SlideShare uma empresa Scribd logo
UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ Mãe ensinante
ALUNOS
To mar por base a teoria do amadurecimento pessoal elaborada por  Winnicott , objetivando reunir o que ele pôde pensar e evidenciar em sua prática clínica a respeito da relação mãe-bebê  e o processo de ensino-aprendizagem .  Buscar o modo como o autor entende esse sentimento materno.  Palavras-chave: ensinante, integração, cuidado, desenvolvimento. OBJETIVOS  :
ROTEIRO  : ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
BIOGRAFIA : Donald Woods Winnicott, o caçula de John Frederick  Winnicott e Elizabeth Martha Woods Winnicott,  Nasceu em  terça-feira, 7 de abril de 1896, O sobrenome da família deriva de "Winn", palavra  saxônica que  significa "amigo", e de "Cott", "casa".  Por ausência  do pai  cresceu rodeado por um exército de mulheres: mãe, irmãs, tias, babá, governanta, cozinheira, copeiras e as diversas parentes  (entrevista com Clare Winnicott: Neve, 1983).. Estudou vários anos em instituições tipicamente masculinas tais como a escola pública, a universidade e a Marinha Real  Aparentemente, detestava o som de sua própria voz - o legado de uma infância repleta de um número excessivo de mulheres  (Barbara Dockar-Drysdale, comunicação pessoal, 1º de outubro de 1994).  Quando começou a fazer programas de rádio, nos anos 40, vários ouvintes pensavam que se tratava de uma mulher, e a BBC recebeu cartas dirigidas à "Sra. Winnicott"  (Martin James, comunicação pessoal, 24 de novembro de 1991; cf. Casement, 1991).
Winnicott, no entanto, escreveu muito pouco sobre  a figura paterna; a maior parte de seu trabalho é  centrada apenas na mãe e no bebê. "Teve uma infância feliz. O jovem Winnicott teve uma posse especial da infância:  uma boneca chamada "Lily", que havia pertencido a  Kathleen, a mais nova de suas irmãs. Boneca essa que  exercitava  seus ataques simbólicos a suas irmães. Sendo o único filho homem da família, ele deveria ter se envolvido com os negócios de seu pai, mas ao invés disso desafiou as convenções e tornou-se  médico   em 1920e, depois,  psicanalista.   Escreveu poemas , participou de teatro amador, destacou-se cantando e tocando piano, praticou esportes como: natação e corrida  (Clare Winnicott, 1978).  Ele também se divertia muito com pequenos animais, e quando criança criava ratos, nos quais costumava observar a interação entre a mãe e os filhotes Em 1923, ele reconstruiria o cenário de sua infância, casando-se com uma mulher muito doente, que lhe trouxe vários anos de angústia e tormento.
Donald Woods Winnicott  - psicanalista inglês (Plymouth, 7 de abril de 1896 - 28 de janeiro de 1971) UMA DAS EDIÇÕES DE SEU LIVRO MANUSCRITO DE WINNICOTT
LIVROS PUBLICADOS EM PORTUGUÊS : • 1958a:  Da pediatria à psicanálise.  • 1964a:  A criança e seu mundo.  • 1965a:  A família e o desenvolvimento individual .  • 1965b:  O ambiente e os processos de maturação.  • 1971a:  O brincar e a realidade.  • 1971b:  Consultas terapêuticas em psiquiatria Infantil.  • 1977:  The Piggle: o relato do tratamento psicanalítico  de uma menina.  • 1984a:  Privação e delinquência.  • 1986a:  Holding e interpretação.  • 1986b:  Tudo começa em casa.  • 1987a:  Os bebés e suas mães .  • 1987b:  O gesto espontâneo.  • 1988:  Natureza humana.  • 1989a:  Explorações psicanalíticas.  • 1993a:  Conversando sobre crianças  [com os pais].  • 1996a:  Pensando sobre crianças.
hjhgjghjgjg BREVE  HISTÓRIA  DE ALGUMAS TEORIAS ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object]
Para Winnicott, cada ser humano traz um potencial inato para amadurecer, para se integrar; porém, o fato de essa tendência ser inata não garante que ela realmente vá ocorrer. Isto dependerá de um ambiente facilitador que forneça cuidados suficientemente bons, sendo que, no início, esse ambiente é representado pela mãe.  Esses cuidados dependem da necessidade de cada criança, pois cada ser humano responderá ao ambiente de forma própria, apresentando, a cada momento, condições, potencialidades e dificuldades diferentes.  É  necessário que ela perceba como fazer para satisfazê-lo e possa reconhecê-lo em suas particularidades . Winnicott afirma que, na base do complexo de sensações e sentimentos peculiares dessa fase, está um movimento regressivo da mãe na direção de suas próprias experiências enquanto bebê e das memórias acumuladas ao longo da vida, concernentes ao cuidado e proteção de crianças. CONCEITO
Na obra de Winnicott  (1979/1983; 1988/2002)  encontramos que a capacidade das mães em dedicar a seus filhos toda a atenção de que precisam, cria condições para a manifestação do sentimento de unidade entre duas pessoas.  Da relação saudável que ocorre entre a mãe e o bebé, emergem os fundamentos da constituição da pessoa e do desenvolvimento emocional-afetivo da criança.  Na visão winnicottiana, já nos primórdios da existência, é fundamental para a constituição do  self  o modo como a mãe coloca o bebê no colo e o carrega; dá-se, assim, a continuidade entre o inato, a realidade psíquica e um esquema corporal pessoal. Afirma que o “estado de preocupação materna primária” implica em uma regressão parcial por parte da mãe, a fim de identificar-se com o bebê e, assim, saber do que ele precisa, mas, ao mesmo tempo, ela mantém o seu lugar de adulta. É, ainda, um estado temporário, pois o bebê naturalmente passará da “dependência absoluta” para a “dependência relativa”, o que é essencial para o seu amadurecimento.
FASES  : A dependência absoluta  -  refere-se ao fato de o bebé  Depender inteiramente da mãe para ser e para realizar  sua tendência inata à integração em uma unidade. que  esse processo está em curso e, a partir daí, algumas  mudanças se insinuam.  A dependência relativa  -  pode se tornar consciente da necessidade  dos detalhes do cuidado maternal e relacioná-los, numa dimensão crescente, a impulsos pessoais. Na progressão da dependência absoluta até a relativa ,  Winnicott (1988/2002)  definiu três fases  principais: 1  –  integração  (transformação dos vários ‘núcleos’ de ego  num todo razoavelmente organizado);  2  –  personalização   (integração psique – soma, o eu e o corpo  formando um todo);  3 –  relações objetivas  (realização)  - a apreciação do tempo e do espaço e de outros aspectos da realidade – numa palavra, a realização.
FASES  : O holding  é necessário desde a dependência absoluta até a autonomia do bebê,  quando os espaços psíquicos entre este e sua mãe já estão perfeitamente distintos. nesse período de  dependência relativa  que o bebé vive estados de integração e não integração, forma conceitos de eu e não – eu, mundo externo e interno, estágio de concernimento,  Independência relativa -  o bebé desenvolve meios para poder prescindir do cuidado maternal. Isto é conseguido mediante a acumulação de memórias de maternagem, da projecção de necessidades pessoais e da introjeção dos detalhes do cuidado maternal, com o desenvolvimento da confiança no ambiente. É importante ressaltar que, segundo Winnicott,  A independência  -  nunca é absoluta.  O indivíduo sadio não se torna isolado, mas se relaciona com o  ambiente de tal modo que pode se dizer que ambos se tornam  interdependentes.
EXEMPLOS  TEXTOS :
EXEMPLOS  -  PRÁTICA : ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
CONSIDERAÇÕES  FINAIS : ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
REFERÊNCIAS  BIBLIOGRÁFICAS D.W.Winnicott -  Um Retrato Biográfico",  de Brett Kahr Exodus Editora, Rio de Janeiro, 1998. Resenha de Donald W. Winnicott ,O Gesto Espontâneo(Cartas selecionadas de Winnicott), São Paulo, Martins Fontes Ed., 1990, 178 p Amador, Salete Monteiro –  A importância dos cuidados maternos nos primeiros meses de vida do bebê  - www.sermelhor.com.br; acesso em 09/01/2009 http://pt.wikipedia.org/wiki/Donald_Woods_Winnicott"  Lima,Taís Aparecida Costa,  Mãe: A Primeira Ensinante. Uma visão psicopedagógica;  UNIFIEO,

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Psicologia: Diferentes Abordagens
Psicologia: Diferentes AbordagensPsicologia: Diferentes Abordagens
Psicologia: Diferentes Abordagens
Bruno Carrasco
 
Freud e o Desenvolvimento Psicossexual
Freud e o Desenvolvimento PsicossexualFreud e o Desenvolvimento Psicossexual
Freud e o Desenvolvimento Psicossexual
Jorge Barbosa
 
Piscanáliseducação
PiscanáliseducaçãoPiscanáliseducação
Piscanáliseducação
Wagner da Matta
 
Introdução À Psicanálise
Introdução À PsicanáliseIntrodução À Psicanálise
Introdução À Psicanálise
psicologiaisecensa
 
Fases do desenvolvimento de acordo com a Teoria de Freud
Fases do desenvolvimento  de acordo com a Teoria de FreudFases do desenvolvimento  de acordo com a Teoria de Freud
Fases do desenvolvimento de acordo com a Teoria de Freud
Lucas Vinícius
 
Aula sobre Psicanalise/Freud - FPE
Aula sobre Psicanalise/Freud - FPEAula sobre Psicanalise/Freud - FPE
Aula sobre Psicanalise/Freud - FPE
Rodrigo Castro
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
ruibraz
 
Psicologia humanista
Psicologia humanistaPsicologia humanista
Psicologia humanista
Juliermeson Morais
 
HENRI WALLON
HENRI WALLONHENRI WALLON
HENRI WALLON
LIMA, Alan Lucas de
 
Psicodrama e dinamica_de_grupo
Psicodrama e dinamica_de_grupoPsicodrama e dinamica_de_grupo
Psicodrama e dinamica_de_grupo
Ivo Fonseca
 
Psicanalise Ontem Psicanalise Hoje
Psicanalise Ontem Psicanalise HojePsicanalise Ontem Psicanalise Hoje
Psicanalise Ontem Psicanalise Hoje
ciacinco
 
Psicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund Freud
Psicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund FreudPsicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund Freud
Psicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund Freud
Isabella Ruas
 
Psicologia hospitalar
Psicologia hospitalarPsicologia hospitalar
Psicologia hospitalar
GEDRBRASIL_ESTUDANDORARAS
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
Thiago de Almeida
 
Ansiedade
AnsiedadeAnsiedade
O Brincar e o desenvolvimento infantil para Winnicott
O Brincar e o desenvolvimento infantil para WinnicottO Brincar e o desenvolvimento infantil para Winnicott
O Brincar e o desenvolvimento infantil para Winnicott
Maylu Souza
 
Intervenção em crises
Intervenção em crisesIntervenção em crises
Intervenção em crises
Aroldo Gavioli
 
2. freud e o inconsciente
2. freud e o inconsciente2. freud e o inconsciente
2. freud e o inconsciente
norberto faria
 
Freud
FreudFreud
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
Marcela Montalvão Teti
 

Mais procurados (20)

Psicologia: Diferentes Abordagens
Psicologia: Diferentes AbordagensPsicologia: Diferentes Abordagens
Psicologia: Diferentes Abordagens
 
Freud e o Desenvolvimento Psicossexual
Freud e o Desenvolvimento PsicossexualFreud e o Desenvolvimento Psicossexual
Freud e o Desenvolvimento Psicossexual
 
Piscanáliseducação
PiscanáliseducaçãoPiscanáliseducação
Piscanáliseducação
 
Introdução À Psicanálise
Introdução À PsicanáliseIntrodução À Psicanálise
Introdução À Psicanálise
 
Fases do desenvolvimento de acordo com a Teoria de Freud
Fases do desenvolvimento  de acordo com a Teoria de FreudFases do desenvolvimento  de acordo com a Teoria de Freud
Fases do desenvolvimento de acordo com a Teoria de Freud
 
Aula sobre Psicanalise/Freud - FPE
Aula sobre Psicanalise/Freud - FPEAula sobre Psicanalise/Freud - FPE
Aula sobre Psicanalise/Freud - FPE
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
 
Psicologia humanista
Psicologia humanistaPsicologia humanista
Psicologia humanista
 
HENRI WALLON
HENRI WALLONHENRI WALLON
HENRI WALLON
 
Psicodrama e dinamica_de_grupo
Psicodrama e dinamica_de_grupoPsicodrama e dinamica_de_grupo
Psicodrama e dinamica_de_grupo
 
Psicanalise Ontem Psicanalise Hoje
Psicanalise Ontem Psicanalise HojePsicanalise Ontem Psicanalise Hoje
Psicanalise Ontem Psicanalise Hoje
 
Psicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund Freud
Psicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund FreudPsicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund Freud
Psicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund Freud
 
Psicologia hospitalar
Psicologia hospitalarPsicologia hospitalar
Psicologia hospitalar
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
 
Ansiedade
AnsiedadeAnsiedade
Ansiedade
 
O Brincar e o desenvolvimento infantil para Winnicott
O Brincar e o desenvolvimento infantil para WinnicottO Brincar e o desenvolvimento infantil para Winnicott
O Brincar e o desenvolvimento infantil para Winnicott
 
Intervenção em crises
Intervenção em crisesIntervenção em crises
Intervenção em crises
 
2. freud e o inconsciente
2. freud e o inconsciente2. freud e o inconsciente
2. freud e o inconsciente
 
Freud
FreudFreud
Freud
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
 

Semelhante a Winnicott - MÃE ENSINANTE

Aula familia (Professora Maria Cecilia)
Aula familia (Professora Maria Cecilia)Aula familia (Professora Maria Cecilia)
Aula familia (Professora Maria Cecilia)
Caio Grimberg
 
Relações precoces
Relações precocesRelações precoces
Relações precoces
norberto faria
 
Curso Teoria do Apego
Curso Teoria do ApegoCurso Teoria do Apego
Curso Teoria do Apego
Espaço da Mente
 
O Brincar e O Desenvolvimento Infantil para Winnicott.ppt
O Brincar e O Desenvolvimento Infantil para Winnicott.pptO Brincar e O Desenvolvimento Infantil para Winnicott.ppt
O Brincar e O Desenvolvimento Infantil para Winnicott.ppt
AlineBenedito2
 
Dh1winnicott 131205140258-phpapp02
Dh1winnicott 131205140258-phpapp02Dh1winnicott 131205140258-phpapp02
Dh1winnicott 131205140258-phpapp02
Rosa Bastos
 
Adolescentes e deliquência - apresentação.pptx
Adolescentes e deliquência - apresentação.pptxAdolescentes e deliquência - apresentação.pptx
Adolescentes e deliquência - apresentação.pptx
AnaPaulaHoroback
 
Concepção de infancia
Concepção de infanciaConcepção de infancia
Concepção de infancia
Fatinha Bretas
 
Autismo
AutismoAutismo
Autismo
Eduardo Beck
 
Educação infantil
Educação infantilEducação infantil
Educação infantil
Clarice-Borges
 
Winiccot
WiniccotWiniccot
Desenvolvimento Spitz
Desenvolvimento SpitzDesenvolvimento Spitz
(Estudo sobre a teoria do desenvolvimento emocional) D. W. Winnicott - O ambi...
(Estudo sobre a teoria do desenvolvimento emocional) D. W. Winnicott - O ambi...(Estudo sobre a teoria do desenvolvimento emocional) D. W. Winnicott - O ambi...
(Estudo sobre a teoria do desenvolvimento emocional) D. W. Winnicott - O ambi...
juniioredson7
 
Antero narciso t2 1500971
Antero narciso t2 1500971Antero narciso t2 1500971
Antero narciso t2 1500971
anteronarciso
 
O BRINCAR PARA WINNICOTT 2015 aula 2.pptx
O BRINCAR PARA WINNICOTT  2015 aula 2.pptxO BRINCAR PARA WINNICOTT  2015 aula 2.pptx
O BRINCAR PARA WINNICOTT 2015 aula 2.pptx
LeilyaneMasson1
 
xO Espaço Potencial - Winnicott.pdf
xO Espaço Potencial - Winnicott.pdfxO Espaço Potencial - Winnicott.pdf
xO Espaço Potencial - Winnicott.pdf
ssuser6da5c9
 
Monografia Rozineide Pedagogia 2009
Monografia Rozineide Pedagogia 2009Monografia Rozineide Pedagogia 2009
Monografia Rozineide Pedagogia 2009
Biblioteca Campus VII
 
07082021020126-quarto.dia.a.historia.social.da.infancia.pdf
07082021020126-quarto.dia.a.historia.social.da.infancia.pdf07082021020126-quarto.dia.a.historia.social.da.infancia.pdf
07082021020126-quarto.dia.a.historia.social.da.infancia.pdf
RicardoGabriel55
 
Winnicott e melanie klein
Winnicott e melanie kleinWinnicott e melanie klein
Winnicott e melanie klein
Lucia Pissolatti
 
Aspectos do desenvolvimento na infância e a formação do vínculo
Aspectos do desenvolvimento na infância e a formação do vínculoAspectos do desenvolvimento na infância e a formação do vínculo
Aspectos do desenvolvimento na infância e a formação do vínculo
Silvia Marina Anaruma
 
Módulo 16 as fases da vida: relação entre família e sociedade
Módulo 16   as fases da vida: relação entre família e sociedadeMódulo 16   as fases da vida: relação entre família e sociedade
Módulo 16 as fases da vida: relação entre família e sociedade
Pibid-Letras Córdula
 

Semelhante a Winnicott - MÃE ENSINANTE (20)

Aula familia (Professora Maria Cecilia)
Aula familia (Professora Maria Cecilia)Aula familia (Professora Maria Cecilia)
Aula familia (Professora Maria Cecilia)
 
Relações precoces
Relações precocesRelações precoces
Relações precoces
 
Curso Teoria do Apego
Curso Teoria do ApegoCurso Teoria do Apego
Curso Teoria do Apego
 
O Brincar e O Desenvolvimento Infantil para Winnicott.ppt
O Brincar e O Desenvolvimento Infantil para Winnicott.pptO Brincar e O Desenvolvimento Infantil para Winnicott.ppt
O Brincar e O Desenvolvimento Infantil para Winnicott.ppt
 
Dh1winnicott 131205140258-phpapp02
Dh1winnicott 131205140258-phpapp02Dh1winnicott 131205140258-phpapp02
Dh1winnicott 131205140258-phpapp02
 
Adolescentes e deliquência - apresentação.pptx
Adolescentes e deliquência - apresentação.pptxAdolescentes e deliquência - apresentação.pptx
Adolescentes e deliquência - apresentação.pptx
 
Concepção de infancia
Concepção de infanciaConcepção de infancia
Concepção de infancia
 
Autismo
AutismoAutismo
Autismo
 
Educação infantil
Educação infantilEducação infantil
Educação infantil
 
Winiccot
WiniccotWiniccot
Winiccot
 
Desenvolvimento Spitz
Desenvolvimento SpitzDesenvolvimento Spitz
Desenvolvimento Spitz
 
(Estudo sobre a teoria do desenvolvimento emocional) D. W. Winnicott - O ambi...
(Estudo sobre a teoria do desenvolvimento emocional) D. W. Winnicott - O ambi...(Estudo sobre a teoria do desenvolvimento emocional) D. W. Winnicott - O ambi...
(Estudo sobre a teoria do desenvolvimento emocional) D. W. Winnicott - O ambi...
 
Antero narciso t2 1500971
Antero narciso t2 1500971Antero narciso t2 1500971
Antero narciso t2 1500971
 
O BRINCAR PARA WINNICOTT 2015 aula 2.pptx
O BRINCAR PARA WINNICOTT  2015 aula 2.pptxO BRINCAR PARA WINNICOTT  2015 aula 2.pptx
O BRINCAR PARA WINNICOTT 2015 aula 2.pptx
 
xO Espaço Potencial - Winnicott.pdf
xO Espaço Potencial - Winnicott.pdfxO Espaço Potencial - Winnicott.pdf
xO Espaço Potencial - Winnicott.pdf
 
Monografia Rozineide Pedagogia 2009
Monografia Rozineide Pedagogia 2009Monografia Rozineide Pedagogia 2009
Monografia Rozineide Pedagogia 2009
 
07082021020126-quarto.dia.a.historia.social.da.infancia.pdf
07082021020126-quarto.dia.a.historia.social.da.infancia.pdf07082021020126-quarto.dia.a.historia.social.da.infancia.pdf
07082021020126-quarto.dia.a.historia.social.da.infancia.pdf
 
Winnicott e melanie klein
Winnicott e melanie kleinWinnicott e melanie klein
Winnicott e melanie klein
 
Aspectos do desenvolvimento na infância e a formação do vínculo
Aspectos do desenvolvimento na infância e a formação do vínculoAspectos do desenvolvimento na infância e a formação do vínculo
Aspectos do desenvolvimento na infância e a formação do vínculo
 
Módulo 16 as fases da vida: relação entre família e sociedade
Módulo 16   as fases da vida: relação entre família e sociedadeMódulo 16   as fases da vida: relação entre família e sociedade
Módulo 16 as fases da vida: relação entre família e sociedade
 

Mais de Aclecio Dantas

Henri wallon - AFETIVIDADE
Henri wallon - AFETIVIDADEHenri wallon - AFETIVIDADE
Henri wallon - AFETIVIDADE
Aclecio Dantas
 
DANÇA ARTE E EDUCAÇÃO
DANÇA ARTE E EDUCAÇÃODANÇA ARTE E EDUCAÇÃO
DANÇA ARTE E EDUCAÇÃO
Aclecio Dantas
 
DEFINIÇÕES DE ARTE
DEFINIÇÕES DE ARTEDEFINIÇÕES DE ARTE
DEFINIÇÕES DE ARTE
Aclecio Dantas
 
ESTRUTURA DE TRABALHOS ACADÊMICOS
ESTRUTURA DE TRABALHOS ACADÊMICOSESTRUTURA DE TRABALHOS ACADÊMICOS
ESTRUTURA DE TRABALHOS ACADÊMICOS
Aclecio Dantas
 
A FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA
A FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLAA FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA
A FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA
Aclecio Dantas
 
PIAGET
PIAGETPIAGET
Teoria do apego john bowlby
Teoria do apego    john bowlbyTeoria do apego    john bowlby
Teoria do apego john bowlby
Aclecio Dantas
 
PIAGET - CONSTRUÇÃODO CONHECIMENTO
PIAGET - CONSTRUÇÃODO CONHECIMENTOPIAGET - CONSTRUÇÃODO CONHECIMENTO
PIAGET - CONSTRUÇÃODO CONHECIMENTO
Aclecio Dantas
 
PIAGET - CONSTRUÇÃODO CONHECIMENTO
PIAGET - CONSTRUÇÃODO CONHECIMENTOPIAGET - CONSTRUÇÃODO CONHECIMENTO
PIAGET - CONSTRUÇÃODO CONHECIMENTO
Aclecio Dantas
 
Psic. do desenvolvimento 2
Psic. do desenvolvimento  2 Psic. do desenvolvimento  2
Psic. do desenvolvimento 2
Aclecio Dantas
 
Psicologia Do Desenvolvimento
Psicologia Do DesenvolvimentoPsicologia Do Desenvolvimento
Psicologia Do Desenvolvimento
Aclecio Dantas
 
Psic Do Desenvolvimento 2
Psic  Do Desenvolvimento  2Psic  Do Desenvolvimento  2
Psic Do Desenvolvimento 2
Aclecio Dantas
 
Pensamentos e reflexões em 2011
Pensamentos e reflexões em 2011Pensamentos e reflexões em 2011
Pensamentos e reflexões em 2011
Aclecio Dantas
 

Mais de Aclecio Dantas (13)

Henri wallon - AFETIVIDADE
Henri wallon - AFETIVIDADEHenri wallon - AFETIVIDADE
Henri wallon - AFETIVIDADE
 
DANÇA ARTE E EDUCAÇÃO
DANÇA ARTE E EDUCAÇÃODANÇA ARTE E EDUCAÇÃO
DANÇA ARTE E EDUCAÇÃO
 
DEFINIÇÕES DE ARTE
DEFINIÇÕES DE ARTEDEFINIÇÕES DE ARTE
DEFINIÇÕES DE ARTE
 
ESTRUTURA DE TRABALHOS ACADÊMICOS
ESTRUTURA DE TRABALHOS ACADÊMICOSESTRUTURA DE TRABALHOS ACADÊMICOS
ESTRUTURA DE TRABALHOS ACADÊMICOS
 
A FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA
A FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLAA FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA
A FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA
 
PIAGET
PIAGETPIAGET
PIAGET
 
Teoria do apego john bowlby
Teoria do apego    john bowlbyTeoria do apego    john bowlby
Teoria do apego john bowlby
 
PIAGET - CONSTRUÇÃODO CONHECIMENTO
PIAGET - CONSTRUÇÃODO CONHECIMENTOPIAGET - CONSTRUÇÃODO CONHECIMENTO
PIAGET - CONSTRUÇÃODO CONHECIMENTO
 
PIAGET - CONSTRUÇÃODO CONHECIMENTO
PIAGET - CONSTRUÇÃODO CONHECIMENTOPIAGET - CONSTRUÇÃODO CONHECIMENTO
PIAGET - CONSTRUÇÃODO CONHECIMENTO
 
Psic. do desenvolvimento 2
Psic. do desenvolvimento  2 Psic. do desenvolvimento  2
Psic. do desenvolvimento 2
 
Psicologia Do Desenvolvimento
Psicologia Do DesenvolvimentoPsicologia Do Desenvolvimento
Psicologia Do Desenvolvimento
 
Psic Do Desenvolvimento 2
Psic  Do Desenvolvimento  2Psic  Do Desenvolvimento  2
Psic Do Desenvolvimento 2
 
Pensamentos e reflexões em 2011
Pensamentos e reflexões em 2011Pensamentos e reflexões em 2011
Pensamentos e reflexões em 2011
 

Último

cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
SthafaniHussin1
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 

Último (20)

cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdfAULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
AULA-001---AS-CELULAS_5546dad041b949bbb7b1f0fa841a6d1f.pdf
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 

Winnicott - MÃE ENSINANTE

  • 1. UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ Mãe ensinante
  • 3. To mar por base a teoria do amadurecimento pessoal elaborada por Winnicott , objetivando reunir o que ele pôde pensar e evidenciar em sua prática clínica a respeito da relação mãe-bebê e o processo de ensino-aprendizagem . Buscar o modo como o autor entende esse sentimento materno. Palavras-chave: ensinante, integração, cuidado, desenvolvimento. OBJETIVOS :
  • 4.
  • 5. BIOGRAFIA : Donald Woods Winnicott, o caçula de John Frederick Winnicott e Elizabeth Martha Woods Winnicott, Nasceu em terça-feira, 7 de abril de 1896, O sobrenome da família deriva de "Winn", palavra saxônica que significa "amigo", e de "Cott", "casa". Por ausência do pai cresceu rodeado por um exército de mulheres: mãe, irmãs, tias, babá, governanta, cozinheira, copeiras e as diversas parentes (entrevista com Clare Winnicott: Neve, 1983).. Estudou vários anos em instituições tipicamente masculinas tais como a escola pública, a universidade e a Marinha Real Aparentemente, detestava o som de sua própria voz - o legado de uma infância repleta de um número excessivo de mulheres (Barbara Dockar-Drysdale, comunicação pessoal, 1º de outubro de 1994). Quando começou a fazer programas de rádio, nos anos 40, vários ouvintes pensavam que se tratava de uma mulher, e a BBC recebeu cartas dirigidas à "Sra. Winnicott" (Martin James, comunicação pessoal, 24 de novembro de 1991; cf. Casement, 1991).
  • 6. Winnicott, no entanto, escreveu muito pouco sobre a figura paterna; a maior parte de seu trabalho é centrada apenas na mãe e no bebê. "Teve uma infância feliz. O jovem Winnicott teve uma posse especial da infância: uma boneca chamada "Lily", que havia pertencido a Kathleen, a mais nova de suas irmãs. Boneca essa que exercitava seus ataques simbólicos a suas irmães. Sendo o único filho homem da família, ele deveria ter se envolvido com os negócios de seu pai, mas ao invés disso desafiou as convenções e tornou-se médico em 1920e, depois, psicanalista. Escreveu poemas , participou de teatro amador, destacou-se cantando e tocando piano, praticou esportes como: natação e corrida (Clare Winnicott, 1978). Ele também se divertia muito com pequenos animais, e quando criança criava ratos, nos quais costumava observar a interação entre a mãe e os filhotes Em 1923, ele reconstruiria o cenário de sua infância, casando-se com uma mulher muito doente, que lhe trouxe vários anos de angústia e tormento.
  • 7. Donald Woods Winnicott - psicanalista inglês (Plymouth, 7 de abril de 1896 - 28 de janeiro de 1971) UMA DAS EDIÇÕES DE SEU LIVRO MANUSCRITO DE WINNICOTT
  • 8. LIVROS PUBLICADOS EM PORTUGUÊS : • 1958a: Da pediatria à psicanálise. • 1964a: A criança e seu mundo. • 1965a: A família e o desenvolvimento individual . • 1965b: O ambiente e os processos de maturação. • 1971a: O brincar e a realidade. • 1971b: Consultas terapêuticas em psiquiatria Infantil. • 1977: The Piggle: o relato do tratamento psicanalítico de uma menina. • 1984a: Privação e delinquência. • 1986a: Holding e interpretação. • 1986b: Tudo começa em casa. • 1987a: Os bebés e suas mães . • 1987b: O gesto espontâneo. • 1988: Natureza humana. • 1989a: Explorações psicanalíticas. • 1993a: Conversando sobre crianças [com os pais]. • 1996a: Pensando sobre crianças.
  • 9.
  • 10.
  • 11. Para Winnicott, cada ser humano traz um potencial inato para amadurecer, para se integrar; porém, o fato de essa tendência ser inata não garante que ela realmente vá ocorrer. Isto dependerá de um ambiente facilitador que forneça cuidados suficientemente bons, sendo que, no início, esse ambiente é representado pela mãe. Esses cuidados dependem da necessidade de cada criança, pois cada ser humano responderá ao ambiente de forma própria, apresentando, a cada momento, condições, potencialidades e dificuldades diferentes. É necessário que ela perceba como fazer para satisfazê-lo e possa reconhecê-lo em suas particularidades . Winnicott afirma que, na base do complexo de sensações e sentimentos peculiares dessa fase, está um movimento regressivo da mãe na direção de suas próprias experiências enquanto bebê e das memórias acumuladas ao longo da vida, concernentes ao cuidado e proteção de crianças. CONCEITO
  • 12. Na obra de Winnicott (1979/1983; 1988/2002) encontramos que a capacidade das mães em dedicar a seus filhos toda a atenção de que precisam, cria condições para a manifestação do sentimento de unidade entre duas pessoas. Da relação saudável que ocorre entre a mãe e o bebé, emergem os fundamentos da constituição da pessoa e do desenvolvimento emocional-afetivo da criança. Na visão winnicottiana, já nos primórdios da existência, é fundamental para a constituição do self o modo como a mãe coloca o bebê no colo e o carrega; dá-se, assim, a continuidade entre o inato, a realidade psíquica e um esquema corporal pessoal. Afirma que o “estado de preocupação materna primária” implica em uma regressão parcial por parte da mãe, a fim de identificar-se com o bebê e, assim, saber do que ele precisa, mas, ao mesmo tempo, ela mantém o seu lugar de adulta. É, ainda, um estado temporário, pois o bebê naturalmente passará da “dependência absoluta” para a “dependência relativa”, o que é essencial para o seu amadurecimento.
  • 13. FASES : A dependência absoluta - refere-se ao fato de o bebé Depender inteiramente da mãe para ser e para realizar sua tendência inata à integração em uma unidade. que esse processo está em curso e, a partir daí, algumas mudanças se insinuam. A dependência relativa - pode se tornar consciente da necessidade dos detalhes do cuidado maternal e relacioná-los, numa dimensão crescente, a impulsos pessoais. Na progressão da dependência absoluta até a relativa , Winnicott (1988/2002) definiu três fases principais: 1 – integração (transformação dos vários ‘núcleos’ de ego num todo razoavelmente organizado); 2 – personalização (integração psique – soma, o eu e o corpo formando um todo); 3 – relações objetivas (realização) - a apreciação do tempo e do espaço e de outros aspectos da realidade – numa palavra, a realização.
  • 14. FASES : O holding é necessário desde a dependência absoluta até a autonomia do bebê, quando os espaços psíquicos entre este e sua mãe já estão perfeitamente distintos. nesse período de dependência relativa que o bebé vive estados de integração e não integração, forma conceitos de eu e não – eu, mundo externo e interno, estágio de concernimento, Independência relativa - o bebé desenvolve meios para poder prescindir do cuidado maternal. Isto é conseguido mediante a acumulação de memórias de maternagem, da projecção de necessidades pessoais e da introjeção dos detalhes do cuidado maternal, com o desenvolvimento da confiança no ambiente. É importante ressaltar que, segundo Winnicott, A independência - nunca é absoluta. O indivíduo sadio não se torna isolado, mas se relaciona com o ambiente de tal modo que pode se dizer que ambos se tornam interdependentes.
  • 16.
  • 17.
  • 18. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS D.W.Winnicott - Um Retrato Biográfico", de Brett Kahr Exodus Editora, Rio de Janeiro, 1998. Resenha de Donald W. Winnicott ,O Gesto Espontâneo(Cartas selecionadas de Winnicott), São Paulo, Martins Fontes Ed., 1990, 178 p Amador, Salete Monteiro – A importância dos cuidados maternos nos primeiros meses de vida do bebê - www.sermelhor.com.br; acesso em 09/01/2009 http://pt.wikipedia.org/wiki/Donald_Woods_Winnicott" Lima,Taís Aparecida Costa, Mãe: A Primeira Ensinante. Uma visão psicopedagógica; UNIFIEO,