Unidade 8

1.092 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.092
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
762
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Unidade 8

  1. 1. Com uma palavra defina o que foi o pacto pra você.
  2. 2. Unidade 8 REFLEXÃO SOBRE A PRÁTICA DO PROFESSOR ALFABETIZADOR: O REGISTRO DAS EXPERIÊNCIAS DOCENTES NA DIMENSÃO FORMATIVA E ORGANIZATIVA DOS SABERES. – MAGNA DO CARMO SILVA CRUZ E ELIANA BORGES CORREIA DE ALBUQUERQUE
  3. 3. Qual a importância do registro das experiências docentes para a formação e a organização didática e pedagógica do professor alfabetizador?
  4. 4. Chartier o professor alfabetizador: constrói suas práticas a partir do que está sendo discutido no meio acadêmico e transpõem para os textos do saber. As praticas de alfabetização - procedimento rotineiros e inovadores: o “saber fazer” dos professores. As mudanças didáticas e pedagógicas resultam da troca e da possibilidade de revisitar e reconstruir práticas de alfabetização. Todas essas ações se consolidam em sua prática à medida que possuem valor de uso e, muitas vezes, servem como valor de troca entre os pares. “... Cada professor, com base no seu conhecimento construído ao longo da sua trajetória, poderá criar diferentes caminhos que poderão fazer parte da sua prática pedagógica,...”(FERREIRA,2005. UNIDADE 8 página 21)
  5. 5. Tardif “Os professores partilham seus saberes uns com os outros através do material didático, dos macetes, dos modos de fazer, dos modos de organizar a sala de aula.” (Unidade 8 – ano 2 – p. 21) O saber dos professor é um saber que dever ser compreendido na ação, um saber do e no trabalho. Cabe ao professor: selecionar, organizar e aplicar atividades na sua rotina diária, como desenvolver um atendimento diferenciado à criança, como explorar os eixos do componente curricular de Língua portuguesa e como avaliar a aprendizagem da criança.
  6. 6. Coigoux Uma característica de professores experientes é a capacidade de fazer “ajustes de ensino”, que tem em sua pratica a capacidade de registrar e refletir sobre a prática, proporcionando maior qualidade na aprendizagem dos alunos.
  7. 7. Zabala  o professor deve realizar uma constante avaliação do trabalho desenvolvido em sala de aula, buscando estabelecer o que se deve aprender, o que se deve fazer e como deve ser desenvolvida cada atividade. (Unidade 8 – ano 2 – p. 22) Os registros podem servir como “...documentos pessoais para descarregar as próprias tensoes,; instrumento de observação, que sirva de espaço para documentar as situações interessantes que ocorrem em classe; um dispositivo que auxilie no planejamento do trabalho do professor com o projeto educativo em vigor; ou um recurso de investigação para analisar ods dados que queira estudar.”(Unidade 8 – ano 2 – p.23)
  8. 8. Chartier e Hebrárd Enfatizam que: Os professor privilegiam o “como fazer” mais do que o “porque fazer”, utilizando-se de atividades, encaminhamentos e intervenções já desenvolvidas pelos seus pares ou outras que deram certo nas suas próprias praticas de alfabetização. (unidade 8 – ano 2 – p. 30)
  9. 9. Para que o registro da atividade docente sirva como alternativa para reflexão sobre o fazer didático e pedagógico: Dentro de uma perspectiva formativa e organizativa: Retratar as discussões críticas da turma Apresentar observações sobre o processo de ensino e aprendizagem Reproduzir frases e reunir exemplos da produção das crianças. Possibilita o planejamento, a realização, a documentação, a análise e o replanejamento pelo docente.
  10. 10. Importância do registro O professor deve ser autor do seu saber-fazer e do saber ser, capaz de tomar decisões sobre suas ações apoiado em sua trajetória profissional e pessoal. Na dimensão formativa: Auto gerenciador de sua prática. Rever conceitos Aprofundar os seus conhecimentos sobre o conteúdo A forma de aprendizagem das crianças A forma de ensinar mais adequada a cada uma delas e a todos. Postura investigativa e reflexiva Reflexão sobre a sua pratica Reconhecer as dificuldades e possibilidades da pratica de alfabetização Unidade 8 – ano 2 – p. 23
  11. 11. Na dimensão organizativa: Revisar ações e atividades formular intervenções Propor encaminhamentos a serem dados Qualificando a prática pedagógica Unidade 8 – ano 2 – p. 24
  12. 12. O registro possibilita a reflexão sobre: Como organizar o seu ensino Como os conhecimentos das crianças são socializados Como os materiais pedagógicos são elaborados/aplicados/socializado Quais momentos as crianças realizam suas trocas de experiências Como relacionam a multiplicidade de atividades propostas com a sua sequencia e duração Como aplicam estas atividades Qual a intervenção necessária Unidade 8 – ano 2 – p. 30
  13. 13. Utilização dos recursos e materiais didáticos: Quais são os critérios de seleção, organização e aplicação das atividades? Como se dá a distribuição das atividades? Como se dá a distribuição delas na rotina diária? Quais são as dificuldades e possibilidades de realiza-las? Como fazer o atendimentos diferenciado às crianças? Como explorar os eixo do componente curricular Língua Portuguesa? Como avaliar a aprendizagem da criança considerando os três anos para o processo de alfabetização? Qual a importância da organização dos arquivos de atividades e materiais didáticos? Unidade 8 – ano 2 – p. 31

×