Processos emocionais

21.458 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
21.458
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11.441
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
341
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Processos emocionais

  1. 1. Os processos emocionais
  2. 2. QUESTÕES IMPORTANTES: <ul><li>O que é a emoção? </li></ul><ul><li>O que são processos emocionais? </li></ul><ul><li>Como se caracterizam emoções, sentimentos e afectos? </li></ul><ul><li>Qual a relação entre os processos emocionais e os processos cognitivos? </li></ul>
  3. 3. <ul><li>São processos omnipresentes nos seres humanos. </li></ul><ul><li>Os animais também têm emoções, mas no ser humano estas adquirem um carácter mais complexo, na medida em que se ligam aos valores e ideias, o que lhes dá um sentido diferente. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Manifestação de vivências de prazer/desprazer; </li></ul><ul><li>Alerta para perigos; </li></ul><ul><li>Estabelecimento de laços entre as pessoas; </li></ul><ul><li>Condicionam as nossas escolhas e decisões; </li></ul><ul><li>Captam a atenção dos outros sobre nós, confirmando ou infirmando o nosso discurso; </li></ul><ul><li>Informam-nos sobre o nosso estado interno; </li></ul><ul><li>Alteram o comportamento das pessoas com quem nos relacionamos. </li></ul>
  5. 5. COMO SERIA A VIDA HUMANA SEM EMOÇÕES?
  6. 6. <ul><li>A mente e a vida humanas ficariam mutiladas; </li></ul><ul><li>As emoções dão cor à vida , sem elas a vida seria muito insípida; </li></ul><ul><li>A interacção e a comunicação entre os indivíduos ficariam fortemente afectadas; </li></ul><ul><li>A forma como teríamos evoluído enquanto espécie teria sido completamente diferente. </li></ul><ul><li>Não seríamos capazes de raciocinar e decidir correcta e atempadamente na maioria das ocasiões; </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Descartes, no século XVII, na sua obra “As paixões da Alma”, </li></ul><ul><li>considera a existência de 6 tipos de emoções básicas: </li></ul><ul><li>Felicidade ou alegria </li></ul><ul><li>Tristeza </li></ul><ul><li>Amor </li></ul><ul><li>Ódio </li></ul><ul><li>Desejo </li></ul><ul><li>Admiração </li></ul><ul><li>Mas como muitos autores, antes e depois dele, faz uma separação entre </li></ul><ul><li>EMOÇÃO E RAZÃO </li></ul><ul><li>Como sendo dois domínios antagónicos, independentes entre si, sendo que a razão seria superior às emoções. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Através do estudo aprofundado de centenas de figuras de animais, observou uma alta similaridade na forma de exprimir as emoções entre os animais e o homem.  </li></ul><ul><li>Defendeu que as emoções são adaptativas , essenciais à sobrevivência e programadas pelo processo de selecção natural. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Defendeu que existe uma grande similaridade na expressão de certas emoções básicas, independentemente da cultura a que o indivíduo pertence. </li></ul><ul><li>Apresentou a noção de emoções básicas e catalogou-as: </li></ul><ul><ul><li>Alegria </li></ul></ul><ul><ul><li>Tristeza </li></ul></ul><ul><ul><li>Cólera </li></ul></ul><ul><ul><li>Medo </li></ul></ul><ul><ul><li>Espanto </li></ul></ul><ul><ul><li>Aversão </li></ul></ul><ul><li>Distinguiu uma dimensão fisiológica e uma dimensão comunicativa nas emoções. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Apesar deste estudo, só recentemente é que as moções merecem um efectivo e justo destaque na investigação científica. </li></ul><ul><li>No século XX, uma nova geração de cientistas mostra que nem a cognição é tão lógica e racional como se pensava, nem a emoção é tão ilógica e racional. </li></ul><ul><li>António Damásio </li></ul>
  11. 11. <ul><li>De e-movere </li></ul><ul><li>Sugere movimento, exteriorização, impulso para agir. </li></ul><ul><li>Processo transitório brusco e agudo desencadeado por uma percepção (externa ou interna) ou representação (real ou imaginária), </li></ul><ul><li>Caracterizado pela activação de processos neurovegetativos, em especial alterações glandulares, musculares, respiratórias, cardíacas e vasomotoras. </li></ul><ul><li>Que opera a um nível psíquico e neurológico </li></ul><ul><li>Não necessariamente consciente </li></ul><ul><li>Difícil de verbalizar </li></ul><ul><li>Poderoso instrumento de comunicação não verbal (expressão facial, inflexão da voz, postura do corpo) </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Tempo </li></ul><ul><li>Versatilidade </li></ul><ul><li>Intensidade variável </li></ul><ul><li>Traduzem-se numa tendência para agir, reflectindo alterações corporais e comportamentais. </li></ul><ul><li>Surgem a propósito de objectos </li></ul><ul><li>Polaridade </li></ul><ul><li>São reactivas/bruscas/inesperadas/não planeadas </li></ul><ul><li>Dependem da interpretação da realidade; decorrem de avaliações cognitivas nem sempre conscientes </li></ul><ul><li>São acompanhadas de reacções orgânicas e fisiológicas </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Emoções primárias ou universais </li></ul><ul><ul><li>São universais, ou seja, estão presentes em todas as culturas. Aparecem muito cedo na vida de cada ser humano. Assentam numa base inata, o seu aparecimento não depende da aprendizagem. Estão ligadas a processos neurais e fisiológicos específicos. Ex. espanto, medo, alegria </li></ul></ul><ul><li>Emoções secundárias ou sociais </li></ul><ul><ul><li>Associadas às relações sociais, nas quais os aspectos socioculturais são muito significativos. Constroem-se sobre as emoções primárias e implicam uma avaliação cognitiva das situações . Ex. vergonha </li></ul></ul><ul><li>Emoções de fundo </li></ul><ul><ul><li>Associadas a estados de ânimo que se exprimem, por exemplo em expressões como “andar triste”. </li></ul></ul>
  14. 14. EMOÇÕES, SENTIMENTOS E AFECTOS
  15. 15. <ul><li>Do latim affectus </li></ul><ul><li>Designa um estado ou disposição de espírito </li></ul><ul><li>Sensação subjectiva e imediata (positiva ou negativa) que o indivíduo experimenta em relação a um objecto, situação ou pessoa e que orienta o seu comportamento. </li></ul>

×