SlideShare uma empresa Scribd logo
Workshop
SUA EMPRESA JÁ INICIOU O
PROCESSO DE
IMPLANTAÇÃO DO
eSOCIAL?
eSOCIAL E OS IMPACTOS NOS
PROCESSOS DAS EMPRESAS
PALESTRANTE: MARTA PIERINA VERONA
CARACTERIZAÇÃO DO
PROJETO eSOCIAL
O QUE É O eSOCIAL ?
Projeto do governo federal que vai
unificar o envio de informações pelo
empregador em relação aos seus
empregados.
Geração digital da folha de pagamento
e demais informações fiscais,
previdenciárias, trabalhistas e de
apuração de tributos e do FGTS, de
forma padronizada.
O QUE É O eSOCIAL ?
Manual de Orientação do eSocial (MOS)
Versão 2.0:
Anexo I – Leiautes do eSocial.
Anexo II – Regras de Validação.
Anexo III – Tabelas do eSocial.
Decreto nº 8.373, de 11 de dezembro de
2014.
Resolução nº 1, de 20 de fevereiro de 2015.
O QUE É O eSOCIAL ?
Repositório nacional, contendo o armazenamento
da escrituração.
RELAÇÃO DO eSOCIAL
COM O SPED
O eSocial integra o Sistema Público de
Escrituração Digital – SPED (Decreto nº
6.022/2007)
SPED é um arquivo digital constituído
por um conjunto de escriturações de
documentos fiscais e de outras
informações de interesse dos fiscos das
unidades federadas e da Receita
Federal do Brasil.
SPED - SISTEMA PÚBLICO
DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL
Decreto nº 6.022 de 22/01/2007
OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS
FUTURAMENTE SUBSTITUÍDAS
OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS
FUTURAMENTE SUBSTITUÍDAS
 Livro de registro de empregado.
 Folha de pagamento.
 Comunicação Acidente de Trabalho.
 Perfil Profissiográfico Previdenciário.
 Formulário do seguro desemprego.
 Arquivos eletrônicos entregues à
fiscalização.
OBJETIVO GERAL
Racionalizar e uniformizar as obrigações
relativas à contratação e utilização de
mão de obra onerosa, com ou sem
vínculo empregatício, e também de
outras obrigações previdenciárias e
fiscais.
Através do cruzamento de dados,
fiscaliza o cumprimento da legislação.
ÓRGÃOS ENVOLVIDOS
Comitê Diretivo do eSocial:
 Ministério da Fazenda.
 Ministério da Previdência Social.
 Ministério do Trabalho e Emprego.
 Secretaria da Micro e Pequena Empresa
da Presidência da República.
ÓRGÃOS ENVOLVIDOS
Comitê Gestor do eSocial:
 Ministério do Trabalho e Emprego.
 Ministério da Previdência Social.
 Secretaria da Receita Federal do Brasil.
 Instituto Nacional do Seguro Social –
INSS.
 Conselho Curador do FGTS,
representado pela Caixa Econômica
Federal, na qualidade de agente
operador do FGTS.
PRODUTOS DO eSOCIAL
 Escrituração Fiscal Digital.
 Registro de Eventos Trabalhistas -
RET.
 Portal do Empregador.
 Portal do Trabalhador.
Receita Federal do Brasil:
 DCTF – Web.
 Unificação dos processos, como
CND e compensação.
FONTE: PALESTRA eSOCIAL REALIZADA PELA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM CAXIAS DO
QUEM DEVE ENTREGAR ?
Será obrigatório a todos os contribuintes,
pessoa física ou jurídica, desde o
empregador doméstico até as grandes
empresas segundo o cronograma
estabelecido pelo Comitê Diretivo do
Projeto eSocial.
O QUE DEVE SER
DECLARADO ?
Dados cadastrais e registro de
empregadores (inclusive domésticos),
trabalhadores com e sem vínculo
empregatício e dependentes de
trabalhadores avulsos e empregados.
Dados relacionados à folha de pagamento
e outros fatos geradores, bases de cálculo e
valores devidos de contribuições
previdenciárias, sociais, sindicais, do FGTS
e IRRF.
O QUE DEVE SER
DECLARADO?
AS INFORMAÇÕES PRESTADAS AO eSOCIAL
FORMARÃO A BASE DE CÁLCULO PARA A
APURAÇÃO DOS TRIBUTOS E
CONTRIBUIÇÕES, BEM COMO PARA A
CONCESSÃO DE BENEFÍCIOS
PREVIDENCIÁRIOS E TRABALHISTAS.
RESULTADOS ESPERADOS PARA
O EMPREGADOR E O
CIDADÃO
BENEFÍCIOS
PARA O EMPREGADOR
 Padronização e integração de
cadastros (pessoa física e jurídica) junto
aos órgãos participantes.
 Centralização e integração da
transmissão de informações dos
empregadores para um único
ambiente.
 Validação mensal das informações e
correção imediata de eventuais erros,
pelo monitoramento das declarações.
BENEFÍCIOS
PARA O EMPREGADOR
 Substituição de obrigações acessórias,
eliminando retrabalho e excesso de
documentos.
 Enquadramento à legislação vigente
facilitada.
 Economia de papel e espaço físico
(documentos digitalizados).
 Modernização da gestão de recursos
humanos.
BENEFÍCIOS
PARA O CIDADÃO
 Maior facilidade de acesso do
trabalhador aos benefícios
previdenciários e direitos trabalhistas.
 Redução de fraudes na concessão de
benefícios previdenciários e do seguro
desemprego.
 Redução de erros por negligência ou
omissão no recolhimento de direitos
trabalhistas.
RESULTADOS ESPERADOS PARA
O EMPREGADOR E O CIDADÃO
 Consulta a informações facilitada nos
portais do empregador e do
trabalhador.
 Melhoria na fiscalização das
obrigações trabalhistas e
previdenciárias.
 Rápido acesso às informações
atualizadas sobre emprego, renda e
mercado de trabalho em geral.
 Substituição da carteira de trabalho
Apresentação eSocial
ANÁLISE DO LAYOUT 2.0
LINHA DO TEMPO
Versão 1.0
17/07/2013
Versão 1.1
06/01/2014
Versão 2.0
24/02/2015
SEQUÊNCIA LÓGICA DA
TRANSMISSÃO DOS ARQUIVOS
EVENTOS DE TABELAS
Dados de tabelas que compõem os
registros dos eventos iniciais, periódicos e
não periódicos.
EVENTOS DE TABELAS
MOS 1.1 MOS 2.0
S-1000 – Informações
Empregador/Contribuinte
S-1000 – Informações Empregador/Contribuinte
S-1010 – Tabela de Rubricas S-1010 – Tabela de Rubricas
S-1020 – Tabela de Lotações S-1020 – Tabela de Lotações Tributárias
S-1030 – Tabela de Cargos S-1030 – Tabela de Cargos/Empregos Públicos
S-1040 – Tabela de Funções S-1040 – Tabela de Funções / Cargos em
Comissão
S-1050 – Tabela de Horários /Turnos de
Trabalho
S-1050 – Tabela de Horários /Turnos de
Trabalho
S-1060 – Tabela de Estabelecimentos e
Obras
S-1005 - Tabela de Estabelecimentos e Obras
de Construção Civil
S-1060 – Tabela de Ambientes de Trabalho
S-1070 – Tabela de Processos
Administrativos/Judiciais
S-1070 – Tabela de Processos
Administrativos/Judiciais
S-1080 – Tabela de Operadores Portuários S-1080 – Tabela de Operadores Portuários
EVENTOS DE TABELAS
Novidades:
 A tabela de estabelecimentos e obras
obteve uma nova divisão com
acréscimo da tabela de ambientes de
trabalho.
 Na tabela, ambientes de trabalho
devem ser informados apenas os
ambientes de trabalho que possuem
exposição aos fatores de riscos
ambientais e sua respectiva eficácia
da utilização de EPCS.
EVENTOS DE TABELAS
 As informações da tabela de
ambientes de trabalho serão utilizadas
para elaboração do Perfil
Profissiográfico Previdenciário – PPP do
empregado.
 A existência de ambientes com
exposição a fatores de risco não
implica necessariamente em
condições para concessão de
aposentadoria especial.
EVENTOS INICIAIS
Dados do empregador/contribuinte e
respectivo cadastramento inicial dos
vínculos.
EVENTOS INICIAIS
Informações dos trabalhadores com Vínculos
Empregatícios Ativos e Afastados.
MOS 1.1 MOS 2.0
S-2100 – Cadastramento Inicial do
Vínculo
S-2100 – Cadastramento Inicial do
Vínculo
EVENTOS NÃO PERIÓDICOSInformações da relação jurídica entre o
trabalhador e o empregador durante todo
o período laboral.
EVENTOS NÃO PERIÓDICOS
MOS 1.1 MOS 2.0
S-2190 - Admissão de Trabalhador -
Registro Preliminar
S-2200 – Admissão de Trabalhador S-2200 – Admissão de Trabalhador
S-2220 – Alterações de Dados Cadastrais
do Trabalhador
S-2205 – Alterações de Dados Cadastrais
do Trabalhador
S-2240 – Alterações de Contrato de
Trabalho
S-2206 – Alterações de Contrato de
Trabalho
S-2260 - CAT - Comunicação de
Acidente de Trabalho
S-2210 - Comunicação de Acidente de
Trabalho
S-2280 - ASO – Atestado de Saúde
Ocupacional
S-2220 - Monitoramento da Saúde do
Trabalhador
S-2320 – Início Afastamento Temporário
S-2325 – Alteração de Motivo de
Afastamento
S-2330 – Retorno de Afastamento
Temporário
S-2230 - Afastamento Temporário
S-2340 – Estabilidade (Início)
S-2345 – Estabilidade (Término)
EVENTOS NÃO PERIÓDICOS
MOS 1.1 MOS 2.0
S-2360 – Condição Diferenciada de
Trabalho (Início)
S-2365 – Condição Diferenciada de
Trabalho (Término)
S-2240 - Condições Ambientais do
Trabalho - Fatores de Risco
S-2241 – Insalubridade, Periculosidade e
Aposentadoria Especial
S-2400 – Comunicação de Aviso Prévio
S-2405 – Comunicação de Cancelamento
de Aviso Prévio
S-2250 – Aviso Prévio
S-2600 – Trabalhador Sem Vínculo (Início) S-2300 – Trabalhador Sem Vínculo (Início)
S-2620 – Trabalhador Sem Vínculo
(Alteração Contratual)
S-2305 – Trabalhador Sem Vínculo
(Alteração Contratual)
S-2680 – Trabalhador Sem Vínculo
(Término)
S-2399 – Trabalhador Sem Vínculo
(Término)
S-2800 – Desligamento S-2299 – Desligamento
S-2820 – Reintegração S-2298 – Reintegração
S-2900 – Exclusão de Evento Enviado
Indevidamente
S-3000 – Exclusão de Evento Enviado
Indevidamente
EVENTOS NÃO PERIÓDICOS
MOS 1.1 MOS 2.0
S-4000 - Solicitação de Totalização de
Eventos, Bases e Contribuições
S-4999 - Adesão antecipada ao eSocial
EVENTOS NÃO PERIÓDICOS
Novidades:
 O registro preliminar do empregado é
opcional. Utilizado quando não for
possível enviar o evento da admissão no
prazo previsto.
 É imprescindível o envio posterior do
evento s-2200 - Admissão de
Trabalhador para complementar as
informações da admissão e regularizar o
registro do empregado até o dia 7 do
mês subsequente.
EVENTOS NÃO PERIÓDICOS
 O evento S-4000 - Solicitação de
Totalização de Eventos, Bases e
Contribuições é opcional.
 Utilizado para consultar as totalizações,
bases de cálculo, contribuições
previdenciárias e outras entidades e
fundos (terceiros), após a transmissão do
primeiro evento periódico de
determinado período de apuração
(competência).
 Pode ser encaminhado para consultar o
EVENTOS NÃO PERIÓDICOS
 A Adesão Antecipada ao eSocial é
evento facultativo. Utilizado quando o
Empregador/Contribuinte optar por
aderir ao eSocial antes da data prevista
para sua entrada obrigatória.
 Para informar a adesão antecipada ao
eSocial deve ser enviado antes os
eventos de tabelas.
EVENTOS PERIÓDICOS
Dados relativos aos tipos de folha de
pagamento dentro de cada mês.
EVENTOS PERIÓDICOS
MOS 1.1 MOS 2.0
S-1100 – Abertura da Folha de
Pagamento
S-1200 – Remuneração do
Trabalhador
S-1200 – Remuneração do Trabalhador
S-1300 – Pagamentos Diversos S-1210 – Pagamentos de Rendimentos do
Trabalho
S-1220 – Pagamentos à Beneficiários Não
Identificados
S-1300 – Contribuição Sindical Patronal
S-1310/S-1320/S-1330/S-1340 – Serviços
Tomados e Prestados – Cessão de
Mão de Obra ou de Cooperativas de
Trabalho.
S-1350 – Aquisição de Produção Rural S-1250 – Aquisição de Produção Rural
S-1360 – Comercialização de
Produção Rural
S-1260 – Comercialização de Produção
Rural Pessoa Física
S-1370 – Recursos recebidos ou
repassados para associação
EVENTOS PERIÓDICOS
MOS 1.1 MOS 2.0
S-1380 – Informações
Complementares – Desoneração
S-1390 – Receita de atividades
concomitantes
S-1280 – Informações Complementares aos
Eventos Periódicos
S-1399 – Fechamento da Folha S-1299 – Fechamento dos Eventos Periódicos
S-1400 – Bases, Retenções,
Deduções e Contribuições
S-1270 – Contratação de Trabalhadores
Avulsos Não Portuários
S-1298 – Reabertura de Eventos Periódicos
S-1800 - Espetáculo desportivo
EVENTOS PERIÓDICOS
Novidades:
 Não serão mais exigidas informações
sobre serviços tomados e prestados –
cessão de mão de obra ou de
cooperativas de trabalho, recursos
recebidos ou repassados para
associação desportiva e espetáculos
desportivos.
 O evento de comercialização da
produção rural será obrigatório somente
para o produtor rural pessoa física e
pelo segurado especial.
EVENTOS PERIÓDICOS
Compõem o evento S-1210 - Pagamentos
de Rendimentos do Trabalho:
 0561 - IRRF - rendimento do trabalho
assalariado.
 0588 - IRRF - rendimento do trabalho
sem vínculo empregatício.
 2063 - IRRF - tributação exclusiva
sobre remuneração indireta.
 3533 - IRRF - aposentadoria regime
geral ou do servidor público.
EVENTOS PERIÓDICOS
 3562 - IRRF - participação nos lucros ou
resultados – PLR.
 0473 - IRRF - rendimentos do trabalho e
de qualquer natureza (pensões e
aposentadoria, prêmios em concursos,
comissões em bolsa de mercadorias e
ganho de capital, entre outros).
EVENTOS PERIÓDICOS
O EVENTO S-1280 – Informações
Complementares aos Eventos Periódicos é
utilizado para prestar informações que
afetam o cálculo da contribuição
previdenciária patronal sobre as
remunerações pagas, devidas ou
creditadas por empregadores/contribuintes,
em função da desoneração de folha de
pagamento e atividades concomitantes
dos optantes do Simples Nacional com
tributação previdenciária substituída e não
substituída.
IMPACTOS CULTURAIS DO
eSOCIAL NA GESTÃO
EMPRESARIAL
CENÁRIO ATUAL
Os empregadores são obrigados a
preencher diversas declarações e
documentos que possuem as mesmas
informações.
CENÁRIO ATUAL
MENSAIS
• CAGED.
• GFIP.
ANUAIS
• RAIS.
• DIRF.
EVENTUAIS
• CAT.
• GRRF.
• SEGURO DESEMPREGO.
• PPP.
FISCALIZAÇÃO
• MANAD.
REALIDADE NAS
ORGANIZAÇÕES
Admissão do Funcionário:
 Cadastramento do PIS feito após a data
de admissão.
 Cadastramento do funcionário
realizado após o início das atividades
laborais.
 Escritórios contábeis recebem as
admissões sem toda a documentação
necessária.
REALIDADE NAS
ORGANIZAÇÕES
CAT: O acidente de trabalho não é
comunicado no dia em que o mesmo
ocorreu, logo a CAT é emitida e enviada
fora do prazo legal.
Aviso de Férias: Não é respeitado o limite
de 30 dias para o aviso de férias, no que
tange a férias individuais.
REALIDADE NAS
ORGANIZAÇÕES
Alterações cadastrais (cargo, setor, escala,
etc.):
 As alterações cadastrais são
comunicadas após o fato ter ocorrido.
 Escritórios contábeis muitas vezes não
recebem a informação.
REALIDADE NAS
ORGANIZAÇÕES
Obrigações acessórias (mensais ou anuais):
 Conferências e validações somente na
entrega da obrigação.
 Para não perder o prazo legal, geram
dados inconsistentes. Posteriormente,
têm retrabalho para retificar as
informações.
REALIDADE NAS
ORGANIZAÇÕES
EMPRESAS DE MÉDIO E GRANDE PORTE
PODEM ESTAR MAIS PREPARADAS PARA A
NOVA REALIDADE INTRODUZIDA PELO
eSOCIAL PORQUE POSSUEM ESTRUTURA DE
RECURSOS HUMANOS E PROCESSOS BEM
DEFINIDOS.
CENÁRIO eSOCIALOs empregadores prestam as informações
de forma unificada, simples e padronizada,
eliminando erros e reduzindo custos
operacionais.
CENÁRIO eSOCIAL
MENSAL
• FOLHA DE
PAGAMENTO
À MEDIDA QUE
OCORREM
•ADMISSÕES.
•ALTERAÇÕES.
•CAT.
•RESCISÕES.
•AFASTAMENTOS.
•ASO...
IMPACTOS GERAIS
NAS EMPRESAS
 Mudança nas rotinas diárias dos
profissionais de RH, com a geração de
dados para o eSocial.
 Exigência de informações iniciais,
mensais e em tempo real.
 Cumprimento dos prazos e das
obrigações estabelecidas, na
legislação em vigor, para cada
informação.
IMPACTOS GERAIS
NAS EMPRESAS
 Envolvimento de profissionais de outras
áreas da empresa, que precisarão ter
o conhecimento pleno da legislação
para moldar os processos.
 Efetivo e rígido controle sobre a
apuração de tributos e do FGTS, com
rápida autuação e aplicação de
multas.
IMPACTOS GERAIS
NAS EMPRESAS
 A necessidade de retificação de dados
provavelmente será bem mais onerosa
e poderá implicar multas
administrativas ao empregador.
 Adequação de processos, a fim de
evitar notificações por erros, omissões
ou atrasos por não conformidades
perante os órgãos envolvidos.
IMPACTOS GERAIS
NAS EMPRESAS
 Adequação tecnológica às formas de
envio e transmissão de dados, para
viabilizar a entrega de informações ao
eSocial.
PRAZOS LEGAIS
O não cumprimento poderá acarretar
multas.
PRAZOS LEGAIS
O não cumprimento poderá acarretar
multas.
O PAPEL DAS LIDERANÇAS
ORGANIZACIONAIS
 Conhecimento dos principais impactos da
implantação do eSocial na empresa, com atualização
constante (leitura do manual e atos normativos).
 Compreensão dos prazos reduzidos de envio de
informações e consequências (multas e notificações).
 Planejamento estratégico com envolvimento de
todos os setores.
O PAPEL DAS LIDERANÇAS
ORGANIZACIONAIS
Comprometimento com as novas
demandas nos processos de:
 Admissão.
 Desligamento.
 Alterações cadastrais.
 Qualificação cadastral.
 Saúde e medicina do trabalho.
 Notas fiscais de
aquisição/comercialização de
produção rural.
O PAPEL DAS LIDERANÇAS
ORGANIZACIONAIS
O eSOCIAL É PROJETO DE UMA EQUIPE E
NÃO SOMENTE DE UMA ÁREA.
DESTA FORMA, TODAS AS LIDERANÇAS
DEVEM SER ENVOLVIDAS, CADA UM É PARTE
DO PROCESSO.
“ VOCÊ NÃO PODE FAZER O
TRABALHO DE HOJE COM OS
MÉTODOS DE ONTEM SE PRETENDE
ESTAR NO MERCADO AMANHÃ.”
(JACK WELCH)
Apresentação eSocial
SOLUÇÕES METADADOS
PARA ATENDER AS
EXIGÊNCIAS DO eSOCIAL
PALESTRANTE: MARCIO ANTÔNIO BERTUSSI
PESQUISA
Enquete SESCON/SP
O que falta para sua empresa se adequar
ao eSocial?
Fonte: SESCON/SP abril/2014.
38%
26%
21%
15% CONSCIENTIZAÇÃO DOS CLIENTES
TREINAMENTO DE FUNCIONÁRIOS.
ATUALIZAÇÃO DE BANCO DE
DADOS.
SOFTWARE COMPATÍVEL COM O
SISTEMA DA RECEITA.
SERVIÇOS METADADOS
ETAPA INICIAL
Expor para a diretoria a
importância do eSocial e
o impacto nos processos
da empresa.
Como a Metadados pode ajudar:
Site eSocial Metadados
(www.metadados.com.br/esocial),
FAQ (perguntas frequentes no site),
e Workshops sobre o tema.
ETAPA INICIAL Conscientizar a alta direção da
empresa dos impactos do eSocial na
empresa (Financeiros, Processos, Pessoas).
 Buscar apoio da alta direção e dos
gestores da organização para as
mudanças necessárias, principalmente
em processos.
 Estar atento para as notícias e
novidades sobre o assunto divulgadas
pelo governo e pela mídia.
SITE eSOCIAL METADADOS
A empresa realiza
diversas ações para
educar e conscientizar
sobre o eSocial.
Página exclusiva sobre o eSocial
www.metadados.com.br/esocial
SITE eSOCIAL METADADOS
 Projeto eSocial e suas implicações.
 Principais novidades.
 Vídeos informativos.
 Releases e divulgação de eventos.
 Perguntas frequentes – mais de 80
questões sobre o projeto eSocial e as
soluções da Metadados.
 RSS – Informações em tempo real.
 Soluções Metadados.
FAQ
Mais de 80 questões sobre
o projeto do governo
federal e as soluções
Metadados.
WORKSHOPS SOBRE O TEMA
Workshops em
diversas cidades do
país.
Palestras em
universidades e
faculdades.
PROJETO eSOCIAL
Viabilizar o projeto
eSocial na empresa
por meio do Comitê
para direcionar as
ações e
informações.
É importante envolver líderes e todos os
colaboradores, pois o eSocial é um projeto de
toda a equipe.
PROJETO eSOCIAL
Pesquisa feita com 900 gestores de
diferentes áreas mostrou que:
92%
dos entrevistados dizem que a adequação para
atender as exigências do eSocial não é tarefa
simples.
48,90% estimam que serão necessários de 6 a 12 meses
para esse processo de adequação.
82,60%
acreditam que o eSocial irá gerar uma
mudança ampla e complexa nos negócios da
empresa.
78,40%
consideram que a prorrogação do prazo foi
positivo já que permite elevar a qualidade do
processo e das informações requeridas.
Fontes: Governo Federal, www.esocial.gov.br e Thomson Reuters.
ÁREAS E PROCESSOS
IMPACTADOS
•CADASTRO DO
EMPREGADOR E
COLABORADOR.
•FOLHA DE PAGAMENTO.
•REGISTROS TRABALHISTAS.
RH
•RISCOS AMBIENTAIS.
•ASO.
•CAT.
•EPI.
SAÚDE E
SEGURANÇA •PROCESSOS
ADMINISTRATIVOS E
JUDICIAIS.
JURÍDICO
•AQUISIÇÃO DE
PRODUÇÃO RURAL.
•COMERCIALIZAÇÃO
DE PRODUÇÃO RURAL.
CONTÁBIL /
FISCAL
•ATUALIZAÇÃO DE SISTEMAS DE
RH, SAÚDE E SEGURANÇA...
•INTEGRAÇÃO ENTRE SISTEMAS.
•CERTIFICAÇÃO DIGITAL.
•AMBIENTE PARA ENVIO DE
DADOS.
TI
PRINCIPAIS DESAFIOS
ENFRENTADOS
 Mobilizar as áreas envolvidas.
 Revisar os processos da empresa.
 Analisar se os softwares utilizados
atendem a demanda necessária.
COMUNICAÇÃO INTERNA
Realizar a comunicação
interna para envolver
todas as áreas
impactadas (financeira,
contábil, fiscal, RH, TI e
jurídico), por meio de um
plano e de um Comitê.
Como a Metadados pode ajudar:
Palestra In Company eSocial e os Impactos na
Gestão Empresarial.
COMUNICAÇÃO INTERNA
Sensibilização de líderes e equipes:
Palestras.
Treinamentos.
Criação de canais de
comunicação interna.
PALESTRAS IN COMPANY
Para clientes e não
clientes.
Tema: eSocial e os
Impactos na Gestão
Empresarial.
CAPACITAÇÃO PARA O
eSOCIAL Capacitar todas as pessoas
envolvidas no projeto
eSocial, lembrando que a
empresa é a única
responsável pelo envio das
informações para o
ambiente eSocial,
conforme determina a
legislação vigente.Como a Metadados pode ajudar:
Palestra In Company eSocial e os Desafios para
o Profissional de RH, Vídeos Tutoriais e
Treinamentos Virtuais.
PALESTRAS IN COMPANY
Para clientes.
Tema: eSocial e os
Desafios para o
Profissional de RH.
VÍDEOS TUTORIAIS
Conceitos e práticas
aplicadas às
soluções Metadados
destinadas a
clientes.
TREINAMENTOS VIRTUAIS
Cursos de Educação a
Distância (EaD)
disponibilizados em
ambiente de
aprendizagem virtual,
para clientes.
ETAPA DE DIAGNÓSTICO
Fazer o diagnóstico de
adequação de layout da
empresa e do exigido pelo
eSocial, avaliando quanto
deve ser investido em
sistema e integrações para
tornar possível a devida
entrega. Um plano de ação
deve ser elaborado para
reduzir as inconsistências que
possam surgir.
Como a Metadados pode ajudar:
Serviços de Consultoria em Processos de
Recursos Humanos.
ETAPA DE DIAGNÓSTICO
Revisar processos de trabalho:
 Cumprimento de prazos.
 Atendimento de legislações.
Verificar requisitos para funcionamento do
eSocial:
 Infraestrutura e Softwares.
 Certificados Digitais.
Análise do layout e das informações nos
respectivos sistemas/cadastros.
SERVIÇOS DE CONSULTORIA
Consultoria em processo de
recursos humanos:
 Diagnóstico de cadastros
para a implantação do
eSocial.
 Reorganização de
processo para
atendimento do eSocial.
CONFERÊNCIA DOS
CADASTROSManter cadastros e informações
dos colaboradores e
empregadores sempre
atualizados. Este é um processo
contínuo. É importante que as
empresas façam uma retificação
no cadastro de seus
trabalhadores visto que, se há
dados incorretos de PIS, CPF ou
qualquer outro dado cadastral,
ao enviá-los para o eSocial, será
sinalizado um erro.
Como a Metadados pode ajudar:
Serviço de Consultoria para a Implementação
dos produtos Metadados adequados para o
eSocial
CONFERÊNCIA DOS
CADASTROS
Qualificação Cadastral:
 Via portal do eSocial (intermitente).
 Via envio de arquivo padronizado (ainda
não disponível).
Informação de dados necessários para todos
os arquivos:
 Campanha de atualização cadastral (se
necessário).
 Atualização de campos a serem gerados
nas tabelas para o eSocial.
SERVIÇOS DE CONSULTORIA
Consultoria e Assessoria:
 Revisão e
complementação de
informações nas
soluções Metadados.
 Implementação das
soluções Metadados.
 Instalação e
acompanhamento dos
envios iniciais de dados
CENTRAL DE ATENDIMENTO
Linha exclusiva
vinculada ao eSocial
para clientes.
Contato: (54) 3026-
9990 ou
suporte.metadados.co
m.br
ENTREGAS PARA O ESOCIAL
Após o
cumprimento de
todas as etapas
você realizará suas
entregas ao eSocial
com segurança e
traquilidade.
Como a Metadados pode ajudar:
Produtos Metadados para a gestão do eSocial.
PRODUTOS METADADOS
SOFTWARE ADEQUADO ÀS
EXIGÊNCIAS DO eSOCIAL
ADEQUAÇÕES NECESSÁRIAS
NOS PRODUTOS ATUAIS
Folha de Pagamento
 Inclusão de novos campos em diversos
cadastros.
 Criação de novo processo para envio
de dados mensalmente.
 Importação de notas de aquisição /
comercialização de produtos rurais.
ADEQUAÇÕES NECESSÁRIAS
NOS PRODUTOS ATUAIS
Saúde e Segurança do Trabalho
 Inclusão de novos campos em diversos
cadastros.
 Criação de novo processo para envio
de dados conforme a atualização dos
mesmos.
 Importação de registros de ASO e seus
respectivos exames.
CADASTROS PARA O
eSOCIAL
CADASTROS PARA O
eSOCIAL
CADASTROS PARA O
eSOCIAL
INTEGRAÇÃO ENTRE O
SOFTWARE E O eSOCIAL
INFRAESTRUTURA
Sistema utilizando layouts padronizados:
 Arquivos digitais no formato XML.
Transmissão por tecnologia WebService:
 Serviços web de conexão webservice.
 Validação online.
 Certificação digital.
A INTEGRAÇÃO
A DECISÃO É DAS
EMPRESAS/CLIENTES
A DECISÃO É POR EMPRESA
O RECEBIMENTO DE
INFORMAÇÕES É POR
EMPRESA
TUDO DEVE SER FEITO COM
SEGURANÇA
O SOFTWARE
Permitirá que o usuário controle o envio das
informações ao eSocial e dos dados já
transmitidos.
Centralizará o envio e o recebimento das
informações para garantir a segurança da
comunicação com o eSocial.
SEQUÊNCIA DO PROCESSO
Geração
dos Dados
Aprovação
de Envio
Envio dos
Dados
Retorno
dos Dados
GERAÇÃO DOS DADOS
 Inicial.
 Sempre que alterado.
 Sempre que necessário.
 Mensalmente.
GERAÇÃO DOS DADOS -
INICIAL
 Tabelas (Empregadores, Rubricas,
Cargos, etc.)
 Funcionários:
• Ativos.
• Inativos.
• Demitidos no ano corrente.
Ao gerar a rotina, caso tenha alguma
inconsistência na base será emitido relatório
com os dados faltantes, para a
identificação e correção dos mesmos.
GERAÇÃO DOS DADOS –
SEMPRE QUE ALTERADO
 Processos administrativos.
 Inclusão de funcionários - registro
preliminar (com dados básicos apenas).
 CAT (Comunicação de Acidente de
Trabalho).
 Afastamentos temporários.
 Reintegrações.
Não será permitido salvar os registros destes
cadastros sem que estejam com todas as
informações necessárias para o eSocial.
GERAÇÃO DOS DADOS –
MENSALMENTE
 Remuneração de trabalhadores.
 Pagamentos de rendimentos de trabalhadores.
 Pagamento à beneficiários não identificados.
 Informações complementares à remuneração.
 Contribuição sindical patronal.
 Produção e comercialização de produção rural.
 Solicitação de consulta de totalização de
valores.
GERAÇÃO DOS DADOS –
SEMPRE QUE NECESSÁRIO
Todos os demais eventos.
Exemplo:
 Ao admitir um funcionário em um cargo
novo será enviado um registro de
inclusão do respectivo cargo.
 Ao enviar a folha mensal, serão
gerados registros de alteração
contratual/cadastral para todos que
tiveram alguma alteração no seu
cadastro.
GERAÇÃO DOS DADOS –
SEMPRE QUE NECESSÁRIO
 Ao enviar uma CAT, caso tenha sido
gerado algum ASO ou alguma
alteração contratual/cadastral desde a
última geração, serão enviados
também estes registros.
APROVAÇÃO DO ENVIO
Gerenciador de Eventos:
 Aprovação de envio de Eventos para o
eSocial.
 Consulta de Eventos enviados e
aceitos.
 Consulta de Eventos enviados e
rejeitados.
 Consulta de Eventos pendentes.
APROVAÇÃO DO ENVIO
ENVIO DOS DADOS
Serviço centralizado e automatizado para
envio dos dados:
 Busca de dados aprovados para envio.
 Geração dos arquivos XML.
 Validação da assinatura digital.
 Validação do formato do arquivo.
 Envio das informações para os
webservices do eSocial.
RETORNO DOS DADOS
Serviço centralizado e automatizado para
envio dos dados:
 Busca de dados enviados e sem
retorno.
 Consulta nos webservices do eSocial.
 Atualização do registro enviado com a
situação retornada.
NOVOS PRODUTOS
MÓDULO eSOCIAL
 Gerenciador de Eventos.
 Qualificação Cadastral.
 Consultas e relatórios sobre os dados
enviados.
 Cadastramentos de tabelas de Saúde
e Segurança no Trabalho (clientes
sem produto):
• Acidentes de trabalho.
• Atestados ocupacionais.
• Fatores de risco.
• Ambientes de trabalho.
• EPC, EPI...
QUALIFICAÇÃO CADASTRAL
PRAZO PARA O PROJETO
eSOCIAL
CRONOGRAMA ESTIMADO
“Os prazos de entrega dos eventos e o
cronograma da obrigatoriedade serão
objetos de Resolução do Comitê Diretivo a
ser publicada brevemente no Diário Oficial
da União.”
Fonte: http://www.esocial.gov.br/Leiautes.aspx
CRONOGRAMA ESTIMADO
• Manual de
orientação do
eSocial versão 2.0
• Manual de
especificação
técnica dos
arquivos .XML
versão 1.06 MESES
• Ambiente de testes
com eventos iniciais,
eventos não
periódicos e tabelas.
6 MESES
• Envio dos arquivos ao
eSocial.
????
CRONOGRAMA DE
PRODUTOS METADADOS
Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov
Eventos de Tabelas
Eventos Iniciais
Eventos Não Periódicos de PCMSO
Eventos Não Periódicos de Folha
Eventos Periódicos
Módulo eSocial
Geração de Dados para Ambiente de Teste
Integração com outros Sistemas
FIQUE POR DENTRO DAS
NOTÍCIAS E NOVIDADES DO
eSOCIAL!
metadadosrh
/metadadosrh
@metadadosrh
www.metadados.com.br/esocial
“ NA INCERTEZA, OS INDIVÍDUOS
CRIAM INSTINTOS INOVADORES.
NA ROTINA, PADRÕES
REPETITIVOS.” (THIMER)
Apresentação eSocial

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ergonomia
ErgonomiaErgonomia
Ergonomia
Professor Robson
 
Segurança do trabalho
Segurança do trabalhoSegurança do trabalho
Segurança do trabalho
Mauricio Cesar Soares
 
Risco Fisico : Umidade
Risco Fisico : UmidadeRisco Fisico : Umidade
Risco Fisico : Umidade
Senac São Paulo
 
Nr31 comentada
Nr31 comentadaNr31 comentada
Nr31 comentada
João Loreto
 
Equipamentos de medição de segurança do trabalho
Equipamentos de medição de segurança do trabalhoEquipamentos de medição de segurança do trabalho
Equipamentos de medição de segurança do trabalho
carlos ricardo ricardo
 
Integração Treinamento Colaboradores
Integração Treinamento ColaboradoresIntegração Treinamento Colaboradores
Integração Treinamento Colaboradores
SINDILOJAS POA
 
Nota Fiscal Eletrônica
Nota Fiscal EletrônicaNota Fiscal Eletrônica
Nota Fiscal Eletrônica
Luiz Bettega
 
Treinamento CIPA - Mapa de Risco
Treinamento CIPA - Mapa de RiscoTreinamento CIPA - Mapa de Risco
Treinamento CIPA - Mapa de Risco
HugoDalevedove
 
Aula 6 epc
Aula 6   epcAula 6   epc
Aula 6 epc
Daniel Moura
 
Nr 6 apresentação completa
Nr 6 apresentação completaNr 6 apresentação completa
Nr 6 apresentação completa
Daniel Lira
 
Nr 6 apresentação completa
Nr 6 apresentação completaNr 6 apresentação completa
Nr 6 apresentação completa
Daniel Lira
 
Certificado de treinamento de NR 18- Jucelino Jose da Silva Filho.pptx
Certificado de treinamento de NR 18- Jucelino Jose da Silva Filho.pptxCertificado de treinamento de NR 18- Jucelino Jose da Silva Filho.pptx
Certificado de treinamento de NR 18- Jucelino Jose da Silva Filho.pptx
ruy vicente Santos
 
Abertura de empresa_aula_
Abertura de empresa_aula_Abertura de empresa_aula_
Abertura de empresa_aula_
Claudio Parra
 
Prevenção de acidentes
Prevenção de acidentesPrevenção de acidentes
Prevenção de acidentes
Artur Silva
 
Acidente de trabalho
Acidente de trabalhoAcidente de trabalho
Acidente de trabalho
Ythia Karla
 
Curso Aprendendo com o e-social SST
Curso Aprendendo com o e-social SSTCurso Aprendendo com o e-social SST
Curso Aprendendo com o e-social SST
Rodrigo Camilo Araujo
 
Cálculo de concentração de poeira e limite de tolerância de poeira respirável...
Cálculo de concentração de poeira e limite de tolerância de poeira respirável...Cálculo de concentração de poeira e limite de tolerância de poeira respirável...
Cálculo de concentração de poeira e limite de tolerância de poeira respirável...
Zuilton Guimarães Silva Guimarães
 
Manual industriaceramica sesi
Manual industriaceramica sesiManual industriaceramica sesi
Manual industriaceramica sesi
Paulo H Bueno
 
Palestra: Prevenção de Acidentes de Trabalho
Palestra: Prevenção de Acidentes de TrabalhoPalestra: Prevenção de Acidentes de Trabalho
Palestra: Prevenção de Acidentes de Trabalho
HP Safety Engenharia
 
NR - 06 EPI (Oficial)
NR - 06 EPI (Oficial)NR - 06 EPI (Oficial)
NR - 06 EPI (Oficial)
Claudio Cesar Pontes ن
 

Mais procurados (20)

Ergonomia
ErgonomiaErgonomia
Ergonomia
 
Segurança do trabalho
Segurança do trabalhoSegurança do trabalho
Segurança do trabalho
 
Risco Fisico : Umidade
Risco Fisico : UmidadeRisco Fisico : Umidade
Risco Fisico : Umidade
 
Nr31 comentada
Nr31 comentadaNr31 comentada
Nr31 comentada
 
Equipamentos de medição de segurança do trabalho
Equipamentos de medição de segurança do trabalhoEquipamentos de medição de segurança do trabalho
Equipamentos de medição de segurança do trabalho
 
Integração Treinamento Colaboradores
Integração Treinamento ColaboradoresIntegração Treinamento Colaboradores
Integração Treinamento Colaboradores
 
Nota Fiscal Eletrônica
Nota Fiscal EletrônicaNota Fiscal Eletrônica
Nota Fiscal Eletrônica
 
Treinamento CIPA - Mapa de Risco
Treinamento CIPA - Mapa de RiscoTreinamento CIPA - Mapa de Risco
Treinamento CIPA - Mapa de Risco
 
Aula 6 epc
Aula 6   epcAula 6   epc
Aula 6 epc
 
Nr 6 apresentação completa
Nr 6 apresentação completaNr 6 apresentação completa
Nr 6 apresentação completa
 
Nr 6 apresentação completa
Nr 6 apresentação completaNr 6 apresentação completa
Nr 6 apresentação completa
 
Certificado de treinamento de NR 18- Jucelino Jose da Silva Filho.pptx
Certificado de treinamento de NR 18- Jucelino Jose da Silva Filho.pptxCertificado de treinamento de NR 18- Jucelino Jose da Silva Filho.pptx
Certificado de treinamento de NR 18- Jucelino Jose da Silva Filho.pptx
 
Abertura de empresa_aula_
Abertura de empresa_aula_Abertura de empresa_aula_
Abertura de empresa_aula_
 
Prevenção de acidentes
Prevenção de acidentesPrevenção de acidentes
Prevenção de acidentes
 
Acidente de trabalho
Acidente de trabalhoAcidente de trabalho
Acidente de trabalho
 
Curso Aprendendo com o e-social SST
Curso Aprendendo com o e-social SSTCurso Aprendendo com o e-social SST
Curso Aprendendo com o e-social SST
 
Cálculo de concentração de poeira e limite de tolerância de poeira respirável...
Cálculo de concentração de poeira e limite de tolerância de poeira respirável...Cálculo de concentração de poeira e limite de tolerância de poeira respirável...
Cálculo de concentração de poeira e limite de tolerância de poeira respirável...
 
Manual industriaceramica sesi
Manual industriaceramica sesiManual industriaceramica sesi
Manual industriaceramica sesi
 
Palestra: Prevenção de Acidentes de Trabalho
Palestra: Prevenção de Acidentes de TrabalhoPalestra: Prevenção de Acidentes de Trabalho
Palestra: Prevenção de Acidentes de Trabalho
 
NR - 06 EPI (Oficial)
NR - 06 EPI (Oficial)NR - 06 EPI (Oficial)
NR - 06 EPI (Oficial)
 

Destaque

10 pontos que você precisa saber sobre eSocial - princípios básicos
10 pontos que você precisa saber sobre eSocial - princípios básicos10 pontos que você precisa saber sobre eSocial - princípios básicos
10 pontos que você precisa saber sobre eSocial - princípios básicos
TecnoSpeed TI
 
Apresentação do eSocial (Receita Federal)
Apresentação do eSocial (Receita Federal)Apresentação do eSocial (Receita Federal)
Apresentação do eSocial (Receita Federal)
dcomercio
 
Slides da palestra: eSocial - uma abordagem executiva - julho/2014
Slides da palestra: eSocial - uma abordagem executiva - julho/2014Slides da palestra: eSocial - uma abordagem executiva - julho/2014
Slides da palestra: eSocial - uma abordagem executiva - julho/2014
Roberto Dias Duarte
 
A implantação do e – social e seus Desafios para Organizações Contábeis
A implantação do e – social  e seus Desafios  para Organizações ContábeisA implantação do e – social  e seus Desafios  para Organizações Contábeis
A implantação do e – social e seus Desafios para Organizações Contábeis
Erlandia Pimentel
 
Apresentação Evento eSocial
Apresentação Evento eSocialApresentação Evento eSocial
Apresentação Evento eSocial
esocialmetadados
 
Os Impactos nos Processo de Recursos Humanos e Rotinas Trabalhistas
Os Impactos nos Processo de Recursos Humanos e Rotinas TrabalhistasOs Impactos nos Processo de Recursos Humanos e Rotinas Trabalhistas
Os Impactos nos Processo de Recursos Humanos e Rotinas Trabalhistas
esocialmetadados
 
E social marta sp
E social   marta spE social   marta sp
E social marta sp
esocialmetadados
 
E social Marta
E social MartaE social Marta
E social Marta
esocialmetadados
 
Resumo da palestra de esocial outubro_2013 1ª semana
Resumo da palestra de esocial   outubro_2013 1ª semana Resumo da palestra de esocial   outubro_2013 1ª semana
Resumo da palestra de esocial outubro_2013 1ª semana
Tania Gurgel
 
Apresentação "Projeto eSocial" - Daniel Belmiro, Receita Federal do Brasil
Apresentação "Projeto eSocial" - Daniel Belmiro, Receita Federal do BrasilApresentação "Projeto eSocial" - Daniel Belmiro, Receita Federal do Brasil
Apresentação "Projeto eSocial" - Daniel Belmiro, Receita Federal do Brasil
segundomilenio
 
e-Book: Mapeamento e Implantação do eSocial
e-Book: Mapeamento e Implantação do eSociale-Book: Mapeamento e Implantação do eSocial
e-Book: Mapeamento e Implantação do eSocial
ASIS Projetos
 
e-Social - Mapeamento, Implantação, Validação - Cursos In Company
e-Social - Mapeamento, Implantação, Validação - Cursos In Companye-Social - Mapeamento, Implantação, Validação - Cursos In Company
e-Social - Mapeamento, Implantação, Validação - Cursos In Company
Prof Hamilton Marin
 
Webinar | eSocial
Webinar | eSocialWebinar | eSocial
Slides palestra-esocial-robertodiasduarte-16072014-140725073000-phpapp02
Slides palestra-esocial-robertodiasduarte-16072014-140725073000-phpapp02Slides palestra-esocial-robertodiasduarte-16072014-140725073000-phpapp02
Slides palestra-esocial-robertodiasduarte-16072014-140725073000-phpapp02
Joao Paulo Goerlando
 
eSocial - Uma Visão Prática sobre a Implantação
eSocial - Uma Visão Prática sobre a ImplantaçãoeSocial - Uma Visão Prática sobre a Implantação
eSocial - Uma Visão Prática sobre a Implantação
CRC-TO
 
Apostila desoneração
Apostila desoneraçãoApostila desoneração
Apostila desoneração
PauloEdu2015
 
Palestra eSocial - Daniel Belmiro - evento na ABAT
Palestra eSocial - Daniel Belmiro - evento na ABATPalestra eSocial - Daniel Belmiro - evento na ABAT
Palestra eSocial - Daniel Belmiro - evento na ABAT
Tania Gurgel
 
LEI 13.161/2015. CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA SOBRE A RECEITA BRUTA. 'DESONERA...
LEI 13.161/2015. CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA SOBRE A RECEITA BRUTA. 'DESONERA...LEI 13.161/2015. CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA SOBRE A RECEITA BRUTA. 'DESONERA...
LEI 13.161/2015. CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA SOBRE A RECEITA BRUTA. 'DESONERA...
ALEXANDRE PANTOJA
 
Desoneração da Folha de Pagamento
Desoneração da Folha de Pagamento Desoneração da Folha de Pagamento
Desoneração da Folha de Pagamento
ANER - Associação Nacional de Editores de Revistas
 
eSocial: Uma visão executiva - por Roberto Dias Duarte
eSocial: Uma visão executiva - por Roberto Dias DuarteeSocial: Uma visão executiva - por Roberto Dias Duarte
eSocial: Uma visão executiva - por Roberto Dias Duarte
Roberto Dias Duarte
 

Destaque (20)

10 pontos que você precisa saber sobre eSocial - princípios básicos
10 pontos que você precisa saber sobre eSocial - princípios básicos10 pontos que você precisa saber sobre eSocial - princípios básicos
10 pontos que você precisa saber sobre eSocial - princípios básicos
 
Apresentação do eSocial (Receita Federal)
Apresentação do eSocial (Receita Federal)Apresentação do eSocial (Receita Federal)
Apresentação do eSocial (Receita Federal)
 
Slides da palestra: eSocial - uma abordagem executiva - julho/2014
Slides da palestra: eSocial - uma abordagem executiva - julho/2014Slides da palestra: eSocial - uma abordagem executiva - julho/2014
Slides da palestra: eSocial - uma abordagem executiva - julho/2014
 
A implantação do e – social e seus Desafios para Organizações Contábeis
A implantação do e – social  e seus Desafios  para Organizações ContábeisA implantação do e – social  e seus Desafios  para Organizações Contábeis
A implantação do e – social e seus Desafios para Organizações Contábeis
 
Apresentação Evento eSocial
Apresentação Evento eSocialApresentação Evento eSocial
Apresentação Evento eSocial
 
Os Impactos nos Processo de Recursos Humanos e Rotinas Trabalhistas
Os Impactos nos Processo de Recursos Humanos e Rotinas TrabalhistasOs Impactos nos Processo de Recursos Humanos e Rotinas Trabalhistas
Os Impactos nos Processo de Recursos Humanos e Rotinas Trabalhistas
 
E social marta sp
E social   marta spE social   marta sp
E social marta sp
 
E social Marta
E social MartaE social Marta
E social Marta
 
Resumo da palestra de esocial outubro_2013 1ª semana
Resumo da palestra de esocial   outubro_2013 1ª semana Resumo da palestra de esocial   outubro_2013 1ª semana
Resumo da palestra de esocial outubro_2013 1ª semana
 
Apresentação "Projeto eSocial" - Daniel Belmiro, Receita Federal do Brasil
Apresentação "Projeto eSocial" - Daniel Belmiro, Receita Federal do BrasilApresentação "Projeto eSocial" - Daniel Belmiro, Receita Federal do Brasil
Apresentação "Projeto eSocial" - Daniel Belmiro, Receita Federal do Brasil
 
e-Book: Mapeamento e Implantação do eSocial
e-Book: Mapeamento e Implantação do eSociale-Book: Mapeamento e Implantação do eSocial
e-Book: Mapeamento e Implantação do eSocial
 
e-Social - Mapeamento, Implantação, Validação - Cursos In Company
e-Social - Mapeamento, Implantação, Validação - Cursos In Companye-Social - Mapeamento, Implantação, Validação - Cursos In Company
e-Social - Mapeamento, Implantação, Validação - Cursos In Company
 
Webinar | eSocial
Webinar | eSocialWebinar | eSocial
Webinar | eSocial
 
Slides palestra-esocial-robertodiasduarte-16072014-140725073000-phpapp02
Slides palestra-esocial-robertodiasduarte-16072014-140725073000-phpapp02Slides palestra-esocial-robertodiasduarte-16072014-140725073000-phpapp02
Slides palestra-esocial-robertodiasduarte-16072014-140725073000-phpapp02
 
eSocial - Uma Visão Prática sobre a Implantação
eSocial - Uma Visão Prática sobre a ImplantaçãoeSocial - Uma Visão Prática sobre a Implantação
eSocial - Uma Visão Prática sobre a Implantação
 
Apostila desoneração
Apostila desoneraçãoApostila desoneração
Apostila desoneração
 
Palestra eSocial - Daniel Belmiro - evento na ABAT
Palestra eSocial - Daniel Belmiro - evento na ABATPalestra eSocial - Daniel Belmiro - evento na ABAT
Palestra eSocial - Daniel Belmiro - evento na ABAT
 
LEI 13.161/2015. CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA SOBRE A RECEITA BRUTA. 'DESONERA...
LEI 13.161/2015. CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA SOBRE A RECEITA BRUTA. 'DESONERA...LEI 13.161/2015. CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA SOBRE A RECEITA BRUTA. 'DESONERA...
LEI 13.161/2015. CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA SOBRE A RECEITA BRUTA. 'DESONERA...
 
Desoneração da Folha de Pagamento
Desoneração da Folha de Pagamento Desoneração da Folha de Pagamento
Desoneração da Folha de Pagamento
 
eSocial: Uma visão executiva - por Roberto Dias Duarte
eSocial: Uma visão executiva - por Roberto Dias DuarteeSocial: Uma visão executiva - por Roberto Dias Duarte
eSocial: Uma visão executiva - por Roberto Dias Duarte
 

Semelhante a Apresentação eSocial

eSocial - 2.2
eSocial - 2.2eSocial - 2.2
eSocial - 2.2
Marcelo Cruz
 
Apresentação III - Fórum ABAT - SPED eSocial Paulo Magarotto
Apresentação  III - Fórum ABAT - SPED eSocial Paulo Magarotto Apresentação  III - Fórum ABAT - SPED eSocial Paulo Magarotto
Apresentação III - Fórum ABAT - SPED eSocial Paulo Magarotto
Tania Gurgel
 
E social 2015
E social 2015   E social 2015
E social 2015
Ana Julia Reis
 
eSocial: O que, por que e como! - palestra + pontos de atenção
eSocial: O que, por que e como! - palestra + pontos de atençãoeSocial: O que, por que e como! - palestra + pontos de atenção
eSocial: O que, por que e como! - palestra + pontos de atenção
Roberto Dias Duarte
 
Conferência eSocial - José de Oliveira Novais - Receita Federal do Brasil
Conferência eSocial - José de Oliveira Novais - Receita Federal do BrasilConferência eSocial - José de Oliveira Novais - Receita Federal do Brasil
Conferência eSocial - José de Oliveira Novais - Receita Federal do Brasil
Sistema FIEB
 
eSocial: Manual de Operações do eSocial versão 1.2 beta 3
eSocial: Manual de Operações do eSocial versão 1.2 beta 3eSocial: Manual de Operações do eSocial versão 1.2 beta 3
eSocial: Manual de Operações do eSocial versão 1.2 beta 3
Roberto Dias Duarte
 
Palestra: eSocial
Palestra: eSocialPalestra: eSocial
Palestra: eSocial
CRC-TO
 
Sp receita federal - paulo
Sp   receita federal - pauloSp   receita federal - paulo
Sp receita federal - paulo
esocialmetadados
 
Anefac gt processos e riscos e social 8 out-2013 xrisk
Anefac gt processos e riscos e social 8 out-2013 xriskAnefac gt processos e riscos e social 8 out-2013 xrisk
Anefac gt processos e riscos e social 8 out-2013 xrisk
Numeric Contadores
 
Barueri receita - paulo
Barueri   receita - pauloBarueri   receita - paulo
Barueri receita - paulo
esocialmetadados
 
2014 01-06 - manual e social-v_1_1_publicacao
2014 01-06 - manual e social-v_1_1_publicacao2014 01-06 - manual e social-v_1_1_publicacao
2014 01-06 - manual e social-v_1_1_publicacao
acm225
 
Fórum de RH SETCESP
Fórum de RH SETCESPFórum de RH SETCESP
eSocial - Apresentação da Receita Federal em 25/02/2014
eSocial - Apresentação da Receita Federal em 25/02/2014eSocial - Apresentação da Receita Federal em 25/02/2014
eSocial - Apresentação da Receita Federal em 25/02/2014
Tania Gurgel
 
SAGE | IOB CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS ESOCIAL
SAGE | IOB  CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS ESOCIALSAGE | IOB  CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS ESOCIAL
SAGE | IOB CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS ESOCIAL
Martcom Digital
 
Fórum SPED Porto Alegre 2014: A Visão da RFB sobre o eSocial (Daniel Belmiro ...
Fórum SPED Porto Alegre 2014: A Visão da RFB sobre o eSocial (Daniel Belmiro ...Fórum SPED Porto Alegre 2014: A Visão da RFB sobre o eSocial (Daniel Belmiro ...
Fórum SPED Porto Alegre 2014: A Visão da RFB sobre o eSocial (Daniel Belmiro ...
decision-it
 
eSocial: Pensando Fora da Caixa
eSocial: Pensando Fora da CaixaeSocial: Pensando Fora da Caixa
eSocial: Pensando Fora da Caixa
Roberto Dias Duarte
 
a
aa
Apresentacao e social_legislação_v8
Apresentacao e social_legislação_v8Apresentacao e social_legislação_v8
Apresentacao e social_legislação_v8
Elisângela Cristina Damasco
 
Sp caixa - marcia
Sp   caixa - marciaSp   caixa - marcia
Sp caixa - marcia
esocialmetadados
 
Palestra esocial sst antiga
Palestra esocial sst antigaPalestra esocial sst antiga
Palestra esocial sst antiga
Alexsandro Lino Barbosa
 

Semelhante a Apresentação eSocial (20)

eSocial - 2.2
eSocial - 2.2eSocial - 2.2
eSocial - 2.2
 
Apresentação III - Fórum ABAT - SPED eSocial Paulo Magarotto
Apresentação  III - Fórum ABAT - SPED eSocial Paulo Magarotto Apresentação  III - Fórum ABAT - SPED eSocial Paulo Magarotto
Apresentação III - Fórum ABAT - SPED eSocial Paulo Magarotto
 
E social 2015
E social 2015   E social 2015
E social 2015
 
eSocial: O que, por que e como! - palestra + pontos de atenção
eSocial: O que, por que e como! - palestra + pontos de atençãoeSocial: O que, por que e como! - palestra + pontos de atenção
eSocial: O que, por que e como! - palestra + pontos de atenção
 
Conferência eSocial - José de Oliveira Novais - Receita Federal do Brasil
Conferência eSocial - José de Oliveira Novais - Receita Federal do BrasilConferência eSocial - José de Oliveira Novais - Receita Federal do Brasil
Conferência eSocial - José de Oliveira Novais - Receita Federal do Brasil
 
eSocial: Manual de Operações do eSocial versão 1.2 beta 3
eSocial: Manual de Operações do eSocial versão 1.2 beta 3eSocial: Manual de Operações do eSocial versão 1.2 beta 3
eSocial: Manual de Operações do eSocial versão 1.2 beta 3
 
Palestra: eSocial
Palestra: eSocialPalestra: eSocial
Palestra: eSocial
 
Sp receita federal - paulo
Sp   receita federal - pauloSp   receita federal - paulo
Sp receita federal - paulo
 
Anefac gt processos e riscos e social 8 out-2013 xrisk
Anefac gt processos e riscos e social 8 out-2013 xriskAnefac gt processos e riscos e social 8 out-2013 xrisk
Anefac gt processos e riscos e social 8 out-2013 xrisk
 
Barueri receita - paulo
Barueri   receita - pauloBarueri   receita - paulo
Barueri receita - paulo
 
2014 01-06 - manual e social-v_1_1_publicacao
2014 01-06 - manual e social-v_1_1_publicacao2014 01-06 - manual e social-v_1_1_publicacao
2014 01-06 - manual e social-v_1_1_publicacao
 
Fórum de RH SETCESP
Fórum de RH SETCESPFórum de RH SETCESP
Fórum de RH SETCESP
 
eSocial - Apresentação da Receita Federal em 25/02/2014
eSocial - Apresentação da Receita Federal em 25/02/2014eSocial - Apresentação da Receita Federal em 25/02/2014
eSocial - Apresentação da Receita Federal em 25/02/2014
 
SAGE | IOB CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS ESOCIAL
SAGE | IOB  CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS ESOCIALSAGE | IOB  CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS ESOCIAL
SAGE | IOB CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS ESOCIAL
 
Fórum SPED Porto Alegre 2014: A Visão da RFB sobre o eSocial (Daniel Belmiro ...
Fórum SPED Porto Alegre 2014: A Visão da RFB sobre o eSocial (Daniel Belmiro ...Fórum SPED Porto Alegre 2014: A Visão da RFB sobre o eSocial (Daniel Belmiro ...
Fórum SPED Porto Alegre 2014: A Visão da RFB sobre o eSocial (Daniel Belmiro ...
 
eSocial: Pensando Fora da Caixa
eSocial: Pensando Fora da CaixaeSocial: Pensando Fora da Caixa
eSocial: Pensando Fora da Caixa
 
a
aa
a
 
Apresentacao e social_legislação_v8
Apresentacao e social_legislação_v8Apresentacao e social_legislação_v8
Apresentacao e social_legislação_v8
 
Sp caixa - marcia
Sp   caixa - marciaSp   caixa - marcia
Sp caixa - marcia
 
Palestra esocial sst antiga
Palestra esocial sst antigaPalestra esocial sst antiga
Palestra esocial sst antiga
 

Mais de esocialmetadados

Desafios dos Softwares diante das Exigências do eSocial
Desafios dos Softwares diante das Exigências do eSocialDesafios dos Softwares diante das Exigências do eSocial
Desafios dos Softwares diante das Exigências do eSocial
esocialmetadados
 
Sp caixa - dalton
Sp  caixa - daltonSp  caixa - dalton
Sp caixa - dalton
esocialmetadados
 
Sp metadados - marcio
Sp   metadados - marcioSp   metadados - marcio
Sp metadados - marcio
esocialmetadados
 
CIEE - Marcio - Metadados
CIEE - Marcio - MetadadosCIEE - Marcio - Metadados
CIEE - Marcio - Metadados
esocialmetadados
 
CIEE - Marta - Metadados
CIEE - Marta - MetadadosCIEE - Marta - Metadados
CIEE - Marta - Metadados
esocialmetadados
 
CIEE - Rezende - Caixa
CIEE - Rezende - CaixaCIEE - Rezende - Caixa
CIEE - Rezende - Caixa
esocialmetadados
 
CIEE - Ministério - Vanius
CIEE - Ministério - Vanius CIEE - Ministério - Vanius
CIEE - Ministério - Vanius
esocialmetadados
 
Palestra NH - Marta
Palestra NH - MartaPalestra NH - Marta
Palestra NH - Marta
esocialmetadados
 
Palestra Sandra
Palestra SandraPalestra Sandra
Palestra Sandra
esocialmetadados
 
Palestra NH - Vanius Corte
Palestra NH - Vanius CortePalestra NH - Vanius Corte
Palestra NH - Vanius Corte
esocialmetadados
 
Palestra NH - Marcio Bertussi
Palestra NH - Marcio BertussiPalestra NH - Marcio Bertussi
Palestra NH - Marcio Bertussi
esocialmetadados
 
Palestra NH - Leo Paludo
Palestra NH - Leo PaludoPalestra NH - Leo Paludo
Palestra NH - Leo Paludo
esocialmetadados
 
Palestra - Jeziel
Palestra - JezielPalestra - Jeziel
Palestra - Jeziel
esocialmetadados
 
Palestra Vanius Corte
Palestra Vanius CortePalestra Vanius Corte
Palestra Vanius Corte
esocialmetadados
 
Palestra Marta Verona
Palestra Marta VeronaPalestra Marta Verona
Palestra Marta Verona
esocialmetadados
 
Palestra Gustavo Casarotto
Palestra Gustavo CasarottoPalestra Gustavo Casarotto
Palestra Gustavo Casarotto
esocialmetadados
 
Palestra Leo Paludo
Palestra Leo PaludoPalestra Leo Paludo
Palestra Leo Paludo
esocialmetadados
 

Mais de esocialmetadados (17)

Desafios dos Softwares diante das Exigências do eSocial
Desafios dos Softwares diante das Exigências do eSocialDesafios dos Softwares diante das Exigências do eSocial
Desafios dos Softwares diante das Exigências do eSocial
 
Sp caixa - dalton
Sp  caixa - daltonSp  caixa - dalton
Sp caixa - dalton
 
Sp metadados - marcio
Sp   metadados - marcioSp   metadados - marcio
Sp metadados - marcio
 
CIEE - Marcio - Metadados
CIEE - Marcio - MetadadosCIEE - Marcio - Metadados
CIEE - Marcio - Metadados
 
CIEE - Marta - Metadados
CIEE - Marta - MetadadosCIEE - Marta - Metadados
CIEE - Marta - Metadados
 
CIEE - Rezende - Caixa
CIEE - Rezende - CaixaCIEE - Rezende - Caixa
CIEE - Rezende - Caixa
 
CIEE - Ministério - Vanius
CIEE - Ministério - Vanius CIEE - Ministério - Vanius
CIEE - Ministério - Vanius
 
Palestra NH - Marta
Palestra NH - MartaPalestra NH - Marta
Palestra NH - Marta
 
Palestra Sandra
Palestra SandraPalestra Sandra
Palestra Sandra
 
Palestra NH - Vanius Corte
Palestra NH - Vanius CortePalestra NH - Vanius Corte
Palestra NH - Vanius Corte
 
Palestra NH - Marcio Bertussi
Palestra NH - Marcio BertussiPalestra NH - Marcio Bertussi
Palestra NH - Marcio Bertussi
 
Palestra NH - Leo Paludo
Palestra NH - Leo PaludoPalestra NH - Leo Paludo
Palestra NH - Leo Paludo
 
Palestra - Jeziel
Palestra - JezielPalestra - Jeziel
Palestra - Jeziel
 
Palestra Vanius Corte
Palestra Vanius CortePalestra Vanius Corte
Palestra Vanius Corte
 
Palestra Marta Verona
Palestra Marta VeronaPalestra Marta Verona
Palestra Marta Verona
 
Palestra Gustavo Casarotto
Palestra Gustavo CasarottoPalestra Gustavo Casarotto
Palestra Gustavo Casarotto
 
Palestra Leo Paludo
Palestra Leo PaludoPalestra Leo Paludo
Palestra Leo Paludo
 

Último

Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfilApostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Carlos Eduardo Coan Junior
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
InsttLcioEvangelista
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
Paulo Emerson Pereira
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
rihabkorbi24
 
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdfVeronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Dantas
 
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoedaRevolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Renan Batista Bitcoin
 
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdfGUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
AlfeuBuriti1
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Paulo Emerson Pereira
 

Último (8)

Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfilApostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
 
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdfVeronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
Veronica Daniel Dantas Opportunity Recebe 5 Premios Ademi.pdf
 
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoedaRevolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
Revolução da inclusão financeira: Benefícios da criptomoeda
 
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdfGUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
GUIA DE EMPRESA PEDAGOGICA PARA ALUNOS.pdf
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
 

Apresentação eSocial

  • 1. Workshop SUA EMPRESA JÁ INICIOU O PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DO eSOCIAL?
  • 2. eSOCIAL E OS IMPACTOS NOS PROCESSOS DAS EMPRESAS PALESTRANTE: MARTA PIERINA VERONA
  • 4. O QUE É O eSOCIAL ? Projeto do governo federal que vai unificar o envio de informações pelo empregador em relação aos seus empregados. Geração digital da folha de pagamento e demais informações fiscais, previdenciárias, trabalhistas e de apuração de tributos e do FGTS, de forma padronizada.
  • 5. O QUE É O eSOCIAL ? Manual de Orientação do eSocial (MOS) Versão 2.0: Anexo I – Leiautes do eSocial. Anexo II – Regras de Validação. Anexo III – Tabelas do eSocial. Decreto nº 8.373, de 11 de dezembro de 2014. Resolução nº 1, de 20 de fevereiro de 2015.
  • 6. O QUE É O eSOCIAL ? Repositório nacional, contendo o armazenamento da escrituração.
  • 7. RELAÇÃO DO eSOCIAL COM O SPED O eSocial integra o Sistema Público de Escrituração Digital – SPED (Decreto nº 6.022/2007) SPED é um arquivo digital constituído por um conjunto de escriturações de documentos fiscais e de outras informações de interesse dos fiscos das unidades federadas e da Receita Federal do Brasil.
  • 8. SPED - SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL Decreto nº 6.022 de 22/01/2007
  • 10. OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS FUTURAMENTE SUBSTITUÍDAS  Livro de registro de empregado.  Folha de pagamento.  Comunicação Acidente de Trabalho.  Perfil Profissiográfico Previdenciário.  Formulário do seguro desemprego.  Arquivos eletrônicos entregues à fiscalização.
  • 11. OBJETIVO GERAL Racionalizar e uniformizar as obrigações relativas à contratação e utilização de mão de obra onerosa, com ou sem vínculo empregatício, e também de outras obrigações previdenciárias e fiscais. Através do cruzamento de dados, fiscaliza o cumprimento da legislação.
  • 12. ÓRGÃOS ENVOLVIDOS Comitê Diretivo do eSocial:  Ministério da Fazenda.  Ministério da Previdência Social.  Ministério do Trabalho e Emprego.  Secretaria da Micro e Pequena Empresa da Presidência da República.
  • 13. ÓRGÃOS ENVOLVIDOS Comitê Gestor do eSocial:  Ministério do Trabalho e Emprego.  Ministério da Previdência Social.  Secretaria da Receita Federal do Brasil.  Instituto Nacional do Seguro Social – INSS.  Conselho Curador do FGTS, representado pela Caixa Econômica Federal, na qualidade de agente operador do FGTS.
  • 14. PRODUTOS DO eSOCIAL  Escrituração Fiscal Digital.  Registro de Eventos Trabalhistas - RET.  Portal do Empregador.  Portal do Trabalhador. Receita Federal do Brasil:  DCTF – Web.  Unificação dos processos, como CND e compensação. FONTE: PALESTRA eSOCIAL REALIZADA PELA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM CAXIAS DO
  • 15. QUEM DEVE ENTREGAR ? Será obrigatório a todos os contribuintes, pessoa física ou jurídica, desde o empregador doméstico até as grandes empresas segundo o cronograma estabelecido pelo Comitê Diretivo do Projeto eSocial.
  • 16. O QUE DEVE SER DECLARADO ? Dados cadastrais e registro de empregadores (inclusive domésticos), trabalhadores com e sem vínculo empregatício e dependentes de trabalhadores avulsos e empregados. Dados relacionados à folha de pagamento e outros fatos geradores, bases de cálculo e valores devidos de contribuições previdenciárias, sociais, sindicais, do FGTS e IRRF.
  • 17. O QUE DEVE SER DECLARADO? AS INFORMAÇÕES PRESTADAS AO eSOCIAL FORMARÃO A BASE DE CÁLCULO PARA A APURAÇÃO DOS TRIBUTOS E CONTRIBUIÇÕES, BEM COMO PARA A CONCESSÃO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS E TRABALHISTAS.
  • 18. RESULTADOS ESPERADOS PARA O EMPREGADOR E O CIDADÃO
  • 19. BENEFÍCIOS PARA O EMPREGADOR  Padronização e integração de cadastros (pessoa física e jurídica) junto aos órgãos participantes.  Centralização e integração da transmissão de informações dos empregadores para um único ambiente.  Validação mensal das informações e correção imediata de eventuais erros, pelo monitoramento das declarações.
  • 20. BENEFÍCIOS PARA O EMPREGADOR  Substituição de obrigações acessórias, eliminando retrabalho e excesso de documentos.  Enquadramento à legislação vigente facilitada.  Economia de papel e espaço físico (documentos digitalizados).  Modernização da gestão de recursos humanos.
  • 21. BENEFÍCIOS PARA O CIDADÃO  Maior facilidade de acesso do trabalhador aos benefícios previdenciários e direitos trabalhistas.  Redução de fraudes na concessão de benefícios previdenciários e do seguro desemprego.  Redução de erros por negligência ou omissão no recolhimento de direitos trabalhistas.
  • 22. RESULTADOS ESPERADOS PARA O EMPREGADOR E O CIDADÃO  Consulta a informações facilitada nos portais do empregador e do trabalhador.  Melhoria na fiscalização das obrigações trabalhistas e previdenciárias.  Rápido acesso às informações atualizadas sobre emprego, renda e mercado de trabalho em geral.  Substituição da carteira de trabalho
  • 25. LINHA DO TEMPO Versão 1.0 17/07/2013 Versão 1.1 06/01/2014 Versão 2.0 24/02/2015
  • 27. EVENTOS DE TABELAS Dados de tabelas que compõem os registros dos eventos iniciais, periódicos e não periódicos.
  • 28. EVENTOS DE TABELAS MOS 1.1 MOS 2.0 S-1000 – Informações Empregador/Contribuinte S-1000 – Informações Empregador/Contribuinte S-1010 – Tabela de Rubricas S-1010 – Tabela de Rubricas S-1020 – Tabela de Lotações S-1020 – Tabela de Lotações Tributárias S-1030 – Tabela de Cargos S-1030 – Tabela de Cargos/Empregos Públicos S-1040 – Tabela de Funções S-1040 – Tabela de Funções / Cargos em Comissão S-1050 – Tabela de Horários /Turnos de Trabalho S-1050 – Tabela de Horários /Turnos de Trabalho S-1060 – Tabela de Estabelecimentos e Obras S-1005 - Tabela de Estabelecimentos e Obras de Construção Civil S-1060 – Tabela de Ambientes de Trabalho S-1070 – Tabela de Processos Administrativos/Judiciais S-1070 – Tabela de Processos Administrativos/Judiciais S-1080 – Tabela de Operadores Portuários S-1080 – Tabela de Operadores Portuários
  • 29. EVENTOS DE TABELAS Novidades:  A tabela de estabelecimentos e obras obteve uma nova divisão com acréscimo da tabela de ambientes de trabalho.  Na tabela, ambientes de trabalho devem ser informados apenas os ambientes de trabalho que possuem exposição aos fatores de riscos ambientais e sua respectiva eficácia da utilização de EPCS.
  • 30. EVENTOS DE TABELAS  As informações da tabela de ambientes de trabalho serão utilizadas para elaboração do Perfil Profissiográfico Previdenciário – PPP do empregado.  A existência de ambientes com exposição a fatores de risco não implica necessariamente em condições para concessão de aposentadoria especial.
  • 31. EVENTOS INICIAIS Dados do empregador/contribuinte e respectivo cadastramento inicial dos vínculos.
  • 32. EVENTOS INICIAIS Informações dos trabalhadores com Vínculos Empregatícios Ativos e Afastados. MOS 1.1 MOS 2.0 S-2100 – Cadastramento Inicial do Vínculo S-2100 – Cadastramento Inicial do Vínculo
  • 33. EVENTOS NÃO PERIÓDICOSInformações da relação jurídica entre o trabalhador e o empregador durante todo o período laboral.
  • 34. EVENTOS NÃO PERIÓDICOS MOS 1.1 MOS 2.0 S-2190 - Admissão de Trabalhador - Registro Preliminar S-2200 – Admissão de Trabalhador S-2200 – Admissão de Trabalhador S-2220 – Alterações de Dados Cadastrais do Trabalhador S-2205 – Alterações de Dados Cadastrais do Trabalhador S-2240 – Alterações de Contrato de Trabalho S-2206 – Alterações de Contrato de Trabalho S-2260 - CAT - Comunicação de Acidente de Trabalho S-2210 - Comunicação de Acidente de Trabalho S-2280 - ASO – Atestado de Saúde Ocupacional S-2220 - Monitoramento da Saúde do Trabalhador S-2320 – Início Afastamento Temporário S-2325 – Alteração de Motivo de Afastamento S-2330 – Retorno de Afastamento Temporário S-2230 - Afastamento Temporário S-2340 – Estabilidade (Início) S-2345 – Estabilidade (Término)
  • 35. EVENTOS NÃO PERIÓDICOS MOS 1.1 MOS 2.0 S-2360 – Condição Diferenciada de Trabalho (Início) S-2365 – Condição Diferenciada de Trabalho (Término) S-2240 - Condições Ambientais do Trabalho - Fatores de Risco S-2241 – Insalubridade, Periculosidade e Aposentadoria Especial S-2400 – Comunicação de Aviso Prévio S-2405 – Comunicação de Cancelamento de Aviso Prévio S-2250 – Aviso Prévio S-2600 – Trabalhador Sem Vínculo (Início) S-2300 – Trabalhador Sem Vínculo (Início) S-2620 – Trabalhador Sem Vínculo (Alteração Contratual) S-2305 – Trabalhador Sem Vínculo (Alteração Contratual) S-2680 – Trabalhador Sem Vínculo (Término) S-2399 – Trabalhador Sem Vínculo (Término) S-2800 – Desligamento S-2299 – Desligamento S-2820 – Reintegração S-2298 – Reintegração S-2900 – Exclusão de Evento Enviado Indevidamente S-3000 – Exclusão de Evento Enviado Indevidamente
  • 36. EVENTOS NÃO PERIÓDICOS MOS 1.1 MOS 2.0 S-4000 - Solicitação de Totalização de Eventos, Bases e Contribuições S-4999 - Adesão antecipada ao eSocial
  • 37. EVENTOS NÃO PERIÓDICOS Novidades:  O registro preliminar do empregado é opcional. Utilizado quando não for possível enviar o evento da admissão no prazo previsto.  É imprescindível o envio posterior do evento s-2200 - Admissão de Trabalhador para complementar as informações da admissão e regularizar o registro do empregado até o dia 7 do mês subsequente.
  • 38. EVENTOS NÃO PERIÓDICOS  O evento S-4000 - Solicitação de Totalização de Eventos, Bases e Contribuições é opcional.  Utilizado para consultar as totalizações, bases de cálculo, contribuições previdenciárias e outras entidades e fundos (terceiros), após a transmissão do primeiro evento periódico de determinado período de apuração (competência).  Pode ser encaminhado para consultar o
  • 39. EVENTOS NÃO PERIÓDICOS  A Adesão Antecipada ao eSocial é evento facultativo. Utilizado quando o Empregador/Contribuinte optar por aderir ao eSocial antes da data prevista para sua entrada obrigatória.  Para informar a adesão antecipada ao eSocial deve ser enviado antes os eventos de tabelas.
  • 40. EVENTOS PERIÓDICOS Dados relativos aos tipos de folha de pagamento dentro de cada mês.
  • 41. EVENTOS PERIÓDICOS MOS 1.1 MOS 2.0 S-1100 – Abertura da Folha de Pagamento S-1200 – Remuneração do Trabalhador S-1200 – Remuneração do Trabalhador S-1300 – Pagamentos Diversos S-1210 – Pagamentos de Rendimentos do Trabalho S-1220 – Pagamentos à Beneficiários Não Identificados S-1300 – Contribuição Sindical Patronal S-1310/S-1320/S-1330/S-1340 – Serviços Tomados e Prestados – Cessão de Mão de Obra ou de Cooperativas de Trabalho. S-1350 – Aquisição de Produção Rural S-1250 – Aquisição de Produção Rural S-1360 – Comercialização de Produção Rural S-1260 – Comercialização de Produção Rural Pessoa Física S-1370 – Recursos recebidos ou repassados para associação
  • 42. EVENTOS PERIÓDICOS MOS 1.1 MOS 2.0 S-1380 – Informações Complementares – Desoneração S-1390 – Receita de atividades concomitantes S-1280 – Informações Complementares aos Eventos Periódicos S-1399 – Fechamento da Folha S-1299 – Fechamento dos Eventos Periódicos S-1400 – Bases, Retenções, Deduções e Contribuições S-1270 – Contratação de Trabalhadores Avulsos Não Portuários S-1298 – Reabertura de Eventos Periódicos S-1800 - Espetáculo desportivo
  • 43. EVENTOS PERIÓDICOS Novidades:  Não serão mais exigidas informações sobre serviços tomados e prestados – cessão de mão de obra ou de cooperativas de trabalho, recursos recebidos ou repassados para associação desportiva e espetáculos desportivos.  O evento de comercialização da produção rural será obrigatório somente para o produtor rural pessoa física e pelo segurado especial.
  • 44. EVENTOS PERIÓDICOS Compõem o evento S-1210 - Pagamentos de Rendimentos do Trabalho:  0561 - IRRF - rendimento do trabalho assalariado.  0588 - IRRF - rendimento do trabalho sem vínculo empregatício.  2063 - IRRF - tributação exclusiva sobre remuneração indireta.  3533 - IRRF - aposentadoria regime geral ou do servidor público.
  • 45. EVENTOS PERIÓDICOS  3562 - IRRF - participação nos lucros ou resultados – PLR.  0473 - IRRF - rendimentos do trabalho e de qualquer natureza (pensões e aposentadoria, prêmios em concursos, comissões em bolsa de mercadorias e ganho de capital, entre outros).
  • 46. EVENTOS PERIÓDICOS O EVENTO S-1280 – Informações Complementares aos Eventos Periódicos é utilizado para prestar informações que afetam o cálculo da contribuição previdenciária patronal sobre as remunerações pagas, devidas ou creditadas por empregadores/contribuintes, em função da desoneração de folha de pagamento e atividades concomitantes dos optantes do Simples Nacional com tributação previdenciária substituída e não substituída.
  • 47. IMPACTOS CULTURAIS DO eSOCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL
  • 48. CENÁRIO ATUAL Os empregadores são obrigados a preencher diversas declarações e documentos que possuem as mesmas informações.
  • 49. CENÁRIO ATUAL MENSAIS • CAGED. • GFIP. ANUAIS • RAIS. • DIRF. EVENTUAIS • CAT. • GRRF. • SEGURO DESEMPREGO. • PPP. FISCALIZAÇÃO • MANAD.
  • 50. REALIDADE NAS ORGANIZAÇÕES Admissão do Funcionário:  Cadastramento do PIS feito após a data de admissão.  Cadastramento do funcionário realizado após o início das atividades laborais.  Escritórios contábeis recebem as admissões sem toda a documentação necessária.
  • 51. REALIDADE NAS ORGANIZAÇÕES CAT: O acidente de trabalho não é comunicado no dia em que o mesmo ocorreu, logo a CAT é emitida e enviada fora do prazo legal. Aviso de Férias: Não é respeitado o limite de 30 dias para o aviso de férias, no que tange a férias individuais.
  • 52. REALIDADE NAS ORGANIZAÇÕES Alterações cadastrais (cargo, setor, escala, etc.):  As alterações cadastrais são comunicadas após o fato ter ocorrido.  Escritórios contábeis muitas vezes não recebem a informação.
  • 53. REALIDADE NAS ORGANIZAÇÕES Obrigações acessórias (mensais ou anuais):  Conferências e validações somente na entrega da obrigação.  Para não perder o prazo legal, geram dados inconsistentes. Posteriormente, têm retrabalho para retificar as informações.
  • 54. REALIDADE NAS ORGANIZAÇÕES EMPRESAS DE MÉDIO E GRANDE PORTE PODEM ESTAR MAIS PREPARADAS PARA A NOVA REALIDADE INTRODUZIDA PELO eSOCIAL PORQUE POSSUEM ESTRUTURA DE RECURSOS HUMANOS E PROCESSOS BEM DEFINIDOS.
  • 55. CENÁRIO eSOCIALOs empregadores prestam as informações de forma unificada, simples e padronizada, eliminando erros e reduzindo custos operacionais.
  • 56. CENÁRIO eSOCIAL MENSAL • FOLHA DE PAGAMENTO À MEDIDA QUE OCORREM •ADMISSÕES. •ALTERAÇÕES. •CAT. •RESCISÕES. •AFASTAMENTOS. •ASO...
  • 57. IMPACTOS GERAIS NAS EMPRESAS  Mudança nas rotinas diárias dos profissionais de RH, com a geração de dados para o eSocial.  Exigência de informações iniciais, mensais e em tempo real.  Cumprimento dos prazos e das obrigações estabelecidas, na legislação em vigor, para cada informação.
  • 58. IMPACTOS GERAIS NAS EMPRESAS  Envolvimento de profissionais de outras áreas da empresa, que precisarão ter o conhecimento pleno da legislação para moldar os processos.  Efetivo e rígido controle sobre a apuração de tributos e do FGTS, com rápida autuação e aplicação de multas.
  • 59. IMPACTOS GERAIS NAS EMPRESAS  A necessidade de retificação de dados provavelmente será bem mais onerosa e poderá implicar multas administrativas ao empregador.  Adequação de processos, a fim de evitar notificações por erros, omissões ou atrasos por não conformidades perante os órgãos envolvidos.
  • 60. IMPACTOS GERAIS NAS EMPRESAS  Adequação tecnológica às formas de envio e transmissão de dados, para viabilizar a entrega de informações ao eSocial.
  • 61. PRAZOS LEGAIS O não cumprimento poderá acarretar multas.
  • 62. PRAZOS LEGAIS O não cumprimento poderá acarretar multas.
  • 63. O PAPEL DAS LIDERANÇAS ORGANIZACIONAIS  Conhecimento dos principais impactos da implantação do eSocial na empresa, com atualização constante (leitura do manual e atos normativos).  Compreensão dos prazos reduzidos de envio de informações e consequências (multas e notificações).  Planejamento estratégico com envolvimento de todos os setores.
  • 64. O PAPEL DAS LIDERANÇAS ORGANIZACIONAIS Comprometimento com as novas demandas nos processos de:  Admissão.  Desligamento.  Alterações cadastrais.  Qualificação cadastral.  Saúde e medicina do trabalho.  Notas fiscais de aquisição/comercialização de produção rural.
  • 65. O PAPEL DAS LIDERANÇAS ORGANIZACIONAIS O eSOCIAL É PROJETO DE UMA EQUIPE E NÃO SOMENTE DE UMA ÁREA. DESTA FORMA, TODAS AS LIDERANÇAS DEVEM SER ENVOLVIDAS, CADA UM É PARTE DO PROCESSO.
  • 66. “ VOCÊ NÃO PODE FAZER O TRABALHO DE HOJE COM OS MÉTODOS DE ONTEM SE PRETENDE ESTAR NO MERCADO AMANHÃ.” (JACK WELCH)
  • 68. SOLUÇÕES METADADOS PARA ATENDER AS EXIGÊNCIAS DO eSOCIAL PALESTRANTE: MARCIO ANTÔNIO BERTUSSI
  • 69. PESQUISA Enquete SESCON/SP O que falta para sua empresa se adequar ao eSocial? Fonte: SESCON/SP abril/2014. 38% 26% 21% 15% CONSCIENTIZAÇÃO DOS CLIENTES TREINAMENTO DE FUNCIONÁRIOS. ATUALIZAÇÃO DE BANCO DE DADOS. SOFTWARE COMPATÍVEL COM O SISTEMA DA RECEITA.
  • 71. ETAPA INICIAL Expor para a diretoria a importância do eSocial e o impacto nos processos da empresa. Como a Metadados pode ajudar: Site eSocial Metadados (www.metadados.com.br/esocial), FAQ (perguntas frequentes no site), e Workshops sobre o tema.
  • 72. ETAPA INICIAL Conscientizar a alta direção da empresa dos impactos do eSocial na empresa (Financeiros, Processos, Pessoas).  Buscar apoio da alta direção e dos gestores da organização para as mudanças necessárias, principalmente em processos.  Estar atento para as notícias e novidades sobre o assunto divulgadas pelo governo e pela mídia.
  • 73. SITE eSOCIAL METADADOS A empresa realiza diversas ações para educar e conscientizar sobre o eSocial. Página exclusiva sobre o eSocial www.metadados.com.br/esocial
  • 74. SITE eSOCIAL METADADOS  Projeto eSocial e suas implicações.  Principais novidades.  Vídeos informativos.  Releases e divulgação de eventos.  Perguntas frequentes – mais de 80 questões sobre o projeto eSocial e as soluções da Metadados.  RSS – Informações em tempo real.  Soluções Metadados.
  • 75. FAQ Mais de 80 questões sobre o projeto do governo federal e as soluções Metadados.
  • 76. WORKSHOPS SOBRE O TEMA Workshops em diversas cidades do país. Palestras em universidades e faculdades.
  • 77. PROJETO eSOCIAL Viabilizar o projeto eSocial na empresa por meio do Comitê para direcionar as ações e informações. É importante envolver líderes e todos os colaboradores, pois o eSocial é um projeto de toda a equipe.
  • 78. PROJETO eSOCIAL Pesquisa feita com 900 gestores de diferentes áreas mostrou que: 92% dos entrevistados dizem que a adequação para atender as exigências do eSocial não é tarefa simples. 48,90% estimam que serão necessários de 6 a 12 meses para esse processo de adequação. 82,60% acreditam que o eSocial irá gerar uma mudança ampla e complexa nos negócios da empresa. 78,40% consideram que a prorrogação do prazo foi positivo já que permite elevar a qualidade do processo e das informações requeridas. Fontes: Governo Federal, www.esocial.gov.br e Thomson Reuters.
  • 79. ÁREAS E PROCESSOS IMPACTADOS •CADASTRO DO EMPREGADOR E COLABORADOR. •FOLHA DE PAGAMENTO. •REGISTROS TRABALHISTAS. RH •RISCOS AMBIENTAIS. •ASO. •CAT. •EPI. SAÚDE E SEGURANÇA •PROCESSOS ADMINISTRATIVOS E JUDICIAIS. JURÍDICO •AQUISIÇÃO DE PRODUÇÃO RURAL. •COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUÇÃO RURAL. CONTÁBIL / FISCAL •ATUALIZAÇÃO DE SISTEMAS DE RH, SAÚDE E SEGURANÇA... •INTEGRAÇÃO ENTRE SISTEMAS. •CERTIFICAÇÃO DIGITAL. •AMBIENTE PARA ENVIO DE DADOS. TI
  • 80. PRINCIPAIS DESAFIOS ENFRENTADOS  Mobilizar as áreas envolvidas.  Revisar os processos da empresa.  Analisar se os softwares utilizados atendem a demanda necessária.
  • 81. COMUNICAÇÃO INTERNA Realizar a comunicação interna para envolver todas as áreas impactadas (financeira, contábil, fiscal, RH, TI e jurídico), por meio de um plano e de um Comitê. Como a Metadados pode ajudar: Palestra In Company eSocial e os Impactos na Gestão Empresarial.
  • 82. COMUNICAÇÃO INTERNA Sensibilização de líderes e equipes: Palestras. Treinamentos. Criação de canais de comunicação interna.
  • 83. PALESTRAS IN COMPANY Para clientes e não clientes. Tema: eSocial e os Impactos na Gestão Empresarial.
  • 84. CAPACITAÇÃO PARA O eSOCIAL Capacitar todas as pessoas envolvidas no projeto eSocial, lembrando que a empresa é a única responsável pelo envio das informações para o ambiente eSocial, conforme determina a legislação vigente.Como a Metadados pode ajudar: Palestra In Company eSocial e os Desafios para o Profissional de RH, Vídeos Tutoriais e Treinamentos Virtuais.
  • 85. PALESTRAS IN COMPANY Para clientes. Tema: eSocial e os Desafios para o Profissional de RH.
  • 86. VÍDEOS TUTORIAIS Conceitos e práticas aplicadas às soluções Metadados destinadas a clientes.
  • 87. TREINAMENTOS VIRTUAIS Cursos de Educação a Distância (EaD) disponibilizados em ambiente de aprendizagem virtual, para clientes.
  • 88. ETAPA DE DIAGNÓSTICO Fazer o diagnóstico de adequação de layout da empresa e do exigido pelo eSocial, avaliando quanto deve ser investido em sistema e integrações para tornar possível a devida entrega. Um plano de ação deve ser elaborado para reduzir as inconsistências que possam surgir. Como a Metadados pode ajudar: Serviços de Consultoria em Processos de Recursos Humanos.
  • 89. ETAPA DE DIAGNÓSTICO Revisar processos de trabalho:  Cumprimento de prazos.  Atendimento de legislações. Verificar requisitos para funcionamento do eSocial:  Infraestrutura e Softwares.  Certificados Digitais. Análise do layout e das informações nos respectivos sistemas/cadastros.
  • 90. SERVIÇOS DE CONSULTORIA Consultoria em processo de recursos humanos:  Diagnóstico de cadastros para a implantação do eSocial.  Reorganização de processo para atendimento do eSocial.
  • 91. CONFERÊNCIA DOS CADASTROSManter cadastros e informações dos colaboradores e empregadores sempre atualizados. Este é um processo contínuo. É importante que as empresas façam uma retificação no cadastro de seus trabalhadores visto que, se há dados incorretos de PIS, CPF ou qualquer outro dado cadastral, ao enviá-los para o eSocial, será sinalizado um erro. Como a Metadados pode ajudar: Serviço de Consultoria para a Implementação dos produtos Metadados adequados para o eSocial
  • 92. CONFERÊNCIA DOS CADASTROS Qualificação Cadastral:  Via portal do eSocial (intermitente).  Via envio de arquivo padronizado (ainda não disponível). Informação de dados necessários para todos os arquivos:  Campanha de atualização cadastral (se necessário).  Atualização de campos a serem gerados nas tabelas para o eSocial.
  • 93. SERVIÇOS DE CONSULTORIA Consultoria e Assessoria:  Revisão e complementação de informações nas soluções Metadados.  Implementação das soluções Metadados.  Instalação e acompanhamento dos envios iniciais de dados
  • 94. CENTRAL DE ATENDIMENTO Linha exclusiva vinculada ao eSocial para clientes. Contato: (54) 3026- 9990 ou suporte.metadados.co m.br
  • 95. ENTREGAS PARA O ESOCIAL Após o cumprimento de todas as etapas você realizará suas entregas ao eSocial com segurança e traquilidade. Como a Metadados pode ajudar: Produtos Metadados para a gestão do eSocial.
  • 98. ADEQUAÇÕES NECESSÁRIAS NOS PRODUTOS ATUAIS Folha de Pagamento  Inclusão de novos campos em diversos cadastros.  Criação de novo processo para envio de dados mensalmente.  Importação de notas de aquisição / comercialização de produtos rurais.
  • 99. ADEQUAÇÕES NECESSÁRIAS NOS PRODUTOS ATUAIS Saúde e Segurança do Trabalho  Inclusão de novos campos em diversos cadastros.  Criação de novo processo para envio de dados conforme a atualização dos mesmos.  Importação de registros de ASO e seus respectivos exames.
  • 104. INFRAESTRUTURA Sistema utilizando layouts padronizados:  Arquivos digitais no formato XML. Transmissão por tecnologia WebService:  Serviços web de conexão webservice.  Validação online.  Certificação digital.
  • 106. A DECISÃO É DAS EMPRESAS/CLIENTES
  • 107. A DECISÃO É POR EMPRESA
  • 109. TUDO DEVE SER FEITO COM SEGURANÇA
  • 110. O SOFTWARE Permitirá que o usuário controle o envio das informações ao eSocial e dos dados já transmitidos. Centralizará o envio e o recebimento das informações para garantir a segurança da comunicação com o eSocial.
  • 111. SEQUÊNCIA DO PROCESSO Geração dos Dados Aprovação de Envio Envio dos Dados Retorno dos Dados
  • 112. GERAÇÃO DOS DADOS  Inicial.  Sempre que alterado.  Sempre que necessário.  Mensalmente.
  • 113. GERAÇÃO DOS DADOS - INICIAL  Tabelas (Empregadores, Rubricas, Cargos, etc.)  Funcionários: • Ativos. • Inativos. • Demitidos no ano corrente. Ao gerar a rotina, caso tenha alguma inconsistência na base será emitido relatório com os dados faltantes, para a identificação e correção dos mesmos.
  • 114. GERAÇÃO DOS DADOS – SEMPRE QUE ALTERADO  Processos administrativos.  Inclusão de funcionários - registro preliminar (com dados básicos apenas).  CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho).  Afastamentos temporários.  Reintegrações. Não será permitido salvar os registros destes cadastros sem que estejam com todas as informações necessárias para o eSocial.
  • 115. GERAÇÃO DOS DADOS – MENSALMENTE  Remuneração de trabalhadores.  Pagamentos de rendimentos de trabalhadores.  Pagamento à beneficiários não identificados.  Informações complementares à remuneração.  Contribuição sindical patronal.  Produção e comercialização de produção rural.  Solicitação de consulta de totalização de valores.
  • 116. GERAÇÃO DOS DADOS – SEMPRE QUE NECESSÁRIO Todos os demais eventos. Exemplo:  Ao admitir um funcionário em um cargo novo será enviado um registro de inclusão do respectivo cargo.  Ao enviar a folha mensal, serão gerados registros de alteração contratual/cadastral para todos que tiveram alguma alteração no seu cadastro.
  • 117. GERAÇÃO DOS DADOS – SEMPRE QUE NECESSÁRIO  Ao enviar uma CAT, caso tenha sido gerado algum ASO ou alguma alteração contratual/cadastral desde a última geração, serão enviados também estes registros.
  • 118. APROVAÇÃO DO ENVIO Gerenciador de Eventos:  Aprovação de envio de Eventos para o eSocial.  Consulta de Eventos enviados e aceitos.  Consulta de Eventos enviados e rejeitados.  Consulta de Eventos pendentes.
  • 120. ENVIO DOS DADOS Serviço centralizado e automatizado para envio dos dados:  Busca de dados aprovados para envio.  Geração dos arquivos XML.  Validação da assinatura digital.  Validação do formato do arquivo.  Envio das informações para os webservices do eSocial.
  • 121. RETORNO DOS DADOS Serviço centralizado e automatizado para envio dos dados:  Busca de dados enviados e sem retorno.  Consulta nos webservices do eSocial.  Atualização do registro enviado com a situação retornada.
  • 123. MÓDULO eSOCIAL  Gerenciador de Eventos.  Qualificação Cadastral.  Consultas e relatórios sobre os dados enviados.  Cadastramentos de tabelas de Saúde e Segurança no Trabalho (clientes sem produto): • Acidentes de trabalho. • Atestados ocupacionais. • Fatores de risco. • Ambientes de trabalho. • EPC, EPI...
  • 125. PRAZO PARA O PROJETO eSOCIAL
  • 126. CRONOGRAMA ESTIMADO “Os prazos de entrega dos eventos e o cronograma da obrigatoriedade serão objetos de Resolução do Comitê Diretivo a ser publicada brevemente no Diário Oficial da União.” Fonte: http://www.esocial.gov.br/Leiautes.aspx
  • 127. CRONOGRAMA ESTIMADO • Manual de orientação do eSocial versão 2.0 • Manual de especificação técnica dos arquivos .XML versão 1.06 MESES • Ambiente de testes com eventos iniciais, eventos não periódicos e tabelas. 6 MESES • Envio dos arquivos ao eSocial. ????
  • 128. CRONOGRAMA DE PRODUTOS METADADOS Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Eventos de Tabelas Eventos Iniciais Eventos Não Periódicos de PCMSO Eventos Não Periódicos de Folha Eventos Periódicos Módulo eSocial Geração de Dados para Ambiente de Teste Integração com outros Sistemas
  • 129. FIQUE POR DENTRO DAS NOTÍCIAS E NOVIDADES DO eSOCIAL! metadadosrh /metadadosrh @metadadosrh www.metadados.com.br/esocial
  • 130. “ NA INCERTEZA, OS INDIVÍDUOS CRIAM INSTINTOS INOVADORES. NA ROTINA, PADRÕES REPETITIVOS.” (THIMER)