SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
1


Programa Nacional de Formação Continuada em Tecnologia Educacional (ProInfo Integrado)
Introdução à Educação Digital
Formador: João Batista
Cursista:________________________________________________________Data____/____/____
       _________________________________________________________ Data ___/___/____
Unidade 5
Cooperação (ou interação) na rede?


   •   Cooperação para criar e publicar conteúdo online

Mas vamos adiante. Estamos falando em cooperação na rede (digital) Internet. Neste contexto, um aspecto
central é o processo de produção e de distribuição de conteúdo digital, apoiado por ferramentas que permitam o
controle descentralizado, o compartilhamento, a revisão e a reconstrução desse conteúdo.

Atividade 1: Wikipédia!

Nossa primeira “parada” será, então, na Wikipédia! Abra seu Navegador Web e digite o endereço
http://pt.wikipedia .org/. Para buscar artigos na enciclopédia, basta digitar uma palavra-chave na caixa de busca
à esquerda da página. Se houver algum artigo sobre o tema ele será apresentado na área central.
Até este ponto não observamos nada de surpreendente, certo? Mas analise com mais atenção. Observe as abas
com as opções (artigo, discussão, editar, história) disponíveis acima do título do artigo. O que há de diferente
nessa enciclopédia?

Mais uma pista: se pesquisarmos por um assunto para o qual ainda não há nenhum artigo disponível, que
informações recebemos como retorno? No exemplo que mostra o resultado da busca para o verbete Proinfo,
pudemos observar que, no momento de escrita deste material, ainda não havia nenhuma página abordando o
PROINFO. Então, a dica é: observe quase ao final daquela página que há uma linha dizendo:
“Crie a página incluindo as suas referências”. O que você pode concluir a respeito desta enciclopédia na web?

   •   Conclusão:

Então, foi possível perceber que a Wikipédia é uma enciclopédia aberta? Onde pessoas de todo o mundo
contribuem para a escrita de artigos e qualquer usuário da enciclopédia pode editar os artigos já postados? É
isto que as abas editar e o link criar página estão nos indicando. Esta enciclopédia é realmente um exemplo
surpreendente de cooperação!

Atividade 2: Pesquisando na Wikipédia

Busque o vocábulo holocausto na Wikipédia. Vá até a aba história e tente perceber a quantidade de
contribuções e modificações que esse verbete já recebeu. Peça para ver as versões mais antigas e localize e
visualize a primeira versão. Quem foi que criou esse vocábulo? Em que data e hora? Ele foi autor ou tradutor
do texto?
Tente identificar através da página de história do verbete holocausto mais uma informação sobre a história da
sua edição.

Atividade 3: Discutindo sobre a Wikipédia

Junto com seu grupo discuta e decida se vocês vão permitir ou não o uso da Wikipédia como fonte de consultas
para seus alunos. Escreva sua decisão juntamente com
dois argumentos para embasá-la. Após isso leiam as opiniões dos diversos grupos.
2



   •   Reflexões:

As opiniões foram muito divergentes? Presumimos que sim, pois a questão é mesmo polêmica e nós ainda não
a aprofundamos suficientemente. Vamos buscar jogar mais luz sobre esta questão tornando a pergunta mais
abrangente. Vamos perguntar como poderíamos ou deveríamos usar a Wikipédia com os nossos alunos? Mas
antes de já tentar responder, vamos considerar que mesmo sendo uma enciclopédia livre, há uma ética para
publicação na Wikipédia. Seus proponentes e gestores adotaram um conjunto de regras para garantir um
mínimo de proteção e confiabilidade ao seu conteúdo. Assim que entramos na área de edição (aba editar),
somos imediatamente apresentados a estas regras que mostramos na imagem abaixo.




Notem como estas regras e cuidados são importantes para a manutenção da credibilidade dessa enciclopédia.
Então, já temos aí um argumento forte a favor do seu uso como fonte de consulta.
Mas além de consultar, podemos ser autores também. Afinal, ela não é livre? Por que não publicarmos algo
sobre nosso local, nossos regionalismos (um projeto em língua portuguesa sobre as gírias da cidade)?
Poderíamos também pedir aos alunos para avaliar se um determinado verbete está corretamente definido etc.
Mas em qualquer dos casos temos uma dificuldade. Com tantas regras, de inicio ficamos um tanto receosos de
nos colocar ao nível de autoria e acabamos sendo apenas leitores.Vamos começar, nós e os alunos, com o
objetivo de aprender a ser bons leitores! A compreensão de como esta enciclopédia se estruturou e, em função
disto, de como ela deve ser lida pode ser um foco importante do nosso trabalho pedagógico.



   •   Pesquisa:


Muito importante este aspecto sobre como ler a Wikipédia. Neste sentido, trazemos
a proposta da leitura de um artigo disponível na Internet.O texto é de autoria de
Rafael Evangelista, sob o título Wikis: é preciso aprender a ler, que responde às
críticas, feitas por Antonio Luiz Monteiro Coelho da Costa, repórter da revista Carta
Capital, intitulado Referência Fast-Food, sobre o uso da Wikipédia como fonte de
consulta escolar. Leia no endereço: http://www.dicas-l.com.br/zonadecombate/
zonadecombate_20070224.php
Há um outro texto importante que além da analisar como a wiki se estrutura e de
como devemos lê-la, chega a propor e descrever como usá-la nas escolas. Esse
artigo, que se intitula Num mundo wiki, uma escola idem, é de autoria de Jaime
Balbino e pode ser encontrado nos endereços:
http://www.dicas-l.com.br/educacao_tecnologia/educacao_tecnologia_
20070115.php
http://www.dicas-l.com.br/educacao_tecnologia/educacao_tecnologia_
20070123.php
3




   •   Wikis Escolares

Já tendo compreendido como se estrutura a Wikipédia e analisado algumas possibilidades de uso na educação, é
interessante ainda observar um outro aspecto. Esse modo de produção das definições dos verbetes constantes
desta enciclopédia web pode ser estendido para a construção de outros tipos de conteúdos, não apenas de
dicionários ou enciclopédias, mas de páginas em geral. Na verdade, o que essa ferramenta trouxe foi a
possibilidade da construção de páginas web (hipertextos) cooperativas. Esse modo de produção está sendo
chamado de modelo wiki de produção e distribuição de conteúdo na web. Já foram desenvolvidas algumas
ferramentas que permitem instalar serviços de wiki com exclusividade para uma determinada corporação. Desse
modo, o serviço pode ser utilizado apenas no âmbito de uma comunidade (empresa ou escola).
Uma das vantagens em fazer isto está no fato da escola ou empresa poder decidir suas próprias regras sobre
quem terá direito de produzir e publicar o conteúdo.


Atividade 4: Analisando a Wikipédia

Visite e analise o site do endereço abaixo que foi construído numa ferramenta wiki
pelo professor e pelos seus alunos de uma determinada turma: http://autonopedia.
autonomia.g12.br/index.php/Mitos. Observe neste site a presença da estrutura
e do design típicos da Wikipédia. Você pode notar que se trata do endereço de
uma escola no Brasil (a abreviação g12 é a indicação para escolas de ensino fundamental e médio). Verifique
que a página está aberta apena spara leitura. Descreva como você imagina que deva ter sido a dinâmica do
professor com seu grupo na construção deste conteúdo.

Note que não há nenhuma indicação sobre o processo da construção do conteúdo que foi divulgado. Mas
notamos que a página inicial é bem completa, com texto bem elaborado e na medida em que vamos navegando
pelos links, percebemos textos mais curtos. Então, imaginamos que uma dinâmica possível para a construção
cooperativa desta página poderia ter sido:
     o professor elaborou o texto inicial, pediu aos alunos que o lessem e sublinhassem as palavras que
        considerassem ser importante definir para uma melhor compreensãodo texto.
     Essas palavras foram transformadas em links dentro do texto – em seguida o professor designou grupos
        de alunos para produzir as páginas de descrição de cada link (palavras que foram ressaltadas).
     Os grupos leram, analisaram, sugeriram e revisaram os trabalhos dos colegas, podendo já modificar e
        acrescentar o que achassem necessário. Os autores iniciais validaram as sugestões e modificações dos
        colegas.
     O professor então revisa o conteúdo do trabalho dos alunos, discutindo com eles se os textos estão ou
        não adequados.

   •   O YouTube

O YouTube (www.youtube.com.br), mais um serviço do Google, é um site na Internet que permite que seus
usuários carreguem, assistam e compartilhem vídeos em formato digital. É o mais popular site do gênero, com
mais de 50% do mercado em 2006. Este fato é creditado à possibilidade de hospedar quaisquer vídeos, exceto
materiais protegidos por copyright (direitos autorais).
O YouTube hospeda uma grande variedade d efilmes, videoclipes e materiais caseiros. O material encontrado
pode ser disponibilizado em blogs e sites pessoais através de mecanismos desenvolvidos pelo próprio site.
Um recurso interessante que essa ferramenta oferece é integrar um vídeo ao seu Blog.
Observe que, ao assistir um vídeo no YouTube, algumas informações são apresentadas no lado direito da
página.
4


Você lembra que estudamos o que significa um URL? É o endereço de um local na Web. Assim,você pode
copiar esse endereço (selecionando e usando a combinação de teclas Ctrl+C) e depois poderá usá-lo no
navegador para acessar diretamente o vídeo. Esse link será importante sempre que quiser referenciar um vídeo.
Já a opção “incorporar”, como o próprio nome indica, apresenta o código necessário para incorporar o vídeo em
uma postagem de Blog. Vamos ver como se faz isto.


Atividade 5: Publicando vídeo no YouTube

Com o seu grupo do projeto, escreva uma breve síntese de um vídeo que vocês consideram significativo para
suas aprendizagens até o momento e publiquem no Blog do projeto, incorporando o vídeo à postagem.
Primeiramente, você deve ir até o site do YouTube, escolher que vídeo deseja incluir
no seu blog e copiar o código disponível no campo Incorporar (usando as teclas Ctrl+C). Após isso, acesse a
janela de publicação do gerenciador do seu Blog: faça o seu login na página do Blogger no endereço
www.blogger.com e pressione o botão:

PUBLICAR POSTAGEM




A janela de publicação é mostrada como abaixo. Escreva um título para a sua postagem e em seguida clique na
aba “editar HTML” indicada na figura. No campo de texto abaixo cole o código que você copiou no passo
anterior lá na página do YouTube.
Volte à aba ‘escrever’ e digite a síntese sobre o vídeo. Tudo isto pronto, publique a sua postagem. Agora
visualize o seu blog e note como foi fácil permitir que os seus leitores vejam um vídeo que está hospedado no
site do YouTube diretamente do seu Blog.


Atividade 6: Produzido o projeto de aprendizagem

Em grupo, defina os objetivos, as ações, etc. Digite e salve em documentos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação2
Apresentação2Apresentação2
Apresentação2luann18
 
Apresentação unidade 5
Apresentação unidade 5Apresentação unidade 5
Apresentação unidade 5loyolasofhia
 
Blog Ritmos Virtuais
Blog Ritmos VirtuaisBlog Ritmos Virtuais
Blog Ritmos Virtuaisceteixeira
 
Redação acadêmica para Web 2.0
Redação acadêmica para Web 2.0Redação acadêmica para Web 2.0
Redação acadêmica para Web 2.0cafy
 
Blogs - Um recurso e uma estratégia pedagógica
Blogs - Um recurso e uma estratégia pedagógicaBlogs - Um recurso e uma estratégia pedagógica
Blogs - Um recurso e uma estratégia pedagógicaJ. Martins
 
Eduvirtua mod 4 ppt1
Eduvirtua mod 4 ppt1Eduvirtua mod 4 ppt1
Eduvirtua mod 4 ppt1Sandra Andrea
 
Blogs e Redes Sociais para Educação
Blogs e Redes Sociais para EducaçãoBlogs e Redes Sociais para Educação
Blogs e Redes Sociais para EducaçãoJoão Evandro
 
Lista de ferramentas na web 2
Lista de ferramentas  na web 2Lista de ferramentas  na web 2
Lista de ferramentas na web 2peacel
 
Tecnologia e a Educação. Web 2.0
Tecnologia e a Educação. Web 2.0Tecnologia e a Educação. Web 2.0
Tecnologia e a Educação. Web 2.0Luciana36
 
Apresentação unidade 5 cooperação
Apresentação unidade 5 cooperaçãoApresentação unidade 5 cooperação
Apresentação unidade 5 cooperaçãobetzandonadi
 

Mais procurados (16)

Modulo 2
Modulo 2Modulo 2
Modulo 2
 
Apresentação2
Apresentação2Apresentação2
Apresentação2
 
Apresentação unidade 5
Apresentação unidade 5Apresentação unidade 5
Apresentação unidade 5
 
Blog Ritmos Virtuais
Blog Ritmos VirtuaisBlog Ritmos Virtuais
Blog Ritmos Virtuais
 
Blogs
BlogsBlogs
Blogs
 
Blogs Final
Blogs FinalBlogs Final
Blogs Final
 
Blog na educação
Blog na educaçãoBlog na educação
Blog na educação
 
Redação acadêmica para Web 2.0
Redação acadêmica para Web 2.0Redação acadêmica para Web 2.0
Redação acadêmica para Web 2.0
 
Blogs - Um recurso e uma estratégia pedagógica
Blogs - Um recurso e uma estratégia pedagógicaBlogs - Um recurso e uma estratégia pedagógica
Blogs - Um recurso e uma estratégia pedagógica
 
Eduvirtua mod 4 ppt1
Eduvirtua mod 4 ppt1Eduvirtua mod 4 ppt1
Eduvirtua mod 4 ppt1
 
Blogs e Redes Sociais para Educação
Blogs e Redes Sociais para EducaçãoBlogs e Redes Sociais para Educação
Blogs e Redes Sociais para Educação
 
O Que é O Blog
O Que é O BlogO Que é O Blog
O Que é O Blog
 
Lista de ferramentas na web 2
Lista de ferramentas  na web 2Lista de ferramentas  na web 2
Lista de ferramentas na web 2
 
Blogs
BlogsBlogs
Blogs
 
Tecnologia e a Educação. Web 2.0
Tecnologia e a Educação. Web 2.0Tecnologia e a Educação. Web 2.0
Tecnologia e a Educação. Web 2.0
 
Apresentação unidade 5 cooperação
Apresentação unidade 5 cooperaçãoApresentação unidade 5 cooperação
Apresentação unidade 5 cooperação
 

Semelhante a Cooperação na rede

Apresentação unidade 5
Apresentação unidade 5Apresentação unidade 5
Apresentação unidade 5loyolasofhia
 
Cooperação ou interação- Curso Introdução a Educação Digital
Cooperação ou interação- Curso Introdução a Educação DigitalCooperação ou interação- Curso Introdução a Educação Digital
Cooperação ou interação- Curso Introdução a Educação DigitalLeonice Mezomo
 
Tecnologias no ensino de línguas estrangeiras
Tecnologias no ensino de línguas estrangeirasTecnologias no ensino de línguas estrangeiras
Tecnologias no ensino de línguas estrangeirasAdriana Ramos
 
Apresentação unidade 5 cooperação
Apresentação unidade 5 cooperaçãoApresentação unidade 5 cooperação
Apresentação unidade 5 cooperaçãobetzandonadi
 
Apresentação joão proença redes e enredos
Apresentação joão proença redes e enredosApresentação joão proença redes e enredos
Apresentação joão proença redes e enredosJoão Paulo Proença
 
Apwbe apresentacao trabalho_pratico
Apwbe apresentacao trabalho_praticoApwbe apresentacao trabalho_pratico
Apwbe apresentacao trabalho_praticoAlicePimenta
 
Ferramentas: WIKI e Vídeo.
Ferramentas: WIKI e Vídeo.Ferramentas: WIKI e Vídeo.
Ferramentas: WIKI e Vídeo.Neilda Costa
 
Ferramentas De InteraçãO Na Web
Ferramentas De InteraçãO Na WebFerramentas De InteraçãO Na Web
Ferramentas De InteraçãO Na WebClaudio Lima
 
Web20 educacao
Web20 educacaoWeb20 educacao
Web20 educacaocaiosba
 
Ler e escrever na web 2.0 (ii)
Ler e escrever na web 2.0 (ii)Ler e escrever na web 2.0 (ii)
Ler e escrever na web 2.0 (ii)Ádila Faria
 
Ler e escrever na web 2.0 (ii)
Ler e escrever na web 2.0 (ii)Ler e escrever na web 2.0 (ii)
Ler e escrever na web 2.0 (ii)Ádila Faria
 

Semelhante a Cooperação na rede (20)

Apresentação unidade 5
Apresentação unidade 5Apresentação unidade 5
Apresentação unidade 5
 
Cooperação ou interação- Curso Introdução a Educação Digital
Cooperação ou interação- Curso Introdução a Educação DigitalCooperação ou interação- Curso Introdução a Educação Digital
Cooperação ou interação- Curso Introdução a Educação Digital
 
Tecnologias no ensino de línguas estrangeiras
Tecnologias no ensino de línguas estrangeirasTecnologias no ensino de línguas estrangeiras
Tecnologias no ensino de línguas estrangeiras
 
Apresentação unidade 5 cooperação
Apresentação unidade 5 cooperaçãoApresentação unidade 5 cooperação
Apresentação unidade 5 cooperação
 
Sessão 1
Sessão 1Sessão 1
Sessão 1
 
Modulo 2
Modulo 2Modulo 2
Modulo 2
 
Web2.0 aplicações 2
Web2.0   aplicações 2Web2.0   aplicações 2
Web2.0 aplicações 2
 
Apresentação joão proença redes e enredos
Apresentação joão proença redes e enredosApresentação joão proença redes e enredos
Apresentação joão proença redes e enredos
 
Material impresso mod_9
Material impresso mod_9Material impresso mod_9
Material impresso mod_9
 
Material impresso mod_9
Material impresso mod_9Material impresso mod_9
Material impresso mod_9
 
Blos pq como para que
Blos pq como para queBlos pq como para que
Blos pq como para que
 
Blogs e wikis
Blogs e wikisBlogs e wikis
Blogs e wikis
 
Blogs e wikis
Blogs e wikisBlogs e wikis
Blogs e wikis
 
Apwbe apresentacao trabalho_pratico
Apwbe apresentacao trabalho_praticoApwbe apresentacao trabalho_pratico
Apwbe apresentacao trabalho_pratico
 
Ca blogs flogs_webquest
Ca blogs flogs_webquestCa blogs flogs_webquest
Ca blogs flogs_webquest
 
Ferramentas: WIKI e Vídeo.
Ferramentas: WIKI e Vídeo.Ferramentas: WIKI e Vídeo.
Ferramentas: WIKI e Vídeo.
 
Ferramentas De InteraçãO Na Web
Ferramentas De InteraçãO Na WebFerramentas De InteraçãO Na Web
Ferramentas De InteraçãO Na Web
 
Web20 educacao
Web20 educacaoWeb20 educacao
Web20 educacao
 
Ler e escrever na web 2.0 (ii)
Ler e escrever na web 2.0 (ii)Ler e escrever na web 2.0 (ii)
Ler e escrever na web 2.0 (ii)
 
Ler e escrever na web 2.0 (ii)
Ler e escrever na web 2.0 (ii)Ler e escrever na web 2.0 (ii)
Ler e escrever na web 2.0 (ii)
 

Mais de joaobatistajoaobatista (20)

Projeto turma noite
Projeto turma noiteProjeto turma noite
Projeto turma noite
 
Evolução tecnológica
Evolução tecnológicaEvolução tecnológica
Evolução tecnológica
 
Modelo projeto pedagogico
Modelo projeto pedagogicoModelo projeto pedagogico
Modelo projeto pedagogico
 
A importância das ti cs na escola
A importância das ti cs na escolaA importância das ti cs na escola
A importância das ti cs na escola
 
A importância das ti cs na escola
A importância das ti cs na escolaA importância das ti cs na escola
A importância das ti cs na escola
 
Atividade dirigida unidade 8
Atividade dirigida   unidade  8Atividade dirigida   unidade  8
Atividade dirigida unidade 8
 
Unidade 8
Unidade 8Unidade 8
Unidade 8
 
Unidade 8
Unidade 8Unidade 8
Unidade 8
 
Atividade dirigida 7
Atividade dirigida 7Atividade dirigida 7
Atividade dirigida 7
 
Atividade dirigida 7
Atividade dirigida 7Atividade dirigida 7
Atividade dirigida 7
 
Atividade dirigida 7
Atividade dirigida 7Atividade dirigida 7
Atividade dirigida 7
 
Unidade 7
Unidade 7Unidade 7
Unidade 7
 
Atividade dirigida
Atividade dirigidaAtividade dirigida
Atividade dirigida
 
Atividade dirigida 4
Atividade dirigida 4Atividade dirigida 4
Atividade dirigida 4
 
Atividade dirigida 6
Atividade dirigida 6Atividade dirigida 6
Atividade dirigida 6
 
Apresentação da Unidade 6
Apresentação da Unidade 6Apresentação da Unidade 6
Apresentação da Unidade 6
 
Inserção das tics nas escolas
Inserção das tics nas escolasInserção das tics nas escolas
Inserção das tics nas escolas
 
Ativiadade do cursista eder
Ativiadade do cursista ederAtiviadade do cursista eder
Ativiadade do cursista eder
 
Modelo projeto pedagogico
Modelo projeto pedagogicoModelo projeto pedagogico
Modelo projeto pedagogico
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 

Cooperação na rede

  • 1. 1 Programa Nacional de Formação Continuada em Tecnologia Educacional (ProInfo Integrado) Introdução à Educação Digital Formador: João Batista Cursista:________________________________________________________Data____/____/____ _________________________________________________________ Data ___/___/____ Unidade 5 Cooperação (ou interação) na rede? • Cooperação para criar e publicar conteúdo online Mas vamos adiante. Estamos falando em cooperação na rede (digital) Internet. Neste contexto, um aspecto central é o processo de produção e de distribuição de conteúdo digital, apoiado por ferramentas que permitam o controle descentralizado, o compartilhamento, a revisão e a reconstrução desse conteúdo. Atividade 1: Wikipédia! Nossa primeira “parada” será, então, na Wikipédia! Abra seu Navegador Web e digite o endereço http://pt.wikipedia .org/. Para buscar artigos na enciclopédia, basta digitar uma palavra-chave na caixa de busca à esquerda da página. Se houver algum artigo sobre o tema ele será apresentado na área central. Até este ponto não observamos nada de surpreendente, certo? Mas analise com mais atenção. Observe as abas com as opções (artigo, discussão, editar, história) disponíveis acima do título do artigo. O que há de diferente nessa enciclopédia? Mais uma pista: se pesquisarmos por um assunto para o qual ainda não há nenhum artigo disponível, que informações recebemos como retorno? No exemplo que mostra o resultado da busca para o verbete Proinfo, pudemos observar que, no momento de escrita deste material, ainda não havia nenhuma página abordando o PROINFO. Então, a dica é: observe quase ao final daquela página que há uma linha dizendo: “Crie a página incluindo as suas referências”. O que você pode concluir a respeito desta enciclopédia na web? • Conclusão: Então, foi possível perceber que a Wikipédia é uma enciclopédia aberta? Onde pessoas de todo o mundo contribuem para a escrita de artigos e qualquer usuário da enciclopédia pode editar os artigos já postados? É isto que as abas editar e o link criar página estão nos indicando. Esta enciclopédia é realmente um exemplo surpreendente de cooperação! Atividade 2: Pesquisando na Wikipédia Busque o vocábulo holocausto na Wikipédia. Vá até a aba história e tente perceber a quantidade de contribuções e modificações que esse verbete já recebeu. Peça para ver as versões mais antigas e localize e visualize a primeira versão. Quem foi que criou esse vocábulo? Em que data e hora? Ele foi autor ou tradutor do texto? Tente identificar através da página de história do verbete holocausto mais uma informação sobre a história da sua edição. Atividade 3: Discutindo sobre a Wikipédia Junto com seu grupo discuta e decida se vocês vão permitir ou não o uso da Wikipédia como fonte de consultas para seus alunos. Escreva sua decisão juntamente com dois argumentos para embasá-la. Após isso leiam as opiniões dos diversos grupos.
  • 2. 2 • Reflexões: As opiniões foram muito divergentes? Presumimos que sim, pois a questão é mesmo polêmica e nós ainda não a aprofundamos suficientemente. Vamos buscar jogar mais luz sobre esta questão tornando a pergunta mais abrangente. Vamos perguntar como poderíamos ou deveríamos usar a Wikipédia com os nossos alunos? Mas antes de já tentar responder, vamos considerar que mesmo sendo uma enciclopédia livre, há uma ética para publicação na Wikipédia. Seus proponentes e gestores adotaram um conjunto de regras para garantir um mínimo de proteção e confiabilidade ao seu conteúdo. Assim que entramos na área de edição (aba editar), somos imediatamente apresentados a estas regras que mostramos na imagem abaixo. Notem como estas regras e cuidados são importantes para a manutenção da credibilidade dessa enciclopédia. Então, já temos aí um argumento forte a favor do seu uso como fonte de consulta. Mas além de consultar, podemos ser autores também. Afinal, ela não é livre? Por que não publicarmos algo sobre nosso local, nossos regionalismos (um projeto em língua portuguesa sobre as gírias da cidade)? Poderíamos também pedir aos alunos para avaliar se um determinado verbete está corretamente definido etc. Mas em qualquer dos casos temos uma dificuldade. Com tantas regras, de inicio ficamos um tanto receosos de nos colocar ao nível de autoria e acabamos sendo apenas leitores.Vamos começar, nós e os alunos, com o objetivo de aprender a ser bons leitores! A compreensão de como esta enciclopédia se estruturou e, em função disto, de como ela deve ser lida pode ser um foco importante do nosso trabalho pedagógico. • Pesquisa: Muito importante este aspecto sobre como ler a Wikipédia. Neste sentido, trazemos a proposta da leitura de um artigo disponível na Internet.O texto é de autoria de Rafael Evangelista, sob o título Wikis: é preciso aprender a ler, que responde às críticas, feitas por Antonio Luiz Monteiro Coelho da Costa, repórter da revista Carta Capital, intitulado Referência Fast-Food, sobre o uso da Wikipédia como fonte de consulta escolar. Leia no endereço: http://www.dicas-l.com.br/zonadecombate/ zonadecombate_20070224.php Há um outro texto importante que além da analisar como a wiki se estrutura e de como devemos lê-la, chega a propor e descrever como usá-la nas escolas. Esse artigo, que se intitula Num mundo wiki, uma escola idem, é de autoria de Jaime Balbino e pode ser encontrado nos endereços: http://www.dicas-l.com.br/educacao_tecnologia/educacao_tecnologia_ 20070115.php http://www.dicas-l.com.br/educacao_tecnologia/educacao_tecnologia_ 20070123.php
  • 3. 3 • Wikis Escolares Já tendo compreendido como se estrutura a Wikipédia e analisado algumas possibilidades de uso na educação, é interessante ainda observar um outro aspecto. Esse modo de produção das definições dos verbetes constantes desta enciclopédia web pode ser estendido para a construção de outros tipos de conteúdos, não apenas de dicionários ou enciclopédias, mas de páginas em geral. Na verdade, o que essa ferramenta trouxe foi a possibilidade da construção de páginas web (hipertextos) cooperativas. Esse modo de produção está sendo chamado de modelo wiki de produção e distribuição de conteúdo na web. Já foram desenvolvidas algumas ferramentas que permitem instalar serviços de wiki com exclusividade para uma determinada corporação. Desse modo, o serviço pode ser utilizado apenas no âmbito de uma comunidade (empresa ou escola). Uma das vantagens em fazer isto está no fato da escola ou empresa poder decidir suas próprias regras sobre quem terá direito de produzir e publicar o conteúdo. Atividade 4: Analisando a Wikipédia Visite e analise o site do endereço abaixo que foi construído numa ferramenta wiki pelo professor e pelos seus alunos de uma determinada turma: http://autonopedia. autonomia.g12.br/index.php/Mitos. Observe neste site a presença da estrutura e do design típicos da Wikipédia. Você pode notar que se trata do endereço de uma escola no Brasil (a abreviação g12 é a indicação para escolas de ensino fundamental e médio). Verifique que a página está aberta apena spara leitura. Descreva como você imagina que deva ter sido a dinâmica do professor com seu grupo na construção deste conteúdo. Note que não há nenhuma indicação sobre o processo da construção do conteúdo que foi divulgado. Mas notamos que a página inicial é bem completa, com texto bem elaborado e na medida em que vamos navegando pelos links, percebemos textos mais curtos. Então, imaginamos que uma dinâmica possível para a construção cooperativa desta página poderia ter sido:  o professor elaborou o texto inicial, pediu aos alunos que o lessem e sublinhassem as palavras que considerassem ser importante definir para uma melhor compreensãodo texto.  Essas palavras foram transformadas em links dentro do texto – em seguida o professor designou grupos de alunos para produzir as páginas de descrição de cada link (palavras que foram ressaltadas).  Os grupos leram, analisaram, sugeriram e revisaram os trabalhos dos colegas, podendo já modificar e acrescentar o que achassem necessário. Os autores iniciais validaram as sugestões e modificações dos colegas.  O professor então revisa o conteúdo do trabalho dos alunos, discutindo com eles se os textos estão ou não adequados. • O YouTube O YouTube (www.youtube.com.br), mais um serviço do Google, é um site na Internet que permite que seus usuários carreguem, assistam e compartilhem vídeos em formato digital. É o mais popular site do gênero, com mais de 50% do mercado em 2006. Este fato é creditado à possibilidade de hospedar quaisquer vídeos, exceto materiais protegidos por copyright (direitos autorais). O YouTube hospeda uma grande variedade d efilmes, videoclipes e materiais caseiros. O material encontrado pode ser disponibilizado em blogs e sites pessoais através de mecanismos desenvolvidos pelo próprio site. Um recurso interessante que essa ferramenta oferece é integrar um vídeo ao seu Blog. Observe que, ao assistir um vídeo no YouTube, algumas informações são apresentadas no lado direito da página.
  • 4. 4 Você lembra que estudamos o que significa um URL? É o endereço de um local na Web. Assim,você pode copiar esse endereço (selecionando e usando a combinação de teclas Ctrl+C) e depois poderá usá-lo no navegador para acessar diretamente o vídeo. Esse link será importante sempre que quiser referenciar um vídeo. Já a opção “incorporar”, como o próprio nome indica, apresenta o código necessário para incorporar o vídeo em uma postagem de Blog. Vamos ver como se faz isto. Atividade 5: Publicando vídeo no YouTube Com o seu grupo do projeto, escreva uma breve síntese de um vídeo que vocês consideram significativo para suas aprendizagens até o momento e publiquem no Blog do projeto, incorporando o vídeo à postagem. Primeiramente, você deve ir até o site do YouTube, escolher que vídeo deseja incluir no seu blog e copiar o código disponível no campo Incorporar (usando as teclas Ctrl+C). Após isso, acesse a janela de publicação do gerenciador do seu Blog: faça o seu login na página do Blogger no endereço www.blogger.com e pressione o botão: PUBLICAR POSTAGEM A janela de publicação é mostrada como abaixo. Escreva um título para a sua postagem e em seguida clique na aba “editar HTML” indicada na figura. No campo de texto abaixo cole o código que você copiou no passo anterior lá na página do YouTube. Volte à aba ‘escrever’ e digite a síntese sobre o vídeo. Tudo isto pronto, publique a sua postagem. Agora visualize o seu blog e note como foi fácil permitir que os seus leitores vejam um vídeo que está hospedado no site do YouTube diretamente do seu Blog. Atividade 6: Produzido o projeto de aprendizagem Em grupo, defina os objetivos, as ações, etc. Digite e salve em documentos.