Governo JK

2.877 visualizações

Publicada em

Esta aula destina-se aos alunos e alunas do Terceiro Ano do Colégio Militar de Brasília, mas qualquer pessoa pode utilizar o material, basta entrar em contato e citar a fonte.

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.877
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.019
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
375
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Governo JK

  1. 1. MORREU GETÚLIO VARGAS! A DIFÍCIL TRANSIÇÃO • Presidente Café Filho (08/1954- 11/1955) → alinhamento com o FMI, política econômica liberal. • Ato mais importante → Instrução 113 da SUMOC (Superintendência da Moeda e do Crédito) → permitia a entrada de máquinas e equipamentos sem cobertura cambial (sem depósito de dólares para a aquisição no Banco do Brasil) → Desenvolvimento da indústria de bens duráveis no Governo JK. Prof.ª Valéria Fernandes 219/5/2014
  2. 2. A ELEIÇÃO DE JUSCELINO KUBITSCHEK • Vieram as eleições → Lacerda (UDN) tenta articular com o PSD uma chapa de “união nacional”. • JK se alia à João Goulart (PTB) → o PSD indica JK como candidato. • A UDN apóia então o candidato do PDC → o “tenente” Juarez Távora. • A vitória de JK em 3 de outubro é apertada → Lacerda inicia campanha contra a posse do presidente eleito → Planeja-se um golpe. Prof.ª Valéria Fernandes 319/5/2014
  3. 3. OS NÚMEROS DA ELEIÇÃO CANDIDATOS PORCENTAGEM DE VOTOS JK 36% JUAREZ TÁVORA 30% ADEMAR DE BARROS 26% PLÍNIO SALGADO 8% Prof.ª Valéria Fernandes 419/5/2014 • João Goulart consegue se eleger vice- presidente sem grandes dificuldades.
  4. 4. DO GOLPE AO CONTRAGOLPE • Os envolvidos na tentativa de Golpe e o Contragolpe: CAFÉ FILHO LACERDA NEREU RAMOS MAL. LOTT CARLOS LUZ • Café Filho não se opõe ao golpe, nem apóia o Ministro da Guerra, o Marechal Lott. Prof.ª Valéria Fernandes 519/5/2014
  5. 5. DO GOLPE AO CONTRAGOLPE • Café Filho é internado → assume o presidente do Congresso, Carlos Luz → governou por 3 dias. • A UDN e a ala conservadora do Exército, com a conivência de Carlos Luz, tramam um golpe → o Ministro da Guerra se adianta e dá o Contragolpe → Movimento de 11 de Novembro. • Assume o poder Nereu Ramos, vice- presidente do Senado, que dá posse à JK. Prof.ª Valéria Fernandes 619/5/2014
  6. 6. A PRESIDÊNCIA DE JK (1956-1961)  Aliança PSD + PTB → maioria no Congresso Nacional.  Plano de Metas → construção da nova capital.  Ampla penetração do capital estrangeiro no país.  Grande impulso à industrialização → bens de consumo duráveis.  Aumento da dívida externa e da inflação. 7Prof.ª Valéria Fernandes 19/5/2014
  7. 7. • Plano de Metas → energia, transportes, agricultura, indústria de base, educação e Brasília → 31 objetivos sintetizados em 6 metas. • Objetivo → crescer cinquenta anos em cinco. 8Prof.ª Valéria Fernandes 19/5/2014 A PRESIDÊNCIA DE JK (1956-1961)
  8. 8. • Nacional-Desenvolvimentismo → buscava o desenvolvimento da economia do país, com ênfase na industrialização, combinando esforços governamentais + capital nacional + capital estrangeiro. • Resultados no período JK → aumento de 80% da produção industrial; taxa de 7% de crescimento anual do PIB; aumento de 4% na renda per capita o triplo da média da América Latina. 9Prof.ª Valéria Fernandes 19/5/2014 A PRESIDÊNCIA DE JK (1956-1961)
  9. 9. • 16/06/1956 → O Decreto nº39412 criou o GEIA (Grupo Executivo da Indústria Automobilística) → incentivos fiscais às indústrias de fabricação de automóveis e de autopeças. • 05/09/1956 → começou a ser fabricada em série, a Romisetta, com 70% de nacionalização, dois meses antes do lançamento da fábrica Vemag. • 18/11/1959 → a Volkswagen inaugurou sua fábrica no ABC com presença de JK. 10Prof.ª Valéria Fernandes 19/5/2014 A INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA
  10. 10. • Linha de montagem da ROMI e JK na inauguração da fábrica da Volks. A indústria automobilística se estabeleceu em São Paulo. 11Prof.ª Valéria Fernandes 19/5/2014 A INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA
  11. 11. • Greve de 1957 → 400 mil pararam São Paulo → No campo, ação das Ligas Camponesas. • Criação de órgãos paralelos → romper com a inércia burocrática → Ex.: SUDENE (Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste) em 1959 e Novacap (Companhia Urbanizadora da Nova Capital) em 1956. • Salário-mínimo → 1959 → maior da história do país → R$ 1.732,28 em valores de 2011. • Greve de 1960 → Paridade entre civis e militares. 12Prof.ª Valéria Fernandes 19/5/2014 A PRESIDÊNCIA DE JK (1956-1961)
  12. 12. 13Prof.ª Valéria Fernandes 19/5/2014 A PRESIDÊNCIA DE JK (1956-1961)
  13. 13.  Revolta de Jacareacanga (Pará) → começou em 10/02/1956 → durou 19 dias → os líderes e participantes foram anistiados.  Revolta de Aragarças → 02/12/1959 → durou 36 horas → o tenente-coronel aviador Haroldo Veloso, que liderara a Revolta de Jacareacanga é um dos comandantes desta revolta → os líderes fugiram para o Paraguai, Bolívia e Argentina → só retornaram no governo Jânio Quadros. 14Prof.ª Valéria Fernandes 19/5/2014 A PRESIDÊNCIA DE JK (1956-1961)
  14. 14. 15Prof.ª Valéria Fernandes 19/5/2014 A PRESIDÊNCIA DE JK (1956-1961) Manchete falando da Revolta de Jacareaca nga.
  15. 15. • Mesmo muito popular, JK não elege seu sucessor → vitória de Jânio Quadros (coligação PTN-PDC- UDN-PR-PL). • JK (PSD) apoiou o Marechal Lott. • João Goulart (PTB) é reeleito como vice- presidente → Movimento Jan-Jan. • Jânio Quadros → 48% dos votos válidos. 16Prof.ª Valéria Fernandes 19/5/2014 O FIM DE UMA ERA Populista e carismático, Jânio teve votação recorde.
  16. 16. • Apesar dos avanços econômicos → o Governo JK foi deficitário. • Um dos motivos → os preços dos produtos agrícolas, como o café, estavam em declínio nos anos 1950. • No entanto, a maior dificuldade foi cortar gastos: industriais e grandes plantadores queriam subsídios, os trabalhadores dos setores públicos e privados viam com maus olhos as restrições aos aumentos e todos, inclusive os militares, desconfiavam do FMI. • Fora isso, o Plano de Metas era dispendioso. 17Prof.ª Valéria Fernandes 19/5/2014 SALDO DO GOVERNO JK
  17. 17. • O governo de JK é chamado por alguns de “Anos Dourados”. • O otimismo, a idéia de progresso e elegância foram suas marcas. • A Bossa Nova foi criada; tínhamos a melhor tenista do mundo, Maria Esther Bueno; vencemos nossa primeira copa do mundo; e duas brasileiras terminaram em segundo lugar no miss universo (1957/1958). 18Prof.ª Valéria Fernandes 19/5/2014 OS ANOS DOURADOS JK, o presidente bossa nova
  18. 18. • Bellini, Feola e Gilmar → Campeões do mundo em 1958 na Suécia. 19Prof.ª Valéria Fernandes 19/5/2014 OS ANOS DOURADOS

×