SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
Baixar para ler offline
O projeto de investigação
http://bibliotecaesfh.blogspot.pt/ http://penha-esfh.blogspot.pt/
Como criar um projeto científico
Um projeto de investigação científica contribui com novos avanços para a ciência. A inves-
tigação é uma forma organizada e objetiva de responder a uma questão. (…)
Um projeto científico requer tempo e dedicação. Assim, antes de iniciares qualquer pro-
jeto é necessário teres em mente o compromisso de tempo e trabalho que assumes ao
embarcar neste tipo de investigações.
A. Área de estudo: BIOLOGIA
B. Temas
1. Importância da conservação dos alimentos.
1.1. Métodos tradicionais (fumagem, salga, e outros) e métodos industriais (pasteuriza-
ção, liofilização, outros).
2. Aditivos alimentares (classes de aditivos, listagem de aditivos proibidos na União Euro-
peia, utilização de rótulos de embalagens e sua descodificação).
2.1. Cuidados e ter na aquisição, armazenamento e manuseamento de alimentos (fres-
cos e conservados).
3. Métodos atuais utilizados no aumento de produção de plantas e animais.
3.1. Referência obrigatória a: "reprodução seletiva", "cultura de tecidos", "micropropa-
gação", "uso de hormonas", "uso de antibióticos". OGM / Organismos transgénicos
(como se obtêm, vantagens e preocupações relativas à sua utilização na produção de
alimentos).
4. Problemática do uso de biocidas e de métodos alternativos no controlo de pragas.
5. Poluição – conceitos introdutórios (referência obrigatória aos conceitos: poluição, po-
luente, contaminação, contaminante, bioampliação, bioacumulação, toxicidade, dose fetal e
efeito agudo crónico).
5.1. Poluição atmosférica (causas e consequências).
5.2. Poluição das águas (causas e consequências). ETAR.1
5.3. Poluição dos solos (causas e consequências). 2
5.3.1. Tratamento dos RSU.
1
Tema 6
2
Tema 7
http://bibliotecaesfh.blogspot.pt/ http://penha-esfh.blogspot.pt/
6. Crescimento da população humana e sustentabilidade.
6.1. Pegada ecológica.
C. Colocar a ideia numa questão testável e formular uma hipótese
1. Para desenvolveres um projeto é necessário conheceres o “estado da arte”, ou seja,
saberes o que já está estudado e feito na área que escolheste para estudar. Para tal,
recomenda-se que:
 Leias bibliografia científica sobre essa área.
 Perguntes ao professor o que já foi estudado sobre o assunto.
2. Que artigos escolher?
 Primeiro deves ler artigos de revisão, uma vez que te dão uma ideia geral do
que já está investigado na área e examinam os resultados de vários artigos.
 Depois deves recolher informação em artigos mais específicos, que reportam
em primeiro lugar os resultados, métodos e dados.
 Quando um artigo é citado muitas vezes deves dar-lhe especial atenção.
Este trabalho prévio de estudo e leitura ajuda-te a perceber melhor a questão em que te
queres focar. Uma vez solidificada é necessário redefini-la e aprofundar os pontos fulcrais
de anteriores experiências feitas por outros grupos. Para finalizar deves procurar o teu pro-
fessor ou um especialista na matéria de modo a que valide a tua questão e verifique se o teu
trabalho é inovador, lógico e exequível.
É necessário teres em conta as necessidades do teu trabalho de investigação, assim como
os equipamentos necessários, o custo e o tempo que vais demorar.
3. Como procurar bibliografia científica
A leitura de literatura científica representa uma parte crítica da conceção e execução de
um projeto científico.
3.1. Fontes para procurar artigos científicos
Ao iniciares o trabalho, um dos primeiros passos é encontrares e leres literatura cientí-
fica relacionada com a tua área de interesse.
http://bibliotecaesfh.blogspot.pt/ http://penha-esfh.blogspot.pt/
Para encontrares a melhor literatura científica deves usar meios de procura académicos.
Existem muitos meios de procura académicos. Alguns focam-se numa única matéria, en-
quanto outros abrangem vários campos científicos.
Uns são livres e de acesso online, e outros são exclusivos das universidades e só podem ser
consultados a partir dos respetivos campus universitários.
A tabela que se segue apresenta alguns meios de procura recomendados:
4. Algumas sugestões para ajudar com os meios de pesquisa académica:
 Lê os ficheiros de ajuda dos serviços para perceber como funcionam.
 Tenta diferentes palavras-chaves de modo a encontrares as melhores
combinações que restrinjam a tua pesquisa aos artigos que realmente te in-
teressam.
 Volta atrás e tenta uma pesquisa adicional usando a linguagem e os termos
encontrados nos artigos já lidos.
Os resultados dos meios de pesquisa académicos são resumos dos artigos que podes ler
para determinar se o artigo é relevante para o teu trabalho ou não. Depois é necessá-
rio encontrares uma cópia inteira do artigo que, muitas vezes, não está disponível
online.
Serviço académico
de pesquisa
URL Disciplinas Ficheiros de ajuda
Google Scholar scholar.google.com Todas scholar.google.com/intl/en/scholar/help.html
Scirus www.scirus.com Todas www.scirus.com/html/help/index.htm
Pubmed www.ncbi.nlm.nih.
gov/pubmed
Ciências da
Vida
www.nlm.nih.gov/bsd/disted/pubmedtutorial
National Agricultu-
ral Library (AGRICO-
LA)
agrico-
la.nal.usda.gov
Agricultura agricola.nal.usda.gov/help/quicksearch.html
Education Re-
sources Information
Center (ERIC)
eric.ed.gov Educação eric.ed.gov/WebHelp/ApplicationHelp.htm
http://bibliotecaesfh.blogspot.pt/ http://penha-esfh.blogspot.pt/
4.1. Como conseguir uma cópia de um artigo científico.
Uma vez encontrada a citação para o artigo de interesse, o próximo passo é conse-
guires uma cópia do artigo. Alguns meios de pesquisa fornecem links para versões grá-
tis do artigo.
No caso de não existirem links para acesso livre tens as seguintes hipóteses:
 Verifica a biblioteca escolar, a biblioteca municipal ou a da universidade.
As instituições académicas subscrevem muitas vezes revistas científicas. Sendo essas
bibliotecas acessíveis ao público, contacta-as e verifica se é possível usar os seus recursos.
 Procura uma versão online disponível.
Procura pelo título completo do artigo em meios de pesquisa regular como o Google ou o
Yahoo. A pesquisa pode originar muitos resultados e um desses até poderá ser o artigo
disponibilizado de forma gratuita.
 Verifica a página online da revista em que o artigo foi publicado.
Alguns artigos científicos estão disponíveis livremente online. Outros ficam disponíveis
quando o artigo está publicado há mais de um ano.
 Procura diretamente na página do primeiro ou do último autor.
Por vezes, o primeiro ou último autor disponibiliza o pdf dos artigos para download
nas suas páginas da internet.
 Procura o artigo (pelo autor ou título) numa base de dados científica.
Bases de dados URL Disciplinas
arXiv arxiv.org/ Física, Matemática, Informáti-
ca, Biologia, Finanças e Estatís-
tica
Public Library of
Science (PLOS)
www.plos.org/search.php Ciências da vida
High Wire Press highwire.stanford.edu/lists/freeart.dtl Ciências da vida
4.2. Como procurar artigos antigos (pré-internet)
Mesmo com todos os métodos anteriores, pode não ser possível encontrar uma cópia de
http://bibliotecaesfh.blogspot.pt/ http://penha-esfh.blogspot.pt/
um artigo, particularmente se mais antigos, publicados antes dos conteúdos online se tor-
narem uma realidade. Nesses casos existem outras maneiras de conseguir o artigo gra-
tuitamente ou com custos reduzidos:
 Contacta o autor via e-mail. O primeiro e o último autor do artigo são as me-
lhores apostas para pedir o artigo em questão. Explica que pretendes fazer um
projeto científico e pede o artigo diretamente ao autor. Sê simpático, educado e
breve no teu e-mail.
 Verifica as bibliotecas da escola local ou das universidades.
As instituições académicas, como colégios e universidades, subscrevem muitas vezes
revistas científicas. Sendo essas bibliotecas acessíveis ao público, contacta-as e verifica
se é possível usares os seus recursos.
5. Escrever o outline do projeto
Depois de formulares a questão, existe a necessidade de escreveres um outline do pro-
jeto, ou seja, colocares no papel as ideias, as questões e as tarefas de modo a que possam
ser avaliadas e melhoradas com o tempo.
O passo seguinte é mostrares o outline ao teu professor, que te pode dar pontos de vista
sobre os resultados previstos, reforçar os procedimentos experimentais ou dar outros con-
selhos úteis.
O outline é algo interativo e que está sempre em evolução. O primeiro esboço está lon-
ge de ser o projeto final.
5.1. O outline deve incluir 5 secções:
Introdução
A introdução descreve o “estado da arte” ou seja, o que já se encontra feito sobre a matéria
que vais estudar. Nesta descrição deves usar como referência os artigos que estudaste.
No final deves colocar a questão para a qual queres obter resposta, explicar como preten-
des chegar a essa resposta e quais as hipóteses que levantas.
É importando ir citando os artigos científicos que usas à medida que vais escrevendo e listá-
http://bibliotecaesfh.blogspot.pt/ http://penha-esfh.blogspot.pt/
los na bibliografia.
Métodos
Nesta secção deve constar uma lista das tarefas a realizar, ou seja, deves expor deta-
lhadamente as observações que pretendes realizar.
É importante, nesta fase, pensares e escreveres como vais avaliar e analisar os dados obti-
dos (aprender a tratar os teus dados com fórmulas estatísticas, pensar que tipos de grá-
ficos usar para apresentar os dados, etc.)
Resultados esperados
Nesta fase deves tentar prever o que vai acontecer na experiência e tentar perceber que
resultados irás obter. Podes recorrer a imagens e tabelas do que será esperado obter e
tentar interpretar esses dados.
Relevância
Explica a relevância do teu trabalho, isto é, a importância do teu projeto de investigação
para o avanço da ciência no campo que estás a estudar.
Bibliografia
Nesta secção deves citar todas as fontes importantes que usaste na construção do pro-
jeto.
6. Realizar o projeto
O outline vai servir de guia para a realização do projeto. Durante o projeto é importante
tomares notas detalhadas de tudo o que fazes.
À medida que recolhes os dados é importante analisá-los e verificar se contribuem para
responderes ao teu problema.
Todos os dados são importantes. Ajudam-te a verificar se estás no caminho correto e, em
alguns casos, podem contrariar a hipótese. Nesse caso é importante teres em mente que
http://bibliotecaesfh.blogspot.pt/ http://penha-esfh.blogspot.pt/
não ter resultados também é um resultado.
À medida que obténs dados podes sentir necessidade de mudar o procedimento e veri-
ficares que o que tens usado não é o mais correto.
7. Apresentar os resultados
Uma vez terminada a fase experimental e a análise de dados, chega o momento de
apresentares os teus resultados. Podes fazê-lo oralmente (recorrendo a PowerPoint, des-
dobráveis…), ou sobre a forma de artigo.
Independentemente da maneira que apresentes o resultado final, os dados devem ser ex-
postos num formato que seja usado e reconhecido pelos outros cientistas dentro da espe-
cialidade, ou seja, deves usar uma linguagem científica. Em geral, gráficos, figuras e tabelas
devem aparecer tal como nos artigos de revistas da área de estudo. O teu professor pode
ser aqui um bom crítico e um excelente apoio.
Tendo os dados juntos e prontos a apresentar, deves treinar as capacidades de apre-
sentação e/ou rever toda a tua comunicação escrita. Os professores podem ajudar-te a me-
lhorar a treinar a tua capacidade de escrita e oralidade, de modo a evitar que uma fraca co-
municação enfraqueça um bom trabalho de investigação.
D. Conclusões
Resumo
Um resumo é uma versão abreviada do projeto final. Normalmente aparece no início do
artigo científico.
Normalmente um resumo é constituído por:
Introdução: Onde é descrito o porquê do projeto e porque é que as pessoas se devem
interessar por ele. Explica algo que possa causar mudança de pensamento nas pessoas
sobre algum assunto? Fez-se alguma descoberta ou desenvolveu-se um método melhor,
mais rápido ou mais barato do que os existentes? É necessário motivar o leitor a ler o
resumo até ao final e a ler o projeto por inteiro.
 Objetivo: Identifica o problema que o trabalho resolve ou a hipótese que se está a
investigar.
http://bibliotecaesfh.blogspot.pt/ http://penha-esfh.blogspot.pt/
 Procedimento: Quais são as abordagens que escolheste para investigar o teu problema.
Não entres em detalhes acerca dos materiais, a não ser que sejam cruciais para o suces-
so do mesmo. Descreve as variáveis mais importantes se tiveres espaço.
 Resultados: Que respostas obtiveste? É necessário ser específico e usar dados con-
cretos para descrever os resultados. Não uses termos vagos como “algum” ou “a maio-
ria”.
 Conclusões: Descreve a contribuição do trabalho para a área que estás a investigar.
Conseguiste atingir os objetivos?
Aspetos a evitar:
 Termos demasiados técnicos.
 Abreviaturas ou acrónimos que não sejam compreensíveis ou que não tenhas mencio-
nado anteriormente.
 Os resumos não devem ter bibliografia ou citações.
 Os resumos não devem ter gráficos ou tabelas.
Porque é que o resumo é importante?
O resumo ajuda o leitor a perceber rapidamente se tem ou não interesse em ler o pro-
jeto na totalidade. Consequentemente, para entusiasmar o público com o projeto deves
escrever um resumo que consiga envolver quem o está a ler.
Como o resumo é curto, cada secção deve conter uma ou duas frases longas. Assim, cada
palavra é importante para descrever a mensagem. Se uma palavra é entediante ou vaga
deves tentar encontrar outra que defina melhor o que estás a fazer. Se uma palavra não
adiciona algo importante não deves usá-la. Mesmo com um texto curto deves realçar os
pontos-chave, escrevendo-os em mais do que uma secção e de maneiras diferentes.
Como respeitar o limite de palavras.
A maioria dos autores concorda que é mais difícil escrever uma descrição curta do que uma
longa. Uma dica é não estares preocupado com o limite de palavras no primeiro esboço.
Deves apenas estar preocupado em escrever todos os pontos-chave. Começa depois a re-
ler o rascunho e tira tudo o que está a mais ou repetido ou simplesmente não interessa.
http://bibliotecaesfh.blogspot.pt/ http://penha-esfh.blogspot.pt/
Procura locais onde possas juntar frases. Volta a reler o resumo passado algum tempo.
Com os olhos “limpos” consegues detetar mais locais onde podes cortar palavras ou fra-
ses.
Como criar um projeto científico (guião adaptado do site Kit do Mar, recursos para o ensino
secundário, http://www.emepc.pt/pt/kit-do-mar/recursos/fichas)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Elaborar um trabalho de pesquisa
Elaborar um trabalho de pesquisaElaborar um trabalho de pesquisa
Elaborar um trabalho de pesquisapopi97
 
Literacia Modulos Apresentacao
Literacia Modulos ApresentacaoLiteracia Modulos Apresentacao
Literacia Modulos Apresentacaoalvarovelho
 
Como fazer pesquisa bibliográfica com os meios atuais
Como fazer pesquisa bibliográfica com os meios atuaisComo fazer pesquisa bibliográfica com os meios atuais
Como fazer pesquisa bibliográfica com os meios atuaisRubens Junior
 
Literacia da informação ap12
Literacia da informação ap12 Literacia da informação ap12
Literacia da informação ap12 BIBLIOTECA ESCOLAR
 
Oficina 7 do PRD 2015 - Como fazer uma boa busca na internet
Oficina 7 do PRD 2015 - Como fazer uma boa busca na internet Oficina 7 do PRD 2015 - Como fazer uma boa busca na internet
Oficina 7 do PRD 2015 - Como fazer uma boa busca na internet Marcia Carvalho
 
Guia elaboracaotrabalhos2010 2011
Guia elaboracaotrabalhos2010 2011Guia elaboracaotrabalhos2010 2011
Guia elaboracaotrabalhos2010 2011gracabib
 
Minicurso Prática de Revisão Bibliográfica - Encontro de Saberes/UFOP - Esse...
Minicurso Prática de Revisão Bibliográfica  - Encontro de Saberes/UFOP - Esse...Minicurso Prática de Revisão Bibliográfica  - Encontro de Saberes/UFOP - Esse...
Minicurso Prática de Revisão Bibliográfica - Encontro de Saberes/UFOP - Esse...Essevalter de Sousa
 
Modelo big 6
Modelo big 6Modelo big 6
Modelo big 6Nelson
 

Mais procurados (20)

Aula fontes de informação
Aula  fontes de informaçãoAula  fontes de informação
Aula fontes de informação
 
Elaborar um trabalho de pesquisa
Elaborar um trabalho de pesquisaElaborar um trabalho de pesquisa
Elaborar um trabalho de pesquisa
 
Literacia Modulos Apresentacao
Literacia Modulos ApresentacaoLiteracia Modulos Apresentacao
Literacia Modulos Apresentacao
 
Como fazer pesquisa bibliográfica com os meios atuais
Como fazer pesquisa bibliográfica com os meios atuaisComo fazer pesquisa bibliográfica com os meios atuais
Como fazer pesquisa bibliográfica com os meios atuais
 
Literacia da informação ap12
Literacia da informação ap12 Literacia da informação ap12
Literacia da informação ap12
 
Oficina 7 do PRD 2015 - Como fazer uma boa busca na internet
Oficina 7 do PRD 2015 - Como fazer uma boa busca na internet Oficina 7 do PRD 2015 - Como fazer uma boa busca na internet
Oficina 7 do PRD 2015 - Como fazer uma boa busca na internet
 
Guia 1 b
Guia 1 bGuia 1 b
Guia 1 b
 
Pesquisa com scopus 2020
Pesquisa com scopus 2020Pesquisa com scopus 2020
Pesquisa com scopus 2020
 
Sage Research Methods 2019
Sage Research Methods 2019Sage Research Methods 2019
Sage Research Methods 2019
 
Guia elaboracaotrabalhos2010 2011
Guia elaboracaotrabalhos2010 2011Guia elaboracaotrabalhos2010 2011
Guia elaboracaotrabalhos2010 2011
 
Periodicos capes
Periodicos capesPeriodicos capes
Periodicos capes
 
Ebscohost - tutorial básico para UFRGS
Ebscohost - tutorial básico para UFRGSEbscohost - tutorial básico para UFRGS
Ebscohost - tutorial básico para UFRGS
 
Guia 1 b
Guia 1 bGuia 1 b
Guia 1 b
 
Minicurso Prática de Revisão Bibliográfica - Encontro de Saberes/UFOP - Esse...
Minicurso Prática de Revisão Bibliográfica  - Encontro de Saberes/UFOP - Esse...Minicurso Prática de Revisão Bibliográfica  - Encontro de Saberes/UFOP - Esse...
Minicurso Prática de Revisão Bibliográfica - Encontro de Saberes/UFOP - Esse...
 
Unidade 4
Unidade 4Unidade 4
Unidade 4
 
Projeto LITEA
Projeto LITEAProjeto LITEA
Projeto LITEA
 
Curriculo lattes
Curriculo lattesCurriculo lattes
Curriculo lattes
 
Pp guião1
Pp guião1Pp guião1
Pp guião1
 
Zotero
Zotero Zotero
Zotero
 
Modelo big 6
Modelo big 6Modelo big 6
Modelo big 6
 

Destaque

S. Valentim: "A Química e o Amor"
S. Valentim: "A Química e o Amor"S. Valentim: "A Química e o Amor"
S. Valentim: "A Química e o Amor"Maria Paredes
 
Concurso #rbcool regulamento
Concurso #rbcool regulamentoConcurso #rbcool regulamento
Concurso #rbcool regulamentoMaria Paredes
 
Listas doPNL- secundário - atualizadas em 2015
Listas doPNL- secundário - atualizadas em 2015Listas doPNL- secundário - atualizadas em 2015
Listas doPNL- secundário - atualizadas em 2015Maria Paredes
 

Destaque (20)

A construção social da praia
A construção social da praiaA construção social da praia
A construção social da praia
 
Tratamento de resíduos
Tratamento de resíduosTratamento de resíduos
Tratamento de resíduos
 
As´rémoras contemporâneas
As´rémoras contemporâneasAs´rémoras contemporâneas
As´rémoras contemporâneas
 
Portugal é mar guimarães
Portugal é mar guimarãesPortugal é mar guimarães
Portugal é mar guimarães
 
S. Valentim: "A Química e o Amor"
S. Valentim: "A Química e o Amor"S. Valentim: "A Química e o Amor"
S. Valentim: "A Química e o Amor"
 
Visita ao litoral norte guião de atividades
 Visita ao litoral norte guião de atividades Visita ao litoral norte guião de atividades
Visita ao litoral norte guião de atividades
 
3. apresentação geologia
3. apresentação geologia3. apresentação geologia
3. apresentação geologia
 
Textos dos alunos sobre a penha
Textos dos alunos sobre a penhaTextos dos alunos sobre a penha
Textos dos alunos sobre a penha
 
5. da penha vê se o mar
5. da penha vê se o mar5. da penha vê se o mar
5. da penha vê se o mar
 
1. da penha-vê-se-o-mar
1. da penha-vê-se-o-mar1. da penha-vê-se-o-mar
1. da penha-vê-se-o-mar
 
6. da penha vê se o mar
6. da penha vê se o mar6. da penha vê se o mar
6. da penha vê se o mar
 
Roteiro "Visita de estudo à Penha" 2016
Roteiro "Visita de estudo à Penha" 2016Roteiro "Visita de estudo à Penha" 2016
Roteiro "Visita de estudo à Penha" 2016
 
4. a penha já foi mar?
4. a penha já foi mar?4. a penha já foi mar?
4. a penha já foi mar?
 
Relatório da visita de estudo à Penha
Relatório da visita de estudo à PenhaRelatório da visita de estudo à Penha
Relatório da visita de estudo à Penha
 
2. penha
2. penha2. penha
2. penha
 
Concurso #rbcool regulamento
Concurso #rbcool regulamentoConcurso #rbcool regulamento
Concurso #rbcool regulamento
 
7. recolha de excertos dos trabalhos de geologia
7. recolha de excertos dos trabalhos de geologia7. recolha de excertos dos trabalhos de geologia
7. recolha de excertos dos trabalhos de geologia
 
Listas doPNL- secundário - atualizadas em 2015
Listas doPNL- secundário - atualizadas em 2015Listas doPNL- secundário - atualizadas em 2015
Listas doPNL- secundário - atualizadas em 2015
 
1ª República em Portugal
1ª República em Portugal1ª República em Portugal
1ª República em Portugal
 
Mascaras e poesia
Mascaras e poesiaMascaras e poesia
Mascaras e poesia
 

Semelhante a Como criar um projeto científico de investigação

dSZ5jBu2J3NME3g.pptx
dSZ5jBu2J3NME3g.pptxdSZ5jBu2J3NME3g.pptx
dSZ5jBu2J3NME3g.pptxFSCCarvalho
 
aula artigo iquali.pptx
aula artigo iquali.pptxaula artigo iquali.pptx
aula artigo iquali.pptxZoraide6
 
Como realizar um Trabalho Científico
Como realizar um Trabalho CientíficoComo realizar um Trabalho Científico
Como realizar um Trabalho Científicoligasmedicas
 
Desenvolvendo sua pesquisa! O que é uma investigação científica?
Desenvolvendo sua pesquisa! O que é uma investigação científica?Desenvolvendo sua pesquisa! O que é uma investigação científica?
Desenvolvendo sua pesquisa! O que é uma investigação científica?Giuliafs
 
Projeto de Pesquisa - Metodologia
Projeto de Pesquisa - MetodologiaProjeto de Pesquisa - Metodologia
Projeto de Pesquisa - MetodologiaKarlos Aires
 
Projeto de pesquisa
Projeto de pesquisaProjeto de pesquisa
Projeto de pesquisaKarlos Aires
 
Como começa a pesquisa de um artigo científico
Como começa a pesquisa de um artigo científicoComo começa a pesquisa de um artigo científico
Como começa a pesquisa de um artigo científicoUSP e Plexus
 
Programa institucional iniciacao -projeto de pesquisa
Programa institucional iniciacao -projeto de pesquisaPrograma institucional iniciacao -projeto de pesquisa
Programa institucional iniciacao -projeto de pesquisaCidinha Santos
 
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)Dionísio Carmo-Neto
 
Monografia e tcc r$ 310,00 whatsapp (21) 97478 9561 monografiatcc99@gmail.com...
Monografia e tcc r$ 310,00 whatsapp (21) 97478 9561 monografiatcc99@gmail.com...Monografia e tcc r$ 310,00 whatsapp (21) 97478 9561 monografiatcc99@gmail.com...
Monografia e tcc r$ 310,00 whatsapp (21) 97478 9561 monografiatcc99@gmail.com...Leandro Benevides
 
27 o projeto de pesquisa
27 o projeto de pesquisa27 o projeto de pesquisa
27 o projeto de pesquisaJoao Balbi
 
27 o projeto de pesquisa
27 o projeto de pesquisa27 o projeto de pesquisa
27 o projeto de pesquisaJoao Balbi
 
27 o projeto de pesquisa
27 o projeto de pesquisa27 o projeto de pesquisa
27 o projeto de pesquisaJoao Balbi
 
Diretrizes avaliativas 2014_2_ped_projeto_integrador_i_ii
Diretrizes avaliativas 2014_2_ped_projeto_integrador_i_iiDiretrizes avaliativas 2014_2_ped_projeto_integrador_i_ii
Diretrizes avaliativas 2014_2_ped_projeto_integrador_i_iiSoeli Marques
 
Tutorial súmula curricular - FAPESP
Tutorial súmula curricular - FAPESPTutorial súmula curricular - FAPESP
Tutorial súmula curricular - FAPESPJuliana Takahashi
 
Elaboracao de trabalho cientifico 2004
Elaboracao de trabalho cientifico   2004Elaboracao de trabalho cientifico   2004
Elaboracao de trabalho cientifico 2004gisa_legal
 
Elaboracao de trabalho cientifico 2004
Elaboracao de trabalho cientifico   2004Elaboracao de trabalho cientifico   2004
Elaboracao de trabalho cientifico 2004gisa_legal
 

Semelhante a Como criar um projeto científico de investigação (20)

dSZ5jBu2J3NME3g.pptx
dSZ5jBu2J3NME3g.pptxdSZ5jBu2J3NME3g.pptx
dSZ5jBu2J3NME3g.pptx
 
aula artigo iquali.pptx
aula artigo iquali.pptxaula artigo iquali.pptx
aula artigo iquali.pptx
 
Como realizar um Trabalho Científico
Como realizar um Trabalho CientíficoComo realizar um Trabalho Científico
Como realizar um Trabalho Científico
 
Aula4
Aula4Aula4
Aula4
 
Desenvolvendo sua pesquisa! O que é uma investigação científica?
Desenvolvendo sua pesquisa! O que é uma investigação científica?Desenvolvendo sua pesquisa! O que é uma investigação científica?
Desenvolvendo sua pesquisa! O que é uma investigação científica?
 
Tipos de pesquisa
Tipos de pesquisaTipos de pesquisa
Tipos de pesquisa
 
Projeto de Pesquisa - Metodologia
Projeto de Pesquisa - MetodologiaProjeto de Pesquisa - Metodologia
Projeto de Pesquisa - Metodologia
 
Projeto de pesquisa
Projeto de pesquisaProjeto de pesquisa
Projeto de pesquisa
 
Como começa a pesquisa de um artigo científico
Como começa a pesquisa de um artigo científicoComo começa a pesquisa de um artigo científico
Como começa a pesquisa de um artigo científico
 
Métodos e técnicas de Pesquisa
Métodos e técnicas de PesquisaMétodos e técnicas de Pesquisa
Métodos e técnicas de Pesquisa
 
Programa institucional iniciacao -projeto de pesquisa
Programa institucional iniciacao -projeto de pesquisaPrograma institucional iniciacao -projeto de pesquisa
Programa institucional iniciacao -projeto de pesquisa
 
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)
Escrever artigo revisao da literatura (como fazer)
 
Monografia e tcc r$ 310,00 whatsapp (21) 97478 9561 monografiatcc99@gmail.com...
Monografia e tcc r$ 310,00 whatsapp (21) 97478 9561 monografiatcc99@gmail.com...Monografia e tcc r$ 310,00 whatsapp (21) 97478 9561 monografiatcc99@gmail.com...
Monografia e tcc r$ 310,00 whatsapp (21) 97478 9561 monografiatcc99@gmail.com...
 
27 o projeto de pesquisa
27 o projeto de pesquisa27 o projeto de pesquisa
27 o projeto de pesquisa
 
27 o projeto de pesquisa
27 o projeto de pesquisa27 o projeto de pesquisa
27 o projeto de pesquisa
 
27 o projeto de pesquisa
27 o projeto de pesquisa27 o projeto de pesquisa
27 o projeto de pesquisa
 
Diretrizes avaliativas 2014_2_ped_projeto_integrador_i_ii
Diretrizes avaliativas 2014_2_ped_projeto_integrador_i_iiDiretrizes avaliativas 2014_2_ped_projeto_integrador_i_ii
Diretrizes avaliativas 2014_2_ped_projeto_integrador_i_ii
 
Tutorial súmula curricular - FAPESP
Tutorial súmula curricular - FAPESPTutorial súmula curricular - FAPESP
Tutorial súmula curricular - FAPESP
 
Elaboracao de trabalho cientifico 2004
Elaboracao de trabalho cientifico   2004Elaboracao de trabalho cientifico   2004
Elaboracao de trabalho cientifico 2004
 
Elaboracao de trabalho cientifico 2004
Elaboracao de trabalho cientifico   2004Elaboracao de trabalho cientifico   2004
Elaboracao de trabalho cientifico 2004
 

Mais de Maria Manuela Torres Paredes

Concurso-Nacional-de-Leitura-Regulamento-interno-2022-2023.pdf
Concurso-Nacional-de-Leitura-Regulamento-interno-2022-2023.pdfConcurso-Nacional-de-Leitura-Regulamento-interno-2022-2023.pdf
Concurso-Nacional-de-Leitura-Regulamento-interno-2022-2023.pdfMaria Manuela Torres Paredes
 
Avaliação da fluência da leitura e compreensão do texto
Avaliação da fluência da leitura e compreensão do textoAvaliação da fluência da leitura e compreensão do texto
Avaliação da fluência da leitura e compreensão do textoMaria Manuela Torres Paredes
 

Mais de Maria Manuela Torres Paredes (20)

Concurso-Nacional-de-Leitura-Regulamento-interno-2022-2023.pdf
Concurso-Nacional-de-Leitura-Regulamento-interno-2022-2023.pdfConcurso-Nacional-de-Leitura-Regulamento-interno-2022-2023.pdf
Concurso-Nacional-de-Leitura-Regulamento-interno-2022-2023.pdf
 
EM BUSCA DE PAZ.docx
EM BUSCA DE PAZ.docxEM BUSCA DE PAZ.docx
EM BUSCA DE PAZ.docx
 
EM BUSCA DE PAZ.docx
EM BUSCA DE PAZ.docxEM BUSCA DE PAZ.docx
EM BUSCA DE PAZ.docx
 
Food Campaign for Ukraine.2.ppsx
Food Campaign for Ukraine.2.ppsxFood Campaign for Ukraine.2.ppsx
Food Campaign for Ukraine.2.ppsx
 
ALISTADESCHINDLER_PPTFINAL.pptx
ALISTADESCHINDLER_PPTFINAL.pptxALISTADESCHINDLER_PPTFINAL.pptx
ALISTADESCHINDLER_PPTFINAL.pptx
 
Au revoir les enfants.pptx
Au revoir les enfants.pptxAu revoir les enfants.pptx
Au revoir les enfants.pptx
 
2. ALISTADESCHINDLER_PPTFINAL.pptx
2. ALISTADESCHINDLER_PPTFINAL.pptx2. ALISTADESCHINDLER_PPTFINAL.pptx
2. ALISTADESCHINDLER_PPTFINAL.pptx
 
1. Au revoir les enfants.pptx
1. Au revoir les enfants.pptx1. Au revoir les enfants.pptx
1. Au revoir les enfants.pptx
 
Literacia dos média fake news
Literacia dos média   fake newsLiteracia dos média   fake news
Literacia dos média fake news
 
Ohomemqueplantavarvores iv e v caps
Ohomemqueplantavarvores  iv e v capsOhomemqueplantavarvores  iv e v caps
Ohomemqueplantavarvores iv e v caps
 
Ohomemqueplantavarvores ii e iii caps
Ohomemqueplantavarvores  ii e iii capsOhomemqueplantavarvores  ii e iii caps
Ohomemqueplantavarvores ii e iii caps
 
Página de um diário melody
Página de um diário   melodyPágina de um diário   melody
Página de um diário melody
 
Avaliação da fluência da leitura e compreensão do texto
Avaliação da fluência da leitura e compreensão do textoAvaliação da fluência da leitura e compreensão do texto
Avaliação da fluência da leitura e compreensão do texto
 
Ficha de trabalho e conto integral
Ficha de trabalho e conto integralFicha de trabalho e conto integral
Ficha de trabalho e conto integral
 
Ficha de trabalho - As emoções
Ficha de trabalho - As emoçõesFicha de trabalho - As emoções
Ficha de trabalho - As emoções
 
A menina do chapelinho vermelho
 A menina do chapelinho vermelho A menina do chapelinho vermelho
A menina do chapelinho vermelho
 
Os sapatinhos encantados
Os sapatinhos encantadosOs sapatinhos encantados
Os sapatinhos encantados
 
Jogo de memória
Jogo de memóriaJogo de memória
Jogo de memória
 
Avaliação fluência e compreensão da leitura
Avaliação fluência e compreensão da leituraAvaliação fluência e compreensão da leitura
Avaliação fluência e compreensão da leitura
 
O rapaz do caixote de madeira
O rapaz do caixote de madeiraO rapaz do caixote de madeira
O rapaz do caixote de madeira
 

Último

A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxJosAurelioGoesChaves
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxHlioMachado1
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETODouglasVasconcelosMa
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURADouglasVasconcelosMa
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 

Como criar um projeto científico de investigação

  • 1. O projeto de investigação
  • 2. http://bibliotecaesfh.blogspot.pt/ http://penha-esfh.blogspot.pt/ Como criar um projeto científico Um projeto de investigação científica contribui com novos avanços para a ciência. A inves- tigação é uma forma organizada e objetiva de responder a uma questão. (…) Um projeto científico requer tempo e dedicação. Assim, antes de iniciares qualquer pro- jeto é necessário teres em mente o compromisso de tempo e trabalho que assumes ao embarcar neste tipo de investigações. A. Área de estudo: BIOLOGIA B. Temas 1. Importância da conservação dos alimentos. 1.1. Métodos tradicionais (fumagem, salga, e outros) e métodos industriais (pasteuriza- ção, liofilização, outros). 2. Aditivos alimentares (classes de aditivos, listagem de aditivos proibidos na União Euro- peia, utilização de rótulos de embalagens e sua descodificação). 2.1. Cuidados e ter na aquisição, armazenamento e manuseamento de alimentos (fres- cos e conservados). 3. Métodos atuais utilizados no aumento de produção de plantas e animais. 3.1. Referência obrigatória a: "reprodução seletiva", "cultura de tecidos", "micropropa- gação", "uso de hormonas", "uso de antibióticos". OGM / Organismos transgénicos (como se obtêm, vantagens e preocupações relativas à sua utilização na produção de alimentos). 4. Problemática do uso de biocidas e de métodos alternativos no controlo de pragas. 5. Poluição – conceitos introdutórios (referência obrigatória aos conceitos: poluição, po- luente, contaminação, contaminante, bioampliação, bioacumulação, toxicidade, dose fetal e efeito agudo crónico). 5.1. Poluição atmosférica (causas e consequências). 5.2. Poluição das águas (causas e consequências). ETAR.1 5.3. Poluição dos solos (causas e consequências). 2 5.3.1. Tratamento dos RSU. 1 Tema 6 2 Tema 7
  • 3. http://bibliotecaesfh.blogspot.pt/ http://penha-esfh.blogspot.pt/ 6. Crescimento da população humana e sustentabilidade. 6.1. Pegada ecológica. C. Colocar a ideia numa questão testável e formular uma hipótese 1. Para desenvolveres um projeto é necessário conheceres o “estado da arte”, ou seja, saberes o que já está estudado e feito na área que escolheste para estudar. Para tal, recomenda-se que:  Leias bibliografia científica sobre essa área.  Perguntes ao professor o que já foi estudado sobre o assunto. 2. Que artigos escolher?  Primeiro deves ler artigos de revisão, uma vez que te dão uma ideia geral do que já está investigado na área e examinam os resultados de vários artigos.  Depois deves recolher informação em artigos mais específicos, que reportam em primeiro lugar os resultados, métodos e dados.  Quando um artigo é citado muitas vezes deves dar-lhe especial atenção. Este trabalho prévio de estudo e leitura ajuda-te a perceber melhor a questão em que te queres focar. Uma vez solidificada é necessário redefini-la e aprofundar os pontos fulcrais de anteriores experiências feitas por outros grupos. Para finalizar deves procurar o teu pro- fessor ou um especialista na matéria de modo a que valide a tua questão e verifique se o teu trabalho é inovador, lógico e exequível. É necessário teres em conta as necessidades do teu trabalho de investigação, assim como os equipamentos necessários, o custo e o tempo que vais demorar. 3. Como procurar bibliografia científica A leitura de literatura científica representa uma parte crítica da conceção e execução de um projeto científico. 3.1. Fontes para procurar artigos científicos Ao iniciares o trabalho, um dos primeiros passos é encontrares e leres literatura cientí- fica relacionada com a tua área de interesse.
  • 4. http://bibliotecaesfh.blogspot.pt/ http://penha-esfh.blogspot.pt/ Para encontrares a melhor literatura científica deves usar meios de procura académicos. Existem muitos meios de procura académicos. Alguns focam-se numa única matéria, en- quanto outros abrangem vários campos científicos. Uns são livres e de acesso online, e outros são exclusivos das universidades e só podem ser consultados a partir dos respetivos campus universitários. A tabela que se segue apresenta alguns meios de procura recomendados: 4. Algumas sugestões para ajudar com os meios de pesquisa académica:  Lê os ficheiros de ajuda dos serviços para perceber como funcionam.  Tenta diferentes palavras-chaves de modo a encontrares as melhores combinações que restrinjam a tua pesquisa aos artigos que realmente te in- teressam.  Volta atrás e tenta uma pesquisa adicional usando a linguagem e os termos encontrados nos artigos já lidos. Os resultados dos meios de pesquisa académicos são resumos dos artigos que podes ler para determinar se o artigo é relevante para o teu trabalho ou não. Depois é necessá- rio encontrares uma cópia inteira do artigo que, muitas vezes, não está disponível online. Serviço académico de pesquisa URL Disciplinas Ficheiros de ajuda Google Scholar scholar.google.com Todas scholar.google.com/intl/en/scholar/help.html Scirus www.scirus.com Todas www.scirus.com/html/help/index.htm Pubmed www.ncbi.nlm.nih. gov/pubmed Ciências da Vida www.nlm.nih.gov/bsd/disted/pubmedtutorial National Agricultu- ral Library (AGRICO- LA) agrico- la.nal.usda.gov Agricultura agricola.nal.usda.gov/help/quicksearch.html Education Re- sources Information Center (ERIC) eric.ed.gov Educação eric.ed.gov/WebHelp/ApplicationHelp.htm
  • 5. http://bibliotecaesfh.blogspot.pt/ http://penha-esfh.blogspot.pt/ 4.1. Como conseguir uma cópia de um artigo científico. Uma vez encontrada a citação para o artigo de interesse, o próximo passo é conse- guires uma cópia do artigo. Alguns meios de pesquisa fornecem links para versões grá- tis do artigo. No caso de não existirem links para acesso livre tens as seguintes hipóteses:  Verifica a biblioteca escolar, a biblioteca municipal ou a da universidade. As instituições académicas subscrevem muitas vezes revistas científicas. Sendo essas bibliotecas acessíveis ao público, contacta-as e verifica se é possível usar os seus recursos.  Procura uma versão online disponível. Procura pelo título completo do artigo em meios de pesquisa regular como o Google ou o Yahoo. A pesquisa pode originar muitos resultados e um desses até poderá ser o artigo disponibilizado de forma gratuita.  Verifica a página online da revista em que o artigo foi publicado. Alguns artigos científicos estão disponíveis livremente online. Outros ficam disponíveis quando o artigo está publicado há mais de um ano.  Procura diretamente na página do primeiro ou do último autor. Por vezes, o primeiro ou último autor disponibiliza o pdf dos artigos para download nas suas páginas da internet.  Procura o artigo (pelo autor ou título) numa base de dados científica. Bases de dados URL Disciplinas arXiv arxiv.org/ Física, Matemática, Informáti- ca, Biologia, Finanças e Estatís- tica Public Library of Science (PLOS) www.plos.org/search.php Ciências da vida High Wire Press highwire.stanford.edu/lists/freeart.dtl Ciências da vida 4.2. Como procurar artigos antigos (pré-internet) Mesmo com todos os métodos anteriores, pode não ser possível encontrar uma cópia de
  • 6. http://bibliotecaesfh.blogspot.pt/ http://penha-esfh.blogspot.pt/ um artigo, particularmente se mais antigos, publicados antes dos conteúdos online se tor- narem uma realidade. Nesses casos existem outras maneiras de conseguir o artigo gra- tuitamente ou com custos reduzidos:  Contacta o autor via e-mail. O primeiro e o último autor do artigo são as me- lhores apostas para pedir o artigo em questão. Explica que pretendes fazer um projeto científico e pede o artigo diretamente ao autor. Sê simpático, educado e breve no teu e-mail.  Verifica as bibliotecas da escola local ou das universidades. As instituições académicas, como colégios e universidades, subscrevem muitas vezes revistas científicas. Sendo essas bibliotecas acessíveis ao público, contacta-as e verifica se é possível usares os seus recursos. 5. Escrever o outline do projeto Depois de formulares a questão, existe a necessidade de escreveres um outline do pro- jeto, ou seja, colocares no papel as ideias, as questões e as tarefas de modo a que possam ser avaliadas e melhoradas com o tempo. O passo seguinte é mostrares o outline ao teu professor, que te pode dar pontos de vista sobre os resultados previstos, reforçar os procedimentos experimentais ou dar outros con- selhos úteis. O outline é algo interativo e que está sempre em evolução. O primeiro esboço está lon- ge de ser o projeto final. 5.1. O outline deve incluir 5 secções: Introdução A introdução descreve o “estado da arte” ou seja, o que já se encontra feito sobre a matéria que vais estudar. Nesta descrição deves usar como referência os artigos que estudaste. No final deves colocar a questão para a qual queres obter resposta, explicar como preten- des chegar a essa resposta e quais as hipóteses que levantas. É importando ir citando os artigos científicos que usas à medida que vais escrevendo e listá-
  • 7. http://bibliotecaesfh.blogspot.pt/ http://penha-esfh.blogspot.pt/ los na bibliografia. Métodos Nesta secção deve constar uma lista das tarefas a realizar, ou seja, deves expor deta- lhadamente as observações que pretendes realizar. É importante, nesta fase, pensares e escreveres como vais avaliar e analisar os dados obti- dos (aprender a tratar os teus dados com fórmulas estatísticas, pensar que tipos de grá- ficos usar para apresentar os dados, etc.) Resultados esperados Nesta fase deves tentar prever o que vai acontecer na experiência e tentar perceber que resultados irás obter. Podes recorrer a imagens e tabelas do que será esperado obter e tentar interpretar esses dados. Relevância Explica a relevância do teu trabalho, isto é, a importância do teu projeto de investigação para o avanço da ciência no campo que estás a estudar. Bibliografia Nesta secção deves citar todas as fontes importantes que usaste na construção do pro- jeto. 6. Realizar o projeto O outline vai servir de guia para a realização do projeto. Durante o projeto é importante tomares notas detalhadas de tudo o que fazes. À medida que recolhes os dados é importante analisá-los e verificar se contribuem para responderes ao teu problema. Todos os dados são importantes. Ajudam-te a verificar se estás no caminho correto e, em alguns casos, podem contrariar a hipótese. Nesse caso é importante teres em mente que
  • 8. http://bibliotecaesfh.blogspot.pt/ http://penha-esfh.blogspot.pt/ não ter resultados também é um resultado. À medida que obténs dados podes sentir necessidade de mudar o procedimento e veri- ficares que o que tens usado não é o mais correto. 7. Apresentar os resultados Uma vez terminada a fase experimental e a análise de dados, chega o momento de apresentares os teus resultados. Podes fazê-lo oralmente (recorrendo a PowerPoint, des- dobráveis…), ou sobre a forma de artigo. Independentemente da maneira que apresentes o resultado final, os dados devem ser ex- postos num formato que seja usado e reconhecido pelos outros cientistas dentro da espe- cialidade, ou seja, deves usar uma linguagem científica. Em geral, gráficos, figuras e tabelas devem aparecer tal como nos artigos de revistas da área de estudo. O teu professor pode ser aqui um bom crítico e um excelente apoio. Tendo os dados juntos e prontos a apresentar, deves treinar as capacidades de apre- sentação e/ou rever toda a tua comunicação escrita. Os professores podem ajudar-te a me- lhorar a treinar a tua capacidade de escrita e oralidade, de modo a evitar que uma fraca co- municação enfraqueça um bom trabalho de investigação. D. Conclusões Resumo Um resumo é uma versão abreviada do projeto final. Normalmente aparece no início do artigo científico. Normalmente um resumo é constituído por: Introdução: Onde é descrito o porquê do projeto e porque é que as pessoas se devem interessar por ele. Explica algo que possa causar mudança de pensamento nas pessoas sobre algum assunto? Fez-se alguma descoberta ou desenvolveu-se um método melhor, mais rápido ou mais barato do que os existentes? É necessário motivar o leitor a ler o resumo até ao final e a ler o projeto por inteiro.  Objetivo: Identifica o problema que o trabalho resolve ou a hipótese que se está a investigar.
  • 9. http://bibliotecaesfh.blogspot.pt/ http://penha-esfh.blogspot.pt/  Procedimento: Quais são as abordagens que escolheste para investigar o teu problema. Não entres em detalhes acerca dos materiais, a não ser que sejam cruciais para o suces- so do mesmo. Descreve as variáveis mais importantes se tiveres espaço.  Resultados: Que respostas obtiveste? É necessário ser específico e usar dados con- cretos para descrever os resultados. Não uses termos vagos como “algum” ou “a maio- ria”.  Conclusões: Descreve a contribuição do trabalho para a área que estás a investigar. Conseguiste atingir os objetivos? Aspetos a evitar:  Termos demasiados técnicos.  Abreviaturas ou acrónimos que não sejam compreensíveis ou que não tenhas mencio- nado anteriormente.  Os resumos não devem ter bibliografia ou citações.  Os resumos não devem ter gráficos ou tabelas. Porque é que o resumo é importante? O resumo ajuda o leitor a perceber rapidamente se tem ou não interesse em ler o pro- jeto na totalidade. Consequentemente, para entusiasmar o público com o projeto deves escrever um resumo que consiga envolver quem o está a ler. Como o resumo é curto, cada secção deve conter uma ou duas frases longas. Assim, cada palavra é importante para descrever a mensagem. Se uma palavra é entediante ou vaga deves tentar encontrar outra que defina melhor o que estás a fazer. Se uma palavra não adiciona algo importante não deves usá-la. Mesmo com um texto curto deves realçar os pontos-chave, escrevendo-os em mais do que uma secção e de maneiras diferentes. Como respeitar o limite de palavras. A maioria dos autores concorda que é mais difícil escrever uma descrição curta do que uma longa. Uma dica é não estares preocupado com o limite de palavras no primeiro esboço. Deves apenas estar preocupado em escrever todos os pontos-chave. Começa depois a re- ler o rascunho e tira tudo o que está a mais ou repetido ou simplesmente não interessa.
  • 10. http://bibliotecaesfh.blogspot.pt/ http://penha-esfh.blogspot.pt/ Procura locais onde possas juntar frases. Volta a reler o resumo passado algum tempo. Com os olhos “limpos” consegues detetar mais locais onde podes cortar palavras ou fra- ses. Como criar um projeto científico (guião adaptado do site Kit do Mar, recursos para o ensino secundário, http://www.emepc.pt/pt/kit-do-mar/recursos/fichas)