Ferramentas De InteraçãO Na Web

2.327 visualizações

Publicada em

Apresentação sobre ferramentas de interação na web. 3o. seminário de blogs, FEEVALE, Setembro de 2009

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.327
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ferramentas De InteraçãO Na Web

  1. 1. FERRAMENTAS DE INTERAÇÃO NA WEB: aspectos tecnológicos e implicações educacionais Patrícia B. Scherer Bassani Claudio Cleverson de Lima Vagner Lahude Grupo de Pesquisa em Informática na Educação Centro Universitário Feevale
  2. 2. Tópicos de discussão • Introdução • Objetivos • Metodologia • Referencial teórico • Análise das ferramentas: – Pbwiki – Fórum de discussão – Blogs • Considerações finais • Referências
  3. 3. Introdução Lógica da distribuição Lógica da comunicação Comunicação massiva Comunicação interativa emissão separada da O receptor é co-autor recepção da comunicação SILVA (2002)
  4. 4. Introdução • Essa transformação ocorre conjugada com o enfraquecimento dos grandes referentes: igreja, família, educação escolar, etc. • A escola se mobiliza, utilizando-se das TICs para proporcionar ensino-aprendizagem por meio dos ambientes virtuais. SILVA (2002)
  5. 5. Objetivos • Analisar as possibilidades de interação que ocorrem nas ferramentas do tipo wiki, fóruns de discussão e blogs.
  6. 6. Metodologia • Pesquisa exploratória – Levantamento bibliográfico; – Análise de ambientes.
  7. 7. Interação • Nos ambientes de comunicação interativa, o aprendizado apóia-se nas possibilidades apresentadas pelos objetos. BARBOSA (2005) • Na aprendizagem, não há ênfase sobre o sujeito ou o objeto, mas sim na interação destes. PIAGET (1975) Reativa Mútua Limitada, o sujeito só pode optar Cada interagente participa da entre as opções pré-programadas construção da interação, pelo sistema afetando-se mutuamente PRIMO (2000)
  8. 8. PBWiki • Wiki: ferramenta utilizada para alterar o conteúdo apresentado em um site utilizando o próprio browser. • Após editar um texto disponível e clicar no botão de salvamento, a página é atualizada automaticamente. • Ninguém possui a posse definitiva sobre texto nenhum.Os textos são de todos, são da comunidade. PRIMO, RECUERO (2006)
  9. 9. PBWiki • A autoria não é uma mera opção aberta por um webmaster, numa posição hieraquicamente superior. • Num wiki, os indivíduos não são só usuários ou leitores, mas co-autores. Cada inclusão ou eliminação de link modifica a rede hipertextual. E é justamente nesse sentido que se trata aqui não apenas da criação coletiva de um texto seqüencial, mas da produção de um hipertexto cooperativo. PRIMO E RECUERO (2006, p. 9)
  10. 10. Fórum de discussão • Ferramenta/espaço web específico para discussão sobre um determinado assunto dentro de um grupo. • A interação é assíncrona: mensagens armazenadas no servidor e consultadas quando desejado. • Os AVAs incorporaram didaticamente essa interface como mais uma possibilidade interativa, com colaboração, diálogo, socialização e trocas. KRATOCHWILL, SAMPAIO (2006)
  11. 11. Fórum de discussão • Possibilidades de interação nos fóruns de discussão: – favorecimento da aprendizagem colaborativa; – estímulo à comunicação, diálogo, socialização e interação; – criar a noção de participação, compartilhando conhecimentos, dúvidas e experiências, construindo conclusões sobre os temas; – propiciar intercâmbio entre indivíduos distantes fisicamente. KRATOCHWILL, SAMPAIO (2006)
  12. 12. Blog • Os blogs não foram criados exclusivamente como “diários eletrônicos”: são formas de expressão individual. • Podem ser também um registro de informações de uma pessoa, empresa ou produto, em ordem cronológica, com ferramentas de pesquisa/localização das informações. • A facilidade de uso popularizou o blog: mesmo sem conhecer HTML, basta cadastrar-se no site, escolher/personalizar um modelo e começar a postar. PRIMO, RECUERO (2006)
  13. 13. Blog • A maioria dos sistemas de blogs conta com: – Comentários: os internautas comentam os posts; rios – Trackback: permite que outros posts, em outros blogs, que Trackback fizeram referência a um texto, sejam linkados junto dele, mostrando a discussão (teia) formada em torno do assunto. Essas ferramentas fazem do blog um sistema [...] de organização diferenciada na Internet, pois oferecem um espaço de fórum, onde os internautas podem deixar seus comentários e, posteriormente, retornar para ver as contribuições de outras pessoas, enquanto nos trackbacks é possível ler a repercurssão de uma determinada discussão, aumentando e complexificando a rede hipertextual. PRIMO (2203, p.4).
  14. 14. Blog • Isso pode levar à criação de comunidades virtuais, organizando-se em torno de um assunto postado/respondido/comentado/rebatido. Representa não um grupo de links, mas de pessoas interagindo. • Os debates no espaço de comentários ocorrem não apenas com o dono do blog, mas entre os comentaristas. Um blog com comentários é um processo de escrita coletiva. PRIMO (2008)
  15. 15. Considerações finais • As ferramentas estudadas apresentam possibilidades de interação, adequadas a diferentes situações/objetivos: – Os wikis são o meio colaborativo por excelência: os participantes interagem na publicação/leitura/alteração dos conteúdos; – Os fórums de discussão permitem que um público específico discuta um assunto específico; – Os blogs firmam-se como forte tendência interativa: permitem liberdade e personalização, o que ganha destaque numa época de mídia comercial e massificada.
  16. 16. Considerações finais O profissional de educação deve apresentar suficiente formação técnica conjugada a sólidos conhecimentos pedagógicos, para adequar a ferramenta correta à sua proposta de ensino, facilitando o processo de ensino-aprendizagem.
  17. 17. Referências • BARBOSA, RM [org.] Ambientes Virtuais de Aprendizagem, Artmed, 2005 • CERF, Vinton. Tecnologia: como vamos nos adaptar às máquinas? Rev. ÉPOCA, n. 523, 26 Abr. 2008. • KRATOCHWILL, S e SAMPAIO DR. As possibilidades dialógicas do Fórum de Discussão no Ambiente Virtual de Aprendizagem. IDEAÇÃO. Rev. do Centro de Educação e Letras da UniOeste. Foz do Iguaçu. v8, n8, p. 157-168, 2006. • PIAGET, J. O nascimento da inteligência na criança. Rio de Janeiro: Zahar, 1975 • PRIMO, AFT Interney Blog como micromídia digital: elementos para o estudo do encadeamento midiático. Grupo de Trabalho “Comunicação e cibercultura”, do XVII Encontro da Compós, UNIP, São Paulo, SP, 2008. • PRIMO, AFT Interação mútua e reativa: uma proposta de estudo. Revista da Famecos, n. 12, p. 81-92, jun. 2000. • PRIMO, AFT e RECUERO RC Hipertexto Cooperativo: Uma Análise da Escrita Coletiva a partir dos Blogs e da Wikipédia. Revista da FAMECOS, n. 23, p. 54-63, Dez. 2003. • SILVA, Mara. Sala de aula interativa Rio de Janeiro, Quartet, 2002.

×