História A, 12º ano, Módulo 9, Unidade 1

2.887 visualizações

Publicada em

História A, 12º ano, Resumo do Módulo 9, Unidade 1

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.887
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
54
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

História A, 12º ano, Módulo 9, Unidade 1

  1. 1. O FIM DO MODELO SOVIÉTICO  A Era de Gorbatchev URSS – Anos 80:  Economia estagnada;  Corrupção na política;  Falta de liberdades;  Apoio financeiro aos países satélites;  Corrida ao armamento;  Mesmas figuras no poder há anos. 1985 – Gorbatchev  Perestroika (reestruturação económica): - Iniciativa privada; - Descentralização de economia; - Livre-concorrência (estimulo à produção)  Glasnost (transparência na política): - Contra a corrupção e a censura; - Aproximação ao Ocidente; - Eleições livres; - Diálogo para desarmamento (1987 – Tratado de Washington – Destruição das armas atómicas); - Libertação dos países de Leste do controlo soviético (1991 – Fim da URSS)  As mudanças nos países de Leste 1991 – Fim da URSS (Fim da Guerra Fria)  Fim do COMECON e do Pacto de Varsóvia  Libertação dos países de Leste Transição para a Democracia e para o Capitalismo Desorganizaçãoeconómicadospaísesde Leste (excetoRep.Checa,Polonia,Hungriae ex-RDA) Fim deste Bloco, e da sua influência, permitiu o reajustamentodo equilíbriode forças ao nível mundial: - E.U.A.: 1ª Potência Mundial - Tríade: E.U.A. – U.E. – Japão Falta de Investimento
  2. 2. OS PÓLOS DE DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO  A hegemonia dos E.U.A. E.U.A. – Potência Mundial  Iniciativa privada, incentivada e favorecida pelo Estado  Multinacionais por todo o Mundo  Setor terciário  Maior exportador de serviços do Mundo  Setor agrícola (Muito produtivo)  Exportações  Setor industrial (muito produtivo)  Reconversão profunda  Manufacturing Belt substituído pelo Sun Belt  Comércio  APEC (Cooperação Económica Ásia-Pacífico)  NAFTA (Livre circulação de capital e mercadorias entre E.U.A., Canada e México)  Tecnologia  Silicon Valley – Tecnopolos  Investimentos elevados na investigação científica  Político-Militar  Guerra do Golfo exibiu a superioridade militar dos E.U.A.  Japãoe U.E. nãolhesfaziam“frente”militarmenteumpordesinteresse e outropor falta de união  Investimento maciço no complexo industrial militar  Polícias do Mundo:  Imposição de sanções económicas  Reforçaram o papel da OTAN  Papel militar ativo  A União Europeia – 28 Membro atualmente 1957 – Tratado de Roma: CEE (Alemanha, França, Itália, Bélgica, Holanda e Luxemburgo) 1968 – União Aduaneira 1987 – Ato Único Europeu (mercado único) 1992 – Tratado de Maastricht (União Europeia):  União monetária (Moeda única em 1999);  Política externa, justiça e segurança comuns;  Criação da Cidadania Europeia. 1997 – Tratado de Amesterdão 2001 – Tratado de Nice (adaptação do funcionamento das instituições da U.E.)
  3. 3. 2004 – Tratado de Paris 2007 – Tratado de Lisboa Órgãos Fundamentais: Conselho Europeu; Comissão Europeia; Conselho da União; Tribunal Europeu; Parlamento Europeu. Instituições:  Tribunal de Justiça;  Tribunal de Contas;  Banco Central Europeu;  Banco Europeu de Investimentos;  Comité Económico e Social Europeu;  Comité das Regiões;  Provedor de Justiça Europeu;  Agências criadas pela U.E. para realizarem determinada função Critérios/Requisitos:  Pertencer à Europa (continente);  Respeitar os Direitos Humanos;  Estabilidade Politica (Democracia), Social e Económica;  Ausência de conflitos (Guerra). Alargamentos: 1973 - Reino Unido, Irlanda e Dinamarca 1981 – Grécia 1986 – Portugal e Espanha 1995 – Áustria, Finlândia e Suécia 2004 – Estónia, Letónia, Lituânia, Eslováquia, Eslovénia, Rep. Checa, Hungria e Polonia 2007 – Roménia e Bulgária 2013 - Croácia
  4. 4. Pedido de Adesão:  Sérvia  Macedónia (2004)  Turquia (1987)  Montenegro  Islândia  A Ásia Pacífico O Japão foi o primeiro país asiático a tornar-se numa potência mundial graças à ajuda americana, que permitiu o desenvolvimento tecnológico (base das suas exportações) e a estabilizaçãoe recuperaçãodaeconomianacional,e tambémgraçasàmão-de-obraqualificada, disciplinada (ausência de agitação laboral e muita dedicação as empresas) e barata. Este desenvolvimento do Japão considera-se a I Fase do crescimento económico da região da Ásia- Pacífico.A II Fase foi incentivadapeloêxitojaponês:osQuatroDragões (HongKong,Singapura, Taiwan e Coreia do Sul) foram denominados NPI (Novos Países Industrializados) e desenvolveramde acordocomo modeloque oJapãousoujá que estespaísesapresentavamas mesmas características que o Japão (Falta de terra arável, minérios, recursos energéticos e capital, e bastante mão de obra, barata e disciplinada). Assim,osQuatroDragões atraíram capitaisestrangeiros,adotarampolíticasprotecionistas, incentivaram a exportação (bem sucedido devido ao preços imbatíveis fruto da mão de obra baratíssima), e investiram no ensino, tornando assim a sua mão-de-obra qualificada. A III Fase deste crescimentodá-senoSudesteAsiático –Tailândia,Indonésia,Malásiae Filipinas(Seguidos da China). Estes países apresentavam, até aos anos 70, uma alta dependência da economia ocidental e umarivalidadedemasiada ferozentresi.Usufruindodariquezaemmatérias-primas, recursosenergéticose bensalimentares,aquandodoabrandamentodaeconomiaocidentalna década de 70, estespaísesprocuram alternativasatravésda Asean(organizaçãoeconómicado Sudeste asiático) que promovia a cooperação regional em vez da concorrência desmedida. A Asean (Tailândia, Malásia, Filipinas, Indonésia) propunha também a cooperação entre as 5 potênciasasiáticas(Japãoe osQuatroDragões):Aspotênciasexportamosbensmanufaturados e a tecnologiae investemnas reservaspetrolíferasemtroca dosbensprimáriosde quecarecem. A regiãodaÁsia-Pacificoregistaassimumcrescimentointegradodaregião,comumelevado volume de trocas inter-regionais,que levouàalteraçãoda balança da economiamundial antes baseadanatríade EUA - Europa– Japão,assimcomoumcrescimentodoPIBdospaísesasiáticos nunca atingido.Noentanto,frutodeste crescimentoexponencial,aÁsiaé aindahoje vítimade
  5. 5. gravesproblemaecológicos,sendoaregião maispoluídadoMundo,e problemassociaisdevido à mão-de-obrapobree explorada,que carece de liberdadescívicase que nãovê osseusDireitos Fundamentais assegurados.  A modernização da China China – Era Deng (Deng Xiaoping sucede Mao Tsé Tung) Zonas Económicas Especiais – Litoral capitalista e muito desenvolvido Interior Chinês – Socialista e menos desenvolvido Modelo de desenvolvimento (crescimento exponencial):  Muita mão-de-obra;  Baixos salários;  Subsídios estatais;  Investimentos externos (modernização da industria);  Exportação de mercadorias barata;  Descoletivização dos campos. Sistema político: Socialismo (Comunismo)  Partido único;  Controle estatal dos meios de produção;  Controle da natalidade;  Repressão aos opositores de regime;  Perseguição a grupos religiosos e nacionalistas (p.e. budistas no Tibete). Sistema económico: Capitalismo (nas ZEE’s)  Propriedade privada;  Aumento das diferenças sociais;  Investimentos/capitais estrangeiros;  Onda consumista;  Liberdade para viajar ao exterior. A PERMANÊNCIA DE FOCOS DE TENSÃO  África Subsariana Tendo em conta o passado colonial em que as fronteiras foram definidas artificialmente, aquandoda descolonizaçãoexistiamnomesmopaísdiferentesetnias,religiões,tribos,daíque tenhamexistidomuitosconflitospelopoderjáque não se conseguiaa alternânciado poder. O
  6. 6. território africano ainda se encontra subjugado aos interesses alheios nas riquezas naturais (ouro, petróleo e diamantes) naquilo a que se chama neocolonialismo. Além destes investimentos“desinteressados”,asONGrepresentamumpapel fundamentalatravésdaajuda que auxiliamnos campos no ensino, da saúde e da alimentação,apesar de estasnão serem as necessárias. Problemas da zona:  Pobreza;  Fome;  Doenças;  Conflitos armados;  Falta de instrução;  Dívidas;  Excesso de população;  Regimes autoritários;  Desrespeito dos Direitos Humanos;  Falta de investimentos e de capitais.  América Latina Nos anos 60 e 70, numa clara tentativa de desenvolvimento, os países da América Latina contraíram inúmeros empréstimosparainvestirnaindustrialização.Porém, estesempréstimos levaramaoaumentodadívidaexterna.Peranteafaltade pagamentoe comosjurosdemasiado elevados, os países credores viram-se obrigados a reescalonar a dívida já que era evidente a impossibilidade de pagamento. Estas dívidas vão fazer com que a situação económica e social deste território se agrave. Assim, nos anos 80 surgem as medidas de austeridade (contenção económica) como os despedimentos ou a redução dos salários e subsídios. Com estas medidas a inflação subiu incontrolavelmente. Surge assim no neoliberalismo para combater a crise económica (aposta nas exportações e associação a organizações de comércio livre). Com este sistema económico surgem as privatizações estatais e é incentivado o comércio o que proporciona melhorias na economia. No entanto as desigualdades mantêm-se e a pobreza é geral na América Latina. Além dos problemas económicos, a generalidade dos países da América Latina vive em situações de conflito (regimes autoritários, corrupção, narcotráfico, desrespeito dos Direitos Humanos, etc.).

×