Apresentação n.º3 A Europa nos séculos XIII a XIV 1516

202 visualizações

Publicada em

Módulo 2 - O dinamismo civilizacional da Europa nos séculos XII a XIV

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
202
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação n.º3 A Europa nos séculos XIII a XIV 1516

  1. 1. O dinamismo civilizacional da Europa nos séculos XIII e XIV O espaço português - a consolidação de um reino cristão ibérico
  2. 2. Aprendizagens • reconhecer na sociedade europeia fatores de coesão que se sobrepuseram às diversidades político-regionais • reconhecer o surto demográfico do século XIII, na expansão agrária e no desenvolvimento urbano • reconhecer o senhorio como quadro organizador da vida económica e social • compreender a especificidade da sociedade portuguesa • interpretar a afirmação do poder régio como elemento estruturante da coesão do país • compreender as atitudes e os quadros mentais que enformam a sociedade da época
  3. 3. Como se organizava um senhorio? • área territorial que pertence ao rei, a um senhor da nobreza ou do clero • o senhor detém poderes sobre a terra e os homens que nela habitam • identificam-se pela presença de um castelo ou mosteiro • os monarcas recompensam com terras por auxílio na guerra e na administração • estabelecimento de uma relação de dependência pessoal
  4. 4. Quais os poderes de um senhor? • comando militar (recrutar homens para a guerra e organizar expedições militares) • punição judicial (determina as penas e cobrava multas) • coação fiscal (pagamentos obrigatórios pelo uso de estruturas e passagens de mercadorias e pessoas) • imunidade (o rei ficava impedido de exercer funções militares, judiciais e fiscais nos senhorios)
  5. 5. Como se realizava a exploração económica? • os domínios senhoriais incluíam campos, vinha, pomares e bosques • na reserva do senhor os escravos, os servos e os colonos livres prestavam serviços gratuitos • nas restantes terras celebravam contratos de arrendamento com uma renda, em géneros ou dinheiro • a Igreja cobrava a dízima (10% da produção agrícola) a todos os proprietários
  6. 6. Como os senhores exerciam o seu poder? • direitos dominiais (rendas e trabalhos nas terras do senhor) • direitos senhoriais (obrigatoriedade de servir na guerra, multas judiciais ou pagamentos fiscais) • os homens livres eram obrigados a depender de um senhor • os servos tinham de prestar serviços gratuitos e obrigatórios e não podiam abandonar as terras • os escravos eram empregues em trabalhos domésticos e na agricultura • os assalariados viviam do aluguer do seu trabalho
  7. 7. Como se afirmaram as cidades e vilas concelhias? • integração de cidades muçulmanas no território após a Reconquista • movimentação da corte régia • acolher um bispo e possuir uma Sé Catedral • ressurgimento comercial • autonomia administrativa • isenções fiscais e judiciais • a criação de um concelho fazia-se através de uma carta de foral, outorgada pelo rei ou por um nobre
  8. 8. Como se exercia o poder num concelho? • exercido por homens livres, maiores de idade, que trabalhavam ou possuíam bens no concelho • a administração era exercida pela assembleia • decidiam sobre a distribuição de terras, o aproveitamento dos pastos e dos bosques, o exercício dos ofícios e o tabelamento dos preços • responsáveis pela higiene e a manutenção da concórdia e dos bons costumes • eleição dos magistrados
  9. 9. Quais os poderes do rei? • é o senhor mais rico e poderoso • nobres e clérigos eram vassalos • restantes habitantes eram súbditos • exigia rendas e impostos • o reino era tratado como se fosse um território privado • chefia militar • juiz supremo • cunhagem da moeda
  10. 10. Como exercia o seu poder? • Leis Gerais (imposição da mesma legislação a todos) • itinerância da corte • reforço dos poderes do chanceler • participação do Terceiro Estado nas Cortes • criação de concelhos • Leis da Desamortização • Confirmações Gerais • Inquirições

×