Principios Eticos Publicacao Apa (MIP 4)

3.185 visualizações

Publicada em

Princípios éticos de publicação APA (MIP 4)

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.185
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
54
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Principios Eticos Publicacao Apa (MIP 4)

  1. 1. Princípios éticos de publicação (APA, 2010) Métodos de Investigação em Psicologia Universidade Autónoma de Lisboa Professora Doutora Célia M.D. Sales
  2. 2. Como garantir? 1. Rigor científico do trabalho publicado 2. Protecção dos direitos e bem-estar dos participantes 3. Protecção da propriedade intelectual 2 Célia Sales - UAL Mar-10
  3. 3. 1 - Rigor científico da publicação APA, 2010 3 Célia Sales - UAL Mar-10
  4. 4. Veracidade, erros e partilha de dados  Veracidade absoluta dos dados  Erros detectados em trabalhos já publicados:  Avisar, o editor da revista, para que seja publicada uma nota de correcção  A nota de correcção será associada ao artigo original, na versão electrónica; sempre que o artigo for pesquisado, a nota de correcção surgirá anexada  Obrigatória, se solicitada, a partilha dos dados para verificação:  Durante o período de revisão e processo de publicação  Após publicação, para confirmação de análises e resultados  Guardar dados brutos pelo menos 5 anos, após publicação 4 Célia Sales - UAL Mar-10
  5. 5. Duplicação e fragmentação  Não fazer duplicação de publicações:  Não submeter artigos previamente publicados, na sua totalidade, ou na sua grande maioria (por exemplo, noutra língua)  Não publicar os mesmos dados ou as mesmas ideias em duas fontes separadas (por exemplo, em artigo e em livro)  Evitar fragmentação de publicações:  Não repartir por vários artigos, partes dos mesmos dados/estudo, se do ponto de vista técnico não se justificar 5 Célia Sales - UAL Mar-10
  6. 6. Condições de duplicação  Podem-se publicar partes de obras anteriormente publicadas, ou reanalisar os mesmos dados, com diferentes técnicas, ou à luz de novas teorias. Condições: 1. O material duplicado corresponde a uma pequena parte no novo artigo 2. Indicar claramente que a informação foi publicada anteriormente e indicar a essa obra (citação no texto e na lista de referências, no final) 3. Tabelas ou figuras claramente indicadas como sendo cópia ou adaptação da original; indicar a fonte original em nota da tabela (ou figura) e no texto 4. Dar conhecimento ao editor 6 Célia Sales - UAL Mar-10
  7. 7. Plágio e auto-plágio  Não reclamar como própria, a autoria de trabalhos, palavras ou ideias de outrem  Ao parafrasear, ou citar indirectamente, outros autores – indicar fonte no texto  Ao citar directamente palavras de outros autores – usar aspas, ou itálico, assinalar fonte e página  Evitar o auto-plágio:  Não repetir desnecessariamente, trabalhos ou partes de textos anteriormente publicados pelo próprio (ou a publicar)  Assinalar, citar e fornecer referência completa, a acontecer 7 Célia Sales - UAL Mar-10
  8. 8. 2 – Protecção dos direitos e bem- estar dos participantes APA, 2010 8 Célia Sales - UAL Mar-10
  9. 9. Certificação dos princípios éticos  A publicação em revistas da APA exige que os autores assinem um documento de certificação de que foram cumpridas as normas de investigação  Certificação disponível em http://www.apa.org/pubs/authors/ethics02.pdf  No texto do artigo, o cumprimentos destas normas deve ser também descrito (secção “participantes”) 9 Célia Sales - UAL Mar-10
  10. 10. Consentimento informado Informar os participantes sobre:  Objectivo, duração e procedimento da investigação  O direito do participante de recusar a participação, ou desistir durante o estudo  As consequências, se as houver, de recusar ou desistir  Dados que podem influenciar a participação (potenciais riscos, desconforto, ou efeitos secundários; benefícios esperados)  Incentivos de participação  Contacto, para informação sobre a investigação ou direitos dos participantes  Informações adicionais, no caso de tratamentos experimentais 10 Célia Sales - UAL Mar-10
  11. 11. Consentimento informado  Deve-se solicitar autorização para gravar voz ou imagem  Esta autorização não é requerida se a investigação envolve observação naturalística de locais públicos e não possibilita a identificação pessoal, nem traz inconvenientes  O consentimento informado é dispensado, se a investigação não criar mal-estar, ou prejuízo, e simultaneamente:  Envolver o estudo de contextos ou práticas educativas  Usar questionários anónimos, ou observações naturalistas, análise documental com confidencialidade assegurada 11 Célia Sales - UAL Mar-10
  12. 12. Protecção de confidencialidade  É proibida a divulgação de informação confidencial, ou de informação que permita identificar a pessoa participante  Em estudos de caso, há 2 vias de garantir a confidencialidade:  Preparar todo o caso, dá-lo a conhecer à pessoa e obter o seu consentimento para publicação  Modificar informações que permitam identificar a pessoa; estas alterações não devem conduzir à distorção da natureza do fenómeno em estudo (ver Tuckett, 2000) 12 Célia Sales - UAL Mar-10
  13. 13. Conflito de interesses  Autores: Em nota de autor, adr a conhecer situação que pode potencialmente vista como factor de conflito de interesses. Ex:  Ter copyright e /ou royalties de um teste psicológico usado no artigo  Revisores:  Não rever artigos de colegas, colaboradores, amigo pessoa, estudante recente (o editor deve ter cuidado na escolha dos revisores)  Não deixar de dar um parecer imparcial dos manuscritos, por efeito de influência externa  Manter a confidencialidade dos manuscritos avaliados 13 Célia Sales - UAL Mar-10
  14. 14. 3 - Protecção da propriedade intelectual APA, 2010 14 Célia Sales - UAL Mar-10
  15. 15. Autoria  Devem ser autores de um trabalho, quem o escreve e também quem contribui de forma substancial no estudo:  Formular o problema ou hipótese, estruturar o delineamento metodológico, organizar e realizar a análise de dados, interpretar os resultados, ou escrever uma grande parte do artigo  Devem-se agradecer contribuições menores:  Actividades de apoio na preparação de material ou software, aconselhamento sobre análise de dados, recolher ou introduzir dados, recrutamento de participantes, etc. 15 Célia Sales - UAL Mar-10
  16. 16. Autoria  Ordem de múltiplos autores:  Geralmente reflecte o papel desempenhado no estudo, incluindo escrever o artigo  Critério de ordem difere em diferentes áreas da psicologia  Pode escrever-se nota, que informa que os autores tiveram iguais contribuições  Quando um artigo com múltiplos autores é aceite para publicação, cada autor deve declarar a co-autoria e a responsabilidade pelo conteúdo 16 Célia Sales - UAL Mar-10
  17. 17. Revisão de manuscritos  Durante o processo de revisão, o revisor apenas pode citar o manuscrito mediante autorização do autor  Se o revisor desejar discutir com um colega aspectos de um manuscrito que está a avaliar, deverá solicitar autorização prévia ao editor Consultar Código de Ética da APA, respeitante à revisão de manuscritos 17 Célia Sales - UAL Mar-10
  18. 18. Copyright de manuscritos não publicados  Quando publica um trabalho, o autor transfere o copyright para a revista ou empresa editora  O copyright de qualquer documento não publicado pertence ao(s) autor(es)  Pode incluir nos trabalhos: Copyright [ano] by [nome dos autores]  Pode registar o copyright. Informações em: http://inventors.about.com/od/copyrights/a/copyright.htm 18 Célia Sales - UAL Mar-10
  19. 19. Referências  APA (2010). Publication manual of the American Psychological Association (6th edition). London: Author.  Tuckett, D. (2000). Reporting clinical events in the journal: Towards the construction of a special case. International Journal of Psychoanalysis, 81, 1065-1069. 19 Célia Sales - UAL Mar-10

×