SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
INSTITUTO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E CIENTÍFICA
PROGRAMA PACTO NACIONAL...
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
INSTITUTO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E CIENTÍFICA
PROGRAMA PACTO NACIONAL...
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
INSTITUTO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E CIENTÍFICA
PROGRAMA PACTO NACIONAL...
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
INSTITUTO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E CIENTÍFICA
PROGRAMA PACTO NACIONAL...
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
INSTITUTO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E CIENTÍFICA
PROGRAMA PACTO NACIONAL...
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
INSTITUTO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E CIENTÍFICA
PROGRAMA PACTO NACIONAL...
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
INSTITUTO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E CIENTÍFICA
PROGRAMA PACTO NACIONAL...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

RELATORIO - FORMAÇÃO - III - PNAIC

95.069 visualizações

Publicada em

APÓS A FORMAÇÃO SOMOS LEVADOS A FAZER UM RELATÓRIO DE NOSSAS APRESENTAÇÕES NO ENCONTRO COM OS PROFESSORES ALFABETIZADORES.

Publicada em: Educação
10 comentários
9 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
95.069
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.133
Comentários
10
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

RELATORIO - FORMAÇÃO - III - PNAIC

  1. 1. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E CIENTÍFICA PROGRAMA PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA RELATÓRIO DE FORMAÇÃO DO PROGRAMA PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA (LINGUAGEM/MATEMÁTICA) Área de Formação: LINGUAGEM Orientador de estudo: ILTON ALVES DE SOUSA Formador(a):THIAGO QUARESMA Município: PACAJÁ Nº de Professores Alfabetizadores: 19 Data do encontro: 26 E 27 DE SETEMBRO - 2013 Carga horária: 12 HORAS. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS E ASPECTOS RELEVANTES Aos 26 e 27 dias do mês de Setembro de 2013, ocorreu o terceiro encontro de formação de professores alfabetizadores do Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa/PNAIC, realizado na Escola Municipal de Ensino Fundamental de Pacajá. Com o estudo das Unidades 03 “O Último Ano do Ciclo de Alfabetização: Consolidando os Conhecimentos” e Unidade 04 “Vamos Brincar de Reinventar Histórias”. O primeiro dia de formação aconteceu à noite de 19:00h às 22:00h mais atividade de casa que compreendeu às quatro primeiras horas de formação. Nesse primeiro período iniciei as atividades fazendo a acolhida seguida da apresentação (leitura) da pauta do dia na seção Iniciando a Conversa onde cita os objetivos da Unidade 03 ano 03 trabalhada. Logo após, foi feito a Leitura Deleite, um vídeo “As borboletas” um poema de Cecília Meirelles. Para socializar as atividades do Para casa, propus que os professores fizessem um relato escrito das vivências de sala de aula a partir da Formação Inicial do Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade certa. Em continuação fizemos a exposição do conteúdo da seção Aprofundando o Tema intitulado “A Consolidação das Correspondências Letra-som no Último ano do Ciclo da Alfabetização”. Durante a exposição houve algumas indagações que apontaram as dificuldades encontradas pelos professores em encontrar mecanismos adequados ao desenvolvimento da Consciência Fonológica na criança, como o fato da maioria de nossas 1
  2. 2. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E CIENTÍFICA PROGRAMA PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA crianças terem chegado ao último ano do Ciclo da Alfabetização ainda sem estarem alfabetizados. Após a exposição e debate sobre o tema, apresentei os vídeos sobre a Apropriação do Sistema de Escrita Alfabética o qual foram seguidos de discussões sobre os relatos apresentados no vídeo. Tendo como base o assunto, a relação som-grafia, dividi a turma em grupos sorteando as atividades sobre as relações som-grafia de nossa língua: Atividades envolvendo a sistematização das correspondências som-grafias; atividades envolvendo consciência fonológica; atividades para desenvolver a fluência de leitura e atividades envolvendo leitura e produção de texto. No inicio das atividades do segundo dia de formação iniciei com uma leitura deleite, um vídeo “A menina que odiava livros”, seguindo para a socialização das atividades do dia anterior onde elaboraram uma sequencia didática com cada tema Relações Som-grafia onde puderam utilizar os materiais disponibilizados pelo MEC, ao mesmo tempo em que focaram as atividades interdisciplinarmente com os Direitos de Aprendizagem de Linguagem, História e Matemática. (colocar foto) 2
  3. 3. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E CIENTÍFICA PROGRAMA PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA Continuando os estudos da Unidade 03 propomos a reflexão do Tema: O Ensino da Ortografia no 3° ano do 1° Ciclo (Regularidades e Irregularidades Ortográficas). Para o mesmo fiz a exposição em slides seguida da argumentação. Dividir do assunto em tópicos por grupo onde os mesmos tiveram tempo para o estudo detalhado do tema em seguida foi aberto o espaço para que todos fizessem a socialização do estudo em foco gerando assim grandes contribuições para aprendizado de todos. Pude perceber que a maioria de nossos alfabetizadores pouco trabalhavam o ensino da ortografia em sala de aula, porém, foi destacado por muitos o valor de se trabalhá-la em sala de aula. (colocar vídeo) Prosseguindo as atividades na Formação introduzi um slide para trabalhar Sequencia 3
  4. 4. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E CIENTÍFICA PROGRAMA PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA didática como atividade organizativa, apresentando estrutura e proposta de sequencia didática como uma ferramenta para prática docente. Nesse interim, abrimos as discussões sobre o assunto que culminou na elaboração de algumas sequencias didáticas. Os professores alfabetizadores tiveram a oportunidade de elaborarem uma sequencia didática tomando como referencia os assuntos abordados em estudo incluindo os Eixos de aprendizagem de Linguagem, História e Matemática. Após a socialização das sequencias didáticas elaboradas passamos o estudo da Unidade 04 o qual vem tratando do tema da ludicidade em sala de aula – “Vamos Brincar e Reinventar Histórias”. Onde solicitei anteriormente que revisitassem as brincadeiras da infância, pedi para que o representassem em forma de desenho e em seguida apresentassem-na à turma. Continuamos o estudo do tema da Unidade 04 fazendo a leitura da seção Iniciando a Conversa tratando das expectativas e objetivos da Unidade. Logo após trabalhei um slide para apresentar os Eixos de Aprendizagem de Matemática seguida da análise do livro didático de Matemática tomando como base as seguintes questões norteadoras: “Como estão apresentados os conteúdos; Qual eixo de maior destaque no livro analisado; e Eleger algumas capacidades de cada Eixo de aprendizagem de Matemática;” onde transcreveram e expuseram elencando as concordâncias e as disparidades entre os livros e os eixos. Finalizamos a formação fazendo as avaliações sobre os itens quanto ao conteúdo, quanto apresentação do orientador e quanto às suas atuações enquanto professor alfabetizador. Momentos das atividades lúdicas: 4
  5. 5. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E CIENTÍFICA PROGRAMA PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA 5
  6. 6. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E CIENTÍFICA PROGRAMA PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA PRINCIPAIS DIFICULDADES E ESTRATÉGIAS DE SUPERAÇÃO ASPECTO PEDAGÓGICO Dentro do aspecto pedagógico as dificuldades que encontrei é contemplando, nesta etapa, a relação tempo/Unidade. E há alguns professores, ainda, que não tomaram consciência da dimensão do programa, da responsabilidade que lhes cai sobre os ombros, fazendo qualquer situação ser mais importante que a sua atuação diante do programa. Devo concordar que não tem sido fácil ver ainda professores dizendo que o programa não surte efeito. Confesso que não tive que fazer muito coisa para mudar essa situação, além de colocar alguns professores, que sei trabalha dentro da proposta do Pacto na íntegra, para relatarem suas experiências em sala. Outra situação que perceber e que tem travado o sucesso do programa é o fato de muitos gestores pensarem em si mesmo e não conseguem ver o óbvio, não permitindo que os professores tirem um dias para planejar as rotinas semanais, para a troca de experiências entre os mesmo. Para tanto tive que me colocar na situação de coordenador e revelar que na escola em que exerço essa função, tiramos o temo necessário para planejamento e montar as rotinas. Mas, ainda assim, muitos professores alegaram que suas direções não se importam com a visão do programa e continuam na mesmice do vazio de alfabetizar. ASPECTO FÍSICO No aspecto físico poucas situações deixaram a desejar, como: a falta de material didático em quantidade suficiente, recursos didáticos insuficientes, (data show). Tivemos que improvisar alguns usando a televisão para servir de data show. Quanto à outra situação conseguimos levar aproveitando algumas situações propostas pelos próprios professores. 6
  7. 7. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E CIENTÍFICA PROGRAMA PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA AVALIAÇÃO DO TRABALHO DESENVOLVIDO ORIENTADOR DE ESTUDO A mim enquanto orientador, fico sempre animado quando após a formação percebo que alguns professores se doam ao desempenharem as atividades, por isso acredito muito que o programa veio numa hora certa e para alcançar as classes mais necessitadas da sociedade. Podemos perceber muitas crianças repetindo anos a fio, sem ter uma política de correção de fluxo ou outra situação que lhe ajudassem a sair dessa inercia. E professores que a muito utilizavam os mesmos cadernos-borrão para dar aula, que hoje conseguem aprimorar, inovar suas aulas e se sentem até mais motivados pedagogicamente (área urbana). Posso até citar alguns depoimentos: “A partir da formação do Pacto, melhorei minha atuação em sala de aula, adquirir mais suporte pedagógico através de orientações dos coordenadores,... nas produções textuais consigo fazer com que meu aluno leia o que faz.” – Profª Dilva. “As minhas vivencias de sala de aula depois dos encontros do pacto melhorou bastante. Surgiram novas ideias e diferentes maneiras de trabalhar com a turma. Até os alunos estão mais dedicados com a leitura e a escrita. Estou gostando muito dessa nova experiência.” – Profª Vadma. Portanto é por esses e outros depoimentos que acredito que o programa tem dado certo e faz todo sentido aplicar as formações, o que está faltando é cobrar das autoridades municipais mais apoio ao programa. 7

×