubens Sohn
 
Introdução ao pentateuco
Introdução ao pentateucoIntrodução ao pentateuco
Introdução ao pentateuco
Alberto Simonton
 

Semelhante a Gênesis introdução ao livro (20)

Gênesis, o Livro da Criação Divina - Lição 01 - 4ºTrimestre 2015
Gênesis, o Livro da Criação Divina - Lição 01 - 4ºTrimestre 2015Gênesis, o Livro da Criação Divina - Lição 01 - 4ºTrimestre 2015
Gênesis, o Livro da Criação Divina - Lição 01 - 4ºTrimestre 2015
 
Bíblia de Estudo Pentecostal.pdf
Bíblia de Estudo Pentecostal.pdfBíblia de Estudo Pentecostal.pdf
Bíblia de Estudo Pentecostal.pdf
 
EEPOAD - Pentateuco
EEPOAD - PentateucoEEPOAD - Pentateuco
EEPOAD - Pentateuco
 
4º trimestre 2015 lição 01 adultos
4º trimestre 2015 lição 01 adultos4º trimestre 2015 lição 01 adultos
4º trimestre 2015 lição 01 adultos
 
4º trimestre 2015 lição 01 adultos
4º trimestre 2015 lição 01 adultos4º trimestre 2015 lição 01 adultos
4º trimestre 2015 lição 01 adultos
 
2015 4º trimestre adultos lição 01.pptx
2015 4º trimestre adultos lição 01.pptx2015 4º trimestre adultos lição 01.pptx
2015 4º trimestre adultos lição 01.pptx
 
panorama velho testamento o inico de tudo.pptx
panorama velho testamento o inico de tudo.pptxpanorama velho testamento o inico de tudo.pptx
panorama velho testamento o inico de tudo.pptx
 
Panorama-do-antigo-testamento_parte-2.pptx
Panorama-do-antigo-testamento_parte-2.pptxPanorama-do-antigo-testamento_parte-2.pptx
Panorama-do-antigo-testamento_parte-2.pptx
 
panoramavelhotestamentooinicodetudo-221023024210-914436a2.pdf
panoramavelhotestamentooinicodetudo-221023024210-914436a2.pdfpanoramavelhotestamentooinicodetudo-221023024210-914436a2.pdf
panoramavelhotestamentooinicodetudo-221023024210-914436a2.pdf
 
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 1 Genesis ,o livro da criaçã...
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 1 Genesis ,o livro da criaçã...EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 1 Genesis ,o livro da criaçã...
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 1 Genesis ,o livro da criaçã...
 
Instituto bíblico moody completo
Instituto bíblico moody   completoInstituto bíblico moody   completo
Instituto bíblico moody completo
 
O Pentateuco - CETAD - ESBOÇO do Genesis.pptx
O Pentateuco - CETAD -  ESBOÇO do Genesis.pptxO Pentateuco - CETAD -  ESBOÇO do Genesis.pptx
O Pentateuco - CETAD - ESBOÇO do Genesis.pptx
 
Introdução ao Livro de Gênesis em 7 paginas
Introdução ao Livro de Gênesis em 7 paginasIntrodução ao Livro de Gênesis em 7 paginas
Introdução ao Livro de Gênesis em 7 paginas
 
Lição nº 01 4º trimestre 2015 - cpad (gênesis, o livro da criação divina)
Lição nº 01   4º trimestre 2015 - cpad (gênesis, o livro da criação divina)Lição nº 01   4º trimestre 2015 - cpad (gênesis, o livro da criação divina)
Lição nº 01 4º trimestre 2015 - cpad (gênesis, o livro da criação divina)
 
Genesis ate levitico atualizado ate 15042010
Genesis ate levitico   atualizado ate 15042010Genesis ate levitico   atualizado ate 15042010
Genesis ate levitico atualizado ate 15042010
 
Genesis ate levitico atualizado ate 15042010
Genesis ate levitico   atualizado ate 15042010Genesis ate levitico   atualizado ate 15042010
Genesis ate levitico atualizado ate 15042010
 
Genesis ate levitico atualizado ate 15042010
Genesis ate levitico   atualizado ate 15042010Genesis ate levitico   atualizado ate 15042010
Genesis ate levitico atualizado ate 15042010
 
comentário bíblico-1 gênesis (moody)
comentário bíblico-1 gênesis (moody)comentário bíblico-1 gênesis (moody)
comentário bíblico-1 gênesis (moody)
 
PENTATEUCO AULA 1 IBADEP BÁSICO
PENTATEUCO AULA 1 IBADEP BÁSICOPENTATEUCO AULA 1 IBADEP BÁSICO
PENTATEUCO AULA 1 IBADEP BÁSICO
 
Introdução ao pentateuco
Introdução ao pentateucoIntrodução ao pentateuco
Introdução ao pentateuco
 

Mais de Elson Juvenal Pinto Loureiro

INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇAINSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
Lição 12 apresentação
Lição 12 apresentaçãoLição 12 apresentação
Lição 12 apresentação
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
Lição 7 o diluvio
Lição 7 o diluvioLição 7 o diluvio
Lição 7 o diluvio
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
Lição 3 criação do homem e da mulher b
Lição 3 criação do homem e da mulher bLição 3 criação do homem e da mulher b
Lição 3 criação do homem e da mulher b
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
Lição 3 criação do homem e da mulher
Lição 3 criação do homem e da mulherLição 3 criação do homem e da mulher
Lição 3 criação do homem e da mulher
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
A criação dos céus, e da terr
A criação dos céus, e da terrA criação dos céus, e da terr
A criação dos céus, e da terr
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
Aprovados por deus lição 8 - 3 trim 2015 - Prof. ELSON LOUREIRO
Aprovados por deus lição 8 -  3 trim 2015 - Prof.  ELSON LOUREIROAprovados por deus lição 8 -  3 trim 2015 - Prof.  ELSON LOUREIRO
Aprovados por deus lição 8 - 3 trim 2015 - Prof. ELSON LOUREIRO
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
Oração e recomendação às mulheres cristãs
Oração e recomendação às mulheres cristãsOração e recomendação às mulheres cristãs
Oração e recomendação às mulheres cristãs
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
O evangelho da graça
O evangelho da graçaO evangelho da graça
O evangelho da graça
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
2a. versão mensagem a igreja local e a liderança
2a. versão mensagem a igreja local e a liderança2a. versão mensagem a igreja local e a liderança
2a. versão mensagem a igreja local e a liderança
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
A ultima ceia apresentação
A ultima ceia apresentaçãoA ultima ceia apresentação
A ultima ceia apresentação
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
Subsidios ao professor
Subsidios ao professorSubsidios ao professor
Subsidios ao professor
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
O nascimento de jesus 2
O nascimento de jesus  2O nascimento de jesus  2
O nascimento de jesus 2
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
A igreja e a lei de deus
A igreja e a lei de deusA igreja e a lei de deus
A igreja e a lei de deus
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
A igreja e a lei de deus
A igreja e a lei de deusA igreja e a lei de deus
A igreja e a lei de deus
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
10 mandamento não cobiçaras final
10 mandamento não cobiçaras  final10 mandamento não cobiçaras  final
10 mandamento não cobiçaras final
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
Previa da lição 10 mandamento não cobiçaras
Previa da lição  10  mandamento não cobiçarasPrevia da lição  10  mandamento não cobiçaras
Previa da lição 10 mandamento não cobiçaras
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
Não darás falso testemunho
Não darás falso testemunhoNão darás falso testemunho
Não darás falso testemunho
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
Apresentação tcc integração resumida
Apresentação tcc integração resumidaApresentação tcc integração resumida
Apresentação tcc integração resumida
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
Não furtarás
Não furtarásNão furtarás

Mais de Elson Juvenal Pinto Loureiro (20)

INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇAINSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
 
Lição 12 apresentação
Lição 12 apresentaçãoLição 12 apresentação
Lição 12 apresentação
 
Lição 7 o diluvio
Lição 7 o diluvioLição 7 o diluvio
Lição 7 o diluvio
 
Lição 3 criação do homem e da mulher b
Lição 3 criação do homem e da mulher bLição 3 criação do homem e da mulher b
Lição 3 criação do homem e da mulher b
 
Lição 3 criação do homem e da mulher
Lição 3 criação do homem e da mulherLição 3 criação do homem e da mulher
Lição 3 criação do homem e da mulher
 
A criação dos céus, e da terr
A criação dos céus, e da terrA criação dos céus, e da terr
A criação dos céus, e da terr
 
Aprovados por deus lição 8 - 3 trim 2015 - Prof. ELSON LOUREIRO
Aprovados por deus lição 8 -  3 trim 2015 - Prof.  ELSON LOUREIROAprovados por deus lição 8 -  3 trim 2015 - Prof.  ELSON LOUREIRO
Aprovados por deus lição 8 - 3 trim 2015 - Prof. ELSON LOUREIRO
 
Oração e recomendação às mulheres cristãs
Oração e recomendação às mulheres cristãsOração e recomendação às mulheres cristãs
Oração e recomendação às mulheres cristãs
 
O evangelho da graça
O evangelho da graçaO evangelho da graça
O evangelho da graça
 
2a. versão mensagem a igreja local e a liderança
2a. versão mensagem a igreja local e a liderança2a. versão mensagem a igreja local e a liderança
2a. versão mensagem a igreja local e a liderança
 
A ultima ceia apresentação
A ultima ceia apresentaçãoA ultima ceia apresentação
A ultima ceia apresentação
 
Subsidios ao professor
Subsidios ao professorSubsidios ao professor
Subsidios ao professor
 
O nascimento de jesus 2
O nascimento de jesus  2O nascimento de jesus  2
O nascimento de jesus 2
 
A igreja e a lei de deus
A igreja e a lei de deusA igreja e a lei de deus
A igreja e a lei de deus
 
A igreja e a lei de deus
A igreja e a lei de deusA igreja e a lei de deus
A igreja e a lei de deus
 
10 mandamento não cobiçaras final
10 mandamento não cobiçaras  final10 mandamento não cobiçaras  final
10 mandamento não cobiçaras final
 
Previa da lição 10 mandamento não cobiçaras
Previa da lição  10  mandamento não cobiçarasPrevia da lição  10  mandamento não cobiçaras
Previa da lição 10 mandamento não cobiçaras
 
Não darás falso testemunho
Não darás falso testemunhoNão darás falso testemunho
Não darás falso testemunho
 
Apresentação tcc integração resumida
Apresentação tcc integração resumidaApresentação tcc integração resumida
Apresentação tcc integração resumida
 
Não furtarás
Não furtarásNão furtarás
Não furtarás
 

Último

UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdfPlano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdfPlano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 

Gênesis introdução ao livro

  • 3. Gen. 1:2- A terra, entretanto, era sem forma e vazia. A escuridão cobria o mar que envolvia toda a terra, e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas
  • 5. SOMENTE PELA FÉ PODEMOS ENTENDER E ACEITAR AS COISAS DE DEUS ESTUDAR A BIBLIA, É UMA CAMINHADA DE FÉ!!!
  • 6. INTRODUÇÃO • O livro de Gênesis ocupa o primeiro lugar entre os livros da Biblia, • Original hebraico: BERESHITH (no princípio) • Identifica a origem, a fonte a criação, começo. • O nome do escritor do livro não aparece, mas é atribuído a Moisés, obviamente inspirado pelo Espirito Santo.
  • 7. PROPOSITO • Prove um alicerce, uma explicação para tudo quanto a Bíblia contém. • Registra a criação do universo, da natureza, do sol, da lua e das estrelas, do homem, do casamento, do pecado, cidades, idiomas, das nações Israel. • Dos primeiros instrumentos musicais, do primeiro cantor, • A escolha e o concerto com Israel. • Sua historicidade vem sempre confirmada ao longo dos anos pela arqueologia (estudo de coisas antigas) • A chamada e a escolha de Abrão em Ur dos Caldeus e sua peregrinação à Canaã,
  • 8. Visão panorâmica • Divide-se em duas grandes partes: • A. caps. 1 a 11 fornecem uma visão geral partindo de Adão até Abrão. • Encontra-se o registro maravilhoso da criação de Adão e Eva e a união que Deus faz com ambos, mostrando a união íntima que deveria ser indissolúvel. Modelo para todos os tempos. • Coloca-os no Jardim do Eden para zelar, o equilibrio de paz e felicidade é quebrado pelo descumprimento da ordem de Deus, tentados pela serpente, comem ambos do fruto que Ele havia probido.
  • 9. UR DOS CALDEUS E a rota de Abrão rumo a Canaã
  • 10. CONSEQUENCIAS DO PECADO 1. Expulsão do paraíso, a morte, o primeiro homicidio – Caim mata seu irmão.
  • 11. 2. O DILUVIO UNIVERSAL • 2. Diluvio universal, de tanto crescer a iniquidade Deus destrói todas as pessoas existentes, salvando-se apenas Noé e sua família. Pesquisadores descobriram, após décadas de estudos, que um vasto reservatório de água — suficiente para encher os oceanos da Terra três vezes — pode estar escondido quilômetros abaixo da superfície. A novidade, publicada na Science, tem chances de transformar a atual compreensão de como foi formado o planeta. Revista Galileu.
  • 12. 3. A torre de Babel (confusão), o mundo pós existentes, uni- se em torno da idolatria, Deus envia a confusão de línguas, não podendo mais conviverem juntos espalham-se pelo mundo. Dando origem as nações.
  • 14. CARACTERISTICAS ESPECIAIS Sete características especiais assinalam Gênesis; 1. registra o começo da historia da humanidade, 2.A historia registrada em Genesis abrange um tempo maior do os outros livros, o primeiro casal, vai até o periodo antidiluviano, e a seguir liita-se ao povo hebreu, 3. Revela que o Universo, e a vida na Terra são obras de Deus, o instrumento a Palavra d´Ele, não é um processo independente da natureza, cinquenta vezes nos vers. 1 e 2 Deus é o sujeito e o Verbo que demonstram tudo Ele fez. 4. É o livro das primeiras coisas, o primeiro homem, primeiras plantas, primeiros animais, primeiro casamento, primeiro pecado, primeiro homicidio, o primeiro poligamo, os primeiros instrumentos musicais, a primeira promessa de redenção, etc. 5. O conserto de Deus com Abraão, 6. Origem das 12 tribos de Israel, 7. Como os descendentes de Abraão se fixam no Egito por 430 anos e como ocorre o Exodus (saida do Egito).
  • 15. SUBSIDIOS EXTRAS Autor: Moisés Data: Cerca de 1445-1405 a.C. Tema: os inícios, origens, o começo O LIVRO DAS ORIGENS Narra os eventos que abrangem um período de 2369 anos. - Da criação ao Dilúvio - 1656 anos - Do Dilúvio à chamada de Abraão - 428 anos - O resto da vida de Abraão - 100 anos - Da morte de Abraão à de Isaque - 105 anos - Da morte de Isaque à de Jacó - 27 anos - Da morte de Jacó à de José - 54 anos É um registro da origem do nosso Universo, do gênero humano, do pecado, da redenção, da vida em família, da corrupção da sociedade, das nações, dos diferentes idiomas, da raça hebraica, etc. Os primeiros capítulos do livro têm estado continuamente sob fogo da crítica moderna, mas os fatos que apresentam, quando corretamente interpretados e entendidos, jamais têm sido negados. Não é propósito do autor de Gênesis dar um relato detalhado da criação. Ele dedica somente um capítulo a esse tema (só um esboço contendo alguns fatos fundamentais), enquanto dedica trinta e oito capítulos à história do povo escolhido. Gênesis inicia com a formação do sistema solar, os preparativos para a terra, para a sua habitação e a criação da vida. A criação teve oito atos e foram executados em seis dias. 1 e 2
  • 16. É um registro da origem do nosso Universo, do gênero humano, do pecado, da redenção, da vida em família, da corrupção da sociedade, das nações, dos diferentes idiomas, da raça hebraica, etc. Os primeiros capítulos do livro têm estado continuamente sob fogo da crítica moderna, mas os fatos que apresentam, quando corretamente interpretados e entendidos, jamais têm sido negados. Não é propósito do autor de Gênesis dar um relato detalhado da criação. Ele dedica somente um capítulo a esse tema (só um esboço contendo alguns fatos fundamentais), enquanto dedica trinta e oito capítulos à história do povo escolhido. Gênesis inicia com a formação do sistema solar, os preparativos para a terra, para a sua habitação e a criação da vida. A criação teve oito atos e foram executados em seis dias. 1 e 2
  • 17. Cap. 1 ao 11 – teremos muitas dúvidas e interrogações. Calcula-se que o tempo de história seja maior condensado que o resto da Bíblia toda. Quanto tempo levou entre a criação do homem e ele pecar? Para muitas coisas na Bíblia é preciso saber o propósito de Deus. Os dez primeiros capítulos explicam as origens de muitas qualidades misteriosas da vida, a sexualidade humana, o matrimônio, o pecado, a doença, as dores do parto, a morte, a ira de Deus, a inimizade do ser humano contra ele mesmo, e a dispersão das raças e línguas. A partir do cap. 12 relata-se o chamado de Abraão e a inauguração do concerto de Deus com ele, glorioso e eterno que foi renovado com Isaque e Jacó. Gênesis é impressionante pela forma característica de sua narrativa realçada pelo relato inspirador de José e a multiplicação do povo de Deus. Trata da eleição divina recontado por Paulo em Rm 9. Gênesis antecipa o N.T. em muitas maneiras: o próprio Deus pessoal, a Trindade, a instituição do matrimônio, a seriedade do pecado, o julgamento divino e a justificação pela fé. Gênesis conclui com a benção de Jacó sobre Judá, de cuja tribo viria o Messias. Gn 49:10 A árvore da vida perdida em Gênesis é restaurada em Ap. 22.
  • 18. Considerações Preliminares É muito apropriado o lugar que Gênesis ocupa como o primeiro livro do AT, servindo de introdução básica à Bíblia inteira. O título deste livro em hebraico deriva da primeira palavra do livro: bereshith ("no princípio"). O título "Gênesis", como aparece em nossas Bíblias, é a tradução em grego, do referido título em hebraico, e significa "a origem, fonte, criação, ou começo dalguma coisa". Gênesis é "o livro dos começos". O autor de Gênesis não é mencionado em nenhuma parte do livro. O testemunho do restante da Bíblia, porém, é que Moisés foi o autor de todo o Pentateuco (os cinco primeiros livros do AT) e, portanto, de Gênesis (1 Rs 2.3; 2 Rs 14.6; Ed 6.18; Ne 13.1; Dn 9.11-13; Ml 4.4; Mc 12.26; Lc 16.29,31; Jo 7.19-23; At 26.22; 1 Co 9.9; 2 Co 3.15). Além disso, os antigos escritores judaicos e os primeiros dirigentes da igreja são unânimes em testificar que Moisés foi o escritor de Gênesis. Uma vez que o relato de Gênesis no seu todo é de data anterior a Moisés, o papel deste ao escrever Gênesis foi, em grande parte, reunir sob a inspiração do Espírito Santo, todos os registros escritos e orais disponíveis, desde Adão até a morte de José, como os temos hoje preservados em Gênesis. Uma possível indicação de Moisés ter utilizado registros históricos existentes ao escrever Gênesis, é a repetida expressão através do livro: "estas são as gerações de" (hb. e’lleh toledoth), que também admite a tradução: "estas são as histórias por" (ver 2.4; 5.1; 6.9; 10.1; 11.10,27; 25.12,19; 36.1,9; 37.2).
  • 19. Gênesis registra com exatidão a criação, os começos da história da humanidade e a origem do povo hebreu, bem como o concerto entre Deus e os hebreus através de Abraão e os demais patriarcas. O Senhor Jesus atestou no NT a fidedignidade histórica de Gênesis como Escritura divinamente inspirada ( Mt 19.4-6; 24.37-39; Lc 11.51; 17.26-32; Jo 7.21-23; 8.56- 58) e os apóstolos (Rm 4; 1Co 15.21,22,45-47; 2 Co 11.3; Gl 3.8; 4.22-24,28; 1 Tm 2.13,14; Hb 11.4-22; 2 Pe 3.4-6; Jd 7,11). Sua historicidade continua sendo confirmada pelas descobertas arqueológicas modernas. Moisés foi notavelmente bem preparado, pela sua educação (At 7.22) e por Deus, para escrever esse incomparável livro da Bíblia. Propósito Gênesis provê um alicerce essencial para o restante do Pentateuco e para toda a revelação bíblica subseqüente. Preserva o único registro fidedigno a respeito dos começos do universo, da humanidade, do casamento, do pecado, das cidades, dos idiomas, das nações, de Israel e da história da redenção. Foi escrito de conformidade com o propósito de Deus a fim de dar ao seu povo segundo o concerto, tanto do AT quanto do NT, uma compreensão fundamental de si mesmo, da criação, da raça humana, da queda, da morte, do julgamento, do concerto e da promessa da redenção através do descendente de Abraão. Visão Panorâmica Gênesis divide-se naturalmente em duas grandes partes.
  • 20. Os caps. 1 a 11 fornecem uma visão geral, partindo de Adão até Abraão, e concentra-se em cinco eventos memoráveis. A Criação: Deus criou todas as coisas, inclusive Adão e Eva, os quais Ele colocou no Jardim do Éden (1 e 2). A Queda: Adão e Eva, pela sua transgressão, introduziram na história humana a maldição do pecado e da morte (cap. 3). Caim e Abel: Esta tragédia colocou em movimento as duas correntes básicas da história: a civilização humanista e um remanescente redentor ( 4 e 5). Dilúvio Universal: O mundo antigo se tornara tão iníquo até os tempos da geração de Noé, que Deus o destruiu por meio de um dilúvio universal, e poupou somente o justo Noé e sua família, como remanescentes (6 a 10). A Torre de Babel. Quando o mundo pós- diluviano unificou-se em torno da idolatria e da rebelião, Deus o dispersou, ao confundir seu idioma e cultura, e ao espalhar a raça humana por toda a terra (cap. 11)
  • 21. B) Os caps. 12 a 50 registram os começos do povo hebreu e focalizam o contínuo propósito divino da redenção, através da vida dos quatro grandes patriarcas de Israel — Abraão, Isaque, Jacó e José. A chamada de Abraão por Deus (cap. 12) e o relacionamento pactual de Deus com ele e com seus descendentes, formam o começo de fato da realização do propósito divino concernente ao Redentor e à redenção, na história humana. Gênesis B) Os caps. 12 a 50 registram os começos do povo hebreu e focalizam o contínuo propósito divino da redenção, através da vida dos quatro grandes patriarcas de Israel — Abraão, Isaque, Jacó e José. A chamada de Abraão por Deus (cap. 12) e o relacionamento pactual de Deus com ele e com seus descendentes, formam o começo de fato da realização do propósito divino concernente ao Redentor e à redenção, na história humana. Gênesis termina com a morte de José e a iminente escravidão de Israel no Egito.
  • 22. Temos sete características em Gênesis. Foi o primeiro livro da Bíblia a ser escrito (com a possível exceção de Jó) e registra o começo da história da humanidade, do pecado, do povo hebreu e da redenção. A história contida em Gênesis abrange um período de tempo maior do que todo o restante da Bíblia, e começa com o primeiro casal humano; dilata-se, abrangendo o mundo antediluviano, e a seguir limita-se à história do povo hebreu, o qual semelhante a uma torrente, conduz à redenção até o final do AT. Gênesis revela que o universo material e a vida na terra são categoricamente obra de Deus, e não um processo independente da natureza. Cinqüenta vezes nos caps. 1 e 2, Deus é o sujeito de verbos que demonstram o que Ele fez como Criador. Gênesis é o livro das primeiras coisas — o primeiro casamento, a primeira família, o primeiro nascimento, o primeiro pecado, o primeiro homicídio, o primeiro polígamo, os primeiros instrumentos musicais, a primeira promessa de redenção, e assim por diante. O concerto de Deus com Abraão, que começou com a chamada deste (12.1 a 3), foi formalizado no cap. 15, e ratificado no cap. 17, e é da máxima importância em toda a Bíblia. Somente Gênesis explica a origem das doze tribos de Israel. Revela como os descendentes de Abraão, por fim, se fixam no Egito (durante 430 anos) e assim preparam o caminho para o êxodo, o evento redentor central do AT.
  • 23. O Cumprimento no NT Gênesis revela a história profética da redenção, e o Redentor que virá através da descendência da mulher (3.15), das linhagens de Sete (4.25,26), e de Sem (9.26,27), e da descendência de Abraão (12.3). O NT aplica 12.3 diretamente à provisão da redenção que Deus realizou em Jesus Cristo (Gl 3.16,39). Muitos personagens e eventos de Gênesis são mencionados no NT com relação à fé e à justiça (Rm 4; Hb 11.1-22), ao julgamento divino (Lc 17.26-29,32; 2 Pe 3.6; Jd 7,11a) e à pessoa de Cristo (Mt 1.1; Jo 8.58; Hb 7). TEMA PRINCIPAL. O pecado do homem e os passos iniciais destinados à sua redenção, mediante uma aliança divina feita com uma raça escolhida, cuja história primitiva ali se escreve.
  • 24. PRIMEIRA PROMESSA MESSIÂNICA, 3.15 SINOPSE I. A história da criação a) Do nosso Universo, 1:1-25 b) Do homem, 1:26-31; 2:18-24 II. A história do homem primitivo a) A tentação e a queda, a personalidade e o caráter do tentador, o castigo do pecado, e a promessa do Redentor vindouro, cap. 3. b) A história de Caim e Abel, cap. 4 c) A genealogia e morte dos patriarcas, cap. 5 d) Os sucessos relacionados com o dilúvio, caps. 6 a 8 e) A aliança do arco-íris e o pecado de Noé, cap. 9 f) Os descendentes de Noé , cap. 10 g) A confusão da língua em Babel, cap. 11
  • 25. III. A história do povo escolhido 1) A vida de Abraão a) Seu chamado divino, cap. 12 b) A história de Abraão e Ló, caps. 13 e 14 c) As revelações divinas e as promessas a Abraão, particularmente a promessa de um filho, da posse da Terra Santa, e de uma grande posteridade, caps. 15 a 17. d) Sua intercessão em favor das cidades da planície, e a destruição delas, caps. 18 a 19 e) Sua vida em Gerar, o cumprimento da promessa de um filho no nascimento de Isaque, 20 a 21 f) A prova da sua obediência quando da ordem divina de sacrificar a Isaque, cap. 22
  • 26. 2) A vida de Isaque a) Seu nascimento, 21.3 b) Seu casamento, cap. 24 c) O nascimento de seus filhos Jacó e Esaú, 25:20 a 26 d) Seus últimos anos, caps. 26 e 27 3) A vida de Jacó a) Sua astúcia para adquirir o direito de primogenitura 27:1 a 29 b) Sua visão da escada celestial, 28:10 a 22 c) Os incidentes com o seu matrimônio e sua vida em Padã-Arã, caps. 29 a 31 (4) A vida de Esaú (5) A vida de José, os últimos dias de Jacó, e a descida ao Egito da família escolhida, caps. 37 a 50 NOME PREEMINENTES RELACIONADOS: Adão e Eva, Caim e Abel Abraão e Ló, Isaque e Ismael, Esaú e Jacó, José e seus filhos.
  • 27. CINCO GRANDES PERSONAGENS ESPIRITUAIS 1) Enoque, o homem que "caminhou com Deus" 2) Noé, o construtor da arca 3) Abraão, o pai dos fiéis 4) Jacó, o homem cuja vida foi transformada pela oração 5) José, o filho de Jacó, que de escravo se tornou em governador do Egito
  • 28. A LIÇÃO DAS IDADES. A Bíblia começa com a humanidade arruinada: O paraíso Perdido, cap. 3. A instituição do plano de salvação, cap. 3. A Bíblia termina com a promessa cumprida: o paraíso. Recuperado.
  • 29. 1º. DIA DA CRIAÇÃO Não temos como definir o período, não era um dia de 24 horas como o nosso. Quem rege o dia de 24 horas é o sol, porém na Bíblia o sol só foi criado no 4odia (período da criação). Cap. 6 – 1o versículo - fala das duas linhagens: LINHAGEM ÍMPIA – TUBAL CAIM – 1o homem a fazer armas brancas JABAL – 1o homem a trabalhar com gados Produziam instrumentos musicais, criavam músicas. LINHAGEM PIEDOSA – ENOS – 1o homem a reunir pessoas para adorar a Deus, foi o 1o Pastor.
  • 30. DILÚVIO – Mudança dos nomes: ABRÃO – significa pai das alturas, mudou para ABRAÃO – significa pai de uma multidão JACÓ mudou depois para ISRAEL JACÓ gerou JUDÁ, que gerou José (do Egito), de JUDÁ nasceu a descendência de JESUS.
  • 31. 1- Criação - Céu, terra, mundo, homem 6- Dilúvio 11- Jacó 2- Pecado 7- 2a civilização 12- Judá 3- 1o crime – Caim matou Abel 8- Confusão dos idiomas 13- José 4- 1a civilização 9- Abraão 5- Corrupção do gênero humano 10- Isaque
  • 32. O homem é o plano maior de Deus dentro da criação. O pecado de Adão levou muito tempo, talvez não tenha sido a primeira tentação. O pecado abriu portas para outros crimes. durou 1 ano e 17 dias (382 dias), mas só choveu 40 dias e 40 noites.filhos de setefilhos de Caim (hebraico) – não encontraram em português uma tradução correta, então puseram como DIA. O mais correto seria ERA ou PERÍODO. Fonte: Bíblia de Estudo Plenitude, Bíblia de Estudo Pentecostal, Bíblia de Estudo do Evangelista, Bíblia de Estudo Almeida, Bíblia de Estudo Vida, Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal.