Paula
Ribeiro

Eva
Costa

Maria
Costa

Sónia
Cruz

CRIAR, ORGANIZAR E
PARTILHAR CONTEÚDO EM
REDE.
VANTAGENS DO PEARLTREES
...
PEARLTREES EM CONTEXTO EDUCATIVO

Avaliação
formadora

Avaliação
formativa

Universidade Católica Portuguesa | Braga

Recu...
PEARLTREES: O QUE É?
Personal Learning Environment
Attwell e Costa (2009), consideram que o aluno toma parte ativa do
proc...
PEARLTREES: O QUE É?
Personal Learning Environment
Schaffert & Hilzensauer (2008) referem que, nestes ambientes, os
alunos...
PEARLTREES: O QUE É?
Personal Learning Environment

Attwell e Costa (2008) referem que os PLE destacam-se na
importância q...
PEARLTREES: PARA QUE SERVE?

● Pearltrees é umlocal na web para:




recolher
organizar
partilhar

tudo oque quiser na ...
PEARLTREES: USO EDUCATIVO
Partilha de bookmarks - os professores disponibilizam
informação selecionada, supostamente credí...
PEARLTREES: USO EDUCATIVO
Contexto autónomo de trabalho – a leitura que se faz do
mapa mental criado pelo aluno revela a f...
PEARLTREES: USO EDUCATIVO
O aluno é levado a pensar sobre a sua própria forma de
pensar, incorrendo em tarefas metacogniti...
PEARLTREES : O QUE AVALIAR/ COMO
AVALIAR
• O professor deve promover atividades inovadoras que vão de
encontro aos interes...
PEARLTREES : O QUE AVALIAR/ COMO
AVALIAR

Simultaneamente, devem ser convocados para fazerem
parte da elaboração dos crité...
PEARLTREES: Um exemplo na prática

Universidade Católica Portuguesa | Braga
PEARLTREES
Conclusão
O Pearltrees é uma ferramenta que contribui para a
organização de um profícuo ambiente pessoal de
apr...
PEARLTREES
A avaliação deve ser encarada como um processo natural e
necessário, quer para o professor quer para o aluno.
D...
Muito obrigada!
Paula Ribeiro
ribeiropaula@gmail.com

Maria Alcide
alcidedc@gmail.com

Eva Costa
c.evapaula@gmail.com

Són...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

CRIAR, ORGANIZAR E PARTILHAR CONTEÚDO EM REDE. VANTAGENS DO PEARLTREES EM CONTEXTO EDUCATIVO

599 visualizações

Publicada em

Atualmente, a web coloca ao dispor do utilizador um diverso leque de ferramentas que servem uma ainda maior lista de finalidades. Neste sentido, interessa investigar recursos/ferramentas disponíveis online, que podem potenciar uma aprendizagem significativa se utilizados de forma adequada e pensada, com propósitos claramente definidos.
É neste contexto que a presente análise ganha significado, ao explorar as potencialidades do Pearltrees. Esta plataforma, cujo slogan é “Cultiva os teus interesses”, apresenta-se como uma nova forma de recolher, organizar e partilhar informação na Web, apresentar navegações como um mapa na forma de uma árvore de pérolas - o "Pearltrees"!

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
599
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

CRIAR, ORGANIZAR E PARTILHAR CONTEÚDO EM REDE. VANTAGENS DO PEARLTREES EM CONTEXTO EDUCATIVO

  1. 1. Paula Ribeiro Eva Costa Maria Costa Sónia Cruz CRIAR, ORGANIZAR E PARTILHAR CONTEÚDO EM REDE. VANTAGENS DO PEARLTREES EM CONTEXTO EDUCATIVO Universidade Católica Portuguesa | Braga
  2. 2. PEARLTREES EM CONTEXTO EDUCATIVO Avaliação formadora Avaliação formativa Universidade Católica Portuguesa | Braga Recursos educativos online Avaliação diagnóstica
  3. 3. PEARLTREES: O QUE É? Personal Learning Environment Attwell e Costa (2009), consideram que o aluno toma parte ativa do processo de aprendizagem, no que se refere à aquisição e construção do conhecimento. Cada aluno tem o seu ritmo, as suas preferências, a sua autonomia e controlo nos possíveis múltiplos contextos de concretização. Universidade Católica Portuguesa | Braga
  4. 4. PEARLTREES: O QUE É? Personal Learning Environment Schaffert & Hilzensauer (2008) referem que, nestes ambientes, os alunos deixam de ser consumidores gastronómicos e passam a consumidores pró-ativos que se reconfiguram segundo princípios ativos que lhes permitem ser criadores de conteúdos. Novas oportunidades de aprendizagem envolvimento criados (Professor/Alunos) Universidade Católica Portuguesa | Braga – comunidade e
  5. 5. PEARLTREES: O QUE É? Personal Learning Environment Attwell e Costa (2008) referem que os PLE destacam-se na importância que estes têm na aprendizagem informal, no desenvolvimento da autonomia e responsabilidade do aluno no processo de aprendizagem. Universidade Católica Portuguesa | Braga
  6. 6. PEARLTREES: PARA QUE SERVE? ● Pearltrees é umlocal na web para:    recolher organizar partilhar tudo oque quiser na web. Universidade Católica Portuguesa | Braga
  7. 7. PEARLTREES: USO EDUCATIVO Partilha de bookmarks - os professores disponibilizam informação selecionada, supostamente credível e cientificamente válida, estando a “canalizar” o estudo dos alunos para os aspetos fulcrais. Trata-se de potenciar o acesso à informação e de incorrer em situações “que não só permitam afunilar a pesquisa, como orientar a seleção da informação que os alunos têm de fazer” Ana Carvalho (2007). Universidade Católica Portuguesa | Braga
  8. 8. PEARLTREES: USO EDUCATIVO Contexto autónomo de trabalho – a leitura que se faz do mapa mental criado pelo aluno revela a forma como este vê os conteúdos associados. As “árvores” por eles criadas transparecem a forma de pensar do aluno. Universidade Católica Portuguesa | Braga
  9. 9. PEARLTREES: USO EDUCATIVO O aluno é levado a pensar sobre a sua própria forma de pensar, incorrendo em tarefas metacognitivas. Ressaltam operações mentais que possibilitam a orientação e o controlo da produção de significados, processos e produtos do próprio pensamento. Resnick & Klopfer(2007) Universidade Católica Portuguesa | Braga
  10. 10. PEARLTREES : O QUE AVALIAR/ COMO AVALIAR • O professor deve promover atividades inovadoras que vão de encontro aos interesses dos alunos e onde estes sejam chamados a fazer parte do seu processo de avaliação. • Para tal, os alunos devem ser chamados a trabalhar em grupo, a partilhar opiniões, a debater, a argumentar, a participar em projetos e atividades do seu interesse a fim de se apropriarem das aprendizagens curricularmente estabelecidas ao mesmo tempo que reconhecem os seus progressos e dificuldades. Universidade Católica Portuguesa | Braga
  11. 11. PEARLTREES : O QUE AVALIAR/ COMO AVALIAR Simultaneamente, devem ser convocados para fazerem parte da elaboração dos critérios de avaliação com que serão avaliados e autoavaliarem-se periodicamente. Universidade Católica Portuguesa | Braga
  12. 12. PEARLTREES: Um exemplo na prática Universidade Católica Portuguesa | Braga
  13. 13. PEARLTREES Conclusão O Pearltrees é uma ferramenta que contribui para a organização de um profícuo ambiente pessoal de aprendizagem e que propicia a criação de diversos cenários de aprendizagem na rede, quer de modo autónomo, quer na vertente colaborativa da aprendizagem. Universidade Católica Portuguesa | Braga
  14. 14. PEARLTREES A avaliação deve ser encarada como um processo natural e necessário, quer para o professor quer para o aluno. Deve ser conduzido pelo próprio aluno e ser um instrumento de gestão e construção de aprendizagens estimulando a participação ativa no processo de ensino-aprendizagem, apontando para a autoavaliação e a autorregulação das aprendizagens. Para tal, os professores devem organizar e praticar o ensino de forma significativa utilizando os recursos educativos da Web e promovendo uma avaliação formativa e formadora, para que os alunos possam criar valor na Sociedade do Conhecimento e da Informação. Universidade Católica Portuguesa | Braga
  15. 15. Muito obrigada! Paula Ribeiro ribeiropaula@gmail.com Maria Alcide alcidedc@gmail.com Eva Costa c.evapaula@gmail.com Sónia Cruz Universidade Católica Portuguesa | Braga soniacruz@braga.ucp.pt

×