SlideShare uma empresa Scribd logo
DOUTORAMENTO EM EDUCAÇÃO
TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA EDUCAÇÃO


               Pré-projeto de tese

      A IMPORTÂNCIA DOS LIDERES ESCOLARES NO
   PROCESSO DE INTEGRAÇÃO DAS TECNOLOGIAS NAS
              ESCOLAS PORTUGUESAS


                     JOÃO PIEDADE
        ORIENTAÇÃO: PROF. DOUTORA NEUZA PEDRO

                       MAIO 2012
AGENDA
   Propósito do Estudo
   Framework Teórico
   Problemática de Investigação
   Objetivos de Investigação
   Opções Metodológicas
   Participantes
   Instrumentos de Recolha de Dados
   Processo de Recolha de Dados
   Análise de Dados
   Resultados Esperados
   Cronograma
PROPÓSITO DO ESTUDO



 Analisar a relevância associada ao papel
exercido pelos lideres (diretores) escolares
no processo de integração das tecnologias
         nas escolas portuguesas.
INTEGRAÇÃO EDUCATIVA DAS TIC
                               Fatores Potenciadores e Limitadores
 Docentes
   
   
   
       Competências TIC
       Formação
       Atitude / Motivação
                                                      Lideranças
      Autoeficácia
 Alunos                                              Escolares
   Competências Digitais
   Práticas com TIC
 Iniciativas da Escola
                                                    Delimitação do Conceito
 Estrutura/ Políticas Educativas
                                                           Práticas de Gestão
                                    Formação                  e Liderança

                                     em TIC     • Autoeficácia
                                                • Utilização das TIC
                                                                                  Práticas
                                                                                Profissionais
                                                                                 Docentes

                                                    Professores
PROBLEMÁTICA DE INVESTIGAÇÃO
                  Lideranças Escolares e a Integração
                          Educativa das TIC
Q1 - Qual a relevância associada ao papel exercido pelos lideres escolares no processo
de integração educativa das tecnologias?
Q2 - Qual o grau de proficiência na utilização das TIC apresentado pelos lideres
escolares e em que medida esta se revela associada à integração das TIC em contexto
escolar?
Q3 - Quais as necessidades de formação sentidas pelos lideres escolares no âmbito das
TIC?
Q4 - Em que medida projetos de promoção de competências direcionadas para os
lideres escolares se revelam facilitadores do processo de integração das tecnologias
escolares, segundo as perspetivas dos lideres escolares e segundo as perspetivas do
corpo docente das escolas?
OBJETIVOS DE INVESTIGAÇÃO
 Analisar as perspetivas e a visão estratégia dos órgãos de gestão das escolas do
  ensino básico e secundário nacional do setor público em relação à integração
  das TIC nas escolas;
 Perceber o papel exercido pelos lideres escolares na promoção de inciativas
  inovadoras nas suas escolas;
 Verificar o grau de proficiência na utilização das TIC apresentado lideres
  escolares das escolas analisadas;
 Analisar a relação entre o índice de utilização das TIC, pelos professores, nas
  escolas estudadas e o grau de proficiência apresenta pelos seus lideres escolares;
 Perceber o impacto de projetos de promoção de competências inovadoras para
  lideres escolares na utilização efectiva das TIC pelos docentes nas escolas;
 Perspetivar um conjunto de linhas orientadoras que privilegiem a efetiva
  integração das tecnologias na escola;
 Identificar projetos e boas práticas ao nível da gestão no incentivo à integração
  das TIC nos processos de comunicação escolar;
 Identificar necessidades de formação em TIC por parte lideres escolares.
OPÇÕES METODOLÓGICAS

                         Paradigma Pós-positivista

                Investigação empírica de cariz quantitativo

                            • analisar, reconhecer e     • estabelecer relações
• descrever população         descriminar conceitos e      causa-efeito procedendo
                              factores                     a comparações…
  através da amostra…         determinantes…             • analisar as relações
• explorar uma dada         • analisar a natureza da       existentes entre
  realidade…                  relação entre diferentes     determinadas
                              construtos …                 variáveis…

Descritivo e                  Descritivo-                Post-facto ou
Exploratório                 correlacional               correlacional
(Creswell, 2007, 2010)       (Fortin, 2003)              (Robson, 2011)
PARTICIPANTES
                                                               Participantes no “Projeto Lideres
                                                              Escolares Inovadores” da Microsoft,
                                                 Lideres         com avaliação Excelente (35
                                                Escolares                 participantes)
                                               Inovadores
                                                                           Todos os professores das
                                                                             escolas selecionadas.

                                    Lideres
                                   Escolares



     Diretores de escolas públicas                   Professores
       portuguesas selecionados
aleatoriamente, em nº equivalente aos
   participantes no programa lideres
               escolares.
INSTRUMENTOS DE RECOLHA DE DADOS
Métodos quantitativos de recolha e análise de dados, recorrendo a inquéritos por questionário e
escalas self-report para recolha de dados e procedimentos de natureza estatística na análise dos
mesmos.
                         Fatores potenciadores e limitadores da
                              Integração Educativa das TIC

                                Measure Teacher´s Technology Use Scale,
                                  Bebel, Russel e O´Dwyer (2004).*
    Questionário/                                                                             Questionário /
  escala de utilização                                                                          escala de
                                              A Computer Self-Efficacy Scale                   proficiência
                                                Cassidy e Eachus (2002)*

                                                        Escala de utilização das TIC nas
                                                          práticas de gestão escolar



  Professores de vários                                                                     Lideres Escolares e
                                                                                     Lideres Escolares participantes no
 grupos disciplinares das                                                             projeto "Lideres Inovadores” da
   escolas selecionadas.                                                                     Microsoft Portugal
VALIDAÇÃO DOS INSTRUMENTOS
                                                                Pré- testagem por Especialistas
                                                                1 Académico, Especialista na Área Gestão Escolar
                                                                1 Diretor Escolar
                                                                1 Representação Associação de Diretores Escolares




                                                                                • Interna
                                                Validade                        • Externa
                           Fiabilidade                                          • Construto

• Alpha Cronbach
• Análise Fatorial
                                         Sensibilidade


                                                           •   Normalidade da Distribuição
  * Escalas validadas em                                   •   Teste Kolmogorov – Smirnof
    estudos anteriores                                     •   Análise da Curtose e Assimetria
     (Piedade, 2010)
      (Pedro, 2011)
                                                                           (Marôco, 2009)
                           Critérios de Qualidade
PROCESSO DE RECOLHA DE DADOS
Questionários online usando a aplicação google Docs, enviados
           aos participantes através de mailling list.


                    • Lideres (diretores) Escolares
    1ª Fase           • Julho a Outubro 2012



                     • Professores do Ensino Básico e
                       Secundário
    2ª Fase            • Outubro a Março 2013
ANÁLISE DE DADOS
                                                  Variáveis

Utilização das                                                       Programas ou Iniciativas         Fatores
                                              Necessidades de
     TIC            Autoeficácia                Formação
                                                                          de Formação             Potenciadores e
                                                                          Frequentadas             Limitadores


                      Proficiência/ Atitude           Em TIC
    Nas práticas                                                          Em TIC pelos lideres
                                                   sentidas pelos                                     Professores
     docentes          Lideres Escolares                                      escolares
                                                 lideres escolares


                                                                          Formação e Lideranças
  Nas Práticas de                                                              Inovadoras               Lideres
  Gestão Escolar                                                                                       Escolares
                                                                            Impacto percebido
ANÁLISE DE DADOS
                       Procedimentos Estatísticos

Valores médios
Coeficiente de Correlação de Pearson
t – Student                                   Análise com IBM SPSS
Anova – Análise Múltipla das Variâncias
Análise do Modelo de Regressão Linear


Análise de Equações Estruturais               Análise com IBM AMOS
(modelo de mediação simples (1 fator)
ANÁLISE DE DADOS

          Lideranças Escolares
               (Mediador)


               Fatores
           Potenciadores e
            Limitadores

Efeitos                           Efeitos
Diretos                          Indiretos
RESULTADOS ESPERADOS
CRONOGRAMA
1ª Fase - Setembro 2011 a Junho de 2012
  • Revisão sistemática da literatura;
  • Elaboração e/ ou tradução de instrumentos de recolha de dados;
  • Validação dos instrumentos de recolha de dados;
  • Elaboração do projeto de investigação;
2ª Fase Junho 2012 a Março 2012
  • Revisão sistemática da literatura;
  • Processo de recolha e organização dos dados;
  • Aplicação de questionários e/ou escalas;
  • Apresentação e discussão do projeto de investigação;
3ª Fase Março 2012 a Junho de 2013
  • Revisão sistemática da literatura;
  • Tratamento estatístico dos dados obtidos;
  • Análise dos resultados obtidos;
  • Início da redação do texto da tese doutoral;
4ª Fase - Junho 2013 a Janeiro 2014
  • Revisão sistemática da literatura;
  • Principais conclusões resultantes da análise de dos dados;
  • Redação do texto da tese doutoral;

5ª Fase - Janeiro 2014 a Junho 2014
  • Revisão de texto;
  • Preparação dos procedimentos finais;
  • Preparação da apresentação e defesa da tese doutoral;

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
Susana Lemos
 
Guia para apresentação de uma Tese
Guia para apresentação de uma TeseGuia para apresentação de uma Tese
Guia para apresentação de uma Tese
Márcia Castilho de Sales
 
Defesa da tese 09 12-2010
Defesa da tese 09 12-2010Defesa da tese 09 12-2010
Defesa da tese 09 12-2010
João Piedade
 
Apresentação do pré-projecto Doutoramento
Apresentação do pré-projecto DoutoramentoApresentação do pré-projecto Doutoramento
Apresentação do pré-projecto Doutoramento
lfroque
 
Revisão Sistemática da Literatura
Revisão Sistemática da LiteraturaRevisão Sistemática da Literatura
Revisão Sistemática da Literatura
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
Apresentação da defesa do Projeto de Tese de Doutoramento
Apresentação da defesa do Projeto de Tese de DoutoramentoApresentação da defesa do Projeto de Tese de Doutoramento
Apresentação da defesa do Projeto de Tese de Doutoramento
Sofia Batista
 
Modelos de Pesquisa Científica de Abordagem Quantitativa
Modelos de Pesquisa Científica de Abordagem QuantitativaModelos de Pesquisa Científica de Abordagem Quantitativa
Modelos de Pesquisa Científica de Abordagem Quantitativa
Rilva Lopes de Sousa Muñoz
 
Apresentação defesa mestrado
Apresentação defesa mestradoApresentação defesa mestrado
Apresentação defesa mestrado
EB 2,3 Rainha Santa Isabel - Carreira
 
Apresentação defesa de dissertação
Apresentação defesa de dissertaçãoApresentação defesa de dissertação
Apresentação defesa de dissertação
Luciana Viter
 
Estudo de caso
Estudo de casoEstudo de caso
Estudo de caso
Joao Mattar
 
Apresentação defesa de mestrado
Apresentação defesa de mestradoApresentação defesa de mestrado
Apresentação defesa de mestrado
Vanessa Biff
 
Apresentação defesa tese
Apresentação defesa teseApresentação defesa tese
Apresentação defesa tese
Nelson Brites Correia
 
Dissertação do Mestrado
Dissertação do MestradoDissertação do Mestrado
Dissertação do Mestrado
Ricardo Aureliano
 
Metodologias e métodos de investigação
Metodologias e métodos de investigaçãoMetodologias e métodos de investigação
Metodologias e métodos de investigação
David Lamas
 
Defesa do projeto de tese - Tecnologias Móveis no ensino da Língua Inglesa no...
Defesa do projeto de tese - Tecnologias Móveis no ensino da Língua Inglesa no...Defesa do projeto de tese - Tecnologias Móveis no ensino da Língua Inglesa no...
Defesa do projeto de tese - Tecnologias Móveis no ensino da Língua Inglesa no...
Sílvia Roda Couvaneiro
 
Testes parametricos e nao parametricos
Testes parametricos e nao parametricosTestes parametricos e nao parametricos
Testes parametricos e nao parametricos
Rosario Cação
 
Dissertação de mestrado
Dissertação de mestradoDissertação de mestrado
Dissertação de mestrado
Ana Santos
 
Metodologias de investigação
Metodologias de investigaçãoMetodologias de investigação
Metodologias de investigação
Luis Pedro
 
Variáveis em investigação
Variáveis em investigaçãoVariáveis em investigação
Variáveis em investigação
MinvC
 
Características da investigação qualitativa
Características da investigação qualitativaCaracterísticas da investigação qualitativa
Características da investigação qualitativa
Lucila Pesce
 

Mais procurados (20)

Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
Apresentação Tese Mestrado (14_10_2011)
 
Guia para apresentação de uma Tese
Guia para apresentação de uma TeseGuia para apresentação de uma Tese
Guia para apresentação de uma Tese
 
Defesa da tese 09 12-2010
Defesa da tese 09 12-2010Defesa da tese 09 12-2010
Defesa da tese 09 12-2010
 
Apresentação do pré-projecto Doutoramento
Apresentação do pré-projecto DoutoramentoApresentação do pré-projecto Doutoramento
Apresentação do pré-projecto Doutoramento
 
Revisão Sistemática da Literatura
Revisão Sistemática da LiteraturaRevisão Sistemática da Literatura
Revisão Sistemática da Literatura
 
Apresentação da defesa do Projeto de Tese de Doutoramento
Apresentação da defesa do Projeto de Tese de DoutoramentoApresentação da defesa do Projeto de Tese de Doutoramento
Apresentação da defesa do Projeto de Tese de Doutoramento
 
Modelos de Pesquisa Científica de Abordagem Quantitativa
Modelos de Pesquisa Científica de Abordagem QuantitativaModelos de Pesquisa Científica de Abordagem Quantitativa
Modelos de Pesquisa Científica de Abordagem Quantitativa
 
Apresentação defesa mestrado
Apresentação defesa mestradoApresentação defesa mestrado
Apresentação defesa mestrado
 
Apresentação defesa de dissertação
Apresentação defesa de dissertaçãoApresentação defesa de dissertação
Apresentação defesa de dissertação
 
Estudo de caso
Estudo de casoEstudo de caso
Estudo de caso
 
Apresentação defesa de mestrado
Apresentação defesa de mestradoApresentação defesa de mestrado
Apresentação defesa de mestrado
 
Apresentação defesa tese
Apresentação defesa teseApresentação defesa tese
Apresentação defesa tese
 
Dissertação do Mestrado
Dissertação do MestradoDissertação do Mestrado
Dissertação do Mestrado
 
Metodologias e métodos de investigação
Metodologias e métodos de investigaçãoMetodologias e métodos de investigação
Metodologias e métodos de investigação
 
Defesa do projeto de tese - Tecnologias Móveis no ensino da Língua Inglesa no...
Defesa do projeto de tese - Tecnologias Móveis no ensino da Língua Inglesa no...Defesa do projeto de tese - Tecnologias Móveis no ensino da Língua Inglesa no...
Defesa do projeto de tese - Tecnologias Móveis no ensino da Língua Inglesa no...
 
Testes parametricos e nao parametricos
Testes parametricos e nao parametricosTestes parametricos e nao parametricos
Testes parametricos e nao parametricos
 
Dissertação de mestrado
Dissertação de mestradoDissertação de mestrado
Dissertação de mestrado
 
Metodologias de investigação
Metodologias de investigaçãoMetodologias de investigação
Metodologias de investigação
 
Variáveis em investigação
Variáveis em investigaçãoVariáveis em investigação
Variáveis em investigação
 
Características da investigação qualitativa
Características da investigação qualitativaCaracterísticas da investigação qualitativa
Características da investigação qualitativa
 

Destaque

Infographic Thinking Workshop
Infographic Thinking WorkshopInfographic Thinking Workshop
Infographic Thinking Workshop
Perus Saranurak
 
Infografia
InfografiaInfografia
Infografia
Lucas Domingos
 
How To Make Money Right Now As A Student
How To Make Money Right Now As A StudentHow To Make Money Right Now As A Student
How To Make Money Right Now As A Student
Paul Wilson
 
Saving the Infographic
Saving the InfographicSaving the Infographic
Saving the Infographic
JESS3
 
Cách tạo infographic với Power Point
Cách tạo infographic với Power PointCách tạo infographic với Power Point
Cách tạo infographic với Power Point
Ohay TV
 
Apostila Microsoft Office Word 2016
Apostila Microsoft Office Word 2016Apostila Microsoft Office Word 2016
Apostila Microsoft Office Word 2016
Cibele Kanegae
 
Infografía
InfografíaInfografía
Infografía
José D. Castro
 
How Agile Marketing Kept Me From Sleeping Under My Desk
How Agile Marketing Kept Me From Sleeping Under My DeskHow Agile Marketing Kept Me From Sleeping Under My Desk
How Agile Marketing Kept Me From Sleeping Under My Desk
Andrea Fryrear
 
Infographic Marketing: Better Creation, Better Promotion
Infographic Marketing: Better Creation, Better PromotionInfographic Marketing: Better Creation, Better Promotion
Infographic Marketing: Better Creation, Better Promotion
Scott Cowley
 
Presentación1 infografia
Presentación1 infografiaPresentación1 infografia
Presentación1 infografia
juanjose205
 
Módulo Google Analytics - Maio 16
Módulo Google Analytics - Maio 16Módulo Google Analytics - Maio 16
Módulo Google Analytics - Maio 16
Marcelo Ribeiro
 
How to Create a Narrative for Your Infographic
How to Create a Narrative for Your InfographicHow to Create a Narrative for Your Infographic
How to Create a Narrative for Your Infographic
JESS3
 
Infografia na era da cultura visual
Infografia na era da cultura visualInfografia na era da cultura visual
Infografia na era da cultura visual
Editora Pandion
 
How to Manage Your Infographic Clients
How to Manage Your Infographic ClientsHow to Manage Your Infographic Clients
How to Manage Your Infographic Clients
JESS3
 
Infografía
InfografíaInfografía
Infografía
Jhoan Oropeza
 
Starkey introduction to_infographic_iste_sigms_2012
Starkey introduction to_infographic_iste_sigms_2012Starkey introduction to_infographic_iste_sigms_2012
Starkey introduction to_infographic_iste_sigms_2012
Carolyn Jo Starkey
 
Introduction to Infographic Design
Introduction to Infographic DesignIntroduction to Infographic Design
Introduction to Infographic Design
Amanda Makulec
 
How To Build An Infographic Using Microsoft Powerpoint
How To Build An Infographic Using Microsoft PowerpointHow To Build An Infographic Using Microsoft Powerpoint
How To Build An Infographic Using Microsoft Powerpoint
Paul Wilson
 
Infografía. Pasos para elaborarla
Infografía. Pasos para elaborarlaInfografía. Pasos para elaborarla
Infografía. Pasos para elaborarla
Mtra. Zoraida Gpe. Mtz
 
How to Create Infographic Masterclass by Venngage
How to Create Infographic Masterclass by VenngageHow to Create Infographic Masterclass by Venngage
How to Create Infographic Masterclass by Venngage
Venngage
 

Destaque (20)

Infographic Thinking Workshop
Infographic Thinking WorkshopInfographic Thinking Workshop
Infographic Thinking Workshop
 
Infografia
InfografiaInfografia
Infografia
 
How To Make Money Right Now As A Student
How To Make Money Right Now As A StudentHow To Make Money Right Now As A Student
How To Make Money Right Now As A Student
 
Saving the Infographic
Saving the InfographicSaving the Infographic
Saving the Infographic
 
Cách tạo infographic với Power Point
Cách tạo infographic với Power PointCách tạo infographic với Power Point
Cách tạo infographic với Power Point
 
Apostila Microsoft Office Word 2016
Apostila Microsoft Office Word 2016Apostila Microsoft Office Word 2016
Apostila Microsoft Office Word 2016
 
Infografía
InfografíaInfografía
Infografía
 
How Agile Marketing Kept Me From Sleeping Under My Desk
How Agile Marketing Kept Me From Sleeping Under My DeskHow Agile Marketing Kept Me From Sleeping Under My Desk
How Agile Marketing Kept Me From Sleeping Under My Desk
 
Infographic Marketing: Better Creation, Better Promotion
Infographic Marketing: Better Creation, Better PromotionInfographic Marketing: Better Creation, Better Promotion
Infographic Marketing: Better Creation, Better Promotion
 
Presentación1 infografia
Presentación1 infografiaPresentación1 infografia
Presentación1 infografia
 
Módulo Google Analytics - Maio 16
Módulo Google Analytics - Maio 16Módulo Google Analytics - Maio 16
Módulo Google Analytics - Maio 16
 
How to Create a Narrative for Your Infographic
How to Create a Narrative for Your InfographicHow to Create a Narrative for Your Infographic
How to Create a Narrative for Your Infographic
 
Infografia na era da cultura visual
Infografia na era da cultura visualInfografia na era da cultura visual
Infografia na era da cultura visual
 
How to Manage Your Infographic Clients
How to Manage Your Infographic ClientsHow to Manage Your Infographic Clients
How to Manage Your Infographic Clients
 
Infografía
InfografíaInfografía
Infografía
 
Starkey introduction to_infographic_iste_sigms_2012
Starkey introduction to_infographic_iste_sigms_2012Starkey introduction to_infographic_iste_sigms_2012
Starkey introduction to_infographic_iste_sigms_2012
 
Introduction to Infographic Design
Introduction to Infographic DesignIntroduction to Infographic Design
Introduction to Infographic Design
 
How To Build An Infographic Using Microsoft Powerpoint
How To Build An Infographic Using Microsoft PowerpointHow To Build An Infographic Using Microsoft Powerpoint
How To Build An Infographic Using Microsoft Powerpoint
 
Infografía. Pasos para elaborarla
Infografía. Pasos para elaborarlaInfografía. Pasos para elaborarla
Infografía. Pasos para elaborarla
 
How to Create Infographic Masterclass by Venngage
How to Create Infographic Masterclass by VenngageHow to Create Infographic Masterclass by Venngage
How to Create Infographic Masterclass by Venngage
 

Semelhante a Apresentação Pré- projeto tese

IPCE2012
IPCE2012IPCE2012
IPCE2012
João Piedade
 
Integração das TIC na Escola: A relevância do
Integração das TIC na Escola: A relevância doIntegração das TIC na Escola: A relevância do
Integração das TIC na Escola: A relevância do
João Piedade
 
Pilares de sustentação do piloto do projeto uca (nova versão 1997 2003)
Pilares de sustentação do piloto do projeto uca (nova versão 1997 2003)Pilares de sustentação do piloto do projeto uca (nova versão 1997 2003)
Pilares de sustentação do piloto do projeto uca (nova versão 1997 2003)
Universidade de Brasília - UnB (University of Brasilia - UnB)
 
Apresentação pré-projeto dez 2011
Apresentação pré-projeto dez 2011Apresentação pré-projeto dez 2011
Apresentação pré-projeto dez 2011
João Piedade
 
DEFININDO DISPOSITIVOS DE AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
DEFININDO DISPOSITIVOS DE AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIADEFININDO DISPOSITIVOS DE AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
DEFININDO DISPOSITIVOS DE AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
Adriano Lima
 
"É melhor praticar para a nota" - Como avaliar comportamentos em contextos de...
"É melhor praticar para a nota" - Como avaliar comportamentos em contextos de..."É melhor praticar para a nota" - Como avaliar comportamentos em contextos de...
"É melhor praticar para a nota" - Como avaliar comportamentos em contextos de...
Rosalina Simão Nunes
 
I seminário web currículo puc sp (nova versão3.1)
I seminário web currículo puc sp (nova versão3.1)I seminário web currículo puc sp (nova versão3.1)
I seminário web currículo puc sp (nova versão3.1)
Universidade de Brasília - UnB (University of Brasilia - UnB)
 
Investigação_areas de interesse_11_12
Investigação_areas de interesse_11_12Investigação_areas de interesse_11_12
Investigação_areas de interesse_11_12
Neuza Pedro
 
Educacao x pesquisa
Educacao x pesquisaEducacao x pesquisa
Educacao x pesquisa
Ruy Ferreira
 
5o Tarefa Dominio D2
5o Tarefa Dominio D25o Tarefa Dominio D2
5o Tarefa Dominio D2
andretti26
 
Dimensões pedagógicas e de avaliação do Piloto
Dimensões pedagógicas e de avaliação do PilotoDimensões pedagógicas e de avaliação do Piloto
Dimensões pedagógicas e de avaliação do Piloto
Universidade de Brasília - UnB (University of Brasilia - UnB)
 
PhD Thesis Presentation
PhD Thesis PresentationPhD Thesis Presentation
PhD Thesis Presentation
João Piedade
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
TACCLE2 TicEduca2012
TACCLE2 TicEduca2012TACCLE2 TicEduca2012
TACCLE2 TicEduca2012
Carla Rodriguez
 
25.05-Lúcia-Dallagnolo-Comunicação-e-Técnologia-Educação-e-os-novos-tempos.pdf
25.05-Lúcia-Dallagnolo-Comunicação-e-Técnologia-Educação-e-os-novos-tempos.pdf25.05-Lúcia-Dallagnolo-Comunicação-e-Técnologia-Educação-e-os-novos-tempos.pdf
25.05-Lúcia-Dallagnolo-Comunicação-e-Técnologia-Educação-e-os-novos-tempos.pdf
UTFPR Medianeira
 
Avaliação Externa das Escolas
Avaliação Externa das EscolasAvaliação Externa das Escolas
Avaliação Externa das Escolas
Elisabete Cruz
 
Web 2.0 e desenvolvimento profissional de professores
Web 2.0 e desenvolvimento profissional de professoresWeb 2.0 e desenvolvimento profissional de professores
Web 2.0 e desenvolvimento profissional de professores
Paula Antunes
 
Avaliação no ensino superior
Avaliação no ensino superiorAvaliação no ensino superior
Avaliação no ensino superior
mariamoura1788lulu
 
Avaliação no ensino superior
Avaliação no ensino superiorAvaliação no ensino superior
Avaliação no ensino superior
mariamoura1788lulu
 
Design e projetos_uv
Design e projetos_uvDesign e projetos_uv
Design e projetos_uv
Dênia Falcão de Bittencourt
 

Semelhante a Apresentação Pré- projeto tese (20)

IPCE2012
IPCE2012IPCE2012
IPCE2012
 
Integração das TIC na Escola: A relevância do
Integração das TIC na Escola: A relevância doIntegração das TIC na Escola: A relevância do
Integração das TIC na Escola: A relevância do
 
Pilares de sustentação do piloto do projeto uca (nova versão 1997 2003)
Pilares de sustentação do piloto do projeto uca (nova versão 1997 2003)Pilares de sustentação do piloto do projeto uca (nova versão 1997 2003)
Pilares de sustentação do piloto do projeto uca (nova versão 1997 2003)
 
Apresentação pré-projeto dez 2011
Apresentação pré-projeto dez 2011Apresentação pré-projeto dez 2011
Apresentação pré-projeto dez 2011
 
DEFININDO DISPOSITIVOS DE AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
DEFININDO DISPOSITIVOS DE AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIADEFININDO DISPOSITIVOS DE AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
DEFININDO DISPOSITIVOS DE AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
 
"É melhor praticar para a nota" - Como avaliar comportamentos em contextos de...
"É melhor praticar para a nota" - Como avaliar comportamentos em contextos de..."É melhor praticar para a nota" - Como avaliar comportamentos em contextos de...
"É melhor praticar para a nota" - Como avaliar comportamentos em contextos de...
 
I seminário web currículo puc sp (nova versão3.1)
I seminário web currículo puc sp (nova versão3.1)I seminário web currículo puc sp (nova versão3.1)
I seminário web currículo puc sp (nova versão3.1)
 
Investigação_areas de interesse_11_12
Investigação_areas de interesse_11_12Investigação_areas de interesse_11_12
Investigação_areas de interesse_11_12
 
Educacao x pesquisa
Educacao x pesquisaEducacao x pesquisa
Educacao x pesquisa
 
5o Tarefa Dominio D2
5o Tarefa Dominio D25o Tarefa Dominio D2
5o Tarefa Dominio D2
 
Dimensões pedagógicas e de avaliação do Piloto
Dimensões pedagógicas e de avaliação do PilotoDimensões pedagógicas e de avaliação do Piloto
Dimensões pedagógicas e de avaliação do Piloto
 
PhD Thesis Presentation
PhD Thesis PresentationPhD Thesis Presentation
PhD Thesis Presentation
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
 
TACCLE2 TicEduca2012
TACCLE2 TicEduca2012TACCLE2 TicEduca2012
TACCLE2 TicEduca2012
 
25.05-Lúcia-Dallagnolo-Comunicação-e-Técnologia-Educação-e-os-novos-tempos.pdf
25.05-Lúcia-Dallagnolo-Comunicação-e-Técnologia-Educação-e-os-novos-tempos.pdf25.05-Lúcia-Dallagnolo-Comunicação-e-Técnologia-Educação-e-os-novos-tempos.pdf
25.05-Lúcia-Dallagnolo-Comunicação-e-Técnologia-Educação-e-os-novos-tempos.pdf
 
Avaliação Externa das Escolas
Avaliação Externa das EscolasAvaliação Externa das Escolas
Avaliação Externa das Escolas
 
Web 2.0 e desenvolvimento profissional de professores
Web 2.0 e desenvolvimento profissional de professoresWeb 2.0 e desenvolvimento profissional de professores
Web 2.0 e desenvolvimento profissional de professores
 
Avaliação no ensino superior
Avaliação no ensino superiorAvaliação no ensino superior
Avaliação no ensino superior
 
Avaliação no ensino superior
Avaliação no ensino superiorAvaliação no ensino superior
Avaliação no ensino superior
 
Design e projetos_uv
Design e projetos_uvDesign e projetos_uv
Design e projetos_uv
 

Mais de João Piedade

Pensamento Computacional, Programação e Robótica no 1º CEB
Pensamento Computacional, Programação e Robótica no 1º CEBPensamento Computacional, Programação e Robótica no 1º CEB
Pensamento Computacional, Programação e Robótica no 1º CEB
João Piedade
 
Computational thinking programming and robotics as strategy to promote 21st c...
Computational thinking programming and robotics as strategy to promote 21st c...Computational thinking programming and robotics as strategy to promote 21st c...
Computational thinking programming and robotics as strategy to promote 21st c...
João Piedade
 
Painel: O regresso à Escola: Capacidades vs Desafios
Painel: O regresso à Escola: Capacidades vs DesafiosPainel: O regresso à Escola: Capacidades vs Desafios
Painel: O regresso à Escola: Capacidades vs Desafios
João Piedade
 
Projeto Ambiente Educativo - LaSalle Canoas RS
Projeto Ambiente Educativo - LaSalle Canoas RSProjeto Ambiente Educativo - LaSalle Canoas RS
Projeto Ambiente Educativo - LaSalle Canoas RS
João Piedade
 
LEARNING SCENARIOS WITH ROBOTS AS STRATEGY TO DEVELOP COMPUTATIONAL THINKING ...
LEARNING SCENARIOS WITH ROBOTS AS STRATEGY TO DEVELOP COMPUTATIONAL THINKING ...LEARNING SCENARIOS WITH ROBOTS AS STRATEGY TO DEVELOP COMPUTATIONAL THINKING ...
LEARNING SCENARIOS WITH ROBOTS AS STRATEGY TO DEVELOP COMPUTATIONAL THINKING ...
João Piedade
 
Seminário Tecnologias e Robótica no Ensino Básico
Seminário Tecnologias e Robótica no Ensino BásicoSeminário Tecnologias e Robótica no Ensino Básico
Seminário Tecnologias e Robótica no Ensino Básico
João Piedade
 
Introdução à programação
Introdução à programação Introdução à programação
Introdução à programação
João Piedade
 
Projeto TEL@ FTELAB: Desenho de cenários de aprendizagem na formação inicial ...
Projeto TEL@ FTELAB: Desenho de cenários de aprendizagem na formação inicial ...Projeto TEL@ FTELAB: Desenho de cenários de aprendizagem na formação inicial ...
Projeto TEL@ FTELAB: Desenho de cenários de aprendizagem na formação inicial ...
João Piedade
 
Digital Technologies Uses in Education: A comparative study between Portugues...
Digital Technologies Uses in Education: A comparative study between Portugues...Digital Technologies Uses in Education: A comparative study between Portugues...
Digital Technologies Uses in Education: A comparative study between Portugues...
João Piedade
 
A GUIDEBOOK TOOL FOR LEARNING SCENARIOS DESIGN IN INITIAL TEACHER EDUCATION
A GUIDEBOOK TOOL FOR LEARNING SCENARIOS DESIGN IN INITIAL TEACHER EDUCATIONA GUIDEBOOK TOOL FOR LEARNING SCENARIOS DESIGN IN INITIAL TEACHER EDUCATION
A GUIDEBOOK TOOL FOR LEARNING SCENARIOS DESIGN IN INITIAL TEACHER EDUCATION
João Piedade
 
Learning Scenarios in Initial Teacher Education at FTELab
Learning Scenarios in Initial Teacher Education at FTELabLearning Scenarios in Initial Teacher Education at FTELab
Learning Scenarios in Initial Teacher Education at FTELab
João Piedade
 
Programação e Robótica: Novas linhas de investigação educacional
Programação e Robótica: Novas linhas de investigação educacionalProgramação e Robótica: Novas linhas de investigação educacional
Programação e Robótica: Novas linhas de investigação educacional
João Piedade
 
Master teaching informatics - Institute of Education of Lisbon University
Master teaching informatics  - Institute of Education of Lisbon UniversityMaster teaching informatics  - Institute of Education of Lisbon University
Master teaching informatics - Institute of Education of Lisbon University
João Piedade
 
Organização Escolar
Organização EscolarOrganização Escolar
Organização Escolar
João Piedade
 
Desenvolvimento profissional docente_e_competencias_dos_professores_para
Desenvolvimento profissional docente_e_competencias_dos_professores_paraDesenvolvimento profissional docente_e_competencias_dos_professores_para
Desenvolvimento profissional docente_e_competencias_dos_professores_para
João Piedade
 
Metodologias de Aprendizagem
Metodologias de AprendizagemMetodologias de Aprendizagem
Metodologias de Aprendizagem
João Piedade
 
e-portfolio tools
e-portfolio toolse-portfolio tools
e-portfolio tools
João Piedade
 
TEL & Learning Scenarios Design
TEL & Learning Scenarios DesignTEL & Learning Scenarios Design
TEL & Learning Scenarios Design
João Piedade
 
Lógica e algoritmia
Lógica e algoritmiaLógica e algoritmia
Lógica e algoritmia
João Piedade
 
Conceitos base de programação - parte 2
Conceitos base de programação - parte 2Conceitos base de programação - parte 2
Conceitos base de programação - parte 2
João Piedade
 

Mais de João Piedade (20)

Pensamento Computacional, Programação e Robótica no 1º CEB
Pensamento Computacional, Programação e Robótica no 1º CEBPensamento Computacional, Programação e Robótica no 1º CEB
Pensamento Computacional, Programação e Robótica no 1º CEB
 
Computational thinking programming and robotics as strategy to promote 21st c...
Computational thinking programming and robotics as strategy to promote 21st c...Computational thinking programming and robotics as strategy to promote 21st c...
Computational thinking programming and robotics as strategy to promote 21st c...
 
Painel: O regresso à Escola: Capacidades vs Desafios
Painel: O regresso à Escola: Capacidades vs DesafiosPainel: O regresso à Escola: Capacidades vs Desafios
Painel: O regresso à Escola: Capacidades vs Desafios
 
Projeto Ambiente Educativo - LaSalle Canoas RS
Projeto Ambiente Educativo - LaSalle Canoas RSProjeto Ambiente Educativo - LaSalle Canoas RS
Projeto Ambiente Educativo - LaSalle Canoas RS
 
LEARNING SCENARIOS WITH ROBOTS AS STRATEGY TO DEVELOP COMPUTATIONAL THINKING ...
LEARNING SCENARIOS WITH ROBOTS AS STRATEGY TO DEVELOP COMPUTATIONAL THINKING ...LEARNING SCENARIOS WITH ROBOTS AS STRATEGY TO DEVELOP COMPUTATIONAL THINKING ...
LEARNING SCENARIOS WITH ROBOTS AS STRATEGY TO DEVELOP COMPUTATIONAL THINKING ...
 
Seminário Tecnologias e Robótica no Ensino Básico
Seminário Tecnologias e Robótica no Ensino BásicoSeminário Tecnologias e Robótica no Ensino Básico
Seminário Tecnologias e Robótica no Ensino Básico
 
Introdução à programação
Introdução à programação Introdução à programação
Introdução à programação
 
Projeto TEL@ FTELAB: Desenho de cenários de aprendizagem na formação inicial ...
Projeto TEL@ FTELAB: Desenho de cenários de aprendizagem na formação inicial ...Projeto TEL@ FTELAB: Desenho de cenários de aprendizagem na formação inicial ...
Projeto TEL@ FTELAB: Desenho de cenários de aprendizagem na formação inicial ...
 
Digital Technologies Uses in Education: A comparative study between Portugues...
Digital Technologies Uses in Education: A comparative study between Portugues...Digital Technologies Uses in Education: A comparative study between Portugues...
Digital Technologies Uses in Education: A comparative study between Portugues...
 
A GUIDEBOOK TOOL FOR LEARNING SCENARIOS DESIGN IN INITIAL TEACHER EDUCATION
A GUIDEBOOK TOOL FOR LEARNING SCENARIOS DESIGN IN INITIAL TEACHER EDUCATIONA GUIDEBOOK TOOL FOR LEARNING SCENARIOS DESIGN IN INITIAL TEACHER EDUCATION
A GUIDEBOOK TOOL FOR LEARNING SCENARIOS DESIGN IN INITIAL TEACHER EDUCATION
 
Learning Scenarios in Initial Teacher Education at FTELab
Learning Scenarios in Initial Teacher Education at FTELabLearning Scenarios in Initial Teacher Education at FTELab
Learning Scenarios in Initial Teacher Education at FTELab
 
Programação e Robótica: Novas linhas de investigação educacional
Programação e Robótica: Novas linhas de investigação educacionalProgramação e Robótica: Novas linhas de investigação educacional
Programação e Robótica: Novas linhas de investigação educacional
 
Master teaching informatics - Institute of Education of Lisbon University
Master teaching informatics  - Institute of Education of Lisbon UniversityMaster teaching informatics  - Institute of Education of Lisbon University
Master teaching informatics - Institute of Education of Lisbon University
 
Organização Escolar
Organização EscolarOrganização Escolar
Organização Escolar
 
Desenvolvimento profissional docente_e_competencias_dos_professores_para
Desenvolvimento profissional docente_e_competencias_dos_professores_paraDesenvolvimento profissional docente_e_competencias_dos_professores_para
Desenvolvimento profissional docente_e_competencias_dos_professores_para
 
Metodologias de Aprendizagem
Metodologias de AprendizagemMetodologias de Aprendizagem
Metodologias de Aprendizagem
 
e-portfolio tools
e-portfolio toolse-portfolio tools
e-portfolio tools
 
TEL & Learning Scenarios Design
TEL & Learning Scenarios DesignTEL & Learning Scenarios Design
TEL & Learning Scenarios Design
 
Lógica e algoritmia
Lógica e algoritmiaLógica e algoritmia
Lógica e algoritmia
 
Conceitos base de programação - parte 2
Conceitos base de programação - parte 2Conceitos base de programação - parte 2
Conceitos base de programação - parte 2
 

Último

CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 

Último (20)

CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 

Apresentação Pré- projeto tese

  • 1. DOUTORAMENTO EM EDUCAÇÃO TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA EDUCAÇÃO Pré-projeto de tese A IMPORTÂNCIA DOS LIDERES ESCOLARES NO PROCESSO DE INTEGRAÇÃO DAS TECNOLOGIAS NAS ESCOLAS PORTUGUESAS JOÃO PIEDADE ORIENTAÇÃO: PROF. DOUTORA NEUZA PEDRO MAIO 2012
  • 2. AGENDA  Propósito do Estudo  Framework Teórico  Problemática de Investigação  Objetivos de Investigação  Opções Metodológicas  Participantes  Instrumentos de Recolha de Dados  Processo de Recolha de Dados  Análise de Dados  Resultados Esperados  Cronograma
  • 3. PROPÓSITO DO ESTUDO Analisar a relevância associada ao papel exercido pelos lideres (diretores) escolares no processo de integração das tecnologias nas escolas portuguesas.
  • 4. INTEGRAÇÃO EDUCATIVA DAS TIC Fatores Potenciadores e Limitadores  Docentes    Competências TIC Formação Atitude / Motivação Lideranças  Autoeficácia  Alunos Escolares  Competências Digitais  Práticas com TIC  Iniciativas da Escola Delimitação do Conceito  Estrutura/ Políticas Educativas Práticas de Gestão Formação e Liderança em TIC • Autoeficácia • Utilização das TIC Práticas Profissionais Docentes Professores
  • 5. PROBLEMÁTICA DE INVESTIGAÇÃO Lideranças Escolares e a Integração Educativa das TIC Q1 - Qual a relevância associada ao papel exercido pelos lideres escolares no processo de integração educativa das tecnologias? Q2 - Qual o grau de proficiência na utilização das TIC apresentado pelos lideres escolares e em que medida esta se revela associada à integração das TIC em contexto escolar? Q3 - Quais as necessidades de formação sentidas pelos lideres escolares no âmbito das TIC? Q4 - Em que medida projetos de promoção de competências direcionadas para os lideres escolares se revelam facilitadores do processo de integração das tecnologias escolares, segundo as perspetivas dos lideres escolares e segundo as perspetivas do corpo docente das escolas?
  • 6. OBJETIVOS DE INVESTIGAÇÃO  Analisar as perspetivas e a visão estratégia dos órgãos de gestão das escolas do ensino básico e secundário nacional do setor público em relação à integração das TIC nas escolas;  Perceber o papel exercido pelos lideres escolares na promoção de inciativas inovadoras nas suas escolas;  Verificar o grau de proficiência na utilização das TIC apresentado lideres escolares das escolas analisadas;  Analisar a relação entre o índice de utilização das TIC, pelos professores, nas escolas estudadas e o grau de proficiência apresenta pelos seus lideres escolares;  Perceber o impacto de projetos de promoção de competências inovadoras para lideres escolares na utilização efectiva das TIC pelos docentes nas escolas;  Perspetivar um conjunto de linhas orientadoras que privilegiem a efetiva integração das tecnologias na escola;  Identificar projetos e boas práticas ao nível da gestão no incentivo à integração das TIC nos processos de comunicação escolar;  Identificar necessidades de formação em TIC por parte lideres escolares.
  • 7. OPÇÕES METODOLÓGICAS Paradigma Pós-positivista Investigação empírica de cariz quantitativo • analisar, reconhecer e • estabelecer relações • descrever população descriminar conceitos e causa-efeito procedendo factores a comparações… através da amostra… determinantes… • analisar as relações • explorar uma dada • analisar a natureza da existentes entre realidade… relação entre diferentes determinadas construtos … variáveis… Descritivo e Descritivo- Post-facto ou Exploratório correlacional correlacional (Creswell, 2007, 2010) (Fortin, 2003) (Robson, 2011)
  • 8. PARTICIPANTES Participantes no “Projeto Lideres Escolares Inovadores” da Microsoft, Lideres com avaliação Excelente (35 Escolares participantes) Inovadores Todos os professores das escolas selecionadas. Lideres Escolares Diretores de escolas públicas Professores portuguesas selecionados aleatoriamente, em nº equivalente aos participantes no programa lideres escolares.
  • 9. INSTRUMENTOS DE RECOLHA DE DADOS Métodos quantitativos de recolha e análise de dados, recorrendo a inquéritos por questionário e escalas self-report para recolha de dados e procedimentos de natureza estatística na análise dos mesmos. Fatores potenciadores e limitadores da Integração Educativa das TIC Measure Teacher´s Technology Use Scale, Bebel, Russel e O´Dwyer (2004).* Questionário/ Questionário / escala de utilização escala de A Computer Self-Efficacy Scale proficiência Cassidy e Eachus (2002)* Escala de utilização das TIC nas práticas de gestão escolar Professores de vários Lideres Escolares e Lideres Escolares participantes no grupos disciplinares das projeto "Lideres Inovadores” da escolas selecionadas. Microsoft Portugal
  • 10. VALIDAÇÃO DOS INSTRUMENTOS Pré- testagem por Especialistas 1 Académico, Especialista na Área Gestão Escolar 1 Diretor Escolar 1 Representação Associação de Diretores Escolares • Interna Validade • Externa Fiabilidade • Construto • Alpha Cronbach • Análise Fatorial Sensibilidade • Normalidade da Distribuição * Escalas validadas em • Teste Kolmogorov – Smirnof estudos anteriores • Análise da Curtose e Assimetria (Piedade, 2010) (Pedro, 2011) (Marôco, 2009) Critérios de Qualidade
  • 11. PROCESSO DE RECOLHA DE DADOS Questionários online usando a aplicação google Docs, enviados aos participantes através de mailling list. • Lideres (diretores) Escolares 1ª Fase • Julho a Outubro 2012 • Professores do Ensino Básico e Secundário 2ª Fase • Outubro a Março 2013
  • 12. ANÁLISE DE DADOS Variáveis Utilização das Programas ou Iniciativas Fatores Necessidades de TIC Autoeficácia Formação de Formação Potenciadores e Frequentadas Limitadores Proficiência/ Atitude Em TIC Nas práticas Em TIC pelos lideres sentidas pelos Professores docentes Lideres Escolares escolares lideres escolares Formação e Lideranças Nas Práticas de Inovadoras Lideres Gestão Escolar Escolares Impacto percebido
  • 13. ANÁLISE DE DADOS Procedimentos Estatísticos Valores médios Coeficiente de Correlação de Pearson t – Student Análise com IBM SPSS Anova – Análise Múltipla das Variâncias Análise do Modelo de Regressão Linear Análise de Equações Estruturais Análise com IBM AMOS (modelo de mediação simples (1 fator)
  • 14. ANÁLISE DE DADOS Lideranças Escolares (Mediador) Fatores Potenciadores e Limitadores Efeitos Efeitos Diretos Indiretos
  • 16. CRONOGRAMA 1ª Fase - Setembro 2011 a Junho de 2012 • Revisão sistemática da literatura; • Elaboração e/ ou tradução de instrumentos de recolha de dados; • Validação dos instrumentos de recolha de dados; • Elaboração do projeto de investigação; 2ª Fase Junho 2012 a Março 2012 • Revisão sistemática da literatura; • Processo de recolha e organização dos dados; • Aplicação de questionários e/ou escalas; • Apresentação e discussão do projeto de investigação; 3ª Fase Março 2012 a Junho de 2013 • Revisão sistemática da literatura; • Tratamento estatístico dos dados obtidos; • Análise dos resultados obtidos; • Início da redação do texto da tese doutoral; 4ª Fase - Junho 2013 a Janeiro 2014 • Revisão sistemática da literatura; • Principais conclusões resultantes da análise de dos dados; • Redação do texto da tese doutoral; 5ª Fase - Janeiro 2014 a Junho 2014 • Revisão de texto; • Preparação dos procedimentos finais; • Preparação da apresentação e defesa da tese doutoral;