Materiais didaticos do pacto

1.698 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.698
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
713
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
75
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Materiais didaticos do pacto

  1. 1. Materiais didáticos no ciclo de alfabetização
  2. 2. Materiais didáticos no ciclo de alfabetização - Telma Ferraz Leal /Juliana de Melo Lima No bojo da ação de planejar, está a ação de selecionar os recursos didáticos adequados. É preciso refletir para escolher e ter clareza sobre as finalidades do ensino e da escola e atentar que, nessa instituição, além dos conceitos e teorias, estamos influenciando a construção de identidades,de subjetividades. (Leal e Rodrigues, 2011) Ao situarmos o debate nos direitos de aprendizagem e nos princípios didáticos discutidos, consideramos que alguns tipos de recursos didáticos são essenciais no ciclo de alfabetização:
  3. 3. 1 - Livros e materiais que aproximem as crianças do universo literário, ampliem contato com diferentes gêneros e espaços sociais e conhecimentos sobre o Sistema de Escrita Alfabética e convenções ortográficas; 2 - Revistas e jornais variados para diversão e acesso a informações; 3 - Livros didáticos, que agrupam textos e atividades variadas; 4 - Materiais que circulam nas ruas, comércio e residências; 5 - Materiais cotidianos para organização no tempo/espaço: calendários, relógios, agendas, quadros de horários, catálogos, mapas; 6 - Registros materiais da vida da criança e seus grupos de convívio: registro de nascimento/casamento, boletim escolar, cartões de saúde, fotografias, cartas/e-mails, contas, carnês, cheque, cartões de crédito; 7 - Recursos sociais que inserem as crianças em ambientes virtuais e que promovem o contato com outras linguagens: televisão, rádio, computador.
  4. 4. Materiais que fazem parte de Programas de Distribuição de Recursos Didáticos do Ministério da Educação:  Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) - assegura a distribuição de livros didáticos.  Programa Nacional do Livro Didático (PNLD - Obras Complementares) - distribui livros variados para ampliar o universo cultural de alunos e dar suporte ao trabalho pedagógico.  Programa Nacional da Biblioteca da Escola (PNBE) – distribui obras de literatura, de pesquisa e de referência, promovendo acesso à cultura e incentivo à leitura nos alunos e professores.  Programa Nacional da Biblioteca da Escola – Especial (PNBE Especial) - distribuiu livros em formato acessível aos alunos com necessidades educacionais especiais.  Programa Nacional do Livro Didático – Dicionários - obra de consulta que, se não for introduzido no mundo da criança de forma lúdica, dinâmica, tende a ser rejeitado.  Jogos de Alfabetização - conjunto de jogos destinados à alfabetização.  Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE) - distribui obras que dão apoio teórico e metodológico para o trabalho em sala de aula. O objetivo é dar suporte à formação do professor, de modo a contribuir como ferramenta para o planejamento das aulas.  Coleção Explorando o Ensino – obras pedagógicas de aprofundamento de estudos dos professores, discute teorias/práticas voltadas para o ensino em diversas áreas do saber.
  5. 5. Oito tipos de obras são encontrados nos acervos: 1. Livros de divulgação do saber científico / obras didáticas; 2. Biografias; 3. Livros: instrucionais; 4. Livros de cantigas, parlendas, trava-línguas, jogo de palavras; 5. Livros de palavras; 6. Livros de imagens; 7. Livros de histórias, com foco em conteúdos curriculares; 8. Livros literários.
  6. 6. O acervo  Instrumento eficaz de apoio:  - ao processo de alfabetização e de formação do leitor;  - ao acesso do aluno ao mundo da escrita e à cultura letrada;  - ao ensino-aprendizagem de conteúdos curriculares.  Os livros selecionados:  - abordam os conteúdos de forma lúdica, despertando o interesse e envolvimento dos alunos com os assuntos neles abordados;  - recorrem a projetos editoriais capazes de motivar o interesse e despertar a curiosidade de crianças dessa etapa de escolarização;  - usam linguagem verbal e recursos gráficos adequados a alunos do 1º, 2º e 3º anos do ensino fundamental;  - configuram-se como obras capazes de colaborar com o processo de ensino aprendizagem.
  7. 7. Finalizando... Além desses materiais descritos há, na internet, vários livros que podem ser acessados no Portal do MEC no link “Publicações”. Em suma, há muitos livros e recursos acessíveis a professores e estudantes que circulam nos espaços escolares e devem ser objeto de exploração, leitura, discussão. O importante é que o professor tenha autonomia para selecionar os que podem ser mais favoráveis aos seus estudantes e planejar boas situações didáticas.
  8. 8. Referencias: BRASIL, Ministério da Educação. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa. Planejamento e organização da rotina na alfabetização. MEC/SEB: Brasília, 2012. (Caderno: Ano 3, Unidade 2) LOPES, Noêmia. Como ensinar o uso de marcadores temporais na produção de textos. Acesso: 14/03/2013 Disponível em: http://revistaescola.abril.com.br/fundamental-1/como-ensinar-uso-marcadores-te - Vídeos do youtube e imagens da internet selecionadas pelo Google.

×